Issuu on Google+

Tsunami - A Morte Vem do Mar Por Hal Mayer Amados amigos, certamente vocês se lembram de terem ouvido os relatos das notícias de horrível destruição de vidas e propriedades que se espalhou por mais de 8.000 kilômetros, quando imensas e poderosas ondas Tsunamis atingiram cidades litorâneas do Oceano Índico chegando tão longe como na África, matando mais de 150.000 pessoas e deixando 5 milhões de desabrigados. Ao ler reportagem após reportagem, comecei a relembrar de declarações na Bíblia e no Espírito de Profecia a respeito do fim do tempo e da grande destruição que tem sido profetizada contra as grandes cidades. Eu gostaria de compartilhar algumas dessas citações com vocês, da Bíblia e do Espírito de Profecia, e também citar alguns trechos da imprensa pública. Ouça com bastante atenção. Mas primeiro vamos orar. Nosso Pai que estás nos céus, O Senhor É O nosso Deus que tudo conhece e ama. Sabemos que é em misericórdia que O Senhor trás juízos sobre a Terra, de forma que algumas almas que ainda estão sensíveis aO Teu Santo Espírito possam arrepender-se e tornar suas vidas corretas. Senhor, muitos dentre nós, Teu Próprio povo, não estamos preparados. Por favor Senhor, ajuda-nos a despertar! Ajuda-nos a vermos o perigo que estamos correndo! Ajudanos a reconhecermos nossa impiedade e nos voltarmos para Ti e sermos libertos de nossos pecados. Ajuda-nos todos a avisarmos a outros acerca dos perigos que são iminentes. O desastre na Ásia não é mais do que uma pequena amostra daquilo que está vindo sobre a Terra. Por favor Senhor, ajuda-nos a vermos nossa real condição e nos arrependermos e voltarmos para Ti, enquanto ainda há tempo e a misericórdia ainda espera por nós. Em nome de Jesus, Amén. Por favor abram comigo suas Bíblias no livro de Mateus, capítulo 24 e versos 32 e 33. Disse Jesus: "Aprendei, pois, esta parábola da figueira: quando já os seus ramos se tornam tenros e brotam folhas, sabeis que está próximo o verão. Igualmente, quando virdes todas essas coisas, sabei que ele está próximo, às portas." Agora permitam-me ler para vocês do livro Conselhos Sobre Saúde, pg. 268: "As cidades ímpias do nosso mundo serão varridas pela vassoura da destruição. Nas calamidades que agora atingem edifícios imensos e grandes distritos das cidades, Deus está nos mostrando o que irá acontecer em toda a Terra." Meus amados amigos, o terremoto de 9.0 da Ásia, o mais forte em 40 anos, e suas conseqüentes tsunamis, nos trazem muitas lições. Com um número de vítimas tão imenso que soma acima de 500.000 feridos (Mortos pelo Tsunami chegam a mais de 100.000... 29/12/2004, Imprensa Canadense), eu me lembro de algumas das cenas que mostram a destruição no fim do tempo. Poderíamos estar perto disso ocorrer? Somos informados no livro Patriarcas e Profetas, pg. 100, que "quando os juízos de Deus caírem sobre a Terra antes de seu dilúvio de fogo, o impenitente saberá exatamente onde está e o que é o seu pecado - a rejeição de Sua santa lei". Perceba que ela está falando acerca dos juízos que cairão sobre a Terra antes de seu dilúvio de fogo. Isto se refere aos desastres que ocorrerão antes da destruição final. Na página 101 ela diz, "Os pecados que clamavam por vingança sobre o mundo antidiluviano existem hoje. O temor a Deus está banido dos corações de homens, e Sua lei é tratada com indiferença e desdém. O intenso mundanismo daquela geração está igualado ao da geração que agora vive". Do livro A Fé Pela Qual Eu Vivo, pg. 343, temos: "O Senhor Se levantará para sacudir terrivelmente a Terra. Nós veremos problemas por todos os lados. Milhares de navios serão afundados nas profundezas do mar. Frotas submergirão, e vidas humanas serão sacrificadas aos milhões."


