Page 1

NATAL, QUARTA-FEIRA, 3 DE OUTUBRO DE 2012 / NOVO JORNAL /

9

Editor Viktor Vidal

Política

E-mail viktorvidal@novojornal.jor.br Fones 84 3342.0358 / 3342.0350

HORA DE DESLIGAR

PRAZOS AMANHÃ

▶ CANDIDATOS ▷ Termina a propaganda eleitoral gratuita no rádio e televisão.

▷ Último dia para realização de comícios e reuniões políticas

▷ Último dia para a realização de debate no rádio e na televisão

/ PROPAGANDA / HOJE É O ÚLTIMO DIA DOS CANDIDATOS A PREFEITO NA TV. ATÉ O DIA ELEIÇÃO, JUSTIÇA PREVÊ REGRAS E PROIBIÇÕES NA CAMPANHA DINARTE ASSUNÇÃO DO NOVO JORNAL

COM A APROXIMAÇÃO das eleições deste domingo, a Justiça Eleitoral aperta a lista de permissões e põe em alerta, principalmente, os candidatos. O eleitor, entretanto, também deve ficar atento ao que pode e ao que é vedado a partir de hoje. Após 41 dias - ou 82 horas - termina amanhã a propaganda eleitoral gratuita no rádio e televisão, a quatro dias das eleições. Para hoje, estão programadas as últimas veiculações dos candidatos a prefeito de Natal. Amanhã, os postulantes da Câmara Municipal terão sua última chance de convencer o eleitor. Embora o calendário eleitoral seja estipulado meses antes da realização do pleito, é comum que as normas sejam confundidas, levando à transgressão por parte, principalmente, dos candidatos. Por exemplo, a regra que define

expirar amanhã a propaganda no rádio e televisão não é válida para as demais mídias. Até sexta-feira, ainda é permitida a divulgação paga de propaganda eleitoral na imprensa escrita, sendo permitida também a reprodução na internet. Na reta final, o calendário destaca permissões e proibições voltadas aos candidatos. As regras passam por detalhes, o que pode fazer incorrer em irregularidades os mais desatentos. Para hoje, não está prevista a vigência de nenhuma restrição. Já a partir de amanhã, a três dias do pleito, o candidato deve atentar que é o último dia em que será permitida a realização de comícios ou reuniões políticas. As regras balizam ainda a utilização de aparelhagem sonora fixa, que será permitida das 8h à meia noite. Amanhã também é data final para realização de debates entre os candidatos em todo o país. Em Natal, o evento será realizado

▶ JUSTIÇA ELEITORAL ▷ Começa a vigorar o prazo

pela InterTV Cabugi, com início previsto após a minissérie Gabriela. Uma curiosidade dessa concessão é que a Justiça Eleitoral permite que os debates se estendam até as 7h da manhã seguinte. No sábado, o candidato terá a última oportunidade de fazer propaganda eleitoral. De acordo com as regras estabelecidas, ele só poderá se utilizar de altofalantes ou amplificadores de som, e das 8h às 22h. Também nesse dia, expira o prazo para a distribuição de material gráfico e a promoção de caminhada, carreata, passeata ou carro de som que transite pela cidade divulgando jingles ou mensagens de candidatos. Para os partidos, o único prazo expira amanhã, quando deve ser informado o nome das pessoas autorizadas a expedir as credenciais dos fiscais e delegados que estarão habilitados a fiscalizar os trabalhos de votação durante o pleito eleitoral. HUMBERTO SALES / NJ

para expedição de salvoconduto em favor de eleitor que sofrer violência moral ou física na sua liberdade de votar

SEXTA-FEIRA

▶ CANDIDATOS ▷ Último dia para a divulgação paga, na imprensa escrita, e a reprodução na internet, de propaganda eleitoral

SÁBADO

▶ CANDIDATOS ▷ Último dia, até as 22 horas, para a distribuição de material gráfico e a promoção de caminhada, carreata, passeata ou carro de som que transite pela cidade divulgando jingles ou mensagens de candidatos.

▶ ELEITOR ▷ Último dia para entrega da segunda via do título eleitoral.

▶ JUSTIÇA ELEITORAL ▷ Divulgação da correspondência entre as urnas e as respectivas zonas eleitorais

DOMINGO

▶ CANDIDATOS ▷ É vedada a veiculação de qualquer propaganda eleitoral

▶ ELEITOR ▷ É proibida a aglomeração de pessoas portando vestuário padronizado, bem como bandeiras, broches e adesivos que caracterizem manifestação coletiva. ▷ Ao se dirigir à cabine de votação, o eleitor não pode portar celular, máquinas fotográficas, filmadoras, equipamento de radiocomunicação ou qualquer instrumento que possa comprometer o sigilo do voto.

▶ JUSTIÇA ELEITORAL ▷ Aos servidores, fica vedada a utilização de vestuário ou objeto que contenha qualquer propaganda de partido político, de coligação ou de candidato.

▶ TRE está de olho nas infrações eleitorais

RESTRIÇÕES TAMBÉM PARA O ELEITOR Em relação ao eleitor, o cerco da Justiça Eleitoral para fazer transcorrer naturalmente o pleito de domingo começou desde ontem, quando passou a vigorar a regra que proíbe a prisão de eleitores, salvo em flagrante delito ou em virtude de sentença condenatória por crime inafiançável. A regra prevê também que há possibilidade de prisão para quem descumprir salvo-conduto. A regra faz parte do Código Eleitoral e deverá ser cumprida até 48 horas depois do encerramento da eleição e já passou a valer desde 22 de setembro para candidatos, membros de mesa receptora (como mesários) e fiscais de partidos. Ainda no período anterior ao pleito, o eleitor tem até sábado para adquirir a segunda via do título eleitoral. Já no domingo, no dia da eleição, as regras para o eleitorado passam a ser mais rígidas. Até o

encerramento da votação, é proibida a aglomeração de pessoas portando vestuário padronizado, bem como bandeiras, broches, dísticos e adesivos que caracterizem manifestação coletiva, com ou sem utilização de veículos. Também é vedado ao eleitor portar aparelho de telefonia celular, máquinas fotográficas, filmadoras, equipamento de radiocomunicação ou qualquer instrumento que possa comprometer o sigilo do voto, devendo ficar retidos na mesa receptora enquanto o eleitor estiver votando As regras aplicadas na legislação eleitoral também contemplam obrigatoriedade para a própria Justiça Eleitoral. A partir de amanhã, começa a vigorar o prazo para expedição de salvo-conduto em favor de eleitor que sofrer violência moral ou física na sua liberdade de votar. No sábado, o Tribunal Supe-

rior Eleitoral deverá disponibilizar em sua página virtual a tabela de correspondência entre as urnas e as respectivas seções eleitorais. No domingo, o rito da eleição também prevê regras específicas para quem estiver trabalhando para a Justiça Eleitoral. Às 7h, se instala a seção eleitoral. Às 7h30, constatado o não comparecimento do presidente da mesa receptora, assumirá a presidência o primeiro mesário e, na sua falta ou impedimento, o segundo mesário, um dos secretários ou o suplente, podendo o membro da mesa receptora que assumir a presidência nomear, dentre os eleitores presentes, os que forem necessários para completar a mesa. Ao pessoal que trabalhará no dia da eleição a serviço da Justiça Eleitoral, fica vedada a utilização de vestuário ou objeto que contenha qualquer propaganda de partido político, de coligação ou de candidato. A regra se estende aos fiscais de partidos, que devem ser identificados com crachás e identificação da legenda à qual estará a serviço.

