Page 1

CENTRO CULTURAL VILA FLOR —— CENTRO INTERNACIONAL DAS ARTES JOSÉ DE GUIMARÃES —— CASA DA MEMÓRIA —— CENTRO DE CRIAÇÃO DE CANDOSO —— ESPAÇO OFICINA —— FÁBRICA ASA —— CAAA CENTRO PARA OS ASSUNTOS DA ARTE E ARQUITETURA —— 2018


Em dezembro, o Centro Internacional das Artes José de Guimarães (CIAJG) completa o último ciclo expositivo deste ano com a inauguração de uma exposição de Rui Chafes onde se visita um dos mais secretos segmentos do seu trabalho – a produção em desenho. Revelar grupos de trabalho inéditos ou menos conhecidos de artistas centrais do panorama artístico em Portugal, contribuindo assim para elucidar e ampliar o conhecimento dos respetivos percursos, tem sido uma das estratégias de programação do CIAJG. Neste ciclo expositivo, em três novas e extensas exposições, especificamente produzidas para o espaço do Centro, lança-se um olhar retrospetivo sobre os anos iniciais do trabalho de João Cutileiro; resgata-se do atelier de José de Guimarães um conjunto de pequenas esculturas nunca antes mostradas; e desvenda-se um alargado e extenso conjunto de desenhos de Rui Chafes que oferece uma renovada visão do trabalho deste artista. Na Casa da Memória (CDMG), Jean-Yves Durand é o guia de visita de dezembro. Antropólogo e professor, Durand tem desenvolvido um vasto trabalho na observação das relações entre políticas públicas e atitudes individuais/coletivas. Foi coordenador do estudo das Festas Nicolinas – uma temática que, naturalmente, estará em destaque nesta visita. Nos dias 13 e 14, o CIAJG e a CDMG acolhem a 2ª edição do “Em Concreto”, um encontro que tem como objetivo juntar funcionários de instituições culturais, decisores políticos, investigadores, participantes em iniciativas patrimoniais locais, e propor um esforço de reflexão e criatividade aplicadas a uma intervenção etnográfica centrada nas dinâmicas sociais e culturais contemporâneas. No início do mês, o Centro Cultural Vila Flor (CCVF) recebe a Russian Classical Ballet que traz a Guimarães uma das obras-primas do bailado clássico, o “Lago dos Cisnes”. Nos dias 09 e 10, o Teatro Oficina e a Educação e Mediação Cultural voltam a conduzir o público pelas entranhas do CCVF, numa visita performativa pelos misteriosos bastidores do teatro. De forma transversal, a programação da Educação e Mediação Cultural reserva-nos várias atividades ao longo do mês de dezembro. Na CDMG, os alunos do Curso de Geografia e Planeamento da Universidade do Minho terão oportunidade de conhecer a exposição “Depois do tempo” através de uma Visita-Palestra orientada por Duarte Belo. No CIAJG, as crianças a partir dos 3 anos vão poder assistir ao espetáculo “Dama pé de mim”, uma história luminosa, terna e divertida, interpretada pela atriz Ana Madureira. No Domingos em Casa, as famílias serão desafiadas a criar fanzines personalizadas a partir das histórias da Casa da Memória e, nas férias de Natal, o CCVF promete transformar-se num laboratório de teatro, onde haverá espaço para todas as ideias, exploradas com humor através da improvisação e da reflexão. E assim nos despedimos de 2018, ficando a promessa que 2019 será um ano de novos projetos, parcerias, redes e apoios, que permitirão à Oficina aprofundar o seu lugar, em ligação com o território e em irradiação pelo mundo.


P 21

SÁBADO 01 · CDMG

GUIA DE VISITA

JEAN-YVES DURAND P 06

SÁBADO 07 · CCVF / GRANDE AUDITÓRIO

LAGO DOS CISNES RUSSIAN CLASSICAL BALLET

P 08

08 DEZEMBRO 2018 A 10 FEVEREIRO 2019 · CIAJG

RUI CHAFES DESENHO SEM FIM

P 10

DOMINGO 09 E SEGUNDA 10 · CCVF

DO AVESSO

VISITA PERFORMATIVA AOS LUGARES SECRETOS DO CCVF TEATRO OFICINA EDUCAÇÃO E MEDIAÇÃO CULTURAL P 26

QUARTA 12 · CDMG

DEPOIS DO TEMPO

VISITA-PALESTRA COM DUARTE BELO P 22

QUINTA 13 E SEXTA 14 · CIAJG E CDMG

EM CONCRETO (2)

O “PATRIMÓNIO CULTURAL IMATERIAL” NO TERRENO EXPETATIVAS, EXPERIÊNCIAS, PERSPETIVAS P 27

SÁBADO 15, SEGUNDA 17 A SEXTA 21 · CIAJG / BLACK BOX

DAMA PÉ DE MIM ANA MADUREIRA


P 28

DOMINGO 16 · CDMG

DOMINGOS EM CASA TRANSFERÊNCIA DE MEMÓRIAS

P 29

SEGUNDA 17 A SEXTA 21 · CCVF

IDEIAS FIXAS NUNO PRETO

P 12

TERÇA 18 A DOMINGO 30 · VÁRIOS LOCAIS

P 24

ATÉ 30 DEZEMBRO · CDMG

V FESTIVAL INTERNACIONAL DE GUITARRA DE GUIMARÃES DEPOIS DO TEMPO DUARTE BELO

P 14

ATÉ 10 FEVEREIRO 2019 · CIAJG

P 16

ATÉ 10 FEVEREIRO 2019 · CIAJG

CONSTELAÇÃO CUTILEIRO JOSÉ DE GUIMARÃES DA DOBRA E DO CORTE MAQUETAS E OBRAS EM CARTÃO

P 18

TODO O ANO · CIAJG

TEORIA DAS EXCEÇÕES ENSAIO PARA UMA HISTÓRIA NOTURNA COLEÇÃO PERMANENTE E OUTRAS OBRAS

P 20

TODO O ANO · CDMG

CASA DA MEMÓRIA EXPOSIÇÃO TERRITÓRIO E COMUNIDADE


SEXTA 07

CCVF / GRANDE AUDITÓRIO DANÇA / 21H30

LAGO DOS CISNES

RUSSIAN CLASSICAL BALLET A Russian Classical Ballet regressa a Guimarães para apresentar uma das obras-primas do bailado clássico, o “Lago dos Cisnes”, uma narrativa de amor, traição e triunfo do bem sobre o mal.

Repleto de romantismo e beleza, o bailado “Lago dos Cisnes” é considerado um dos mais espetaculares do repertório da dança clássica. A coreografia requer grande destreza e elevada competência técnica na interpretação das personagens por parte dos bailarinos. O prestígio e a notoriedade intemporal alcançados pela obra são motivados pela música inspirada de Pyotr Tchaikovsky, mas também pela coreografia inventiva e expressiva de Marius Petipa que, relacionando o corpo humano com os movimentos de um cisne, revela a sua genialidade, o seu potencial coreográfico e criatividade artística.

6


The Russian Classical Ballet returns to Guimarães to perform one of the master works of classical ballet, “Swan Lake”, a tale of love, betrayal, and the triumph of good over evil. A piece full of romanticism and beauty, the ballet “Swan Lake” is considered to be one of the most spectacular in the repertory of classical dance. The choreography requires dancers to exhibit both great agility and supreme technical skill in order to interpret their characters. The prestige and timeless fame enjoyed by this work are founded on the inspiring music of Pyotr Tchaikovsky and, in this performance, on the inventive and expressive choreography of Marius Petipa, who in managing to intertwine the human body with a swan’s movement, reveals his genius, his potential as a choreographer, and his artistic creativity.

7

Direção Evgeniya Bespalova — Estreia a 20 de fevereiro de 1877, no Teatro Bolshoi, em Moscovo, Rússia — Duração 120 min. c/ intervalo Maiores de 6 Preço 22,00 eur

Direitos Reservados

Música Pyotr Tchaikovsky Libreto Vladimir Begichev e Vasily Geltzer Coreografia Marius Petipa e Lev Ivanov Cenografia Russian Classical Ballet Figurinos Evgeniya Bespalova


08 DEZEMBRO 2018 A 10 FEVEREIRO 2019 CIAJG EXPOSIÇÃO / SALAS #12-13

RUI CHAFES

DESENHO SEM FIM

Rui Chafes junta-se às exposições de João Cutileiro e José de Guimarães completando, assim, o 3º ciclo expositivo de 2018 do CIAJG. A inauguração tem entrada livre no dia 08 de dezembro, às 18h00. O desenho é na obra de Rui Chafes o lugar do segredo e do intervalo. Surge normalmente em períodos de pausa, mais ou menos longos, na prática da escultura e desenvolve-se ao longo de todo o percurso do artista. Em “Desenho sem fim” lançamos um olhar retrospetivo sobre uma produção que começou de forma consistente em 1987 e que prossegue até aos dias de hoje. Ru i C h a f e s j o i n s t h e exhibitions of João Cutileiro and José de Guimarães, and in so doing completes the 3rd exhibition cycle at CIAJG for 2018. Admission to the inauguration, on December 8th at 6pm, is free of charge. In Rui Chafes’ oeuvre, drawing occupies a place of secrecy and intervals. He usually

starts to draw when taking a short or extended break from his sculpture work, but has produced drawings throughout his career. Endless Drawing provides a retrospective overview of an activity that began consistently in 1987 and continues to the present day.

