Issuu on Google+

Expediente: Pai Rubens Saraceni Pai Alan Levasseur

J o r n a l Quinzenal Jornal Nacional da Umbanda

São Paulo,15 de Outubro de 2012.

Edição: 47

Ano: 02

contato@colegiodeumbanda.com.br

JNU - é muito mais que um jornal informativo, é Doutrinario

JORNAL NACIONAL DA UMBANDA ED. 47 INDICE DE MATÉRIAS

EDITORIAL Mistério Pomba Gira Mirim (Rubens Saraceni) pág. 02 CADERNO DO LEITOR Criticar, praque serve? (Alexandre Balberde) pág. 03 Médium Update (Flavio Fukuda) pág. 04 Mentor ou fascinador? (Michael Scholomer) pág. 05 Politica e religião se misturam? (Pablo Araujo) pág. 05 Mensagem de Exu - psicografada (Sirene Aparecida Palombo) pág. 07 ORAÇÕES E MENSAGENS Oração do Sr Exu 7 Figueiras Secas (Lucas Pelegrini) pág 08 Oração pessoal à Mammãe Oxum (Juliana Velico) pág. 08 Oração das Crianças (Roberta Tonarque Eneas) pág. 09 DOUTRINA Eres, linha das crianças e seres encantados (Pablo Araujo) pág 10

Mãe Nanã Buruque, Orixa da evolução (Carla real) pág 11 Exu o Guardião da Lei divina (Peterson Danda) pág. 12 Reconstruir (Rosana Souza) pág. 14 Inspiração do Poeta (Tatiana Vitorino) pág. 15 A escada da evolução (Adriana Quadros) pág. 16 Uma linda mensagem de positivismo (Nilcelia Tocaceli) pág. 17 MENSAGENS DOS GUIAS Anjo da Guarda (Pai edson Miaguy). pág. 19 Conversando com meu EU (Mauro B. Cavichiollo). pág. 20 Mensagem da Pomba Gira 7 Pedreiras (Juliana Velico). pág. 21 Mensagem de aprendizado (Mãe Dorothea). pág. 21 AVISOS CULTURAL E CURSOS Lançamento de livros, cursos e outros (JNU). pág. 22 ULTIMA PAGINA Politica, tô fora (Sandra Santos). pág. 24

Jornal Nacional da Umbanda

● página 1


EDITORIAL

www.jornalnacionaldaumbanda.com.br São Paulo,15 de Outubro de 2012. Edição: 47 contato@colegiodeumbanda.com.br

MISTÉRIO POMBAGIRA-MIRIM

Rubens Saraceni Devido o pedido de muitas pessoas que receberam os textos sobre os eres e exu mirim, vou discorrer de forma livre sobre a linha das pombagiras mirins, seres encantados tão desconhecidos quanto os exus mirins. Todos os mistérios da Criação divina sempre mostram-se aos pares ainda que nem sempre isso nos seja visível porque desconhecemos quase tudo sobre eles No caso de algumas linhas isso já esta se mostrando e nem nos damos conta do que esta tão visível. Se não, então vejamos: Exu do Lodo-Pombagira do Lodo Exu Veludo- Pombagira Veludo Exu co Cemiterio- Pombagira do Cemiterio Exu Sete Encruzilhadas- Pombagira Sete Encruzilhadas Exu Sete Capas- Pombagira Sete Véus Exu Cigano- Pombagira Cigana Exu das Matas- Pombagira das Matas Exu das Sete Praias- Pombagira das Sete Praias Exu Navalha- Pombagira Navalha Exu João Caveira- Pombagira Rosa Caveira, etc.. Nas linhas da direita acontece a mesma bipolarização mas são menos visíveis, até porque quando o caboclo é ativo e (incorporante) a cabocla é passiva (não incorporante) ou seu nome simbólico é diferente do dele, fato esse que dificulta a identificação dos pares de guias da direita. Pai João do Congo forma par com Mãe ou Vovó Maria Conga. Pai João do Cruzeiro forma par com Mãe Maria das Almas. Pai João de Angola forma par com Vovó Maria do Rosario. Etc.. Caboclo das Matas—Cabocla Jurema. Caboclo Pena Branca—Cabocla Guaraciara. Caboclo Sete Ondas—Cabocla Yara. Etc.. Bom paremos por aqui senão iremos revelar algo ainda fechado no tocante às linhas da direita, certo? O fato é que existe toda uma Dimensão da Vida localizada a sete graus à esquerda da Dimensão Humana da Vida, escala essa que é horizontal e cada um dos seus graus contem todo um universo em si mesmo, dentro do qual desemboca toda uma Realidade Divina que começa no interior de Deus, dentro de uma de suas Matrizes Geradoras de Vidas, vidas essas que são geradas aos pares (masculino e feminino). Portanto, existem 77 dessas Dimensões da Vida que desembocam nesse nosso abençoado planeta e a humana é a de número 21 na escala magnética divina horizontal. A de n. 20 é a habitada pelos seres naturais regidos pelo orixá Exu e a de n.22 e habitada pelos seres naturais regidos pelo orixá Ogum, só para que entendam essa escala divina, certo? Todos os graus abaixo de 21 são classificadas como negativas e as acima são classificadas como positivas. A partir da compreesão desse mistério intra-planetário então podemos discorrer sobre o mistério Pombagira Mirim pois assim como essa Matriz Divina gera Exu Mirim, também gera um ser feminino em tudo análogo a ele (em poderes e mistérios) e que também se manifesta na Umbanda quando lhe é possível ou permitido, sendo muito comum elas se apresentarem como Pombagiras Meninas. Em outros casos, apresentam- se como Pombagira Mariazinha (diminutivo de Maria Molambo ou Padilha), etc.. É claro que em um médium só se apresentará um Exu Mirim e a Pombagira Mirim será passiva ( não incorporante). Já em uma médium tanto pode incorporar o Exu Mirim quanto a Pombagira Mirim, mas nunca os dois serão ativos e, ou será ele ou será ela que sempre incorporará e trabalhará nas giras de atendimento ao público. Mas isso não quer dizer que não possa incorporar esporadicamente tanto o exu quanto a Pombagira Mirim em uma gira fechada ( não aberta ao publico). Jornal Nacional da Umbanda

● página 2


www.jornalnacionaldaumbanda.com.br São Paulo,15 de Outubro de 2012. Edição: 47 contato@colegiodeumbanda.com.br

CADERNO DO LEITOR CRITICAR, PARA QUE? Por Alexandre Balberde

Caros Irmãos, Este artigo tem como objetivo colocar apenas um parênteses e tentar esclarecer críticas ou observações infundadas sobre as práticas de Magia Divina em relação as práticas religiosas de Umbanda. Não estou fazendo apologia a Magia Divina, nem a Umbandae tão pouco estimulando uma revolução mediúnica. Sigam sempre as regras das “casas”, mas reflitam sobre isso! Antes de continuar, vamos lembrar: 1- A Magia é fundamentada emDeus e em Seus PoderesDivinos, que não se sabe quem a iniciou, mas ela existe e sempre existiu. Foi e ainda é utilizado por milhares de pessoas que buscam nela “recursos” para enfrentar suas dificuldades cotidianasde origem emocional, físico ou espiritual. 2- A Umbanda é fundamentada em Deuse nos Orixás, tem seus fundamentos específicos, temo seu dia e história já reconhecida e catalogada! 3- A Magia Divina é fundamentada em Deus e nos Divinos Tronos, teve início com nosso irmão e mestre Rubens Saraceni, que porum dom mediúnico e missão divina foi instruído pelos Mestres da Luz, trouxe uma “gama” de conhecimentos magísticos (Magia Divina com seus 21 Graus) e religiosos voltados à Umbanda Sagrada com inúmeros livros psicografados e publicados. O fato é que já algum tempo estou sendo questionado por irmãos de fé e magos, sobre o uso da Magia Divina dentro dos terreiros, ou mais precisamente, nos trabalhos de assistência aos consulentes. Comparações do tipo o que é melhor ou pior! Podemos comparar descarrego com cabalas? Qual é melhor ou pior? Qualquer tipo de afirmativa sobre isso possivelmente estará errada, e sabem porquê? Pelo obvio, porqueo melhor e o “improvável pior” são e estão na mesma Origem que é DEUS, OLORUM, TUPÃ, ZAMBI etc. O que mudam são as crenças que cada umadquire sobre o melhor ou pior, e as circunstâncias que se praticam estes atos mágicos na Umbanda ouna Magia Divina. Quem nega a Magia, renegam as próprias religiões e a historia da humanidade. Ter Fé já é um ato mágico! Quem nega as práticas magísticas na Umbanda, está negando um dos principais fundamentos desta religião e com certeza deverá conhecer melhor suas entidades e os Orixás. Na Umbanda o que são oferendas, pontos riscados, firmezas, defumações, passes espirituais, banhos, descarregos, etc? Pajelança? Feitiçaria? Magia? A Umbanda possui suas práticas mágicas e a Magia divina também! Umbanda tem seus fundamentos e a Magia Divina também! A Umbanda possui Suas Regências e Magia Divina também! A Umbanda possui bons e maus praticantes e a Magia Divina também! Poderíamos continuar, mas podemos ver que ambas cumprem na Origem os Objetivos do Divino Criador, sejam elas juntas ou separadas. Em assim sendo, junto ou separado pratiquem aquilo que amam, porque estarão nos caminhos luminosos dos Orixás e dos Tronos de Deus. Se devemos ter amor, respeito e admiração por tudo que provém de Deus, com a Magia Divina seria diferente?Ela não é de Deus? A sua atuação e Poder, é limitada por Deus ou por seres humanos? Com a licença do iluminado São Francisco de Assis farei uso de parte da Oração da Paz que tanto me harmoniza com Deus! Onde tudo aquilo que fazemos ou desejamos para os outros se repete para nós mesmos de maneira positiva ou negativa. Somos o meio e tudo é a atitude! - “Pois é dando que se recebe, perdoando é que somos perdoados”, mas infelizmente algumas pessoas carregadas de preconceitoou desconhecimento sobre determinado assunto deveriam acrescer nesta oração, “Respeite para ser respeitado, se não souber, estude, se não puder ajudar, não atrapalhe!” Ou se preferirem sigam apenas o que foi dito pelo Caboclo das 7 Encruzilhadas, “com os Jornal Nacional da Umbanda

● página 3


www.jornalnacionaldaumbanda.com.br São Paulo,15 de Outubro de 2012. Edição: 47 contato@colegiodeumbanda.com.br

mais sábios, aprenderemos, aos mais atrasados ensinaremos, mas a nenhum renegaremos”. Um conselho aos incautos! Por favor, peço que não “crucifiquem”e respeitem a Magia Divina com suas práticas maravilhosas onde quer que ela esteja. Não “crucifiquem” aqueles médiuns que estão dispostos a aprender e se libertar de seus medos e opressões que travam suas evoluções. Não “crucifiquem” o trabalho alheio porque um dia, mais cedo ou mais tarde vocês poderão ser crucificados. Obrigadoa todos pela atenção! Artigo enviado por Alexandre Balberde E-mail: magiadivina.zn@gmail.com

MÉDIUM UPDATE.

