Issuu on Google+

Ano IX - Edição 7 - Março 2011

Confira nas páginas 8 e 9 o momento de inovação da CARMAR, nos seus 27 anos de vida.

Palavra da Diretoria Por Marcelo Alves, página 2

Conexão Sucroalcooleiro

Bem Estar

Saúde, Reflexão, Gastronomia, Lazer & Cultura, páginas 10 e 11

Logum. Uma nova marca. Um grande desafio, página 4

Humor

Conexão Oil & Gas

Conexão Qualidade

Tensão no Oriente Médio, página 5

História de Sucesso

Aker Solutions, aposta na industria de óleo e gás no Brasil, páginas 6 e 7

Piadas e quadrinhos hilariantes, página 12 Qualidade no atendimento, página 13

Nossa Gente

Aniversariantes; Quem sai de férias; Instruir para Construir, Novos contratados nas páginas 14 e 15


Palavra da Diretoria

EXPEDIENTE

O Jornal Conexão é uma publicação interna dirigida a seus funcionários e clientes das empresas do grupo HCI e realizada pela Época+ comunicações.

Marcelo Alves, Diretor Superintendente CARMAR

Comissão de Edição:

Marcelo Alves de Lima (HCI) Patrícia Martins (HCI) Tassia Dalanora (HCI) Rosangela Andrade (HCI) Solange Ferraz (CARMAR) Sabrina Chiarelli (CARMAR) Marcel Genico (CARMAR) Leonidas Rodrigues (CARMAR) Criação: André Scaringella Editoração: Reivisson Casé

Textos: Christian Passos

Ano IX, Edição de nº 7 Março de 2011 Tiragem desta edição 2.000 exemplares

É com grande prazer que me dirijo mais uma vez aos queridos leitores da nossa edição mensal do Jornal Conexão com um novo desafio em mãos. Antes responsável pela diretoria administrativa e financeira do grupo HCI, assumi em 01/03/11 a Superintendência da CARMAR. Esta missão carrega grande responsabilidade de consolidação da empresa nos mercados que atua e desenvolvimento crescente em novos mercados exigentes e desafiadores como o mercado de Oil&Gas. Como ponto de partida, conto com uma equipe de seletos profissionais e um parque industrial invejável em termos de modernidade e tecnologia, que não diminuirá o percurso que temos a vencer em termos de evolução focada em organização e aproveitamento de sinergia, mas certamente a soma destes talentos permitirá que vençamos esta etapa de forma rápida e sustentável que será percebida através da maximização da produção e dos resultados dentro desse trabalho de “Nova Identidade” que pretendo fazer. Faremos mudanças intensas e significativas, algo que todos irão assimilar com tranqüilidade, pois é com o intuito de fortalecer a empresa e todos os colaboradores, refletindo diretamente na qualidade de atendimento aos clientes, tão importantes para o nosso negócio, que iremos nos reestruturar e atingiremos os objetivos esperados por todos. Sinto-me como um piloto de Fórmula 1 que possui um grande carro e uma pista de ponta pela frente. Temos tudo para trilhar um caminho de vitórias e sucesso. O aquecimento na economia impulsionou diversos mercados em 2010. Os setores como a construção civil e da indústria automotiva ganharam espaço no ano passado e já estão consolidados. Agora, a expectativa de expansão é

O Novo Jornal Conexão conquistou a todos e promete fazer história.

02

por parte do mercado de Oil&Gas. Além do recorde nacional na produção de petróleo em dezembro de 2010 e no resultado acumulado no ano, o Brasil também obteve resultados recordes na totalidade da produção, somando o Brasil e o exterior. As novas descobertas do Pré-sal também são de grande importância para o crescimento do mercado. A quantidade estimada de petróleo existente nesses novos campos pode transformar o Brasil – que durante anos tinha apenas a meta de produzir petróleo suficiente para cobrir o consumo nacional. Estima-se também que tais reservas poderiam levar o Brasil a saltar da 17ª para a 10ª posição entre os maiores produtores de petróleo do mundo. Por isso, o governo já disse que poderia vir a se juntar à Opep. As possibilidades de negócios estão cada vez maiores e a geração de renda e empregos a partir da descoberta e exploração do pré-sal não para de crescer. Projetos de produção, investimentos em infra-estrutura, formação de profissionais e novas oportunidades comerciais surgem em todos os momentos. O otimismo é muito grande e as oportunidades serão maiores ainda. O mercado é muito competitivo, e a CARMAR tem feito investimentos expressivos em maquinários novos e modernos e esses investimentos contínuos, junto a grande capacitação dos nossos colaboradores já existentes e a evolução dos processos de gestão, nos manterá sempre na frente. Estamos numa fase de muita maturidade, nosso objetivo é conquistar o mercado com os valores que sempre foram percebidos, que são o respeito, a proximidade e o cuidado especial com o cliente. Fazendo uma analogia interessante a Nova Identidade, nestes 27 anos de vida da CARMAR entramos em uma nova etapa de vida onde ao invés de trocarmos o RG, procuraremos reproduzir a vontade e a gana de crescer com inteligência, apresentando maturidade, sobriedade, leveza e brasilidade, características essenciais que darão a tônica as nossas ações daqui para frente. Caminho desde já ao lado de todos os profissionais da CARMAR para brindarmos juntos o sucesso que conquistaremos em breve.

Inteiramente pensado para agregar nossos Clientes e Colaboradores a este novo momento de crescimento e inovação da HCI, o novo jornal Conexão já é um sucesso e mostrou que veio para ficar.


03


Logum

Uma nova marca. Um grande desafio.

