Page 1


Olá somos treze alunos do Jardim-de-infância de Soalheira, pertencemos ao agrupamento de escolas Terras do Xisto e neste ano lectivo já realizámos muitas experiências com cariz científico. Tudo começou quando uma bisavó nos veio contar uma linda lenda que se chamava “Lenda das águas

“.

Lenda das águas Segundo

uma

lenda,

que

uma

bisavó de uma criança que frequenta este Jardim de Infância, quando a Terra nasceu, o céu chorou de alegria. Desse choro, surgiram os rios, os mares oceanos e os lagos. As águas corriam

2


tranquilas para todos os lados, irrigando o solo e ajudando várias espécies de plantas a nascerem, até que os homens começaram a jogar tudo o que não queriam nas águas, pois pensavam que elas levariam o lixo para longe e o local ficaria sempre limpo. Não demorou para que os rios e mares ficassem cheios de lixo, o que deixou o Rei das Águas muito irritado. Ele resolveu, então, pedir ajuda ao Rei Sol para que todas as águas pudessem fazer uma viagem ao céu, abandonando a Terra. Só assim os homens aprenderiam a lição. Então, o Sol apareceu forte por dias seguidos, e as águas começaram a subir aos céus em forma de vapor, formando muitas nuvens, até que os rios e os lagos ficaram vazios. Os homens acordaram e não escutaram o som das águas. Tentaram tomar banho, mas não havia água. As plantas começaram a murchar, os animais a morrer. Alguns homens ficaram doentes de tanta sede. Foi aí que começaram a perceber que, no fundo dos rios secos, havia um monte de lixo. Olharam para o que haviam feito e desesperaram. O que fariam sem água? Os cientistas reuniram-se para pesquisar algo que substituísse a água, mas descobriram que nada poderia ser feito. Reuniram a população e deram a triste notícia de que sem água eles não sobreviveriam muito tempo. O desespero tomou conta de todos, que começaram a discutir, culpando uns e outros. Enquanto os homens lutaram, uma criança caminhou no meio deles dirigiu-se para a beira do leito de um rio seco. Ali ajoelhou-se e começou a conversar com a natureza: “Eu sei que nós não te respeitamos, mas perdoenos, de- nos mais uma oportunidade e tudo será diferente”.

Rei das águas e rei sol Quando o Rei das Águas viu aquilo, sua raiva acabou. Ordenou que todas as águas voltassem a molhar o planeta, mas devagar para não haver dilúvio. Gotas de chuva começaram a cair dos céus e a encher os rios, mares, lagos e oceanos. Os homens pararam com as guerras e entenderam que as lágrimas de uma criança lavaram a culpa deles, e a partir daquele dia passaram a

3


respeitar as águas e todos os seres vivos da Terra. Desde então, as águas começaram a ir em forma de vapor e a voltar em forma de chuva, lavando o planeta, em respeito à pureza daquela criança. Seguidamente interiorizaram a ideia do que é a evaporação. Compreenderam o que aconteceu à água quando o rei das Águas pediu ajuda ao Rei Sol. Evaporação

Com esta experiência as crianças compreenderam o fenómeno da evaporação das águas decidido pelo REI SOL.

Sentindo a formação do vapor de água no tacho

4


Formação de vapor de água no tubo de ensaio

5


Registo da experiência

Foram apresentados vários materiais poluentes que ajudaram as crianças a perceber que os rios, lagos e os mares não conseguiam dissolver: azeite (gorduras), terra, plástico, farinha, tintas. Em conclusão – Tudo isto era o lixo que os homens deitaram para os rios e os mares, na Lenda das Águas. Ficaram a saber que a água é um grande solvente mas não consegue dissolver o lixo plástico e outros tipos de lixo.

6


Materiais utilizados: hidrossolúveis, poluentes e plásticos que poluem e não são solúveis.

A partir daí continuamos a nossa aventura no mundo da água, com a Confecção de um Terrário que simbolizará um Planeta terra sustentável.

7


Foto do terrário

Para a Confecção de um Terrário utilizamos: Materiais: 1 pedrinhas,

taça terra

de

vidro,

adubada,

arame, pequena

árvore e minhocas.

Colocamos as pedras no fundo da taça. Seguidamente colocámos uma camada de terra adubada (até a metade da taça). Usamos arame para deixar a terra areada e plantamos uma árvore dentro do garrafão.

Colocamos as minhocas, regamos a terra e fechamos a taça com a película aderente.

8


Atividade: As crianças observaram as gotinhas formadas pela evaporação da água e o desenvolvimento da árvore e o respirar dos bichinhos dentro do terrário. Conversamos sobre o ciclo da água e a sua importância para os seres vivos.

As crianças com estas experiências concluíram que para termos um planeta terra limpo e saudável temos de transformar os nossos hábitos. Há pessoas que usam mal a água, a terra e o ar; que maltratam os animais, as plantas e outras pessoas. Além disso, aos adultos: nossos pais, parentes e vizinhos para ajudem a construir um mundo melhor para todos: que seja justo, sustentável, que respeite os direitos humanos, que preserve a natureza e defenda a ideia da paz.

9


10

Lenda das águas  

3º prémio na EB1 da Soalheira

Lenda das águas  

3º prémio na EB1 da Soalheira

Advertisement