Issuu on Google+


Para Matthew Eu te amei como se n達o houvesse amanh達


"Eu acho que, Eu acho que quando tudo está acabado, Isso simplesmente volta em flashes, E todas as memórias surgem de novo em nossas mentes. É como um caleidoscópio de memórias, Em que tudo volta, Mas ele nunca faz. Acho que parte de mim sabia que no segundo em que o vi, Isso iria acontecer. Não é realmente nada do que ele disse, Ou qualquer coisa que ele fez. Foi o sentimento que veio com aquilo, E a coisa maluca é, Eu nunca sei se eu vou me sentir assim novamente. Mas eu não sei se eu deveria.


Eu sabia que esse mundo se movia muito rápido, e Brilhava fortemente. Mas eu pensei, Como pode o diabo estar empurrando você para alguém, Que parece tanto como um anjo, quando ele sorri para você? Talvez ele soubesse disso Quando ele me viu. Eu acho que eu perdi o equilíbrio. Eu acho que a pior parte de tudo isso não foi perdê-lo, foi me perder. Eu não sei se eu era o que perdi, ou se perdi o que eu era.” - Taylor Swift


Caro Matt, Você vai começar a ler este livro e todos os momentos que passamos juntos irão reviver em sua mente, você vai saber sobre todos os meus sentimentos e tudo o que eu senti durante todo esse tempo que se conhecemos. Você vai me ver indo embora enxugando as lágrimas que estarão deslizando pelo meu rosto e vai ficar paralisado sem poder fazer nada, vai me ver se afastando e atravessando a pista pela faixa de pedestres e depois se perdendo em meio das pessoas, o sol já vai estar se pondo, eu não sei o que você vai estar sentindo, mas sei que eu estou arrasado, com o coração partido, eu te amei intensamente como se não houvesse


amanhã, Matt, eu prometi para mim mesmo que se não desse certo com você eu desistiria de procurar pelo amor, de procurar a felicidade. Sei que é babaquice sermos felizes de uma coisa que podemos perder, nesse caso, eu sou o maior babaca do mundo, por que eu sempre dependo das pessoas para ser feliz, e você foi a minha felicidade, você foi o tipo de coisa que me fazia acordar todos os dias e pensar; De milhões de garotos que existem no mundo, ele me escolheu para faze-lo feliz.” Era mais ou menos isso que me fazia levantar da cama todos os dias, mas e agora? Não restou mais nada além de lembranças e momentos indeléveis, momentos que ficaram guardados na minha mente para sempre e sempre.


11 de novembro de 2013 Caro Matt, vamos lá, eu tenho esperanças, então não me decepcione. Eu sei que você vai ler esse texto, eu sei... Mas se você não ler, vai ter alguém que irá ler e vai perceber o quanto eu gosto de você. A algum tempo atrás eu venho percebendo essa atração, é uma atração fraca, eu não deixo essa atração crescer, pode ser fatal, assim como se a Terra fosse atraída demais para o Sol, seria catastrófico, e eu não quero ver o meu coração sendo destruído, é um amor platônico, acho que esse é o mal do século vinte e um, o amor platônico, eu mal converso com você, eu nem converso com você direito, mas o pouco que converso com você eu acho que é o suficiente, o suficiente para eu criar alguns sentimentos, o meu maior desejo é que você sinta esse


sentimento por mim, você está online agora, mas eu prefiro ficar quieto no meu cantinho apenas observando você online. Sabe por que? Por que eu tenho medo de te incomodar, de ser chato por querer conversar, de ser inconveniente, por que na verdade eu sou chato, eu só sei falar sobre livros, eu não tenho um papo legal. Espero que você leia mesmo esse texto porque já são quase uma da manhã e acordo às seis hoje, tenho escola, eu acho que é isso, eu gosto de você, mas eu sou tímido pra caramba e espero que entenda. Eu poderia ter feito um texto muito melhor, expressado os meus sentimentos mais e mais, mas deu nisso. Tenha uma boa noite, até amanhã, se eu tivesse coragem o suficiente enviaria esse texto na janela do seu bate-papo.


13 de novembro de 2013 Caro Matt, eu estou tão aéreo, aqui estou eu esta noite de novo, triste, sozinho e forçando o sorriso, a quem eu quero enganar? A mim mesmo? Mas enganar a todos é fácil, é só colocar um sorriso no rosto, você está bem, todos iram pensar que você está bem, quando na verdade você não está. Eu não estou, é triste. Eu queria ficar te olhando para sempre, ou dormir do seu lado para sempre. E você ia acordar e ficar me olhando, qualquer coisa assim pra sempre como se não houvesse amanhã. Eu queria te beijar, mexer no seu cabelo, te acordar ou te fazer dormir. Te ver descansando, jogar um cobertor sobre você. Não exite nem tinta nem papel suficiente nesse mundo para dizer o quanto eu te amo, (Perdi todo o foco do texto porque fiquei pensando em você


durante alguns minutos) você gosta de visitar bibliotecas? De passear pelos parques? De tirar fotos? Seria incrível, você, eu. Nostalgia, a cada livro que leio, é uma nova vida, novos sonhos, eu me coloco no lugar do personagem principal, tento ao máximo entrar na vida dele, alguns se tornaram até reais, mais ou menos por que eu não cheguei a ter câncer (Graças a Deus), porém eu queria ter vivido alguns momentos da vida da Hazel Grace, (Talvez você não venha a saber quem é Hazel Grace, mas faz um esforço, procura saber, você vai amar) venha ser meu Gus, meu Ed, (Só não me traia, o Ed, trai a Min no fim do livro) minha Lindsey, e por fim a minha Krickitt, vamos brincar de ser felizes juntos? Vamos construir uma história, quem sabe eu crie um livro a partir dela e vire um Best-sellers! eu colocaria o título "Para Sempre e Sempre."


