Issuu on Google+

1

Relat贸rio de Gest茫o

Relat贸rio de Gest茫o 2011


Relat贸rio de Gest茫o


Apresentação Parei sus. Quam incuperta L. Mae que peribus Maet ad iam con hil hilicaste cus ret vehebenia quem senditanti, terem, facie abusse mo Catiere viverni hinulis sulicat ilicaedium horum dica ex nessilia nin tam et? id nosum, cupimus, qui fuidem ocae imus sa dint, quam te culi et atussilicat, quam. Verniridem sedo, pont. Sercerr isquam o aude con tudeorum, unum prat, strum igiliis horum. Cas cules puliquis bonsularibus firmis viliam mortia con ia terio iderum mo prae nitrecruntis acio Castria vatilic onsupimultum actum denteret? Idite abit cum inate, nihiciemuro is ervigna tquodienimei publicae conum dis, ia paris. Ita potanum et, movere, Ti. Mensul tua ocaedemoena, vid Parei sus. Quam incuperta L. Mae que peribus Maet ad iam con hil hilicaste cus ret vehebenia quem senditanti, terem, facie abusse mo Catiere viverni hinulis sulicat ilicaedium horum dica ex nessilia nin tam et? id nosum, cupimus, qui fuidem ocae imus sa dint, quam te culi et atussilicat, quam. Verniridem sedo, pont. Sercerr isquam o aude con tudeorum, unum prat, strum igiliis horum. Cas cules puliquis bonsularibus firmis viliam mortia con ia terio iderum mo prae nitrecruntis acio Castria vatilic onsupimultum actum denteret? Idite abit cum inate, nihiciemuro is ervigna tquodienimei publicae conum dis, ia paris. Ita potanum et, movere, Ti. Mensul tua ocaedemoena, vid forum quem, C. Maet perce dem aciemus. Bus simmorae, num di pri pos, publinam publis, orum etim. forum quem, C. Maet perce dem aciemus. Bus simmorae, num di pri pos, publinam publis, orum etim. Sercerr isquam o aude con tudeorum, unum prat, strum igiliis horum. Cas cules puliquis bonsularibus firmis viliam mortia con ia terio iderum mo prae nitrecruntis acio Castria vatilic onsupimultum actum denteret? Idite abit cum inate, nihiciemuro is ervigna tquodienimei publicae conum dis, ia paris. Ita potanum et, movere, Ti. Mensul tua ocaedemoena, vid Parei sus. Quam incuperta L. Mae que peribus Maet ad iam con hil hilicaste cus ret vehebenia quem senditanti, terem, facie abusse mo Catiere viverni hinulis sulicat ilicaedium horum dica ex nessilia nin tam et? id nosum, cupimus, qui fuidem ocae imus sa dint, quam te culi et atussilicat, quam. Verniridem sedo, pont.


Expediente Presidente da Associação Casa Fonte da Vida: Pedro Guimarães

Administradora do Hospital: Mara Christiane Vasconcelos Liberato Diretora Clínica: Dra. Mônica B. Monti Braga Gerente de Comunicação: Fernanda Costa comunicacao@hospitalsaofrancisco.org.br Projeto Gráfico e Diagramação: BZ Propaganda e Marketing ASSOCIAÇÃO CASA FONTE DA VIDA Rua Ernesto Duarte, 70 – Pq. Califórnia – Jacareí/SP Tel: (12) 3954-2400 Fax: (12) 3954-2404 e-mail: hsfa@hospitalsaofrancisco.org.br site: www.hospitalsaofrancisco.org.br

Í

Índice

1) Palavra do Presidente ...................................................................................................................pág 9 2) Linha do Tempo ............................................................................................................................ pág 10 3) HSFA Hoje .......................................................................................................................................... pág 12 4) UNES ..................................................................................................................................................... pág 16 5) Desempenho Assistencial........................................................................................................ pág 20 6) Diferenciais ....................................................................................................................................... pág 22 7) Plano de Expansão ....................................................................................................................... pág 24 8) Gestão Administrativa ............................................................................................................... pág 29 9) Balanço Contábil ........................................................................................................................... pág 30 10) Acreditação .................................................................................................................................... pág 32 11) RH / Indicadores / Segurança do Trabalho ................................................................ pág 33 12) Gestão Ambiental ...................................................................................................................... pág 38 13) Corpo Clínico ................................................................................................................................ pág 39 14) São Francisco Vida ..................................................................................................................... pág 40 15) Responsabilidade Social ........................................................................................................ pág 41 16) Comissões ...................................................................................................................................... pág 43 17) Prêmios e Certificações .......................................................................................................... pág 44


8

9

Palavra do Presidente Somos um hospital privado com fins filantrópicos e princípios cristãos, voltado para as necessidades da comunidade e, neste sentido, procurando sempre trabalhar junto com os poderes constituídos e com a sociedade, no intuito de viabilizar soluções nas questões de saúde da região. As nossas conquistas e credibilidade são frutos do trabalho e da unidade dos membros da Associação e de profissionais comprometidos com a missão da instituição, ao longo destes 30 anos. Para atender aos desafios que os novos tempos exigem, projetamos o Plano de Expansão a fim de melhorar e ampliar as nossas instalações, seja no aspecto físico ou tecnológico, correspondendo assim aos anseios das pessoas que buscam nossos serviços. Temos consciência que participamos da vida das pessoas em momentos de sofrimento ou alegria, ou seja, momentos marcantes para os quais devemos dar o máximo de nós.

