Page 1


As notícias que não se atrasam para chegar!

Queridas noivinhas, Estamos no mês dos namorados, no mês da Copa... Quem disse que mulher não entende de futebol? Isso já era né, não? Hoje em dia, nós mulheres damos até aula de futebol! É ou não é? Bem, mas vamos lá, os “Babás dos Noivinhos” dão dicas de como diferenciar os bons dos maus profissionais na hora de fechar os seus contratos. Nossa casadinha do mês é Barbara Borges, “A noiva das asinhas de borboleta”, uma história emocionante que vocês não vão conseguir parar de ler enquanto não chegar ao fim. A coluna “Casamento sem Stress”, nos fala sobre Noivas Zen, hum... vocês acreditam? Ou será um personagem do folclore? Bem, só lendo pra saber, já a “Legal pra Noiva”, dando continuidade à coluna anterior, nos fala sobre os serviços casados, que muitas igrejas obrigam as noivas a aceitarem Queremos apresentar nossa mais nova colunista, Nadia Carvalho, que estará, mensalmente, explicando e dando dicas sobre moda noiva, alta costura, mundo fashion e tradicional dos vestidos de noiva. Era o que estava faltando em nossa revista e em nosso portal, não era? Pois já não é mais, Nadia se coloca, inclusive, à disposição das noivinhas para perguntas e dúvidas tão comuns nesse assunto não é mesmo? E finalmente, na coluna Noivarês, nossa querida Rach, a Legalmente Noiva, faz uma defesa veemente às bridezillas ou noivas neuróticas, tadinhas, elas também merecem o nosso respeito!! Esperamos que vocês curtam muito essa leitura e que namorem muito, não só no próximo dia 12 mas em todos os dias, em todos os breves momentos em que for possível dar aquele telefonema rapidinho, ou um SMS, ou deixar um bilhetinho antes de sair de casa, ou mandar uma florzinha, vale tudo pra não deixar o amor ir sendo, aos poucos, engolido pela rotina e no mais... torçam muito pelo Brasil! Um grande beijo, Equipe Portal Noivas Rio Grupo Guias & Portais


BABÁS DOS NOIVINHOS por Norma Mencalha e Joviano Capita

A escolha certa dos seus fornecedores e profissionais da série: como evitar que seu casamento seja um fracasso Essa matéria é quase uma continuidade da anterior, mas com um tópico a mais, bem preocupante. Gente! Nós estamos ficando cada vez mais abismados. É surpreendente o número de casos de noivinhas que estão sendo lesadas, enganadas e surrupiadas por fornecedores e falsos profissionais. É claro que, nosso Brasil de tupiniquins, está lotado de péssimos exemplos, a começar pelos nossos representantes, selecionados e votados com critério por uma população que nunca perdeu a esperança de um futuro promissor. Deles esperamos mudanças significativas, com novas leis que possam punir exemplarmente os canalhas e aproveitadores de plantão. Enquanto isso não acontece, sofremos na própria carne e continuamos como vitimas indefesas. A denominação “Fake” é traduzida hoje com mais vertentes. Como substantivo: falsificação, imitação, embuste, truque, boato. Como verbo: falsificar, enganar, roubar. Se aplica em todas as profissões, de formação acadêmica ou não. Médicos, cirurgiões, farmacêuticos, advogados, engenheiros, professores, esteticistas, mecânicos, contadores, padres, pastores, etc. Tem até Freira “Fake” que, com setenta e sete anos, entra no banco para resgatar títulos precatórios de quase dois milhões de reais em nome de outra, genuinamente religiosa. É o fim dos tempos! O enfoque acima serve para enfatizar o que, de fato, pretendemos nessa matéria, já que a nossa praia é voltada para eventos em geral, notadamente os casamentos, os meios de comunicação tem nos chamado a atenção com notícias espantosas dos “Fakes”. Como é um nicho que gera boas oportunidades de negócios, os falsos profissionais vêm massacrando as nossas noivinhas ou seus familiares, com propagandas enganosas de serviços, nem sempre oferecendo preços irrisórios, visto que, já conhecem a velha frase que diz “O barato sai caro”, daí, colocam seus preços compatíveis com os de mercado, para não chamarem muito a atenção.


As “poverellas”, apaixonadas, encantadas e sonhadoras pelo momento mágico e único de suas vidas, se deixam seduzir por palavras envolventes e convincentes. Acreditem, eles fazem isso com uma perfeição invejável! prontos e atentos para atingirem seus alvos fracos.

