Issuu on Google+

Secretaria de Projetos Especiais

Juntos pela inclus達o digital do cidad達o Jandirense.


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA

Índice Índice............................................................................................................................................2 Visão Geral:..................................................................................................................................1 Conceitos Básicos:........................................................................................................................1 Apresentação dos computadores.................................................................................................2 Histórico: Evolução no Tempo.........................................................................................................2

Conhecendo o computador e seus componentes........................................................................5 Monitor............................................................................................................................................6 .........................................................................................................................................6 Mouse..............................................................................................................................................7 Estabilizador.....................................................................................................................................7 Dispositivos de entrada e saída de dados (Periféricos)...................................................................8

Iniciando o sistema Operacional Windows Seven .......................................................................9 Windows 7 Starter...........................................................................................................................9 Windows 7 Home Basic.................................................................................................................10 Windows 7 Home Premium...........................................................................................................10 Windows 7 Professional................................................................................................................10 Windows 7 Enterprise....................................................................................................................10 Windows 7 Ultimate......................................................................................................................10

Calculadora.................................................................................................................................24 Digitando texto..............................................................................................................................29 Selecionando texto........................................................................................................................29 Copiando e movendo texto...........................................................................................................29 Inserindo e excluindo texto...........................................................................................................30 Formatando o documento.............................................................................................................30 Salvando o documento..................................................................................................................32 Imprimindo o documento..............................................................................................................32 Trabalhando com ferramentas......................................................................................................34 Desenhar uma forma.....................................................................................................................35 Adicionar texto..............................................................................................................................35 Apagar parte da imagem...............................................................................................................36 Salvando uma imagem...................................................................................................................36 Fixe suas pastas favoritas..............................................................................................................37 Um jeito diferente de alternar entre janelas.................................................................................37


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA Rodar programas com mais direitos..............................................................................................38 Barra de tarefas no estilo Windows Vista.....................................................................................38

WORD 2007................................................................................................................................39 Apresentação.................................................................................................................................39

Excel 2007..................................................................................................................................48 Apresentação.................................................................................................................................48 Iniciando o Excel............................................................................................................................48 Barra de Fórmulas:.........................................................................................................................49 Gráficos..........................................................................................................................................54 Adicionar, reorganizar e excluir slides:..........................................................................................60 Identificar quantos slides você precisa..........................................................................................61 Aplicar um novo layout a um slide................................................................................................62 Copiar um slide..............................................................................................................................62 Reorganizar a ordem dos slides.....................................................................................................63 Excluir um slide..............................................................................................................................63 Adicionar e formatar texto............................................................................................................63 Formatar listas com marcadores...................................................................................................63 Alterar a aparência do texto..........................................................................................................64 Adicionar anotações do orador.....................................................................................................64 Aplicar um tema diferente à sua apresentação ...........................................................................64 Adicionar clip-art............................................................................................................................65 Adicionar uma transição de slides.................................................................................................66 Verificar a ortografia e visualizar a sua apresentação...................................................................66 Visualizar a sua apresentação em uma apresentação de slides....................................................66


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA

Visão Geral: Quando se estuda informática, geralmente o estudo se divide em duas partes: a parte física e a parte lógica. Parte Física: é estudada para que se tenha um conhecimento básico do modo como o computador funciona internamente e também para que se tenha conhecimento sobre as partes que se formam um computador. Parte Lógica: é estudada para que se aprenda a utilizar o computador. Assim antes de iniciar o estudo é importante deixar claro alguns conceitos próprios da área.

Conceitos Básicos: Inicialmente, é importante entender a diferença entre Hardware e Software. Hardware: Se refere á parte física do computador. Tudo o que se pode tocar é chamado de hardware, por exemplo: monitor, mouse, teclado, etc. Software: Se refere á parte lógica do computador. Na prática, compreende os programas que fazem o computador funcionar.

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA

Apresentação dos computadores Histórico: Evolução no Tempo A palavra computar significa calcular. Portanto de alguma forma computadores já existem há bastante tempo. O primeiro dispositivo de cálculo de se tem notícia é o ábaco, cuja a invenção data de 3000 a.C.

1944 – ENIAC

O ENIAC (sigla em inglês que significa “Computador Eletrônico de Integração Numérica”) foi o primeiro computador digital eletrônico de grande escala. Criado em fevereiro de 1946 pelos cientistas norte-americanos John Eckert e John Mauchly, da Electronic Control Company. O ENIAC começou a ser desenvolvido em 1943 durante a II Guerra Mundial para computar trajetórias táticas que exigissem conhecimento substancial em matemática, mas só se tornou operacional após o final da guerra.

Curiosidades: •

Custou aproximadamente 5 milhões de dólares e possuía 18.000 válvulas;

Pesava 33 toneladas e ocupava uma área de 212m²;

Os problemas eram passados para o computador através de pequenas placas furadas;

Tinha capacidade de processamento de uma calculadora de bolso moderna.

1964 – SYSTEM / 360

Com a utilização de transitórios no lugar das válvulas, foi possível diminuir o tamanho dos computadores e aumentar sua confiabilidade, tornando-os acessíveis a um maior número de pessoas. Um dos maiores sucessos de venda da história da tecnologia, o System/360 foi o primeiro computador de uso comercial do mundo, pesando “apenas” 400 quilos, sua configuração original vinha com 7 megas de memória 7 física e 128 Kb de memória RAM.


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA

1971 – INTEL 4004

.

1977 - APLLE II

1978 – Os X86

Intel 4004 é uma Unidade Central de Processamento com 4-bits. Fabricado pela Intel Corporation em 1971, foi o primeiro microprocessador em um chip simples, assim como o primeiro disponível comercialmente. Embora projetado originalmente para ser um componente de calculadoras, o 4004 logo encontrou muitos usos. A Intel iniciou um processo que logo fez alguns outros fabricantes de chips a embarcar em projetos para desenvolverem firmemente os microprocessadores mais capazes, o que gerou a tendência que criou as indústrias multibilionárias dos microprocessadores e dos microcomputadores atuais

O Apple II foi um modelo de computador fabricado pela Apple no final da década de 1970. O primeiro Apple II foi vendido em 5 de Junho de 1977, equipado com um processador MOS Technology 6502 com um clock de 1 MHz, 4 KB de memória RAM, um interface para cassetes áudio e uma ROM que incluía um interpretador de BASIC. O controlador de vídeo apresentava 24 linhas com 40 colunas de caracteres (apenas letras maiúsculas), com saída NTSC para um monitor ou, através de um modulador RF, para uma televisão. Os utilizadores podiam gravar e carregar os programas a partir de um gravador de cassetes áudio. O preço de venda variava entre USD $1298 (com 4KB RAM) e USD $2638 (com 48KB RAM). A arquitetura x86 aparece primeiro como o Intel 8086 CPU lançado em 1978, um projeto totalmente de 16 bits baseado na anterior de 8 bits com base 8008, 8080 e 8085. Apesar de não ser compatível com o binário, ele foi

projetado para permitir que programas escritos em linguagem assembly serem mecanicamente traduzidos para o conjunto 8086 equivalente. Isso fez com que o novo processador fosse um caminho de migração tentador, mas não sem uma remodelagem de hardware significativa, principalmente devido ao 7 barramento de dados 16-bit externo.


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA

1991 – O POWER PC

1993 á 2006 – PENTIUM

2007 - O DUAL CORE

A origem das arquiteturas Power e PowerPC remonta ao IBM 801. O PowerPC foi criado pela aliança AIM (Apple, IBM e Motorola) no início dos anos 90 com o objetivo de criar um processador RISC para ser utilizado nos computadores da Apple (Macintosh). Teve como sua primeira implementação o modelo 601, que equipou o Apple Power Mac 6100, lançado em 1994. Os modelos posteriores foram mais voltados ao conceito superescalar.

O Pentium é a quinta geração da arquitetura x86 de microprocessadores criada pela Intel, em 22 de Março de 1993. Foi o sucessor da linha 486. Ele seria originalmente denominado 80586, ou i586, mas como números não podem ser registrados o nome foi alterado para Pentium (presumivelmente pelo fato da raiz grega "pent-" significar "cinco"). O termo i586, entretanto, é usado em programação para se referir a todos os primeiros processadores Pentium (e aos similares fabricados pelos competidores da Intel)

É um processador de dois núcleos, onde ambos compartilham a mesma pastilha de silício. Exemplos de processadores dual - core são o Core 2 Duo e o Athlon X2. De uma forma geral, aplicativos que dividem a carga de processamento em vários threads e por isso se beneficiam de um processador dual - core são aplicativos de edição e compressão de vídeo, renderização 3D, edição de imagens (Photoshop, Gimp, etc.) e diversos aplicativos de uso profissional. 7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA

O FUTURO Como sobreviver em um mundo no qual, cada vez mais, os eletrônicos ganham recursos de computador? Para manter-se viável, o PC do futuro terá que mudar. Processadores de oito núcleos, enormes HDs, a possibilidade de placas gráficas externas e telas maiores e mais baratas surgem no horizonte. Enquanto alguns componentes mais impressionantes, como drives de 20 terabytes ou displays coloridos flexíveis estão distantes, algumas tecnologias interessantes estão mais próximas do que você pensava.

Conhecendo o computador e seus componentes

Como tudo funciona? Para um leigo, um computador pode parecer uma máquina misteriosa, uma “caixa preta” onde de alguma forma mística são guardadas e processadas informações. Porém, de misterioso os computadores não têm nada. Tudo funciona de maneira ordenada, e até certo ponto simples. O objetivo deste capítulo inicial é dar uma visão geral sobre os componentes que formam um micro computador, e como tudo funciona. Mais para a frente, você conhecerá mais a fundo cada componente, aprenderá a montar e configurar micros padrão PC e a solucionar problemas de funcionamento, estando pronto para resolver seus próprios problemas, ajudar amigos, ou mesmo trabalhar na área de manutenção.

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA

A CPU ou o Processador Tem a função de buscar instruções da memória, examinar ou decodificar a instrução, executar a instrução. São três as partes principais da CPU: * Unidade de controle: busca a instrução da memória e decodifica-a. * ALU (ou unidade aritmética e lógica): realiza operações aritméticas e booleanas. * Registradores: memória rápida para guardar informações de controle, resultados intermediários.

Alguns registradores importantes incluem: PC (``Program Counter'') - registrador que contém o endereço de memória da próxima instrução a ser executada. IR (``Instruction Register'') - registrador que contém a instrução em execução. PS ou PSW (``program status Word'') - registrador que contém uma série de informações de controle, dando o estado do processador (o conteúdo varia de máquina para máquina).

Monitor O monitor é um dispositivo de saída do computador, cuja função é transmitir informação ao utilizador através da imagem, estimulando assim a visão. Os monitores são classificados de acordo com a tecnologia de amostragem de vídeo utilizada na formação da imagem. Atualmente, essas tecnologias são três: CRT , LCD e plasma. À superfície do monitor sobre a qual se projeta a imagem chamamos tela, ecrã ou écran.

Tecnologias

CTR

LCD

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA

Teclado O teclado de computador é um tipo de periférico utilizado pelo usuário para a entrada manual no sistema de dados e comandos. Possui teclas representando letras, números, símbolos e outras funções, baseado no modelo de teclado das antigas máquinas de escrever. Basicamente, os teclados são projetados para a escrita de textos, onde são usadas para esse meio cerca de 50% delas, embora os teclados sirvam para o controle das funções de um computador e seu sistema operacional. Essas teclas são ligadas a um chip dentro do teclado, responsável por identificar a tecla pressionada e por mandar as informações para o PC. O meio de transporte dessas informações entre o teclado e o computador pode ser sem fio (wireless) ou a cabo (PS/2 e USB).

