Page 1

Por HUDSON CUNHA1

! $

!

%

&

"

'

"(

) +*

* $ $ ,

#

$

-.

*

!

/

0 !

%

&

%

1 *

$

1 !

%

&

'

-

* 4

% %

+ % 1 *

2

,

1

1

!

!3& % *

/

*

-

0

5

)

$

%

% 7898: :

6 *

-

:

1

(

;6

(

$"

1

*

!

Advogado de movimentos sociais e do Escritório Correspondente da Região Geoeconômica do Distrito Federal e Entorno, que tem o site: www.distritofederal.adv.br, onde consta este e outros textos do referido advogado. 2 Fizemos este texto, após termos constatado que muitos dos professores de informática primam por serem simplistas e poucos didáticos ao explicar as tarefas necessárias para se obter resultados satisfatórios no uso computador. Tal prática precisa ser superada, senão seremos prejudicados com a não aprendizagem. Especialistas em informática, como em diversos outros segmentos do conhecimento, parecem se complicar com termos técnicos e tergiversações que dificultam a aprendizagem ao invés de facilitá-la. Quantos livros de informática a gente não consegue passar das primeiras páginas? Talvez, por nossa experiência, como professor de matemática (matéria esta que se aprende com calma e leitura atenta e detalhada), nossas explicações têm tido uma resposta positiva. 3 As macros podem ser utilizadas também nos demais programas do MicrosoftOffice (Excel, Access, Publisher, etc) e do BR-Office, mas, nesta aula, abordaremos unicamente sobre a utilização no MicrosoftWord 2007.

1


$

*

*

" #

$" .6

'

%

*

)

*

* '

1

: 8 : =$

8

(

0%

'

:

-

8

' > "

/

?

"

'

$) # $ "

26 <6

*

" % ) ?@ !

@

"

% & ! %

$ &

0

1" -

% * %

5

% $

'

% '

6<-

&!

'

*

D

!

-

" % *

A7 '

! '

>

! % C

:

*

-

D

! % ! ( -

=:

&

>

C9 ( 8 C 8 8 C

*

A + !

!3

* A7

0

'

&

B

C $ :

+

-

* 8A8 8 A:

$ " %

* '

*

!

!

1

* 0

*

*

'

$

*

*

$

'

"

'

-

E; E. E2

F

%

*

4

Repetindo. A sugestão é que você faça uma procuração ou documento parecido, que sirva de documento para você posteriormente imprimir, como teste ou em definitivo.

2


*

$

'

"

"

-

< G H I

:

A: 7 -I

* %

:

A &

+J

% ) * K:

A

: - M

>

+ 5A

-

:

-

!

!

6-H

1

!

0

@

L

" 7

(

*

'

-

$ O

*

$

N " *

"

5

1 "

@ (

Como você está constatando a denominação aqui da macro (MANDATO). não precisa ser a mesma do documento(Procuração) e nem a mesma da que se utiliza na barra de ferramenta de acesso rápido, como constatará mais a frente (Imprime procuração do Dr. JS(ALT+1)). 6 Salvando o documento em normal.dotm, a macro ficará disponível para ser acionada em qualquer documento do Word. E, se criar somente para o documento ativo só para este estará disponível.

3


J

P

;E

* A Q

A

!

'

%

N "

+ *

A: 7 * " *

!

-

A: 7

*

!

!

7 8@ 8A: ?

7 &

9

"

:

7 9=

$

'

4 +

C

1

! *

*

" $

' "

4 !

4

! -

*


;;

;.

C

;2

"*

*

(

'+ O

*

" ;

%

'

;.

( $

!

G

* ! 6;;

$

! !

C 97R; 5 97

-

97R;97R;

'

* 7

!3& O

*

!

- ;2 ?

& %

* !3&

7

+ !

> " %

" % -

Pode-se escolher uma série de teclas de atalhos sem atribuição: de ALT +1 a ALT+0, ALT Gr +1 a ALTGr+0, são algumas das teclas que estão sem atribuição no teclado. As demais tome cuidado podem ser apagadas se forem atribuídas para outro comando, rotina ou aplicação. E, no futuro, você talvez vá precisar destas teclas que já possuem atribuição. No comando Personalizar, à esquerda, normalmente, quando você escolhe uma macro, se estiver atribuída a um comando ficará explicitado qual, mas se for atribuído por você não.

5


7 8@ 8

S A

? O

@

N "

1 $

- -

;I

;J

;H

;G ;<

7 !

* 4

' +

- A " " : M

0

? O 0 ' 5 97R;6-

$ % "

0 "

*

'

;I

>

'

;H *

!

;< * &

%

* +

9 " ! $ 5 97R;6*

"

*

0

'

% A % ;G ( 8

'

'

$

* * -

J

T- ;J N " $

1 # % & %& "

"

8

8

@ N " C

* M

Especificando de qual documento se trata o ícone e, ao mesmo tempo, já deixa fixada para lembrar as teclas de atalho. È recomendável. Inclusive, depois que você terminar o trabalho, só de passar o mouse sobre o ícone que você escolher, ficará explicito o que for escrito agora.

6


C

8 A A:

S A

A

C

@

:

' 0

> 0 $

UC8:

" ' 0 * %

*

N "

-

' 0

*

@ '

- ;P

;P

.E F

? A:

VWA 8 7

* *

!

" % " %

"

$

0

T* .E

*

' - .; ;.2<-

0

'

-

* % & ' (

1 $

!3

@

* '

" '

$

*

! :

;

# !

# A7 7

!

* *

'

!

*


I-

*

! % C

' ' %

HGJP;E;;;.;2-

*

"

!

*

!

'

#

' !

#

! '

*

!

T# T

* #

* %

'

* * *

' '

( C

'+ - ? @

0 ' ( 8

F P

& $ " % -

0

7

*

8

C

0

D

'

%

*

'

O

"

* %

:

&

* (

6 '6 '

"

97

;# ' $

-

=$

*

+ * ! "

' '

" * !

$ $

M 5 97R;697R;6-

D

"

- 9$ - ?

'

C

B

)

$

-

7 A:

-

% & -;E

$

'

9

" *

' $

" A: 7

Poderia ter parado na abertura do documento. E, se quisesse imprimir, Faria depois fora da macro. Isto é a rotina comum, em documentos que se deve complementar, como declarações. 10 Neste quadro, também, você pode – posteriormente – se quiser eliminar uma macro, basta clicar sobre ela e no comando excluir.

8


$

!

'+

!

!

% &

$

C

!

;;

*

*

*

-

7 A

>

: %

*

*

*

" % ) % *

$ *

*

&

*

*

4

*

* - C

*

*

"

% * C

) * "

0 +

' *

% '+ *

*

&

1

$

*

'

*

*

*

* "

( +

-

'

>

* $

! *

5

$

"

" !3& - C

6 !

'

-

%

!3&

* !

-

11

Posteriormente, em estudo de VISUAL BASIC FOR APLICATIONS deste quadro você poderá entender, analisar e fazer muitas programações no Word, mas isto é para outros estudos.

9

É FÁCIL CRIAR MACROS NO WORD  

Uma aula passo a passo de como criar macros no word

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you