Que coisa terrível! 150.000 pessoas mortas na Ásia é nada, comparado com o que está para acontecer. A perda de vidas será contada aos milhões. Os terremotos e tsunamis na Ásia são realmente bem pequenos em comparação com o que está por vir. As descrições de caos e destruição entretanto são quase inacreditáveis. Mas elas são uma poderosa advertência. A cruz vermelha declarou que esse foi um desastre de "proporções sem precedentes na natureza". (Cruz Vermelha: Vítimas do Tsunami podem passar de 100.000, 29/12/2004, Imprensa Associada). O Ministério de Saúde da Indonésia relatou que somado à perda de vidas, um milhão de pessoas ficarão desabrigadas, só em Sumatra, e o Sri Lanka soma outro milhão (Ondas Deixam Milhões Desabrigados, 29/12/2004, Reuters). O Sudeste da Índia teve o mesmo destino. Os tsunamis viajam em velocidades a jato de cerca de 800 kilômetros por hora, com a sua maior parte abaixo da superfície do oceano. Mas quando a onda se aproxima da terra alcançando as áreas mais rasas, a água em alta velocidade que está abaixo da superfície sobe, isso faz com que a parede d'água fique cada vez mais alta enquanto avança para a praia. Há uma tremenda força de energia no paredão de água que ataca o litoral e, qualquer coisa com tamanha ferocidade, causa muito dano e destruição. Dentro de uma hora e meia após o terremoto, o norte da ilha de Sumatra foi atingido por um poderoso Tsunami de alta velocidade, ondas de 10 metros de altura ou mais, com tamanha força que arrasaram quase tudo em seu caminho. Dentro de duas horas e meia após o terremoto, áreas litorâneas da Indonésia, Sri Lanka e Sudeste da Índia, há aproximadamente 2.400 kilômetros de distância, no outro lado do Oceano Índico, foram devastadas sem aviso algum. Pessoas observaram as águas recuando e ficaram pasmas acerca do que seria aquilo! Então, repentinamente, veio o imenso paredão de água, quebrando na praia com força gigantesca, matando milhares de pessoas e destruindo os lares de milhões. No máximo, as pessoas tiveram 20 minutos de aviso. Antes que caísse sobre elas o que estava para acontecer, já era tarde demais. (Ondas Deixam Milhões Desabrigados, 29/12/2004). Da Agência de Notícia Reuters, "Ondas de até 10 metros de altura destruíram casas, lançaram barcos de pesca sobre estradas do litoral, jogaram carros rodando em redemoinhos de água para dentro de recepções de hotéis, e sugou banhistas e pescadores que estavam nas praias para dentro do mar". (Ondas deixam milhões de Desabrigados, Reuters 29/12/2004). Do livro Evangelismo, lemos na página 29: "Está próximo o tempo em que grandes cidades serão varridas pela destruição...". Note que o desastre freqüentemente vem sem aviso. "Virão calamidades", diz Ellen White no livro Evangelismo, "calamidades as mais terríveis, as mais inesperadas; e essas destruições seguirão uma após a outra". (pg. 27). Neste caso, a destruição ocorreu em muitos lugares, uma após a outra - tudo por causa de um massivo terremoto a 20 kilômetros abaixo da superfície das águas profundas no chão do oceano, mudando até mesmo as ilhas sobre ele para outras posições no mar. (Cientistas: Terremoto Modifica Ilhas, 29/12/2004, Reuters). Ainda que a mudança de posição das ilhas acima da falha geológica pareça significante (e é), este foi um movimento relativamente pequeno das placas oceânicas, considerando-se o que poderia acontecer e o que vai acontecer. Imagine o que ocorrerá quando o mundo inteiro mudar de posição e sacudir como uma cana ao vento. Há forças tremendas no arsenal de Deus, as quais estão sendo guardadas. Esse desastre é muito pequeno, comparado com o que vai acontecer, entretanto alguns cientistas registraram que aquele terremoto, no qual uma placa tectônica sub-oceânica deslizou sob a outra, na verdade aumentou suavemente a velocidade de rotação da Terra, semelhante à maneira em que um patinador, fazendo um movimento circular, aumenta a sua velocidade apenas mudando a posição de seus braços. Eles estimaram que a Terra agora inclinou-se mais 2,5 centímetros como resultado do tremor. (Tremor em Sumatra Apressou a Rotação da Terra, 30/12/2004 Nature.com). Agora talvez nós possamos compreender por que o eixo da Terra inclinou-se durante o imenso cataclismo durante o Dilúvio. Este tremor foi poderoso, mas foi bem pequeno em comparação com o Dilúvio e com o que virá.