Estão sempre

Com esses últimos noticiários a respeito, os grupos de noivas vêm interagindo com os mais diversos comentários sobre registros de ocorrências em delegacias, ações judiciais conjuntas e colocando em dúvida, principalmente, a origem e a formação dos profissionais. Para ser um bom profissional, não significa necessariamente que se tenha uma formação acadêmica. Um bom curso teórico, associado à uma prática constante, pode consagrá-lo e levá-lo ao sucesso. Ou mesmo aqueles que, formados em áreas antagônicas, por vocação nata e por amor, um belo dia, descobrem suas verdadeiras e realizadas profissões. É certo afirmar que, em todas as famílias, temos ao menos um exemplo a citar. A mãe da “Babá”, é um exemplo clássico. Trabalhou em tecelagem durante alguns anos e descobriu que a sua afinidade com tecidos não era fabricá-los, mas sim, moldar e dar-lhes vida. Comprou uma máquina de costura usada e, de simples vestidinhos para a vizinhança, chegou a confeccionar belíssimos vestidos para noivas, madrinhas, daminhas, etc. Fez questão de confeccionar os vestidos de noivas das suas filhas. Muito solicitada, chegou a ministrar aulas de corte e costura durante anos. Trabalhou como modelista e supervisora em grandes confecções. PARABÉNS MAMÃE! Infelizmente, um câncer de mama, há sete anos atrás, impediu que continuasse com a sua invejável habilidade pois, perdeu a mobilidade e firmeza no braço direito. Temos grandes chefes de cozinhas, brasileiros, reconhecidos internacionalmente, que saíram até de canteiros de obras e têm suas cotações valiosíssimas no mercado. Por aí afora, são incontáveis os exemplos, com as mais variadas e admiráveis biografias de sucesso. Portanto, não é bem por aí, que se deve pesquisar por um bom profissional. Nem sempre os belos diplomas pendurados e evidenciados em uma parede, são sinônimos de experiência e bom desempenho. Até porque, os diplomas também podem ser “Fakes”. O que pretendemos aqui é sugerir e colaborar com as suas buscas e escolhas, evitando que caiam em armadilhas sem volta.


Como e onde encontrar os bons profissionais para o seu evento? Associá-los à qualidade, quantidade, simpatia e valores que caibam direitinho no seu bolso NÃO É FÁCIL, mas não é impossível. Um primeiro passo importante é planejar com antecedência o perfil do evento e quais os itens que nele serão incluídos, anotando em uma agenda especial, assim, você terá tempo de sobra para as suas pesquisas. Consulte seus amigos que já realizaram seus eventos, principalmente naqueles em que você participou e gostou do resultado final, peça os contatos. Participe de grupos de noivas, sites, blogs, twiters, orkut, etc., neles, você poderá interagir com outras noivas, fornecedores, obter informações importantes sobre a qualidade dos serviços. Os depoimentos e contatos servem como um ponto de partida para as pesquisas e referências. A internet disponibiliza diversas ferramentas, fornecendo informações valiosas, boas e ruins, de profissionais de segmentos variados. O bom profissional, além de exibir o seu produto ou trabalho, de acordo com a sua especialidade, pode disponibilizar e oferecer os contatos dos clientes referenciais. SOLICITE SEMPRE. Para quem não possui nenhuma referência de amigos, busque e pesquise de três a quatro, ou até mais, se ainda se sentir inseguro, NUNCA SERÁ DEMAIS. Não precisamos nos estender muito desta vez, visto que, a matéria anterior de maio, dá dicas valiosíssimas sobre os procedimentos nas contratações, etc. LEIA PORQUE SÃO IMPORTANTES!!! O que queremos objetivar e enfatizar nesta matéria? Que não é relevante considerar a formação acadêmica ou diplomática de um profissional porque, nem sempre ele irá corresponder às nossas expectativas. Não importa muito se ele se formou em dentista, biólogo, salva-vidas, jornalista, secretário ou se foi noivinho, noivinha e resolveu optar por novas profissões como fotógrafo, chefe de buffet, maquiador, cabeleireiro, caricaturista, artesão, cerimonialista, etc. Muitos, insatisfeitos em suas profissões por formação, descobriram seus talentos e aptidões depois de anos, mudaram, são conceituados e exercem com brilhantismo, dedicação e primazia. Nos dias atuais a versatilidade também é uma característica comum no profissional, ou seja, pode-se exercer mais de uma atividade voltada ou não para o mesmo segmento, sem interferir uma na outra. O sucesso ou fracasso vai depender do seu desempenho.