/ CONTAS /

PROCESSO DE CARLOS EDUARDO FICA PARA DEPOIS DA ELEIÇÃO CLÁUDIO OLIVEIRA DO NOVO JORNAL

FICARÁ PARA DEPOIS

das eleições o julgamento dos recursos da Câmara e da prefeitura Municipal de Natal que podem tornar o candidato Carlos Eduardo (PDT) inelegível e, consequentemente, impedido de ser diplomado como prefeito da cidade, caso seja eleito. O desembargador Vivaldo Pinheiro, responsável pelo processo no Tribunal de Justiça do Estado, declarou via assessoria de imprensa do TJ que não será julgado o processo nesta semana. A assessoria de imprensa disse não ter sido externada pelo magistrado nenhuma expectativa de data para o processo entrar na pauta de julgamento. O desembargador poderá anular a liminar expedida pelo juiz Geraldo Mota, da 3ª Vara da Fazenda, que permitiu a candidatura do ex-prefeito após a Câmara Municipal reprovar suas contas. Com a reprovação da contas referentes ao ano de 2008, Carlos Eduardo estaria inelegível enquadrado pela Lei da Ficha Limpa, fato que impediria a sua candidatura. Em suma, o desembargador vai dizer se cabe à Câmara Municipal ou ao Tribunal de Contas do Estado julgar as contas do prefeito. Baseado na Constituição Federal o pleno do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) entende que essa competência pertence às Câmaras que têm a obrigação de fiscalizar o Executivo. A defesa de Carlos Eduardo pensa diferente e alega que cabe ao Tribunal de Contas tal função.

TRE DEVOLVE TEMPO E NEGA MANIPULAÇÃO DE PESQUISA Enquanto a decisão sobre os recursos não chega, Carlos Eduardo comemora por ter conseguido ontem reverter parciamente a sentença que o condena a pagar R$ 60 mil em multas, sob acusação de manipular resultado de pesquisa eleitoral em seu programa de tevê no dia 10 de setembro passado. Na tarde de ontem, o pleno do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) o absolveu por quatro votos a três. Sua coligação havia entrado com recurso após contra a ação da coligação “Natal Merece Respeito” , de Hermano Morais

Advogados das coligações adversárias garantem que Carlos Eduardo pode ser impugnado mesmo que seja eleito no primeiro turno. Eles defendem a tese de uma disputa entre o segundo e terceiro colocados, desde que a liminar a favor de Carlos Eduardo seja derrubada até o último dia previsto para o segundo turno. Mas se a decisão não sair e a disputa for para o segundo turno resultando na vitória de Carlos Eduardo, o alvo passa a ser a sua diplomação no início de 2013. O segundo colocado, que de acordo com as pesquisas é Hermano Morais (PMDB), pode pedir à Justiça Eleitoral para impugnar a diplomação, entretanto, o advogado Aluísio Dultra, da coligação “Natal Merece Respeito” de Hermano Morais, já declarou que as expectativas da não estão voltadas para este julgamento, mas sim, para os programas e propagandas eleitorais. Se o desembargador Vivaldo Pinheiro julgar procedentes os recursos da Câmara Municipal, a coligação ainda estudará o assunto para impedir que o ex-prefeito seja empossado. Já a Câmara Municipal de Natal declarou, por meio do procurador-geral Thiago Fernandes que não ficará inerte e levará o caso ao Supremo Tribunal Federal (STF) e ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), caso o magistrado julgue os recursos improcedentes. Seja qual for a decisão do desembargador, ambas as partes poderão recorrer às instâncias superiores.

(PMDB), que o acusando-o de distorcer os números da pesquisa. Além das multas, uma de R$ 10 mil e outra de R$ 50 mil, Carlos Eduardo também perdeu de dois minutos e dezesseis segundos em dois programas. Agora os juizes entenderam que não houve irregularidade na forma como o ex-prefeito apresentou as estimativas de votos válidos que o apontam como lider no pleito, com base nas pesquisas eleitorais. Carlos Eduardo recebe de volta os dois minutos e doze segundos que seriam subtraídos do seu programa eleitoral na tarde de hoje e à noite recebe dois minutos e doze a mais que serão retirados do Programa de Hermano Moraes. A decisão sobre as multas ocorrerá no julgamento do mérito da matéria.


10

/ NOVO JORNAL / NATAL, QUARTA-FEIRA, 3 DE OUTUBRO DE 2012 Editor Everton Dantas

Economia

E-mail evertondantas@novojornal.jor.br

INDICADORES

Fones 84 3342.0358 / 3342.0350 DÓLAR COMERCIAL TURISMO

2,027 2,130

EURO

IBOVESPA

TAXA SELIC

IPCA (IBGE)

2,619

-0,59% 59.222,08

7,5%

0,41%

DIA ÚTIL PARA O PREJUÍZO / CÁLCULO / PARA CADA FERIADO EM DIA ÚTIL (COMO O DE HOJE) O RIO GRANDE DO NORTE PERDE EM MÉDIA R$ 23,9 MILHÕES. SÓ A GUARARAPES ESTIMA DEIXAR DE PRODUZIR R$ 3 MILHÕES

NEY DOUGLAS / NJ

JALMIR OLIVEIRA

DO NOVO JORNAL

O FERIADO EM memória aos Mártires de Cunhau e Uruaçu, celebrado hoje, é mais que a recordação de um pedaço da história do Rio Grande do Norte. Para o setor produtivo potiguar, é, de fato, uma grande dor de cabeça. O prejuízo causado neste feriado ainda não possui um estudo técnico específico, mas se estima uma perda de R$ 23,9 milhões no produto interno bruto (PIB) estadual. Somente o Grupo Guararapes perde, a cada feriado, mais de R$ 3 milhões em faturamento. O cálculo total do prejuízo causado pelos feriados no Brasil foi realizado pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), ainda no mês de fevereiro. No Rio Grande do Norte, são mais de R$ 287 milhões perdidos em razão dos inúmeros feriados de 2012. Isso significa uma redução de 4,8% do produto interno bruto potiguar, estimado em R$ 5,9 bilhões. No Brasil, os feriados devem gerar um prejuízo de R$ 45 bilhões. O valor representa o dobro

VANESSA SIMÕES / NJ

▶ João Lima, presidente do Sindicato Têxtil

FERIADO No Rio Grande do Norte, o dia 3 de outubro é, desde 2006, feriado estadual para comemoração do Dia dos Bem-Aventurados Mártires de Cunhaú e Uruaçu. A data relembra dois massacres contra católicos no ano de 1645. Em 16 de julho de 1645, o padre André de Soveral e setenta fiéis católicos foram atacados e mortos por índios potiguares e militares holandeses, no Engenho Cunhaú, município de Canguaretama. Três meses depois, em 03 de outubro, outras 80 pessoas foram mortas. Em 1989, o Vaticano formalizou o processo de beatificação dos mártires. Em 5 de março de 2006, o Papa João Paulo II celebrou a beatificação dos primeiros mártires brasileiros. Em maio do mesmo ano, o Governo do Estado sancionou a lei que torna o dia 03 de outubro em feriado estadual.

do atual orçamento do Ministério dos Transportes. A data comemorativa desta quarta-feira é um dos 18 feriados - entre nacionais e estaduais - programados para este ano em território potiguar. Deste total, nada menos que 12 estão dispostos em dias úteis. O RN, por sinal, é a terceira unidade da federação com maior número de feriados estaduais, com dois dias úteis de produção a menos no calendário. O primeiro é hoje, com os mártires, e o segundo é o dia Nossa Senhora da Apresentação, no dia 21 de novembro, uma segunda-feira. Só perdemos para o Rio de Janeiro e Acre em número de feriados estaduais, com três datas comemorativas em cada unidade federativa. Dos 20 países mais ricos do mundo, o Brasil é o segundo com o maior número de feriados. Só está atrás do Japão, com 14 datas comemorativas. O dia dos mártires foi alçado ao título de feriado pelo Governo do Estado em maio de 2006, três anos após a beatificação dos 69 mártires, tidos como exemplos de fé cristã e defensores da Igreja Católica, e que foram massacrados por holandeses no ano de 1645, por supostamente não aceitarem a imposição da religião protestante calvinista. Para o presidente do Sindicato das Indústrias Têxteis do Rio Grande do Norte, João Lima, os feriados são nocivos à atividade produtiva. “Não temos dados concretos, mas as perdas são reais. É um dia em que as máquinas ficam paradas, só que os custos não. Temos de arcar com os encargos trabalhistas, mesmo que as portas da indústrias estejam paradas”, afirmou. O RN possui hoje 100 empresas têxteis. João Lima, que também é superintendente da Coteminas no Estado, não revelou quais são as perdas amealhadas da indústria têxtil que representa, por ra-

