Page 1

Alquimia ConteĂşdo exclusivo http://hogwartsliveschool.blogspot.com

O livro da Alquimia moderna de Yellowknife


Indice: Capítulo 1  A introdução da Alquimia Capítulo 2  Hermetismo Alquímico Capítulo 3  Filosofia Hermética Capítulo 4  Simbolismo Mágico Alquímico Capítulo 5  O Homúnculus Capítulo 6  Reações Capítulo 7  Círculos de criação Capítulo 8  O teorema de Homúnculu Capítulo 9  Grandes Alquímicos Capítulo 10  Pp Qp Exx


Capítulo 1 A introdução da Alquimia Alquimia é uma prática antiga que combina elementos da Antropologia, Poções, Astrologia, Magia, Filosofia, Metalurgia, Aritmancia e Misticismo. Existem três objetivos principais na sua prática. Um deles seria a transmutação dos metais inferiores ao ouro, o outro a obtenção do Elixir da Longa Vida, um remédio que curaria todas as coisas e daria vida longa àqueles que o ingerissem. Ambos os objetivos poderiam ser notas ao obter a pedra filosofal, uma substância mística. O terceiro objetivo era criar vida humana artificial, os homunculus. A Alquimia surgiu primeiro que o estudo de Poções, e com isso, a Alquimia se tornou o berço do estudo de Poções e de Cura. A alquimia foi/é praticada na Mesopotâmia, Egito Antigo, mundo islâmico, America latina PréHistórica, Egito,Aborígenes, Coreia, China, Grécia Clássica, Kyev e Europa.


Capítulo 2  Hermetismo Alquímico A Alquimia é um estudo muito antigo, e foi muito primitivo. Os grandes Alquimistas viviam em regiões diferentes, e davam diferentes nomes ao que faziam e como faziam. Com isso a Alquimia se tornou tão imparcial. A própria palavra "hermético" sugere a dificuldade dos textos dos autores alquímicos. Esta tem por causas: 

os autores se referirem às substâncias e processos por nomes próprios à Alquimia,

haver vários processos (vias) de operação que não são explicitados,

a maioria das substâncias serem referidas com perífrases elaboradas,

a existência de muitas referências mitológicas e cultas,

o uso de palavras que, lidas em voz alta, produzem uma outra,

o não apresentar partes de processos, referindo o leitor a outro autor,


o não apresentar as operações por ordem,

o enganar propositadamente o leitor.


Capítulo 3  Filosofia Hermética Hermes Trismegisto foi uma divindade histórica que atribuiu magia e filosofia numa forma de compreender o viver. Para a Alquímia o estudo da filosofia é importante para adquirir conhecimento, compreender leis filosóficas e pesquisar conceitos obsoletos. Os 7 princípios Herméticos: 

O Princípio de Mentalismo

O Todo é Mente, O Universo é Mental. A criação divina se dá mentalmente e fazemos todos parte de uma única mente universal. 

O Princípio de Correspondência

O que está em cima é o que está embaixo, e o que está embaixo é como o que está em cima. Existe relação entre a mente universal e nossa própria mente humana. 

O Princípio de Vibração

Nada está parado, tudo se movimenta, tudo vibra. 

O Princípio de Polaridade


Tudo é Duplo; tudo tem Polos; tudo tem seu Oposto; o Igual e o Desigual são a mesma coisa; os Opostos são idênticos em Natureza, mas diferentes em Graus; extremos se tocam; todas as verdades são meiasverdades; todos os Paradoxos podem ser reconciliados. 

O Princípio de Ritmo

Tudo tem fluxo e refluxo, tudo tem suas marés; tudo sobe e desce, tudo se manifesta por oscilações compensadas; a medida do movimento à direita é a medida do movimento à esquerda, o ritmo é a compensação. 

O Princípio de Causa e Efeito

Toda Causa tem seu Efeito, todo Efeito tem sua Causa; tudo acontece de acordo com a Lei; O acaso é simplesmente o nome dado a uma Lei desconhecida; há muitos Planos de Causalidade, porém nada escapa à Lei. 