INAUGURAÇÃO DA EXPOSIÇÃO RUI CHAFES / DESENHO SEM FIM SÁBADO 08 DEZEMBRO, 18H00 8

Rui Chafes · Da série Unsaid, 2001 · Lápis, tinta e medicamentos sobre papel · Cortesia Fundação Carmona e Costa

Curadoria Delfim Sardo e Nuno Faria — Horário da Exposição terça a domingo 10h00-13h00 14h00-19h00 — Todas as idades Preço 4,00 eur / 3,00 eur c/d Cartão Quadrilátero Cultural — Preço Visita ao CIAJG + Visita à Casa da Memória 5,00 eur / 3,50 eur c/d


9


DOMINGO 09 E SEGUNDA 10

CCVF VISITA PERFORMATIVA / 11H00 (DOM), 10H30 E 15H00 (SEG)

DO AVESSO

VISITA PERFORMATIVA AOS LUGARES SECRETOS DO CCVF TEATRO OFICINA EDUCAÇÃO E MEDIAÇÃO CULTURAL

Nesta visita ao CCVF vamos investigar o que se esconde atrás do que está por trás – o que não se vê, o que não está em cena. Descobriremos onde nos levam os labirínticos corredores, as recônditas oficinas e outras passagens (quase) secretas que abrigam memórias e preservam saberes das pessoas que aqui trabalham. Neste espaço, a magia começa fora do palco, na vida de todos os dias, no delicado labor de quem, com desvelo, prepara momentos tão efémeros quanto singulares. Abrir de par em par as portas várias deste lugar, onde, como no teatro, moram muitas artes dentro (a música, a dança, a literatura, a pintura, a arquitetura, a fotografia, o cinema…), é um modo breve de partilhar as invisibilidades que o atravessam, arredando as chaves das fechaduras, espreitando o interior dos gestos e o avesso das paredes. In this visit to the CCVF, we will investigate what is hidden behind what is behind the scenes – what is not seen and what does not appear on stage. We will discover where the labyrinthine corridors, the hidden workshops and the other (almost) secret passages lead, ones which house the memories and preserve the knowledge of those persons who work here. In this space, the magic begins away from the stage, in the everyday life and delicate labours

Público-alvo Maiores de 6 Duração c. 90 min. Lotação 25 pessoas Preço 2,00 eur

of those who caringly prepare moments which are as ephemeral as they are unique. Entering the various doorways, which, like the theatre itself, open into the dwelling place of many arts (music, dance, literature, painting, architecture, photography, cinema…) gives us a brief moment to appreciate the invisibility of what lies behind, as we unlock the entrance way to peek inside gestures and behind walls.

Espetáculo não recomendável a pessoas com mobilidade reduzida

10

PROJETO VENCEDOR 1ª BOLSA GANGUE DE GUIMARÃES Encenação e Dramaturgia Manuela Ferreira* Texto Ana Arqueiro Intérpretes Mário Alberto Pereira*, Rita Morais* e Tiago Porteiro* Com a participação especial Helena Ribeiro Design de Luz Carlos Ribeiro Design de Som Nuno Eiras *Artistas do Gangue de Guimarães


APRESENTAÇÕES 09 DEZEMBRO | 11H00 PÚBLICO EM GERAL / FAMÍLIAS —

10 DEZEMBRO | 10H30 E 15H00 PÚBLICO EM GERAL / GRUPOS ESCOLARES / INSTITUIÇÕES

11

e-mail mediacaocultural@ aoficina.pt — Lotação mín. 10 / máx. 25 pessoas / 1 turma

Direitos Reservados

Marcações grupos escolares/instituições com, pelo menos, uma semana de antecedência, através de telefone 253 424 700 ou


TERÇA 18 A DOMINGO 30 VÁRIOS LOCAIS

V FESTIVAL INTERNACIONAL DE GUITARRA DE GUIMARÃES

Guimarães é “capital” da guitarra em dezembro.

Direitos Reservados

São guitarristas, pedagogos e investigadores de renome mundial, em representação de mais de 20 países (Europa, Ásia e América), que estarão presentes de 18 a 30 de dezembro na 5ª edição do Festival Internacional de Guitarra de Guimarães (FIGG). O programa de 2018 inclui 15 concertos, 14 masterclasses, o Concurso Internacional “Cidade de Guimarães”, 3 conferências e vários workshops “Guitarra para Todos”. O FIGG é membro da primeira plataforma europeia no sector da guitarra – EuroStrings – e promete levar a guitarra ao mais alto nível a locais emblemáticos do património cultural vimaranense. Este é um evento organizado pela Sociedade Musical de Guimarães, com direção artística de Nuno Cachada e coproduzido pela Oficina. Conta ainda com o apoio da União Europeia e do Município de Guimarães.

12


Guimarães is the “capital” of the guitar in December. There will be prominent international guitarists, teachers, and researchers on hand from more than 20 countries across Europe, Asia, and the Americas, present from the 18th to the 30th of December for the 5th edition of the Guimarães International Guitar Festival (FIGG). The 208 program includes 15 concerts, 14 master classes, the ‘City of Guimarães’ International Competition, 3 conferences, and various ‘Guitars for All’

— Mais informações em www.figg.pt

workshops. The FIGG is a proud member of the first European platform for guitar-playing – called EuroStrings – and promises to take this musical art to the highest level with performances at various emblematic cultural heritage locations in Guimarães. This is event has been organized by the Guimarães Musical Society, under the musical direction of Nuno Cachada and co-produced by A Oficina. It has also received support from the European Union and from the Guimarães City Hall.

13


Vista da exposição © Vasco Célio / Stills

14


CONSTELAÇÃO CUTILEIRO

ATÉ 10 FEVEREIRO 2019

Curadoria Nuno Faria e Filipa Oliveira — Horário da Exposição terça a domingo 10h00-13h00 14h00-19h00 — Todas as idades Preço 4,00 eur / 3,00 eur c/d Cartão Quadrilátero Cultural  Preço Visita ao CIAJG  + Visita à Casa  da Memória  5,00 eur /   3,50 eur c/d

Vista da exposição © Vasco Célio / Stills

CIAJG EXPOSIÇÃO / SALAS #9-11

Exposição que mapeia a duradoura e ampla influência que João Cutileiro teve na arte portuguesa dos anos 1960 a 1990, nomeadamente o grupo de Évora (Charrua, Bravo, Lapa, Palolo) e a geração de artistas surgidos na década de 1980 (Manuel Rosa, José Pedro Croft, entre outros). This exhibition will map out the long-lasting and ample influence that João Cutileiro has had on Portuguese art from 1960 to 1990, namely the Évora Group (Charrua, Bravo, Lapa, Palolo) and the generation of artists emerging in the 1980s (Manuel Rosa and José Pedro Croft, among others).

15


ATÉ 10 FEVEREIRO 2019 CIAJG EXPOSIÇÃO / SALAS #2; 4-6 E 8

JOSÉ DE GUIMARÃES DA DOBRA E DO CORTE MAQUETAS E OBRAS EM CARTÃO

Exposição que reúne obras inéditas em cartão, incluindo maquetas de trabalhos públicos projetados e construídos em Portugal e no estrangeiro, que dará ao grande público uma ideia muito clara da dimensão processual e experimental do trabalho de José de Guimarães. This exhibition will bring together unseen work in cardboard, including models of public works projects constructed both in Portugal and abroad, that will give the general public a very clear idea of the process and experimental dimension of the work of José de Guimarães.

Curadoria Nuno Faria — Horário da Exposição terça a domingo 10h00-13h00 14h00-19h00 — Todas as idades Preço 4,00 eur / 3,00 eur c/d Cartão Quadrilátero Cultural

 Preço Visita ao CIAJG  + Visita à Casa  da Memória  5,00 eur /   3,50 eur c/d

16


Vista da exposição © Vasco Célio / Stills

17


TODO O ANO

CIAJG / SALAS #1-8 EXPOSIÇÃO

TEORIA DAS EXCEÇÕES ENSAIO PARA UMA HISTÓRIA NOTURNA

Vista da exposição © Vasco Célio / Stills

COLEÇÃO PERMANENTE E OUTRAS OBRAS

Circular logic, the eternal return, repetition and difference: the new montage from the permanent collection on display in 2018 returns to the map drawn out in at the inaugural exhibition at the José de Guimarães International Arts Centre-CIAJG, “Beyond History”. The notion is to follow a timeless project but fully aware of the time frame in question, affirmatively contemporary without being exclusively made up of contemporary art objects. Its nature is porous, impure, open and circular, seeking out possible nexus, relationships, and points of permanence; in other words, it probes the imperceptible that historical time – so marked by a selective and fatally vulgar memory – manages to purge in the end.

Lógica circular, eterno retorno, repetição e diferença: a nova montagem da coleção permanente, vigente durante o ano de 2018, regressa ao mapa delineado pela exposição inaugural do CIAJG, “Para além da história”. Trata-se de prosseguir um projeto sem tempo plenamente consciente do tempo em que é realizado, afirmativamente contemporâneo sem ser exclusivamente constituído por objetos de arte contemporânea. A sua natureza é ser transversal, poroso, impuro, aberto e circular, procurando nexos, relações, permanências; por outras palavras, sonda o impercetível que o tempo histórico, tão marcado por uma memória seletiva e fatalmente grosseira, acaba por expurgar.

18


CARTÃO AMIGO CIAJG O cartão AMIGO CIAJG foi criado para juntar a comunidade em torno de um projeto museológico sem fronteiras e que reúne objetos de diferentes culturas, tempos e lugares. Queremos que o CIAJG seja um ponto de encontro, um lugar sem limites para a reflexão, onde a única regra seja a do prazer de ver e de pensar, a liberdade de formar um pensamento próprio. Ambicionamos tornar o CIAJG um lugar de referência na cidade, na região, à escala nacional e internacional, e para atingir esse ambicioso objetivo precisamos de si. Bem-vindos ao CIAJG: um museu com a forma do mundo!

