Issuu on Google+

3.1. PROTOZOÁRIOS Amebíase, chagas, leishimania, trichomonas, malária.

Testes 1. (Enem 2011)

O mapa mostra a área de ocorrência da malária no mundo. Considerando-se sua distribuição na América do Sul, a malária pode ser classificada como a) endemia, pois se concentra em uma área geográfica restrita desse continente. b) peste, já que ocorre nas regiões mais quentes do continente. c) epidemia, já que ocorre na maior parte do continente. d) surto, pois apresenta ocorrência em áreas pequenas. e) pandemia, pois ocorre em todo o continente. 2. (Enem 2012) A doença de Chagas afeta mais de oito milhões de brasileiros, sendo comum em áreas rurais. É uma doença causada pelo protozoário Trypanosoma cruzi e transmitida por insetos conhecidos como barbeiros ou chupanças. Uma ação do homem sobre o meio ambiente que tem contribuído para o aumento dessa doença é a) o consumo de carnes de animais silvestres que são hospedeiros do vetor da doença. b) a utilização de adubos químicos na agricultura que aceleram o ciclo reprodutivo do barbeiro. c) a ausência de saneamento básico que favorece a proliferação do protozoário em regiões habitadas por humanos. d) a poluição dos rios e lagos com pesticidas que exterminam o predador das larvas do inseto transmissor da doença. e) o desmatamento que provoca a migração ou o desaparecimento dos animais silvestres dos quais o barbeiro se alimenta.

Cap. 3.1. PROTOZOÁRIOS

1


3. (Unesp 2013) Em determinada região do nosso país, o sistema de saúde verificou um crescente número de mortes por problemas cardíacos, sobretudo em pessoas na faixa etária de 40 a 50 anos. Tais mortes não estavam relacionadas a históricos de sobrepeso ou hipertensão. Investigado o problema, verificou-se que há décadas a população não contava com condições adequadas de moradia. Muitas das casas eram de pau a pique e estavam infestadas de insetos. Segundo os sanitaristas, as mortes deviam-se a uma parasitose endêmica na região. Pode-se afirmar que, mais provavelmente, a parasitose em questão é causada por organismos da espécie a) Plasmodium vivax. d) Taenia solium.

b) Trypanosoma cruzi. e) Schistosoma mansoni.

c) Triatoma infestans.

Dissertativas 1. (Fuvest 2009) Em entrevista concedida à revista eletrônica ComCiência, publicada pela Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, Carlos Vogt afirmou: “O combate à doença de Chagas, à febre amarela, à leishmaniose, à malária, à dengue, tem mobilizado a sociedade e os governos na busca de soluções mais permanentes e no estabelecimento de políticas públicas que conduzam a medidas de prevenção mais dinâmicas e eficientes.” http://www.comciencia.br/reportagens/2005/06/01.01shtml a) O controle da proliferação de mosquitos é uma medida adotada para combate a doenças. Para qual(is) das cinco doenças citadas no texto acima, essa estratégia pode ser efetiva? b) Distribua as cinco doenças em grupos, de acordo com o tipo de agente causador. Justifique os grupos formados.

Cap. 3.1. PROTOZOÁRIOS

2


RESPOSTAS Testes 1. (Enem 2011) [A] A malária é uma doença tropical endêmica na América do Sul, já que sua incidência é estável e atinge uma área restrita desse continente. Surtos, epidemias e pandemias são termos empregados quando há um aumento anormal no número de pessoas afetadas. 2. (Enem 2012) [E] Na falta de alimento, os barbeiros vetores da doença de Chagas migram para as casas de pau-a-pique, onde sugam o sangue do homem e transmitem, por suas fezes, o protozoário flagelado Trypanosoma cruzi. 3. (Unesp 2013) [B] A doença de Chagas é causada pelo protoctista Trypanosoma cruzi, que é transmitido, geralmente, pelas fezes infectadas do inseto barbeiro. Esse inseto hemíptero forma ninhos nas frestas de casas de pau a pique.

Dissertativas 1. (Fuvest 2009) a) Esta estratégia pode ser efetiva para febre amarela, leishmaniose, malária e dengue. b) Agente causador Justificativa doença de Chagas leishmaniose protozoário Seres unicelulares e eucarientes malária febre amarela vírus Seres acelulares dengue

Cap. 3.1. PROTOZOÁRIOS

3


Cap 3 1 protozoários