Issuu on Google+

FOTO JUNIOR ACOSTA

Jerson promulga emenda que integra delegado à carreira jurídica • PÁG. 3

André sanciona lei que autoriza empréstimos para MS nos Programas BNDES Estados e Proinveste • PÁG. 3

Acesse: www.impactonewsms.com.br e fique por dentro das notícias do Estado, Brasil e do mundo!

ANO II - N° 63 - Campo Grande, cidades metropolitanas e Região Norte - Mato Grosso do Sul - E-mail: jornalimpactoms@hotmail.com - 25 a 31 de Agosto de 2012

ENTREVISTA

Sem ter medo de falar de seus projetos, Dr. Ailton vai pela quarta vez na Diamante FM FOTO ZÉ FOTÓGRAFO

CAMAPUÃ

Lançamento da candidatura de Marcelo reúne 3 mil pessoas Pelo menos três mil pessoas se reuniram em via pública para acompanhar o lançamento da campanha à reeleição do prefeito de Camapuã, Marcelo Pimentel Duailibi (DEM), que neste ano tem como candidata a vice-prefeita a ex-presidente da Câmara, Fátima Malaquias (PP). O que impressionou no comício de largada da campanha de Duialibi é que não houve qualquer mobilização para o transporte de eleitores e mesmo assim centenas de famílias desceram dos bairros para o centro.

Ailton Melo em momento da gravação do vídeo-documentário falando de suas propostas de governo

Convocado pela direção da Rádio Diamante FM a conceder a sua primeira entrevista como candidato a prefeito de Rochedo, já oficializado pelo PDT, o candidato Dr. Ailton Gomes de Melo não pensou duas vezes e não apenas confirmou presença como chegou antes das 10 da manhã para o batepapo com a equipe da emissora, momento em que foi informado que o seu concorrente, João Cordeiro, candidato pelo PMDB, mais uma vez havia se esquivado de participar da programação jornalística da rádio. Sem entrar no mérito do porquê de seu concorrente ter recursado os quatro convites formula-

dos pela direção da emissora, Dr. Ailton abriu sua entrevista afirmando que considerava “um dever cívico, um compromisso democrático com os cidadãos de Rochedo, estar presente aqui na Rádio para prestar esclarecimentos”. Dr. Ailton ainda afirmou que, a despeito de todas as tecnologias que surgem quase que diariamente, o rádio ainda é a ferramenta de comunicação mais ágil e democrática que existe no País, porque se trata de um aparelho que está presente em 100% dos lares brasileiros. Falando sobre sua candidatura. Dr. Ailton disse que a decisão de sair candidato a prefeito não

João Cordeiro confirmou, mas esquivou-se e não foi na entrevista da Diamante FM O jornal IMPACTO abriu manchete na sua edição passada anunciando a ida do candidato a prefeito de Rochedo, João Cordeiro, do PMDB, à Rádio Diamante FM para falar de seus projetos e seu programa de governo para o município. O anúncio de que ele, finalmente, iria falar sobre suas metas administrativas na emissora acabou ganhando destaque no jornal porque ele já havia se esquivado de participar do programa por três vezes consecutivas. • PÁG. 7

foi das mais fáceis, pois, ao contrário do que muitos pensam, não é uma tarefa fácil administrar uma cidade do interior do Mato Grosso do Sul. Ele disse que muitos lhe perguntaram o porquê de deixar sua zona de conforto, representada pelo exercício da profissão de médico para atuar na política. Ailton disse que a mesma pergunta fez a si mesmo, mas resolveu partir para o desafio, por entender que muito precisa ser feito por Rochedo e pela acolhida que teve de seu povo se sente no dever de dar sua parcela de contribuição para o bem da coletividade e para o desenvolvimento do município.

• PÁG. 7

TERENOS Saci trabalha com afinco e deve ser bicampeão de votos no município • PÁG. 4

RIO NEGRO Gilson Romano terá o desafio de reconstruir o município • PÁG. 4

• PÁG. 8

RIBAS DO RIO PARDO Plano de governo de Zé Cabelo para Ribas prevê construção de mais 540 casas Entre os principais trabalhos das administrações do PSDB dos últimos dez anos (primeiro Zé Cabelo depois Joaquim dos Santos) está a construção de mais de 600 casas populares. A atual administração não construiu nenhuma, “a não ser a Casa do papai Noel que, agora, só tá o esqueleto lá na avenida”, conforme mostram os moradores.

• PÁG. 3

SANTA RITA Apoio popular consolida candidaturas de Maria Helena e Neno Patussi • PÁG. 7

CORGUINHO Dalton faz balanço dos primeiros dias de campanha • PÁG. 4


2

www.impactonewsms.com.br | JORNAL Impacto MS

| CAMPO GRANDE - MS - 25 a 31 de Agosto de 2012

Corguinho Secretaria de obras recupera ruas no Baianópolis e no Fala Verdade

A secretaria municipal de obras realizou trabalhos de recuperação nas vias urbanas dos Distritos de Baianopolis e Fala Verdade. De acordo com o Secretário, Nelson Bilac, foram realizadas melhorias das mais diversas, além de retirada da areia que tomava conta do leito das ruas e cascalhamento dos trechos mais críticos. No Baianopolis, além das ruas, a secretaria de obras ainda realizou melhoria no acesso ao Rio Aquidauana, principal ponto turístico daquela localidade, e no Fala Verdade, alem do trabalho realizado nas ruas, a secretaria de obras ainda aterrou a cabeceira da ponte que dá acesso àquela localidade, para quem vem da região do Baianópolis. O secretario de obras informou que as máquinas deverão estar descendo para a região quilombola de Furnas de Boa Sorte, onde estará fazendo o mesmo de trabalho.

APAE de Corguinho realiza atividade em comemoração a Semana Nascional da pessoa com deficiência

Pré Escolar Arco-Iris realiza festa agostina A festa junina já não acontece só no mês de junho e com a adequação do nome, o Pré-Escolar Arco-Iris realizou a tradicional festa agostina, no salão paroquial de Corguinho. As crianças, vestidas a caráter, dançaram a tradicional quadrilha e encantaram a plateia formada por pais e familiares. “Este evento é uma das grandes festas de nossa escola e não pode deixar de acontecer jamais. É com eventos assim que exercitamos a socialização das crianças, o que é muito importante na formação do caráter.” Disse a Diretora do Pré, Profes-

As ruas de Corguinho ficaram lotadas durante a passagem da passeata organizada pela APAE de Corguinho, em comemoração a Semana Nacional da Pessoa com Deficiencia Intelectual e Multipla.

Participaram do evento alunos da Escola Estadual José Alves Quito e das escolas municipais: Frei Otávio e Arco-Ires. O evento teve a coordenação da Professora Karina da Silva Teno – Coor-

ARTIGO

ALÉM DA CULPA Prof. Rosildo Barcellos (*) sora Edinair. O salão paroquial ficou lotado para receber as crianças que, ansiosas esperavam o momento da apresentação da dança da quadrilha. O Prefeito Teo Massi e a Primeira Dama Dayhene, pais de uma das alunas do Pré, marcaram presença no evento.

