Page 1

INFINITO


I


INFINITO Héber Bensi


Copyright © 2013 by Heber Bensi Copyright desta edição © 2013 by Livros Ilimitados LIVROS ILIMITADOS Conselho Editorial: Bernardo Costa John Lee Murray ISBN: Direitos desta edição reservados à Livros Ilimitados Editora e Assessoria LTDA. Rua República do Líbano n.º 61, sala 902 – Centro Rio de Janeiro – RJ – CEP: 20061-030 contato@livrosilimitados.com.br www.livrosilimitados.com.br

Proibida a reprodução, no todo ou em parte, através de quaisquer meios.


Infinito

Sumário Inesquecível E a Deus Símbolos Você teve sorte Eu e você Chegar ao topo Em cada palavra Encosta ensolarada Amar e ser amado Menina das primaveras Está em toda parte Cantos de fidelidade Uma nova chamada a Deus O Pôr do Sol Você é tudo Menina Gaúcha Infinito A imagem da esperança Poesia e amor Sua beleza era infinita Cristais da alvorada Tudo o que eu tenho está aqui Escolheu a luz Você, que me motiva

5


6

Héber Bensi

Adoro você, querida Minha poesia Eternidades da ternura magnífica Você, querida, teve todo o meu amor Sua luz inacreditável Você é minha força em lutar Menina Menina de Paris Você foi o meu sucesso Era infinto o amor Sobressaindo-se entre todas Amo você completamente Por um momento Meu léxico de coração-grandeza Você é perfeita, querida Vê-la é como um novo dia Desfilava nos arpejos de luz Antes que a noite termine Nessa imensidão de valores entre nós Quando você sorri Nem feliz ou triste Você estava desfilando Invisível aos olhos No topo permanecia Estava procurando você Deus nos colocou nesse raio de sol Essa luz generalizada Carinho e amor


Infinito

Quero estar com você Noite estrelada O acabamento estético da minha escrita Há Paris em seu sorriso Brilhou no topo mais alto da colina celestial Dizer eu te amo Valores da minha vida Nasci para escrever Fui condecorado Um sorriso, pra sempre Eu te amo Você era definitiva Fronte incandescente Esses signos linguísticos traduzidos à imagem do meu coração Você é querida Quantos milagres Espero por você até o fim do mundo Neva lá fora Mais que tudo Momentos infinitos Tão forte, tão forte amor Na areia da praia Tão querida O dia estava completo Apenas amo você A alvorada encantava a festa Menina da Bélgica

7


8

Héber Bensi

Agora eu via o essencial De Moscou a Berlin A linguagem celestial Como se fosse pra sempre Carpe-diem iluminado Um laço que de amor reluzia Amá-la pra sempre Ela era uma querida menina Vá, Frodo, vá Uma luz imensa encobre agora o Céu Na criação de Deus Ah, o amor Cantar-escrevendo sobre o infinito Você foi feita de estrelas Os anjos repousavam em seu sorriso O seu jeito de dizer ‘’ pra sempre’’ Você é a beleza cultivada no amor Um modelo de menina Desfilando de modo incandescente sobre os cristais da alvorada


Infinito

Inesquecível Inesquecível, você pra mim...de toda forma estava presente, e como um todo era a unificação do que se manifestava, de modo volitivo-emocional na fonte, e no início do coração... não que a nossa amizade fosse um diamante a encantar todo mundo...é que já não precisávamos mais dar satisfações...era nosso carinho parte da vida, e nosso amor além dela.

E a Deus E a Deus não havia tempo, nem sorte...havia apenas a determinação da ubiquidade infinita, de interceder por mim nas horas em que a penumbra se disfarçava de vida, e o lado traiçoeiro perpetuava a dor...de alguma forma a luz rompia o silêncio, completava a sorte, me mostrava o amanhã...estava melhor do que jamais esteve, estava tudo bem.

9


10 Héber Bensi

Símbolos ‎Eu gosto dela, mas não digo mais por símbolos, e pela semiologia que sempre acaba na banalização do ‘’Eu te amo’’...eu gosto dela pois não sou capaz de gostar tanto assim de mim, e porque de certa forma ela contempla o diagnóstico da alma, que eu apenas entendia por ela, quando preenchia o vazio.

Você teve sorte Você teve sorte, garota, de alguma forma encontrou o segredo que indexava o segredo da estrela, e refletia o luar na mensagem da colina...você teve sorte em encontrar na dança o complemento da alma, e sorrir à noite que contemplava os passos seus...sorria a medida que escrevia a carta e à medida que se divertia sem planejar ou se esforçar, estava viva, ao menos, e vivia do seu jeito. Estava feliz.


Infinito 11

Eu e você Eu e você, querida. Olhamos para o universo, estamos lá. Construímos juntos o nosso telescópio, o nosso essencial era invisível aos olhos. Esse era o nosso milagre. A nossa garantia. A nossa fé inquebrável. Éramos eu e você, e não havia limites, indiferenças, havia apenas o infinito, e o aprendizado que não terminava, assim como o amor que não terminava.

Chegar ao topo Você está destinada a chegar ao topo, não por seu brilho externo, mas por seu brilho interno que exterioriza os cristais joviais de sua esperança plena e beleza incalculável, do coração...olhos claros que despontam não só o brilho das estrelas, mas todo o essencial do amor iluminado, em seus desejos, sem fim.


12 Héber Bensi

Em cada palavra Você, querida. Permanentemente esteve em meu caminho, em cada palavra, cada poema colocado sobre a fronte do Céu. A plenitude espelhava suas escolhas maravilhosas, todas culminavam sobre a face de Deus colorida em guizos dourados, quadros de eternidade. Desfilava em livros, imagens, estéticas do coração sacramentadas em angelicais sorrisos, permanentemente iluminava minha vida e o que eu escrevia, me fazia dar um passo à frente, e querer voar, sobre a arte, como você fez, desfilando sobre as luzes do mundo.


Infinito 13

Encosta ensolarada Pra onde vou? Vou pela encosta ensolarada, pelo carpe diem triunfante da fé, além dos muros do destino, onde descansa a alma pelos mares celestiais. Vou onde a paz venha, aconchegante pela música das areias,  em que a luz permaneça livre, como é livre o espírito do meu eu que sonha. Vou onde a liberdade incandescente descansa  em graça, sobre o véu do infinito, emancipado pelo amor da vida.


14 Héber Bensi

Amar e ser amado Meu amor, vale a pena esperar por você, amar e ser amado, tão perto, espiritualmente, carnalmente, entre todos os sonhos de desvelo, está você, presente. Quando você viaja, há saudade, como há esperança, em ver sua alma atravessar os oceanos e realizar o que outrora era impossível, ver você desfilando sobre o destino e a vida. Vale a pena esperar por você, amor, esse celeste sentimento, que se perde pra se encontrar, no sorriso, e no beijo, quando você está aqui, dentro de mim, sempre.