A Irmã White comenta que haverá desastres aos montes. Veja em A Fé Pela Qual Eu Vivo, pg. 343. A Associated Press registrou que, no Sri Lanka, aproximadamente 1000 pessoas estavam em um trem que viajava pelo litoral. O Tsunami atingiu o trem, jogou-o à distância dos trilhos e virou seus oito vagões em um redemoinho de metal matando a maioria das pessoas a bordo. (Mortes por Ondas Gigantes Chegam a 44.000, 28/12/2004 - Associated Press). Na verdade, quando um desastre atinge um trem muitas pessoas morrem. A Indonésia é uma nação altamente dada à idolatria do Islamismo. Veja o que diz a profetisa: "Oh que o povo de Deus tenha um senso da destruição pendente de MILHARES de cidades, agora quase entregues à idolatria." Você ouviu isso? Isto está na Review and Herald de 10 de Setembro de 1903. Milhares de cidades serão destruídas. Sem dúvida alguma, centenas de vilarejos foram destruídos neste desastre. Mas não foram grandes cidades, a maioria deles era apenas vilas. Quando a destruição real vier, cuidado com as grandes cidades. Elas são um dos alvos dos juízos de Deus. É de se surpreender, por acaso, que Deus tenha nos chamado a sair das cidades? Sem sombra de dúvidas, alguns dos juízos de Deus também envolverão a permissão para satanás trazer grande destruição ao mundo. Podemos ler em Conselhos Sobre Saúde, pg. 461: "Enquanto aparenta aos filhos dos homens ser um grande médico que pode curar toda as mazelas, [satanás] trará doenças e desastres, até que cidades populosas sejam reduzidas à ruína e desolação. Mesmo agora ele está operando. Em acidentes e calamidades por mar e por terra, em grandes incêndios florestais, em terríveis tornados e horrendas tempestades, em turbilhões, inundações, ciclones, ondas gigantes, e terremotos, em todos os lugares e em milhares de formas, satanás está treinando o seu poder. Ele destrói plantações maduras para a colheita, e segue-se fome e sofrimento. Ele comunica ao ar infecções mortais, e milhares perecem pela pestilência. Essas visitações se tornarão cada vez mais freqüentes e desastrosas. A destruição será tanto sobre homens como sobre animais. 'A Terra pranteia e se murcha', 'as mais altas pessoas da Terra se enfraquecem. A Terra também está contaminada por causa de seus moradores, porque eles tem transgredido a lei, mudado as ordenanças, quebrado o concerto eterno.' Is. 24: 4, 5". Note que a destruição é porque eles transgrediram a santa lei de Deus. Veja agora esse texto familiar: "O mesmo poder destruidor exercido pelos santos anjos, Deus ordena, será exercido pelos anjos maus quando Ele permitir. Existem forças agora as quais só esperam a permissão divina, para espalhar desolação por todos os lugares." Conflito, pg. 614. Não é muito para um anjo, seja ele bom ou mau, destruir uma cidade

quando preparadas, Grande até o chão.

Agora ouça isto: Quando os trabalhadores da Emergência chegaram à província de Aceh, na extremidade norte da Ilha de Sumatra, eles encontraram vilarejos inteiros varridos do mapa. Calcula-se que mais de 40.000 morreram só em Meulaboh, uma cidade de 120.000 pessoas. (Vilarejos Varridos em Aceh, 30/12/2005 - Reuters). Essa não foi a única cidadezinha. Há Literalmente centenas de distritos e vilarejos de pesca que permeiam as praias daquele país. Hotéis e praias se transformaram em cemitérios. As equipes de resgate foram vencidas e tinham poucos recursos para enterrar os mortos. Vou citar novamente esta reportagem da Associated Press: "As ruas de Banda Aceh ficaram repletas de carros virados e corpos em decomposição. Salões de lojas e prédios de escritórios jazem em ruínas, e milhares de famílias desabrigadas se agrupam em mesquitas e escolas... 'Não há ninguém para enterrar os corpos', disse Steve Aswin, oficial da UNICEF em Jakarta. 'Eles deveriam ser enterrados em sepulturas conjugadas, mas não há quem cave as covas.'" (Mortes na Ásia Atingem 40.000, 29/12/2004 - Associated Press). Parece que não havia equipamento suficiente para se cavarem sepulturas tais como exigia a necessidade naquela emergência. Corpos foram deitados nas praias em aberto esperando por identificação. Corpos em decomposição foram espalhados entre as ruínas, e cenas de angústia indescritível foram repetidas por várias regiões da Ásia. Mães que tinham visto seus filhos serem varridos pelas ondas não podiam ser consoladas. Pais choravam em angústia quando seus filhos mortos lhes eram mostrados em um necrotério. Dificilmente uma família nessas nações da Ásia não tenha perdido pelo menos um ente


