Issuu on Google+

Impresso Especial 9912270065/2010-DR/PR

Jornal do Hospital de Clínicas Universidade Federal do Paraná

HOSPITAL DE CLÍNICAS CORREIOS

Ano : XXIV | Edição : 138 | Abril - 2012

Foto: Leonardo Bettinelli/ Assessoria de Comunicação Social da UFPR.

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA - VENDA PROIBIDA

Espírito de renovação se fez presente no Culto Ecumênico de Páscoa do HC

HOSPITAL DE CLÍNICAS-UFPR IPASS Certificado nº 0416/001/037 Validade 07/2013

No dia 04 de abril, o Serviço de Capelania com o apoio da Assessoria de Marketing Institucional do Hospital de Clínicas da UFPR, realizou o Culto Ecumênico de Páscoa. O evento lembrou do momento de ressureição cristã e da paz entre as pessoas. (p.5)

Acreditação Hospitalar O IPASS avaliou o HC e o manteve como Hospital Acreditado em nível 1 da Organização Nacional de Acreditação (ONA), título conquistado ano passado. (p.3)

Dia Mundial do Rim na Praça do “Homem Nu” Parceria entre HC/UFPR, SPN e SMS de Curitiba promoveu um dia voltado à conscientização sobre a doença renal na praça 19 de Dezembro (Praça do “Homem Nu”). (p.4)

“A Dor nossa de Cada Dia” Mais de 470 pessoas receberam orientações sobre como lidar com as dores do dia a dia em evento realizado na Praça Santos Andrade (p.5)


Abril - 2012

Edição : 138

Nota da Redação

AGRADECIMENTOS

Cidadão é um termo que deriva do latim Civita e do grego Politiko. Ele quer dizer , segundo o dicionário Michaellis, indíviduo que goza dos direitos civis e políticos. Como direito primordial e constitucional está o acesso à saúde e com qualidade, o HC em benefício do cidadão alcançou o mérito de Hospital Acreditado – Nível 1 no ano passado e, agora, em fevereiro, novamente auditado foi deferido o título (p.3). Por primar pela busca da excelência no atendimento ao paciente, o Hospital está escrevendo a Carta do Cidadão, que vai deixar mais transparentes os serviços prestados (p.3). Agora, quando o cidadão não vai ao HC, o HC vai até o cidadão, participando de campanhas em praças públicas, tais como a do Dia Mundial do Rim (p.4), a “Da Dor Nossa de Cada Dia” (p.5) e a da orientação às mulheres no seu dia 08 de março (p.7). Enfim, todos os serviços em prol do Cidadão que merece toda atenção. Mas merecem agradecimentos especiais aqueles que se solidarizam com a causa e participam de ações filantrópicas (p.8) que são voltadas todas em prol de um melhor atendimento para o paciente HC.

A todos os colaboradores do HC

12 3

9

Em Tempo

6

- Carmem Bonfim, médica lotada no Serviço de Transplante de Medula Óssea do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná (STMO/HC/UFPR), atualmente coordenadora do programa de Transplante Pediátrico do Hospital, realizou um estágio de aperfeiçoamento na Universidade de Duke, em Carolina do Norte (EUA), no período de agosto de 2010 a janeiro de 2011, com a finalidade de inserir novas possibilidades terapêuticas para as crianças submetidas a esse procedimento no STMO. - 23 de março de 2012, “II Encontro dos Ex-Residentes de Doenças Neuromusculares do HC/UFPR”. - 27 de março de 2012, comemoração do aniversário dos 12 anos do Grupo de Adesão do Hospital, organizada pelos coordenadores do Grupo, a enfermeira Alba Silva e o assistente social Silas da Silva Moreira. - 30 de março de 2012, 1º Evento de Produção Científica da Unidade de Apoio e Diagnóstico do HC.