Mouse O rato ou mouse é um periférico de entrada que, historicamente, se juntou ao teclado como auxiliar no processo de entrada de dados, especialmente em programas com interface gráfica. O mouse (estrangeirismo, empréstimo do inglês "mouse", que significa "camundongo") tem como função movimentar o cursor (apontador) pela tela do computador. O formato mais comum do cursor é uma seta, contudo, existem opções no sistema operacional e em softwares específicos que permitam a personalização do cursor do mouse . O mouse funciona como um apontador sobre a tela do computador e disponibiliza normalmente quatro tipos de operações: movimento, clique, duplo clique e arrastar e largar . Existem modelos com um, dois, três ou mais botões cuja funcionalidade depende do ambiente de trabalho e do programa que está a ser utilizado. Claramente, o botão esquerdo é o mais utilizado. O mouse é normalmente ligado ao computador através de uma porta serial, PS2 ou, mais recentemente, USB (Universal Serial Bus). Também existem conexões sem fio, as mais antigas em infravermelho, as atuais em Bluetooth.

Estabilizador Os estabilizadores são equipamentos eletrônicos responsáveis por corrigir a tensão da rede elétrica para fornecer aos equipamentos uma alimentação estável e segura. Eles protegem os equipamentos contra sobre tensão, subtensão e transientes. Uma pequena margem de estabilizadores também possui um filtro de linha interno.

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA

Dispositivos de entrada e saída de dados (Periféricos) Periféricos são aparelhos ou placas que enviam ou recebem informações do computador. Na informática, o termo "periférico" aplica-se a qualquer equipamento acessório que seja ligado à CPU (unidade central de processamento), ou, num sentido mais amplo, ao computador. O primeiro Periférico criado foi por um cientista chamado Philip Brusk .Os exemplos de periféricos são: impressoras, digitalizadores, leitores e ou gravadores de CDs e DVDs, leitores de cartões e disquetes, mouses, teclados, câmeras de vídeo, entre outros. Cada periférico tem a sua função definida, desempenhada ao enviar tarefas ao computador, de acordo com sua função periférica. Existem vários tipos de periféricos: • •

De entrada: basicamente enviam informação para o computador (teclado, mouse, joystick, digitalizador); De saída: transmitem informação do computador para o utilizador (monitor, impressora, caixa de som);

De processamento: processam a informação que a CPU (unidade central de processamento) enviou;

De entrada e saída (ou mistos): enviam/recebem informação para/do computador (monitor touchscreen, drive de DVD, modem). Muitos destes periféricos dependem de uma placa específica: no caso das caixas de som, a placa de som.

De armazenamento: armazenam informações do computador e para o mesmo (pendrive, disco rígido, cartão de memória, etc.).

Externos: equipamentos que são adicionados a um computador, equipamentos a parte que enviam e/ou recebem dados, acessórios que se conectam ao computador.

Outros recursos são adicionados ao computador através de placas próprias: é o caso da Internet, com placa de rede ou modem; televisão, através de uma placa de captura de vídeo, etc.

Exemplo: Dispositivo

Tipo de Comunicação de Dados

Monitor / vídeo

Saída de dados

Impressora

Saída de dados

Teclado

Entrada de dados

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA Scanner

Entrada de dados

Mouse

Entrada de dados

Microfone para multimídia

Entrada de dados

Iniciando o sistema Operacional Windows Seven O Windows 7 (Seven), é uma nova versão herdada do Windows NT(é o nome da família de sistemas operacionais do Windows voltados ao meio corporativo) algumas qualidades que fazem do Seven, a melhor escolha tanto para uso doméstico, quanto para uso em empresas. O Windows 7 traz novas experiências ao utilizar o sistema operacional, ficando livre de travamentos, erros fatais ou operações ilegais, além de contar com uma nova interface moderna. Antes de iniciarmos o estudo do Windows 7, mostraremos as 6 versões que existem:

Windows 7 Starter Como o próprio título acima sugere, esta versão do Windows é a mais simples e básica de todas. A Barra de Tarefas foi completamente redesenhada e não possui suporte ao famoso Aero Glass. Uma limitação da versão é que o usuário não pode abrir mais do que três aplicativos ao mesmo tempo. Esta versão será instalada em computadores novo apenas nos países em desenvolvimento, como Índia, Rússia e Brasil. Disponível apenas na versão de 32 bits.

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA Windows 7 Home Basic Esta é uma versão intermediária entre as edições Starter e Home Premium (que será mostrada logo abaixo). Terá também a versão de 64 bits e permitirá a execução de mais de três aplicativos ao mesmo tempo. Assim como a anterior, não terá suporte para o Aero Glass nem para as funcionalidades sensíveis ao toque, fugindo um pouco da principal novidade do Windows 7. Computadores novos poderão contar também com a instalação desta edição, mas sua venda será proibida nos Estados Unidos.

Windows 7 Home Premium Edição que os usuários domésticos podem chamar de “completa”, a Home Premium acumula todas as funcionalidades das edições citadas anteriormente e somam mais algumas ao pacote. Dentre as funções adicionadas, as principais são o suporte à interface Aero Glass (finalmente!) e também aos recursos Touch Windows (tela sensível ao toque) e Aero Background, que troca seu papel de parede automaticamente no intervalo de tempo determinado. Haverá ainda um aplicativo nativo para auxiliar no gerenciamento de redes wireless, conhecido como Mobility Center.

Windows 7 Professional Mais voltada para as pequenas empresas, a versão Professional do Windows 7 possuirá diversos recursos que visam facilitar a comunicação entre computadores e até mesmo impressoras de uma rede corporativa. Para isso foram desenvolvidos aplicativos como o Domain Join, que ajuda os computadores de uma rede a “se enxergarem” e conseguirem se comunicar. O Location Aware Printing, por sua vez, tem como objetivo tornar muito mais fácil o compartilhamento de impressoras. Como empresas sempre estão procurando maneiras para se proteger de fraudes, o Windows 7 Professional traz o Encrypting File System, que dificulta a violação de dados. Esta versão também será encontrada em lojas de varejo ou computadores novos.

Windows 7 Enterprise Sim, é “apenas para vários” mesmo. Como esta é uma versão mais voltada para empresas de médio e grande porte, só poderá ser adquirida com licenciamento para diversas máquinas. Acumula todas as funcionalidades citadas na edição Professional e possui recursos mais sofisticados de segurança.

Windows 7 Ultimate Esta será, provavelmente, a versão mais cara de todas, pois contém todas as funcionalidades já citadas neste artigo e mais algumas. Apesar de sua venda não ser restrita às empresas, o Microsoft disponibilizará uma quantidade limitada desta versão do sistema. Isso porque grande parte dos aplicativos e recursos presentes na Ultimate é dedicada às corporações, não interessando muito aos usuários comuns.

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA INICIALIZANDO O WINDOWS 7 Para carregar o sistema operacional.

1- Ligue o computador. 2- Após alguns segundos o Windows estará completamente carregado e pronto

ENCERRANDO O WINDOWS 7 Antes de desligar o computador, o Windows deve ser desligado corretamente. Para encerrar o Windows com segurança

Clicando em Iniciar, desligar, teremos uma janela onde é possível escolher entre cinco opções: Trocar usuário: É possível fazer a troca rápida de usuários sem fechar os programas. Fazer Logoff: Fecha todos os programas e faz logoff. Bloquear: Bloqueia o computador.

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA Reiniciar: Fecha todos os programas, desliga o Windows e reinicia automaticamente. Suspender: Salva sua sessão e coloca o computador em um estado de baixa energia para que você possa reiniciar rapidamente o trabalho.

Logon e Logoff Abre uma janela onde você poderá optar por fazer logoff ou mudar de usuário. Veja a função de cada um: Trocar usuário: Clicando nesta opção, os programas que o usuário atual está usando não serão fechados, e uma janela com os nomes dos usuários do computador será exibida para que a troca de usuário seja feita. Use esta opção para as seguintes situações: Ex. Outro usuário deseja utilizar o computador, mas depois você poderá continuar a utilizá-lo, sendo assim então o Windows não fechará seus arquivos e programas, e quando você voltar ao seu usuário, a área de trabalho estará exatamente como você deixou. Fazer Logoff: Este caso é também para a troca de usuário, a diferença é que, ao efetuar o logoff, todos os programas do usuário atual serão fechados, e só depois aparece a janela para escolha do usuário.

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA Área de Trabalho (Desktop) A área de trabalho é a principal área exibida na tela quando você liga o computador e faz logon no Windows. Ela serve de superfície para o seu trabalho. Quando você abre programas ou pastas, eles são exibidos na área de trabalho. Nela, também é possível colocar itens, como arquivos e pastas, e organizá-los como quiser.

Barra de Tarefas É a barra horizontal localizada na parte inferior da área de trabalho. Nesta barra está localizado o botão Iniciar, que aciona o Menu Iniciar e a referência para todas as aplicações que estão em uso.

Movendo a barra de tarefas A barra de tarefas pode ser movida para qualquer local conveniente, basta arrastá-la para os lados, para cima ou para baixo na tela. Se a barra de tarefa estiver bloqueada, proceda da seguinte maneira. 1. Clique com o botão direito do mouse em qualquer área vazia da barra de tarefas. 2. No menu atalho, clique em Bloquear a barra de tarefas para retirar a marca de seleção. 3. Arraste e solte a barra de tarefas para um novo local em sua área de trabalho.

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA Menu Iniciar No menu Iniciar encontramos os recursos disponíveis do Windows 7, também adiciona automaticamente ícones de atalhos para programas mais utilizados, o menu iniciar também possui itens como pastas com diversas funções, como Minhas Imagens, Meus documentos, Painel de controle entre outros.

Botão Iniciar

Relógio

No canto inferior esquerdo, se encontra o botão Iniciar, na qual é o principal meio de locomoção e navegação do Windows. Através do botão “Iniciar” é possível abrir novas opções de navegação do Windows.

O relógio do sistema se encontra no canto inferior direito, na qual é possível exibir e alterar as horas, dias, meses e ano do sistema.

Lixeira A lixeira é uma pasta especial do Windows e ela se encontra na Área de Trabalho, como já mencionado, mas pode ser acessada através do Windows Explorer. Se você estiver trabalhando com janelas maximizadas, não conseguirá ver a lixeira. Use o botão direito do mouse para clicar em uma área vazia da barra de tarefas, e em seguida clique em Minimizar todas as Janelas. Para verificar o conteúdo da lixeira, dê um clique sobre o ícone e surgirá a seguinte figura:

Atenção para o fato de que, se a janela da lixeira estiver com a aparência diferente da figura anterior, provavelmente o ícone Pasta está ativo. Vamos apagar um arquivo para poder comprovar que o mesmo será colocado na lixeira. Para isso vamos criar um arquivo de texto vazio com o bloco de notas e salvá-lo em Meus documentos, após isto, abra a pasta, e selecione o arquivo recém criado, e então pressione a tecla DELETE, após isso surgirá uma caixa de diálogo como a figura á seguir:

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA

Clique em SIM e então o arquivo será enviado para Lixeira

Esvaziando a lixeira Ao esvaziar a lixeira, você está excluindo definitivamente os arquivos do seu Disco Rígido. Estes não poderão ser mais recuperados pelo Windows. Então, esvazie a lixeira somente quando tiver certeza de que não precisa mais dos arquivos ali encontrados. 1- Abra a Lixeira . 2- No menu Arquivo, clique em Esvaziar Lixeira. Você também pode esvaziar a Lixeira sem precisar abri-lá, para tanto, basta clicar com o botão Direito do mouse sobre o ícone da Lixeira e selecionar no menu de contexto Esvaziar Lixeira.