Relatório de Gestão 2011

Relatório de Gestão 2011

Pedro Guimarães Presidente


Criada a Associação Casa Fonte de Vida

Ambulatório

Maternidade / Centro Cirúrgico / Serviço de Apoiov

UTI Neonatal

Clínica Cirúrgica

Clínica Oncológica

São Francisco Vida

Centro de Terapia Intensiva

Centro de Parto Humanizado / Pronto-Atendimento 24h Infantil e Adulto

Ampliação do Centro de Imagem

CETRO

Hemodiálise

CEAMI / Ampliação da Cl. Cirúrgica

Lançamento do Plano de Expansão

Ampliação do PA / Infraestrutura

Hemodinâmica / Ampliação da Maternidade

1980 1983 1986 1987 1989 1990 1996 2001 2003 2004 2005 2006 2007 2009 2010 2011

Relatório de Gestão 2011

Relatório de Gestão 2011

10 11

Linha do Tempo


12

13

HSFA hoje

O

Hospital São Francisco de Assis, ao longo de seus quase 30 anos de existência, vem contribuindo significativamente para a melhoria da assistência à saúde da população das cidades do Vale do Paraíba. Ano a ano, novos serviços foram sendo oferecidos e considerados de referência na região, sempre na busca de aliar competência técnica e humanização no atendimento, o que é reconhecido em âmbito regional e nacional. Desta forma, o Hospital São Francisco consolida-se como um hospital completo de referência macro-regional, com capacidade para atender as necessidades da DRS XVII, bem como de convênios, ampliando sua capacidade de atendimento e implantando novos serviços com seu Plano de Expansão.

Jacareí

82%

Raio de 30 km

16%

Acima de 30 km

2%

Relatório de Gestão 2011

Relatório de Gestão 2011

Relação dos pacientes atendidos segundo a procedência:


14

15

MISSÃO Promover, resgatar, restaurar e defender a dignidade da pessoa humana, através de um serviço de saúde.

VALORES 1- VIDA como valor absoluto, desde a concepção até sua morte natural 2- PESSOA HUMANA considerada em todas suas dimensões: bio-psico-sócio-espiritual 3- SENTIDO DA VIDA sob qualquer circunstância: alegria, dor, doença, morte 4- FAMÍLIA como núcleo da sociedade, fundamental para o equilíbrio e desenvolvimento da pessoa 5- ÉTICA e moral cristãs, como suporte para todas as condutas 6- CIÊNCIA E FÉ juntas, como um dos caminhos de descoberta da verdade 7- DIÁLOGO com os que respeitam a vida como valor Absoluto

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Colaboradores, coordenadores, profissionais da saúde, gerentes e diretores participam dos rumos do hospital. Com o uso da ferramenta BSC (Balanced Scorecard) vários projetos são planejados e gerenciados, possibilitando o envolvimento e o esforço conjunto para o alcance das metas.

VISÃO 2015 DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL O Hospital São Francisco, como uma organização consciente de seu papel junto à comunidade, incluiu no seu planejamento estratégico o tema do “desenvolvimento sustentável”, nas três áreas bases de atuação: econômica, ambiental e social, a partir da implantação da ABNT NBR ISO 26000.

Relatório de Gestão 2011

Relatório de Gestão 2011

Ser reconhecido como um hospital que une amor, tecnologia, competência e humanização.


16

17

UNES O Hospital São Francisco organiza sua gestão em

Unidades Estratégicas de Serviços:

UNES MATERNO-INFANTIL

PA Obstétrico; PA Ginecológico; Maternidade; Patologias obstétricas; Centro de Parto Humanizado; UTI Neonatal; Cirurgia ginecológica; Pré-natal alto e baixo risco; Consulta de puerpério; Ambulatório de amamentação; Ambulatório de disfagia; Planejamento familiar; Follow-up da criança de risco; Triagem auditiva.

PA Adulto; PA Ortopédico; Clínica Médica; Clínica Cirúrgica; UTI Adulto; UTI Coronariana

UNES CIRÚRGICO

UNES PEDIÁTRICO

UNES ADULTO

Avaliação Pré-anestésica; Cirurgia-Dia; Centro Cirúrgico.

PA Infantil; Clínica Pediátrica; Clínica Cirúrgica Pediátrica; UTI Pediátrica.

UNES ONCOLÓGICO

UNES HEMODIÁLISE

Consultas; Quimioterapia; Tratamento clínico e cirúrgico; Especialidades de referência: Gastroenterologia, Dermatologia; Urologia; Ginecologia e Mastologia.