P

etrobras, Cosan, Copersucar, Odebrecht Transport, Camargo Corrêa e Uniduto aceitaram o desafio de construir o primeiro sistema integrado multimodal de etanol baseado em dutovias e hidrovias. Um investimento em infraestrutura fundamental para assegurar ao Brasil a condição de principal exportador de etanol do mundo. Uma obra tão importante e estratégica que é parte do PAC do Governo Federal. Para isso, criaram a Logum Logística S.A., uma empresa que buscará custos logísticos competitivos através de uma cadeia de transporte segura, limpa e eficiente, trazendo benefícios para a economia e para os consumidores brasileiros. Visão Geral O Sistema dutoviário da Logum se integra à Hidrovia Tietê-Paraná e à rede de dutos SEDA da Petrobras, compondo uma logística econômica e eficiente de grande abrangência e flexibilidade, permitindo entregar, por via dutoviária, o etanol produzido no centro sul do país para atender os mercados consumidores localizados na Grande São Paulo, Rio de Janeiro, Paulínia

04

e Vale do Paraíba. O projeto contempla também entrega de etanol nos terminais marítimos de São Sebastião e Ilha d’Água para exportação e atendimento do mercado nas regiões norte/nordeste do país via cabotagem. Será o primeiro sistema logístico de etanol a operar no Brasil, sendo sua implantação facilitada pelo fato de utilizar, em grande parte faixas de servidão e sistema que já estão em operação. Vale ressaltar que o projeto encontra-se integralmente enquadrado no PAC e prevê a movimentação de 21 bilhões de litros de etanol em 2020, exigindo investimentos na ordem de R$ 6 bilhões. Benefícios O Sistema Logum oferece uma série vantagens sobre a movimentação tradicional do etanol. Dentre estes benefícios, destacam-se: • Custo logístico mais baixo; • Etanol “Just in time”; • Estabilidade de Custos e Movimentação; • Previsibilidade; • Maior flexibilidade comercial para o cliente; • Maior abrangência de atendimento ao mercado;

• Maior competitividade na exportação; • Serviço de Armazenagem; • Menor impacto ambiental; • Melhor preservação de estradas; • Segurança no transporte; • Foco no negócio de logística; Traçado O sistema integrado será composto por um etanolduto de longa distância, entre as regiões de Jataí e Paulínia. Seu primeiro trecho irá de Ribeirão Preto à Replan. Novas conexões serão ligadas a este trecho, partindo de Uberaba até Itumbiara. A partir deste último trajeto, as cidades de Quirinópolis, Jataí e Senador Canedo poderão integrar-se ao sistema. A Hidrovia Tietê-Paraná se interligará ao sistema dutoviário da Logum através de um duto que partirá do terminal hidroviário de Anhembi até Paulínia. Está prevista a construção da hidrovia de mais de três terminais localizados em Araçatuba, Aparecida do Taboado e Presidente Epitácio para captação de etanol. O transporte fluvial do produto será realizado pela Transpetro.


Barril de petróleo tem a cotação mais alta no mundo em dois anos

Tensão Fontes: www.veja.abril.com.br / www.wikipedia.org

A

Tensão no Oriente Médio está elevando o preço do barril de petróleo no mundo às alturas. O barril do petróleo tipo Brent, negociado na capital inglesa, chegou a ser negociado a US$104 dólares para entrega em abril. Em Nova York, o barril do tipo West Texas Intermediasse atingiu US$85 nas negociações. O economista-chefe da AIE, Fatih Birol, disse numa entrevista ao Wall Street Journal que se a cotação média do petróleo se mantiver em US$ 100 este ano, os EUA terão de gastar US$ 385 bilhões importando a commodity (quase US$ 80 bilhões a mais que no ano passado. A União Europeia teria de gastar US$ 375 bilhões) US$ 76 bilhões a mais que no ano passado e até mais do que o pago em 2008, o último ano com grandes saltos no preço do petróleo. Investidores em todo o mundo temem que a onda de protestos que já provocou a queda dos governos da Tunísia do Egito e provavelmente na Líbia possa interromper a produção e o

transporte de petróleo na região. Especialistas temem que o barril possa chegar a US$150 caso novas “revoluções”, como a que ocorreu no Egito, se espalhem por outros países árabes. Relembre outras crises: Em 1956 houve uma grande crise depois que o presidente do Egito na época Gamal Nasser nacionalizou o Canal de Suez até então propriedade de uma empresa Anglo-Francesa. O canal é uma importante passagem para exportação de produtos da região para países ocidentais, pelo que em virtude dessa crise, o abastecimento foi interrompido, com o bloqueio do Canal, levando a um aumento súbito do preço do petróleo. Em 1973 aconteceu um protesto pelo apoio prestado pelos Estados Unidos a Israel durante a Guerra do Yom Kippur, tendo os países árabes organizados na OPEP aumentado absurdamente o preço do petróleo. Mais tarde ocorreu a crise política no Irã e a

consequente deposição de Xá Reza Pahlevi o que desorganizou todo o setor de produção no Irã, onde os preços aumentaram em demasia. Na sequência da Revolução iraniana, travou-se a Guerra Irã-Iraque, na qual foram mortos mais de um milhão de soldados de ambos os países, tendo o preço disparado em face da súbita diminuição da produção de dois dos principais produtores mundiais. Em 1991 na guerra do Golfo aconteceu depois que o Iraque governado por Saddam Hussein ter invadido o país vizinho Kuwait, um dos maiores produtores de petróleo do mundo. Com a invasão das forças militares dos EUA e dos países aliados, os iraquianos foram expulsos do Kuwait. Contudo incendiaram alguns poços de petróleo do emirado provocando uma crise econômica e ecológica. Em 2008, os preços subiram mais de 100% entre Janeiro e Julho, em virtude de movimentos especulativos em nível global.