“A partir da minha internação nos leitos do Pronto Atendimento Observação do Hospital de Clínicas, estou recuperando a minha saúde e, o mais importante, a minha alegria de viver. Primeiramente, agradeço a Deus pela força e por colocar cada um de vocês em meu caminho. Em segundo lugar, gostaria de expressar a minha gratidão por todo o carinho e atenção que me foram dados; às pessoas que cuidam do setor da higiene, ás copeiras, nutricionistas, fisioterapeutas, médicos, enfermeiros, técnicos, auxiliares de enfermagem e estagiários. Não sou boa em expressar o que sinto, por isso, pedi ajuda da psicóloga para fazer esse relato. Cheguei ao Hospital sem motivos para viver, com todo o sofrimento que estava passando e, agora, depois do cuidado e do amor que vocês me passaram, estou novamente encontrando motivos para viver. Jamais me esquecerei do cuidado que foi prestado por vocês. Desejo que continuem cuidadosos e atenciosos com as pessoas que são tratadas no HC e que cada funcionário que ler esta mensagem receba todo o meu amor e carinho.” (Maria Edelzina Moreira, 71 anos, paciente, Curitiba PR, em 09 de dezembro de 2011)

- 31 de março e 02 de abril de 2012, atividades relativas ao Dia Mundial da Conscientização do Autismo, comemorado no dia 02 de abril. - 22 de abril de 2012, lançamento do livro “100 Lágrimas”, de Jorge R. Ribas Timi (cirurgião vascular do HC). - 15 a 18 de maio de 2012, Semana de Enfermagem do HC/UFPR 2012, das 09h00 às 21h00, no Auditório do Setor de Ciências da Saúde. Inscrições pelo www.hc.ufpr.br/inscricao . - O Banco de Leite Humano (BLH) do HC está recebendo doações de frascos de vidro lisos, do tipo “maionese”, de até 250 gramas, com tampas plásticas e bordas arredondadas. Mais informações pelo telefone do BLH, (41) 3360-1867, ou diretamente no prédio da Maternidade do Hospital de Clínicas. - A Controladoria Geral da União (CGU) realiza até o dia 30 de abril auditoria no HC. Essa é uma das diversas auditorias pelas quais o Hospital de Clínicas da UFPR, como órgão público, é submetido anualmente. A Controladoria Geral da União (CGU) é o órgão do Governo Federal responsável por assistir direta e imediatamente a Presidência da República quanto aos assuntos que, no âmbito do Poder Executivo Federal, sejam relativos à defesa do patrimônio público e ao incremento da transparência da gestão, por meio das atividades de controle interno, auditoria pública, correção, prevenção e combate à corrupção e ouvidoria. 2

Expediente JHC - Abril de 2012 - Edição 138 Instrumento de Divulgação do Hospital de Clínicas da UFPR Rua General Carneiro, 181 Curitiba - PR Fone/Fax: (41) 3360-1864 e 3360-7955 e-mail: mkt@hc.ufpr.br site: http://www.hc.ufpr.br Diretora Geral HC: Heda Maria Barska dos Santos Amarante Reitor da UFPR: Zaki Akel Sobrinho Assessora de Marketing Institucional: Monica C. Budni Jornalistas Responsáveis: Thiago Gusso (MTB6562/PR) Renildo Meurer (MTB5657/PR) Fotografias: Assessoria de Marketing Institucional do HC Arte / Diagramação / Revisão: Thiago Gusso / Renildo Meurer Impressão: Imprensa Universitária da UFPR Tiragem: 3.000 exemplares Assessoria de Marketing do HC Lorival T. Veloso, Maria Ines Vidal do Prado, Maria Rosa dos Santos, Renildo Meurer e Thiago Gusso Estagiários Jornalismo: Allan Scheid e Francielle Ferrari

Distribuição Gratuita - Venda Proibida


Abril - 2012

Edição : 138

Hospital de Clínicas é aprovado e mantém Acreditação Hospitalar

HC insento do custeio das taxas de água e luz Foi definido em reunião entre o governador Beto Richa, o reitor da Universidade Federal do Paraná, Zaki Akel Sobrinho, e o seu vice Rogério Mulinari, juntamente com a diretora geral do Hospital de Clínicas, Heda Amarante, que o HC continua isento de pagamentos de taxas de água e de luz. O custo, segundo acordado, será coberto pela Secretaria Estadual de Saúde (SESA) do Paraná.

