Page 1

indicadores

Taxa de Mortalidade do Centro de Terapia Intensiva Adulto O Centro de Terapia Intensiva Adulto (CTI-A) do Hospital Israelita Albert Einstein é um dos mais conceituados do País, e isso pode ser mensurado pela SMR (Standardized Mortality Rate). Esse indicador compara a mortalidade observada com a esperada, segundo a probabilidade de morte baseada em índice prognóstico no momento da internação na UTI; no caso, o APACHE II. Em outras palavras, quanto menor o seu valor, melhores são os resultados do trabalho da instituição. Nos últimos meses, essa taxa vem se mantendo abaixo de 1 e, freqüentemente, inferior a 0,5, um resultado comparável aos melhores índices internacionais.

espaço do médico

O Programa de Educação Médica Continuada, em seus seis ciclos, vem obtendo uma adesão cada vez maior do Corpo Clínico. Leia, abaixo, o depoimento de dois dos médicos que participaram mais ativamente de todos os ciclos.

Minha participação no Programa é o resultado do que procuro fazer no dia-a-dia: atualizar constantemente meus conhecimentos e ter produção científica. Faço isso porque é importante para os meus pacientes. E o EMC me ajuda a organizar essas atividades e a estimular os colegas a fazer o mesmo. Dr. Nelson Hamerschlak, hematologista. Para mim, é um prazer participar do EMC. Os créditos que acumulo são uma conseqüência natural das minhas atividades. Esse programa é uma iniciativa bem-sucedida, que foi um marco para a nossa instituição. Ele representa o que todo profissional deve fazer para se manter atualizado. Todas as instituições deveriam ter iniciativas assim, pois isso é uma meta da maioria das sociedades e especialidades do Brasil. Mas poucos lugares do País fazem isso com o rigor e a eficiência do Einstein. Dr. José Ribas Milanez de Campos, cirurgião

Segurança

Semana da Segurança tem sessão interativa para revisar políticas e procedimentos

ENTRE EM CONTATO Entre em contato com a gente. Qualquer dúvida, sugestões ou reclamações envie um e-mail para informativoeinstein@einstein.br, ligue para (11) 3747-0463 ou escreva para Informativo Einstein Av. Albert Einstein, 627 - Departamento de Marketing - CEP 05651-901 - São Paulo - SP.

Nossas Unidades Morumbi: Av. Albert Einstein, 627/701 • Ibirapuera: Av. República do Líbano, 501 • Jardins: Av. Brasil, 953 • Alphaville: Alameda Purus, 105 • Morato: Av. Francisco Morato, 4.293 • Vila Mariana: Rua Coronel Lisboa, 209 • Paraisópolis: Rua Manoel Antônio Pinto, 210 • Paulista: Av. Paulista, 2.421 - 12º andar Para mais informações acesse www.einstein.br ou ligue para (11) 3747-1233.

De 4 a 8 de agosto, a Sociedade promoveu a Semana da Segurança e, nesta oportunidade, o Corpo Clínico pôde participar de uma sessão interativa de votação Dr. Carlos Alfonso eletrônica para revisar as principais Kerguelen Botero políticas e procedimentos da Instituição, com o intuito de preparar-se ainda melhor para a auditoria da Joint Commission International. Para falar sobre o assunto central do evento – segurança do paciente – o médico colombiano Dr. Carlos Alfonso Kerguelen Botero foi o convidado especial. Outras atividades da semana também movimentaram a Instituição e envolveram lideranças e funcionários. Entre elas, a cerimônia de certificação do HIAE em Terapia Intravenosa do programa “Soluções Integradas para a Saúde”, lançado pela empresa 3M, e a apresentação dos resultados da pesquisa “Percepção de Segurança na SBIBAE”. Os médicos que participaram dos eventos da Semana da Segurança receberão pontuação no Programa de Educação Médica Continuada. Para saber mais, visite a página do evento na intranet.

inf ormativo E INSTEIN 02 Boletim mensal para o Corpo Clínico do Hospital Israelita Albert Einstein

OUTUBRO | 2008

Medicina Diagnóstica

Ressonância magnética de 3 Teslas inova em diagnósticos por imagem Em uma iniciativa de vanguarda, o Departamento de Imagem do Einstein disponibiliza aos seus clientes o que há de mais avançado para a avaliação das doenças neurológicas: um aparelho de ressonância magnética de 3 Teslas. Esse equipamento proporciona imagens de alta qualidade e tornam mais evidentes alterações em exames de perfusão, ressonância magnética fun-

cional e espectroscopia, tornando mais claros alguns aspectos de tumores cerebrais, doenças desmielinizantes e mesmo degenerativas. Com a ressonância magnética de 3 Teslas, as imagens de angiografia são adquiridas com alta resolução, facilitando a avaliação de pequenas alterações nos vasos intracranianos, acrescentando mais detalhes no manejo de pacientes com lesões vasculares.