O Princípio de Gênero

O Gênero está em tudo; tudo tem seu princípio masculino e o seu princípio feminino; o Gênero se manifesta em todos os planos da existência.


Capítulo 4  Simbolismo Mágico Alquímico Os símbolos usados na Alquimia servem para definir magicamente o objeto da transformação. A filosofia Alquímica nos dá o conceito de que „„tudo que influencia é influenciado, e tudo é influência‟‟ --------------------------------------------------------------------As Três Bases De acordo com Paracelso, as Três Bases (Tria Prima) são: 

O Azufre,

o

princípio

vital,

anônimo

e

inconsciente: 

O Mercúrio, a alma e a consciência:

O Sal, o corpo, o sólido, a matéria no sentido próprio:

--------------------------------------------------------------------Os Quatro Elementos Eles mostram as características de calor, frio, secura e umidade: 

O Fogo (elemento), quente e seco:


A água (item), frio e úmido:

O Ar (elemento), quente e úmido:

O Terra (elemento), frio e seco:

--------------------------------------------------------------------Os sete metais planetários Metais planetários foram "denominados" por um dos sete planetas na antiguidade. Embora eles tivessem seu próprio símbolo, geralmente representadas pelo símbolo para o planeta. 

Ouro representado como o dom ☉ ☼ (

Prata representada como a Lua ☽ (

Cobre representado (também:

)

)

como Venus ♀

)

Ferro descrito como Marte ♂ (

)

Estanho representado como Júpiter ♃ (

Mercúrio representado como Mercúrio ☿ (

Chumbo representado como Saturno ♄ (

) ) )


O planetas Urano , Netuno e o planeta anão Plutão foram descobertos mais tarde e não fazem parte dos tradicionais símbolos alquímicos. Alguns alquimistas modernos consideram apropriado dos símbolos desses planetas para representar a metais radioativosurânio , neptúnio e plutônio. --------------------------------------------------------------------Elementos Mundanos 

Antimônio ♁

Platinum ☾ ☉

Arsênico

Potássio

Bismuto

Rocha

Boro

Enxofre

Magnésio ⊛

Zinco Zc

Fósforo

--------------------------------------------------------------------Componentes alquímicos 

Sal amoníaco *

Água-régia AR

Água-forte AF

Aqua-vitae SV


Amálgama

Cinábrio

Vitríolo

--------------------------------------------------------------------Os 12 processos básicos alquímicos Os 12 processos básicos alquímicos são considerados a base de processos químicos moderna. Cada um destes processos é representado por um dos 12 sinais de zodíaco. 

Decomposição através de calcinação ( Áries

Decomposição por digestão ( Leão

Decomposição por fermentação / putrefação ( Capricórnio

)

) )

Modificação por congelamento / coagulação ( To uro )

Variação pela fixação ( Gêmeos

Variação por maceração ( Sagitário

Separação por destilação ( Virgo

Separação por sublimação ( Libra

) ) ) )


A separação por filtração ( Escorpião

)

União na solução ( Câncer

União pela multiplicação ( Aquário

)

União, através da projeção ( Peixes

)

)

--------------------------------------------------------------------Legenda: Calcinação - constitui a purificação do primeiro material pelo fogo, sem contudo diminuir seu teor de água. --------------------------------------------------------------------Solução ou dissolução - a parte sólida é dissolvida na água, porém é relatado que esta água não molha a mão. A água pode ser o próprio mercúrio. Esta é uma “dissolução filosófica” em que o solvente mata os metais, portanto esta fase é um símbolo da morte para os três reinos. --------------------------------------------------------------------Separação - o mercúrio é separado do enxofre. Fornecendo um calor externo adequado, o mercúrio que contém o enxofre interno coagula a si mesmo graças a um artificio que constitui um segredo,


o secretum secretorum, que é uma marca divisória entre a alquimia e a química. Este artifício consiste, metaforicamente, em capturar um raio de sol, condensá-lo, aprisioná-lo em um frasco hermeticamente fechado e alimentá-lo com o fogo. A terra fica em baixo enquanto o espírito sobe. Esta etapa completa a primeira obra e quando concluída corretamente pode se ver a formação de uma estrela dentro do frasco. --------------------------------------------------------------------Conjunção - o mercúrio e o enxofre são novamente unidos. Toda a operação deve ser realizada no mesmo recipiente, sendo que nesta fase o frasco é hermeticamente fechado. --------------------------------------------------------------------Putrefação - o calor mata os corpos e a putrefação ocorre. Aparece uma coloração escura, enegrecida. --------------------------------------------------------------------Congelamento - nesta fase aparece uma coloração esbranquiçada, um calor brando é quem promove esta mudança. ---------------------------------------------------------------------