Infinito 15

Menina das primaveras Flor do topo, menina das primaveras, alvinitente forma da esperança, menina. Seus olhos claros impulsionavam-me à frente, em poesia, a algo abençoado que nunca tive, o de renascer tantas vezes depois de pelo amor morrer.  Quantas vitórias havia em nosso dizer ‘’eu te amo’’ e quantos livros e quantas vidas foram vividas em um beijo, em um segundo apenas, quando pelo amor a verdade aparecia, e o amor em nós vivia, diante de Deus?

Está em toda parte Você, que me dá forças pra lutar, está em toda parte, dentro de mim. Aonde os anjos repousavam em sagrada canção, você desenhou o seu palácio em célebres músicas de cristais, os seus hinos de esperança, deveres, e amor, permanentes, desenhou em todo lugar, dentro de mim, fez-me vencer as ruínas e viajar , com suas asas, louros da fronte, sobre o céu, esteve em toda a parte, dentro de mim.


16 Héber Bensi

Cantos de fidelidade Meu amor, até mesmo o Céu em seu fulgurar de estrelas perde o brilho diante de ti. Esses cantos de fidelidade em suas roupas, propagam os segundos em que a fé permanece em um beijo incandescente, uma vez , sempre. Faz a luz vencer a escuridão, a lua cantar a lullaby da vida, banhar seus olhos em esperança, clarear se não a luz da paz, ao menos a luz do meu coração, em seu coração, sempre, amor.

Uma nova chamada a Deus É a sua amizade que me motiva, que me leva aonde preciso, para a terra que foi feita a mim e você. É a sua amizade que quebra a vidraça, permite a visão, até além dos olhos, que faz soar a música,  Dá liberdade à esperança que faz soar. É a sua amizade que me faz livre, e a sua loucura vira afeição, quando soam os acordes na luz das estrelas. Uma nova chamada a Deus, na estrada, tantos caminhos, no fim das contas você está lá, quando preciso,  me motivando, não só a viver de novo, mas a voar a todo lugar.


Infinito 17

O Pôr do Sol O Pôr do Sol anexava os valores outrora esquecidos. O vermelho dourado anunciava a aurora do testamento amoroso. Ela tinha uma beleza tão grande e inacreditável que tornava a fé simples e o acreditar constante e infinito. Ela, tão linda, me levava a Deus com seu coração maravilhoso. Em sua luz, o presente e o futuro, sobretudo o carpe diem que carregava o essencial invisível aos olhos. Ela era a própria essência da vida, o amor de Deus, e a luz da esperança.  Internamente, sua beleza refletia e aquecia a noite, em sua paz estelar.


18 Héber Bensi

Você é tudo Você é tudo, em seu despertar de rosas, nas passarelas ensolaradas da Espanha. Havia intensidade naqueles voos, sonhos, despertares, novos sorrisos incandescentes. Cristais sobre o céu embranqueciam a areia, que levitava e unia o azul do mar ao azul do céu. Você estava entre as paisagens de luz que apareciam sobre a encosta ilimitada. Você anunciava a alegria e diminuía a diferença entre a noite e o dia, no topo, sobre a claridade, era feliz.


Infinito 19

Menina Gaúcha Menina gaúcha, tão simples, tão linda, Não se deslumbra, quando incandescente Faz a noite inaugurar todo o brilho, de Suas estrelas silenciosas, permanente Dança de infinitos. Seus olhos, querida, De verdade, são a própria pureza do interior, Dos palcos naturais que você anda, pra Voar, como uma oração, nos palcos do mundo. Você, menina, que é a própria definição da Pureza, e beleza, do essencial, invisível Aos olhos, tem os sonhos maiores que o mundo, Estados das coisas, você tem a sua força, Viva, doce, delicada. Claros olhos, valentes, Às vezes desperta a inveja só por ter a luz Maior que o próprio céu, e espelhar o amor... Preferir compreender, amar a ser amada, e Assim, querida, é amada como é bela, e tem Não só a poesia a ti, mas o céu, e o sempre, Amor, menina, amor, tem esse amor pra sempre...


20 Héber Bensi

Infinito  Infinito, muito mais, que ao poente, Que o sol ardente, que o tesouro em Monte Cristo... Muito mais é o infinito, das pétalas que soam, das andorinhas que avoam, Mas belas que o vibrar do profeta da montanha... Maior é o infinito, que o voo do albatroz, Que o cantar todos os dias... Infinito é próximo de Deus, da garota Mais bela, do poeta que canta, triste ou feliz, sempre em busca do Infinito...algo mais que cura a vida...algo mais como o amor... O amor é o infinito...

A imagem da esperança Querida. Está tão perto, ainda quando distante. É a imagem da esperança disseminada pelos lados do meu coração, aquece, acalma, faz o dia nascer de novo, mais belo, mais quente, mais doce. Me faz enxergar, escrever, me faz ver sem ver, e senti-la, um reflexo de vida, lampejo de significados, simples amor verdadeiro.


Infinito 21

Poesia e amor Ó, estações de poesias, ó castelos de significados. Metafísica dos amores todos, eternidade do verão. Aflorou o espírito ardente a pólvora dos versos, vida do léxico triunfante. Era mais que eu te amo que reagia das soluções dos arpejos teóricos versais. Árias brilhantes acalmavam e cuidavam do presente, era o melhor momento de amar e ser feliz. Como poderia haver tempo melhor que esse? Sofismas mágicos de poesia e amor.


22 Héber Bensi

Sua beleza era infinita Sua beleza era infinita, via o essencial invisível aos olhos, era indeterminada, e doce, internamente a imagem estética da alvorada colorida, e do entardecer, puro, evocando os céus, sua beleza eram seus sonhos, sua imaginação, que chegavam, chegavam a todo lugar...

Cristais da alvorada As pessoas parecem não ver, querida, a sua luz reluzente, cristais da alvorada sobre o sol - fé intensa de seu amor. Não a veem desfilar com seu sorriso a encantar o mundo e ser maior que a vida e a luz do céu, ser maior que os sonhos e a intensidade, da beleza que as pessoas nem sequer conhecem.


Infinito 23

Tudo o que eu tenho está aqui Tudo o que eu tenho está aqui, posso vê-la, querida, há tanta verdade nisso, e é o maior tesouro que posso ter. Há o amor, apenas uma condição, contra todas as desrazões do mundo impostas, há esse amor que segue forte e intacto, e vence a vida, a morte, e torna sagrado nosso presente, o carpe diem, com nosso presente de estarmos sempre juntos.

