Page 1


JORNAL NIPPAK

2

AGENDA CULTURAL CONCERTO TEMPERADA OSESP: SÉRIE CORAL Coro da Osesp Celso Antunes regente Onde: Sala São Paulo (Praça Júlio Prestes 16, Estação Luz) Dia 01/04/2012 Horário: 17h Ingresso: R$54,00 e R$62,00 Informações: www.osesp.art.br ESPETÁCULO QUYREY, UMA AVENTURA NA SELVA Novo espetáculo do Circo dos Sonhos redefine as fronteiras da criatividade de imaginação em um show de circo para toda a família. Classificação: Livre Duração: 90 minutos (com 02 atos) Onde: Circo dos Sonhos (Av. Nicolas Bôer 120, ao lado do Viaduto Pompéia) Dias 17, 18, 24, 25 e 31/03/2012 Horário: 17h e 19h30. Ingresso: R$20,00 a R$300,00 (Meia entrada para crianças de 02 a 12 anos, estudantes e pessoas com mais de 60 anos). Informações: 11/2076-0087 ou 2076-0514 www.circodossonhos.com COMÉDIA MUSICAL GRACIAS, LOLITAS! – THE FREAKS O espetáculo reúne 11 atores da Companhia da Casa, tem trilha sonora original e discute com bom-humor a ditadura da beleza. Classificação: 14 anos Duração: 90 minutos Onde: Teatro Bibi Ferreira (Rua Avenida Brigadeiro Luiz Antonio 931, Bela Vista) Até 22/05/2012 Horário: 21h Ingresso: R$ 40,00 www.ingresso.com. Informações: 11/3105-3129 marketing@teatrobibiferreira.com.br A FAMILIA ADDAMS Musical com alguns efeitos especiais o espetáculo conta a historia de Wandinha a filha casal que arruma um namorado de família tradicional. Classificação: 14 anos Duração: 150 minutos Capacidade: 600 lugares Onde: Teatro Procópio Ferreira (Rua Augusta 2823, Cerqueira Cesar) Dias e horários: 5ª às 21h, 6ª às 21h30, Sábado (duas sessões) às 18h e às 21h30 e Domingo às 18h. Ingressos: R$ 40,00 a R$ 200,00 www.ingressorapido.com.br Bilheteria: de terça a domingo, das 14h às 19h ou até o início das sessões Informações: 11/3083-4475 HAIR A história traz cenas curtas sobre uma comunidade de hippies nova yorkinos, que pregavam a liberdade, a paz, a esperança, o amor ao próximo e a tolerância entre as diferenças, ideais que marcaram a cultura das décadas de 60 e 70. Classificação: 14 anos Onde: Teatro Frei Caneca (Rua Frei Caneca 569, Shopping Frei Caneca, 6º andar) De 13/01/2012 e 29/04/2012 Horário: Quinta, 21h; sexta, 21h30; sábado, 18h e 21h30; domingo, 18h. Ingresso: R$130,00 (quinta e sexta) e R$160,00 (sáb. e dom.). Informações: 11/3472-2226, 11/2229-2230 www.ingressorapido.com.br EXPOSIÇÃO SPREEKWOORDEN – Os provérbios holandeses Onde: Espaço Cultural Biblioteca Nadir Kfouri – PUC (Rua Monte Alegre 984, Perdizes) Até 31/03/2012 Horário: 2ª à 6ª das 8h às 22h e Sábado das 8h às 17h EXPOSIÇÃO “JOIAS DO DESERTO” Uma seleção do acervo etnográfico da historiadora There-

za Collor. Com essa mostra, o público terá a oportunidade de conhecer uma das mais raras coleções de todo o mundo – entre as reservas particulares e de museus – de jóias, vestimentas e acessórios de povos orientais, africanos e asiáticos. Onde: Galeria de Arte do SESI-SP – Centro Cultural FIESP – Ruth Cardoso (Av. Paulista 1313, Metrô Trianon-Masp) De 13/03 à 10/06/2012 Horário: 2ª das 11h às 20h, 3ª a sábado, das 10h às 20h, e domingo, das 10h às 19h Agendamento de grupos: 11/3146-7396, das 10h às 13h e das 14h às 17h. Ingresso: Entrada Gratuita Informações: 11/3146-7405 e 11/3146-7406 AÇÃO CULTURAL NO METRO vitrine de ikebana - ESTAÇÃO liberdade Exposição de Ikebana. Realização da Associação de Ikebana do Brasil e Metrô de São Paulo. Onde: Estação do Metrô Liberdade De 01/03/2012 a 31/03/2012 Patrocínio: Yakult Informações: 11/3291-7800 e www.metro.sp.gov.br/cultura/ acaocultural/programacao/programacao_cultural.asp RENASCIMENTO DO JAPÃO: UM ANO APÓS A TRAGÉDIA ESTAÇÃO alto do ipiranga Realização: Consulado Geral do Japão em São Paulo - www. sp.br.emb-japan.go.jp Apoio: Fundação Japão Colaboração: FujiFilm De 10/03/2012 a 31/03/2012 Informações: 11/3291-7800 e www.metro.sp.gov.br/cultura/ acaocultural/programacao/programacao_cultural.asp SÃO PAULO SOB A ÓTICA DE 10 ARTISTAS - ESTAÇÃO largo treze Curadoria: Marcio Schiaz Apoio: MOA – Mokiti Okada Association – www.moa.org.br Onde: Estação Clínicas do Metrô De 10/03/2012 a 31/03/2012 Informações: 11/3291-7800 e www.metro.sp.gov.br/cultura/ acaocultural/programacao/programacao_cultural.asp NIKKEY MATSURI - ESTAÇÃO ana rosa Fotógrafo: Fran Rojas - franciscorojasfotografo@hotmail.com Onde: Estação Ana Rosa De 10/03/2012 a 31/03/2012 Realização: Nikkey Matsuri www.nikkeymatsuri.nw.org.br e Associação Okinawa Kenjin do Brasil - www.okinawa.com.br Patrocínio: Uehara Imóveis www.ueharaimoveis.com.br Informações: 11/3291-7800 e www.metro.sp.gov.br/cultura/ acaocultural/programacao/programacao_cultural.asp DESINFORMAÇÃO FUNCIONAL – Desenhos em português – MARCO MAGGI A exposição reúne 12 trabalhos que ilustram uma singular poética a favor do tempo, da dúvida e do devaneio. Onde: Instituto Tomie Ohtake (Rua Coropés 88, Pinheiros) De 08/03 a 13/05/2012 Horário: de 3ª a domingo das 11h às 20h Ingresso: Entrada Gratuita Informações: 11/2245-1900 ou www.institutotomieohtake.org.br ROMA – A VIDA E OS IMPERADORES Tesouros do Império Romano como jóias, mosaicos, afrescos, esculturas, vestimentas e outros objetos saem pela primeira vez da Itália, trazidos do Antiquário de Pompéia, da Galeria Uffizi e de importantes museus arqueológicos. É uma viagem a três séculos do período Romano, de Júlio César (49 a.C. - 44 a.C.) e Augustus (27 a.C – 14 a.C) até Septímio Severo e seu filho Caracala, que reinaram entre 193 e 217. Ao todo, 370 peças desvendam hábitos e costumes do povo romano e seus imperadores.

EDITORA JORNALÍSTICA UNIÃO NIKKEI LTDA. CNPJ 02.403.960/0001-28

Rua da Glória, 332 - Liberdade CEP 01510-000 - São Paulo - SP Tel. (11) 3208-3977 Fax (11) 3208-5521 Publicidade: Tel. (11) 3208-3977 Fax (11) 3341-6476 comercial@nippak.com.br cristiane@nippak.com.br

Onde: Museu MASP - Galeria Clemente de Faria, 1º e 2º subsolos (Av. Paulista 1578, Linha 2 Verde de Metrô - Estação Trianon-MASP) De 25/01 a 01/04/2012 Horário: 3ª a domingo e feriado, das 11h às 18h (bilheteria aberta até às 17h) 5ªs das 11h às 20h (bilheteria aberta até às 19h) Ingresso: R$15,00 (inteira), R$7,00 (meia mediante apresentação de Carteira Estudantil) e menores de 10 e maiores de 60 anos não pagam. Informações: 11/3251-5644 ou www.masp.art.br TEATRO DESVIO Desvios de conduta da sociedade através de histórias de fraudes. Elenco: Alexandre Ogata, Gui­ lherme Magalhães, Juliana Gon­ çalves e Rogério Rizzardi. Direção: Pedro Garrafa Censura: 14 anos. Duração: 60 minutos Onde: Viga Espaço Cênico – Sala Piscina (Rua Capote Valente 1323, Pinheiros) Até 15/04/2012 Horário: sáb. 21h e dom. 20h Ingresso: R$30,00 Informações: 11/3801-1843 DOZE HOMENS E UMA SENTENÇA Uma das dez melhores peças em cartaz na cidade durante quase todo o ano de 2011, o espetáculo volta em nova temporada. Elenco: Adriano Bedin, Brian Penido, Ricardo Dantas, Zé Carlos Machado, Oswaldo Mendes, Augusto Cesar, Fernando Medeiros, Haroldo Ferrari, Henri Pagnoncelli, Oswaldo Ávila, Riba Carlovich, Gustavo Trestini e Ivo Muller. Direção: Eduardo Tolentino. Censura: 12 anos. Onde: Tucarena (Rua Monte Alegre 1024, Perdizes/Pompéia) De 13/01/2012 a 29/04/2012. Horário: sextas e sábados, às 21h e aos domingos, às 19h30 Ingresso: R$ 50,00 a R$ 60,00 Informações: 11/3670-8455, 11/3670-8462 www.teatrotuca.com.br CINEMA MOSTRA DE FILMES JAPONESES EM APOIO À REGIÃO AFETADA PELO TERREMOTO Os filmes japoneses mostram as tragédias com o terremoto na região nordeste do Japão, afetada por este desastre natural. Onde: Auditório pequeno da Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e Assistência Social (R. São Joaquim 381, Liberdade) Dias 17 e 24/03/2012 Horário: 14h e 15h Ingresso: Entrada gratuita Informações: 11/3208-1755 EVENTO HINAMATSURI – FESTIVAL DAS MENINAS Tradicional celebração japonesa para desejar o crescimento saudável e feliz das meninas (comemorado no dia 3 de março), o Hina Matsuri, também chamado de Momo no Sekku (Festival Sazonal do Pêssego), é realizado na época em que passa o frio rigoroso do inverno no Japão, as flores dos pessegueiros estão desabrochando. Onde: Pavilhão Japonês no Parque do Ibirapuera - portão 10 (próximo ao Planetário e ao Museu Afro Brasil) Av. Pedro Álvares Cabral s/nº, Ibirapuera Dias 24 e 25/03/2012 Horário: das 10h às 17h Contribuição: R$ 6,00 - Meia entrada: R$ 3,00 (estudantes com carteirinha e crianças de 5 a 11 anos) e Menores de 5 anos e idosos acima de 65 anos: entrada gratuita Informações: 11/3208-1755 ou pavilhao@bunkyo.org.br TAIKO SHOW – Kawasuji Seiryu Daiko Himawari & Shinkyo Daiko Participação Especial: Kagura do Brasil Onde: Grande Auditório Bunkyo (Rua São Joaquim 381, Liberdade)

