Page 1

Uma coletânea de muitos anos das receitas que fizeram a nossa mesa

Sabores

a n i z o C h da nossa

Alessandra Choairy Myrrha

Edição por Nathalia Myrrha & Camilla Myrrha Design e fototografia por Camilla Myrrha


CRÉDITOS Autoria: Alessandra Choairy Coelho Myrrha Design & Fotografia: Camilla Myrrha Edição: Nathalia Choairy Myrrha & Camilla Myrha Assistente de fotografia (fotos tiradas no Brasil) : Juliana Bontempo

AGRADECIMENTOS Muitos tornaram este livro possível: Rodrigo, o amor da minha vida que valorosamente resistiu aos anos sem engordar; Nat Myrrha, que muito colaborou na coletânea e digitalização; Camilla Myrrha, a norinha querida que revisou parte do texto e fez a diagramação e as fotos maravilhosas; Pininha Choairy por não ter ciúmes da sua cozinha enquanto eu crescia experimentando; Newton Rodart por me ensinar a apreciar a boa mesa; Vó Tantão por cozinhar saborosamente e com simplicidade; Vó Naná por trazer a diversidade étnica pra minha vida; Darley Lopes pelas primeiras lições de ensino a distância pelo telefone ainda na minha infância; Fernanda Lopes pelos muitos anos de sincronia na cozinha harmoniosamente compartilhada. E pela revisão no texto: Fernanda Figueiredo Laura Loredo Isabela Araújo Tatiana Marques E claro, o muito obrigado a cada receita compartilhada, cujos nomes seriam impossível citar nominalmente.


DEDICATÓRIA ÀS

GERAÇÕES

QUE

VIRÃO

Permita que sempre tenhamos comida à mesa. Que as gerações futuras ainda esquentem a barriga no fogão, E temperem a comida com amor e não com caldo Knorr. Que não haja pílulas e rações entre nós, Mas que aceitemos de bom grado a alegria das cores e sabores, O uso de colher, faca e vasilha para reuniões de família. E que o tempo de preparo ainda seja um mal necessário. Para que o céu seja céu, Já que Teu Filho comeu peixe e mel.


INTRODUÇÃO Não se pode colocar todas as receitas numa mesma gaveta. Elas tem, inerentes a si, características e inserções próprias. Algumas são aquelas delícias que alguém fazia de modo especial, pessoas que se fazem ainda presentes no paladar, como obras de arte perpetuando artistas. Haja visto o... que ainda tive chance de provar da Vo Eleonora somente servido em epoca de natal e trazido na bagagem da mae italianissima. Outras so contam historias, histórias de gente que gostava tanto delas.. a. gente nem tanto... mas gostava tanto de quem gostava delas e nao esta aqui mais pra contar o tanto que gostava delas e nem pra fazer... foi-se o tempo da farinha dágua, da fritada de camarao seco, do bolo de tapioca da Vó naná... Os bifes de frango empanados da Vó Tantao ficaram... nao na montanha que ela fazia, nem na perfeição de quem começava com os 10 quilos 2 dias antes, mas com dois peitos pra fazer, a gente ainda encara... Outras são segredos de família, quase impuplicáveis – coisas de iniciados. Os charutos do Betao... heranca da Vó Preta... e aquele fango refogado que ela fazia e que todo mundo comia de joelhos? Parece aos estranhos que nunca a verdade será repassada... pode até estar escrito, depois de muito se implorar, mas um ultimo ingrediente, talvez o pedigree , nao vem junto... fica com quem aprendeu na cozinha de umas e outras... Umas nem tão boas são, mas contam histórias familiares, são costumes, mais incorporados que acreditamos estar. Vem no sangue... como ex-

Alessandra Choairy Coelho Myrrha

plicar o gosto generalizado de todo lado Choairy pela culinaria arabe? Festa foi ir ao Emporio Sirio Libanez na Rua rio de Janeiro, centro de BH, comer esfirra e abobrinha recheada com babaganush.. ah... essa nunca aprendi! Ou o gosto pelas massas e risotos do lado dos Myrrha? Os cinco bisavós italianos de sangue e patria explicando ma que cosa que te fa bene! Difícil é classificá-las com precisão: brigadeiro seria comemoração ou pecado? Há aquelas que sao presentes dos céus: fáceis de fazer, de efeito e deliciosas. Outras sao como castigo: complexas, dificeis, exigentes, como os Petit Gateau que fico esperando a Nat preparar pra mim, mas a gente nunca desiste! Outras soam como pecado: um pacote inteiro de manteiga e 12 ovos? Pecado, definitivamente! Algumas comemoram eventos, ocasioes, lembram ausencias e presenças... os primeiros natais sem Michelle e mamae chorava com biscoito de passas. Mas o que seria do Natal sem eles? Bem, a verdade é que abri mão da organização mental que daria a essa receitas que ora vos apresento, porque ela so faz sentido na minha cabeça gulosa... poderia falar de cada uma delas... histórias de uma vida inteira, de quilos inteiros, de muita festa e prazer... ah... desse nao quero nunca abrir mão! Que viva o comer e o compartilhar! Essa sou eu e os que eu amo!


ÍNDICE de receitas MOLHOS, TEMPEROS E PASTAS Chutney de Manga Coalhada Seca Geléia de Pimenta Molho Barbecue Molho Básico de Tomate Molho da Pizzaria do Kaká Molho de 3 queijos Molho de iogurte para salada Molho doce de frutas para carne Mousse de atum Mousse de frango Mousse de frango com abacaxi Mousse salgada de abacaxi Pasta para Pão de Alho Sardela da Margarete Lima Tempero de Sal com Alho Tempero Vermelho da Nice Castro ACOMPANHAMENTOS, PRATOS UNICOS E PETISCOS 1 Arroz 7 camadas Arroz branco solto Arroz de carreteiro Banana de Capote 2 Beringela ao Vinagrete Berinjela caponata da Cristina do Banco Berinjela gratinada Canjiquinha Couve-flor da Nice Croquetes de Milho Verde Esfirra da Teresa Donairi Feijão tropeiro Farofa fria da Judith Macarrão ao molho de presunto e berinjela Macarrão com molho de legumes quase crus Macarrão de panela de pressão da Lúcia Gatto Macarrão parisiense Massa de panqueca da Ritinha Massa de pizza alta de tabuleiro da Alessandra Massa de pizza da Teresa Donairi Massa de pizza fabulosa Massa para pastel português (massa cozida pra fritar) Misto de forno da irmã Guaraciaba Nhoque pré-cozido Palitinhos salgados Panqueca com brie e damasco Pão Ônibus Pastel de forno da Fátima de Cabo Pastel de nata da sister Raphaella Frio Purê de mandioquinha Quibe Quiche de cebola Risoto de frango na panela de pressão Rocambole de batata da Nice Salada de Macarrão Salada de manga com hortelã Salada de uva com ovos de codorna Salada Especial Salada frango defumado com abacaxi Salgadinho prático Salpicão

Salada de cenoura da Tati Sopa de couve-flor Suflê de Cenoura Suflê de Milho Verde Suflê de Queijo Tabule Tijelada de palmito Tomate recheado Torta Catalã Torta de atum de liquidificador da vizinha Torta de batatas melhorada Torta de legumes da Vó Preta Torta de Salmão Torta dos 3 queijos Torta rápida de batatas da vovó Pininha Torta salgada da Mirna Leal Yakisoba CARNES Abobrinha recheada Almôndegas Bacalhoada da Mamis Bife a rolê da Fernanda Bife na panela de pressão Bolo de carne moída Bracciola Camarão tailandês ao curry Camarão ao molho dourado Carne assada da Tia Clô Carne quebra-galho Churrasco na panela de pressão Costelinha com molho barbecue Escafler de frango Espetinho misto da Vovó Pia Filé ao molho de gorgonzola Filé da Vânia Myrrha Frango à espanhola Frango americano da Rhea Taylor Frango com maçã ao curry da Jack Frango ao Molho de Requeijão da Tia Carla Frango assado na panela de pressão Frango com laranja Frango com maionese Frango frito tipo KFC Goulash rápido Lagarto da Divi Lombo e Maminha à Dona Durica Moqueca de peixe do Curuca Panquequinha Chinesa Peito de frango empanado da Vó Tantão Peixe a cubana Peixe dos Nebeckers Picanha a moda do Alexandre Monteiro Repolho com linguiça Torta do Pastor Xinxim de galinha DOCES E TORTAS Banana caramelada flambada com sorvete Bombocado da Betânia Bombocado paulista Brigadeirão

Chuvisco Cuscuz da Fátima de Cabo Frio Doce de maçã na panela de pressão Docinho “Palha Italiana” Gingilim (Nona Eleonora ) Granola da Arabela Maria-Mole Maria-Mole com frutas Mousse de chocolate da Alessandra Mousse de Maracujá Mousse Valparaíso de limão Pé-de-moleque da Eliana Martins Pêras ao molho de chocolate e laranja Praliné Pudim de leite condensado da Bisa Naná Pudim de Leite Condensado Diet Pudim Quick Galetos Sorvete Strudel à Húngara Torta de Amendoim da Gertrudes Torta de ameixa Torta de banana Torta de coco do Curuca Torta de goiaba com bananas (Nona Eleonora) Torta de limão da Dri Torta de maçã do Elder Crose Torta de maçã verde Torta de maracujá do Ricardo Torta de Morango Torta de morango, abacaxi e mamão Torta de Nescau da Raquel Brant Torta de Nutella Torta de pêssego Torta de Sonho de Valsa Torta do Elder Queiroz Torta gelada de abacaxi Torta holandesa Trufas da Eliane Martins PAES, BOLOS E BISCOITOS Biscoitinhos Biscoito de aveia Biscoito de marca da Triza Maria Francisca de Jesus Biscoito de nata Biscoitos de passas Biscoito de polvilho frito da irmã Matilde Biscoito de queijo com mandioca Bolo campineiro da Bisa Eleonora Bolo cremoso com iogurte Bolo de abobrinha da Ana Elisa Bolo de aveia da Lívia Bolo de banana da Morgan Booth Bolo de cenoura Bolo de chocolate da Darley Bolo de fubá, queijo e coco Bolo de laranja Bolo de maçã da Luciene Bolo formigueiro Bolo garotão Bolo gelado de morango Bolo mousse de chocolate Bolo peteleco

Bolo prestígio da Raquel Silveira Bolo Suíço Broa de fubá de canjica da Nice Brownie da Nat Brownies do Elder Kennedy Chocotone da Adriana Cookies com aveia Cookies da Dri Cookies de abóbora Cuca alemã Cupcake branco Cupcakes de chocolate Fatia da Margarida Fagundes de Sete Lagoas Focaccia Muffin de canela com chocolate Panetone da Marcinha Ferreira Panqueca alemã do Elder Wright Pão de abóbora Pão de cebola da Glorinha de Cabo Frio Pão de ló Pão de mel original Pão de queijo com batata Pão de queijo de forminha da Bisa Nana Pão integral Rosca alemã Rosca da Tia Nena Rosca da Vó Naná Rosca de mandioca Rosquinha de nata Sonho da Cláudia Sonho da Iracema Sunday Cake COBERTURAS, CALDAS E GELÉIAS Recheio de nozes Baba de Moça BEBIDAS7


Geléia de Pimenta Essa receita recebi de presente quando

Molhos,Temperos & Pastas Chutney de Manga Foi a fartura da mangueira da casa

da Mamãe que me inspirou a encontrar esta receita. Bom para servir com carnes assadas.

1 xícara de chá de vinagre branco 3 colheres de sopa de suco de limão 3 xícaras de chá de água 1 xícara de chá de açúcar mascavo 1 colher de sopa de sal 3 paus de canela 1 colher de chá de mostarda 200 g de passas brancas 1 colher de sopa de gengibre ralado 3 pimentas malagueta sem semente 4 kg de mangas cortadas em quadradinhos Em uma panela misture o vinagre, açúcar mascavo, água, limão e a manga, deixando ferver por um tempo. Coloque as passas, a pimenta, a canela e o gengibre. Misture e deixe a manga cozinhar. Por último acrescente a mostarda. Armazene em vidros limpos e guarde na geladeira. Sirva frio sobre carne.

Coalhada Seca Uma receita tradicional da culinária árabe

que exige a presença do antigo coador de pano. Excelente para espalhar sobre torradinhas ou pão árabe como petisco. Ainda melhor se temperado com azeite.

1 pote de 200 g de coalhada industrial 1 litro de leite integral que não seja de caixinha Sal a gosto Aqueça o leite. Coloque o dedo limpo dentro dele. Se 10 segundos não o queimar, a temperatura está certa. Misture a coalhada, mexendo somente em uma direção. Cubra com um pano grosso e deixe em lugar abafado por no mínimo 15 horas. Retire e verifique se a fermentação está adequada (deve estar grosso e com soro aparente). Use um coador de pano de café para drenar o soro, retendo a coalhada. Chegando no ponto de umidade que lhe interessa (mais ou menos seco), retire para uma vasilha plástica e tempere com sal a gosto. Despreze o soro. Mantenha em geladeira por até 5 dias.

em visita ao Maranhão, da mãe de Maria Lua, neta de Carim Filho.

1 abacaxi sem casca e sem miolo 1 copo de água (200ml) 2 copos de açúcar 2 pimentas dedo de moça sem semente Bata no liquidificador os 3 primeiros ingredientes. Depois acrescente as pimentas e bata ligeiramente, para que apareçam os pedacinhos. Leve ao fogo para ficar no ponto de geleia. Conserve em geladeira ou processe para armazenamento.

Molho Barbecue O verdadeiro! Nunca encontrei a mostarda seca, por isso substituí com um pouco de mostarda comum.

1 copo de açúcar mascavo 1/4 copo de páprica 1/2 copo de Molho Inglês 1 copo de vinagre 1 copo de Catchupe 4 copos de polpa de tomate 4 colheres de chá de sal 4 colheres de chá de mostarda seca 4 colheres de chá de cravo moído ½ colher de sopa de alho moído ½ colher de sobremesa de Pimenta Chili moída 1/8 colher de sobremesa de pimenta ardida a gosto 3 copos de cebolas refogadas Cozinhe lentamente mexendo sempre até engrossar. Mantenha tampado em vidros esterilizados na geladeira.


Molho “A La Vodca” para Massas do “Brio” Comem- Molho da Pizzaria do Kaká A lasanha do Kaká fez os essa massa em Salt Lake e … consegui fazer bem parecido!!

1 copo de molho caseiro de tomate 1 copo de molho branco ½ copo de creme de leite fresco ¼ de copo de conhaque

sucesso nos dois lados da família. Um dia o Goiaba compartilhou a receita. Para quem quiser tentar repetir o sabor perdido no tempo…

1 kg de massa de tomate Elefante 1 colher de sopa rasa de sal 1/4 xícara média de chá de açúcar Prepare um pouco de molho branco com mantei- 1 pimentão batido ga, cebola, alho, sal e farinha de trigo. Acrescente 1 cebola grande batida leite e cozinhe. Acrescente o molho de tomate 1 kg de carne moída magra de segunda e ao final, o creme de leite e o conhaque. Deixe aquecer e desligue. Use sobre massa recheada tipo capelete ou ravióli de sabor suave. Gratine com queijo parmesão se desejar.

Refogue a cebola, o pimentão e a carne. Acrescente a massa de tomate, tempere com o açúcar e o sal e cozinhe até apurar.

Molho Básico de Tomate Um MUST pra se ter sempre no

Molho de 3 queijos Boa opção para gratinar massas,

5 kg de tomate maduro e com muita polpa (pesados) 2 cebolas grandes picadas grosseiramente 4 dentes de alho grandes picados 1/4 pimentão verde Orégano fresco a gosto Manjericão fresco a gosto Salsão fresco a gosto Sal a gosto

1 copo de leite 1 caixa de queijo fundido 100 g de manteiga 1/2 copo de leite 1 copo de requeijão 150 g de creme de leite fresco 2 colheres de queijo parmesão ralado

freezer. Quem aprende não fica sem!

Refogue o alho e a cebola em 4-5 colheres de óleo. Acrescente o pimentão, tomates cortados em 3 (a conta de tirar o talinho), os verdes, sal e cozinhe para desmanchar e evaporar o caldo que se forma. Espere esfriar, bata no liquidificador e coe em peneira grossa. Distribua em copos descartáveis e leve ao freezer por até 6 meses. Rende 8-10 copinhos de 200 ml.

legumes ou batata.

Misture tudo e cozinhe em fogo baixo até engrossar.


Molho de iogurte para Salada Cremoso e refrescante! Varie as quantidades para adequar a seu gosto.

1 colher de sopa de azeite 1 copo de iogurte natural 3 colheres de suco de limão 3 dentes de alho Manjericão a gosto ½ xícara de chá de ricota 1 colher de chá de mostarda Pimenta a gosto Ervas finas a gosto

Molho de Salada com Mel Experimente variações

Mousse de Atum Pode ser preparado com antecedência

1 colher de sopa de mel 1 xicara de azeite 1 colher de sopa de limão comum ou siciliano 1 colher de sopa de aceto balsâmico Sal e pimenta do reino a gosto

1 pacotinho de gelatina em pó branca sem sabor (12 g) 1 lata de atum (170 g) 1 vidro pequeno de maionese (250 g) 1 cebola tamanho média picada 1 colherinha rasa de sal 1 lata de creme de leite com o soro Manteiga ou azeite para refogar

substituindo o mel por geleias cítricas como laranja, tangerina, damasco, etc.

Emulsione todos os ingredientes e sirva com folhas verdes.

Bata os ingredientes no processador ou liquidifiMolho Doce de Frutas para Carne Excelente opção cador e sirva por cima da salada. para enriquecer facilmente uma refeição simples.

Molho de Pimenta Biquinho A pimenta biquinho não arde como as outras, mas tem um sabor intenso e perfumado. Use para peixadas, moquecas e pratos da culinária mineira e baiana.

15 pimentas biquinho sem semente 100 ml de azeite de oliva extra virgem 1 colher de sopa de vinagre Bata todos os ingredientes no liquidificador. Salgue a gosto.

1 xícara de chá de açúcar 2 maçãs picadas em fatias finas sem casca ou abacaxi ou suco de maracujá Caramelize o açúcar. Acrescente um pouco de água e ferva até derreter e engrossar. Misture a fruta, ferva mais um pouco e sirva sobre carnes grelhadas.

de 2-3 dias e mantido na geladeira. Excelente para festas e recepções.

Coloque em uma panela um pouco de manteiga e refogue a cebola. Quando estiver dourada, junte os temperos. Desligue o fogo e deixe esfriar um pouco. À parte, dissolva a gelatina em pó em um pouco de água fria e misture. Adicione ½ xícara de chá de água fervendo, misturando muito bem. Leve ao fogo até derreter. Junte todos os ingredientes no liquidificador e bata por alguns minutos. Prove o sal. Se necessário, retempere. Despeje numa forma molhada e leve à geladeira para servir horas depois. Desenforme num prato maior e decore a gosto com azeitonas, ovos cozidos, flores de tomate, maionese e pimentão.


Mousse de Frango Enforme em vasilhas menores e

Mousse Salgada de Abacaxi Use as dicas das outras mousses ao lado.

na hora de servir crie variedade na decoração.

1 pacote de gelatina em pó 2 copos de caldo de galinha quente 1 xícara de chá de maionese 1 xícara de chá de creme de leite 1 xícara de chá de frango ou camarão já cozido Dissolva a gelatina no caldo de galinha. Misture a maionese, o creme de leite e o frango. Bata no liquidificador e distribua em uma vasilha untada para desenformar depois de gelado.

Mousse de Frango com Abacaxi Como toda

mousse, se amolecer e perder a forma, bata novamente no liquidificador e re-enforme, gelando novamente.

1 xícara de chá de peito de frango 1 xícara de chá de abacaxi 250 g de maionese 1 lata de creme de leite sem soro 1 pacote de gelatina sem sabor, dissolvida na calda do abacaxi Bata todos os ingredientes no liquidificador. Distribua em vasilhas untadas com óleo para desenformar depois de gelado. Sirva com torradas.

1 abacaxi picado 2 colheres de açúcar 250 g de maionese 1 lata de creme de leite Cheiro verde, pimenta, sal, aipo ½ pacote de gelatina em folha, dissolvida no caldo quente do abacaxi

Em uma panela, ferva o abacaxi picado com o açúcar. Aguarde amornar e bata com a maionese, o creme de leite, o cheiro verde, a pimenta, o sal, o aipo e a gelatina dissolvida. Distribua em vasilha untada para desenformar depois de gelado. Sirva com torradas.

Pastas de Ricota Os sabores são infinitos. Use sua criatividade. Geralmente congelam bem. Use creme de leite fresco para um resultado mais leve.

Creme base: ¼ de uma Ricota ½ copo Creme de leite fresco Ajustar a proporção para que a mistura fique densa e lisa. Use processador. Acrescente o sabor desejado. Opções de sabores: 1. Ervas secas - Acrescente uma colher de sopa

de ervas à mistura (ervas finas, de Provence, orégano, etc.). 2. Ervas frescas - Processe com uma ou duas colheres de ervas frescas (manjericão, manjerona, orégano, salsa, etc.). 3. Parmesão ou outro queijo forte (Gorgonzola, Provolone, Roquefort). 4. Adocicados- Damasco, cereja, etc. 5. Carnes fortes- Salaminho, defumados. Para as opções de sabores 3 a 5, processe umas 4-5 colheres de sopa dos ingredientes desejados com o creme base. Sirva com torrada Pasta para


Pão de Alho A grande vantagem dessa pasta é que , pela

Tempero Vermelho da Nice Castro Excelente

presença da maionese, a pasta não pinga quando levada ao fogo. Excelente acompanhamento para churrasco.

para carnes brancas como frango e porco. Melhor para assados ou grelhados. Longa duração.

100 grs de manteiga 100 grs de maionese ¼ xícara de azeite 1 colher de sopa de alho fresco espremido 1-2 colheres de chá de orégano Pimenta a gosto (Dedo-de-moça fresca picadinha ou molho de pimenta ou Pimenta calabresa seca) Pão dormido preferencialmente

2 pimentões vermelhos grandes sem semente ½ kg de alho fresco sem casca 3 colheres de sopa de mel 3 pimentas dedo de moça frescas sem semente ou 4 bolinhas de pimenta caiena Outros temperos que gostar: sal com aipo, ervas finas, sálvia seca, etc. Sal a gosto

Misture todos os ingredientes para a pasta. Verifique o sal e sabor. Aplique sobre fatias grossas do pão. Leve à churrasqueira ou ao forno até dourar.

Bata tudo em um processador, retire para uma tigela e misture a quantidade necessária de sal para dar um ponto de tempero meio mole. Armazene em vidros limpos e secos e use para temperar frango, peixe e carnes diversas.

Sardela da Margarete Lima Excelente pasta para ser us-

ada sobre torradinhas, pãezinhos e biscoitos finos. Longa duração na geladeira quando adequadamente armazenado.

2 latas de atum ou sardinha 1 pimentão vermelho ou verde 1 lata de extrato de tomate pequena 1 xícara de chá de azeite virgem 3 dentes de alho (aproximadamente) Pimenta a gosto Sal a gosto Em uma panela, esquente metade do azeite e depois frite o alho. Jogue a sardinha ou o atum, o pimentão e o extrato de tomate e a pimenta. Mexa até ferver e desligue. Deixa esfriar um pouquinho, adicione o restante do azeite e bata tudo no liquidificador. Sirva com pão italiano, torrada ou bolacha salgada.

Tempero de Sal com Alho Lave as mãos sob água fria

sem esfregar, para que o cheiro não se fixe.

1 quilo de alho descascado 2 quilos de sal Bata o alho no liquidificador ou processador. Evite lâminas de metal que escurecem o alho com o tempo. Transfira para uma vasilha de louça ou vidro e misture com o sal e armazene em potes de vidro com tampa.


ACOMPANHAMENTOS, PRATOS ÚNICOS & PETISCOS Arroz Branco Solto Uma dica simples que faz toda a diferença no arroz nosso de todo dia.

1-2 colheres de sopa de óleo 1 copo de arroz 2 dentes de alho espremidos 2 copos de água Refogue o arroz já lavado e escorrido no óleo. Quando secar, acrescente o alho espremidos e mexa constante por uns 2 minutos. Junte um copo de água, sal a gosto e deixe secar tampado em fogo brando. Desligue, abra a panela, deixe esfriar. Na hora da refeição, acrescente mais um copo de água e cozinhe até secar. Ele ficará completamente solto.

Arroz à Grega A receita tradicional costuma ser oleosa. Faça-a mais magra reduzindo a quantidade de óleo ou manteiga utilizados. Pode-se usar arroz dormido.

2 xícaras de arroz já cozido 1 cebola pequena picadinha ¼ de pimentão picadinho ¼ xícara de passas ¼ xícara de presunto picadinho ¼ xícara de bacon picadinho ½ xícara de ervilha fresca (congelada) ou vagem cortadinha pré-cozida 1 colher de sopa de manteiga

Frite o bacon numa frigideira grande. Acrescente a cebola e deixe amolecer. Acrescente aos poucos nessa ordem: a manteiga, as passas, o presunto, o pimentão, a ervilha, o arroz já aquecido. Misture levemente e sirva em seguida.

Arroz de Bola da Dona Emerita Mais uma das receitas italianas herdadas do

lado dos Myrrhas. Imagino que arroz de grão duro para “rizotto” daria um resultado mais “inteiro”.

1 copo grande de arroz lavado 2 batatas médias em pedaços grandes 2 cebolas médias em gomos grandes 1 tomate picado grande 1 repolho pequeno em pedaços grandes ½ pimentão verde Azeite Tempero de alho e sal Queijo ralado ½ quilo de carne moída ½ pãozinho de sal desmanchado em leite e espremido 1 ovo 2 copos de molho de tomate Refogue o arroz em azeite, acrescente o tempero de alho e sal e os legumes e a água e leve a cozinhar. A parte misture a carne moída com o tempero de alho com sal, o ovo e o pãozinho espremido. Faça bolinhas como para almôndegas. Ferva o molho de tomate e deite nele a carne, deixando cozinhar. Monte o prato com camadas de arroz, molho de almôndegas, queijo parmesão ralado.