Artigo enviado por Flávio Fukuda - E-mail: fyfukuda@gmail.com

Desde os primórdios dos tempos os seres humanos expressavam-se por meio de diferentes maneiras como por exemplo a pintura rupestre. No entanto em virtude de inicialmente serem nômades, praticamente todo o conhecimento adquirido pela humanidade ao longo de sua existência era transmitido oralmente de geração a geração, fato este que fazia com que muitas informações fossem

perdidas ao vento. Em constante evolução, os povos de diferentes partes do mundo sentiram a necessidade de guardarem os seus registros consigo. Os babilônios no século MMC a.C. (2100) começaram a moldar placas de barro onde faziam suas anotações e depois as levavam ao forno para endurecê-las, mas ficavam pesadas. Os egípcios desde MMMa.C (3000) utilizavam uma planta que encontravam à beira do Rio Nilo para fazer o papiro que inclusive era utilizado pelos gregos, mas ficavam compridos demais possuindo de 10 a 45 metros de comprimento. Por volta do século I d.C. os judeus e cristão começaram a utilizar o couro dos cordeiros e gazelas para fazerem os pergaminhos que em virtude de ser um material caro era raspado e reaproveitado. Contemporâneo ao pergaminho, o papel foi inventado pelos chineses só sendo difundido realmente pelo mundo árabe a partir do século VIIId.C. A Umbanda surgiu no século XX cerca de 1900 anos depois da invenção do papel e muito pouco em seu início foi registrado. Tudoera muito intuitivo e aprendia-se por imitação, ao se ver os outros fazendo, o que levou a várias interpretações e formas de trabalhos diferentes, ao contrário de outras religiões que além de possuírem escrituras do barro ao papel, feitas por vários autores e em épocas distintas, ainda possuem uma padronização nos seus cultos tal qual adeptos como estudantes fiéis. Irmãos leitores, alguns de vocês devem pensar que basta o médium entregar-se que o guia fará tudo por si só, não é? Em verdade eu vos digo que não é bem assim. Vocês estão lendo este artigo neste exato momento por meio da tela de um computador. Vamos supor que você seja um exímel conhecedor de informática e que sua máquina, moderníssima, possua um processador de última geração, uma grande capacidade de armazenamento e um excelente sistema operacional. Agora reflita, por mais que você domine o assunto, de nada adianta ter tudo isto se você não tiver um navegador instalado na sua máquina para acessar a internet e chegar até nós. Assim são os médiuns, devem estar em condições de oferecerem recursos a fim de facilitar a manifestação dos espíritos para a prática da caridade. A Umbanda, neste aspecto, não pode ser diferente das demais religiões onde os seus líderes preparam-se e muito para o exercício de suas funções. Um bom ponto de partida é a leitura do mais novo livro do Pai Rubens Saraceni “Fundamentos Doutrinários de Umbanda”, lançado na Bienal. Com uma linguagem de fácil compreensão, esta obra veio para preencher uma destas lacunas deixadas pelo tempo e certamente se tornará o livro de cabeceira de todo médium umbandista. Jornal Nacional da Umbanda

● página 4


www.jornalnacionaldaumbanda.com.br São Paulo,15 de Outubro de 2012. Edição: 47 contato@colegiodeumbanda.com.br

MENTOR OU FASCINADOR? Artigo enviado por Michael Schlömer.

Muitos confundem Guias Espirituais com espíritos sofredores ou fascinadores! É preciso ter muito cuidado! Quando um espírito adquire o grau de “Guia”, é por que ele tem sabedoria e capacidade para guiar os passos de seu(s) protegido(s) num bom caminho em direção à plenitude! Há quem pense que para ser Guia, basta falar de passado, presente e futuro, mas não é bem assim... Essas coisas ficam gravadas na nossa aura, e qualquer espírito pode ter acesso à essas informações. A prova disso são as obsessões, onde os espíritos afins se “grudam” em encarnados que vivenciam os mesmos pensamentos e/ou atitudes que estes tiveram em vida física! Guia espiritual sabe de sua responsabilidade, não dá maus conselhos e nem se envaidece por seu grau. Guia espiritual é aquele que você confia de olhos fechados. Guia espiritual é aquele que traz Luz para todas as suas sombras e não o contrário! Não importa se são Doutores, Caboclos, Pretos-velhos, Exus ou Pombagiras... Mudam as formas de atuação, mudam os magnetismos, mas Guia é Guia! O Guia espiritual vai ver seus problemas, pode falar toda sua vida também, mas isso não é o principal! O diferencial é que o Espírito Guia, é aquele que apontará soluções, apontará caminhos e meios para você vencer seus obstáculos e entender a origem de cada um! É aquele que te ajudará a livrar-se de seus vícios, a equilibrar sua vida e iluminar seu coração, auxiliando-o continuamente no processo de aperfeiçoamento moral! Vamos prestar mais atenção! Vamos estudar um pouquinho mais... Nossos Guias agradecem... Nossa vida agradece!! Axé! E-mail: maikschlomer@hotmail.com

Bar Templo

A última segunda-feira de cada mês a partir das 19h00 é de SARAVA SEU ZÉ PILINTRA e a primeira dose de pinga é por conta dele. Toda última segunda-feira de cada mêsvenha cantar com fé aqueles sambas saldando seu Santo ou seu Orixá com o Projeto Samba de Jorge no Bar de todas as crenças. Homem: 25,00 Mulher: 20,00 Rua Guaimbé, 322 - Mooca - São Paulo Informações: (11) 2601.1441 / 981054700 / 4305.3119

POLÍTICA E RELIGIÃO SE MISTURAM?

Por Pablo Araujo. Ao adentrarmos nesse campo preencheremos duas lacunas existentes. A primeira é esta: - Política e religião se misturam? A segunda é: - Religião política se misturam? O trocadilho aqui foi intencional sim! Pois a primeira das lacunas é inquirida por um político e a segunda por um religioso. Política é a arte que domina a ciência da organização. Desde tempos imemoriais as civilizações mais remotas tinham o seu meio próprio de organização em todas as áreas e campos que constituem uma sociedade, desde a construção civil, a educação, a religião, a saúde, a moradia etc. Desde então essa arte e ciência da organização vêm se renovando e se aprimorando até os dias atuais, no qual exercemos a democracia representativa. Pois bem, Sabemos que em nossa atual memória histórica, o interesse político pela religião teve sua ascensão com o advento do cristianismo, onde o sistema monárquico (Reis e Rainhas) interessou-se em demasia pela religião cristã que estava em crescimento, pois em se tratando de religião sempre foi, é, e será uma grande congregadora de pessoas, motivos esse que despertava o interesse de reis e rainhas com o poder clérigo e desse com a monarquia. Período esse que a religião tinha mais poder que a monarquia, pois exercia o controle das massas. Jornal Nacional da Umbanda ● página 5


www.jornalnacionaldaumbanda.com.br São Paulo,15 de Outubro de 2012. Edição: 47 contato@colegiodeumbanda.com.br

Muita coisa dela pra cá mudou para melhor, tanto no aspecto político quanto no religioso. Hoje vivemos em um País laico onde o estado não interfere na religião (A palavra laico é um adjetivo que significa uma atitude crítica e separadora da interferência da religião organizada na vida pública das sociedades contemporâneas.) Política e religião ou religião e política não se misturam, pois as religiões possuem Dogmas e preceitos que são leis próprias que a regem, leis estas criadas pelo patriarca ou fundador da religião e endossadas e preservadas pelos seus sacerdotes. Cada religião tem seu fundamento, sua dinâmica e forma de ser, não interferindo no poder publico desde que se mantenha preservada, amparada e protegida no seu exercício. O legislativo cria e aprova leis que vai de encontro com o anseio de toda a sociedade em geral visando o beneficio desta como um todo. Como o Brasil é um país multicultural, multiracial e multi religioso e, ao criar leis que privilegiam uma raça, uma classe ou um nicho religioso, estamos segregando e marginalizandooutras formas de ser das pessoas. Por isso o estado não se mete com religião e religião não se mete com estado, pois estado pensa no bem comum e religião pensa no bem voltado para seu culto. Era para ser assim, pois o estado é laico, porem não é bem assim que funciona, pois quando se abrem as portas para que candidatos de certas denominações religiosas tais como a católica, pentecostal e evangélica se elejam e passem a fazer parte do poder publico político e assumam uma cadeira, seja ela no legislativo ou no executivo e passem a favorecer e se voltar para os interesses daquela denominação religiosa, ai se da a deturpação do laicismo. Se a nossa republica federativa é laica, não deveria permitir nenhum partido ou denominação religiosa influenciando o legislativo ou o executivo correto? Sim, dizemos nós. Pois o contrário vem acontecendo e não veremos um irmão de denominação cristã votar a favor do uso de tabaco em ambientes fechados, mesmo se tratando de uso religioso em terreiros de Umbanda, não veremos um evangélico dizer “olha essa é a forma dos umbandistas cultuarem Deus, então devemos respeita-los e permitir que usem tabacos em seus trabalhos”. Se a bancada do legislativo for composta