Cibação - à matéria seca deve ser adicionado os componentes necessários para alimentá-la. --------------------------------------------------------------------Sublimação - fase em que o corpo torna-se espiritual e o espírito corporal, ou seja, volatilizar o fixo e fixar o volátil, sendo que um processo depende do outro e não é possível fixar um sem volatilizar o outro. Para esta fase é relatado uma duração de quarenta dias. Porém, todo esse processo que se encerra com a sublimação teve início na conjunção e constitui a segunda obra. --------------------------------------------------------------------Fermentação - adiciona-se ouro para tornar o já existente mais ativo. --------------------------------------------------------------------Exaltação - processo semelhante a sublimação, seria uma ressublimação. --------------------------------------------------------------------Multiplicação - uma quantidade maior de energia é acrescida nesta etapa, porém não é necessariamente a matéria que aumenta. ---------------------------------------------------------------------


Projeção - teste final da pedra em seus usos normais, como a transmutação.


Capítulo 5  O Homúnculus Talvez uma das mais interessantes idéias dos alquimistas seja a criação de vida humana a partir de materiais inanimados. Não se pode duvidar da influência que a tradição judaica teve neste aspecto, pois na cabala existe a possibilidade de dar vida a um ser artificial, o Golem. O conceito do homúnculo (do latim, homunculus, pequeno homem) parece ter sido usado pela primeira vez pelo alquimista Paracelsus para designar uma criatura que tinha cerca de 12 polegadas de altura e que, segundo ele, poderia ser criada por meio de sémen humano posto em uma retorta hermeticamente fechada e aquecida em esterco de cavalo durante 40 dias. Então, segundo ele, se formaria o embrião. Outro Alquimista famoso que tentou criar homúnculus foi Johanned Konrad Dippel, que utilizava técnicas bizarras como fecundar


ovos de galinha com sêmen humano e tapar o orifício com sangue de menstruação. No entanto, também é possível que o homúnculo seja quer uma alegoria, quer uma interpretação demasiado literal das imagens alegóricas alquímicas respeitantes à criação, pela Arte, de novas entidades minerais, sejam elas objetivos finais ou intermédios. Essas imagens comportam, muitas vezes, a representação de um ser emblemático, humano, animal ou quimérico, numa retorta. Há várias fórmulas para a criação de um homúnculo, mas não se conhece nenhuma que tenha dado certa. Provavelmente algumas deram certas, mas não foram promissoras. E como se trata de um assunto polêmico, não poderia haver instrução ou continuidade a pesquisa.


Capítulo 6  Reações Uma reação é uma transformação da matéria na qual ocorrem mudanças qualitativas na composição química de uma ou mais substâncias reagentes, resultando em um ou mais produtos. Envolve mudanças relacionadas à mudança nas conectividades entre os átomos ou íons, na geometria das moléculas das espécies reagentes ou ainda na inter conversão entre dois tipos de isômeros. Resumidamente, pode-se afirmar que uma reação química é uma transformação da matéria em que pelo menos uma ligação química é criada ou desfeita. Exemplos de reações: Rb + Cs + H2O  ExtR Rb (Rubídio) Cs (Césio) H2O (Água) ExtR(Reação exotérmica) --------------------------------------------------------------------(H2SO4) + Açúcar  ExtR, SldF


(H2SO4) (Ácido Sulúrico) SldF (Solidificação) --------------------------------------------------------------------Na + H2O  ExtR, H Na (Sódio) H (Hidrogênio)