O Instituto Paranaense de Acreditação em Serviços de Saúde (IPASS) esteve visitando as dependências do HC/UFPR entre os dias 14 e 17 de fevereiro. As visitas dos avaliadores do Instituto tiveram como objetivo analisar o desempenho das unidades, conforme os padrões para a manutenção da Acreditação Hospitalar pela Organização Nacional de Acreditação (ONA), que o HC conquistou em agosto de 2011, tornando-se o único hospital universitário público do país a ter essa certificação. O IPASS realizará, semestralmente, essa avaliação, analisando diversas áreas do HC, que desenvolveram tra-

balhos referentes à Acreditação. A assessora de Gestão de Qualidade, Leila Soares Seiffert, comemorou a manutenção da Acreditação Nível 1 - que engloba todas as questões sanitárias, de segurança e de processos de trabalho. Segundo Leila, o objetivo, agora, é aumentar os níveis de Acreditação. Em 2012, serão desencadeadas diversas ações em busca de atingir a meta estabelecida em um planejamento estratégico 2012/2015, que pretende alcançar o Nível 2 de Acreditação, o qual abrange a Gestão Integrada. Posteriormente, a meta será o Nível 3, o que corresponde à Excelência na Gestão.

Novos equipamentos e reforma na UNIR A Unidade de Imagem e Radioterapia (UNIR) do HC continua em processo de reformulação estrutural. O setor está em obras desde novembro de 2011, quando se iniciou o processo de remanejamento das salas de Raio X Convencional, que passaram a atender nos corredores próximos à Unidade de Farmácia Hospitalar e ambulatórios. A reforma engloba duas novas salas para recebimento de duas telecomandadas e adequação de um banheiro para atender a sala de exames contrastados do aparelho digestivo. Mais próximas de serem finalizadas, estão as obras

nas salas que receberão equipamentos de digitalização e de adequações no Serviço de Mamografia. Ao todo, 35 novos equipamentos vão proporcionar um atendimento humanizado e de qualidade aos pacientes da UNIR. Destaque para um novo Tomógrafo Multislice 64, dez novos CR multidetector, sistema de captura digital de imagens radiográficas e dez Workstations, sistema de captura de imagens para diagnóstico e medidas. Todos os equipamentos foram adquiridos por meio do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (REHUF). A Gerente da Unidade de Imagem e Radioterapia, Núbia Marama Antochevis, ressalta a importância das reformas para atender aos pacientes e a satisfação dos profissionais do setor. “É enorme a satisfação com a conclusão de projetos tão idealizados”, comenta. 3

Carta de Serviços ao Cidadão, um compromisso com a melhoria contínua

Doze dos 21 integrantes do Grupo de implantação da Carta de Serviços ao Cidadão do HC/UFPR.

Desde o dia 06 de junho de 2011, está sendo desenvolvida a “Carta de Serviços ao Cidadão”, do Hospital de Clínicas da UFPR. Atualmente, participam do grupo de implantação da referida Carta, 21 pessoas de diversas áreas do Hospital. O grupo iniciou a segunda fase do processo, que é a etapa de formatação, na qual ocorre o acompanhamento do paciente, através de informações sobre o agendamento de exames, a marcação de consultas e outros procedimentos importantes nas diversas especialidades do HC. Para a ouvidora do Hospital de Clínicas, Rosangela Aparecida de Almeida Fitz, assim que for divulgada a “Carta de Serviços ao Cidadão”, o HC estará reafirmando o seu compromisso com a melhoria contínua, visando sempre a busca da excelência, com a participação efetiva da população.


Abril - 2012

Edição : 138

AÇÕES DE CONSCIENTIZAÇÃO SÃO REALIZADAS NO DIA MUNDIAL DO RIM No ultimo dia 8 de março, foi comemorado o Dia Mundial do Rim. O Hospital de Clínicas da UFPR e a Sociedade Paranaense de Nefrologia (SPN) dividiram suas atividades. Durante o dia, promoveram uma ação educativa em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba e os alunos das ligas de nefrologia da cidade, pertencentes à UFPR, Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC/PR) e Faculdade Evangélica do Paraná (FEPAR). A ação, segundo os organizadores do evento, foi muito bem sucedida, pois a mídia se mobilizou em torno do tema, com inserções nos principais veículos de comunicação. O que mais chamou a atenção, no evento, foi a estátua do “Homem Nu”, da Praça 19 de Dezembro, vestindo uma camiseta comemorativa ao Dia Mundial do Rim. Dessa forma, a ação atingiu o seu objetivo, chamando a atenção da população para a prevenção da doença renal e para a especialidade de Nefrologia, que trata do assunto.

