Page 1

Secretaria de Estado da Saúde

João Pessoa, Fevereiro 2017 Ano 7 Edição Web II

Crianças lideram atendimentos a vítimas de quedas na unidade hospitalar

Campanha de doação reforça estoque de sangue no Hospital de Trauma de João Pessoa

Unidade de saude realizou mais de 103 mil exames por imagens em 2016

1

Com 98% de satisfação, Psicologia atendeu 121 mil pessoas em 2016


Unidade de saúde realizou mais de 103 mil exames por imagens em 2016

C

om o objetivo de oferecer agilidade e rapidez aos pacientes que necessitam de atendimento de urgência e emergência, a unidade de saúde conta com os recursos do Centro de Diagnóstico de Imagens (CDI). Em 2016, o Centro realizou 103.525 exames. O número inclui o Hospital de Trauma e Hospital de Traumatologia e Ortopedia da Paraíba – Htop, que funciona como retaguarda. Dentre os

Foto: ASCOM Trauma

exames destacam-se: radiologia (75.739), ultrassonografia (4.845), endoscopia (1.034) e tomografia (21.907). De acordo com a coordenadora do Centro de Diagnóstico por Imagem – CDI, Irinalda Dantas de Lima, a rapidez e a precisão deve-se a um trabalho de equipe focado na melhor assistência ao paciente. “Contamos com uma equipe própria, formada por médicos, tecnólogos, técnicos

2

Dentre os exames destacam-se: radiologia (75.739), ultrassonografia (4.845), endoscopia (1.034) e tomografia (21.907).


Secretaria de Estado da Saúde

de enfermagem e enfermeiros, disponível para auxiliar o diagnóstico no momento que o médico achar necessário. O CDI é o coração do Hospital de Trauma, uma vez que a maioria dos nossos pacientes são politraumatizados e precisam de um diagnóstico ágil, rápido e preciso”, destacou. Para o superintendente da Cruz Vermelha Brasileira (CVB), Milton Pacífico, o CDI da instituição está totalmente adequado às necessidades dos usuários da instituição, oferecendo as melhores condições de atendimentos para os nossos

pacientes. O centro do complexo hospitalar dispõe de uma equipe formada por 54 técnicos de radiologia, entre outras especialidades, divididos em radiologia, ultrassonografia, endoscopia e tomografia que facilitam o atendimento aos pacientes com dificuldade de locomoção. “Funcionamos 24 horas, todos os dias da semana, e com profissionais treinados e qualificados para os mais variados exames”, disse a coordenadora.

Foto: ASCOM Trauma

3

Novo CDI - O novo Centro de Diagnóstico por Imagem (CDI) do Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa foi inaugurado em setembro de 2016. O destaque é o recem adquirido aparelho de tomografia computadorizada, com digitalização das imagens. O equipamento tem capacidade de realizar mais de 100 exames diários, incluindo diagnóstico de crânio, tórax e abdômen.


Crianças lideram atendimentos a vítimas de quedas na unidade hospitalar

Foto: ASCOM Trauma

O

Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena registrou 12 mil entradas de pacientes vítimas de quedas no período de janeiro a dezembro de 2016. De acordo com os dados do Núcleo de Estatística da instituição, a maioria desses pacientes são crianças de 0 a 9 anos de idade, totalizando 3.926, ou seja, 33% deste tipo de ocorrência. Em

Foto: ASCOM Trauma

2015, foram registrados 10.294, indicando um aumento de 16% no ano de 2016. Dentre os bairros de João Pessoa com maior incidência de vítimas de quedas destacamse: Mangabeira (608), seguido por Valentina Figueiredo (443), Mandacaru (330) e Cristo Redentor (318). Ainda de acordo com os dados divulgados pelo núcleo, os episódios de quedas são liderados pelo sexo 4

masculino com 6.303 ocorrências registradas no Hospital de Trauma. A médica pediátrica da unidade hospitalar, Giovana Freitas, orienta os pais a observarem os filhos após o acidente, pois


Secretaria de Estado da Saúde

pode ser decisivo para a boa recuperação deles. “A criança ao cair precisa ser acompanhada pelos responsáveis, pois se ela apresentar sinais de alerta, como sonolência, desmaio, vômito e convulsão, deve ser imediatamente levada ao socorro médico. Uma queda, dependendo da altura, e idade da vítima, pode causar traumatismo craniano e várias outras consequências traumáticas”, alerta a pediatra. A estudante Maria da Guia Silva, 25 anos, que está com o filho

de sete meses em observação no complexo hospitalar, em decorrência de queda, explicou que o acidente ocorreu devido a um momento de distração. “Estava com o meu filho na cama e o deixei sozinho por alguns segundos para buscar a fralda, e de repente escutei um barulho e corri para o quarto. Quando o peguei, ele logo vomitou e observei um grande hematoma na cabeça, imediatamente trouxe ele para o Trauma, graças a Deus ele está bem, mas tomei um grande susto”, disse.

5

A pediatra ressaltou que algumas ações preventivas devem ser realizadas pelos responsáveis para que situações graves não venham acontecer. “É muito importante que os pais fiquem atentos aos comportamentos dos filhos. Notamos que muitos bebês dão entrada no hospital vítimas de quedas, e muitas delas poderiam ter sido evitadas, se medidas preventivas tivessem sido adotadas. As crianças não têm a mesma percepção de risco dos adultos, por isso devem ser orientadas constantemente”, observou.