16 de novembro de 2013 Caro Matt, será que vai dar tudo errado de novo? Descobri que você tem medo de se apaixonar, mas o meu medo é tão grande quanto o seu, de se apaixonar, de não dar certo, de ficar noites em claro pensando em você, de ficar nostálgico. Eu não quero ficar viciado no café de novo, (A pesar de eu amar café, eu não quero) você me atrai, assim como a força dos maiores atraem os menores no universo, afinal, você é maior, eu sou menor, me chame de pequeno, eu amo isso. Eu demoro muito para escrever um texto, fico distraído com qualquer coisa, olho para o lado e começo a pensar em coisas aleatórias, de repente você está no meio dessas coisas aleatórias, você consegue entrar em todos os meus pensamentos, você não imagina a imensa felicidade que fiquei


ao receber a sua mensagem de bom dia. Espero que você saiba que não é fácil, não é nada fácil para mim, a minha intenção não é lhe machucar nem te fazer sofrer, eu quero te fazer feliz, a cada não que recebi no passado, as decepções que vivi fizeram eu ver o mundo de outra forma, ainda existem pessoas que querem ser felizes, eu quero ser feliz, você quer ser feliz? Um dia eu queria poder ver o pôr-do-sol ao seu lado, ver a noite cair e observar as estrelas abraçado com você, ver uma estrela cadente e fazer um pedido para sempre e sempre, dividir o meu fone com você enquanto entramos no ritmo da música e começamos um beijo lento e intenso, talvez eu esteja delirando escrevendo esse texto, as pessoas as vezes me perguntam da onde tiro tanta criatividade para escrever, é simples. Desejos, ilusões, fatos reais, amores platônicos, sonhos... Você é um desejo, é um sonho, um sonho


que eu faria tudo para se tornar um fato real.


17 de novembro de 2013 Caro Matt, era 03h12 da madrugada e eu estava acordado, esperando começar a chuva de meteoros que acontece todos os anos nos dias dezessete e dezoito de novembro, as famosas estrelas cadentes, estava tão frio na cobertura, eu estava com medo dos meus pais se acordarem, se eles me vissem acordado iriam reclamar ou me por de castigo. Meu olhar estava fixado no céu totalmente obscuro, como eu disse estava muito frio eu queria pegar um casaco mas não queria perder nem um momento, desci correndo até o meu quarto vesti o casaco e voltei para a cobertura, e eu fiquei pensando: Será que eu perdi alguma estrela? Espero que não." Eu queria ver pelo menos uma estrela, uma... Eu já tinha o meu pedido em mente,


pode soar como bobagem para muitos, mas pra mim é muito importante. O tempo começou a passar, já eram 4h30, eu queria ver apenas uma estrela. Imaginei você ali do meu lado, segurando a minha mão, estava tão frio mas eu não queria desistir, o céu começou a esclarecer, a Lua começou a se esconder por trás das nuvens e as estrelas se apagarem, Marte era a minha referência no céu, mas sumiu, era pra ele que eu deveria olhar, estava amanhecendo mas eu permaneci com o olhar fixado no céu, não era o mesmo céu obscuro de algumas horas atrás, era um céu com um leve tom de azul, o Sol já começava a nascer no norte e a Lua se pondo do sul, os meus dedos estavam totalmente gelados quando eu passei a mão no rosto para enxuagar a lágrima que tinha acabado de cair, eu só queria ver uma estrela. Eu estava descendo da cobertura, sentado no chão e encostado na parede eu


me senti um fracasso, eu só queria que desse certo uma vez, queria que as coisas não se repetissem, queria que fosse pelo menos uma vez inédito, queria criar momentos indeléveis, queria fazer cafuné em você, queria te abraçar, sentir o teu corpo ao meu, queria fazer coisas fofas com você, te chamar de idiota, babaca e meu, quero viver intensamente com você como se não houvesse amanhã.


18 de novembro de 2013 Caro Matt, hoje o dia foi bem americano, passei a maior parte do tempo trancado no meu quarto escutando músicas e observando o teto, a luz do sol tentava invadir pela janela mas sem sucesso, as únicas luzes que iluminavam tudo eram as que ficam penduradas na parede e no fim da cama, as coisas não poderiam ficar pior, até o momento em que eu comecei a chorar, chorar feito um garoto perdido no parque, desesperado, o choro era tão intenso que comecei a soluçar, as lágrimas percorriam o meu rosto como se fosse agulhadas, doía, a dor era tão forte que eu peguei no sono, um sono leve, mas até no meu sono você consegue entrar, você estava lá no meu sonho, deveria ser uma coisa boa mas não foi, acordei desesperado, todo suado e com


medo. (QUE DROGA, QUE DROGA, QUE DROGA, QUE DROGA!!!) POR QUE SOU SEMPRE EU? O QUE SOFRE? O QUE AMA? EU QUE FAZ AS LOUCURAS? EU QUE TENHO QUE CONQUISTAR? E POR QUE SEMPRE DA ERRADO? Esta doendo tanto, tanto... É uma dor horrível, não é físico, é sentimental, eu não consigo descrever, mas é horrível, eu só tenho vontade de chorar, não quero sair do meu quarto, não quero conversar com ninguém, me afastei de todos, fiquei frio. Me corresponde por favor, por favor me corresponde, eu sei que não é fácil, mas me corresponde.