05


Vista aérea da planta da Aker Solutions em Curitiba

Aker Solutions aposta na indústria de óleo e gás no Brasil

O

ano começou muito bem na Aker Solutions do Brasil. Poucos dias depois de entregar ao cliente a primeira árvore de natal molhada desenhada especificamente para o pré-sal, a empresa também embarcou o Plem Sul Capixaba, o maior equipamento utilizado para escoamento da produção de gás natural já fabricado no Brasil. “Temos know-how tecnológico para desenvolver equipamentos subsea para ambientes em águas profundas, de alta pressão e temperatura (HT/HP) e mão-de-obra especializada. Estes dois diferenciais são fundamentais para que possamos oferecer soluções customizadas para o cliente”, afirma Marcelo Taulois, Country Manager da Aker Solutions do Brasil. Os primeiros contratos exclusivos da Petrobras para fornecimento dos sistemas subsea dos projetos pioneiros de desenvolvimento do pré-sal, nos campos de Tupi e Guará & Tupi-Nordeste, na Bacia de Santos, foram conquistados pela multinacional norueguesa, que presta serviços de engenharia e construção, produtos de tecnologia e soluções integradas. No Brasil, é referência no fornecimento de uma linha completa de soluções para as áreas de óleo e gás, processo, petroquímica, engenharia, construção e produtos de alta tecnologia agregada – desde o conceito inicial do projeto até a manufatura, fabricação e comissionamento. São sete unidades de negócio operando localmente, instaladas em Curitiba (PR), Rio das Ostras (RJ) e no Rio de Janeiro (RJ), sendo que as fábricas estão localizadas em Curitiba e Rio das Ostras. Os principais clientes, além da Petrobras, são Subsea 7, Technip, Queiroz Galvão, Odebrecht, Sevan, StatoilHydro, Modec, Petroserv, Sevan e Seadrill. “Com

06

oportunidades reais de negócio, aliadas à estabilidade da economia, o mercado brasileiro tornou-se muito atrativo para o desenvolvimento dos projetos da Aker Solutions. Por isso, a empresa optou por estruturar suas operações mais localmente”, comenta Taulois. A empresa controladora do grupo é a Aker Solutions ASA, que tem atuação em 30 países. A unidade fabril de Curitiba fornece equipamentos submarinos ligados à produção de óleo e gás, como as árvores de natal molhadas (equipamentos de sete metros de altura e 70 toneladas que são instalados no fundo do mar e fazem a captação do petróleo e controlam sua produção), sistemas de conexão, estruturas submarinas (Plets , Plems, Manifolds (com 300 toneladas e coleta o petróleo de diversas árvores de natal), sistemas de controle multiplexado, sistemas submarinos de bombeamento/separação de óleo e gás, entre diversos outros equipamentos utilizados na extração do petróleo. Nos últimos três anos, foram investidos R$ 100 milhões nesta planta, quadruplicando a capacidade instalada. A fábrica de Rio das Ostras agrega diferentes unidades de negócio: presta serviços de assistência técnica aos equipamentos submarinos que já foram instalados e necessitam passar por manutenção e, além disso, abriga a única fábrica de riser de perfuração do Brasil (tubos que ligam a plataforma ao subsolo oceânico). Nesta sede, também estão instaladas as unidades de negócio responsáveis por equipamentos de perfuração, sistemas de ancoragem, carregamento e descarregamento offshore. Outro importante projeto da empresa no país, com sede em Rio das Ostras, é uma alterna-

tiva econômica ao sistema tradicional de instalação submarina, operado por plataformas de perfuração. A Aker Solutions está fornecendo à Petrobras o Skandi Santos, uma embarcação que instala equipamentos submarinos e realiza serviços que hoje são feitos por sondas de perfuração e tem como objetivo reduzir o tempo de operação e otimizar custos. O barco possui 120 m de comprimento, 23 m de altura e está equipado com guindaste com capacidade para elevação de 250 toneladas, podendo trabalhar em profundidades de 2.500 m. Também tem um carretel de içamento capaz de instalar módulos de até 125 toneladas, a uma profundidade de 2.500 metros. Também está em Rio das Ostras o primeiro centro de treinamento do mundo com simulador de equipamento de perfuração em formato domo 240°. O simulador de perfuração Xfactor DES tem tecnologia avançada 3D em tempo real, comunicação direta com o sistema de controle e formato domo de 240° de visão, que permite o treinamento ideal dos operadores, com excelência e rapidez no aprendizado. “A perfuração de poços em águas profundas exige sofisticados sistemas de perfuração e uma interação harmoniosa entre o homem e a máquina. A formação adequada pode melhorar as operações de perfuração tanto no que diz respeito à segurança quanto à eficiência”, diz Per Atle Gustafson, gerente regional da divisão Drilling Lifecycle Services no Brasil. No Rio de Janeiro, estão localizadas as unidades de negócio que oferecem soluções em tecnologia de processos (remoção de sulfato, injeção de água, TEG, MEG e separação), além de serviços de instalação submarina.


As pessoas são o principal valor da Aker Solutions O primeiro centro de treinamento para simuladores de perfuração do país fica em Rio das Ostras(RJ)e utiliza tecnologia de ponta, em 3D, para reproduzir toda a estrutura de uma plataforma de perfuração e as centenas de operações que ela realiza.