R$ 287 Milhões é a estimativa da perda que os feriados trazem ao RN

O QUE FUNCIONA HOJE

▶ Um dia útil parado para a Guararapes implica menos 18 mil peças Comércio de Rua

zões de sigilo empresarial, mas se mostrou preocupado o grande número de dias úteis perdidos este ano. “Não se pode permitir tanto tempo perdido. Em outubro, por exemplo, são dois dias sem produção”, criticou. Além da celebração aos martíres, nesta quarta-feira, o feriado da padroeira do Brasil - Nossa Senhora de Aparecida -, também será em um dia da semana, uma sexta-feira. O mês de novembro é recordista em datas comemorativas: três. Finados, no dia 02 (sexta-feira); Proclamação da República, dia 15 (Quinta-feira); e a padroeira de Natal. Hoje, pelo menos, será um dia normal para a fábrica Guararapes, no Distrito Industrial de Extremoz. Os 11 mil funcionários da empresa entraram em acordo com a direção, e, por conta das eleições deste domingo, a folga foi transferida para a próxima segun-

da-feira. Isso vai facilitar a locomoção de muitos trabalhadores que têm domicílio eleitoral em cidades do interior. Um feriado representa menos 180 mil peças produzidas para a Guararapes, ou algo em torno de R$ 3 milhões a menos no faturamento da empresa. Ou seja, só em 2012 a indústria deixou de produzir mais R$ 36 milhões, com os 12 feriados em dias úteis de 2012

COMÉRCIO

O setor comercial potiguar também reclama de perdas financeiras, as críticas são mais brandas. “É um dia a menos de lucro a menos. Muitos estabelecimentos fecham às portas e as perdas são consideráveis. Mas os grandes magazines não fecham e em alguns locais já possuem esquemas para reequilibrar as perdas financeiras”, disse Marcelo Quei-

▶ Alecrim: Abertura facultativa até 12h, mas a maioria das lojas fecha. ▶ Centro da Cidade: Abertura facultativa, mas grandes lojas abrem normalmente, como C&A que abre das 08h às 18h, Riachuelo, que abre das 08h às 16h. ▶ Zona Norte: Abertura facultativa, e a maioria das lojas abre até 12h. Shoppings

▶ Shopping Midway Mall ▷ Praça de Alimentação e lazer: Das 11h às 22h.

▷ Lojas: A partir das 12h às 21h.

▶ Natal Shopping ▷ Praça de Alimentação e Lazer: 11h às 22h.

HUMBERTO SALES / NJ

OPINIÃO DIVIDIDA Em Natal, a população se mostra divida quanto ao feriado dos mártires. Alguns se posicionam favoráveis à celebração; já outros são contra e também acham que o Brasil possui feriados demais. “Acho justo. É uma celebração aos que não negaram a fé, nem mesmo diante da morte. Ainda mais, eles foram beatificados, são potiguares, e temos de lembrar sempre este fato da nossa história”, disse a professora Hilda Marinho, 62. Já a estudante Flávia de Maria Silva, 17, afirmou que o feriado fortelece o catolicismo no Rio Grande do Norte. “É uma data que nos une, nos engrandece e nos mostra a importância da fé”. Para o professor Francisco das Chagas, 32, a celebração não deveria ser transformada em um feriado. “É um fato histórico, mas que não poderia tomar dia útil. A economia sofre e é um dia a menos para pagar as contas”, argumentou. O motorista Gilson Antônio Lima Alves, 43, também é contrário ao feriado. “Só é bom para quem não gosta de trabalhar. Eu acho que é um prejuízo”, disparou.

roz, presidente da Federação do Comércio do Rio Grande do Norte (Fecomércio). A entidade representativa do varejo potiguar também não possui um estudo relativo às perdas provocadas por feriados. Mas, um estudo feito pela Fundação Getúlio Vargas, de abril deste ano, aponta que o Brasil deixa de arrecadar mais de R$ 14 bilhões em impostos. Ele argumentou ainda que o feriado estadual é ainda mais prejudicial à economia potiguar. “Em alguns casos, como em feriados nacionais, o turismo é muito beneficiado. Bares, restaurantes e outros estabelecimentos ganham com a vinda de pessoas de outros lugares. Mas, em outras situações, no caso do dia dos Martíres, que é restrito ao Rio Grande do Norte, nem mesmo o ramo de serviços tem algum lucro”.

▷ Lojas e Quiosques: 14h às 21h.

EU SEI QUE O SETOR PRODUTIVO TEM SUAS PERDAS, MAS ELAS SÃO PONTUAIS. TEMOS DE DAR MAIS ATENÇÃO A NOSSA PRÓPRIA DIMENSÃO E CUIDAR MAIS DO NOSSO ESPÍRITO” Dom Jaime Vieira Rocha Arcebispo

Norte Shopping ▷ Praça de Alimentação e lazer: das 11h às 22h. ▷ Lojas e Quiosques: 14h às 21h.

▶ Praia Shopping ▷ Praça de Alimentação e Lazer: A partir das 11h.

▷ Lojas e Quiosques: 15h à 21h.

▶ Shopping Cidade Jardim ▷ Praça de Alimentação: A partir das 11h.

▷ Lojas e Quiosques: 14h à 20h.

A DEFESA DA FÉ O Arcebispo de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha, defende a data comemorativa desta quarta-feira. Para ele, a população deve procurar o fortalecimento da fé e também dar maior atenção aos cuidados do espírito. “Eu sei que o setor produtivo tem suas perdas, mas elas são pontuais. Eu acredito que temos de dar mais atenção a nossa própria dimensão e cuidar mais do nosso espírito”, disse. Ele ainda afirma que a data de hoje já é uma das celebrações

da Igreja Católica no Rio Grande do Norte. “Esta é uma data propicia. Exaltamos o exemplo daqueles que nos mostraram um grande exercício de fé. São, inclusive, os patronos estaduais da nossa igreja”, apontou. O arcebispo de Natal contou que as comemorações, que serão realizadas hoje no monumento de em homenagem aos Mártires de Cunhaú e Uruaçu, no município de São Gonçalo do Amarante, terão missas e apresentações

▶ Shopping Via Direta ▷ Praça de Alimentação musicais. As celebrações iniciam às 07 da manhã. Para Dom Jaime, o feriado de hoje, de fato, é um exercício de fé. “Precisamos reconhecer a defesa aos preceitos cristãos. Eles (mártires) foram perseguidos, martirizados e nunca negaram a fé. Foram todos beatificados em 05 de março de 2000. Nós respeitamos a liberdade religiosa, vivemos num Estado Laico, mas esta data é importante para todo o povo católico potiguar”, afirmou.

e Lazer: Das 12h às 22h.

▷ Lojas e Quiosques:

Abertura facultativa das 14h às 20h.

