Page 1

01

Zine sobre História Alternativa, Ficção Científica e Fantasia

10

>>><

2015 2016

>> Histórias <<

BD


PRODUTOS E SERVIÃ&#x2021;OS DE BELAS ARTES

www.pontodasartes.com


LOJA CACÉM (MEGA STORE) Avenida das Industrias Lote H - Colaride 2735-213 Agualva Cacem loja.cacem@pontodasartes.com LOJA CHIADO Rua Ivens, nº 10, 1200-227 Lisboa loja.chiado@pontodasartes.com LOJA ALMADA Almada Forum Loja 1.78 - Piso 0 2810-354 Almada loja.almada@pontodasartes.com LOJA CASCAIS Avenida 25 de Abril nº 475 2750-516 Cascais loja.cascais@pontodasartes.com LOJA PORTO Rua de Santa Catarina nº 125 4000-450 Porto loja.porto@pontodasartes.com LOJA LXFACTORY Rua Rodrigues Faria, 103 Edifício H - Piso 0 - Loja 0.2 1300-501 Lisboa loja.lxfactory@pontodasartes.com


editorial 09

entrevista exclusiva com paul pope 10

ilustra - Paul Neberra 14

ladroes de aboboras 20

robots gigantes 30

zenesth 40

o proposito oculto do talisma 46

os tempos modernos 56

interno 66

maria sangrenta 72

Tentaculos 74

o relojoeiro 78

Maximiliam Meier, Sérgio Santos Angelo Dias, Catarina Teixeira Daniel Ableev, Sérgio Santos Maximilian Meier Joana Varanda, Paulo Vicente, Nádia Carmo António Fontinhas, Bruno Teodoro Maio Magenta King Thiago Cunha, Simão Baptista Leonardo Melo, Sérgio Santos Diogo Alves Carlos Silva, Filipe Duarte, Nádia Carmo


loteria 84

edgar - o coleccionador de monstros 92

os segredos de atlantida 94

melhor nao mudar 98

a genese 102

novas instalacoes 112

vidas reaiso inicio do fim 144

Angelo Dias, José Pistilli

André Morgado, João Paulo Bragato Joana Varanda, Mitsu Bernardo Silva, João Cruz Tavares Liliana Maia Dário Fernandes, Pedro Ferreira Mário Amorim, Alberto Pessoa

Ilustra - Joao raz 148

evento 1993 152

o festival 156

Tangentes 160

Edgar Ascenção, Paulo Vicente Sérgio Santos, Francisco Boavida Fernando Aires, Mitsu Lisandro Mota, Paulo Vicente, Sérgio Santos


ilustra - Dina Barbosa 158

monstro de fumo 162

One man JOB 166

sabor humano 170

Conto- A montanha das nuvens negras 172

Ross Cypher, Sérgio Santos João Tavares, Sérgio Santos, Ana Pais Dário Fernandes, Ricardo Soares Paulo Gomes, Paulo Vicente, Nelson Mota


Editor Sérgio Santos

Design

Sérgio Santos

Ilustração de capa Paul Neberra

Revisão de texto André Mateus João Tavares ISSN 2183-6477

_

zine.h.alt@gmail.com

facebook.com/h.alt.bd

h-alt.weebly.com

_

Barreiro- Portugal © 2016

Nesta nova reedição especial da revista H-alt nº1 foram acrescentadas dez novas histórias de BD. Existem também algumas pequenas melhorias nas antigas histórias de BD e aparecem mais trabalhos de ilustração. A magnífica pintura da capa pertence ao fantástico artista plástico Paul Neberra. Autor que também está em destaque na secção Ilustra e que tem sido um grande aliado e amigo da H-alt. Na secção Ilustra aparecem também trabalhos de ilustração de Dina Barbosa e João Raz. Aparece também a 1º parte do conto ilustrado de Conan o cimério, que irá continuar nas próximas edições. Ao longo desta espantosa aventura chamada H-alt aconteceram várias experiências enriquecedoras e alguns percalços. Mas permanece a convicção de que o futuro continua cheio de oportunidades e alegrias. Após a 1º edição impressa da H-alt nº1 ter esgotado foram feitos vários pedidos para que surgisse uma nova reedição. Tratava-se de um desafio que não poderia ser recusado.

09


ZOOM

ENTREVISTA EXCLUSIVA COM PAUL POPE

Paul Pope é um conceituado ilustrador e autor de BD que vive e trabalha em Nova York. Ao longo do tempo conquistou uma reputação internacional como artista e designer. Apesar de trabalhar sobretudo no mundo dos comics americanos onde o seu trabalho é elogiado pela crítica , alcançou também muito prestigio como ilustrador. É possível aceder a mais informação no site do autor em http://paulpope.com/.