Publicação de Matriz: I3 - Editora e Comunicação Ltda - ME CNPJ: 13.822.654/0002-23 - Rochedo-MS Filial: 13.822.654/0001-42 - Campo Grande-MS Rua Jamil Félix Naglis, 589 – Parque dos Poderes Fone (67) 3043-0044/0055 - 3026-6162 - Cel. 9951-2191 E-Mail: jornalimpactoms@hotmail.com Jornalista Responsável: Eli Sousa - DRT 104/MS Editor: Jota Menon - DRT 180/MS Diretora Financeira: Karina Alves Almeida - CRC/MS 009576/04 Assessoria Jurídica: Dra. Renata Gonçalves Pimentel & S/S Gerente: Luzia Helena Fonseca Coutinho Fotografias: Júnior Acosta DRT-901/MS Colaborador: Roberto Costa e Rosildo Barcelos Diagramação e Arte final: Clayton Marcondes - 3373-0585 - 9299-8302

A redação não se responsabiliza por conceitos de artigos assinados. Os originais mesmo não publicados não serão devolvidos.

Com fulcro na experiência de 25 anos em sala de aula percebo que a cada dia encontramos mais óbices para se resgatar os valores aceitáveis de convivência pacífica envolvendo o trinômio: família, escola e comunidade.Tenho sido procurado por orientadores educacionais e coordenadores pedagógicos que informam colher inúmeras dificuldades para elucidar a complexa problemática do adolescente em conflito,tanto com a lei como consigo mesmo, haja vista que o modelo “tradicional” de sistemas penais não contemplam,neste momento, a plena eficiência. O Estatuto da Criança e do adolescente ( ECA) preconiza pela remissão (Art 126 a 128) e penas alternativas aonde se inclui a obrigação de reparar o dano e a prestação de serviços a comunidade(Art 112). Mas está evidente

que as supramencionadas diretrizes não estão sendo razoavelmente eficazes para a buscada aplicabilidade dos princípios restaurativos na questão dos menores. Evidentemente a melhor solução para as desavenças familiares ainda é a conciliação e a mediação buscando-se ao máximo evitar o litígio.Está cada vez mais raro o abraço entre pais e filhos e o respeito ao professor em sala de aula. Destarte é nítido e cristalino que muitas vezes os papéis de vítima e infrator confundem-se, não sendo adequado promover a polarização dos litigantes. Em casos de violência física na escola, nas relações de vizinhança e entre familiares pode acontecer, por exemplo, de o “infrator” estar reagindo a alguma agressão precedente por parte da “vítima”, que pode ser de natureza que favoreça o “bullyng”. A punição nesses casos pe-

denadora do NUESP (Nucleo da Unidade de Educação Especial) da Escola Estadual José Alves Quito, em parceria com a APAE, e participação das Professoras: Rosimeire, Edith, Mirele (Libras), Eleine Rodrigues, Daniely Rodrigues (brinquedoteca), e Edneia Nogueira, e apoio da Secretaria Municipal de Educação e da Secretaria de Saúde que disponibilizou ambulância para acompanhar a caminhada das crianças que pediam maiores oportunidades para aqueles que sofrem com a deficiência.

Durante o evento ainda aconteceram gincanas e palestras. “As crianças da APAE ficaram muito felizes com este movimento. É muito bom poder ver o sorriso no rosto deles e vê-los se sentindo importantes, como realmente são, para toda a sociedade e para a comunidade em geral.” Disse a Secretaria de Educação Leila Aparecida Rocha. O evento contou ainda com a participação da BAMPERMUC (Banda de Percussão Municipal de Corguinho).

remptóriamente seria revitimizadora e não contribuiria para a melhoria das relações entre os envolvidos, nem para a realização da justiça. Estive neste mês realizando um Curso de Mediação de Conflitos pelo Ministério da Justiça e conhecendo a realidade do Tribunal de Justiça do Distrito Federal, que inclusive teve visita de uma comissão de estudiosos do tema oriundos da Espanha – Programa Eurosocial; e vejo com grande alegria, neste sentido, a sempre atuante Secretaria de Educação do Estado de MS em parceria com o Egrégio e Insigne Tribunal de Justiça do Mato Grosso do sul, por estar implantando a Justiça Restaurativa e firmando um acordo de cooperação para um projeto de execução de ação conjuntas.Já implantada em Três Lagoas e de forma inovadora em Amambai, com a Justiça Restaurativa Indígena estamos certamente caminhando para um futuro promissor com este ato. Neste particular estamos bem a frente de muitos estados até porque

o estilo de resolução de conflitos através dos princípios da Justiça Restaurativa tem o supedâneo suficiente para alicerçar a construção de ambientes sociomorais na escola e na comunidade, de forma que seja possível a discussão e o fortalecimento de conceitos e valores morais, que contribuam para a consolidação da cooperação do corpo docente e discente e para a construção da autonomia da comunidade e por derradeiro, para o combate a violência que neste momento é fator de inexorável preocupação. (*) É articulista, premiado com a medalha Mérito Pantaneiro 2010, especialista em legislação do trânsito


www.impactonewsms.com.br | JORNAL Impacto MS

CAMPO GRANDE - MS - 25 a 31 de Agosto de 2012 |

3

Governo André sanciona lei que autoriza empréstimos para MS nos Programas BNDES Estados e Proinveste O governador André Puccinelli sancionou a lei proposta pelo Executivo e aprovada pela Assembleia Legislativa que autoriza o Governo estadual a contratar operação de crédito com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), no âmbito dos Programas BNDES Estados e Proinveste. Os recursos serão empregados em projetos como a construção de um hospital-escola, pavimentação e restauração de rodovias. A lei, de nº 4.243, autoriza empréstimos até o limite de R$ 1.090.916.386,13. Na mesma semana em que o projeto entrou em votação, o Ministério da Fazenda confirmou para Mato Grosso do Sul a ampliação da capacidade de endividamento em R$ 959 milhões. O benefício, anunciado para 17 estados, foi concedido graças à solidez fiscal que eles conseguiram e representa, ao todo, a revisão do teto da dívida em R$ 42,225 bilhões. “Os estados estarão recebendo, talvez, o maior espaço

fiscal que jamais foi concedido aos estados brasileiros. Os recursos são para ser usados em investimento”, disse o ministro Guido Mantega, em solenidade no Ministério da Fazenda, no dia 16 de agosto. Ele destacou que a medida foi possível graças à solidez fiscal dessas unidades da Federação e é importante porque dará um impulso aos investimentos, principalmente, em infraestrutura, saneamento ambiental, habitação e mobilidade urbana. Na lei aprovada na Assembleia Legislativa não está detalhado o investimento a ser feito, mas especificado que os recursos da contratação de crédito serão aplicados no Programa de Apoio ao Desenvolvimento Regional do Mato Grosso do Sul, no âmbito das Linhas de Financiamentos BNDES Estados e PROINVESTE do BNDES. No dia em que o ministro Mantega anunciou a ampliação do teto, o governador André Puccinelli disse em entrevista que existem vários pro-

jetos de pavimentação e recuperação viária já elaborados, assim como a proposta de construção do hospital-escola da Uems, inclusive com os projetos executivos e estudos ambientais adiantados. A lei autorizativa traz ainda as condições de prestação de contragarantia do Estado à União na operação de crédito. VALORES E INVESTIMENTOS - O montante estipulado na solicitação foi de R$ 1,090 bilhão, mas o governador explicou, na mesma entrevista concedida no dia 16, que não haverá prejuízo aos investimentos em relação ao teto autorizado pelo Ministério da Fazenda. Ele destacou, também, que a meta do governo é trabalhar com agilidade nas contratações de empréstimo e no início das obras. “Mandamos o projeto para a Assembleia para antecipar [os procedimentos]. Queremos fazer as contratações para iniciar as obras no começo do ano que vem”, afirmou Puccinelli.