19 de novembro de 2013 Caro Matt, eu vou tentar o máximo possível para esse texto não ser um desabafo sentimental, isso quer dizer que vou tentar, não estou afirmando que não irá ser um desabafo sentimental. Cheguei a algumas conclusões do tipo; Que eu sou o ser humano mais idiota que existe na face da terra. Eu posso até aprender com os meus erros, mas tem um, tem um que eu sempre irei errar, na questão de escolher uma pessoa para amar eu sou o pior, simplesmente o pior, é burrice ficar apertando a mesma tecla, ficar pressionando a mesma tecla não irá formar nem uma palavra, eu deveria tentar outras, assim talvez eu irei conseguir construir uma história, um drama, uma comédia ou até mesmo um romance, o meu romance, o


nosso romance, mas não deu certo, apertei em todas as teclas do meu teclado tentando construir a nossa história, madrugadas em claro, manhãs de sono, sonhos não tão agradáveis, angustia, nostalgia, carência, (Muita carência!) solidão, um pouco de café amargo com dois cubos de açúcar e coração frio, me inspirei em todas as vezes que tentei e deram errado, em todas as tragedias na minha vida, percas, ilusões e decepções. Eu decidi tentar mais uma vez, e estraguei tudo de novo, com a minha pressa. Eu sou como um trem que sai da estação e fica desgovernado, a minha estação era o seu coração, porém fiquei desgovernado e passei direto e fui em direção de um abismo, agora estou em queda livre e sem rumo. Vem conversar comigo, me deseja bom dia, boa tarde e boa noite, me mande mensagens, eu seria o garoto mais feliz do mundo! Abra seus olhos, eu estou aqui bem na sua frente


carregando um carrinho cheio de amor. Eu queria ser o suficiente para você, talvez eu não seja o suficiente, existem pessoas por ai mais bonitas, interessantes e blablabla, talvez um garoto compulsivo em leitura e viciado no café não seja o suficiente para ninguém, ah sim, e um futuro fotógrafo e sei falar inglês, algumas pessoas falam que eu escrevo bem, então posso ser um futuro escritor, estou meio confuso ultimamente, quero me formar em letras, eu sou tão suficiente... (Para mim mesmo) Eu queria que as pessoas gostassem de mim por esse meu jeito, mas eu estou pensando em mudar, eu não quero ficar apertando a mesma tecla, eu vou mudar para outra, irei me ocultar de tudo e de todos, ser carinhoso e legal não me trouxeram bons frutos, não me trouxe nada de bom, apenas ilusões, decepções e desgraças. Ao mesmo tempo que as lágrimas escorrem pelo meu rosto os


meus pulsos choram de dor, minha garganta e meu estômago queimam devido ao álcool, as cartelas de remédios estão todas em minha frente, tenho a minha esquerda a vida, e a direita a morte, as duas me puxam compulsivamente, é uma luta, eu queria poder sobreviver para ter você ao meu lado, mas sem você eu prefiro que a morte vença a essa guerra. O problema é que, Matt, eu te amo como se não houvesse amanhã.


21 de novembro de 2013 Caro Matt, te conhecer foi como dirigir por uma rua sem saída, apaixonante como ver o pôr-do-sol, viver com você é uma sensação indescritível, é como adimirar uma queima de fogos na virada do ano, totalmente emocionante. Estou com medo de te sufocar, por isso estou um pouco distante, quero dar o seu tempo, só quero que saiba que eu não desisti de você. Você ainda é a primeira coisa que me vem em mente quando acordo e a ultima coisa antes de cair no sono, se tiver sorte, te encontro nos meus sonhos, não te ter é azul como eu nunca soube, eu não consigo me imaginar sem você, não consigo me imaginar com outra pessoa, é algo tão forte, pode ser que chegue a não dar certo, mas a atração é tão grande que não consigo evitar, só não quero ser mais um fragmento


que é atraído para a atmosfera da Terra, entra em combustão e apaga, não quero ser mais um tipo de estrela cadente, quero ser o seu Sol, mesmo sabendo que um dia o Sol irá explodir acabando com tudo oque existe ao seu redor, o tempo que irá levar para isso acontecer é tempo suficiente para eu ser feliz ao seu lado.