10


A primeira vez que li um dos seus livros pensei que fosse um autor de BD europeu? Alguém já lhe disse isso? Sim, os artistas europeus e especialmente os franceses e os italianos foram grandes influências na minha infância. Pratt, Manara, Moebius, Crepax, etc... Nas suas histórias de BD noto alguma influência do manga japonês. Concorda com essa afirmação? Sim, eu trabalhei e morei no Japão na década de 1990 durante muitos anos. Fiz trabalhos de manga para a Kodansha, embora muitos não tenham sido publicados. Trabalhou com ilustrações para marcas bem conhecidas (Diesel, DKNY ...) e empresas ligadas ao entretenimento. Como explica que tenham surgido essas oportunidades? Eu trabalhei com uma agência de publicidade de NYC chamada HappyCorp na década de 2000 e por causa disso fiz muitos contactos através dessa associação. Gosto de trabalhar em meios fora da BD, é interessante.

Ganhou inúmeros prémios, isso funcionou como um estímulo para melhorar seu trabalho? Mas também trouxe um aumento acrescido de pressão? Sim concordo com as suas questões, acho eu. É bom ser reconhecido pelos seus esforços, mas no final do dia, não podemos “comer” prémios, devemos continuar a aprender e a crescer como artistas.


Prefere trabalhar a preto e branco ou com cor e porquê? Eu gosto de trabalhar com os dois processos, embora eu acho que eu prefiro mais o P/B se eu tivesse que escolher um sobre o outro. Desenhar a preto e branco é mais simples, puro e directo. Como foi a experiência de trabalhar com o Batman na DC? Correu bem assim que me acostumei com isso. Foi intimidante no início, com certeza. Eu já trabalhava em BD há mais de 15 anos quando comecei a trabalhar com o projecto com Batman e já anteriormente tinha alguma experiência com grandes personagens e grandes editoras. O meu editor Bob Schreck foi um óptimo guia e amigo que muito me ajudou. Sente simpatia por teorias libertárias? Parecem estar muito presentes em muitas das suas histórias. Eu acho que o discurso político, especialmente nos EUA foi suavizado e corrompido ao ponto onde eu não gostaria de ficar associado a um qualquer rótulo. Eu concordo com o ensaio de Thoreau a respeito da desobediência civil. Estou mais interessada nele e em Lao Tzu do que noutros autores. Eu não tenho muita fé no poder centralizador nas mãos de poucos, sou muito céptico em relação ao poder. Quais são as suas maiores influências literárias? Eu gosto dos clássicos. Eu gosto de escritores do séc. XIX e XX. Eu leio muitas biografias, principalmente de artistas e músicos. Infelizmente não tenho muito tempo para ler por prazer agora, quando o faço ultimamente é principalmente para trabalho de investigação.


Qual foi a obra em BD que contribuiu mais para a progressão da sua carreira? Para mim, pessoalmente? Eu diria que seriam alguns dos meus mais recentes trabalhos como criador-autor. Battling Boy e THB. Não tem feito muito trabalho em colaboração com outros autores (argumentistas, coloristas) em BD? Eu prefiro trabalhar sozinho normalmente. Tenho certeza de que irei colaborar com outros autores no futuro. O seu estilo é muito expressivo. Quando cria as suas bandas desenhadas tem uma abordagem mais intuitiva ou metódica? Intuitiva, acho eu. Infelizmente eu não tive a oportunidade de ler muitos livros criados por si, mas eu gosto muito do “100%”. Eu realmente acho que é um livro notável. Gosto especialmente da história de amor entre os dois personagens principais. Obrigado, eu acho que o livro mantém-se actual apesar das muitas falhas que eu lhe poderia apontar. É pelo menos, um trabalho honesto. Reflecte com precisão os meus pensamentos e sentimentos que tinha com 28 ou 29 anos. No presente momento o que gostaria de explorar na BD que ainda não teve oportunidade de fazer? Eu estou interessado principalmente em continuar a escrever e desenhar minhas próprias histórias pessoais, qualquer que seja o assunto. Qual seria a sua mensagem aos jovens autores de BD que às vezes estão indecisos se devem seguir esta carreira ou outra? Eu procuro sempre evitar essas perguntas do tipo “guru”. Acho que quando se ama algo devemos trabalhar de forma afincada para sermos bem sucedidos, artisticamente e financeiramente. Não existe um único caminho e quando muitas vezes vamos atrás de outra pessoa acabamos por perder-nos. Eu sei que para mim a BD é algo excepcional, eu faria tudo o que fiz quer ganhasse dinheiro ou não com isso. É um exercício criativo que eu amo verdadeiramente e ao qual sou muito dedicado.