Secretaria de Estado da Saúde

Campanha de doação reforça estoque de sangue no Hospital de Trauma de João Pessoa

U

ma unidade móvel do Hemocentro da Paraíba estará no Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, no dia 21 deste mês. O Trauma aderiu a campanha do Hemocentro ‘Chegou Carnaval! Bora Doar? Seja solidário. Doe sangue’, que pretende sensibilizar a população sobre a necessidade de reforçar estoques de sangue no período de carnaval, quando a demanda tradicionalmente cresce e há mais falta de doadores. O hospital pretende mobilizar funcionários, acompanhantes

e usuários para a doação de sangue. O complexo hospitalar é o maior serviço de emergência da Paraíba e o que mais demanda sangue para transfusão. “A campanha serve para estreitar a parceria entre as duas instituições, facilitando o trabalho de reposição do sangue”, explicou a diretora geral da unidade de saúde, Sabrina Bernardes.

“A campanha serve para estreitar a parceria entre as duas instituições, facilitando o trabalho de reposição do sangue”

Doações – Quem tiver interesse em doar sangue pode se dirigir ao Hemocentro, na Rua v. Dom Pedro II, 1119, no Centro. Para doar é preciso ter entre 18 e 65 anos, peso acima de 50 kg, apresentar documento oficial de identificação com foto e não ser portador de doenças transmissíveis pelo sangue como malária, hepatite, doença de chagas, sífilis e Aids, entre outros critérios

6


de triagem. O doador deve evitar alimentos gordurosos três horas antes e bebidas alcoólicas 12 horas antes da doação. É necessário um intervalo entre as doações de 60 dias para os homens, com o máximo de quatro doações por ano, e de 90 dias para as mulheres, com o máximo de três por ano.

Estou convidando todo mundo. É um gesto nobre. Nós, que trabalhamos num ambiente hospitalar devemos sempre está na linha de frente. O melhor exemplo vem de casa”

A maior parte das doações realizadas na ação será para reposição, ou seja, quando familiares e amigos de pacientes repõem o sangue utilizado nos procedimentos durante o internamento na unidade. A campanha atrai colaboradores, como é o caso do assistente administrativo, Daniel do

Nascimento, que já sensibiliza os colegas de trabalho. “Estou convidando todo mundo. É um gesto nobre. Nós, que trabalhamos num ambiente hospitalar, devemos sempre estar na linha de frente. O melhor exemplo vem de casa”, completou.


Com 98% de satisfação, Psicologia atendeu 121 mil pessoas em 2016

Hospital de Trauma e Htop servem mais de um milhão de refeições em 2016

F

O

oram servidas mais de 1 milhão de refeições no Hospital de Trauma e no Hospital de Traumatologia e Ortopedia (Htop), ambos em João Pessoa, no ano de 2016. A média aponta para 96 mil refeições oferecidas mensalmente nas duas unidades de saúde, o quantitativo inclui alimentações servidas aos pacientes, acompanhantes e funcionários das instituições. Só no Hospital de Emergência e Trauma, o total atingiu 942.639 (70 mil/mês). Já no Htop, os números apontam para 306.196 alimentações, perfazendo uma média mensal de 26 mil. Ao todo, a soma sinalizou para 1.248.835 mil refeições oferecidas pelos dois hospitais no ano passado. O ano de 2016 foi marcado por conquistas e concretizações de projetos do setor, como é o caso do programa ‘Sentinela’ que supervisionou a administração das dietas enterais, e a parceria importante com a equipe da enfermagem. CONFIRA A MATÉRIA COMPLETA

setor de Psicologia do hospital realizou em 2016 aproximadamente 121 mil atendimentos a pacientes, familiares e equipe multiprofissional. O serviço é um dos únicos do Estado que oferece ajuda psicológica desde a entrada do paciente até sua saída do complexo hospitalar. A qualidade no serviço é refletida na pesquisa de satisfação, que mostrou 98% de aprovação. De acordo com os dados estatísticos, de janeiro a dezembro de 2016, foram realizados no Hospital de Trauma 84.982 atendimentos e no Hospital de Traumatologia e Ortopedia da Paraíba (Htop) – retaguarda da unidade hospitalar – foram 36.067. Os psicólogos da unidade de saúde atuam nas áreas críticas da instituição, como Unidade de Terapia Intensiva, Unidade de Recuperação Pós-Anestésica (URPA), Unidades de Pacientes Graves (UPG), enfermarias, consultórios, entre outros. LEIA MAIS

8


e t n e i d e Exp Direção Superintendente da Cruz Vermelha Milton Pacífico Diretora Geral Sabrina Bernardes Diretor Administrativo Sidney Schmid Conselho Editorial Joceane Gomes DRT 4138/PB Meyri Gomes DRT 3900/PB Célia Rangel DRT 2225/PB Priscila Andrade DRT 4601/PB Projeto Gráfico e Diagramação Bruno Farias Pedro Costa Fotos ASCOM - Trauma Ilustrações Pedro Costa Colaboradores Clara Rezende Daniel Vieira Evandra Medeiros 9


287 252 165

a r i e b a g n a M a n i t n e l a V o d e r i e u g i F Centro da Capital

4 a d a c e d 3 ntes

e d i c a e d s o n a a d m i a r t nt ví e o ã d e u q o t i s n â r t de

T

o ã s a m u ra

S O R I E U Q O OT

M

10

De Plantão ed 02  

De Plantão ed. web 02 Fev/2017

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you