Funcionários comemoram a saída do Plem Sul Capixaba da fábrica em Curitiba

Foco em pessoas A AKer Solutions praticamente triplicou de tamanho nos últimos três anos. Somente em 2010 foram contratadas cerca de 300 pessoas. Quando um novo funcionário chega à empresa, ele mergulha na cultura, pratica os valores e inicia um mergulho de aprendizagem nos processos de trabalho. Hoje, a média de idade dos funcionários da divisão Subsea, por exemplo, é de 33 anos e a maioria dos engenheiros tem cerca de dez anos de experiência no business óleo e gás. Além disso, programas de trainee atraem engenheiros talentosos há cinco anos. Durante um período de dez meses, eles passam por todas as áreas de negócios e, no final do processo, são conhecedores do mercado de óleo e gás, compreendem como a companhia opera e são capazes de sugerir melhorias. Ao valorizar seu time, com investimento constante em desenvolvimento profissional, e ao solidificar parcerias de sucesso com fornecedores capacitados, a empresa quer se manter uma referência em soluções de produtos e engenharia para os campos de petróleo no Brasil. “Nosso intuito sempre foi produzir equipamentos com alta qualidade e desenvolver fornecedores locais. Estes últimos investimentos refletem nosso interesse em desenvolver a indústria de óleo e gás no Brasil”, conclui Taulois.

07


A

CARMAR completa 27 anos, fabricando qualidade. Comemora todos estes anos de muita experiência, conquistas e grande sucesso, fruto de muito trabalho e dedicação, segundo o fundador da empresa, Rubens Lourenço. Neste novo momento, a CARMAR promete trabalho árduo, inovação, planejamento e inteligência em seus processos, proporcionando a seus clientes e colaboradores uma visão de futuro adequada para garantir mais 27 anos de empresa em ritmo de franco crescimento. Este crescimento está lastreado na grande performance em relação ao crescimento do mercado Oil &Gas, observado nos últimos cinco anos. A expectativa de Marcelo Alves é da continuidade deste crescimento, com isso a

CARMAR esta direcionada a aumentar cada vez mais sua fatia nesse promissor mercado de Oil&Gas, para isso não medirá esforços e investimentos, garante ele. Em 2010 a empresa comprovou que para se manter competitiva é necessário um mix de processos eficazes e investimento, para tanto a CARMAR investiu no último ano aproximadamente R$ 10 Mi em maquinários de tecnologia de ponta e também em pessoas qualificadas capazes de operá-las. Este pensamento de fato a diferencia da grande maioria de seus concorrentes, um exemplo é a nova oferta ao mercado do serviço de cladeamento, um trabalho específico de revestimento que exige investimento alto em maquinário, instrumentos

e qualificação de pessoal para realização. A CARMAR é uma das poucas empresas que possuem este expertise no mercado Brasileiro e já está preparada para atender com excelência a alta demanda neste serviço, que é de grande importância no mercado de Oil&Gas. Marcelo Alves aposta no crescimento da CARMAR para gerar novos empregos, mais investimentos em equipamentos modernos, ampliação na prestação de serviço advindo de novos setores e cada vez mais na especialização da fabricação de produtos para o mercado de Offshore, que acredita perdurar por muitos anos.

Setor de Usinagem divisão Conexão

Colaboradores comemoram os 27 anos de Carmar

08

Setor de Usinagem divisão Oil & Gás


Mercado Oil&Gas e Offshore

Setor de Usinagem divisão Oil & Gás

A

pós as primeiras análises em relação ao terrível acidente nuclear que ocorreu na cidade de Fukushima no Japão, as atuais plantas nucleares em operação terão de ser revistas e novos projetos serão reforçados. Especialistas afirmam que a produção de energia elétrica por queima de fontes fósseis (petróleo, carvão e gás natural), hoje responsável por 71% da matriz energética global não será substituída, pelo menos a curto ou médio prazo. De uma maneira geral então, podemos afirmar que o mercado de Oil&Gas continuará comandando o setor de energia mundial por muitos anos e seu crescimento está garantido. As novas descobertas no Pré-sal também tem uma grande importância neste cenário de fortalecimento do setor Offshore. A Petrobras, na condição de operadora do Bloco BMS-11, localizado na Bacia de Santos, comunicou no final de 2010, junto a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), a Declaração de Comercialidade das acumulações de petróleo de boa qualidade e gás nas áreas de Tupi e Iracema. Na proposta, encaminhada ao órgão regulador, as denominações sugeridas para estas acumulações foram Campo de Lula e Campo de Cernambi, respectivamente para Tupi e Iracema. Na área de Tupi, Campo de Lula, o volume recuperável é de 6,5 bilhões de barris de óleo equivalente, com grau API 28. Na área de Iracema, Campo de Cernambi, o volume recuperável é de 1,8 bilhão, com grau API 30. No total, o volume recuperável é de 8,3 bilhões de barris de óleo equivalente. O Campo de Lula será o primeiro campo supergigante de petróleo do País e o Campo de Cernambi está entre os cinco maiores campos do Brasil. Tendo em vista então a natureza da indústria de petróleo e gás, fortemente integrada ao mercado internacional, somadas as recentes descobertas de petróleo em um mundo com escassez de novas fronteiras exploratórias, pode-se afirmar que cenário é muito positivo e representa um importante sustentáculo ao processo de crescimento da taxa de investimento nos próximos anos. Apenas as inversões em petróleo e gás, que têm suas fontes de recursos equacionadas, serão responsáveis por um acréscimo de cerca de um ponto percentual da taxa de investimento, entre 2011 e 2014 no Brasil. Esse processo não se esgotará em 2014, uma vez que os investimentos associados ao pré-sal devem se intensificar a partir de meados da próxima década e, ademais, ainda não se conhece todo o potencial de recursos daquela região. Assim, os esforços exploratórios e de produção devem seguir crescendo ao longo da década. O cenário de investimentos para os próximos anos implicará em uma demanda adicional por recursos humanos qualificados, materiais e bens de capital, fazendo com que o mercado de Oil&Gas e Offshore esteja no topo da economia por longos anos.