25 de novembro de 2013 Caro Matt, estou andando lentamente até chegar ao meu destino, as ideias estão se esgotando, as palavras estão se limitando, preciso agir o mais rápido possível, não posso deixar os sentimentos me abaterem, toda vez que escuto a sua voz acontece uma explosão de sentimentos dentro de mim que são tão indescritíveis. Me apaixonei por você do mesmo jeito que alguém cai no sono: gradativamente e de repente, de uma hora para outra. Já li muitas histórias, já escrevi muitas histórias, agora está mais que na hora de criar a minha história, de viver, de ser feliz e fazer tudo oque sonhei, mas as coisas são tão complicadas na vida real, é tudo tão mais fácil sentar-se em frente do notebook e passar cerca de duas horas escrevendo um capítulo de uma história


onde o mundo imaginário é tão perfeito, mas eu tenho lutado constantemente como se não houvesse amanhã para trazer tudo isso para a realidade, tenho planos para mim, para você, para nós, quero construir momentos indeléveis, momentos que ficarão guardados na minha memória para sempre e sempre, já construí alguns, o primeiro dia que te vi, o primeiro dia em que te falei sobre os meus sentimentos e outros, mas faltam muitos, o nosso primeiro abraço, a nossa primeira conversa pessoalmente. Eu vou ficar tão nervoso, as palavras vão sair tremulas, se você perceber que estarei em estado de choque, apenas aproxime-se e me abrace.


27 de novembro de 2013 Caro Matt, nunca acreditei que eu pudesse chegar tão longe, sempre fui tão pessimista, sempre deu errado, nunca imaginei que algum dia fosse dar certo. A cada estação que o metrô parava, a cada abre e fecha das portas, a cada entra e sai das pessoas no vagão era menos distância, eu estava ficando mais próximo do meu destino, o meu coração ia acelerando cada vez mais, eu não sabia o que falar, na verdade eu nunca soube, sempre improvisei nas questões de um primeiro encontro. A cada passo dado, eu podia sentir o pulsar, o coração batendo desesperadamente, a cada passo dado eu podia sentir o nervosismo aumentando, eu estava nervoso até o momento em que você apareceu, então eu fiquei mais nervoso ainda. Foi tão rápido, foi rápido como uma


estrela cadente, mas foi totalmente incrível. Eu gosto de você... falei em meio ao abraço. Estou sentindo um turbilhão de sentimentos nesse exato momento, são tão indescritíveis, eu não estou conseguindo traduzir para palavras, mas tenho certeza que todos esses sentimentos estão ligados a você de alguma forma. Incondicional, incondicionalmente vou te amar incondicionalmente.


28 de novembro de 2013 Caro Matt, estou disposto a criar o maior texto da minha vida, irá ser o maior desabafo sentimental, irei gastar horas e horas mas vai valer a pena fazer esse desabafo, o café e os livros são os meus melhores amigos, as inspirações são todas imaginárias com um toque de realidade que é você. Hoje é 28 de novembro de 2013, quinta-feira e estou na escola, ainda não tirei da cabeça os momentos que aconteceram ontem. Há dois meses atrás eu nunca imaginei que eu poderia ir tão longe, afinal eu nunca imaginei que eu pudesse chegar tão longe, as ilusões começaram desde então, o amor platônico cresceu dentro de mim, crescendo lentamente como uma doença que vai se espalhando sem ninguém perceber, e


quando é notada já é tarde demais. As curtas conversas que tivemos foram o suficiente para me deixar… Vamos dizer que afim de você, os textos escritos nas noites nostálgicas e solitárias sobre você, foram ficando mais frequentes a cada dia, foi ai que percebi que eu era um nada e você foi o big bang criando todo o meu universo, o universo a partir do qual eu comecei a viver, talvez possa chegar a dar errado, mas a atração é tão forte que eu não pude evitar que acontecesse. Te conhecer foi como dirigir por uma rua sem saída, foi totalmente apaixonante como ver o pôr-do-sol, te perder é cinza como um dia nublado, triste, sem graça, sem vida, e eu não gosto nem de imaginar como vai ser esse dia, prometi para mim mesmo que se não der certo eu vou desistir, desistir de tentar ser feliz, de procurar por uma pessoa legal. Para sempre pode ser muito tempo, mas eu não me


importaria de passar ao seu lado, poderia durar um dia, uma semana, um mês, um ano… Eu não me cansaria de você, eu viveria cada momento com toda intensidade, viveria a cada momento como se não houvesse amanhã, as minhas frases já estão ficando repetidas, não tenho opinião formada sobre nós dois. Esse é só um pequeno começo de toda história, ainda pode acontecer muita coisa, como por exemplo: nada. O fim pode estar próximo, espero que minha previsão esteja errada por que eu pretendo criar muitas memórias e muitos momentos indeléveis com você.


29 de novembro de 2013 Caro Matt, sou aquele tipo de pessoa esquisita, que não quer nada, mas deseja tudo, sabe? Não costumo lutar pelas coisas, mas quando vejo que vale a pena eu batalho até a última palavra. Sou do tipo de pessoa, que quando ama alguém, batalha por ela. Mesmo sabendo que a esperança nem sempre é a última que morre, porque quando a esperança acaba, você ainda existe, existe sabendo que vai chorar, derramar suor, perder pessoas e amigos ainda no futuro. Sou do tipo de pessoa que não fica perto de ninguém, que odeia a socialização, mas não nego, amo fazer novas amizades, até chegaria para conversar mas sou tímido, e até demais, essa timidez que complica tudo, acho que não construí várias histórias por causa dela. Mas com você foi


diferente, eu coloquei ela pro escanteio e segui em frente, mesmo tropeçando, tropeçando nas minhas próprias palavras e sentimentos, tropeçando como uma criança que ainda está aprendendo a andar. Sou daquele tipo de pessoa que quando conhece uma pessoa já cria um enorme roteiro, do que fazer, do que dizer, do que serem... E com você não foi diferente, criei o nosso roteiro. Te amar foi vermelho, vermelho ardente, supernovas explodem dentro de mim destruindo tudo oque existe ao meu redor deixando tudo vermelho, é algo muito surreal que vai surgindo. Você pra mim é como um livro, vai ser minha história favorita, vou descobrindo aos poucos lendo com atenção e calma.


