Page 1

Lentes de Contacto Terapêuticas

H. Prior Filipe M. Amaro Instituto de Oftalmologia Dr. Gama Pinto Instituto das Ciências da Visão Dir.: A. Castanheira Dinis

52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


Sumário 1. A Superfície Ocular Externa 2. Lente de Contacto 1. Factor de desequilíbrio 2. Factor de equilíbrio 3. Materiais 4. Indicações clínicas 5. Acompanhamento Clínico 6. Conclusão 52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


Sumário 1. A Superfície Ocular Externa 2. Lente de Contacto 1. Factor de desequilíbrio 2. Factor de equilíbrio 3. Materiais 4. Indicações clínicas 5. Acompanhamento Clínico 6. Conclusão 52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


A Superfície Ocular Externa • Epitélio- Lágrima • Lágrima – Anexos

• Integração Neuro Anatomica • Células estaminais – Limbo • Epitélio - Estroma Tseng S. C. G.; Tsubota K.; Important concepts for treating ocular surface and tear disorders AJO 1997, vol. 124, no6, pp. 825-835 52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


A Superfície Ocular Externa

E.M. Espana, S.C.G. Tseng: Analysis of contact lens intolerance by exploring neuroanatomicintegration of ocular surface defense Contact Lens & Anterior Eye 26 (2003) 131–137

52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


A Superfície Ocular Externa

E.M. Espana, S.C.G. Tseng: Analysis of contact lens intolerance by exploring neuroanatomicintegration of ocular surface defense Contact Lens & Anterior Eye 26 (2003) 131–137

52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


A Superfície Ocular externa

2007 Report of the International Dry Eye Workshop (DEWS) The Ocular Surface. 2007;5:65-204.

52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


Sumário 1. A Superfície Ocular Externa 2. Lente de Contacto 1. Factor de desequilíbrio 2. Factor de equilíbrio 3. Materiais 4. Indicações clínicas 5. Acompanhamento Clínico 6. Conclusão 52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


Lente de Contacto Factor de desequilíbrio Inflamação Edema Infecção Barreira ao transporte de O2 Veículo de microrganismos E.M. Espana, S.C.G. Tseng / Analysis of contact lens intolerance by exploring neuroanatomic integration of ocular surface defenseContact Lens & Anterior Eye 26 (2003) 131–137 52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


Lente de Contacto Factor de desequilíbrio

LIMITAÇÕES DO PORTE PROLONGADO 1. Edema da Córnea 2. Neovascularização da Córnea 3. Infecção GARY N. FOULKS: Contact Lens Wear and Making Contact Lens Wear Safer, Am J Ophthalmol 2006;141: 369–373 52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


Lente de Contacto Factor de desequilíbrio

REACÇÕES DE HIPERSENSIBILIDADE 1. Conjuntivite de papilas gigantes 2. “Contact Lens–Related Red Eye” (CLARE) 3. Infiltrados da córnea 4. “Contact Lens–Induced Peripheral Ulcers” (CLPLUs) GARY N. FOULKS: Contact Lens Wear and Making Contact Lens Wear Safer, Am J Ophthalmol 2006;141: 369–373 52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


Sumário 1. A Superfície Ocular Externa 2. Lente de Contacto 1. Factor de desequilíbrio 2. Factor de equilíbrio 3. Materiais 3. Indicações clínicas 4. Acompanhamento Clínico 5. Conclusão 52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


Lente de Contacto Factor de equilíbrio

História 1880: 1ª LC adaptada c fim terapêutico 1963 : LC HEMA 1971: Comercialização LC hidrófilas 1987: LC descartáveis 1998/9: Silicone - Hidrogel 52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


Lente de Contacto Factor de equilíbrio

Definição Therapeuein

=

Terapêutica

•Efeito analgésico •Protecção mecânica •Reparação epitelial •Hidratação mantida •Suporte estrutural •Tamponamento de perfurações •Melhorar acuidade visual •Veiculo de fármacos

Cuidar

52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


Lente de Contacto Terapêutica Objectivos RECUPERAÇÃO •SINTOMÁTICA •EQUILIBRIO DA SUPERFÍCIE OCULAR EXTERNA

52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


Lente de Contacto TerapĂŞutica Objectivos

52Âş Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


Lente de Contacto Terapêutica

Candidato a LC terapêutica = Contra-indicações para LC 52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


Sumário 1. A Superfície Ocular Externa 2. Lente de Contacto 1. Factor de desequilíbrio 2. Factor de equilíbrio 3. Materiais 4. Indicações clínicas 5. Acompanhamento Clínico 6. Conclusão 52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


