Issuu on Google+

J

2 jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013

68

68 anos Hiroshima.

Índice

NUNCA MAIS.

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


3

Índice 06

Fatos em Foco George W. Bush operado com sucesso no coração Duas crianças morrem estranguladas por uma cobra pitão Rihanna ousada no Carnaval em Barbados Conversa entre líderes da Al-Qaeda lançou alerta JAPÃO Hiroshima assinala 68.º aniversário da bomba atômica

13

Ciência e Tecnologia Vacina brasileira contra o VIH será testada em macacos Hambúrguer de laboratório enfrenta teste de sabor CIENTISTA ESPANHOIS

16

Scooter holandês é feito de maconha

20

Carro movido a café bate recorde de velocidade na Inglaterra

22

Teleconferência da Al-Qaeda levou ao alerta dos EUA

23

O MUndo

33 46

54 80

Moda Beleza Estilo de Vida Esporte

Brasil Roberta Miranda: “Faço análise há 19 anos

85 86

Gastronomia Aconteceu na Semana

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


4 Equipe

Fundado em 12/09/2012.

Fundador Diretor Editor Responsável: José José Heitor da Costa Presidente: Jaldete Vieira Garcia. Vice-presidente: presidente: José Heitor da Costa. Diretor Executivo: Sandoval Freire Diretor Administrativo: Valberto Garcia Diretor Comercial: João Carlos Junior Diretor de Contatos Publicitários: Pedro Gutierrez Gutierrez Teixeira Diretora de Publicidade: Carmem Lúcia Diretora de Assuntos Culturais: Ana Cristina Diretora de Projetos Gráficos e Web Designers: Izabel Souza Diretor e Editor de Esportes: João Costa Diretor de Assuntos Internacionais: Gilmar Freitas Correspondentes ndentes internacionais: Gilmar Freitas. Rotieh Atsoc. Afonso Arruda. Penélope Mirta Repórteres: Afonso Aquino. Pinheiro Junior. Rodrigues Taú. Wanda Lacerda. Colunista colaborador: Chakra Amor. Consultores: Moda / Beleza: Carmem Lúcia. Gastronomia nacional al e internacional: Sochiro Ochida Conselho Administrativo Presidente: Jaldete Vieira Garcia. Vice-Presidente: Vice Presidente: José Heitor da Costa.

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


5

Editorial O clube nuclear é composto por nove países: Estados Unidos, Rússia, China, Inglaterra, França, Índia, Paquistão, Israel e Coréia do Norte. Israel não confirma possuir armas nucleares, mas observadores internacionais afirmam afirm que o país conta com cerca de 200 ogivas. A Coréia do Norte assumiu publicamente que faz parte do grupo, mas nunca conduziu testes e o poder de seu arsenal nuclear, se é que existe, é um mistério. Índia e Paquistão também não revelam muito. Sabe-se Sabe apenas as que ambos realizaram testes nucleares e têm mísseis capazes de carregar as ogivas. País - EUA Nº de ogivas - 5 500 Arma mais destrutiva - O míssil MK-5 MK 5 leva 6 ogivas de 455 quilotons* País - Rússia Nº de ogivas - 3 800 Arma mais destrutiva - O míssil SS-18 SS 18 leva 10 ogivas de 550 quilotons País - China Nº de ogivas - 400 Arma mais destrutiva - O míssil CSS-4 CSS leva 1 ogiva de 4000 quilotons País - França Nº de ogivas - 350 Arma mais destrutiva - O míssil TN75 leva 6 ogivas de 100 quilotons País - Inglaterra Nº de ogivas - 200 Arma mais destrutiva - O míssil Trident II D5 leva 3 ogivas de 100 quil País - Índia Nº de ogivas - 50 Arma mais destrutiva - Testes nucleares mostraram potência de 25 quil País - Paquistão Nº de ogivas - 30 Arma mais destrutiva - Testes nucleares mostraram potência de 12 quil * Um quiloton equivale à potência explosiva de mil quilos de TNT. A bomba de Hiroshima, que aniquilou a cidade e matou 80 mil pessoas instantaneamente tinha, 12,5 quilotons. O resultado dessa trágica e nefasta explosão ainda se faz presente. Ela favoreceu aos anti cristos, cristos, e os poderes adquiridos ainda hoje subjugam su e oprimem povos e civilizações. A Bomba de Hiroshima,, provocou o mais rápido holocausto de toda História Históri da Humanidade.

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


6

Fatos em Foco

George W. Bush operado com sucesso no coração por H.T.

Fotografia © Reuters

O antigo presidente dos Estados Unidos foi submetido com sucesso a uma operação no coração na sequência do bloqueio de uma artéria. Hoje de manhã, George W. Bush foi operado no coração depois de os médicos terem encontrado um coágulo numa artéria durante um exame de rotina. Segundo a BBC, o ex-presidente estava "bem humorado" depois da intervenção cirúrgica e deverá ter alta e na quinta deve regressar à sua agenda normal. Ele deixou já um recado:” toda a gente devia ir ao médico regularmente”..

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


7

CANADÁ Duas crianças morrem estranguladas por uma cobra pitão por Sofia Fonseca

Duas crianças morrem estranguladas por cobra pitão

Fotografia © Armindo Cachada/Global Imagens

Uma pitão escapou de uma loja de animais, no Canadá, invadiu o quarto onde dormiam duas crianças, de 5 e 7 anos, e matou-as. De acordo com a polícia canadiana, citada pela agência France Press, a investigação indica que a cobra pitão conseguiu escapar, durante a noite de domingo para segunda-feira, da loja de animais exóticos situada no andar térreo do prédio e subiu pelo sistema de ventilação, entrando no apartamento onde as duas crianças se encontravam. Ainda segundo a polícia, tudo indica que as duas crianças tenham sido estranguladas pela cobra. O animal, que media entre 3,5 e 4,5 metros e pesava cerca de 45 quilos, já foi capturado. Segundo ao site da CBC News, a lei canadiana sobre a venda de animais exóticos varia de local para local. Em New Brunswick, é permitida a venda de cobras não venenosas de até três metros, segundo a mesma fonte. As duas crianças estavam dormindo no apartamento de um amigo, em Campbelton, na região de New Brunswick, no leste do Canadá.

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


8

Rihanna ousada no Carnaval em Barbados por Tiago HenriquesHoje 22 comentários

A cantora a caminho do carnaval de BarbadosFotografia © Instagram Rihanna

A cantora volta a mostrar o seu lado mais sexy ao publicar fotografias com pouca roupa na rede social Instagram. Rihanna atraiu todas as atenções no segundo dia do Carnaval de Barbados, a sua terra natal. A cantora saiu à rua com pouca roupa, inspirada nos trajes usados no Carnaval pelas brasileiras e fez furor. A intérprete de êxitos como Umbrella ou Diamonds divertiu-se no Carnaval de Barbados e partilhou com os seus seguidores no Instagram várias fotografias ousadas. O festival Crop Over decorreu na capital da ilha, Bridgetown, e a cantora fez questão de estar presente na companhia de um grupo de amigas, e chegou mesmo a subir a um carro elétrico.

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


9

Conversa entre líderes da Al-Qaeda lançou alerta Conversações interceptadas pelos serviços secretos norte-americanos e alerta da Interpol desencadearam o fechamento das embaixadas e consulados dos EUA no Oriente Médio e Norte de África. por N.G

O porta-voz da Casa Branca Jay Carney, disse a BBC, que a intervenção de conversas entre líderes da Al-Qaeda, juntamente com o alerta lançado pela Interpol sobre a fuga de prisioneiros ligados a esta rede terrorista estiveram na base da decisão de encerrar serviços

atual líder Al-Zawahiri, o da Al-Quaeda

diplomáticos americanos no Oriente Médio e Norte de África, e tornar público um aviso aos que viajam por estes dias. A conversa captada, que envolvia o atual líder da Al-Qaeda Ayman al-Zawahiri, representou, segundo avançou o New York Times, uma das mais sérias conspirações interceptadas desde os ataques do 11 de setembro de 2001. Em virtude desta potencial ameaça o Departamento de Estado norte-americano encerrou cerca de 20 embaixadas e postos consulares numa série de países destas regiões, tendo entretanto alargado a ordem de encerramento até ao próximo sábado. Além dos EUA outros países ocidentais encerraram igualmente as respectivas embaixadas no Iemen. O alerta e o encerramento de missões diplomáticas americanas alastrou entretanto a outros territórios africanos. O aviso do Departamento de Estado norte-americano levantou a hipótese de ataques terroristas nas regiões do Oriente Médio te ou Norte de África ou ainda provenientes da península arábica.

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


10

JAPÃO Hiroshima assinala 68.º aniversário da bomba atômica

por Lusa Fotografia © REUTERS/Kyodo

A cidade japonesa de Hiroshima assinalou hoje o 68.º aniversário do lançamento da bomba atómica, que ceifou centenas de milhares de vidas no final da II Guerra Mundial, numa cerimônia com apelos ao fim da proliferação nuclear. Durante o memorial, celebrado no Parque da Paz da cidade, foi observado um minuto de silêncio às 08:15 locais (00:15 em Lisboa), noticiou a agência Efe. A essa mesma hora, a 6 de agosto de 1945, era lançada a primeira bomba atômica em cenário de Guerra, pelo bombardeiro norte-americano Enola Gay. A bomba tinha o nome de código "Little Boy", três metros de comprimento, 71 cm de largura e uma potência equivalente a 13 quilotoneladas de TNT. Estima-se que a bomba, que detonou a cerca de 600 metros de altura muito próximo do local onde foi erguido o Parque da Paz, acabou de forma imediata com a vida de cerca de 80.000 pessoas. No final de 1945 o número de mortos era elevado a cerca de 140.000, sem contar as vítimas da radiação nos anos posteriores.