03 de dezembro de 2013 Caro Matt, a verdade é que eu fico mais inspirado quando estou no fundo do poço, não que todos esses textos foram apenas um truque para te conquistar, era a única maneira de me expressar devido a distância, eram muitos obstáculos, e eu fui passando por todos eles, cheguei a pensar várias vezes em desistir. Estava com medo do ciclo se repetir, era como o outono, todo ano em certo período as folhas caem... E eu estava cansado de me ver caindo no chão frio de fim de outono, de me ver no chão e as pessoas pisando sem dó e piedade. Você me deu uma chance de te fazer feliz e me fazer feliz, você não pisou em mim como se eu fosse uma folha seca, algumas pessoas se admiram com folhas secas, e acho que você se admirou comigo, (Não que eu seja uma


folha seca, o.k? Eu tenho sentimentos, e até demais) Vou fazer de tudo para que o nosso infinito dure o máximo possível. Quero te fazer feliz como se não houvesse amanhã.


04 de dezembro de 2013 Caro Matt, já passava das 12h00 quando eu estava pensando em você, eu estava sentado na calçada da rua da minha escola, o sol já fazia pequenas sombras das maiores casas, estava lendo a parte seis do livro Extraordinário, sem dúvida este é um dos livros mais emocionantes que já li, é uma história linda. Calmo, observava as pessoas passando caminhando. Deu a minha hora, andando calmamente até a estação com você focado no meu pensamento, como se eu estivesse admirando um pôr-do-sol, nada me distraia, toda minha atenção estava focada a você no meu pensamento. Era 16h40 quando eu estava passando pela rua do sol, fiquei imaginando o por que daquele nome, pensei que talvez seja porque a rua fica toda dourada da cor do sol durante o


pôr-do-sol, estava fazendo um pouco de frio, o sol já estava se pondo, eu não estava nervoso, mas cada vez que ia se aproximando mais da sua escola o coração foi disparando, os alunos começaram a sair em grupos da entrada da escola, eu era como o norte e todos os olhos eram bússolas, não importa a sua posição o ponteiro da bússola sempre vai apontar para o norte, todos os olhos estavam em minha direção, te avistei de longe, o meu coração disparou. A cada sorriso, a cada olhar, a cada palavra, a cada toque, foi tudo tão perfeito... É tudo tão perfeito, talvez é até mais perfeito do que imaginei. Os nossos rostos foram se aproximado lentamente até os lábios se encostarem, foi o meu primeiro beijo correspondido, o mais apaixonante, lento e intenso ao mesmo tempo, eu senti um turbilhão de sentimentos, não da pra explicar, tudo ao redor perdeu o sentido e o


que importava era apenas você e eu, sentados em um banco de uma praça deserta, a única coisa que vinha em minha mente era você e eu. Eu consegui, foi isso mesmo? Eu estava fazendo com a pessoa que eu amo sentisse o mesmo por mim, qual seria a minha meta agora? Dedicar todo o meu tempo e atenção a você, te dar carinho e permanecer ao seu lado, nos momentos felizes e tristes, estou feliz por mim, por você, por nós, eu te amarei incondicionalmente e independentemente de tudo. Eu te amo.


05 de dezembro de 2013 Caro Matt, são 4h48 da manhã, o silêncio toma conta de todo quarto, os primeiros raios de sol entravam pela janela, a estampa da bandeira da Inglaterra que tinha na cortina se projetava no chão, eu podia ver o vapor que saia da xícara de café, o clima está frio mas as minhas mãos estão quentes. Dei um gole no café e de imediato me veio uma comparação em mente. Te amar é amargo como uma xícara de café, mas totalmente viciante, você é o motivo da minha insônia, é oque eu mais quero nas noites frias e nostálgicas. Você e suas pequenas manias, eu não sei muito sobre elas ainda, mas a minha favorita são os seus pequenos sorrisos bobos, o seu olhar é perfeito. Os raios de sol foram se intensificando com o passar do tempo, dava


pra perceber pela bandeira projetada no chão, as corem ficaram mais fortes, e me veio outra comparação. Te amar são como os raios solares da manhã, vão se intensificando cada vez mais que o sol vai surgindo no horizonte, te amar é como uma supernova, o surgimento é catastrófico, uma explosão que destrói todos os universos que existem ao redor. Eu te amo como se não houvesse amanhã.


15 de dezembro de 2013 Já faz alguns dias que eu estou tentando escrever sobre essa situação, mas os sentimentos estão tão bagunçados, eu estou tentando organizar toda essa bagunça. Essa tarde está linda, o céu está lindo com apenas algumas pequenas nuvens, eu estava me sentindo sufocado então decidir ir para a varanda pra respirar um pouco de ar puro. O que eu tenho a escrever sobre essa situação é que eu não tiro da cabeça os momentos do nosso ultimo encontro, de como o seu sorriso é incrivelmente perfeito, de como o seu olhar me atrai, de como me senti bem quando você segurou a minha mão, na felicidade que senti ao te ver com o colar e anel que te dei de presente no nosso encontro anterior. (Você estava usando como pulseira, o que eu achei bacana por


que também usava assim as vezes.) O seu beijo leve... Quando os nossos lábios se encostam e fecho os olhos é incrível como tudo ao redor perde os sentidos. Eu também te amo. Você falou sussurrando olhando no fundo dos meus olhos e demos um abraço apertado. "Não deixe que a sua felicidade dependa de algo que possa perder." As pessoas falam isso, mas é impossível você não ser o motivo da minha felicidade, impossível passar sequer um dia sem pensar em você, impossível não ficar revivendo e revivendo os momentos dos nossos encontros, impossível pensar em você e não dar sorrisos bobos, impossível. Impossível não te amar.