Laboratório de analise química e física

Inspeção tridimensional

Setor de forjaria

09


SAÚDE

O que é Artrite Reumatóide e como conviver com ela? Uma articulação é o ponto de união e movimento entre dois ossos. O termo artrite se refere à inflamação das articulações que se caracteriza por dor, aumento do volume, limitação de movimentos e calor. A artrite reumatóide (AR) é uma doença crônica que afeta principalmente as articulações, mas é, na realidade, uma doença sistêmica, isto é, que pode afetar outros órgãos, como o coração, os pulmões, os olhos, a pele, etc. É classificada como uma doença auto-imune. Em condições normais, todos os seres humanos possuem um sistema imunológico que funciona para nos proteger de tudo o que for estranho ou alheio ao nosso corpo, como por exemplo, os vírus, as bactérias e fungos que provocam doenças e infecções; esta proteção se dá por meio da criação de anticorpos, que são proteínas que se unem aos vírus, bactérias, etc., e os destroem. No caso do (AR), os anticorpos se equivocam e atacam as articulações e outras partes do corpo, tais como o tecido de revestimento do coração e pulmões, entre outros; daí surge o termo “auto-imunidade”, uma resposta imune criada contra os próprios tecidos. Colaboração: Patricia Martins Assist. da Diretoria - HCI

10

Chega de Enrolar Novos estudos sugerem que deixar tarefas para depois faz parte do instinto humano. Como evitar esse mau hábito e botar em prática as resoluções. Veja abaixo os 20 passos para acabar com o hábito de enrolar e ganhar mais tempo para aproveitar a vida. 1. Defina Prioridades – Entender como as atividades de seu dia podem ajudar a atingir seus grandes objetivos é uma estratégia poderosa para deixar de adiar tarefas. 2. Mantenha o Foco – Classifique suas obrigações para saber o que fazer primeiro. Divida-as em: A) importante: devem ser o foco porque trazem benefícios para você. B) urgente: significam que você já perdeu o prazo e, por isso, deve atacá-las imediatamente. C) circunstanciais: são compromissos ou tarefas que não tem nenhuma relação com seu projeto pessoal. Evite. 3. Estabeleça Prazos – Sem eles, nada sai do papel. 4. Pense em Etapas – Divida as tarefas em passos rápidos de cumprir. Elas ficam menos assustadoras. 5. Faça uma Lista Diária – Planeje como usar o dia, de acordo com a importância das tarefas. 6. Seja Realista – Planejar mais tarefas diárias do que é possível cumprir só trará dois resultados: Trabalho por fazer e frustração. 7. Antecipe Urgências – Elas aparecerão. Uma boa medida é deixa 30% de suas horas de trabalho disponíveis para resolver estes problemas. 8. Não Confie na Memória – Use o celular e o computador para gerenciar suas atividades. 9. Premie-se – Estabeleça prêmios para etapas cumpridas. Vale um jantar em um lugar especial ou mais tempo para dormir.

10. Repita “É só começar” – Os psicólogos dizem que assim que começamos uma tarefa percebemos que ela não é tão repulsiva quanto parecia. Obrigue-se a começar. 11. Faça uma coisa por vez – Não somos multitarefa. Estudos sugerem que quem faz várias atividades ao mesmo tempo tem um desempenho ruim em todas. 12. Livre-se do Vício do Email – Conferir sua caixa de entrada a cada duas horas é o suficiente. Se algo for muito urgente, as pessoas ligarão. 13. Resista às Redes Sociais – Não é preciso ficar on-line o tempo todo. Já há sites que atualizam várias redes de uma só vez. 14. Bloqueie a Internet – Para escapar da tentação de navegar a esmo, use aplicativos que bloqueiam a internet por até oito horas. 15. Conte o Tempo – Ajuda a perceber que gastamos mais minutos do que pensamos com distrações e que cumprir tarefas simples é mais rápido do que imaginávamos. 16. Mantenha a Ordem – Uma pessoa pode perder 40 minutos por dia procurando por materiais e informações. 17. A Regra dos 15 Minutos – É o tempo para fazer coisas chatas, como arrumar a casa. Ajuda a manter a ordem. 18. Crie Hábitos – Insista na rotina de organização por várias semanas até ela se tornar automática. 19. Valorize o Lazer – Reserve horários para se divertir. Relaxar ajuda a aumentar a produtividade. 20. Perdoe-se – Quem se perdoa por uma enroladinha age rapidamente para cumprir a tarefa que postergou. Revista Isto é Edição Janeiro de 2011 Colaboração: Sabrina Chiarelli Assist. Diretoria - Carmar


D

DEDICAÇÃO

edicação é a capacidade de se entregar à realização de um objetivo. Não conheço ninguém que tenha progredido na carreira sem trabalhar pelo menos doze horas por dia nos primeiros anos. Não conheço ninguém que conseguiu realizar o seu sonho sem sacrificar sábados e domingos pelo menos uma centena de vezes. Da mesma forma, se você quiser construir uma relação amiga com seus filhos, terá de se dedicar a isto, superar o cansaço, arrumar tempo para ficar com eles, deixar de lado o orgulho e o comodismo. Se quiser um casamento gratificante, terá de investir tempo, energia e sentimentos nesse objetivo, uma das contrariedades é o desejo de via única, em ser feliz sem objetivar fazer o outro feliz. É bom lembrar que tempo é valioso, dedicá-lo ao próximo certamente demonstrará seu valor. O sucesso é construído à noite! Durante o dia você faz o que todos fazem. Mas para conseguir um resultado diferente da maioria, você tem de ser especial. Se fizer igual a todo mundo obterá os mesmos resultados. Não se compare à maioria, pois, infelizmente, ela não é o modelo de sucesso. Se você quiser atingir uma meta especial, terá de estudar no horário em que os outros estão tomando chope com batatas fritas.

