Issuu on Google+

ARTISTAS Mari OS Poppovic ARTISTAS OS ARTISTAS OS ARTISTAS

Louca por papéis e lápis coloridos, Mari encontrou nas identidades das outras personagens uma maneira de dizer sem precisar ser vista. Pensou não ser observada, mas os desenhos não tiraram os olhos dela.


S OS ARTISTAS OS ARTISTAS OS ARTISTAS OS ART Seis retratos, um de cada artista da Casa. Mari Poppovic, ilustradora formada em moda, se interessa por gente, por identidade e, por isso, no período que ficou em ateliê, foi silenciosa e observadora. “Fico bem na minha, prefiro do que conversar. Me interesso pelas pessoas e como ando muito de ônibus e metrô fico sempre atenta aos outros.” Desenhista compulsiva desde criança, logo se encantou por todos os materiais que a Casa oferecia, lápis, papel colorido, em cada gaveta que abria encontrava uma nova possibilidade. A ideia de trabalhar a questão de identidade surgiu logo, e para isso pediu a cada artista uma foto 3x4. Começou a desenhar com o que cada um tinha na cabeça, a partir dos suportes e dos materias que cada um trabalha. “Queria dar continuidade ao meu trabalho de conclusão de curso da faculdade, onde explorei superfícies, do


ARTISTAS Mari OS Poppovic ARTISTAS OS ARTISTAS OS ARTISTAS


S OS ARTISTAS OS ARTISTAS OS ARTISTAS OS ART “Me interesso muito pelas pessoas, fico sempre atenta aos outros.” tecido e da pessoa e por isso queria fazer retratos superficiais investigando o que é a identidade da pessoa.” A oportunidade de entrar no Ateliê Aberto foi importante como um primeiro passo para desenvolver o seu trabalho como artista, e poder criar um canal de diálogo entre moda e arte, mundos que muitas vezes se aproximam. “É engraçado estar nesse universo das artes porque para mim era meio mito. Adorei o projeto, de ter essa oportunidade de entrar, já ter uma projeção, conversar com artistas, galeristas. E a Casa é bem legal, ter todos os materiais, mexer em tudo, poder interagir com os outros e no fim ter essa exposição é perfeito.”


42-45