Arroz de Carreteiro Ah, nosso Sul querido… já fazia

parte do nosso cardápio, mas se tornou ainda mais legítimo!

250 g de arroz 350 g de charque 2 colheres de banha ou óleo 1 cebola bem picadinha 2 dentes de alho 2 colheres de torresmo — opcional Pimenta malagueta e/ou do reino a gosto Deixe o charque picado de molho em água fria durante 24 horas trocando a água algumas vezes. Depois disso, retire a água e refogue no óleo junto com a cebola bem picadinha e os outros temperos. Deixe dourar bem. Adicione água aos poucos e deixe cozinhar até que a carne fique macia. Lave o arroz. Acrescente o arroz e água suficiente para cozinhar. Sirva quente com cheiro verde e pimenta a gosto.

Arroz Temperado de Frango na Panela de Pressão Uma alternativa para a panela de pressão para uma refeição rápida.

2 xícaras de chá de arroz 3 xícaras de chá de água 300 g de peito de frango desfiado 1 tablete de caldo de galinha 1 xícara de chá de molho de tomate 1½ xícara de chá de ervilhas 1 xícara de chá de milho ½ xícara de chá de azeitonas sem caroço 2 xícaras de chá de queijo mussarela ou queijo parmesão processado Coloque todos os ingredientes na panela de pressão, menos o queijo. Ao levantar fervura, espere 6 minutos. Desligue, coloque em uma travessa e acrescente o queijo. Rende 4 porções.

Banana de Capote Embora simples e fácil é acompanhamento excelente para almoços diários.

6 bananas caturras maduras 6 fatias de presunto 6 ovos ligeiramente batidos Armar em forma refratária untada e levar ao forno médio até endurecer os ovos. Servir quente como acompanhamento ou simplesmente com arroz.

Berinjela ao Vinagrete Petisco interessante para festinhas e reuniões sociais.

4 berinjelas descascadas, cortadas em tirinhas e lavadas em vinagre 1-2 cebolas grandes Salsa picadinha Uma ponta de pimentão vermelho Uma ponta de pimentão verde Pimenta do reino a gosto Azeite ou óleo 1 xícara de chá de vinagre 2 tabletes de caldo de carne 2 folhas de louro Corte as cebolas e lave-as. Escorra a água e acrescente a salsa picadinha, o pimentão vermelho, as pimentas e o azeite. Escorra a berinjela e refogue numa frigideira com o vinagre, o caldo de carne e a folha de louro. Mexa até secar o caldo. Junte ainda quente ao vinagrete já preparado. Leve a geladeira para apurar de um dia para o outro. Sirva com torradas.


Berinjela Caponata da Cristina do Banco Essa

receita é sucesso certo! Dura bastante quando colocada em vidros limpos na geladeira. Pode ser congelada também. Faz sucesso como presente.

4 berinjelas grandes em fatias horizontais 4 cebolas grandes em rodelas 4 tomates sem casca e sem semente picados grandes 2 pimentões vermelhos ou amarelos 2 pimentões verdes 2 xícaras de chá de castanha de caju 2 xícaras de chá de passas 1 xícara de chá de azeitonas pretas fatiadas 500 ml de azeite Sal a gosto Pimenta do reino a gosto Orégano a gosto Unte fartamente um tabuleiro grande e profundo. Deite camadas dos ingredientes salpicando o sal, a pimenta e o orégano. Regue com o azeite restante. Cubra com papel alumínio e leve ao forno médio por 1 hora. Quando cheirar, retire e pique grosseiramente com garfo e faca. Misture e leve ao forno por mais 10 minutos. Sirva gelado.

Berinjela Gratinada Uma opção alternativa é usar abobrinha.

4 berinjelas pequenas, cortadas ao meio, no sentido do comprimento 1 xícara de chá de carne moída refogada 1 cebola pequena picadinha 2 colheres de sopa de salsinha picadinha 1 embalagem de molho de tomate (ou molho caseiro) 1 1/2 xícara de chá de mussarela ralada grossa Afervente as berinjelas por cinco minutos em água e sal. Escorra-as bem e retire sua polpa com uma colher, tomando cuidado para deixar as cascas inteiras. Pique bem a polpa com uma faca e junte a ela a carne moída, a cebola, a salsinha e reserve. Arrume as metades da berinjela num refratário, deixando as cavidades para cima. Recheie-as com a carne moída reservada e despeje por cima o molho de tomate. Cubra com mussarela ralada e leve ao forno quente por 15 minutos. Sirva com arroz branco e salada verde.


Bolinho de Arroz O bolinho de arroz da Magnólia em Cabo Frio ficou na historia… os filhos reclamaram que ao replicar a receita, o dela ficou verde… ela bateu o cheiro verde junto da massa!

Sobras de arroz - umas 2 xícaras Cebola picadinha Salsa e cebolinha Pimenta do reino 1 ou 2 ovos 1 ou 2 colheres de queijo ralado Farinha de trigo ou batata cozida e espremida se necessário para dar o ponto Óleo para fritar Triture as sobras de arroz bem cozido com a cebola. Tempere com salsa picadinha e 1-2 colheres de queijo ralado. Acrescente 1-2 ovos para dar o ponto de ser modelado com ajuda de 2 colheres. Aqueça bastante óleo numa panela funda e coloque pequenas quantidades em forma de bolinhos deixando dourar. Escorra em papel toalha.

Bruschetta Perfeito para um lanche rápido à tarde. Use o Prepare um molho cru de tomate bem picado,

que tiver na geladeira. um pouquinho de pimentão, manjericão fresco ou orégano e azeite. Deixe abafado para tomar Fatias de pão italiano gosto por uns instantes. Tome as fatias de pão Manteiga italiano e unte-as com manteiga. Coloque um Queijos mussarela pouco de molho cru, cubra com mussarela e Tomate picadinho leve a assar lentamente, deixando gratinar. Manjericão Varie acrescentando presunto cru, bacon, parPimentão mesão, ou substituindo o molho cru por molho Alho fresco espremido fresco de tomate.

Azeite


Canelone de Queijo Canastra com Espinafre

A receita surgiu por causa de um namorado vegetariano. O namoro se foi, a inspiração ficou… Saudável!

1 copo de espinafre já aferventado e bem batididinho 1 copo de queijo canastra ralado (na falta do queijo Canastra, use Ricota) ½ copo de queijo mussarela ½ copo de creme de leite fresco ½ copo de passas 500 grs de massa de lasanha fresca pré cozida 3-4 copos de molho de tomate caseiro 2 copos de mussarela ralada para gratinar Prepare o espinafre: desfolhe-o, lave-o e afervente no micro-ondas por uns 3 minutos. Bata com a faca em uma tabua até que fique em pedacinhos miúdos. Em uma bacia, acrescente o queijo canastra, meio copo de mussarela, o creme de leite e as passas, obtendo uma pasta. Enrole como rocambole com a massa de lasanha e deite os rolinhos sobre um pouco de molho de tomate em uma assadeira. Cubra com mais molho, a mussarela de gratinar e leve ao forno aquecer e dourar.

Carne de Geladeira da Vó Odete do Aécio da Cristina A mistura inusitada e tão recomendada de aliche

com carne de boi dá um sabor especial e único a essa receita. Vale confiar!

2,5 kg lagarto bem limpo 400 ml água 400 ml vinagre 1 cebola grande e cortada em 4 4 folhas de louro 3 cravos Sal a gosto Alho a gosto Pimenta a gosto Cozinhe o lagarto e os outros ingredientes, em pressão. Coloque a carne depois de cozida na geladeira (eh melhor para fatiar) e corte-a em fatias finas. Molho:

2 xícaras de chá de azeite 4 cebolas bem picadas Tempero de alho e sal (não muito, pois o filé de anchova é salgado) Cebolinha a gosto Salsinha a gosto 250 g filé de anchova Cozinhe todos os ingredientes exceto pelo filé de anchova, para que os sabores se incorporem (não deixe a cebola e o alho fritarem). Depois de frio, acrescente o filé de anchova. Monte o prato intercalando fatias de carne e molho em vasilha de louça alta. O filé de anchova também é conhecido como aliche (de pizza) e é fundamental na receita, pois empresta um sabor único à carne. Sirva a carne gelada com pão.

Cebola Assada do Vovô Newton Assemelha-se a um vinagrete, podendo ser consumida de imediato ou guardada por um tempo na geladeira.

Cebolas grandes Azeite Vinagre Sal Corte as extremidades das cebolas para expor as camadas internas das mesmas. Espete-as e leve-as ao fogo da churrasqueira para que assem até que estejam queimadas por fora. Despreze as camadas externas e pique-as numa travessa. Enquanto quentes ainda, acrescente sal, azeite e um pouco de vinagre de boa qualidade a gosto.

Cebola da Nice Funciona melhor com cebolas gigantes. 1 cebola grande Farinha de rosca Açúcar Corte a cebola em gomos sem deixar soltar. Passe a cebola na água quente com açúcar. Escorra bem. Salpique a farinha de rosca e leve ao forno para gratinar.


Charuto de Repolho A receita feita por anos pela Vó Preta se perdeu, mas a chegada da Ana do Gustavo a trouxe de volta. Todo mundo adora, herança dos lados do oriente… quem diria? 2 repolhos médios ½ kg de carne moída (de preferência Patinho) 3 xícaras de arroz cru ½ kg de cebolas picadinhas ou raladas 1 e 1/2 xícaras de azeite ou óleo Salsinha e cebolinha picadas Sal, pimenta do reino e alho a gosto Água fervendo para cozinhar os charutos 1 embalagem de molho de tomate ou 1 lata de tomate pelado

Couve-flor da Nice Uma maneira interessante de apresentar um legume e torná-lo um favorito. Varie os recheios.

1 couve-flor Maionese Queijo Farinha de rosca Pedaços de queijo Pedaços de presunto ou bacon— opcional Azeitona — opcional Manteiga para untar

Corte a couve-flor em buquês e cozinhe-a ligeiramente com um pouco de sal. Arranje os pedaços em um pirex refratário untado com manteiga, passando uma camada de maionese Retirar as folhas do repolho e aferventá-las por por cima. Entremeie com os pedaços de queijo e os outros recheios a gosto e polvilhe a farinha cerca de 20 minutos de rosca por cima. Leve ao forno por 15 minutos Misturar os demais ingredientes. Retirar os até dourar levemente. talos das folhas do repolho, colocar pequenas porções da mistura sem apertar (porque ao cozinhar, o arroz vai se expandir), formando os charutos. Depois de enrolados, acrescentar o molho de tomate por cima e a água fervendo.


Cozido da Pininha Esse foi um prato que marcou minha infância. Mamãe fazia com capricho a despeito do trabalho exigente da preparação. Não vale a pena fazer pra poucas pessoas, é coisa para muita gente!

2 colheres de sopa de óleo 8 dentes grandes de alho espremido 1 colher de sopa de caolorau 2 cebolas picadinhas para refogar Tempero alho e sal 1 ½ kg de carne de segunda (Pá ou Chanzinha cortado em pedaços grandes) 1 paio 2 linguiça calabresa defumada 300 g de bacon cortado em pedaços grandes 500 g de carne de porco em pedaços grandes 500 g de lombo defumado 500 g de carnes de porco salgadas já dessalgadas em pedaços grandes Bastante água quente disponível para acrescentar aos poucos legumes de todos dos tipos:

300 g de abóbora descascadas cortada em pedaços grandes 3 cenouras descascadas grandes cortadas em 3 partes 5 batatas grandes descascadas cortadas ao meio 1 k de mandioca descascada cortada em pedaços 3 batatas doces médias descascadas em 2-3 pedaços 2 abobrinhas em 2 pedaços 2 espigas de milho em 3 partes 4 cenouras amarelas descascadas inteiras 4-6 cebolas médias para pequenas sem casca 1 repolho médio limpo cortado em 4 mantendo os talos para não desmanchar 2 bananas da terra sem casca em 3 pedaços 1 maço de cheiro-verde picado 1 1/2 xícara de chá de farinha de mandioca sal a gosto Molho de pimenta malagueta a gosto no prato

Refogue a carne de boi no óleo até dourar. Acrescente a cebola e o colorau. Acrescente as carnes de porco e refogue acrescentando água quente para cozinhar. Na mesma panela acrescente as carnes defumadas que exigem menos cozimento. À medida que ficarem cozidas, retire para uma vasilha a parte, mantendo no fogo as que ainda precisam de calor em bastante caldo. Enquanto isso prepare os vegetais. Comece a acrescenta-los aos poucos, controlando o cozimento. Comece com a mandioca, as batatas, o milho, a batata doce, cenoura, abóbora, abobrinha, a cenoura amarela, as bananas, o repolho. O segredo do prato é que cada coisa tem um tempo de cozimento específico e deve-se testar a consistência, todo o tempo. Se alguma coisa estiver já macia (pronta tipo “al dente”), retire da panela e coloque em uma vasilha. Não deixe os legumes ficarem moles. Devolva à panela as carnes e os legumes cozidos, e aqueça, acrescentando bastante caldo. Quando tudo estiver cozido e macio, retire caldo suficiente para preparar o pirão. Ponha a farinha de mandioca e o cheiro-verde restante em outra panela e acrescente aos poucos o caldo do cozimento quente. Mexa com um garfo. Sirva o cozido em uma travessa acompanhado de pirão quente e arroz branco. Deve ser suficiente para umas 15 pessoas.


Croquetes de Milho Verde Os croquetes ficam ótimos

Croquete de Sobras de Carne Funciona tanto como quando congelados já enrolados. Ao fritar, use óleo não muito petisco como prato principal numa refeição. Pode-se juntar quente. Enrole em bastão ou em bolinhas. vários tipos diferentes de sobra de carne, o que costuma acrescentar ainda mais sabor. 1 lata de milho verde 1 cebola ralada 1 colher de sopa de manteiga 3 tomates batidos no liquidificador 1 tablete de caldo de frango 1 ½ xícara de chá de leite 2 xícaras de chá de farinha de trigo 2 ovos Farinha de pão suficiente para cobrir Queijo Ralado — opcional Bata o milho ligeiramente no liquidificador. Refogue a cebola na manteiga, junte os tomates e o caldo de frango e deixe em fogo baixo, mexendo sempre. Acrescente o milho já batido. Misture o leite com a farinha e os ovos e despeje, aos poucos, sobre o creme de milho. Mexa até que a massa fique cozida e se desprenda da panela. Retire do fogo, deixe esfriar e enrole os croquetes. Passe-os no ovo batido e na farinha de pão e frite-os em bastante óleo quente. Nota: O queijo é facultativo. Se usá-lo, misture-o à farinha de pão. Essa solução suja o óleo ao fritar embora acrescente sabor.

2 xícaras de sobras de carne 1 cebola media, 2 colheres de sopa de óleo Colorau 1 copo de leite 1 ½ xícaras de farinha de trigo Tempero a gosto (pimenta, sal, salsa) Farinha de rosca para empanar 1 ovo para empanar Triture a carne e a cebola no processador. Em uma panela, aqueça o óleo e refogue um pouco de tempero alho e sal e algumas pitadas de colorau para dar cor. Junte a carne e a farinha dissolvida no leite e cozinhe ao ponto de angu duro. Ajuste o tempero. Enrole enquanto morno como desejado e empane passando primeiro no ovo batido e em seguida na farinha de rosca. Frite em bastante óleo aquecido e escorra sobre papel toalha. Pode ser congelado.

Enroladinho de Queijo e Presunto do Roselanche Não enrole grosso senão a massa não cozinha

dentro. Frite em óleo moderadamente quente. O problema é que suja muito o óleo!

Massa pronta de pastel Presunto Queijo comum Queijo ralado Ovo Compre massa pronta para pastel de tamanho pequeno. Corte filetas de presunto e queijo e enrole na massa, um a um. Passe o salgadinho no ovo e depois no queijo ralado. Frite com óleo quente. Se preferir assado, unte-os com manteiga e polvilhe queijo.


Esfirra da Teresa Donairi Uma massa excepcional, mas que exige um pouco de habilidade para modelar. Massa:

500 ml de leite morno 30 g de fermento biológico fresco nnnnnnnn ½ copo + 1 dedo de óleo 1 colher de sopa de sal ½ colher de sopa de açúcar 4 ovos 1 kg de farinha (aproximadamente) Recheio:

1 kg de carne moída duas vezes (pode-se usar metade porco, metade boi) 2 cebolas grandes cortadas em cubinho 6 tomates cortados em cubinho ½ pimentão cortado em cubinhos Cheiro verde a gosto Hortelã a gosto Zaatar (tempero sírio) a gosto Prepare a massa, batendo no liquidificador todos os ingredientes, exceto a farinha. Misture uma xícara de chá de farinha à mistura e deixe repousar até esponjar. Adicione o restante da farinha ao ponto de despregar ligeiramente dos dedos. Sove a massa, deixe-a levedar e abra com o rolo, cortando em pequenos círculos. À parte, misture os ingredientes do recheio. Tempere a gosto e coloque montinhos do recheio sobre os círculos, fechando como para esfirra (em formato de triângulo costurado com os dedos). Pincele com gema e leve a assar.

Feijão com Segredo O feijãozinho de todo dia fica Feijão Tropeiro Uma receita mineira que não pode faltar renovado com essas dicas simples que o tornam mais atraente nem no dia a dia, nem nas festas de família. Simplifique e saboroso. comprando torresmo pronto pré- frito. Feijão cozido Bacon ou linguiça - um pedaço pequeno Alho a gosto Sal a gosto

1 linguiça calabresa frita em rodelas 300 g de carne de porco em cubos refogada 1 linguiça fresca frita 200 g de torresmo carnudo 6 ovos mexidos Cozinhe o feijão e reserve o caldo do cozimen- 1 maço de couve cortado fino to. Em outra panela frite um pouco de bacon 2 cebolas grandes em rodelas ou linguiça para extrair a gordura necessária Farinha de mandioca para refogar o feijão. Acrescente alho fresco 2 xícaras de chá de feijão marrom cozido sem espremido (geralmente uns 2-3 dentes grandes caldo para 2 xícaras de grão) e deixe dourar. Junte Alho a gosto o feijão sem o caldo e deixe refogar até pegar ligeiramente no fundo. Essa dica vai ajudar a engrossar o caldo. Quando estiver bem seco, acrescente o caldo reservado do cozimento. Acerte o sal e deixe fervendo até o momento de servir. Se desejar, tempere com uma folha de louro.

Refogue em uma frigideira as carnes, exceto o torresmo, até dourarem. Retire e na gordura que sobrar quebre os ovos e faça-os mexidos, sem cozinhar muito. Retire e reserve com as carnes. Acrescente um pouco mais de gordura e refogue a cebola e o alho espremido. Acrescente o feijão e deixe tomar gosto. Acrescente as carnes, os ovos e a couve picada. Ajuste o sal, a pimenta e mexa com um pouco de farinha até que fique úmido, embora encorpado. Sirva em seguida enfeitado com salsa, cebolinha e torresmo.


Farofa Fria da Judith Uma receita que não vai ao fogo, Macarrão com Molho de Legumes quase Crus Às mas faz sucesso para festas de fim de ano, pelo sabor e por ir bem com assados.

3 cenouras médias raladas 1 cebola média ralada 1 pimentão picadinho 1 molho de salsinha 1 molho de cebolinha 7 salsichas picadinhas 4 ovos cozidos picados 250 ml de óleo de girassol 500 g de farinha de mandioca 250 g de farinha de rosca 250 g de farofa pronta Tempere os ingredientes todos a gosto. Acrescente as farinhas e sirva gelado.

vezes precisamos de uma variação para os molhos de massas. Legumes, berinjela e tomate são sempre uma boa opção. Para enriquecer, acrescente presunto Parma ou tomate seco, se desejar.

2 colheres de sopa de azeite 1 cebola picada grosseiramente 2 dentes de alho em rodela 1 berinjela em cubos desamargada (deixar de molho em água fria e apertar) 1 xícara de chá de tomate cereja cortado em 4 (ou tomate italiano em gomos) 1 colher de sopa de azeitona preta picada ½ colher de chá de salsa 1 colher de sopa de manjericão fresco Sal a gosto Refogue os ingredientes ligeiramente como aparecem na lista. Sirva sobre macarrão cozido tipo penne, polvilhando com queijo parmesão.

Macarrão de Panela de Pressão da Lúcia Gatto Um dos favoritos de quem não tem habilidade na cozinha e tem pressa no estômago! Varie as carnes e varie os sabores.

200 g de Mussarela (ralada) 500 g de macarrão penne de boa marca (de preferência do tipo “grão duro”) 1 lata de molho pronto 1 lata de creme de leite 2 cubos de caldo de carne ou galinha 300 g de linguiça tipo calabresa ou frango desfiado em cubinhos ou carne moída refogada 6 copos (200 ml) e meio de água (1,3 litro)

Em uma panela de pressão, refogue a calabresa cortada em cubinhos ou o frango ou carne. Coloque a água, o molho e os cubinhos de caldo. Quando começar a ferver, coloque o macarrão e tampe a panela de pressão. Deixe cozinhar por exatos 15 minutos. Abra a panela debaixo d’água, para tirar a pressão. Coloque a mussarela. Sirva ainda quente. Pode acrescentar cenoura picada, couve flor, cheiro verde, vagem picada antes do cozimento.


Macarrão Parisiense Pode ser preparado com anteced-

Massa de Panqueca da Ritinha Choairy A melhor

250 g de macarrão 2 xícaras de chá de frango desfiado 200 g de presunto em tiras ou cubos 200 g de ervilha fresca aferventada 200 g de queijo ralado Molho Branco: ½ litro de leite 3 colheres de sopa de manteiga 2 colheres de sopa de farinha de trigo Sal a gosto Alho a gosto Noz moscada a gosto

2 xícaras de chá de farinha de trigo 2 xícaras de chá de leite 2 ovos 2 colheres de chá de óleo Pitada de sal 1 colher de chá de fermento químico

ência. Basta resfriar o macarrão e o molho antes de montar o prato. Assim, a massa não absorverá o líquido ressecando o prato antes do momento de ser gratinado.

Coloque o leite, a manteiga, a farinha e os temperos em uma panela e leve ao fogo para engrossar e formar um molho. Cozinhe o macarrão. Misture com peito de frango desfiado, o presunto e a ervilha fresca. Cubra com o queijo e leve ao forno para gratinar.

das massas de panqueca ou crepe, para múltiplos usos. Experimente assar em duas frigideiras simultaneamente para maior produtividade. Unte-as ligeiramente.

Bata tudo no liquidificador. Frite em frigideira antiaderente quente sem untar. Recheie com molho de frango, ou strogonoff, ou molho de carne moída, ou creme de palmito, etc.… Podese inclusive usar recheios doces.


Massa de Pizza Alta de Tabuleiro da Alessandra Massa de Pizza Fabulosa A melhor massa de pizza Nunca teve muito uma receita escrita… meio “no olho”, mas sempre fez sucesso! Faça com amor que dá certo!

de todo o sempre. Perfeita para abrir à moda “pizzaiola”, nas mãos.

1 copo de água morna ou leite morno (ou ½ copo de água e ½ copo de leite) ½ copo de óleo ou azeite 1 colher de sopa de açúcar 1 colher de chá de sal 1 tablete de fermento biológico fresco Farinha para dar o ponto

150 ml de Coca-Cola ou água com gás 200 ml leite morno 2 colheres de sopa de fermento biológico 5 colheres de sopa de óleo 4 colheres de açúcar 2 colheres de chá de sal 2 gemas 1 kg de farinha

Misture todos os ingrediente, exceto a farinha. Acrescente duas xícaras de chá de farinha e deixe esponjar. Acrescente farinha para dar o ponto de despregar dos dedos. Cubra a massa e deixe crescer. Abra com os dedos, recheie, deixe crescer e asse.

Bata todos os ingredientes com apenas uma xícara de chá de farinha. Aguarde crescer para preparar a esponja. Coloque todo o restante da farinha aos poucos e misture até despregar das mãos. Deixe crescer, enrole em bolinhas, deixe crescer novamente e abra em discos. Pré-asse, se quiser, e prepare as pizzas. Rende de 15 a 20 brotinhos.

Massa para Pastel Português (Massa Cozida Para Empanar e Fritar) Embora dê trabalho, uma

massa frita é sempre uma delícia… uma bomba calórica de muito sabor!

1 colher de sopa de óleo Alho a gosto Sal a gosto 2 xícaras de chá de leite 1 colher de manteiga bem cheia 3 xícaras de chá de farinha de trigo Refogue o alho no óleo. Leve os outros ingredientes ao fogo e faça uma massa dura e uniforme. Deixe somente amornar para facilitar o trabalho. Sove bem a massa e abra-a, cortando-a em pedacinhos. Enrole os pasteizinhos com o recheio que preferir (carne, frango, bacalhau, ovo de codorna, queijo, etc.). Passe-os no ovo batido, em seguida na farinha de pão e frite em óleo quente.

Misto de Forno da Irmã Guaraciaba Saudades dessa querida amiga que já conheci idosa e me ensinou muito!

Pão de forma em fatias ou pão dormido Queijo Presunto 3-4 ovos 2-3 copos de leite 3 colheres de sopa de queijo parmesão ralado Sal Coloque as fatias de pão de forma no tabuleiro em camadas com presunto e queijo em uma forma untada. Cubra com o restante dos ingredientes previamente misturados e leve ao forno até assar.


Mjadra Prato típico da culinária árabe, carece da cebola

dourada com fartura sobre ele. Frite-a em profusão em bastante óleo aquecido. Para adiantar o processo, aqueça a cebola já picada no micro-ondas, escorrendo a água que se formará.

3 xícaras de arroz pronto 1 xícara de lentilha crua 3-4 cebolas grandes 3 -4 dentes de alho 50 grs. de bacon picadinho (opcional) 2 xicaras de óleo 2 colheres de sopa de azeite

Nhoque Pré-cozido Essa receita foi-nos apresentada

na Quarta Colônia em Santa Maria, RS. Dona Romilda o faz recheando com queijo ou frango e cobrindo com molho de tomate e levando em seguida ao forno.