Escolheu a luz Você, suavemente escolheu a luz, perpassar sutil entre o tapete do parque nova-iorquino. Era como um céu de diamantes, centeio cultivado pelos sonhos do verão. Caprichos azuis de sua alma profunda. Não por caprichos materiais, mas pela essência estética do próprio amor completo, fundamental, de sua vida transparente, dessa beleza suave e doce, e eterna.


24 Héber Bensi

Você, que me motiva Você, que me motiva, me carrega à frente. Me faz escrever. Você, que me mantém íntegro, amável, doce, talentoso. Você, que me faz descansar por entre as flores, nos delírios dos palácios. Me faz ver a orquestra, entre o orvalho, embaixo do Sol. Você, que em uma eterna primavera, me oferece um abraço, e não me deixa sozinho, ainda que distante. Você, que com seus olhos claros divulga a eternidade, se não pela comunhão, ao menos pela graça e amor. Que libertes as tranças, imortaliza seus cabelos loiros em um passo-poesia. Querida.


Infinito 25

Adoro você, querida Adoro você tanto, querida. Real, íntegra em suas virtudes, verdadeiramente um enunciado de cores, a alvorada encontrada em se perder. Na dança da sua vida, um infinito inevitável de felicidade, uma vitória silenciosa ensurdecedora em dançar sobre o tapete vermelho da glória parisiense. Persistente, da sua alma misericordiosa e com tanta fé, que voava como um anjo sobre as encostas de cristais e acordava em seu paraíso pra ver a vida, como ninguém mais via, com seus olhos coloridos com a mágica de Deus. Ia escrevendo sua imagem com a convicção de luz, confeccionada na alvorada e nas estrelas.


26 Héber Bensi

Minha poesia Minha poesia me levou para todos os lugares do mundo. Vi Paris em seu auge literário, quando resplandecia toda a luz nas letras das estrelas. Havia tanta verdade nisso, e o amor em sua plenitude, intenso em segundos, infinitos enquanto duravam, naquelas páginas que mudaram o mundo. Vi Veneza, Milão e Florença, era como a música verdadeira, que beijavam os arpejos dourados para cantar a Deus. Dublin, Berlin, Nova York, não existiu lugar em que não caminhei, voando como anjo em minhas palavras, pelo amor do universo.


Infinito 27

Eternidades da ternura magnífica Você me amou e não esperou algo em troca. Simplesmente me amou e dedicou a mim o seu sorriso e eternidades da ternura magnífica. Você apenas dançava, sobre as estrelas, cultivava o presente, em instantes gratificantes em que amar importa mais que qualquer coisa, me deu um beijo inesquecível, e aqueles segundos foram tudo, o tudo que coloria as estrelas, que fornecia o acabamento estético à minha alma, e me fornecia a beleza que até então era desconhecida ao Céu, que enchia-se de alegrias.

Você, querida, teve todo o meu amor Você, querida, teve todo o meu amor, toda a poesia dedicada, como a clave de sol revivendo os bons dias sobre o céu determinado. Você teve tudo de mim, a minha vida, alma que escrevia, inteira, sem exagerar ou excluir, incluía você nos sonhos todos para que nosso amor fosse escrito na esperança, e no céu. Você, querida, teve todo meu amor.


28 Héber Bensi

Sua luz inacreditável Seu destino imaculado, menina, sua luz inacreditável parecia um milagre que ia além do mar e da areia cantando ao pôr do sol. Renascia sua doçura nesses traços de Deus, princesa expoente da aurora, poente a todo talento inigualável, por detrás da natureza e do infinito a reluzir. Seguia seu caminho, menina, com seus véus e luzes, e seu rosto de paz.

Você é minha força em lutar Você é minha força em lutar, é a vitória da arte, onde dorme a perseverança. A estrela multifacetada em seu sorriso, a quintessência iluminada por seus grandes feitos.  Você não é apenas linda, é a beleza em sua pureza, a estética da imagem contemplada do amor essencial. Você é os seus olhos claros, e a visão do essencial, você é a grandeza, a pureza, a luz, e a vida. Você, querida, é tudo.


Infinito 29

Menina Menina, que sonhou verdadeiramente, dançou com a música, seus sentidos, signos, do coração, aperfeiçoou sua imagem à sabedoria da pureza, movimentou-se com a arte na estrada dos sonhos, desfilou cantando sobre os cristais da alvorada. Como se estivesse em Milão, sendo a princesa que era única sobre a multidão, estava invisível ainda sendo tão linda, pois era a única feliz e que sorria em meio aquele mundo.


30 Héber Bensi

Menina de Paris Menina de Paris, de uma doçura libertária, Beleza sagrada que percorre torres e palácios De esperança. De um sorriso, Château brilhante, Borboleta, rodeada de cristais, infinitos ,véu

Azul. Doce menina, tão forte, e tão linda, Viajante de sonhos e vencedora , vestida de Amor, da própria arte resenhada , em tapetes Vermelhos, no alto céu, perseverança em arco-

Iris indecifráveis de seus arpejos-anjos de Vida. Menina, menina, quanta beleza há nesse Seu dizer, e respirar, por estar em todos os Lugares, cores, desejos, maiores que o mundo,

Até maiores que A Cidade, luz, Deus, com você, Querida, a trouxe apaixonantemente ao seu lugar Pra você cravar seu sorriso no alto da Torre,

E deixar que Deus , por fim desenhasse sua vida.


Infinito 31

Você foi o meu sucesso Você foi o meu sucesso, conquistá-la, mesmo que apenas por um segundo foi como o signo dourando a fronte no interceder divino, como um livro clareando gerações de instantes inteiros, com apenas um beijo, toda a magia culminada na cristalização do arpejo, de sua beleza divina.


32 Héber Bensi

Era infinito o amor Era infinto o amor devaneio- imagem real do meu coração ascendente, seu coração, nossos corações, eram o infinito da aurora boreal, da noite, signos de nossa existência,  a paixão renascida, nascida do amor absoluto. Significante carinho no orvalho, diminuía a diferença entre frio e calor, entre o certo e errado, terra e céu. Sua claridade e sinceridade Iluminavam a verdade e a beleza, universal, constante, de nossa relação, a pureza absoluta, do amor inacreditável.

Sobressaindo-se entre todas Emocionante ver você sobressaindo-se entre todas, e com um sorriso chegando ao topo, com o coração minha poesia, que esteve sempre por ali, em você, todo lugar.