Novidades

Veja tambÉM NESTA EDIÇÃO

Oncologia inicia programa de transplantes de células-tronco usando bussulfano endovenoso O transplante de células-tronco hematopoiéticas alogênico é uma opção de tratamento para pacientes com diversas patologias hematológicas malignas e não malignas. O bussulfano, utilizado em altas doses em regimes de condicionamento, é a principal droga para pacientes com leucemias e síndromes mielodisplásicas. Entretanto, esse medicamento, quando usado via oral, apresenta grande variabilidade farmacocinética, causando níveis plasmáticos muito altos, levando a uma toxicidade extra-medular exacerbada e

elevando índices de recaída da leucemia. Como substituto para o bussulfano via oral, o Hospital Israelita Albert Einstein é o primeiro no Brasil a iniciar um programa de transplante de célulastronco hematopoiéticas utilizando bussulfano via endovenosa, em parceria com o MD Anderson Cancer Center. A via endovenosa propicia 100% de biodisponibilidade, o que praticamente elimina toxicidades extra-medulares e garante níveis séricos terapêuticos anti-leucemia.

• Cone Beam CT é inovação no

serviço de radioterapia

FIQUE POR DENTRO

• Visita da equipe do

M.D. Anderson ao HIAE

• Livros de especialidades médicas • Nova comunicação para os médicos sobre sua participação no EMC

MEDICINA DIAGNÓSTICA

• Planejamento de procedimentos estereotáxicos

joint commission

Auditoria simulada da Joint Commission aconteceu em agosto De 11 a 15 de agosto, o Hospital Israelita Albert Einstein passou por uma auditoria simulada preparatória para a auditoria de recertificação da Joint Commission International, que acontecerá em dezembro. Entre os pontos fortes encontrados, destacam-se o compromisso da liderança com qualidade e segurança do paciente; o entusiasmo e o engajamento dos médicos e staff do hospital na auditoria; a existência de um Programa de Infecção Hospitalar efetivo; os planos de

TECNOLOGIA

cuidados da enfermagem; e a qualidade da equipe de anestesia e do Centro Cirúrgico. Já os processos que requerem melhorias incluem a comunicação efetiva (especialmente ordem verbal e telefônica); ações para garantir que a cirurgia seja feita no lado certo, com o procedimento certo, no paciente certo (processos de Lateralidade/ Time-out, conforme política do Hospital), avaliação do paciente; prescrições médicas; preenchimento correto de prontuários e uso de abreviações.

• Exame de dosagem de

bilirrubina transcutânea

• Diferenciais dos procedimentos endoscópicos

Novidades

• Pesquisa para criar novo

medicamento contra o câncer

INDICADORES

•T  axa de mortalidade na UTI


Medicina Diagnóstica

novidades

Einstein pesquisa planta amazônica para criar novo medicamento contra o câncer Pela primeira vez no Brasil, o Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa inicia pesquisas em seres humanos para a criação de um medicamento contra o câncer, produzido a partir da seiva de uma erva da Amazônia chamada Avelós (Euphorbia tirucali). A erva é utilizada na cultura popular há décadas como planta medicinal, e estudos laboratoriais comprovaram a atividade anti-tumoral de suas substâncias. Com base nesses resultados, agora será iniciado o estudo clínico “fase I” no Centro de Pesquisa Clínica do Einstein, em pacientes

FIQUE POR DENTRO •D  e 4 a 7 de agosto, o Einstein recebeu a visita de membros do M.D. Anderson Cancer Center, um dos maiores centros do mundo em tratamento e pesquisa em oncologia. Essa visita teve a finalidade de estreitar as relações entre as duas instituições e criar um programa conjunto para atuação na área de oncologia. • Em uma parceria entre a Diretoria de Prática Médica, a Diretoria Clínica e o IIEP, o Einstein foi o responsável pelo conteúdo de uma série de livros que reúne os principais tópicos e as melhores evidências de várias especialidades médicas. A coleção possui 4 volumes – Ginecologia, Pediatria, Clínica Médica e Cirurgia Torácica – e foi escrita por médicos renomados. Os exemplares podem ser adquiridos nas livrarias ALMED (11 5542-2284/www.almed.com.br), LIVRESP (11 3225-9785/www.livresp.com.br) e na Editora Cultura Médica (www.culturamedica.com.br).