Um exemplo básico, são as noivinhas que exercem suas profissões e, durante meses, pesquisam e buscam seus melhores fornecedores, organizando, sozinhas, seus casamentos. De certa forma, exercem uma atividade paralela, sem afetar o seu desempenho no trabalho. Quem fez ou faz isso, levante a mão!? E claro, não podemos nos esquecer de um cidadão comum e simples metalúrgico, sem cultura ou estudo, eleito pelo povo com uma maioria esmagadora de votos. O danadinho está lá, no topo, na presidência. Então, quais as palavras chaves para os preparativos do seu belo dia? PESQUISAS, CONVERSAS, PERGUNTAS, RESPOSTAS, EXPERIMENTOS, AVALIAÇÃO, VALORES, EXPERIÊNCIA, SIMPATIA, EMPATIA, QUALIDADE, DESEMPENHO, REFERÊNCIAS, CONSULTAS, CONTRATOS, HONESTIDADE E CARÁTER. Pratique-as e, com certeza, você saberá discernir o bom e o péssimo profissional. Uma última observação: A criação de RODADAS por casais de noivinhos, está virando moda, a todos beneficia e colabora na diminuição dos custos, mas as palavras chaves devem ser aplicadas, igualmente e até, com muito mais rigor. Saiba o que você está comprando. Adquirir um produto de R$ 1,99, pode ou não ser de boa qualidade. Lembre-se: SOMENTE VOCÊ É RESPONSÁVEL PELAS SUAS DECISÕES E ESCOLHAS. Quer saber mais sobre esse tema e os itens abordados? Fale conosco, será um prazer! LEIAM as matérias anteriores e não percam a próxima. Saudações dos “Babás dos Noivinhos” (Os únicos e verdadeiros) Norma Mencalha e Joviano Capita são os famosos “Babás dos Noivinhos”, que participam ativamente nos casamentos, assessorando exclusivamente aos noivos do início ao final do evento e proprietários da Just Married Car Service. Dúvidas e sugestões podem ser enviadas para o e-mail: contato@justmarriedcarservice.com.br


A Pousada Aconchegos Île de France encontra-se a 2 km do centro, de acesso rápido e fácil, conciliando o agito do centro de Penedo, com a merecida tranqüilidade. Aqui vocês irão desfrutar de piscina (20 x 10 m), quadra de vôlei, balanço e gramado de 8000m2. Acesso Internet Wireless gratuito nas acomodações. Em nossas suítes, os recém-casados dormirão com o barulhinho do córrego que atravessa a propriedade e acordarão com o canto dos pássaros. Oferecemos suítes decoradas com muito carinho para sua inesquecível lua de mel.


CASADINHA DO MÊS por Barbara Borges

“A noiva das asinhas de borboleta, que descobriu que casamento é bem mais do que uma cerimônia emocionante e uma festa bonita, é um compromisso que se assume a partir do momento em que ele faz o pedido e ela diz que sim....”

Não ficamos noivos de alianças porque não quisemos mesmo, sempre achamos que o dia que quiséssemos casar, arrumávamos as coisas e casávamos. E foi assim que aconteceu. Um dia fomos à praia e quando eu estava voltando da água ele me pediu em casamento. Não acreditei e não respondi. Ele resolveu me perguntar de novo, foi quando eu vi que era verdade e começamos o corre-corre dos preparativos. Só que não sabíamos, o que o destino guardava para nós... Marcamos a data para 27/06/2009. Nossa, quanta felicidade! Até chegar, em março de 2009, uma verdadeira “bomba” dizendo que meu noivo iria para o Haiti. Tivemos, então, nosso primeiro adiamento, para o dia 04/12, pois contávamos que ele fosse em maio e voltasse em novembro, quando poderíamos, então, casar em dezembro sem problemas, mas, infelizmente, isso não aconteceu.