Obras de / Works by José de Guimarães, Franklin Vilas Boas, Rosa Ramalho, Pedro A.H. Paixão, Jaroslaw Fliciński e/and Arte Africana, Arte Pré-Colombiana e Arte Chinesa Antiga da Coleção de José de Guimarães — Horário da Exposição terça a domingo 10h00-13h00 14h00-19h00 Todas as idades — Preço 4,00 eur / 3,00 eur c/d Cartão Quadrilátero Cultural  Preço Visita ao CIAJG  + Visita à Casa  da Memória  5,00 eur /   3,50 eur c/d

VALOR DA ANUIDADE Cartão AMIGO CIAJG INDIVIDUAL 50,00 eur Cartão AMIGO CIAJG FAMÍLIA 75,00 eur (pai, mãe e filhos)

FORMAS DE ADESÃO A adesão ao Cartão AMIGO CIAJG poderá ser efetuada na bilheteira do Centro Internacional das Artes José de Guimarães. Para tornar mais cómodo o processo de adesão, o CIAJG disponibiliza-lhe ainda um formulário online em www.ciajg.pt, que depois deverá ser submetido por e-mail para amigo@ciajg.pt.

• Acesso gratuito às atividades para famílias do CIAJG (até ao limite da lotação disponível mediante marcação prévia com, pelo menos, 48 horas de antecedência através do e-mail mediacaocultural@aoficina.pt); • 10% de desconto em todas as compras na loja do CIAJG (exceto produtos à consignação); • 25% de desconto na compra de edições do CIAJG; • Convites para as inaugurações, lançamentos de catálogos e outros eventos; • Envio de newsletters regulares sobre a programação do CIAJG;

REGALIAS Como forma de estímulo, o cartão AMIGO CIAJG reserva várias regalias aos seus portadores: • Entrada livre nas exposições do CIAJG; • 50% de desconto nas visitas orientadas às exposições do CIAJG (por marcação através do e-mail mediacaocultural@ aoficina.pt); • Visita exclusiva com o Diretor Artístico do CIAJG para Amigos, por ciclo expositivo; • Museu Fora de Horas: encontros/leituras seguidas de conversa sobre questões de arte contemporânea;

19

• Parque de estacionamento gratuito na Plataforma das Artes e da Criatividade, sempre que for visitar as exposições do CIAJG, num período máximo de 2 horas, condicionado à lotação do parque; • 50% de desconto nos espetáculos na Plataforma das Artes e da Criatividade (espetáculos promovidos pela Oficina); • Entrada livre nas exposições do Palácio Vila Flor.


TODO O ANO

CASA DA MEMÓRIA EXPOSIÇÃO / TERRITÓRIO E COMUNIDADE

CASA DA MEMÓRIA

© Paulo Pacheco

Horário terça a domingo 10h00-13h00 14h00-19h00 — Todas as idades Preço 3,00 eur /  2,00 eur c/d Cartão Quadrilátero Cultural

A Casa da Memória de Guimarães é um centro de interpretação e conhecimento que dá a conhecer, através da exposição Território e Comunidade, a memória de um lugar e vários dos seus prismas. Situada na antiga fábrica de plásticos Pátria, na Av. Conde Margaride, é um local de encontro, acolhimento, partilha e reflexão sobre Guimarães: no espaço expositivo da Casa da Memória poderá encontrar imagens, histórias, documentos e objetos que permitem conhecer diferentes aspetos da comunidade vimaranense através de um largo arco temporal: da Pré-História à Fundação da Nacionalidade, passando pelas Sociedades Rurais e Festividades e Industrialização do Vale do Ave, até à Contemporaneidade. Mais do que uma visita, a Casa da Memória oferece aos visitantes uma experiência, através de uma viagem por memórias coletivas e individuais.

20

The Casa da Memória of Guimarães is a center of interpretation and knowledge that exposes, through the exhibition Territory and Community, the memory of a place and its several perspectives. Located in the old plastic factory Pátria, in Av. Conde Margaride, is a place where citizens of Guimarães share and reflect on their roots, traditions and memories. Casa da Memória brings together a set of stories, documents, facts and objects enabling us to get to know different aspects of the community from Prehistory to the Dawn of Portugal’s Nationhood, from Rural Societies and Festivities to the Industrialization of the Ave River Valley and Contemporary Times. More than a contemplative visit, Casa da Memória offers an experience to the visitors, through a journey by the collective and individual memories.


© Yves Durand

Todas as idades — Atividade gratuita, com limite de participação condicionada ao espaço existente

SÁBADO 01

CDMG · VISITA/CONVERSA PELA EXPOSIÇÃO PERMANENTE DA CASA DA MEMÓRIA / 17H00

GUIA DE VISITA JEAN-YVES DURAND

Em dezembro, Jean-Yves Durand é o guia de visita da CDMG. Antropólogo e professor da Universidade do Minho, Durand tem desenvolvido um vasto trabalho na observação das relações entre políticas públicas e atitudes individuais / coletivas em áreas da cultura (museus, artesanato, festas) e da saúde (a vacinação). Foi docente convidado na École du Louvre, diretor do Museu da Terra de Miranda e coordenador do estudo das Festas Nicolinas – uma temática que, naturalmente, estará em destaque nesta visita.

In December, Jean-Yves Durand will take us on the CDMG Guided Visit. Anthropologist and professor at Minho University, Durand has amassed significant research on the observation of relationships amongst public policies and individual / collective attitudes in the fields of culture (museums, arts & crafts, festivals) and health (vaccination). Durand was an invited Lecturer at the École du Louvre, Director of the Museu da Terra in Miranda, and Coordinator of the study on the Nicoline Festivals in Guimarães, a theme which will undoubtedly be highlighted in this visit.

21


Direitos Reservados

QUINTA 13 E SEXTA 14

CIAJG (QUI) E CDMG (SEX) · CONFERÊNCIA

EM CONCRETO (2) O “PATRIMÓNIO CULTURAL IMATERIAL” NO TERRENO EXPETATIVAS, EXPERIÊNCIAS, PERSPETIVAS

A noção de “património cultural imaterial”, instituída há pouco mais de 10 anos, tem suscitado uma grande atenção por parte da sociedade portuguesa. Numerosos instrumentos, projetos e formações, num quadro institucional ou particular, têm tentado responder a este interesse. Estas iniciativas são agora suficientemente numerosas e desenvolvidas para permitir uma tentativa de confrontação das expetativas e das experiências com a realidade que encontram e constroem no terreno. Depois de um primeiro “Em Concreto”, que teve lugar em dezembro de 2016, A Oficina e o Centro em Rede de Investigação em Antropologia – UMinho, em colaboração com o Instituto de Etnomusicologia – Centro de Estudos em Música e Dança (INET-md), organizam um segundo encontro, como forma de juntar funcionários de instituições culturais, decisores políticos, investigadores, participantes em iniciativas patrimoniais locais, e propor um esforço de reflexão e criatividade aplicadas a uma intervenção etnográfica centrada nas dinâmicas sociais e culturais contemporâneas. 22

The notion of “immaterial cultural heritage”, instituted about 10 years ago, has attracted significant attention in Portuguese society. Within both the institutional and private sphere, numerous instruments, projects, and training sessions have attempted to deal with this newly found interest. These initiatives are now sufficiently numerous and developed, allowing them to open the door to addressing the confrontation of expectations and experiences with the reality that construct in the field. Following the first “Em Concreto”, which took place in December 2016, A Oficina and the Centro em Rede de Investigação em Antropologia – UMinho, in collaboration with the Institute of Ethnomusicology – Centre for Studies in Music and Dance (INET-md) have organized a second event as a way to bring staff at cultural institutions, policy decision-makers, researchers, and participants in local heritage initiatives together and to propose deeper reflection and creativity applied to ethnographical interventions centered on contemporary social and cultural dynamics.


PROGRAMA QUINTA 13 DEZEMBRO CIAJG / BLACK BOX 09H30 | Abertura Presidente da Direção d’A Oficina, Adelina Paula Pinto —

EXPETATIVAS, EXPERIÊNCIAS, PERSPETIVAS DOS MUNICÍPIOS

AS PERSPETIVAS E O PAPEL DA UNESCO

15H30 | Anthony Seeger

09H45 | Apresentação Jean-Yves Durand (CRIA-UMinho) Vereadora da Cultura do Município de Guimarães, Adelina Paula Pinto Vereadora da Cultura do Município de Viana do Castelo, Maria José Guerreiro Vereadora da Cultura do Município de Valongo, Ana Maria Rodrigues — 10H30 | Pausa para café —

Data limite de inscrição 02 dezembro Inscrição gratuita, através do preenchimento do formulário disponível no site www.casadamemoria.pt

Festa das Rosas, Vila Franca (Viana do Castelo): Sandra Portela, Raul Pereira Bugiada e Mouriscada de Sobrado: Paulo Moreira, Luísa Aguiar (Centro de Documentação Bugiada e Mouriscada); António César Ferreira (Associação Casa do Bugio) —

EXPETATIVAS, EXPERIÊNCIAS, PERSPETIVAS DOS INVESTIGADORES 11H00 | Apresentação

Jorge Freitas Branco (CRIA, ISCTE-IUL) Álvaro Campelo (FP-B2S, UFPessoa) Salwa Castelo-Branco (INET-md, UNova) Rosário Pestana (INET-md, UAveiro) Rita Ribeiro (CECS, UMinho) Paulo Lima (investigador independente) — 12H30 | Debate — 13H00 | Almoço —