•B  uscando uma transparência cada vez maior na comunicação, a partir de 2008, o Einstein enviará a todos os seus médicos, anualmente, uma carta com indicadores de sua participação nas iniciativas do Hospital e um comparativo com todo o Corpo Clínico e os colegas de sua especialidade. Os itens avaliados incluem a participação nas atividades de educação médica continuada e a adesão às rotinas gerenciadas para medicamentos, aos protocolos gerenciados e às práticas de qualidade e segurança do paciente. Esses critérios são utilizados, inclusive, para a concessão de benefícios do Programa de Relacionamento Corpo Clínico.

voluntários com câncer, para a avaliação da toxidade tolerada pelo corpo humano e seus resultados no processo de eliminação celular programada em tumores. Os estudos pré-clínicos em células de laboratório demonstraram resultados positivos em diversos tipos de tumores sólidos, como os de pele, tireóide, mama e próstata. Para saber mais, entre em contato com Roberta Possato pelo e-mail robertap@einstein.br ou pelo telefone 3747 0721.

ATENÇÃO

Programa de Educação Médica Continuada inicia 7º ciclo O Programa de Educação Médica Continuada inicia seu 7º ciclo em agosto, sempre promovendo a atividade educacional do Corpo Clínico do Einstein, contribuindo para o seu desenvolvimento e oferecendo conhecimento de vanguarda no campo da ciência e da tecnologia. O 6º ciclo se encerrou em 31 de julho, com um recorde de adesão de médicos com a meta institucional de 40 pontos cumprida. O acesso ao link “Qual o seu diagnóstico?” do Medicalsuite (em que o médico formula hipóteses diagnósticas para casos clínico-radiológicos) e a participação nos e-learnings contribuíram para esse recorde.

Atividades internas e externas valem créditos para o Programa: congressos, jornadas, reuniões científicas, foros interdisciplinares e e-learnings. Diversas atividades educacionais promovidas pelo Einstein podem ser acessadas pelo Medicalsuite (http://medicalsuite.einstein.br/). Participe!

Einstein utiliza tecnologia avançada no planejamento de procedimentos estereotáxicos A localização estereotáxica de lesões permite o planejamento de biópsias, cirurgias e radiocirurgias, além de tratamentos radioterápicos de lesões pequenas, profundas ou próximas a áreas de risco, com maior segurança e precisão, e menor tempo de duração dos procedimentos. E para planejar esses tratamentos, o Einstein dispõe de um avançado recurso: a tomografia computadorizada, após fixação de arco estereotáxico na cabeça do paciente, com máscara radioterápica ou neuronavegador.

As imagens desse exame são de alta qualidade e podem ser fundidas (superpostas) com as de outras modalidades diagnósticas (ressonância magnética, PET-CT, angiografia digital), oferecendo informações anatômicas detalhadas associadas a dados funcionais, utilizados para otimizar os planejamentos. Os resultados dos exames feitos nos diversos setores de diagnóstico são enviados para o local onde o procedimento é realizado (centro cirúrgico ou radioterapia) por meio de uma rede integrada de computadores.

Laboratório clínico dispõe de exames de dosagem de bilirrubina transcutânea O laboratório clínico do HIAE já dispõe de exames para dosagem de bilirrubina transcutânea, indicados para recémnascidos com até 20 dias de vida. A dosagem é feita pelo aparelho Bilicheck® e está disponível para os pacientes externos, internados e do Pronto Atendimento. O grande benefício desse teste é não ser invasivo, sendo desnecessária a punção venosa, evitando

a retirada de amostra de sangue do neonato. Além disso, ele é considerado um Teste Laboratorial Remoto (Point of Care Testing), e sua dosagem segue as regras da RDC nº 302 da ANVISA. Para saber mais, entre em contato com Dr. Carlos Eduardo Ferreira pelo e-mail carlosesf@einstein.br.