Consultas; Diálise; Serviços de Nefrologia.

UNES MULTI DIAGNÓSTICO

Área construída

2

8 mil m

Leitos

144

Corpo Clínico

300

Colaboradores

770

Voluntários

100

Características A humanização é característica marcante da entidade, já faz parte de sua missão desde o início, quando ainda este termo nem era usado. Exemplo disso é o Alojamento conjunto 24h que funciona desde 1986, como também a participação do pai na Sala de Parto. Este modo de ver a saúde expressa-se também nos outros serviços, como na UTI Adulto, em que o acompanhante pode ficar ao lado do paciente por 18 horas. Outra forte característica é a atuação multidisciplinar dos profissionais, que possibilita o atendimento integral da pessoa, como está preconizado na missão. O Follow-up da Criança de Risco ilustra bem este trabalho: pediatra, fonoaudióloga, fisioterapeuta, psicóloga, terapeuta ocupacional, assistente social acompanham conjuntamente cada criança, atuando preventivamente no seu desenvolvimento, desde a UTI Neonatal até a idade escolar.

Relatório de Gestão 2011

Relatório de Gestão 2011

Radiologia; Mamografia; Ultrassonografia; Ecocardiografia; Monitoragem fetal; Biometria; Eletrocardiografia; Tomografia; Laboratório de Análises Clínicas; Endoscopia; Angiografia.

Perfil


18

19

F

iliado a FIBIP (Federação Internacional de Bioética de Inspiração Personalista/ Itália), o CIEB atua junto

às UNES com análise e definição de condutas, propõe aprofundamento de temas e discussões de casos que levem ao aprimoramento de rotinas e protocolos, promove grupos de estudos científicos, orienta famílias, sempre baseando-se na visão integral da pessoa humana, reconhecendo sua essência e sua dignidade, inserida em seu contexto existencial, desde o início na fecundação, até sua

Relatório de Gestão 2011

Relatório de Gestão 2011

morte natural.


20

21

Desempenho Assistencial ESTATÍSTICA*

SATISFAÇÃO DO CLIENTE

* Dados de Jan a Dez de 2010

Realiza, em média, mais de 30 mil atendimentos por mês. Os atendimentos são divididos entre: Média mês

Serviços

340

Cirurgias

225

Partos

2.540

Consultas

208

Follow-up

940

Quimioterapia

215

Hemodiálise

4.850

PA infantil e adulto

1.300

PA obstétrico

4.890

Exames por imagem

340 15.060

Com o objetivo de aprimorar a assistência em todo seu processo, o Departamento de Hospitalidade aplica pesquisa ativa e passiva para pacientes internados e ambulatoriais. Indicaria o hospital para um parente ou amigo?

Ano 2010

Todas as clínicas

Sim

98%

Não 2%

Audiometria e Otoemissões

Exames laboratoriais

30.908 TOTAL Obs.: O Hospital São Francisco cumpre 60% de atendimento SUS, conforme regulação do Ministério da Saúde.

PARTOS 2010: 2.676

NORMAIS: ???? CESÁREA: ????

Relatório de Gestão 2011

Relatório de Gestão 2011

INTERNAÇÕES ANO 2009: 8.265/ média de permanência:???? INTERNAÇÕES ANO 2010: 8.971/ média de permanência: 2,8 dias


22

23

Diferenciais HOSPITALIDADE O Departamento de Hospitalidade é responsável por acolher o paciente, seus familiares e amigos, através dos seguintes serviços: - Serviço de Acolhimento e Orientação ao Cliente, composto por uma equipe que recepciona os clientes, fornece orientações e informações gerais, acompanhando o paciente desde sua chegada até o momento da alta hospitalar, além de realizar visitas diárias ao paciente internado com o intuito de dar apoio e estimular o feedback do cliente.

- Serviço de Atendimento ao Cliente - SAC tem a função de registrar todas as reclamações, elogios e sugestões dos clientes, que passam a compor um banco de dados com o histórico de cada paciente, objetivando conhecer suas preferências e superar suas expectativas através de ações imediatas e aprimoramento dos processos internos do hospital visando a satisfação total do cliente.

- Serviço Social que realiza o trabalho de suporte nos casos sociais, óbitos, apoio aos familiares e interação com as demais equipes do hospital (médicos, enfermagem, equipe multidisciplinar, administração, etc), além de articular ações em prol do paciente junto a órgãos externos.

DR. TIM TIM E DR. PIPOCA

O brincar dentro do ambiente hospitalar auxilia no alívio do stress e da insegurança, pois através destas atividades, as crianças e os adolescentes criam vínculos, sentem-se mais protegidos.