Capítulo 7  Círculos de criação Um círculo de criação é utilizado para representar uma reação química. a = ingredientes b = condição de temperatura (aquecer com fogo , esfriar com vento , temperatura ambiente , banho-maria ) decomposição  fermentação )

c = tipo (calcinação ,

modificação  (congelamento variação  (fixação

união  (solução

)

, maceração

separação  (destilação

de reação: digestão ,

)

, sublimação

, multiplicação

, filtração

, projeção

)

)

d = resultado --------------------------------------------------------------------Abaixo segue um exemplo com um círculo de criação avançado, para criar o elemento AS:


O que está preto são as primeiras reações a serem feitas. Essas reações darão origem aos elementos O que está de vermelho são as segundas reações a serem feitas. Um de seus elementos foi criado pela primeira reação; é ele: . A segunda reação dá origem aos elementos e .


O que está de verde é a terceira e última reação. Ela é formada por um elemento da primeira e segunda reação: . A terceira reação dá origem ao produto final, a finalidade de toda reação, o elemento . Este símbolo é o símbolo mágico para a realização desse processo. Deve-se desenhá-lo no chão com um giz branco ou desenhar num papel ou tecido. Depois botar o elemento (que foi o resultado de todo o processo químico) no centro do círculo (dentro do triângulo menor). Em seguida é necessário encantar o elemento . O encantamento ou feitiço deverá estar escrito na receita desse processo, assim como as instruções para realizá-lo. OBS... - Nem toda reação possui um símbolo mágico ou a necessidade de um feitiço. Somente algumas mais complicadas. - Das poções que possuem um símbolo, possuem esse símbolo único. Já os feitiços e encantamentos podem ser iguais a outras poções ou reações.


Capítulo 8  O teorema de Homúnculu O teorema do Homúnculu constitui em criar um ser vivo a partir de elementos inanimados, ou seja, „„Criar vida da não-vida‟‟. Esse teorema possui uma receita, mas não se noticiou nenhum sucesso. Mas pode até ter havido. 35 litros de água, 20 kg de carbono, 4 litros de amônia, 1,5 kg de calcário dolomítico, 800g de fósforo, 250g de sal, 100g de nitrato, 80g de enxofre, 7,5 g de flúor, 5g de ferro, 3g de silício, 15ml de sêmen humano, 30ml de sangue humano ou animal. Juntar todos os ingredientes e (fazer uma solução). A partir dessa solução, poderá modelar a massa em forma de humano. Este é o selo de magia utilizado para dar vida à massa em forma de humano. Se coloca a massa dentro do círculo e é realizado o encantamento de animação.


O encantamento de animação é o seguinte: „„Non vis esse Deus Non vis virtutem Dei Sed ego dare vita in quod inanimata Mea inspiratione dar vita in quod!‟‟ Faça com fé e dará certo. Ou adira ao lado obscuro. Invoque um demônio e peça para ele ou outro ser possuir o boneco. Lembro que todo trato tem seu preço.


Capítulo 9  Grandes Alquímicos Nicolas Flamel Nicolas Flamel nasceu em 1330 em Pontoise. Após a morte de seus pais, ainda jovem foi trabalhar em Paris como escrivão. Aos vinte e oito anos compra um antigo livro de autoria de Abraham, o Judeu, que continha textos intercalados com desenhos de serpentes, virgens, desertos e fontes d‟água. Achou muito intrigante o livro e passou a estudá-lo, descobrindo que se tratava de cabala e alquimia. Nesta época, ele nem sabia o que realmente significava a alquimia. Estudou anos a fio e descobriu que o livro relatava diretamente a Grande Obra, sem contudo indicar a matéria-prima.