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


11 Na cerimónia participou o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, que no seu discurso pediu a abolição das armas nucleares. O autarca de Hiroshima, Kazumi Matsui, filho de um dos sobreviventes da bomba conhecidos no Japão pelo nome de "hibakusha", defendeu uma Coreia do Norte e um "nordeste da Ásia" livres de armas nucleares e recordou que o Japão ainda sofre, mais de dois anos depois, os efeitos do acidente na central nuclear de Fukushima. Também pediu ao Governo central mais esforços para "um mundo sem armas atômicas" e mostrou-se preocupado com os desejos demonstrados pelo Japão e Índia de firmarem um pacto de cooperação nuclear. A cerimônia deste ano reuniu representantes de 70 países, incluindo o embaixador norte-americano no Japão, John Roos. Depois do ataque sobre Hiroshima, os Estados Unidos lançaram uma segunda bomba nuclear a 9 de agosto de 1945 sobre a cidade de Nagasaki, o que forçou a capitulação do Japão seis dias depois e pôs fim à II Guerra Mundial. Os ataques atômicos sobre as duas cidades japonesas foram os únicos levados a cabo até hoje. Em março passado, o número total de "hibakusha" em Hiroshima e Nagasaki era de 201.779, menos 9.051 do que no ano passado.

Foto © Murad Sezer/ Reuters

Uma manifestante rodeada pela polícia em Silivri, na Turquia, em protestos contra a condenação de dezenas de pessoas, acusadas de tentar derrubar o governo de Tayyip Erdogan.

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


12

Foto © Christinne Muschi/ Reuters

Uma retroescavadora engolida por um buraco que se abriu numa rua de Montreal, no Canadá.

Foto © Suzanne Plunkett/ Reuters

Um cavalo de balanço gigante à porta da leiloeira Christie's, em Londres. O brinquedo é uma das peças do leilão de objetos fora do vulgar que se vai realizar em setembro. Esperase que atinja os 28 mil euros.

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


13

Vacina brasileira contra o VIH será testada em macacos por Lusa, publicado por Luís Manuel CabralO

Uma vacina brasileira contra o VIH, causador da Sida, começará a ser testada em macacos no segundo semestre deste ano, divulgou hoje a agência FAPESP. De acordo com a agência de notícias da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), com duração prevista de 24 meses, a experiência tem o objetivo de encontrar o método de imunização mais eficaz para ser usado em humanos. Concluída esta fase, e se houver financiamento suficiente, poderão começar os primeiros ensaios clínicos. A vacina, denominada HIVBr18, foi desenvolvida e patenteada pelos investigadores da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) Edecio Cunha Neto, Jorge Kalil e Simone Fonseca. Atualmente, o projeto é conduzido no âmbito do Instituto de Investigação em Imunologia, um dos Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia (INCTs), um programa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), apoiado pela FAPESP no Estado de São Paulo. O trabalho teve início em 2001, sob a coordenação de Cunha Neto.

CIENTISTAS ESPANHÓIS Descoberto tratamento precoce de cancro de alto risco por Lusa, publicado por Ana Meireles

Investigadores espanhóis descobriram um tratamento precoce do mieloma de alto risco assintomático, que origina um cancro designado mieloma múltiplo ou sintomático, conseguindo retardar a progressão do tumor e aumentar a sobrevivência dos doentes. jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


14 O ensaio clínico, liderado pelos médicos Jesus San Miguel e Maria Victoria Mateos, do Serviço de Hematologia do Hospital Universitário de Salamanca, desenvolvido pelo Grupo Espanhol do Mieloma, foi publicado hoje na revista médica The New England Journal of Medicine, segundo a agência noticiosa espanhola EFE. Anualmente aparecem quatro a cinco novos casos de mieloma sintomático por cada 100.000 pessoas. O cancro deve-se a uma transformação das células plasmáticas, presentes na medula óssea e que são responsáveis pela produção de uma proteína chamada monoclonal. Anemia, dor óssea, alterações no cálcio ou na função renal são sintomas apresentados pelos doentes com mieloma múltiplo, que atualmente são tratados apenas quando são sintomáticos. No estado anterior da doença, sem sintomas, esta pode ser identificada pela proliferação de células plasmáticas anormais e do componente monoclonal. O Grupo Espanhol do Mieloma identificou um grupo de doentes assintomáticos em 2007 e escolheu para o ensaio clínico 40 por cento deles, os que apresentavam um alto risco de progressão da patologia, 50 por cento dos quais iriam passar a sintomáticos nos dois anos a seguir ao diagnóstico.

REINO UNIDO Hambúrguer de laboratório enfrenta teste de sabor por Susana Salvador

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


15

Fotografia © DR

O professor holandês Mark Post, da Universidade de Maastricht, na Holanda, apresentou o primeiro hambúrguer criado a partir de células estaminais de vaca. Demorou três meses a crescer numa placa de petri e custou 250 mil euros. jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


16 O hambúrguer de 142 gramas foi cozinhado diante dos jornalistas num restaurante na capital britânica, pelo chef Richard McGeown, antes de ser provado por dois voluntários. O projeto foi financiado pelo co-fundador do Google, Sergey Brin. O objetivo da carne artificial, que Post acredita possa ser uma realidade nas prateleiras dos supermercados dentro de dez a 20 anos, é cortar os milhões de toneladas de gases de efeito de estufa que são libertados anualmente pelo gado. E assim ajudar a combater o aquecimento global. Esta carne artificial pode ainda ser aceita pelos vegetarianos, já que diminuiria dramaticamente a necessidade de matar os animais, escreve a Sky News. "Para poder ter sucesso, tem que ser igual, ter a mesma textura, e, esperamos, o mesmo sabor, que um verdadeiro hambúrguer", escreve Post num comunicado, divulgado na sexta-feira. Este hambúrguer inclui cerca de 20 mil fios de proteína criados em laboratório, assim como ingredientes mais tradicionais, como sal, pão ralado e ovo. Contem ainda sumo de beterraba e açafrão, mas dar cor. A experiência foi seguida no site assim como no Twitter. Segundo a Organização Mundial de Saúde, a produção anual de carne deverá crescer para 376 milhões de tonelada métricas até 2030, das 218 milhões de toneladas métrias em 1997-1999.

Scooter holandês é feito de maconha Moto fabricada na Holanda tem motorização elétrica e autonomia de até 60 km Thiago Vinholes |

Foto: Vaneko

A velocidade máxima é limitada em 55 km/h O cânhamo, a fibra derivada da planta da jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


17 maconha, já foi usada para fazer calçados, roupas e até cremes para o corpo (além de levar algumas pessoas para outro estado de consciência), mas nunca para fabricar um veículo motorizado. Foi-se o tempo! A empresa holandesa Vaneko desenvolveu um scooter elétrico com estrutura construída com fios da polêmica cannabis. Batizado de “Be.e”, a motocicleta ecológica pode atingir até 55 km/h de velocidade máxima e as baterias de lítio rendem uma autonomia de até 60 km em vias urbanas.

A velocidade máxima é limitada em 55 km/h

Vaneko Be.e

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


18

O Vaneko Be.e está à venda somente na Holanda

Pastes da estrutura são feitas com cânhamo, a fibra da maconha

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


19 Movido a eletricidade, a Be.e pode percorrer até 60 km sem recarregar

Segundo comunicado da empresa, a escolha do material se deu por seu fator sustentável, pois vem de uma fonte natural e renovável. O cânhamo também deixou o scooter muito leve: ele marca apenas 95 kg da balança. Com tão pouco peso, o motor não precisa fazer tanta força para mover a moto. O propulsor da Be.e gera o equivalente a 0,4 cavalo de potência 11 kgfm de torque, o suficiente para carregar até 180 kg sobre as duas rodas. O método de construção do scooter também é dos mais modernos. O chassi é do tipo monocoque, na qual a própria estrutura exterior atua como quadro da moto. De acordo com a Vaneko, isso torna a motocicleta mais resistente. A empresa oferece a Be.e apenas por meio de leasing em quatro pacotes de quilometragem que vão de € 150 (cerca de R$ 460) para rodar 500 km a € 170 (R$ 520) para 1.000 km. O veículo tem 5 anos de garantia e a empresa garante que a bateria pode ser recarregada 2 mil vezes.

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


20

Carro movido a café bate recorde de velocidade na Inglaterra Picape Ford com motor adaptado alcançou 110 km/h; Guiness acompanhou a façanha Thiago Vinholes |

Foto: divulgação

O modelo conta com um gaseificador Sabia que o cafezinho que você toma na padaria também pode ser usado como combustível para automóveis? Sim, isso é possível e até já existe. Nessa semana, inclusive, um carro desse tipo bateu um novo recorde de velocidade reconhecido pelo Guiness Book, o Livro dos Recordes. Uma veterana picape Ford 1989 com motor adaptado para funcionar com resíduos do grão alcançou a velocidade máxima de 110 km/h em um campo de aviação em Manchester, na Inglaterra. O projeto foi elaborado e desenvolvido por conta própria pelo engenheiro britânico Martin Bacon.

O veículo funciona com um sistema gaseificador, que queima os grãos de café e como resultado gera gases combustíveis, como hidrogênio, metano e monóxido de carbono, que em seguida jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


21 servem para alimentar um motor a combustão especialmente adaptado.

Segundo o criador do projeto, qualquer carro devidamente adaptado pode funcionar com sistemas de gaseificação de materiais orgânicos. O café é apenas um dos tantos materiais que podem ser usados. “Durante a Segundo Guerra Mundial, mais de 100 mil veículos rodavam com gaseificador no Reino Unido, incluindo automóveis e ônibus”, contou Bacon ao website Mail Online.

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


22

Teleconferência da Al-Qaeda levou ao alerta dos EUA CMENTE

WASHINGTON, District of Columbia, 07 Ago 2013 (AFP) - A interceptação de uma conferência telefônica do líder da AlQaeda Ayman Al Zawahiri e outros dirigentes operacionais originou o alerta que levou os Estados Unidos a fechar temporariamente várias embaixadas no Oriente Médio, segundo o site The Daily Beast, citando fontes da inteligência americana. A fonte também disse que mais de 20 chefes de operações da Al-Qaeda participaram nessa conferência telefônica. Na ligação, Zawahiri menciona de forma repetida Nasser al Wuhayshi, líder do grupo Al-Qaeda na Península Arábica (AQPA). "Era uma espécie de reunião da legião do mal", assinalou a fonte da inteligência citada pelo Daily Beast, em referência aos vilões da série de animação "Os Super-amigos". Também participaram na ligação representantes de grupos como Boko Haram, da Nigéria, os talibãs paquistaneses e a AlQaeda no Magreb Islâmico (AQMI). Durante a teleconferência, os líderes da Al-Qaeda discutiram em termos vagos sobre os alcances de um ataque e mencionaram a mobilização de uma ou várias equipes que já estavam em sua posição. Os Estados Unidos e seus aliados evacuaram os diplomatas do Iêmen e aumentaram a segurança nas missões do Oriente Médio ante o temor de um ataque iminente da Al-Qaeda.