Terá de planejar, enquanto os outros permanecem à frente da televisão. Terá de trabalhar, enquanto os outros tomam sol à beira da piscina. Esteja certo que os frutos desta semeadura virão! A realização de um sonho depende da estratégia e execução do mesmo, com dedicação. Há muita gente que espera a realização do sonho como por mágica. Mas toda mágica é ilusão. E ilusão não tira ninguém do lugar onde está. Pessoas como você que andam um passo a mais, persistem um segundo além e valorizam o otimismo vão mais longe, atingem o quase intangível e fazem que o encerramento de um ciclo seja o melhor início do novo, no prazer de viver os desafios que confrontam na frieza do inesperado, o desejo do calor da conquista. Há pessoas que valorizam coisas e por fim acabam se “petrificando”, não me identifico com este grupo... Todavia outras, desejam estar com pessoas e por isto se personalizam, integram-se e acrescentam. Neste grupo eu poderia falar mais, portanto caminhar junto... Pense nisso...

Modo de Preparo: Leve ao fogo as gemas peneiradas com o leite e o leite condensado, mexa em fogo baixo até engrossar.

Creme Belga: 1 lata de leite condensado 2 gemas ½ xícara de leite Merengue: 4 claras 12 colheres de sopa de açúcar

História do Futebol no Brasil

Colaboração: Patricia Martins Assist. da Diretoria - HCI

Abacaxi com creme de leite condensado

Ingredientes: 1 lata de abacaxi escorrida ou 1 abacaxi natural (sem o talo) e picado

Lazer & Cultura

Reserve: Misture muito bem as claras com o açúcar e leve ao fogo baixo, mexendo sempre só para amornar, mas tem que ser muito rápido, a clara líquida. Bata imediatamente na batedeira até encorpar e virar um merengue. Monte um refratário untado com camada de abacaxi, creme belga e o merengue. Leve ao forno bem quente, por aproximadamente 5 minutos só para dourar o merengue. Sirva quente ou frio. Se preferir monte taças e não é necessário levar ao forno. Colaboração: Patricia Martins Assist. da Diretoria - HCI

Podemos considerar Charles Miller como sendo o precursor do futebol no Brasil. Nascido no bairro paulistano do Brás, Charles Miller viajou para Inglaterra aos nove anos de idade para estudar. Lá tomou contato com o futebol e, ao retornar ao Brasil em 1894, trouxe na bagagem a primeira bola de futebol e um conjunto de regras. O primeiro jogo de futebol no Brasil foi realizado em 15 de abril de 1895 entre funcionários de empresas inglesas que atuavam em São Paulo. O primeiro time a se formar no Brasil foi o SÃO PAULO ATHLETIC, fundado em 13 de maio de 1888. Em 1950, a Copa do Mundo foi realizada no Brasil, sendo que a seleção brasileira perdeu o título, em pleno Maracanã, para a seleção Uruguaia (Uruguai 2 x Brasil 1). Em 2014, a Copa do Mundo de Futebol será realizada novamente no Brasil e desta vez a história será diferente e seremos campeões.

11


Tirinhas bem humoradas

Piadas e mais piadas

PENSAMENTO ECOLÓGICO Se bater na madeira isolasse o azar, o PICA PAU não estaria em extinção!!!!!!!

12

Casal 1 O casal estava na cama conversando quando a mulher diz bocejando pro marido: - Vou dormir...boa noite E ele diz: - Já vai dormir? Logo agora que eu iria abusar de você? E ela entusiasmada diz: - Então abusa vai, abusa. E ele diz: - Vai lá na cozinha pega uma cerveja e algumas azeitonas pra mim. Casal 2 - Homens X Tarefas domésticas Fascinado com as tarefas domésticas, o marido resolveu lavar sua própria camiseta. Pouco depois de ter chegado perto da máquina de lavar, gritou para a esposa: - Que programa de lavagem devo usar na máquina? - Depende da roupa - respondeu a esposa.- O que diz na camiseta? - “Eu amo Floripa!” – respondeu o marido Desabafo da esposa: - E ainda falam das loiras... Casal 3 - Nos dias atuais - Primeira noite dos recém-casados Na cama, a moça diz ao rapaz: - Sabe amor... Eu não disse a você, mas eu não sei fazer nada de nada! Então responde o rapaz, todo cheio de si, se achando a última bolacha do pacote: - Não se preocupe minha querida! Você tira a roupa, deita-se sobre a cama, e deixa o restante comigo. E ela muito meiga, responde: - Não, querido! Fazer amor eu faço desde os 12 anos, o que não sei é... lavar, passar, cozinhar, arrumar a casa... Casal 4 O marido lia o jornal, quando a esposa pergunta: - Você já percebeu como vive o casal que mora ai em frente? Parecem dois namorados! Todos os dias, quando chega em casa ele traz flores para ela, abraça-a e os dois se beijam apaixonadamente. Porque você não faz o mesmo? Responde o marido: - Mas... querida...eu mal conheço essa mulher! Casal 5 O cão é realmente o melhor amigo do homem. Se você não acredita, faça a seguinte experiência. Coloque seu cachorro e a sua esposa no porta-malas do carro e feche. Depois de uma hora abra. Quem estará realmente feliz em ver você ? Casal 6 A mulher entra num restaurante e encontra o marido com outra : - Pode me explicar o que é isto?? E ele responde: - Só pode ser azar!!!