6 batatas (1 kg) ou mandioca 1 litro de água do frango 2 tabletes de caldos de carne 2 colheres de sopa de manteiga 1 pacote de queijo ralado 4 copos de farinha até dar o ponto

Cozinhe as batatas. Descasque-as e amasse-as bem e coloque novamente na panela, com a Lave a lentilha e cozinhe em água até que água do frango, o caldo de carne e a margariesteja macia, mas não desmanchando. Escorra na. Deixe ferver e vá colocando a farinha aos a água e reserve. A parte corte as cebolas em poucos até dar ponto. Deixe a massa esfriar tiras (veja a dica acima) e coloque sobre o óleo um pouco. Faça rolinhos, corte-os e leve numa aquecido em outra panela para fritar até que forma de alumínio pra congelar por 3 horas. esteja bem dourado. Refogue o bacon em uma Retire os pedacinhos, coloque numa embalpanela grande com o alho e o azeite. Acrescen- agem e deixe no congelador. E retire do conte a lentilha escorrida sem deixar desmanchar. gelador 20 min antes de cozinhar. Passe os Misture levemente com o arroz já cozido e nhoques na água fervente e assim que levantaaquecido com auxilio de um garfo. Sirva com a rem, retire-os. Sirva com molho. Outra maneira cebola dourada. é colocá-los, já descongelados, numa vasilha refratária, misturar o molho, parmesão ralado e levar ao forno por alguns minutos.

Palitinhos Salgados Esta receita da Arabela é fácil de fazer e ótima para festinhas.

4 xícaras de chá de farinha 8 colheres de sopa de óleo 1 ½ colher de sopa de fermento biológico 1 xícara de chá de água Misturar tudo e deixar crescer. Logo após, esticar a massa, cortar e assar. Variações: pode-se acrescentar orégano, queijo ralado ou linhaça.

Panqueca com Brie e Damasco Pode-se usar a massa de panqueca da Ritinha.

1 receita pronta e assada de panqueca (crepe com massa assada fina) ⅛ de queijo Brie 1 xícara de chá de requeijão tipo Catupiry 1 xícara de chá de passas brancas ou damasco picado 1 xícara de chá de molho branco Sementes de papoula Misture o queijo, o Catupiry e o damasco. Recheie as panquecas e cubra com o molho. Salpique sementes de papoula e gratine.


Pão Ônibus da Tia Carla Pode ser tanto uma comida de Pastel de Carne do Sul Achava que o pastel da Galeria Pastel de Nata da Sister Raphaella Uma massa festa quanto um lanchinho para o fim de tarde. Fica melhor de um dia para o outro, mas não dura mais que dois dias na geladeira. Proteja o pão do ressecamento com uma camada de maionese.

do Ouvidor era imbatível, até provar o pastel da Bete Dutra em Santa Maria. O segredo é o tempero com orégano, azeitonas e ovos cozidos. Dica: Refogar a carne moída sem sal faz com que ela fique soltinha.

muito boa para se fazer com doce de abacaxi, banana ou maçã, doce de leite, ou um recheio salgado. A dificuldade é encontrar a nata no sudeste brasileiro. Esta receita é uma herança do nosso tempo no sul.

2 latas de atum 1 lata de molho de tomate (350 g) 2 vidros pequenos de maionese (250 g cada) 1 pacote de pão de forma cortado na horizontal

Massa de pastel já aberta em rolo ou pré-cortada 400 g de carne moída 2 colheres de sopa de óleo 3 dentes de alho 1 cebola média Colorau (1 colher de chá, se desejar) Temperos a gosto (sal, pimenta, orégano, salsa, cebolinha, etc.) 2 ovos cozidos Azeitonas picadas

1 pote de nata fresca (400 g) 4 colheres de sopa de açúcar 1 colher de sopa de sal 1 colher de chá de fermento Farinha de trigo para dar ponto Gema para corar

Bata no liquidificador o atum, o molho e um dos vidros de maionese. Faça camadas generosas com o creme e o pão. Cubra com a maionese restante e adorne a gosto com passas, decoração de legumes, salsinha, batata palha. Sirva depois de descansar na geladeira por algumas horas.

Refogue o alho no óleo até dourar. Junte a cebola e deixe amaciar. Em seguida acrescente o colorau e a carne. Refogue até ter secar o suco que se forma. Ajuste o tempero a gosto e acrescente os ovos e azeitona picadinhos. Deixe esfriar. Monte os pastéis umedecendo as bordas, colocando o recheio e ao fechar pressionando com um garfo. Frite em bastante óleo aquecido dourando de um lado para depois virar para o outro. Escorra e sirva.

Misture os ingredientes delicadamente, com exceção da gema. Leve à geladeira por meia hora. Abra a massa em superfície enfarinhada. Corte a massa em círculos e recheie a gosto. Pincele a gema por cima para dourar.

Purê de Mandioquinha O purê de mandioquinha

(também conhecido como batata Baroa ou cenourinha amarela) é uma opção extremamente perfumada e bem menos calórica do que o purê de batata convencional. Varie utilizando mandioca também.

1 kg de mandioquinha 1 litro de caldo de frango 1 folha de louro 200 ml de creme de leite Pimenta do reino e sal Cozinhe a mandioquinha no caldo de frango com o louro. Quando estiver macia, escorra e amasse. Retorne ao fogo e combine o purê com o creme de leite. Passe por uma peneira fina e tempere com sal e pimenta.


Quiche de Cebola Para isolar a massa do recheio é só pincelá-la com clara de ovo antes de adicionar o recheio.

Massa: 1 ¼ xicara de chá de farinha de trigo ¼ colher de chá de sal ½ xicara de chá de gordura vegetal hidrogenada, gelada 3 colheres de sopa de água gelada

Quibe A mistura de carne bovina com a de porco relembra a

Misture a farinha com o sal numa tigela de carne de cordeiro, originalmente usada no quibe tradicional. tamanho médio. Com a ajuda de duas facas Processar a mistura ajuda a dar a liga necessária para modelaou as mãos limpas, incorpore gentilmente a gem, caso se deseje rechear. gordura vegetal hidrogenada até que a mistura toda fique enfarelada. Salpique 2 a 3 colheres ½ kg de trigo para quibe (triguilho) de sopa de água gelada por cima da massa. ½ kg de carne de porco Misture a massa com um garfo, adicionando ½ kg de carne de boi mais água aos poucos até que a massa fique 2 cebolas grandes picadas bem miúdo homogênea. Junte a massa toda em formato de 1 xícara de chá de hortelã picado bola. Cubra com plástico e gele no freezer por Temperos a gosto (alho, sal, salsinha, pimenta, pelo menos 30 minutos. Quando precisar, basta zaatar, etc.) retirar a massa a abri-la numa forma redonda e rechear. Lave o trigo em 3-4 águas (temperatura fria). Escorra o trigo apertando entre os dedos para Recheio: que fique bem seco e sem excesso de água. 4 cebolas Amasse (ou processe) os ingredientes restan5 ovos tes, enrole, frite ou asse--como preferir. Re2 xícaras de chá de leite cheie com um refogado de carne moída caso ½ xícara de chá de farinha de trigo desejado. Frite na imersão em óleo não muito Sal a gosto quente.

1 colher de chá de fermento químico 2 colheres de sopa de queijo ralado

Refogue as cebolas cortadas em rodelas e reserve. Bata o restante dos ingredientes e misture as cebolas. Despeje sobre uma massa de quiche e leve a assar.


Quiche de Moqueca de Siri Substitua o siri do recheio por camarão, bacalhau ou frango

1 xícara cheia de farinha de trigo peneirada 100 g de manteiga em temperatura ambiente 2 gemas 1 colher de sopa de açúcar 1 colher de chá rasa de sal Junte a farinha e a manteiga e mexa com os dedos até formar uma massa esfarelada. Acrescente as gemas, o açúcar e o sal e misture até ficar homogêneo. Se precisar, acrescente 2 colheres de sopa de agua fria. Faça uma bola, envolva em filme pasticho e leve a geladeira por 1 hora. Recheio:

1 cebola picada ½ pimentão vermelho picado em cubinhos 3 colheres de sopa de salsinha

1 colher de sopa de azeite de dendê 300 g de carne de siri catado e desfiado 200 ml de leite de coco 50 ml de leite 200 g de queijo Minas frescal em cubinhos 4 ovos 1 colher de sopa de Amido de milho Azeite, sal e pimenta do reino Leve ao fogo uma panela com azeite e refogue a cebola. Acrescente o azeite de dendê, a carne de siri e refogue bem. Junte o leite de coco e o leite. Tempere com sal e pimenta do reino. Junte o queijo, o pimentão e acerte o tempero. Retire do fogo e deixe esfriar. Bata os ovos e misture ao recheio já frio. Acrescente o amido de milho e o cheiro verde. Abra a massa e forre uma forma de aro removível ou forminhas individuais. Vire o recheio e leve ao forno pré-aquecido 160 graus por aproximadamente 30 minutos.

Risoto da Vó Eleonora A receita original não usa arroz arbóreo, resultando numa papa bem cozida. Acredito que não se perde no sabor e se ganha na apresentação quando se substitui o arroz comum pelo arroz de risoto. O caldo de galinha gorda será sempre mais saboroso, mas pode ser substituído pelo caldo de frango. Receita mais que tradicional entre os Myrrhas! Caldo de galinha gorda Arroz Manteiga Pedaços de carne de porco Canela em pó Queijo parmesão ralado Prepare o caldo de galinha cozinhando uma galinha na pressão ate que solte dos ossos com cebola, alho, cenoura e outros temperos desejados. Para essa receita utilize somente o caldo coado. A parte refogue os pedaços de carne de porco cortados em cubos do tamanho de nozes com casca em um pouco de manteiga e sal ate que core um pouco. Tempere com uma pitada leve de canela em pó e deixe cozinhar. Em outra panela refogue o arroz. Aos poucos acrescente o caldo de galinha, de xícara em xícara, deixando secar entre cada acréscimo até que esteja completamente cozido. Acrescente a carne, bastante queijo ralado e manteiga e sirva em seguida.


Rocambole de Batata da Nice Uma receita muito

gostosa para servir quente ou gelado. A variação de recheios é infinita.

4 batatas grandes espremidas 7 colheres de sopa de farinha de trigo 2 colheres de sopa de queijo ralado 1/3 xícara de chá de óleo Sal Misture tudo numa vasilha. Assar em tabuleiro pequeno (35 x 22 cm) untado. Virar no pano de prato molhado quente. Rechear a gosto (molho de frango, presunto e queijo com tomate, molho de palmito, sardinha ou atum, etc.) e enrolar.

Suflê de Milho Verde O segredo de qualquer suflê é o

Tacos Abrasileirados Tacos, uma comida mexicana, são

1 lata de milho verde, sem a água 2 xícaras de chá de leite 2 colheres de manteiga 1 colher cheia de farinha de trigo 100 g de queijo ralado 3 ovos Sal a gosto 1 tablete de caldo de galinha

Molho de carne moída bem temperado Doritos Alface picada ou fatiada Tomate em cubinhos sem semente Mussarela ralada 1 caixinha de creme de leite 1 copo de iogurte natural Vinagre Sal Pimenta do Reino

ponto certo das claras em neve: devem triplicar em volume e atingir o ponto de pico. Esta sempre deve ser a última etapa da preparação, com forno já pré-aquecido.

Derreta no fogo a manteiga. Ligeiramente, junte a farinha de trigo e deixe tostar um pouco. Misture o leite com o sal e o caldo de galinha e deixe engrossar. Retire do fogo, deixe esfriar um pouco. Misture, então, o queijo ralado, as gemas e um pouquinho de pimenta do reino. Mexa bem, acrescente o milho verde e, por último, as claras batidas em neve. Revolva tudo com cuidado, prove o sal e despeje na forma untada com manteiga. Forno quente para assar. Nota: Se quiser o suflê bem assado e sem murchar depois, asse-o com o forno ligeiramente entreaberto (para isso, use um palito), pois, assim, haverá um pouco de ar dentro do forno. Ao retirar o suflê do forno, evite que haja corrente de ar ou vento na cozinha. Sirva o suflê logo depois de assar.

sempre bem vindos entre a moçada. E como cada um pode fazer uma contribuição, são muito interessantes em ocasiões em que se queira compartilhar uma solução barata e prática.

Prepare o molho de carne moída com bastante cebola, pimentão e tomate. Tempere com tempero para tacos ou a mistura de pimenta Chilli e orégano e cominho. Prepare o molho azedo batendo os últimos 5 ingredientes. Sirva num Buffet, sugerindo a colocação no prato nessa ordem: Doritos, alface, tomate, molho azedo, mussarela, molho de carne.


Tapioca da Camilla Aidukaitis Já que o maior

trabalho esta na preparação, vale à pena fazer para mais e congelar as porções para acesso rápido e bem vindo.

1 kg polvilho azedo seco 1 litro de água (aproximadamente) Misture numa vasilha o polvilho e a água até dissolver bem. Reserve na geladeira por 3 a 4 horas (ou de um dia para o outro). Retire o excesso de água. A seguir, com uma colher retire pequenas porções da goma que se criou e seque com pano de prato limpo para que a goma não “desmanche” na mão e assim esteja seca o suficiente para passar pela peneira. Peneire toda a goma desta forma numa tigela. Reserve. Para preparar a tapioca, esquente uma frigideira pequena antiaderente em fogo médio e acrescente ⅓ xícara de chá de tapioca para porções individuais. Quando ela estiver soltando na frigideira estará no ponto certo para se rechear. Recheie a gosto: queijo com presunto e orégano; carne seca com manteiga de garrafa e Catupiry; leite condensado e coco; brigadeiro e morango; etc. Dobre ao meio e sirva.

Tigelada de Palmito Um acompanhamento ótimo para carnes.

1 lata grande de palmito 3 gemas 1 xícara de chá de queijo ralado ½ litro de leite 2 colheres de sopa de amido de milho 2 colheres de sopa rasas de manteiga Pimenta do reino a gosto Sal a gosto Noz moscada a gosto Queijo ralado a gosto Frango desfiado, camarão ou presunto picadinho — opcional Unte com manteiga uma forma refratária e derrame por cima o palmito cortado em rodelas. Tenha o cuidado de não usar as partes mais duras. Dissolva o amido de milho em 3 colheres de leite. Ferva o leite restante e junte ao amido de milho. Leve ao fogo por alguns minutos. Retire do fogo e acrescente metade da manteiga e do queijo ralado. Tempere com sal, pimenta do reino e noz moscada. Despeje este molho sobre o palmito. Polvilhe com queijo ralado e espalhe por cima a outra metade da manteiga cortada em pedacinhos. Se quiser, acrescente antes do queijo ralado e por cima do molho, frango desfiado, camarão ou presunto picadinho. Leve ao forno moderado para dourar um pouco. Sirva bem quente.


Tomate Recheado Boa alternativa para sobras de arroz.

Torresmo com Paciência O segredo do torresmo se-

6 tomates Sobras de arroz Farinha de rosca 1 ovo Queijo a gosto Presunto a gosto Cogumelo a gosto Azeitona a gosto O que tiver à mão

2 quilos de toucinho de barriga cortado em pedaços do tamanho de um dedão (alongados) 1 quilo de toucinho comum cortado em pedaços do tamanho de meio dedão Sal a gosto ao final

Prepare os tomates retirando as sementes e o miolo depois de retirar a tampa. Salpique sal e deixe de cabeça para baixo para escorrer. Prepare o recheio com as sobras citadas e coloque na cavidade. Leve para assar por aproximadamente 30 minutos coberto com farinha de rosca (para não ressecar).

Torta Catalã Um dos meus pratos preferidos. Tem sabor e quinho reside na espécie do porco (os do Sul do Brasil não dão cheiro maravilhoso enquanto assa… a gente até esquece que torresmo como os de Minas) e na paciência em fazer o prato. esta comendo abobrinha!

Lave as carnes e coloque em panela com o dobro do volume. Leve ao fogo baixo, mexendo sempre para derreter a gordura aos poucos. Sempre que começar a pipocar ou frigir, desligue o fogo e espere esfriar. O processo todo leva o dia inteiro, aquecendo de quando em vez. Quando estiver começando a corar, já mergulhado na gordura que se forma, desligue e deixe repousar de um dia para o outro. No dia seguinte, aqueça o suficiente para retirar as carnes da gordura escorrendo-as numa vasilha separada. Aqueça a gordura em alta temperatura na mesma panela e coloque o torresmo pré frito mexendo com auxílio de uma espumadeira. O couro pipocará sem espirrar e a gordura ficará sequinha. Escorra quando estiver dourado e uniforme. Mantenha a panela no fogo, espere reaquecer e coloque outro tanto de carne em quantidade que não esfrie a gordura e proceda como já explicado. Salgue a gosto e guarde em vasilha tampada. Se desejar, congele, reaquecendo no forno no momento de servir. Ou se preferir, guarde na primeira etapa, reservando a última fritura para o momento de usar.

100 g de manteiga 1 1/2 xícaras de chá de farinha de trigo 1 gema 1 colher de sopa de água gelada Recheio: 1 abobrinha grande com casca, cortadas em rodelas 2 tomates, cortados em fatias 3 dentes de alho, picados Azeite de oliva a gosto Manjericão fresco a gosto ou outras ervas que preferir Misture a farinha de trigo e a margarina, amassando com os dedos até esfarelar. Junte a gema, a água gelada e misture bem. Faça uma bola com a massa, coloque-a numa tigela, cubra e leve à geladeira por 30 minutos. Depois, abra a massa e forre o fundo e as laterais da forma. Faça alguns furos na massa com o garfo para não formar bolhas. Leve a massa ao forno pré-aquecido (180ºc) e asse por 8 minutos. Retire do forno e recheie a torta, alternando camadas de tomate e abobrinha com sal, alho e orégano. Regue com azeite e leve ao forno por aproximadamente 30 minutos. Deixe esfriar um pouco e sirva.


Torta de Atum de Liquidificador da Vizinha Não

Torta de Batatas Melhorada

Massa:

14 batatas médias Bacon em pedacinhos 350 g de mussarela 300 g de presunto ou frango desfiado Queijo parmesão ralado a gosto

há maneira de lembrar o nome dessa vizinha, mas a receita ficou!

7 colheres de sopa cheias de farinha 1 copo de leite ½ copo de óleo Sal a gosto 1 tablete de caldo de galinha 2 colheres de sopa de queijo ralado ½ colher de sobremesa de fermento químico 3 ovos

Molho:

2 xícaras de chá de leite 2 copos de requeijão Noz moscada a gosto Pimenta do reino a gosto Sal a gosto

Recheio:

1 lata de atum 4 talos de palmito ½ lata de milho verde 1 colher de sopa de pimentão picado 2 colheres de sopa de cebola picada 3 colheres de sopa de azeitona picada Pimenta do reino a gosto Bata a massa no liquidificador. Separadamente misture os ingredientes do recheio. Em um pirex coloque na seguinte ordem: massa, recheio, massa. Leve para assar.

1 colher de amido de milho dissolvido em leite Coloque o leite para ferver. Acrescente o requeijão, a noz moscada, a pimenta do reino e sal a gosto. Quando ferver, adicione o amido de milho com leite e mexa por três minutos, até virar um mingau. Cozinhe as batatas e pique em rodelas. Frite bacon em pedacinhos e reserve. Prepare o molho e adicione o bacon. Unte um refratário com manteiga. Coloque um pouco do molho, uma camada de batatas, presunto (ou frango) e muita mussarela. Repita as camadas. Termine com molho e mussarela e um pouco de parmesão ralado. Leve ao forno até dourar.

Torta de Legumes da Vó Preta O tomate e a cebola

são essenciais. Uma receita bobinha de muito sabor para o dia a dia.

3 ovos 1 xícara de chá de farinha Pouco mais de 1 copo de leite 2 colheres de chá de manteiga 1 colher de chá de fermento químico 2 colheres de chá de queijo Sal a gosto Mais ou menos umas 3 xicaras de legumes picados (batata, cenoura, vagem, cebola, tomate e outros a gosto- abobrinha, ervilha, chuchu) Pique os legumes e bata o restante dos ingredientes. Deite em assadeira untada. Salpique os legumes em cima. Leve para assar.


Torta de Frango com Palmito da Aline e Rafa

Grande parte do sucesso está na qualidade e fartura do recheio. Varie com frango, bacalhau, carne de sol, palmito. Capriche! Congela muito bem.

250 g de margarina (ou manteiga) 500 g de farinha de trigo 1 colher de chá de fermento 1 colher de chá de sal Leite gelado para dar o ponto 1 ovo inteiro para pincelar Amasse a farinha com a manteiga delicadamente. Acrescente o restante e leve a geladeira para descansar por 20 minutos. Abra metade da massa e recheie a gosto. Cubra com o restante da massa, adornando a gosto. Pincele com um ovo ligeiramente batido. Leve a assar até corar. Recheio:

2-3 peitos de frango cozidos temperados e desfiados 2 colheres de manteiga 1 cebola picada 2-3 colheres de Maizena 1 copo de leite Refogue a cebola na manteiga. Acrescente a Maizena dissolvida no leite e engrosse. Junte o peito de frango e tempere a gosto. Disponha na massa quando já frio, sobrepondo palmito picado e requeijão de copo. Fica muito interessante com ovos cozidos em fatias e azeitonas.

Torta de Salmão Muito boa! Bem útil quando se tem

Torta dos Três Queijos Receita do livro Bê-á-bá da

Massa:

Massa:

Bata os ovos em neve e, em seguida, junte as gemas, o queijo, o leite, a farinha e o fermento químico.

Faça uma massa com todos os ingredientes, colocando farinha até ficar consistente. Sove bem. Forre uma forma pirex grande e funda, no fundo e dos lados, e leve ao forno quente para assar (não deixe corar muito). Não unte a forma.

restos de salmão grelhado. Use outros peixes também.

12 colheres de sopa de farinha de trigo 13 colheres de sopa de queijo parmesão 2 colheres de sopa de fermento químico 3 ovos Sal 2 xícaras de chá de leite frio ½ xícara de chá de azeite

Recheio:

Salmão em pedaços Tomates em rodelas Salsa a gosto Azeitonas sem caroço Ervilha Pimentões Sal e temperos diversos a gosto

cozinha. Deliciosa!

1 colher de sopa de banha (de pacote) 1 colher de sopa de manteiga 1 pitada de sal 1 colher de sopa de fermento químico 5 colheres de sopa de leite 1 gema Farinha de trigo o quanto necessário

Recheio:

½ kg de queijo parmesão ralado ½ kg de queijo prato ralado ½ kg de queijo minas ralado 1 litro de leite 4 colheres de sopa cheias de amido de milho Misture todos os ingredientes, exceto o salmão. 1 lata de creme de leite, sem o soro Unte uma forma com furo no meio e coloque um pouco de massa. Espalhe o recheio e sobre ele o salmão em pedaços, e coloque o resto da massa. Asse em forno quente. Vire em prato e confeite a gosto.

Cozinhe o leite com o amido de milho em fogo baixo mexendo sempre, acrescentando o creme de leite sem soro por último. Acrescente os queijos já ralados, reservando um pouco de queijo parmesão para o acabamento do prato. Prove o sal. Com o recheio, encha a torta assada e leve ao forno quente.


Torta Rápida de Batatas da Vovó Pininha Uma

Yakisoba Os temperos são essenciais ­­– tenha em mãos os criação da Mamãe, que fez parte de muitos almoços enquanto ingredientes corretos para melhor resultado. a familia crescia. Usar um pouco mais de manteiga acrescenta muito no sabor. 2 colheres de sopa de óleo ou manteiga 1 pacote de Nissin Miojo (500 g) 3-4 Batatas grandes 100 g de lombo assado em pedaços pequenos 2 colheres de Manteiga 100 g de camarão aferventado — opcional Sal e Pimenta do reino a gosto 200 g de repolho em quadradinhos 200 g Presunto 3-4 talos de acelga picados finos 200 g Mussarela 150 g de broto de bambu em quadradinhos 2-3 ovos 1-2 cenouras picadas em quadradinhos finos e ligeiramente aferventadas Cozinhe batatas inteiras na panela de pressão 2 colheres de sopa de óleo de gergelim com água (5-8 minutos de pressão) ou no 1 envelope (ou menos) de Hondashi Micro ondas. Unte uma forma com manteiga. 10 colheres de molho de soja Alterne camadas de batatas cozidas descasca- 2 colheres de chá de Ajinomoto das em rodelas, sal, pimenta do reino, presunto, Sal a gosto queijo, repetindo até acabar. Coloque mais uns pedacinhos de manteiga e 2-3 ovos ligeiramente batidos por cima de tudo. Asse até que os ovos estejam firmes.

Cozinhe o macarrão al dente. Aqueça uma frigideira com 2 colheres de sopa de óleo ou manteiga e refogue os legumes, começando pelos mais duros, mexendo sempre. Adicione o camarão e o lombo. Espere a mistura ficar dourada e acrescente os temperos, com ½ envelope de Hondashi, 6 colheres de soja, 1 colher de Ajinomoto, 1 colher de óleo de gergelim. À parte, frite o macarrão em um pouco mais de manteiga e tempere-o da mesma forma que os legumes, com o restante dos temperos. Para servir, coloque a massa numa travessa e use o refogado de legumes como molho.


Carnes & Pratos Principais

Abobrinha recheada Outra receita de origem árabe.

Uma pitada de canela no tempero da carne acentua essa característica. Quando a abobrinha é muito fina, corte a abobrinha ao meio, retire parte do miolo, afervente e recheie cobrindo com queijo parmesão. Leve ao forno para gratinar. Essa variação é útil especialmente nos EUA.

4 abobrinhas italianas 500 g de carne moída 2 vezes 2 cebolas 2 tomates 1 ½ colher de chá de colorau para dar cor Uma pitada leve de canela em pó — opcional 4 dentes de alho Sal a gosto 2 colheres de sopa de óleo Prepare o refogado de carne moída: Refogue em 2 colheres de sopa de óleo a cebola picadinha até dourar ligeiramente. Acrescente o alho espremido sem sal. Doure meia colher de chá de colorau para dar cor. Junte a carne moída mexendo até refogar. Tempere com sal (se o fizer posteriormente ao refogar a carne, ela não engrumará). Acrescente uma pitada de canela em pó e pimenta a gosto. Reserve. Lave as abobrinhas, retire uma tampa do lado do talo e reserve. Escave-as com uma colher de chá retirando com cuidado para não perfurar. Despreze o miolo. Recheie com o refogado de carne e prenda a tampa com 3 palitos de madeira. Em uma panela grande, refogue uma cebola picadinha, 1 colher de chá de colorau, alho com sal e 2 tomates picados sem pele. Junte as abobrinhas e 2 copos de água. Deixe em fogo brando até cozinhar e apurar o caldo. Sirva com arroz branco.