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

Jerson promulga emenda que integra delegado à carreira jurídica O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, deputado Jerson Domingos (PMDB), promulgou a Emenda Constitucional 53, que integra o cargo de delegado de Polícia Civil, para todos os fins, às carreiras jurídicas do Estado. A nova norma foi publicada no Diário Oficial do Estado do último dia 15 de agosto. Na Constituição Estadual, o artigo 44, que versa sobre a Polícia Civil, destaca que as atribuições de delegado de polícia serão exercidas por integrantes da carreira, aos quais se aplica o disposto no artigo 241 da Constituição Federal, em que “a União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios disciplinarão por meio de lei os consórcios públicos e os convênios de cooperação entre os entes federados, autorizando

a gestão associada de serviços públicos, bem como a transferência total ou parcial de encargos, serviços, pessoal e bens essenciais à continuidade dos serviços transferidos”. Agora, com a Emenda Constitucional 53, o artigo 44 dispõe de um parágrafo único, destacando que o cargo de delegado de polícia integra, para todos os fins, as carrei-

ras jurídicas do Estado. A proposição é um pleito antigo dos delegados. “A nossa função é eminentemente jurídica. A aprovação da emenda mostra o interesse de ter uma polícia cada vez mais forte”, afirmou o presidente da Adepol/MS (Associação dos Delegados de Polícia de Mato Grosso do Sul), Fabiano Gastaldi.

CAMPO GRANDE

Prefeitura anuncia revitalização e construção de novas praças esportivas

Angelino Marafon dedica boa parte do tempo disponível como aposentado cuidando de um bem público: a praça do bairro Recanto dos Pássaros. Conta, com orgulho, que realiza no local o Baile da Saudade e noites de seresta. Ao final da tarde do dia 22, Angelino estava ansioso, mas feliz. Ele aguardava a chegada do prefeito Nelson Trad Filho para a solenidade de assinatura da ordem de serviço que autoriza a revitalização da praça e a instalação de uma aca-

demia ao ar livre. “É muito boa a iniciativa da prefeitura, atende uma reivindicação antiga dos moradores da região”, afirmou. A esposa de Angelino, Rosanda Marafon, disse que, com a chegada da academia ao ar livre, “esperamos que mais pessoas se animem a fazer atividade física”. Ao anunciar a reforma da área de lazer do Recanto dos Pássaros, Nelsinho Trad enfatizou que a revitalização e construção de novas praças

esportivas, bem como a instalação das academias ao ar livre, trazem “qualidade de vida para a cidade”. Ele destacou que a praça representa “um ponto de encontro, o quintal da casa de vocês, moradores do bairro. Espero que cuidem deste espaço e da academia ao ar livre para não ocorrerem depredações”. Para reformar o local a prefeitura vai investir R$ 40 mil. Serão feitos serviços de urbanização, paisagismo, pista de caminhada, iluminação, gramado e instalados os aparelhos da academia ao ar livre. No início da noite de hoje o prefeito foi ainda ao bairro Santo Antonio (rua Taquari com a rua Manoel Ferreira) para anunciar aos moradores a construção de uma praça no local. A obra vai custar aproximadamente R$ 250 mil reais.A nova área de lazer terá pista de caminhada, gramado, iluminação, serviços de urbanização e também uma academia ao ar livre.

RIBAS DO RIO PARDO Plano de governo de Zé Cabelo para Ribas prevê construção de mais 540 casas Entre os principais trabalhos das administrações do PSDB dos últimos dez anos (primeiro Zé Cabelo depois Joaquim dos Santos) está a construção de mais de 600 casas populares. A atual administração não construiu nenhuma, “a não ser a Casa do papai Noel que, agora, só tá o esqueleto lá na avenida”, conforme mostram os moradores. No Plano de Governo do Zé Cabelo, candidato pelo PSDB, consta a construção de mais 540 casas. “140 delas pelo projeto Morar com Dignidade, abandonado pela atual administração, e outras 500 em conjunto com o Governo do Estado, conforme entendimentos que já tivemos com o Secretário Estadual de Habitação, Carlos Marum”, explica Zé Cabelo. A valorização do professor também faz Parte do Plano de Governo. “Vamos equiparar novamente o salário do professor da rede municipal com o da rede estadual, porque era assim quando fui prefeito”, assegura Zé Cabelo. Na área da Assistência Social, Zé Cabelo vai abrir o atendimento à população em situação de vulnerabilidade social. “Vamos ampliar os programas sociais, está muito fechado atualmente”, afirma Zé Cabelo. Outra inovação, é a criação de uma fábrica de asfalto na Prefeitura de Ribas. “Aprendi muito com o governador André Puccinelli nos últimos três anos, quando fui seu assessor na Governadoria e agora vou aplicar este conhecimento em uma Nova administração para Rio Pardo”, explica Zé Cabelo. André foi o prefeito do asfalto em Campo Grande e já está sendo conhecido como o governador do asfalto também. Sobre a saúde, Zé Cabelo disse: “não adianta uma placa de 20 metros divulgando a Prefeitura na frente do hospital se nem o aparelho de Raio X funciona direito.” Sua intenção é trazer de volta para Ribas, a administração humanista, que trabalha para a família, protege a qualidade de vida das pessoas. Para Zé Cabelo, “o trabalho do PSDB é que faz a diferença em Ribas do Rio Pardo.” Para relembrar, cita algumas obras: Construção das Escolas ISA e Mareide; Do Hospital Municipal e da Creche Pingo de Gente; Mais de 600 casas (São Joaquim, Palmeiras, Alvorada, São José, Jardim dos Trabalhadores, Nova Esperança e Santo André). Implantação do Sinal da

Poço artesiano que fornece água para 70% da população de Ribas foi obra de Zé Cabelo

Zé Cabelo foi o primeiro a usar tubos ármicos em Ribas do Rio Pardo, e foi imitado por isso TV Morena; Ponte sobre Rio Botas construída com recursos próprios; asfaltamento de toda avenida Nelson Lyrio com recursos próprios e de parte da avenida Jesuino Álvares no bairro Santo André; mais de 150.000 metros quadrados de asfalto (quase todo o asfalto da cidade); mais de 220 quilômetros de rede energia elétrica na zona rural; mais de 5 mil metros de rede de esgoto e construção da Estação de Tratamento de Esgoto; canalização do córrego Lagoa na Rua José Coleto Garcia e fechamento do canal da Avenida Nelson Lyrio que era a céu aberto; construiu salas de aula e escolas na zona rural assentamento Mutum, Potreirinho, Modelo, Boa Sorte e também no Posto Mutum, algumas em parceria com fazendeiros; reformou duas vezes o Ginásio de Esporte; adquiriu ônibus para

realização de ações de saúde na zona rural; construiu o Abrigo Municipal hoje desativado pela atual administração; transformou a antiga “Casa da Sopa” do bairro Santo André em CRAS, hoje desativada e abandonada; doação do terreno e parte do dinheiro para a Construção do Fórum; construção da Câmara Municipal; aquisição de microônibus para transporte de pacientes para Campo Grande; doação do terreno e Construção do Cartório Eleitoral em conjunto com o TRE. O PSDB foi o primeiro a implantar tubulação de aço nas pontes. E foi imitado por isso. A Feira do Produtor também é obra do PSDB. Hoje não existe mais. 70 Por Cento da água que serve a população da cidade vem de poço perfurado na administração do PSDB.