O vôo dele para o Haiti, só sairia no dia 7 de julho. Caramba! Poderíamos, então, ter casado em junho, né, não? E o pior, começamos a refazer os cálculos e vimos que não daria para casar nem em dezembro, a segunda data escolhida, pois ele não chegaria a tempo. Adiamos, então, pela segunda vez, agora para 05/03/2010. E essa foi a data, dia do aniversário do meu pai, o que fez todos ficarem muito felizes. Tive que trocar várias coisinhas que estavam com as datas anteriores, mas graças a Deus deu tudo certo. Meu noivo viajou e nós nos comunicávamos através de Skype e telefone. Todos os dias marcávamos um horário, quando havia algum imprevisto, ele me avisava por email. E assim foi, eu daqui vendo tudo do casório e ele lá esperando a volta e mandando dinheiro para concluir os pagamentos. Apesar da distância, nosso amor ficou ainda mais forte e eu nunca fui tão feliz em toda a minha vida (e continuo sendo). Todos os dias eu enviava um recadinho romântico pelo skype, email ou pela câmera mesmo. Ele sabia que poderia contar comigo e eu sabia que ele estava ao meu lado porque eu sentia isso, sentia o desejo dele de estar aqui e de casar comigo, coisa que às vezes passava despercebido quando estávamos juntos aqui. Quando ele estava há uma semana de voltar ao Brasil e começarmos juntos o nosso caminho, houve o terremoto de escala 7 no Haiti. Recebi a notícia pelo jornal Nacional no susto, pois estava quase dormindo e naquele dia, ele não tinha me deixado recado e nem acessou o skype na hora marcada. Aí começou meu desespero, eu não acreditava no que estava acontecendo comigo, passei a noite toda na internet e pela televisão atrás de notícias, quando à 1:30 hs da madrugada, ele me liga dizendo que estava bem, mas que tinha muita gente morta por lá e a volta era uma incógnita. Agradeci mil vezes a Deus por ele estar vivo e bem, mas aí eu pensei... e agora? Adiar de novo? Há dois meses do casamento? Mas graças a Deus, tudo se resolveu e não foi preciso. A viagem de volta foi adiada por apenas uma semana. Ai! Que alívio! E como foi bom o reencontro... Aí sim, começamos a nossa saga casamentícia, hehehehe... paga daqui, experimenta roupa dali, procura casa, porque ainda não tínhamos, etc., quando de repente passando por uma imobiliária, resolvemos entrar e perguntar, achamos de primeira nosso cantinho, lindo, lindo, lindo!!! Fechamos no ato, sem pestanejar! Começamos a colocar as coisinhas lá dentro, duas semanas antes do casamento, no maior corre-corre e eu ainda tinha que acertar as lembrancinhas de pista e distribuir os convites. Teve gente pegando convite dois dias antes do casamento... foi hilário!


Quase tudo certinho para o grande dia e um dia antes do casamento o padrinho do meu noivo fala pra ele que não conseguiu o carro que me levaria até a casa de festa. Ah, que ótimo! Que maravilha! E o que é que eu faço? Vou correndo de Copacabana até o salão? E o que eu fiz? Corri para minhas “anjas da guarda”, o grupo de noivas do yahoo, pedir SOCORROOOOOOO! E elas, mais do que depressa, me ajudaram. Acabei fechando com a Sonho Sobre Rodas, que são o máximo, só tenho a agradecer à Elaine e ao Paulo, meus salvadores da pátria. Agora sim, tudo pronto para o casório. É só dormir e acordar linda para o “Big Day”, certo? Errado! Ainda tinha coisas pra eu fazer no dia do casamento, pegar os balões e levar pro salão de festas! Eu queria chegar ao hotel em Copacabana para me arrumar às 12:30 hs e acabei chegando às 14:00 hs e quase sem buquê, porque ainda tive que voltar do meio do caminho para buscá-lo, pois tinha esquecido em casa. Cheguei correndo no Windsor Excelsior, com medo que a Monalisa, da equipe da Ivana Beaumond, ficasse me esperando né? Mas consegui chegar minutos antes dela e começamos a nos arrumar e tirar fotos com o fotógrafo Renato da equipe do Wanderson Carneiro que deu um show. Me deu várias dicas de lugares para fotos. Curti muitoooooo! Voltamos ao hotel para os retoques finais, até a chegada do Paulo, que foi pontualíssimo e partimos para o casório. Vocês acreditam que eu não estava nervosa? Foi incrível! Chegamos na casa de festas antes do horário da cerimônia e ficamos do lado de fora um pouquinho, afastados do salão, para que ninguém me visse antes da entrada triunfal. Foi quando meu vestido achou de arrebentar o fecho. Que maravilha! Tudo que eu queria naquele solene momento! Mas a Marília Thomaz, minha cerimonialista e anjo da guarda, me salvou com aquele mega kit de costura. E vocês sabiam que ainda tive que tirar fotos com o vestido arrebentado? Mas ninguém percebeu nada graças a Deus! Fui eu correndo, segurando meu vestido, para a parte de baixo do salão e para completar, meus padrinhos de casamento, encarregados de assinar, ainda não tinham chegado. Mas foi bom, porque ainda consegui trazer mais uma noivinha para o nosso grupo, hehehehe... Mas, mesmo assim, com todo esse rebuliço, estava tranqüila e ansiosa para ver meu noivinho me esperando lá no altar. Quando tudo resolveu se consertar e que eu iria entrar no salão, minha ficha caiu e o coração começou a vir parar na boca, mas eu estava tão feliz, mas tão feliz, que tudo o que aconteceu, eu consegui superar sem problema algum.