Anthony Seeger é antropólogo, etnomusicólogo, arquivista e músico. É Distinguished Professor of Ethnomusicology, Emérito da Universidade da Califórnia em Los Angeles e Diretor e Curador Emérito do Smithsonian Folkways Recordings na Smithsonian Institution. Tendo realizado trabalho de campo e ensinado no Brasil, foi Presidente da Society for Ethnomusicology e Presidente e Secretário-geral do International Council for Traditional Music. Tem também uma vasta experiência de participação em programas da UNESCO. — 16H00 | Apresentação do Estudo Antropológico das Festas Nicolinas de Guimarães Jean-Yves Durand Hugo Morango (Folk & Wild) — 16H30 | Debate e síntese final — 17H00 | Visita à festa de Santa Luzia

SEXTA 14 DEZEMBRO CDMG 10H00-16H00 | Dia de trabalho exclusivo

EXPETATIVAS, EXPERIÊNCIAS, PERSPETIVAS DAS COMUNIDADES 14H30 | Apresentação Catarina Pereira (Casa da Memória) Festas Nicolinas, Guimarães: José Ribeiro (Presidente da Associação dos Antigos Estudantes do Liceu de Guimarães); Francisco Viamonte (Em representação do Presidente da Associação de Comissões de Festas de Nicolinas)

23

para investigadores/instituições que, neste momento, se dedicam a processos de inventariação do património cultural imaterial. Espaço de reflexão sobre os pontos em debate no dia anterior e procura de propostas para uma reformulação do dispositivo português de inventariação. Convidados: Anthony Seeger, Álvaro Campelo, Jorge Freitas Branco, Jorge Castro Ribeiro, Paulo Lima, Raul Pereira, Rosário Pestana, Rita Ribeiro, Salwa Castelo-Branco


Direitos Reservados

© Duarte Belo

Todas as idades Entrada livre

ATÉ 30 DEZEMBRO CDMG · EXPOSIÇÃO

DEPOIS DO TEMPO

DOMINGO 18

CDMG · OFICINA / 11H00

DUARTE BELO

DOMINGOS EM CASA

Esta exposição percorre um hiato temporal de 30 anos, desde uma primeira fotografia, feita em abril de 1988, até ao presente. Procurámos descrever uma cidade e a sua paisagem envolvente. Sobre o solo está desenhada uma teia evolutiva de complexidade crescente. Vislumbramos possibilidades de sentido em que tempo, espaço e os fazeres humanos se entrelaçam. É o diálogo entre matérias e formas, aparentemente desconexas, para mostrar Guimarães e o seu território circundante. É um modo de revelar processos de relação com a terra, com as tecnologias de captura da imagem pela fotografia, pelas manualidades associadas aos processos de comunicação de conceitos, linhas de pensamento. É o discurso construído entre a imagem da cidade e uma forma possível de a representar.

TRANSFERÊNCIA DE MEMÓRIAS

Em dezembro, vamos partir das histórias da Casa da Memória, das suas imagens e fotografias, dos seus textos e expressões, para criar fanzines personalizadas, através de um processo de impressão manual e escrita criativa. Com fotocópias, solvente, papel e, sobretudo, criatividade testamos esta técnica de transferência de imagens para partilhar memórias e outras ideias. In December, we will being by taking up the stories of the Casa da Memória, its images and photos, its texts and expressions, all to create personalized fanzines through a process of manual printing and creative writing. With photocopies, glue, paper, and most importantly, creativity, we will put this technique of transferring images to the test with the goal of sharing memories and other ideas. Criação e Orientação Maria Côrte-Real Público-alvo Maiores de 6 anos Duração c. 90 min. Lotação mín. 10 / máx. 20 pessoas Preço 2,00 eur

— Inscrição até 13 dezembro, através de telefone 253424700 ou e-mail mediacaocultural@ aoficina.pt

This exhibition covers a time frame of 30 years, from the first snapshot taken in April 1988 to the present day. We have sought to depict a city and its surrounding landscape. On the land is drawn an evolving web of growing complexity. We have caught a glimpse of a way in which time, space and human craft enmesh. It is the dialogue between materials and forms, apparently disconnected, which put Guimarães and its surrounding territory on display. It is a way to shed light on processes of relating with the earth and with technologies for capturing images via photography and the manual tasks associated with the processes of communicating concepts and lines of thought. It is the discourse between the image of the city and a possible way to depict it. 24


EDUCAÇÃO E MEDIAÇÃO CULTURAL ESPETÁCULOS APRESENTAÇÕES 09 DEZEMBRO | 11H00 PÚBLICO EM GERAL / FAMÍLIAS —

10 DEZEMBRO | 10H30 E 15H00 PÚBLICO EM GERAL / GRUPOS ESCOLARES / INSTITUIÇÕES

Direitos Reservados

Marcações grupos escolares/instituições com, pelo menos, uma semana de antecedência, através de telefone 253 424 700 ou e-mail mediacaocultural@aoficina.pt — Lotação mín. 10 / máx. 25 pessoas / 1 turma

DOMINGO 09 E SEGUNDA 10 CCVF VISITA PERFORMATIVA / 11H00 (DOM), 10H30 E 15H00 (SEG)

DO AVESSO VISITA PERFORMATIVA AOS LUGARES SECRETOS DO CCVF TEATRO OFICINA E EDUCAÇÃO E MEDIAÇÃO CULTURAL

Nesta visita ao CCVF vamos investigar o que se esconde atrás do que está por trás – o que não se vê, o que não está em cena. Descobriremos onde nos levam os labirínticos corredores, as recônditas oficinas e outras passagens (quase) secretas que abrigam memórias e preservam saberes das pessoas que aqui trabalham. Neste espaço, a magia começa fora do palco, na vida de todos os dias, no delicado labor de quem, com desvelo, prepara momentos tão efémeros quanto singulares. Abrir de par em par as portas várias deste lugar, onde, como no teatro, moram muitas artes dentro (a música, a dança, a literatura, a pintura, a arquitetura, a fotografia, o cinema…), é um modo breve de partilhar as invisibilidades que o atravessam, arredando as chaves das fechaduras, espreitando o interior dos gestos e o avesso das paredes. Público-alvo Maiores de 6 Duração c. 90 min. Lotação 25 pessoas Preço 2,00 eur

Espetáculo não recomendável a pessoas com mobilidade reduzida

25

PROJETO VENCEDOR 1ª BOLSA GANGUE DE GUIMARÃES Encenação e Dramaturgia Manuela Ferreira* Texto Ana Arqueiro Intérpretes Mário Alberto Pereira*, Rita Morais* e

Tiago Porteiro* Com a participação especial Helena Ribeiro Design de Luz Carlos Ribeiro Design de Som Nuno Eiras *Artistas do Gangue de Guimarães

In this visit to the CCVF, we will investigate what is hidden behind what is behind the scenes – what is not seen and what does not appear on stage. We will discover where the labyrinthine corridors, the hidden workshops and the other (almost) secret passages lead, ones which house the memories and preserve the knowledge of those persons who work here. In this space, the magic begins away from the stage, in the everyday life and delicate labours of those who caringly prepare moments which are as ephemeral as they are unique. Entering the various doorways, which, like the theatre itself, open into the dwelling place of many arts (music, dance, literature, painting, architecture, photography, cinema…) gives us a brief moment to appreciate the invisibility of what lies behind, as we unlock the entrance way to peek inside gestures and behind walls.


© Paulo Pacheco

EDUCAÇÃO E MEDIAÇÃO CULTURAL

QUARTA 12 CDMG / CASA DO PÁTIO · VISITA-PALESTRA / 15H00

DEPOIS DO TEMPO VISITA-PALESTRA COM DUARTE BELO

“Depois do Tempo” percorre um hiato temporal de 30 anos, desde uma primeira fotografia, feita em abril de 1988, até ao presente. Aqui procura-se descrever uma cidade e a sua paisagem envolvente. É a partir desta exposição que surgem as Visitas-Palestra, orientadas por Duarte Belo, e que têm como público-alvo os alunos do Curso de Geografia e Planeamento da Universidade do Minho. Estas Visitas-Palestra desafiam o olhar sobre a fotografia como registo topográfico da paisagem e, simultaneamente, como representação artística, estimulando o espírito de investigação e de criação dos mais jovens e sensibilizando para a importância da memória e da identidade de um povo e de um território. “Depois do Tempo” covers a period of 30 years, from an initial first photo taken in 1988 to the present day. The objective here is to describe a city and its surrounding countryside. Based on this exhibition there will be Workshop-Visits led by Duarte Belo whose target-public are the students at Minho University in the degree course in Geography and Territorial Planning. These Workshop-Visits will challenge one’s perspective on photography as the topographical registry of the landscape and simultaneously, as an artistic representation, encourage the spirit of research and creativity of the younger participants, sensitizing them to the importance of the memory and identity of a people and their territory.

26

Orientação Duarte Belo Público-alvo Alunos do Curso de Geografia e Planeamento da Universidade do Minho


© Celeste Domingues

Criação e interpretação Ana Madureira Cocriação musical Vahan Kerovpyan Apoio à criação Vahan Kerovpyan e Blaise Powell Conceção do objeto musical Nuno Guedes Desenho de luz Vasco Ferreira Público-Alvo Maiores de 3 anos, Famílias (Sábado), Escolas (Segunda a Sexta)

SÁBADO 15 SEGUNDA 17 A SEXTA 21

Duração 40 min. Lotação 100 pessoas (Sáb), 150 pessoas (Seg a Sex) Preço 2,00 eur — Espetáculo integrado no ANTE PÉ – Componente Artística das AAAF e CAF

CIAJG / BLACK BOX TEATRO / 11H00 (SÁB) | 10H30 E 15H00 (SEG A SEX)

DAMA PÉ DE MIM ANA MADUREIRA

Espera aí! Se eu tenho uma coroa, sou a princesa Se sou a princesa, tenho um cavalo Se tenho um cavalo, saio do castelo Se saio do castelo... Farta de olhar para o umbigo, Dama Pé de Mim monta o seu Cavalo e parte à procura de um amigo. Pelo caminho encontra a Amália, a mala que já foi crocodilo, conhece o Nuno, a nuvem caída do céu e mergulha no Rio profundo. Mas só quando chega ao supermercado, descobre o que é um amigo. Com a ajuda do Sr. Rodrigo. Uma história luminosa, terna e divertida, com música, texto que rima, e a participação do público... mãe, filho e prima!