Qualidade do Atendimento

Ninguém questiona a importância da qualidade no atendimento aos clientes. Contudo, nem sempre as empresas são bem-sucedidas neste quesito. Quais são os erros que cometemos? Podemos evitá-los? Comecemos pela importância do bom atendimento. Ou melhor, pelas conseqüências do mau atendimento. Há uma estória que nos foi contada pelo Prof. Dimitri Rocha e que costumamos usar como ilustração em nossas aulas e palestras. O texto conta o seguinte: “Sou um cliente amável. Todos me conhecem. Sou aquele que nunca reclama, não importando o atendimento que receba. Vou a um restaurante e aguardo, pacientemente, enquanto os garçons e garçonetes ficam mexericando sem se incomodarem em perguntar se alguém já anotou o meu pedido. Algumas vezes, alguém que chegou depois de mim é atendido primeiro. Mas eu reclamo? Não, apenas espero. E quando vou a uma loja comprar algo não tento me impor. Procura levar em consideração a outra pessoa. Se um vendedor metido se aborrece porque desejo olhar vários itens antes de me decidir, mantenho-me tão polido quanto possível. Não acredito que responder à altura seja correto. Outro dia parei em um posto de gasolina e esperei quase cinco minutos até que um frentista me desse atenção. E quando o fez, derramou gasolina e limpou meu para-brisa com um trapo engordurado. Mas eu reclamei do atendimento? É claro que não!!! Nunca faço objeções, nem clamo, nem critico. E nem sonharia em fazer uma cena, como já vi outras pessoas fazerem em locais públicos. Creio que isso é desnecessário. Não, eu não sou o cliente amável. E vou lhes contar o que mais eu sou... Sou o cliente que nunca mais volta” Você pode estar pensando o seguinte: se todos

temos consciência da importância do atendimento, por que cometemos tantos equívocos ao lidar com os clientes? Em primeiro lugar, porque muitas vezes definimos qualidade no atendimento pelo nosso ponto de vista. Mas quem verifica se temos ou não qualidade é o cliente; qualidade no atendimento deve ser definida, então, pelos olhos do cliente. Assim, ouça o cliente, pergunte a ele se o atendimento foi adequado, se ele tem alguma sugestão para melhorarmos, coloque-o no centro das decisões

“ SE VOCÊ NÃO CUIDAR BEM DE SEUS CLIENTES, ALGUÉM O FARÁ!” sobre qualidade no atendimento . Em segundo lugar, a qualidade no atendimento é uma relação entre a expectativa que o cliente desenvolve e a realidade que ele experimenta. Se a realidade ficar abaixo da expectativa, o cliente considerará o atendimento ruim. Se forem equivalentes, considerará o atendimento adequado. Se superar, o cliente ficará encantado. Devemos nos preocupar em responder a seguinte pergunta: estamos prometendo mais (via, principalmente, nossa comunicação) do que podemos realizar? Caso haja discrepância, temos duas soluções: a) melhorar em muito o atendimento de forma a torna-lo equiparável com o prometido; ou b) diminuir nossas promessas de forma a torná-las exeqüíveis de acordo com nossa capacidade. No primeiro caso – opção mais difícil, mas mais vantajosa –, é preciso voltar a atenção para os

João Baptista Vilhena Vice -Presidente do MVC - Instituto M. Vianna Costacurta Estratégia e Humanismo

processos de gestão de pessoas, recrutar e selecionar adequadamente os funcionários que manterão contato com o público, oferecer treinamento e programas de desenvolvimento, investir em endomarketing, criar sistemas de remuneração e avaliação do desempenho adequados aos objetivos de atendimento da empresa, entre outras atividades. Na opção pela diminuição das promessas – mais fácil, porém mais perigosa – devemos nos lembrar que, ao diminuirmos nossas promessas de atendimento, podemos tornar o produto/serviço tão pouco atrativo que nenhum cliente se disponha a experimentá-lo. O terceiro problema a ser enfrentado na busca da qualidade no atendimento diz respeito ao equilíbrio no tratamento a clientes novos e antigos. Tradicionalmente, as empresas dispensam maiores esforços à conquista de novos clientes do que à manutenção dos antigos. Sempre que for implementar uma nova campanha de captação de novos clientes, pense em como os antigos vão se sentir. É justo que um cliente que “apostou” em sua empresa anteriormente veja os novatos pagando menos para receber os mesmos serviços? Por outro lado, o quarto desafio diz respeito aos próprios clientes. Muitas vezes, um atendimento não é bom por culpa do próprio cliente, e não do funcionário. É preciso, então, treinar o cliente, estimulando-o a agir da maneira adequada a garantia da qualidade do serviço. Neste caso, você precisa descrever todo o processo de atendimento e identificar as etapas onde a participação do cliente é fator crítico para o sucesso. Após isso, é preciso identificar os conhecimentos, habilidades e atitudes que os clientes precisam ter e formular ações que precisam ser desenvolvidas para estimular e capacitar o cliente a agir de forma adequada nas etapas listadas anteriormente. Colaboração: Depto de Qualiade - HCI