Durante a noite, foi promovido um fórum sobre a situação do transplante renal no Paraná. Esse evento ocorreu na sede da Associação Médica do Paraná e contou com a participação de Joel de Andrade, médico da Central de Transplantes de Santa Catarina, e de vários nefrologistas de todo o Paraná, além da responsável pela central de transplante do Estado, a médica Arlene Badoch. Por mais de três horas, foi debatida a situação geral do transplante renal. “Co-

mo resultado, pode-se dizer que um caminho de diálogo está aberto, a partir do qual a SPN deverá exercer um papel de interlocução da comunidade de Nefrologia junto à Secretaria de Saúde do Estado (SESA) do Paraná, discutindo os nossos principais problemas e chamando os centros transplantadores para o debate, com o apontamento de soluções. Claro que o caminho é difícil e longo, mas a nossa Sociedade não pode se furtar do papel de intermediação neste processo”, explica o médico Marcelo Mazza do Nascimento, organizador do evento, chefe do Serviço de Nefrologia do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná e Presidente da Sociedade Paranaense de Nefrologia (SPN).

PIPA distribui mais de 5 mil preservativos para colaboradores do HC

Mutirão de Reconstrução Mamária pós Câncer de Mama O Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná (HC/ UFPR) realizou, entre os dias 05 e 09 de março, o “Mutirão de Reconstrução Mamária pós Câncer de Mama”. O evento foi uma iniciativa da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) e contou com a participação de 18 estados e do Distrito Federal. No Hospital de Clínicas, foram realizadas 15 cirurgias. O objetivo do Mutirão é diminuir a quantidade de mulheres cadastradas que aguardam na fila do Sistema Único de Saúde (SUS) para fazer a cirurgia de reconstrução de mama devido à remoção de tumores. Segundo o cirurgião plástico Renato da Silva Freitas, chefe do Serviço de Cirurgia Plástica e Reparadora do

HC, o mutirão foi bem sucedido. “O resultado foi muito proveitoso. Muitas mulheres tiveram suas cirurgias realizadas, enquanto outras se consultaram e poderão fazer a reconstrução na seqüência”, explica. Ele conta que no Paraná, seis hospitais se engajaram na ação e 49 mulheres foram operadas. Sobre o câncer de mama O Instituto Nacional do Câncer (INCA) estima para 2012 o surgimento de 52.680 casos novos de câncer de mama no País, cerca de 3 mil no Paraná. Os tumores mais agressivos ou descobertos tardiamente demandarão a mastectomia e, portanto, a reconstrução do órgão. 4

No último dia 17 de fevereiro, o Programa de Informação e Prevenção da AIDS (PIPA) distribuiu mais de 5 mil preservativos e materiais de orientação sobre como utilizá-los, aos colaboradores e visitantes do Hospital de Clínicas. O evento ocorre há 13 anos e em duas datas distintas: carnaval e dia 1° de dezembro, que é o Dia Mundial de Luta Contra a AIDS. O principal objetivo da campanha é conscientizar sobre o uso da camisinha e a prevenção de doenças sexualmente transmissíveis, além de como se evitar a gravidez indesejada.


Abril - 2012

Edição : 138

CULTO ECUMÊNICO DE PÁSCOA DO HOSPITAL DE CLÍNICAS

Foto: Leonardo Bettinelli/ Assessoria de Comunicação Social da UFPR.

Na manhã do dia 04 de abril de 2012, foi realizado o Culto Ecumênico de Páscoa no Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná (HC/UFPR). O evento, promovido pelo Serviço de Capelania, com o apoio da Assessoria de Marketing Institucional do HC, tem o objetivo de lembrar que o momento é de ressurreição cristã e de paz entre as pessoas. Estiveram presentes o vicereitor da UFPR, Rogério Mulinari; a diretora geral do Hospital, Heda Amarante; o chefe do Serviço de

Capelania, Padre Ramiro Pastore; a Irmã Glacy Krupeizaki, a Pastora Vera Imich; o Pastor Henz Elert, representantes da Associação dos Amigos do HC (AAHC), e cerca de 50 pessoas entre os demais diretores, coordenadores, gerentes de unidades, chefes de departamentos e de serviços, professores, pacientes, funcionários, educadoras e crianças do Centro de Educação Infantil (CEI) Pipa Encantada do Hospital de Clínicas, além dos cantores Ivonete Silvério Euzébio e Ramon Colman, acompanhados do músico Herculano Araújo Júnior.