4

www.impactonewsms.com.br | JORNAL Impacto MS

| CAMPO GRANDE - MS - 25 a 31 de Agosto de 2012

Corguinho Dalton faz balanço dos primeiros dias de campanha

O candidato a prefeito Dalton de Souza Lima (PMDB), da Coligação Unidos Pelo Desenvolvimento,

PMDB, PDT, PSB, PSD, PSDB, PMN, PSC E PR, reuniu candidatos a vereador e coordenação para uma con-

versa, fez um balanço positivo dos primeiros dias de sua campanha, e realizou a entrega de mais uma leva de mate-

rial de campanha aos seus companheiros. Em pouco mais de uma hora de conversa, Dalton pode expor deta-

lhes de como vem desenvolvendo a campanha: “Estou no corpo-a-corpo com o eleitor, e isso é muito bom.” Disse. Empolgado o candidato agradeceu ao apoio de todos os presentes e falou do carinho do povo: “Temos sido muito bem recebidos pelas pessoas, sempre com um sorriso no rosto...sorriso de esperança no projeto que estamos apresentando. E isto nos deixa ainda mais comprometidos com o nosso povo.” Disse. Dalton e seu candidato a vice-prefeito, Gilmar Macaco, não tem tido muito des-

canso não. Os candidatos cumprem uma apertada agenda que inclui visitas em todas as localidades e distritos do município. “É muito bom este momento do corpoa-corpo com o nosso povo. É uma troca de experiência muito positiva.” Disse Dalton. Para o candidato a vice, Gilmar Macaco: “Sou acostumado com campanha política, mas é a primeira vez que vejo tanta manifestação de apoio. Eu estou muito contente e agradecido a cada um que tem nos recebido.” Disse.

TERENOS

Saci trabalha com afinco e deve ser bicampeão de votos no município honra a palavra empenhada, Saci trabalha com afinco visitando todos os bairros e vilas da cidade e percorre todas as regiões da área rural, onde mantém reuniões as famílias terenenses e reforça o compromisso de continuar atuando na Câmara Municipal como deve atuar um vereador: fiscalizando as ações do Poder Público Constituído, principalmente o Executivo, de forma que todo dinheiro arrecadado seja aplicado de forma correta e apontando os problemas que afligem a comunidade por meio de indicações e requerimentos. Na cidade e na zona rural é voz corrente que Assis Saci será novamente o vereador mais votado de Terenos e com aumento considerável no número de votos em relação à votação obtida por ele na eleição passada. Isto, em outras palavras, equivale projetar uma votação superior a 1.000 votos para o candidato a reeleição.

Atual presidente da Câmara Municipal e recordista de mandatos consecutivos no município, o vereador Assis Alves de Almeida, o Saci (PSB), se prepara para estabelecer mais um recorde em Terenos: obter a maior votação individual já dada a um candidato a vereador na História do Município e se tornar, além de bicampeão de votos, já que detém o título desde a eleição passada, o único parlamentar com oito mandatos consecutivos de vereador em Terenos. Homem simples e que

RIO NEGRO

FOTO JUNIOR ACOSTA

Gilson Romano terá o desafio de reconstruir Rio Negro

Advogado militante na comarca de Rio Negro a empreitada que Gilson Romano terá pela frente a partir de 1º de janeiro, caso as tendências de voto se confirmem e ele venha a ser guindado ao posto de prefeito municipal de Rio Negro, será bem mais difícil que uma contenda nos tribunais. O município, ao longo dos últimos anos, passou por série de administrações malfadadas e quem assumir a Prefeitura terá que literalmente reconstruir a cidade, começando por consertar as finanças que estão deterioradas, passando pela recuperação do crédito do município que está abalado e terminando pela implantação de um choque de gestão capaz de tirar o Município Rio Negro da verdadeira letargia em que se encontra mergulhado. Gilson Romano é sabedor dessa realidade, mas ele sempre afirmou que gosta de desafios. E o desafio re resgatar Rio Negro e lhe dar o posto de destaque e respeito que sempre mereceu na região Norte de Mato Grosso do Sul é um dos motivos que o move nessa caminhada cívica rumo à Prefeitura Municipal que lhe foi delegada pelo PMDB estadual. “Estamos preparados e sabemos das dificuldades que

vamos enfrentar”, diz Gilson Romano. Por isto, ele avisa que sua meta é começar a trabalhar imediatamente depois que a Câmara Municipal lhe assinar o termo de posse. “Não há tempo a perder, não há tempo para lamentações. O povo de Rio negro clama por ações capazes de resgatar o orgulho de se viver no município e para isto que vamos trabalhar já a partir de 1º de janeiro do próximo ano” avisa o reconhecido causídico que deve estrear no mundo administrativo diante de muitos problemas a serem resolvidos. “Temos o aval do nosso governador do Estado. Temos apoio de deputados estaduais e federais. Temos apoio dos nossos senadores. É com esses apoios e com o apoio do povo que estamos ouvindo durante a campanha que vamos iniciar de imediato o processo para reerguer o nome da nossa cidade” diz o candidato empolgado com as manifestações de apoio que tem recebido na cidade e em todas as regiões rurais de Rio Negro. Por onde passa, Gilson Romano vê nos semblantes das pessoas a esperança de dias melhores. “Vemos que o rionegrense está triste com o estado de abandono a que foi legado o município, mas vemos, também, a convicção de que um governo sério, honesto, parcimonioso, pode reerguer a cidade e fazer com que todos nós de Rio Negro, depois da tempestade que se abateu sobre o município, nos regozijemos com a bonança” anuncia o candidato cuja eleição é tida como uma das mais seguras dentre todos os municípios onde haverá disputas pela Prefeitura Municipal.

Por sinal, quem fica exultante com a performance de Saci são os seus colegas de coligação proporcional. Eles torcem para que Saci quebre o próprio recorde e obtenha bem mais de 1.000 votos, pois, as-

sim, ajudará a coligação a eleger mais vereadores na chapa que apoia a candidatura do juiz Berlange (PSB) para a prefeitura Municipal. “Se o vereador Saci for reeleito com mais de 1.200 votos, temos chances de

eleger mais dois ou três vereadores” comemora um candidato que prefere o anonimato, mas que admite abertamente que sonha entrar para o rol dos eleitos com os votos denominados sobras de legenda. “Uma

grande votação do Saci nos dá a chance de eleger um vereador com 200 votos ou até menos” diz ele demonstrando conhecer as regras da proporcionalidade adotadas pelo sistema eleitoral brasileiro.


www.impactonewsms.com.br | JORNAL Impacto MS

CAMPO GRANDE - MS - 25 a 31 de Agosto de 2012 |

5

Bodoquena Geraldo Preto quer ser prefeito para fazer uma “Bodoquena Mais Humana e Para Todos” Homem simples, que sustenta o que fala e que tem um compromisso com o desenvolvimento de Bodoquena, o candidato a prefeito do PDT, Geraldo Preto, caminha convicto para a vitória nas urnas que proporcionará a transformação do município numa cidade mais humana e, acima de tudo, “numa Bodoquena Para Todos”. Ao iniciar a caminhada rumo à Prefeitura Municipal, Geraldo Preto tem visitado cada lar da cidade e das regiões rurais expondo o que pretende fazer para transformar Bodoquena numa cidade melhor para se viver. Ele destaca em seus contatos com seus concidadãos que, chegando à Prefeitura, pretende investir em mais educação, mais saúde, mais assistência social e em lazer. “São setores que carecem de uma atenção toda especial da administração municipal e nós, quando estivermos no comando do Executivo Municipal, vamos dar especial atenção para estas áreas que estão um