Supermercados

▶ Funcionamento normal das grandes redes. Bancos

▶ Todos fecham


NATAL, QUARTA-FEIRA, 3 DE OUTUBRO DE 2012 / NOVO JORNAL /

11

Editor Moura Neto

Cidades / SENTENÇA / JUSTIÇA ACATA PEDIDO DO MPE E DETERMINA INTERVENÇÃO PARCIAL NA URBANA; DIREÇÃO DO ÓRGÃO DIZ QUE VAI COLABORAR COM A DECISÃO JUDICAL

MARCO CARVALHO DO NOVO JORNAL

A “CAIXA-PRETA” DAS finanças da Companhia de Serviços Urbanos de Natal (Urbana) começará a ser aberta e fiscalizada pelo Ministério Público Estadual. A Justiça publicou ontem a decisão deferindo parcialmente o pedido do MP, que agora tem 10 dias para designar um interventor com objetivo de atuar junto ao órgão. O MP passará a acompanhar de perto as atividades desenvolvidas pela Urbana após não considerar satisfatório o trabalho de uma Comissão de Fiscalização, que já atua há mais de um ano na companhia. O deferimento parcial da Justiça ao pedido do MP surge depois de tentativas de conciliação e acordos que se arrastavam de maio de 2011 para cá. O interventor a ser designado irá “participar ativamente da fiscalização financeira da Urbana com poderes vinculados ao exame de contratos firmados com terceiros para prestação de serviço público de limpeza, de modo que todos os pagamentos a serem feitos seja levados ao seu conhecimento”, como foi especificado em sentença pelo juiz Geraldo Antônio da Mota, da 3ª Vara da Fazenda Pública. Além disso, será atribuição do interventor “acompanhar o sistema de coleta, transporte e destinação do lixo em Natal, com poderes vinculados à fiscalização diária dessa atividade, de modo a examinar qualquer serviço com suspeita de fraude, ou violando qualquer princípio administrativo”. Competirá também ao profissional ainda a ser escolhido “identificar e relacionar todos os contratos firmados pela Urbana com terceiros para prestação de serviços de limpeza”. A primeira obrigação do interventor será de, em 30 dias, apresentar um cronograma minucioso de execução, duração de fiscalização e relatório da situação financeira, da estrutura administrativa e patrimonial da Urbana. A decisão da Justiça surge um ano após a elaboração do pedido por parte do MP. O pedido detalha diversas supostas irregularidades recorrentemente cometidas pela administração do órgão.

Fones 84 3342.0358 / 3342.0350

A CAIXA-PRETA DO

LIXO Elas foram detalhadas em petição enviada à Justiça. O MP, através dos promotores João Batista Machado Barbosa, Sílvio Ricardo Gonçalves de Andrade Brito e Rodrigo Martins da Câmara, esclarecem que “foram constatadas graves irregularidades na coleta de lixo em diversos pontos da cidade, destacando-se atitudes desleais de empresas contratadas pela Urbana para execuções dos serviços de limpeza”. Os promotores detalharam que empresas estariam agregando aos resíduos domésticos grande quantidade de areia e terra para aumentar o peso e o valor da carga de forma indevida até à chegada à estação de transbordo. A suposta manobra resulta em desvio de recursos públicos. O MP lista ainda supostas irregularidades resultantes da falta de fiscalização na estação de transbordo de Cidade Nova zona Oeste de Natal. O processo judicial relata ainda tentativas de acordo através de um Termo de Ajustamento de Conduta, o qual incluía a instalação de câmeras de vídeo e rastreadores para controles de caminhões que ingressam na Estação de Transbordo. O TAC não alcançou consenso ao final das discussões. Através de nota enviada à imprensa, a Urbana disse que está disposta a colaborar com o que for necessário. “Com relação à decisão do juiz titular da 3ª Vara da Fazenda Pública, o Excelentíssimo Senhor Geraldo Antônio da Mota, que deferiu parcialmente o pedido do Ministério Público, garantindo à justiça o direito de fiscalizar o trabalho da Urbana, a diretoria da Companhia de Serviços Urbanos de Natal informa que está disposta a colaborar com o que for necessário para o melhor atendimento das determinações judiciais, por considerar importante o acompanhamento das suas atividades e trabalho”, informou a nota. A diretoria da Urbana foi procurada pela reportagem do NOVO JORNAL durante toda a manhã e parte da tarde de ontem. No início da tarde enviou nota à imprensa, mas o diretorpresidente João Bastos não se prontificou a dar entrevista ao jornal.

VANESSA SIMÕES / NJ

E-mail mouraneto@novojornal.jor.br

João Bastos, diretor-presidente da Urbana: nota oficial à imprensa

VANESSA SIMÕES / NJ

▶ Companhia de Serviços Urbanos de Natal passará a ser fiscalizada diretamente por um interventor que será designado pelo MPE em até dez dias

“IDEAL SERIA A INTERVENÇÃO TOTAL”, DIZ PROMOTOR O promotor do Meio Ambiente, João Batista Machado Barbosa, comentou ao NOVO JORNAL a decisão da Justiça que deferiu parcialmente o pedido do Ministério Público. Ele disse ter ficado “um pouco frustrado”, mas entende a intervenção parcial como o primeiro passo para melhoria na Urbana. “Ficamos um pouco frustrados. O ideal seria uma intervenção total com a retirada dos atuais gestores dos cargos que ocupam. Em termos de gestão, eles não são capazes de desenvolver um trabalho digno”, declarou o promotor João Batista Machado. A retirada dos gestores dos cargos foi o ponto solicitado pelo MP e não contemplado pela Justiça. O promotor informou que o nome do interventor da Urbana ainda está sob análise e que ainda há o prazo de 10 dias para que ocorra a designação. “Iremos acompanhar diariamente o trabalho da Urbana. Se possível, haverá um acompanhamento horário para que possa ser virada essa página do órgão”, afirmou. Sob análise do MP, estarão todos os contratos firmados com a companhia de limpeza de Na-

DÍVIDAS DA URBANA SUPERAM R$ 40 MILHÕES O processo que corre na 3ª Vara da Fazenda Pública de Natal detalha o registro de dívidas da Urbana com empresas terceirizadas. Entre janeiro de 2011 e maio de 2012, o total acumulado de dívidas para mais de 10 empresas e caçambeiros supera os R$ 40 milhões. São listados débitos com empresas como Marquise e Líder, diretamente ligadas à coleta diária na capital, e também à Braseco, relativo ao recebimento de lixo no aterro sanitário.

NEY DOUGLAS / NJ

O PRIMEIRO PASSO FOI DADO. SE NECESSÁRIO, IREMOS PEDIR MEDIDAS MAIS ENÉRGICAS À JUSTIÇA”

▶ Todos os contratos firmados pela Urbana serão analisados

João Batista Machado, Promotor MAGNUS NASCIMENTO / ARQUIVO NJ

tal. “O primeiro passo foi dado. Se necessário, iremos pedir medidas mais enérgicas à Justiça”, disse o promotor, acrescentando que prefere não fazer previsões sobre a relação da intervenção com a prestação de serviços notado na cidade. Em junho de 2011, a Justiça já havia determinado intervenção no órgão. A diferença para a mais recente intervenção é de que, naquela oportunidade, membros designados pela Prefeitura foram de-

signados para assumir a função de interventores. “O ente que maior interesse tem no retorno à normalidade administrativa da sociedade anônima (a Urbana) é o sócio majoritário, no caso, o município de Natal, para quem deverão ser direcionadas as determinações primeiras, antes mesmo de se pensar em qualquer medida de intervenção por terceiro”, lia-se na decisão datada do ano passado.

Em um balanço patrimonial divulgado no mês de abril no Diário Oficial do Município, o prejuízo acumulado da Urbana durante o seu exercício atingia a marca de R$ 114 milhões. O promotor João Batista Machado dividiu sua análise sobre a questão de dívidas em dois pontos. Primeiro, ele disse que é preciso analisar de forma mais profunda as contas da Urbana para que se alcance a real dimensão das dívidas. “É necessário que sejam realizadas auditorias. Pode ser que o valor das dívidas seja muito maior”. Como segundo ponto, o promotor afirmou que o débito da Ur-

bana com as empresas terceirizadas não deveria influenciar na coleta diária na cidade. “A dívida não é justificativa para a interrupção dos serviços. Isso foi discutido em encontro com o MP e ficou definido que as empresas retomariam normalmente o trabalho com o pagamento do mês e posterior renegociamento do débito total”, esclareceu o promotor.