16 de dezembro de 2013 São 1h14 da manhã e eu não consigo parar de pensar em você, vejamos, eu não sei por onde começar, mas vamos lá. Eu te amo, certo? O.k. Você me ama? Talvez, você já falou que me ama duas vezes, a primeira quando nós demos o nosso primeiro beijo longo e eu estava indo embora porque estava ficando tarde, eu olhei para trás e você estava sentado. - Eu te amo – falei com um sorriso bobo no rosto. - Eu te amo – Matt respondeu sorrindo. A segunda foi no nosso terceiro encontro e estávamos no meio de um beijo longo, quando os nossos lábios se afastaram ficamos um olhando para o outro. - Eu te amo – falei sussurrando.


- Besta – Matt disse. – Eu também te amo – ele completou sussurrando. Eu fiquei com essa cena na cabeça durante horas e horas e até hoje essa cena se repete em minha mente, o seu olhar totalmente lindo e meigo. São muitos pensamentos para uma mente só, sou apenas um garoto de quinze anos, na música da Taylor Swift, Fifteen, ela fala assim; Porque quando você tem quinze anos e alguém diz que te ama, você vai acreditar.” Você está sendo o meu primeiro amor, já tive outros mas não conto com eles, foi a distância, foi amor não correspondido, ou até o caso de eu não corresponder a pessoa. Então se considere como o meu primeiro amor, deve ser por isso que eu não estou sabendo como agir da melhor forma, sou um garoto compulsivo em leitura e que escreve textos sentimenais nas horas vagas. Eu amo escrever e ler assim como amo te amar, Matthew Slateron eu te amo como se não houvesse amanhã.


18 de dezembro de 2013 Caro Matt, hoje faltam exatos sete dias para o Natal, não estou ansioso nem nada, o Natal para mim já foi uma data mais importante e especial, hoje não passa de uma data qualquer. Mas na verdade quer saber de uma coisa? Eu estava pensando em fazer sexo com o você, é meio estranho estar escrevendo sobre isso. Sabe quando você pensa em uma pessoa daquele jeito e fica excitado? Então, eu fiquei excitado pensando daquele jeito em você, vou te contar um pouco sobre esses pensamentos. Você e eu estávamos na mesma praça que demos o nosso primeiro beijo, já passava das 18h00 e as luzes da praça se encontravam ligadas. Você estava em pé encostado em uma das várias estátuas que tem na praça, a nossa troca de olhares era


profunda e os nossos lábios foram se aproximando até começarmos um beijo lento e intenso, você segurou pelo meu pescoço, coloquei minhas mãos nos seus ombros e continuamos se beijando, o clima foi ficando mais quente, um sentimento começou a tomar conta de todo o meu corpo, eu fui ficando excitado e dava para perceber que o você também estava ficando excitado, comecei a acariciar suas costas e ao mesmo tempo os nossos lábios se afastaram, fui beijando de leve o seu pescoço e comecei a chupar e morder de leve, dava para escutar os seus gemidos de prazer, aquilo foi tão excitante. Você começou a chupar o meu pescoço, fui a delírios, o seu pênis encostava no meu e o prazer aumentava. Sempre te achei muito sexy Matt, sempre tive vontade de fazer coisas safadas com você, você é o tipo de garoto que me atrai. Eu acho melhor parar por aqui, acho que não essas coisas


sejam aprópiadas para se colocar em um livro, não quero que se torne um tipo de Cinquenta Tons de Cinza, Matt, o que eu mais queria era ter feito essas coisas com você, queria ter sentido o seu corpo ao meu, assim como todo relacionamento sem lado doce também tem seu lado pevertido. Eu iria aproveitar esse momento com toda intensidade.


21 de dezembro de 2013 Caro Matt, você deveria ter estado lá, deveria ter vindo caminhando em minha direção com aquele sorriso tipo "Eu estou aqui para cuidar de você meu pequeno, sorria." E eu seria como um milhão de pequenas estrelas brilhantes, apenas alinhados, e eu ficaria muito feliz. As luzes de Natal brilham e eu olho para todos os lados te procurando, apenas esperando você aparecer, mas o tempo está passando e as pessoas me perguntam como eu estou, e eu volto a me lembrar como você disse que estaria aqui. E era como em câmera lenta, as pessoas passando, eu estava lá, sem ninguém para impressionar e todos estavam felizes e rindo. Havia um coisa faltando, esse foi o momento em que eu soube. E as horas passam agora eu só quero ficar sozinho mas


meus amigos próximos sempre parecem saber quando há algo errado, no banheiro eu tento não desmoronar enquanto o sentimento de desmoronamento começa, eu falo para mim mesmo no escuro da noite esperançoso "Você disse que estaria aqui." Mas e quando as lágrimas começam a cair em frente de todos que você conhece? E o que você faz quando aquele que mais significa para você é aquele que não aparece? E esse foi o momento que eu soube. Você me mandou mensagens mais tarde e disse "Sinto muito por não ter ido." e eu disse "Eu também sinto muito." e esse foi o momento que eu soube, foi o momento em que eu soube que eu sempre te amei como se não houvesse amanhã.