por metade de católicos ou evangélicos e outra metade for simpatizante deles, eles não irão votar segundo o laicismo onde o estado e a política não interferem em assuntos religiosos, eles irão votar de acordo com a bíblia e dizer: segundo o novo testamento não esta escrito que Deus aceita como forma de culto a manifestação de espíritos que fumam e bebem. Então cumpra-se a lei anti tabagismo nos centros umbandista e não vamos levar em consideração que o estado é laico, simplesmente a lei vale para todos os ambientes fechados e ponto final, e é assim que eles procederão. Agora, esta mais que na hora de nós umbandistas desenvolvermos uma consciência religiosa, pois até entendo que exista uma resistência quando se fala nesse assunto, porem quem não é visto não é lembrado e já que misturam religião com política, pois o executivo e o legislativo já possuem uma grande bancada católica e evangélica, devemos nos conscientizar e elegermos um representante umbandista que zele pelos nossos interesses, pois o que queremos não é interferir no procedimento religioso de outra denominação e sim impedir que interfiram na nossa. Pois quando o sóbrio prefeito Kassab fez vigorar a lei anti fumo, ele fez uma ressalvamediante a manifestações com abaixo assinado que solicitava a liberação do fumo em templos umbandistas que utilizavam o mesmo como parte de sua liturgia. Porem vale lembrar que o fato (ressalva) só ocorreu porque o Prefeito utilizouse do bom senso, da neutralidade e do laicimo que não mistura assuntos do estado com assuntos de religião. Replico abaixo apenas o que esta na capa da REVISTA FORBES e que descreve esses dizeres sobre Celso Russomano: “O Senhor dos cofres da universal”. Inventado pela igreja universal para ser dono de 400 bilhões da cidade mais rica da América latina. Esta mais que obvio que a umbanda sofrera uma segregação e uma perseguição no seu culto. Pois bem! Pense bem em quem votar, na hora de eleger um candidato a prefeito escolha alguém que seja neutro nos assuntos religiosos para que continuemos a exercer a nossa religiosidade em paz. Artigo enviado por Pablo Araujo. E-mail: pablo.lokal@hotmail.com

Jornal Nacional da Umbanda

● página 6


www.jornalnacionaldaumbanda.com.br São Paulo,15 de Outubro de 2012. Edição: 47 contato@colegiodeumbanda.com.br

MENSAGEM DE UM EXU. Por: Sirene Aparecida Palombo

BOA NOITE MEUS QUERIDOS - 27/07/2012 – 04h00min. Um trabalho espiritual da linha de Exu tem muitos mistérios e por ventura muito me vale lembrar que a maioria das vezes falta-lhes entendimento e acaba por dificultar o nosso mais importante dever que é retirar quase sempre os lixos mais podres de vossas vidas. No mistério Exu as coisas não são fáceis não, quando não temos e não podemos contar com os irmãos encarnados que, na grande maioria se apresentam como Santos e, em outras como sábios demais, até mais que nós que temos a outorga do criador, para adentrar nos mais profundos canais produzidos pelos seus atos e ou atitudes sem virtudes. Efeitos esses, causados pelos próprios encarnados aliados aos desencarnados que se passa por Exus e servem de alimentos para uma grandiosa cadeia do mau. O mistério Exu, tem a outorga para adentrar no mais profundo abismo de grandiosas e reais ilusões para trabalhar, e neste instante esse irmão que fala para vós quer a atenção, porque na ânsia de saber, acabam atrapalhando com indagações desnecessárias um trabalho de resgate, e coloca em risco grandes irmãos como esse que vos fala. No terreiro de umbanda quando estamos atendendo no trabalho de assistência aos encarnados, deparamos com assuntos que tem que ser resolvidos ali, portanto um mistério Exu pode se dizer que ele não precisa roncar, nem ficar torto, mas, tem casos que lhe é permitido essa roupagem, para ficar exatamente igual aos irmãos que ele terá que conversar ou negociar. Então, para ficar esclarecido eu vos digo que: Sou torto quando o serviço pede. Sou bonito quando raramente posso. Vou explicar, não é mesmo? Então prestem atenção filhos meus... No momento da assistência, utilizamos do ectoplasma de vós e assim tapamos os buracos causados no embaixo onde, vós não podeis imaginar que temos que penetrar... Quando estamos utilizando o corpo do médium e o médium é bom, nosso trabalho é nobre. No olho do encarnado no momento do desdobramento da própria entidade, esse corpo físico pode sim ficar feio ou torto porque, eu mesmo preciso entrar nesse profundo do abismo e pra isso não posso chegar bonito. Há, há, há. É preciso chegar torto para não ser reconhecido, e assimme torno um deles, passo no meio deles, faço o meu serviço e pronto, volto e isso pode demorar segundos ou não. Portanto se o corpo do médium ficar torto vós tem que, no lugar de duvidar e julgar, oferecer um minuto de agradecimento porque,pode ser seu, todo o trabalho da noite. O mistério Exu pode contar com vós a partir daqui irmãos e peço que os irmãos passem para frente este escrito. Ficando claro que, Exu pode se vestir de qualquer jeito e prestem atenção, de acordo com a festa. Há, há, há. Peço que se tranquilizem e nunca mais discutam o nosso trabalho, se tem pé torto, mão torta ou não tem e se não tem pode ser que não chegou a hora de ir buscar... Isso vai dos seus merecimentos e eu só faço aquilo que está dentro da Lei do Criador. Este despede deixando um grande e fervoroso abraço a todo o corpo mediúnico que, nos dá a oportunidade de serviço, sendo um veiculo de cura e de libertação. Não se deve perder tempo para ver se é bonito ou não. A beleza não quer dizer ser evoluído. E-mail: sirenepf@yahoo.com.br

ENVIE SEUS TEXTOS E MATÉRIAS PARA: CONTATO@COLEGIODEUMBANDA.COM.BR Jornal Nacional da Umbanda

● página 7


www.jornalnacionaldaumbanda.com.br São Paulo,15 de Outubro de 2012. Edição: 47 contato@colegiodeumbanda.com.br

ORAÇÕES e MENSAGENS ORAÇÃO AO SR. EXÚ 7 FIGUEIRAS SECAS Por: Lucas Pelegrini

Salve seu 7 Figueiras, guerreiro de umbanda, patrono e curador dos seres mentalmente atormentados. Sr 7 Figueiras protege-nos das irradiações negativas, livra-nos de todas as magias negras feitas contra nós, rompe todos os laços negativos ligados a nós, nesta vida ou em outra vida. Paralisa no intimo dos seres o mental desvirtuado, bloqueado e negativado. Acolhe todos os espíritos obsessores, enfermiços, menos esclarecidos que necessitem de auxilio no campo mental. Paralise nesses meus irmãos todas as projeções negativas advindas de mentais maliciosos, raivosos, enfurecidos, perturbados. Amado senhor 7 figueiras secas nos dê hoje e sempre o auxilio que nos guiará ao caminho certo, a proteção que nos elevará e a ajuda que fará com que nossas vidas seja repleta de bons momentos e boas realizações. Sr 7 Figueiras, humildemente te peço que atue em beneficio dos irmãos sofredores, sejam eles encarnados ou desencarnados, esclarecendo a cada e a todos quanto apelam ao teu auxílio. Salve o Sr. Exu 7 Figueiras Secas! Salve todos os senhores Exus! LARÓYÈ EXU!

ORAÇÃO PESSOAL À AMADA MÃE OXUM. Por Juliana Velico

Amada Mamãe Oxum, de joelhos diante de vós eu vos saúdo respeitosamente e peço-lhe que aceite essa prece que brota de meu coração, onde peço por vosso auxílio e por vosso amparo em minha senda evolutiva. Mãe Oxum em minhas limitações humanas nem sempre consigo entender ou aceitar as provações e os obstáculos que se mostram em meu caminho e às vezes Mãe, sentimentos negativos como a mágoa, o rancor, a ira e a revolta; acabam por se fazer presentes em minha vida; peço-lhe então nesse momento Mamãe Oxum que me ajude a combater esses sentimentos negativos que só visam me derrubar nas trevas através do desequilíbrio emocional, atrapalhando minha evolução e atrasando minha caminhada rumo ao meu destino final que é a morada interna do nosso Divino Criador Olorum. Cubra-me, Mamãe querida, com o vosso manto sagrado do Amor Divino para que, coberta com ele, eu possa estar protegida e irradiada pelo vosso atributo sagrado; e assim poder trabalhar minha reforma íntima e em meu melhoramento como ser humano e um bem divino de Deus. Segure minha mão, amada Mãe; e me conduza pelo caminho do verdadeiro amor, aquele que é puro, cristalino e reluzente, livre de egoísmo, possessão, paixão desvirtuada, luxúria, obsessão e ciúme doentio. Ajude-me, Divina Mãe do Amor, a vibrar esse amor por Deus, suas Divindades e por toda Sua Criação, para que assim, vibrando continuamente esse amor, eu possa atrair para minha vida as coisas boas que estão predestinadas a mim pelo nosso Divino Criador. Permita Mamãe Oxum, que seus guardiões que trabalham e atuam à vossa direita e à vossa esquerda, possam me acompanhar nessa minha senda evolutiva, me incentivando a continuar, quando eu estiver fraquejando; corrigindo o meu curso, caso eu me desvie do caminho; protegendo-me, quando eu sofrer com o negativismo à minha volta; colhendo alegrias junto a mim, quando eu for virtuosa; porém Mãe, não permita que eu atrapalhe a evolução e caminhada desses vossos guardiões caso aconteça de eu falhar em minha missão terrena, que eles não venham a pagar por erros meus, mas que possam colher os bons frutos cultivados junto a mim. Mamãe traga o refrigério ao meu coração cansado e cure com vosso Amor Divino as chagas Jornal Nacional da Umbanda ● página 8


www.jornalnacionaldaumbanda.com.br São Paulo,15 de Outubro de 2012. Edição: 47 contato@colegiodeumbanda.com.br

que por ventura ainda sangram. Peço perdão ao nosso Divino Pai Olorum e a vós amada Mãe do Amor, por todos os erros conscientes e inconscientes cometidos por mim no Sentido do Amor e humildemente peço pela chance e pela oportunidade de poder repará-los diante aos ditames da Lei Maior e Justiça Divina que também estão presentes em seu Trono Divino do Amor. Amo-te e agradeço-te por ser minha Sagrada e Divina Mãe do Amor e por estar sempre irradiando seu amor por mim, até mesmo nos momentos em que me mostrei indigna de recebê-lo. Peço-lhe Mãe bondosa, que vós em vossa generosidade estenda essa benção a todos os seus filhos e filhas encarnados e desencarnados, que estejam precisando desse vosso auxílio divino e assim, abençoados pela senhora, possamos ser beneficiados conforme a nossa necessidade e nosso merecimento. Obrigada por ouvir minha prece. Amém! E-mail: juvelico@gmail.com

ORAÇÃO ÀS CRIANÇAS.