Heda Amarante, diretora geral do Hospital, aproveitou a oportunidade para agradecer. “Agradeço a Deus por tudo que este Hospital tem recebido. Convido todos a abrirem o coração, olhar a sua volta e reparar tudo de bom que tem nos acontecido”, disse ela. O vice-reitor da UFPR, Rogério Mulinari, comentou sobre o espírito presente nesta época de Páscoa. “Por vezes, pensamos que viver é termos sucessos e realizações, mas é muito mais que isso. A Páscoa nos mostra que viver é se encantar e enfrentar os medos e as dificuldades”, concluiu. Ao final, os alunos do CEI Pipa Encantada, com suas professoras, fizeram uma apresentação musical sobre a Páscoa e foram agraciados com o coelhinho, que distribuiu chocolates às crianças presentes no Culto Ecumênico e, posteriormente, às internadas no HC. O Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná agradece a todos os apoiadores do culto: à AAHC, pela doação dos chocolates, às crianças e professores do CEI Pipa Encantada pela apresentação, a Mary Queirollo de Os Irmãos Queirollos pelo empréstimo da fantasia de Coelho, à Izabelle Cristine dos Santos Marques por fazer o papel de Coelho e aos músicos e cantores do culto Ivonete Silvério Euzébio, Ramom Colman e Herculano Araújo Jr.

UNIMULT REALIZA EVENTO “A DOR NOSSA DE CADA DIA” QUAL É A SUA DOR? Campanha “A Dor nossa de Cada Dia” respondeu 473 pessoas em evento na Praça Santos Andrade. Segundo relatos dos profissionais da Unidade de Atendimento Multiprofissional Diagnóstico e Terapêutico (UNIMULT), a dor é a queixa mais frequente dos pacientes do HC. Pensando nisso, a Unidade promoveu no dia 14 de março a Campanha “A Dor nossa de cada Dia”. O evento foi realizado nas imediações da Praça Santos Andrade e teve grande fluxo de atendimento à população. A Gerente da UNIMULT, Maria Luiza Vautier, enfatizou a importância

do evento para a população. “Visamos, com essa ação de educação em saúde, orientar as pessoas para o alívio de suas dores, como evitá-las, como preveni-las e, até, como conviver com as dores crônicas”. Outro ponto destacado por Maria foi o envolvimento de todos os profissionais e residentes multiprofissionais das áreas que integram o setor. Em números, o Serviço Social atendeu 156 pessoas, abordando o tema “As Dores Sociais”; o Serviço de Psicologia tratou de confortar e orientar 102 pacientes sobre a “Dor Psíquica”; a área de Terapia Ocupacional teve uma demanda de 100 pacientes e debateu a “Prevenção das 5

Dores”; a área de Fisioterapia e Reabilitação, por sua vez, prestou 115 atendimentos com foco no tema “Dor nas Costas”.


Abril - 2012

Edição : 138

HC PRESENTE NA POSSE DO COREN/PR Oito profissionais de enfermagem do HC estão entre os que tomaram posse na gestão 2012/2014 do Coren/PR Foto: Elisa Cordeiro/ Departamento de Comunicação do Coren/PR

Foi realizada, na noite do último dia 26 de janeiro, em Curitiba, a cerimônia de posse dos novos conselheiros que irão gerir o Conselho Regional de Enfermagem do Paraná (Coren/PR) de 2012 a

2014. Dezoito profissionais da área irão compor a nova plenária do Conselho Regional, sendo oito deles funcionários ou servidores do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná (HC-UFPR): Aguinaldo Gonçalves da Cruz, Djalma de Oliveira Pedro, Lenita Antonia Vaz, Marco Antônio de Araujo, Resi Rejane Huermann, Maria Ribeiro Lacerda, Eliana Maria Meller e Sandra Mara dos Santos Silva. A solenidade contou com a presença de Ana Tereza Ferreira, conse-

