Issuu on Google+

Lado B BRAGANÇA PAULISTA • EDIÇÃO 1 • SETEMBRO DE 2013 • GRATUITO

a ç n a g a de Br

Confira as matérias, textos, quadrinhos e demais conteúdos do Jornal que está estreando em primeira mão para a galera Lado B de Bragança. Aprecie sem nenhuma moderação!!!

Meio Ambiente...

3

Aprenda a economizar o maior bem que existe no mundo, a água, enquanto uns desperdiçam demais, outros mal tem para beber.

Cultura...............

4 Editorial......................2

A arte é uma riqueza para todos, e riqueza não é pagar caro para ter acesso a cultura. Veja como em Bragança existe arte de qualidade gratuitamente.

Colunista.....................5 Social...........................6 Quadrinhos.................7


2 Foto: Shutterstock

Editorial

Incentivo de poucos vale muito

O

“Lado B de Bragança” surgiu de um longo processo de avaliação e de uma vontade. O desejo de fazer algo novo e com conceitos diferentes. Mesmo sabendo que o novo de verdade é meio utópico. As propostas do “Lado B” são as de não ter notícias ou matérias negativas e não expor somente problemas e dificuldades de Bragança Paulista. O conceito de Lado B é ser “underground”, é ser diferente, é ser avesso, é ser escondido do seu oposto, é não ter rótulo, mesmo havendo um. Mas Lado B não pode ser descri-

to, pois ele é o oposto do que está ali para todos, ele está aqui para poucos. Aí vocês podem me perguntar: Qual o propósito de um jornal para poucos em Bragança então? E a resposta é: Poucos lendo, são muitos pensando e muitos pensando são mais fortes do que muitos apenas vendo figuras. O Lado B vem com uma ideia sem muitas ideias, apenas um trabalho diferente e difícil pela falta de incentivo. Contamos com poucos colaboradores, poucos anunciantes que estão realmente apoiando o proje-

to e sempre estarão conosco. Mas temos o apoio de muitos de Bragança e esta primeira edição só veio consolidar que Bragança tem força no Lado B e mostra a vontade do que não está na mídia bragantina em geral. Obrigado mais uma vez aos colaboradores, aos nossos anunciantes e a todos que acreditaram no nosso projeto. Quero me desculpar pelos que só souberam agora com o impresso em mãos e quero explicar que foi devido a falta de tempo e de recursos. Mas convido vocês a fazer parte de nossa equipe nas próximas edições, seja com trabalho ou apenas o apoio ao projeto. A equipe do Lado B conta com poucos, porém que se esforçaram nesta primeira edição para imprimirmos o jornal. Nossa equipe agradece a todos que deram este apoio para que pudéssemos tocar o projeto e apresentar algo de novo à cidade de Bragança Paulista. Um grande abraço,

João Paulo Fehér Jornalista, Assessor de Imprensa, Redator, Editor de Texto, Produtor e Idealizador de projetos como o Lado B de Bragança, Guiarujá e outros pela Agência UOWWW.

Expediente Jornalista Responsável João Paulo Fehér MTB 72.696/SP Editora de Arte Agatha Cristini Sanvidor Colaboradores da edição André Almeida - Cartunista Carolina Lemes - Jornalista Charles Paixão - Cartunista José Gabriel M. Moras - Colunista Shel Almeida - Jornalista Foto de capa João Paulo Fehér

Sistema CTP e impressão Gazeta Bragantina Tiragem 1.000 exemplares Anuncie no Lado B agênciauowww@gmail.com Comunicação e Marketing Agência Uowww agenciauowww.com.br Curta as páginas no Facebook Agência Uowww Lado B de Bragança

Os artigos publicados e assinados não refletem necessariamente a opinião da Agência. O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade única e exclusiva das empresas anunciantes. Lado B é uma publicação mensal e tem os direitos reservados à Agência Uowww.


Meio Ambiente

3

P

Água é

Vida

esquisas dizem que temos que consumir muita água, Mas consumir água não é desperdiçar. Consumir água em excesso pode não fazer diferença no valor da sua conta de água, porém faz muita diferença para o planeta. Siga algumas dicas que podem ajudar o mundo e o futuro do nosso bem mais valioso para a vida. Tome banho em cinco minutos e não em quinze. Escove os dentes com a torneira fechada, o mesmo serve para se barbear. Não use a privada como lixeira. Ao lavar a louça limpe a comida dos pratos e evite deixar a torneira aberta sem uso. Junte uma grande quantidade de roupas sujas para evitar desperdícios na hora de lavar. Reutilize a água da máquina de lavar para limpar o quintal. Não lave calçadas com mangueiras. Use regador para molhar plantas. Cubra sua piscina, evita a perda de 90% da água que seria evaporada. Use baldes para lavar o carro, se for de reuso melhor ainda. Enfim, adote medidas práticas e ecológicas e cuide do nosso bem maior.