Almôndegas Ninguém faz igual às da Helena, que trabalhou conosco… mas aqui vai a tentativa de imitá-la! 1 kg de carne moída 4 pãezinhos amanhecidos 3 colheres de farinha de rosca 1 ovo Temperos a gosto Misture e amasse todos os ingredientes. Faça bolinhas com a massa e frite em óleo bem quente. Transfira para o molho de tomate caseiro e deixe apurar.


Bacalhoada da Mamis Tive que pensar para escrever a Bife a Rolê da Fernanda Outra aquisição de quem receita que sempre saiu de cabeça em dias especiais, mas faz sucesso… Use mais o coração que as medidas e tudo vai dar certo!

passa pelas nossas vidas e deixa saudades… Fernanda aperfeiçoou o que ensinei, mas aqui tentamos repetir… Perfeito para fazer porção dobrada e congelar uma delas.

hora, apertando bem para retirar a água. Retire a pele e as espinhas mais evidentes. Pique em pedaços grandes e reserve. Cozinhe as batatas ao dente, descasque e corte em rodelas grossas. Corte em rodelas o pimentão e as cebolas, lavando as mesmas em água corrente para retirar o ardido. Numa frigideira bem grande, refogue na metade do azeite os dentes de alho em fatias finas. Quando estiver dourado, afaste para o lado na frigideira e doure as postas de bacalhau, (ou as lascas) no azeite. Afaste novamente e doure as batatas ligeiramente acrescentando um pouco mais de azeite. Acrescente a cebola em um pouco mais de azeite. Transfira para uma travessa e enfeite com os ovos cozidos e cheiro verde. Sirva imediatamente com arroz branco.

tira de bacon, uma tira de cebola, uma tira de pimentão e uma tira de cenoura. Prenda com 2 palitos de madeira e reserve. Refogue a cebola com 2 colheres de sopa de óleo. Refogue o tomate picadinho. Acrescente os bifes e refogue lentamente por aproximadamente 90 minutos. Acrescente água à medida que for necessário, deixando apurar bem o molho que se forma. Sirva com arroz branco e purê de batata.

Bife na Panela de Pressão Muito saboroso para a

facilidade da proposta. Perfeito para os dias que se deixa tudo pronto para os 20 minutos finais de preparação urgente.

Bifes finos de patinho Tempero a gosto 2 filés de bacalhau tipo do Porto ou Saithe (pior 6 bifes de chã de fora ou patinho 2 cenouras em tiras 2 batatas picadas em dois qualidade, mas mais sabor) 100 g de bacon em 6 tiras ou linguiça calabresa 2 cenouras picadas em dois 3 batatas médias em tiras 2 cebolas picadas em dois 2 cebolas 1 cebola grande cortada de comprido em tiras 1 pimentão picado em quatro 1 pimentão 6 tiras de pimentão verde 2 tomates picados em dois 4 dentes de alho grandes 1 cebola picadinha Repolho picado grande ½-1 xícara de chá de azeite extra virgem 3 tomates Chuchu picado em dois 2 ovos cozidos 2 colheres de sopa de óleo Abobrinha picada em três 2 tabletes de caldo de carne Dessalgue o bacalhau em água fria na geladeira 1 xícara de chá de óleo por pelo menos 24 horas, trocando a água pelo Tempere os bifes ligeiramente com tempero completo. Enrole os bifes recheando com uma Salsinha picada suficiente para salpicar menos 3 vezes. Escorra por no mínimo uma Tempere os bifes. Numa panela de pressão, organize camadas da carne, dos legumes e do caldo de carne esfarelado. Cubra com o óleo. Tampe a panela, leve ao fogo e apos pegar pressão, aguarde 20 minutos. Salpique salsinha picada e sirva. Nota: pode-se acrescentar molho de tomate no lugar dos dois tomates.


Bracciola Essa vem do lado italiano dos Myrrhas. O corte

especial da carne em um bife bem grande e fino me rendeu o apelido de Alessandra Bracciola no açougue que me atendeu por anos.

1 corte de patinho ou chã de fora em um bife fino e grande Fatias de bacon suficiente para rechear Cebola suficiente para rechear Azeitonas pretas a gosto Molho de tomates frescos sem pele e sem semente Folhas de louro a gosto Orégano a gosto Alho a gosto Cebola a gosto Azeite a gosto Recheie a carne com fatias de bacon, cebola e azeitonas pretas. Enrole como rocambole e amarre com barbante. Deve ficar grosso e longo como uma abobrinha. Refogue na panela e cozinhe em fogo baixo (acrescentando água quando necessário) até ficar macio. Retire as linhas e apure com um bom molho de tomates frescos sem pele e sem semente e temperos como louro, orégano, alho, cebola, azeite. Corte em rodelas e sirva sobre massa fresca de preferência.

Bolo de Carne Moída Um clássico. Vale variar os recheios, incluindo mozzarella.

Camarão Tailandês ao Curry Receita sofisticada de grande resultado. Coisas do curso de culinária da Cláudia Borges.

Carne moída Cebola picada Sal e alho a gosto 1 cenoura inteira pré-cozida Ovos cozidos Fatias de bacon

4 colheres de sopa de azeite 5 dentes de alho picadinhos 40 camarões grandes limpos com rabinho 1 colher de sopa de curry em pó 2 colheres de sopa de Molho de ostra ou Molho de soja Misture uma boa quantidade de carne moída, 2 cebolas grandes cortadas em gomos cebola picada, sal e um pouco de alho. Modele 1 colher de sopa de gengibre picado recheando com cenoura e ovos. Coloque as 1 brócolis Ninja fatias de bacon por cima e leve ao forno quente 1 pimentão vermelho em tiras até corar. Sirva em fatias. Cogumelos frescos (shimeji, shitaki, paris) 2 colheres de sobremesa de amido de milho dissolvido em ½ xícara de chá de água Sal e pimenta ardida a gosto Tempere ligeiramente os camarões com sal e reserve. Afervente os buquês de brócolis em água quente e resfrie com água gelada imediatamente após para manter o verde e a textura. Em uma panela fina e funda, doure o alho e a cebola no azeite. Acrescente o gengibre e o curry e mexa até amaciar a cebola. Acrescente o camarão e em seguida os cogumelos, o pimentão e o brócolis. Cozinhe somente o necessário. Tempere com o molho de ostra e engrosse com o amido de milho dissolvido. Se gostar, acrescente 200 ml de leite de coco.


Carne Assada da Tia Clô Tia Clô não conheci, mas a

receita ficou como compartilhada pela irmã Elvira anos e anos atrás. A laranja e as cebolas acrescentam um sabor especial e uma cor dourada que realmente fazem a diferença.

1-2 kg de Colchão Duro ou Lagarto Sal a gosto Pimenta do reino a gosto 3-4 dentes de alho 5 colheres de sopa de óleo 1 laranja descascada 3-4 cebolas partidas em cruz Tempere a carne com sal, pimenta do reino e alho. Refogue durante meia hora na panela de pressão aberta com o óleo, virando sempre. Coloque água até na metade da carne, acrescentando a laranja inteira. Feche a pressão e deixe por meia hora. Abra a panela, vire a carne e acrescente as cebolas. Deixe por mais 2030 minutos na pressão. Retire a carne e fatie. Passe a cebola na peneira juntando tudo ao molho da panela. Tempere-o a gosto engrossando com farinha de trigo se necessário.

Chilli Brasileiro Originalmente um prato da culinária

mexicana, a mistura de carne moída e feijão sem o sabor adocicado característico da receita original agradam mais ao paladar brasileiro. O tempero Chilli pode ser substituído pela mistura de pimenta Chilli, orégano, páprica e cominho.

500 grs. de carne moída 5 tomates picadinhos 2 cebolas picadinhas 1 pimentão picadinho 1 colher de sopa de colorau 2 xicaras de feijão carioquinha cozido 2 colheres de tempero Chilli a gosto Cheiro verde a gosto, inclusive coentro se gostar Refogue a carne moída no óleo, cebola, alho, colorau nessa ordem. Acrescente o pimentão e os tomates formando um molho de carne mais seco. Ajuste os temperos e acrescente o feijão. Tempere com a mistura de Pimenta Chilli. Sirva com arroz branco ou com tortilhas.

Churrasco de Lombo do Vovô Newton Fica excelente assado lentamente, adquirindo uma cor dourada e um tom avermelhado como de Tender.

Suco de 1-2 limões Tempero alho e sal suficiente para salgar ½ litro Suco de uva ou vinho tinto 1 quilo de Lombo em pedaços Misture os ingredientes todos e deixe em infusão de 2-4 dias na geladeira. Asse na churrasqueira.

Churrasco na Panela de Pressão Excelente solução

para um momento urgente. Muito saboroso, especialmente se a costela é de Ripa. Já fiz com cortes de Chanzinha ou Maçã de Peito. Acredite que nada mais é necessário, geralmente nem água! Mas controle para que não resseque e queime.

2 kg de costela magra apenas com a gordura que vem na peça 4 gomos de linguiça tipo calabresa Coloque os ingredientes em camadas na panela de pressão, começando com a costela e finalizando com a linguiça. Tampe e leve ao fogo. Quando a panela começar a chiar, diminua o fogo e cozinhe por 40 minutos em fogo baixo. Deixe sair a pressão sozinha e sirva com arroz, batata cozida ou mesmo pão. Rende 4-6 porções.


Escafler de Frango Fácil de ser preparado para muita

gente se o frango já está previamente desfiado e congelado com antecedência.

1 peito de frango desfiado refogado 1 lata de creme de leite 1 lata de milho verde 1 copo de requeijão cremoso 200 g de batata palha Forre um pirex com requeijão. Misture metade do milho e o creme de leite e ponha sobre o requeijão. Coloque o frango com mais meia lata de milho. Leve ao forno por mais ou menos 30 minutos. Cubra com batata palha. Serve 4 pessoas.

Escondidinho de Mandioca Pode ser feito também

com purê de batata. Fica muito interessante e chique quando servido em forminhas individuais.

Mandioca cozida Leite Sal Manteiga Recheio a gosto - molho de frango, ou carne moída, ou carne seca, ou camarão, etc. Mozzarella ralada Cozinhe a mandioca até quase desmanchar. Bata no liquidificador com leite, manteiga e sal. (Caso seu liquidificador seja fraco, use o processador ou amasse num prato. O ponto é de purê). Unte um refratário e disponha um dedo ou dois de massa. Coloque sobre a massa o recheio bem temperado, cubra com mais um dedo de massa, espalhando com ajuda de uma colher. Cubra com a mozzarella ralada e leve ao forno para gratinar.

Espetinho Misto da Vovó Pia Os espetinhos mistos

Filé ao Molho de Gorgonzola Simples e de grande

Filé Mignon em quadrados temperados Linguiça em rodelas Tomate em quadrados Cebola em gomos largos Bacon em pedaços finos quadrados Pimentão em quadrados

Manteiga para fritar 2 colheres de sopa de manteiga 2 colheres de sopa de farinha de trigo ½ litro de leite Sal Noz moscada 2 colheres de sopa de queijo parmesão ralado 1 xícara de chá de gorgonzola amassada

são muito coloridos e atraentes. Você pode substituir por fran- efeito. Reduza a quantidade de queijo se quiser um sabor mais suave. go ou carne de porco. Palitos de dente são úteis se o espaço para assar for pequeno. Grelhe ou asse. No sul é conhecido 2-3 xícaras de Filé Mignon picado e com sal como Xixo.

Use palitos de madeira ou espetos de bambu e espete os ingredientes alternadamente. Asse na Misture a manteiga, o leite, a farinha de trigo, churrasqueira de fogão ou na churrasqueira de o sal e a noz moscada e leve ao fogo para formar um creme branco. Acrescente os queijos. brasa. Numa frigideira amanteigada, passe os filés rapidamente e reserve. Acrescente o molho ao filé. Sirva com pão de sal fresco.

Filé da Vânia Myrrha A simplicidade da preparação e

a sofisticação do resultado fizeram dessa receita um clássico nos natais e ocasiões festivas.

2 kg de filé 1 ½ pacote de sopa de creme de cebola 2 colheres de sopa de mel 2 colheres de sopa de molho de soja 2 colheres de sopa de molho inglês 2 colheres de sopa de manteiga ¾ de copo de vinho tinto Misture tudo. Deixe 1 hora na geladeira e asse em papel alumínio, regulando a necessidade de acrescentar um pouco de água. Controle o ponto do assado a gosto. Fatie e sirva com o molho a parte.


Frango à Espanhola Embora se indique o frango inteiro, Frango Americano da Rhea Taylor Receita amer-

Frango ao Molho de Requeijão da Tia Carla

prefiro partes. O cheiro do assado é tentador e a facilidade de preparo também.

icana da minha infância- a preferida da Dona Pina para os missionários!

Receita simples de muito sabor. Quando grelhamos o peito de frango na brasa, o resultado foi ainda melhor.

1 frango médio limpo e picado ou partes de frango a gosto (peito ou coxa) 1 lata de purê de tomates (ou molho caseiro) 2-3 cebolas em rodelas 1 pimentão picado 4-6 dentes de alho 1 tablete de caldo de galinha 2 colheres de sopa de manteiga ou azeite Tempero a gosto ½ copo de vinagre

Peito e coxa de frango em pedaços Sal Farinha de trigo Pimenta do reino 1 pote de sopa de creme de galinha preparada (ou creme de champignon)

3 peitos de frango grelhados 1 copo de requeijão 1 colher de sopa de farinha de trigo 2 colheres de sopa de queijo parmesão ralado Noz moscada Sal a gosto 1 caixinha de creme de leite

Arrume o frango sem tempero num pirex. Faça um molho cru com os outros ingredientes. Cubra o frango. Tampe e leve ao forno para assar.

Tire as peles do frango. Refogue levemente. Passe na farinha com sal, pimenta do reino. Frite para dourar. Arrume em um pirex e cubra com a sopa creme. Leve ao forno quente até estar cozido. Sirva com purê de batatas.

Misture os ingredientes do molho e coloque por cima do frango em uma vasilha refratária. Salpique queijo ou farinha de rosca e leve ao forno até dourar.

Frango com Maçã ao Curry da Jack A receita origi-

Frango Assado com Laranja A laranja acrescenta

nal indica somente creme de leite. Usa-se o requeijão quando se deseja mais consistência e sabor.

2 kg de filé de peito de frango picadinho bem pequeno (temperado com alho, sal e suco de 4 laranjas). 1 kg de maçã vermelha azeda (quanto mais azeda, melhor) 3 cebolas pequenas picadinhas Alho e sal 2 ou 3 copos de requeijão — opcional 1 colher de sobremesa de curry 2 latas creme de leite

sabor e cor ao frango.

1 kg de pedaços de frango 1 copo de caldo de laranja 2 colheres de manteiga 2 cubinhos de caldo de galinha

Tempere o frango ligeiramente. Coloque em um tabuleiro de vidro. Leve todos os ingredientes, exceto o frango, ao micro-ondas para derreter. Despeje o molho no tabuleiro por cima dos pedaços de frango e leve ao forno para assar. Durante o cozimento regue o frango com o próprio molho para ficar assado e bem temFrite o frango com a cebola até murchar. Acres- peradinho. cente a maçã e cozinhe até amolecer. Acrescente o curry misturando bem. Finalmente acrescente o creme de leite e o requeijão.


Frango Assado com Maionese Regule a proporção da Frango com Milho e Requeijão Para dias que exigem Frango Frito Tipo KFC Uma receita para uso eventual quantidade da sopa de cebola a seu gosto para que o sabor não fique tão artificial.

1 kg de peito ou coxa de frango em pedaços Limão Vinagre Maionese Farinha de trigo 1 pacote de sopa de cebola Lave muito bem com limão os pedaços de frango. Tempere com um pouco de sal, regue com vinagre e reserve. Depois de algum tempo (pelo menos uma hora) enxugue cada pedaço. Passe um por um na maionese fartamente e em seguida passe na farinha misturada com a sopa de cebola — como se fosse à moda milanesa. Ajeite o frango num tabuleiro de vidro untado, junte 1/2 xícara de café de água e leve ao forno para assar.

Frango “Assado” na Panela de Pressão Tão inter-

essante o resultado quanto a proposta... Realmente o frango sai dourado como se fosse assado!

1 frango inteiro temperado na véspera 1 litro de óleo 1 palito de fósforo Em uma panela de pressão, aqueça o óleo com um fósforo dentro. Quando o fósforo acender, coloque o frango com o lado do peito virado para cima. Retire a válvula da pressão, tampe a panela e leve ao fogo por 20 minutos. Abra, vire o frango com auxílio de um garfo grande, tampe novamente sem a válvula por mais 15 minutos. Sirva em seguida.

preparo com antecedência. Bom também para grande quanti- — uma bomba calórica! dade de pessoas.

2 peitos de frango em tiras 250 g presunto em fatias finas 2 copos de molho de tomate 2 latas de milho verde 1 copo grande de requeijão Faça uma camada de molho de tomate numa assadeira. Deite pedaços alongados de peito de frango ligeiramente temperados enrolados no presunto. Leve ao forno para assar. Coloque sobre eles o creme de milho verde e requeijão batidos juntos no liquidificador e leve ao forno para gratinar. Sirva bem quente.

Pedaços de frango ligeiramente temperados (alho, sal, pimenta) e com pele. ½ xícara de chá de amido de milho ½ xícara de chá de farinha de trigo 1 colher de sopa de fermento químico Sal Pimenta do reino 1 pitada de noz moscada Misture os ingredientes, exceto o frango. Passe cada pedaço de frango na mistura obtida e frite em bastante óleo com panela semi-tampada em fogo não muito alto.

Lagarto da Divi O mais difícil da receita é comprar a

cerveja preta… Resulta num molho encorpado, saboroso de sabor intenso. Prefiro servir a parte.

1 lagarto 1 cebola 1 garrafa (250 ml) de cerveja preta tipo Malzbier 1 lata de molho de tomate pronto ou 2 copos de molho caseiro 2 tabletes de caldo de carne — opcional Sal a gosto Agua o quanto necessário para cozinhar Refogue o lagarto no óleo com a cebola picada. Acrescente sal (ou dois tabletes de caldo de carne), a cerveja e o molho. Coloque na pressão até cozinhar e formar um molho encorpado. Se quiser fatiar com precisão, espere esfriar.


Lombo e Maminha à Dona Durica Com o sabor

original, só se fosse a Dona Durica fazendo. Prepare as duas carnes juntas na mesma panela, de ferro de preferência. Sirva com arroz, macarronada e tutu de feijão.

1 lombo 1 maminha Sal grosso Tempere as carnes só com sal grosso, de véspera. Coloque-as numa panela grande e refogue bem no óleo. Tampe e deixe ir tomando cor, pingando água aos pouquinhos, até ficar bem dourado e cozido. Junte um pouco de gordura se necessário, para fritar.

Medalhões de Filé ao Molho de Pimenta Verde (steak au Poivre Vert) O medalhão é um corte do filé

Moqueca de Peixe do Curuca Ah Meaípe… uma

prainha feinha que me seduz pelo estômago… A receita veio junto, mas o sabor certamente só vem pela metade! Faço minhas adaptações. O melhor costuma ser o pirão.

mignon sem o cordão lateral cortado com 2-3 dedos no sentido contrario às fibras. Para garantir sua forma arredondada, amarre o contorno com barbante ao grelhar. Retire o barbante 600 g de peixe (sugestão: badejo ou robalo) antes de completar o preparo.

20 medalhões de filé Pimenta verde em conserva (a mesma pimenta do reino só que colhida verde e feita em conserva) Manteiga e azeite 500 ml de creme de leite fresco 1 colher de sopa de mostarda de Dijon 50 ml de Conhaque para flambar (opcional) Quebre os grãos da pimenta em um pilão sem o liquido. Tempere os filés com sal e passe nas pimentas. Aqueça uma frigideira grossa com manteiga e azeite em partes iguais até fumegar. Sele os dois lados dos files. Quando estiverem ao ponto, retire-os e mantenha-os aquecidos. Acrescente o conhaque à frigideira para deglaçar (soltar a borra). Acrescente a mostarda e o creme de leite. Reduza um pouco e corrija o sal se necessário.

100 g de cebola 300 g de tomate em cubinhos 2 colheres de sopa de suco de limão 2 colheres de sopa de óleo 1 colher de sopa de azeite Sal a gosto Colorau a gosto Pimenta a gosto Coentro a gosto

Utilizando uma panela de barro coloque: o óleo, a cebola, o tomate e o colorau. Espere tomar consistência. Em seguida ponha as postas de peixe (não é necessário acrescentar água). Ponha o sal, o azeite e o suco de limão. Deixe ferver por 15 min e acrescente o coentro. Nota: se achar que a moqueca está com pouco molho ou que está grudando no fundo, acrescente água. À parte, faça o mesmo refogado e no lugar do peixe refogue banana da terra. Para o pirão, retire parte do caldo e misture com farinha de mandioca, temperando com pimenta e sal a gosto.


Panquequinha Chinesa Uma maneira saudável de comer menos carne e acrescentar repolho ao dia a dia… Cuidado com o sal do molho de soja. Massa:

¾ xícara de chá de farinha de trigo ¼ xícara de chá de amido de milho 2 ovos Sal 1 xícara de chá de leite 1 colher de sopa de margarina Misture todos os ingredientes e frite panquecas bem finas. Recheio: 1 xícara de chá de carne de porco moída (ou carne de boi) Óleo 1 cebola média Tempero a gosto 1 tablete de caldo de carne 1 xícara de chá de repolho já murcho ½ colher de sopa de amido de milho ¼ xícara de chá de água 2 colheres de sopa de molho de soja Refogue a carne no óleo, cebola e tempero. Adicione os demais ingredientes e cozinhe. Utilize o recheio para as panquecas.

Peito de frango Empanado da Vó Tantão Uma

tradição de antigos almoços de familia. Ótimos para serem congelados crus ou já fritos. Uma mão na roda no freezer!

2 peitos de frango desossados 1 ovo inteiro ligeiramente batido Farinha de rosca Tempero a gosto

Peixe à Cubana A mistura de peixe e banana é sempre deliciosa.

Filés de peixe temperado e à milanesa Mussarela Banana caturra Molho de tomate Arme em uma vasilha refratária camadas alternadas de peixe, banana e mussarela. Coloque o molho de tomate e leve ao forno. Peixe dos Nebeckers Um sabor totalmente novo para um peixe branco. Vale à pena experimentar!

Tempere ligeiramente os peitos de frango. Passe-os no ovo batido e na farinha de rosca, pressionando bem com as mãos. Frite em óleo não muito quente até dourar. Escorra em papel toalha. Sirva quente ou frio. Fica gostoso mesmo depois de congelado. Peixe branco — linguado, cherne ou badejo em

rodelas não muito grossas. Cebolas em rodelas desmontadas Sour cream Cream cheese Queijo parmesão

Unte o recipiente que irá ao forno levemente com manteiga. Faça uma camada de cebolas em rodelas. Coloque por cima o peixe em pedaços não muito grossos. Cubra com uma mistura de queijo parmesão, cream cheese, sour cream e requeijão em partes iguais, numa camada não muito grossa. Leve ao forno por 30 a 40 minutos. Nota: o sour cream pode ser feito misturando creme de leite e iogurte natural em partes iguais com um pouco de vinagre. Para esta receita ½ copo deve ser bastante.


Picanha à Moda do Alexandre Monteiro Exige carne absolutamente fresca para atingir maciez.

Repolho com Linguiça Uma receita surpreendentemente saborosa da coleção Bom Apetite.

1 kg de repolho 1 cenoura 1 talo de aipo 1 cebola 1 maço de salsa 2 folhas de sálvia 400 g de linguiça Misture todos os ingredientes, exceto a carne. 200 g de bacon picadinho Em uma forma, deite um terço da mistura, os 4 fatias de pão de forma dentes de alho, a picanha com a gordura virada 2 litros de caldo de carne ou galinha para cima e o restante da mistura, cobrindo Pimenta do reino assim toda a carne. Leve ao forno por 1h e 40 Sal 1 picanha pequena de até 1,2 kg 3 kg de sal grosso 3 claras 3 colheres de farinha de trigo Alho a gosto

minutos. Quebre a carapaça e sirva quente, fatiada fina.

Pique bem a salsa com a sálvia. Rale ou pique a cebola bem miúda. Corte o repolho em tiras mais ou menos finas. Leve o bacon ao fogo com a cebola. Quando dourar, acrescente a linguiça cortadas em pedaços de 4 cm de comprimento. Tempere com sal e pimenta. Adicione a cenoura cortada em rodelas, o aipo picado, salsa, sálvia e o repolho picado. Cubra com um pouco de caldo. Reserve o caldo restante para ser acrescentado pouco a pouco à medida que for necessário. Cozinhe durante aproximadamente 1 hora, mexendo ocasionalmente. Sirva bem quente, colocando os pedaços de linguiça por cima para enfeitar.


Tornedor de filé com Legumes na Manteiga “A la dona Pina” Era o prato predileto de dias de festa, feito com fartura e sinal de carinho.

Bifes de file cortados bem grosso (3-4 dedos de altura no sentido contrario à fibra) Sal Manteiga Legumes cozidos no vapor (cenoura, vagem, batata, palmito, brócolis) Aqueça uma frigideira antiaderente grossa em fogo forte até fumegar. Deite os bifes de filé temperados com sal e sele-os virando uma vez rapidamente de um lado para o outro. Deixe corar sem mexer. Core o outro lado e quase na hora de tirar, acrescente a manteiga. Isso evita a fumaça e os cheiros fortes de fritura. Aproveite a borra da frigideira para passar os legumes acrescentando mais manteiga e temperando com um pouquinho de sal com alho. Sirva imediatamente com arroz branco.