Entrei no salão sorrindo e até mandando beijinhos, todos os convidados ficaram admirados com a minha felicidade, disseram que nunca tinham visto uma noiva tão feliz. Mas também pudera, né? Depois de tudo aquilo que passei, eu não tinha motivos para chorar, era só felicidade! Foi o dia mais feliz da minha vida. ficou todo emocionado, tadinho.

Cantamos parabéns para meu pai, que

Já avisei para o marido que vou querer casar com ele de novo! Hehehehe... Curti o que eu podia e não podia na festa, tudo fez o maior sucesso, o meu baile de máscaras, os balões metalizados, a comida, a bebida, o open bar, os garçons, a organização e até as minhas asinhas de borboleta. Todos lembram de mim como a noiva das asinhas de borboleta. Só recebo elogios de quem compareceu e agradeço, de coração, a todos que fizeram parte desse momento tão único na minha vida.

Noivos: Barbara e André Data: 05/03/2010 Local: Buffet Festeria Fornecedores: Automóvel - Sonho sobre rodas - (21) 2218-8121 Buquê - Rosangela Xavier - (21) 3014-7364 Casa de Festas - Buffet Festeria - (21) 2261-1861 / 2201-0380 Cerimonial - Marília Thomaz - (21) 2286-9426 / 9612-09074 Topo de Bolo - Biscuit da Rô Oliveira - seven-70@hotmail.com Balões metalizados - Amanda Crossman - (21) 2229-0374 / 2289-3444 Dia da Noiva - Monalisa da Equipe Ivana Beaumond - (21) 2567-5507 Agradecimentos: ▪ Grupo noivas Yahoo ▪ Portal Noivas Rio (Vocês são demais!!) Todos vocês foram essenciais para a realização do meu casamento. O meu muito obrigada!! Fotos: Wanderson Carneiro e Equipe - (21) 3770-5066 / 9884- 3008


CASAMENTO SEM STRESS por Beatriz Ferreira

Noiva sem stress é possível? Está aí, uma pergunta para tentarmos responder, é possível uma noiva ser tranqüila, relax e relaxada em relação às questões do casamento? Acredito que esta não é uma tarefa fácil e talvez uma parcela mínima, consiga ser uma noiva realmente zen. Sempre tem algo para deixar a noiva ansiosa, pode ser a preocupação com a lista de convidados, com o vestido, com o Buffet, se a festa vai ser animada ou se simplesmente vai dar tudo certo. Enfim, motivos para deixar uma noiva nervosa não faltam. A questão, é como cada uma vai lidar com isso. Cada pessoa é única e sendo assim, a forma de lidar com as coisas variam, mas uma coisa é quase que certa: casamento é um assunto que costuma deixar as noivas tensas em algum momento. Pois bem, eu conheço e fui madrinha de uma noiva sem stress, se é que isso é possível! Vamos lá, será que era realmente uma noiva sem stress? Ela era super tranqüila, quase não comentava sobre o casamento, só falava quando a gente perguntava. Geralmente, as noivas adoram falar sobre o casamento, não é mesmo? Isso já é um ponto para a minha teoria, de que esta noiva era relax. Eu só a vi falando sobre os detalhes do casamento um mês antes. Escolher arranjos, fazer provas, tudo isso não era tão empolgante. Talvez, seu sonho não fosse casar, mas sim estar com o homem de sua vida e viajar muito, por isso ela era tão tranqüila... O seu foco não era o casamento em si, mas sim o que viria depois. Já o noivo, este sim, fazia questão do casamento e escolheu até a igreja! Ele, com certeza, estava mais tenso. Se alguém tentasse explicar que para cada horário existe um tipo de vestido de noiva mais adequado, ela não gostava, afinal de contas, o casamento era dela e ela ia se casar do jeito que bem entendesse, contrariando ou não o padrão. Pensando bem, até que ela está certa! Não gostava muito quando nós madrinhas, ficávamos perguntando sobre o vestido que deveríamos usar (longuete ou longo). Afinal de contas, porque nós estávamos preocupadas com isso, se ela não estava? Ficar estressada, pensando que algo poderia não sair como o planejado, nem pensar! Enfim, podemos dizer que ela não foi uma noiva típica nesse sentido, de ficar preocupada com os detalhes. Mas isso não quer dizer que ela deixou algum item de fora, muito pelo contrário, estava tudo impecável.