Previdenciário, Trabalhista, Criminal, Tributário, Eletrônico, Cível e Público

11 4032.1501 www.alem.jur.adv.br

Hta Design >> criação, desenvolvimento e impressão <<  Cartão de visita

 Email MKT

 Folheto / Folder

 Lembrancinha

 Cardápio

 Brinde

 Imã de geladeira

 Anúncio

 Convite

 Fotomontagem

(11) 9 8012 4302 Viu nosso anúncio no jornal Lado B de Bragança? Você terá desconto na contratação dos nossos serviços!


Cultura

4

Festival de Artes Cênicas apresentou atrações gratuitas a Bragança

Por Carolina Lemes | Fotos Shel Almeida

Estreia de “Vá com Zeus”, na Praça Raul Leme

B

ragança Paulista recebeu pela primeira vez o Festival de Artes Cênicas “Entrando Em Cena Apresenta”, que contou com vários espetáculos gratuitos de teatro, circo e dança, espalhados em diferentes locais da cidade, sempre aos finais de semana. O evento, organizado pelo Instituto Entrando em Cena, através de diversas parcerias, começou dia 2 de agosto e seguiu até 1º de setembro, com 16 atrações, divididas em Mostra

Principal (espetáculos de São Paulo e do Rio de Janeiro) e Mostra Cena Bragantina (produções de grupos teatrais da cidade). Segundo Vanessa Lessa, presidente do Instituto Entrando em Cena, a programação trouxe ainda quatro apresentações do espetáculo “Vá com Zeus”, inspirado nos mitos gregos e na Odisseia, de Homero. “Esse espetáculo é muito especial para nós, porque é produzido pelo Instituto Entrando em

Cena, com jovens que participaram com a gente durante 1 ano de oficinas culturais”. O Instituto foi fundado em 2010 no município, é uma instituição sem fins lucrativos e tem como objetivo a transformação social através da arte praticada por jovens de diversos contextos sociais e econômicos. Outras informações e demais projetos do Instituto estão disponíveis no site: www.entrandoemcena.org.br


Colunista

5

O tempo passa, o tempo voa

Foto: Shutterstock

e agora invadir computadores é crime!!!

A

evolução tecnológica acontece em velocidade impressionante trazendo inúmeras inovações em nossas vidas, dentre elas surgiram novos crimes, note-se que estou falando literalmente de novos tipos penais e não novas formas de se cometer crimes antigos, exemplifico. Hoje os crimes de racismo, de apologia ao crime, estelionato, pedofilia e outros podem ser cometidos por meio de uma mídia social, como o facebook, ou o quase finado orkut, essa transformação no cometimento do crime levou a criação de Delegacias especializadas em crimes cibernéticos, lógico que se a forma de cometer o crime mudou a investigação em busca do autor também, saliento que no mundo virtual tudo que é feito deixa um rastro e o Brasil possui os melhores especialistas do mundo em seguir esse rastro. Mas o assunto que nos leva a chamar a atenção do leitor é um novo tipo penal. No mundo jurídico há muito se discutia sobre a necessidade da criação ou não de

novas normas dirigidas para o mundo da informática, dessa discussão destacamos três posicionamentos, o primeiro defendia a criação de uma lei que tipificasse condutas que entendemos por ilícitas; uma segunda corrente defendia que qualquer alteração era desnecessária haja vista que as condutas tidas por ilícitas já estariam previstas em nossa legislação pátria e a terceira corrente mostrava-se contra ambas exigindo uma reforma completa do Código Penal pátrio que data dos anos 40. Em nossa opinião a última corrente merece maior guarida haja vista que a reforma do código penal já passou da fase de urgência, em outras palavras “tá parecendo roupa de festa junina coberta de retalhos”, mas fato é que a primeira foi parcialmente vitoriosa, haja vista que depois de um escândalo com a divulgação de fotos íntimas de uma atriz global surgiu a Lei 12.737 de 2012, ou seja, o legislativo sentiu o clamor popular e arregaçou as mangas, inserindo assim ao nosso código penal novos crimes.