Torta de Camarão Seco do Maranhão Eram dias

Xinxim de Galinha Um sabor meio baiano para a velha

Camarão seco e todos os temperos para peixe. 04 ovos batidos em neve (dependendo da quantidade) Azeite

2 peitos de frango —ou coxa— em pedaços Um punhado de camarão — opcional 2 colheres de sopa de azeitonas picadas (pretas ou verdes) ¼ xícara de chá de azeite de dendê 200 ml de leite de coco Tempero verde

dessalgando e descascando o camarão seco minúsculo recém-chegado do nordeste… A lida me lembra da história do compadre de Filuquinha calçando meias pela primeira vez para a festa religiosa: “Tanto trabalho, carcanhar pra riba!”

Refogue em uma panela ou frigideira os temperos com bastante azeite e depois adicione o camarão. Quando estiver bem refogado misture um pouco do ovo batido. Após, transfira essa mistura para um refratário. Acrescente o restante do ovo batido e leve ao forno para dourar a cobertura. Coma com farinha d’ agua.

Torta do Pastor Com o plano de reduzir o consumo de carne, uma boa opção para o dia a dia.

8 batatas grandes cozidas na panela de pressão, descascadas e amassadas com garfo como para purê com manteiga e sal a gosto. 500 g de carne moída bem refogada com óleo, cebola, alho e sal. 2 caixinhas de molho de tomate pronto 1 lata de milho verde Vagem picadinha 300 g de queijo mussarela Misture a carne moída refogada, o molho e os vegetais e leve ao fogo para aquecer. Monte a torta alternando camadas de carne com legumes e o purê de batatas. Finalize cobrindo de mussarela. Leve ao forno quente até derreter o queijo.

galinha, digo, frango!

Refogue os frangos como de costume deixando corar um pouco. Cubra com água suficiente para o cozimento e para dar um pouco de caldo. Tampe a panela e deixe cozinhar. Quando os frangos já estiverem cozidos, coloque o camarão e deixe ferver apenas 5 minutos. Coloque então o azeite de dendê e o leite de coco e deixe ferver mais um pouquinho. Prove o sal. Desligue o fogo e acrescente azeitonas. Sirva bem quente acompanhado de arroz branco e batata palha.


Caldos, Saladas & Sopas Caldo de Aspargos Homenagem ao Diogo, que final-

mente aos vinte e poucos escolheu um legume para apreciar!

2 amarrados de aspargos frescos 1 cebola picadinha 3 dentes de alho picados 3 colheres de manteiga 1 ½ litro de caldo de legumes 500 ml de creme de leite fresco Azeite a gosto Sal e pimenta do reino a gosto 4 colheres de farinha de trigo 2 colheres de manteiga Corte os aspargos em três partes: talos brancos (utilize no caldo de legumes), pontas (reserve) e faça rodelas compridas com o “miolo”. Afervente as pontas no caldo de legumes, escorra e reserve. Em uma panela funda, derreta 1 colher de manteiga e refogue a cebola até que fique transparente. Adicione o alho e então as rodelas de aspargos, cozinhando por 5 minutos. Acrescente o caldo de legumes, tempere com sal e pimenta. Ferva por mais uns minutos. Bata no liquidificador até ficar liso. Misture 1 colher de manteiga com a farinha de trigo na mesma panela funda e acrescente um pouco de caldo, batendo com o fouet. Quando engrossar, acrescente o restante do caldo, mexendo até ferver. Junte o creme de leite fresco, misture e deixe no fogo por mais um minuto. Acrescente um fio de azeite e sirva enfeitado com as pontas de aspargos reservadas.

Caldo de Feijão Sirva quente com torresmo e cheiro verde. Suficiente para 10 pessoas

1 quilo de feijão Carioquinha (Marrom) cozido com uma folha de louro 3 linguiças calabresas picadinhas 350 gramas de Bacon carnudo picadinho miúdo 1 cabeça de alho descascado e triturado Tempero (Sal a gosto, louro, pimenta malagueta) Cheiro verde Torresmo para servir Retire a folha de louro e bata o feijão no liquidificador e reserve. Numa panela profunda, frite o bacon até dourar. Acrescente a linguiça calabresa e doure um pouco mais. Escorra a gordura. Acrescente o alho e deixe dourar. Junte o feijão batido e deixe ferver. Ajuste o sal e o restante dos temperos a gosto.

Caldo de Mandioca Se deixar os pedaços de carne

inteiros bem como a mandioca, muda de nome: Vaca Atolada! Suficiente para 5-6 pessoas .

1 quilo de mandioca cozida 500 gramas de carne de segunda já refogada e cozida na pressão até quase desmanchar Temperos a gosto ( pimenta malagueta, caldo de carne, sal, alho, louro, colorau) Bata a mandioca no liquidificador com a água do cozimento acrescentando mais se necessário. Numa panela profunda, misture a carne já cozida e desfiada bem temperada. Acerte o sal e os temperos, acrescentando o que julgar necessário. Deixe ferver e sirva quente com cheiro verde bem picadinho.


Caldo Verde É muito importante bater a batata no liquidificador para que a consistência certa seja adquirida.

1 linguiça calabresa ou de outro tipo 3 batatas cozidas 2 folhas de couve cortadas finas e repicadas Sal Alho Numa panela profunda frite a linguiça cortadinha até dourar. Acrescente o alho para que frite. À parte, bata as batatas sem casca no liquidificador com água. Acrescente ao refogado. Ajuste o sal e os temperos desejados. Finalmente misture a couve repicada. Desligue e sirva quente.

Canja Para dar maior sabor, use caldo de frango preparado Canjiquinha com Costelinha Um prato tipico da com partes de osso e pele.

Restos de arroz Frango desfiado Salsão Cebola picadinha Cenoura picadinha Temperos Refogue a cebola em um pouco de óleo ou manteiga. Frite um pouco de colorau para dar cor. Junte a cenoura, o frango desfiado ( descarte os ossos e a pele) e o salsão com água quente. Deixe ferver para tomar gosto. Acrescente o arroz já cozido e deixe apurar. Ajuste o tempero.

culinária mineira, para dias frios. Se servido mais diluído, faz sucesso como caldo num fim de tarde.

300 g de bacon ou linguiça defumada (ou ambos) ¼ kg de milho de canjiquinha 500 g de costelinhas de porco (ou carne de porco em pedaços) 1 linguiça tipo paio 2 cebolas grandes 4 dentes grandes de alho Afervente a lingüiça em pedaços, o paio e as costelinhas. Lave bem a canjiquinha e escorra em várias águas. Deixe-a de molho por uma hora. Leve ao fogo uma panela grande e refogue as carnes no alho espremido. Escorra a gordura que vai se formando. Acrescente duas cebolas grandes picadas e depois de bem refogada cubra com bastante água. Adicione a canjiquinha e deixe ferver até que tudo esteja bem cozido e macio. Prove o sal e se necessário, retempere, ajustando a água. Se gostar, coloque na canjiquinha folhas inteiras de couve, sem os talos, e pimenta do reino e a pimenta malagueta. Sirva bem quente com arroz branco e cheiro verde. Ou mais ralo como caldo. Nota: Na falta da lingüiça e do paio, faça a canjiquinha somente com carne e bacon.


Salada de Carambola e Queijos ao Mel O melhor

dessa receita é o molho, que pode ser utilizado em inúmeras outras combinações de saladas de folhas verdes.

10 carambolas ou figos ou mexerica Murgot 1 pote de cream cheese 100 grs. de queijo canastra ralado ou queijo de cabra 100 grs. de queijo parmesão ralado Relish de pepino japonês 2 embalagens de baby alface 1 caixinha de tomatinhos Molho:

1 colher de sopa de mel 1 xicara de azeite 1 colher de sopa de limão comum ou siciliano 1 colher de sopa de aceto balsâmico Sal e pimenta do reino a gosto Prepare as frutas. Misture o cream cheese com os queijos e faça bolinhas. Passe no parmesão ralado e reserve. Lave a alface e reserve. Prepare o molho emulsionando todos os ingredientes. Monte uma cama de alface, fruta, Relish e bolinhas de queijo. Regue com o molho e sirva.

Salada de Cenoura da Tati Figueiredo Faça de um dia para o outro e descanse na geladeira.

1 kg de cenoura ao dente cortadas em rodela com sal 1 cebola média picada ¼ xícara de chá de vinagre balsâmico ½ xícara de chá de azeite de oliva 2 colheres de Molho Inglês 2 colheres de Molho Shoyo 1 colher de mostarda 1 lata de molho de tomate pronto Açúcar a gosto Misture todos os ingredientes e deixe na geladeira por 6 horas.

Salada de Frango Defumado com Abacaxi

Receita muito saborosa que Carla compartilhou em muitos natais.

1 frango defumado desfiado sem pele 1 lata de abacaxi em calda picado e escorrido 1 lata de palmito picado 8 colheres de sopa de creme de leite Misture tudo e sirva imediatamente gelado.

Salada de Macarrão O segredo é colocar o macarrão

quente por cima dos outros temperos, para que pegue gosto. Outro segredo é usar macarrão de “granno duro” (grão duro) que não se desmancha.

½ kg de penne (ou parafuso) cozido ainda quente 1 lata de atum 1 xícara de chá de ervilha congelada aferventada 1 cebola média bem picadinha ½ pimentão picadinho 2 tomates picadinhos sem semente Azeite e sal a gosto Cheiro verde Misture tudo ainda com o macarrão quente e sirva gelado.

Salada de Manga com Hortelã Refrescante! Use mangas firmes.

4 mangas picadas (não muito maduras) tipo Hadem ou Palmier Meio maço de folhas de hortelã ½ vidro de 250 g de maionese Meia lata de creme de leite 1 xícara de chá de castanha de caju triturada Misture delicadamente na hora de servir e sirva sobre leito de folhas verdes.


Salada de Repolho com Maçã e Passas Cara nova para o repolho nosso de cada dia.

1 repolho bem macio 1 abacaxi 2 maçãs ácidas (maçã verde ou outra espécie ácida) 100 g de passas, sem caroços 2 colheres de sopa de maionese Pique o repolho bem fininho. Jogue água quente sobre ele e escorra. Esprema-o bem com as mãos, para ficar sequinho e reserve. Pique o abacaxi em pedaços pequenos e também as maçãs descascadas. Na hora de servir, junte em vasilha funda o repolho, o abacaxi, as passas, as maçãs e acrescente maionese. Misture tudo e leve à geladeira. Sirva gelado.

Salada Verde com Champignon e Alho e Azeite Salpicão Entre as muitas variações de salpicão, esta é mais As folhas verdes de todo dia adquirem novo sabor com essa maneira de temperar.

Folhas verdes variadas lavadas e bem escorridas ( alface, rúcula, agrião, espinafre) 4 colheres de sopa de azeite 3 dentes de alho em fatias finas 4 colheres de sopa de cogumelo( fresco ou em conserva) em fatias finas Nozes picadas Aqueça o azeite e frite o alho. Acrescente o cogumelo, sal a gosto e as nozes e regue as folhas. Sirva imediatamente.

uma delas!

1 peito de frango desfiado 200 g de presunto em tirinhas 2 maçãs picadas com casca 200 g de passas 6 talos de salsão picados 1 vidro de maionese 1 pimentão verde picado 3 cenouras raladas 500 g de batata palha Misture tudo exceto a batata palha para não murchar. Separe-a para adornar no momento de servir. Variações: Acrescente azeitona, milho, ervilha (congelada) ou use frango defumado.

Sopa Creme de Abóbora A pitada de noz moscada é essencial. Enriqueça com um fio de creme de leite.

Salada de Uva com Ovos de Codorna Ótima para festas de finais de ano. Fresquinha e linda no prato!

60 uvas Itália (cortada em metades sem sementes) 30 ovos de codorna cozidos, descascados e cortados ao meio ½ xícara de chá de maionese ½ xícara de chá de creme de leite 2 xícaras de chá de presunto em cubos Misture delicadamente e sirva gelado.

Abóbora moranga cozida e batida no liquidificador 250 grs de carne macia picadinha (ou sobras de carne cozida) 1 cebola óleo para refogar Tempero de alho e sal 1 pitada de noz moscada Creme de leite Refogue a carne numa panela profunda com o óleo, tempero e a cebola. Quando estiver macio, acrescente a abóbora batida. Ajuste o sal, tempere com uma pitada de noz moscada e se desejar, sirva com um fio de creme de leite.


Sopa de Couve-Flor Gratinada Vale a pena investir

Sopa de Legumes com Carne A sopinha simples de

1 couve flor grande cortada em buquês com talos 2 xicaras de caldo de legumes ou galinha 3 colheres de sopa de manteiga 2 cebolas médias picadas 4 colheres de farinha de trigo 4 xicaras de chá de leite 1 colher de chá de molho de pimenta Tabasco 15-30 gotas 2 colheres de sopa de salsinha picada 2 colheres de sopa de cebolinha picada 100 grs. de queijo parmesão ralado

2 colheres de sopa de óleo 1 cebola média picadinha Alho com sal ou 2 dentes de alho espremido e sal a gosto 300 gramas de carne picadinha macia Legumes cortados em quadradinhos ( batata, batata doce, cenoura vermelha, cenoura amarela, vagem, repolho, tomate, cebola, salsão, abobrinha, chuchu, etc, a gosto) - mais ou menos umas 4 xícaras

em novos sabores de sopa para o dia a dia. Saúde garantida!

todo dia que faz sucesso.

Refogue a primeira cebola no óleo até dourar. Acrescente o alho com sal e deixe dourar. Se Leve ao fogo uma panela com a couve flor e o desejar, colora com algumas pitadas de colcaldo. Cozinhe al dente e reserve. Refogue as orau. Acrescente a carne e deixe refogar até cebolas ou alho porró na manteiga até ficarem quase secar o caldo que se forma. Acrescente transparentes. Acrescente a farinha de trio tomate picado e deixe cozinhar até ficar go. Retire do fogo e junte o leite aos poucos, macio. Acrescente os legumes , água quente e mexendo sempre para não empelotar, mexendo deixe cozinhar até tudo estar macio. Se desejar com um fouet. Volte à panela ao fogo e deixe acrescentar macarrão miúdo. Acrescente mais ferver por 10 minutos, acrescentando sal (¼ col- água para ter mais caldo e mexa com mais her de chá). Acrescente a couve flor e a pimen- frequência. ta. Ferva por 5 minutos. Junte o cheiro verde, distribua em tijelinhas refratárias. Cubra com o queijo ralado e leve ao forno para gratinar. Sirva com torradinhas.

Tabule Sirva sobre folhas de alface com pão árabe. 1 xícara de chá de trigo pra quibe 2 cebolas picadas 1 pimentão picado em tirinhas 1 pepino cortado a gosto 2 tomates sem pele e sem semente Suco de 2 limões 3 colheres de sopa de azeite extra virgem Sal a gosto 2 xícaras de chá de salsa 2 xícaras de chá de hortelã picado Lave o trigo e deixe de molho em bastante água por meia hora. Esprema o trigo com as mãos até ficar bem seco. Coloque em uma tigela e adicione todos os demais ingredientes.


Doces & Sobremesas Amor em Pedaços Um doce muito tradicional na

culinária mineira, esse é feito com massa de torta. Às vezes o encontramos com massa de bolo.

1 abacaxi ligeiramente batido no liquidificador 1 coco ralado 6 gemas 1 colher de sopa de manteiga 600 g de açúcar Leve tudo ao fogo até engrossar. Massa:

1 colher de sopa de manteiga 4 ovos 1 colher de chá de fermento químico Açúcar a gosto Uma pitada de sal Farinha que baste para abrir Amasse tudo, divida a massa em 2 partes iguais. Forre uma forma com uma camada de massa. Preencha com o recheio e cubra com o restante da massa. Asse em forno médio por 30 minutos. Corte em quadrados e passe no açúcar.

Arroz Doce da Vó Tantão Um dia Vó Tantão preparou

uma travessa do doce que era sua especialidade e rumou para o hospital no carro do Papai com Vó Naná para visitar Mamãe recuperando-se de uma cirurgia. No meio do caminho um acidente: Vó Tantão arremessada sobre as costelas da Vó Naná e arroz doce aspergido por todo o carro do Papai! Resultado: Vó Naná com 3 costelas quebradas e um carro doce, doce!

1 xícara de arroz lavado 1 pedaço de canela em pau 1 litro de leite quente Canela em pó

Banana Caramelada Flambada com Sorvete

Uma sobremesa muito fácil de fazer e de grande efeito, mas que exige preparação na hora.

6 bananas caturras 1 xícara de açúcar cristal ½ concha de conhaque para flambar (opcional) Suco de 1 laranja 6 bolas de sorvete de creme

Derreta o açúcar até caramelizar em uma panela rasa. Acrescente as bananas descascadas e o suco de laranja. Logo que a calda derreter, Leve ao fogo o arroz lavado, a canela em pau acrescente o conhaque e incline a panela na e água suficiente para cobrir. Antes que seque direção do fogo. O álcool pegará fogo e ao se totalmente, acrescente o leite quente e deixe extinguir, apagará naturalmente. Sirva ainda até cozinhar. Adoce a gosto com açúcar ou leite quente sobre sorvete de creme. condensado. Retire para uma travessa e polvilhe com canela em pó. Sirva gelado. Variações: No lugar da canela, pode-se colocar uma laranja ou limão cortados em cruz. Outra opção é acrescentar 3 gemas de ovos bem batidas com um pouco de leite misturando vigorosamente.


Bombocado Paulista Esse bombocado fica cremoso

Cocada da Vó Ita Essas cocadas são mais que tradiciona-

Creme de Chocolate ao Zabaione Se você não usa

3 xícaras de chá de açúcar 1 colher de sopa de margarina 5 ovos 4 colheres de sopa de fubá 4 colheres de sopa de amido de milho 1 colher de sopa rasa de fermento químico 2 xícaras de chá de leite 2 xícaras de chá de leite de coco Canela em pó

1 coco seco (marrom) Açúcar (a mesma quantidade de coco) 1 copo de leite

Creme de chocolate:

como um quindim. Não estranhe as quantidades. Se desejar, enfeite com passas antes de assar.

is. Durante anos foram enviadas como agrado aos distantes pela Dona Emerita com carinho e amor.

Aqueça o coco seco no micro-ondas por 1 min. Jogue-o no chão até quebrar em pedaços. Tire a casca mais dura e descasque a casca fina. Triture o coco e coloque-o na panela. Adicione o açúcar e cozinhe em fogo alto. Deixe secar, mexendo constantemente. Adicione o leite e mexa bem. Ao desgrudar da panela, verifique Bata o açúcar, os ovos e a margarina. Misture se está em ponto de bala. Pingue a cocada bem os ingredientes secos, alternando com o em meio copo de água gelada e tente juntá-la leite e o leite de coco. Despeje a massa numa com os dedos. Se conseguir fazer uma bolinha assadeira retangular média, untada e polvilescorregadia nas mãos, o ponto está correhada com fubá. Asse em forno quente por 40 to. Tire do fogo e continue mexendo até ficar minutos. Depois de pronto, polvilhe com ½ uma pasta, começando a endurecer. Coloque colher de sopa de açúcar, 01 colher de café de amido de milho e ½ colher de café de canela em colheradas sobre bancada de pedra gelada (e untada), empurrando com uma espátula para pó, misturados. Fica tipo um quindim. sair da colher. Rende 20 cocadas pequenas. Chuvisco Também conhecido como bolinho de chuva.

2 ovos 1 xícara de leite 2 colheres de sopa de açúcar 1 colher de fermento químico Baunilha, canela, raspa de limão ou laranja – escolher um desses Farinha ao ponto de pingar com colher Açúcar com canela para cobrir depois de frito. Misture tudo, frite as colheradas em óleo não tão quente. Retire, escorrendo no papel toalha, e passe no açúcar com canela. Coma quente.

bebidas alcóolicas, somente cuide de cozinhar o Zabaione ao ponto em que o álcool evapore. É um creme delicioso e leve. Perfeito para panquecas também.

2 gemas 4 colheres de sopa de açúcar 1 colher de sopa de manteiga 2 colheres de sopa de farinha de trigo 3 colheres de sopa de chocolate em pó solúvel ½ litro de leite fervido 1 colher de chá de essência de baunilha Bata as gemas e o açúcar até obter um creme claro. Adicione a manteiga e continue a bater. A seguir, misture a farinha de trigo e o chocolate em pó peneirados juntos. Adicione o leite fervido e a baunilha, mexendo sempre. Leve tudo ao fogo, em banho-maria, até engrossar. Distribua este creme em taças e leve ao refrigerador. Zabaione:

3 gemas 5 colheres de sopa de açúcar 1 colher de chá de essência de baunilha ½ xícara de chá de vinho branco ½ lata de creme de leite Bata, em banho-maria e em fogo baixo, as gemas e o açúcar até obter um creme claro. Acrescente a essência de baunilha, o vinho e misture bem até dar volume. Cozinhe até que o álcool tenha se evaporado. Coloque sobre o creme de chocolate formando camadas. Sirva gelado.


Cuscuz da Fátima de Cabo Frio Famoso cuscuz da

irmã Fátima. Toda vez que a família ia a Cabo Frio tínhamos que ir ao píer de Búzios para comprá-lo.

Gingilim Prato tradicional do natal na casa da avó Eleonora. Uma receita italiana trabalhosa trazida pela família.

Granola da Arabela Alternativa muito saudável às

granolas compradas prontas. Sinta-se à vontade para adaptar às preferências pessoais.

Massa:

500 g de goma de mandioca para Cuscuz 1 litro de leite adoçado morno 1 vidro de leite de coco de 500 ml Misture e enforme em vasilha de louça. Sirva gelado com coco ralado fresco e leite condensado.

Doce de Maçã na Panela de Pressão Receita da

Nice. Muito prática e uma alternativa saudável que explora o sabor da maçã.

1 kg de maçãs descascadas 500 g de açúcar 1 pacote de gelatina sabor morango Meio copo de água Suco de meio limão Cravo e canela em pau Ajeite as maçãs na panela de pressão, junte o açúcar, a gelatina, a água e o limão. Misture cravo e canela em pau. Feche a panela e deixe descansar 10 horas ou de um dia para o outro. Leve ao fogo baixo e marque 5 minutos depois de pegar pressão. Abra a panela no dia seguinte. Coloque o doce numa compoteira.

1 kg de farinha de trigo 6 ovos 1 pouquinho de água 900 ml de mel 800g de amendoim torrado e moído Óleo para fritar Misture a farinha, os ovos e a água até obter uma massa firme para enrolar. Faça bolinhas pequenas e frite. Levar o mel ao fogo até ficar em ponto de bala. Retire do fogo, adicione as bolinhas fritas e o amendoim e misture delicadamente. Despeje o preparo sobre superfície fria e corte em quadrados.

600 g de aveia em flocos (metade grosso, metade fino). 120 g de germe de trigo 120 g de açúcar mascavo 150 g de coco ralado 120 g de gergelim branco (descascado) 60 g de girassol (sem casca) 150 g de castanha-do-pará picada 150 g de amêndoas cortadas 150 g de castanha de caju cortadas 200 g de uvas passas Maçã seca, damasco, frutas secas picadinhas a gosto. 1 colher de chá de sal 1 colher de chá de baunilha ¾ xícara de óleo vegetal Misture bem todos os ingredientes secos exceto as frutas secas. Leve ao forno bem brando, mexendo seguidamente. Quando começar a dourar, acrescente as frutas picadas e deixe secar mais um pouco. Pode-se acrescentar uma pitada de canela. Guarde em vasilhas bem fechadas.


Maria-Mole Receita caseira de um doce muito tradicional na década de 70.

7 folhas de gelatina branca ou 1 pacote em de gelatina sem sabor em pó 1 copo de água fervendo 2 copos de açúcar Coco ralado fresco Com a tesoura, pique a gelatina bem miúda. Coloque a gelatina picada e a água na tigela grande da batedeira e bata. Adicione o açúcar aos poucos ate obter consistência de suspiro. Despeje em tabuleiro forrado com coco ralado. Coloque mais coco ralado em cima, leve para gelar e corte antes de servir.

Marshmallow Caseiro Se desejar que fique mais firme, acrescente mais açúcar.

3 claras batidas em neve 6 colheres de açúcar 1 xícara de chá de glucose de milho Bata as claras em neve e 3 colheres de açúcar, formando um suspiro. Leve ao fogo a glucose de milho e 3 colheres de açúcar. Assim que ferver, adicione a calda ao suspiro, sempre com a batedeira ligada. Leve à geladeira.

Mousse de Chocolate da Alessandra Resultado de

uma mistura de muitas receitas, originando numa mousse de sabor intenso e textura liguenta.

3 ovos 2 colheres de chá de açúcar 100 g de manteiga Meia lata de leite condensado 5 a 8 colheres de sopa de chocolate meio amargo em pó com alta porcentagem de cacau 2 latas de creme de leite 250 g de chocolate ao leite Bata as claras com o açúcar e reserve. Separadamente, bata as gemas e o leite condensado. Derreta no micro-ondas o chocolate, o chocolate em pó e o creme de leite. Misture tudo delicadamente e leve para gelar.

Mousse de Chocolate da Eliana Lourenço Uma das melhores mousses que conheço!

360 g chocolate meio amargo 270 g de açúcar 1 xícara de chá de água 12 ovos (separar clara e gema) Derreta o chocolate. Ferva a água e o açúcar ao ponto de fio grosso. Na batedeira, combine chocolate, calda e as gemas. Misture delicadamente as claras em neve. Leve para gelar.

Mousse de Maracujá Básica em qualquer cozinha brasileira.

1 lata de leite condensado 1 lata de suco de maracujá (a mesma medida da lata de leite condensado) 1 lata de creme de leite sem soro 3 folhas de gelatina branca, previamente dissolvidas em água quente (opcional, se desejar uma consistência mais firme) Bata tudo no liquidificador e leve à geladeira para servir horas depois.

Mousse Valparaíso de Limão Mousse de limão diferente com uma consistência mais firme do que usual.

2 pacotes de gelatina, sabor limão 2 xícaras de chá de água fervente 4 claras em neve 4 gemas 2 colheres de chá de raspas de limão (ralar) ½ xícara de chá de suco de limão 2 latas de leite condensado. Bata no liquidificador a gelatina com a água fervendo, a casca de limão e o suco. Acrescente as gemas e o leite condensado e bata. À parte, bata as claras em neve bem firmes e misture tudo muito bem. Coloque em forma ligeiramente molhada e leve à geladeira de um dia para o outro.