Casou-se com Dame Perrenelle, que era viúva, por volta de 1364 e a partir de então consegue uma pequena quantia de dinheiro para se dedicar totalmente a alquimia, quantia esta que a viúva havia herdado do falecido marido. Percorre o caminho de Santiago de Compostela, padroeiro dos alquimistas, e encontra um mestre que lhe passa ensinamentos sobre a matériaprima. Flamel, a partir de 1380, começa a se dedicar a experimentos alquímicos, consegue produzir prata em torno de 1382 e depois finalmente a transmutação em ouro. Cerca de dez anos mais tarde ao início dos experimentos, começa a realizar um grande número de obras de caridade como a construção de hospitais, igrejas, abrigos e cemitérios e os descora com pinturas e esculturas contendo símbolos alquímicos. Dizem que a receita da pedra filosofal pertenceu a Hefesto, e caiu nas mãos de Flamel. Flamel, apesar de sua súbita fortuna, possuía uma modesta residência e usava roupas humildes. Mas suas vultuosas doações levantaram suspeitas do rei Carlos V que havia proibido, já em 1379, todas as práticas alquímicas mandando inclusive, destruir todos os laboratórios que supostamente fabricasse ouro alquímico. ---------------------------------------------------------------------


Paracelso Paracelso (Aureolus Phillippus Teophrastus Bombast von Hohenheim), que assim se intitulava por se considerar "além de Celso", nasceu a 10 de novembro de 1493, em Einsiedeln, um vilarejo nas montanhas da Suíça alemã. Seu pai Wilhelm Bombast era médico e o ensina desde cedo, utilizando sua biblioteca particular, os segredos da medicina. Seu avô foi o Grão Mestre da Ordem dos Cavaleiros de São João, Georg Bombast von Hohenheim, do qual seu pai era filho bastardo. A ordem dos Cavaleiros de São João recebeu todo o acervo da Ordem dos Templários, quando estes foram perseguidos pela Igreja. Os Templários eram uma ordem monástico-militar, que tinham o objetivo de defender a Terra Santa dos muçulmanos e possuíam o conhecimento do esoterismo islâmico, sendo famosos pelo uso da Alquimia e por, supostamente, utilizarem poderes sobrenaturais. Provavelmente, Paracelso teria se iniciado na Alquimia com o seu avô por intermédio da herança dos Templários. Posteriormente teria feito


parte de uma irmandade de alquimistas, da qual teria recebido a tarefa de passar seus conhecimentos para a Medicina, pois na época esta se encontrava nas trevas da ignorância. Ainda moço foi morar na Áustria, país no qual seu pai foi trabalhar, podendo assim observar as doenças que mais assolavam os trabalhadores das minas de Fuggers (o dono destas minas era o alquimista tirolês Segismundo Fugger). Frequentou as Universidades da Alemanha, França e Itália, estudando Medicina em Viena com Nicolo e em Ferrara, com Trithemius (alquimista e célebre abade do convento de São Jorge, em Wurzburg) e Leoniceno, obtendo seu grau de doutor em 1515. Suas idéias revolucionárias, eram fruto de uma importante formação alquímica (Paracelso é considerado um dos mais controversos alquimistas de todos os tempos). A Alquimia, para ele, não tinha o intuito de transformar metais em ouro, mas sim servir como instrumento auxiliar no restabelecimento da saúde. Ensinou suas idéias em uma universidade na Basiléia por volta de 1527 e chegou a queimar em praça pública os livros escritos por Galeno e Avicena, em sinal de protesto contra os conceitos contidos nestas obras. Entretanto, a Basiléia era uma cidade em que os estudiosos cultuavam as ciências e filosofias antigas e, portanto, Paracelso foi duramente criticado, fazendo


tantos inimigos, que precisou fugir da cidade. Assim iniciou-se uma longa e triste luta em prol do bom senso na medicina, que tinha reflexos ostensivos sobre sua fama e condição financeira - alternava entre fortuna e miséria. Outros locais nos quais lecionou foram Colmar (1528), Nuremberg (1529), Saint-Gall (1531), Pfeffer (1535), Augsburgo (1936), e Villach (1538). --------------------------------------------------------------------Nostradamus Suas profecias ficaram tão conhecidas que chegam a ofuscar o restante de sua obra. Ele foi médico, alquimista e astrólogo. Michel de Notre-Dame nasceu em 14 de Dezembro de 1503 em St. Remy, seu pai era tabelião e seus dois avôs médicos. Foi seu avô, que também era cabalista, que ficou responsável por sua educação, ensinando-lhe desde cedo astrologia. Diplomou-se em Avignon como mestre em Artes, estudando literatura, história, filosofia, gramática e retórica. Sua família era judia e