27

Tired of just twiddling thumbs, Dama Pé de Mim takes to her trusty steed and goes off on horseback in search of a friend. On the way, she meets up with Amalia, a suitcase that was once a crocodile, she makes friends with Nuno, a cloud fallen down to earth, and she takes a deep plunge into the River. But it is only when she arrives at the supermarket that she discovers what a friend truly is. With the help of Mr. Rodrigo. A brightly-lit story, tender and funny, with music, rhyming parts, and the audience joining in… mother, children, and cousins!


Direitos Reservados

EDUCAÇÃO E MEDIAÇÃO CULTURAL

DOMINGO 16 CDMG · OFICINA / 11H00

DOMINGOS EM CASA TRANSFERÊNCIA DE MEMÓRIAS

Pensar, olhar, escutar, criar, fazer, sentir. Na sala, na cozinha, à mesa ou lá fora. Há domingos em que só nos apetece estar em casa, por isso, venham para a Casa. Num domingo por mês, procuramos diferentes modos de ver histórias, tradições, lendas, pessoas, lugares ou objetos, que encontramos no espaço expositivo. No aconchego desta Casa, há encontros entre famílias, amigos, gerações, artistas e artesãos. E ideias também. Vamos criar labirintos, inventar histórias, usar barro, linha ou papel, fazer comida, música e promessas, com as mãos, a cabeça e o corpo todo. Em dezembro, vamos partir das histórias da Casa da Memória, das suas imagens e fotografias, dos seus textos e expressões, para criar fanzines personalizadas, através de um processo de impressão manual e escrita criativa. Com fotocópias, solvente, papel e, sobretudo, criatividade testamos esta técnica de transferência de imagens para partilhar memórias e outras ideias. Thinking, seeing, listening, creating, doing, feeling. In the lounge, in the kitchen, at the table or outdoors. There are Sundays when all you want to do is stay home. So come to our home, the Casa. One Sunday per month, we go in search of different interpretations of historical facts, traditions, legends, persons, places, or objects that we find in the exhibition space. In the cosiness of the Casa, we offer a space of encounter for families, friends, different generations, artists and artisans. And ideas as well. We will create labyrinths, invent stories, use clay, linen or paper, we will make food, music and promises, with our hands, our heads and our entire body. In November, we will take up the techniques of movement and interaction along the axis of body-space-object. How much space does my body occupy? What marks do I leave behind on those spaces that I pass through? How do I register the space that I occupy? In this workshop we will discover the various spaces at the Casa da Memória both physically and via the senses, leaving behind the memory of our very own bodies. 28

Criação e Orientação Maria Côrte-Real Público-alvo Maiores de 6 Duração c. 90 min. Lotação mín. 10 / máx. 20 pessoas Preço 2,00 eur — Inscrição até 13 dezembro, através de telefone 253424700 ou e-mail mediacao cultural@ aoficina.pt


Direitos Reservados

OFICINA DE FÉRIAS

SEGUNDA 17 A SEXTA 21

Público-alvo Jovens 6 – 15 anos Duração 22 horas e 30 minutos Lotação 16 participantes Preço 30,00 eur (sem almoço) / 55,00 eur (com almoço) Horário Acolhimento 09h00-10h00, Oficina 10h00-12h30 e 14h30-16h30, Saída 17h00-18h00 Apresentação pública final sexta 21 dezembro, 17h30

CCVF OFICINA DE TEATRO / 09H00-18H00

IDEIAS FIXAS NUNO PRETO

Há quem tenha muitas ideias, há quem não faça ideia nenhuma e há quem seja de ideias fixas! Neste laboratório de teatro, há espaço para todas as ideias (e para a ausência delas também), exploradas com humor, através da improvisação e da reflexão. Com base em técnicas tipicamente clown, trabalha-se o conceito do corpo físico da imaginação, procurando estimular a expressão criativa e o desenvolvimento pessoal. There are those who have many ideas, those who haven’t got the foggiest idea, and those who have fixed ideas! In this theatre laboratory, there is enough room for all types of ideas (and even for the absence of ideas), explored with humour, through improvisation, and with reflection. Based on techniques typically associated with the art of Clowns, we will work on the concept of the physical body of imagination and will look to stimulating creative expression and personal development. 29


EDUCAÇÃO E MEDIAÇÃO CULTURAL ATIVIDADES PERMANENTES PROGRAMA VAI E VEM 1 VISITA ORIENTADA A UM DOS ESPAÇOS + 1 OFICINA CRIATIVA NAS ESCOLAS/INSTITUIÇÕES

Direitos Reservados

Terça a sexta, das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 19h00

(a última visita terá início às 17h30) Preço 1,50 eur a 2,00 eur

TODO O ANO

TODO O ANO

VISITAS ORIENTADAS

OFICINAS CRIATIVAS

CCVF | CIAJG | PALÁCIO VILA FLOR | CDMG

CCVF | CIAJG | PALÁCIO VILA FLOR | CDMG

VISITA CONJUNTA CIAJG + CDMG

Estas experiências criativas são desafios para descobrir, questionar, experimentar e criar, a partir de novas linguagens e saberes. Entre artes visuais e artes performativas, do património material ao património imaterial, sugerem-se espaços de liberdade e de saber-fazer, com artistas, artesãos, professores, crianças, jovens e outros aventureiros.

Um teatro, um museu, um palácio e uma casa. Todos de portas e janelas abertas para a cidade e para o mundo, num convite à entrada de pessoas e ideias. Cá dentro, encontram histórias e sentidos que nascem do encontro com objetos, tempos e lugares extraordinários. Cada visita é única, com um percurso desenhado à medida da curiosidade de cada um. A theatre, a museum, a palace and a house – all with doors and windows wide open to the city and to the world, each one inviting people and ideas to come in. Inside, you will find stories and feelings which are born of the encounter with objects, by-gone times, and extraordinary places. Each visit is a unique experience, with its path and dimension madeto-order and thus suited to each person’s depth of curiosity. CCVF | Palácio Vila Flor Terça a sábado, das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 19h00 (a última visita terá início às 17h30) — CIAJG | CDMG Terça a domingo, das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 19h00 (a última visita terá início às 17h30) Criação e

Orientação Francisco Neves, João Lopes, João Terras, Juliana Sá, Maria Côrte-Real, Melissa Rodrigues, Miguel Teixeira e Rita Faustino Público-alvo Maiores de 3 Duração c. 90 min. Lotação mín. 10 / máx. 25 pessoas — Preços Visitas Orientadas 1,50 eur a 2,00 eur (grupos

escolares/ instituições) e 4,00 eur a 5,00 eur (outros grupos) Preços Visitas Conjuntas 2,00 eur (grupos escolares/ instituições) e 5,00 eur (outros grupos Marcação com, pelo menos, uma semana de antecedência, através de telefone 253424700 ou e-mail mediacaocultural@ aoficina.pt

These creative experiences are challenges to discover, to inquire, to experience and to create, based on new languages and new knowledge. In the area between the visual and the performing arts, between the material and the immaterial heritage, a space is created for freedom and know-how, with artists, artisans, teachers, children, and other adventurers. Criação e Orientação Álvaro Dinis Mendes, Fernanda Braga, Francisco Neves, João Terras, Juliana Sá, Liliana Duarte, Maria Côrte-Real, Melissa Rodrigues, Nuno Preto e Rita Faustino

30

Público-alvo Maiores de 3 Duração 90 min. a 2 horas Lotação mín. 10 / máx. 25 pessoas Preço 2,00 eur

Marcação com, pelo menos, uma semana de antecedência, através de telefone 253424700 ou e-mail mediacaocultural@ aoficina.pt


PROJETOS DE CONTINUIDADE

DEZ 2018

Direitos Reservados

Direitos Reservados

FORMAÇÃO DE PROFESSORES ANTE PÉ

ANO LETIVO 2018/2019

ANO LETIVO 2018/2019

MAIS DOIS COORDENAÇÃO CARLA OLIVEIRA E DANIELA FREITAS

ANTE PÉ COORDENAÇÃO CARLA OLIVEIRA E DANIELA FREITAS

Mais dois modos de ver, dois saberes, duas formas de conhecer o mundo. Dois pés para fazer o caminho. Dois braços num abraço. E os DOIS, nunca estão sozinhos. Mais Dois é um programa de aprendizagem na área das artes performativas, integrado nas Atividades de Enriquecimento Curricular, para todas as cerca de 2500 crianças dos 1º e 2º anos do 1º CEB, do concelho de Guimarães. No terreno desde o ano letivo de 2014/2015, tem como missão o desenvolvimento de competências para a aprendizagem de um modo geral e para a literacia artística em particular. Este Programa contempla um trabalho em contexto de sala de aula, articulado com a realização de oficinas com artistas, saídas para ver espetáculos, aulas abertas com a participação dos pais/encarregados de educação, entre outras atividades.