4 de janeiro de 2014 Caro Matt, eu tenho uma teoria, a minha teoria é que quando gostamos de uma pessoa, não vemos o mundo da maneira real que ele é, acho que estamos bêbados, ficamos embriagados por uma bebida chamada Amor. Não se sabe quanto tempo o efeito dura, mas podemos sentir quando o efeito está passando, é uma droga por que ficamos viciados, a cada dose que ingerimos sempre queremos mais. É como se eu estivesse lendo o meu livro favorito pela primeira vez, não se sabe o que pode acontecer. Mas diferente do meu livro favorito a nossa história não tem contagem de páginas, isso é uma notícia boa. Ou ruim. Pode ser hoje o final, ou pode ser amanhã, também pode ser daqui à três meses. Sabe de uma coisa? Eu vivo cada momento como


se fosse o último, vivo com toda intensidade como se não houvesse amanhã, por que hoje eu posso estar nos seus braços e amanhã sobre um chão frio e duro. Eu prometo te ajudar a amar a vida, a sempre te abraçar com carinho e ter a paciência que o amor exige, e falar quando as palavras forem necessárias e não falar quando não forem, a concordar e discordar com o bolo de queen chase, e a viver no aconchego do seu coração e sempre o chamar de casa.


6 de janeiro de 2014 Caro Matt, entendi que faz parte, que a saudade faz parte de tudo isso, que sem ela quando nós se encontrássemos não iria ter a miníma graça. Não iria ter o prazer do reencontro, aquela emoção do tipo; Que incrível estar ao seu lado, eu estava com muitas saudades de você." Entendi que a dor também faz parte, que sem a dor não saberíamos o quanto tão bom é o sentimento do prazer. A dor de ficar longe de você e o prazer de ficar ao teu lado. Prometi ter a paciência que o amor exige. Percebi que você é como se fosse um quebra-cabeça de dez mil peças da Torre Eiffel, e precisa da ajuda para ser montado, eu aceitei este desafio. O desafio de te amar incondicionalmente não importa o que acontecer, eu vou estar te ajudando a se


descobrir e a me descobrir, porque com você eu sou quem realmente eu sou, sou feliz e sou apaixonado. Quando eu penso que já te amei o suficiente, você me faz te amar mais e mais e o melhor de tudo é que, aprendi a te amar como se não houvesse amanhã.


11 de janeiro de 2014 Caro Matt, eu não sou poeta, nem escritor, nem fotógrafo, muito menos filosofo. Mas eu gosto de escrever poesias e histórias. Gosto de fotografar e pensar (se é isso o que os filosofos fazem, tudo bem), as vezes eu fico pensando, pensando até demais em algumas coisas, e bate uma vontade enorme de escrever algo, eu gosto de escrever, de verdade. Gosto de escrever como foi o meu dia. Gosto de escrever sobre os meus sentimentos. Gosto de escrever ficções. Gosto de escrever sobre nós dois. Mas, as vezes eu tento escrever algo que me surpreenda, algo diferente, algo inédito. Percebi que quando conhecemos uma pessoa, e a começamos a amar a mesma, você começa observar o mundo de outra forma, e coisa inéditas começam a


acontecer. O primeiro encontro. O primeiro beijo. O primeiro "Eu te amo" correspondido na mesma intensidade. O primeiro mês de namoro. Isso é o mais incrível, coisas inéditas acontecem, são infinitas coisas que estão para acontecer. Tudo parece tão fácil ao lado da pessoa que você ama, o ar fica mais leve do que o normal e tudo perde os sentidos, a única coisa que você sente no momento é o quanto você ama aquela pessoa, não importa o qual seja problema o relacionamento naquele exato momento... Tudo é simples. E é assim que eu me sinto ao seu lado.


12 de janeiro de 2014 Caro Matt, Amá-lo é como saltar da estratosfera sem paraquedas, ultrapassar a barreira do som, mais rápido que o vento, terminando tão de repente. Amá-lo é como tentar mudar de ideia, uma vez que você já está voando em queda livre, como as cores no outono, tão brilhantes, antes de perdê-las. Tocá-lo era como entender que tudo que eu queria estava bem ali na minha frente. Brigar com você é como tentar resolver uma palavra cruzada e perceber que não há resposta certa. As nossas lembranças vêm em flashbacks e ecos, as vezes digo a mim mesmo que agora é a hora, preciso esquecer. Mas me distanciar de você é impossível, quando


ainda vejo tudo em minha cabeça, o quanto você me faz feliz e o tamanho do meu amor por você. Vermelho... Sentir a sua falta foi cinza escuro, totalmente só, tentar esquecê-lo foi como tentar conhecer alguém que nunca encontrei. Mas te amar é vermelho.