Nostradamus teve que se converter ao catolicismo para fugir da inquisição. Cursou medicina em Montpellier, onde ingressou com dezoito anos, em 1523. Tornou-se amigo de François Rabelais. Recebeu o título de doutor em 1533 e latinizou seu nome para Miguel de Nostradamus. Passou algum tempo viajando pela Europa, onde combateu a peste com métodos contrários aos empregados em seu tempo. Foi convidado por um alquimista, Julius César Scalinger para conhecer suas pesquisas em Tolouse e permaneceu por algum tempo em sua casa. Casou-se com Marie Auberligne, que era uma grande estudiosa e auxiliava Scalinger em seus experimentos. Foi aí que aprofundou seus conhecimentos em Alquimia utilizando a biblioteca escondida, por serem obras proibidas pela Igreja, na casa de Scalinger. m 1546 combateu novamente a peste, desta vez em Provence onde residia o seu irmão que era prefeito da cidade, obtendo ótimos resultados, utilizou técnicas e conhecimentos que anteciparam em 300 anos as descobertas de Pasteur. Associando a transmissão da peste a microrganismos, desinfetou ruas e casas, queimou os mortos e suas roupas, além de desenvolver medicamentos de animais e vegetais. Casou-se com


Anne Posard uma viúva de 27 anos e tiveram seis filhos. Trabalhava durante o dia como médico e durante as noites escrevia as suas professias. Ensinou sua mulher e cunhada a fazerem perfumes que ficaram famosos. Publicou a primeira edição das Centurias em 1555 e a previsão que o tornou famoso, o anúncio da morte do rei da França Henrique II em um duelo a cavalo, que se concretizou três anos depois. Conquistou a admiração da rainha Catarina de Médicis esposa de Enrique II, obtendo assim sua proteção, conseguindo escapar da inquisição. --------------------------------------------------------------------Newton Isaac Newton (1642-1727). Físico e matemático Inglês, um dos maiores gênios de todos os tempos. Nasceu prematuramente, já órfão de pai, no ano de 1642. Desde cedo demonstrou ser dono de uma inteligência


prodigiosa, tal a facilidade com que resolvia problemas e criava engenhos. Aos doze anos, entrou para a escola pública. Entretanto, por decisão de sua mãe, foi posto a trabalhar como lavrador. Mas, Newton era um obstinado por seus livros e por fim, foi-lhe dado um voto de confiança, sendo permitida a volta aos estudos, prosseguindo no Trinity College em Cambridge. Formou-se e graças a seus estudos vitoriosos sobre a natureza da luz branca (que descobriu ser a combinação de todas as cores do espectro), foi eleito membro da Real Academia Britânica de Ciências. Aos vinte e sete anos foi eleito Professor Titular de Matemática da Universidade de Cambridge. Por essa época elaborou o cálculo infinitesimal. Algum tempo depois, Newton formulou sua explicação para o universo, baseada na atração da matéria, mas, relutou durante muito tempo em publicar suas idéias. Em uma carta que escreveu em 1676, Newton relata: "Existem outros segredos além da transmutação dos metais, e os grandes mestres são os únicos a compreendê-los". Newton era um iniciado, que acreditava que a Alquimia deveria permanecer secreta e por isso nunca publicou os resultados de seus experimentos alquímicos, apesar de possivelmente ter obtido êxito em alguns deles. Por este motivo este lado de Newton é pouco conhecido, porém toda a sua obra


foi gerada a partir destes conhecimentos, ele dava uma interpretação materialista ao esoterismo, tanto, que em um de seus livros, seus opositores afirmavam que as forças de Newton eram forças ocultas. Na realidade, estas forças eram muito semelhantes as tradições herméticas. Newton consumiu seus dias numa velhice tranqüila, distante de polêmicas ou disputas. Queria apenas a tranqüilidade das horas passadas em seu solar, meditando acerca das obras alquímicas. Faleceu a 28 de março de 1727. --------------------------------------------------------------------Roger Bacon Foi um dos maiores sábios da época e estudou a Alquimia, realizando inclusive experimentos com transmutação de metais. Nasceu em 1214 na Inglaterra. Estudou em Oxford e Montpelier. Foi professor de Filosofia na Universidade de Paris. Em 1250 abandonou a cadeira para tornar-se monge da Ordem de São