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA Meus Documentos É uma pasta que se pode utilizar para guardar arquivos e pastas

Minhas Imagens É uma pasta utilizada para armazenar arquivos de imagens do usuário.

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA Minhas Músicas Onde o usuário armazena seus arquivos de som.

Meu Computador No Windows 7, tudo o que você tem dentro do computador tais como: programas, documentos, arquivos de dados e unidades de disco, por exemplo torna-se acessível em um só local chamado Meu Computador. Quando você inicia o Windows 7, o Meu Computador aparece como um ícone na parte esquerda da tela, ou seja na a Área de Trabalho. Veja a seguir:

O Meu Computador é a porta de entrada para o usuário navegar pelas unidades de disco(rígido, flexíveis e CD-ROM). Normalmente, nas empresas existem vários departamentos como administração, compras, estoque e outros. Para que os arquivos de cada departamento não se misturem, utilizamos o Meu Computador para dividirmos o Disco em pastas que organizam os arquivos de cada um dos departamentos. Em casa, também criaremos pastas para organizar os arquivos que cada usuário cria.

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA Exibir o conteúdo de uma pasta. Para você ter idéia prática de como exibir o conteúdo de uma pasta vamos, visualizar o conteúdo da pasta Windows. Siga os seguintes passos:

1. Dê um clique sobre a pasta correspondente ao disco rígido (C:)

Será aberta uma janela com título correspondente ao rótulo da unidade de disco rígido C: Nesta janela aparecem as pastas existentes no disco rígido C:, bem como os ícones referentes aos arquivos gravados na “raiz” (pasta principal) da unidade C:

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA

1. Dê um clique sobre a pasta Windows. Ela será aberta como uma janela cujo título é Windows, mostrando todas as pastas e ícones de arquivos existentes na pasta Windows.

Criando pastas Como já mencionado anteriormente, as pastas servem para organizar o disco rígido. Para conseguirmos esta organização, é necessário criarmos mais pastas e até mesmo subpastas destas.

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA Para criar uma pasta siga estes passos: 1. Abra a pasta ou unidade de disco que deverá conter a nova pasta que será criada. 2. Clique no menu Arquivo / Novo / Pasta. 3. Aparecerá na tela uma Nova Pasta selecionada para que você digite um nome. 4. Digite o nome e tecle Enter 5. Pronto ! A Pasta está criada.

Renomear uma pasta Através do botão direito do mouse possível realizar diversas operações. Para renomear uma pasta utilizando o Windows Explorer. 1. Clique com o botão direito na pasta que deseja renomear. 2. No menu atalho selecione a opção Renomear. 3. Digite um novo nome para a pasta e pressione a tecla Enter.

Copiar, recortar e colar arquivos Através do Windows Explorer é possível abrir uma pasta que contenha um arquivo que você deseja copiar ou mover, recortar e colar em outra pasta.

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA Para copiar ou recortar um arquivo. 1.Caminhe por entre os diretórios e pastas, localize o arquivo que deseja copiar ou recortar. 2.Selecione o arquivo e clique com o botão direito do mouse selecione a opção recortar, para recortar o arquivo, ou clique em copiar para criar uma cópia em outro diretório ou pasta. 3.Abra a pasta ou diretório que irá armazenar o arquivo. 4.Clique com o botão direito do mouse e clique em Colar.

Painel de Controle

O Painel de controle agrupa itens de configuração de dispositivos e opções de utilização como vídeo, resolução, som, data e hora, entre outras configurações. Estas opções podem ser controladas e alteradas pelo usuário ou seja somente pelo administrador do computador. Para acessar o Painel de controle: 1. Clique em Iniciar, Configurações, Painel de controle.

2. Clique na opção desejada.

3. Na próxima tela escolha a tarefa a ser realizada.

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA Impressoras e Aparelhos: Permite configurar as impressoras que serão utilizadas no Windows 7. Ajuda e Suporte: Oferece auxilio on-line para a utilização do Windows 7 . Pesquisar: Permite pesquisar arquivos, pastas e computadores no sistema. Executar Com o comando Executar você pode rodar aplicações que são configuradas no Menu Iniciar. 1. Clique no botão iniciar e escolha a opção Executar. 2. Digite o nome do arquivo da aplicação que deseja executar Clique no botão Ok. 3. Se a aplicação não executar, clique no botão Procurar e localize arquivo que executa a aplicação. Todos os Programas Exibe o atalho para execução de todos os programas do Windows 7. 1. Menu Iniciar / Painel de controle / Programas

Windows Explorer O Windows Explorer é um gerenciador de arquivos e pastas do sistema. Ou seja, é utilizado para a cópia, exclusão, organização, movimentação e todas as atividades de gerenciamento de arquivos, podendo também ser utilizado para a instalação de programas.

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA Ferramentas do Sistema O Windows 7 traz consigo uma série de programas que nos ajudam a manter o sistema em bom funcionamento. Esses programas são chamados de Manutenção do Sistema. Podemos acessá-lo através do Menu Iniciar/ Meu Computador / Clique com o botão direito em Disco Local (C:) / Propriedades e aparecerá a seguinte tela:

Calculadora Você pode usar a Calculadora para executar cálculos simples, como adição, subtração, multiplicação e divisão. A Calculadora também oferece os recursos avançados de uma calculadora de programação, científica e estatística. É possível realizar cálculos clicando nos botões da calculadora ou digitando os cálculos usando o teclado. É possível utilizar o teclado numérico para digitar números e operadores pressionando a tecla Num Lock. 1. Para abrir a Calculadora, clique no botão Iniciar / Todos os Programas/ Acessórios / Calculadora. 2. Quando você alterna os modos, o cálculo atual é eliminado. O histórico do cálculo e os números armazenados pelas teclas de memória são mantidos.

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA 3. Clique nas teclas da calculadora para executar o cálculo desejado. Cálculos Científicos: 1. Clique no menu Exibir e, em seguida, clique em Científica. 2. Clique nas teclas da calculadora para executar o cálculo desejado.

Observações: • •

No modo Científica, a Calculadora é precisa para 32 dígitos significativos. A Calculadora leva em conta a precedência do operador ao calcular em modo Científica.

Modo Estatística: Ao usar o modo Estatística, digite os dados dos quais deseja calcular as estatísticas e, em seguida, realize os cálculos. Quando você digita os dados, eles são exibidos na área de histórico e o número dos valores digitados é exibido na área de cálculo.

1. Clique no menu Exibir e clique em Estatísticas. 2. Digite ou clique nos primeiros dados e clique em Add para adicionar os dados ao conjunto de dados. 3. Clique no botão adequado para executar o cálculo de estatística: Botão

Função Média dos valores Média da raiz quadrada dos valores Soma dos valores Soma da raiz quadrada dos valores Desvio padrão Desvio padrão da população

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA BLOCO DE NOTAS Janelas O Windows utiliza janelas para executar aplicações ou organizar ícones. Barra de controle: Quando acionado, exibe um menu com as opções para mover, alterar o tamanho, minimizar e fechar a janela. Barra de Título: Exibe o nome da janela. Ao dar um duplo – clique sobre a barra, seu tamanho, minimizar e fechar a janela. Botão Minimizar: Reduz o tamanho de uma janela. Botão Maximizar: Expande uma janela ao tamanho máximo permitido. Botão Fechar: Fecha uma janela. Menu de comandos: Geralmente, as janelas possuem um menu para aplicação de comandos. Barra de rolagem vertical: Permite fazer o rolamento interno da página no sentido vertical. Canto da Janela: Dimensiona o tamanho da janela. Basta arrastar o mouse sobre essa área. Barra de rolagem horizontal: Faz o rolamento interno da janela no sentido horizontal. Borda da Janela: É uma moldura que envolve a janela. As janelas podem ser dimensionadas, arrastando o ponteiro do mouse sobre essa região. Para exemplificarmos uma janela, utilizaremos a janela de um aplicativo do Windows. Para abrir clique no botão Iniciar / Todos os programas / Acessórios/ Bloco de Notas.

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA Salvando Arquivos Salvar um arquivo é gravá-lo no disco rígido ou disquete, para que não seja perdido com a falta de energia(lembrando que, quando criamos um arquivo, ele está armazenado na memória RAM, por isso há a necessidade de salvá-lo). Desta forma, poderemos utilizá-lo posteriormente. Para isso execute os seguintes passos: 1. Você está com o Bloco de Notas aberto. Então digite a frase “Meu primeiro texto”. Agora, vamos gravar este pequeno texto que você digitou. 2. Clique no Menu em Arquivo / Salvar. A seguinte tela será exibida:

A janela salvar como mostra uma barra de navegação de pastas á esquerda da janela(observe a figura acima). 3. Como é a primeira vez que você está salvando o arquivo, será aberta a tela de Salvar Como para você definir o local e o nome do arquivo no disco rígido. 4. Escolha uma pasta dando um duplo clique sobre ela. Nesse caso, clique em Meus Documentos. 5. Na caixa Nome do arquivo, digite um nome para o arquivo. (Exemplo doc 1 ). Este nome não poderá conter tais como os seguintes caracteres: *, / ,\ , ? . Pode haver um espaço de um arquivo. 6. Após todo esse processo clique em Salvar.

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA WordPad O WordPad é um processador de texto básico que acompanha o Windows. Processador de texto é um programa de computador que pode ser usado para criar, editar, exibir e imprimir documentos de texto. Com o WordPad, você pode digitar cartas, resumos de livros e outros documentos simples. Também pode alterar a aparência do texto, mover sentenças e parágrafos, além de copiar e colar texto em e entre documentos. Para abrir o WordPad, clique no botão Iniciar , clique em Todos os Programas / Acessórios e, por último, clique em WordPad. Será exibida a seguinte tela abaixo:

A janela do WordPad é composta por quatro partes principais: Barra de ferramentas: A barra de ferramentas contém botões para comandos básicos, como salvar e imprimir. Para descobrir o que um botão faz, deixe o ponteiro do mouse em cima dele. É exibida uma caixa mostrando a função do botão. Barra de formatação. A barra de formatação contém botões que você pode usar para formatar o texto no documento. Por exemplo, escolher a fonte, a cor e o alinhamento do texto. Régua. Use a régua para verificar o layout e o posicionamento do texto no documento. Área de documento. É onde você digita o documento, faz alterações no texto e aplica a formatação.

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA

Digitando texto Quando você estiver pronto para começar, digite na área de documento do WordPad. Uma linha vertical brilhante chamada cursor indica onde aparecerá o próximo texto que você digitar. Para mover o cursor dentro do texto, clique onde deseja que ele apareça. Ao contrário do que ocorre com a máquina de escrever, quando você digita no WordPad, não precisa pressionar a tecla ENTER para iniciar uma nova linha. O WordPad faz isso automaticamente quando chega o final da linha em que você está trabalhando. Se quiser iniciar um novo parágrafo, pressione ENTER. Selecionando texto Sempre que você quiser fazer algo no texto do seu documento (como copiar ou formatar), primeiro precisa selecionar o texto. Para fazer isso, posicione o ponteiro do mouse à esquerda de onde deseja começar a seleção. Com o ponteiro posicionado, clique e mantenha pressionado o botão do mouse enquanto arrasta o ponteiro pelo texto que deseja selecionar. O texto selecionado será realçado. Uma vez concluída a seleção, solte o botão do mouse.