LICITAÇÃO

A licitação da prestação de serviço de limpeza pública de Natal é outro ponto polêmico que envolve a Urbana. O promotor João Batista esclareceu que o proce-

dimento está suspenso sem prazo para ser retomado. “A licitação terá que ser totalmente reconstruída. Não há previsão otimista para os próximos meses”, disse. Após controvérsias, a licitação foi enviada para análise do TCE, que identificou indícios de irregularidades. O processo que deferiu a intervenção na companhia de limpeza traz também detalhamentos sobre o parecer do Tribunal de Contas do Estado (TCE), que analisou a licitação. A disputa em questão envolve a quantia de R$ 165,7 milhões e tem como objetivo a contratação de empresa para a execução dos serviços de limpeza em Natal.


12

▶ CIDADES ◀

/ NOVO JORNAL / NATAL, QUARTA-FEIRA, 3 DE OUTUBRO DE 2012

PEDRO VALE

DO NOVO JORNAL

RAIO HOSPITAIS

UNIDADE DE SAÚDE

SUBUTILIZADA / CEARÁ-MIRIM / HOSPITAL DR. PERCÍLIO ALVES, DA REDE MUNICIPAL, FUNCIONA COM CERCA DE 30% DE LEITOS DISPONÍVEIS, MAS O ATENDIMENTO É COMPROMETIDO POR FALTA DE INVESTIMENTO

FOTOS: MAGNUS NASCIMENTO / NJ

NÃO FOSSE UMA placa colocada logo

POR FALTA DE MÉDICOS JÁ ACONTECEU DE TERMOS QUE ENVIAR PARA HOSPITAIS DE NATAL, COMO O WALFREDO, PACIENTES QUE PODERÍAMOS TRATAR COM NOSSA ESTRUTURA” Douglas Cardoso, Diretor geral do hospital

ao lado da entrada do Hospital Dr. Percílio Alves, que o identifica como pertencendo à rede municipal de Ceará-Mirim, seria fácil confundir a casa com um hospital do estado. Devido a seu grande tamanho e estrutura incrementada, o Percílio Alves bem que poderia se tornar uma unidade de suporte à rede estadual e servir para desafogar unidades sobrecarregadas - por ter vínculo exclusivo com o município, no entanto, a situação é outra. Além de ser subutilizado como unidade de apoio ao serviço de saúde do Rio Grande do Norte, por não ter ligações com o estado, o hospital de Ceará-Mirim tem seu atendimento comprometido por depender inteiramente dos parcos recursos municipais. As principais dificuldades causadas pela escassez de verbas, elencadas pelo diretor geral da unidade, Douglas Cardoso, são referentes à contratação de médicos, investimentos na estrutura da unidade e compra de medicamentos. O Hospital Percílio Alves foi inagurado no dia 21 de setembro de 1990 como uma unidade de urgência e emergência especializada no atendimento de média complexidade em clínica médica adulta, pediatria e obstetrícia. Também são realizadas cirurgias eletivas na casa. Trabalham no hospital Percílio Alves 315 funcionários, dentre os quais 28 são médicos. No entanto, apenas dois são vinculados à prefeitura; tirando um único cedido

▶ Hospital Dr. Percílio Alves, especializado no atendimento de média complexidade em clínica médica adulta, pediatria e obstetrícia pelo estado e outro pela Fundação Nacional de Saúde (Funasa), todos os outros são contratados diretamente pela diretoria do hospital e recebem por plantão. “É uma relação frágil, o médico escolhe se faz ou não o plantão. Eles ficam muito livres para irem para outro lugar quando quiserem. As UPAs (Unidades de Pronto Atendimento), por exemplo, pagam melhor que a gente. Isso cau-

sa muitas dificuldades. O ideal é que tenhamos pelo menos um clínico, um pediatra e um obstetra por cada dia da escala, mas é comum que um falte e os outros tenham que cobrir o lugar. Embora não seja tão comum, por falta de médicos já aconteceu de termos que enviar para hospitais de Natal, como o Walfredo, pacientes que poderíamos tratar com nossa estrutura”, relatou Cardoso em en-

trevista na última sexta-feira (28) pelo NOVO JORNAL. Existem também dificuldades em relação à estrutura e fornecimento de medicamentos. Segundo o diretor geral, as duas salas de cirurgia e os outros setores do hospital contam apenas com os remédios mais simples e equipamentos básicos e antigos para suprir toda a demanda de pacientes - e a quantidade de pessoas que uti-

lizam os serviços do Percílio Alves não é pequena. “No mês passado realizamos cerca de 8 mil atendimentos, o que são quase 270 por dia. Somente hoje vamos fazer 18 cirurgias. Foram 668 em 2011. E não atendemos somente pacientes de Ceará-Mirim, recebemos muita gente de municípios próximos como Ielmo Marinho, Rio do Fogo, Maxaranguape e Pureza”, apontou Cardoso.

ATENDIMENTO SATISFATÓRIO, APESAR DAS DIFICULDADES

▶ Hospital realiza em média 270 atendimentos por dia

MESMO COM LEITOS, ENVIA PACIENTES PARA NATAL É bastante comum que o Hospital Percílio Alves, equipado com três ambulâncias, envie doentes para os hospitais da capital quando se tratam de pacientes de alta complexidade ou não há médicos suficientes para atendê-los. A recíproca, contudo, não é verdadeira. Mesmo com uma ocupação diária média de apenas 70% dos de todos os 52 leitos, o Percílio Alves praticamente não recebe nenhum doente dos hospitais da rede estadual, até quando são pacientes de menor complexidade e perfeitamente tratáveis com a estrutura da unidade de Ceará-Mirim. “Estou trabalhando aqui há três anos e meio e quase nunca recebemos pacientes dos hospitais estaduais. Acho que recebemos só um ou dois do Walfredo. Isso acontece porque não existe parceria nenhuma entre estado e munícipio. Seria uma vantagem grande para o estado fazer um convênio com

a gente, não precisaríamos de uma ajuda muito grande e poderíamos usar nossos leitos para servir de suporte à rede de saúde estadual. Sobram muitos leitos durante a semana, só lotamos no fim de semana, quando acontecem mais cirurgias. Por outro lado, poderíamos usar o dinheiro extra para contratar profissionais, renovar nossa estrutura e investir em ampliações”, argumentou o diretor. Na opinião de Douglas Cardoso, a vantajosa parceria não é travada somente por causa de politicagem. Até 2008, na gestão de Edinólia Melo (PMDB), o hospital tinha um convênio com o Governo do Estado no valor de R$ 360 mil. Quando Antônio Marcos de Abreu Peixoto (PR), o atual prefeito, assumiu, o convênio não foi renovado. “É tudo questão política, é por isso que não voltam com a parceria”, arrematou.