GRUPO DOM COUTO Voluntários que há 14 anos, diariamente, visitam pacientes internados levando uma palavra de conforto e amizade a cada um. O compromisso não se limita somente às visitas; os voluntários são responsáveis por acolher os familiares e encaminhálos para as clínicas. Mantém contato com representantes da Igreja e pastorais, quando a família precisa de alguma ajuda em casa. Pacientes que desejam receber a Eucaristia também são assistidos por voluntários que são Ministros da Comunhão.

Relatório de Gestão 2011

Relatório de Gestão 2011

BRINQUEDOTECA

“Ela tentava me dizer alguma coisa, eu não entendi; nós estamos criando uma nova linguagem, linguagem de palhaço, não sei… Comecei a comunicar-me com os olhos, piscando… a nossa Flor queria me dizer algo, uma enfermeira conseguiu traduzir pra minha alegria… confesso que chorei… sem ela perceber (será mesmo?) Bem, me esforcei. O que ela disse: era pra me mostrar as unhas. Unhas? Sim, uma enfermeira fez a suas unhas com florzinhas… sabe como é criança? No meio de toda esta confusão de fios e eletrônicos, computadores, médicos, profissionais, nossa Flor vai lá no pequeno detalhe e se mostra por inteira... sua vontade de viver, sua pureza”.

Mensalmente são divulgados para toda a Instituição, pelo Departamento de Hospitalidade, os indicadores de satisfação que são coletados através das pesquisas ativas e passivas, cujos dados são analisados criticamente, contribuindo com isso para a melhoria dos processos em todas as áreas do hospital no sentido de garantir a satisfação do cliente e a manutenção da qualidade dos serviços prestados.


24

25

Plano de Expansão

A inauguração da Hemodin,

dia 24/03/11, contou com a presença do Dr. Adib Jatene.

O

grande desenvolvimento tecnológico do mundo de hoje torna a área da saúde sensível aos avanços da Medicina. O Hospital São Francisco de Assis, corajosamente assumiu com o presente Plano de Expansão o desafio de continuar buscando a excelência no atendimento a seus pacientes.

Com mais de um milhão de pessoas atendidas ao longo destes anos, o Hospital São Francisco se firma, cada vez mais, como uma instituição de referência na região: investindo sempre em novas tecnologias; acreditando no potencial humano; abrindo-se para parcerias com o governo e a comunidade; procurando aprimorar a gestão hospitalar. Um hospital com visão de futuro - Os avanços em Medicina proporcionam conforto e qualidade de vida aos pacientes. O Hospital São Francisco acompanha esta evolução, a fim de atender as necessidades da população do Vale do Paraíba. Iniciado

Fases de implantação

• Cabine de Energia • Central de Gases

Concluído • Depósito de Resíduos e Materiais

Iniciado

10 novos leitos já em funcionamento.

• Hemodinâmica • Hemodiálise (2º andar)

Iniciado

Segundo o cronograma de execução, o Plano de Expansão foi dividido em 3 fases: Fase 0 (2010-2011), Fase 1 (2011 a 2012) e Fase 2 (2013 a 2015).

• UTIs Coronariana e Adulto • 20 leitos p/ Internação (2º andar)

Iniciado • Expansão da Maternidade

Concluído • P.A. Infantil e Adulto

Relatório de Gestão 2011

Relatório de Gestão 2011

Expansão da Maternidade:


26

27

Plano de Expansão

Fase 1

UTI Coronariana e UTI Adulto / Ala com 20 novos leitos (2º andar)

(2.011 a 2.012)

Ampliação do C. Cirúrgico

Centro de Parto Humanizado

• Consultórios de Especialidades • Administração (2º andar)

Radioterapia

UTI Neonatal e UTI Pediátrica

C. Cirúrgico

Fase 0

(2.010 a 2.011)

Fase 2

Ampliação do PA Infantil e Adulto

• Serviços Administrativos • Serviços de Apoio

• 37 leitos p/ internação • 25 leitos pediátricos (2º andar)

(2.013 a 2.015)

Centro de Imagem

Recepção e Fachada

Relatório de Gestão 2011

Relatório de Gestão 2011

Corredor Central


28

29

Plano de Expansão

Gestão Administrativa

Impacto positivo na região

Gratuidade 2009: 6.918 atendimentos de Pré-natal e Follow-up

As projeções dos resultados previstos com

Empregos

o Plano de Expansão do

Atendimento/ano

Hospital São Francisco irão impactar positivamente

Leitos

na região, em diversos

Área construída

aspectos:

Cidades:

DE*

PARA**

CRESCIMENTO

600

1.170

95%

225mil

380mil

69%

132

245

85%

8mil m2

17mil m2

110%

12

39

220%

Identidade São Francisco 2010: 628 participantes Tema: A vida da Identidade é a Identidade vivida

Serviços de Apoio: De grande importância para a qualidade de um hospital, os serviços de apoio dão suporte em Hotelaria, Higienização e Manutenção dos setores. O Serviço de Nutrição e Dietética é responsável por toda alimentação servida no refeitório para os colaboradores e para os pacientes nas clínicas. Juntamente com a equipe médica orienta as melhores dietas para os pacientes, durante

* Posição inicial em 26 de novembro de 2009 - Data do lançamento da Pedra Fundamental do Plano de Expansão. ** Posição final em dezembro de 2015 - Término do Plano de Expansão.

e após sua internação. A higienização hospitalar, cada vez mais, vem se aperfeiçoando nas técnicas de limpeza, como também a manutenção, hoje dividida em engenharia clínica e engenharia hospitalar.