Andar de pé, sentir, esticar os pés para espreitar, os dedos para tocar o silêncio… E olhar. E ouvir. Em pé Ante Pé, caminha-se a par com Mais Dois. No ano letivo de 2018/2019 A Oficina assume a coordenação e implementação da componente artística nas Atividades de Animação e Apoio à Família (AAAF), no pré-escolar, e no Complemento de Apoio à Família (CAF), nas escolas do 1º CEB de Guimarães. O projeto ANTE PÉ, articula as vertentes lúdica, expressiva e educativa das práticas da música, do teatro e da dança. O ANTE PÉ inclui uma programação de atividades experienciais para as crianças que serão desenvolvidas por monitores selecionados, formados e acompanhados durante a implementação do projeto. Nas sessões de trabalho, não sendo distintas as áreas artísticas, serão as linguagens da dança, do teatro e da música a fazer esta mediação entre o dizível e o indizível, o visível e o invisível, entre a experiência e a memória.

Two more ways to see things, two more types of knowledge, two more ways to get to know our world. Two feet to set off on the journey. Two arms to embrace. And the TWO are never alone. ‘Mais Dois’ (‘Two More’) is a performing arts education program that is part of the Curricular Enrichment Activities geared toward the nearly 2500 elementary school children in the first two years of the 1st Cycle of Primary Education in Guimarães County. Operating since the 2014-2015 school year, the goal of the program is to develop learning skills overall and to focus on artistic literacy in particular. This program proposes a work project in the context of a classroom, combining workshops with artists, outings to see shows, and open classes with parents and tutors participating, among other activities.

Slowly tiptoeing, walking, toddling along to catch a glimpse of something. And looking intently at it. This project is the younger sibling to the ‘Two More’ project which steps off on its journey on tiptoes. In coordination with the Family Entertainment and Support Activities Program, these dance, theatre and music activities have now become a common pastime for nearly 1350 pre-school children in Guimarães County. Mais Dois e Ante Pé são uma parceria entre a Câmara Municipal de Guimarães (Vereação da Educação) e A Oficina (Educação e Mediação Cultural). Para além da promoção de uma educação integral, estes programas permitem o reconhecimento e a valorização da educação artística como uma área de conhecimento. 31

Mais Dois and Ante Pé operate in partnership between the City Hall of Guimarães (Department of Education) and A Oficina (Education and Cultural Affairs). In addition to promoting overall education, these programs allow for greater recognition and valorization of arts education as a field of study and knowledge.


EDUCAÇÃO E MEDIAÇÃO CULTURAL

Direitos Reservados

Direitos Reservados

PROJETOS DE CONTINUIDADE

ANO LETIVO 2018/2019

ANO LETIVO 2018/2019

PERGUNTA AO TEMPO

VALIDADE

COORDENAÇÃO MARTA SILVA E JOÃO LOPES ACOMPANHAMENTO CRIATIVO FRANCISCO NEVES

“Satisfazer as necessidades do presente sem comprometer a capacidade das gerações futuras satisfazerem as suas”: esta é a definição de Brundtland Report de 1987 para “sustentabilidade”. É daqui que parte o projeto Validade, em busca de um outro olhar sobre este conceito, através de práticas criativas e artísticas que pretendam desenvolver uma nova capacidade de espera. A reflexão, o debate e a experimentação vão encontrar espaço num conjunto de oficinas, que desenham, ao longo de três anos, um trajeto que vai do mais pessoal/próximo/corpóreo ao mais partilhado/distante/imaterial. “Ecos pessoais”, “Ecos Materiais” e “Ecos Digitais” são os três momentos do projeto, dos quais hão-de resultar exercícios de partilha com a comunidade escolar e com a comunidade em geral, como verdadeiras caixas de ressonância.

Como pensamos a memória e as suas formas de representação? Pergunta ao Tempo… Este é um projeto educativo sobre o património, que envolve cerca de 300 alunos e professores do 4º ano do 1º CEB dos 14 agrupamentos de escolas de Guimarães. O desafio passa pela descoberta de memórias e elementos para a reinterpretação de cada um dos núcleos expositivos permanentes da Casa da Memória. Ao longo de um ano letivo, desenvolvem-se estratégias criativas de pesquisa, recolha e documentação do património cultural do território, na sua materialidade e imaterialidade, numa relação de proximidade com crianças, famílias, professores e comunidade local. Desta experiência, para além de visitas e oficinas, resulta uma exposição final, integrada no espaço museológico da CDMG. How do we think of memory and the various forms in which it is represented? – By asking time! This educational project focusing on heritage involves approximately 300 4th-year students and teachers (1st Cycle of Primary Education) in Guimarães 14 area schools. The challenge is one of discovering the memories and the elements to reinterpret each one of the main exhibition nuclei in the permanent collection at the Casa da Memória. During the school, participants develop creative research, collection and documentation strategies relative to our region’s cultural heritage, in both material and immaterial aspects, in an activity which brings children, families, teachers, and the local community closer together. In addition to student field trips and workshops, participants will organize a final exhibition, to but put on display at the CDMG.

“To satisfy the needs of the present without compromising the ability of future generations to satisfy theirs”: this is the Brundtland Report’s 1987 definition of “sustainability”. This is where the Validade (“Expiration”) project begins, by going in search of another perspective on this concept via creative and artistic practices that try to develop new potentials of expectation. Reflection, debate, and experimentation will be highlighted in and amongst a series of workshops that over three years will draw out a path that goes from the most personal/closest/most corporeal to the most shared/ distant/immaterial. “Personal Echoes”, “Material Echoes” and “Digital Echoes” are the three moments of the project in which there will be exercises of sharing with the school community and the broader community in general, as in real and true sounding boxes. Coordenação Inês de Carvalho e Ana Luísa Azevedo (Ecos Pessoais), Cláudia Escaleira e João Martins (Ecos Materiais), Ana Carvalho 32

e Ricardo Lafuente (Ecos Digitais) Coordenação do espetáculo final Inês de Carvalho Coordenação de produção Teresa Camarinha Registo vídeo Sara e Alexandra Allen

Coprodução Visões Úteis e A Oficina — Público-alvo Alunos 3º CEB Duração Oficinas 2 horas / sessão Lotação 3 turmas/ 3 escolas


DEZEMBRO

CCVF / GRANDE AUDITÓRIO 21H45 Bilheteira da responsabilidade do Cineclube de Guimarães

CINEMA ORGANIZAÇÃO CINECLUBE DE GUIMARÃES

DOMINGO 09 ESPLENDOR DE NAOMI KAWASE COM MASATOSHI NAGASE, AYAME MISAKI E TATSUYA FUJI | 2017 | M/12 | 101 MIN. A jovem Misako faz versões de filmes para pessoas com deficiência visuais. Ela esforça-se para transpor a beleza das imagens em palavras, para que todos os possam sentir verdadeiramente. Num dos seus trabalhos conhece Nakamori, outrora um fotógrafo conceituado, que está lentamente a perder a visão. Pelas circunstâncias, os dois tornam-se cúmplices. Mas à medida que Nakamori perde a sua principal forma de conexão com o mundo, vai também adquirindo novas formas de lidar com ele.

DOMINGO 16 MCQUEEN DE IAN BONHÔTE E PETER ETTEDGUI COM ALEXANDER MCQUEEN, BERNARD ARNAULT E JOSEPH BENNETT | 2018 | M/14 | 111 MIN. Nascido em Londres, em 1969, Lee Alexander McQueen começou a trabalhar no mundo da moda ainda adolescente, dando os primeiros passos nos ateliês de Savile Row, um dos mais conceituados centros da alfaiataria britânica. Em 1996, foi convidado para a direção artística da Givenchy, de onde partiu para dirigir, em 2001, a Gucci. Depois disso, criou a sua própria marca no seio de um dos maiores grupos da indústria do luxo, o francês PPR (Pinault-PrintempsRedoute, hoje Kering). Durante a década seguinte, McQueen tornou-se um dos criadores mais respeitados do mundo.  

QUINTA 20 PRAÇA PARIS DE LÚCIA MURAT COM GRACE PASSÔ, JOANA DE VERONA E ALEX BRASIL | 2017 | M/14 | 110 MIN. Impetuosa história de amor entre duas pessoas de diferentes origens e temperamentos, que são fatalmente incompatíveis, mas que estão destinadas a estar juntas. Tendo como pano de fundo a Guerra Fria nos anos 50 na Polónia, Berlim, Jugoslávia e Paris, o filme retrata uma história de amor impossível em tempos impossíveis.

+

COMO FERNANDO PESSOA SALVOU PORTUGAL DE EUGÈNE GREEN COM CARLOTO COTTA, MANUEL MOZOS, DIOGO DÓRIA, MIA TOMÉ, RICARDO GROS | 2018 | M/12 | 28 MIN.

33


DEZEMBRO

CCVF / PEQUENO AUDITÓRIO 21H45

DOMINGO 23 O PRIMEIRO HOMEM NA LUA DE DAMIEN CHAZELLE COM RYAN GOSLING, CLAIRE FOY E JASON CLARKE 2018 | M/12 | 138 MIN. Nascido a 5 de agosto de 1930 em Wapakoneta, Ohio (EUA), Neil Armstrong foi um dos três astronautas da histórica missão Apollo 11, que pousou na Lua a 20 de julho de 1969. Os outros eram Michael Collins e Edward "Buzz" Aldrin. Collins permaneceu no módulo de comando em órbita, enquanto Armstrong e Aldrin fizeram a alunagem a bordo do módulo Eagle, no chamado Mar da Tranquilidade. “Houston, aqui base da Tranquilidade. A águia pousou.”, disse Armstrong. Foi ele o primeiro a descer, pisando o solo lunar pela primeira vez na história e pronunciando uma frase que se tornaria célebre: “Um pequeno passo para o homem, um salto gigante para a Humanidade.”.