Copiando e movendo texto Existem duas formas de fazer com que um texto apareça em outra parte do documento sem precisar digitá-lo novamente: copiá-lo e colá-lo em outro local ou movê-lo para outro local. Quando você copia o texto, ele é colocado na Área de Transferência. Você pode então colá-lo em um local diferente. O texto original é preservado. Quando você move o texto para outro local, o texto original não é preservado. Este método é útil quando você deseja reorganizar as sentenças e os parágrafos no documento. Para copiar texto e colá-lo em outro local 1. Selecione o texto que deseja copiar. 2. No menu Editar, clique em Copiar. 3. Mova o cursor para o local onde deseja inserir o texto copiado. 4. No menu Editar, clique em Colar. Dica: Para copiar rapidamente o texto que você selecionou, pressione CTRL+C. Para colá-lo, pressione CTRL+V.

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA

Para mover texto para um local diferente 1. Selecione o texto que deseja mover. 2. Aponte para o texto selecionado, clique no botão esquerdo do mouse e mantenha-o pressionado. 3. Arraste o texto selecionado até o local no documento onde você deseja que ele apareça.

Inserindo e excluindo texto O WordPad facilita a inserção e a exclusão de textos onde você quiser. Para inserir texto, clique onde deseja inseri-lo e comece a digitar. Para excluir texto, selecione o texto que deseja excluir e pressione DELETE. Dica: Se você cometer um erro ao editar o texto no documento, é possível desfazê-lo. Pressione CTRL+Z para desfazer a última ação. Formatando o documento A formatação se refere à aparência do texto no documento e à forma como ele está organizado. O WordPad permite que você altere a formatação no documento. Por exemplo, você pode escolher entre muitas fontes e tamanhos de fonte diferentes, assim como pode colocar seu texto em praticamente qualquer cor que quiser. Também é fácil alterar o alinhamento do documento.

Para alterar a fonte, seu estilo ou seu tamanho 1. Selecione o texto cuja formatação deseja alterar. 2. No menu Formatar, clique em Fonte. 3. Na caixa Fonte, digite ou selecione a fonte que deseja utilizar. 4. Na caixa Estilo da Fonte, digite ou selecione o estilo desejado. 5. Na lista Tamanho, digite ou selecione o tamanho que deseja utilizar. Dica: Você também pode usar os comandos na barra de formatação para alterar a fonte, seu tamanho e seu estilo.

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA

Para alterar a cor 1. Selecione o texto cuja cor deseja alterar. 2. No menu Formatar, clique em Fonte. 3. Em Cor, clique na cor desejada. Veja a imagem ao lado de um documento com algumas cores e fontes diferentes aplicadas:

Para alterar o alinhamento Você pode alinhar o texto (ou um parágrafo) em seu documento pela margem esquerda, pela margem direita ou pelo centro. 1. Selecione o parágrafo cujo alinhamento deseja alterar. 2. No menu Formatar, clique em Parágrafo. 3. Na caixa Alinhamento, clique no alinhamento desejado. A figura a seguir mostra a aparência dos parágrafos com alinhamento diferente:

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA

Salvando o documento Convém salvar o documento periodicamente enquanto está trabalhando para que, caso o computador pare de funcionar por algum motivo, você não perca seu trabalho. O salvamento do documento também permitirá que você volte a trabalhar nele novamente mais tarde.

Para salvar o documento No menu Arquivo, clique em Salvar. Se você não tiver salvo o documento ainda, será solicitado que forneça um nome para o documento e um local no computador para salvá-lo: 1. Na caixa Salvar em, clique no local onde deseja salvar o documento. 2. Na caixa Nome do arquivo, digite um nome para o documento. 3. Clique em Salvar.

Imprimindo o documento No menu Arquivo, clique em Imprimir. Na caixa de diálogo Imprimir, use as caixas Intervalo de Páginas e Número de cópias para especificar quais páginas e quantas cópias deseja imprimir. Quanto tiver terminado, clique em Imprimir.

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA PAINT Apresentação O Paint é um recurso do Windows que pode ser usado para desenhar, colorir ou editar imagens. Você pode usar o Paint como um bloco de desenho digital para criar imagens simples, projetos criativos ou adicionar texto e designs a outras imagens, como aquelas obtidas com sua câmera digital. Para abrir o Paint, clique no botão Iniciar

/ Todos os Programas / Acessórios / Paint.

Ao iniciar o Paint, você verá uma janela vazia. As ferramentas de desenho e pintura estão localizadas na faixa de opções na parte superior da janela. A ilustração a seguir mostra as diferentes partes da janela do Paint:

Trabalhando com ferramentas A faixa de opções do Paint inclui diversas ferramentas de desenho úteis. Você pode usá-las para criar desenhos à mão livre e adicionar várias formas às imagens. Desenhar uma linha Algumas ferramentas e formas, como o Lápis, o Pincel, a Linha e a Curva, permitem criar variadas linhas retas, curvas e sinuosas. O que você desenha é determinado pela maneira como você move o mouse ao desenhar. É possível usar a ferramenta Linha para desenhar uma linha reta, por exemplo. 1. Na guia Início, no grupo Formas, clique na Linha . 2. No grupo Cores, clique em Cor 1 e depois na cor a ser usada.

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA 3. Para desenhar, arraste o ponteiro pela área de desenho. Seus desenhos não precisam ser compostos apenas de linhas retas. O Lápis e os Pincéis podem ser usados para criar formas livres completamente aleatórias. Observação: Se quiser criar uma linha com aparência diferente, use um dos Pincéis.

Desenhar uma forma O Paint permite desenhar diversas formas diferentes. Por exemplo, você pode desenhar formas já definidas, como retângulos, círculos, quadrados, triângulos e setas. Mas também é possível criar formas personalizadas usando a ferramenta Polígono para desenhar um polígono, que é uma forma que pode ter um número infinito de lados. 1. Na guia Início, no grupo Formas, clique em uma forma pronta, como no Retângulo‌ . 2. Para adicionar uma forma pronta, arraste o ponteiro pela área de desenho para criar a forma. 3. Para alterar o estilo do contorno, no grupo Formas, clique em Contorno e clique em um dos estilos de contorno. Caso não queira que sua forma tenha um contorno, clique em Sem contorno. 4. No grupo Cores, clique em Cor 1 e em uma cor a ser usada no contorno. 5. No grupo Cores, clique em Cor 2 e depois na cor a ser usada no preenchimento da forma. 6. Para alterar o estilo do preenchimento, no grupo Formas, clique em Preenchimento e em um dos estilos de preenchimento. Caso não queira que sua forma tenha um preenchimento, clique em Sem preenchimento.

Adicionar texto Você pode adicionar texto à sua imagem. A ferramenta Texto permite que você adicione uma mensagem ou um título simples. 1. Na guia Início, no grupo Ferramentas, clique na ferramenta Texto . 2. Arraste o ponteiro na área de desenho onde você deseja adicionar texto. 3. Em Ferramentas de Texto, na guia Texto, clique no tipo, tamanho e estilo de fonte no grupo Fonte.

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA

4. No grupo Cores, clique em Cor 1 e depois em uma cor. Essa será a cor do texto. 5. Digite o texto a ser adicionado. Apagar parte da imagem Se você cometer um erro ou simplesmente precisar alterar parte de uma imagem, use a borracha. Por padrão, a borracha altera para branco qualquer área que você apagar, mas é possível alterar a cor dela. Por exemplo, se você definir a cor do segundo plano como amarelo, qualquer item apagado se tornará amarelo. 1. Na guia Início, no grupo Ferramentas, clique na ferramenta Borracha 2. No grupo Cores, clique em Cor 2 e depois na cor a ser usada para apagar. Para apagar com branco, não é preciso selecionar uma cor. 3. Arraste o ponteiro sobre a área que deseja apagar.

Salvando uma imagem Salve a imagem com frequência para evitar que você perca acidentalmente seu trabalho. Para salvar, clique no botão Paint e depois em Salvar. Serão salvas todas as alterações feitas na imagem desde a última vez em que ela foi salva. Ao salvar uma nova imagem pela primeira vez, você precisará dar um nome de arquivo a ela. Siga estas etapas: 1. Clique no botão Paint e depois em Salvar. 2. Na caixa Salvar como tipo, selecione o formato de arquivo desejado. 3. Na caixa Nome do arquivo, digite o nome do arquivo e clique em Salvar.

Algumas dicas para Windows 7. Oculte o ícone do Windows Live Messenger: Provavelmente sua primeira ação ao terminar de instalar o Windows 7 foi instalar o pacote de aplicativos Windows Live Essentials. Se não foi, você não está aproveitando totalmente a experiência de usuário do Windows. Se você é um usuário avançado do

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA Windows Live Messenger, provavelmente amou a jump list que permite a alteração de status e o envio de mensagem a alguém, tudo isso facilmente:

Windows Live Messenger aparece por padrão na barra de tarefas Por outro lado, você pode preferir manter o Windows Live Messenger na bandeja do sistema, como em outras versões anteriores. Para fazer isso, feche o Windows Live Messenger e edite as propriedades do atalho, configurando o aplicativo para ser executado em modo de compatibilidade com o Windows Vista.

Fixe suas pastas favoritas Se você está sempre trabalhando nas mesmas quatro ou cinco pastas, você pode fixálas facilmente na jump list do Windows Explorer na barra de tarefas. Clique e arraste a pasta para o ícone do Windows Explorer na superbar e ela será automaticamente fixada na jump list do Explorer.

Andando pela barra de tarefas Outro atalho “secreto” do Windows: pressione WinKey+T para mover o foco para a barra de tarefas. Quando o foco estiver nela, basta usar as setas do teclado para selecionar uma janela em particular ou um grupo de janelas e pressionar Enter para executar ou ativar. Você pode sair do modo pela tecla Esc. Eu não sei exatamente o motivo disso acontecer, mas presumo que o atalho foi introduzido por questões de acessibilidade. No entanto, ele é igualmente útil para usuários avançados – outro motivo para que os desenvolvedores tenham cuidados para garantir que seu código é acessível.

Um jeito diferente de alternar entre janelas Outro recurso que muitos usuários avançados irão gostar é a habilidade de fazer uma espécie de “Alt+Tab” entre janelas que pertencem a um mesmo aplicativo. Por exemplo, se você tem dez janelas de conversação do Windows Live Messenger abertas, pode alternar entre essas janelas do Windows Live Messenger: basta manter pressionada a tecla Ctrl enquanto clica no ícone do Windows Live Messenger agrupado. É mais fácil fazer isso do que pressionar Alt+Tab e tentar adivinhar qual é a pequena miniatura que corresponde a janela de conversação do seu contato.

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA

Rodar programas com mais direitos Quer executar rapidamente um programa na barra de tarefas com permissões de administrador? É fácil – clique no ícone do programa enquanto pressiona Ctrl+Shift, e você imediatamente irá abrí-lo com direitos totais (assumindo que seu usuário tenha as permissões para fazer isso, é claro!).