tanto esquecidas”. Geraldo não se esquece de um outro segmento que traz muitos transtornos para os trabalhadores que são pais de família, o de habitações populares. Na Prefeitura, Geraldo Preto quer estabelecer uma parceria de resultados com os governos do Estado e da União de forma que o elevado déficit habitacional que se registra no município possa ser combatido com eficiência. Vereador por dois mandatos e atual viceprefeito do município, Geraldo Preto afirmou em seu primeiro programa eleitoral, mesmo atuando na política desde o ano 2000, não conseguiu fazer tudo o que queria para melhorar a cidade e o município de Bodoquena. Com a humildade e a franqueza que lhe peculiares, Geraldo Preto diz que durante a atual administração foi cortado pelo prefeito que não lhe deu espaço para trabalhar. “Fiquei devendo para a comunidade, porque não tive espaço para

trabalhar. Assim, entendi que era hora de ser candidato a prefeito para poder fazer tudo o que sempre quis fazer pelo povo da minha cidade”. Geraldo, na Prefeitura, quer ser diferente do que está ocorrendo hoje no Executivo Municipal. “Junto com o Dr. Gilberto, que é uma pessoa de muita capacidade, quero dar oportunidades a todos que queiram trabalhar por Bodoquena, mesmo porque acredito que se uma cabeça funci-

ona bem duas ou mais cabeças pensando resultam muito mais melhorias para a nossa gente”. O candidato do PDT acredita que se tivesse tido oportunidade teria feito muito mais por Bodoquena, uma vez que conhece os problemas da cidade e da área rural e como vereador por oito anos teve a oportunidade de apresentar várias indicações dirigidas ao Executivo. “Consegui como vereador alguns benefícios importantes

para a população, mas tivesse sido melhor aproveitado como vice-prefeito teria feito muito mais por Bodoquena, pelos assentamentos rurais”. Uma das metas que pretende desenvolver tão logo assuma a Prefeitura Municipal em 1º de janeiro do próximo ano, se eleito for, referese às melhorias e mais investimentos no setor de saúde. “É uma vergonha para nossa cidade saber que existem pro-

gramas do Governo Federal e nossos cidadãos chegarem ao posto de saúde e não conseguirem um remédio para hipertensão. A saúde tem de ser cuidada com muito carinho e atenção e será assim na nossa administração” enfatiza. Para ele, a farmácia básica do município deve estar, sempre, suprida de remédio para que o povo que vai ao médico possa concluir o tratamento. “De que adianta o médico atender o paciente se ele não consegue, depois, ter o remédio para se medicar?” questiona o candidato. Geraldo destacou em seu programa de governo, ainda, que pretende desenvolver ações melhorando a área da educação, do transporte escolar que é muito deficitário; de investimentos na infraestrutura urbana e rural e no fomento do turismo. “Temos um amplo e arrojado projeto administrativo para o Município de Bodoquena que iremos esmiuçando com o decorrer da campanha eleitoral” sintetizou.


6

www.impactonewsms.com.br | JORNAL Impacto MS

| CAMPO GRANDE - MS - 25 a 31 de Agosto de 2012

Campo Grande Mais de 700 pessoas ouvem Giroto falar sobre habitação, assistência social e políticas para mulheres O candidato a prefeito pela coligação “Mais Trabalho por Campo Grande”, Edson Giroto (PMDB), participou de quatro reuniões na noite da quarta-feira (22) e apresentou suas propostas para as áreas de habitação, assistência social, políticas públicas voltadas para as mulheres e falou também o que pretende fazer para

dar continuidade ao desenvolvimento que vem ocorrendo na Capital nos últimos 16 anos. Em seu primeiro compromisso, Giroto foi ao comitê central de sua campanha e falou para cerca de 250 pessoas, sobre seu trabalho para a área de habitação. A intenção do candidato peemedebista é fazer com que Campo Grande

seja a cidade que tem os programas de habitação mais sérios e consistentes do país e para isso, segundo ele, é preciso garantir que estes projetos continuem atendendo as pessoas que mais precisam. “Começamos aprendendo como se faz uma administração voltada para o povo. Temos a meta de construir 15 mil

casas nos próximos quatro anos e vamos trabalhar para atender todas as pessoas que ainda estão em situação de risco, dando mais dignidade para elas, com um lar”, diz Giroto. O crescimento de Campo Grande nos últimos anos passando de 400 mil para quase 800 mil habitantes é um reflexo das boas adminis-

Desenvolvimento econômico: Campo Grande das oportunidades Há alguns anos a falta de emprego assolava o brasileiro, mas com iniciativas do governo do PT na presidência essa realidade mudou, mas ainda assim, é preciso qualificar mão de obra para garantir o posicionamento no mercado de trabalho, e gerar oportunidades de ganhos maiores. Uma das propostas de Vander para Campo Grande é a realização de projetos de geração de emprego e renda, especialmente através do estímulo à economia solidária e ao cooperativismo, em articulação com programas como Pronatec, Bolsa Família e Brasil Sem Miséria, nas localidades onde há maior concentração de famílias abaixo da linha de pobreza. A importância dos programas sociais é indiscutível, já que foram ações como essas, introduzidas pelo PT em estados e no País, que garantiram a melhoria da vida de dezenas de milhões de famílias que estavam na miséria. Mas ao mesmo tempo em que o poder público estende a mão para ajudar essas pessoas, precisa trabalhar para que elas cheguem a um patamar no qual não necessitem mais dessa ajuda. Por

isso, com Vander na Prefeitura, serão criados projetos para qualificar profissionalmente os beneficiários de programas sociais e para buscar a colocação desse público no mercado de trabalho. Mas a principal alternativa para a ampliação das contratações é a pulverização das oportunidades de emprego, já que atualmente o centro é o local com maior concentração de atividade geradora de emprego e renda, mas não é a única. Em Campo Grande, vários bairros e/ou regiões possuem seus pólos de atividade comercial e de serviços, como são os casos da Avenida Bandeirantes, Avenida Júlio de Castilhos, Rua Spipe Calarge e Rua Bom Pastor, Av. Eduardo Elias Zahran, Av. Manoel da Costa Lima, entre outros. Por isso, é necessário que a Prefeitura invista na infraestrutura desses locais para facilitar o crescimento das atividades geradoras de emprego e renda, até porque aproximar os empregos dos bairros facilita a vida da população e desenvolve social e economicamente as regiões da cidade. “É fundamental que haja um trabalho de formação e qualificação de mão-de-obra para

atender a demanda dos empresários e isso passa pela parceria com instituições como IFMS e o Sistema S”, pondera Vander. Outra importante proposta é o apoio ao desenvolvimento da agricultura familiar com orientação para a produção agroecológica e para a agregação de valor e viabilizar que todos os estabelecimentos da agricultura familiar possam aproveitar os programas de comercialização atualmente existentes (PAA e PNAE). Embora não tenha tradição na agricultura, Campo Grande possui uma série de famílias envolvidas com atividades do campo. Inclusive já existe uma feira de produtos agroecológicos realizada na Praça

do Rádio Clube. No entanto, muito mais pode ser feito, como a implantação do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), que constituem formas de gerar renda para as famílias de agricultores. “Também vamos adequar os mecanismos de compras governamentais para viabilizar que as micro e pequenas empresas possam participar das licitações e fornecer bens e serviços para administração municipal. Trata-se de uma forma de incentivar e apoiar esse importante setor da economia, que emprega centenas de campo-grandenses”, reflete Vander.