Enviado pela Roberta Tonarque Eneas. Roberta_tonarque@hotmail.com Amado senhor Deus, amada pai Olorum, amadas crianças, de joelhovenho pedir vosso auxílio em minha jornada terrena. Peço que nos irradie com todo o vosso amor, para que sentimentos negativos sejam transmutados em positivo. Que a raiva e o ódio se transformem em paz e harmonia e assim possamos conviver com as pessoasa nossa volta. Que a nossa amada mamãe Oxum nos irradie com suas águaspurificadoras e junto de vós cure a tristeza, a desarmonia, as doenças físicase emocionais, e que todo o vosso amor e sabedoria sejam passado a nós. Limpe nossa casa e ambiente de trabalho para que nenhum espíritonegativo possa nos influenciar. Traga a luz das sete cores do arco-Íris divino a fim de que nossas vidas sejam sempre repletas de alegria e prosperidade. Ajudem a nós, nossos familiares e amigos a acharem um direcionamento em nossas vidas, sempre conforme nosso merecimento. Agradecemos amada criança desde já pelo seu auxílio e peço que permaneça sempre a chama do amor no Íntimo de cada um de nós. Amém

A.U.E.E.S.P. Você pode se cadastrar na A.U.E.E.S.P., sendo pessoa física ou jurídica. Pode ser associado individual, núcleo (centro, associação), colaborador jurídico ou colaborador físico. Se você acredita que vale a pena lutar por nossa religião, venha juntar-se a nós, que nada mais queremos além de ver a Umbanda crescer e de valorizar nossas práticas religiosas e nosso sacerdócio.

Falar com Sandra Santos Fone: (11) 2954-7014 E-mail: sandracursos@hotmail.com Jornal Nacional da Umbanda

● página 9


www.jornalnacionaldaumbanda.com.br São Paulo,15 de Outubro de 2012. Edição: 47 contato@colegiodeumbanda.com.br

DOUTRINA

ERÊS, A LINHA DAS CRIANÇAS E A EVOLUÇÃO DOS SERES ENCANTADOS. Artigo enviado por Pablo Araujo.

A linha das crianças dentro da Umbanda é uma das principais linhas de trabalhos, é uma das vigas mestras da religião, pois desde o inicio da religião juntamente com as linhas de caboclos e pretos-velhos já se faziam presentes e realizavam excelentes trabalhos de curas e aconselhamento, tudo de uma forma pura e singela que é a forma característica desses seres infantis. Essa é uma linha espiritual que desde sua primeira manifestação deixara alguns pontos de interrogação, tais como: de onde vêm esses espíritos infantis? Como e quando desencarnaram? O desencarne ainda se deu em tenra idade? E muitas outras perguntas que intrigavam e ainda intrigam as mentes dos médiuns que os manifestam. Pois bem, aprendemos que esses espíritos infantis, não são espíritos humanos de crianças que tiveram uma passagem na carne e que desencarnaram em tenra idade, e sim que são espíritos infantis que segue uma evolução em uma realidade paralela a nossa e que são regidas por outros princípios. Nessa dimensão paralela esses espíritos ao serem gerados por Deus, passam a ser adotados por um par de Orixás que serão seus tutores até que criem maturidade e passem para outro estagio evolutivo já maduros e adultos, sendo uma réplica do seu orixá tutelar. Aprendemos que cada Erê tem a regência do seu pai e mãe orixá, uns são filhos de Iansã e ogum, outros de Oxossi e oxum, outros de Oxalá e Yemanja, etc. Perguntamos: Erê qual é o seu nome, a tio meu nome é Pedrinho da praia, meu papai é Xangô e minha mamãe é Yemanja. Esse ser infantil ou Erê quando se tornar maduro e passar para outro estagio evolutivo já como um espírito adulto ele será um Xangô intermediador ligado aos mistérios da vida que é o campo de Yemanja. Esses seres infantis não são eternas crianças e sim têm o seu estagio evolutivo deixando de ser crianças e passando a ser um jovem já em outro estagio e plano natural evolutivo. Pois daí em diante desdobrara toda a natureza que herdou de seu pai e mãe como qualidades que os distinguiram. Sendo assim o nosso pai Orixá Ogum pessoal que nós incorporamos nas giras de Umbanda, assim como todos os nossos Orixás pessoais, não foram gerados por Olorum (Deus) como orixás já maduros e completos, esses mesmos orixás pessoais que incorporamos hoje já foram os Erês de ontem, embora ate chegarem a esse estagio atual tenha se passado milhares de anos, pois a evolução deles se processa de forma mais natural e menos acelerada que a nossa humana. Agora os Orixás Maiores, esses sim foram gerados por Deus plenos em si, pois são qualidades Dele que se individualizaram, sendo assim O Pai Ogum Maior, foi gerado por Olorum (Deus) como o manifestador de sua qualidade ordenadora, portanto já fora exteriorizado como uma Divindade-Mistério plena em si mesmo, Assim como tosos os outros Orixás Maiores. Voltando a linha dos Erês, este estagio encantado da vida onde a evolução destes espíritos infantis se processa, eles são regidos por dois pares de Divindades-Mistério que são Orixás Maiores e que regem o mistério da renovação e o da concepção da vida no qual na Umbanda os denominamos de Orixá Maior Oxumarê e Orixá Maior Oxum. Esses orixás são os orixás patronos e regente de todos os estágios infantis, pois criança é sinônimo de renovação e concepção. Já como polos opostos complementares dessa mesma linha, temos dois pares de Divindades-Mistério que são Orixás Maiores e que regem o mistério da estabilidade e da maturidade e senilidade na vida, no qual na Umbanda os denominamos de Orixá Maior Omolu e Orixá Maior Nanã Buruque, orixás responsáveis por este estagio da evolução que é simbolizado pelo mistério ancião, e um dos espíritos manifestadores desse mistério são os pretos-velhos. Jornal Nacional da Umbanda

● página 10


www.jornalnacionaldaumbanda.com.br São Paulo,15 de Outubro de 2012. Edição: 47 contato@colegiodeumbanda.com.br

Sendo assim temos dois polos opostos de uma mesma linha que se complementam, pois um esta na renovação e concepção e outro esta na estabilidade e maturidade, um rege a criança imatura em tenra idade e outro rege o velho, sábio e maduro no tempo. Velho este que já foi criança e que se renova em seus netos ainda dando os seus primeiros passos na vida. Neto esses que luta para evoluir e acompanhar os passos de seus pais e avós. Assim é a linha das crianças que amadurecerão em seus pais e avós e assim e a linha dos pretos-velhos que se renovarão em seus netos, assim e a linha da evolução, assim é a linha da Umbanda Sagrada. Saravá Umbanda E-mail: pablo.lokal@hotmail.com

MÃE NANÃ BURUQUÊ ORIXÁ CÓSMICO DA EVOLUÇÃO por Carla Real Deva Nadeen

- A Orixá Nanã forma com Pai Obaluayê a 6a.linha de umbanda, linha da evolução, ele é a estabilidade e evolução,ela é a maleabilidade e decantação. Enquanto ele atua na passagem do plano espiritual para o material, ela atua na decantação emocional e no adormecimento do espírito que vai reencarnar. - Muitas vezes nos perguntamos como ocorre o “esquecimento” de tudo o que vivemos em vidas passadas, não é mesmo? Mãe Nanã é a responsável por esse “esquecimento”, eu chamo de adormecimento, ela envolve o espírito em uma irradiação única que dilui todos os acúmulos energéticos,decantando o seu emocional,tirando de sua memória tudo que possa atrapalhar sua nova oportunidade de evoluir, prepara o ser para uma nova vida, já mais equilibrado. - Um dos campos de atuação de mãe Nanã é a memória dos seres, Oxossi aguça o raciocínio e mãe Nanã adormece os conhecimentos do espírito para que eles não interfiram no destino que lhe foi traçado para toda uma encarnação. É por isso que Mãe Nanã é associada à maturidade, à razão e à velhice,que é quando a pessoa começa a se esquecer de muitas coisas que vivenciou na vida carnal. - Mãe Nanã atua também na menopausa e na maturidade. Cada Orixá rege uma etapa da vida dos seres. - Outro Mistério de mãe Nanã é tirar o que impede a evolução dos seres,ou seja, o seu fator decantador tem a função de decantar ou remover dos seres e das coisas criadas tudo o que está prejudicando e paralisando suas evoluções. Nanã Buruque é dual,manifesta duas qualidades divinas ao mesmo tempo, uma dá maleabilidade as coisas e aos seres, desfazendo o que está paralisado ou petrificado e a outra vai decantando tudo e todos os vícios, desequilíbrios e negativismos dos seres. - É um orixá cósmico, ou seja,atua na vida do ser por atração magnética, portanto se a evolução está paralisada e o emocional desequilibrado, ela vai atuar na vida do ser e nesse momento ela faz com que a evolução do ser seja retomada,decantando os negativismos e desequilíbrios que o paralisaram,seu campo preferencial de atuação é o racional dos seres. - Elementos : 1º. Água e 2º. Terra ativa na água e passiva na terra. Isso significa que seu magnetismo absorve essência aquática e irradia como energia Elemental aquática; absorve o elemento terra e,após fracionar em essência, irradia junto coma energia aquática. - Cor: Lilás - Pedra: Ametista - Ponto de força: beira de um lago ou mangue. - O termo “nanan” significa: raiz, aquela que se encontra no centro da terra - Saudação: Saluba Nanã Buruquê!! Como diz o Ponto de Umbanda: “Saluba Nanã, Nanã Buruquê Jornal Nacional da Umbanda ● página 11


www.jornalnacionaldaumbanda.com.br São Paulo,15 de Outubro de 2012. Edição: 47 contato@colegiodeumbanda.com.br