Procedimentos endoscópicos do Einstein são acompanhados por anestesiologistas No Einstein, todos os procedimentos endoscópicos têm um diferencial que aumenta a segurança para os pacientes: são realizados com a participação de anestesiologistas. A presença desse médico permite a aplicação de algumas drogas, como o propofol, propiciando anestesia mais profunda, segura, com despertar mais precoce e sem a sensação de torpor durante o resto do dia – em geral, uma hora após o despertar, toda a droga já foi metabolizada. Outra vantagem da presença do anestesiologista é o fato de não existirem restrições para pacientes com outras enfermidades. Pacientes idosos, hospitalizados, portadores de doenças

graves podem, assim, ser submetidos aos procedimentos endoscópicos, diagnósticos ou terapêuticos. Na Unidade Morumbi, a estrutura disponível no setor de endoscopia também permite que, após definido o diagnóstico, qualquer tratamento endoscópico necessário possa ser realizado no mesmo procedimento, sem necessidade de novo agendamento, e após indicação do médico responsável pelo paciente. Para saber mais, visite a área de Medicina Diagnóstica em www.einstein.br.

Representação tridimensional a partir de tomografia computadorizada para planejamento estereotáxico de radioterapia.

Tecnologia

Radioterapia oferece tecnologia inovadora a seus pacientes A partir de julho, o Serviço de Radioterapia conta com mais uma tecnologia inovadora no tratamento do câncer. Trata-se do Cone Beam CT (CBCT) – um acessório incorporado ao acelerador linear capaz de realizar uma tomografia volumétrica momentos antes do tratamento, permitindo comparar as imagens obtidas nesse exame com as do planejamento inicial para determinar com precisão a localização do tumor e/ou alterações anatômicas do paciente. Com base nessa análise, se necessário, são efetuados ajustes no posicionamento, ou até um novo planejamento, levando a uma terapia mais personalizada, com altas doses de radioterapia dirigidas ao tumor, enquanto tecidos normais são poupados.


Medicina Diagnóstica

novidades

Einstein pesquisa planta amazônica para criar novo medicamento contra o câncer Pela primeira vez no Brasil, o Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa inicia pesquisas em seres humanos para a criação de um medicamento contra o câncer, produzido a partir da seiva de uma erva da Amazônia chamada Avelós (Euphorbia tirucali). A erva é utilizada na cultura popular há décadas como planta medicinal, e estudos laboratoriais comprovaram a atividade anti-tumoral de suas substâncias. Com base nesses resultados, agora será iniciado o estudo clínico “fase I” no Centro de Pesquisa Clínica do Einstein, em pacientes

FIQUE POR DENTRO •D  e 4 a 7 de agosto, o Einstein recebeu a visita de membros do M.D. Anderson Cancer Center, um dos maiores centros do mundo em tratamento e pesquisa em oncologia. Essa visita teve a finalidade de estreitar as relações entre as duas instituições e criar um programa conjunto para atuação na área de oncologia. • Em uma parceria entre a Diretoria de Prática Médica, a Diretoria Clínica e o IIEP, o Einstein foi o responsável pelo conteúdo de uma série de livros que reúne os principais tópicos e as melhores evidências de várias especialidades médicas. A coleção possui 4 volumes – Ginecologia, Pediatria, Clínica Médica e Cirurgia Torácica – e foi escrita por médicos renomados. Os exemplares podem ser adquiridos nas livrarias ALMED (11 5542-2284/www.almed.com.br), LIVRESP (11 3225-9785/www.livresp.com.br) e na Editora Cultura Médica (www.culturamedica.com.br).

•B  uscando uma transparência cada vez maior na comunicação, a partir de 2008, o Einstein enviará a todos os seus médicos, anualmente, uma carta com indicadores de sua participação nas iniciativas do Hospital e um comparativo com todo o Corpo Clínico e os colegas de sua especialidade. Os itens avaliados incluem a participação nas atividades de educação médica continuada e a adesão às rotinas gerenciadas para medicamentos, aos protocolos gerenciados e às práticas de qualidade e segurança do paciente. Esses critérios são utilizados, inclusive, para a concessão de benefícios do Programa de Relacionamento Corpo Clínico.

voluntários com câncer, para a avaliação da toxidade tolerada pelo corpo humano e seus resultados no processo de eliminação celular programada em tumores. Os estudos pré-clínicos em células de laboratório demonstraram resultados positivos em diversos tipos de tumores sólidos, como os de pele, tireóide, mama e próstata. Para saber mais, entre em contato com Roberta Possato pelo e-mail robertap@einstein.br ou pelo telefone 3747 0721.