13


Aniversariantes CARMAR Fonte: Depto. de RH – CARMAR - Fotos: Leônidas Rodrigues

Ricardo Luiz Ferraz Ferreira, 1/Mar, Fresador

Sérgio Aparecido dos Santos, 4/Mar, Inspetor de Soldagem N1

Michel Dias Sousa, 6/Mar, Líder de Forjaria

Diego Gomes de Matos e Silva, 8/Mar, Auxiliar de Almoxarifado

Antonio Manoel do Nascimento, 8/Mar, Torneiro Mecânico

Deise Lopes Silva Cabral, 8/Mar, Aux. Adm. de Negócios

Lucas de Oliveira Carvalho, 12/Mar, Torneiro Mecânico

Paulo Henrique Pascoal, 13/Mar, Torneiro Mecânico

José Ademi Fontes, 16/Mar, Ajudante Geral

Sérgio Ricardo da Silva, 16/Mar, Operador de Soldagem

Cleidson Dantas de Souza Sátiro, 17/Mar, Inspetor de Recebimento

Rosalvo Matias de Oliveira, 17/Mar, Líder de Usinagem

Luana Lopes da Silva, 19/Mar, Auxiliar Administrativo

Osmar da Silva, 20/Mar, Mecânico de Manutenção

Aguinaldo Ferreira França Júnior, 24/Mar, Assistente de Almoxarifado

Egnaldo Pereira de Araújo, 25/Mar, Torneiro Mecânico

Robson da Silva Souza, 26/Mar, Torneiro Mecânico

Wellington Nascimento Araújo, 29/Mar, Operador de Máquina

Aniversariantes HCI

Fonte: Depto. de RH HCI - Fotos: Patricia Martins

Wagner Ramiro Matias, 15/Mar, Operador de Empilhadeira

14

Cristiano de Souza Mello, 06/Mar, Assistente Administrativo

Moacir Patricio Sales, 15/Mar, Aux de Inspeção

Carlos Eduardo Garcia Messias, 15/Mar, Aux.de Recebimento

Marcio Calixto Lucena, 23/Mar, Aux Adm da Qualidade Jr

Leonel Matos Vieira, 28/Mar, Aux. de Contas a Pagar

Solange Conti, 28/Mar, Agente de Importaçã


Gente Nova Carmar Fonte: Depto. de RH – CARMAR

HCI

Amanda C. de Lima, Aux. Adm. Neg. Internos, 01/03/11

Arnaldo Lourenço Andrade, Torneiro CNC, 01/03/11

Celso Manoel da Silva, Torneiro CNC, 01/03/11

Cosme Soares Silva, Operador de Máquina, 01/03/11

Fausto José da Silva, Torneiro CNC, 01/03/11

Jailson Bispo dos Santos, 1/2 Oficial de Soldador, 01/03/11

Jonas Edgar Berlande, Op. Centro de Usinagem, 01/03/11

Kelly Cristine Saraiva, Aux. Adm. Neg. Internos, 01/03/11

Manoel Napolitano Marques, Operador de Soldagem, 01/03/11

Newton de Deus Correia Júnior, Aj. Geral, 01/03/11

Nilton Costa dos Santos, Op. Centro de Usinagem, 01/03/11

Ricardo Alves Rufino, 1/2 Oficial de Soldador, 01/03/11

Thiago Barbosa de Meneses, Op. de Soldagem, 01/03/11

Valdêz Morais da Silva Júnior, Programador CNC, 01/03/11

Wagner Martins 09/03 a 28/03 Julio Sergio Chiavegatti 09/03 a 28/03 Ednei Fernandes Santos 09/03 a 28/03 Clemente Rodrigues Filho 09/03 a 28/03 Cícero Alexandre da Silva 01/03 a 30/03 Regiana Aparecida Viola 11/03 a 30/03 Solange Conti 14/03 a 02/04 Lucas de Oliveira Freitas Andre Pereira dos Santos 01/03/11 a 30/03/11 01/03 a 30/03 Manoel Rodrigues Ferreira 01/03/11 a 30/03/11 CARMAR Vital Gomes de Sales Joel Florentino 01/03/11 a 30/03/11 01/03/11 a 30/03/11 Douglas Senival de Oliveira Edcarlos Francisco Santos 01/03/11 a 20/03/11 01/03/11 a 30/03/11 Thiago Ferreira Cassola Maristane Matias 01/03/11 a 20/03/11 01/03/11 a 30/03/11 Rubens Lourenço Ezequiel Oliveira 01/03/11 a 20/03/11 01/03/11 a 30/03/11 Sergio Francisco da Costa Rosalvo Barbosa da Silva 01/03/11 a 20/03/11 01/03/2011 a 20/03/11 Fonte: Depto de RH - HCI/Carmar

“Instruir Para Construir” Com o retorno da volta as aulas, mais um ano as Empresas HCI e Carmar incentivam o estudo. O programa “Instruir para Construir” visa beneficiar os filhos de nossos colaboradores devidamente matriculados até a 8º serie do ensino fundamental . As empresas HCI e Carmar entregaram para os colaboradores todo o material de papelaria necessário para conclusão do ano letivo de 2011, acreditando que dessa forma estão contribuindo para o desenvolvimento dos jovens e crianças, revitalizando os aspectos sociais. Acreditamos que lugar de crianças é na escola e com essa atitude garantimos um futuro melhor. Por: Ivana Carvalho / Supervisora do RH – HCI

15


12


HCI Jornal Conexão - edição 7 Março 2011