Infinito 33

Amo você completamente Amo você completamente, como se indexasse seu sorriso e eternizasse os segundos, beijos, em poesia, querida. Poucos momentos e momentos tão eternos, segundos moldurados de paz, e glória-amor do infinito ardente. Doura-se a vida em teu sorriso, o amor em teu beijo, completamente, querida, amo você, completamente.


34 Héber Bensi

Por um momento Ela aproximou-se da ponte, estava pra pular. Por um momento achou que tudo estivesse perdido. Desde a morte de seu pai, as coisas não iam muito bem. Mas nada no mundo justificaria que uma garota tão inteligente, doce e linda tivesse um final assim. Ela aproximava-se da ponte, como muitos fazem ou fizeram, em tempos de depressão, de todos os tipos, iam naquela velha ponte do Brooklyn, e se jogavam de lá. O amor pode matar, de certa forma, ou pode fazer viver, acho que é simplesmente uma escolha. A esperança dá força aos fracos, assim como dá força aos fortes, acho que o amor é como a esperança, é uma carta, que aparece, e nos coloca à frente pra desafiar e jogar contra a vida. E vencer, adquirir a felicidade, controlar a vida com a felicidade. O amor é a força disso tudo, talvez. Cecilie, na ponte, não pensou em tudo isso. Mas, ela, de certa forma, reluzia tudo isso em suas lembranças de infância, com seu pai, e em todos os seus momentos felizes da vida. Dizem que suicídio é um ato de covardia. Eu acho que não. De certa forma é preciso coragem para fazer isso. Quando Cecilie ia pular, uma força a puxou de volta. Não era Deus, fisicamente, espiritualmente


Infinito 35

talvez fosse. Era seu namorado, Shifty, que correu ajudar. A abraçou tão violentamente que não soltou-a mais. Havia puxado-a de volta à vida, digamos assim. Ficou por cinco minutos abraçado a ela, quando começaram a vir policiais. Naquele momento, apesar de muita gente, parecia que os dois estavam sozinhos, como um quadro, uma música, soluçando carinho, admiração e alegria. E alívio. Shifty não havia deixado Cecilie tirar a própria vida. De alguma forma, Shifty a salvou de todas as maneiras que uma garota podia ser salva. Estava junto dela nestes últimos segundos, como prometera ficar por todo o sempre. Ela estava salva, salva, enfim...


36 Héber Bensi

Meu léxico de coração-grandeza Eu dei tudo o que tinha a ela, minhas palavras doces, meu léxico de coração-grandeza, poesia, quintessência, alma coroada de carinho. Ofereci a ela, ofereci Milão e Paris, ao menos em um desenho, multifacetado na parede do sorriso dela- formado, reluzente, um espírito em chamas de pôr do sol. A noite, de dia, o dia, de noite, estelares, incandescentes, a ela ofereci, como o sonho da minha vida.


Infinito 37

Você é perfeita, querida Você é perfeita, querida. Com sua fé, perfeita. Não sobre pontos estéticos que sobrevoam a sociedade, mas puramente perfeita em sua alma-símbolo de poesia, cognitivamente a imensidão de sonhos, desejos, atitudes. Seus cabelos claros, seu sotaque, claramente signos do Céu, perfeitas luzes linguísticas de sonhos floridos, passageiros a esse mundo. Com a pureza estética, você tem se não a luz da vida, ao menos a luz do amor te empurrando e fornecendo valores...que seus olhos claros podem ver, perfeitamente, quando dá seus passos doces de intensidade, força, e luz. Perfeitamente, garota.


38 Héber Bensi

Vê-la é como um novo dia Vê-la é como um novo dia, uma nova vida, novas perseveranças. Você, com sua luz que diminui a diferença entre o certo e o errado, a Terra e o Céu. Você e suas fantasias de celebrar as fontes de cristais noturnas, como as dos palácios italianos que imortalizavam salmos de paixões. Amor, como é bom vê-la de novo, vê-la em um segundo , pra sempre, como é a vida, ver assim.

Desfilava nos arpejos de luz Como se fosse predestinada a brilhar, desfilava nos arpejos de luz, sobre a clave de sol e sobre o próprio Céu. A sua luz, predestinada, fazia renascer as flores e os próprios versos alexandrinos que até então não mais reinventavam a poesia. O amor estava nesse desfile, que até Deus assistia, só para vê-la brilhar, nesse infinito de seus passos, sobre a luz que caminhava.


Infinito 39

Antes que a noite termine Antes que a noite termine, quero oferecê-la toda a pureza, o alento e as três palavras construídas em mim: ‘’eu te amo’’, quero oferecê-la, se não a minha vida, ao menos o amor e fé, e as vitórias, que rabiscaram o papel em poesia sobre o céu nostálgico do carpe diem triunfante. Quero cultivar em você todos os significados, se não sobre o léxico imortal, ao menos sobre a doçura do carinho, que eu dei a você todos os dias, antes que a noite terminasse, como se fosse a última vez, quanta pureza, havia no amor, ainda que estendesse à eternidade, era avaliado por Deus em apenas um segundo, para constantemente perdurar em três palavras: eu te amo.


40 Héber Bensi

Nessa imensidão de valores entre nós Nossos universos unidos, nesses sentidos dialógicos de eternizar um beijo, em apenas uma manifestação, de amor, nos tornou inesquecíveis, querida, nessa imensidão de valores entre nós, uma coisa só, sempre.

Quando você sorri Quando você sorri, tudo começa, tudo termina, o acabamento estético, por fim, é idealizado, concretizado nos afazeres luminosos de seu sorriso, a clareza da vida, variada, no interior do que construí, em meu coração, poesia de duas almas, uma alma, um amor.

Nem feliz ou triste Através dessa minha consciência materializada proclamei um beijo, nem feliz ou triste, apenas as ideias da fé e da esperança nesse beijo, tudo que eu tinha sem ganhar ou perder, era tudo.


Infinito 41

Você estava desfilando Você estava desfilando, sobre as estrelas, Sobre a neve esbranquiçada do bem maior que o mal, Você estava desfilando sobre os desejos cristalizados, Sofismas mágicos de suas luzes condecoradas por Deus,

Você estava desfilando sobre a polifonia do canto dos anjos, Você estava desfilando nos castelos da França, como se O Rei desse a passagem pra que desfilasse em corredores Sagrados...você desfilava como sendo a primeira e a

Última vez, mas desfilava como se fosse um anjo e A aurora estivesse reconstruída por sua pureza ascendente...

Memorável , menina...você desfilava por signos dourados, Guizos brilhantes da sabedoria erguida nas fontes do céu, Longe das estrelas, perto das estrelas, você desfilava

Belamente, com se um sinal a colocasse à frente, pra voar.