Palha Italiana Muito bom para festinhas de aniversário. 1 colher de sopa de manteiga 1 lata de leite condensado 4 colheres de sopa de achocolatado 25 Biscoitos Maria Açúcar refinado Leve ao fogo os três primeiros ingredientes e deixe ferver um pouco, até atingir ponto de brigadeiro mole. Bata o doce com o fogo desligado até atingir consistência lisa. Acrescente os biscoitos previamente quebrados com as mãos. Misture bem e despeje em um tabuleiro forrado com açúcar refinado. Salpique açúcar por cima, espere esfriar e corte em quadradinhos. Ajeite os pedaços com as mãos, modelando ligeiramente.

Pé-de-moleque da Eliana Martins Boa receita de

pé-de-moleque. Tenha paciência na hora de dar o ponto de bala mole. Não fique frustrado se sentir que o doce ficou muito mole. Volte com ele ao fogo até atingir o ponto correto. Se passar do ponto, derreta com um pouco de leite. Só não deixe caramelizar!

2 copos de açúcar 1 copo de água ½ colher de café de bicarbonato 500 g de amendoim cru com pele 2 latas de leite condensado Junte todos os ingredientes, exceto o leite condensado, e leve para cozinhar mexendo até secar, tipo pralinê. Acrescente o leite condensado e cozinhe ao ponto de bala (pingue o doce em meio copo de água gelada e tente juntá-lo com os dedos ao esfriar. Se conseguir fazer uma bolinha escorregadia nas mãos, o ponto está correto). Deite sobre tabuleiro untado ou superfície fria untada. Quando frio, corte em losangos.

Peras ao Molho de Chocolate e Laranja So-

bremesa sofisticada que exige uma apresentação em pratos individuais.

4 peras sem casca cortadas ao meio 4 colheres de sopa de manteiga 4 colheres de sopa de açúcar 200 ml de suco de laranja 200 g de chocolate meio amargo picado Coloque em forno médio as peras, o açúcar e a manteiga por 20 minutos. Acrescente o suco e asse por mais 20 minutos. Retire para travessas. Meça ¾ de xícara do suco formado e dissolva o chocolate. Coloque sobre as peras e sirva com sorvete.

Petit Gateau O segredo dessa receita francesa é o choque térmico da massa bem gelada para o forno pré-aquecido. Pode ser congelado já na forminha por até três meses. Cuidado para não passar do ponto ao assar, para deixar o miolo ainda derretido.

200 g de manteiga 250 g de chocolate meio amargo em barra ou em gotinhas 10 gemas passadas na peneira 100 g de açúcar refinado 175 g de farinha de trigo peneirada 5 claras Manteiga para untar Chocolate em pó para polvilhar Derreta o chocolate e a manteiga no microondas e resfrie. Em outra vasilha, mescle as gemas, o açúcar, a farinha e as claras. Junte o chocolate e a manteiga e misture. Unte e polvilhe forminhas próprias para Petit Gateau. Encha até menos um centímetro da borda. Leve ao congelador por no mínimo 30 minutos. Leve ao forno pré-aquecido (250o C) por aproximadamente 7 minutos, observando o furinho que se forma no meio da massa. Quando o mesmo diminuir de tamanho, retire e rapidamente desenforme com cuidado. Sirva quente acompanhado de sorvete de creme.


Petit Gateau Sem Farinha Uma receita sem glúten que não leva farinha. Esquente uma porção no micro-ondas por uns 30 segundinhos e sirva com sorvete para uma experiência divina que derrete na boca!

160 g de pedaços de chocolate 115 g de manteiga 150 g de açúcar 3 ovos batidos 5 ml de essência de baunilha Pré-aqueça o forno para 150° C. Unte forminhas individuais com manteiga e chocolate em pó. Numa vasilha de vidro, derreta o chocolate com a manteiga no micro-ondas (mexa com uma colher a cada 30 segundos até homogeneizar). Acrescente o açúcar, os ovos e a essência de baunilha. Divida a massa nas forminhas e leve ao forno por 30-40min. Deixe esfriar por 10 minutos para então desenformar sem quebrar. Requente pouco antes de servir com sorvete ou calda.

Pralinê Doce típico de festa junina. Muito prático para grandes grupos.

½ kg de amendoim com a casca e cru 2 xícaras de chá de açúcar refinado 1 xícara de chá de água Pitada de fermento químico Coloque todos os ingredientes em uma panela e leve ao fogo mexendo sempre até secar toda a água e açucarar. Isso vai acontecer de uma vez! Depois de seco, espalhe em um tabuleiro e leve ao forno brando para secar bem, se necessário.

Pudim de Leite Condensado da Bisa Naná Podese até tentar, mas ninguém jamais fará esse pudim como ela fazia, com furinhos miúdos e uniformes.

1 lata de leite condensado 4 ovos inteiros 1 lata de leite comum 1 xícara de açúcar caramelado em uma forma de pudim Bata no liquidificador os três primeiros ingredientes por aproximadamente 10 minutos. Enquanto isso, caramelize a forma com o açúcar queimado ao ponto de caramelo. Sobre esse já frio, deite a mistura de leite. Leve ao forno em banho Maria por uns 40 minutos ou até que enfiando uma faca essa saia limpa. Deixe esfriar bem, solte dos lados e desenforme. A vó Nana fazia com uma medida e meia de leite.

Pudim Quick Galetos Por mais de 40 anos toda vez que

a família ia ao Rio passávamos por Copacabana para comer no Quick Galetos, na Rua Duvivier. Finalmente pegamos a receita da sobremesa preferida.

6 gemas 2 litros de leite 2 colheres de sopa de amido de milho 1 lata de leite condensado Raspa de laranja 2 xícaras de açúcar 6 claras Cozinhe os ingredientes menos o açúcar, mexendo sem parar. Caramelize o açúcar e coloque-o em forminhas de pudim individuais. Cubra com um suspiro de claras e açúcar e leve a dourar.


Sorvete Essa é a receita da massa base. As variações são

Strudel à Húngara Receita extraída da coleção Bom infinitas: mais ou menos chocolate, cereja triturada, coco, am- Apetite. Não é simples de fazer, mas o sabor do recheio comeixa, nozes, Negresco, etc. O segredo está em bater a massa pensa a complexidade. várias vezes enquanto congela, evitando-se assim os cristais. 85 g gordura hidrogenada 1 copo de leite fervente 1 colher de chá de Liga Neutra 2 gemas 1 pitada de sal 1 copo de leite frio 1 copo de açúcar 3 colheres de sopa bem cheias de chocolate em pó (para o sabor chocolate) 1 colher de sopa rasa de emulsificante de sorvete Síber Bata no liquidificador a gordura hidrogenada, o leite fervente, a liga neutra, as gemas e o sal. Acrescente os demais ingredientes, com exceção do emulsificante, e leve ao freezer. Depois de 2 ou 3 horas corte em cubos e bata por mais ou menos 10 minutos na batedeira com o emulsificante. Leve novamente ao freezer. Pode-se variar os sabores acrescentando nozes moídas, coco, gotas de chocolate, etc.

Trufas da Eliane Martins A massa serve também como recheio para bolos.

500 g de chocolate em barra (meio amargo ou ao leite) 1 pacote de massa folhada semi-pronta 200 g de sementes de papoula moídas (pode-se 1 lata de creme de leite sem soro bem aquecida 1 colher de sopa rasa de mel ou glicose de milusar ameixas pretas) ho (tipo Karo) 50 g de passas sem sementes 2 colheres de sopa de rum ou conhaque — op130 g de açúcar cional 50 g de amêndoas ou castanha de caju 1 colher de sobremesa de essência 1 maçã 1 colher de sopa de mel Pique o chocolate grosseiramente e coloque em 1 limão refratário ou panela. Junte o resto dos ingredi1 copo de leite entes e leve ao banho-maria ou ao micro-ondas 1 ovo Deixe as passas de molho na água. Leve ao fogo uma panela com o leite, açúcar e as sementes de papoula ou ameixas. Ferva até que o líquido evapore. Deixe esfriar e acrescente a casca de limão ralada, a maçã ralada, o mel, as passas e as amêndoas ou castanhas picadas. Mexa, para misturar bem os ingredientes. Prepare a massa conforme a instrução da embalagem.. Unte uma assadeira e polvilhe com farinha de trigo. Espalhe o recheio sobre a massa. Enrole-a sobre si mesma, como um rocambole. Feche as bordas pincelando com uma clara de ovo para o recheio não escapulir. Coloque então na assadeira curvando-lhe as pontas, dando-lhe o formato de ferradura. Se quiser pincele com uma gema batida para dourar. Leve ao forno moderado durante 45 minutos.

na potência alta por 2 minutos até derreter. Leve ao freezer por 6 horas ou até firmar. Faça as trufas modelando com colher de sopa e banhe em chocolate derretido no ponto de glaçar. Leve para gelar até ficar firme. Passar no cacau em pó ou chocolate em pó.


Tortas Doces

Cheesecake de Limão

Cheesecake Tradicional Se não tiver uma forma de aro

1 copo de Biscoito Maria quebradinho 3 colheres de sopa de açúcar 3 colheres de sopa de manteiga derretida

removível, pode-se tentar forrar uma forma tradicional com papel manteiga e depois de bem gelado, desenformar com essa ajuda extra.

200 g de biscoito Maizena moído 100 g de manteiga 2 tabletes de cream cheese em temperatura ambiente 2 ovos 1 xícara de chá de açúcar 1 colher de chá de essência de baunilha 1 colher de chá de raspas de cascas de limão 10 colheres de sopa de geleia de morango ou framboesa Misture os biscoitos e a manteiga. Forre o fundo e as laterais de uma forma removível de 25 cm. Pré-aqueça o forno. Bata o cream cheese, os ovos, o açúcar, baunilha e as raspas de limão. Despeje a mistura na forma e asse por aproximadamente 30 minutos. Deixe esfriar e leve à geladeira por 4 horas. Cubra com a geleia e sirva em seguida.

Massa:

Misture os ingredientes e pressione a massa obtida em uma forma redonda de fundo falso. Asse em 165 °C por 10 minutos. Recheio:

2 pacotes de 225 g de cream cheese 1/2 copo de açúcar 1 colher de sopa de suco de limão 1 colher de chá de casca de limão 1/2 colher de chá de essência de baunilha 2 ovos, separados Bata na batedeira em velocidade media o cream cheese, açúcar, suco, casca e baunilha, Adicione as gemas, uma de cada vez, misturando bem após cada adição. Bata as claras em neve e adicione-as à mistura de cream cheese. Derrame sobre a crosta e asse em 150 °C por 45 min. Creme:

1 copo de sour cream (ou uma mistura de iogurte natural e creme de leite em partes iguais, e uma colher de vinagre branco). 2 colheres de sopa de açúcar 1 colher de chá de essência de baunilha Misture todos os ingredientes. Cuidadosamente espalhe o creme sobre o Cheesecake e asse-o por mais 10 min. Solte o Cheesecake da forma e espere esfriar para desenformar. Decore com frutas vermelhas se desejado. Rende de 10 a 12 fatias.


Torta de Amendoim da Gertrudes Receita de bom custo-benefício. Serve umas 10 pessoas. Pão-de-ló:

4 ovos ¾ copo de açúcar 1 copo de farinha 1/2 colher de sopa de manteiga 1/2 colher de sopa de fermento biológico 1/2 copo de leite morno Bata os ovos em neve com o açúcar. Acrescente delicadamente os outros ingredientes. Asse em duas formas refratárias quadradas 20x 20 cm. Creme de amendoim:

1 latas de creme de leite sem soro 1 xícara de chá de açúcar 125 g de margarina 150 g de amendoim torrado moído ou nozes moídas Bata os ingredientes até virar um creme. Molho:

1/2 lata de leite condensado 1/2 vidro de 200 ml de leite de coco Misture os ingredientes. Cobertura:

1/2 lata de leite condensado 1 ponta de colher de emulsificante Bata até obter um creme. Montagem: Molhe o Pão-de-ló no molho. Se desejar, corte o pao de ló na horizontal para ter fatias mais

finas de bolo e recheio. Monte em camadas na seguinte ordem: Pão-de-ló, molho, creme, Pãode-ló, molho, creme, cobertura. Deixe repousar por algumas horas e sirva gelado.

Torta de Ameixa Receita fácil que é suficiente para

aproximadamente 15-20 pessoas. Uma opção é substituir a ameixa por damasco picado e amolecido em água quente.

1 kg de ameixa preta 1 kg de biscoitos Maizena ou Maria esfarelado 4 latas de creme de leite 300 g de manteiga ou margarina 500 g de açúcar 9 gemas Bata as gemas, a manteiga, o açúcar e por último o creme de leite. Misture ao biscoito e à ameixa picada. Glacê:

Claras em neve 2 colheres de sopa de açúcar para cada clara Misture os ingredientes. Utilize o glacê para cobrir o preparo. Leve a geladeira por algumas horas para descansar.

Torta de Banana Super simples e rápida de fazer. Bata os biscoitos aos poucos no liquidificador ou processador.

400 g de biscoito Maria triturados 200 g de manteiga Açúcar a gosto 2 pacotes de pudim sabor baunilha 6 bananas cortadas em rodelas Faça uma farofa com os biscoitos e forre o fundo e os lados de uma forma. Coloque as bananas. Faça o pudim de acordo com a embalagem, deixe amornar e coloque sobre as bananas.


Torta de Coco do Curuca Torta muito gostosa tradicional do restaurante Curuca de Meaípe. É servido como sobremesa no Cantinho do Curuca, em Meaípe.

Torta de Caramelo e Nozes da Hellen Aidukaitis O recheio com Chantilly de chocolate é bem suave e ajuda a quebrar o doce do caramelo.

1 massa de torta semi-pronta tipo biscoito Caramelo:

1 copo de leite condensado 1 copo de açúcar mascavo 1 copo de margarina 1 colher de sopa de glucose de milho 1 copo de pecãs Recheio:

2 copos de leite 1 copo de pudim de chocolate instantâneo 1 litro de Chantilly Cozinhe todos os ingredientes do caramelo, com exceção das pecãs, em fogo médio. Deixe ferver por 4 minutos. Adicione as pecans e reserve. Em uma forma, pré-asse a massa da torta como sugerido na embalagem. Jogue o caramelo por cima da massa da torta. Para preparar o recheio simplesmente misture o pacotinho do pudim com o leite e uma vez engrossado acrescente o Chantilly. Coloque o recheio por cima do caramelo na torta. Enfeite com pecãs ou raspinhas de chocolate. Mantenha fresco na geladeira.

4 latas de leite condensado 1 litro de leite 1 dúzia de ovos 1 colher de sopa de margarina 150 g de coco ralado mais coco para salpicar 8 colheres de sopa de açúcar refinado Junte todos os ingredientes, menos as claras e o açúcar, e bata no liquidificador. Unte uma forma de 30cmx45cm, despeje nesta a massa e asse até ficar consistente. Bata as claras em neve, acrescente o açúcar e bata novamente. Espalhe sobre a torta e leve novamente ao forno até dourar. Sirva gelado salpicado de coco ralado

Torta de Goiaba com Bananas (Nona Eleonora) Torta tradicional da avó Eleonora na infância dos Myrrha.

Farinha de trigo necessária para o ponto 1 xícara de chá de açúcar 3 gemas 250 g de manteiga com sal Goiabada Rodelas de banana caturra (umas 5-6 bananas) Misture a farinha, o açúcar, a gema, e a manteiga até formar uma massa que dê para abrir. Forre um tabuleiro pequeno com a massa, reservando a metade para cobrir. Distribua rodelas finas de goiabada e de bananas caturra. Faça cordões com a restante da massa, fazendo um trançado por cima. Leve para assar.


Torta de Limão da Dri Perfeita. Para mais sabor, use o

Torta de Maçã do Elder Crose Famosa na missão

Massa:

Massa:

Recheio:

Recheio:

dobro da quantidade de recheio.

3 gemas 3 colheres de sopa de açúcar 1 colher de sopa de manteiga 1 colher de chá de fermento em pó Farinha de trigo ao ponto de abrir 1 lata de leite condensado 3 colheres de sopa de suco de limão Raspas de casca de laranja Merengue:

3 claras em neve 6 colheres de sopa de açúcar refinado Misture os 3 primeiros ingredientes, acrescente o fermento e a farinha aos poucos até obter uma massa homogênea. Abra a massa com as mãos e forre o fundo e laterais de uma forma de fundo removível de 22 cm de diâmetro. Leve para pré-assar sem deixar corar. Misture os ingredientes do recheio e coloque sobre a massa. Bata os ingredientes do merengue até obter consistência de suspiro. Espalhe-o sobre o recheio e leve ao forno bem baixo por 10 minutos.

Santa Maria.

1 ½ copo de farinha de trigo ½ copo de óleo 2 colheres de sopa de leite frio 1 ½ colher de chá de açúcar 1 colher de chá de sal 6 maçãs Fugi, descascadas e fatiadas. ¾ copo de açúcar 3 colheres de chá de farinha de trigo ¾ colher de chá de canela em pó ½ colher de chá de noz moscada Farofa crocante:

½ copo de farinha de trigo ½ copo de açúcar ½ copo de manteiga Misture os ingredientes da massa. Modele com as mãos numa forma. Coloque as maçãs sobre a massa e sobre elas o resto dos ingredientes do recheio. Misture os ingredientes da para a farofa e espalhe sobre as maçãs. Asse por 45 minutos.

Torta de Maçã Verde Receita dada por uma família americana na década de 70. Parte da família Choairy por muitos anos.

4 copos de maçã ácida sem casca em fatias ½ copo de água (caso a maçã seja mais seca) 1 copo de açúcar ¾ copo de farinha de trigo 1 colher de chá de canela (ou noz moscada) 7 colheres de sopa de manteiga Deite as maçãs picadas em uma forma. Acrescente a água. Com o restante dos ingredientes, faça uma farofa e cubra a maçã. Leve ao forno baixo por mais ou menos meia hora. Sirva gelada ou quente com sorvete.


Torta de Maracujá do Ricardo Torta de muito efeito, saborosa e fácil de fazer. Cuidado para o chantilly não rançar na geladeira.

Biscoito Maria Chocolate meio amargo Mousse de maracujá:

1 lata de creme de leite 1 lata de leite condensado 1 lata de suco de maracujá Bata todos os ingredientes no liquidificador Creme branco:

500 g de creme de leite fresco em chantilly Creme amarelo:

½ copo de polpa de maracujá sem semente ½ copo de água 4 colheres de açúcar 1 colher de amido de milho Cozinhe cada creme separadamente e deixe esfriar. Monte em camadas na seguinte ordem: creme branco, mousse, biscoito Maria, chocolate, chantilly e creme amarelo.

Suspiros Morangos picados Creme chantilly:

5 colheres de sopa de açúcar 4 claras em neve 1 pitada de sal 1 lata de creme de leite sem soro

Torta de Morango A receita original usa o falso creme chantilly. Fica muito melhor quando se usa creme chantilly feito de creme de leite fresco.

Alterne camadas de suspiro, morangos, chantilly e a creme até encher a vasilha. Decore com morangos inteiros.


Torta de Morango, Abacaxi e Mamão É uma mis- Essência de baunilha — opcional tura diferente e muito saborosa. Use chantilly legítimo (evite o caseiro feito com clara em neve e creme de leite de lata) que Leve ao fogo brando para cozinhar. costuma dar água. Recheio: Pão-de-ló: Mamão picadinho 2 xícaras de chá de açúcar 2 xícaras de chá de farinha de trigo 1 xícara de chá de leite quente 2 colheres de sopa de fermento químico 4 ovos

Bata as claras em neve, coloque uma gema e bata mais. Misture a farinha de trigo. Em um pouquinho de leite, dissolva o fermento. Acrescente a massa e misture. Por fim, ponha o leite quente. Despeje em forma untada e leve para assar em forno previamente quente. Chantilly:

1 lata de creme de leite sem soro 3 claras em neve 2 colheres de sopa de manteiga ½ colher de chá de baunilha 4 colheres de sopa de açúcar Bata a manteiga, as 3 colheres de açúcar e a baunilha. Reserve. Bata a clara em neve bem firme com uma colher de açúcar. Acrescente o creme de leite sem soro à mistura de manteiga. Por fim, misture a clara em neve e leve para gelar. Creme:

1 lata de leite condensado 2 latas de leite 1 colher de sopa bem cheia de amido de milho 1 colher de sopa de manteiga 3 gemas

Morango picadinho Abacaxi picadinho aferventado com sal

Torta de Nutella Um sucesso, como tudo que leva Nutella.

2 latas de creme de leite sem soro 1 lata de leite condensado 1 lata de leite 1 pote pequeno de Nutella 4 gemas peneiradas 2-3 pacotes de bolacha de amido de milho

Divida a massa ao meio. Umedeça com o creme. Creme branco: Recheie alternadamente com as frutas. Em uma panela, coloque o leite condensado Torta de Nescau da Raquel Brant A dona da receita e as gemas, mexa até ferver. Desligue o fogo nunca gostou de substituir Nescau por Toddy… e acrescenta- e acrescente 1 lata de creme de leite. Mexa e reserve. va: precisamos das 500 grs. do achocolatado!

1 lata de Nescau 500 g 200 g manteiga 2 latas de creme de leite sem soro 2 pacotes de biscoito Maria ou Maizena 3 claras em neve 3 gemas Misture as claras em neve com as gemas, o Nescau, a manteiga e o creme de leite. Alterne camadas do creme e de biscoito. Finalize com o creme. Leve a gelar por algumas horas.

Creme de Nutella: Em um recipiente misture a Nutella e 1 lata de creme de leite. Montagem: 1 camada de bolacha 1 camada de creme branco 1 camada de bolacha 1 camada de creme de Nutella Seguir essa ordem até acabar. Na última camada, coloque o restante do creme branco e por cima o creme de Nutella.


Torta de Pêssego Cuidado ao assar o bolo na forma de

vidro. A melhor opção é assar em uma forma comum e transferir para um pirex, evitando que o bolo resseque ou queime no fundo.

2 ovos 1 xícara de chá de farinha de trigo 1 xícara de chá de açúcar 1 colher de sopa de fermento químico 5 colheres de sopa de suco de laranja 1 lata de pêssego Amendoim, nozes e castanhas a gosto Bata as claras em neve e depois as gemas. Coloque o açúcar e bata mais. Acrescente a farinha de trigo, o fermento e o suco de laranja. Despeje em tabuleiro untado (mais ou menos 35 cm x 45 cm). Leve para assar em forno pré-aquecido suave. Retire do forno e pique sobre o bolo os pêssegos, deixando alguns para enfeite. Despeje parte da calda para umedecer.

Torta de Sonho de Valsa Essencial em todos os Natais

Torta do Borô Receita fácil e que não vai ao fogo. Famosa

Primeira camada:

400 g de doce de leite ¼ xícara de chá de coco ralado 1 pacote de biscoito Maria de chocolate

da família. Use Chantilly batido a partir de creme de leite fresco. Pode-se usar “BIS” ao invés de bombons.

1 lata de leite condensado 1 lata de leite 1 lata de creme de leite 4 gemas 1 colher de sobremesa de amido de milho 1 pitada de sal Raspa de limão — opcional Misture tudo e leve ao fogo até abrir fervura (não deixe ferver). Segunda camada:

2 copos de leite 3 colheres de sopa de chocolate em pó 1 colher de sopa cheia de amido de milho 3 colheres de sopa de açúcar 1 pitada de sal

Creme:

1 lata de leite condensado 1 ½ lata de leite 3 gemas 1 colher de sopa rasa de amido de milho 2 colheres de sopa de açúcar 1 lata de creme de leite sem soro

Misture tudo e leve ao fogo até cozinhar o amido de milho. Terceira camada:

10 a 12 bombons picados/ moídos Quarta camada:

Faça um creme com o leite condensado, o leite, as gemas e o amido de milho. Cozinhe em fogo brando e cubra os pêssegos. Bata as claras em neve e junte o açúcar. Misture levemente o creme de leite e cubra o creme anterior. Enfeite com os pêssegos restantes. Sirva gelado.

5 colheres de sopa de açúcar 4 claras em neve 1 pitada de sal 1 lata de creme de leite sem soro Bata as claras em neve, junte o açúcar, o sal e bata sempre. Por último, misture levemente o creme de leite.

na Missão Santa Maria. Se quiser sofisticar, acrescente um pouco de nozes moídas.

Misture todos os ingredientes, menos o biscoito e forme um creme. Monte a torta em camadas de biscoito e creme. Leve a gelar por algumas horas.


Torta Gelada de Abacaxi Se não for consumir de imediato, afervente o abacaxi com um pouquinho de açúcar.

½ kg de biscoitos champanhe 1 abacaxi grande ou 2 pequenos 6 gemas 250 g manteiga 4 xícaras de chá de açúcar 2 latas de creme de leite Bata o açúcar com a manteiga até ficar bem cremosa. Junte as gemas e o creme de leite. Misture bem. Arrume uma camada de biscoitos, creme, abacaxi picado, sendo a última de creme. Leve a geladeira.

Torta Holandesa Pode congelar por até 30 dias. Coloque Em uma panela, coloque o creme de leite, o creme de leite na geladeira para separar o soro e abra a lata embaixo para escorrê-lo antes de usar.

aqueça sem deixar ferver e retire do fogo. Acrescente o chocolate e a manteiga. Misture bem até derreter o chocolate.

Massa:

250 g de manteiga 200 g de açúcar refinado 80 g de leite condensado 600 ml de creme de leite sem soro Essência de baunilha a gosto Na batedeira, bata a margarina e o açúcar até obter um creme quase branco. Adicione o leite condensado e continue batendo. Junte o creme de leite e mexa bem. Acrescente a essência de baunilha. Cobertura:

200 g de chocolate meio amargo 200 g de creme de leite fresco ½ colher de sopa de manteiga

Base:

200 g de biscoito tipo maisena 200 g de biscoito doce redondo com cobertura de chocolate (Calipso) Montagem: Em uma forma de aro removível (de 18 a 20 cm de diâmetro por 4 cm de altura), passe a fita no contorno da forma. Forre o fundo da forma com a bolacha Maisena e as laterais com biscoitos redondos com a cobertura de chocolate para fora. Coloque o creme e leve a geladeira por 2 horas. Retire e coloque a cobertura.