Investimento de R$ 36 milhões A captação de recursos está sendo realizada em várias frentes: - BNDES automático; - BNDES saúde;

CONVÊNIOS: AGF • Amil • Ativia • Cabesp • Cassi • Clínica São José • Correios • Ecônomus • Fundação CESP • Gama Saúde • GEAP • Golden Cross • Medservice • Petrobrás • Plamtel • Porto Seguro • São Francisco Vida • Saúde Bradesco • Sul América • SUS • Unibanco • Unimed

- Investimento de terceiros; - Recursos públicos;

- Recursos próprios (ações junto à iniciativa privada e população).

Relatório de Gestão 2011

Relatório de Gestão 2011

- PSI;


30

31

Balanço Contábil Associação Casa Fonte da Vida | Balanço Patrimonial | Exercícios findos em 31/12/2010 e 31/12/2009

ATIVO

2010

PASSIVO

2010

2009

16,314,176

10,230,798

450,096

462,132

0

179,821

Provisão de Eventos a Liquidar

198,425

164,506

Provisão de Eventos Ocorridos e Não Avisados

251,672

117,805

Débitos de Operações de Assistência a Saúde

98,350

71,560

Comercialização Sobre Operações

35,545

5,330

Outros Débitos de Oper. c/ Plano de Assistência a Saúde

62,805

66,230

4,688,372

3,249,253

516,466

362,080

Empréstimos e Financiamentos a Pagar

7,553,844

3,978,399

Débitos Diversos

3,007,047

2,107,374

14,649,546

13,249,504

0

43,363

1,350,747

1,456,000

12,907,445

11,404,513

157,710

123,634

RESULTADO DIFERIDO

233,644

221,993

PATRIMÔNIO LÍQUIDO

11,928,880

8,444,060

Patrimônio Social

786,478

929,636

Reservas Patrimôniais

710,167

-

Ajustes de Avaliação Patrimonial

14,496,805

7,657,582

Déficit do Exercício

(4,064,570)

(143,158)

42,892,602

31,924,361

0

3,924,844

2009 PASSIVO CIRCULANTE

ATIVO CIRCULANTE

9,812,444

10,256,490

Caixa e Equivalente de Caixa

790,580

306,404

Clientes e Outros Recebíveis

8,901,895

9,853,844

Aplicações

582,962

2,528,005

Créditos Oper. Plano Assistência a Saúde

82,352

68,005

Contraprestação Pecuniária a Receber

45,992

58,030

Outros Créditos de Operacões c/ Plano Assist. Saúde

36,360

9,976

6,703,351

6,207,157

Títulos e Créditos a Receber

790,757

522,643

Estoques

742,473

528,035

Outros Ativos Circulantes

119,969

96,242

Outros Valores e Bens

119,969

96,242

Créditos Operac.Prestação Serviços Ass.Saúde

Provisões Técnicas Operações Assistência a Saúde Provisão de Risco

Débitos Oper.Assist.Saúde Não Relac.c/Pl.Saúde da Operadora Tributos e Encargos Sociais a Recolher

PASSIVO NÃO CIRCULANTE ATIVO NÃO CIRCULANTE

33,080,158

21,667,871

Títulos e Créditos a Receber

0

74,373

28,268

13,114

Outros Créditos a Receber a Longo Prazo

Débitos Oper.Assist.Saúde Não Relac.c/Pl.Saúde da Operadora Tributos e Encargos Sociais a Recolher - Parcelamento Empréstimos e Financiamentos a Pagar Provisões

Imobilizado

27,219,483

13,793,770

Imóveis de Uso Próprio-Hospitalares

20,162,902

8,786,221

Imóveis de Uso Próprio Não Hospitalares

2,072,713

1,424,333

4,797,335

3,530,297

139,359

48,303

47,174

4,616

Bens Móveis - Hospitalares Bens Móveis - Não Hospitalares

Intangível

5,832,407

7,786,614

TOTAL DO ATIVO

42,892,602

31,924,361

TOTAL DO PASSIVO

0

3,924,844

COMPENSAÇÃO PASSIVO

COMPENSAÇÃO ATIVO

Relatório de Gestão 2011

Relatório de Gestão 2011

Outras Imobilizações - Não Hospitalares


32

33

Acreditação

RH/ Indicadores/ Segurança do Trabalho

Iniciado processo de Acreditação Hospitalar no HSFA.