ATENÇÃO

Programa de Educação Médica Continuada inicia 7º ciclo O Programa de Educação Médica Continuada inicia seu 7º ciclo em agosto, sempre promovendo a atividade educacional do Corpo Clínico do Einstein, contribuindo para o seu desenvolvimento e oferecendo conhecimento de vanguarda no campo da ciência e da tecnologia. O 6º ciclo se encerrou em 31 de julho, com um recorde de adesão de médicos com a meta institucional de 40 pontos cumprida. O acesso ao link “Qual o seu diagnóstico?” do Medicalsuite (em que o médico formula hipóteses diagnósticas para casos clínico-radiológicos) e a participação nos e-learnings contribuíram para esse recorde.

Atividades internas e externas valem créditos para o Programa: congressos, jornadas, reuniões científicas, foros interdisciplinares e e-learnings. Diversas atividades educacionais promovidas pelo Einstein podem ser acessadas pelo Medicalsuite (http://medicalsuite.einstein.br/). Participe!

Einstein utiliza tecnologia avançada no planejamento de procedimentos estereotáxicos A localização estereotáxica de lesões permite o planejamento de biópsias, cirurgias e radiocirurgias, além de tratamentos radioterápicos de lesões pequenas, profundas ou próximas a áreas de risco, com maior segurança e precisão, e menor tempo de duração dos procedimentos. E para planejar esses tratamentos, o Einstein dispõe de um avançado recurso: a tomografia computadorizada, após fixação de arco estereotáxico na cabeça do paciente, com máscara radioterápica ou neuronavegador.

As imagens desse exame são de alta qualidade e podem ser fundidas (superpostas) com as de outras modalidades diagnósticas (ressonância magnética, PET-CT, angiografia digital), oferecendo informações anatômicas detalhadas associadas a dados funcionais, utilizados para otimizar os planejamentos. Os resultados dos exames feitos nos diversos setores de diagnóstico são enviados para o local onde o procedimento é realizado (centro cirúrgico ou radioterapia) por meio de uma rede integrada de computadores.

Laboratório clínico dispõe de exames de dosagem de bilirrubina transcutânea O laboratório clínico do HIAE já dispõe de exames para dosagem de bilirrubina transcutânea, indicados para recémnascidos com até 20 dias de vida. A dosagem é feita pelo aparelho Bilicheck® e está disponível para os pacientes externos, internados e do Pronto Atendimento. O grande benefício desse teste é não ser invasivo, sendo desnecessária a punção venosa, evitando

a retirada de amostra de sangue do neonato. Além disso, ele é considerado um Teste Laboratorial Remoto (Point of Care Testing), e sua dosagem segue as regras da RDC nº 302 da ANVISA. Para saber mais, entre em contato com Dr. Carlos Eduardo Ferreira pelo e-mail carlosesf@einstein.br.

Procedimentos endoscópicos do Einstein são acompanhados por anestesiologistas No Einstein, todos os procedimentos endoscópicos têm um diferencial que aumenta a segurança para os pacientes: são realizados com a participação de anestesiologistas. A presença desse médico permite a aplicação de algumas drogas, como o propofol, propiciando anestesia mais profunda, segura, com despertar mais precoce e sem a sensação de torpor durante o resto do dia – em geral, uma hora após o despertar, toda a droga já foi metabolizada. Outra vantagem da presença do anestesiologista é o fato de não existirem restrições para pacientes com outras enfermidades. Pacientes idosos, hospitalizados, portadores de doenças

graves podem, assim, ser submetidos aos procedimentos endoscópicos, diagnósticos ou terapêuticos. Na Unidade Morumbi, a estrutura disponível no setor de endoscopia também permite que, após definido o diagnóstico, qualquer tratamento endoscópico necessário possa ser realizado no mesmo procedimento, sem necessidade de novo agendamento, e após indicação do médico responsável pelo paciente. Para saber mais, visite a área de Medicina Diagnóstica em www.einstein.br.