JORNAL NIPPAK

Diretor-Presidente: Raul Takaki Diretor Responsável: Daniel Takaki Jornalista Responsável: Takao Miyagui (MTb. 15.167) Redator Chefe: Aldo Shiguti Redação: Luci J. Yizima Colaboradores: Erika Tamura, Jorge Nagao, Kuniei Kaneko, Shigueyuki Yoshikuni, Célia Kataoka, Paulo Maeda, Cristiane Kisihara e Osmar Maeda (Zona Norte) Periodicidade: semanal Assinatura semestral: R$ 60,00 jornaldonikkey@yahoo.com.br

Dia 24/03/2012 Horário: 19h30 Ingresso: R$30,00 (no local) R$20,00 (antecipado) Estudantes, pessoas acima de 65 anos e menores de 10 anos pagam meia. Informações, reservas e con­ vites antecipados, através deste e-mail, ou então pelos seguintes contatos: Alessandra - São Paulo 11/2276-7655 e 11/22769059 ou o.kenji@uol.com.br; Akina - Atibaia 11/4416-1332 e 11/6846-1809 ou taiko@atibaiataiko.com.br; Rosa - São Caetano do Sul 11/9620-2048 e shinkyo.daiko@gmail.com BAIILE ÉRIKA KAWAHASHI Música ao vivo Animação: Profa, tecladista, cantora e jurada Érika Kawahashi. Baile com Personal Dancers da Academia Dançando na Lua e sorteio de brindes e de jóia. Onde: Associação AICHI (Rua Santa Luzia 74, Metrô Liberdade) Dia 24/03/2012 Horário: 18h30 às 23h (refeição à parte) Informações: 11/2578-3829, 11/5589-7789 erika.kawahashi@yahoo.com.br BAILE UCEG GUARULHOS Onde: UCEG (Rua Maria Zintl 232, Cocaia, Guarulhos) Dia 24/03/2011 Horário: 18h às 23h Informações: 11/8532-0044 c/ Motoaki KARAOKÊ DANCE TOKUSHIMA Onde: Tokushima Kaikan (R Antonio Maria Laerte 275, Metro Tucuruvi) Dia 24/03/2011 Horário: 9h às 17h Informações: 11/4748-5896 Sra Inaba KARAOKÊ-DANCE NIKKEY CULTURAL Pioneiro nessa atividade cujo objetivo é de proporcionar um ambiente familiar onde os freqüentadores cantam suas músicas preferidas e dançam ritmos como o cha cha cha, rumba, forro, samba e country. Todo 2º e último Domingo do mês realizamos bailes com música ao vivo com a participação do vocalista e tecladista Issamu Music Show, das 18h às 22h. Onde: Nikkey Cultural (Praça Almeida Jr. 86 A, Liberdade) Dia 25/03/2012 Horário: 8h às 19h (incluso: café da manhã, missoshiru, almoço às 12h30, refrigerantes, àgua, chá e café.). Ingresso: R$22,00 Informações: 11/3774-7456 / 3774-7457 / 3774-7443 www.nikkeycultural.com.br FESTA DE YAKISSOBA – Seicho-no-Iê – Vila Granada Sorteios de prêmios. Onde: Seicho-no-Ie de Vila Granada (Rua Arnaldo João 220, Vila Ré) Dia 25/03/2012 Horário: das 11h às 14h30 Ingresso: Entrada Franca – Yakissoba R$13,00 e Sushi R$6,00 11º BOI NO ROLETE KODOMO-NO-SONO! Show com o cantor Joe Hirata. Boi e porco no Rolete servido com várias guarnições preparadas pela Associação de Pais da Associação Kodomo-no-Sono Onde: Rua Prof. Hasegawa 1198, Itaquera, São Paulo Dia 25/03/2012 Horário: 12h às 15h Ingresso: R$40,00 por pessoa (crianças até 10 anos

São Paulo, 15 a 21 de março de 2012 acompanhadas dos pais ou responsáveis não pagam) Convites à venda Rua Galvão Bueno 573, Sala 1, 1º andar, Liberdade – Tel. 11/3208-3949 Rua Prof. Hasegawa 1198, Itaquera – Tel. 11/2521-6437 AOBA-MATSURI Feira de verduras frescas e comidas típicas. Onde: Miyagui Kenjin Kai (Rua Fagundes 152, Liberdade) Dia 07/04/2012 Horário: 7h às 16h (almoço das 11h às 15h) Informações: 11/3209-3265 2º CHÁ BENEFICENTE – Assoc. Pró-Excepcionais Kodomo-no-Sono Onde: Espaço Hakka de Eventos (Rua São Joaquim 460, Liberdade) Dia 11/04/2012 Horário: 13h às 16h Convite: R$50,00 Informações: 11/3208-3849 INSCRIÇÕES SENKOKAI – SELETIVA DO 47º GUEINOSAI Onde: Grande Auditório do Bunkyo (Rua São Joaquim, 381 – Liberdade) Dia: 01/04/2012 (domingo) Horário: a partir das 12h REGULAMENTO SENKOKAI Período para inscrição: de 30/01 a 09/03/2012 (baixe a ficha de inscrição) Taxa de inscrição: isenta Data da seletiva: 01/04/2012 (domingo), a partir das 12h Local da seletiva: Grande Auditório da Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social Modalidade / Formação: INFANTIL (pessoas com até 12 anos, individual ou em grupo) INDIVIDUAL (a partir de 13 anos, apenas uma pessoa) KUMIODORI (de 2 a 5 integrantes) GRUPO (mais de 5 integrantes) Tempo de atuação da apresentação: até 5 minutos Observações: As despesas referentes à participação na seletiva correrão por conta de cada participante. O formulário de inscrição poderá ser apresentado via correio, fax ou pessoalmente até o dia 09/03/2012. Informações e inscrições: Bunkyo - Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social Rua São Joaquim, 381 – Liberdade – 01508-900 – São Paulo – SP Tel.: 11/3208-1755 Fax.: 11/3208-5519, com Regina ou Hase E-mail: evento@bunkyo.org.br EXCURSÃO TAYO ONSEN - CALDAS NOVAS/GO Saída no dia 14/05/2012 às 20h e retorno no dia 18/05/2012 às 21h. Haverá Karaoke Dance nas noi­ tes dos dias 15, 16 e 17/05/2012. Reservas e maiores informações com Emilia Iritsu Tel.11/37519910, Meily Tel.11/3774-7456 11/3774-7457 ou Jose Iritsu Tel.11/9857-3845. “10º DANCE COMIGO” NOS ANOS DOURADOS DO COSTÃO DO SANTINHO/ FLORIANÓPOLIS De 31/05/2012 a 03/06/2012 Show de profissionais de Dança de Salão; Show Nacional do Erasmo Carlos; Apresentação do cantor Nobuhiro Hirata; Baile do Preto e Branco e diversas atrações.