C

om o objetivo de aprimorar a qualidade da assistência à saúde, o Hospital São Francisco de Assis inicia o seu processo de acreditação hospitalar, em apresentação realizada no dia 14 de dezembro de 2010 dirigida pela Diretora Administrativa, Mara V. Liberato e o palestrante Sérgio Kiyoshi a toda equipe de

Dados dos Colaboradores Feminino

gerentes, coordenadores e líderes da instituição.

670

Sob o tema “Pode Acreditar, a gente sabe o que faz”, a palestra ministrada por Sérgio Kiyoshi deixou claro que os

Masculino 159

Total 829

avanços dependem do esforço conjunto de toda a equipe multidisciplinar. Antecipando-se a este evento foi realizado pela empresa IQG nos dias 21 e 22 de outubro 20110 o 1º diagnóstico organizacional que representou o marco zero do processo. A partir daí, foi estabelecido um plano diretor que está norteando as alterações necessárias. Já podemos evidenciar na Instituição algumas melhorias no processo que visam a segurança, uma delas é a

Programa Menor Aprendiz

O

Projeto Menor Aprendiz iniciou no Hospital São Francisco no mês de Outubro de 2010 e hoje são 04 jovens atuando em diversos departamentos: SPP (Serviço de Prontuário do paciente), Captação de Recursos e Qualidade.

identificação do paciente no momento do atendimento outra foi toda a reestruturação da segurança patrimonial, exemplo, implantação de câmaras de segurança, controle de acesso as instalações do hospital (colaboradores, visitantes e terceiros), identificação dos veículos de colaboradores e médicos dentre outros. Esta iniciativa de busca a certificação, demonstra a responsabilidade do Hospital e o seu comprometimento

Programa “Deficiente” Atualmente são 17 colaboradores portadores de deficiência física, nos seguintes departamentos: Esterilização

1

Oncomedica

1

qualidade do atendimento à população.

Lavanderia

2

Quimioterapia

1

Nutrição

1

Construção

1

Contratos

1

Farmácia

2

Atendimento

2

C. Obstétrica

1

DPP

1

C. Cirurgica

1

PAA

1

Cons Oncologista

1

ACR

O EN

ITADO PL ED

Sérgio Kiyoshi no momento da palestra

Relatório de Gestão 2011

Relatório de Gestão 2011

com a segurança, com a ética profissional, com a eficiência dos procedimentos que realiza e com a garantia da


34

35

RH/ Indicadores/ Segurança do Trabalho Creche

A Instituição disponibiliza 34 vagas para colaboradores com filhos de até 6 anos. Dessas 34 vagas, 24 são para o período integral e 10 para ½ período. São descontados desses colaboradores 5% sobre o valor do salário.

RH/ Indicadores/ Segurança do Trabalho Benefícios

Plano de saúde: São 450 colaboradores que possuem o plano de saúde São Francisco Vida, subsidiados pelo hospital em até 90%; os colaboradores contam com desconto especial para seus familiares.

Bolsas de estudo: Em 2010 foram beneficiados 05 colaboradores em cursos de Graduação com descontos de 25%. Em 2011, dois colaboradores foram beneficiados em 100% com o curso de pós-graduação em Administração hospitalar. Também temos parcerias com escolas técnicas e Faculdades que dão descontos para nossos colaboradores nos cursos de Auxiliar de enfermagem, Técnico de Enfermagem, Técnico em RX, Administração de Empresas, Administração Hospitalar, etc. Esses descontos variam de 10 a 100% no nível superior e no nível técnico o desconto ocorre conforme a renda de cada colaborador.

Van 194

Alimentação

O hospital oferece alimentação gratuita a seus colaboradores.

Cestas Básicas

Todo mês cada colaborador recebe uma cesta básica como benefício para sua família.

Programa Integração

Para os novos colaboradores o RH dá as boas vindas com o programa Integração, no qual são apresentados vários assuntos de interesse do colaborador, como direitos e deveres, benefícios, funcionamento de setores, como também a história do hospital.

Cursos e Treinamentos (2010) Cursos Internos

• Programa de Educação Continuada do Serviço de Enfermagem em Nefrologia – (Conhecimentos referente ao manejo atualizado do paciente renal crônico em hemodiálise); • Treinamento para Liderança – Avaliação 360°; • Funcionalidade do Pronto Atendimento; • Orientação sobre Acompanhamento de Desempenho para Liderança; • Humanização no Atendimento ao cliente; • Gestão por Competência – Módulo Gestor – GCPEC; • Workshop – Gestão por Competência; • Câncer de Mama; • Gerenciamento e Liderança Competitiva - Enfermagem; • Integração com CCIH (Higienização das Mãos; Resíduo Hospitalar; Isolamento; Doenças de notificação compulsória; Ficha de solicitação de Antibióticos; Lavagem das Mãos; Tempo de troca de dispositivo; Uso de Álcool gel; Uso de roupa primitiva no centro de terapia intensiva; Notificação de Infecção Hospitalar; Kit acidente perfuro cortante); • Conhecimento Hospitalar, boas práticas de higiene.