neste desastre. Em alguns casos, famílias inteiras foram aniquiladas. (Tsunami: Mortes Passam de 80.000, 29/12/2004 - CNN). Por volta de um terço das vítimas na Índia eram crianças. Muitas delas foram enterradas em covas coletivas, negadas ao benefício de um funeral ou um velório familiar privado. Toda uma geração de asiáticos foi perdida com as mortes de tantas crianças. Muitas delas trabalhavam nas áreas litorâneas ao lado de seus pais na atividade pesqueira. Pense na dor desses pais. (Geração de Asiáticos Perdida com a Morte de Crianças, 28/12/2004 - Associated Press). "'Onde estão minhas crianças?!?' gritou Absah, de 41 anos, enquanto ela procurava seus 11 filhos perdidos em Banda Aceh. 'Onde estão elas? Por que isso aconteceu comigo? Eu perdi tudo.'" (Geração de Asiáticos Perdida com a Morte de Crianças, 28/12/2004 - Associated Press). Aconteceu tão de repente que ninguém teve tempo de se preparar. Não existe um sistema de alerta instalado na região do Oceano Índico (agora é que eles estão instalando na Tailândia), mas mesmo se houvesse, não teria feito muita diferença para o povo de Sumatra. Da Associated Press temos a seguinte informação: "No domingo, pais choravam sobre os corpos de seus filhos nas ruas e em hospitais ao longo da ilha (Sri Lanka), mesmo quando algumas das crianças ainda pendiam sem terem sido retiradas das cruéis telas de arame." (Geração de Asiáticos Perdida com a Morte de Crianças, 28/12/2004 - Associated Press). As Escrituras dizem que um tempo de angústia, "o qual nunca houve", está vindo sobre o mundo. Essas cenas de angústia na Ásia são somente uma pálida advertência daquilo que está vindo sobre o mundo inteiro. Até agora, não tínhamos o registro de um desastre tão espalhado como esse. Muitos tremores de terra afetam uma região relativamente local. Mas o efeito deste tremor na Ásia cobre uma imensa porção do mundo asiático, e matou tantas pessoas que pode se tornar o maior desastre nos registros atuais. Talvez o Dilúvio da Bíblia seja o único evento que excedeu sua magnitude. Apesar de não sabermos o número de mortos no Dilúvio, sabemos que haviam grandes populações e que somente oito escaparam. Talvez você tenha percebido que algumas das áreas duramente atingidas na Tailândia e no Sri Lanka eram áreas de hotéis luxuosos onde pessoas se reuniam em busca de prazer. Você deve até mesmo ter lido notícias de pessoas célebres que tenham morrido no distúrbio geral. Ellen White teve uma visão de uma destruição assim: "Enquanto estava em Loma Linda, Califórnia, em 16 de Abril de 1906, passou perante mim um representação tremenda. Durante uma visão da noite, eu estava de pé em uma elevação, da qual podia ver casas sendo sacudidas como uma palha no vento. Prédios, grandes e pequenos, estavam caindo ao chão. Retiros de prazer, teatros, hotéis, e os lares dos abastados foram sacudidos e devastados. Muitas vidas foram varridas da existência, e o ar ficou cheio dos clamores de doentes e aterrorizados." "Os anjos destruidores de Deus estavam em operação. Um toque, e prédios, tão meticulosamente construídos que homens os consideravam a prova de qualquer perigo, rapidamente se tornaram toneladas de entulho. Não havia certeza de segurança em lugar algum. Eu não senti qualquer temor, mas o horror das cenas que passaram perante mim, não posso encontrar palavras para descrever. Parecia que a paciência de Deus havia se esgotado e que o dia do juízo chegara." Test. 9, pgs. 92, 93. Agora eu vou ler para vocês o trecho de uma carta de uma família que está engajada em um Ministério de Sustento Próprio Adventista na Índia. Eles estiveram em uma das praias de Tamil Nadu, com dezoito alunos, crianças, na própria manhã do Tsunami, mas tinham deixado a praia apenas poucos minutos antes das ondas atingirem o ponto exato onde eles haviam feito o culto matinal. Ouça o que eles escreveram: "Nosso grupo chegou à Estação (de trem) Chinglepet depois de começar o alvoroço de milhares de pessoas fugindo de suas moradas perto do mar, em pânico e medo, correndo com o que quer que eles pudessem carregar. Muitos estavam lamentando e


chorando a perda de seus amados. Parecia que O Senhor nos tinha aberto uma pequena janela para vermos exatamente o que irá acontecer no fim do tempo. Isso não foi um filme." Jesus disse que o coração dos homens desmaiaria de medo, e pela expectativa das coisas que estariam por vir sobre a Terra. (Lucas 21: 26). Essa família, sob a proteção do poderoso anjo, continua seu ministério, advertindo pessoas a respeito da crise vindoura. Mas o medo, o pânico e a angústia da destruição e desolação por vir é inimaginável. Mas não temos o que temer. Temos sim é que alertar as pessoas para a destruição que virá com certeza. Podemos nos sentir seguros onde vivemos, mas não podemos nos deixar ser enganados. Grandes desastres ocorrerão nos lugares