Destacamos o Crime de Invasão de Dispositivo Informático, agora previsto no artigo 154-A do Código Penal que em resumo penaliza aquele que invadir um computador alheio conectado ou não a rede computadores, há maiores peculiaridades no artigo mas aqui queremos tratar apenas da invasão, observe-se que a conduta criminosa é invadir computador alheio, não diz invadir e copiar um dado, foto etc., simplesmente invadiu cometeu o crime, a nossa ótica acertada a inserção de tal regramento pois o computador hoje é como uma casa para a maioria das pessoas com diversos itens de extremo valor e mesmo que não sejam subtraídos o simples “olhar” já causa inúmeros prejuízos de ordem pessoal e material a seu detentor, assim aquele que era ou é acostumado a invadir computadores alheios, quer seja por “diversão” ou para fins escusos deve repensar a prática pois se antes pensava que trafegava em uma brecha legal hoje tem a certeza que comete um crime e será penalizado, por isso amigos “barbas de molho”. Para concluir fica a ressalva de que se você leitor tem algum dado, foto, vídeo, texto etc. que não quer que caia nas mãos erradas não o deixe no mesmo PC que utiliza para acessar a internet, pois apesar do regramento jurídico, saiba que existem pessoas que insistem em descumprir o Código Penal todo Santo Dia. A todos Fraternos Abraços. José Gabriel Morgado Moras Advogado militante na Região Bragantina – Especialista em Direito Tributário; Membro da Comissão de Ciência e Tecnologia da OAB Seccional São Paulo; Presidente das Comissões do Jovem Advogado e de Cultura da OAB Subseção de Bragança Paulista.


Social

6

Instituto Entrando em Cena lança projeto de empreendedorismo sociocultural Entrando em Cena no Mundo vai oferecer a 30 jovens a oportunidade de transformar o mundo com a arte Por Shel Almeida

D

epois do grande sucesso do Festival de Artes Cênicas como vimos na página 4, o Instituto Entrando em Cena lança seu novo projeto, o Entrando em Cena no Mundo. O projeto visa formar agentes multiplicadores capazes de entrar em cena como protagonistas de ações culturais. Para isso os participantes serão estimulados a identificar seus potenciais através das próprias histórias de vida, identificar e avaliar criticamente as insatisfações sociais, criar projetos capazes de promover transformações nas comunidades em que vivem, além de serem instrumentalizados para desenvolver e gerir tais projetos, buscando alternativas para uma vida plena de cidadania cultural em uma sociedade democrática de fato. O Instituto irá oferecer 30 vagas para quem quer ter a oportunidade de transformar a realidade à sua volta. A proposta é que

os interessados participem de oficinas semanais de criação, desenvolvimento e gestão de projetos socioculturais durante dois meses. Após as oficinas, os projetos serão avaliados e três deles serão premiados com apoio financeiro e técnico para sair do papel. O Instituto precisa de apoio para o financiamento, que pode ser feito por meio da plataforma de financiamento Juntos.Com.Vc. Essa plataforma é usada para viabilizar projetos idealizados por ONGs e empreendedores sociais a fim de que se tornem realidade com a ajuda financeira de pessoas e empresas que se identificam com as mais diversas causas. Para apoiar o Entrando em Cena no Mundo, com colaborações a partir de R$10, é só acessar o link: www.juntos.com.vc/entrandoemcena As inscrições para as oficinas, que se encerrariam nesta sexta, foram prorrogadas até a próxima quarta-feira, dia 11 de se-

tembro. Os interessados precisam ter a partir de 15 anos, vontade de mudar o mundo e disponibilidade para participar das oficinas, que acontecerão todos os sábados, de 21 de setembro a 30 de novembro, das 14h às 18h30, no Centro Cultural Geraldo Pereira, no Matadouro. As inscrições dever ser feitas no seguinte link: http://www.entrando emcena.org.br/mundo/. O Instituto Entrando em Cena é uma organização da sociedade civil, sem fins lucrativos, fundado em 2010 com a missão de utilizar a arte para despertar na juventude o desejo de transformar a sociedade. O Instituto elegeu a cidade de Bragança Paulista como sua sede, pois acredita no grande potencial da cidade e no importante papel da cultura em seu desenvolvimento. Para mais informações, acesse: www.entrandoemcena.org.br ou www.facebook.com/institutoentrandoemcena

RK seguros Rose 11 996 199 905 (vivo) João 11 985 918 881 (tim) rkseguros@hotmail.com “NÃO TENHA DOR DE CABEÇA COM SEGUROS.”


Quadrinhos

7

André Almeida

Quer cont ribuir com nossa pág ina de qu adrinhos? Envie sua arte para agenciau owww@g mail.com quem sab e o seu já entra na próxim a edição? !

Participe !

Charles Paixão



Jornal Lado B de Bragança