Como toda noiva, estava linda, feliz e como poucas, super relaxada! Curtiu e muito o seu casamento! O que podemos tirar de lição deste exemplo, é que a noiva sem stress existe, pode até ser que seja uma porcentagem pequena, mas para toda regra há exceções. Mas uma coisa não podemos negar, mesmo sendo zen, noiva é noiva e como tal, não tem como não se encantar, nos encantar e curtir e muito o seu grande dia! Beijos e muita calma nessa hora! Beatriz Ferreira é Psicóloga, formada pela USU, especializada em Psicologia Clínica pela PUC-Rio e em saúde mental pela Fiocruz. Dúvidas e sugestões podem ser enviadas para o e-mail: beatrizsoaresferreira@hotmail.com


LEGAL PRA NOIVA por Samasse Leal

Não só os noivos sairão da Igreja casados... Os serviços já costumam vir casados antes mesmo da cerimônia religiosa! Continuando o assunto de nossa coluna de março, não podemos esquecer das noivas que optam pela recepção no salão da Igreja. Se na escolha dos detalhes para a cerimônia é comum as imposições de regras das quais as noivas simplesmente não conseguem fugir, imagine quando o assunto é a contratação do salão anexo à Igreja! Tudo bem regras sobre horários, limitações do estacionamento, principalmente se o espaço físico não é grande e até mesmo quanto ao acesso do pessoal envolvido na organização, afinal, como diz o nome, deve ser tudo organizado. Contudo, o que chega a acontecer com algumas das poucas Igrejas do Rio de Janeiro que oferecem o salão anexo para a recepção, costuma ir muito além disso! Na contratação do salão de festas também costuma ser obrigatório contratar os profissionais cadastrados pela Igreja. Sim, para a festa a Igreja também possui uma lista de profissionais especializados! Assim, o buffet deverá ser aquele indicado pela Igreja e também a decoração, o DJ, o responsável pela iluminação, entre tantos outros profissionais... Até mesmo o fotógrafo, muitas vezes só é aceito se for cadastrado!! Assim, o que acontece é que a noiva fica presa aqueles profissionais e ao preço cobrado por eles! Como todo mundo sabe, se não há concorrência, não há necessidade de baixar os preços para disputar as noivas. Assim, no final das contas, quem concorre não são os profissionais, mas sim as Igrejas, ou melhor, os pacotes praticados por cada uma delas. Por isso, conhecer todas as possibilidades e cotar os preços dos serviços (globalmente falando) pode ser um diferencial quando o orçamento está apertado. É preciso comparar os custos de cada uma delas. Só assim será possível combater estas regras que não costumam favorecer às noivas. Comigo não foi diferente. A capela onde escolhi realizar a cerimônia do meu casamento, somente poderia ser alugada se o salão de festas anexo fosse alugado junto. Se eu quisesse fazer a festa em outro lugar tudo bem, mas ia ter de pagar pela locação do salão anexo também. E nele, somente cabiam 200 pessoas.


