Page 28

Foto: Marcelo Cordeiro

Genética

chega à 14ª bateria Desafio é ampliar o número de rebanhos colaboradores em todo o Brasil para garantir que cada vez mais touros possam ser testados

S

em o Teste de Progênie seria impossível fazer a seleção de Guzerá leiteiro”. A afirmação do criador Marcelo Lack resume a importância desta ferramen“ ta para o melhoramento genético da raça em todo o país. Desde que foi criado, em 1994, o Teste de Progênie contabiliza mais de 300 touros provados para leite. A genética de muitos desses reprodutores foi testada no plantel de Marcelo Lack, que desde o início do programa participa como rebanho colaborador. “Percebo que, a cada ano, a qualidade dos filhos dos touros é superior. Além de bonitos e dentro do padrão racial, eles produzem mais”, atesta Lack, que também tem touros do próprio plantel participando do Teste de Progênie (TP). Como os rebanhos colaboradores podem escolher sêmen de quais touros utilizará, é possível fazer um acasalamento dirigido que contemple a seleção da propriedade. É necessário usar, no mínimo, seis touros da prova a cada bateria. A escolha é feita pelo próprio participante, com base nas informações genealógicas e fotos apresentadas no catálogo do Teste. “Este é o método mais preciso para

26

avaliar o real potencial genético de um touro para a produção de leite, embora demorado. Para que um touro seja avaliado e disponibilizado ao mercado é necessário que tenha produzido várias filhas e que estas tenham encerrado a primeira lactação. Para isto, usualmente são gastos em torno de seis anos. O ponto forte desta ferramenta é que, ao testar os touros e publicar suas avaliações, ela indica animais melhoradores para a seleção da aptidão leiteira e permite aos criadores escolher com segurança que touro ele vai utilizar para assegurar o êxito na consecução dos seus objetivos”, explica Ariane Maria Figueiredo Menicucci, presidente do Centro Brasileiro de Melhoramento Genético do Guzerá (CBMG). O programa vem mostrando que está no caminho certo. Os campeões da pista de aptidão leiteira da ExpoZebu 2013 fazem parte de alguma bateria do Teste de Progênie. A única exceção foi na categoria Júnior Menor, vencida por Peniel Ibituruna, que, por ser ainda muito jovem, não tem idade para participar do teste, mas é filho do touro Uriel Ibituruna, participante da 12ª bateria. Entre as camRevista Guzerá | Nº 06 | 2013

Revista Guzerá  

Órgão Oficial da Associação dos Criadores de Guzerá do Brasil

Revista Guzerá  

Órgão Oficial da Associação dos Criadores de Guzerá do Brasil

Advertisement