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


23

O Mundo

Moradores distrito comercial de Ginza, vestidos com kimonos de verão jogam água no chão, em Tóquio. Centenas de pessoas participaram do tradicional evento de verão.

Toshifumi Kitamura/AFP

Uma menina se refresca em fonte de Budapeste, Hungria. A temperatura no país chega a 35ºC.

Laszlo

Balogh/Reuters

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


24

Andarilho passa por entrada de túnel de gelo que desabou no monte Hood (a cerca de 100 km de Portland), no Estado americano do Orego.

AP

O pastor Bernd Angelroth caminha com seu rebanho de ovelhas, neste sábado (3), durante o Campeonato de Pastores de Thuringia, em Hohenfelden (Alemanha). Ganha quem conduzir os animais com a melhor formação, contando com a ajuda de dois cães.

Jens

Meyer/AP

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


25

Manifestantes homenageiam o soldado taiwanês Hung Chungchiu, 24, que morreu em julho durante um extenuante treinamento militar realizado sob forte calor, neste sábado (3), em frente ao gabinete do presidente Ma Ying-jeou, em Taipé. Chiang Ting-ying/AP

Em imagem não datada, divulgada neste sábado (3) pela agência estatal norte-coreana de notícias, veteranos de guerra e oficiais participam da celebração do aniversário dos 60 anos

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


26 do armistício entre o país e a Coreia do Sul. Tecnicamente os países seguem em guerra.

KCNA/Reuters

Policial militar imobiliza manifestante ferido durante protesto contra os governos de São Paulo e Rio, em frente à Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo), na noite desta sexta-feira (2). Marcelo lves/Techimage

Um soldado do Exército de Libertação do Povo salta através de um anel de fogo durante

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


27

treinamento no Dia PLA Exército em Wenzhou, província de Zhejiang, na China. Reuters

Pessoas olham para uma parte da foto panorâmica de 360º da histórica Batalha das Nações em Leipzig, na Alemanha.

Thomas

Peter/Reuters

Mais de 400 balões de ar quente decolam em Chambley-Bussieres, no leste da França.

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


28

Alexandre Marchi/L'est Republicain/Pool/AP

Nadadora da Nova Zelândia Lauren Boyle compete em prova da modalidade 800 metros nado livre, no Campeonato Mundial de Natação da FINA, em Barcelona, na Espanha.

jhcMídiaDigital

Edição 034

Daniel Ochoa de Olza/AP

Ano 2013


29

Um par de golfinhos saltam para fora da água na esteira da rota do cruzeiro "Grandeur of the Seas", no Oceano Atlântico, entre Bermudas e os Estados Unidos.

jhcMídiaDigital

Gary Cameron/Reuters

Edição 034

Ano 2013


30

O fotógrafo especializado em vida selvagem e apresentador de televisão Chris Packham conseguiu capturar o reflexo perfeito de elefantes africanos em Botsuana, em foto exposta no "WildPhotos", que reúne, por dois dias, os melhores fotógrafos de vida selvagem e natureza na Royal Geographical Society, em Londres.

Chris Packham/WildPhotos/BBC

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


31

Mulheres mulçumanas da Caxemira rezam e choram ao ver a relíquia, que se acredita ser um fio de cabelo da barba do profeta Mohammad, exibida aos devotos durante o aniversário da morte de Hazrat Ali, no santuário Hazratbal em Srinagar, na Índia. Danish Ismail/Reuters

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


32

Balsa de passageiros navega junto ao Sydney Opera House, com um arco-íris no céu, em uma tarde de inverno ensolarado no centro de Sydney, na Austrália.

jhcMídiaDigital

Daniel Munoz/Reuters

Edição 034

Ano 2013


33

Moda Beleza Estilo de Vida

Regina Flores: Consultora de Modas jhcMídiaDigital

WANDERLUST

Inverno 2014 traz as cores e texturas do passado e tra comunidades itinerantes.[

MEGA TRENDS

A cada temporada a equipe de coolhunting da Vicunha Têxtil aponta as direções da moda para a estação lançada. Neste inverno 14 não foi diferente! Siga os passos da edição #78 da newsletter Vipreview e confira as tendências mais quentes para o Inverno 14.

A tradição cigana empresta seus exageros em metais e cores vibrantes para o Inverno 2014 e também inspira silhuetas volumosas e sobrepostas. Efeitos vintage no couro e estampas étnicas trazem de volta o espírito nômade das comunidades itinerantes europeias, enquanto os shapes apontam para uma alfaiataria oversized, ponchos, casacos longos e calças dos mais variados estilos: carrots, sarouel e de cintura alta. Maxiestampas, animal prints e efeito jacquard são pontos fortes do tema, e se misturam aos couros rústicos, denims envelhecidos e textura cotelê para looks mais casuais, e a tecidos metalizados para um look mais sofisticado. jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


34

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


35

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


36

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


37

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


38

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


39

A linha Essential, composta por artigos denim 100% algodão, pode garantir o visual Wnaderlust por possibilitar lavagens de tons mais escuros a envelhecidos. Os lançamentos Premium Oliver e Norton são exemplos desta grande versatilidade em lavanderia. Outra indicação é o Max Drake, com características similares, porém com tonalidade super black. Com acabamento Printed Suede, exclusivo da Vicunha, os estampados em arabescos Ziggy e Dust, sobre base brim, e Barok, sobre índigo SuperPowerStretch, também podem ser usados dentro do tema. Por último a nova cor do CARBOLumen Perry, telha, tem tudo a ver com a tendência.

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


40

Vestidos transpassados são curingas para parecer mais magra; veja opções Vestido transpassado com estampa tropical; R$ 1.633, da André Lima, na Shop2gether (www.shop2gether.com.br). Preço pesquisado em agosto de 2013 e sujeito a alterações

Vestido transpassado com estampa animal; R$ 650, na Tufi Duek (www.tufiduek.com.br). Preço pesquisado em agosto de 2013 e sujeito a alterações.

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


41 Vestido transpassado azul; R$ 390, na Blow-up (Tel.: 11 3081-2447). Preço pesquisado em agosto de 2013 e sujeito a alterações.

Vestido transpassado com estampa de gatinhos; R$ 329,90, na Dona Florinda (www.donaflorinda.com.br). Preço pesquisado em agosto de 2013 e sujeito a alterações

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


42

Vestido transpassado verde com faixa bordô na cintura; R$ 149, na Memove (www.memove.com.br). Preço pesquisado em agosto de 2013 e sujeito a alterações

Vestido transpassado estampado; R$ 499, na Nutria (www.nutria.com.br). Preço pesquisado em agosto de 2013 e sujeito a alterações

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


43

estido transpassado vermelho; R$ 179, na C&A (www.cea.com.br). Preço pesquisado em agosto de 2013 e sujeito a alterações

Vestido transpassado com estampa em tons de verde; R$ 79, da Mercatto, na Dafiti (www.dafiti.com.br). Preço pesquisado em agosto de 2013 e sujeito a alterações

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


44

MODA MASCULINA Veja como combinar os diferentes tipos de meias

COMBINAÇÃO TRADICIONAL FORMAL: Há duas formas de combinar meia com costume (paletó e calça), coordenando-a com a cor da calça ou com a do sapato. Na primeira opção, você ganha uma silhueta mais alongada, porque não há nenhum recorte no visual, como acontece com uma meia de outra cor

COMBINAÇÃO TRADICIONAL FORMAL: Sugestão para a corrente que acredita que a meia combina com a cor da calça, porque alonga a silhueta, com costume cinza e sapato preto, o acessório é cinza

COMBINAÇÃO TRADICIONAL CASUAL ELEGANTE: Na hora de combinar blazer com calça mais clara, a meia acompanha a cor da calça, especialmente para homens com pernas curtas

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


45

COMBINAÇÃO TRADICIONAL CASUAL: Quando usar calça jeans, com camisa e sapato, a cor da meia combina com a do calçado

COMBINAÇÃO TRADICIONAL ESPORTIVA: Se usar bermuda com tênis, a meia pode ser soquete, aquela que não é tão comprida, de cores variadas, inclusive a branca. É a solução perfeita para homens mais clássicos. Caso opte por mocassim ou calçados marítimos, deixe a meia de lado!

COMBINAÇÃO MODERNA ESPORTIVA: A meia "invisível" ou sapatilha é uma ótima opção para usar com tênis e bermuda. Para homens de estatura mais baixa, é melhor ainda, porque alonga a perna já que não corta o visual, como acontece com outros modelos de meias

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


46

Esporte

Muricy reprova plano do Barça de fortalecer Neymar: 'vão tirar a velocidade dele' Do UOL, em São Paulo

Muricy Ramalho se mostrou contrário ao plano do Barcelona de fortalecer Neymar. O clube espanhol espera que o atacante ganhe 5 kg em relação ao peso normal, tendo como meta suportar tranco dos adversários. Ex-técnico do Santos e atualmente desempregado, Muricy acredita que o atleta perderá uma de suas maiores virtudes caso engorde: a velocidade.

Eu não concordo [com o plano idealizado pelo Barcelona]. Vão tirar velocidade dele. E eu achei que o Barcelona não ia fazer isso, porque o Xavi, Messi e Iniesta, que são pequenos, não precisaram disso. Se o Neymar ganhar peso, vão tirar o que ele tem de melhor”, disse Muricy, em entrevista ao Pânico, da rádio Jovem Pan.