Com todos os obstáculos que o Hospital Percílio Alves enfrenta por causa dos recursos insuficientes que são destinados a sua manutenção, o consenso geral dos pacientes é que a unidade oferece um bom atendimento, sem as intermináveis esperas na fila ou o descaso no tratamento que são comumente esperados da rede pública de saúde. Maria Margarida Souza Oliveira, 52, aguardava sua vez de ser chamada na sala de espera quando foi abordada pela equipe do NOVO JORNAL. Embora estivesse encabulada demais para responder aos questionamentos feitas pela equipe de reportagem, seu marido, que a acompanhava, fez questão de sanar todas as dúvidas. Belchior Raimundo da Silva, 57, é aposentado e contou que um bom atendimento não é nada mais que o esperado no Percílio Alves. “Estamos esperando um pouquinho mais hoje porque chegamos muito tarde e é por ordem de chamada. Viemos porque minha mulher vai fazer uma cirurgia de hérnia. Mas nós sempre viemos aqui e o atendimento sempre é bom. Os funcionários nos tratam bem e geralmente não demoramos para ser atendidos”, explicou Belchior. A qualidade do serviço é confirmada pelos pacientes internados no hospital, como o padeiro Francisco Damião de Lima, 52. Diabético, Francisco precisou ser internado no dia 21 de setembro por causa de um acúmulo de secreção no pulmão que chegavam a fazê-lo escarrar sangue. O padeiro não soube

NÚMEROS ▶ 52 é o número de leitos no Hospital Dr. Percílio Alves

▶ Maria Margarida e o marido Belchior Raimundo: cirurgia de hérnia

▶ 70%, ou 36 desses leitos, é a taxa média de ocupação do hospital estimado pela diretora da unidade ▶ 16 é o número em média de leitos que sobram e poderiam estar sendo utilizados para receber pacientes de unidade superlotadas ▶ 315 é o número de funcionários lotados na unidade

▶ Francisco Damião de Lima, diabético: não esperou para ser internado informar se precisaria passar por uma cirurgia ou qual era sua previsão de alta. “Graças a Deus não tive nenhum problema aqui, não. Os médicos prestaram toda

assistência possível e tinham todo material que precisavam para me tratar. Também não cheguei a esperar para ser internado. Foi só eu chegar que me arranjaram uma cama”, relatou.

▶ 28 dos funcionários são médicos. Desse total, ▷ 2 são servidores municipais ▷ 1 é cedido pelo estado ▷ 1 é cedido pela Funasa ▷ 24 são contratados diretamente pela diretoria do hospital e recebem por plantão


NATAL, QUARTA-FEIRA, 3 DE OUTUBRO DE 2012 / NOVO JORNAL /

13

Editor Moura Neto

Cultura

E-mail mouraneto@novojornal.jor.br Fones 84 3342.0358 / 3342.0350

A NAVALHA DA

PALAVRA HENRIQUE ARRUDA DO NOVO JORNAL

A ANTOLOGIA DE tudo o que ele não publicou. Até agora. É assim que o poeta e multiartista Carito Cavalcanti define a sua estreia na literatura com “Atestado de Órbita”. O processo de criação na verdade foi um exorcismo de toda a sua vida, já que nas páginas podem ser encontrados textos escritos desde os 14 anos até coisas extremamente recentes, feitas agora, aos 48. O livro será lançado pelo Jovens Escribas na quinta-feira, 11, no Solar Bela Vista, a partir das 18h. Nos primeiros esboços, o livro iria explorar mais o chamado “poema curto”. “Seria uma linha mais clean. Um livro mais branco”, explica. No entanto, quando começou a revisitar anos de escrita viu que muita coisa ficaria de fora se ele só explorasse esse lado. “Por ser meu primeiro livro, resolvi colocar muita coisa. Sabia que teria o mesmo nome do meu blog [Atestado de Órbita] e esse título ajudou a redimensionar o livro, já que tava em órbita, tinha espaço para várias linguagens”, argumenta o autor, que até então só havia participado de coletâneas ou publicado seus textos em jornais, zines e internet. A intenção portanto foi criar uma explosão na sua própria cronologia. “Tem coisa dos 16 aos 48 que fazem parte de uma mesma pessoa, que está em constante mutação”, diz. Ao olhar para os textos mais antigos, ele não se sentiu nem um pouco culpado ao ter que modificar uma ou outra linha. O sentimento de que um texto, depois de escrito, é intocável até existiu, mas isso faz muito tempo. “O tempo não foi o culpado pelas modificações que fiz para lançar agora. As alterações foram necessárias para achar uma solução mesmo, tinham poemas que ficavam melhor sem o título, outros tinham uma frase que já não cabia mais e assim vai”, comenta, dizendo ainda que acredita no poema “pedra”, ou seja, naquele que pode ser lapidado com o tempo. A sua história com os poemas curtos, que ele divulga constantemente em sua própria página do facebook, começou na juventude, quanto se sentiu aliviado por não ser o único a escrever desta forma ao conhecer um sujeito chamado (Paulo, poeta curitibano falecido em 1989) Leminski. “Comecei de forma muito intuitiva e quando vi que existia essa poesia marginal dos anos 70, eu vi que o que eu fazia não era besteira, porque quando você faz uma coisa muito diferente do que existe, parece que aquilo não tem valor”, confessa. “Ameixas, ame-as ou deixeas”, Carito recita um dos primeiros poemas de Leminski, que conheceu para explicar que não sabe dizer se a produção do poema curto é mais difícil. Para ele, graças ao ritmo que se impôs com o tempo, acabou por se tornou mais fácil. “Às vezes eu escrevo um poema maior em pouquíssimo tempo e passo horas para criar um poema curto, porque gosto dessa matemática que a palavra ganha nesse estilo, e desde novo gosto de matemática”, conta.

/ POESIA / VIDEOMAKER, MÚSICO, COMPOSITOR, FOTÓGRAFO E ATOR, AGORA O POETA CARITO LANÇA SEU PRIMEIRO LIVRO, ATESTADO DE ÓRBITA FOTOS: ARGEMIRO LIMA / NJ

A ilustração de capa que traz um palhaço astronauta em órbita resume bem a ideia central do seu trabalho: mexer com o humor, principalmente no trocadilho com as palavras, mas tudo de forma muito séria. “Eu tive a oportunidade de conversar com Flávio Jatobá, que fez a ilustração e então ele chegou nesse palhaço que conversa bastante com o espírito do livro. Tem até um poema meu que fala sobre isso: ‘Uso o riso para reflexões graves a palavra navalha gargalha”, conta o poeta, enquanto toma a liberdade também de anotar de forma apropriada o poema no caderninho do repórter.

Uso o Riso Para Reflexões Graves A palavra navalha gargalha “Na verdade, ela se organiza desta forma, já entra naquele lance da matemática que eu comentei com você”, observa Carito, enquanto devolve o caderno e a caneta. E por mais que a conversa tenha tido o foco no poema até agora, ele também lembra que em Atestado de Órbita há prosa, frases e coisas que nem ele mesmo saberia definir, deixando aberto ao público. “Histórias de humor, psicodelismo. É surrealista”, detalha. Carito não tem nenhum pudor com seu texto e nem medo de se expor nas pequenas linhas que escreve, folheia o manuscrito da obra em suas mãos e lê desde poemas inocentes e românticos até textos erotizados com palavras populares. “Quando escrevemos, nós somos nós e não somos ao mesmo tempo. Assumimos diversos ‘eus’ e não tenho a necessidade de revelar ao leitor quem de fato está ali passando por aquela situação. O que não pode acontecer é esse pudor me impedir de escrever”, critica. Arquiteto por formação, Carito ainda carrega os méritos de videomaker, músico, compositor, fotógrafo, ator, publicitário, poeta e a frustração de não ter sido bailarino ou de não ter estudado filosofia. “Desde pequeno as pessoas me perguntavam o que eu queria ser e aquilo me deixava extremamente frustrado por ser uma única escolha. Eu nunca entendi”, justifica. Para ele tudo é criação, e muito embora respeite o caminho tão em voga atualmente dos “especialistas”, diz também que esta estrada ele nunca pretendeu seguir. “É uma espécie de ditadura contemporânea e o que é que nos impede de sermos muitas coisas ao mesmo tempo? Para mim tudo é criação e tudo o que eu faço tá interligado”, comenta. E basta dar uma pequena olhada no apartamento de Carito para comprovar que arte se mistura por ali, a começar talvez pelo banheiro que, além de pequenos cartazes de filmes e musas do cinema, ainda é decorado por quadros, ilustrações do artista plástico e amigo Flávio Freitas e poesias de própria autoria. “A utopia entope a pia”, lêse muito próximo ao interruptor.