A entrevista com Paul Pope foi originalmente publicada no site da H-alt em 2015-07-14. O autor desta entrevista foi Sérgio Santos.


ILUSTRA

Paul neberra Pintor

Paul Neberra nasceu em Mainz, capital do estado federal de Renânia-Palatinado na Alemanha, a 6 de Janeiro de 1982. Aos 6 anos mudou-se com a família para Portugal, onde iniciou a sua escolaridade. À medida que foi crescendo, sentiu-se dividido entre as suas duas grandes paixões, a ciência e a arte. Mas terminando o secundário decidiu enveredar pelo Design e matriculou-se no IADE, Instituto de Design e Marketing. Concluiu a sua licenciatura em 2004 e começou a trabalhar como ilustrador num projeto de revistas infantis. Entre 2006 e 2007 foi designer/criativo numa pequena agência de publicidade e após esse período esteve a lecionar softwares gráficos numa escola de formação em Lisboa. Permaneceu no ensino durante 5 anos, dando também aulas de TIC, sem nunca deixar de criar ilustrações, sobretudo em formato digitais. Desagradado com a ideia de se tornar um teórico, decidiu deixar o seu trabalho e dedicar-se por inteiro à pintura, para desta forma dar vida às criaturas e personagens bizarras do seu imaginário. Neberra define-se como um contador de histórias dentro da corrente artística Pop Surrealismo. http://www.neberra.com https://www.facebook.com/neberra

14


ladroes de aboboras Argumento: Maximilian Meier Legendagem: Maximilian Meier Tradução: Sérgio Santos Arte: Maximilian Meier Cores: Maximilian Meier

O objectivo da H-alt é criar histórias colaborativas entre vários autores. Excepcionalmente e devido ao grande mérito do trabalho do Maximilian Meier achámos que valia a pena quebrar as regras.

20


Robots Gigantes Argumento: Angelo Dias Legendagem: Catarina Teixeira Arte: Catarina Teixeira Cores: Catarina Teixeira

30 42


zenesth Argumento: Daniel Ableev Legendagem: Maximilian Meier Tradução: Sérgio Santos Arte: Maximilian Meier Cores: Maximilian Meier

40


o proposito oculto do talisma Argumento: Joana Varanda Legendagem: Joana Varanda Arte: Paulo Vicente Cores: Nรกdia Carmo

46 42


os Tempos modernos Argumento: Antรณnio Fontinhas Legendagem: Bruno Teodoro Maio Arte: Bruno Teodoro Maio

56 42


interno Argumento: Magenta King Legendagem: Magenta King Arte: Magenta King Cores: Magenta King

O objectivo da H-alt ĂŠ criar histĂłrias colaborativas. Excepcionalmente e devido ao mĂŠrito do trabalho do Magenta King achamos que valia a pena quebrar as regras.

66 42


maria sangrenta Argumento: Thiago Cunha Legendagem: SimĂŁo Baptista Arte: SimĂŁo Baptista

70 42


tentaculos Argumento: Leonardo Melo Legendagem: Diogo Alves/ SĂŠrgio Santos Arte: Diogo Alves Cores: Diogo Alves

74


o relojoeiro Argumento: Carlos Silva Legendagem: Filipe Duarte Arte: Filipe Duarte Cores: Nรกdia Carmo

78


loteria Argumento: Angelo Dias Legendagem: José Pistilli Arte: José Pistilli Cores: José Pistilli

84


Edgar- o colecionador de Monstros Argumento: André Morgado Legendagem: João Paulo Bragato Arte: João Paulo Bragato Cores: João Paulo Bragato

92


os segredos de atlantida Argumento: Joana Varanda Legendagem: Mitsu Arte: Mitsu Cores: Joana Varanda

94


melhor nao mudar Argumento: Bernardo Silva Legendagem: João Cruz Tavares Arte: João Cruz Tavares Cores: João Cruz Tavares

98


a genese Argumento: Liliana Maia Legendagem: Liliana Maia Arte: Liliana Maia Cores: Liliana Maia

O objectivo da H-alt ĂŠ criar histĂłrias colaborativas. Excepcionalmente e devido ao mĂŠrito do trabalho da Liliana Maia achamos que valia a pena quebrar as regras.