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


47

faz Barcelona 2 x 0 Tailândia

Além de entender que Neymar corre risco de perder agilidade caso fique mais forte, Muricy diz que o atacante estará mais suscetíveis a lesões no joelho devido à maior sobrecarga. “O Neymar já tem um corpo muito bem definido. Se ganhar peso pode dar lesão no joelho, como teve o Ronaldo [que havia sido submetido a ganho de massa muscular na Europa]. É um négócio perigoso. Eu nunca vi o Neymar no departamento médico. Corpo perfeito. E olha que ele tomava porrada o tempo todo”, acrescenta Muricy. O processo de engorda incluiu cirurgia para retirada das amigdalas. Por enquanto, o efeito foi inverso: Neymar perdeu 7 quilos em 24 dias, apresentando quadro de anemia. O Barcelona informou que a perda inicial de peso era prevista, devido à dificuldade para se alimentar no período pós cirurgia. Mas acredita que Neymar passará a ter mais facilidade para ganhar massa corpórea.

Médico que operou Neymar diz que volta aos campos foi precipitada O médico que fez a cirurgia nas amigdalas de Neymar, Augusto César Lima, considerou precipitado o retorno do atacante aos campos. Em entrevista ao Sportv, o médico informa que o jogador estava debilitado fisicamente para defender o Barcelona. Ele participou de três amistosos após a operação, realizada em 5 de julho, no Rio de Janeiro.

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


48 Neymar apresentava dificuldade para se alimentar nos primeiros dias após a intervenção cirúrgica. Foram 7 quilos a menos em 24 dias. “Ele [Neymar] operou dia 5 e dia 25 já jogou [a estreia foi no dia 30, e não no dia 25]. Não tem como o sujeito começar a se alimentar 15 dias depois de operado e desenvolver o seu futebol na sua plenitude”, declarou o médico ao Sportv. O jogador apresenta leve anemia, perdendo massa muscular. A retirada das amigdalas faz parte do plano de engorda de Neymar. O Barcelona acredita que o atacante consiga ganhar 5 quilos a mais que seu peso normal. Neymar marcou nesta quarta-feira seu primeiro gol com a camisa do Barcelona. O camisa 11 abriu o placar na goleada do time catalão contra a seleção da Tailândia, 7 a 1, em Bangcoc. Ele foi substituído no intervalo de jogo.

Ney Franco e Rogério Ceni deixam o gramado do Morumbi com a cabeça baixa

Ney Franco diz que Ceni mina jogadores e vê Ganso "fritado" no São Paulo Do UOL, em São Paulo

Um mês após ser demitido do São Paulo, o técnico Ney Franco criticou o capitão do time Rogério Ceni e disse que Paulo Henrique Ganso foi fritado no clube. Em

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


49 entrevista ao jornal O Globo, o treinador analisou a sua passagem pelo time do Morumbi. Segundo Ney, Rogério Ceni “extrapolou o limite” de um jogador no clube. “Ele até participa da vida política do clube, há uma disputa por seu apoio político. Ele tem consciência do que representa”, disse o treinador, que afirmou que a atuação do capitão atrapalhou o seu trabalho no Morumbi. • BLOG DO MENON: Rogério Ceni é muito menor que o São Paulo

Não tive no Ceni o capitão de que precisava. Havia a preocupação de quebrar marcas individuais. Até em contratações: se chega um nome que é do interesse dele, ele fica na dele; se não é, reclama nos corredores. Ney Franco em entrevista ao O Globo

“Não tive nele o capitão de que precisava. Havia a preocupação de quebrar marcas individuais. Até em contratações: se chega um nome que é do interesse dele, ele fica na dele; se não é, reclama nos corredores. E isso chega aos contratados, como Ganso, Lúcio. E eu, como técnico, ficava no meio disso”, afirmou o técnico ao O Globo.

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


50

Ney Franco ficou um ano no São Paulo e foi demitido após a derrota para o Corinthians na primeira partida da final da Recopa, em julho. Foi durante a sua gestão que o time contratou o meia Paulo Henrique Ganso. “Ganso chegou num ambiente... Percebeu claramente as coisas. Chegou ao ouvido dele. Havia uma fritura por trás e pode jhcMídiaDigital Edição 034 Ano 2013


51 atrapalhar. Nos corredores, era o que se escutava, que quando Ganso jogava o time tinha um jogador a menos”, disse o técnico. "Se está bom para o Rogério, este profissional vai bem. Se não, se chega um profissional que ele não concorda, a tendência é ser minado. E nos dois últimos meses de trabalho eu sabia que havia interesse de parte do grupo na minha saída. Depois, Rogério disse que meu legado no clube foi zero. Antes de trabalhar no São Paulo, vários jogadores da base do clube se valorizaram comigo na seleção. Quando cheguei, Jádson e Osvaldo cresceram. O Lucas teve um boom e foi negociado. E subi jogadores. Além de termos ganho a Copa Sul-Americana no fim de 2012", afirmou Ney Franco. TÉCNICO E GOLEIRO TIVERAM CONVIVÊNCIA TENSA NO SÃO PAULO

Durante um ano, Rogério Ceni e Ney Franco viveram dias tensos no Morumbi. O primeiro atrito público entre os dois aconteceu em outubro de 2012, quando o goleiro e capitão discordou de uma substituição do treinador. Na partida contra a Liga de Loja, pelas quartas de final da Copa Sul-Americana, Ceni pediu a entrada de Cícero, mas Ney optou pela entrada de Willian José. O goleiro reclamou no campo, durante a partida e irritou o técnico. “Não aprovo, acho que é cada um na sua, cada um fazendo sua função. Se eu achasse que o Cícero tivesse que entrar eu jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


52 colocaria, então eu não aprovo”, comentou o treinador na época. Após o episódio, dirigentes do São Paulo divulgaram que numa conversa a dupla se acertou. Quando Ney foi demitido, entretanto, Ceni voltou a demonstrar descontentamento com o trabalho do seu ex-chefe. “Zero, zero, zero”, disse o capitão do São Paulo ao ser perguntado sobre o legado deixado pelo técnico em 12 meses de trabalho no São Paulo.

Ceni diz que se dependesse dele, Ney Franco estaria no olho da rua há muito tempo Do UOL, em São Paulo

Rogério Ceni rebateu s polêmicas declarações de Ney Franco após a derrota da equipe na Copa Suruga. “Não li tudo direito. Não tenho muito para falar do Ney Franco, nem o momento acho que cabe muito. Mas para vocês não ficarem sem nada, só queria dizer que, se tivesse toda influência que ele acha que tenho, ele estaria no olho da rua há muito tempo. Não esperaria se tivesse o poder de decisão. Sou apenas um funcionário do clube, não decido, não mando. Mas se eu tivesse condições de ter a influência que ele acha que eu tenho, ele estaria longe há muito tempo”, disparou. A declaração foi dada aos jornalistas Carlos Augusto Ferrari e Bruno Quaresma, do Globo Esporte.com eLance, respectivamente, em Kashima. O goleiro, no entanto, não quis entrar em mais detalhes sobre o assunto, especialmente sobre a acusação de que estaria minando Ganso no clube. “Não tenho mais nada para falar do Ney. Ele faz parte do passado”, finalizou.

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


53

Para Aldo Rebelo, aumento do preço dos ingressos é 'inadmissível' Ministro do Esporte critica preços exorbitantes de entradas e sugere liga dos clubes Agência Estado - AE

BRASÍLIA - O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, criticou nesta quinta-feira o aumento no preço dos ingressos para jogos de futebol. Em entrevista transmitida online com blogueiros e internautas, o dirigente máximo do esporte no País afirmou serem inadmissíveis os valores cobrados inclusive nas entradas mais baratas. Para assistir a Flamengo x Portuguesa, na noite de última quartafeira, por exemplo, o torcedor comum não pagou menos do que R$ 120 para entrar no Mané Garrincha, em Brasília. No fim de semana anterior, quando o Fla recebeu o Atlético-MG, o preço mínimo era ainda mais salgado: R$ 180. Wilton Júnior/Estadão

Rebelo sugere que a parte mais cara subsidie a mais barata "Os preços são exorbitantes, e acho que isso de fato é inadmissível. Que haja ingressos mais caros, porque há serviços nos estádios, mas sou a favor do subsídio cruzado. Ou seja, a parte mais cara dos ingressos ajuda a subsidiar a mais barata, para que o futebol não perca sua essência, sua natureza, que é a ligação com o povo", disse o ministro, que milita no PC do B. Rebelo defendeu mudanças radicais no futebol brasileiro. A começar pela criação de uma liga nacional de clubes para substituir o Brasileirão. "Acho que os clubes brasileiros deveriam organizar uma liga, lutar pelos seus direitos. A CBF cumpre seu papel de regulamentação do futebol, cuida da seleção brasileira, e os clubes deveriam cuidar melhor dos seus interesses. Acho que uma liga ajudaria a defender e a projetar melhor os interesses dos clubes brasileiros no País e fora do Brasil", opinou. jhcMídiaDigital Edição 034 Ano 2013


54 O ministro também afirmou que conversa com a CBF sobre uma mudança no calendário do futebol brasileiro. "O governo tem interesse em participar da discussão e racionalizar nosso calendário, para que ele torne a vida econômica e a exposição das marcas de nossos clubes algo mais competitivo em relação ao futebol europeu."

Brasil Laudo dos EUA poria em xeque caso Isabella Exame de universidade americana diz que menina não foi esganada por pai e madrasta Fausto Macedo e Marcelo Godoy - O Estado de S. Paulo

O resultado de um laudo feito nos Estados Unidos pelo diretor do Instituto de Engenharia Biomédica da George Washington University, James K. Hahn, pode provocar uma reviravolta no caso Isabella Nardoni. As análises foram encomendadas pelo criminalista Roberto Podval, que defende o casal Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá, pai e madrasta da menina morta aos 5 anos, em 2008. Os exames feitos pela equipe do professor americano concluíram que as marcas no pescoço da menina não foram causadas pelas mãos de Anna Carolina, conforme a acusação feita pelo Ministério Público Estadual (MPE). Também concluíram que tampouco foram resultado de esganadura feita pelo pai da criança. Isso porque as marcas encontradas pela perícia "não são compatíveis com a morfologia das mãos de Anna e de Alexandre". As marcas - chamadas de esquimoses puntiformes na nuca direita - não foram, segundo a perícia, feitas por mãos humanas. "Isso foi surpreendente", afirmou Podval. Para fazer as análises, o criminalista fez moldes das mãos dos dois acusados. O estudo da equipe do professor Hahn foi desenvolvido com base nas articulações das mãos e dos dedos.