▶ Carito Cavalcanti: “Por ser meu primeiro livro, resolvi colocar muita coisa”

JOVENS ESCRIBAS PREPARA LANÇAMENTO COLETIVO Na quinta-feira, dia 11, a partir das 18h, o que não vai faltar no Solar Bela Vista é poesia. Junto com Carito, Ruy Rocha lança “Poesia Alguma”; Lucílio Barbosa lança “Eu Seguirei o Sol: Uma Jornada Pop - Poética” e Pablo Capistrano lança a segunda edição de seu livro “É Preciso Ter Sorte Quando Se Está Em Guerra”, todos pelos Jovens Escribas. A ideia, segundo Carlos Fialho, um dos jovens escribas, foi promover a literatura. “Já faz uns dois anos que inscrevi um projeto para publicarmos seis livros na lei de incentivo à Cultura Djalma Maranhão. Publicamos o primeiro em agosto, de Márcio Benjamim e agora esses três chegam juntos porque

cada um tem seu público e também para possibilitar um desconto às pessoas que queiram adquirir os três, até porque o livro de poesia se torna mais barato que o de prosa por ter menos páginas”, explica Fialho. Já sobre Atestado de Órbita, os elogios são muitos, principalmente pela forma como Carito brinca com o sentido das palavras. “Ele redime o trocadilho, que ficou tão mal visto com o passar dos anos porque foi usado de forma tão errada. E na sua obra ele faz esse jogo muito bem feito, com maestria grande. Funde o lirismo com bom humor e é divertidíssimo para qualquer pessoa”, avalia o fã.

QUANDO ESCREVEMOS, NÓS SOMOS NÓS E NÃO SOMOS AO MESMO TEMPO. ASSUMIMOS DIVERSOS ‘EUS’” Carito Poeta e músico

Lançamento coletivo Jovens Escribas ▶ Ruy Rocha: Poesia Alguma ▶ Lucílio Barbosa: Eu Seguirei o Sol: Uma Jornada Pop Poética ▶ Carito Cavalcanti: Atestado de Órbita ▶ Pablo Capistrano: É Preciso Ter Sorte Quando Se Está na Guerra ▷ Quando: 11/10/12 ▷ Horas: 18h ▷ Onde: Solar Bela Vista

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE AVISO DE LICITAÇÃO - PREGÃO PRESENCIAL Nº 20.024/2012 A Pregoeira da Secretaria Municipal de Saúde, localizada na Rua Fabrício Pedrosa, 915, 4º piso, sala 05 - telefax: (84) 3232-8512, Areia Preta, nesta Capital, objetivando o grau de competitividade preconizado pela administração, torna pública a realização do certame abaixo especificado: PREGÃO PRESENCIAL Nº 20.024/2012 - Aquisição de Baú Para Motocicletas a ser realizado no dia 24.10.2012 as 09h30min. O Edital com as especificações e demais detalhes encontram-se à disposição dos interessados, no endereço acima citado, no horário das 08h00min às 13h00min, de segunda a sexta-feira e no site da prefeitura www.natal.rn.gov.br, conforme requisitos e condições legais dispostos na Legislação pertinente. Natal/RN, 02 de outubro de 2012. Maria do Céu de Brito Mendes - Pregoeira da CPL/SMS


14

/ NOVO JORNAL / NATAL, QUARTA-FEIRA, 3 DE OUTUBRO DE 2012

A diferença entre uma mulher na TPM e um sequestrador, é que com o sequestrador ainda existe uma possibilidade de negociação”

Social

E-mail sadepaula@novojornal.jor.br

Anônimo, em banheiro de boteco

FOTOS: D’LUCA / NJ

Marcos

Sadepaula

? VOCÊ SABIA

Que no mês da criança, chega a Natal o Festival Internacional de Cinema Infantil – FICI? Que em sua décima edição, acontece pela primeira vez em Natal de 5 a 14 de outubro, no Cinemark do Midway, e vai exibir mais de 100 filmes para crianças de todas as idades? Que o evento oferece ingresso com preço especial (R$ 7,00), além de uma programação paralela com palestras, oficinas, mostras, entre outras ações? Que o Festival tem o patrocínio da Petrobras através do Ministério da Cultura? Que a programação completa está no www.fici.com.br?

▶ Antônio Patriota comemorando aniversário com a avó Nilma, a mãe Laurita e a mana Anita

Campanha cultural

Fones 84 3342.0358 / 3342.0350

Variada e gratuita

Jazzzzzzz

Contemplado em 2011 com o Prêmio Procultura Palcos Musicais Permanentes do Ministério da Cultura/Funarte, o Espaço Cultural Buraco da Catita dá início, a partir deste mês, ao projeto “Quinta Cultural”, com entrada gratuita e uma programação variada de shows com grupos e artistas locais, consolidando a vocação do espaço como a casa do choro, do samba e da música instrumental. O projeto é semanal e vai até dezembro/2012. A estreia será amanhã às 21h, com o grupo Catita Choro e Gafieira. No repertório, músicas autorais e releituras de Jacob do Bandolin, Moacir Santos, Zé Menezes, Pixinguinha e outros nomes do samba e do chorinho. Mais informações nos 2010-9185 / 9190-4460.

Glad Rag Doll é o novo álbum de estúdio da cantora e pianista canadense Diana Krall que já pode ser reservado com Renato Lima nas lojas Rio Center. Glad Rag Doll demonstra uma mudança no estilo da cantora que traz a evolução da música dos anos 1920 e 1930, não deixando de lado seu inconfundível e senso único de tempo e consagra a bela Diana como uma das maiores artistas de jazz da atualidade. Seu último álbum, Quiet Nights, chegou à 3ª posição na lista da Revista Billboard e ganhou o Grammy.

no casamento de Felipe e

brindando

Arruda ▶ Os médicos Lauro e Domício de seu neto Antônio

O Regateio, primeiro site de compras coletivas do Nordeste, celebra aniversário de dois anos com a campanha “Carro Zero, Custo Zero”, inédita no país, válida para todo o Brasil, especialmente, para as cidades onde atua comercialmente: Recife, Natal, João Pessoa e suas respectivas regiões metropolitanas. Para concorrer e ganhar um Nissan March, no valor de R$30.000,00, é preciso responder à pergunta: “o que você faria com 30 mil em economias?” A melhor resposta será escolhida por uma Comissão Julgadora que irá levar em consideração: adequação ao tema proposto, originalidade, criatividade e correta utilização da língua portuguesa. As inscrições se encerram no próximo dia 5 de outubro. Mais informações no: www.regateio. com.br/carro-zero-custo-zero.

do ▶ George Souza e Camila Mace Renata

Errata

com Cassiano o aniversário

No final de semana eu dei uma nota sobre a Casa Cor em que a data saiu errada. O evento acontece na antiga fábrica da Sam’s, na Salgado Filho, entre 17 de outubro a 30 de novembro.

▶ José Bezerra, o Ximbica, com de

Psicanálise

Silvana e Adriana nas bodas Felipe e Renata no Versailles

Estreou na última segunda, no GNT, a adaptação da série israelense Be’Tipul, um sucesso mundial, que aqui leva o nome de Seção de Terapia. Ambientada em um consultório, a série de ficção acompanha o tratamento de cinco pacientes do Dr. Theo Ceccato. Cada dia da semana é marcado pelos dilemas, dores e alegrias dos personagens e, na sexta-feira, é dia do próprio Dr. Theo trocar de lugar para a sessão com sua analista. Com direção de Selton Mello, a série traz no elenco nomes Alves Bruno e al Amar ▶ Patrícia como Maria Fernanda Cândido, Bianca Müller, Mariana no na festa para Vicente Freire Lima, Sérgio Guizé, entre outros. Ao todo, serão 45 s condomínio Alto de Buziu episódios, que vão ao ar de segunda a sexta, às 22h30.