Ou seja, para realizar o sonho de me casar na capela que mais representava a minha devoção, tive que aceitar contratar o salão de festas, a limitação do número de convidados, o único buffet que presta serviços à Igreja, o fotógrafo cadastrado e os outros profissionais prestadores de serviço daquela Igreja, sem direito a argumento ou novena, para tentar contratar o DJ famoso que eu tanto queria! Algumas Igrejas oferecem listas com mais de um profissional de cada ramo, por exemplo, mais de um fotógrafo, mais de um decorador, mais de um cerimonialista, e assim por diante. Por isso, é muito importante visitar todos os profissionais da lista (quando existe esta opção, porquê às vezes, nem isso!!), perguntar sobre todos os detalhes, custos, número limite de convidados, horários, planejar cada coisa da decoração (desenhar a planta do salão alocando as mesas do bolo, dos doces, dos chocolates, dos convidados, dos frios, os objetos de decoração, a pista de dança...) pode ajudar muito a visualizar se seu casamento cabe no salão da Igreja e se o custo vale a pena. É comum achar que um casamento na Igreja sai mais barato do que em casa de festas, mas isto não é uma regra absoluta. Os buffets das Igrejas já estão tão especializados, que chegam a cobrar o mesmo preço das casas de festas mais badaladas! Então, fique atenta! Vá às degustações, peça os telefones de outras noivas que realizaram seus casamentos na Igreja escolhida para ouvir a opinião, viste os estúdios de cada fotógrafo, marque uma hora com o DJ... Casamento dá trabalho mesmo, mas na verdade esta fase dos preparativos é uma grande curtição. E não esqueça, você está presa aquele profissional, se não gostar de alguma coisa num primeiro contato, esteja ciente que poderá não haver outro para prestar aquele serviço. Na verdade, toda noiva tem um pouco de receio antes de contratar os serviços de um lugar, principalmente se não os conhece e o medo vai além, sabendo que não terá opção de troca, não terá outra alternativa à não ser aceitar as regras do profissional. Então, leia todos os contratos com muita atenção, peça que tudo seja declarado por escrito. Se a insatisfação for com alguma coisa durante a festa, sempre há opção de buscar seus direitos na Justiça, mas nenhuma noiva quer passar por isso. Neste caso, da mesma forma, nada impede que você procure o Procon, isso mesmo, o órgão de proteção ao consumidor para fazer uma reclamação. Assim, conhecer todos os detalhes com a máxima antecedência é essencial. E boa festa! Samasse Leal é advogada, formada pela PUC-Rio e especializada em Direito do Consumidor. Dúvidas e sugestões podem ser enviadas para o e-mail: samassel@yahoo.com.br


NO(I)VAS TENDÊNCIAS por Nadia Carvalho

OFF WHITE, SUPER ELEGANTE Queridas, Esta é a minha primeira coluna. Espero poder ajudá-las mês a mês! Meu intuito é oferecer as melhores dicas a respeito do mundo fashion e tradicional dos vestidos de noiva. Como assim "fashion e tradicional"? Respondam-me vocês mesmas! Tem algo mais tradicional do que aquele super vestido inflado, com o corpete colado no corpo e aquela saia quase como um tchutchu de bailarina? E há algo mais fashion do que aplicar uma flor de tecido cor-de-rosa, para seguir a tendência da campanha em defesa do câncer de mama? A referência da moda nos vestidos de noiva é a coleção européia, o que não é muito difícil de entender, tendo em vista, que as passarelas francesas e italianas, desde sempre, ditaram regra! Os americanos têm excelentes marcas e acessórios, mas perdem um pouco para a tradição do velho continente. Atualmente, o off white é O QUE HÁ DE MELHOR! A coleção 2009 de marcas como St Patrick e Pronovias, veio recheada de modelos off-white. A Franc Sarabia (também espanhola), só teve modelos nessa cor. E ninguém mais casa com aquele branco pálido! Das celebridades brasileiras, Carol Castro e Giovanna Ewbank, aderiram. Nas novelas, Luciana (personagem de Alinne Moraes em Viver a Vida) e Diana (Carolina Dieckman em Passione), lançaram mão do pérola, quase branco, super elegante! Em renda, frente única, em tafetá, cetim, não importa. O off white vem desbancando o branco-super-branco dia após dia! Fica a dica meninas: - “Na hora da escolha do vestido, comecem a rever seus valores, avaliem ao vivo o tecido off-white e APAIXONEM-SE!!!” Fico à disposição!