Funcionário do HC apresenta artigo no X Congresso Brasileiro de Inteligência Computacional Com o tema “Um estudo comparativo da aplicação de Redes Neurais Artificiais na liberação dos exames de perfil lipídico e glicemia em jejum”, o funcionário da Unidade de Informação do HC, Ademir Luiz do Prado apresentou seu artigo no X Congresso Brasileiro de Inteligência Computacional, realizado em novembro de 2011, em Fortaleza-CE. Segundo Prado, a ideia de produzir o artigo surgiu da sua dissertação de Mestrado em Bioinformática, defendida em fevereiro do mesmo ano. No Hospital de Clínicas, Ademir trabalha com o desenvolvimento de sistemas computacionais e de software no Serviço de Informática. O artigo foi construído com base comparativa de duas Redes Neurais Artificiais: Multilayer Perceptron (MLP) e Free Associative Neurons (FAN). A rede MLP obteve os melhores resultados em todos indicadores avaliados: sensibilidade, especificidade, valores preditivos positivos e negativos, bem como a acurácia, em que o resultado foi acima do estimado, com a porcentagem superior a 90% e próxima do ideal.

co como suporte à decisão na liberação de resultados. O desenvolvimento de softwares utilizando inteligência artificial com o uso rede neural MLP é recomendado para amostra estudada, servindo como uma segunda opinião para o profissional especialista em análises clínicas. Qual a importância do estudo? Atender as novas necessidades do laboratório, em especial no processo de automação para a liberação de resultados. Por isso, é importante desenvolver novas ferramentas de informática com um foco especializado na inteligência artificial.

Para que serve a rede neural MLP? A rede neural MLP é recomendada para estudos com desenho amostral semelhante e aplicação no laboratório clíni6

lheira regional do Coren/RJ; dos deputados federais Dra. Rosane Ferreira e Dr. Rosinha; dos vereadores Jair Cézar, Dirceu Moreira e professor Galdino; dos secretários de saúde estadual, Micheli Caputo Neto, e municipal, Eliane Chomatas. Prestigiaram, também, Simone Peruzzo, secretária da Associação Brasileira de Enfermagem (Aben); a presidente da Aben-PR, Carmem Moura dos Santos; a diretora de Enfermagem do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná, Marilene Loewen Wall; o reitor da Universidade Federal do Paraná, Zaki Akel Sobrinho e o seu vice, Rogério Mulinari.

1º Evento de Produção Científica da UAD

No dia 30 de março, a Unidade de Apoio e Diagnóstico (UAD) do HC realizou, no Setor de Ciências de Saúde da UFPR, o “1º Evento de Produção Científica”. Ele contou com a participação de diversos profissionais da área. A gerente da Unidade, Mônica Evelise Silveira, ressaltou a importância do encontro. “A nossa intenção é compartilhar todas as produções científicas que fazemos e possibilitar uma maior integração entre as unidades”. Também esteve presente no evento a diretora de Assistência do Hospital, Mariângela Honório, e o vice-reitor da UFPR, Rogério Andrade Mulinari. Ele destacou o posicionamento do HC/UFPR como terceiro maior Hospital Federal do Brasil, e os investimentos da Universidade Federal do Paraná na área de Saúde. Durante o dia, foram ministradas diversas palestras com temas como: imunogenética, imunofenotipagem, citogenética, hematologia, bacteriologia, virologia, imunoquímica e anatomia patológica.


Abril - 2012

Edição : 138

Cartão Nacional de Saúde O Cartão Nacional de Saúde (CNS) é uma ferramenta que permite a vinculação dos procedimentos executados no campo do Sistema Único de Saúde (SUS). É um armazenamento de dados para diagnóstico, avaliação, planejamento e programação das ações de saúde. Segundo Geralda Alves, gerente da Unidade de Ambulatórios do HC, o CNS permite um maior controle e planejamento do Hospital e do usuário. “Na prática, o cartão pode melhorar o atendimento na área da Saúde, a partir do momento que ele consegue consolidar todo e qualquer procedimento realizado com os pacientes”, afirma. De acordo com Jane Stival, gerente da Unidade de Contabilidade e Finanças do Hospital, sem o número do registro no sistema de informação do Ministério da Saúde, os procedimentos não são faturados junto ao SUS e, consequentemente, não podem ser efetuados. Para adquirir o CNS, o usuário deve se cadastrar na Unidade de Atenção Básica de Saúde de sua localidade.