trações anteriores e atuais, com André Puccinelli e Nelsinho Trad, ambos do PMDB. Giroto também teve uma participação muito grande neste avanço, enquanto atuava à frente da Secretaria Municipal de Obras, em ambos os governos, onde permaneceu durante 10 anos. Neste período foram criados sete bairros – Ramez Tebet, Mário Covas, Canguru, Vida Nova, Talismã, Paulo Coelho Machado e Vespasiano Martins. Foram mais de 20 mil casas populares destinadas a famílias de baixa renda ou que moravam em área de risco e passaram a ter melhor qualidade de vida. Todos os bairros possuem drenagem de águas pluviais, esgoto e suas ruas principais estão asfaltadas. No encontro com a equipe de voluntários de sua campanha, seu segundo compromisso da noite, na região central, Giroto assistiu ao seu programa eleitoral ao lado de aproximadamente 350 militantes e de sua esposa, Rachel Giroto. Muito emocionado, o candidato destacou que suas propostas são feitas pensando em uma Campo Grande para o futuro, fazendo uma gestão moderna, de forma aberta, em parceria com a comunidade e sempre ressaltando os dois principais eixos que é a proteção das famílias e a qualidade de vida do cidadão. “Sempre faço o dever de casa com

muito carinho e respeito ao campo-grandense. Não tenho intenção nenhuma de sentar no gabinete e administrar de lá. Quem me conhece sabe que estarei junto da população, perguntando, questionando, conversando, aprendendo e principalmente dividindo os elogios com vocês. Quero que todos estejam comprometidos com nossa administração”, diz. No Jardim São Lourenço, Giroto participou de uma reunião política com o candidato a vereador Elizeu Dionízio (PSL) e com o deputado estadual Júnior Mochi (PMDB). No evento, o candidato peemedebista destacou seu projeto para a assistência social. “Esta é uma área que precisa de um conjunto de ações. Não é algo específico. Temos que fazer na questão da educação, esporte, cultura, habitação, pavimentação. Precisamos ter o conhecimento de todas estas áreas para poder atuar socialmente”, explica Giroto. Finalizando sua agenda, o peemedebista participou do lançamento da candidatura à vereadora da Anny Crysthyna (PSL), no bairro Amambaí, destacando suas políticas públicas voltadas para as mulheres. Ele pretende criar a Secretaria da Mulher para que atendam aos programas específicos voltados para esta população.

Bernal credita expectativa de vitória à indignação do povo com atual administração Marcelo Bluma ouve mais consciente, eles não estão agidas pelo governo a votarem O candidato a prefeito de ~ se deixando levar mais pela si- em Giroto, mas confessam que Campo Grande, deputado estareivindicaçoes da tuação econômica”, avaliou. ele é o candidato escolhido. dual Alcides Bernal (PP), não Como até o momento ne- “Tem gente que até está com demonstrou surpresa com vitóclasse médica nhum outro candidato pontuou adesivo do candidato governisria em simulação do DATAmax de segundo turno contra o deputado federal Edson Giroto (PMDB). Para ele, isso é natural porque o povo “está indignado com o assédio moral e financeiro que a administração peemedebista tem feito em cima dos servidores públicos”. Segundo o resultado da pesquisa, ele conta com 42,1% das inteções de votos contra 35,5% do

governista. Bernal afirmou que os números refletem o clima de suas caminhadas e visitas em bairros da Capital. “O eleitor está

o suficiente para bater de frente com o candidato da situação, Bernal acredita que os eleitores oposicionistas acabarão optando por ele. “A possibilidade de esses eleitores votarem em mim contribuirá ainda mais e até posso vencer no primeiro turno”, avaliou. Bernal comentou que muitas pessoas estão sendo co-

ta no carro ou na roupa, mas confessam que vão votar em mim”, contou. Ele ainda disse estar ansioso com os debates que, segundo ele, darão oportunidade para mostrar que suas propostas não só priorizam obras, como a gestão PMDB, mas dão mais prioridade ao cidadão campo-grandense, “ao ser humano”.

Reinaldo e Athayde entregam Plano de trabalho em mais de 15 entidades

Acompanhado de seu vice Athayde Nery, o candidatos a prefeito pela Coligação Novo Tempo (PSDB, PPS, PMN, PTN e PHS), Reinaldo Azambuja, visitou o Sindicato dos Trabalhadores do Poder Judiciário (Sindjus) para entregar e debater o Plano de Trabalho. Com esta entrega, os candidatos já contabilizam

a visita a mais de 15 entidades, cujos diretores receberam as propostas da coligação. Reinaldo enalteceu a história de luta do sindicato e criticou a utilização, por um de seus adversários, da máquina administrativa nas campanhas eleitorais. “Queremos mostrar que o valor moral deve estar acima da

questão financeira. A máquina que irriga as campanhas eleitorais não consegue proporcionar saúde e educação de qualidade, não coloca as crianças nas creches, não faz administração da transparência e ainda evidencia a falta do diálogo com a sociedade. Nossa meta é tomar decisões conjuntas com a população”, ressaltou. Por sua vez, Athayde Nery afirmou que mesmo tendo acertado e errado na política, nunca abriu mão do ideal de representar bem os servidores públicos. “Ética e conduta limpa são essenciais para a verdadeira construção da cidade. Estamos diante do desafio de enfrentar a máquina com ousadia, vontade, determinação e coragem. E é dessa forma, a partir desses princípios é que iremos inau-

gurar um novo tempo em Campo Grande”, assinalou. Na tarde desta segunda-feira (20), Reinaldo e Athayde entregaram o Plano de Trabalho no Corecon (Conselho Regional de Economia) e na ACP (Sindicato CampoGrandense dos Profissionais da Educação Pública). As demais entidades que já receberam a visita dos candidatos são a Fecomércio (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Mato Grosso do Sul), Sesi, Senac, Senai, Sindicato dos Comerciários, OAB/MS, CREA/MS, CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas de Campo Grande) Instituto Histórico Geográfico do MS, Sindicato Regional de Química 20ª Região, ABCG – Santa Casa (Associação Beneficente de Campo Grande) e Sindicato dos Médicos.

O candidato a prefeito de Campo Grande pelo Partido Verde, Marcelo Bluma, se encontrou na quarta-feira (15) com diretores do Sindicato dos Médicos de Mato Grosso do Sul (Sinmed/MS) e ouviu algumas das principais reclamações da categoria no município. A classe reivindica melhores condições de trabalho e remuneração, gerenciamento no setor para melhor atender os pacientes, além da ampliação do espaço físico das unidades de saúde. Para o presidente do Sindicato, Marcos Leite, o município conta com várias unidades de saúde, mas “se não melhorar a remuneração dos profissionais, vai continuar faltando médicos no atendimento público da cidade”. A categoria cobra do próximo prefeito a implantação do Plano de Cargos, Carreiras e Vencimento, o que para o candidato Marcelo Bluma é fundamental para o setor da saúde. Bluma tem como propostas para o setor a melhoria do gerenciamento do SUS, a humanização no atendimento da rede de saúde pública municipal, o fortalecimento de programas de proteção à saúde, entre outros. No entanto, o candidato defende a retoma do sistema de planejamento urbano do município para que haja uma diminuição nos acidentes de trânsito, que superlotam o atendimento na saúde. O Sindicato entregou ao candidato uma pauta de reivindicações para a saúde no município, que Marcelo Bluma pretende incorporar em sua gestão municipal caso eleito. Marcelo Bluma também sugeriu ao Sindicato a realização de um debate entre os candidatos a prefeito, promovido pelas entidades ligadas à saúde no município. “O debate é fundamental para que o candidato possa assumir compromissos com os segmentos. Depois, a categoria poderá cobrar do prefeito eleito o que foi prometido no debate”, ressaltou.


www.impactonewsms.com.br | JORNAL Impacto MS

CAMPO GRANDE - MS - 25 a 31 de Agosto de 2012 |

7

Rochedo Na Diamante FM, Dr. Ailton diz que rádio é maior e mais democrática ferramenta de comunicação do país