Pacotes Rodoviário e Aéreo Inscrições e informações: Beth Tel.11/3209-2609, Cel./99042237 e e-mail: bethpromoter@ gmail.com ou Rosa Tel.11/50513776 e e-mail: reservas@tochatour.com.br CURSO CURSO DE DESENVOLVIMENTO PESSOAL ATRAVÉS DO TEATRO O curso é baseado no método da diretora americana Viola Spolin com muitos jogos teatrais e improvisações, para melhorar a comunicação, expressão vocal e corporal e aumentar a criatividade, com Ricardo Oshiro e Henrique Kimura. Onde: Assoc. Assist. e Cult. Iwate Kenjinkai do Brasil (Rua Thomaz Gonzaga 95, Liberdade) De 04/02 à 28/04/2012 Horário: Sábados das 13h ás 16h 12 encontros (descanso no sábado de carnaval) Informações e Inscrições: http: //www.transformatores.com.br/ Investimento: R$150,00/Mês Super Promoção R$75,00 No 1º Mês Para Todos!  AULAS DE DANÇA Onde: Soc. Bras. de Cult. Japonesa – Bunkyo (Rua São Joaquim 381, Liberdade) As 5ª feiras Horário: 17h às 19h Informações: 11/5588-3085 e 11/7174-8676 AULAS DE DANÇA Onde: Assoc. Cult. Esp. Saúde (Rua Diogo Freire 307, Bosque da Saúde) As 2ª feiras Horário: 14h às 15h30 Informações: 11/5588-3085 e 11/7174-8676 NIKKEY CULTURAL CURSOS Karaokê: aulas com o prof. e maestro Hideo Hirose (2ª, 3ª, 4ª, 6ª e sábado) e a profa. Tsuguiko Hongo (5ª). Dança Social: Prof. Murae domingo (de manhã), Prof. Hayashi (2ª das 15h às 20h), Prof. Tahira (6ª das 13h às 16h30), Profa. Luciana Mayumi - Aulas de Tango (2ª e 4ª das 20h30 às 23h), Profa. Massako Nishida (4ª das 9h às 16h), Prof. Willian (sábado à tarde), Profa. Sato Tazuko (sábado de manhã) e Profa. Yukie Miike (3ª, 5ª e domingo, diversos horários). Aulas de Violão, Guitarra e Baixo: Prof. Eder (sábado das 9h às 18h) Aulas de Japonês: (básico, intermediário e avançado) Profa. Keiko, 2ª e Isabel Kayoko, diversos horários. Obs: aulas de Português para estrangeiro com Profa. Isabel Kayoko. Aulas de Inglês: (básico, intermediário e avançado) Prof.Anderson (sábado), Profa. Priscila (diversos horários). Aulas de Informática: Prof. Victor Kawata (diversos horários) Aulas de teclado: Profa. Neide (diversos horários) Tênis de Mesa: Prof. Mario Nakao - Técnico da Butterflay (diversos horários). Onde: Nikkey Cultural (Praça Almeida Jr. 86 A, Liberdade) Informações: 11/3774-7456, 11/3774-7457 e 11/37747-4430 com Meily (das 9h às 17h e sábado das 9h às 14h) Informações e divulgação de eventos com Cristiane Kisihara e-mail cris_kisihara@hotmail. com ou Tel.11/3208-3977 e sidneyduplohiro@hotmail.com


JORNAL NIPPAK

São Paulo, 15 a 21 de março de 2012

3

comunidade

‘Neutro’, Ishikawa não quer apenas ‘pintar parede’

E

m Assembléia Geral Ordinária realizada na noite desta segunda-feira (19), tomou posse a nova diretoria do Hospital Santa Cruz. Para o cargo de presidente, foi eleito Renato Ishikawa (ex-Nec do Brasil), em substituição a Renato Nakaya, que assume como primeiro vice-presidente. O chef Jun Sakamoto foi eleito segundo vice-presidente. Outra mudança significativa ocorreu na presidência do Conselho Deliberativo com a posse de Masato Ninomiya – que também preside o Ciate (Centro de Informação e Apoio ao Trabalhador no Exterior) – no lugar de Akihiro Ikeda. Renato Ishikawa, conhecido por ser um “apagador de incêndios”, assume a direção do Santa Cruz em meio a uma crise que já vem se arrastando há alguns anos e que culminou com a renúncia do ex-presidente Kenji Nakiri em setembro de 2010 após uma série de denúncias de supostas irregularidades apontadas pela Associação dos Médicos do Santa Cruz. Em seu lugar, assumiu Renato Nakaya, que ficou um ano e seis meses no cargo. Após um período de trégua, o corpo clínico do hospital voltou a mostrar seu descontentamento com a administração ao divulgar, em novembro, de 2011, uma carta aberta em que manifestava sua preocupação com o futuro da instituição. Entre outras críticas, a associação criticava a não realização de uma auditoria e investimentos na ordem de R$ 17 milhões para a construção de uma nova torre anexa. Conforme apurou o Jor­ nal Nippak, tanto Renato Ishikawa como Jun Sakamoto foram indicados pela Associação dos Médicos do Santa Cruz. Em entrevista coletiva concedida na manhã desta terça-feira (20), um dia após sacramentar sua posse, Ishikawa disse que o convite foi feito pelo próprio Renato Nakaya no início deste ano. “Já conhecia o hospital, pois tive uma passagem pelo Santa Cruz como diretor na gestão do Paulo Yokota”, lembra Ishikawa, acrescentando que, para se “familiarizar, trabalhei como voluntário até ontem [segunda] para entender os resultados e conhecer o pessoal”. Apesar de afirmar que “já tinha uma ideia” da situação, o novo presidente admite que ficou assustado ao conhecer a realidade mais de perto. “Aceitei esse grande desafio sabendo das dificuldades financeiras, mas a situação é um pouco assustadora em função da dívida, que hoje está em R$ 32 milhões”, espanta-se Ishikawa, que considera o valor “alto para o tamanho do hospital”. Plasac – Por isso, ele já definiu suas prioridades. A primeira será aumentar a receita, que atualmente é de R$ 130 milhões/ano para R$ 180 milhões/ano, ou R$ 15 milhões por mês. O resultado, como ele mesmo disse, não virá sem trabalho. Ou no caso do hospital, “buscando mais receitas e reduzindo os custos fixos, que são incompatíveis”. Uma das soluções deve ser a venda do Plasac, o plano de saúde do Santa Cruz. A autorização para que a diretoria apresente uma destinação ao Plasac foi dada pelo Conselho Deliberativo na assembleia desta segunda. “Hoje, o Plasac é um ônus para o hospital pela quantidade de vida. Cabe a diretoria redirecioná-lo e uma das alternativas é a venda ou atuar com outras operadoras já

aldo shiguti

Confira como ficou

Ishikawa, que terá como primeira missão aumentar as receitas e reduzir os custos para sanar a dívida

O superintendente Carlos Adachi com Renato Ishikawa

que não conseguimos operar sozinhos. Temos que aumentar as receitas para atender todas as despesas e o Plasac não traz resultados positi-

vos”, explicou Ishikawa, afirmando que não é possível fazer um prognóstico de quanto tempo será necessário para estancar a dívida do hospital.

Em carta aberta, Kenji Nakiri se defende Em carta aberta “aos que se interessam pelo Hospital Santa Cruz” e assinada pelo médico Kenji Nakiri, o ex-presidente da entidade se defende de denúncias de supostas irregularidades praticadas em sua gestão. “Redigi esta carta por insistência e conselho de alguns amigos. Fizeram-me ver essa necessidade em nome da decência e da verdade”, começa a carta datada de 13 de março. Num dos trechos, Nakiri diz que “a atual diretoria termina o seu mandato, um tanto diminuída, deixando o hospital com importante dívida de R$ 37 milhões”. “Recebi o HSC com uma dívida, somente com bancos, de cerca de R$ 18 milhões, que vinha crescendo mês a mês. Um mês após a posse, a partir de maio de 2009, apenas com os arranjos iniciais dos mais graves problemas de gestão e de pessoal na área administrativa, o endividamento foi estancado, e comecei a reduzir aquela dívida mês a mês, por 6 meses consecutivamente, até cerca de R$ 12,7 milhões. Porém, em novembro de 2009, iniciando o 8º mês da gestão, foi necessário recorrer a novos empréstimos bancários para os pesados investi-

mentos na implantação final da informatização de todo o hospital. Eram investimentos previstos segundo um cronograma, para honrar um contrato celebrado pela diretoria anterior com a empresa fornecedora dos serviços de implantação”. Sobre a renúncia, Nakiri afirma, na carta, que “deixei o hospital em adiantado estado de reformulação administrativa e de processos, que já permitira registrar um superávit financeiro de R$ 1,8 milhões no mês anterior, bem como a primeira diminuição da dívida, em R$ 1,5 milhões, além de outras medidas de cunho saneador, incluindo-se contratos de terceirização”. E afirma que, “com a minha saída, cessada portanto a alegada roubalheira e livre da minha incompetência, o hospital deveria estar, um ano e meio depois, no caminho da prosperidade, especialmente contando com a douta e competente orientação desse grupo. Mas os fatos mostram que a dívida recrudesceu em mais de R$ 10 milhões nesse período (...)”. A reportagem do Jor­ nal Nippak procurou Kenji Nakiri mas não obteve retorno até o fechamento desta edição.