Lente de Contacto Terapêutica Materiais Características • Elevada transmissibilidade de O2 • Parâmetros • Abrangência • Estabilidade • Resistência a depósitos • Factor económico 52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


Lente de Contacto Terapêutica Materiais Tipos • Hidrogel • Silicone • Silicone - Hidrogel • RGP: esclerais/límbicas/corneanas • Escudos de colagéneo • Híbridas / Piggy back 52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


Lente de Contacto Terapêutica Materiais Hidrogel Tipos • Alívio rápido da dor • Fácil adaptação • Descartáveis

Silicone Silicone – hidrogel RGP esclerais/límbicas/corneanas Escudos de colagéneo Híbridas/Piggy Back

• Depósitos • Economia + • Parâmetros +

52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


Lente de Contacto Terapêutica Materiais Hidrogel Silicone

Tipos

Silicone - hidrogel RGP esclerais/límbicas/corneanas Escudos de colagéneo Híbridas/Piggy Back

+ • • • •

Maior permeabilidade ao oxigénio Elasticidade, consistência, reprodutibilidade Resistência a aderência bacteriana Não dependem da lágrima para a hidratação 52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


Lente de Contacto Terapêutica Hidrogel Materiais Silicone

Tipos

• • • •

Silicone - hidrogel RGP Esclerais/límbicas/corneanas Escudos de colagéneo Híbridas/ Piggy back

Depósitos (lípidos e proteínas) Substituição frequente Mais dispendiosas Adaptação imprevisível (p. prolongado) 52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


Lente de Contacto Terapêutica Materiais Tipos

Hidrogel Silicone Silicone - hidrogel

RGP esclerais/límbicas/corneanas Escudos de colagéneo

+

Híbridas/ Piggy back

• Fáceis de manusear • Excelente qualidade óptica • Podem ser modificadas, polidas 52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


Lente de Contacto Terapêutica Hidrogel Materiais Silicone Silicone - hidrogel

Tipos

-

RGP esclerais/límbicas/corneanas Escudos de colagéneo Híbridas/Piggy back

• Muito personalizadas • Fabrico e adaptação morosos • Sem caixa de ensaio 52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


Lente de Contacto TerapĂŞutica Materiais Tipos

52Âş Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


Lente de Contacto Terapêutica Hidrogel Materiais Silicone Silicone - hidrogel

Tipos

RGP esclerais/límbicas/corneanas Escudos de colagéneo Híbridas/Piggy back

• Permeabilidade de O2 (silicone) • Hidrofilia (HEMA) • Maior consistência (silicone) • Troca de fluido (não RGP) • Boa adaptação (gama de parâmetros e conforto) • Resistência a depósitos (não silicone)

52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


Lente de Contacto Terapêutica Hidrogel Materiais Silicone Silicone - hidrogel

Tipos Silicone Hydrogel Lenses Therapeutic Use (FDA)

RGP esclerais/límbicas/corneanas Escudos de colagéneo Híbridas/Piggy back

Acuvue Oasys (senofilcon A)

(Vistakon, Jacksonville, Fla.) 2007

■ PureVision (balafilcon A)

(Bausch & Lomb, Rochester, N.Y.) 2005

■ Night

& Day (lotrafilcon B)

(CIBA Vision, Duluth, Ga.) 2003

52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


Lente de Contacto Terapêutica Hidrogel Materiais Silicone Tipos

Silicone - hidrogel RGP: esclerais/límbicas/corneanas Escudos de colagéneo Híbridas/Piggy back

52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


Materiais Tipos

1. Hidrófilas Hidrogel Silicone

+

2. RGP: esclerais 3. Escudos de colagéneo

Silicone - hidrogel

Transmissibilidade de oxigénio

52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


Lente de Contacto Terapêutica Materiais Hidrogel Tipos

Silicone Silicone - hidrogel RGP esclerais/corneanas/limbicas

Escudos de colagéneo Híbridas/ Piggy back

• • • •

Tecido porcino/bovino desidratado Adaptabilidade a uma córnea irregular Durabilidade limitada Translúcidas 52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


Lente de Contacto Terapêutica Materiais Hidrogel Tipos

Silicone Silicone - hidrogel RGP esclerais/corneanas/limbicas Escudos de colagéneo

Híbridas/ Piggy back

52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


Sumário 1. A Superfície Ocular Externa 2. Lente de Contacto 1. Factor de desequilíbrio 2. Factor de equilíbrio 3. Materiais 4. Indicações clínicas 5. Acompanhamento Clínico 6. Conclusão 52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