“Equívocos” no Festival de Curitiba

HC participa de mobilização no Dia Internacional da Mulher

Equipe de residentes multiprofissionais da Unidade da Mulher e do Recém-Nascido do Hospital de Clínicas distribuiu material informativo, orientações e kits às mulheres.

Durante o dia 08 de março, Dia Internacional da Mulher, a equipe de residentes multiprofissionais da Unidade da Mulher e do Recém-Nascido (UMRN) do Hospital de Clínicas participou de uma mobilização promovida pelo Conselho Municipal de Saúde de Curitiba, na Praça Osório. Foram distribuídos materiais informativos e orientado sobre o atendimento de vítimas de violên-cia sexual, o aleitamento materno e a qualidade de vida da Mulher. Kits decorados, contendo cartão, balas e preservativos, também foram distribuídos às mulheres que passavam pelo local.

Ponto eletrônico no HC A partir de 1º de março deste ano, os servidores que realizam APH (Adicional de Plantão Hospitalar) e horas extras iniciaram a utilização do Ponto Eletrônico com o registro Biométrico. A Unidade de Informação (UINF) do HC, juntamente com a empresa DIMEP, está organizando e implantando o sistema no Hospital. Até o momento, foram instalados 36 REPs (Registro de Ponto Eletrônico). Desses, 16 estão em funcionamento. Atualmente, a UINF e o Serviço de Pessoal/Unidade de Administração de Pessoas estão testando os softwares e realizando os ajustes necessários. Concomitante ao registro biométrico, continua sendo realizado registro manual em Folha Ponto para adaptação ao novo sistema. Na etapa seguinte, serão realizados os treinamentos com os funcionários do Serviço de Pessoal e os supervisores e gerentes das unidades que controlam o ponto dos profissionais. A operacionalização ficará a encargo do Serviço de Pessoal/UAP e do Serviço de Segurança da UHH (Unidade de Hotelaria Hospitalar). A implantação do Ponto Eletrônico se deve ao cumprimento da Lei nº 11.907 de 2009, que decreta normas para os registros de horas trabalhadas em APH, motivo pelo qual somente os servidores que realizam esta modalidade de plantão estão sendo inseridos neste novo sistema.

Tratado de Alergia e Imunologia Clínica

O grupo Anticorpus, formado por funcionários e pacientes do HC, completou 10 anos de atividade no ano passado. Nos dias 1º e 06 de abril, estreou no Festival de Curitiba a peça “Equívocos”. As apresentações foram no auditório da Faculdade Bagozzi, contando inclusive com a presença ilustre do reitor da UFPR, Zaki Akel Sobrinho. No elenco: Abílio Machado, Artur Dionísio, Edilson Meurer, Eliana Lima Pedroso, Fabrício Rodrigo, Jéssica Maria, Marco Aurélio V. Garcia, Marlene Porcel Claro, Renildo Meurer e Rudes Porcela.

No dia 11 de novembro de 2011, durante o Congresso Brasileiro de Alergia, realizado em Fortaleza (CE), foi lançado, pela Editora Atheneu, o livro “Tratado de Alergia e Imunologia Clínica”. A obra foi elaborada pelos professores Nelson Augusto Rosário Filho (titular de Pediatria da UFPR), Dirceu Solé (titular e livre docente da disciplina de Alergia, Imunologia Clínica e Reumatologia do Departamento de Pediatria da Universidade Federal de São Paulo) e Luiz Antônio Guerra (titular da disciplina de Imunologia da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre). Eles contaram com a colaboração de renomados especialistas brasileiros e do exterior. O projeto do Tratado surgiu du7

rante a gestão de Nelson Rosário Filho como diretor científico da Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia (ASBAI) para suprir a lacuna existente em temas da especialidade de Alergia e Imunologia. O livro é dividido em 46 capítulos e abrange desde a parte básica da imunologia e alergia até o lado clínico e terapêutico das principais doenças da especialidade, com uma linguagem objetiva e atualizada, proporcionando ao leitor consultas rápidas. Segundo Nelson Augusto Rosário Filho, o material está tendo boa aceitação dos médicos em geral e não somente dos especialistas. “O Tratado é abrangente e será uma referência nacional”, considera.