Convocado pela direção da Rádio Diamante FM a conceder a sua primeira entrevista como candidato a prefeito de Rochedo, já oficializado pelo PDT, o candidato Dr. Ailton Gomes de Melo não pensou duas vezes e não apenas confirmou presença como chegou antes das 10 da manhã para o batepapo com a equipe da emissora, momento em que foi informado que o seu concorrente, João Cordeiro, candidato pelo PMDB, mais uma vez havia se esquivado de participar da programação jornalística da rádio. Sem entrar no mérito do porquê de seu concorrente ter recursado os quatro convites formulados pela direção da emissora, Dr. Ailton abriu sua entrevista afirmando que considerava “um dever cívico, um compromisso democrático com os cidadãos de Rochedo, estar presente aqui na Rádio para prestar esclarecimentos”. Dr. Ailton ainda afirmou que, a despeito de todas as tecnologias que surgem quase que diariamente, o rádio ainda é a ferramenta de comunicação mais ágil e democrática que existe no País,

porque se trata de um aparelho que está presente em 100% dos lares brasileiros. Falando sobre sua candidatura. Dr. Ailton disse que a decisão de sair candidato a prefeito não foi das mais fáceis, pois, ao contrário do que muitos pensam, não é uma tarefa fácil administrar uma cidade do interior do Mato Grosso do Sul. Ele disse que muitos lhe perguntaram o porquê de deixar sua zona de conforto, representada pelo exercício da profissão de médico para atuar na política. Ailton disse que a mesma pergunta fez a si mesmo, mas resolveu partir para o desafio, por entender que muito precisa ser feito por Rochedo e pela acolhida que teve de seu povo se sente no dever de dar sua parcela de contribuição para o bem da coletividade e para o desenvolvimento do município. O médico e candidato do PDT afirmou que vencendo a eleição e iniciando seu mandato em 1º de janeiro de 2013, sabe das dificuldades e dos desafios que terá pela frente, “mas com a vontade de Deus e o apoio da socieda-

de, haveremos de suplantá-los todos”. Segundo ele, sua vida foi construída sempre em cima do trabalho e como não tem medo de trabalhar e como gosta de trabalhar e de enfrentar desafios, talvez tenham sido estes os motivadores de sua decisão de se tornar prefeito de Rochedo. Sobre os principais desafios que terá a enfrentar, ele citou a tendência mundial de se melhorar tudo o que já existe numa cidade. E em Rochedo não é diferente. “Nós pretendemos trabalhar para buscar sempre o melhor, porque se acharmos que está bom, acomodamos. Temos de melhorar todos os dias, em todos os setores, levando sempre em conta a melhoria da qualidade de vida de cada cidadão e de cada cidadã do município” diz. Para ele, é preciso melhorar tudo o que tem em Rochedo e com sabedoria, dedicação, conhecimento buscar as coisas que Rochedo ainda não tem. “Falar em apenas uma entrevista tudo o que a gente pensa fazer e trazer para Rochedo é praticamente impossível, mas existem algumas áreas que não podemos deixar de citar, porque são áreas cruciais de uma administração” enfatizou. Sobre as prioridades de sua administração, ele começou enumerando a saúde que enfrentou uma grande crise devido a dificuldade para se manter três médicos atuando no serviço público na cidade. Para ilustrar a dificuldade em se

SANTA RITA DO PARDO

Apoio popular consolida candidaturas de Maria Helena e Neno Patussi Duas personalidades que têm história em Santa Rita do Pardo. Assim pode se definir a união de Maria Helena Scatalon dos Santos, a professora Maria Helena, do PR, e Alcides Patussi, o Neno Patussi, do PTB, que formam a chapa já vitoriosa que disputa o comando da Prefeitura Municipal do município localizado no Leste de Mato Grosso do Sul, numa das regiões mais progressistas do Estado, o Bolsão Sul-mato-grossense. Para garantir o retorno e a manutenção do sorriso nos semblantes de cada um dos santarrita-pardenses, PR e PTB receberam, ainda, o reforço de partidos de história na democracia brasileira, como o PT, que tem como líder maior a presidente Dilma Roussef, em nível nacional, e o senador Delcídio do Amaral e o ex-governador Zeca do PT, em nível nacional. Outros partidos importantes que se somaram na caminhada da professora Maria Helena e de Neno Patussi rumo à Prefeitura formando a coligação “Trabalho, Coragem e Fé 1” foram o PP, o PDT, o PSC, o PPS, o PTC, o PT do B e o PSDB, liderado no Estado pelo deputado federal Reina-

FOTO JUNIOR ACOSTA

do Azambuja. Desde a confirmação dos nomes para concorrer pela chapa majoritária e a formação da coligação denominada “Trabalho, Coragem e Fé 2”, integrada por 18 candidatos a vereadores e a vereadoras, o dia-a-dia dos candidatos tem sido marcado por reuniões na cidade em diversas regiões rurais, onde são expostos as planos de governo de Maria Helena e os compromissos dos futuros vereadores. A professora Maria Helena chega para a eleição de 2012 com o cacife de ter sido primeira dama em três administrações de seu esposo Ar-

canjo e de possuir experiência, como ninguém, sobre como fazer uma administração humana, em que as famílias sejam o centro de todas as atenções. “Santa Rita do Pardo, como todo pequeno município brasileiro, é habitado por gente humilde que precisa de uma atenção especial da administração municipal. Nós queremos chegar a Prefeitura para que todos os segmentos da sociedade tenham vez e voz, mas queremos, principalmente, destinar uma atenção muito especial àquelas famílias que mais precisam da ajuda do poder público” disse a futura prefeita de Santa Rita do Pardo.

ter médicos radicados em cidades como Rochedo, Corguinho e Rio Negro – de pequeno porte – ele cita que não se lembrava quando foi a última vez que o vizinho município de Corguinho teve um médico morando lá. Assim, no seu ponto de vista, a primeira coisa que deverá fazer, para fomentar a área de saúde, é conseguir trazer três médicos para morar e trabalhar no município de Rochedo. “O médico quando mora na cidade, cria uma relação com o paciente, com a sociedade muito mais vitoriosa, muito mais resolutiva”. Ele reconhece que os médicos plantonistas que vêm de Campo Grande a Rochedo desempenham

bem o seu papel, mas eles vêm à cidade apenas para ser médico. “Médicos como eu e a Doutora Edileuza que viemos para fiar, para morar, que fazemos parte da sociedade de Rochedo, a gente sempre entrega ao paciente um pouco mais que a receita, porque nós somos todos amigos”. “Este compromisso, de ter três médicos atuando em Rochedo, já está firmado com a população e uma dessas médicas já está escolhida, pois, a partir do dia 1º de janeiro de 2013. Estando nós prefeito, a Doutora Edileuza estará voltando para o posto de saúde de Rochedo para exercer sua atividade de médica” firmou, adiantan-

do que buscará os outros dois médicos para se somar ao trabalho da Dra. Edileuza. Ele também citou a necessidade de trazer médicos especialistas como um cardiologista, entre outros, para atender duas ou três vezes por semana. Em uma entrevista de uma hora e dois minutos de duração – tempo que ficou aberto ao outro candidato de Rochedo, caso resolva ir à Diamante FM expor seus projetos de governo – Dr. Ailton abordou ainda a questão da educação, do transporte escolar, do turismo e de projetos de infraestrutura urbana e rural, temas que serão abordados em reportagem a ser veiculada na próxima edição.