Pães, Bolos & Biscoitos

Biscoito Amanteigado de Modelar da Bina Queiroz Certa feita recebi de presente biscoitos modelados que eram verdadeiras peças de arte. Não tive coragem de comê-los!

500 g de farinha 200 g de açúcar 250 g de manteiga sem sal Biscoitinhos de Molde Depois de assado, pode-se con- 1 ovo feitar com glacê de açúcar de confeiteiro colorido com anilina. 2 gemas Essência de baunilha a gosto 50 g de açúcar refinado Faça a massa, abra, corte da forma que quis75 g de manteiga er e asse por 10 a 15 min em forno médio. Use 125 g de farinha de trigo farinha para enfarinhar tanto as formas de 1 colher de chá de essência de baunilha cortar quanto as de assar os biscoitos. 1 colher de sopa de fermento químico 1 gema de ovo Misture a manteiga e outros ingredientes até desgrudar das mãos e ficar homogêneo. Abra com o rolo na espessura de 5 mm e corte com moldes no formato desejado. Depois coloque em uma assadeira, levemente untada, e asse por aproximadamente 15 a 20 minutos.

Biscoito de Marca da Trisa Maria Francisca de Jesus Esses eram os biscoitos de polvilho que a mãe da vó

Tantão fazia para vender em Pará de Minas nas manhãs bem cedo. Com isso provia o sustento da família. A receita foi passada pela vó Ica, que ajudava na cozinha enquanto vó Tantão fazia as entregas na rua. Eram entregues também em festas de casamento e batizados.

1 kg de polvilho doce 1 colher de sopa de sal 2 xícaras de banha derretida bem quente 1 xícara de água bem quente 14 ovos grandes (ou 18 pequenos) Escalde o polvilho com a banha, a água e o sal. Espere amornar e acrescente os ovos um a um. Coloque no saco de confeitar (bico liso) e faça tripinhas na assadeira sem untar. Leve a assar em forno bem quente pré-aquecido. Obs.: Para escaldar esquente a banha em uma panela e jogue-a quente sobre o polvilho, misturando para uniformizar.


Biscoitos de Passas da Michelle Nosso natal em família tem gosto do biscoito de passas da Michelle.

2 xícaras de chá de passas fervida por 5 minutos em 1 xícara de chá de água. Reserve a água. 1 xícara de chá de margarina a temperatura ambiente 1 ¾ xícara de chá de açúcar 3 ovos 2 colheres de chá de baunilha 4 xícaras de chá de farinha de trigo 1 colher de chá de fermento químico 1 colher de chá de bicarbonato de sódio 1 colher de chá de sal 1 ½ colher de chá de canela em pó Misture a margarina, o açúcar, a baunilha e os ovos, adicionando-os um a um. Peneire os demais ingredientes secos e adicione alternadamente com as passas e o líquido reservado já frio. Com o auxilio de duas colheres, distribua porções da massa em uma forma untada e leve para assar.

Biscoito de Polvilho Frito da Irmã Matilde O

Bolo Campineiro da Bisa Eleonora Um dos favoritos

segredo de umidificar o polvilho antes de acrescentar outros ingredientes faz com que esse biscoito não estoure ao ser frito.

quitutes feitos pela vó Emerita. Segundo o vô Newton, criança não tem paladar pra comer esse bolo, desculpa para que o escondesse e desfrutasse sozinho.

3 xícaras de polvilho doce Água o suficiente para umedecer levemente 1 xícara de chá de óleo Sal a gosto 2 a 3 ovos

5 gemas 5 claras em neve 3 xícaras de chá de açúcar 4 xícaras de chá de farinha de trigo OU 3 ½ xícaras de farinha + ½ xícara de amido de milho 200 g de manteiga 1 xícara de chá de leite bem cheia Caldo de 1 limão 2 colheres de chá de fermento químico

Primeiro, umedeça o polvilho com pouca água. Depois acrescente os demais ingredientes e misture ao ponto de enrolar. Frite em óleo não muito quente.

Biscoito de Queijo com Mandioca Lembra uma massa de pão de queijo, mas é frito.

2 copos de polvilho doce 2 copos de mandioca cozida e amassada 2 copos de queijo ralado 1 xícara de banha derretida ou óleo 5 ovos 1 colher de sopa rasa de sal Misture tudo, enrole como preferir e asse ou frite.

Bata as gemas, o açúcar e a manteiga. Acrescente a farinha, o leite, o limão, as claras e o fermento químico. Coloque a massa em forma alta de furo no meio untada e enfarinha e leve para assar.

Bolo Cremoso com Iogurte da Camilla Choairy

Uma receita inovadora e uma ótima opção pra quem quer um bolo molhadinho sem erro. Aqui a conversa é: “Pó pô pó? Pó pô!”

4 ovos 1 copo de iogurte natural 1 copo (mesma medida do iogurte) de óleo 1 massa de bolo pronto 1 pacote de flan ou gelatina (sabor do bolo) Bata no liquidificador os ovos, o copo de iogurte e o óleo. Acrescente o preparado de massa de bolo e o preparado em pó de gelatina ou flan. Leve para assar.


Bolo de Abobrinha da Ana Elisa Um uso interessante Bolo de Aveia da Lívia Maia Delicioso! Sirva quente para a abobrinha cujo resultado lembra um bolo formigueiro.

com sorvete. Ótima opção para sobremesa.

1 xícara de chá de óleo 3 gemas 3 claras em neve 2 xícaras de chá de açúcar 3 xícaras de chá de farinha de trigo 3 colheres de chá de canela 1 colher de chá de bicarbonato ½ colher de chá de fermento químico 1 xícara de chá de nozes 3 xícaras de chá de abobrinha ralada

1 ½ xícara de água fervente 1 xícara de aveia em flocos grossos ou médios (não serve flocos finos) 1 xícara de chá de açúcar 1 xícara de chá de açúcar mascavo 1 xícara de chá de óleo 2 ovos 1 colher de chá de baunilha 1 ½ xícara de chá de farinha de trigo 1 colher de chá de canela 1 colher de chá de sal 1 colher de chá de bicarbonato

Bata todos os ingredientes, exceto as claras em neve, até obter uma massa homogênea. Acrescente as claras em neve e leve para assar.

Bolo de Banana da Alessandra Entre as muitas

receitas de bolo de banana que tentamos essa foi a que mais deu certo. Fiz esta receita para um Natal e foi um sucesso. Reconhecemos porém que existem outras muito gostosas.

1/2 copo de manteiga 2 ovos 1/2 copo de açúcar mascavo 1 colher de chá de baunilha 3-4 bananas caturras maduras amassadas 1/2 colher de chá de sal 1 colher de chá de bicarbonato 2 copos de farinha de trigo 1 xícara de Frutas secas-opcional ½ xícara de chá de nozes picadas-opcional

Bata os primeiros quatro ingredientes numa Misture a água fervente e a aveia; deixe esfriar tigela até ficar cremoso. Acrescente as bananas e reserve. A parte, bata bem o açucar, açucar já amassadas e misture. Peneire nesta mesma mascavo, oleo, ovos e baunilha. Acrescente a tigela o sal, bicarbonato e farinha. Misture farinha de trigo, a canela, o sal e o bicarbonato. tudo e acrescente frutas secas: passas, ameixAcrescente à mistura a aveia fria. Misture tudo as, damascos, cerejas secas, pouco de frutas muito bem, leve para assar em forno pré-aque- cristalizadas. Coloque as castanhas picadas cido até dourar. (quaisquer). Use forma alta retangular ou de bolo com furo no meio para assar. Opcional: Cobertura: use glacê de açúcar de confeiteiro por cima e 4 colheres de manteiga enfeite com frutas (cereja em calda, ameixa, 2 xícaras de chá de açúcar de confeiteiro abacaxi glaciado, etc.) Ou faça uma farofa cro1 colher de chá de baunilha cante explicada abaixo:

3 colheres de sopa de requeijão 3 colheres de sopa de leite ou creme de leite Bata tudo e cubra o bolo já frio.

Farofa Crocante:

1/4 copo de açúcar mascavo 3 colheres de sopa de farinha de trigo 2 colheres de sopa de manteiga amaciada Misture o açúcar mascavo, a farinha de trigo e a manteiga de forma que fique em farelos. Coloque por cima da massa já na forma e leve ao forno.


Bolo de Cenoura O favorito lá de casa. Foi bolo de

aniversário incontáveis vezes. Houve muitos que quiseram como bolo de casamento!

Bolo de Chocolate da Darley Esse bolo foi o favorito da primeira leva dos Choairy e amigos. Enquanto eu crescia e dava meus primeiros passos na cozinha, liguei incontáveis vezes para a Darley que me guiava pacientemente.

3 cenouras de tamanho médio para grandes 1 xícara de óleo de cozinha 2 xícaras de açúcar 1 pitada de sal 3 ovos inteiros 1 colher de fermento químico 3 xícaras de chá de farinha de trigo

4½ colheres de sopa de margarina 3 copos de açúcar 2 ovos 1 colher rasa de chá de essência de baunilha 6 colheres de sopa bem cheias de chocolate em pó 4½ copos de farinha de trigo Bata no liquidificador as cenouras, o óleo, o 2 colheres de chá de fermento químico açúcar, o sal, os ovos e o fermento. Despeje 2 colheres de chá de bicarbonato de sódio numa tigela e acrescente, aos poucos, a farinha 1 pitada de sal de trigo peneirada. Bata novamente até formar 3 copos de leite azedo bolhas e leve para assar em forma untada e forno quente. Duas coberturas funcionam bem: Cobertura de Chocolate Aro e Brigadeiro. Nesse caso, misture creme de leite para não ficar tão liguento.

Para fazer o leite azedo, coloque o leite no fogo e, antes de levantar fervura, adicione uma colher de sopa de vinagre e mexa bem. Use ainda morno. Em uma tigela a parte, bata a margarina com o açúcar e os ovos até ficar cremoso. Peneire os ingredientes secos. Acrescente aos poucos alternando com o leite e bata. Por fim, coloque baunilha. Despeje a massa em tabuleiro grande untado e enfarinhado. Leve ao forno já aquecido.

Bolo de Fubá, Queijo e Coco Receita equilibrada e

saborosa. Se desejar menos doce, reduza o açucar. Use Corn Meal no lugar do Fubá se estiver nos EUA.

4 ovos 2 copos de leite 2 copos de açúcar 2 colheres de sopa de manteiga ¾ de copo de óleo 1 copo de farinha ½ copo de fubá 1 copo de queijo Minas ralado ½ copo de coco 1 colher de sopa de fermento químico Bata todos os ingredientes no liquidificador e leve para assar em forma untada e enfarinhada.


Pão-de-Ló de Laranja O favorito da mamãe. 2 ovos 2 xícaras de chá de açúcar 2 xícaras de chá de suco de laranja 2 xícaras de chá de farinha de trigo 1 colher de sopa de fermento químico

Bolo de Laranja Extra Forte Fiquei surpresa com o

bom resultado desse bolo que usa uma das laranjas com casca e tudo. O sabor é bem forte, mas diferente e intenso. Substitua cada laranja por duas mexericas cariocas sem sementes para um novo sabor.

3 laranjas 1 xícara de chá de óleo de canola (ou óleo de milho) 2 ovos 2 xícaras de chá de farinha de trigo 2 xícaras de chá de açúcar 2 colheres de chá de fermento em pó

Bata as gemas com o açúcar. Adicione à mistura as claras em neve batidas. Acrescente uma xícara de suco de laranja, a farinha de trigo, o fermento e misture bem. Leve ao forno pré-aquecido em temperatura média em forma untada e enfarinhada. Depois de assado e ainda Pré-aqueça o forno a 180 °C (temperatura quente, regue com a outra xícara de suco de média). Unte uma assadeira retangular (ou laranja, já adoçado. redonda) com manteiga ou óleo e polvilhe com farinha. Descasque a primeira das laranjas. Preserve a casca da segunda cortando-lhe as extremidades. Pique as frutas em quatro partes, no sentido do comprimento. Retire o miolo branco e pique cada gomo em pedaços médios. Ou seja: você vai usar uma laranja sem casca e uma com casca, ambas cortadas em pedaços médios e obviamente sem a parte branca e

sementes. No liquidificador, bata o óleo, os ovos e os pedaços de laranja até obter uma mistura homogênea. Numa tigela grande, misture a farinha, o açúcar e o fermento em pó. Adicione o creme de ovos com laranja aos poucos, misturando delicadamente com uma colher de pau até a massa ficar bem homogênea. Transfira a massa do bolo para a fôrma untada e leve ao forno pré-aquecido para assar por cerca de 45 minutos. Para verificar o ponto do bolo, espete um palito na massa. Se sair limpo, está pronto. Retire o bolo do forno e passe uma faca de ponta arredondada nas bordas. Deixe esfriar sobre o fogão por aproximadamente 30 minutos, ou até que fique morno, e desenforme. Regue com a calda quente. Para a calda:

Suco de 1 laranja 1/2 xícara (chá) de açúcar Numa panela pequena, coloque o suco de laranja e o açúcar e leve ao fogo médio. Quando ferver, conte 2 minutos e desligue o fogo. Reserve. Use sobre o bolo.


Bolo de Maçã Sirva quente com sorvete. 3 maçãs grandes sem casca (verde, argentina, ou qualquer outra). 2 xícaras de chá de farinha de trigo peneirada 1 colher de sopa de fermento em pó 1 xícara de nozes picadinhas 1 xícara de chá de passas sem semente 1 colher de sopa de canela em pó 1 colher de café de cravo em pó — opcional 2 xícaras de chá de açúcar 1 xícara de chá de óleo 1 colher de café de sal 4 ovos 1 xícara de açúcar + 1 colher de canela para polvilhar a forma

Bolo de Tapioca Lembro-me que a Vó Naná sempre os

fazia com forma de jacaré e outros bichinhos. Só os maranhenses apreciavam, mas a família se divertia com as formas diferentes. Observe que é um bolo salgado, mas servido para o lanche da tarde.

1/2 kg de tapioca (em grão) 02 ovos 02 colheres de sopa de manteiga (ou margarina) Leite Leite de coco Sal a gosto

Coloque a tapioca de molho no leite de coco e leite em partes iguais (até cobrir a tapioca) e sal. Deixe crescer. Após, sove com a manteiga e os ovos. Pode ser Pique as maçãs em cubinhos e reserve em uma modelado em formato de bolas, ou circundando uma forma redonda ou mesmo em forma de tigela funda. Adicione as nozes, as passas, a pão tipo bisnaga. O molde fica a gosto de cada farinha de trigo, o fermento, o sal e a canela em pó. Misture tudo deixando como uma farofa um. e reserve. No liquidificador, bata o óleo, os ovos e o açúcar. Despeje o resultado do liquidificador em cima da farofa e misture bem com uma colher de pau grande. Despeje a massa grossa em forma untada e polvilhada com a mistura de açúcar e canela. Asse em forma com furo central ou tabuleiro médio, a 180 ºC por, aproximadamente, 50 minutos. Deixe amornar, desenforme e polvilhe um pouquinho de açúcar de confeiteiro por cima.

Bolo Formigueiro Receita tradicional do livro Bê-á-bá da Cozinha.

4 ovos 2 xícaras de farinha de trigo 2 xícaras de açúcar 200 g de manteiga 1 colher de fermento químico 1 copo de leite 1 pitada de sal 1 pacote de coco ralado seco (50 g) 1 pacote de chocolate granulado (50 g) Bata as gemas com o açúcar. Adicione a farinha, o leite, o fermento, a manteiga e o sal. Bata bem e acrescente o coco ralado. Por último, acrescente as claras em neve. Vire metade da massa na forma alta de furo no centro e coloque o chocolate granulado em roda. Despeje o restante da massa e leve para assar. Cubra com cobertura de ganashe de chocolate e chocolate granulado.


Bolo Mousse de Chocolate Mais uma torta do que um Na tigela da batedeira bata as claras em neve bolo. A massa é tipo Pão-de-ló de chocolate. Massa:

6 ovos 1 1/2 xícara de chá de açúcar 1 xícara de chá de farinha de trigo 3/4 xícara de chá de chocolate em pó 1 colher de café de fermento em pó Na batedeira, bata os ovos e o açúcar até ficar bem espumoso. Adicione a farinha de trigo previamente peneirada, o chocolate e o fermento e bata até ficar uma massa homogênea. Coloque a massa em uma forma forrada com papel manteiga. Asse em forno pré-aquecido (220 ºC) até a massa ficar corada. Deixe esfriar. Mousse de chocolate:

4 claras 3 colheres de sopa de açúcar 1 pacote de gelatina em pó sem sabor 1/2 xícara de chá de água fria 1/2 xícara de chá de água quente 1 lata de creme de leite 500 g de chocolate de cobertura ao leite derretido

e adicione o açúcar. Misture a gelatina com a água fria e dissolva-a na água quente. Junte às claras e, seguidamente o creme de leite e o chocolate previamente derretido em banho-maria. Reserve. Chantilly:

500 ml de creme de leite fresco 3 colheres de sopa de açúcar Na tigela da batedeira bata o creme de leite e o açúcar até o creme ficar bem firme. Montagem: Corte o bolo ao meio na horizontal. Coloque a primeira metade na forma onde foi assado, agora forrada com papel manteiga. Coloque a mousse e leve ao freezer para endurecer um pouco. Cubra a mousse com a outra metade da massa. Embale o bolo e leve-o a geladeira até o dia seguinte. Desenforme-o e cubra-o com chantilly.

Bolo Peteleco Assa muito rápido, mas a massa quebra muito fácil. Melhor servido em pratos.

3 xícaras de farinha de trigo 2 xícaras de açúcar 1 xícara de chocolate em pó ½ xícara de óleo de soja 2 ovos 1 colher de chá de bicarbonato 1 pitada de sal 2 xícaras de água fervente Misture levemente, pela ordem, todos os ingredientes, menos a água. Acrescente a água fervente, misturando bem. Despeje a massa em um tabuleiro untado e enfarinhado. Asse em forno quente por 20 minutos. Cobertura:

6 colheres de açúcar 2 colheres de chocolate em pó Raspas de laranja ou limão 1 colher de chá de manteiga ½ xícara de água Misture todos os ingredientes, leve ao fogo e deixe ferver até obter uma calda grossa. Retire do fogo, bata por alguns instantes e espalhe sobre o bolo ainda quente.


Bolo Suíço Excelente para ser recheado porque forma uma massa muito flexível e durável. Varie o recheio e cobertura a gosto.

Bolo Prestígio da Raquel Silveira Interessante para ocasiões em que se quer ter os pedaços servidos individualmente, pré-embalados em papel alumínio.

5 ovos em neve bem batidos 2 xícaras de chá de açúcar 2 colheres de sopa de manteiga 1 colher de sopa de fermento químico 2 a 3 xícaras de chá de farinha de trigo 1 xícara de chá de leite quente Cobertura:

Chocolate em pó Açúcar Leite Baunilha Coco ralado Em uma tigela, coloque os ingredientes em ordem, alternando farinha e leite quente. Asse em tabuleiro untado e enfarinhado. Em uma panela, coloque todos os ingredientes da calda, exceto o coco. Leve ao fogo até engrossar levemente. Quando o bolo estiver frio, passe-o na calda, no coco ralado seco e embrulhe cada pedaço no papel laminado. Leve para gelar de um dia para o outro.

1 copo de iogurte natural, sem sabor 5 ovos 8 colheres de sopa de achocolatado 2 xícaras de chá de açúcar refinado 2 xícaras de chá de farinha de trigo peneirada 1 colherzinha de bicarbonato 1 colherzinha de fermento químico 1 xícara de chá de manteiga Dissolva o achocolatado com todo o iogurte e reserve. Bata na batedeira a manteiga, o açúcar e as gemas. A seguir, misture (não use a batedeira nesta parte) a mistura de iogurte, a farinha de trigo, o fermento, o bicarbonato e, por último, coloque delicadamente, as claras em neve. Leve para assar em forma de 25 cm ou em tabuleiro. Deixe esfriar e recheie. Recheio opcional:

2 colheres de chá de manteiga 3 colheres de sopa de açúcar refinado 1 colherzinha de baunilha 1 lata de creme de leite sem o soro 1 tablete grande (ou dois pequenos) de chocolate amargo Coloque em banho-maria a manteiga, o açúcar e a baunilha. Quebre a barra de chocolate amargo em pedacinhos, dissolvendo-o completamente. Quando estiver bem fluído e aveludado, junte o creme de leite, bem gelado, e retire do fogo. Continue batendo um pouco mais. Empregue como recheio e cobertura, polvilhando em cima bastante chocolate granulado.


Broa de Fubá de Canjica da Nice Tradicional broinha Brownies do Elder Kennedy Herança da Missão. de fubá mineira.

250 ml de leite 250 ml de óleo 4 ovos 3 colheres de sopa de açúcar 1 colher de café de sal 8 colheres de sopa de fubá de canjica Bater tudo, menos o fubá de canjica, no liquidificador. Colocar em uma vasilha e acrescentar o fubá de canjica. Misturar bem. Untar as mãos para enrolar as broinhas. Asse em forno quente.

Brownies da Nat Gordo, mas delicioso. Rende pouco. 300 g de manteiga sem sal 2 1/2 copo americano de açúcar 1 1/2 copo americano de chocolate em pó 1 colher de chá de sal 4 colheres de chá de baunilha 4 ovos grandes 1 copo americano de farinha de trigo Misture os ingredientes e leve para assarem forma pequena. Retirar antes que seque completamente.

1 copo americano de manteiga derretida (sem estar quente) 1 copo americano de chocolate em pó 2 copos americanos de açúcar 2 colheres de chá de baunilha 4 ovos 1 copo americano de farinha ¼ colher de chá de sal Misture todos os ingredientes, acrescentando os ovos um a um. Asse a 220 graus por aproximadamente, 20 minutos. Deixe meio molhadinho.

Cookies de Chocolate Chip Ajuste a farinha no ponto certo de assar para que os cookies tenham a forma e textura adequados.

2/3 copo americano de manteiga ½ copo americano de açúcar cristal ½ copo americano de açúcar mascavo 1 ovo 1 colher de chá de baunilha 1 ¾ de copo americano de farinha de trigo aproximadamente. ½ colher de chá de sal ½ colher de chá de bicarbonato 160 g de gotas de chocolate

Bata os quatro primeiros ingredientes até fiChocotone da Adriana Para época de Natal, se você não carem cremosos. Acrescente os demais ingredientes e misture. Coloque a massa em colgosta de frutas cristalizadas. heradas em tabuleiro untado. Assar em forno médio. Tirar antes que seque completamente. 30 g de fermento biológico

1 ½ xícara chá de leite 4 a 5 colheres de sopa de açúcar 2 ovos 2 colheres de sopa de manteiga 1 colher de sopa de óleo ½ xícara de chá de vinho Tinto ou Madeira 5 xícaras de chá de farinha de trigo 1 colher de sopa de essência de panetone 1 tablete de chocolate amargo 200 g 1 tablete de chocolate ao leite 200 g Nozes

Dilua o fermento na água, leite e açúcar. Acrescente o restante dos ingredientes e sove bem. Deixe a massa crescer. Amasse novamente, enforme e deixe crescer uma segunda vez. Leve para assar em formas redondas altas como de panetone. Rende 4 panetones de 500 g.


Cookies com Aveia do Elder Wageman Receita de

Cookies da Dri A massa é enriquecida pela castanha de

1 copo de açúcar 1 copo de açúcar mascavo 1 copo de manteiga derretida 2 ovos 2 copos de farinha de trigo 1 colher de café de bicarbonato 1 colher de café de sal 1 colher de sopa de fermento em pó 2 copos de aveia flocos grossos 1 copo de coco seco ralado 1 ½ copo de gotas de chocolate

150 g castanha de caju meia seca 150 g manteiga 1 xícara de açúcar mascavo 1 xícara de açúcar refinado 1 colher de baunilha 2 ovos 2 xícaras de farinha de trigo 4 colheres de chá de fermento em pó 1 pitada de sal 100-200 g de chocolate em gotas ou 150 g de nozes

cookies que sempre dá certo porque a aveia e o coco equilibram a massa.

Misture todos os ingredientes, exceto o chocolate, até formar uma massa homogênea. Misture o chocolate, faça bolinhas e leve ao forno pré-aquecido.

caju. Sempre que fizer cookies, use assadeiras duplas que não deixam a massa secar na parte de baixo.

Cookies de Abóbora Receita da Rachel Queiroz. Ficam bem amarelinhos.

2 ½ xícaras de farinha 1 colher de chá de bicarbonato 1 colher de chá de fermento químico 1 colher de chá de canela ¼ colher de chá rasa de noz moscada 100 g de manteiga 1 ½ xícara de açúcar 1 xícara de purê de abóbora 1 ovo 1 colher de chá de baunilha 1 xícara de gotas de chocolate

Misture todos os ingredientes, exceto o chocoBata na batedeira a manteiga com o açúcar e late, até formar uma massa homogênea. Misos ovos até esbranquiçar. Acrescente o restante ture o chocolate, faça bolinhas e leve a assar dos ingredientes até homogeneizar, exceto as em forno pré-aquecido. gotinhas de chocolate. Retire da batedeira e misture delicadamente o chocolate ou as nozes. Asse em forma rasa, retirando quando ainda estiver meio úmido. Deixe esfriar em bandejas para secar.


Cuca Alemã A melhor cuca de Santa Maria era a do

“Gordo Safado” que sempre se esquecia de prepará-la para as atividades com os missionários… O melhor sabor? Morango com chocolate! Massa:

3 xícaras de farinha de trigo 1 xícara de açúcar 1 xícara de óleo 1 xícara de leite 4 ovos 1 colher de sopa de fermento químico Recheio: a gosto (goiabada, doce de uva, morango fresco com chocolate picado, etc.). Farofa:

5 colheres de sopa de Farinha de trigo 5 colheres de sopa de açúcar 2 colheres de sopa de óleo Misture os ingredientes da massa e coloque em uma forma untada. Coloque o recheio sobre a massa. Misture os ingredientes da farofa e polvilhe sobre o recheio. Leve para assar.