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


55 Para mostrar como chegaram a esse resultado, os peritos prepararam um relatório que será trazido por Podval para ser incluído no processo do caso. Mesmo sabendo que a Justiça dificilmente aceita a análise de provas novas em habeas corpus, é por meio de um que o criminalista pretende tirar o casal da cadeia. Normalmente, só depois do trânsito em julgado de um caso - sua decisão judicial final - é que se pode pedir a revisão criminal. Para tanto, o casal Nardoni teria de esperar preso. Podval considera que a espera na cadeia depois do surgimento de uma dúvida mais do que razoável de que o casal tenha cometido o crime é algo que a Justiça deve evitar, daí porque o criminalista acredita ser possível a libertação. Prisão. O casal Nardoni cumpre pena desde que, em março de 2010, foi condenado pelo 2.º Tribunal do Júri de São Paulo pela morte da garota. O pai recebeu a pena de 31 anos de prisão, enquanto a madrasta, de 26 anos e 8 meses. Ambos recorreram da decisão, mas a Justiça ainda não terminou de analisar seus recursos. Anna e Alexandre foram condenados por homicídio qualificado meio cruel, sem dar chance de defesa para a vítima e para assegurar a impunidade de outro crime. De acordo com a acusação, a menina teria sido espancada pela madrasta, que teria tentado sufocá-la. Pensando que ela estava morta, o pai cortou com uma tesoura uma rede de proteção da janela de um quarto do apartamento do casal, na zona norte de São Paulo. Em seguida, Alexandre apanhou a menina e a atirou pela janela. A criança caiu no jardim do prédio. Queda. Para Podval, as marcas no pescoço de Isabella podem ter sido provocadas nessa queda, quando a menina passou por uma pequena palmeira no jardim. "O laudo diz que as marcas não foram causadas por mãos humanas, mas não diz o que as pode ter causado. Ele é inconclusivo nesse ponto. Mas acredito que elas podem ter sido causadas na queda", afirmou o criminalista. O defensor do casal devia embarcaria na noite deste quartafeira, 7, para os Estados Unidos a fim de apanhar o resultado jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


56 dos exames. Ele deve se reunir ainda nesta semana com a equipe do professor Hahn, em Washington. O retorno ao Brasil está marcado para a próxima semana. "Vamos preparar o recurso. Sempre acreditei na inocência de meus clientes."

O Brasil que poucos conhecem. Cidade do Maranhão faz 'vaquinha' para morador comer carne Estado não acompanha melhorias sociais e concentra municípios com menor renda

• LEONENCIO NOSSA, ENVIADO ESPECIAL, SÃO LUÍS (MA) - O Estado de S.Paulo

Perto de completar meio século sob o domínio do grupo do senador José Sarney (PMDB-AP), com poucos intervalos de governos opositores, o Maranhão não teve fôlego para acompanhar os demais Estados na melhoria dos índices sociais. O Atlas do Desenvolvimento Humano da ONU mostrou que, das jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


57 50 cidades brasileiras com menor renda per capita, 28 são maranhenses. Leonencio Nossa/Estadão

Nas últimas três décadas, a expectativa de vida na terra da oligarquia mais antiga em atividade passou de 54 para 68 anos, mas o crescimento foi menor que no restante do País. Nesse ranking do IBGE, o Estado caiu de 23.º para o último lugar, ocupando espaço que antes era de Alagoas, terra da seca e pistolagem. Um dos exemplos mais dramáticos da situação do Estado está em Fernando Falcão, a 542 km de São Luís. A cada oito dias, moradores fazem "vaquinha" para comprar e matar um boi. Esse "luxo" não é compartilhado por quem vive em situação ainda pior nos casebres de palha afastados do interior, que não podem contar nem mesmo com serviços temporários e de baixa remuneração da prefeitura. Para a maioria dos 9 mil habitantes do município que aparece em segundo lugar no ranking de pior renda per capita do País, o único alimento possível no prato é a fava. A vagem que garante proteína é comum na região. O município só perde em renda para Melgaço, no Pará, e ocupa ainda a segunda pior colocação no Índice de Desenvolvimento Humano nacional, atrás de Marajá do Sena, também no Maranhão. A lavradora Laiane Alves Lima, de 22 anos, se queixa da falta de um pediatra no município. Quando a filha Adriele, de 1 ano, passa mal, ela tem dificuldades de levar a criança ao hospital de Barra do Corda, a 95 km de estrada de chão - Fernando Falcão não tem acesso por asfalto. "Aqui, quando adoece, o posto médico não dá remédio. Não tem uma pomada para micose", relata. Laiane prepara a comida, geralmente uma mistura de fava, num fogão improvisado em uma lata de tinta. Ostentação. A política maranhense está longe de recorrer ao crime de mando como outros Estados do Norte e do Nordeste, mas a miséria de um lugar de mata de cocais e chuvas amazônicas, a ostentação de riqueza e poder e as suspeitas de jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


58 corrupção, temas dos discursos da primeira campanha de Sarney ao governo estadual, em 1965, estão por toda a parte. Dados do Portal da Transparência do Estado mostram que o governo de Roseana Sarney (PMDB), filha do senador, gastou no ano passado R$ 17,8 milhões com aluguel de helicópteros. Só para comparar o uso do dinheiro público a um exemplo recriminado nas ruas, o governo do Rio, comandado por Sérgio Cabral (PMDB), gastou no mesmo período R$ 9,5 milhões com o uso dessas aeronaves. Nos 216 municípios maranhenses sobram denúncias de convênios irregulares. Ao longo de 2013, o governo pagou a uma associação comunitária R$ 3,5 milhões para melhorar as estradas de acesso ao povoado de Trecho, no município de Raposa, Região Metropolitana de São Luís. O povoado não existe. "Houve um equívoco do sistema, que foi corrigido", explica o secretário de Desenvolvimento Social e Agricultura Familiar, Fernando Fialho, responsável pela licitação. Quem sentiu a sensação de estar fora do mapa político foi a comunidade de Pirangi, um povoado real do município de Humberto de Campos. No começo do ano passado, Neide Saboya, candidata do PMDB e do clã Sarney à prefeitura, apareceu no lugarejo para recolher assinaturas e prometer a construção de banheiros em 57 casas. Mesmo com a derrota da aliada no município, o governo estadual repassou R$ 300 mil para construir fossas, chuveiros e vasos sanitários. Os moradores esperam até hoje pelo início das obras. Desde os anos 1970, o grupo de Sarney se sustenta com anúncios de obras "salvadoras" da economia. Foi assim com a construção dos trilhos do Complexo de Carajás, a fábrica de alumínio da Alcoa e a base espacial de Alcântara. "Os projetos não agregaram valor nem garantiram a diversificação da cadeia produtiva. O Maranhão é um rico que virou miserável", observa o presidente da Embratur, Flávio Dino. Principal nome da oposição ao grupo de Sarney, ele observa que, na primeira metade do século 20, o Maranhão contou com os ciclos do algodão e das fábricas de tecido, do arroz, e do babaçu. "A economia tradicional foi desestruturada. Essa jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


59 modernização não deu certo e explica esses indicadores sociais vergonhosos", afirma. Aliança. Em 2010, Roseana e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva lançaram a pedra fundamental da refinaria Premium da Petrobrás, em Rosário, a 40 km da capital. A previsão era iniciar a primeira etapa de produção agora em 2013. Roseana foi reeleita, a candidata de Lula ao Planalto, Dilma Rousseff, teve a maioria dos votos do Estado e associações de garimpeiros e quilombolas ligados à família Sarney e ao ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, receberam recursos públicos para capacitar os "operários" de uma refinaria que ficou no discurso. Num Estado onde mais da metade da população vive em pequenos municípios, o grupo de Sarney é acusado de fazer convênios de obras fantasmas com prefeituras comandadas por aliados ou associações formadas por correligionários derrotados. O Tribunal de Contas do Estado, que analisa a distribuição de verbas, tem seis dos sete conselheiros ligados ao clã. Para empresários locais, o grupo sufocou a economia do Maranhão a ponto de investidores e industriais optarem por negócios em outros Estados, o que explicaria avanços sociais obtidos por Piauí e Rio Grande do Norte. Atraso. As cidades dependem exclusivamente do Fundo de Participação dos Municípios, do benefício dos aposentados e do Bolsa Família. O programa de transferência de renda do governo federal despeja na economia local R$ 173 milhões por mês. O secretário adjunto de Educação do Maranhão, Tadeu Lima, inclui entre as causas do atraso do Estado a vinda de migrantes da seca. "De 1960 para cá, a nossa população passou de 1,5 milhão para 6,5 milhões. Já no Piauí, que melhorou os índices sociais, o número de habitantes cresceu de 1,2 milhão para 3 milhões", avalia.