Representação tridimensional a partir de tomografia computadorizada para planejamento estereotáxico de radioterapia.

Tecnologia

Radioterapia oferece tecnologia inovadora a seus pacientes A partir de julho, o Serviço de Radioterapia conta com mais uma tecnologia inovadora no tratamento do câncer. Trata-se do Cone Beam CT (CBCT) – um acessório incorporado ao acelerador linear capaz de realizar uma tomografia volumétrica momentos antes do tratamento, permitindo comparar as imagens obtidas nesse exame com as do planejamento inicial para determinar com precisão a localização do tumor e/ou alterações anatômicas do paciente. Com base nessa análise, se necessário, são efetuados ajustes no posicionamento, ou até um novo planejamento, levando a uma terapia mais personalizada, com altas doses de radioterapia dirigidas ao tumor, enquanto tecidos normais são poupados.


indicadores

Taxa de Mortalidade do Centro de Terapia Intensiva Adulto O Centro de Terapia Intensiva Adulto (CTI-A) do Hospital Israelita Albert Einstein é um dos mais conceituados do País, e isso pode ser mensurado pela SMR (Standardized Mortality Rate). Esse indicador compara a mortalidade observada com a esperada, segundo a probabilidade de morte baseada em índice prognóstico no momento da internação na UTI; no caso, o APACHE II. Em outras palavras, quanto menor o seu valor, melhores são os resultados do trabalho da instituição. Nos últimos meses, essa taxa vem se mantendo abaixo de 1 e, freqüentemente, inferior a 0,5, um resultado comparável aos melhores índices internacionais.

espaço do médico

O Programa de Educação Médica Continuada, em seus seis ciclos, vem obtendo uma adesão cada vez maior do Corpo Clínico. Leia, abaixo, o depoimento de dois dos médicos que participaram mais ativamente de todos os ciclos.

Minha participação no Programa é o resultado do que procuro fazer no dia-a-dia: atualizar constantemente meus conhecimentos e ter produção científica. Faço isso porque é importante para os meus pacientes. E o EMC me ajuda a organizar essas atividades e a estimular os colegas a fazer o mesmo. Dr. Nelson Hamerschlak, hematologista. Para mim, é um prazer participar do EMC. Os créditos que acumulo são uma conseqüência natural das minhas atividades. Esse programa é uma iniciativa bem-sucedida, que foi um marco para a nossa instituição. Ele representa o que todo profissional deve fazer para se manter atualizado. Todas as instituições deveriam ter iniciativas assim, pois isso é uma meta da maioria das sociedades e especialidades do Brasil. Mas poucos lugares do País fazem isso com o rigor e a eficiência do Einstein. Dr. José Ribas Milanez de Campos, cirurgião

Segurança

Semana da Segurança tem sessão interativa para revisar políticas e procedimentos

ENTRE EM CONTATO Entre em contato com a gente. Qualquer dúvida, sugestões ou reclamações envie um e-mail para informativoeinstein@einstein.br, ligue para (11) 3747-0463 ou escreva para Informativo Einstein Av. Albert Einstein, 627 - Departamento de Marketing - CEP 05651-901 - São Paulo - SP.

Nossas Unidades Morumbi: Av. Albert Einstein, 627/701 • Ibirapuera: Av. República do Líbano, 501 • Jardins: Av. Brasil, 953 • Alphaville: Alameda Purus, 105 • Morato: Av. Francisco Morato, 4.293 • Vila Mariana: Rua Coronel Lisboa, 209 • Paraisópolis: Rua Manoel Antônio Pinto, 210 • Paulista: Av. Paulista, 2.421 - 12º andar Para mais informações acesse www.einstein.br ou ligue para (11) 3747-1233.

