Page 1

Boletim

Ecetistas em Luta Edição Brasília - ano IX- nº 113 -

sexta-feira, 7 de março de 2014

Órgão da corrente nacional Ecetistas em Luta

- Distribuição gratuita -

Na Internet: olhovivoecetista.blogspot.com.br • fones: (61) 3225-9155 ou 9556-4183 (Juliano) Receba o boletim Ecetistas em Luta por e-mail, escreva para: correios@pco.org.br

NÃO AO POSTAL SAÚDE

SÓ OS TRABALHADORES PODEM BARRAR A PRIVATIZAÇÃO DO CONVÊNIO Os trabalhadores dos Correios estão em greve contra a destruição do plano de saúde da categoria pelos banqueiros internacionais que querem roubar o dinheiro dos trabalhadores

A greve que acontece nesse momento é parte da luta de anos contra a entrega do patrimônio brasileiro para os capitalistas estrangeiros. A luta contra a destruição do Convênio Médico é parte importante da luta contra a privatização da ECT. A vitória dessa greve será decisiva não só para os Correios, mas para as demais categorias. Se o governo e os patrões forem mal sucedidos, os trabalhadores de todas as empresas serão fortalecidos na luta contra os ataques dos capitalistas. A saída encontrada pelos capitalistas para se recuperarem da crise econômica internacional é “espremer” ainda mais os trabalhadores. O que está na ordem do dia são os planos de austeridade como o que está sendo colocado em prática na Grécia, em Portugal e em vários países, provocando um devastação nesses lugares. No Brasil,

não é diferente. Os planos de austeridade consistem em arrochar salários, retirar direitos, privatizar empresas públicas, diminuir o tempo de aposentadoria; todo o tipo de medida que visa a retirar ainda mais o dinheiro dos trabalhadores e dar nas mãos dos capitalistas. Em resumo, os planos de austeridade não passam de um

cipalmente contra os grandes capitalistas e banqueiros parasitas das riquezas dos trabalhadores do mundo todo. Na campanha salarial de 2012 e de 2013, a empresa tentou destruir o Correios saúde e foi impedia pela mobilização dos trabalhadores, que pressionou o TST a rejeitar a tentativa de mudança na Cláusula 11 do

Trabalhadores de Minas Gerais em greve!

roubo da população. Portanto, a luta dos trabalhadores dos Correios contra a privatização do Plano de Saúde é uma luta decisiva, não apenas contra a direção da ECT, não apenas contra o governo, mas prin-

Acordo Coletivo, que trata sobre a Ssistência Médica. Mesmo assim, após a campanha salarial, a direção da ECT está quebrando o acordo e por isso os trabalhadores têm o direito legal de fazer a greve.


SEIS POR MEIA DÚZIA

COM A AJUDA DO PSTU, PT LANÇA DUAS CHAPAS NAS ELEIÇÕES DO SINTECT-DF Nas eleições do Sintect-DF, chapa 01 e chapa 02 estão defendendo a mesa de negociação pelega com a ECT, para entregar o plano de saúde da categoria

As eleições para a diretoria do Sintect-DF possui três chapas inscritas, porém duas delas estão em conluio com a ECT, na MNNP, Mesa de Negociação Permanente, ou manobra nacional de negociação pelega. É a chapa da situação, Chapa 01, que tem como presidente Amanda Corcino, e da chapa da oposição consentida, Chapa 2, de Robson Neves; os dois estão na manobra de negociação pelega, tendo assinado documentos, de forma ilegal, como representantes da Fentect, que nunca foi chamada para essa mesa de pelegos. O último Acórdão coletivo do TST (Tribunal Superior do Trabalho) determinou que a ECT deve montar “mesas temáticas” para discutir com a Fentect temas pendentes do dissídio, como Anistia, Sistema de Distritamento, entre outros assuntos. Mas a ECT, contando com os pelegos citados acima, organizou reuniões fraudulentas na MNNP, com os presidentes dos sindicatos que a empresa convidou e pagou tudo para eles estarem negociando e rifan-

do direitos da categoria. O MTC, de Robson Neves, está encabeçando a Chapa 02, que tem Jacó/ PSTU como associado. Todos se juntaram nessa oposição de fachada, pois, no fundo, estão sentados, servindo café e deitando no chão para os chefões da ECT limparem os pés na MNNP. É pelo mesmo motivo que o Sintect-DF não fez nenhuma defesa da greve em defesa do plano de saúde. Estão todos, chapa 01 e 02, na MNNP, que tem como objetivo acabar com direitos dos trabalhadores dos Correios.

Jacó (PSTU), Avelino (PT/MTC) e Robson Neves (PT/MTC) que está na mesa pelega com a ECT.

Chapatrão 01 (PT), Chapatrão 02 (PT/ PSTU), dá tudo na mesma Não tem campanha eleitoral de fato em Brasília, o que existe é uma troca de favores entre a Chapa 01 e Chapa 02. Estão juntos nessa eleição fraudulenta e sem fazer campanha séria em defesa dos direitos da categoria, como o plano de saúde. É por isso que a Chapa 03 tem convocado os trabalhadores a entrarem em greve diante dos ataques da ECT ao plano de saúde. A chapa 03, “Ecetistas em Luta/Oposição – Fora Patrão! O Sindicato é do Peão!” também está denunciando que o processo eleitoral do Sintect-DF é uma fraude total, com vários obstáculos para o trabalhador participar; como a comissão eleitoral nomeada pelo próprio sindicato, prazo de campanha ínfimo, enfim, chapas 01 e 02 estão consorciadas no golpe das eleições do Sintect-DF e, juntos, estão na manobra nacional de negociação pelega.

Eel df 113 7 3 14