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


60

Procurador-geral da República recomenda cassação de Roseana Sarney Para Roberto Gurgel, o Governo do Maranhão celebrou 670 convênios com municípios às vésperas da eleição de 2010 para cooptar prefeitos que apoiavam candidatos de oposição

Felipe Recondo - O Estado de S. Paulo

BRASÍLIA - O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, deu parecer pela cassação do mandato da governadora do Maranhão, Roseana Sarney (PMDB), e de seu vice, Washington Luiz Oliveira (PT), por abuso de poder político e econômico nas eleições de 2010. O processo foi movido pelo ex-governador José Reinaldo Tavares - ele disputou as eleições para o Senado em 2010 - e tramita no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). As investigações mostraram que o governo do Estado intensificou a celebração de convênios e aumentou o repasse de recursos para os municípios do Estado às vésperas das eleições de 2010, "especialmente no mês de junho e nos três dias que precederam a convenção" em que Roseana foi lançada candidata à reeleição. Conforme dados do parecer, nos três dias antes da convenção, foram firmados 670 convênios, cujo valor superou R$ 165 milhões para diversos municípios do Estado. Os convênios eram firmados em tempo recorde, conforme o Ministério Público, e serviriam para financiar pavimentação de ruas, construção de quadras e distribuição de casas. "No prazo de dois dias, eles eram assinados, publicados no órgão oficial e o dinheiro creditado na conta do município, cujos saques, de acordo com notícia nos autos, eram feitos em espécie, diretamente na boca do caixa", afirmou Gurgel no parecer. Segundo o Ministério Público, a intenção de Roseana era minar a candidatura dos concorrentes e cooptar o apoio de prefeitos e lideranças comunitárias para sua eleição. "Dezenas de prefeitos de oposição, filiados ao PSDB, PSB, PDT e PC do B abandonaram completamente os candidatos Jackson Lago e Flávio Dino nas eleições para o governo do Estado e passaram a apoiar a reeleição da governadora Roseana Sarney Murad em jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


61 troca dos convênios milionários, liberados às vésperas das eleições", argumentou Gurgel. Outro programa, cuja implementação às vésperas das eleições configuraria abuso de poder, previa a construção distribuição de casas populares. De acordo com o Ministério Público, houve um aumento exponencial de gastos com o programa no ano eleitoral, sendo que a maior parte dos recursos foi liberada nos meses que antecederam as eleições. "No caso em exame, não se pode afirmar que a celebração dos convênios constituiu ato normal ou regular de governo. Houve, na ação governamental, um desbordamento. Quase todos os convênios e transferências aos municípios, no ano de 2010, foram realizados no mês de junho", afirmou Gurgel. "Essa ação tinha um objetivo claro e imediato: interferir no processo eleitoral em curso e beneficiar as candidaturas dos recorridos, dando a eles condições diversas dos demais candidatos", concluiu o procurador. O processo contra Roseana aguardava o parecer para ser julgado pela Justiça Eleitoral. Não há prazo para que o caso seja levado ao plenário da Corte. Em sua defesa, a governadora e seu vice afirmaram não haver relação direta entre a assinatura dos convênios e sua vitória nas eleições de 2010. Além disso, argumentou que nenhum convênio foi firmado no período vedado pela legislação eleitoral e disse que o programa de distribuição de casas populares estava autorizado por lei e era executado desde o ano anterior às eleições.

O País sem o MST XICO GRAZIANO *

Noutro dia, em seminário do PT na Bahia, Lula alisava seu ego político quando lançou um enigma: "Eu fico pensando o que seria o Brasil se não fosse o MST".

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


62

A resposta me brotou fácil: haveria mais prosperidade e paz no campo. Explico o porquê. O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) originou-se em 1979, motivado pela luta agrária dos colonos gaúchos nos municípios de Ronda Alta e Sarandi. O regime militar, que comandava o País na época, tentou desmantelar, pelas mãos do famigerado coronel Curió, aquela inquietação camponesa. Ao contrário, porém, sustentado pela Comissão Pastoral da Terra (CPT) e apoiado por líderes da oposição democrática, o episódio prosperou, agigantando-se o acampamento de sem-terra. Cinco anos depois, 8 mil pessoas invadiram a Fazenda Annoni, demonstrando uma ousadia que, de pronto, ganhou a simpatia da opinião pública. O sucesso da empreitada guindou a nova organização à liderança da ação "antilatifundiária" no campo. Seu antípoda, criado no debate da Constituinte, era a União Democrática Ruralista (UDR). Seu rival "interno", de quem procurou sempre se diferenciar, era a Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag), considerada "pelega" pela esquerda de então. A sociedade em mudança adotou o MST. Assim, no estrebuchar da ditadura, renascia no País a tese da reforma agrária. Agora, porém, a causa vinha despida de sua lógica econômica, conforme fora idealizada nos anos 1960, para se carregar de conteúdo social. Com a bênção da Teologia da Libertação, um pedaço de terra redimiria os excluídos do campo. Nascia uma utopia agrária. Ruíra em 1989 o Muro de Berlim. Por aqui, findos os anos de jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


63 chumbo, avançava a redemocratização. Simultaneamente, avançava a modernização capitalista da agricultura, modificando a dinâmica do agro; antigos latifúndios viravam empresas rurais. Mais à frente, o Plano Real retirou da terra ociosa seu ganho especulativo, empurrando-a para a produção. Começava o império da tecnologia na agropecuária brasileira. Nesse caminhar da História, a bandeira revolucionária do MST começou a perder seu brilho. Foi então que a organização decidiu, em 1995, mudar sua estratégia, partindo para o confronto direto com os fazendeiros do País: invadiu a Fazenda Aliança, situada em Pedra Preta (MT). Pertencente a um conceituado líder ruralista, a propriedade mantinha excelente rebanho, elevado rendimento, 29 casas de alvenaria, 160 quilômetros de cercas, 21 empregados registrados, reserva florestal intacta. Um brinco produtivo. Acabou nesse momento o MST "do bem". Inaugurando a fase ulterior da crise agrária, as invasões de propriedades tomaram conta do Brasil, avançando especialmente contra as pastagens de gado. Incontáveis "movimentos" surgiram alhures, arrebentando cercas, roubando gado, fazendo "justiça" com as próprias mãos. Verdadeiras quadrilhas disfarçaram-se de pobres coitados e saquearam regiões, como no sul do Pará. Banditismo rural. O MST militarizou-se. Seus quadros passaram a fazer treinamento centralizado, o comando definiu regras de comportamento e seleção. Centros passaram a oferecer cursos de capacitação, baseados na cartilha básica intitulada Como Organizar a Massa. Doutrinação pura. Nascido como "movimento social", o MST transformou-se em rígida organização, adentrando a cidade. Recrutando miseráveis urbanos, montou uma "fábrica de sem-terra" no País. Nunca mais a reforma agrária encontrou seu eixo. Como teria sido a reforma agrária sem o terrorismo das invasões de terras? Primeiro, seria certamente um programa mais bem planejado, articulado, e não um remendo açodado para resolver conflitos. jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


64 Não trombaria com a agronomia nem com a ecologia, projetando assentamentos tecnicamente viáveis. Não faria da reforma agrária um foco de devastação ambiental, conforme se verifica em toda a Amazônia. Não confundiria remanescentes florestais com terra inculta, promovendo uma infeliz união da miséria com a depredação ecológica, como, entre tantos exemplos, provam a Fazenda Zabelê, no litoral de Touros (RN), ou a Fazenda Araupel, em Rio Bonito do Iguaçu (PR). Segundo, os beneficiários da reforma teriam aptidão reconhecida para a lide rural, jovens habilitados, filhos de agricultores familiares, jamais viriam dos excluídos da cidade. O vestibular da terra seria a capacitação, nunca a invasão. Os assentamentos rurais estariam baseados na produção tecnológica, integrada ao circuito de mercado, nunca firmada na roça de subsistência, isolada. Os novos produtores se emancipariam, seriam titulados, e não, como ocorre hoje, se tornariam subservientes ao poder. Terceiro, e em decorrência dos anteriores, a reforma agrária seria menor em tamanho, porém muito maior em qualidade. Geraria produção e renda. Daria à sociedade retorno do investimento público. Hoje, acreditem, nem se avalia o custobenefício dos assentamentos. Nunca se mediu sequer a produção agropecuária advinda das áreas reformadas no Brasil, que atingem 90 milhões de hectares, envolvendo 1,2 milhão de assentados. Ninguém sabe quanto nem o que produzem. Conclusão: o distributivismo agrário resultou na mais onerosa e fracassada política social da História brasileira. Para se ter uma ideia, o custo médio de cada assentado beira os R$ 100 mil, valor que manteria uma família durante 13 anos recebendo um salário mínimo mensal. Com uma agravante: pelas mãos raivosas dos invasores de terra se criou no País um foco contínuo de encrenca, antipatias, inimizades. Cizânia agrária. O que seria do Brasil se não fosse o MST? Respondo ao Lula, tranquilamente: mais produtivo e fraterno no campo. * XICO GRAZIANO É AGRÔNOMO, FOI SECRETÁRIO DE AGRICULTURA E SECRETÁRIO DO MEIO AMBIENTE DO ESTADO DE SÃO PAULO. E-MAIL: XICOGRAZIANO@TERRA.COM.BR.

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


65

Ministério Público monitora mais de 16 mil telefones, aponta relatórioCOMENTE Do UOL, em São Paulo

O Ministério Público chegou a monitorar 16.432 telefones e 292 e-mails em maio de 2013, segundo relatório divulgado pelo Conselho Nacional do órgão. No período, eram investigadas 9.558 pessoas. Das 30 unidades do Ministério Público no país, de acordo com os dados, 17 possuem equipamento próprio de monitoramento de interceptações telefônicas e outras quatro usam equipamentos cedidos por órgãos do Poder Executivo estadual para gravar conversas de alvos de suas investigações. Segundo o procurador de Justiça do MP/PR José Cid Campêlo, os órgão "atuam em absoluta conformidade com a Constituição Federal e as leis, limitando-se a pleitear eventuais interceptações à Justiça, com os controles inerentes, inclusive aqueles do Conselho Superior do Ministério Público e do Conselho Superior de Justiça". O órgão já investiu aproximadamente R$ 8,3 milhões para a aquisição de três tipos de sistemas telefônicos. O Ministério Público de São Paulo foi o que registrou o maior gasto, com R$ 2,1 milhões. Na sequência, aparece a unidade do Rio Grande do Norte (R$ 1,1 milhão), de Goiás (R$ 753,4 mil) e o Ministério Público Federal (R$ 734,2 mil). Os valores não incluem os gastos com manutenção dos equipamentos, que chega a aproximadamente R$ 1,3 milhão. Os dados apontam que 17 unidades da federação optaram exclusivamente pelo Sistema Guardião, enquanto uma adquiriu o Sistema Sombra, outra comprou os Sistemas Guardião e Wytron, uma tem os Sistemas Guardião e Sombra e uma outra ficou com os Sistemas Guardião e Voice Box.

