Issuu on Google+

Bird Transport 1


CONCEITO 2


O planeta da terra é caracterizado pela enorme variedade de biodiversidade, está encontra-se por toda a parte, em terra firme ou dentro d’água, desde o topo das montanhas ao fundo dos oceanos. A Biodiversidade está em toda a parte num aglomerado de seres vivos e em diversos ambientes. Cada vez mais existem espécies ameaçadas devido a vários factores, desde a limitação dos recursos naturais renováveis, ao aumento da população humana, a necessidade de produzir cada vez mais alimento, a destruição de habitat, a poluição e as mudanças climáticas, muitos animais no mundo inteiro estão assim a caminho da extinção. As Araras são exemplares dos mais impressionantes animais tropicais. Por serem belos, com penas coloridas, adaptam-se facilmente ao “cativeiro”, possuem uma capacidade de imitar a fala e interagir com humanos, os Psitacídeos são um grupo dos mais ameaçados do mundo. O

3


interesse humano pelas araras é tão antigo que há muitos séculos elas já eram capturadas para servirem como animais de estimação e utilização de suas penas como ornamento. Por isso, o Bird Transport utiliza não a arara-azul como espécie de exemplo deste consumo excessivo das espécies, mas assim vai criar uma ave, que representa todas as espécies que

sofrem

as

consequências

do

consumo

exagerado

do

ser

humano.

Este vai estar no interior de um paralelepípedo/gaiola, com as medidas de 2x1 m, a semelhança das estruturas de toda a turma, que irão representar em conjunto uma problemática cada vez mais em voga, o tráfico/ transporte ilegal, este conjunto de estruturas vão figurar um contentor que serve constantemente para o transporte de animais, plantas, etc. É assim usado por sujeitos sem escrúpulos de uma forma ilegítima.

4


PROCESSO DE TRABALHO 5


1º FASE  Visita ao local do Canavial, visto que a cana é o material principal em todo este trabalho, as canas quase sempre não estão num sítio por acaso, muitas vezes estas são utilizadas como sebes.

Canavial da quinta do IPBeja

6


A SEBE Em todas as velhas culturas encontramos restos mais ou menos extensos de sebes enquadrando os campos cultivados. Portugal, país de longo e desenvolvimento costeiro e de muito vento, tem uma larga tradição de sebes de formas e constituição muito variadas. Como em muitos outros países também entre nos se perdeu bastante a noção das funções da sebe. Podemos resumi-las assim: 1- Protecção contra o vento 2- Protecção contra as geadas 3- Defesa da água 4- Combate à erosão 5- Equilíbrio da biocenose (aves de bico mole, caça, insectos predadores) 7


6- Produção de madeiras e lenhas Os principais tipos de abrigos e sebes existentes no nosso país são, sebes de Montanha, de Loureiros, de Oliveiras, de Várzea e como não podia faltar sebes de Canas.

SEBES DE MONTANHA

SEBES DE OLIVEIRAS

8


SEBES DE LOUREIROS

SEBES DE CANAS 9


 Conceptualização e estruturação da ideia do projecto, com a pesquisa de referências de

projectos da mesma natureza, construção de esboços e planificação provisória do resultado final do projecto com criação de painel descritivo A3. REFERÊNCIAS

"O Casulo" da artista plástica Nandipha Mntambo

10


Casa Gauses Arquitectos Anna e Eugeni Bach

11


Alberto Carneiro, ”O canavial: memória metamorfose de um corpo ausente”, 1968 Canas, fitas de cor, letra de decalque e ráfia. 12


Boom Festival 2010, Land Art 13


Boom Festival 2010 - Bio – Construction 14


Boom Festival 2010 - Bio – Construction, at night 15


“Bio-Construction - Many of the natural materials used for construction reflect Boom’s ethos for ecology. We try very hard to use as little as possible when it comes to manufactured raw materials. Instead, we have made greater use of straw bale, earth, roots, wood, bamboo, cane, adobe and stone.”

16


“Land art explores the relationship between humans, Earth, and all livings things. The Earth is also the backdrop for the energy from which the shaman takes the holistic powers to heal patients or help the community. The geomantic works with the invisible lines of the earth traced in the landscape to create an au.�

17


18


2º FASE  Construção do projecto, primeiro com as estrutura e posteriormente com a ave a colocar no seu interior. - Apanha e limpeza das canas.

19


20


- Preparação dos materiais a utilizar

21


22


- Construção da estrutura.

23


24


25


26


27


28


- Construção da ave. Primeiro criei a estrutura do pássaro com tronco e esferovite, depois com pedaços de casca de madeira e dois tipos de folhas tapei o bico a cabeça e todo o corpo do pássaro.

29


30


31


32


33


34


35


36


-Trabalho final:

37


38


39


40


41


42


43


44


MATERIAIS                

Canas; Serrote; Facas; Fita métrica; Ripas de madeira; Pregos; Martelo; Encaixes em ferro para fortalecer a estrutura, Troco de madeira Tábua Casaca de árvore Folhas de árvore Folhas de cipreste Cola picapau Silicone Esponja/esferovite

45


Laboratório Multimédia III Artes Plásticas e Multimédia Ano lectivo: 2011/2012 Docentes: Aldo Passarinho Alexandra Moedas Tiago Nunes

Cecília Valente nº 4808 Helena Heleno nº 4814 46


Bird Trasnport