De 4 a 8 de agosto, a Sociedade promoveu a Semana da Segurança e, nesta oportunidade, o Corpo Clínico pôde participar de uma sessão interativa de votação Dr. Carlos Alfonso eletrônica para revisar as principais Kerguelen Botero políticas e procedimentos da Instituição, com o intuito de preparar-se ainda melhor para a auditoria da Joint Commission International. Para falar sobre o assunto central do evento – segurança do paciente – o médico colombiano Dr. Carlos Alfonso Kerguelen Botero foi o convidado especial. Outras atividades da semana também movimentaram a Instituição e envolveram lideranças e funcionários. Entre elas, a cerimônia de certificação do HIAE em Terapia Intravenosa do programa “Soluções Integradas para a Saúde”, lançado pela empresa 3M, e a apresentação dos resultados da pesquisa “Percepção de Segurança na SBIBAE”. Os médicos que participaram dos eventos da Semana da Segurança receberão pontuação no Programa de Educação Médica Continuada. Para saber mais, visite a página do evento na intranet.

inf ormativo E INSTEIN 02 Boletim mensal para o Corpo Clínico do Hospital Israelita Albert Einstein

OUTUBRO | 2008

Medicina Diagnóstica

Ressonância magnética de 3 Teslas inova em diagnósticos por imagem Em uma iniciativa de vanguarda, o Departamento de Imagem do Einstein disponibiliza aos seus clientes o que há de mais avançado para a avaliação das doenças neurológicas: um aparelho de ressonância magnética de 3 Teslas. Esse equipamento proporciona imagens de alta qualidade e tornam mais evidentes alterações em exames de perfusão, ressonância magnética fun-

cional e espectroscopia, tornando mais claros alguns aspectos de tumores cerebrais, doenças desmielinizantes e mesmo degenerativas. Com a ressonância magnética de 3 Teslas, as imagens de angiografia são adquiridas com alta resolução, facilitando a avaliação de pequenas alterações nos vasos intracranianos, acrescentando mais detalhes no manejo de pacientes com lesões vasculares.

Novidades

Veja tambÉM NESTA EDIÇÃO

Oncologia inicia programa de transplantes de células-tronco usando bussulfano endovenoso O transplante de células-tronco hematopoiéticas alogênico é uma opção de tratamento para pacientes com diversas patologias hematológicas malignas e não malignas. O bussulfano, utilizado em altas doses em regimes de condicionamento, é a principal droga para pacientes com leucemias e síndromes mielodisplásicas. Entretanto, esse medicamento, quando usado via oral, apresenta grande variabilidade farmacocinética, causando níveis plasmáticos muito altos, levando a uma toxicidade extra-medular exacerbada e

elevando índices de recaída da leucemia. Como substituto para o bussulfano via oral, o Hospital Israelita Albert Einstein é o primeiro no Brasil a iniciar um programa de transplante de célulastronco hematopoiéticas utilizando bussulfano via endovenosa, em parceria com o MD Anderson Cancer Center. A via endovenosa propicia 100% de biodisponibilidade, o que praticamente elimina toxicidades extra-medulares e garante níveis séricos terapêuticos anti-leucemia.

• Cone Beam CT é inovação no

serviço de radioterapia

FIQUE POR DENTRO

• Visita da equipe do

M.D. Anderson ao HIAE

• Livros de especialidades médicas • Nova comunicação para os médicos sobre sua participação no EMC

MEDICINA DIAGNÓSTICA

• Planejamento de procedimentos estereotáxicos

joint commission

Auditoria simulada da Joint Commission aconteceu em agosto De 11 a 15 de agosto, o Hospital Israelita Albert Einstein passou por uma auditoria simulada preparatória para a auditoria de recertificação da Joint Commission International, que acontecerá em dezembro. Entre os pontos fortes encontrados, destacam-se o compromisso da liderança com qualidade e segurança do paciente; o entusiasmo e o engajamento dos médicos e staff do hospital na auditoria; a existência de um Programa de Infecção Hospitalar efetivo; os planos de

TECNOLOGIA

cuidados da enfermagem; e a qualidade da equipe de anestesia e do Centro Cirúrgico. Já os processos que requerem melhorias incluem a comunicação efetiva (especialmente ordem verbal e telefônica); ações para garantir que a cirurgia seja feita no lado certo, com o procedimento certo, no paciente certo (processos de Lateralidade/ Time-out, conforme política do Hospital), avaliação do paciente; prescrições médicas; preenchimento correto de prontuários e uso de abreviações.

• Exame de dosagem de

bilirrubina transcutânea

• Diferenciais dos procedimentos endoscópicos

Novidades

• Pesquisa para criar novo

medicamento contra o câncer

INDICADORES

•T  axa de mortalidade na UTI

Informativo Einstein - Edição 02  

Outubro - 2008

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you