mais incomuns da Terra, e das formas mais inesperadas. O Salmo 7: 11 - 13 diz: "Deus julga o justo, e está irado todos os dias [com o ímpio]. Se ele não se converter, Deus afiará a Sua espada; já tem o Seu arco armado e o deixou pronto. Ele também já preparou-lhe os instrumentos de morte; e porá em ação Suas setas inflamadas contra os perseguidores". Aqueles que pisam a lei de Deus, não importa quem eles sejam, e aqueles que perseguem os que são leais à lei de Deus, serão o objeto de Sua ira. Você já foi perseguido por outros devido à sua fé? Talvez até mesmo outros membros da Igreja tenham lhe ridicularizado por sua lealdade à palavra de Deus na maneira em que você vive, em coisas como o vestuário, ou sua alimentação, ou por causa de outros princípios. Talvez você tenha ouvido sermões contra os supostos "legalistas" que estão genuinamente tentando viver pela lei de Deus, através da fé em Seu poder. Isso são formas menores de perseguição. Deus vê todas elas e um dia recompensará os culpados de perseguição contra os Seus verdadeiros seguidores. A Ásia não é o único lugar onde esse tipo de desastre pode ocorrer. Há placas tectônicas próximas à Costa Oeste dos Estados Unidos, as quais alguns cientistas chamam de "armas carregadas". Ouça esta citação de um artigo da Associated Press: "Cientistas dizem que circunstâncias geológicas destruidoras, semelhantes àquela em Sumatra, também existem exatamente na Costa Noroeste do Pacífico. Elas são uma arma carregada que pode ativar um Tsunami que atingiria o norte da Califórnia, Washington, Oregon e Columbia Britânica em questão de minutos - rápido demais para o sistema de alarme de tsunamis no fundo do mar poder ajudar". (Cientistas: Tsunami Pode Atingir a Costa Oeste, 29/12/2004 - Associated Press). Imagine a devastação que ocorreria em São Francisco e sua imensa população litorânea! E quanto a Seattle, onde vivem alguns dos homens mais ricos do mundo!?! E quanto a Vancouver e mesmo Los Angeles? Pense nisso! Deus, em Sua misericórdia, impede satanás de destruir o mundo. Se as devidas condições existem, essas cidades poderão ser varridas do mapa por terremotos e poderosos tsunamis. Quais são as devidas condições? Realmente não são as placas tectônicas. É a condição de justiça. Quando essas cidades tiverem se tornado tão ímpias quanto Sodoma; quando elas tiverem passado os limites da tolerância divina como Gomorra, então Deus Se levantará em juízo. E então acontecerá. Ouça esta declaração da pena inspirada: "Reuniões em tendas bem-equipadas devem ser feitas nas grandes cidades, tais como São Francisco, pois daqui a não muito tempo essas cidades sofrerão sob os juízos de Deus. São Francisco e Oakland estão se tornando como Sodoma e Gomorra, e O Senhor as visitará em Sua ira". Isso foi escrito em 1902, quatro anos antes do terremoto de São Francisco. Como não devem elas estar hoje, cento e três anos depois!?! Você pode encontrar esse texto no livro Evangelismo, pgs. 403 e 404. Se existiram cidades como Sodoma e Gomorra, são as cidades de São Francisco e Oakland hoje. O homossexualismo é aberto, público e agressivo. Mas há muitas outras cidades costeiras ímpias, como Nova York, Boston, Miami, Amsterdã, Veneza, Stockolmo, Sydney, Rio de Janeiro; e a lista poderia estender-se mais e mais. Aqui está mais uma citação de Conflito e Coragem, pg. 53. "Os juízos de Deus estão prestes a serem lançados sobre a Terra. 'Escapai por vossa vida!' É a advertência dos anjos de Deus. Outras vozes são ouvidas dizendo: 'Não fiquem agitados, não há razão especial para alarme!' Aqueles que


estão embalados no clamor de Sião: 'Paz e segurança', enquanto os céus declaram que repentina destruição está para vir sobre os transgressores". Aqueles ministros que não tem levado a advertência ao povo serão contados para a destruição. "A impiedade está atingindo uma altura nunca antes alcançada, e contudo muitos ministros do evangelho estão clamando: 'Paz e segurança'." Isso está em Atos dos Apóstolos, pg. 220. O que é mesmo que vai acontecer quando eles disserem: "Paz e segurança"? "Sobrevirá a repentina destruição, como as dores de parto sobre uma mulher que está para dar à luz, e eles não escaparão." 1 Tessalonicenses 5: 3. Imagine o horror daqueles ministros, que se recusam hoje a dar a advertência, no dia final da destruição e desolação! Ouça as palavras da profetisa dO Senhor: O Grande Conflito, capítulo A Desolação da Terra. "O povo vê que foi iludido. Um acusa ao outro de o ter levado à destruição; todos porém se unem em acumular suas mais amargas condenações sobre os ministros. Pastores infiéis que profetizaram coisas suaves; eles levaram seus ouvintes a anularem a lei de Deus e perseguirem àqueles que a mantinham santa. Agora, em seu desespero, esses ensinadores confessam perante o mundo sua obra de engano. As multidões estão enfurecidas. 