Page 1

Ano 01 Edição 02

ENTREVISTA EM FOCO

Dr. Renato Neves Feio O Herpeto em Foco retoma a sessão ‘Entrevista em Foco’. E o nosso segundo entrevistado é o Professor Renato Neves Feio. Renato possui graduação em Ciências Biológicas pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUCMG) em 1983, Mestrado em Zoologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) em 1990 e Doutorado em Zoologia pelo Museu Nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro (MN-UFRJ) em 2002. Atualmente é Professor Associado da Universidade Federal de Viçosa (UFV) e Curador do Museu de Zoologia João Moojen da UFV. Tem experiência na área de Zoologia, com ênfase em Sistemática, Taxonomia e História Natural de Anfíbios e Répteis (Herpetologia).


Ano 01 Edição 02

ENTREVISTA EM FOCO Eis a nossa conversa grande pesquisador:

com

esse

Herpeto em Foco Renato, em que fase da sua vida/carreira surgiu o interesse pela herpetologia? Renato Feio Durante a graduação, tive um professor de zoologia que me levou várias vezes ao campo para observação de anfíbios; gostei muito da vida no mato e o tipo de coleta e observação dos anfíbios, que considero muito mais interessante e atrativa em relação á metodologia de estudo dos outros grupos de vertebrados. Depois foi só seguir estudando na área. Adailes Florence Alguma história ou fato marcante tem a ver com a escolha pela herpetologia? Renato Feio Acho que o fato de ter nascido no centro de BH me ajudou a descobrir posteriormente a vida nas matas e nos campos rupestres e de altitude; a herpetologia foi uma conseqüência agradável desta descoberta.


Ano 01 Edição 02

ENTREVISTA EM FOCO Thaynara Mendes Qual é o principal desafio vivido por um herpetólogo nos dias de hoje? E qual foi o maior que você já enfrentou? Renato Feio Conseguir amostrar os poucos fragmentos ainda remanescentes da Mata Atlântica. Particularmente, sou aficionado por ambientes serranos, certamente uma influência do relevo das Minas Gerais. Thaynara Mendes Qual foi o animal mais incrível que já encontrou no campo? Renato Feio Dentre as várias espécies novas que já descrevi, destaco o Physalaemus maximus, um bicho que desde o momento que coletei já sabia que era novo; além deste destaco o reencontro no Jequitinhonha MG, após mais de 70 anos sem notícias, do sapo narigudo Rhinella boulengeri. Vários outros fatos também foram emocionantes, como presenciar explosões reprodutivas de anfíbios (de Ceratohphrys então ...) e dar de cara com serpentes como a surucucu (Lachesis muta) e a jararaca verde (Bothriopsis bilineata). A rã das pedras gigante de São Paulo - Thoropa taophora - é um animal muito interessante, e especial pelo ambiente que vive; considero uma honra revalidar esta espécie do ilustre herpetólogo Miranda Ribeiro.


Ano 01 Edição 02

ENTREVISTA EM FOCO Herpeto em Foco Por mais que não seja tão noticiada na mídia, tem sido grande a descoberta de novas espécies no Brasil. Como taxonomista, como você vê esse crescimento na lista de espécies? Podemos esperar um avanço muito maior ou a degradação dos ambientes está avançando mais do que o “esperado”? Renato Feio A contínua descoberta de novas espécies mostra que ainda sabemos pouco sobre nossa herpetodiversidade, mesmo no sudeste do Brasil. Com o aumento de taxonomistas, acho que estamos conseguindo aumentar nossa desvantagem em relação aos impactos sobre o ambiente, oferecendo à ciência, novos achados e descobertas interessantes. Carlos Pereira Jr. Qual a sensação de poder ter colocado seu nome nas espécies que contribuiu para a descoberta? Renato Feio Um pesquisador nunca coloca seu próprio nome em uma espécie; atitude eticamente incorreta. Meu nome aparece nas espécies como uma homenagem dos amigos herpetólogos, a qual me sinto extremamente honrado e agradecido.


Ano 01 Edição 02

ENTREVISTA EM FOCO Henrique Nogueira Já foi mordido por alguma serpente? Se já, qual doeu mais? Renato Feio Nunca fui mordido por serpente peçonhenta mas, por não peçonhenta, já perdi as contas. Agora mesmo estou com um arranhão grande no braço. Os boídeos (jibóias e afins) são certamente as que tem a mordida mais dolorida, mas como não tem veneno, “lavou, ta novo”. Herpeto em Foco Qual a situação mais engraçada que vivenciou no campo? Renato Feio Uma vez no Rio Doce, após uma coleta que todos se esbaldaram no brejo, conversávamos em uma “mesa de reuniões” e caiu uma sanguessuga cheia de sangue da cabeça de um de nossos colegas. O trabalho à noite sempre nos leva a situações engraçadas como subir em árvore fugindo de cachorro, cair dentro do brejo (literalmente), acabar a pilha da lanterna no meio do mato (sozinho então !) e mesmo esconder de pessoas para poder passar despercebido (camuflagem + tanatose). Alguns casos são mais assustadores como ficar perdido e ouvir tiros e ameaças, mas hoje tentamos cercar todos estes agravantes previamente.


Ano 01 Edição 02

ENTREVISTA EM FOCO Caio de Andrade Você acha que deveriam “desmembrar” o estudo da herpetofauna? Desvinculando anfíbios e répteis, vista a grande diversidade de espécies. Renato Feio Acho que naturalmente isso vai ocorrer, uma vez que o número de espécies e profissionais aumenta a cada ano. Isso inclusive deveria ser uma exigência dos órgãos ambientais reguladores. Herpeto em Foco Tem algum inspirador ou um grande colaborador na área por quem nutre grande respeito e carinho? Renato Feio Sou admirador e eternamente grato aos meus orientadores Carlos Alberto Cruz e Ulisses Caramaschi, não só pelo lado profissional mas também pela amizade e companheirismo. Hoje aprendo muito e considero como meus principais colaboradores os meus alunos; tenho uma equipe de dar inveja.


Ano 01 Edição 02

ENTREVISTA EM FOCO

Herpeto em Foco Deixe sua dica aos leitores do Herpeto em Foco.

Renato Feio Gostaria que cada um fizesse sua missão herpetológica, divulgando e desmistificando nossos bichos para a comunidade. Precisamos tirar nosso atraso em relação às aves e mamíferos. Considero todo tipo de publicação interessante, seja um artigo científico ou um cartaz ou folheto educativo. Uma boa fotografia, acompanhada de uma frase feliz pode ter mais repercussão na mídia ou comunidade do que um ‘paper’ em uma revista científica. Assim, vamos virar o jogo, transformando a expressão “sapos, cobras e lagartos” em um grande elogio.


Ano 01 Edição 02

ENTREVISTA EM FOCO E essa foi mais uma ‘Entrevista em Foco’. Esperamos que tenham gostado! Agradecemos imensamente ao Professor Renato Feio pela contribuição com o Herpeto em Foco e por ter aceitado tão prontamente o nosso convite. Enviem sugestões para a próxima Entrevista em Foco. E não deixem de acessar e divulgar nossa página! Herpeto em Foco – https://www.facebook.com/herpetologia _________________________________________________ O “Entrevista em Foco” foi pensando e desenvolvido por: Carlos Alberto – herpeto.junior@gmail.com Henrique Nogueira – herpeto.nogueira@hotmail.com

Entrevista em Foco - Dr. renato Neves Feio  

Entrevista realizada pela Equipe Herpeto em Foco com o Dr. Renato Neves Feio