Proteja os seus filhos, Não nos deixe sofrer.” “Amada mãe Nanã Buruquê nos envolva em seu manto de luz,irradie sobre nós suas irradiações vivias e divinas e que elas atuem de dentro para fora e de fora para dentro, decantando todos os nossos desequilíbrios, todas as nossas emoções negativadas que nos impedem de evoluir, todo o mal, todas as agregações negativas que possam estar nos impedindo de prosseguir e evoluir tanto espiritualmente quanto materialmente. Nos proteja, nos ampare, estimule em nós, os sete sentidos da vida, as nossas virtudes e os reais valores da vida, que sob a vossa proteção e cobertos com seu manto de luz. possamos ter forças para não esmorecermos diante das emboscadas e dificuldades da vida. - Que sob o vosso amparo amada mãe, possamos ter sempre fé, disposição, força de vontade e maturidade para recomeçarmos sempre que se fizer necessário. Amém! Que assim seja, e assim será. SALUBA AMADA MÃE NANÃ BURUQUÊ!! Gratidão amada Mãe por todo o auxilio Divino que recebi e sempre tenho recebi de vós. Fontes: Livro Código de Umbanda - Rubens Saraceni – Ed Madras. Sacerdotisa de Umbanda/ Terapeuta Naturopata e-mail: carlareal7@gmail.com http://zenreal.blogspot.com.br/

EXU - O GUARDIÃO DA LEI DIVINA

Escrito por Peterson Danda - E-mail:petersond@gmail.com O sino da Igrejinhafaz belémblemblem! Deu meia-noiteo galo já cantou! Seu Tranca Ruasque é dono da gira, Oi corre giraque ogum mandou! Saudações Caros Irmãos de Fé! Exu ainda é um grande tabu da religião de Umbanda. Historicamente, foram discriminados e mal compreendidos por membros de outras religiões e até mesmos por praticantes e sacerdotes de Umbanda. Vemos até hoje alguns desses preconceitos perturbarem a mente de simpatizantes e médiuns dessa linda religião, inclusive, chegando a atrapalhar na incorporação destes irmãos, devido ao bloqueio que criam pela ideia negativa que possuem destas Entidades. A ideia que muitos ainda possuem é de que Exus são espíritos involuídos, de pouca luz e presos aos vícios carnais, pela utilização do Fumo e do Marafo nos seus trabalhos e também pelo seu comportamento dito “debochado”, devido às estrondosas gargalhadas que costumam dar durante seus atendimentos. Todas essas características, vistas pelos ignorantes de seus fundamentos, contribuíram para o sincretismo errôneo dos Exus com o Diabo da Igreja Católica, causando medo em muitos e facilitando seu uso como bode expiatório pelos Neo Pentecostais. Essas mesmas ideias levaram inclusive alguns irmãos de Umbanda, ainda não compreendendo plenamente o trabalho dos Exus, a contribuírem com este movimento de “crucificação”, como foi o caso do médium Aluízio Fontenelle, que em 1966, escreveu um livro comparando os Exus com demônios da Goécia, prestando um enorme desserviço à Umbanda e atrasando por alguns anos a compreensão destas entidades, além de dar vazão a mente humana para representa-los através daquelas imagens de corpo vermelho, com pés de bode e rabos em flecha, que até hoje são vistas em algumas terreiros ou casas do gênero... Muito distante de todo esse folclore criado em seu entorno estão os verdadeiros Exus, Espíritos humanos desencarnados que, após compreenderem e consertarem os erros e desvios que Jornal Nacional da Umbanda ● página 12


www.jornalnacionaldaumbanda.com.br São Paulo,15 de Outubro de 2012. Edição: 47 contato@colegiodeumbanda.com.br

cometeram à Lei Maior enquanto encarnados, aceitaram assentarem-se ao lado esquerdo do Criador e trabalharem como Executores desta Lei que agora compreendem. São espíritos que trabalham, sim, na escuridão, porém, em pról da luz, à serviço do Orixá Ogum, senhor da Lei e dos Caminhos, e assentados na vibração do Orixá Exu, senhor da Vitalidade, trabalhando na esquerda dos Tronos Divinos. Quando falamos em esquerda estamos falando em polaridades. Na Direita, nosso racional e consciente, atuam os Caboclos, Pretos Velhos, Erês, Boiadeiros, Baianos..., linhas de trabalho que são habitadas por espíritos de diversas origens, responsáveis por trabalhar a polaridade positiva dos Orixás ao qual representam, irradiando suas energias. Já os Exus atuam na Esquerda, nosso emocional e inconsciente, trabalhando a polaridade negativa de todas essas linhas, e são responsáveis por absorver e esgotar a negatividade que atinge a nós encarnados, quebrando demandas e desmanchando magias negativas. Mesmo que as quebras de demanda sejam feitas por espíritos da Direita, é através dos Exus que elas são descarregadas, e são eles os responsáveis por encaminhar os espíritos sofredores que atormentam os encarnados, de acordo com a Lei Maior e com o seu merecimento, aos seus devidos locais no Astral. Outro papel importante desses trabalhadores da fé é zelar pela segurança dos Templos durante os trabalhos (de todos os tipos, inclusive igrejas!), evitando que os mesmos sejam perturbados por espíritos de pouca luz ou até mesmo evitando que seus frequentadores levem consigo cargas negativas que possa prejudica-los. Além disso, os Guardiões da Lei Maior, como também são conhecidos os Exus, auxiliam na segurança dos Espíritos que trabalham em zonas Umbralinas. Se você já leu algum livro de André Luiz ou Emmanuel já deve ter visto eles comentarem sobre estes Guardiões, que na Umbanda recebem o nome de Exu. Simples assim. Existem diversos argumentos utilizados por aqueles que desconhecem o trabalho dos Guardiões para inferioriza-los. Um argumento que li outro dia é de que “se os Exus fossem espíritos de luz, não se comportariam de forma grosseira e falando palavrões”. Outro argumento também muito comum é comparar os Exus de Lei (como são chamados aqueles que trabalham sobre a benção de Pai Oxalá) com aquilo que se manifesta em certas Igrejas Neo Pentecostais e que se apresentam com os nomes simbólicos das falanges de trabalho dos Exus (Caveira, Omulú, Tranca Ruas...) como se assim o fossem. Duas falácias sem tamanho que vamos desmistificar aqui. Primeiro, eu concordo que falar palavrões talvez não seja uma “atitude de espíritos de luz” (embora isso ser fruto de nosso preconceito, mas vamos concordar...) e assim não fazem os Exus! Já presenciei algumas destas cenas desagradáveis e já ouvi histórias muito piores sobre comportamentos equivocados de médiuns que se dizem incorporados com seu Exu de Trabalho. O que acontece é que, na maioria das vezes, não existe Exu nenhum incorporado ali, é apenas o subconsciente do médium que acredita estar incorporado e pratica atos que julga (ou leu, ouviu falar...) serem o comportamento de um Exu. Outras vezes, a entidade até está presente, mas o animismo do médium comete atos que não correspondem ao seu comportamento, atrapalhando e prejudicando o trabalho da mesma. No segundo caso, usei o temo aquilo pois creio que existam dois tipos de manifestações nestas Igrejas: As sérias e as teatrais. Nas manifestações sérias, o que ali se auto denomina Exu, na verdade, são espíritos de pouca luz, espíritos obsessores que, por decorrência de alguma afinidade vibratória, “acerto de contas” ou algo do tipo, perturbam a vida daquela pessoa, que na maioria das vezes possui algum grau de mediunidade desconhecido ou ignorado. Estes espíritos, quando se manifestam nas sessões, apresentam-se com nomes de Exus pois creem ser estes nomes de seres das trevas, da mesma forma que acreditavam e acreditam ainda alguns. Quanto às manifestações teatrais, prefiro não comentar... Eu poderia me estender por diversas páginas esclarecendo mitos e lendas sobre estes irmãos e sobre como seu trabalho é realizado, mas vou deixar um canal aberto para que vocês leitores enviam suas dúvidas em relação aos Exus. Se você ouviu alguma história fantástica ou tem alguma dúvida sobre eles, por favor, envie até mim e eu responderei com maior prazer, dentro daquilo que eu conheço e do resultado dos Jornal Nacional da Umbanda ● página 13


www.jornalnacionaldaumbanda.com.br São Paulo,15 de Outubro de 2012. Edição: 47 contato@colegiodeumbanda.com.br

meus estudos, pesquisas, experiências e diálogos com estes Executores da Lei Maior. Para complementar, recomendo a todos que tenham interesse neste Mistério de Deus que leiam o livro O Guardião da Meia Noite, obra psicografada por Pai Rubens Saraceni que auxilia na compreensão do trabalhos dos Exus. Laroyê Exu! Salve os Exus, Executores da Lei Maior e Trabalhadores Fieis de Deus. Exu é Mojubá!