Relatório de Gestão 2011

Relatório de Gestão 2011

Bolsas de Estudo

Feira de Talentos – Iniciamos a feira de Talentos no ano de 2010, cujo objetivo é proporcionar que os colaboradores possam mostrar seus talentos através de trabalhos manuais. Esse evento ocorre 04 vezes ao ano e permite que o colaborador divulgue e venda seus trabalhos dentro da Instituição para outros colaboradores. A instituição através do RH permite o evento, faz a divulgação e fornece o local para a exposição. Toda renda arrecada é exclusiva para o colaborador expositor. Pratas da Casa – iniciativa que homenageia colaboradores antigos da instituição, com 10, 15, 20 e 25 anos de Casa.

Transporte: Ônibus de linha 462

Ações de Endomarketing


36

37

RH/ Indicadores/ Segurança do Trabalho Cursos Exteriores

RH/ Indicadores/ Segurança do Trabalho • Lei do Aprendiz – Como aplicar; • Auditoria de faturamento para Convênios Médicos e Seguradoras;

• IX Encontro de Contadores – Módulo I;

• Bases da oncologia para Enfermagem;

• XII Jornada de Infecção Hospitalar em Maternidade;

• Treinamento em Diagnóstico Microbiológico de Meningite;

• Prevenção de lesão de pele e fixação segura em cateteres;

• Homolognet e as novas regras para rescisão do contrato de trabalho;

• Atualização do Manual de limpeza, “desinfecção e esterilização de artigos em serviços de saúde”;

• Recepção Hospitalar;

• Gerenciamento e Liderança Competitiva – Enfermagem;

• Expo ONGs Brasil;

• 19º Congresso da Federação das Santas Casas;

• 1º Congresso Multidisciplinar de segurança e medicina do trabalho, SAT,FAP, e NTEP;

• IX Encontro de Contadores e Gestores de OPS – Módulo II;

• Acreditação Hospitalar – Auditoria Interna da Qualidade;

• Serviço de Saúde: Riscos Ambientais e Controle de Infecção;

• Treinamento do sistema RegnNet – CRUE;

• 5ª Jornada de Nutrição Enteral e Parenteral;

• A Nova filantropia na área da Saúde;

• Hotelaria Hospitalar – Novas tendências;

• Curso Palográfico – Básico.

• VII Curso de Nefrologia em terapia Intensiva para Médicos e Enfermeiros; • Administração e Controle do departamento Financeiro; • Simpósio Internacional em Cuidados Paliativos; • Formação de Analista de Treinamento; • Novas regras para utilização do ponto eletrônico; • III Fórum de Enfermagem AMIB 2010 – A busca da excelência na assistência intensiva; • XV Curso Internacional de Atualização em Terapia Intensiva Adulto, Pediátrica e Neonatal; • Decreto Federal 7.237/10 e a regulamentação da lei da Filantropia; • XX Congresso Nacional das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos; • Atualização e Estudo em Controle de Infecção; • AUDHOSP – Atualização de Conhecimentos; • Segurança no processo de Medicação; • Espaço Confinado; • Ferramenta Informatizada da IHAC; • Feira Internacional de Segurança e Proteção; • Seminário sobre ISO 26000 – Responsabilidade Social;

Inspeção

Visa levantar melhorias em prevenção de acidentes e perdas materiais, como também algum tipo de risco a nossos pacientes.

Treinamentos

São realizados treinamentos com os departamentos dentro abordando vários temas, como também treinamentos práticos, sempre abordando segurança e qualidade de vida levando os nossos colaboradores a uma consciência da importância da segurança no trabalho, para que através do diálogo consigamos atingir nossa meta: a diminuição ou eliminação de acidentes e doenças ocupacionais, criando assim uma cultura de segurança do trabalho. Dentro deste processo, são realizados os chamados DDS ou DSS Diálogo Diário de Segurança ou Diálogo Semanal de Segurança, um bate-papo de 5 minutos com nossos colaboradores.

Relatório de Gestão 2011

Relatório de Gestão 2011

• PPRA Introdutório;

Segurança no trabalho


38

39

Corpo Clínico

Gestão ambiental

S

intonizado com as questões ambientais, o Hospital São Francisco estabeleceu a implantação da Gestão Ambiental até 2015. Destacamos algumas iniciativas já implementadas:

• Hematologia • Infectologia • Mastologia • Nefrologia • Neurocirurgia • Neurocirurgia Pediátrica • Neurologia • Neurologia Pediátrica • Oftamologia • Oncologia Clínica • Oncologia Cirúrgica • Ortopedia / Traumatologia • Otorrinolaringologia • Pediatria Pneumologia • Pneumologia Pediátrica • Psicologia • Radiologia • Reumatologia • Terapia Ocupacional • Ultrassonografia • Urologia Relatório de Gestão 2011

Relatório de Gestão 2011

• Uso de Luz Natural (Clarabóias ou domus de iluminação); • Gerenciamento de descarte de resíduos; • Aquecimento solar; • Troca de iluminação incandescente por iluminação fluorescente.