Abril - 2012

Edição : 138

FILANTROPIA A empresa Nutrimental, via Associação dos Amigos do HC (AAHC) realizou no dia 3 de janeiro uma generosa doação de 961 kg em alimentos não perecíveis, foram entregues à Unidade de Nutrição e Dietética, alimentos como cereais, pudins, sucos, coco ralado e aveia. No dia 19 janeiro, a unidade também recebeu da AAHC, 82 kg de macarrão e 1 kg de arroz branco.

Profissionais do HC proferem palestra em agência do BB

A Apaex (Associação Paranaense de ExBolsistas Brasil-Japão), em conjunto com o Consulado Geral do Japão em Curitiba, vendeu nos dias 4 e 5 de fevereiro, no Mercado Municipal, calendários japoneses. Foram arrecadados R$ 2.780,00. O montante foi doado à Associação dos Amigos do Hospital de Clínicas no dia 22 de março. No dia 3 de fevereiro, o Serviço de Transplante de Medula Óssea (STMO) do HC/UFPR recebeu um monitor de sinais vitais, 15 suportes de soro e diversos materiais para recreação. A doação foi feita pela Associação Alírio Pfiffer. O monitor de sinais vitais será utilizado para monitorar continuamente a freqüência cardíaca, a pressão arterial e realizar a oximetria de pacientes em estados críticos. No dia 8 de fevereiro, a Unidade de Pediatria do HC recebeu dois quadros fotográficos decorativos, gentilmente doados pelo Studio Karam. A Unidade também recebeu a doação de 40 fraldas. Essa contribuição foi feita por Arnaldo Taborda Iucksch (servidor aposentado da Reitoria), Vitor Pansini e João Pansini (servidor da Unidade de Radiologia do Hospital de Clínicas). O Professor Luiz Carlos de Domenico, através da AAHC, doou sete refrigeradores tipo frigobar ao Serviço de Transplante Hepático. Em 2009, ele passou por uma cirurgia hepática no HC. No momento da internação, principalmente após a cirurgia, sentiu falta de água gelada nos quartos, o que motivou a doação feita no último dia 16 de fevereiro. Durante os meses de janeiro, fevereiro e março, a agência “Vide Verso” realizou, em parceria com HC e a rede de mercados Super Muffato, uma campanha incentivando e conscientizando a população sobre a importância de se doar sangue. A iniciativa consiste na impressão de artes da campanha no verso dos cupons fiscais do supermercado, incentivando doadores a procurarem o HC. Foram distribuídos, nos três meses da campanha, cerca de 2 milhões de informativos. O lutador curitibano de MMA (Artes Marciais Mistas), contratado do UFC (Ultimate Fight Championship), Wanderlei Silva, esteve em reunião com o reitor da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Zaki Akel Sobrinho, no dia 20 de março. Na ocasião, foi fechada uma parceria com a Associação dos Amigos do HC (AAHC). Agora, Wanderlei Silva é mais um a lutar pelas causas do Hospital de Clínicas da UFPR.

8

As enfermeiras Sonia Maria Cruz Lima e Kelly Cristiane de Oliveira, juntamente com a assistente social Maria Francisca Castello Branco Costa, ambas do Hemobanco do HC/UFPR, proferiram uma palestra sobre a doação de sangue. O evento ocorreu na agência Tiradentes do Banco do Brasil, em Curitiba, no dia 28 de fevereiro. Foi divulgado o trabalho do Biobanco, esclarecidas dúvidas e explicado todo o processo de doação de sangue, plaquetas e medula óssea no HC, bem como a importância de se mobilizar doadores para o Hospital. Um vídeo de sensibilização sobre o tema foi apresentado, cartazes foram expostos e panfletos informativos distribuídos. Cerca de 60 funcionários da agência bancária estavam presentes. Segundo a equipe que proferiu a palestra, o resultado foi excelente, pois muitos funcionários da agência se voluntariaram, deslocando-se até o Biobanco para a doação.

dizendo SIM à vida.


JHC 138