RECONSTRUIR

Texto de Rosana Sousa “Reconstruir é um desafio, como muitos outros que aparecem em nossa caminhada evolucionista, mas será que temos o entendimento suficiente, para aceitar o que a vida nos da, porque é aquilo que precisamos e merecemos em nosso destino e destinação para a evolução!“ A vida é uma caminhada constantee essencialmente para alcançar um nível superior de consciência e evolução a qual já foi designada pelo nosso Divino Criador, como em todos os caminhos com subidas e descidas, atalhos, mortes e renascimentos, tendo nós o livre arbitro de nossas escolhas e com nossa Fé. E o que nos acontece em determinado momento tem uma finalidade.Compreender isso leva o seu tempo e é preciso algum distanciamento e a transformação íntima que requer o seu conhecimento do seu interior. Vivemos demasiado para os outros e em função dos outros, esperamos deles aquilo que eles muitas vezes não têm para nos dar, amamos demais, desejamos demais, pedindo demais. É assim que nos seres humanos acabamos cometendo os maiores erros, desejar demais, exigir demais, como se o amor fosse uma moeda de troca que se comercializa todos os dias. Não sabemos dar sem querer alguma coisa em troca, isso um grande erro e egoísmo. Acabamos nós sentindo traídos,porque os outros já não estão mais disponíveis para nós, que já não têm como nos satisfazer o nosso desejo de possessão. E é nesse momento que sentimos que o mundo desaba completamente a nossos pés. Sentindo-se feridos no nosso amor próprio, nas nossas expectativas, nas nossas ilusões, nos nossos sonhos. O nosso corpo dói e, sobretudo nossa alma, porque nos sentimos feridos naquilo que achávamos ser o melhor da nossa vida. E,neste momento morremos um pouco, abrindo um portal de negativismo debaixo de nossos pés, deixando de acreditar em Deus e nos amados Pais e Mães Orixás. E quando achamos que estamos morrendo por dentro percebemos que é essa morte que necessitávamos, para que no meio das trevas encontramos a luz que ira iluminar a nossa verdade, curará nossas feridas, olharemos para Olorum e os Pais e Mães Orixás e a verdade fundamental a nossa Fé transmutara tudo. E é dessa morte que o nosso ser precisava para continuar a caminhada, construír-se e reconstruirse a cada novo passo, aprender a se doar sem nada em troca e saber que estamos sempre amparados pelos Pais e Mães Orixás, que nos amam e nos conduzem nossa senda evolucionista. Na vida, muitas vezes nós perguntamos o porquê de algumas dores, alguns vazios, sofrimentos, e no final encontramos o lado positivo e a lição que era preciso aprender naquele momento. Crescendo e amadurecendo para auxiliar o próximo. Perdoar o que achamos serem as faltas e os erros dos outros é um processo natural, em nós espíritos em evolução, cheios de imperfeições, de erros, de egoísmo, invejas e de falhas como não poderíamos perdoar os outros? Porque o único que tem o poder de perdoa é nosso Divino criador Olorum. O perdão ajuda a subir as escadas que nos farão sair da escuridão do egoísmo em que nos encontramos, auxiliar alivia as dores, e acaba nos dando a escolha de sermos mais luz do que trevas, mas o principal é perdoa a si mesmo e reconstruir o que desmoronou tornando Jornal Nacional da Umbanda

● página 14


www.jornalnacionaldaumbanda.com.br São Paulo,15 de Outubro de 2012. Edição: 47 contato@colegiodeumbanda.com.br

em algo melhor pra você. Para compreensão dos acontecimentos, fará mais tarde quando libertos das dores que afligiam a alma, conseguimos ver que aquilo que nos aconteceu, só aconteceu porque tínhamos que aprender uma lição, e que essa lição era indispensável para o nosso crescimento. Seja caminhando ao lado da pessoa que nos magoou, seja recomeçando um novo caminho, seja você confiando nos Pais e Mães Orixás, pois eles acreditamem nós, que seremos capazes de evoluir, como temos que evoluir. Acredite em você, tudo pode e vai dar certo, você consegue. Agradeço ao nosso amado Pai Olorum, aos Pais e Mães Orixás, aos nossos amados Guardiões Exu e as Guardiãs Pomba-gira a nossa Amada Umbanda Sagrada que nós da à sustentação e o ensinamento para tudo que precisamos a base da nossa FÉ... Axé! E-mail: rsn_nbs@hotmail.com

INSPIRAÇÃO DO POETA Enviado por Tatiana Vitorino.

Conta-se que, num dia qualquer, o compositor Almir Sater estava em São Paulo para uma temporada. Em certo momento, desceu do seu apartamento para tomar um cafezinho num mercado ali perto. Encontrou um amigo, que o convidou para experimentar uma viola que acabara de comprar. Enquanto tomavam café, Almir dedilhou a viola e soltou a voz: Ando devagar...ao que o amigo emendou... porque já tive pressa. Dizem que essa maravilha chamada Tocando em frente, ficou pronta em dez minutos. Um dia, alguém perguntou ao Almir como essa música fora feita e ele respondeu: Ela estava pronta. Deus apenas esperou que eu e o Renato nos encontrássemos para mostrá-la para nós. Será verdade ou será mais uma dessas lendas que se inventam, a respeito de pessoas célebres e suas produções? Lenda ou verdade, não importa. O que sabemos é que a inspiração existe e disso entendem muito bem os gênios de todos os matizes. E a letra e música de Tocando em frente são uma joia rara. Convidam-nos a parar em meio à correria, a viver com mais vagar, como a saborear cada momento. Também nos recordam que, na vida, lágrimas e sorrisos se sucedem. Assim dizem os versos: Ando devagar porque já tive pressa. E levo esse sorriso, porque já chorei demais. Hoje me sinto mais forte, mais feliz quem sabe... Eu só levo a certeza de que muito pouco eu sei, eu nada sei... Há tanto para aprender. E quantos cremos ser superiores, por entendermos disso ou daquilo. E, contudo, quem verdadeiramente se dedica a aprender, descobre que quanto mais aprende, mais há a ser pesquisado, descoberto. Conhecer as manhas e as manhãs, o sabor das massas e das maçãs. O planeta Terra é o grande laboratório Divino em que provamos a dor, a alegria. Em que nos extasiamos ante a manhã que se espreguiça e nos encantamos com a riqueza das pessoas. Cada uma com seu talento especial, sua forma de ser, de agir em nossas vidas. E, neste planeta de provas e expiações, com quantas delícias nos agracia Deus. Sabores de frutas, consistências inúmeras. É preciso tudo provar. Aprender a degustar, reconhecendo o sabor de cada fruta, do trigo transformado em pão, do grão triturado, moído, servido com aroma de café. Mas é preciso o amor pra poder pulsar, é preciso paz pra poder sorrir, continua cantando o inspirado poeta. Sim, o amor nos é imprescindível porque fomos criados e somos mantidos pelo amor de Deus, trazendo essa essência Divina em nossa intimidade. E somente sorri, num mundo de tanta perversidade ainda, quem já descobriu o segredo da vida na Terra, que se chama oportunidade e progresso. Por isso, cada um de nós compõe a sua história. E cada ser em si, carrega o dom de ser Jornal Nacional da Umbanda ● página 15


www.jornalnacionaldaumbanda.com.br São Paulo,15 de Outubro de 2012. Edição: 47 contato@colegiodeumbanda.com.br

capaz, de ser feliz. E, como todo mundo ama, todo mundo chora, não esqueçamos que um dia a gente chega, no outro vai embora. A vida é transitória. Aproveitemo-la, ao máximo, vivendo com a família, os amigos. Produzindo na sociedade, deixando nossas marcas de luz para, como alguém já falou, quem venha atrás, possa dizer: Por aqui passou um ser iluminado. Uma estrela... E-mail: tatytudinha@hotmail.com

A ESCADA DA EVOLUÇÃO Enviado por: ADRIANA QUADROS

Os seres humanos, principalmente os religiosos, falam sobre evolução, que temos que galgar as escadas evolutivas ou subir os degraus da escada para evoluirmos. Mas, de onde surgiu este termo? Qual o simbolismo da escada? Bem, para entendermos vou relatar uma história bíblica que se encontra no livro de Gênesis. Jacó enganou seu pai cego e passou-se por seu irmão Esaú (grande caçador), para adquirir o que pertencia a ele, ou seja, a primogenitura, eles eram gêmeos e Jacó (Jacó significa enganador) queria a posse primogênita. Depois de enganar seu pai e roubar seu irmão, Jacó segue para Mesopotâmia, sem rumo ou sem saber o que fazer, pois seu irmão estava contido em sua ira e o jurou de morte. Já era de tardinha ele chegou a um lugar sagrado, uma cidade chamada Luz, posteriormente conhecida como Betel (casa de Deus) e passou a noite neste local. Pegou uma pedra para lhe servir de travesseiro e dormir. Então Jacó sonhou, ele viu uma escada que ia da terra até o céu, e os anjos de Deus subiam e desciam por ela. O Senhor Deus estava ao lado dele e disse: Eu sou o Senhor, o Deus do seu avô Abraão e o Deus de Isaac, o seu pai. Darei a você e aos seus descendentes esta terra onde você está deitado. Jacó achava que estava sozinho diante de sua caminhada, sentia-se abandonado por Deus, tinha pecado, mentiu para seu pai e roubou seu irmão, Jacó estava em crise, conseqüentemente foi contra as leis de Deus, quando acordou de seu sonho sentindo a presença de Deus, percebeu que Deus sempre estava ali, nunca o abandonará, mas ele precisava mudar suas atitudes e se transformar pessoalmente, sendo honesto e caminhando com retidão. Deus lhe deu uma nova chance, foi misericordioso, o seu sonho nos inspira a confiar em Deus. O sonho é uma manifestação divina de Deus, vários acontecimentos bíblicos estão atrelados ao sonho, nunca devemos desmerecê-lo. Na África antiga, o individuo poderia andar um dia inteiro para chegar em uma determinada tribo e contar um sonho, que para eles era sagrado e real. Era como um mensageiro ou um carteiro, entregando sua correspondência ou mensagem enviada pela divindade. Deus fez uma enorme transformação na vida de Jacó e ele quer fazer isso por nós também, ele assiste os nossos momentos difíceis, ele sabe como muitas vezes nossos travesseiros estão duros e sentimos dores por isso, mas ele promete estar juntamente conosco todo tempo. Não poJornal Nacional da Umbanda ● página 16


www.jornalnacionaldaumbanda.com.br São Paulo,15 de Outubro de 2012. Edição: 47 contato@colegiodeumbanda.com.br

demos perder a nossa fé e fidelidade diante de Deus, dos Orixás, guias e mestres. Não podemos deixar de sonhar e transformar as pedras em degraus de nossa escada, vencendo os obstáculos com vitalidade e nos estimulando a subir cada vez mais, permitindo que as bençãos de Deus se cumpram em nossas vidas. O simbolismo da escada descreve o sentido do que é material e o espiritual, a evolução e a involução, o céu e a terra, faz alusão a imortalidade. A escada é um despertar, é uma ferramenta de Deus em nossas vidas para irmos a sua direção. Nós temos que querer cumprir nosso processo, que é individual do vir a ser, cumprir nosso destino e regressar ao ponto inicial que é a união com Deus. Todas as religiões ou filosofias, orientais ou ocidentais, partem deste principio evolutivo do ser. Grandes homens, tais como, Ghandi, Cristo, Paramahama, Yogananda, Dalai Lama, Sai Baba, entre muito outros. Ao evoluírem espiritualmente alcançaram um estado de consciência que servem de impulso para a evolução da humanidade. O caminho é lento, muito difícil, longo, cheio de percalços e é doloroso. E o que colhemos neste caminho nem sempre será sucesso material, o dinheiro, o reconhecimento público. O que certamente colheremos será a harmonia intima, tranquilidade interior e a certeza que estamos no nosso caminho, individualmente de forma correta e consciente, a serviço de Deus. A paz em seu interior será a sua recompensa. Para nos fortalecer em nosso caminho precisamos fazer meditação, orar, recolher em nosso intimo, analisar nosso comportamento e nos perguntar sempre se não estamos deixando a desejar. Estamos cumprindo com o nosso dever com retidão? Vamos fazer uma profunda reflexão sobre este tema para trilharmos conscientes no nosso caminhar evolutivo. E lembre-se, o homem consciente cumpre seu destino evolutivamente em pleno conhecimento e ajuda a humanidade, pois os mais evoluídos consciencialmente tem um compromisso com Deus para ajudar os menos evoluídos, mesmo que esse compromisso seja inconsciente em você. Somos todos um! Portanto, sejamos conscientes de nossa missão, é que tenhamos a certeza que esse caminho é individual, solitário e árduo. Ele é só seu. Então sejamos gratos a Deus pela oportunidade de poder estar aqui neste plano e poder evoluir e retornar aos braços do pai celestial. Provavelmente, a chave de todos nós é o amor incondicional! www.umbandaorumaye.blogspot.com.br