Francisco de Assis. Roger Bacon tencionava uma vida tranqüila, onde pudesse contemplar o mundo e extrairlhe a verdade, sem precisar decorar os Dogmas Aristotélicos. Bacon trabalhou na correção do Calendário Juliano, aperfeiçoou instrumentos de óptica e aproximou-se bastante dos princípios que permitiram a confecção de óculos e telescópios (construídos séculos mais tarde). Fabricou pólvora, mas ocultou a fórmula pois temia que esta perigosa invenção caísse em mãos de homens inescrupulosos. Com sua mente iluminada, anteviu várias invenções modernas, tais como telescópios, microscópios, aviões, entre outras. Foi no seio da ordem onde procurava recolhimento que caiu em desgraça. Os Franciscanos não toleraram os freqüentes questionamentos do frade e suas experiências e após uma série de advertências, resolveram encarcerá-lo na prisão. No entanto ele gozava da simpatia do Papa Clemente IV, que ordenou sua soltura. Porém em 1282, após a morte de Clemente IV, seus escritos foram condenados e ele novamente preso. Bacon permaneceu preso por dez anos, sendo solto, cansado e desgostoso, morreu dois anos depois, em 1294. Entretanto, sua vida no cárcere foi rica em reflexões. Escreveu várias obras,


entre as quais figura como grande trabalho de sua vida o livro Opus Majus, manuscrito de caráter enciclopédico que ficou perdido por cerca de 450 anos (foi encontrado e publicado em 1733). Sua obra alquímica foi reunida no século XVII com o nome Tesouro Químico de Roger Bacon e era composta dos seguintes livos:Alquimia Maior, O Espelho da Alquimia, Sobre o Leão Verde, Breviário do dom de Deus, Os Segredos dos Segredos, além de outras anotações.


Capítulo 10  Fórmulas de aritmancia O estudo da Alquimia envolve várias áreas acadêmicas. Uma delas é a Aritmancia. Vamos ver três fórmulas básicas da Alquimia: --------------------------------------------------------------------O peso do da poção Pp=Kg.cm² - (Kg-2) Pp – delta peso Kg – quilo Cm² - centímetro quadrado Exemplo: Pp=3,1.8 - (3,1 - 2) Pp=3,1.8 - 1,1 Pp=24,8 – 1,1 Pp=23,7 --------------------------------------------------------------------Quaternário Pp


Qp = Pp² - 4 . Kg . cm² Pp – delta peso Kg – quilo Cm² - centímetro ao quadrado Qp – quaternário do peso Exemplo: Qp= 23,7² - 4 . 3,1 . 8 Qp= 561,69 – 99,2 Qp= 462,49 --------------------------------------------------------------------Exbrúxula Exx= (Pp + cm² . Kg) – Qp Pp – delta peso Cm² - centímetro quadrado Kg – quilo Qp – Quaternário Pp Exx – Exbrúxula


Exemplo: Exx= (23,7 + 8 . 3,1) – 462,49 Exx= (23,7 + 24,8) – 462,49 Exx= 48,5 – 462,49 Exx= -413,99 --------------------------------------------------------------------Por que aprender esses cálculos? É necessário aprender o Pp para fazer o Qp. E é necessário o Qp para fazer o Exx. O Exx é o código da poção. Ele serve para muitos outros cálculos.

Fim


Sobre o autor... Nomenclaw Lichtdunkel (Yellowknife, 31/12 – Canadá). Mestre em Poções, Curandeiro, Alquimista, Ex Funcionário do St. Mungus, Ex Pesquisador do Departamento de Mistérios (Sala dos Cérebros).

Profile for Hogwarts Live School RPG

Alquimia (poções) - RPG Hogwarts Live School  

Para os jogadores do RPG Hogwarts Live School www.hogwartsliveschool.com

Alquimia (poções) - RPG Hogwarts Live School  

Para os jogadores do RPG Hogwarts Live School www.hogwartsliveschool.com

Advertisement