Barra de tarefas no estilo Windows Vista Várias pessoas não foram exatamente fãs da superbar do Windows 7 quando ela foi introduzida nas primeiras builds. Como ela foi alterada levemente até o Windows 7 chegar ao beta público, muitos se “converteram” e agora preferem o novo visual, principalmente quem abre muitas janelas simultaneamente. No entanto, há mesmo quem prefira a barra de tarefas no estilo do Windows Vista, e a boa notícia é que é possível customizar facilmente a barra de modo que fique parecida com a versão antiga:

A barra de tarefas do Windows 7 pode ser configurada para que pareça com a do Windows Vista

Para utilizar este visual, clique com o botão direito na barra de tarefas, e vá em Properties (Propriedades). Na janela que se abre, selecione a opção Use small icons (Usar ícones pequenos) e, em Taskbar buttons (Botões da barra de tarefas), selecione Combine when taskbar is full (Combinar quando a barra de tarefas estiver cheia).

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA

WORD 2007 Apresentação O Microsoft Word é um editor de textos, que pertence ao pacote Office da Microsoft. Suas principais características são: criação de textos, cartas, memorandos, documentos, mala direta, tabelas, figuras, bem como a formação dos mesmos. Com inúmeros recursos disponíveis é possível utilizá-lo para facilitar e agilizar as tarefas. Iniciando o Word Para abrir o Word, clique sobre o botão Iniciar na Barra de Tarefas, clique Todos os Programas, em seguida, clique sobre a pasta do Microsoft Office e depois clique sobre o aplicativo do Word. Siga os seguintes passos: Iniciar / Todos os Programas / Microsoft Office / Microsoft Office Word 2007.

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA

Quando o Word é inicializado, a primeira tela contém um documento em branco, pronto para ser utilizado. Além disso, o documento é cercado de um painel de botões menus e outras ferramentas úteis.

Botão Fechar: Encerra o programa fechando a janela. Botão Minimizar: minimiza a tela, colocando a Janela na Barra de Tarefas. Botão Maximizar: maximiza a tela. Botão Restaurar: Possibilita trabalhar com a área de Trabalho.

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA

Botão Office: Serve para abrir, salvar ou imprimir seu documento e para ver tudo o mais que você pode fazer com ele. Barra de Menu: Na Barra de Menu estão disponíveis todos os recursos do Word.

Salvando Documento Salvar um documento significa que é possível guardar todo o trabalho desenvolvido e posteriormente abri-lo. Para salvar clique no botão Office e depois em salvar , se for salvar o arquivo pela primeira vez clique em salvar como / documento do Word / digite o nome do arquivo / clique em Salvar.

Fechando um Documento

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA Para fechar somente o documento, basta clicar em Botão Office

e depois em

ou para fechar o aplicativo, basta clicar simplesmente no botão fechar. Neste caso, o aplicativo do Word será fechado. Abrindo arquivos existentes Para abrir um arquivo existente basta clicar em Botão Office e depois no ícone , depois basta selecionar o arquivo desejado e clicar em abrir. Criando um documento novo no Word Para criar um documento novo no Word. Clique em Botão Office e depois no ícone . Para configurar o documento clique sobre o ícone de Layout da Página, na barra de menu do Word.

Editando um texto Após digitar um texto no Word é possível formatá-lo, efetuar correções, inserir uma tabela e melhorar a aparência do documento. E para fazer qualquer alteração é necessário selecionar o texto com o mouse ou o teclado. Excluindo um texto Para excluir um texto, basta selecionar uma frase ou uma palavra e pressione a tecla Del, Delete ou Backspace (←) no teclado. Caso deseja desfazer a ação, clique no botão ou use o atalho do teclado Ctrl+Z. Copiando, Colando e recortando um texto O botão copiar ou o atalho Ctrl+C, serve para copiar uma frase, uma palavra ou um texto. Depois de copiado é possível colar clicando no botão colar ou no atalho Ctrl+V. Para recortar basta clicar em ou Ctrl+X.

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA

A barra de ferramentas do Word apresenta diferentes botões para configuração de um texto como tipo da fonte, tamanho da fonte, negrito, itálico, sublinhado, alinhamento, marcadores e numeradores, borda, realce, cor da fonte. Para modificar a formatação é necessário selecionar o que se deseja alterar. Todas essas funções também podem ser realizadas através do menu acima. Inserindo numeração de páginas É possível inserir números nas páginas tanto na parte superior ou inferior da página. Clique sobre a barra no ícone Inserir e depois sobre o ícone Número de Página.

Para remover os números das páginas clique sobre o número duas vezes e pressione a tecla Del ou Delete. Cabeçalho e Rodapé Um cabeçalho e rodapé é um trecho de texto impresso no topo e na parte inferior de todas as páginas de um documento. Para criar um cabeçalho e rodapé vá para a barra de menu clique no ícone Inserir e depois em cabeçalho ou Rodapé.

Outro caminho possível é clicar duas vezes seguidas na parte superior ou inferior da página branca. Aparecerá uma caixa de texto tracejada onde o cursor aparecerá piscando dentro de um retângulo onde deverá digitar a informação referente ao cabeçalho ou ao rodapé. Ao abrir o cabeçalho ou o rodapé abrirá instantaneamente um janela, denominada, Design. Nela há várias funções uma delas é a opção de mover-se entre o cabeçalho e o rodapé. Para mover-se basta clicar em Ir para cabeçalho ou . Digite um texto dentro do retângulo tracejado do cabeçalho ou do rodapé que será repetido em todas as páginas de um documento e depois clique em para fechar. Caso seja necessário modificar o texto do retângulo clique sobre o mesmo duas vezes rapidamente. Um cabeçalho e rodapé é um trecho de texto impresso no topo ou na

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA parte inferior de todas as páginas de um documento. O cabeçalho fica na parte superior e o rodapé na parte inferior de todas as páginas de um documento. Inserir um clip-art O Word traz uma série de imagens e para inserir um clip-art vá em: Inserir selecione a imagem.

e

Inserir uma Figura

Uma figura pode ser qualquer arquivo de imagem ou fotografia. Vá em: Inserir , abrirá uma pasta do arquivo com imagens pessoais onde você pode escolher aquela que melhor te agrada.

Inserir WordArt Para inserir um WordArt vá em: Inserir . Selecione um estilo de WordArt e depois clique no botão Ok. Digite o texto e clique em Ok. Digite o texto e clique em Ok.

Tabelas Uma tabela é um conjunto de linhas e colunas, onde cada área é chamada de célula, que podem ser preenchidas com textos e elementos gráficos. Para inserir uma tabela, vá em: Inserir clique em Tabela. Aparecerá o seguinte menu, que lhe possibilita escolher o número de colunas e o número de linhas.

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA

Em uma tabela é possível digitar um texto, formatá-lo, inserir uma imagem ou uma fotografia, formatar as bordas e o preenchimento das células. Para digitar um texto clique sobre a célula em que deseja digitar, pode-se mover com as setas do teclado entre as células. Para mesclar células selecione as células, aparecerá uma janela denominada Layout, depois clique em Mesclar Células.

Dentro de um texto é possível inverter a direção de um texto. Na célula em que se deseja inverter, clique com o botão direito do mouse e selecione a opção Direção do Texto. Para formatar as bordas e o preenchimento clique com o botão direito do mouse sobre a Tabela e selecione Bordas e Sombreamento.

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA

Colunas Um texto pode ser formatado em uma ou mais colunas. Para colocar um texto em colunas, selecione o texto clique no ícone Layout da Página e depois no ícone Colunas e selecione o número de colunas.

Bordas da Página Para inserir uma borda na página clique em Layout da Página e clique no item Bordas da página, e escolha os itens de formatação.

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA

Visualizando um documento antes de imprimir O documento pode ser visualizado antes de mandar para a impressão. Clique no botão Office , depois deixe o mouse sobre o ícone Impressora e clique sobre o ícone que irá aparecer denominado Visualizar Impressão.

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA Excel 2007 Apresentação O Microsoft Office Excel é um programa de planilha eletrônica desenvolvido pela Microsoft para Windows, que pode ser usado para calcular, armazenar e trabalhar com lista de dados, criar relatórios e gráficos, sendo recomendado para planejamentos, previsões, analises estatísticas e financeiras, simulações e manipulação numérica em geral. O Excel pode ser utilizado em diversas áreas, citaremos algumas: •

Área Administrativa: Folha de Pagamento, Salários, Contabilidade, Controle de Compras, Tabela de Preços, Saldos, etc.

Área Financeira: Análise de Investimentos, Custos, Projeção de Lucros, Fluxo de Caixa, Controle de Capacitação de Recursos, Controle de Contas a Pagar e a Receber, Simulação de Custos, etc.

Produção: Controle de Produção, Controle de Produtividade, Controle de estoque, etc.

Área Comercial: Plano de Vendas, Controle de Visitas, Análise de Mercado, Controle de Notas Fiscais, Emissão de Listagem de Preços, etc.

Iniciando o Excel Para abrir o Excel, clique sobre o botão Iniciar na Barra de Tarefas, clique no menu Todos os Programas e, em seguida, na pasta Microsoft Office clique sobre o aplicativo Microsoft Excel.

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA

Barra de Fórmulas: Utilizamos a Barra de Fórmulas para editar as entradas de dados na planilha.

A planilha eletrônica é um conjunto de colunas e linhas, cuja intersecção denominamos de células. Cada célula possui um endereço único ou referencia. Por exemplo, à referência da célula da coluna A com a linha 1 é A1. O Excel possui 256 colunas identificadas por letras de A até IV, e 65.536 linhas. Cada pasta pode conter 255 planilhas, que podem diferir uma das outras, ou seja, em uma pasta de trabalho, podem existir varias planilhas com dados diferentes. Toda vez que abrirmos, fecharmos ou salvarmos um arquivo, estaremos executando estas operações em uma pasta de trabalho.

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA Barra de Menus: Exibe os menus através dos quais podemos efetuar diversas operações. Algumas delas são:

Barra de Ferramentas: Possui botões que facilitam a execução das tarefas mais freqüentes do aplicativo, bastando apenas acioná-los. Dentre estes botões podemos citar: Botão Novo: cria uma nova pasta de trabalho, com base no modelo padrão. Botão Abrir: abre uma pasta de trabalho existente. Botão Salvar: Salva a pasta de trabalho. Botão Imprimir: imprime a planilha ativa na pasta de trabalho ou os itens selecionados.

Botões da barra de Formatação: Possui botões que alteram a visualização dos dados da planilha, bastando clicar sobre qualquer um deles. Fonte: Altera a fonte do texto e dos números selecionados. Tamanho: Altera o tamanho da fonte. Efeito Negrito: Ativa ou desativa o efeito negrito. Efeito Itálico: Ativa ou desativa o efeito itálico. Efeito Sublinhado: Ativa ou desativa o efeito sublinhado. Bordas: Insere borda à célula selecionada ou ao intervalo selecionado. Cor da Fonte: Formata o texto selecionado com a cor desejada.

Operadores Matemáticos Aritméticos

Relacionais

^ & * / +

= < > <= >=

Potenciação Concatenação Multiplicação Divisão Adição

Igualdade Menor que Maior que Menor ou igual Maior ou igual

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA Subtração <> Diferente Funções: São as fórmulas criadas pelo Excel. Existem funções estatísticas, matemáticas, financeiras etc. Entrando com dados: Para entrar com as informações na planilha, basta posicionar o cursor na célula desejada, digitar o conteúdo e, em seguida, pressionar a tecla Enter. Selecionando a célula: Use as teclas de movimentação para mover o cursor da planilha até a célula desejada.