Para ajudá-lo nesta difícil tarefa, Renato Ishikawa conta com uma ajuda especial. Para compor a diretoria, “recrutou” os amigos Herberto Macoto Yamamuro, atual presidente da NEC do Brasil, para o cargo de 1º Diretor Financeiro; além dos diretores Rafael Teruko Kanki, Sergio Takamitsu Nakada, Silvio Rubens Michelman e Antonio Yoshiaki Sakaguti. Sua expectativa é dar expediente no hospital pelo menos três vezes por semana no primeiro ano. “Não existe milagre, só muito trabalho. Em 1983, quando assumi a NEC do Brasil, a empresa também estava em situação difícil e não só financeira como também pela quantidade de sócios. Para sairmos da crise foi preciso investir no mercado. A diferença é que na NEC a gente trabalhava com produto e aqui, no Santa Cruz, trabalhamos com gente”, diz Ishikawa, acrescentando que é atento aos detalhes. “São os detalhes que fazem o sucesso”, ensina, ele, que acredita ter sido indicado pela Associação dos Médicos do santo Cruz por ser uma “pessoa neutra” e um “executivo de sucesso”. “Vamos trabalhar em unidade. Na NEC, trabalhava com engenheiros, aqui, trabalhamos com médicos. No fundo, são pessoas e a convivência pacífica é primordial para trabalharmos. Mas sei que tudo vai depender de mim”, admite Ishikawa, que prefere não lembrar do passado. “Aqui, viramos a página. Não quero entrar no mérito do que aconteceu. Quero gastar minha energia produzindo”, diz ele, que como segunda missão espera resgatar a credibilidade do Hospital Santa Cruz. “Não quero apenas pintar o prédio. Primeiro, precisamos arrumar a casa. E, trabalhando, a comunidade reconhecerá o esforço de todos”, conta Ishikawa, para quem “será uma grande honra reerguer o Hospital Santa Cruz”. Homenagem – No próximo dia 13, às 19h30, em sessão solene, a Câmara Municipal de São Paulo fará a entrega de Salva de Prata ao Hospital Santa Cruz numa iniciativa do suplente a vereador Victor Kobayashi (PSD) (Aldo Shiguti)

Diretoria Presidente: Renato Ishikawa 1º Vice-Presidente: Renato Kenji Nakaya 2º Vice-Presidente: Leonardo Jun Sakamoto 3º Vice-Presidente: José Luiz Cuono 1º Diretor Financeiro: Herberto Macoto Yamamuro 2º Diretor Financeiro: Gerson Kunii 1º Diretor Administrativo: Nagato Hara 2º Diretor Administrativo: Leo Sussumu Ota Diretor: Itiro Suzuki Diretor: Oridio Kiysohi Shimizu Diretor: Paolo Mracello Ré Diretor: Rafael Teruki Kanki Diretor: Sergio Takamitsu Nakada Diretor: Silvio Rubens Michelman Diretor: Tochi-ichi Tachibana 1º Diretor Suplente: Antonio Yoshiaki Sakaguti 2º Diretor Suplente: Sandra Hiroko Watanabe

3º Diretor Suplente: Paulo Roberto de Mello Gomes 4º Diretor Suplente: Wilson Mendes da Veiga 5º Diretor Suplente: Abílio Augusto Fragata Filho 6º Diretor Suplente Conselho Fiscal Titulares: Mauro Ito, Nabor Bernardes Ferreira, Ronaldo Rezende Xavier Suplentes: Ricardo Bernardes Ferreira, Roberto Yoshihiro Nishio, Waldemar Massuo Takeda Conselho Médico Titulares: Tony Kiyoshi Furuie, Paulino Salin Vasconcelos, André Bezerra de Menezes Reiff, Domingos Alberto Fernandes, Jorge Miyazato, Yuwa Ishara Suplentes: Edi Cabral, Julio Shoiti Yamano, Roberto Otsubo, Antonio Monteiro Fonseca Neto, Ricardo Limongi Fernandes, Carlos Henrique Froner Souza Góes

COLUNA DA ERIKA TAMURA

Aquário de Oarai Hoje, dia 20 de março, é feriado no Japão, onde comemoramos a entrada no equinócio da primavera. Mas com um detalhe peculiar oriental: continua frio. Aproveitei o feriado para visitar pela primeira vez o Aquário de Oarai. Oarai está localizada no estado de Ibaraki, o mesmo que eu moro, e é engraçado com em tanto tempo de Japão nunca tive a oportunidade de visitá-lo. Há um ano atrás, a cidade de Oarai também fora atingida pelo tsunami, e o aquário permaneceu fechado durante muitos meses, pois como consequência sofrera alguns danos. E hoje, olhando detalhadamente o local, parece que não houve nada, pois está tudo perfeitamente em ordem, sem nenhum rastro da tragédia natural. Andando pelos corredores do Aquário, tem uma parte que a parede é toda de vidro com uma vista belíssima para o mar, imaginei o desespero das pessoas que no ano passado estavam lá, pois o mar encontra-se muito próximo do local, próximo mesmo, a ponto das ondas quebrarem bem perto do mirante do aquário. E durante o mês de março o Aquário está em festa, pois comemora-se o aniversário de 10 anos do Aquário. Na minha opinião, essa comemoração inclui muito mais do que a comemoração de uma década do local, e sim o renascimento após uma tragédia, a reconstrução do local em pouco tempo, característica típica dos japoneses. Isso sim é motivo de comemoração! O aquário tem a intenção de aliar diversão com pesquisas e ensinamento ao público presente. Durante todo o trajeto do passeio, os visitantes tem acesso à uma porção de informa-

ções detalhadas sobre cada espécie marítima encontrada ali. E as informações podem vir na forma escrita em placas, ou na forma de filmes que passam nos televisores, ou na forma de fotografias, ou acessadas tecnologicamente por meio de computadores, ou até mesmo na forma de aulas, onde uma japonesa explica todo o processo de criação de tubarão que é desenvolvido ali. O Aquário de Oarai, tenta se solidificar dentro do cenário de pesquisa, onde mantém um processo de criação assistida de tubarões em cativeiro. Um projeto interessante, onde os visitantes podem visualizar os tubarões desde a fase em que são filhotes até a fase adulta. O aquário conta ainda com atrações como o show dos golfinhos, focas e baleias. Chama a atenção também a presença de capivaras, que ficam o tempo todo dentro de um ofurô com água quente, pois as baixas temperaturas atuais não são propícias às capivaras. O Japão possui mais exemplos de aquários com a mesma infra estrutura, mas decidi escrever sobre Oarai porque além de localizar-se no estado em que moro, esse aquário torna-se especial pela história de um ano atrás e que com certeza merece méritos que fazem desse local um lugar especial. Quem quiser mais informações é só acessar o site em português do Aquário: http://www.pref.ibaraki.jp/ bukyoku/seikan/kokuko/po/ travel/tra_01.htm *Erika Tamura é natural de Araçatuba (SP) e há 14 anos mora no Japão, onde trabalha com desenvolvimento de criação. E-mail: erikasumida@hotmail.com


JORNAL NIPPAK

4

São Paulo, 15 a 21 de março de 2012

comunidade

COLUNA DO SILVIO SANO

“Seinen Bunkyo é um celeiro de líderes”, diz Marcelo Hideshima divulgação

A Revitalização é uma das atividades realizadas pelo Seinen Bunkyo: “chance de fazer a diferença para a comunidade nipo-brasileira

T

odo mundo sabe que os japoneses são unidos, disso ninguém dúvida. O que ninguém imaginava era o crescimento da união e da presença dos jovens no Bunkyo (Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social). Em meados da década de 90, a pedido do então presidente da entidade, Atushi Yamauchi, para aproximar os jovens do Bunkyo, foi fundada a Comissão de Jovens. Mais tarde passou a se chamar Seinen Bunkyo pelo fundador, o jovem Marcelo Hiroyuki Hideshima, que já tinha quatro anos de experiência em gestão de pessoas na União Cultural e Esportiva São Paulo Norte. Esse ano, o Seinen Bunkyo completa 15 anos de existência. E seu primeiro presidente festeja. “Essa comemoração é uma conquista de todos nós. Por que a Comissão de Jovens conseguiu motivar e incentivar vários outros jovens em todo o Brasil, através de intercâmbio e troca de experiências no “Revi de 1996”, o encontro de jovens líderes nikkeis organizada anualmente pela Comissão de Jovens do Bunkyo”, diz. “Seinen Bunkyo é um celeiro de líderes, de multiplicadores de ações para o bem comum”, destaca Hideshima. “Durante esses quinze anos o Seinen Bunkyo já teve quatorze presidentes que fizeram à diferença. Temos várias atividades para aumentar e promover a cultura japonesa entre os jovens, a Revitalização, Proform, atividades voltadas para o desenvolvimento pessoal, Curso de Teatro, Seinen Gol, Seinen Vôlei, Monitoria do Museu, Japan Experience e participamos de várias atividades das entidades assistenciais da comunidade e do Bunkyo”, explica

Marcelo Hideshima. Conquistas – O presidente do Bunkyo, Kihatiro Kita, garante que essa trajetória pode ser resumida numa palavra de grande significado: ‘conquista’. “Trata-se de um grupo formado pela liderança jovem que acreditava na necessidade de criar um espaço real, efetivo para a nova geração dentro desta entidade que é considerada representativa da comunidade nipo-brasileira”, comenta. E completa, “nesses longos 15 anos, sabemos que a Comissão de Jovens tem enfrentado alguns desafios com muita energia. E sabemos que essa coragem dos Jovens tem levado a uma série de conquistas e reconhecimento da sociedade como um todo”. Kita destaca a importância da presença jovem no Bunkyo. “Os Jovens têm tido presença marcante como um dos mais ativos colaboradores junto ao Bunkyo, mantêm intenso intercâmbio com outras entidades jovens, e também têm papel essencial nos eventos promovidos pelas quatro entidades beneficentes da comunidade nipo-brasileira”. “Acredito que a existência dessa Comissão bem como a participação desses Jovens cumpre um papel de profunda importância – o de formar novas gerações que poderão atuar como nossos sucessores nas entidades. No entanto, independente disso, estou convicto e que ao participar dessas ações, todos estarão acumulando experiências positivas para a vida”, esclarece. Fábrica de oportunidades – Renan Hitoshi Oikawa, que há três anos faz voluntariado no Seinen Bunkyo, esse ano foi indicado para assumir a presidência, sua posse será no dia 23 de março. “Na gestão 2012, gostaria de mostrar ainda mais o nome do Seinen Bunkyo e da nossa entidade mãe, Bunkyo, para a comunidade em geral nikkei e não-nikkei, e assim, trazer para mais perto os jovens com o espírito voluntário, sei que não será fácil, mas sei que tenho todo o apoio que preciso”, declara. “Seinen Bunkyo é para mim uma grande fábrica de oportunidades e crescimento pessoal e profissional. Para

todos os lados que olhamos temos a oportunidade de decidir fazer, ou não algo, sem medo de errar, coisa que para o mercado é muito difícil que aconteça treinando o espírito de líder em cada um. Aqui também temos a chance de fazer a diferença para a colônia e para toda a comunidade brasileira, seja por meio de eventos grandiosos, ou por meio de uma simplesmente visita inesperada ao um odisan ou obasan, isso realmente é algo que deixa a minha família muito orgulhosa e, é claro, a mim também”, admite o futuro presidente.