UMA LINDA MENSAGEM DE POSITIVISMO. Artigo enviado por Nilcelia Tocaceli

Como vai querida mente amiga? De alguns anos pra cá tenho percebido sua resistência em atender minhas conexões, em ouvir minhas palavras, e é por isso que lhe escrevo, com a esperança de que meus pedidos sejam ao menos refletidos. Nesse tempo todo em que não nos falamos, pude perceber que não somos nada um sem o outro. Uma mente precisa de um coração, e um coração inevitavelmente precisa de uma mente, mesmo egóica e imatura como tem se mostrado nos últimos tempos. É tão triste constatar que você já não enxerga como antes, e não sente o que deveria sentir das pessoas que te chegam. Abriste mão de princípios superiores e elevados, pra simplesmente refestelar-se com os prazeres mundanos, momentâneos, vazios e inúteis. Sabemos o quanto eles nos machucam, e mesmo que você queira acreditar na aparente felicidade industrial e mecânica que eles te trazem, precisamos admitir que apenas te deixaram dolorosas marcas, tornaram-te amarga e calaram a força da minha voz, que inutilmente gritava lhe chamando para dentro, tentava lhe mostrar o verdadeiro caminho. É vital pra nós que nesse momento você me ouça, compreenda e aceite que tornar-se supérfluo nas questões da vida nem sempre traz aquilo que você quer, e Eu sei, que você, mais que ninguém, deseja Amar e ser amada. Pois pare por aí minha querida mente, pare de mentir a si mesma, a quem você pretende Jornal Nacional da Umbanda

● página 17


www.jornalnacionaldaumbanda.com.br São Paulo,15 de Outubro de 2012. Edição: 47 contato@colegiodeumbanda.com.br

enganar? Estamos unidas neste corpo pra vivermos juntas, um em favor do outro. Deixe-me, por alguns minutos, te relembrar a que viemos: “Viemos mesmo pra ser feliz, pra sentir em cada um dos nossos, o amor puro e verdadeiro que vai em cada coração. Precisamos sim passar por algumas experiências, e que embora pareçam dolorosas, elas nada mais são que a melhor de nossas lições, cabe a nós aprender a vê-las com melhores olhos, pois é assim que se inicia o aprendizado. A vida não é pra ser superficial, e se nosso criador nos deixou com mente e coração é porque um não segue sem o outro. Tente ver comigo o quanto é importante sentir, o quanto isso vai te deixar feliz. Abra seus olhos definitivamente, não mais se condicione, perceba que todos os caminhos que trilhastes até agora te levaram ao que você já conhece, tente trilhar comigo um mundo novo. Vamos juntos acordar pra vida, sentir a Luz que nos aquece, ouvir os pássaros, nos abraçar assim que amanhecer, sorrir a quem está triste, abraçar quem está carente, saborear o vinho suave em noite fria e aceitar o aconchego amoroso dos que nos querem bem...” Eu preciso urgentemente te tornar amável, pra que assim você se ame, e deixe-se ser amada... Por favor, transborde em mim, se aqueça com nosso calor, derreta suas culpas, abrace suas mágoas, se não nos dermos amor, ninguém mais nos dará... Pense, o amor que tenho por ti, e o que vais aprender a ter por mim, é incondicional, é próprio, e ninguém poderá destruir. Então, refaça-te, reencontre-me, nos conecte novamente e distribua em seu olhar a fonte brilhante de amor que existe em nós. Vamos, não é tão complexo assim, muito menos impraticável ou amedrontador, é inerente a nós, nasceu e nasce todos os dias aqui dentro... Me dê a mão, Eu estou com você... Gratidão e abraços boa terça feira. Sou a irmã mais velha da Esperança e da Caridade: chamo-me Fé E-mail: ncjimenes@yahoo.com.br

Jornal Nacional da Umbanda

● página 18


www.jorna www.jornalnacionaldaumbanda.com.br São Paulo,15 de Outubro de 2012. Edição: 47 contato@colegiodeum-

MENSAGENS DOS GUIAS ANJO DA GUARDA Enviado por Edson Miaguy

*NEM** sempre o prêmio é atribuído a quem mais o merece...* Uma senhora de 98 anos chamada IrenaSendler faleceu há pouco tempo. Durante a 2ª Guerra Mundial, Irena conseguiu uma autorização para trabalharno Gueto de Varsóvia, como especialista de canalizações. Mas os seus planosiam mais além... Sabia quais eram os planos dos nazistas relativamente aosjudeus (sendo alemã!). Irena trazia crianças escondidas no fundo da sua caixa de ferramentas elevava um saco de serapilheira na parte de trás da sua caminhonete (paracrianças de maior tamanho). Também levava na parte de trás da caminhoneteum cão a quem ensinara a ladrar aos soldados nazis quando entrava e saia doGueto. Claro que os soldados não queriam nada com o cão e o ladrar desteencobriria qualquer ruído que os meninos pudessem fazer. Enquanto conseguiu manter este trabalho, conseguiu retirar e salvar cercade 2500** crianças. Por fim os nazistas apanharam-na. Souberam dessas atividades e em 20 deOutubro de 1943 IrenaSendler foi presa pela Gestapo e levada para a infameprisão de Pawiak, onde foi brutalmente torturada. Num colchão de palhaencontrou uma pequena estampa de Jesus Misericordioso com a inscrição:-Jesus,em Vós confio**?, e conservou-a consigo até 1979, quando a ofereceu ao PapaJoão Paulo II. Ela, a única que sabia os nomes e moradas das famílias que albergavamcrianças judias, suportou a tortura e negou-se a trair seus colaboradoresou as crianças ocultas. Quebraram-lhe os ossos dos pés e das pernas, masnão conseguiram quebrar a sua determinação. Já recuperada, foi no entantocondenada à morte. Enquanto esperava pela execução, um soldado alemãolevou-a para um “interrogatório adicional”. Ao sair, gritou-lhe em polaco:”Corra!”. Esperando ser baleada pelas costas, Irena contudo correu por uma portalateral e fugiu, escondendo-se nos becos cobertos de neve até ter certezaque não fora seguida. No dia seguinte, já abrigada entre amigos, Irenaencontrou o seu nome na lista de polacos executados que os alemãespublicavam nos jornais. Os membros da organização ?egota (“Resgate”) tinham conseguido deter a execução de Irena subornando os alemães, e Irenacontinuou a trabalhar com uma identidade falsa. Irena mantinha um registro com o nome de todas as crianças que conseguiuretirar do Gueto, que guardava num frasco de vidro enterrado debaixo de umaárvore no seu jardim. Depois de terminada a guerra tentou localizar os pais que tivessemsobrevivido e reunir a família. A maioria tinha sido levada para as câmarasde gás. Para aqueles que tinham perdido os pais ajudou a encontrar casas deacolhimento ou pais adotivos. Em 2006 foi proposta para receber o Prêmio Nobel da Paz... mas não foiselecionada. Quem o recebeu foi Al Gore por sua campanha sobre oAquecimento Global. **(sem comentários)** Não permitamos que alguma vez esta Senhora seja esquecida!! ** Estou transportando o meu grão de areia, reenviando esta mensagem. Esperoque faça o mesmo. Passaram já mais de 60 anos, desde que terminou a 2ª Guerra Mundial naEuropa. Este email está sendo reenviado como uma cadeia comemorativa, emmemória dos 6 milhões de judeus, 20 milhões de russos, 10 milhões decristãos (inclusive 1.900 sacerdotes católicos ) 500 mil ciganos, centenasde milhares de socialistas, comunistas e democratas e milhares dedeficientes físicos e mentais que foram assassinados, massacrados,violados, mortos à fome e humilhados, com os povos do mundo muitas vezesolhando para o outro lado. Agora, mais do que nunca, com o recrudescimento do racismo, dadiscriminação e os massacres de milhões de civis em conflitos e guerras semfim em todos os continentes, é imperativo assegurar que o Mundo nuncaesqueça. Gente como IrenaSendler, que salvou milhares de vidaspraticamente sozinha, é extremamente necessária.** A intenção deste e-mail é chegar a 40 milhões de pessoas em todo o mundo. Jornal Nacional da Umbanda ● página 19


www.jornalnacionaldaumbanda.com.br São Paulo,15 de Outubro de 2012. Edição: 47 contato@colegiodeumbanda.com.br

Una-se a nós. Seja mais um elo desta cadeia comemorativa e ajude a distribui-la por todo o mundo. Por favor, envie este e-mail às pessoas queconhece e peça-lhes que não interrompam esta cadeia. **”A razão pela qualresgatei as crianças tem origem no meu lar, na minha infância. Fui educadana crença de que uma pessoa necessitada deve ser ajudada com o coração, semimportar a sua religião ou nacionalidade.”* - Irena Sendler E-mail: edsonmiaguy@hotmail.com