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


66

EUA orientam agentes a acobertar espionagem de norte-americanosCOMENTE John Shiffman e Kristina Cooke,de Washington

Embora esses casos raramente envolvam questões de segurança nacional, documentos vistos pela Reuters mostram que as autoridades policiais foram orientadas a esconder o verdadeiro início dessas investigações -- não só dos advogados de defesa, mas às vezes também de promotores e juízes. Os documentos, sem data, mostram que agentes federais são treinados para "recriarem" a trilha investigativa, acobertando assim a origem da informação. Alguns juristas dizem que essa prática viola o direito constitucional do réu a um julgamento justo. Se os réus não sabem como a investigação começou, não têm como pedir uma revisão das provas. "Nunca ouvi falar de nada disso", disse Nancy Gertner, professora de direito de Harvard e ex-juíza federal. Gertner e outros juristas disseram que o programa parece mais perturbador do que as recentes revelações sobre o monitoramento de registros telefônicos feito pela Agência Nacional de Segurança (NSA). O esforço da NSA está voltado para conter terroristas, ao passo que o programa da DEA tem como alvo criminosos comuns, principalmente traficantes de drogas. "Uma coisa é criar regras especiais para a segurança nacional", disse Gertner. "O crime comum é completamente diferente. Parece que eles estão manipulando as investigações." A DIVISÃO DE OPERAÇÕES ESPECIAIS A unidade da DEA que distribui as informações se chama Divisão de Operações Especiais, ou SOD na sigla em inglês. Duas dúzias de agências parceiras integram essa unidade, o que inclui FBI, CIA, NSA, IRS (Receita Federal) e Departamento de Segurança Doméstica. Ela foi criada em 1994 para combater cartéis de drogas da América Latina. Começou com algumas dezenas de funcionários, e hoje tem várias centenas.

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


67 Hoje, grande parte do trabalho da SOD é sigiloso, e as autoridades pediram que sua localização precisa, na Virgínia, não fosse revelada. Os documentos vistos pela Reuters foram categorizados como confidenciais. "Lembre-se que a utilização do SOD não pode ser revelada nem discutida em nenhuma função investigativa", diz um documento apresentado aos agentes, ao instruí-los para que usem "técnicas investigativas normais para recriar a informação fornecida pela SOD". Um porta-voz do Departamento de Justiça, órgão responsável pela DEA, não quis comentar. Dois funcionários graduados da DEA defenderam o programa, dizendo que a "recriação" de pistas é uma técnica legal e usada quase diariamente. Um ex-agente do nordeste dos EUA que costumava receber dicas da SOD descreveu assim o processo: "Só diziam a você: 'Esteja numa determinada parada de caminhões num determinado momento e procure determinado veículo'. Então alertávamos a polícia estadual para encontrar um pretexto para parar esse veículo e colocar um cão para procurar drogas nele", disse o agente. Quando uma prisão era feita, os agentes fingiam que a investigação havia começado com a abordagem no trânsito, não com a dica da SOD, segundo o ex-agente. O documento de treinamento obtido pela Reuters se refere a esse processo como "construção paralela". Dois altos funcionários que falaram em nome da DEA, mas sob anonimato, disseram que o processo é mantido secreto para proteger fontes e métodos investigativos. "A construção paralela é uma técnica policial que usamos todos os dias", disse uma fonte. "Tem décadas de idade, é um conceito pétreo." Uma dúzia de agentes federais ouvidos pela Reuters, aposentados e da ativa, confirmaram ter usado a construção paralela durante suas carreiras. A maioria defendeu a prática; alguns disseram entender por que pessoas de fora das instituições policiais estão preocupadas.

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


68 "É como a lavagem de dinheiro -- você trabalha de trás para frente para limpar a coisa", disse Finn Selander, agente da DEA de 1991 a 2008 e hoje membro de uma entidade que defende a legalização e regulamentação das drogas. Alguns advogados e ex-promotores disseram que o uso da "construção paralela" pode ser legal para estabelecer a causa provável de uma prisão, mas que o emprego da prática para disfarçar o verdadeiro início de uma investigação provavelmente viola as regras do processo penal, já que oculta provas que poderiam ser úteis para os réus. "Não se pode burlar o sistema", disse o ex-procurador federal Henry E. Hockeimer Jr.. "Não se pode criar esse subterfúgio. São crimes de drogas, não casos de segurança nacional. Se você não traçar um imite aqui, onde irá traçar?"

O verão das borboletas jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


69

Admiradores das borboletas esperam que a onda de calor atual

aumente o número de insetos, que sofreu declínios com o tempo úmido e os ventos fortes anteriores ao verão. Matt Berry/Butterfly Conservation

Assim como faz em relação a 19 espécies comuns de borboleta, a Grande Contagem de Borboletas pede também registros sobre duas espécies de mariposa de voo diurno: a "Autographa gamma" e a "Zygaena filipendulae"

(foto), que é

encontrada em prados de flores. Ian A Kirk/Butterfly Conservation

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


70

A Grande Contagem de Borboletas vai de 20 de julho a 11 de agosto; Neil Hume/Butterfly Conservation

"Da meia dúzia de borboletas coloridas azuis encontradas no Reino Unido, a Celastrina argiolus é a única comumente vista em jardins", diz Richard Fox, que administra a contagem. Peter Eeles/Butterfly Conservation

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


71

: Embora confinada ao Sul do país, a borboleta "Melanargia galathea" foi gradualmente se espalhando pela região Norte nos últimos anos. Ambientalistas esperam usar os registros fotográficos do público para acompanhar os seus movimentos. Ian A Kirk/Butterfly Conservation

Números da "Aglais urticae" têm diminuído drasticamente, em quase 75% desde 1970, tornando-a bastante rara em partes do Reino Unido nos últimos anos. Matt Berry/Butterfly Conservation

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


72

Lady Gaga aparece completamente nua em vídeo de meditação. Cantora compartilhou o vídeo em que pratica o método desenvolvido pela artista sérvia Marina Abramovic

iG Gente 8Lady Gaga divulgou um vídeo de meditação em que aparece completamente nua.

Lady Gaga pode ser vista completamente nua no vídeo "The Abramovic Method", divulgado nesta quinta-feira (08). Por meio de seu Twitter, a cantora compartilhou o link do clipe em que aparece praticando um método de meditação desenvolvido por Marina Abramovic , uma artista sérvia que recentemente participou do clipe de Jay-Z , "Picasso Baby". Marina também trabalha no "ARTPOP", novo álbum de Gaga.

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


73

Lady Gaga aparece completamente nua em vídeo de meditação Segundo o site "TMZ", Lady Gaga gravou o vídeo na semana passada, durante o tempo em que a cantora fez um retiro para potencializar a consciência física e mental.

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


74

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


75

No clipe, além do nu frontal, a cantora ainda faz exercícios vocais, medita à beira de um rio e também em meio aos cristais.

STF condena senador Ivo Cassol por fraude Fraudes em licitação teriam ocorrido na época em que o político era prefeito de Rolim de Moura, em Rondônia, entre 1998 e 2002

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


76

O senador Ivo Cassol (PP-RO) foi condenado por fraude em licitação O Supremo Tribunal Federal (STF) condenou nesta quinta-feira (8) o senador Ivo Cassol (PP-RO) por crime de fraude em licitação. Ele foi considerado culpado por todos os dez ministros que participaram do julgamento. Os fatos ocorreram na época em que ele era prefeito de Rolim de Moura (RO), entre 1998 e 2002. Segundo denúncia do Ministério Público, o esquema criminoso consistia no fracionamento ilegal de licitação em obras e serviços de engenharia para permitir a aplicação da modalidade convite. Com o método, apenas as empresas envolvidas na fraude disputavam a licitação, prejudicando o processo competitivo. 2010: Senador eleito por Rondônia, Ivo Cassol é acusado de crime eleitoral O julgamento foi retomado nesta tarde com o voto do revisor, ministro Antonio Dias Toffoli. Ontem (7), a relatora Cármen jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


77 Lúcia condenou três dos nove réus. Além de Cassol, a ministra considerou culpados o então presidente da Comissão de Licitação do município, Salomão da Silveira, e o vice-presidente da mesma comissão, Erodi Matt. O voto de Toffoli foi mais abrangente. Além dos três réus ligados à administração pública, ele também condenou quatro empresários envolvidos nas fraudes: Aníbal de Jesus Rodrigues, Neilton Soares dos Santos, Izalino Mezzomo e Josué Crisóstomo. O ministro entendeu que não é possível haver conluio para fraude em licitação sem a concordância dos beneficiados no esquema. Toffoli poupou apenas os sócios Ivalino Mezzomo e Ilva Mezzomo, que não atuavam diretamente na administração das empresas. “A condenação pela simples condição societária é abominável responsabilização penal objetiva”, destacou. Assim como Cármen Lúcia, Toffoli não condenou os réus por formação de quadrilha. Ele entendeu que não ficou provada a associação permanente para cometer crimes, restando apenas a união dos envolvidos para delitos pontuais, no sistema de coautoria. Ontem, Cármen Lúcia não chegou a usar esse argumento, pois os três réus condenados por ela não formariam número exigido por lei para configuração de quadrilha, que é no mínimo quatro. Hoje, ela disse concordar com a tese apresentada por Toffoli. O mais novo ministro da Corte, Roberto Barroso, não chegou a discutir o tema por entender que a pena estaria prescrita. O voto de Cármen Lúcia foi seguido pelos ministros Teori Zavascki, Rosa Weber, Gilmar Mendes e Celso de Mello. Toffoli foi acompanhado pelos ministros Roberto Barroso, Ricardo Lewandowski, Marco Aurélio Mello e Joaquim Barbosa, sendo que os dois últimos também condenaram os réus por formação de quadrilha. Ao final do julgamento, houve empate de 5 a 5 em relação à condenação dos empresários por fraude em licitação. Luiz Fux estava impedido de participar, pois atuava no Superior Tribunal de Justiça (STJ) quando a corte recebeu a denúncia contra os jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


78 envolvidos em 2005. Seguindo a regra de que o empate deve ser mais benéfico ao réu, os ministro decidiram pela absolvição dos empresários. Em seguida, os ministros vão discutir as punições aplicadas aos réus. A pena para o crime de fraude em licitação varia entre dois e quatro anos de prisão, prazo que geralmente é cumprido em regime aberto. Segundo a relatora, o crime ocorreu em 12 situações diferentes, fato que deve agravar a pena ao final do julgamento

Barbosa diz não ter 'contas a prestar com politiqueiros' Presidente do STF rebate questionamentos sobre a compra de um apartamento em Miami: 'Comprei com meu dinheiro, tirei da minha conta e enviei pelos meios legais'

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Joaquim Barbosa, afirmou que não tem "contas a prestar a politiqueiros" que questionam a compra de um apartamento em Miami, nos Estados Unidos. Também disse que é um "cidadão correto".