“A prioridade é buscar novos lideres jovens que queiram ajudar a manter e divulgar a cultura japonesa, e para isso, queremos retomar o nosso principal projeto, o Japan Experience. Dar continuidade aos bons resultados da Revitalização, Seinen Gol, Seinen Vôlei. Além de ajudar nos eventos do Bunkyo, e das quantro entidades beneficentes (Ikoi-no-sono, Kibo-no-ie, Yasuragui Home e Kodomo-no-sono)”, relata Renan com grandes expectativas para seu mandato. (Luci Júdice Yizima)

Pena ao menor infrator Conforme já relatei devido a assuntos afins ou associados, estive no Japão de quatro maneiras diferentes. Ou melhor, acabei conhecendo aquela sociedade nipônica por quatro óticas - bolsista-estagiário (7 meses), lua-de-mel (30 dias), estudante (extensão universitária de 2 anos) e dekassegui (3,5 anos). Aliás, as três primeiras é que me garantiram escapar da real quarta situação em menos de meio ano, quando passei a fazer a intermediação entre agência de trabalhadores e os nipo-brasileiros e que, no fim, resultou no livro Sonhos Que De Cá Segui. Retomei a citação devido à nova onda de crimes praticados por menores e que trouxe novamente o debate em relação ao tamanho ideal das penas dadas aos mesmos, quando pegos. Todas as minhas idas ao Japão tiveram razões específicas, diferentes, lógico, mas a última foi por isso. Não exatamente por um menor, mas por mais um que saiu impune. Mas ele era menor do que eu, o que me fez remeter a esse tema, já que em voga novamente. Na verdade, mesmo assim, não necessitava ter ido para lá porque até que tinha patrimônio condizente. O problema é que, recém chegado

da terceira ida àquele país, depois de dois anos de segurança absoluta, fiquei completamente desnorteado... só que ávido a deixar este país... de vez!! No fim, acabei embarcando na onda do movimento dekassegui que tinha acabado de se iniciar. Isso foi há 23 anos! Mas, há nove, fui novamente “contemplado”: ladrõezinhos invadiram minha casa quando me ausentei devido ao concurso estadual de karaokê (Paulistão) que se realizava em São José do Rio Preto. Fizeram um verdadeiro rapa!... sem contar a forma como a deixaram! Nesse caso tinham menores juntos. Pois é, tenho razões de sobra para reivindicar penas rigorosamente exemplares, não apenas a menores como também a adultos, qualquer tipo de criminosos... inclusive, aos do “colarinho branco”! E as reivindico, sim, mas ciente de que de nada adiantarão enquanto outras medidas, além de posturas, não forem tomadas. No caso da invasão em minha casa, logo após “enjaulada”, até tirei uma foto, minha, na posição devida, mas a eles... *Silvio Sano é arquiteto e escritor. E-mail: silviossam@gmail.com

CIÊNCIA E TECNOLOGIA

Japoneses apresentam tecnologias para recuperação energética de resíduos em Curitiba O secretário de Meio Ambiente e de Saneamento de Maringá, Leopoldo Fiewski, participou no último dia 12, em Curitiba, da 1ª Conferência Paraná-Japão de Recuperação Energética de Resíduos, realizado pela Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep). O presidente da entidade, Edson Campagnolo, abriu o evento citando a intenção do Sistema Fiep em formar parcerias para trazer os sistemas de gerenciamento de resíduos para o Estado. “Temos interesse em parcerias não apenas para que as empresas japonesas atuem no Paraná, mas também transfiram essas tecnologias para cá”, disse. A Conferência, organizada em parceria entre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Japão do Paraná (CCIBJ), Fiep e a Agência de Comércio Exterior do governo japonês, reuniu empresas e órgãos governamentais. O evento é resultado prático da viagem que a comitiva paranaense fez ao Japão, em fevereiro. Campagnolo, que integrou a missão paranaense à Ásia, lembrou que por enfrentar dificuldades na geração de energia, o Japão sempre busca matrizes alternativas. “Eles tem muito a nos ensinar”, acrescentou. A apresentação das alternativas de geração de energia a partir dos resíduos sólidos urbanos trouxe ao Brasil representantes de empresas e organismos públicos japoneses. Kenji Wasada, do depar-

divulgação

Kenji Wasada: “Passamos por um momento de importante revolução energética no Japão”

tamento de Energia, Conservação e Energias Renováveis, órgão ligado ao Ministério de Economia, Indústria e Comércio do Japão, falou sobre a opção pela geração de energia de forma mais segura. “Passamos por um momento de importante revolução energética no Japão, por conta das recentes tragédias que atingiram nosso país”, disse, referindo-se ao terremoto seguido de tsunami que atingiu o país e colocou em xeque a segurança das usinas japonesas. Oportunidade – O presidente da CCIBJ do Paraná, Yoshiaki Oshiro, ressaltou que a vinda de representantes de empresas e órgãos governamentais japoneses para tratar do assunto é uma grande oportunidade para o Estado. “As empresas japonesas têm procurado mecanismos de alta tecnologia para a questão de tratamento de resíduos e geração de energia. Este intercâmbio que estamos promovendo pode acrescentar benefícios para ambos os países”, declarou. O evento da Fiep, de acordo com Oshiro, faz parte

da programação da missão econômica japonesa com interesse em investir no Brasil. Levantamento realizado pela embaixada do Japão, apontou que pelo menos 10 mil pequenas e médias empresas japonesas possuem interesse em expatriarem investimentos no setor de energia renovável. “O Paraná, sem dúvida, integra naturalmente o roteiro de interesse para novos negócios”, adiantou o presidente da CCIBJ do Paraná. Durante o encontro, três empresas japonesas apresentaram as tecnologias e soluções que disponibilizam para a geração de energia durante o processo de incineração de resíduos sólidos urbanos ou de tratamento de dejetos animais. Também foi apresentado o sistema de gerenciamento utilizado pelo Tokyo 23, consórcio responsável pelo tratamento de resíduos nas cidades que compõem a região metropolitana da capital japonesa. Apenas na área urbana de Tóquio são 20 usinas de recuperação energética a partir de resíduos sólidos urbanos, al-

gumas na área central da cidade. Essas usinas servem uma população de 8 milhões de habitantes, na proporção de uma usina para cada grupo de 200 mil habitantes. Consórcio – Além de empresas paranaenses que buscam parcerias nessa área, a conferência reuniu representantes de prefeituras paranaenses interessadas em implantar sistemas mais modernos de gerenciamento do lixo. É o caso de Foz do Iguaçu. “Estamos abrindo licitação para um novo aterro sanitário no município e queremos utilizar uma nova tecnologia de tratamento desses resíduos, com a possibilidade de geração de energia”, afirmou o prefeito Paulo Mac Donald Ghisi. Segundo ele, as empresas japonesas serão convidadas a participar da concorrência. A troca de experiências com os japoneses também pode contribuir para o planejamento do consórcio intermunicipal de tratamento de resíduos da região metropolitana de Curitiba.(do site da Prefeitura de Maringá)


São Paulo, 15 a 21 de março de 2012

JORNAL NIPPAK

5

CIDADES/CURITIBA

CIDADES/SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

Wakaba representará o Brasil no Campeonato de Taikô do Japão

O

grupo Wakaba Taikô, da Associação Cultural e Beneficente Nipo-Brasileira de Curitiba, vai representar o Brasil no “14º Campeonato de Taikô Junior” que será realizado neste domingo (25), no Japão. O evento é organizado pela Nippon Zaidan - Japan Taiko Foundation e contará com a participação de 46 equipes. O grupo Wakaba será o único representante fora do Japão a concorrer neste campeonato. Composto por 12 tocadores, o grupo Wakaba – categoria júnior - foi campeão no “8º Festival Brasileiro de Taikô”, promovido pela Associação Brasileira de Taikô, no ano passado. Como prêmio, o grupo curitibano embarcou na terça-feira (20) para o Japão, para representar o Brasil no campeonato. Para este evento o grupo Wakaba recebeu o apoio financeiro da Nissan do Brasil Automóveis. Segundo o coordenador do grupo Wakaba Taikô, Hermes Murakami, até o ano passado as equipes brasileiras que foram ao Japão para este campeonato fizeram uma “participação especial”. “Porém, a partir deste ano, em função da elevação no nível do taikô praticado no Brasil, nosso

divulgação

divulgação

João Barbosa Filho, Antônio Ferreira Pinto e Nishimoto

Os 12 integrantes do grupo Wakaba antes do embarque para o Japão: “Responsabilidade”

país foi incluído como participante efetivo do campeonato, podendo disputar a premiação com as outras equipes. E caberá ao grupo de Curitiba demonstrar a garra do taikô brasileiro e disputar uma colocação”, disse Murakami, afirmando se tratar de “uma responsabilidade muito grande”. Intensivão – Segundo o coordenador, se depender de treino, o Wakaba promete fazer bonito. “Treinamos bas-

tante e a performance do grupo melhorou bastante do ano passado para cá. Esperamos ter atingindo um nível bom porque, queira ou não, o Japão é o berço do taikô”, explicou Murakami em entrevista ao Jornal Nippak. Para ele, a expectativa é ficar entre os 10 melhores do festival. “Se isso ocorrer, já estaremos satisfeitos”, disse Murakami acrescentando que, o evento também contará com a participação de um gru-

po de Taiwan, que fará uma “participação especial” para demonstrar seu trabalho. Além de representar o Brasil na competição, o Wakaba tem outras duas apresentações agendadas em solo japonês, ambas em escolas localizadas em Gunma e dirigidas para filhos de dekasseguis, a Nippaku Gakuen e o Colégio Pitágoras. O retorno ao Brasil está previsto para o dia 1º de abril. (Aldo Shiguti)