Entrando com números: Digitar o número na célula selecionada e pressionar a tecla Enter. Nas células que tiverem o formato de números padrão, Geral, o Excel exibirá os números como inteiros (789), frações decimais (7,89) ou em notação cientifica (7,89E+08) caso o numero for maior que a largura da célula. Se o número estiver formatado, a célula será preenchida com cerquilhas (###) indicando que a largura é insuficiente. Corrigindo erros na entrada de dados: Durante a digitação dos dados podemos usar as teclas de edição como: Backspace, Delete, Insert, entre outras, que permitem corrigir ou redigitar os dados. Há também a tecla Esc que possibilita cancelar uma entrada de dados antes que ela seja confirmada através da tecla Enter. Para corrigir uma entrada já digitada devemos proceder da seguinte forma: Pressionar a tecla de função F2 que habilitará a alteração dos dados contidos na célula (o cursor estará posicionado após o último caractere ). Após realizar as devidas correções, tecle Enter para confirmar. Alterando a largura das colunas: Em uma planilha, todas as colunas são definidas com uma largura padrão que poderá ser alterada. As linhas ajustam-se automaticamente para acomodar um texto com retorno automático ou a maior fonte inserida na linha. Procedimentos: Posicionar na coluna a ser alterada; acessar com o botão direito do mouse o Menu opção Largura da coluna e pressione Enter. Inserindo linhas: Posicionar o cursor na célula onde será inserida a linha ou linhas; Acionar o botão direito do mouse selecionar a opção Inserir e escolher a opção Linhas, ou através do atalho Shift + F10 na opção Inserir; Finalize com Enter. Excluindo linhas:

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA Posicionar o cursor na célula da linha a ser excluída; Acionar com o botão direito do mouse e escolher a opção Excluir e selecione a opção desejada, ou através do atalho Shift+F10 na opção Excluir; Escolha a opção linha inteira; Finalize com Enter. Inserindo colunas: Posicionar o cursor no local onde será inserida a coluna ou colunas; Acionar o Menu Inserir e escolher a opção Colunas, ou através do atalho Shift+F10 na opção Inserir; Finalize com Enter. Excluindo colunas: Posicionar o cursor na coluna a ser excluída; Acionar o botão direito do Mouse e escolher a opção Excluir, ou através do atalho Shift+F10 na opção Excluir; Escolha a opção coluna inteira; Finalize com Enter.

Bordas: O Excel oferece uma ampla variedade de bordas (inferior, esquerda, direita, superior e inferior dupla, externas, todas as bordas, etc) que são utilizadas para deixar as planilhas com uma estética apresentável. Para colocar borda selecione toda a planilha.

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA

Localizando uma célula: Na parte superior da tela no lado direito Através do atalho Crtl+L. Digitar o conteúdo a ser localizado, clicar em Localizar Próxima, utiliza-se a mesma janela para substituir o conteúdo de uma célula.

Fórmulas: No Excel os cálculos são realizados por meio de fórmulas que são equações que efetuam cálculos em valores da folha de cálculo. Alguns exemplos são: ∗

= A2*A3+3*B1

= A2-A5/2*5

Cálculos com fórmulas: Podemos utilizar os operadores matemáticos para criação de fórmulas que executem cálculos simples ou complexos. A prioridade para cada operador, segue às regras matemáticas tais como: Exponenciação( ^ ); Multiplicação( * ); Divisão( / ); Adição( + ) e Subtraçãa( - ). Calculando Células: Posicionar o cursor na célula que armazenará o resultado do calculo; Digitar o sinal de igual (=), para indicar que será inserida uma fórmula na célula; Digitar o endereço da célula que contém o primeiro dado a ser calculado; Digitar o sinal a ser inserido de acordo com o cálculo que será efetuado; Digitar o endereço da outra célula que contém o próximo valor a ser calculado e assim sucessivamente; Após todas as informações do calculo serem inseridas pressionar a tecla Enter. Multiplicação: Subtração: Divisão: Adição:

A2*A4 A2-A4 A2/A4 A2+A4

Copiando fórmulas:

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA Posicionar o cursor do mouse na célula a ser copiada; através do atalho Ctrl+C; Posicionar o cursor na célula para onde a fórmula será copiada e escolher a opção colar através do atalho Ctrl+V. Usando funções para cálculos: A função é uma fórmula especial pré-definida que executa operações com valores. Pode ser usada isoladamente, ou como componente de fórmulas maiores. Seu uso simplifica e reduz o numero de fórmulas das planilhas, especialmente as que executam cálculos complexos. Os valores fornecidos a uma função para execução de operações são chamados argumentos. Podemos citar como exemplo: Soma: Faz a somatória de uma série de valores. Sintaxe: =soma(célula inicial : célula final). EX: =soma(A1:A5). Média: Calcula a média aritmética de uma lista de argumentos. Sintaxe: Média (célula inicial : célula final). EX: =media(A5:A15). Mínimo: Mostra o menor valor de uma lista de argumentos. Sintaxe: Mínimo (célula inicial : célula final). EX: =máximo(A5:A15). Máximo: Mostra o maior valor de uma lista de argumentos. Sintaxe: Máximo (célula inicial : célula final). EX: =máximo(A5:A15).

Gráficos Características dos Gráficos no Excel: Um gráfico pode ser definido como uma alternativa diferenciada para se representar informações visualmente, tornando muito mais fácil e rápida a compreensão dos dados envolvidos. A utilização de gráficos pode ser aplicada para a tomada de decisões em inúmeras áreas de atividades, possibilitando evidenciar a previsão, relação, comparação, entre outras variáveis existentes para a análise de valores. Na maioria das vezes, os gráficos do Excel são gerados a partir de dados dispostos em tabelas, que por sua vez estão inseridas dentro de planilhas eletrônicas.

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA

Para criar um gráfico com duas variáveis (como o exemplo acima), primeiramente selecione os valores que serão relacionados pelo mesmo, que podem estar dispostos em duas linhas ou em duas colunas, em seguida observe os passos necessários para a criação do gráfico. Primeiro passo: selecionar os valores que serão relacionados em seu gráfico. Segundo passo: clique no menu Inserir na Barra de Ferramentas. Dentro do menu Inserir, haverá o submenu Ilustrações, nesse menu encontrar a opção Gráfico.

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA POWER POINT Apresentação

O PowerPoint é um programa que permite a criação e exibição de apresentações, cujo objetivo é informar sobre um determinado tema, podendo usar imagens, sons, textos e vídeos, que podem ser animados de diferentes maneiras. O PowerPoint tem suporte a objetos e inclui uma ferramenta especial de formatação de texto (WordArt), assim como uma ampla gama de modelos de apresentação pré-definidos e uma vasta galeria de objetos (ClipArt). Há uma extensa gama de efeitos de animação e composição de slides. Iniciando o Power Point: Clique no botão Iniciar na barra de tarefas/ Todos os Programas / Microsoft Office / Power Point. Quando o Power Point é inicializado, a primeira tela contém um documento em branco, pronto para ser utilizado. Veja á seguir:

Modos de Trabalho Normal: Exibe um slide por vez, de forma que você possa introduzir textos e imagens. Esse modo é melhor ambiente de trabalho na elaboração da apresentação, como ele você possui mais facilidade para criar objetos gráficos e inserir texto, com a vantagem de visualizar a aparência final de slide.

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA Estrutura de Tópicos: Exibe somente o texto em uma estrutura que destaca os títulos de cada slide. Classificação de slides: Exibe miniaturas de diversos slides, de forma que você possa reorganizar e alterar a aparência geral da apresentação. Anotações: Permite que você introduza e edite as anotações do apresentador palestrante, com a finalidade dos expectadores acompanhar melhor e fazer suas próprias anotações. Apresentação de slides: Exibe a apresentação, um slide após o outro, em seqüência, como uma apresentação automática. Para alternar entre os modos de trabalho, utilize os botões da barra de status ou o comando Exibir. 1. Apresentações: Neste ícone podemos abrir apresentações salvas automaticamente ( ou clicando no botão Office , e abrir uma já existente).

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA 2. Quando você inicia o PowerPoint, ele abre no modo de exibição chamado

Normal, documento em branco, onde você cria e trabalha em slides. Para abrir um documento em branco, basta clicar no botão Office/ Novo / clique duas vezes em documento em branco. Observe a figura abaixo:

1. No painel Slide, você pode trabalhar em slides individuais. 2. As bordas pontilhadas identificam os espaços reservados, onde você pode digitar texto ou inserir imagens, gráficos e outros objetos. 3. A guia Slides mostra uma versão em miniatura de cada slide inteiro mostrado no painel Slide. Depois de adicionar outros slides, você pode clicar em uma miniatura na guia Slides para fazer com que o slide apareça no painel Slide. Ou você pode arrastar miniaturas para reorganizar os slides em sua apresentação. Você também pode adicionar ou excluir slides na guia Slides. 4. No painel Anotações, você pode digitar anotações sobre o slide atual. Você pode entregar suas anotações para a sua audiência ou fazer referência às suas anotações no modo de exibição Apresentador quando faz a sua apresentação.

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA

Anotações para que você tenha mais espaço para digitar nele, faça o seguinte: 1. Aponte para a borda superior do painel Anotações. 2. Quando o ponteiro se transformar em uma , arraste a borda para cima a fim de criar mais espaço para as suas anotações do orador, como mostrado na ilustração seguinte.

Observe que o slide no painel Slide se redimensiona automaticamente para se ajustar ao espaço disponível. Próximo ao topo da tela existem três botões que talvez você ache úteis:

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA

Desfazer , que desfaz sua última alteração. Você também pode desfazer uma alteração pressionando CTRL+Z.

Refazer ou Repetir , que repete ou refaz sua última alteração, dependendo de qual ação você acabou de realizar. Você também pode repetir ou refazer uma alteração pressionando CTRL+Y.

Adicionar, reorganizar e excluir slides: O único slide que é fornecido automaticamente em sua apresentação possui dois espaços reservados, um formatado para um título e o outro formatado para um subtítulo. A organização dos espaços reservados em um slide chama-se layout. Ao adicionar um slide à sua apresentação, você pode fazer o seguinte para escolher um layout para o novo slide ao mesmo tempo: 1. Na guia Slides, clique logo abaixo do único slide que já aparece lá. 2. Na guia Início, no grupo Slides, clique na seta ao lado de Novo Slide.

Aparece uma galeria, mostrando as miniaturas dos vários layouts de slides disponíveis.

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA

 O nome identifica o conteúdo para o qual cada slide é projetado.  Os espaços reservados que exibem ícones coloridos podem conter texto, mas você também pode clicar nos ícones para inserir objetos automaticamente, incluindo elementos gráficos SmartArt e clip- art.  Clique no layout desejado para o novo slide.  O novo slide agora aparece na guia Slides, onde está realçado como o slide atual, e no painel Slide. Repita este procedimento para cada novo slide que você deseja adicionar. Dica Se você quiser que o novo slide tenha o mesmo layout que o slide procedente, basta clicar em Novo Slide em vez de clicar na seta ao lado dele.

Identificar quantos slides você precisa Para calcular o número de slides necessários, faça um rascunho do material que você planeja abordar e, em seguida, divida o material em slides individuais. Você provavelmente deseja pelo menos: • •

Um slide de título principal Um slide introdutório que lista os pontos principais ou áreas da sua apresentação

Um slide para cada ponto ou área que esteja listada no slide introdutório

Um slide de resumo que repete a lista de pontos ou áreas principais da sua apresentação

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA Usando essa estrutura básica, se você possui três pontos ou áreas principais para apresentar, planeje ter um mínimo de seis: um slide de título, um slide introdutório, um slide para cada um dos três pontos ou áreas principais e um slide de resumo.