42 Héber Bensi

Invisível aos olhos Eu e você, querida. Olhamos para o universo, estamos lá. Construímos juntos o nosso telescópio, o nosso essencial era invisível aos olhos. Esse era o nosso milagre. A nossa garantia. A nossa fé inquebrável. Éramos eu e você, e não havia limites, indiferenças, havia apenas o infinito, e o aprendizado que não terminava, assim como o amor que não terminava.


Infinito 43

No topo permanecia Você nasceu na simplicidade, e assim permaneceu, ainda que já estivesse no topo, rodeada de flores, nuvens de esmeraldas, véus em suas passarelas. Você e seu sorriso, coberto pela seda do céu cultuado. Você e suas orações, coração pleno de fazeres da alegria. No topo permanecia, o resto deixou passar, não caberia bens materiais sobre a luz de sua revista, revista por Deus sua admirável foto, desenhada pelos anjos nos traços do céu.


44 Héber Bensi

Estava procurando você Estava procurando você, para amá-la incessantemente, incandescentemente, de alguma forma eternamente, em que os segundos iluminassem o carpe diem sobre a essência da pureza. Escreveria livros para falar do seu sorriso, no modo alexandrino de doar-me aos anjos, escrever tantos sonetos quanto meus sonhos permitirem, só pra te ver sorrindo, e dormir pensando em você. E acordar com você, como se o seu abraço fosse o mundo, na verdade foi a única coisa que tive, que declarei a Deus achando que fosse poesia, o amor completo, que vi em você. Me deixou emocionado, amá-la por todos os segundos, sendo que hoje, hoje a vida é boa, por dizer pra você... eu te amo.


Infinito 45

Deus nos colocou nesse raio de sol Iremos nos reencontrar de novo. Não poderia haver distâncias sobre esse mar e o céu em que nossa inocência não pudesse semear o amor...Deus nos colocou nesse raio de sol constante, perpetuava pela alegria, nesses nossos beijos onipresentes. Haveremos de nos tornar algo único e impenetráveis de novo, nesse nosso beijo de fé, carinhoso, e imenso.

Essa luz generalizada O sol em sua solidariedade vem encantar as flores das vagas coloridas. Essa luz generalizada vem golpear a escuridão, outrora sobre o devaneio da vida. Agora a luz se veste pelos rios, mares e encostas divinas. Nessas vagas há tanta beleza que ofusca os olhos à imensidão, e o sol queima, como se fosse o amor puro da divindade celestial. O Céu, rico no azul dourado desse amor infinito, vem encantar como nunca, bordando as flores nas roupas de felicidade.


46 Héber Bensi

Carinho e amor É como se a sua presença fizesse surgir minha poesia, não nos contextos sociais, históricos, culturais e ideológicos, mas no próprio enunciado da minha força e luz, fomentadas por seu carinho e amor.

Quero estar com você Quero estar com você, quando a esperança for semeada de novo sobre o cálice do pôr do Sol. Quando a alegria vespertina vivenciar a existência de Deus em vários infinitos que cantam o amor...de fato você estará presente em mim, e o passado se dissolverá, apenas o carpe diem será contemplado em seu triunfante carinho, beijos...amada...o presente, com você, definido, sem dúvidas, o próprio Céu, abençoado.


Infinito 47

Noite estrelada Buscarei exílio em suas asas de liberdade, Na união da fé com os mares, navegarei, Pela noite, a chamarei de lar noite estrelada,

Quando houver suas espumas e luzes, e mais nada, Será a alvorada meu coração, e a liberdade a fé Que faltava, e haverá Deus, e poesia, e amor... Pela sua noite, estrelada,a chamarei de lar... Quando houver amor, estarei entre as estrelas.

O acabamento estético da minha escrita Você oferece o acabamento estético da minha escrita, querida, termina de descrever o que eu descrevi, preenche de significados o que eram apenas signos linguísticos vazios, e não havia alma e coração sem você, amor.


48 Héber Bensi

Há Paris em seu sorriso Há flores em seus passos, há Paris em seu sorriso, há essa eternidade em seu semblante pertinente ao tesouro de sua imaginação. Que linda é você, completamente, internamente, nesses signos das resposta cognitivas da estética dos anjos, você ia de um lugar para o outro, como quando voou pra Milão - dormiu em um Palácio, da própria imaginação, e do amor essencial ficou se não a vida, ao menos o sorriso, imortalizado pela foto que viu, de sua alma e coração.

Brilhou no topo mais alto da colina celestial Foi desacreditada por todos, mas não por Deus...em todos os seus sentidos e valores brilhou no topo mais alto da colina celestial, entre a Terra e o Céu, desfilou, como heroína, pra que os homens e anjos pudessem ver você no topo, pra sempre.


Infinito 49

Dizer eu te amo Mal posso esperar, para vê-la amanhã, dizer eu te amo, reconsiderar as chamas do carpe diem, valores do presente musicados da grandeza definitiva...um beijo seu, e nada mais importa. O hoje, o pra sempre, um momento, uma flor, definitiva, você, amor, quando volta, com um sorriso, define a existência, o amor e o carinho, posto na fronte, do coração.

Valores da minha vida Há verdade no que faço, pois faço de coração. Então isso acaba blindado pelos valores da minha vida, corações de palavras, contra inveja ou maldade, formas de opressão. Há muito amor nisso, e felicidade em fazer algo ao qual até valeria a pena morrer...que contexto universal de luz há nesse semblante, insígnia de devoção da felicidade, em amar com poesia, dizer eu te amo a ela, e acreditar pra sempre na poesia engrandecida.


50 Héber Bensi

Nasci para escrever Nasci para escrever. Como se cantasse a verdade de Deus no voo do albatroz. Como um relâmpago o arpejo voava, sobre a partitura das estrelas, cem cessar o sorriso anexava a essência do amanhecer. Mais um dia, que loucura, essa dança da vida... maravilhosa, querida, você era iluminada por Deus, e irradiava de volta a constelação em seu sorriso em um gesto de carinho, como se houvesse gratidão pela luz que não ia embora de nossas vidas. Nasci para escrever, querida, como se cantasse a verdade de que Deus está sempre por aqui, escrevendo e cantando com a gente...

Fui condecorado Me entreguei ao máximo, fui condecorado, não por flores ou ouro, mas por poesia, me embriaguei com as palavras inevitáveis, que soluçavam o amor da vida decorrente de minha existência feliz. Como morri de amor-vivendo, e me entreguei-correndo, pra dizer a você que é meu texto de eternidade.