15 de janeiro de 2014 Caro Matt, as vezes é tão difícil inovar, fico observando a tela do notebook enquanto a barra que fazem surgir as letras fica piscando. Realmente é muito difícil inovar. Tentar inovar o amor é um coisa complicada, quando absolutamente tudo já foi criado e tentamos criar algo novo é quase que impossível, então tento estudar esse sentimento de outra forma, tento observar por outro ângulo, por cima, em baixo, do lado, é infinito. As vezes ficamos tão obcecados em encontrar uma pessoa que nos corresponda no amor que cada dia que passamos sozinhos parece ser infinito, mas já são 00h00 e é outro dia, sobreviver outro dia sozinho com o coração preenchido de tristeza e carência é uma das piores sensações que um adolescente pode sentir.


Quando saio para dar uma volta pelo parque e percebo os casais apaixonados trocando caricias, beijos e amassos, é uma coisa tão linda e ao mesmo tempo de partir o coração. Mas tem aquele momento em que o pulsar do coração está quase parando, está quase morrendo e acontece uma explosão de sentimentos dentro dele que toma conta de todo o corpo. Isso acontece quando as coisas começam a soar diferente. Quando você sente borboletas na barriga, quando o ar fica mais leve, quando tudo parece tão simples, quando o tempo para de ser infinito e passa mais rápido do que o normal, e coisa inéditas começam a acontecer, como por exemplo... Você começa a sentir um sentimento indescritível crescendo dentro de você, cada detalhe tem um significado enorme, não importa quão pequeno seja o detalhe, até mesmo a cor dos seus olhos, castanhos escuro viraram um detalhe


importante. Quando encosto minha cabeça em seu ombro e me sinto o garoto mais calmo do mundo e nenhum problema me vem à cabeça, o que importa é apenas você e eu, ali, sentados num chão de uma praça encostado em uma grade observando as folhas de verão caindo, mas como eu disse antes, o tempo para de ser infinito e passa mais rápido do que o normal, e já são 17h31 e é hora de ir embora, e coisas inéditas começam a acontecer, o abraço mais apertado de todos com uma troca de olhares mais um beijo em meio a tudo, meus braços abraçados em volta do seu pescoço e você com as mãos pela minha costa. Supernova, explode e me deixa mais apaixonado ainda com uma sensação incrível de que tudo está vermelho.


19 de janeiro de 2014 Caro Matt, chorei. Por tudo que fomos. Por tudo o que não conseguimos ser. Por tudo que se perdeu. Por termos nos perdido. Pelo que queríamos que fosse e não foi. Pela renúncia. Por valores não dados. Por erros cometidos. Acertos não comemorados. Palavras dissipadas. Versos brancos. Chorei pela guerra cotidiana. Pelas tentativas de sobrevivência. Pelos apelos de paz não atendidos. Pelo amor derramado. Pelo amor ofendido e aprisionado. Pelo amor perdido. Pelo amor não correspondido. Pelo respeito empoeirado em cima da estante. Pelo carinho esquecido junto das cartas envelhecidas no armário da escola. Pelos sonhos desafinados, estremecidos e adiados. Pela culpa. Toda a culpa. Minha. Sua. Nossa culpa. Chorei Pelas mensagens não


correspondidas. Por cada "Eu te amo." Pelas noites nostálgicas. Por cada beijo dado. Pelo tempo que perdi te esperando. Pelo tempo que passou como as águas dos rios. Por tudo que foi e voou. E não volta mais, pois que hoje é já outro dia. Chorei.


20 de janeiro de 2014 Caro Matt, eu acho que, eu acho que sou como o cupido do vídeo Give Me Love do Ed Sheeran, talvez eu tenha me sacrificado para a felicidade de algumas pessoas no meu passado, e agora, a xícara de café com leite fervente queima na minha mão causando uma sensação prazerosa. Talvez o meu dever seja dar amor para as pessoas, talvez essa seja a causa da minha existência. Porque quando eu amo uma pessoa, amo como se não houvesse amanhã, amo intensamente como se o dia atual fosse o último. A pessoa passa a ser o meu Sol, o centro do meu universo, e eu fico em órbita ao redor da mesma. Mas, eu cansei, cansei de sempre dar amor, e agora queria receber. Queria saber qual é a sensação de ser amado, comecei a me sentir estranho, sensações que nunca tinham me ocorrido antes começaram a acontecer, eu me sentia feliz, eu me sentia triste. Foi ai que percebi


que eu estava morrendo, morrendo aos poucos. Percebi que quanto mais eu queria amor, mais eu estava morrendo. Percebi que quanto mais ficava obcecado para receber amor mais uma parte minha estava morrendo. Foi ai que finalmente percebi que, eu jĂĄ estava morto e era tarde demais para alguĂŠm me dar amor. Foi ai que percebi, que todos tem que ter pelo menos um amor na sua vida, antes de morrer.


21 de janeiro de 2014 Caro Matt, eu te amei como se n達o houvesse amanh達. Mas, mas agora, o amanh達 n達o existe.


Agradecimentos Quero agradecer a todos os que me ajudaram a criar esse livro me dando conselhos nas noites difíceis, e principalmente para as minhas amigas Carolina e Luana que sempre quando eu estava mal vinham correndo até a minha casa para ficarem ao meu lado. Quero agradecer a Taylor Swift mesmo sabendo que ela não irá ler este livro, quero agradecer porque suas músicas me ajudaram muito a se expressar e criar os meus textos que fez surgir este livro e quero a pessoa que me fez criar este livro, e ela sabe quem é.


Como se Não Houvesse Amanhã