Nadia Carvalho é formada em Publicidade, com MBA em Marketing e é gerente de marketing da Pronuptia Noivas. Entrou no ramo de noivas da melhor forma possível, organizando o próprio casamento. Dúvidas e sugestões podem ser enviadas para o e-mail: nadiacarvalho@msn.com


NOIVARÊS por Rachel Neves

DEFENDENDO BRIDEZILLAS Olá, pessoal! Como estão as coisas por aí? Estive ausente mês passado, mas já estou de volta! O assunto da coluna deste mês tem mais ou menos a ver com o meu sumiço! Tenho certeza que me entenderão e espero ajudar quem estiver com o mesmo problema! No início do planejamento do meu casamento, estava tudo certo, lindo e maravilhoso! Fazia minhas buscas pela internet, nos blogs e tudo ia bem! Tudo no caminho, tudo adiantado! Houve um momento em que eu deixei o barco no piloto automático, depois foi o trabalho que exigia muito de mim, enfim, quando fui ver, me peguei atrasada em algumas coisas. Como assim??? Achei inadmissível não ter data em algum fornecedor! Não, não aceitava aquilo de jeito nenhum! Então comecei a dar aquele gás, nem sempre com companhia ou suporte de alguém! Então comecei a ficar stressada, cansada, esgotada... Via coisas dando errado, me irritava! Aí as coisas não davam certo mesmo!! Nossa, que desespero! Eu só queria casar! Queria que chegasse 1º de agosto para estar casada e me ver livre dos preparativos! Acho que o parágrafo acima é o que chamam de bridezilla, né?! Mas, poxa, não acho que seja sem fundamento! A gente precisa de uma ajuda, de um apoio, de um suporte! As noivas se preocupam com a cerimônia, a festa e tudo que gira ao redor disso: seja a gravata do noivo, seja a caneta para assinar os papeis, seja a cor das madrinhas ou a roupa da mãe. Os noivos geralmente somem, passam a fase de preparativos completamente alheios aos acontecimentos. E quando o assunto casamento entra no papo, eles fecham a cara e geralmente emendam um “Poxa, você só fala em casamento....” como se fosse um crime ou algo assim! Afinal, não casamos sozinhas! O que quero dizer é, pode até ser que em algum momento de nossas vidas de noivas , possamos ser ou agir como noivas neuróticas, mas isso não é algo irreversível! Acho que noivos e familiares que estão sentindo na pele esta emoção, podem e devem agir para mudar o quadro! As noivas à beira de um ataque de nervos, geralmente estão cansadas, esgotadas, precisando de ajuda. Seja mais um braço ou apenas um ouvido para escutar. Estão precisando de alguém que incentive, que coloque para cima, que diga que vai dar tudo certo, mesmo sem ter como ter certeza que vai! Enfim, precisam se sentir mais seguras, amadas, queridas e compreendidas, acima de tudo!


Claro que tem uma ou outra que exagera na dose e chega praticamente às vias da loucura, mas nada como uma voz doce e familiar para dizer que a ama, que será uma festa linda celebrando o início de uma nova família, de um novo ciclo... celebrando o amor entre duas pessoas! Qual mulher resistiria a esse tipo de argumento “declaração de amor”? Todas têm os mesmos desejos, os mesmos medos, as mesmas neuras e inseguranças! Claro que em cada uma, isso aparece de uma forma. Em algumas pode ser durante toda a etapa de preparativos, em outras, apenas na reta final! O que importa, é tentarmos não libertar o monstro que pode residir dentro de nós, noivas! Tentar entender os problemas (se é que são realmente problemas) e solucionar! Se não for possível, pedir ajuda a noivo, pais, irmãos, madrinhas, amigas, tudo é válido! Afinal, é um dia de festa, um dia tão esperado e não queremos chegar a ele cheia de rugas e olheiras, não é?! Então, força no buquê e vamos que vamos!

Aproveito para deixar um feliz Dia dos Namorados para todos! Aproveitem para namorar, sejam vocês noivos, casados, não importa! O importante é manter sempre a chama do amor acesa e amar muito! Beijos enormes da Legalmente Noiva Mais loucuras, curiosidades, www.legalmentenoiva.com

sonhos,

pesadelos

e

novidades

em

Rachel Neves é noiva, autora do blog Legalmente Noiva e professora de noivares, idioma tão conhecido entre os noivinhos. Dúvidas e sugestões podem ser enviadas para o e-mail: noivares@legalmentenoiva.com


noividadesjun  

Revista Noividades mês de junho

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you