Bilheteira da responsabilidade do Cineclube de Guimarães

CICLO DE CINEMA O BAÚ DO CINECLUBE

ORGANIZAÇÃO CINECLUBE DE GUIMARÃES E A OFICINA

TERÇA 11 O TOURO ENRAIVECIDO DE MARTIN SCORSESE COM JOE PESCI, JOHN TURTURRO, ROBERT DE NIRO 1980 | M/12 | 128 MIN. Jake LaMotta é um boxeador de peso-médio italo-americano, conhecido como “o touro do Bronx”, cuja raiva autodestrutiva e obsessiva, ciúmes sexuais e apetite animal, irão destruir a sua carreira desportiva e as suas relações sociais e familiares, nomeadamente com a sua esposa e o seu irmão, braço-direito nos bons e nos maus momentos.

TERÇA 18 LARANJA MECÂNICA DE STANLEY KUBRICK COM MALCOLM MCDOWELL, MICHAEL BATES, PATRICK MAGEE 1971 | M/16 | 136 MIN. Numa Londres futurista, Alexander DeLarge é o líder de um gangue violento. Uma noite, envolvem-se em “ultra violência” que passa pelo espancamento de um sem-abrigo idoso, uma luta com um gangue rival e uma violação. Depois de uma disputa pelo poder no seio do seu gangue, Alex é traído e acaba preso e condenado a 14 anos de prisão. Após dois anos de cumprimento da sua sentença, Alex voluntaria-se para uma terapia experimental de aversão para a reabilitação de criminosos.

34


CRIAÇÃO E CIRCULAÇÃO

CAAA CENTRO PARA OS ASSUNTOS DA ARTE E ARQUITETURA

··················································· RESIDÊNCIAS ARTÍSTICAS CENTRO DE CRIAÇÃO DE CANDOSO (CCC) ···················································

ATÉ 29 DEZEMBRO  

FROM UNDER DUST

26 NOVEMBRO A 03 DEZEMBRO LENTO E LARGO JONAS & LANDER ·············································· 16 A 23 DEZEMBRO BISONTE MARCO DA SILVA FERREIRA

CHARLIE MORRIS

···················································

CIRCULAÇÃO ···················································

Direitos Reservados

14 NOVEMBRO A 02 DEZEMBRO D. JUAN ESFAQUEADO NA AVENIDA DA LIBERDADE PEDRO GIL SÃO LUIZ TEATRO MUNICIPAL ············································· 01 A 09 DEZEMBRO O MEU MUNDO... DANIELA CRUZ E NUNO PRETO CCB / FÁBRICA DAS ARTES ············································· 06 A 09 DEZEMBRO SÓCRATES TEM DE MORRER: A VIDA DE JOHN SMITH MICKAEL DE OLIVEIRA SÃO LUIZ TEATRO MUNICIPAL ·············································· 15 DEZEMBRO SÓCRATES TEM DE MORRER: A VIDA DE JOHN SMITH MICKAEL DE OLIVEIRA TEATRO VIRIATO

ATÉ 29 DEZEMBRO

COISAS TÃO DIFERENTES AGORA

Direitos Reservados

EDUARDO BRITO

35


N101 BRAGA

CIAJG

CASA DA MEMÓRIA

Av. Conde Margaride

Av. Conde Margaride

HOSPITAL

A11 BRAGA

CAAA Rua Padre Augusto Borges de Sá

CCVF Av. D. Afonso Henriques

GUIMARÃES SHOPPING

ESPAÇO OFICINA Av. D. João IV

GUIMARÃES ESTAÇÃO CP CCC Rua de Moure

SÃO MARTINHO DE CANDOSO

ESTAÇÃO COVAS CP

A7 PORTO FÁBRICA ASA

Rua da Estrada Nacional 105

A7

COVAS - POLVOREIRA N105 PORTO IP9 A7 VILA REAL

··········································································································································································································································································································································································· CCVF CENTRO CULTURAL VILA FLOR AV. D. AFONSO HENRIQUES, 701 | 4810 431 GUIMARÃES | N 41.4371, W 8.295442 ··········································································································································································································································································································································································· CIAJG CENTRO INTERNACIONAL DAS ARTES JOSÉ DE GUIMARÃES AV. CONDE MARGARIDE, 175 | 4810 535 GUIMARÃES | N 41.443249, W 8.297915 ··········································································································································································································································································································································································· CDMG CASA DA MEMÓRIA DE GUIMARÃES AV. CONDE MARGARIDE, 536 | 4835 073 GUIMARÃES | N 41.442569, W 8.300333 ············································································································································································································································································································································································ CCC CENTRO DE CRIAÇÃO DE CANDOSO RUA DE MOURE | SÃO MARTINHO DE CANDOSO | 4835 382 GUIMARÃES | N 41.4 28015, W 8.337961 ··········································································································································································································································································································································································· ESPAÇO OFICINA AV. D. JOÃO IV, 1213 CAVE | 4810 532 GUIMARÃES | N 41.435082, W8.291821 ··········································································································································································································································································································································································· FÁBRICA ASA – BLACK BOX RUA DA ESTRADA NACIONAL 105 | COVAS - POLVOREIRA | 4835 157 GUIMARÃES | N 41.419431, W 8.303167 ··········································································································································································································································································································································································· CAAA CENTRO PARA OS ASSUNTOS DA ARTE E ARQUITETURA RUA PADRE AUGUSTO BORGES DE SÁ | 4810 523 GUIMARÃES | N 41.438922, W 8.29868 ···········································································································································································································································································································································································


VENDA DE BILHETES • oficina.bol.pt • www.ccvf.pt • Centro Cultural Vila Flor •C  entro Internacional das Artes José de Guimarães • Casa da Memória • Lojas Fnac, El Corte Inglés, Worten • Entidades aderentes da bilheteira online

DESCONTOS (C/D) •C  artão jovem, menores de 30 anos e estudantes; •C  artão municipal de idoso, reformados e maiores de 65 anos; •C  artão municipal das pessoas com deficiência; • Deficientes e acompanhante;

DESCONTO CARTÃO CENTRO DE CIÊNCIA VIVA • Visita à Casa da Memória 1,50 eur • Visita ao Centro Internacional das Artes José de Guimarães 2,00 eur

INFORMAÇÕES E RESERVAS • Pedidos de informação e reservas de bilhetes poderão ser efetuados através do telefone 253 424 700 ou do e-mail bilheteira@aoficina.pt •A  s reservas deverão ser obrigatoriamente levantadas num período máximo de 5 dias após a reserva. •Q  uaisquer reservas deverão ser levantadas até 2 dias antes da data do espetáculo. Após estes períodos serão automaticamente canceladas.

HORÁRIO DE BILHETEIRA Centro Cultural Vila Flor terça-feira a sábado das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 19h00 Local Palácio Vila Flor

Em dias de espetáculo uma hora antes / até meia hora depois Local Bilheteira Central Centro Internacional das Artes José de Guimarães terça-feira a domingo das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 19h00 Em dias de espetáculo uma hora antes / até meia hora depois Casa da Memória terça-feira a domingo das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 19h00 Em dias de espetáculo uma hora antes / até meia hora depois

VISITAS ORIENTADAS Centro Cultural Vila Flor terça-feira a sábado das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 19h00 Centro Internacional das Artes José de Guimarães terça-feira a domingo das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 19h00 Casa da Memória terça-feira a domingo das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 19h00 Marcação prévia através do e-mail mediacaocultural@aoficina.pt

SERVIÇO DE BABY-SITTING Espaço Oficina, Centro de Criação de Candoso e Fábrica Asa Em dias de espetáculo uma hora antes / até meia hora depois

LOJAS Loja CIAJG Av. Conde Margaride, 175 4810 535 Guimarães Telefone 253 424 715 Horário de Funcionamento terça-feira a domingo das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 19h00 Arte Contemporânea e Artesanato

ESTACIONAMENTO Centro Cultural Vila Flor 150 lugares em parque subterrâneo Centro Internacional das Artes José de Guimarães 70 lugares em parque subterrâneo

Centro Cultural Vila Flor Funcionamento em dias de espetáculo e durante o período de apresentação Dos 3 aos 9 anos Capacidade máxima 20 crianças Preço 1 euro

VISITE AS NOSSAS PÁGINAS NAS REDES SOCIAIS facebook.com/CCVF.Guimaraes twitter.com/CCVF_Guimaraes facebook.com/CIAJG.Guimaraes facebook.com/CDMG.Guimaraes facebook.com/TeatroOficina.Guimaraes youtube.com/AOficina_Guimaraes Alterações O programa e os preços apresentados nesta agenda poderão estar sujeitos a alterações.