Infinito 51

Um sorriso, pra sempre Um momento como o dia mais longo, aquele que você me beijou, obrigado por aquele dia que você me deu. Perdi o medo, do amanhã, o carpe diem resplandecia com mais eternidade, atravessava o vento, tinha a música da velha Europa, entre a Escócia e Irlanda, velhos campos de trigo, entre um momento, entre a Terra e o Céu. Não havia segredos entre nós, éramos como a alegria de gerações, a alegria distribuindo luz aos sonhos, e amor à vida...um momento como o dia mais longo... apenas um beijo, um sorriso, pra sempre.

Eu te amo Eu te amo. Você sabe que é verdade, querida. Você vê tanta verdade nisso, e fica bem. Lembre-se de hoje, hoje o dia é bom, querida. Eu te amo...expressava-se o dia, as cores do dia, o arco-íris do dia...esperava por você, não havida maldade ou inveja...havia a verdade incessante do amor espelhado do céu. Eu te amo.


52 Héber Bensi

Você era definitiva Sobressaia-se entre as demais. Você era definitiva, como a canção perfeita, e a joia triunfante do tesouro esquecido. Ás vezes, nem era preciso dizer nada, e já classificava a sua cartilha maravilhosa de sorrisos, terminando com a diferença entre o certo e o errado. O seu brilho onipresente era o seu vestido, e o seu jeito era respeitado por todos, quando você chegava, sem se deslumbrar, resplandecendo a beleza maior que o mundo.

Fronte incandescente Flocos de neves coloridos aqueciam a fronte incandescente, o celebrar dos rouxinóis encantavam a música da aurora brilhando. Como reconstruía-se meu coração em chamas, como a velha Inglaterra conquistando os mares de ilusões. Tudo era mais concreto sobre a neve triunfante, o espírito fosforescente daqueles novos tempos, em que amar sem medida era a forma de se amar.


Infinito 53

Esses signos linguísticos traduzidos à imagem do meu coração Que sorte eu tenho por você gostar tanto de mim. Esses signos linguísticos traduzidos à imagem do meu coração. Que estética perfeita, essas palavras de ‘’Eu te amo’’ coloridas, sóis de eternidade, o seu carinho por mim. Que sorte eu tenho de não precisar provar nada pra ninguém, por esse amor ser tudo por ele mesmo, e o léxico da poesia permanece intacto naquelas palavras ‘’Eu te amo’’...que sorte, por elas terem feito eu e você, à imagem do coração.


54 Héber Bensi

Você é querida Não é preciso decifrar o quanto você é querida...entender os  planos externos e internos de suas atitudes e percepções... você é tão querida porque está em você o instinto de ser,  ou a delicadeza de ser todas as coisas nesse jeito tão doce. Você que é tão querida nas atitudes diferentes... inexplicável nesse valor ético-cognitivo de ser. Você é querida pois faz falta...todo o tempo em apenas um segundo, de entender o fato de você brilhar em mim.

Quantos milagres Quantos milagres, atos que uniam o resplandecer, os lilases cor de neve pela lua lembrados, no triunfo da noite que ardia com a dança. Nos perdíamos para nos encontrar, com um beijo, um simples enredo, da magia infinita. Da noite, ficava a luz imaginada por nosso futuro, um encanto presente, contemplado, em um beijo que não terminava.


Infinito 55

Espero por você até o fim do mundo Eu espero você, espero você terminar a sua oração, seu caminho, seu sorriso, espero por você até o fim do mundo, te espero na tristeza, na alegria, na morte e na vida, sobretudo, espero você... pra sempre.


56 Héber Bensi

Neva lá fora Neva lá fora, gerações, histórias perdidas, Degenerados flocos de delírios azuis, Condensados gritos da guerra de outrora, Esvaem-se na fumaça da noite penetrante.

Esquarteja o silêncio o vento esperançoso, Traz as músicas dos ossos mutilados pelo amor, Romances esverdeados de superfícies vulgares, A noite vai e volta embranquecendo o orvalho...

Vinil de cristal sobre os topos do triunfo, A reza, necessitando de virtude segue a neve, Amanhecendo, sobre o sol, arde, congelando, Necessitando apenas de um beijo pra dormir.


Infinito 57

Mais que tudo Constantemente desejava o amor mais que tudo, Ilusões, devaneios, lampejos de felicidade, verdade, Pureza...aos olhos do coração permitia a luz da vida, Como se fosse um soneto, o que fazia era a poesia.

Densa era de sabedoria, perdia-se, encontrando-se, Aliviando-se sobre as vagas coloridas, de valores Reis, angelicais, por toda a fronte, luz encontrada, Há de estar o seu brilho em qualquer direção, sobre

A ponte no horizonte, passageira de algum lugar. Há de viver na Terra , pra viver no Céu, e viver no Sul, estar em casa, se for pra chorar, que seja uma Única vez, para depois estar feliz, à frente de tudo...


58 Héber Bensi

Momentos infinitos Nosso beijo era essa energia, que formava tudo ao redor de nós. Além do tempo e espaço, era aperfeiçoada de Deus nosso carinho- arte...sintético-cognitivo-real, vivo, infinito. Momentos infinitos estavam dentro de nós, tudo era como uma primeira vez, um primeiro beijo, a reconciliação com a vida, nossas vidas, simplesmente, misticamente uma só, tantos universos em nosso beijo, era a energia que constituía tudo o que víamos, ilimitadamente aos olhos do coração. O nosso beijo, ah, o nosso beijo.


Infinito 59

Tão forte, tão forte amor Nosso amor mudou o nosso destino...nos ‘’separaram’’ por tanto tempo, mas estávamos sempre juntos, de alguma forma, estávamos sempre juntos. Nosso amor nos blindava, nos completava, nos fazia pensar apenas no presente, e o futuro...estava dentro de nós. Tão forte, tão forte amor, não aparecia externamente, apenas internamente era a estética-cognitiva vida, completa...a nossa diversidade única, vivia, inquebrável, renascia, vivia, renovava-se, crescia, sempre. Sempre, dentro de nós.


60 Héber Bensi

Na areia da praia Na areia da praia, tanta beleza, faíscas linguísticas divinas na mensagem de fé à beira do mar. O mar, forte, bravo, e tão puro, expandia suas espumas além da fronte inequívoca daqueles universos. Ah, o mar, não tinha limites, muito menos falta de fé, e de memórias. Tantas mensagens em garrafas e tantos ‘’ eu te amo’’ escritos na areia, depositados a Deus, sobre a fonte da lua que cantava e perdurava, tanto amor. O mar guardava suas memórias esquecidas, suas vidas eternamente lembradas queridas, amores incansáveis e infinitos, todos deitados, sobre sua areia de ilusões.