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


79

Joaquim Barbosa, presidente do STF "Eu comprei com o meu dinheiro, tirei da minha conta bancária, enviei pelos meios legais. Não tenho contas a prestar a esses politiqueiros", afirmou após sessão do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O ministro disse que os críticos deveriam se preocupar com o desvio de recursos públicos e não com seus investimentos. "Aqueles que estão preocupados com as minhas opções de investimento feitas com os meus vencimentos, com os meus ganhos legais e regulares, deveriam estar preocupados com questões muito mais graves que ocorrem no País, especialmente com os assaltos ao patrimônio público", disse. "Essa deveria ser a preocupação principal, e não tentar atacar aqueles que agem corretamente, que nada devem, enfim, um cidadão correto", acrescentou.

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


80

Roberta Miranda: “Faço análise há 19 anos e aprendi que: ‘tá de mau humor? Então fique dentro de sua casa’”

Roberta Miranda (Foto: Rosa Marcondes) jhcMídiaDigital

Roberta Miranda completa 25 anos de carreira e, para celebrar, acaba de lançar um DVD intitulado “25 anos ao vivo em estúdio”. Para celebrar o lançamento, a cantora fez uma reunião em seu apartamento com os jornalistas, com a expectativa de reproduzir o clima intimista de seu trabalho comemorativo. Lá, a cantora explicou exatamente o porquê optou por um trabalho minimalista, em vez de apostar em grandes produções, como as jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


81 que estamos acostumados a ver nos últimos tempos no mercado sertanejo. “A grande produção, shows, eu já tive. Bibi Ferreira foi a diretora de um dos meus DVDs e outros grandes diretores, mas eu queria ter esse momento digamos assim, intimista. Esse momento de poder colocar 25 fãs comigo”, explicou a cantora, que já está em seu quarto DVD. Este, assinado por ela mesma. “Eu fiz esse DVD e ele é o filho que eu tenho mais ciúmes. Ele se agarrou com unhas e dentes porque são os meus 25 anos de carreira e eu sei o que eu passei para chegar até aqui. Mas encontrei pessoas que me respeitam, e isso é importante para mim”, explicou Roberta. Além de contar sua história na parte musical, distribuída em 18 canções, Roberta contou com o apoio do stylist Thidy Alvis para contar toda a trajetória de Roberta na estrada através do figurino. “Quando falamos do figurino, falei que queria vê-la de uma maneira que nunca ninguém a tinha visto, mas que eu sempre a enxerguei. Uma mulher linda, que moldou o corpo, emagreceu bastante, mudou o cabelo. Viemos de um movimento de mudança. Desde a menina de 16 anos até a Roberta de hoje”, explicou ele. Thidy fez toda a produção do figurino baseada no conceito “criança cristal”, que são crianças chamadas de pacificadoras e que trazem equilíbrio e paz.

Escolha dos fãs Por conta do espaço reduzido (um estúdio de 80 m²), Roberta quase precisou abrir mão da presença dos fãs no local. “Fiquei com um buraco, um vazio extraordinário dentro de mim”, afirmou a cantora, que preferiu sacrificar uma parte da produção (excluindo uma grua) em vez de cantar sem público. A luta de Roberta pela presença de fãs é compreensível. Roberta é tiete confessa de alguns artistas, como Roberto Carlos, por exemplo. Pelo rei, já saiu no tapa com outras fãs na porta da TV Excelsior. “Eu, ali, enlouquecida querendo que ele saísse para beijar ele como toda garota. Eu tinha 15, 16 anos. Me derrubaram, quase quebraram o meu braço, me chutaram e foi porrada com as meninas e eu não consegui ver o Roberto Carlos e isso ficou marcado na minha cabeça. No meu guardaroupa tinha Roberto Carlos e do outro lado tinha Ronnie Von”, confessou a cantora, que disse ser mais fácil entender as atitudes dos fãs depois de ter feito parte do grupo. “Fã não me incomoda. O que me incomoda é o não fã. É aquele que não me jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


82 pede autógrafo, aquele que não me pede foto. Faço análise há 19 anos e aprendi que: ‘tá de mau humor? Não tá a fim de atender o fã? Então fique dentro de sua casa. Você é uma pessoa pública. E eles são muito carinhosos, claro que tem alguns que não querem saber do seu momento, se você está comendo, se tá com dor, mesmo porque não está escrito na testa. Mas eles são o meu tesouro”. Em tempo: Roberto Carlos não deu o beijo que Roberta esperava na frente da TV, mas fez um depoimento especial para a cantora

nos extras do DVD “25 anos ao vivo em estúdio”.

Roberta Miranda com o stylist Thidy Alvis (Foto: Rosa Marcondes)

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


83

Roberta Miranda (Foto: Rosa Marcondes)

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


84

Gastronomia

S a k u r o O c h i d a: C o n s u l t o r j h c M í d i a D i g i t a l

Mini-abóbora recheada com Catupiry, shimeji e farofa de amêndoas Por Receita do chef Augusto Pinto, do GOA Gastronomia saudável e do YAM Gastronomia Vegetariana e Funcional

60 minutos •

Porções: 2

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


85

INGREDIENTES Para as mini-abóboras 2 mini-abóboras Óleo de soja quanto baste 4 dentes de alho 250 g de shimeji branco 20 ml de vinho tinto seco 100 g de purê de abóbora 10 ml de shoyu Sal a gosto Pimenta-do-reino moída na hora a gosto Molho de pimenta a gosto a gosto 250 g de Catupiry 50 g de farofa de amêndoas (torrada e passada num ralador fino), pode ser encontrada pronta nos supermercados Para os acompanhamentos Azeite de oliva quanto baste ¼ de cebola média 1 lata de grão-de-bico em conserva ½ maço de rúcula ½ bandeja de broto de alfafa cru

MODO DE PREPARO Para as mini-abóboras Embrulhe as abóboras em papel alumínio e leve-as ao forno preaquecido a 200°C por cerca de 40 minutos. Em uma panela, coloque um fio de óleo de soja para aquecer e refogue o alho picado até dourar. Acrescente o cogumelo, o vinho, o purê de abóbora, o shoyu, sal, pimenta-do-reino e o molho de pimenta. Permaneça mexendo por dez minutos, acrescente o Catupiry até atingir o ponto de fervura, desligue o fogo e reserve. Retire a abóbora do forno e espere esfriar. Com uma faca pequena retire a tampa e com uma colher retire todas as sementes cuidadosamente. Preencha a abóbora com o recheio, salpique com farofa de amêndoas e leve ao forno por mais 10 minutos. Para os acompanhamentos Enquanto você aquece a abóbora recheada, leve uma frigideira ao fogo com o azeite de oliva. Acrescente a cebola picada e fique mexendo até elas atingirem um tom marrom bem dourado. Drene o grão-de-bico em conserva e junte com a cebola e a rúcula na frigideira até aquecê-los por no máximo 5 minutos. Finalização Retire a mini-abóbora do forno e leve ao prato sobre um berço de brotos de alfafa.

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


86

Aconteceu na Semana

| 09/08/2013

05:00

Feridos são levados a hospital em Quetta, no Paquistão, após homem-bomba realizar ataque em funeral de policial. (8/8). Foto: Reuters

Afegãos preparam os túmulos para 14 civis mortos por explosão de bomba no distrito de Ghany Khel, na Província de Nangarhar. (8/8). Foto: AP

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


87

Mulher chora durante funeral de seu filho, morto em um atentado em Karachi, Paquistão (7/8). Foto: AP

Titular, Neymar faz seu primeiro gol, e Barcelona goleia a Tailândia. (7/8). Foto: Getty Images

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


88

Incêndio de grandes proporções atinge aeroporto internacional de Nairóbi, no Quênia. (7/8). Foto: AP

Casa de Ariel Castro em Cleveland, onde três mulheres foram mantidas reféns por cerca de 10 anos, é demolida. (7/8). Foto: AP

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


89

Estudantes indianos fazem passeata contra bombas nucleares em Mumbai. (6/8). Foto: AP

Menino de 2 anos que foi padrinho de casamento dos pais morre de câncer nos EUA .(6/8). Foto: AP

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


90 Família de PMs pode ter sido morta pelo filho adolescente em São Paulo (6/8). Foto: Reprodução

Família de PMs pode ter sido morta pelo filho adolescente em São Paulo (6/8). Foto: Reprodução

Hiroshima marca 68º aniversário do primeiro ataque nuclear do mundo.(6/8). Foto: AP

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


91

As jogadoras de vôlei de praia divulgam fotos de seu casamento realizado em Fortaleza no sábado (5/8).. Foto: Reprodução/Facebook

Entre os peemedebistas Henrique Eduardo Alves e Michel Temer, Dilma Rousseff sanciona o Estatuto da Juventude (5/8).. Foto: Agência Brasil

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


92

Turcos protestam contra sentença de prisão perpétua dada a ex-chefe do Exército (5/8) . Foto: AP

Paquistaneses caminham por rodovia atingida por enchente em Karachi (4/8). Foto: AP

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


93

Moradores da Favela do Moinho em São Paulo derrubam muro de contenção (4/8). Foto: Marcelo Camargo/Abr

Novo presidente do Irã, Hassan Rohani, acena depois de tomar posse perante Parlamento em Teerã (4/8). Foto: AP

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


94

Pai e filho desaparecidos há 40 anos são encontrados vivendo em floresta

O filho, Ho Van Lang (dir.), após ser encontrado na quarta-feira Foto: EFE

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


95

jhcMídiaDigital

Edição 034

Ano 2013


Trigésima quarta revista