Indicações clínicas 1. Efeito analgésico 1. Efeito analgésico 2. Cicatrização epitelial 3. Protecção mecânica 4. Hidratação 5. Suporte estrutural 6. Veiculo de medicação 52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


Indicações clínicas • • • • • •

Queratopatia Bolhosa Queratopatia em banda Thygeson Queratite límbica superior Hidropsia aguda Cirurgia refractiva Efeito analgésico Cicatrização epitelial Protecção mecânica Hidratação Apoio estrutural Veiculo de medicação 52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


Indicações clínicas

Efeito analgésico Cicatrização epitelial Protecção mecânica Hidratação Apoio estrutural Veiculo de medicação 52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


Indicações clínicas

Efeito analgésico

FLAP

Cicatrização epitelial Protecção mecânica Hidratação Apoio estrutural Veiculo de medicação 52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


Indicações clínicas • • • •

Erosão recorrente Distrofias anteriores da córnea Úlceras indolentes Defeito epitelial persistente

Efeito analgésico

Cicatrização epitelial Protecção mecânica Hidratação Apoio estrutural Veiculo de medicação 52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


Indicações clínicas

Efeito analgésico

Cicatrização epitelial Protecção mecânica Hidratação Apoio estrutural Veiculo de medicação 52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


Indicações clínicas • •

Queratite de Exposição / Neurotrófica Alterações anatómicas palpebrais

Efeito analgésico Cicatrização epitelial

Protecção mecânica Hidratação Apoio estrutural Veiculo de medicação Caroline L. Christie: THERAPEUTIC CONTACT LENSES: Contact Lens and Anterior Eye, (Supplement), 22, pp. s20-s25, 1999

52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


Indicações clínicas • • •

Queratoconjuntivite sicca Doença Conjuntival Cicatrizante Queimaduras químicas

Efeito analgésico Cicatrização epitelial Protecção mecânica

Hidratação Apoio estrutural Veiculo de medicação 52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


Indicações clínicas 1. Manutenção dos fundos de saco conjuntivais 2. Ptose 3. Feridas penetrantes da córnea 4. Cirurgia filtrante Efeito analgésico Cicatrização epitelial Protecção mecânica Hidratação

Apoio estrutural Veiculo de medicação 52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


Indicações clínicas Escudos de Colagénio

Efeito analgésico Cicatrização epitelial Protecção mecânica Hidratação Apoio estrutural

Veiculo de medicação

http://www.uic.edu/com/eye/LearningAboutVision/EyeFacts/Images/CornealAbrasion.jpg

52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


Lente de Contacto Terapêutica Selecção

Síndrome de erosão recorrente Silicone Hidrogel: Duração semanal Queratopatia bolhosa Silicone Hidrogel: Duração mensal Queratoconjuntivite vernal Silicone Hidrogel: Duração diária

52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


Lente de Contacto Terapêutica Selecção Descemetocelo, Instabilidade lágrima maior espessura Erosão recorrente menor espessura Queratopatia bolhosa maior hidrofilia Queratite de exposição escleral, silicone 52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


Lente de Contacto Terapêutica Selecção Queimadura química maior hidrofila com anel escleral, escleral Ectasia corneana primária/secundária RGP, Híbrida, Piggy back Olho seco grave/anomalia palpebral silicone Bolha de filtração/buftalmos hidrogel 52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


Sumário 1. A Superfície Ocular Externa 2. Lente de Contacto 1. Factor de desequilíbrio 2. Factor de equilíbrio 3. Materiais 4. Indicações clínicas 5. Acompanhamento Clínico 6. Conclusão 52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


Acompanhamento Clínico

1.Sucesso terapêutico 2.Adaptação da LC 3.Riscos vs Beneficio 4.Terapêutica coadjuvante

52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


Acompanhamento Clínico Contra-indicações Mais importantes

1. Infecção ocular 2. Impossibilidade de acompanhamento clínico Relativas 1. Blefarite seborreica (infecção) 2. Anomalias do sistema lacrimal 3. Higiene pessoal pobre 4. Cirurgia filtrante 52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


Acompanhamento Clínico Complicações • • • • •

Neovascularização Conjuntivite de papilas gigantes Iridociclite Ulcera infecciosa Hipópion

52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009


Sumário 1. A Superfície Ocular Externa 2. Lente de Contacto 1. Factor de desequilíbrio 2. Factor de equilíbrio 3. Materiais 4. Indicações clínicas 5. Acompanhamento Clínico 6. Conclusão 52º Congresso da SPO Vilamoura, 5-7 Dezembro 2009

Lentes de Contacto Terapêuticas  

Explicar o racional subjacente Descrever as características Identificar as situações clínicas Sintetizar exemplos clínicos