Infinito 61

Tão querida Tão querida, no dia-a-dia, na noite fria, sobre a Torre. Tão querida, estrela, sobre o Céu com a música dos anjos. Tão querida, onipresente, doce, universalmente querida, no seu próprio jeito, caminho, coração...tão querida, além da foto, além de cores ou gerações. Tão querida, maior que planos, planejamentos, considerações...maior que tapetes, troféus, caminhos. Tão querida, a própria beleza, a vida e amor, tão querida aonde for, em seu caminho infinito e feliz.

O dia estava completo Abriu a janela, ouviu a magnitude silenciosa do vento vespertino inicial. O dia estava completo. De uma paz repentina, era um alívio aquele respirar das palavras, as luzes vitrais do sol trazendo o sonho da vida. Era uma nova forma as mil formas de amar completamente, a alguém. Essa era a estética, não dos sonhos, mas do beijo, no vento da tarde.


62 Héber Bensi

Apenas amo você Amo você, sem exagerar ou excluir...sem contar, ou perceber, Sentir a estética, o cognitivo, o definitivo, os pensamentos. Apenas amo você, de um jeito único, avançando sobre o jardim, mural de flores dos anjos...escrevi ‘’Eu te amo’’...que não se encaixa nos padrões da sociedade, muito menos da vida, pois maior que o amor é essa imensidão inacreditável de dizer, sem exagerar ou excluir, sendo nós mesmos: amo você.


Infinito 63

A alvorada encantava a festa De repente, um milagre aconteceu. O sol poente irradiava o caminho, nos avisava, com versos épicos que chegávamos ao outro lado, de luz. Sobre a encosta, não havia dúvidas, que dourada de alegria era a montanha cultuada pelo sol. A escuridão, outrora tempestades e dúvidas havia esvaído-se no caminho. Embora parecesse que a jornada tinha chegado ao fim, na verdade estava apenas começando. Sobre o delírio de aventuras os guerreiros ganharam respeito, os bardos, e as mulheres, também. A alvorada encantava a festa, do céu, das estrelas, do sol-noite anunciados, entre as raízes encontradas, nas montanhas douradas sobre o Céu, havia joias de glórias, vitórias eternas.


64 Héber Bensi

Menina da Bélgica Menina da Bélgica, quanta verdade há em suas perseveranças, em seus trajetos puros, de reconhecer-se diante da luz que aquece a neve. Quantos infinitos há em seu sorriso, quantas montanhas de carinho, e quantas joias em seu olhar. Há uma fé e beleza que não são descritas em poesia, apenas por Deus há tamanho privilégio, em desenhá-la sobre a montanha da imaginação. Em seu rosto não há apenas a paz, mas os mapas da verdade, do brilho e da imensidão, sem limites sobre os signos coloridos da linguagem dos anjos. Em seus cabelos moram a luz divina e a pureza, e não apenas a beleza da vida, mas da eternidade à frente e da luz das estrelas. 


Infinito 65

Agora eu via o essencial Segui pelo caminho que me levava até você. Nada poderia dar errado, afinal reconheci tudo com fé e perseverança, e adquiri um espelho com moldura de sonhos que transformavam a razão, e tornava os meus olhos doces, como a claridade de sua pele, e suas mãos delicadas me mostravam o caminho. Agora eu via o essencial, A felicidade tinha a cor de seus olhos verdes, como se o signo ‘’ Serendipity’’ imortalizasse o dia com as flores de sua beleza. Nada era mais delicado do que o seu jeito de vencer, de vestir seu vestido - parecendo princesa, como em um castelo da Itália. Sua passarela inspirava os delírios mágicos das fadas, eram como um livro que ditava novas tendências. Tudo, com apenas um sorriso. Me inspirava, a escrever pelo caminho, a chegar até você.


66 Héber Bensi

De Moscou a Berlin De Moscou a Berlin, de Londres a Milão, forma-se o livro, forma-se a arte, forma-se a poesia. Estão sobre a redenção os valores, viajam com a vida, enchem-se de luz...de Londres a Paris, de Dublin a Lisboa...derrete a neve a esperança, contempla a paz, o soneto, descansa no amanhã o sonho, vive o presente.

A linguagem celestial Você vai reconhecer-se, vai sobreviver a tudo isso. Constituir-se na vitória, sobrecarregada de glória, livre, sobrevoando a liberdade. Esqueça o passado, lembre-se de hoje, hoje a vida é boa. Você sobreviveu àquilo, hoje tudo está bem. A linguagem celestial de alguma forma povoou o contexto de seus passos, levantaram voo, partidos, mas unificados pela mensagem, de luz, e vitória.


Infinito 67

Como se fosse pra sempre Tem vencido o amor dentro de mim, tem vencido o amor. Tantas gl贸rias, sem cessar, o sol, tem vencido, como se louvasse sobre os terrenos as cantigas de vit贸ria. E a noite, escreve os livros em louvores aos l铆rios que semeiam a do莽ura desse amar permanente. Como se fosse pra sempre, esse amor, tem vencido, tem estado, completado, triunfado, dentro de mim.


68 Héber Bensi

Carpe-diem iluminado Amo você, há tanto tempo, em tantos momentos, recriamos a própria alegria. Pintamos com nossas cores, vivenciadas, emocionais, alavancadas por nossas loucuras momentâneas. Beijos momentâneos, sorrisos, enfim, que duravam pra sempre. Um quebra cabeça, de vida, carpe-diem iluminado, com amor, a paixão, uma semente, por todo o tempo, virou amor, que culto desencanado era esse, em que nos falávamos com nossos olhos, e víamos o essencial, tudo, com um beijo de vida...recriando a alegria, todo o tempo.

Um laço que de amor reluzia Não precisava provar nada pra ninguém. Fizeste do seu jeito, fizeste o essencial. Garota, a sua glória, docemente esculpida na música dos anjos. O seu destino, fundamental, um laço que de amor reluzia. Dançava do seu jeito, ia pra todos os lugares, fez do mundo seu lugar, fez sua fé renascer...trafegar pelos vales da eternidade...alucinações de uma vida de verdade - flores.


Infinito 69

Amá-la pra sempre Amá-la tanto. Amá-la pra sempre. Há loucura nisso, mas há, na verdade, um privilégio imenso viver por ela. Escrever por ela as palavras que atravessam gerações, morrer por ela, e continuar vivendo. Há na história da minha alma o sorriso dela, conformado de gravuras de cristais e diamantes, das sílabas de luz, ímpares de esperança. Tanto, tanto, tanto é o amor por ela, que alegria, cantar assim, por ela, pra sempre.