CIDADES/MARINGÁ

Parque do Japão recebe doação de Programa de Assistência a Projetos Comunitários do Governo Japonês O prefeito de Maringá, Silvio Barros, e dirigentes da OSCIP Parque do Japão Memorial Imin 100 receberam no último dia 14, no Consulado Geral do Japão em Curitiba, doação de recursos do Programa de Assistência a Projetos Comunitários do Governo Japonês. O contrato garante o repasse de US$ 92. 077,00 para o Projeto de Compra de Veículos para o Curso de Formação Técnica Profissionalizante de Jardineiros e Paisagismo, realizado em parceria com Senai/PR. Participaram da solenidade o prefeito Silvio Barros, o cônsul geral do Japão no Paraná, Noboru Yamaguchi, o presidente da OSCIP Parque do Japão, Massayoshi Siraichi, o vice-presidente, João Noma, a gerente de projetos do Parque do Japão, Mary Cristina Yoshii Fugou, e o vice-diretor de assuntos de jardinagem da OSCIP, Eduardo Suziki. Na oportunidade o consulado assinou contrato também com a Associação Cultural e Beneficente Nipo-Brasileira de Curitiba disponibilizando US$ 81.281,00 para o Projeto de Melhoria do Ambiente de Estudo e do Serviço Médico de Curitiba. Silvio Barros falou da importância do parque para a comunidade japonesa e agradeceu pelo reconhecimento do governo do Japão. “O Parque do Japão é um agradecimento de todo povo brasileiro pelo muito que a comunidade japonesa representa para o

Nishimoto participa da posse do novo diretor da Deinter 1

divulgação

Massayoshi Sirai e o cônsul do Paraná, Noboru Yamaguchi (dir)

País”, afirmou, lembrando do embaixador do Japão no Brasil, Akira Miwa, que conheceu o parque e se mostrou impressionado com o jardim japonês. Ao visitar Maringá no último dia 29 de fevereiro, o embaixador plantou um ipê branco e vistitou o Parque do Japão. “É o Parque mais bonito que já visitei. Nunca vi algo igual no Brasil. Estou impressionado com a grandeza, beleza e boa administração do local. Não esperava conhecer uma obra assim e relatarei ao príncipe Naruhito o que vi hoje aqui”, elogiou Akira Miwa.

proporcionar melhor desempenho e resultado na formação dos alunos. O Parque do Japão possui cerca de 100 mil metros quadrados, onde o jardim japonês ocupa a sua metade. A manutenção do Jardim Japonês exige conhecimento técnico sobre jardinagem e paisagismo japonês. Atu-

almente voluntários, inclusive alguns vindos do Japão para participar de mutirões e repassar conhecimento, fazem a manutenção do jardim japonês do parque. Outro objetivo do curso será formar pessoas carentes da região, que terão conhecimento sobre jardinagem típica japonesa. As doações são viabilizadas através do Programa de Assistência a Projetos Comunitários do Governo Japonês (Programa APC), cujos recursos provêm dos impostos pagos pelo povo japonês, e que visa promover auxílio no campo sócio econômico aos países em desenvolvimento por meio de ações nas áreas de educação básica, capacitação profissional, saúde e bem-estar social e meio ambiente e entre outras. (Fonte: Site da Prefeitura de Maringá)

CIDADES/LINS

Morre Massaru Shibao, o nikkei mais idosos de Lins arquivo pessoal

Conhecimento técnico – O Projeto de Compra de Veículos para o Curso de Formação Técnica Profissionalizante de Jardineiros e Paisagismo desenvolvido pela OSCIP Parque do Japão tem como objetivo a aquisição de uma caminhonete e um trator, para

Massaru Shibao, que completaria 102 anos hoje

Faleceu no último dia 14, na capital paulista, após uma operação nos rins, Massaru Shibao. No próximo dia 22, completaria 102 anos. Massaru Shibao chegou ao Brasil em 1929. Como todos os imigrantes foi trabalhar na lavoura. Casou-se em 1936 e teve seis filhos. Em 1946, mudou-se para a cidade e come-

çou a lecionar a língua japonesa. Foi locutor de um programa japonês Hora da Terra da Cerejeira, na rádio local, por muitos anos. Foi convidado a escrever para o jornal São Paulo Shimbun, onde trabalhou por trinta anos. O corpo de Massaru Shibao foi enterrado no dia 15 no cemitério local.

O deputado estadual Hélio Nishimoto (PSDB) participou, no último dia 14, em São José dos Campos, da cerimônia de posse do novo Diretor do Departamento de Polícia Judiciária de São Paulo Interior – Deinter 1 –, João Barbosa Filho. A posse aconteceu na sede do departamento. O Secretário Estadual de Segurança Pública, Antônio Ferreira Pinto, o delegado-geral da Polícia Civil do Estado de São Paulo, Marcos Carneiro Lima, o Cel. PM Manoel Messias de Melo, entre outras autoridades da região, participaram do evento. O novo diretor empossado iniciou a carreira em 1982, com atuações nas regiões de Marília, São José dos Campos, Litoral Norte e Santos. Ocupou o cargo de De-

legado Seccional de Polícia de São Sebastião, de 1991 a 2005, e, desde 2009, exercia a função de Delegado Seccional de Polícia de Registro. O departamento de São José dos Campos – Deinter 1 –, compreende 39 municípios do Vale do Paraíba, Litoral Norte e Serra da Mantiqueira, com aproximadamente 2,2 milhões de habitantes. A região conta com as Delegacias Seccionais de Polícia de São José dos Campos, Taubaté, Jacareí, São Sebastião, Guaratinguetá e Cruzeiro. A designação do novo diretor acontece em conformidade com a política estabelecida pela Delegacia Geral de Polícia, que envolve a alternância de poder, em razão da demanda e do aproveitamento de novos valores da própria região administrativa.

solidariedade

Caldeirão do Huck e Cruz Vermelha lançam camiseta em prol do Japão divulgação

Camiseta Solidária lançada pelo apresentador Luciano Huck

O Programa Caldeirão do Huck lançou no último dia 10, a Camiseta Solidária com o título “Japão – Uma lição!”. Parte do lucro da venda da camisa lançada será revertida para a Cruz Vermelha Brasileira, que desde 1907 atua em território nacional com seus ideais: salvar vidas e mudar mentalidades. A Cruz Vermelha e o Crescente Vermelho são reconhecidos como um “bem público” que está à disposição de todos, em todo o mundo, para prevenir e reduzir o sofrimento humano. Reconhecida pelo governo brasileiro como sociedade de socorro voluntário, autônoma, auxiliar dos poderes públicos e, em parti-

cular, dos serviços militares de saúde, a Cruz Vermelha tem como missão melhorar a vida das pessoas vulneráveis mobilizando o poder da humanidade. As camisetas estão disponíveis exclusivamente em www.usehuck.com.br

PRECISA-SE Pastelaria admite Nikkei Aposentado(a) para região do ABC. Falar com Eduardo:

9483-3941


JORNAL NIPPAK

6

­­

TRADIÇÃO

Hina Matsuri é destaque no Ibirapuera neste fim de semana

O

Bunkyo (Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social) realiza neste fim de semana (dias 24 e 25), das 10h às 17h, no Pavilhão Japonês – localizado no Parque do Ibirapuera (zona sul de São Paulo) – o Hina Matsuri – Festival das Meninas. Na programação estão as brincadeiras tradicionais, como o ayatori (criar formas com barbante) e otedama (jogo utilizando saquinhos) e o público ainda terá a oportunidade de experimentar os happi (vestes costumeiramente usadas em festivais japoneses), além de aprender a etiqueta e manuseio dos hashi (“palitinhos” que substituem os talheres nas refeições). Entre os workshops, oficinas de oshibana art (trabalho usando flores e folhas secas prensadas), furoshiki (técnicas tradicionais de embalar objetos com tecido) e origami (a arte japonesa das dobraduras em papel). Outras atrações do evento são a exposição do acervo do Pavilhão Japonês e a das peças do Consulado Geral do Japão em São Paulo, que inclui o hinadan (enfeite composto por bonecos que representam a corte do período Heian); e um mostra com algumas obras da ceramista Hideko Honma. No domingo, Tamie Kitahara encanta a todos com a sonoridade do koto, um instrumento de cordas semelhante à cítara.