'Estamos perdidos!' clamam elas, 'e vocês são a causa de nossa ruína!'; e voltam-se contra os falsos pastores. Aqueles, os mesmos que uma vez os admiravam muito, pronunciarão as mais horrendas maldições sobre eles. As mesmas mãos que uma vez os coroaram com lauréis se levantarão para destruí-los. As espadas que eram para matar o povo de Deus, agora são empregadas para destruir os inimigos dele. Por todos os lugares há contenda e derramamento de sangue." Isso está nas páginas 655 e 656. Os ministros tem uma responsabilidade especial de advertir o povo de seus pecados e dar-lhes o testemunho que os ajudará a compreender o perigo que estão correndo. Entretanto, aqueles que fazem isso são freqüentemente acusados de legalistas, antipáticos, ou de simplesmente não suprirem às necessidades do povo. Então, ao contrário, ministros apresentam freqüentemente sermões sobre amor ou temas não calculados para acordar o pecador e levá-lo ao arrependimento e à humildade perante Deus. Você não precisa ser alguém importante, mas você deve levar a mensagem de advertência àqueles que estão dentro de sua esfera de influência. Eu devo chamarlhe, principalmente se você for um ministro, para fielmente darmos a mensagem de advertência, ou você sofrerá a ira das pessoas e também a ira de Deus. Agora ouça o que a serva dO Senhor nos diz sobre qual é a mensagem que devemos apresentar hoje: Testemunhos volume 1, página 321, diz: "Nesses tempos horríveis, exatamente antes que Cristo venha pela segunda vez, os pregadores fiéis de Deus terão que dar um testemunho ainda mais direto do que o que foi dado por João Batista. Uma importante e responsável obra está perante eles. E aqueles que pregam coisas suaves, Deus não os reconhecerá como Seus pastores. Uma terrível maldição repousa sobre eles." Deus, na verdade, os tem como responsáveis por suas pregações suavizadas. Agora, mais do que nunca, a lei de Deus deve ser levantada perante o povo como os justos requerimentos de um Deus Santo. Ao mesmo tempo devemos levantar Jesus como Aquele que livra dos pecados e O Único que pode fortalecer o pecador para guardar a santa lei. Mas, com qual freqüência você ouve sermões a respeito da destruição do ímpio? Com qual freqüência você ouve sermões sobre a lei e seus reclamos sobre a sua vida? Com qual freqüência você ouve sermões sobre a crise pendente? Ao invés desses importantes temas, os membros ouvem cada vez mais sermões sobre um falso amor de Jesus para com o pecador, e de Sua graça como sendo incondicional. A Verdade Presente, e as coisas que estão tão próximas de acontecer não fazem parte deles. O arrependimento não faz parte deles. Afastar-se do pecado não faz parte deles. Preparar-se para a lei dominical não faz parte deles. A graça é enfraquecida. Ela não tem substância. Nós ouvimos sobre isso muitas e muitas vezes, e logo perde o significado. Talvez precise ser dito que advertências que apelam unicamente para o temor não são suficientes pois elas só trazem uma reforma temporária. Mas advertências que são fundamentadas em uma piedosa vida de ministério e amor aos outros gerarão um efeito de mudança de vidas. Advertências que conduzem o pecador a Cristo, Aquele que liberta dos pecados, e a Seu poder salvífico, são o que


pode quebrar o coração de pedra e ganhar a alma permanentemente para Jesus. Portanto é importante que, ao dar advertências, devamos também mostrar o amor de Deus e Seu cuidado pelos outros, através de nossas ações. O dia vindouro dO Senhor com sua destruição mundial pegará a maioria dos habitantes de surpresa, exatamente como os tsunamis surpreenderam as pessoas da Ásia. Que tragédia incrivelmente terrível será nesse dia! Milhões de milhares se perderão por causa da negligência de ministros que não pregaram a mensagem de advertência. A Bíblia diz, em Apoc. 6: 14, que na segunda vinda de Jesus, "toda montanha e ilha se moverá de seus lugares." Agora nós temos uma pequena idéia sobre como isso ocorrerá e o que parecerá. A Reuters noticiou que "O massivo terremoto que devastou partes da Ásia permanentemente moveu as placas tectônicas no fundo do Oceano Índico mais de 30 metros, movendo suavemente de seu lugar ilhas próximas a Sumatra em uma distância desconhecida, disseram cientistas dos EUA na terça-feira. (Cientistas: Tremos Muda Posição de Ilhas Nicobar e Simeulue Para Mais Longe no Mar, 28/12/2004 - Reuters). Isso não deveria nos surpreender. Além do mais, a Bíblia diz em Apoc. 16: 20 - "E toda Ilha desapareceu e as montanhas não foram