70 Héber Bensi

Ela era uma querida menina Ela era uma querida menina. Respirava de um jeito diferente. Sonhava de um jeito diferente. Tinha um jeito especial, alguns diziam ser sonhadora demais. Mas ela era somente ela, era tudo por si mesma. Não exagerava ou excluía, buscava o  sonho, um amor. Um amor completo, não apenas pra alma ou coração, mas pra pureza da vida, significados da essência... as lágrimas escorriam. Eram doces sobre a noite, pareciam estrelas coloridas. Mas eram dores, como os sonhos, como a vida. Ela parecia frágil, ainda que forte, ainda que linda, amava cada vez mais. Sonhava cada vez mais. Alguns não entendiam como uma menina poderia amar tanto, se doar tanto, por algo que não se entendia, não havia razão em gostar tanto. Parecia confuso. Mas ela, querida, seguia em frente, via o infinito, eterno como ela, chorava e sorria, às vezes tudo ao mesmo tempo. Cultivava os valores dela em relação à vida, a vida não era perfeita, mas era o que acreditava...pelo amor, pelos sonhos, por algo mais.


Infinito 71

Vá, Frodo, vá Vá Frodo, vá, pra montanha queimar o anel, Pois de trevas o mundo está coberto, E a esperança, outrora viva, é destronada Pelas trevas, afundando os homens no

Abismo das muralhas do inferno. Os campos verdes escurecem, e a magia Esvai-se sobre a montanha em chamas, A crueldade moldura o quadro da ganância, O anel que domina os homens reina no Céu.

Queime, Frodo, queime o anel, traga de novo a luz, E a paz, faça reinar o bem,e tornar Aragorn o Rei.


72 Héber Bensi

Uma luz imensa encobre agora o Céu Uma luz imensa encobre agora o Céu. As estrelas, outrora veladas, agora aparecem com a coragem dos bravos lutando pelo amor. O amor que transcende as montanhas, terras, pra levar o bem a todo lugar que antes escuridão era. Valia a pena lutar pelo amor. Despertava no céu essa luz, resplandecia a glória desses novos tempos.

Na criação de Deus Eu acredito no que não é limitado, descrito, conhecido. No que não se pode ver. Na fé, na perseverança, no amor por ela. Na criação de Deus, em cada matéria um infinito, além do tempo... estava nosso beijo além do tempo, não era dele delimitado, criado...nasceu como nascem as estrelas, presentes, em nós dois, um beijo, beijo, de eternidade.


Infinito 73

Ah, o amor Trem de sonhos, da imaginação. De amor, que vem, não sei de onde. Vem com a cor vermelha, libertar. Chega, vence, com um só gesto, incendeia do seu próprio jeito, ilumina com sua própria vontade. Ah, o amor, desfilou sobre os trilhos, correu, procurou, libertou...não havia escuridão quando acolchoou-se sobre a planície, beijando o poente lilás. Quanta dimensão, parou até a guerra, disseminou a música, aperfeiçoou-se com esperança...

Cantar-escrevendo sobre o infinito Venha me ver cantar, querida. Cantar-escrevendo sobre o infinito. Sobre o arpejo da alvorada que embranquece a escuridão e encanta a canção sobre a luz do luar. Venha me ver, querida, escrever a poesia que rompe a aurora, e destrói os limites, semeia os lírios brancos, na música do universo. Venha me ver cantar, querida. Cantar escrevendo, eu te amo, pra você.


74 Héber Bensi

Você foi feita de estrelas Você foi feita de estrelas, tesouros celestiais, esmeraldas. Dos próprios sonhos era a redenção do infinito. Você foi feita de flores, cristais pacíficos que semeavam a noite. Você foi feita da alvorada, que plantava os vaga-lumes nos jardins musicados do Céu. Você foi feita do puro amor, que parecia a fé rompendo fronteiras entre a terra e o céu. Você foi feita de palavras, desejos, sonhos. Você foi feita da beleza triunfante e da luz, do seu amor imaculado. Você foi feita da celebração de Deus e do canto dos bardos saltitantes medievais. Você foi feita da simplicidade, equivalente da vida. Você foi feita querida.


Infinito 75

Os anjos repousavam em seu sorriso Não era apenas linda por fora, isso a ti, obviamente não bastava. Precisava ser inteira e completa, voar entre as luzes. Estar repleta de simplicidade, da graça e amor, romper as cadeias de ferro, com delicadeza e bravura. Os anjos repousavam em seu sorriso, isso era mais importante, entre os ares, dessas fontes encantadas. Por dentro, sutil era a lembrança dos traços dourados, nobreza eterna, fazia o bem...e completava a beleza, que de fato Deus lhe deu.

O seu jeito de dizer “pra sempre” Adoro as suas perfeições e imperfeições - o seu jeito de dizer ‘’ pra sempre’’. Dizer pouco e dizer tanto. Estar longe e tão perto...amar os defeitos...perfeições de suas atitudes, sim, a lullaby, inevitável, do carinho duradouro- pra sempre. Estancada na alma a Lullaby, esperanças-abriam as janelas, não faziam esquecer. Jamais.


76 Héber Bensi

Você é a beleza cultivada no amor Você é a luz diante do mal. Linda menina, você é a grandeza da fé e o sorriso das palavras. É a vitória da alvorada deslumbrante do Céu. Você é a beleza cultivada no amor, esteticamente é a perfeição das estrelas, volitivo-perfeita está em todos os lugares, com sua luz além desse mundo.


Infinito 77

Um modelo de menina Ser o caminho, ir atrás de um sonho, ser menina, ao Mesmo tempo mulher, ser tudo por ser a luz que brilha, Ser o esforço, ser a foto. Ser o mundo em uma capa, Ser a revista, um passaporte, ser a diferente, ser normal,

Ser a luz que brilha. Ser a passagem, ser o sonho, ser O indispensável, ter medo por viver um sonho, contente Por viver a vida...ser tão linda e perseverante, ser todo O sacrifício, ser a alegria, a disposição, ser a superação.

Ser a passarela e o caminho, ser mais que um contrato, Ser dele a beleza, ser o coração, ser, enfim, toda a luz.


78 Héber Bensi

Desfilando de modo incandescente sobre os cristais da alvorada Você é uma princesa, desfilando de modo incandescente sobre os cristais da alvorada. Cultivando a fé nas flores da plenitude, diminuindo as diferenças entre a terra e o céu. Você é o pássaro na foto, o anjo das cantigas em que a fé está intacta, cuja beleza é feita por Deus e só a ele importa. Você é tudo, é Milão e Paris, é um palácio entre as nuvens, dos livros encantados. É o complemento estético-cognitivo da luz, a figura definida nas estrelas, a modelo de esperança. Você é a forma e o amor da vida, a menina delicada e forte, cujos pés não apenas desfilam, mas voam sobre a pureza da vida.


Livro INFINITO por Héber Bensi  

Livro INFINITO por Héber Bensi

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you