Se houver uma grande quantidade de material para apresentar sobre qualquer um dos pontos ou áreas principais, talvez você queira criar um subagrupamento de slides para esse material, usando a mesma estrutura de tópicos básica. Dica: Pense em quanto tempo cada slide deve ficar visível na tela durante a sua apresentação. Uma boa estimativa padrão é de dois a cinco minutos por slide.

Aplicar um novo layout a um slide Para alterar o layout de um slide existente, faça o seguinte: 1. Na guia Slides, clique no slide ao qual você deseja aplicar um novo layout. 2. Na guia Início, no grupo Slides, clique em Layout e, em seguida, clique no novo layout desejado. Observação Se você aplicar um layout que não possua tipos de espaços reservados suficientes para o conteúdo que já existe no slide, serão criados espaços reservados adicionais automaticamente para armazenar esse conteúdo.

Copiar um slide Se você deseja criar dois slides que tenham conteúdo e layout semelhantes, salve o seu trabalho criando um slide que tenha toda a formatação e o conteúdo que será compartilhado por ambos os slides, fazendo uma cópia desse slide antes dos retoques finais em cada um deles. 1. Na guia Slides, clique com o botão direito do mouse no slide que você deseja

copiar e, em seguida, clique em Copiar no menu de atalho.

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA 2. Ainda na guia Slides, clique com o botão direito do mouse onde você deseja adicionar a nova cópia do slide e, em seguida, clique em Colar no menu de atalho. Você também pode inserir uma cópia de um slide de uma apresentação na outra.

Reorganizar a ordem dos slides • Na guia Slides, clique no slide que você deseja mover e arraste-o para o local desejado. Para selecionar vários slides, clique em um slide que deseja mover, pressione e mantenha pressionada a tecla CTRL enquanto clica em cada um dos outros slides que deseja mover. Excluir um slide • Na guia Slides, clique com o botão direito do mouse no slide que você deseja excluir e clique em Excluir Slide no menu de atalho.

Adicionar e formatar texto O conteúdo mais comum dos slides em uma apresentação do PowerPoint é texto em títulos, e listas com marcadores. •

Para adicionar texto em qualquer slide, clique no espaço reservado onde deseja adicionar o texto e, em seguida, digite ou cole o texto que deseja adicionar.

Formatar listas com marcadores Alguns espaços reservados formatam automaticamente o texto como uma lista com marcadores, outros não. Na guia Início, no grupo Parágrafo, siga um dos seguintes procedimentos: •

Para alternar entre uma lista com marcadores e um texto sem marcadores,

selecione o texto e clique em Marcadores . Para alterar o estilo dos caracteres do marcador em uma lista com marcadores, clique na seta ao lado de Marcadores desejado.

e clique no estilo de marcador

Você também pode fazer essas alterações usando a Minibarra de ferramentas, que é uma prática barra de ferramentas em miniatura, semitransparente, que fica disponível quando você seleciona o texto. Para ver claramente a Minibarra de ferramentas,

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA coloque o seu ponteiro sobre ela. Para usar a Minibarra de ferramentas, clique em qualquer um dos comandos disponíveis. Dica Você também pode exibir a Minibarra de ferramentas, clicando com o botão direito do mouse em texto não-selecionado.

Alterar a aparência do texto Existem várias maneiras de alterar a aparência do texto em um slide, variando de botões básicos na guia Início para formatar fonte, estilo, tamanho, cor e características de parágrafo, a opções mais avançadas, tais como animação ou conversão de elementos gráficos SmartArt. Adicionar anotações do orador Excesso de texto faz com que o slide fique muito cheio e distrai a audiência. Mas se algumas das informações necessárias não estiverem na tela que a audiência vê, como você pode manter o controle delas? A solução para esse dilema são as anotações do orador, que você pode digitar no painel Anotações de cada slide. As anotações do orador ajudam você a manter a sua apresentação na tela livre do excesso de conteúdo enquanto ainda mantém o controle de todas as informações necessárias durante a apresentação. Dica: Você pode facilmente recortar o texto excessivamente detalhado do painel Slide a qualquer momento e, em seguida, colá-lo diretamente no painel Anotações para que você ainda o tenha como referência. Você pode imprimir as anotações do orador e, em seguida, se referir a elas enquanto faz a sua apresentação. Como alternativa, se você executar a sua apresentação do Office PowerPoint 2007 de um monitor (em um palco, por exemplo) enquanto a audiência a visualiza em um segundo monitor, use o modo de exibição Apresentador para exibir as anotações somente em seu monitor enquanto você estiver apresentando.

Aplicar um tema diferente à sua apresentação • Na guia Design, no grupo Temas, clique no tema do documento que você deseja aplicar.

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA

Observações: • •

Para visualizar a aparência do slide atual com um tema específico aplicado, coloque o ponteiro sobre a miniatura desse tema. Para ver miniaturas de temas adicionais, clique nas setas ao lado da linha de miniaturas.

Ao menos que haja especificação contrária, o Office PowerPoint 2007 aplica os temas à apresentação inteira. Para alterar a aparência apenas de slides selecionados, na guia Slides, pressione e mantenha pressionada a tecla CTRL enquanto clica em cada slide que deseja alterar. Quando todos os slides estiverem selecionados, clique com o botão direito do mouse no tema que deseja aplicar e, em seguida, clique em Aplicar aos Slides Selecionados no menu de atalho.

Se você decidir mais tarde que deseja um tema diferente, clique no tema para aplicá-lo.

Adicionar clip-art 1. Clique no espaço reservado ao qual você deseja adicionar o clip-art. Se você não selecionar um espaço reservado, ou se você selecionar um espaço reservado que não pode conter uma imagem, o clip-art será inserido no centro do slide. Na guia Inserir, no grupo Ilustrações, clique em Clip-art. O painel de tarefas Clip-art é aberto.

3. No painel de tarefas Clip-art, localize o clip-art desejado e clique nele.

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA Você agora pode mover o clip-art, redimensioná-lo, girá-lo, adicionar texto nele e fazer outras alterações. Dica: Para procurar clip-arts adicionais no site do Microsoft Office Online, clique no link Clip-arts no Office Online na parte inferior do painel de tarefas Clip-art.

Adicionar uma transição de slides As transições de slides são efeitos semelhantes a animações que ocorrem quando você se move de um slide para o próximo. Na guia Animações, no grupo Transição para este Slide, clique na transição desejada.

Você pode escolher outras opções no grupo Transição para este Slide para controlar a velocidade da transição, para adicionar um som e aplicar a mesma transição a todos os slides da apresentação.

Verificar a ortografia e visualizar a sua apresentação Quando todos os seus slides estiverem da forma desejada, ainda há duas etapas para finalizar a sua apresentação. Embora o verificador ortográfico esteja ativado automaticamente no Office PowerPoint 2007, recomenda-se verificar a ortografia novamente depois que você terminar de trabalhar em sua apresentação: 1. Pressione CTRL+HOME para mover-se para o início da sua apresentação. 2. Na guia Revisão, no grupo Revisão de Texto, clique em Ortografia.

Visualizar a sua apresentação em uma apresentação de slides Para visualizar a sua apresentação na tela do seu computador da forma que você deseja apresentá-la para a sua audiência, faça o seguinte: 1. Na guia Apresentação de Slides, no grupo Iniciar Apresentação de Slides, faça o seguinte:

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA •

Para começar com o primeiro slide da apresentação, clique em Do Começo.

Para começar com o slide que está aparecendo no momento no painel Slide, clique em Do Slide Atual.

A apresentação aparece no modo de exibição Apresentação de Slides. 2. Clique para ir para o próximo slide. Dica Para retornar ao modo de exibição Normal a qualquer momento, pressione ESC. Nomear e salvar a sua apresentação: Como acontece com qualquer programa de software, recomenda-se nomear e salvar a sua apresentação imediatamente e, em seguida, salvar suas alterações freqüentemente durante o seu trabalho: Clique no Botão Office , aponte para Salvar como e siga um dos seguintes procedimentos: Para uma apresentação que só pode ser aberta no Office PowerPoint 2007, clique em Apresentação do PowerPoint. Para uma apresentação que pode ser aberta tanto no Office PowerPoint 2007 quanto em versões anteriores do PowerPoint, clique em Apresentação do PowerPoint 972003. Se você escolher essa opção, não poderá usar nenhum dos novos recursos do Office PowerPoint 2007. Na caixa de diálogo Salvar como, na lista Salvar em, selecione a pasta ou outro local em que você deseja salvar a sua apresentação. Na caixa Nome do arquivo, digite um nome para a sua apresentação, ou não faça nada para aceitar o nome de arquivo padrão, e clique em Salvar. De agora em diante, você pode pressionar CTRL+S ou clicar em Salvar próximo ao topo da tela para salvar a sua apresentação rapidamente, a qualquer momento.

Internet O que é a Internet? A Internet é um conglomerado de redes em escala mundial de milhões de computadores interligados pelo TCP/IP que permite o acesso a informações e todo

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA tipo de transferência de dados. Ela carrega uma ampla variedade de recursos e serviços, incluindo os documentos interligados por meio de hiperligações da World Wide Web, e a infraestrutura para suportar correio eletrônico e serviços como comunicação instantânea e compartilhamento de arquivos. De acordo com a Internet World Stats, 1,96 bilhão de pessoas tinham acesso à Internet em junho de 2010, o que representa 28,7% da população mundial. Segundo a pesquisa, a Europa detinha quase 420 milhões de usuários, mais da metade da população. Mais de 60% da população da Oceania tem o acesso à Internet, mas esse percentual é reduzido para 6,8% na África. Na América Latina e Caribe, um pouco mais de 200 milhões de pessoas têm acesso à Internet (de acordo com dados de junho de 2010), sendo que quase 76 milhões são brasileiros.

O que Significa o World Wide Web (WWW) Através de páginas web classificadas por motores de busca e organizadas em sítios web, milhares de pessoas possuem acesso instantâneo a uma vasta gama de informação on-line em hipermídia. Comparado às enciclopédias e às bibliotecas tradicionais, a WWW permitiu uma extrema descentralização da informação e dos dados. Isso inclui a criação ou popularização de tecnologias como páginas pessoais, weblogs e redes sociais, no qual qualquer um com acesso a um navegador (um programa de computador para acessar a WWW) pode disponibilizar conteúdo. A www é talvez o serviço mais utilizado e popular na Internet. Frequentemente, um termo é confundido com o outra. A Web vem se tornando uma plataforma comum, na qual outros serviços da Internet são disponibilizados. Pode-se utilizá-la atualmente para usar o correio eletrônico (através de webmail), realizar colaboração (como na Wikipédia) e compartilhar arquivos (através de sítios web específicos para tal).