encontradas". Segundo o Alto Comissário do Sri Lanka, Hassan Sobir, "todo o arquipélago das ilhas Maldivas 'por um momento desapareceu da terra seca' sob as ondas, e sugeriu que algumas das ilhas mais baixas desse arquipélago podem ter desaparecido para sempre." (Águas Más - Mortos em Decomposição Ameaçam Sobreviventes do Tsunami, 28/12/2004 - Reuters). Imagine como será quando toda a massa do mar se alterar e as placas se movimentarem da terra seca lançando-se para dentro das profundezas do mar!?! O que acontecerá com as ilhas? Elas provavelmente desaparecerão. Elas se lançarão juntamente com suas placas tectônicas. A descrição do terremoto de Lisboa talvez seja a única rival no registro de morte e destruição desse terremoto desastroso na Ásia. Mas agora ele diminuiu, em comparação. A Irmã Ellen White comenta sobre ele em O Grande Conflito. "...no ano de 1755 ocorreu o mais terrível terremoto que já foi registrado. Apesar de comumente conhecido como Terremoto de Lisboa, ele estendeu-se até à maior parte da Europa, África, e América. Foi sentido em Greenland, e nas Índias Ocidentais, na Ilha de Madeira, na Noruega e na Suécia, Grã Bretanha e Irlanda. Ele atingiu uma extensão de não menos que 6,4 milhões de kilômetros quadrados. Na África o choque foi quase tão severo como na Europa. Uma grande parte de Algiers foi destruída; e, a uma pequena distância de Marrocos, uma vila contendo oito ou dez mil habitantes foi varrida. Uma onda gigantesca lançou-se sobre o litoral da Espanha e da África engolfando cidades e causando grande destruição. "Foi na Espanha e em Portugal que o choque manifestou sua violência extrema. Diz-se que em Cadesh, a onda que a atingiu tinha cerca de vinte metros de altura. Montanhas, 'algumas das maiores em Portugal, foram impetuosamente sacudidas, como se tivessem sido desde os seus próprios fundamentos, e algumas delas se abriram no cume, as quais racharam e dividiram-se de uma forma tremenda, com imensas massas de material sendo lançadas abaixo nos vales vizinhos. Relatou-se que dessas montanhas saíram chamas'. - Sir Charles Lyell, Princípios de Geologia, pg. 495. "Em Lisboa 'foi ouvido no subsolo um som de trombeta, e, imediatamente depois, um violento choque destruiu a maior parte daquela cidade. No decorrer de cerca de seis minutos sessenta mil pessoas morreram. Primeiro o mar se retirou, e deixou a praia seca; então ele se revolveu, crescendo quinze metros ou mais acima de seu nível normal'. 'Entre outros eventos extraordinários que se relatou terem ocorrido em Lisboa durante a catástrofe, esteve o afundamento de um novo porto, totalmente construído de mármore, em um gasto imenso. Uma grande quantidade de pessoas havia se juntado lá em busca de segurança, como a um refúgio onde eles pudessem estar


além do alcance das ruínas que caíam; mas, de repente, o porto rui com todas as pessoas sobre ele, e nenhum dos corpos mortos jamais flutuou para a superfície.' - Ibid. pg. 495. " 'O choque' do terremoto 'foi instantaneamente seguido da queda de todas as igrejas e conventos, quase todos os grandes prédios públicos, e mais de um quarto das casas. Em cerca de duas horas após o choque, incêndios se levantaram em diferentes quarteirões, e aumentaram com tamanha violência, pelo espaço de aproximadamente três dias, que a cidade ficou completamente desolada. O terremoto ocorreu em um feriado religioso, quando as igrejas e conventos estavam cheias de pessoas, das quais pouquíssimas escaparam.' - Enciclopédia Americana, artigo 'Lisboa', nota (ed. 1831). " 'O terror estava além da descrição. Ninguém chorava; estava além das lágrimas. Elas corriam de um lado para o outro, delirando de horror e pânico, batendo em suas faces e em seus peitos e gritando: 'Misericórdia! O mundo está se acabando!' Mães esqueceram-se de seus filhos, e correram para se agarrarem a imagens de crucifixos. Infelizmente, muitos correram para as igrejas em busca de proteção; mas o sacramento foi exposto em vão; em vão aquelas pobres criaturas abraçaram os altares. Imagens, sacerdotes e povo foram queimados em uma ruína comum.' Estimou-se que noventa mil pessoas perderam suas vidas naquele dia fatal." Quando você pensa nisso e no tremor da Ásia e seus tsunamis noticiados e a destruição correspondente, tudo isso é um leve vislumbre da massiva destruição que este mundo está prestes a enfrentar. Você está preparado meu amigo? Está o seu coração reto com Deus? Está você se preparando para a crise de sua vida? Está a sua fé nas três mensagens angélicas enraizada e solidificada, de forma que não possa se mover? Mas deixe eu lhe fazer uma pergunta: aquelas pessoas da Ásia eram mais pecaminosas ou mais más do que nós