João Cordeiro confirmou, mas esquivou-se e não foi na entrevista da Diamante FM O jornal IMPACTO abriu manchete na sua edição passada anunciando a ida do candidato a prefeito de Rochedo, João Cordeiro, do PMDB, à Rádio Diamante FM para falar de seus projetos e seu programa de governo para o município. O anúncio de que ele, finalmente, iria falar sobre suas metas administrativas na emissora acabou ganhando destaque no jornal porque ele já havia se esquivado de participar do programa por três vezes consecutivas. Porém, não foi no último sábado que os ouvintes da FM Diamante puderam conferir as propostas de João Cordeiro. Alegando que surgiu um encontro de última hora com o governador do Estado, André Puccinelli (PMDB),o candidato peemedebista abriu mão do seu tempo de uma hora que a rádio havia lhe reservado e afirmou que numa outra ocasião comparecerá à FM Diamante para expor seus pontos de vista e principalmente o

que tenciona fazer por Rochedo se por ventura vier a ser eleito prefeito. Como João Cordeiro havia assinado o ciente da convocação para entrevista, sabendo que, 15 minutos após encerrar a sua entrevista, o seu concorrente à Prefeitura de Rochedo, Dr. Ailton Melo (PDT), seria entrevistado, a programação normal da rádio foi mantida. Das 09h00 às 10h00 da manhã – hora reservada para a entrevista de João Cordeiro -, os radialistas Eli Souza e Jota Menon comentaram os acontecimentos políticos que estão movimentando a Capital e o Interior do Estado e abordaram questões ligadas ao mundo do futebol. Em seguida foi colocado no ar o candidato do PDT de Rochedo, Dr. Ailton, que por uma hora e dois minutos expôs o que pensa e o que pretende fazer por Rochedo caso o povo lhe outorgue o mandato de prefeito. Ao final da entrevista com Ailton Melo, o radialista Eli Sousa voltou a frisar

que o tempo de uma e dois minutos continua disponível para que o candidato do PMDB vá à FM Diamante e fale de suas propostas. Além de Dr. Ailton Melo, que já foi entrevista três vezes como pré-candidato a prefeito (em todas as ocasiões João Cordeiro foi convidado), e uma vez como candidato já oficializado pelo seu partido, o PDT, a FM Diamante já levou aos seus ouvintes entrevistas com os candidatos de Corguinho Dalton de Souza Lima (PMDB) e Marcela Ribeiro Lopes (PP).


8

www.impactonewsms.com.br | JORNAL Impacto MS

| CAMPO GRANDE - MS - 25 a 31 de Agosto de 2012

Social

Divulgue seu evento: Fotógrafo Júnior DallaPhoto Fone (67) 9254-4714 / 9676-6623 - 3029-9059 dallaphoto@hotmail.com - www.focoms.com.br

No mês de agosto quem brilhou com mais um aniversário foi a bela Jéssika Mayara. PARABÉNS!

Zé Cabelo e sua esposa Célia e os filhos José Roberto e Michele visitaram o Estúdio Fotográfico Dallaphoto e posaram para foto oficial da família

Cristien Paula em destaque será a próxima Garota Impacto do mês de setembro. O ensaio foi feito pela equipe do Estúdio Fotográfico Dallaphoto. Mais detalhes desse ensaio na próxima edição da Revista Impacto e em nosso site www.focoms.com.br

Promoter Heller Nogueira ao lado de Karen Recalde, Miss MS No dia 18 deste mês a empresária Maria Goreth comemorou mais um ano de vida. Parabéns!

Deputado Cabo Almi em entrevista exclusiva para o site impactoms. Acesse: www.impactoms.com.br Cinegrafista Marcio Padilha, em foto descontraída em momento de trabalho

CAMAPUÃ

Lançamento da candidatura de Marcelo reúne 3 mil pessoas Pelo menos três mil pessoas se reuniram em via pública para acompanhar o lançamento da campanha à reeleição do prefeito de Camapuã, Marcelo Pimentel Duailibi (DEM), que neste ano tem como candidata a vice-prefeita a ex-presidente da Câmara, Fátima Malaquias (PP). O que impressionou no comício de largada da campanha de Duialibi é que não houve qualquer mobilização para o transporte de eleitores e mesmo assim centenas de famílias desceram dos bairros para o centro, desde os mais longínquos, formando uma verdadeira multidão que ouviu atentamente o discurso de cada um dos mais de 30 candidatos a vereadores das coligações que apóiam Marcelo. Também fizeram questão de subir ao palanque e hipotecar apoio à caminhada cívica de Marcelo Duailbi rumo a mais um mandato frente à Prefeitura Municipal de Camapuã os empresários Rubens Cattenacci, o Rubinho, e Walmor Fornari. Ambos empunharam o microfone e tornaram público o pensamento de que para Camapuã continuar no rumo certo é preciso que Marcelo fique mais quatro anos no comando da Prefeitura Municipal. A candidata a vice-prefeita, Fátima Malaquias, também fez uso da palavra enfatizando o trabalho que Marcelo realizou na Prefeitura Municipal no primeiro mandato e disse que somou com ele porque quer o bem de Camapuã. Fátima não deixou de dar um alfinetadinha e cobrar as mulheres de Camapuã para que escolham também mulheres para representar a sociedade na Câmara Municipal. “Desde que deixei a Câmara Municipal, não tivemos mais uma mulher se-

quer nos representando” lembrou. Fátima destacou que as coligações que apóiam Marcelo Duailibi possui grandes nomes para a Câmara Municipal, de ambos os sexos. “Mas, nós mulheres somos maioria no eleitorado. A presidente do nosso Brasil é uma mulher e temos grandes mulheres, mães de família de fibra, trabalhadoras guerreiras na nossa coligação. Vamos eleger Marcelo prefeito e vereadores, mas também, vereadoras da nossa coligação” afirmou sob aplausos. O prefeito Marcelo Duailibi com a franqueza que lhe é peculiar reconheceu em seu discurso que enfrentou inúmeras dificuldades em seu início de mandato, tanto que nos dois primeiros anos praticamente passou arrumando a casa e pouco produzindo. Porém, depois da casa arrumada, a máquina começou a andar e cerca de 40 minutos foram poucos para que ele discorresse sobre as obras que surgiram e que estão em andamento em Camapuã. “Ao assumir, além da crise que assolou a economia mundial, do estado precário em que se encontrava a cidade, as finanças do município e nosso pátio de máquinas sucateado, eu era muito inexperiente. Hoje, mais experiente e com a casa realmente arrumada, tenho convicção de que no

que não pude fazer nos dois primeiros anos de meu mandato terei condições de fazer nos próximos quatro anos” afirmou. APOIO DO GOVERNADOR – Representando a Assembleia Legislativa, o deputado estadual Márcio Fernandes, vice-líder do governo no Poder Legislativo, fez questão de deixar claro que Marcelo Duailibi tem total apoio do governador André Puccinelli e que Camapuã não sofrerá qualquer tipo de perseguição por parte dele com a reeleição de Marcelo. “O governador é um democrata e um homem de partido. É certo que ele não virá aqui com o seu partido tendo candidato, mas ele me mandou enviar seu abraço e sua manifestação de respeito e carinho pelo Marcelo Duailibi” disse o parlamentar. Márcio Fernandes, autor de várias emendas em favor de Camapuã, principalmente beneficiando a área da saúde, também lembrou que o deputado Jerson Domingos, presidente da Assembléia Legislativa, é Marcelo Duailibi, mas não pode subir ao palanque do prefeito por ser filiado ao PMDB. “Mas o Jerson mandou que eu hipotecasse de público o seu apoio e disse que na Assembleia Marcelo Duailibi terá sempre as portas abertas para pleitear e trazer emendas e benefícios para Camapuã”.


Jornal ImpactoMS