102


novas instalacoes Argumento: Dรกrio Fernandes Legendagem: Pedro Ferreira Arte: Pedro Ferreira Cores: Pedro Ferreira

112


vidas reais - o inicio do fim? Argumento: Mรกrcio Amorim Legendagem: Alberto Pessoa Arte: Alberto Pessoa Cores: Alberto Pessoa

118


ILUSTRA

Joao raz Ilustrador

João Raz nasceu em Vendas Novas a 30 de Setembro de 1976. Nascido e criado no Alentejo, trocou os costumes e os cheiros característicos daquela região, por outra cidade “além Tejo”, o Barreiro, local onde reside há mais de catorze anos.

Desde a infância que se deixou encantar pelo desenho e pela banda desenhada nas mais variadas vertentes e estilos. Desde que aprendeu a ler que se tornou um consumidor compulsivo de revistas de comics, livros de ilustrações e Sketchbooks que mais tarde se tornariam os seus referenciais artísticos. Stan Lee, Jim Lee, Todd Macfarlane, Jim Starlin, Jack Kirby e o incontornável Frank Frazetta foram as verdadeiras influências e heróis de infância.

Já participou em várias exposições e tem publicados inúmeros trabalhos em diversas publicações. É o fundador do popular grupo do Facebook Desenhos, Inks e rabiscos. http://joaoraz.wix.com/joaoraz http://joaoraz.blogspot.pt/

https://www.facebook.com/JoaoRazIlustracaoEBandaDesenhada http://www.graphicboost.net https://www.facebook.com/graphicboost.artworks Graphic Boost Artworks https://www.behance.net/graphicboost

128


evento 1993 Argumento: Edgar AscensĂŁo Legendagem: SĂŠrgio Santos Arte: Paulo Vicente Cores: Francisco Boavida

134


o festival Argumento: Fernando Aires Legendagem: Mitsu Arte: Mitsu Cores: Mitsu

142


tangentes Argumento: Lisandro Mota Legendagem: SĂŠrgio Santos Arte: Paulo Vicente Cores: Paulo Vicente

150


ILUSTRA

Dina Barbosa Ilustradora Após a Licenciatura em Design de Comunicação em 2007 e um curso técnico de produção multimédia em 2008, iniciou actividade enquanto designer gráfica freelancer em 2009. Após alguns anos dedicados sobretudo a implementar e expandir o seu negócio, sem nunca perder de vista o desejo de se dedicar igualmente à ilustração de forma séria, é finalmente em finais de 2013 que começa a movimentar-se nesse sentido. O desejo de criança, alimentado de forma um pouco irregular ao longo dos anos sabia cada vez mais a insatisfação, tornando-se já demasiado pesado e até doloroso para ignorar. Adere então a alguns grupos de ilustradores nos meios sociais, organiza dois encontros de ilustradores no Porto, acabando por encontrar o grupo Desenhos, Inks & Rabiscos, onde participa nos Zines “Fantasia”, “Ficção Científica” e “Terror.” No seio do grupo, partilha trabalhos e começa a relacionar-se com outros ilustradores mais e menos experientes de quem adquire conselhos e doses generosas de companheirismo. Em 2014, após a falta de resultados interessantes nas duas reuniões de ilustradores que organizou, decide enveredar por uma actividade mais prática e convida amigos e colegas para organizar uma exposição colectiva que resultou num projecto de criação de um baralho de tarot ilustrado - Tarot Collective. O projecto teve continuidade em 2015, originando uma nova exposição colectiva e um livro intitulados “Contos do Fantástico” da autoria de Jordana Nicolau. http://www.graphicboost.net https://www.facebook.com/graphicboost.artworks https://www.behance.net/graphicboost 158


MOnstro do fumo Argumento: Ross Cypher Arte: Sérgio Santos

162


One man JoB Argumento: João Tavares Legendagem: Sérgio Santos Arte: Sérgio Santos Cores: Ana Pais/ Sérgio Santos

166


sabor humano Argumento: Dรกrio Fernandes Legendagem: Ricardo Soares Arte: Ricardo Soares Cores: Ricardo Soares

170 42


Conto: Paulo Gomes

Ilustrações: Paulo Vicente e Nelson Mota

Apesar da H-alt ser uma revista de BD considerou-se que seria positivo publicar também contos escritos . A paginação é da autoria de Paulo Gomes.

172


H-alt nº1  

Revista digital de BD H-alt sobre Sci-fi, fantasia e realidade/história alternativa. 2º edição especial com mais histórias de BD surgiu a...

Advertisement