Contactos Centro Cultural Vila Flor Tlf +351 253 424 700 · geral@ccvf.pt · www.ccvf.pt Centro Internacional das Artes José de Guimarães Tlf + 351 253 424 715 · www.ciajg.pt Casa da Memória Tlf +351 253 424 716 · casadamemoria@aoficina.pt · www.casadamemoria.pt Presidente da Direção Adelina Paula Pinto Assistente de Direção Anabela Portilha Direção Artística João Pedro Vaz Coordenação Operacional Ricardo Freitas Codireção Artística e Internacionalização Rui Torrinha Programação Ana Lúcia Figueiredo (Educação e Mediação Cultural), Catarina Pereira (CDMG), Ivo Martins (Guimarães Jazz e Palácio Vila Flor), João Pedro Vaz (Teatro Oficina), Nuno Faria (CIAJG), Rui Torrinha (CCVF e Festivais) Assistentes de Direção Artística Cláudia Fontes, Tiago Almeida (CIAJG) Educação e Mediação Cultural Marta Silva (Direção), Carla Oliveira, Celeste Domingues, Daniela Freitas, João Lopes Produção Pedro Silva (Direção Áreas Expositivas), Ricardo Freitas (Direção Artes Performativas e Festivais), Andreia Abreu, Andreia Novais, Hugo Dias, Nuno Ribeiro, Rui Salazar, Sofia Leite, Susana Pinheiro Técnica José Patacão (Direção), Carlos Ribeiro, Helena Ribeiro (Direção de Cena), João Castro, Nuno Eiras, Sérgio Sá Serviços Administrativos / Financeiros Helena Pereira de Castro (Direção), Susana Costa, Marta Miranda, Ana Carneiro, Liliana Pina Instalações Luís Antero Silva (Direção), Joaquim Mendes (Assistente), Jacinto Cunha (Manutenção), Amélia Pereira, Anabela Novais, Conceição Leite, Conceição Oliveira, Rosa Fernandes, Maria Conceição Martins, Maria Fátima Faria (Manutenção e Limpeza) Comunicação e Marketing Marta Ferreira (Direção), Bruno Barreto (Assessoria de Imprensa), Carlos Rego, Susana Magalhães (Sites e Redes Sociais), Susana Sousa (Design), Eduarda Fontes (Design), Andreia Martins, Cláudia Fontes, Josefa Cunha, Manuela Marques, Marisa Moreira, Sylvie Simões (Atendimento ao Público) Património e Artesanato Catarina Pereira (Direção), Eduardo Brito (Museografia), Inês Oliveira (Gestão do Património), Felicidade Bela (Olaria) | dezembro 2018


Z

30 28 26 24 22 20 18 16

19 21 23 25 27 29 31 33

M

16 14 12 10 8 6 4 2 1 3 5 7 9 11 13 15

X

30 28 26 24 22 20 18 16

14 12 10 8 6 4 2 1 3 5 7 9 11 13 15

17 19 21 23 25 27 29 31

L

16 14 12 10 8 6 4 2 1 3 5 7 9 11 13 15

V

30 28 26 24 22 20 18 16

14 12 10 8 6 4 2 1 3 5 7 9 11 13 15 17

19 21 23 25 27 29 31 33

J

16 14 12 10 8 6 4 2 1 3 5 7 9 11 13 15

U

30 28 26 24 22 20 18 16

14 12 10 8 6 4 2 1 3 5 7 9 11 13 15

17 19 21 23 25 27 29 31

I

16 14 12 10 8 6 4 2 1 3 5 7 9 11 13 15

T

30 28 26 24 22 20 18 16

14 12 10 8 6 4 2 1 3 5 7 9 11 13 15 17

19 21 23 25 27 29 31 33

H

16 14 12 10 8 6 4 2 1 3 5 7 9 11 13 15

S

30 28 26 24 22 20 18 16

14 12 10 8 6 4 2 1 3 5 7 9 11 13 15

17 19 21 23 25 27 29 31

G

16 14 12 10 8 6 4 2 1 3 5 7 9 11 13 15

R

30 28 26 24 22 20 18 16

14 12 10 8 6 4 2 1 3 5 7 9 11 13 15 17

19 21 23 25 27 29 31 33

F

16 14 12 10 8 6 4 2 1 3 5 7 9 11 13 15

Q

30 28 26 24 22 20 18 16

14 12 10 8 6 4 2 1 3 5 7 9 11 13 15

17 19 21 23 25 27 29 31

E

16 14 12 10 8 6 4 2 1 3 5 7 9 11 13 15

P

30 28 26 24 22 20 18 16

14 12 10 8 6 4 2 1 3 5 7 9 11 13 15 17

19 21 23 25 27 29 31 33

D

16 14 12 10 8 6 4 2 1 3 5 7 9 11 13 15

O

30 28 26 24 22 20 18 16

14 12 10 8 6 4 2 1 3 5 7 9 11 13 15

17 19 21 23 25 27 29 31

C

16 14 12 10 8 6 4 2 1 3 5 7 9 11 13 15

N

30 28 26 24 22 20 18 16

14 12 10 8 6 4 2 1 3 5 7 9 11 13 15 17

19 21 23 25 27 29 31 33

B

16 14 12 10 8 6 4 2 1 3 5 7 9 11 13 15

M

30 28 26 24 22 20 18 16

14 12 10 8 6 4 2 1 3 5 7 9 11 13 15

17 19 21 23 25 27 29 31

A

12 10 8 6 4 2 1 3 5 7 9 11

14 12 10

13 15 17

L

30 28 26 24 22 20 18 16

14 12 10 8 6 4 2 1 3 5 7 9 11 13 15 17

19 21 23 25 27 29 31 33

K

30 28 26 24 22 20 18 16

14 12 10 8 6 4 2 1 3 5 7 9 11 13 15

17 19 21 23 25 27 29 31

J

30 28 26 24 22 20 18 16

14 12 10 8 6 4 2 1 3 5 7 9 11 13 15 17

19 21 23 25 27 29 31 33

I

30 28 26 24 22 20 18 16

14 12 10 8 6 4 2 1 3 5 7 9 11 13 15

17 19 21 23 25 27 29 31

H

30 28 26 24 22 20 18 16

14 12 10 8 6 4 2 1 3 5 7 9 11 13 15 17

19 21 23 25 27 29 31 33

G

30 28 26 24 22 20 18 16

14 12 10 8 6 4 2 1 3 5 7 9 11 13 15

17 19 21 23 25 27 29 31

F

30 28 26 24 22 20 18 16

14 12 10 8 6 4 2 1 3 5 7 9 11 13 15 17

19 21 23 25 27 29 31 33

E

28 26 24 22 20 18 16

14 12 10 8 6 4 2 1 3 5 7 9 11 13 15

17 19 21 23 25 27 29

D

28 26 24 22 20 18 16

14 12 10 8 6 4 2 1 3 5 7 9 11 13 15 17

19 21 23 25 27 29 31

C

28 26 24 22 20 18 16

B

26 24 22 20 18 16

14 12 10 8 6 4 2 1 3 5 7 9 11 13 15 17

19 21 23 25 27 29

A

26 24 22 20 18 16

14 12 10 8 6 4 2 1 3 5 7 9 11 13 15

17 19 21 23 25 27

AC

14 12 10 8 6 4 2 1 3 5 7 9 11 13 15

PALCO / STAGE

17 19 21 23 25 27 29

20 18 16 14 12 10 8 6 4 2 1 3 5 7 9 11 13 15 17 19 21

AB

20 18 16 14 12 10 8 6 4 2 1 3 5 7 9 11 13 15 17 19

AA

20 18 16 14 12 10 8 6 4 2 1 3 5 7 9 11 13 15 17 19 21

PALCO // STAGE PALCO STAGE

CENTRO CULTURAL VILA FLOR GRANDE AUDITÓRIO E PEQUENO AUDITÓRIO GRAND AUDITORIUM AND SMALL AUDITORIUM

PALCO / STAGE A B C D E F G H I J K

18 16 14 12 10

8 6 4 2 1 3 5 7

9 11 13 15 17

18 16 14 12 10

8 6 4 2 1 3 5 7

9 11 13 15 17

18 16 14 12 10

8 6 4 2 1 3 5 7

9 11 13 15 17

18 16 14 12 10

8 6 4 2 1 3 5 7

9 11 13 15 17

18 16 14 12 10

8 6 4 2 1 3 5 7

9 11 13 15 17

18 16 14 12 10

8 6 4 2 1 3 5 7

9 11 13 15 17

18 16 14 12 10

8 6 4 2 1 3 5 7

9 11 13 15 17

18 16 14 12 10

8 6 4 2 1 3 5 7

9 11 13 15 17

18 16 14 12 10

8 6 4 2 1 3 5 7

9 11 13 15 17

18 16 14 12 10

8 6 4 2 1 3 5 7

9 11 13 15 17

18 16 14 12 10

8 6 4 2 1 3 5 7

9 11 13 15 17

CENTRO INTERNACIONAL DAS ARTES JOSÉ DE GUIMARÃES BLACK BOX

A B C D E F G H I J K L

23 21 19 17

15 13 11 9 7 5 3 1 2 4 6 8 10 12 14 16

18 20 22 24

23 21 19 17

15 13 11 9 7 5 3 1 2 4 6 8 10 12 14 16

18 20 22 24

23 21 19 17

15 13 11 9 7 5 3 1 2 4 6 8 10 12 14 16

18 20 22 24

23 21 19 17

15 13 11 9 7 5 3 1 2 4 6 8 10 12 14 16

18 20 22 24

23 21 19 17

15 13 11 9 7 5 3 1 2 4 6 8 10 12 14 16

18 20 22 24

23 21 19 17

15 13 11 9 7 5 3 1 2 4 6 8 10 12 14 16

18 20 22 24

23 21 19 17

15 13 11 9 7 5 3 1 2 4 6 8 10 12 14 16

18 20 22 24

23 21 19 17

15 13 11 9 7 5 3 1 2 4 6 8 10 12 14 16

18 20 22 24

23 21 19 17

15 13 11 9 7 5 3 1 2 4 6 8 10 12 14 16

18 20 22 24

23 21 19 17

15 13 11 9 7 5 3 1 2 4 6 8 10 12 14 16

18 20 22 24

23 21 19 17

18 20 22 24

23 21 19 17

18 20 22 24

FÁBRICA ASA BLACK BOX

38


39


Central de Informação | 2018

Guimarães Arte e Cultura | dezembro 2018  
Guimarães Arte e Cultura | dezembro 2018  
Advertisement