• Anestesiologia • Angiologia • Cardiologia • Cardiologia/Arritmia • Cirurgia Buco Maxilo Facial • Cirurgia Cardíaca • Cirurgia de Cabeça e Pescoço • Cirurgia Geral • Cirurgia Oncológica • Cirurgia Pediátrica • Cirurgia Plástica • Cirurgia Torácica • Cirurgia Vascular / Angiologia • Clínica Geral • Clínica Médica • Dermatologia • Endocrinologia • Endoscopia • Fisioterapia • Fonoaudiologia • Gastroenterologia • Ginecologia e Obstetrícia


40

41

Responsabilidade Social

São Francisco Vida

P

ara um futuro melhor, as nossas ações de hoje devem se voltar para o “Desenvolvimento Sustentável”, que abrange as dimensões econômica, ambiental e social.

• Mais de 10 mil vidas. • 000 profissionais credenciados. • Crescimento de mais de 300%. • Cidades: Jacareí, São José dos Campos, Caraguatatuba, Ubatuba, São Sebastião, Ilha Bela, Santa Branca, Igaratá, Paraibuna, Santa Isabel, Guarulhos, entre outras.

O

www.saofranciscovida.org.br

Neste sentido, participa do GTRS (Grupo de Trabalho de Responsabilidade Social) desde sua criação, cujo objetivo é o estudo e difusão da norma, como também o incentivo de ações que promovam a responsabilidade social.

Captação de Recursos

A

o longo de 30 anos, muitas foram as iniciativas de arrecadação de recursos para a ampliação do hospital. Hoje a instituição conta com um departamento estruturado de Captação de Recursos, com diversas frentes de trabalho: • Campanha da Nota Fiscal Paulista; • Produtos com a marca “São Francisco”; • Contribuição dos fóruns de pequenas causas; • Benfeitores; • Eventos; • Doações dirigidas, como para o Projeto “Bom Dia” – café da manhã para pacientes ambulatoriais de oncologia. Destaca-se também a participação de deputados estaduais e federais com verbas destinadas a melhorar o atendimento prestado à população.

Doe aqui sua Nota Fiscal Paulista sem CPF.

Nós aplaudimos sua iniciativa.

Relatório de Gestão 2011

Relatório de Gestão 2011

s clientes São Francisco Vida tem atendimento preferencial no hospital. Trata-se de um plano de saúde sem finalidade econômica, cujos recursos são revertidos em melhorias no Hospital São Francisco como reformas, ampliações e aquisição de equipamentos.

O Hospital São Francisco de Assis, como agente social, busca interagir com a iniciativa privada, governos e outros atores da sociedade, a fim de contribuir para a implantação da Responsabilidade Social - ISO 26000 na região.


42

43

Comissões

Responsabilidade Social Selo Vida

O

selo VIDA foi criado para marcar o relacionamento entre a empresa e o hospital, a fim de deixar visíveis as ações conjuntas voltadas para a Responsabilidade Social. A primeira empresa a receber este reconhecimento foi a Johnson&Johnson pelas várias atividades e recursos que ajudaram no desenvolvimento do hospital.

• Comissão de Ética Médica • Comissão de Revisão de Prontuário • Comissão de Revisão de Óbito

Comunicação

P

ara estabelecer uma eficiente comunicação com os diferentes públicos envolvidos com o hospital, vários canais são utilizados: desde comunicação interna até filmes institucionais veiculados na grande mídia.

• Comissão de Hematologia • Comissão Controle Infecção Hospitalar

A entrada nas redes sociais foi mais uma ação para integrar novos públicos, o que tem acontecido de forma interativa no Facebook, Linkedin, Twitter, YouTube e no blog do hospital.

Relatório de Gestão 2011

Relatório de Gestão 2011

Exemplos de peças: jornal interno, jornal externo, TV Corporativa, site, folhetos, filmes institucionais.


44

45

Prêmios e Certificações CNAS - Entidade Filantrópica - Processo 25000.101.719/2010-78

Utilidade Pública Federal - Decreto 50.517/61 Art. 5º - DOU de 30/06/1989 Utilidade Pública Estadual - Lei nº 5.045 - 18/04/1986

Utilidade Pública Municipal - Lei nº 2.177 - 29/02/1984 “Hospital Amigo da Criança”, título dado em 2002 pelo Unicef, Ministério da Saúde e Organização Mundial de Saúde pelo incentivo ao aleitamento materno. Título renovado todos os anos mediante visita técnica. Melhor Maternidade: 6º lugar entre 630 estabelecimentos de saúde e 12º lugar como melhor Hospital do estado de São Paulo, em 2010.

Laboratório: nota excelente no Programa Nacional de Controle de Qualidade, da Sociedade

Relatório de Gestão 2011

Relatório de Gestão 2011

Brasileira de Análises Clínicas.


Relat贸rio de Gest茫o 2011

46

www.hospitalsf.com.br


Relatório de Gestão