Page 1

Linha de Fuga - Roteiro - Mov 3 -The Wrong

“Linha de Fuga”

(Comédia Erótica) Roteiro de longa-metragem de Alexandre Stockler PLANOS-SEQUÊNCIA 1 e 2 – NOITE – APTO DO HOMEM E APTO DA MULHER OBS: HOMEM e MULHER conversam através do LapTop como se fosse ao telefone (com Head Set sem fio). Os atores/personagens não têm outro contato entre si além do realizado pelo computador. OBS 2: Quando estiver indicado MULHER, significa que se está vendo o ambiente dela e quando estiver indicado HOMEM, o ambiente dele. OBS 3: Quando a imagem estiver mostrando o apartamento de um, o som da voz do outro ficará um pouco mais abafado, como ocorre quando se fala ao telefone ou pela Internet. OBS 4: O tom da conversa deve ser um misto entre sedução, diversão, “perversão” e deboche que, apenas por estarem seguros de seu anonimato, estas pessoas se permitem viver. (OBS 5: Os diálogos deste texto foram escritos de maneira a reproduzir a entonação muito coloquial e relaxada como as pessoas falam no mundo virtual, portanto, os supostos “erros” de tempo e de estilo dos textos das personagens devem ser respeitados). A encenação deve ter o ritmo de uma masturbação onde a pessoa se bolina bastante, tem seus picos e suas baixas de tesão, no final goza e logo perde a graça. Linha de Fuga - Roteiro - Mov 3 -The Wrong SEQ 1 - MULHER pega o livro “Gamiani ou Duas Noites de Orgia”, de Alfred de Musset, do criado-mudo e abre-o, deixando cair no chão o DVD do filme “De Olhos Bem Fechados”, de Stanley Kubrick. MULHER Então tá. Eu estudei num internato comandado por padres e freiras, sabe? Um dia, pouco antes d’eu fazê treze anos, fui chamada à presença dum padre que me fez este discurso: “Minha filha, estás crescida. Agora o demônio tentador já pode te visitar. Em breve, sentirás seus ataques. Se não fores pura e imaculada, sua lança poderá te atingir; se te


mantiveres livre de mácula, permanecerás invulnerável. Por meio de dores, Nosso Senhor redimiu o mundo; por meio de sofrimentos, tú também redimirás os teus pecados. Agora, serás submetida à prova…” De repente, uma porta se abriu e entrou a Madre Superiora, que me despiu, me lavô da cabeça aos pés e me colocô uma túnica negra apertada no pescoço e aberta na parte de trás. ‘Ajoelhe-se e suporte com coragem todo o mal que Deus quer lhe inflingir’. Me ajoelhei e ela abriu a minha túnica, deixando descobetas as minhas costas. SEQ 1– MULHER toma mais um gole de vinho e vira a página do livro. MULHER (provocante) O monge gemeu, extasiado, diante da visão da minha carne. Em seguida, a Madre amarrou minhas mãos e colocou uma venda nos meus olhos. Sua mão deslizô pelo meu corpo e parô na minha buceta. ‘É por aqui que a mulher peca! É por aqui que ela deve sofrer!’ De repente, dois braços tensos me seguraram; algo quente e rígido veio explorá a minha bunda, deslizá mais abaixo e me penetrá subitamente. Achei que tinha sido dividida em duas. Dei um berro horrendo que foi imediatamente abafado por risos nervosos e sussuros excitados que compunham aquela estranha harmonia. Dois ou três trancos terríveis acabaram de introduzí por inteiro o rude flagelo que me partia. Minhas veias tavam inchadas, meus nervos tensos. A fricção vigorosa qu’eu sofria esquentou-me a tal ponto que pensei ter recebido um ferro incandescente. Cheguei ao êxtase; me vi no céu. Um licor viscoso e ardente me inundou rapidamente… e


caí esgotada num abismo sem fim de volúpia. SEQ 2 – Fumando um cigarro, HOMEM olha fixo para sua TV desligada. HOMEM (desconfiado) Sei… Isso não aconteceu de verdade, né? É o quê? Uma fantasia, um sonho? SEQ 1 - Em silêncio e deitando-se na cama, MULHER deixa o livro cair no chão. Pouco depois, movimenta-se na cama e olha em direção à imagem de santa que tem no alto da escada de seu pequeno duplex. MULHER O que é que cê gostaria que fosse?! HOMEM Cê tá fugindo da raia. A história é real ou imaginária? MULHER (esclarecida) Faz diferença? O que interessa é o que ela te provocô. Se eu tivé inventado ou lido esta história, ela já faz parte da minha vida, já é minha história… HOMEM (humorado, após pausa reflexiva) Uma espécie de “licença erótica” em vez de uma licença poética? MULHER Mais ou menos isto… Engraçado, do jeito que cê é eu achei que em vez de licença poética cê diria licença “punhética”… HOMEM (divertido) Até que não é má idéia. Vô acrescentá no meu dicionário.

Linha de fuga roteiro mov 3 the wrong  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you