CONVERSANDO COM MEU “EU” Enviado por Mauro Benthien Cavichiollo

Não sou dono da verdade, mas fico muito feliz por ser filho do dono, por ter a certeza que nosso paizão colocou alguns dos nossos irmãos mais velhos para me vigiar (guardiões), outros para me orientar (Orixás) e outros tantos para me ensinar (Caboclos, Índios, Pretos Velhos, Erês, Baianos, Boiadeiros, Marinheiros). Até poderiam me questionar nas colocações descritas, mas entendo que Olorum é o único e verdadeiro pai de todos. Ogum é o meu “Pai de Cabeça”, irmão mais velho que tem a incumbência de me guiar pelas Leis Sagradas. Oxóssi o meu “Pai de Frente” que está sempre a me ensinar com seu cabedal de conhecimentos. Pai Jacinto o meu querido “Nego Véio” que não se cansa de me fortalecer e direcionar aos caminhos da verdadeira humildade. Oxalá -Jesus Cristo o irmão maior a quem chamo de “Pai do Sagrado” e que me confidencio, sendo o espelho para o intimo de minha alma. Obaluaiêo irmão que cicatriza minhas feridas. Xangô o que me direciona para a Justiça Maior. Yemanjáa irmã a quem chamo de “Mãe do Astral” e que sempre me acolhe e aquece em seu manto sagrado. Oxuma irmã que acolhe minhas lagrimas, meus lamentos e com seu infinito amor acalentameu coração e refrigera minha alma. Se na bastasse estes sagrados irmãos maiores a irradiarem, Zambi na sua infinita bondade e amor ainda me concedeu a eterna ajuda dos pares vibracionais que estão sempre abstraindo o que não me pertence, me proporcionando maior segurança, amor e dedicação. E, para reforçar ainda mais tudo isso, colocou ao meu ladoMarabô, Tranca Rua e Calunga,os incansáveis “Guardiões” que sempre me vigiam, orientam e me guiam pelas veredas da vida, junto com Baianos, Boiadeiros, Marinheiros, Erês, Mirins, Orientais, Xamãs, Espíritos da Luz Divina e tantos outros que se fazem presentes no anonimato. Não é nada fácil ser sacerdote, mesmo recebendo toda esta imponente e magnífica força, não sou perfeito, não sou“dono da verdade absoluta”, tenho falhas, admito a diversidade de entendimentos e necessito de constante aperfeiçoamento e apoio de todos os que estão comigo nesta jornada, mas eu abraço esta bandeira com todo meu amor, tento ser um bom sacerdote e canto o Hino da Umbanda em minha alma para não me esquecer dos ideais e compromissos assumidos, sempre orando e vigiando meus passos e os daqueles a quem tanto amo. Muito amor e paz a todos! E-mail: mcavichiollo@globo.com Jornal Nacional da Umbanda ● página 20


www.jornalnacionaldaumbanda.com.br São Paulo,15 de Outubro de 2012. Edição: 47 contato@colegiodeumbanda.com.br

MENSAGEM DA POMBAGIRA GUARDIÃ 7 PEDREIRAS. Escrita por Juliana Velico

Mantenha o sorriso filho de Umbanda, mantenha o sorriso que o melhor está por vir.. Tenha fé que o que é teu está guardado ou a caminho; não cruze os braços nunca, se for pra ajoelhar que seja para o Alto e nunca para as trevas. Se for pra odiar ou amar escolha amar, mesmo que doa, mesmo que sofra; porque ódio, mágoa e rancor nada mais são que venenos para teu espírito. Não deixe que situações ou pessoas apaguem tua luz, essa luz que você adquire cada dia mais com muito esforço e sacrifícios, lembrese sempre de que nunca está sozinho, você tem uma família espiritual que te ampara, te guia e te protege; se você chora eles choram, se você ri, eles riem também. Erga tua cabeça e não deixe que o embaixo lhe pregue peças que te desequilibrem, que te tirem a paz de espírito, que te tirem o brilho do olhar. Plante amor, vigie para que teus pensamentos sejam positivos, colha o que precisa colher com amor no coração, com aceitação e com humildade, retifique teus erros e mantenha sempre a esperança em você mesmo. Se afaste do que te faz mal, ouça teus guias como tem feito, continue colocando em prática o que tem aprendido. Tenha como base, como alicerce poderoso em tua vida os Sentidos Divinos, para que um dia você mesmo possa SER: Fé, Amor, Conhecimento, Justiça, Lei, Evolução, Geração e também Vitalidade, Desejo e Intenção. Saiba aplicar teu aprendizado em teu dia-a-dia, lute contra teu pior, sem descanso, sem desânimo. O melhor está por vir filho de Umbanda, não desista. Não baixe sua guarda, mantenha sua armadura a todo momento, para que assim, ao ouvir palavras que possam te magoar, elas batam em tua armadura e caiam todas ao chão para que não atinjam teu coração, para que não façam morada em teu íntimo. Você tem uma missão nessa terra abençoada, teu desígnio vem do Alto e ninguém pode tirar isso de você, mesmo que você não saiba qual seja ela, abrace com amor e siga sempre em frente, porque o melhor ainda está por vir. Não se esqueça: o segredo de tudo está no amor. Que nosso Pai Olorum e os amados Pais e Mães Orixás lhe irradie, ampare, proteja e guarde! Mensagem enviada pela Senhora Pombagira Guardiã 7 Pedreiras juvelico@gmail.com

MENSAGEM DE APRENDIZADO Mãe Dorothea

Paciência e senso de oportunidade... Tudo vem na sua hora. Não se pode represar a vida, ela não funciona em horários fixos, como tanta gente quer que seja. É preciso aceitar o que nos chega no momento certo, sem pedir mais. Porém, a vida é eterna, pois não morremos, na verdade, nunca nascemos. Só passamos por fases diferentes – não há fim. O ser humano tem várias dimensões, mas o tempo não é como o vemos e sim medido por lições que devemos aprender. Devemos dividir o nosso conhecimento com os outros. Todos nós temos mais capacidade do que usamos. Alguns descobrem isso antes dos outros. Devemos avaliar as próprias imperfeições antes de atingir este ponto. Se não o fizermos, vamos carregá-las para a outra vida. Só nós podemos nos libertar dos maus hábitos que acumulamos. Os mestres não podem fazer isso por nós. Um abraço fraterno, e-mail: bboesel@ig.com.br

Jornal Nacional da Umbanda

● página 21


www.jornalnacionaldaumbanda.com.br São Paulo,15 de Outubro de 2012. Edição: 47 contato@colegiodeumbanda.com.br

AVISOS CULTURAL E CURSOS

Colégio de Magia

Rua Irmã Carolina, nº 272 - Belenzinho - São Paulo Fone: (11) 2796-9059 E-mail: contato@colegiodemagia.com.br

VELAS ARTESANAIS Velas artesanais feitas por uma leitora do JNU, para conhecer mais

sobre o trabalho dela, envie e-mail para luzdasvelas@yahoo.com.br aos cuidados de Naiara.

Jornal Nacional da Umbanda

● página 22


www.jornalnacionaldaumbanda.com.br São Paulo,15 de Outubro de 2012. Edição: 47 contato@colegiodeumbanda.com.br

DESENVOLVIMENTO MEDIUNICO NO TATUAPÉ VAGAS PARA TURMAS DE DESENVOLVIMENTO TERÇA FEIRA DAS 20H00 ÀS 22H00. SEXTA FEIRA DAS 20H00 ÀS 22H00. INICIO: 16 DE OUTUBRO (TERÇA FEIRA) 19 DE OUTUBRO (SEXTA FEIRA) ENDEREÇO: RUA PADRE ESTEVÃO PERNET, 258 - TATUAPÉ PROXIMO AO SHOPPING METRO TATUAPÉ ENVIE SEU E-MAIL COM RESERVA PARA : ALAN@HAKANAA.COM ou Fone: 2092.4204

Tenda de Umbanda Baiano Jeremias

TEOLOGIA, DOUTRINA E SACERDOCIO DE UMBANDA Curso de Teologia, Doutrina e Sacerdocio de Umbanda. Este curso é destinado somente para médiuns incorporantes. Formando turma para Outubro, ás quartasfeiras das 20h às 22h, duração de 18 mêses, mensalidade R$ 50,00. Informaçãoes e reservas através do e-mail alan@hakanaa.com Fone: 2092.4204 Jornal Nacional da Umbanda

● página 23


www.jornalnacionaldaumbanda.com.br São Paulo,15 de Outubro de 2012. Edição: 47 contato@colegiodeumbanda.com.br

ÚLTIMA PAGINA

AMO SER UMBANDISTA! Autora: Rosana Sousa.

“A minha casa é a Natureza o jardim de Olorum, o meu buscar e meu encontrar, meu refúgio; faço parte dela e ela faz parte de mim, preciso do verde das matas de Oxosse, do azul do mar de Iemanja, do ar que respiro de pai Ogum, de um lindo arco-íris de Oxumaré depois de uma tempestade, do cheiro das flores e dossabores dos frutos , de sentir o cheiro da terra quando a chuva já vem de longe chegando e de leve o vento no meu rosto soprando ....e em cada ponto da natureza encontro os Pais e Mães Orixás, e a beira mar caminhando sem medo em noite escura com lindas estrelas a brilhar, caminhando com minha mãe Iemanja, sou mulher com raiz e escolho a minha diretriz, escolho meu paraíso e nele o meu lindo jardim, aonde ando descalça em campos floridos e as vezes de espinhos.. com proteção das Pombagiras Guardiãs, dos Guardiões Exus e sem falar do amor e carinho dos Exus-Mirins. Nos campos de braços abertos giro sem parar até sentir o vento de Iansã me levantar; que liberdade de encontrar o meu destino e destinação, eu escolho, sinto, amadureço, aprendo, sofro, caio e levanto, ajudo e sou ajudada, evoluo e de braços aberto para o mundo eu vivo, sou da terra, sou do fogo, sou do ar,sou da água, sou filha dos Sagrados Orixás, sou criança, sou mulher e vivo a me despertar nessa evolução, sei amar e agradeço meus amados pais e mães Orixás pois sou Umbandista de corpo e alma e sempre vou louvar e respeitar os sagrados Orixás”. Amém. E-mail: rsn_nbs@hotmail.com

Jornal Nacional da Umbanda

● página 24



Jornal Nacional da Umbanda Ed. 47