somos? Eram as cidades delas mais ímpias do que as nossas cidades? Cristo deunos a resposta ao falar dos pequenos desastres de seus dias. Abra a sua Bíblia em Lucas 13: 1 - 5. "E, naquele mesmo tempo, estavam presentes ali alguns que lhe falavam dos galileus cujo sangue Pilatos misturara com os seus sacrifícios. E, respondendo Jesus, disse-lhes: Cuidais vós que esses galileus foram mais pecadores do que todos os galileus, por terem padecido tais coisas? Não, vos digo; antes, se vos não arrependerdes, todos de igual modo perecereis. E aqueles dezoito sobre os quais caiu a torre de Siloé e os matou, cuidais que foram mais culpados do que todos os homens habitam em Jerusalém? Não, vos digo; antes, se vos não arrependerdes, todos de igual modo perecereis." Essas pessoas não eram piores do que aquelas para as quais Jesus falou. Da mesma forma, precisamos também considerar nossa necessidade de humilhar-nos e nos arrependermos. Somente aqueles que forem selados terão a proteção de Deus. Ouça esta solene advertência: "Aqueles que vencem o mundo, a carne, e o mal, serão os favorecidos que receberão o selo dO Deus Vivo. Aqueles cujas mãos não estão limpas, cujos corações não são puros, não terão o selo dO Deus Vivo. Aqueles que estão planejando e praticando o pecado serão passados por alto. Somente aqueles que, em sua atitude perante Deus, estão preenchendo a posição daqueles que se arrependem e confessam seus pecados no grande dia antitípico da expiação, serão reconhecidos e marcados como dignos da proteção de Deus." Este texto está em Testemunhos para Ministros, pg. 445. A proteção de Deus será muito importante para Seu povo, quando todo o mundo estiver sendo destruído. Desastres como o que aconteceu na Ásia serão cada vez mais freqüentes e maiores em destruição. Ellen White experimentou isso em visão: "Durante a noite uma cena muito impressionante passou perante mim. Parecia haver grande confusão e conflito de exércitos. Um mensageiro dO Senhor se posicionou à minha frente e disse-me: 'Chama a tua família! Eu vou guiar vocês. Sigam-me!' Ele desceu-me por uma passagem escura, através de uma floresta, depois através das gargantas de montanhas, e disse, 'aqui vocês estão seguros'. Haviam outros que tinham sido conduzidos a esse retiro. O mensageiro celestial disse: 'O tempo de angústia começou como um ladrão na noite, como O Senhor vos advertira que viria.'" Maranata, pg. 270.


Desastres como o da Ásia se tornarão mais freqüentes e mais destruidores. O mundo está se tornando menos estável e mais caótico. Enquanto isto ocorre, a atenção será dirigida ao povo de Deus como sendo a causa dos desastres. O demônio personificando Maria, em Fátima, disse ao Papa que haveriam imensos desastres, e que isso se daria por causa da rebelião do homem contra Deus. Mas isto é enganoso. Isto prepara o povo para ser enganado, e finalmente se tornará a base para a perseguição dos verdadeiros seguidores de Jesus. Mas Deus sabe como proteger Seu povo, contudo somente aqueles que se arrependerem e confessarem seus pecados e os abandonaram perante o juízo é que serão o Seu povo protegido. Somente aqueles que tem fervorosamente purificado suas almas, lançando fora todo pecado, inclusive os pecados secretos. Meu amigo, você tem abandonado todos os pecados em sua vida? Você tem se certificado de estar vivendo de toda a palavra que sai da boca de Deus? Agora é o tempo de preparar-se. Seu tempo de graça é a única oportunidade que você ainda tem de desenvolver um caráter que sustentará sua fé na prova. A crise é gradual porém furtiva sobre nós. Não nos demoremos por mais tempo! Jesus precisa de você. Ele precisa que você apronte sua vida para as maiores dores e o maior caos. Ele precisa que você dê a advertência e ajude, onde quer que você possa, a advertir almas do perigo que elas correm. Muitas pessoas não querem pensar nisso, mas desastres gigantescos são uma das maneiras pelas quais Deus as está despertando. Sejam eles um chamado ao despertamento também para você e para mim. Vamos orar: Nosso Pai que está nos céus, ficamos chocados com a magnitude da devastação e da destruição na Ásia no desastre recente que ocorreu lá. Mas nós sabemos que isto é só o começo das dores. Por favor Senhor, ajude-nos a nos prepararmos para a crise final. Sabemos que muitos de nossos irmãos crentes também não estão preparados. Oh Senhor, mostra-nos como podemos despertá-los. Que nós possamos viver para Ti. Que abandonemos todos os nossos pecados, os pecados que nos assediam constantemente, nossos pecados secretos, nossos pecados pequenos, a fim de que possamos ter O Espírito Santo no poder da chuva serôdia. Em nome de Jesus eu oro. Amém!


tsunami