divulgação

Tradicional evento será realizado sábado e domingo no Ibirapuera

Na programação, estão as brincadeiras tradicionais como o ayatori

Os visitantes ainda poderão voltar a apreciar toda a beleza das instalações do Pavilhão Japonês depois da recente reforma do Lago de Carpas. No sábado (24), durante a abertura do Hina Matsuri, será realizado, às 10h, o descerramento da placa em homenagem à Sansuy, em-

presa que doou os materiais e efetuou toda impermeabilização do lago. Hina Matsuri – Uma das tradicionais celebrações japonesas para desejar o crescimento saudável e feliz das meninas (comemorado no dia 3 de março), o Hina Matsuri,

também chamado de Momo no Sekku (Festival Sazonal do Pêssego), é realizado na época em que, passado o frio rigoroso do inverno no Japão, as flores dos pessegueiros estão desabrochando. Nesse dia, além de montar o hinadan (enfeite tradicional do Hina Matsuri composto por hina ningyo, bonecos que representam o Imperador, a Imperatriz, serviçais e músicos com as vestimentas tradicionais do período Heian - 794/1192), as casas onde moram meninas são enfeitadas com flores de pêssego (que simbolizam felicidade no casamento) e são servidos doces e bolos típicos da festividade, como hishi mochi (doce de arroz em três camadas de diferentes cores) e o amazake (bebida adocicado e não alcoólica). (do site do Bunkyo) Hinamatsuri – Festival das Meninas Dias: 24 e 25 de março de 2012, sábado e domingo, das 10h às 17h Local: Pavilhão Japonês no Parque do Ibirapuera - portão 10 (próximo ao Planetário e ao Museu Afro Brasil) - Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº São Paulo – SP Contribuição adulto: R$ 6,00 - Meia entrada: R$ 3,00 (estudantes com carteirinha e crianças de 5 a 11 anos) - Menores de 5 anos e idosos acima de 65 anos: entrada gratuita Informações: (11) 3208-1755 ou pavilhao@bunkyo.org.br

PATROCÍNIO

Sansuy patrocina reforma do lago de carpas do Pavilhão Japonês Construído em conjunto pelo governo japonês e pela comunidade nipo-brasileira, o Pavilhão Japonês foi doado à cidade de São Paulo em 1954, na comemoração do IV Centenário de sua fundação. Instalado no Parque Ibirapuera, o projeto, que teve como referência o Palácio Katsura, antiga residência de verão do Imperador, ocupa o centro de uma área de 7.500 m² e é cercado por jardins típicos e um lago de carpas. Com capacidade para 100 mil litros de água, o lago pode receber cerca de 300 carpas e é uma das atrações do parque. No entanto, devido ao tempo, foi necessário reforçar o sistema de impermeabilização do lago. Responsável pela administração e manutenção do Pavilhão Japonês desde a sua inauguração, a Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e Assistência Social – Bunkyo entrou em contato com a Sansuy para viabilizar a reforma. Fundada em 1966 por imigrantes japoneses, a empresa é especializada na produção de laminados flexíveis de PVC e seus manufaturados, com larga experiência no fornecimento de mantas impermeabilizantes para a construção civil. A opção foi pela utilização da geomembrana de PVC Vinimanta, uma membrana flexível produzida a partir de um composto de PVC, aditivos especiais, plastificantes e estabilizantes que conferem propriedades particulares de flexibilidade e resistência às intempéries. Essa versatilidade na formulação permite obter diferentes materiais para aplicações específicas de imper-

São Paulo, 15 a 21 de março de 2012

DIVULGAÇÃO

Com capacidade para 100 mil litros, lago pode receber 300 carpas

meabilização, seja em reservatórios, lajes, obras de infraestrutura ou paisagísticas, como lagos, praias artificiais, espelhos d’água e cobertura de telhados ajardinados. No caso do Pavilhão Japonês, a Vinimanta aplicada tem formulação específica para lago ornamental com peixes: de cor clara, para facilitar a visualização das carpas; e com tratamento atóxico, específico para criação de peixes. Além disso, a flexibilidade da Vinimanta se mostrou importante para acomodá-la conforme o relevo e efetuar o revestimento e acabamento junto às pedras decorativas. Para dar continuidade à reforma, antes foi preciso

transferir as carpas do lago. Para isso, a Sansuy providenciou duas unidades do Vinitank, que é um tanque circular confeccionado com laminado de PVC flexível reforçado, desenvolvido especialmente

para uso na criação de organismos aquáticos e que, nesse caso, serviu de viveiro para as carpas até o encerramento dos trabalhos. Pavilhão Japonês do Parque Ibirapuera Endereço: Av. Pedro Álvares Cabral, s/n – acesso pelo portão 10 Funcionamento: quartas, sába­ dos, domingos e feriados Horários: das 10h às 12h e das 13h às 17h Tel.: 5081-7296 e-mail: pavilhão@bunkyo.org. br

Entradas: R$ 6,00 (adultos), R$ 3,00 (estudantes e crianças de 5 a 11 anos). Entrada gratuita para menores de 5 anos e maiores de 65 anos.

COLUNA DO JORGE NAGAO

Galvión Buenos Aires Raneiro/Janeiro de 2015. Galvão Bueno encantou os argentinos narrando os gols de Messi y Rojas, na Copa 2014, e foi convidado para fazer um programa especial na terra dos hermanos. Convite feito, convite aceito. Levou com ele, Ruca/Juca Kfouri (JK), Rossé/José Robierto Torero(JRT), Roel/ Joel Santana(JS), o craque Rúnior/Junior(Jr) y Fernando Melirreni/Meligeni (FM). Com exclusividade você lê/ouve aqui, em portunhol, com tradução simultânea para nós, outros. Atenção, rede: 3, 2, 1, já! - Bién, amigos, mijone/ milhão de amigos da conexión Telefe/Sportv, Jô/yo soy Galvión Buenos Aires, están todos buenos? Em mi casa están todos Buenos, não é KK Bueno? Rente/ Gente estamos nosotros/ nós- não otros- runtos/juntos para entrevistarmos Ruan/ Juan Rorras/Rojas, rugador/ jogador del River Plate, que estourou como um bueiro, na Copa, en Rio de Raneiro, ou Bueiros Aires como o carioca gosta de decir. GBA- Hola, que tal, Ruan? JR- Bueno como tu, Galbión/Galvión Buenos,como Buenos Aires. Eres tu de la Gabiónes de la Fiel? GBA- No, yo no puedo revelar mi timón/equipón. Ruan/Juan, yá elerriste/escolheu adonde rugarás/ jogarás pois tienes propuesta/proposta de Barça,Arrax/ Ajax, Peesserrê/PSG, Milan y del Barrer/Bayern de Munich? JR- Mi manarrer/empresário y mi padre/pai están estudiando com cariño mi futuro. FM- Hablenos/Fale de su padre y su familia? JR- Papá se lhama/chama Rorrre/Jorge, nació/ nasceu em Rírron/Gíjon, Espanha. Mamá se lhama/chama Maria Ruana/Juana, arrentina/ argentina da rema/gema. Suemos/Somos de la relirrión/religião católica. Resus/Jesus es el camiño, Bispo Macedo es el pedárrio/ pedágio. JRT- Tu conoces alguien da música brasileña? JR- Lórrico/Lógico, pero no mucho. Tom Robin/Jobin, Rorrre/Jorge Benrror/ Benjor, Roón/João Rilberto/ Gilberto y otros mas. Jr- Le gusta la culinária brasileña? JR- Si, adoro la feirroada/feijoada. Rulho/Júlio, um garçon brasilenho/brasileiro dirro/disse que soy um arrentino arretado. JS- Crês em Astrolorria/ Astrologia? JR- Como todos de Réminis/Gêmeos no creo em mensarres/mensagens de astros y planetas. Los astrólogos son irros/filhos de la madre/mãe que zombam de

nuestra/nossa intelirrência/ inteligência. GBA- Su actriz y actor favoritos? JR- Anrrelita Rolie/Angelita Jolie y Rack/Jack Nicholson, que parerra/par! GBA- Cual fue su primero coche/carro? JRBPerrô/Pegeout. Ahora/agora tengo um Raguar/Jaguar. GBA- Y perro/cão, tiene algum? JB- Si, Maradón, él vive olerando/cheirando tudo pe­ la caje/rua. GBA- Como eres/é su dieta, Ruan? JB- Rugo/suco de naranrra/laranja, um pan/pão com queso/queijo y ya estoy desarruinado (de desayuno, breakfast, café de la mañana) JK- Quais los merrores/ melhores rugadores/jogadores brasileños? JR- Ronaldo/ RRRonaldo, Ronaldinho/RRRonaldinho, Romário/RRRomário y Rivaldo/RRRIvaldo. GBA- Ya/Já fuiste/foste ao Brasil? JB- Si, fui a San Pablo/ São Paulo, lá no tiene buenos aires/bons ares, à la caje/rua Galbón Bueno, en la Libertad/Liberdade. Compraste esta caje, Galbión? Después fui ao programa de Rô/Jô Soares. Antes, um periodista habló de Ranho/Jânio Quadros. Quién fue Ranho/Jânio? GBA- Muito me honra ter mi sobrenome na principal rua del barrio oriental mas o homenageado é Carlos Mariano Galvão Bueno, mi tatarabuelo/tataravô, grande professor y abogado/advogado do século XIX. Aprovecho para mandar um abrazo aos nipo-brasileiros que ajudam el Brasil y el Japón a progredir. Ranho Quadros, também professor, fue prefeito de San Pablo/São Paulo. La presidenta Kirchner nuevamente está hablando sobre las islas/ilhas Malvinas. Que píensa sobre eso? JR- Pienso/penso que es una párrina/página infeliz de nuestra história. JK- Que la Arrentina tiene de merror/melhor? JR- Cartunistas. Roaquim /Joaquim Javado/Lavado, el renial/genial Quino, criador da Mafalda, que personarrem/ personagem inolvidable/inesquecível! Y soy fan de Rota Rota Roveja/ J J Rovella. GBA- Chegamos al fin deste primeiroprograma. com.br y único. Todo saliu errado conforme ha sido planerrado/planejado ( aqui forcei a barra, el cierto es planeado...). Gracias, rovens/jovens amigos y los vierritos/ velhinhos también. Buenas noches, Buenos Aires/Bons Ares, buenas noches, Brasil. *Jorge Nagao é colunista do site Primeiro Programa (www. primeiroprograma.com.br). E-mail.: jlcnagao@uol.com.br