Fatia da Margarida Fagundes de Sete Lagoas

Muffin de Canela com Chocolate da Nat Nat

250 ml de leite morno 3 colheres de sopa de fermento para pão 1 lata de leite condensado 4 ovos 3 colheres de açúcar 1 pitada de sal 700 g - 1 kg de farinha de trigo 1 copo de manteiga

2 xícaras de chá de farinha de trigo 1 xícara de chá de açúcar 2 colheres de chá de fermento químico 3 colheres de chá de canela 200 g de iogurte natural ¼ de xícara de chá de manteiga derretida 1 ovo ligeiramente batido 1 tablete de chocolate meio amargo 1 pitada de sal Manteiga para untar e canela para salpicar

“Fatia” nada mais é do que um pão, recheado ou não, comum em Sete Lagoas, Minas Gerais.

Misture o leite, o fermento, o açúcar e 5 colheres de farinha de trigo. Tampe com um pano até a massa dobrar de tamanho. Junte os ovos, o leite condensado, ½ copo de manteiga e o sal. Acrescente aos poucos a farinha, até desgrudar das mãos. Sove bem a massa e divida-a em 3 partes. Abra com um rolo e passe o restante da manteiga por cima. Se desejar, salpique canela, queijo, doce de leite ou goiabada. Enrole e coloque em assadeira untada. Tampe com um pano e deixe crescer. Coloque uma bolinha da massa em um copo de água. Quando a bolinha subir, leve ao forno 250 ºC por 40 minutos ou até corar.

sempre gostou da massa crua. E também assada!

Misture em um recipiente a farinha de trigo, o açúcar, o fermento e a canela. Reserve. Em outro recipiente, misture o iogurte, a manteiga derretida, o ovo e o sal. Junte as duas misturas e mexa bem. Reserve. Em forminhas untadas, próprias para muffins ou em forminhas de empada, coloque uma colherada da mistura, um pedaço do chocolate, mais uma colherada suficiente para cobrir todo o chocolate. Asse em forno médio pré-aquecido por mais ou menos 20 minutos. Salpique canela e sirva quente.


Panetone da Marcinha Ferreira O ponto exato do

crescimento, é nem pra mais nem pra menos. Menos fermento melhor, porque força uma fermentação mais natural.

1 xícara de chá de água morna / vinho tinto 1 xícara de chá de leite morno 5 tabletes de fermento biológico fresco 1 xícara de chá de açúcar 6 ovos batidos 1 lata de leite moça Raspa de 1 limão 1 xícara de chá de manteiga Farinha de trigo Frutas cristalizadas (passas, ameixa) Dilua o fermento na água, leite e açúcar. Acrescente o restante dos ingredientes e sove bem. Deixe a massa crescer. Amasse novamente, enforme e deixe crescer uma segunda vez. Leve para assar. Rende 6 panetones de 500 g.

Panqueca Doce tipo Americana da Elvira Olivei- Pão de abóbora Dá uma massa muito amarelinha de ra Sirva quente com manteiga e a calda de sua preferência. forma natural. 1 ¼ xícara de farinha de trigo 1 ovo batido 1 colher de sopa de fermento químico ½ colher de chá de sal Aproximadamente 1 xícara de leite 2 colheres de sopa de manteiga Calda tipo Maple Syrup, mel ou geleia Peneire os ingredientes secos. Acrescente o restante sem se preocupar em bater. A massa fica grossa o suficiente para não espalhar demais e com pedaços da manteiga não dissolvida. Quando secar por cima abrindo buracos, revire para corar o outro lado.

2 tabletes de fermento biológico fresco ¼ xícara de chá de água morna ¼ xícara de chá de açúcar 1 ¾ de xícara de chá de leite fervente 1 colher de sopa de sal 8 xícaras de chá de farinha de trigo 2 xícaras de chá de abóbora cozida e amassada ¼ de xícara de chá de margarina derretida ou óleo de milho Misture o fermento com a água até dissolver. Deixe descansar. Junte 1 colher de chá de açúcar e deixe descansar por 10 minutos. Misture numa vasilha o leite, o sal e o açúcar restante e deixe amornar. Acrescente o fermento dissolvido em água e mexa bem. Adicione 2½ de xícaras de chá de farinha e bata bem até ficar uma massa lisa. Junte a abóbora e o óleo (ou margarina) e misture bem. Adicione então a farinha restante e trabalhe a massa com as mãos até obter uma massa firme, mas leve. Coloque-a sobre uma superfície ligeiramente polvilhada com farinha, cubra com uma vasilha untada, vire de modo que o lado untado fique para cima e deixe crescer por 1 hora em lugar protegido. Abaixe a massa com as mãos, vire e deixe descansar por 45 minutos. Divida a massa em duas partes, cubra e deixe descansar por 10 minutos. Abra a massa e enrole como rocambole. Feche bem as pontas e coloque em uma forma untada grande. Cubra e deixe crescer por uma hora. Leve ao forno quente por 20 minutos. Diminua a temperatura e deixe assar por aproximadamente 25 minutos até ficar dourado. Se desejar, pincele com uma gema de ovo antes de assar para ficar coradinho.


Pão de Batata da Dona Emerita Se quiser variar,

Pão de Cebola da Glorinha de Cabo Frio Excelente Pão de Mel Original Primeira receita de pão de mel

4 batatas médias para grandes espremidas 30 g de fermento biológico fresco 1 copo de leite morno ½ xícara de açúcar 1 colher de sobremesa de sal 3 ovos, sendo uma das gemas para pincelar ½ xícara de óleo Farinha quanto necessário

1 kg de farinha de trigo 1 copo de leite 250 g de manteiga 1 cebola grande 3 colheres de sopa de óleo 3 ovos 3 tabletes de caldo de carne Sal (pouco) 2 colheres de sopa de açúcar

recheie com cubos de Queijo Minas.

Bata os ingredientes no liquidificador sem a farinha. Revire numa bacia grande e amasse com farinha ao ponto de enrolar macio, soltando ligeiramente das mãos. Deixe crescer até dobrar de volume. Enrole, pincele com a gema dissolvida em um pouco de óleo. Deixe crescer novamente e asse em forno médio. SE rechear, cuide de fechar bem para que o recheio não vase.

como petisco. Saboroso, básico e útil em muitas situações.

Bata todos os ingredientes, exceto a farinha, no liquidificador. Em uma tigela, acrescente a farinha e sove sobre uma mesa mais baixa para facilitar. Deixe a massa crescer por alguns minutos e enrole-a em bolinhas. Para obter pãezinhos corados, pincele com uma gema e 2 colheres de óleo com auxílio de um pincel de cozinha. Deixe crescer novamente e leve para assar.

Pão-de-ló Massa básica para tortas e bolos de aniversário. 5 ovos 5 colheres de chá de açúcar 5 colheres de chá de farinha 1 colher de chá de fermento em pó Bata as claras em neve, acrescente as gemas sem a pele, acrescente aos poucos o açúcar ao ponto de suspiro. Coloque a farinha e fermento peneirados juntos, sem bater. Asse em forma untada e enfarinhada. Desenforme sobre guardanapo açucarado e recheie a gosto.

que a família experimentou. Pode ser comido como bolo ou glaçado em pedaços.

1 lata de leite condensado 1 lata de leite 1 xícara de chá de mel 2 xícaras de chá de farinha de trigo 2 colheres de chá rasas de fermento químico 1 colher de chá de canela em pó 1 colher de chá de cravo moído 1 colher de chá de cevada solúvel 2 colheres de chá rasas de bicarbonato 1 xícara de chá de chocolate em pó meio amargo Peneire junto os ingredientes secos. Misture com os ingredientes restantes até dar bolhas. Asse em forno médio. Ao esfriar, corte em quadradinhos e glace no chocolate ou divida ao meio, recheie e cubra com ganashe de chocolate.


Pão de Queijo com Batata A receita que nunca dá

Pão de Queijo de Forminha da Bisa Naná Uma

1 kg de polvilho doce ½ kg de batata cozida e espremida 250 g de manteiga ou 200 g de banha 1 colher de sopa de sal 500 g de queijo minas curado ralado 6 ovos Leite ao ponto de enrolar

½ copo de polvilho azedo ½ copo de leite ½ copo de óleo 250 g de queijo curado ralado Sal a gosto

errado desde que o forno esteja bem quente e seja pré-aquecido. Famoso como Pão de Queijo da Sister Myrrha!

Misture todos os ingredientes. Com uma colher, forme bolinhas. Leve para assar em forma untada e forno pré-aquecido por pelo menos 10 minutos em temperatura alta. Retire quando dourado. Pode ser congelado em bolinhas em bandejas e retirado para sacos para uso posterior.

receita diferente de pão de queijo que inclui a facilidade da massa ser batida no liquidificador.

Bata todos os ingredientes no liquidificador, acrescentando o queijo aos poucos. Leve para assar em forminhas de empada, ligeiramente untadas, até dourar.

Pão Integral da Dona Emerita Para ficar mais leve, misture farinha de trigo branca meio a meio com a farinha integral.

2 tabletes de fermento biológico fresco 2 copos de leite morno 1 colher de sopa rasa de sal 2 colheres de sopa de açúcar 1 ovo ½ copo de óleo e mais um dedo Farinha de trigo integral Bata os ingredientes até obter ponto de mingau grosso, exceto a farinha. Deixe descansar. Acrescente farinha até obter o ponto de pão mole. Enrole ou enforme a massa, deixe crescer e leve para assar.


Potato Rolls - Pãozinho de Batata da Mãe da Renée A receita original usa um copo de flocos de batata e

3 ¼ copos de leite. Substituímos para adaptar ao Brasil. Nesse caso, aqueça o leite com a manteiga e açúcar no micro-ondas, espere esfriar antes de proceder à mistura do restante dos ingredientes.

1 3/4 copo de leite 125 grs. de manteiga 3 batatas cozidas (mais ou menos 2 copos de batata espremida) ¾ de copo de açúcar ¼ de copo de gordura hidrogenada 1 colher de chá de Sal 1 ½ colher de chá de fermento biológico seco 4 ovos batidos 8-10 copos de farinha de trigo Bata no liquidificador os ingredientes com um copo de farinha apenas. Retire para uma bacia e deixe espumar. Acrescente o restante da farinha ao ponto de despregar das mãos. Deixe dobrar de volume. Enrole em rolinhos ou em nozinhos. Pincele com gema de ovo batida com um pouco de óleo e deixe crescer novamente até dobrar de volume. Leve ao forno médio pré-aquecido por uns 12-14 minutos até dourar levemente.

Rosca Alemã Se deseja-la com mais cor, pincele com gema antes de assar.

1 kg de farinha de trigo 1 copo de leite 3 gemas 100 g de fermento biológico 200 g de manteiga 150 g de banha 200 g de açúcar refinado 1 colher de chá de sal 1 colher de chá de canela 1 colher de chá de cravo moído Passas pretas e claras e frutas cristalizadas a gosto—opcional Açúcar de confeiteiro para polvilhar 1 copo de leite 1/2 copo de açúcar Misture todos os ingredientes exceto a farinha. Acrescente parte da farinha para formar um mingau que deverá descansar até esponjar. Misture o restante da farinha ao ponto de enrolar. Descanse até dobrar de volume. Enrole, deixe crescer novamente e asse. Ferva o leite com açúcar até engrossar. Espere esfriar e use sobre a rosca quente.

Rosca da Tia Nena Receita original dada pela saudosa irmã Guaraciaba, mas que a vó Naná fez muitas vezes.

1 ½ copo de leite 2 ovos 6 colheres de sopa de farinha de trigo 5 colheres de sopa de óleo 5 colheres de sopa de açúcar 1 pitada de sal 50 g de fermento biológico fresco Farinha de trigo ao ponto de enrolar macio Calda:

4 colheres de sopa de açúcar 1 copo de leite 1 colher de chá de baunilha Creme: 4 colheres de sopa de manteiga 4 colheres de sopa de açúcar refinado Bata os ingredientes da massa, exceto a farinha, no liquidificador. Amasse com farinha de trigo até a consistência de rosca (mais ou menos mole), despregando dos dedos. Deixe descansar por 30 minutos. Abra metade da massa com espessura de um dedo e aplique metade do creme de manteiga. Enrole como rocambole. Corte em rodelas de 2 cm com uma faca afiada sem pressionar, deite-as na assadeira e deixe crescer novamente. Para saber o ponto certo, pode-se colocar uma pequena bolinha de massa num copo de agua fria. Quando a mesma flutuar, é sinal de que a massa está crescida. Repita o processo com a outra metade da massa. Leve a assar até dourar. Ferva os ingredientes da calda até que esteja espesso. Ao tirar do forno, pincele a calda sobre as rosquinhas. .


Rosca da Vó Naná Deixe a massa no ponto de soltar das

mãos para que fique mais macia. Asse assim que crescer para que a massa não fique ressecada.

1 lata de leite condensado 1 lata de água morna (menos de 2 dedos) 1 lata de óleo, manteiga ou margarina (menos de 02 dedos) 2 colheres de sopa de açúcar 1 pitada de sal 4 ovos 2 colheres de sopa de fermento biológico fresco 1 kg de farinha de trigo Calda:

½ colher de chá de canela 2 colheres de sopa de manteiga 4 colheres de sopa de açúcar 1 copo de leite Coco ou açúcar cristal Bata os ingredientes da massa, exceto a farinha, no liquidificador. Retire para uma bacia grande e acrescente a farinha suficiente para despregar das mãos. Deixe descansar por 2 horas a 2 e meia. Enrole as roscas em forma de trança e deixe crescer novamente. Asse quando crescidas. Ao retirar do forno, pincele com a calda engrossada no fogo e polvilhe com coco ou açúcar cristal. Se desejar, misture frutas secas pré-enfarinhadas na massa.


Rosca de Mandioca Deixe a massa no ponto de desgru- Rosquinha de Nata Essa receita era feita pela mamãe dar das mãos. É uma rosca que desfia quando assada.

½ kg de mandioca cozida e bem amassada 2 tabletes de fermento biológico fresco 3 ovos 200 ml de óleo de cozinha 1 colher de sopa de manteiga, bem cheia 1 xícara de chá bem cheia de açúcar 1 pitada de sal Erva-doce Canela em pó 125 ml de leite morno

que juntava nata de leite, que vinha da “Vaquinha” na rua. Com o leite pasteurizado de hoje não se junta nata e a rosquinha não tem o mesmo sabor da minha infância.

1 copo de nata 5 colheres de sopa de açúcar 1 colher de sopa de manteiga 1 colher de chá de fermento químico Açúcar com canela a gosto Farinha de trigo necessária

Misture todos os ingredientes, exceto a farinha. Em seguida, engrosse a massa com farinha de trigo até que alcance o ponto de enrolar. Enrole Bata os ingredientes no liquidificador, sem a massa, corte em pedaços e amasse-os ligeiraa farinha de trigo. Retire para uma vasilha mente com o garfo para marcar. Leve ao forno grande e acrescente a farinha de trigo, aos em temperatura média até soltar da forma e, poucos, até o ponto de não grudar nas mãos. depois de assado, passe no açúcar com canela Coloque uma bolinha de massa num copo de água. Sove bem a massa. Enrole as roscas como enquanto quente. preferir e deixe crescendo algumas horas, em lugar bem abafado e com a vasilha bem tampada. Quando a bolinha do copo subir, pincele as roscas com uma gema de ovo, polvilhe um pouco de açúcar cristal e leve ao forno quente para assar.


Scones Lembro-me que a primeira vez que comi Scones

chovia muito na ladeira da casa dos Taylors no inicio da década de 70 no Bairro da Serra. Sempre desejei saber que pãozinho frito gostos era aquele. Até reencontrá-lo muitos e muitos anos depois, quando em visita aos EUA.

900 ml de leite azedo 2 colheres de sopa rasas de fermento biológico seco ¼ copo de água morna 2 ovos ligeiramente batidos 2 colheres de sopa de óleo 1 ½ colher de chá de fermento químico ⅛ colher de chá de bicarbonato de sódio 8-9 copos de farinha de trigo Óleo ou gordura hidrogenada para fritar Prepare o leite azedo: aqueça levemente o leite e acrescente duas colheres de sopa de vinagre. Repouse por uns instantes. Funciona melhor com leite de saquinho e não com Tetrapek. Dissolva o fermento biológico na água morna. Acrescente o restante dos ingredientes menos quatro dos oito copos de farinha. Misture até homogeneizar. Acrescente o restante da farinha até despregar das mãos. Deixe crescer, abra na espessura de um dedo e corte em quadrados ou círculos com a boca de um copo. Deixe crescer sobre superfície enfarinhada e frite em óleo não muito quente, dourando dos dois lados. Sirva com a mistura batida de manteiga e mel.

Sonho da Cláudia Troque o recheio de creme por leite condensado cozido na panela de pressão e terá um novo sabor.

Sunday Cake Gostoso apenas quando servido quente com sorvete. O bolo cria uma casquinha por cima e fica com uma calda de chocolate por baixo.

2 copos de farinha de trigo 1 ½ copo de açúcar ¼ copo de chocolate em pó ¼ copo de óleo 1 copo de leite 1 colher de café de sal 2 ½ colheres de sobremesa de fermento químico 2 colheres de chá de essência de baunilha Calda Misture todos os ingredientes, exceto a farinha, 2 copos de açúcar ½ copo de chocolate em pó até alcançar a textura de mingau. Acrescen2 ½ copos de água fervente te a farinha, coloque em uma tigela, tampe e 75 g de fermento biológico fresco 4 colheres de sopa de açúcar 250 ml de leite morno 120 g manteiga 6 ovos 1 pitada de sal Raspas de um limão inteiro 1 kg farinha de trigo Açúcar de confeiteiro para cobrir

deixe a massa crescer por aproximadamente 25 minutos. Após isso, sove a massa até soltar levemente das mãos. Abra a massa com aproximadamente 1 cm de espessura e corte-a em rodelas com o auxílio de copo. Deixe crescer sobre um pano de prato enfarinhado. Frite em óleo quente em óleo não muito quente para cozinhar por dentro. Recheio:

1 litro de leite 1 lata de leite condensado 3 colheres de sopa de amido de milho Essência de baunilha a gosto Leve os ingredientes ao fogo até formar um creme. Preparo final: Aguarde a massa assada esfriar, corte horizontalmente ao meio, recheie com o creme e finalize passando no açúcar de confeiteiro.

Misture a farinha, o açúcar, ¼ copo de chocolate em pó, o sal e o fermento. Adicione o óleo, o leite e a baunilha à massa anterior. Coloque numa forma untada de 28 x 37 cm aproximadamente. Misture os ingredientes da calda e cubra a massa com esta mistura. Leve para assar em forma e sirva ainda quente com sorvete de creme.


COBERTURAS, RECHEIOS & GELEIAS Baba de Moça É um doce mole que se usa como cobertura ou recheio.

250 g de açúcar 6 gemas 1 vidro de leite de coco Cravo e canela a gosto Coloque o açúcar e o leite de coco em uma panela e leve ao fogo ate engrossar. Aguarde esfriar. Acrescente as gemas e bata bem. Leve novamente rapidamente ao fogo e acrescente o cravo e canela em pó. Use como desejado.

Cobertura de Chocolate Aro Em minha opinião, uma das melhores coberturas para bolo. Use sobre o bolo quente para reduzir os

Ganache de Chocolate Excelente com tantas coisas quantas você puder imaginar: cobertura de bolo, sorvete, quente, gelado… Mil e uma utilidades! Se preferir mais doce, substitua o chocolate amargo por chocolate ao leite ou acrescente açúcar na sua medida.

1 lata de creme de leite 1 tablete de 200 g de chocolate meio amargo ralado ou o equivalente em gotinhas de chocolate. Aqueça o creme de leite em banho-maria ou micro-ondas. Misture o chocolate e mexa até dissolver bem.

riscos do ovo cru.

1 ovo 1 colher de sopa de manteiga bem cheia 4 colheres de sopa de chocolate em pó 4 colheres de sopa de açúcar Misturar tudo muito bem. Aqueça ligeiramente no microondas. Utilize ainda quente assim que tirar o bolo do forno.


Geleias de Frutas Compotas sempre foram um presente delicado e um molho excelente Recheio de Nozes Se deixar mais mole é um bom recheio. Se cozinhar mais serve como um para sorvetes e tortas. Não deixe de produzi-las em casa, saudavelmente. O processo é realmente simples.

docinho, de enrolar e passar no açúcar.

2 latas de leite condensado 150 g de nozes moídas Frutas ligeiramente batidas no liquidificador: morango, abacaxi, amora, 2 gemas pêssego, laranja. 1 colher de sobremesa de manteiga A mesma quantidade em volume de açúcar Leve ao fogo a fruta com o açúcar até que chegue ao ponto de geleia. Cuidado para não derramar. No caso de dar espumar, retire aos poucos com uma espumadeira, para garantir que a geleia resulte transparente. Teste o ponto colocando pequena quantidade sobre uma superfície fria por uns instantes. (No caso da geleia de uva preta ou jabuticaba, coloque as frutas limpas e lavadas numa panela com pouca água. Leve ao fogo até que as frutas estourem. Coe em peneira apertando para retirar o sumo. Meça a mesma quantidade de suco e açúcar.) 

Misture tudo e leve ao fogo. Mexa até alcançar o ponto desejado. Empregue em recheios, bombons ou cremes.     


Bebidas

Banana Slush Boa alternativa para quem quer variar o sabor das bebidas.

6 bananas caturra picadas 6 laranjas em suco 6 copos de água 2 limões em suco 1 copo de açúcar 500 ml de suco concentrado de abacaxi Refrigerante Sprite Misture todos os ingredientes acima exceto o Sprite. Congele esta mistura sem deixar endurecer demais. Quebre em pedacinhos e acrescente o Sprite. Sirva imediatamente.

Chá de maracujá Um chá natural totalmente novo!

1 litro de água (para uma garrafa de chá) 4 colheres de açúcar Cravo a gosto Canela a gosto 2 maracujás Faça um caramelo com o açúcar, o cravo e a canela. Acrescente a polpa dos maracujás, mexa bem e acrescente a agua fervendo. Deixe derreter por 5 minutos. Passe numa peneira, apertando para soltar os sabores.

Coquetel sem álcool da Jackeline Monteiro A mistura de sabores é interessantíssima, o efeito muito bonito quando servido em taças de coquetel.

1 parte de suco de goiaba 1 parte de suco de maracujá 1 parte de suco de caju 1 parte de xarope de groselha Bastante gelo triturado

Monte inicialmente colocando gelo nas taças. Acrescente o xarope de groselha e os outros sucos. Enfeite a gosto (pedaços de abacaxi com casca, cereja em calda, etc.).

Frappé de Coco Ninguém esquece a paixão do Rafael por “Flapê de coco” quando pequeno. Até o dia que em

Cabo Frio tomou quase um litro e foi parar no hospital internado por dois dias no soro com intoxicação alimentar... Deste dia em diante, nunca mais! Bata no liquidificador uma caixinha de leite de coco com leite, açúcar ou leite condensado a gosto e gelo. Sirva a seguir. Pode-se acrescentar uns 2-3 biscoitos Maria. Vai ficar mais espesso.

Limonada Suíça Pode-se colocar umas gotas de leite para neutralizar o amargo ou bater com uma maçã para

o mesmo efeito. Para um copo de liquidificador, corte 2-3 limões comuns em quatro partes. Apare as pontas onde se encontra aquela pele branca. Retire também o miolo, onde ficam as sementes. Bata rapidamente por umas três vezes no liquidificador, só para desmanchar, sem triturar. Coe, coloque mais água, gelo e açúcar. Não conserva bem na geladeira, pois amarga com o tempo.

Ponche Uma bebida antiga essa... Mais interessante ainda quando servida em poncheiras... Nada mais glamoroso, sem contar que basta misturar tudo e servir gelado!

4 maçãs grandes picadas e moídas 1 abacaxi grande picado e moído 1 lata de pêssegos em calda picados 1 dúzia de refrigerante Club Soda ou Schweppes


Suco da Casca do Abacaxi Antes de descascar o abacaxi, lave-o com uma escovinha. Reserve as cascas para um suco saboroso e nutritivo. Bata as cascas ligeiramente no liquidificador com um pouco de água. Passe na peneira e acrescente mais água, açúcar e gelo.

Suco de Abacaxi com Hortelã O abacaxi está maduro quando uma das folhas da coroa sai facilmente quando puxada e a casca está perfeita, sem amassados. Bata no liquidificador pedaços de abacaxi com folhas de hortelã a gosto. Acrescente água gelada para diluir, caso necessário.

Suco de Laranja com Cenoura Esprema um pouco de suco de laranja e bata no liquidificador com pedaços de cenoura descascada. Tempere com açúcar a gosto.

Suco de Laranja com Mamão ou Morango Deixe a laranja fora da geladeira para soltar mais fácil o suco. Esprema um pouco de suco de laranja e bata no liquidificador com pedaços de mamão picados sem casca ou com morangos já limpos. Tempere com açúcar a gosto.

Suco de Limão com capim cidreira Um suco tradicional com sabor muito refrescante pela adição da cidreira! Prepare a limonada suíça como explicado, batendo com folhas de capim cidreira.

Suco de Manga Se a manga estiver na estação, compre grande quantidade, descasque, corte em fatias e coloque em saquinhos plásticos em porções suficientes para uma jarra de suco. Amarre retirando o ar e congele. Quando quiser usar, coloque no liquidificador com água e bata até desmanchar o gelo da fruta. Adoce se necessário.

Suco de Maracujá Ao comprar maracujá azedo, escolha os mais pesados e que ao balançar você sinta que contém polpa dentro. Lave as frutas, parta ao meio, retire para o liquidificador a polpa com sementes, bata ligeiramente com pouca água, peneire e acrescente mais água, gelo e açúcar. Se quiser congele porções da polpa em copos descartáveis.

Suco de Melancia A melancia melhor é a que vibra por dentro quando se dá pequenas pancadas na casca. Dura mais de 15 dias quando inteira e em local fresco. Quando a melancia começar a ficar velha na geladeira (não estragada), corte-a em pedaços e retire as sementes. Bata no liquidificador com pouca água. Geralmente dispensa água e açúcar.


Sabores da Nossa Cozinha  
Sabores da Nossa Cozinha  
Advertisement