Pesquisando as origens O garotinho chega para o pai e pergunta: – Pai, de onde eu vim? – Bem, filho - começou o pai, visivelmente constrangido Você sabe... o papai tem uma sementinha... - e durante meia hora explicou para o garoto da maneira mais didática possível como funcionava o processo de acasalamento. Quando terminou, o garotinho olhou-o com semblante sério e disse: – Ah! Entendi! E o pai: – Mas por que você resolveu me perguntar isso justamente agora, filho? – É que o Luisinho me disse que ele veio de Jucurutu...

FOTOS: D'LUCA / NJ

Forró com turista resgata a tradição nordestina, toda quinta no Centro de Turismo

1 5 3

Fotos

1. Banda forró com turista, animação pura 2. Vitor Aird e Maitê Gilson 3. Carla Gomes 4. Barbosa, Silvia e o filho Igor 5. Gabriela Araújo, Jucinaldo Araújo e Roselih Hirsca 6. Fernanda Brunet e Anderson Jardim

6 2

4


NATAL, QUARTA-FEIRA, 3 DE OUTUBRO DE 2012 / NOVO JORNAL /

15

Editor Viktor Vidal

Esportes

E-mail viktorvidal@novojornal.jor.br Fones 84 3342.0358 / 3342.0350

ARENA

MAIS PERTO

/ CONSTRUÇÃO / PRESIDENTE DO AMÉRICA ANUNCIA PARA TERÇA-FEIRA ASSINATURA DE CONTRATO COM EMPRESA QUE VAI ERGUER NOVO ESTÁDIO DO CLUBE

NEY DOUGLAS / NJ

LUAN XAVIER

DO NOVO JORNAL

O PRESIDENTE DO América, Alex Pa-

dang, revelou que na próxima terça-feira o clube vai assinar o contrato com a empresa que vai construir a Arena América, em Parnamirim, com perspectiva de inauguração em 2013 - com capacidade reduzida - durante o Campeonato Potiguar. “Nós tivemos que fazer alguma alterações rotineiras nesse contrato, que são coisas normais numa relação entre construtora e cliente, e na sexta-feira iremos fazer a última revisão desse contrato para na terça fazermos a assinatura com a empresa”, disse o presidente americano, que adiantou ainda que a assinatura está marcada para acontecer na sede social do clube, na Avenida Rodrigues Alves, e deve contar com a presença da imprensa. Além de dar início à concretização do sonho da casa própria, o América quer também começar a planejar a próxima temporada de forma inovadora. Também em primeira mão o presidente rubro adiantou ao NOVO JORNAL que na próxima quarta-feira

▶ Alex Padang: última revisão antes de assinar contrato o clube vai convocar uma grande reunião com seus sócios-torcedores para colher os anseios da torcida em relação à administração futura do América. “Vamos ter nossa primeira grande reunião com nossos sócios e nela nós vamos mostrar como está o clube, como eles podem ajudar a construir a nossa arena, como eles podem contribuir mais com o América e também como a gente pode voltar a crescer na Timemania”, disse Padang.

Outra finalidade dessa reunião é servir como termômetro para um assunto que está sendo estudado pela diretoria rubra, que são as eleições presidenciais do clube. “Nós queremos saber o que o sócio acha da possibilidade de os sócios-torcedores votarem nas eleições do clube, já quem sabe a partir das próximas eleições”, pontuou o presidente rubro. Outra ideia do América para seu futuro próximo é criar “embaixadas” nos bairros da capital e de-

mais localidades. A ideia, segundo Alex Padang, é fortalecer os grupos de torcedores das mais variadas áreas para que o clube tenha maior poder de alcance em suas decisões administrativas. “A gente quer nomear embaixadores em cada bairro de Natal e essas pessoas poderão nos ajudar na nossa arena, na Timemania e nas coisas do clube”, disse. A expectativa é que com isso o América passe a ter mais participação de seu quadro social, que também deve ser aumentado, e agregue mais torcedores. Segundo Alex Padang, tudo isso faz parte de um novo momento de sua gestão, já que a fase mais crítica já foi superada. “A gente conseguiu resgatar a auto-estima do América, que foi um esforço que começou desde junho do ano passando quando começou essa articulação para que eu me tornasse presidente. Agora para 2013 o América vai ter uma margem de planejamento maior, com mais responsabilidade com a Arena América, com a Copa do Nordeste e com tudo que já foi conquistado pelo clube”, comentou.

HUMBERTO SALES / NJ

▶ Obras de terraplenagem já foram iniciadas

RAFAEL RIBEIRO / CBF

/ SUPERCLÁSSICO /

Contestado, Brasil decide título festivo na Argentina FOLHAPRESS A SELEÇÃO BRASILEIRA está a um

empate de conquistar um título hoje à noite, mas nem por isso se entusiasma com o duelo na Argentina. Os times locais de Brasil e Argentina se enfrentam às 22h em Resistencia na segunda e decisiva partida do Superclássico das Américas. No jogo de ida, o Brasil venceu por 2 a 1, graças a um pênalti convertido por Neymar no lance derradeiro da partida. Se empatar amanhã, conquista pela segunda vez o troféu criado em 2011. O confronto se dá num momento de contestação ao time da CBF, sobretudo por parte da torcida e dos clubes. “Partidas como a de hoje

criam uma confusão na cabeça do torcedor, e isso é ruim”, disse o técnico Mano Menezes. “Porque ele pensa que estamos com a seleção principal, e não estamos, e quer exigir um desempenho igual, o que é impossível sem treinamento ou entrosamento.” A seleção acaba de fazer uma série de três jogos em terras brasileiras, e tanto time quanto Mano foram vaiados em duas dessas partidas -a despeito das três vitórias. Na mais recente, contra a Argentina, em Goiânia, a torcida chegou a pedir a volta do técnico Luiz Felipe Scolari. A nova onda de antipatia com a equipe partiu dos clubes, que reclamam por perderem jogadores na reta final do

Brasileiro. “Pode não ser a situação ideal”, disse o técnico da seleção. “Mas sempre procuro tirar proveito.” Mano citou o amistoso contra a Suécia, logo após a perda do ouro olímpico, como exemplo. Ele próprio havia afirmado que preferia o cancelamento do jogo. Depois, a vitória por 3 a 0 acabou por fortalecê-lo no cargo. “Temos cinco jogos até a Copa das Confederações e, se não aproveitarmos a preparação, não avançaremos.” O técnico convive com pedidos pelas convocações do goleiro Diego Cavalieri e do atacante Fred, ambos do Fluminense, líder do Brasileiro. “Até pouco tempo [atrás] diziam que eu convocava muitos

jogadores, agora não vale mais essa regra?”, reagiu Mano, com bom humor. Ele deu um recado direto para o centroavante. “A atitude do Cavalieri tem sido brilhante, sabendo como futebol funciona e sendo um dos principais, se não o principal goleiro do Campeonato Brasileiro. Vale para ele o que vale para os outros, quem for melhor vai ter oportunidades”, declarou, sem citar Fred de propósito. Instado a falar de novo sobre o atacante, Mano respondeu: “Falei exatamente do jeito que queria falar”. Amanhã, para esta partida na Argentina, Leandro Damião é o único atacante da equipe com características semelhantes às de Fred, já que Luis Fabiano (titular em Goiânia) foi cortado por lesão.

▶ Neymar é a maior arma do técnico Mano Menezes


16

/ NOVO JORNAL / NATAL, QUARTA-FEIRA, 3 DE OUTUBRO DE 2012

▶ ESPORTES ◀

Exemplo  
Advertisement