Tipos de Conexão Os meios de acesso direto à Internet são a conexão dial-up, a banda larga (em cabos coaxiais, fibras ópticas ou cabos metálicos), Wi-Fi, satélites e telefones celulares com tecnologia 3G. Há ainda aqueles locais onde o acesso é provido por uma instituição ou empresa e o usuário se conecta à rede destas que provêm então acesso a Internet. Entre esse locais, encontram-se aqueles públicos com computadores para acesso à Internet, como centros comunitários, centros de inclusião digital, bibliotecas e cyber cafés, além de pontos de acesso à Internet, como aeroportos e outros. Alguns desses locais limitam o uso por usuário a breves períodos de tempo. Para nomear estes locais, vários termos são usados, como "terminal de acesso público", "quiosques de acesso a Internet", "LAN houses" ou ainda "telefones públicos com acesso à Internet". Muitos hotéis também têm pontos públicos de conexão à Internet, embora na maior parte dos casos, é necessário pagar pelos momentos de acesso. Existem, ainda, locais de acesso à Internet sem fio (Wi-Fi), onde usuários precisam trazer seus próprios aparelhos

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA dotados de tecnologia Wi-Fi, como laptops ou PDAs. Estes serviços de acesso a redes sem fio podem estar confinados a um edifício, uma loja ou restaurante, a um campus ou parque inteiro, ou mesmo cobrir toda uma cidade. Eles podem ser gratuitos para todos, livres somente para clientes, ou pagos. Iniciativas grassroots levaram à formação de redes de comunidades sem fio. Serviços comerciais Wi-Fi já estão cobrindo grandes áreas de cidades, como Londres, Viena, Toronto, San Francisco, Filadélfia, Chicago e Pittsburgh. A Internet pode ser acessada nessas cidades em parques ou mesmo nas ruas. À parte do Wi-Fi, há experimentos com redes móveis sem fio, como o Ricochet, além de vários serviços de dados de alta velocidade em redes de telefones celulares. Telefones celulares de última geração, como o smartphone, geralmente vêm com acesso à Internet através da própria rede do telefone. Navegadores web, como o Opera, estão disponíveis nestes aparelhos portáteis, que podem também rodar uma grande variedade de outros softwares especialmente desenvolvidos para a Internet. Existem mais telefones celulares com acesso à Internet do que computadores pessoais, embora a Internet nos telefones não seja grandemente usada. Os provedores de acesso a Internet e a matriz de protocolo, no caso dos telefones celulares, diferenciamse dos métodos normais de acesso.

Uso da Internet no Mundo A língua dominante da comunicação na Internet é o inglês. Isto talvez seja o resultado das origens da Internet, assim como o papel do inglês como língua franca. Além disso, isso também talvez esteja relacionado às grandes limitações dos primeiros computadores, que foram fabricados na maior parte nos Estados Unidos, que não compreendem outros caracteres que não pertencem àqueles do alfabeto latino usados pelo inglês. Por comparação, as línguas mais usadas na World Wide Web são o inglês (28,6%), o chinês (20,3%), espanhol (8,2%), japonês (5,9%), francês (4,6%), português (4,6%), alemão (4,1%), árabe (2,6%), russo (2,4%) e coreano (2,3%). Por região, 41% dos usuários de Internet do mundo estão na Ásia, 25% na Europa, 16% na América do Norte, 11% na América Latina e Caribe, 3% na África, 3% no Oriente Médio e 1% na Austrália. As tecnologias da Internet se desenvolveram suficientemente nos anos recentes, especialmente no uso do Unicode. Com isso, a facilidade está disponível para o desenvolvimento e a comunicação de softwares para as línguas mais usadas. No entanto, ainda existem alguns erros de incompatibilidade de caracteres, conhecidos como mojibake (a exibição incorreta de caracteres de línguas estrangeiras, conhecido também como kryakozyabry).

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA

Acesso Remoto A Internet permite a utilizadores de computadores a conexão com outros computadores facilmente, mesmo estando em localidades distantes no mundo. Esse acesso remoto pode ser feito de forma segura, com autenticação e criptografia de dados, se necessário. Uma VPN é um exemplo de rede destinada a esse propósito. Isto está encorajando novos meios de se trabalhar de casa, a colaboração e o compartilhamento de informações em muitas empresas. Um contador estando em casa pode auditar os livros-caixa de uma empresa baseada em outro país por meio de um servidor situado num terceiro país, que é mantido por especialistas IT num quarto país. Estas contas poderiam ter sido criadas por guarda-livros que trabalham em casa em outras localidades mais remotas, baseadas em informações coletadas por e-mail de todo o mundo. Alguns desses recursos eram possíveis antes do uso disperso da Internet, mas o custo de linhas arrendadas teria feito muitos deles impraticável. Um executivo fora de seu local de trabalho, talvez no outro lado do mundo numa viagem a negócios ou de férias, pode abrir a sua sessão de desktop remoto em seu computador pessoal, usando uma conexão de Virtual Private Network (VPN) através da Internet. Isto dá ao usuário um acesso completo a todos os seus dados e arquivos usuais, incluindo o e-mail e outras aplicações. Isso mesmo enquanto está fora de seu local de trabalho. O Virtual Network Computing (VNC) é um protocolo bastante usado por utilizadores domésticos para a realização de acesso remoto de computadores. Com ele é possível utilizar todas as funcionalidades de um computador a partir de outro, através de uma área de trabalho virtual. Toda a interface homem-computador realizada em um computador, como o uso do mouse e do teclado, é refletida no outro computador.

Compartilhamento de Arquivos Um arquivo de computador pode ser compartilhado por diversas pessoas através da Internet. Pode ser carregado num servidor Web ou disponibilizado num servidor FTP, caracterizando um único local de fonte para o conteúdo. Também pode ser compartilhado numa rede P2P. Nesse caso, o acesso é controlado por autenticação, e uma vez disponibilizado, o arquivo é distribuído por várias máquinas, constituindo várias fontes para um mesmo arquivo. Mesmo que o autor original do arquivo já não o disponibilize, outras pessoas da rede que já obtiveram o arquivo podem disponibilizálo. A partir do momento que a midia é publicada, perde-se o controle sobre ela. Os compartilhadores de arquivo através de redes descentralizadas como o P2P são constantemente alvo de críticas devido a sua utilização como meio de pirataria digital: com o famoso caso Napster. Tais redes evoluiram com o tempo para uma maior

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA descentralização, o que acaba por significar uma maior obscuridade em relação ao conteúdo que está trafegando. Estas simples características da Internet, sobre uma base mundial, estão mudando a produção, venda e a distribuição de qualquer coisa que pode ser reduzida a um arquivo de computador para a sua transmissão. Isto inclui todas as formas de publicações impressas, produtos de software, notícias, música, vídeos, fotografias, gráficos e outras artes digitais. Tal processo, vem causando mudanças dramáticas nas estratégias de mercado e distribuição de todas as empresas que controlavam a produção e a distribuição desses produtos.

Transmissão de Mídias Muitas difusoras de rádio e televisão existentes proveem feeds de Internet de suas transmissões de áudio e de vídeo ao vivo (por exemplo, a BBC). Estes provedores têm sido conectados a uma grande variedade de "difusores" que usam somente a Internet, ou seja, que nunca obtiveram licenças de transmissão por meios oficiais. Isto significa que um aparelho conectado à Internet, como um computador, pode ser usado para acessar mídias online pelo mesmo jeito do que era possível anteriormente somente com receptores de televisão ou de rádio. A variedade de materiais transmitidos também é muito maior, desde a pornografia até webcasts técnicos e altamente especializados. O podcasting é uma variação desse tema, em que o material normalmente áudio - é descarregado e tocado num computador, ou passado para um tocador de mídia portátil. Estas técnicas que se utilizam de equipamentos simples permitem a qualquer um, com pouco controle de censura ou de licença, difundir material áudio-visual numa escala mundial. As webcams podem ver vistas como uma extensão menor deste fenômeno. Enquanto que algumas delas podem oferecer vídeos a taxa completa de quadros, a imagem é normalmente menor ou as atualizações são mais lentas. Os usuários de Internet podem assistir animais africanos em volta de uma poça de água, navios no Canal do Panamá, o tráfego de uma autoestrada ou monitorar seus próprios entes queridos em tempo real. Salas de vídeo chat ou de vídeoconferência também são populares, e muitos usos estão sendo encontrados para as webcams pessoais, com ou sem sistemas de duas vias de transmissão de som.

Correio Eletrônico O conceito de enviar mensagens eletrônicas de texto entre partes de uma maneira análoga ao envio de cartas ou de arquivos é anterior à criação da Internet. Mesmo hoje em dia, pode ser importante distinguir a Internet de sistemas internos de correios eletrônicos (e-mails). O e-mail de Internet pode viajar e ser guardado descriptografado por muitas outras redes e computadores que estão fora do alcance do enviador e do

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA receptor. Durante este tempo, é completamente possível a leitura, ou mesmo a alteração realizada por terceiras partes de conteúdo de e-mails. Sistemas legítimos de sistemas de e-mail internos ou de Intranet, onde as informações nunca deixam a empresa ou a rede da organização, são muito mais seguros, embora em qualquer organização haja IT e outras pessoas que podem estar envolvidas na monitoração, e .com .mil .gov .org .edu .net

para organizações comerciais (negócios ou indústrias) para endereços militares para instituições governamentais para organização filantrópicas (é uma pessoa jurídica) para organizações educacionais para serviços administrativos da própria rede

que podem ocasionalmente acessar os e-mails que não são endereçados a eles. Hoje em dia, pode-se enviar imagens e anexar arquivos no e-mail. A maior parte dos servidores de e-mail também destaca a habilidade de enviar e-mails para múltiplos endereços eletrônicos. Também existem sistemas para a utilização de correio eletrônico através da World Wide Web (ver esse uso abaixo), os webmails. São utilizadas páginas web para a apresentação e utilização dos protocolos envolvidos no envio e recebimento de e-mail. Diferente de um aplicativo de acesso ao e-mail instalado num computador, que só pode ser acessado localmente pelo utilizador ou através de acesso remoto (ver esse uso abaixo), o conteúdo pode ser acessado facilmente em qualquer lugar através de um sistema de autenticação pela WWW.

Redes Sociais Uma rede social é uma estrutura social composta por pessoas ou organizações, conectadas por um ou vários tipos de relações, que partilham valores e objetivos comuns. Uma das características fundamentais na definição das redes é a sua abertura e porosidade, possibilitando relacionamentos horizontais e não hierárquicos entre os participantes. "Redes não são, portanto, apenas uma outra forma de estrutura, mas quase uma não estrutura, no sentido de que parte de sua força está na habilidade de se fazer e desfazer rapidamente." Muito embora um dos princípios da rede seja sua abertura e porosidade, por ser uma ligação social, a conexão fundamental entre as pessoas se dá através da identidade. "Os limites das redes não são limites de separação, mas limites de identidade. (...) Não é um limite físico, mas um limite de expectativas, de confiança e lealdade, o qual é permanentemente mantido e renegociado pela rede de comunicações." As redes sociais podem operar em diferentes níveis, como, por exemplo, redes de relacionamentos (facebook, orkut, myspace, twitter), redes profissionais (LinkedIn), redes comunitárias (redes sociais em bairros ou cidades), redes políticas, dentre outras, e permitem analisar a forma como as organizações desenvolvem a sua actividade, como os indivíduos alcançam os seus objectivos ou medir o capital social – o valor que os indivíduos obtêm da rede social.Um ponto em comum dentre os diversos tipos de rede social é o compartilhamento de informações, conhecimentos, interesses e esforços em busca de objetivos comuns.

7


Centro de Referência á Informação e ao Aprendizado - CRIA CONCERTOS E REVISÕES • • •

Negrito e tamanhos no Índice Área de trabalho – pag. 13 Adicionar texto

7


Apostila Windows Seven