IDIOMA JAPONÊS

Aliança Cultural Brasil-Japão abre inscrições para os cursos semi-intensivos divulgação

A Aliança Cultural Brasil-Japão está com inscrições abertas para os Cursos Semi-Intensivos de japonês. Ministrados nas unidades São Joaquim e Vergueiro, as aulas começam no dia 5 de abril. Além de dinâmicas, atraentes e objetivas, as aulas também abordam aspectos culturais do Japão. A metodologia da Aliança possibilita a prática da conversação em japonês desde a primeira aula. Horários oferecidos: Segunda e quarta (09/04 a 27/06) Manhã: 09:00 ~ 11:15 (unidade São Joaquim) Tarde: 14:00 ~ 16:15 (unidade São Joaquim)

(unidade São Joaquim) Noite: 19:30 ~ 21:45 (unidade São Joaquim) Sábado (14/04 a 07/07) Tarde: 13:00 ~ 17:30 (unidade Vergueiro)

Formatura de alunos do curso de idioma da Aliança Cultural

Noite: 19:00 ~ 21:15 (unidade São Joaquim) Terça e quinta

(05/04 a 28/06) Manhã: 09:00 ~ 11:15 (unidade Vergueiro) Tarde: 13:15 ~ 15:30

Informações e inscrições: Unidade Vergueiro: Rua Vergueiro, 727, 5º andar - Liberdade - São Paulo – SP Email: vergueiro@aliancacultural.org.br Tel.: (11) 3209-6630 Unidade São Joaquim: Rua São Joaquim, 381, 6º andar - Liberdade - São Paulo – SP Email: saojoaquim@aliancacultural.org.br Tel.: (11) 3209-9998


São Paulo, 15 a 21 de março de 2012

JORNAL NIPPAK

7

mostra

Exposição “Hiroshima e Nagasaki” volta a São Paulo

D

e volta a São Paulo, a Associação Paulista de Medicina (APM) promove, até 12 de anril, a exposição itinerante “Hiroshima e Nagasaki: um agosto para nunca esquecer!” no Hospital Santa Isabel, no bairro de Santa Cecília. De lá, segue para Presidente Prudente, Marília e Araçatuba (veja programação). A exposição, que circula por instituições de saúde e Regionais da APM no Estado de São Paulo, foi inaugurada na sede da entidade e de lá seguiu para as cidades de Jales, Catanduva e Botucatu. Segundo o curador da exposição dr. Ruy Tanigawa, primeiro secretário da Associação Paulista de Medicina, a mostra busca exibir as consequências da arma nuclear, mostrando para o público seus efeitos impactantes no Japão e no mundo, e a importância em relação à paz. “A exposição será direcionada principalmente aos mais jovens, no sentido de promover uma ação educativa pela paz entre os povos”. Um dos objetivos é provocar reflexões sobre esse trágico momento da história mundial, 67 anos atrás. O material veio do Japão, por intermédio da Associação Médica de Hiroshima. São 30 pôsteres com imagens e textos informativos e cinco DVDs que reúnem testemunhos dos sobreviventes, documentários e animações japonesas. A mostra tem entrada franca. Poderão ser agendadas visitas de alunos do ensino médio e universitários, que participarão de uma contextualização histórica e da proposta de feitura dos tsurus, pássaros de origami (técnica de dobradura em papel) que incentivam a paz.

divulgação

Sensação das tardes outonais Chega um tempo em que estamos sós Sem que algum motivo exista Para incomodar Nem mesmo incomoda a batida do martelo Que penetra pela frieza da tarde outonal Em nossas veias cada vez mais estreitas. Que alívio é sentir o vento da liberdade Alisando o rosto sujo de poeira Que sopra insistentemente nesta cidade. Perder-se no traçado destas ruas E ir tecendo um tecido fino de sutilezas Como uma aranha em sua lida Tornando a vida mais intensa Em cada esquina vivida intensamente Todos os amores e dores sentidos.

Exposição, que circula por instituições e Regionais da APM, está em cartaz no Hospital Santa Isabel

Bombardeios – O lançamento das bombas atômicas nas cidades de Hiroshima e Nagasaki ocorreu no final da Segunda Guerra Mundial, em 6 e 9 de agosto de 1945, respectivamente. Estima-se que cerca de 220 mil pessoas foram mortas nos ataques, e outros milhares sofreram graves sequelas pela exposição à radiação. A tragédia guardou histórias simbólicas como a da menina Sadako Sasaki, que será retratada na exposição. Personagem da luta pela paz, ela tinha dois anos de idade na época do ataque. Devido à radiação teve leucemia, e após compreender que a doença fora causada pela guerra, passou a dobrar origamis de Tsuru (pássaro da paz) em manifestações públicas por sua saúde e pela paz. De acordo com Milton Massato Hida, um dos colaboradores da exposição, o intuito, além de relembrar as consequências da tragédia, é

homenagear os sobreviventes que moram no Brasil, incentivar a abolição das armas nucleares e celebrar a paz. Para realização da mostra, a APM contou com a parceria inicial das entidades Associação Médica de Hiroshima, Associação Médica Brasileira, Associação Hibakuba Brasil pela Paz, Fundação de Cultura pela Paz de Hiroshima e a Prefeitura de Hiroshima/Japão. PROGRAMAÇÃO Hospital Santa Isabel Período: Até 12 de abril Visitação: de segunda a sexta-feira, das 9h às 22h Hall de Entrada - Rua Jaguaribe, 144 – Santa Cecília São Paulo – SP Informações: 11/2176-1484 / 2176-7721 Associação Paulista de Medicina - Regional de Presidente Prudente Abertura: 15 de junho

Rua Napoleão Antunes Ribeiro Homem, 432 - Presidente Prudente - SP Informações: presidenteprudente@apm.org.br (18) 3223-3910 Associação Paulista de Medicina – Regional de Marília Abertura: 10 de agosto de 2012 Museu Histórico e Pedagógico “Embaixador Hélio Antoni Scarabôtolo” Informações: (14) 3433-5246 / 3433-8186 apmmar@terra.com.br Rua Yara Clube, 85 – Marília – SP Informações: (14) 3413-9930 Associação Paulista de Medicina – Regional de Araçatuba Abertura: 18 de outubro de 2012 Rua Waldir Lopes, 455 – Araçatuba - SP Informações: apmedica@ata.terra.com.br (18) 3625-7879

beneficente

Kodomo-no-sono promove 11ª edição do Boi-no-Rolete neste domingo em Itaquera A Associação Pró-Excepcionais Kodomo-no-sono com apoio dos Rotarianos de Artur Alvim, Itaquera, Vale do Aricanduva, Vila Antonieta, Vila Carrão e Vila Matilde realizam no dia 25 de março (domingo), a partir das 12h às 15h a 11ª Edição do Boi no Rolete, na sede da entidade localizada na Rua Professor Hassegawa, 1.198, em Itaquera, Zona Leste da capital paulista. Nesta 11ª edição, os organizadores estimam um público de 5 mil pessoas. Os visitantes poderão degustar além dos assados, um cardápio variado, com acompanhamentos como arroz, saladas variadas, mandioca e polenta fritas.

De acordo com o presidente da entidade José Taniguti, este ano aumentou o número de boi e porco devido à demanda de visitantes. “Para atender a demanda que cresce a cada ano, estamos assando quatro bois e quatro leitoas doados pelas seis sedes rotarianas”, explica. “Para a preparação do bom cozimento dos bois e porcos são necessários doze horas de antecedência. Para a carne ficar macia, o segredo é cozinhar no bafo, em um tambor grande e posterior exibi-la no rolete”, comenta. “O domingo será bem agitado e muito agradável com a música animada do

cantor Joe Hirata, que sempre com o evento. Também terá o show dos internos, que realizarão uma apresentação de taikô”, destaca Taniguti. Além do patrocínio dos rotarianos, o evento conta com o apoio da subprefeitura de Itaquera e de voluntários da comunidade nipo-brasileira. O local estará preparado com infraestrutura para abrigar a todos com conforto e segurança durante todo evento. Haverá ainda, estacionamento gratuito. O preço do convite é de R$ 40,00 por pessoa incluindo comida, bebidas pagas à parte. Adquirindo o convite, você estará colaborando para bem

estar dos internos. Crianças até 10 anos acompanhados de seus responsáveis não pagam. (Luci Júdice Yizima) 11ª Edição do Boi no Rolete Onde: Associação Pró-Excepcionais Kodomo-no-sono - Rua Prof Hasegawa, 1198 – Itaquera - São Paulo Quando: 25 de março das 12h às 15h Tel. Contato: (11) 2521-6437 ou 3208-3949 Convite à venda: Rua Galvão Bueno, 573 – Sala 1 – 1º andar – Tel. 3208-3949 ou Rua Prof. Hasegawa, 1198 – Tel. 25216437 – Valor R$ 40,00 Estacionamento gratuito

KENKÔ TAISSÔ

Associação promove 3ª edição do Seminário e Festival A Associação Cultural e Assistencial Social Kenko Hyougen Taissô do Brasil realiza a 3ª edição do Seminário e Festival Kenkô Hyougen Taisô neste domingo (25), no Salão Nobre da Associação de Okinawa do Brasil, localizada na Rua Tomas de Lima, 72, na Liberdade, no centro de São Paulo. O evento terá a presença da professora emérita Chiyoko Saito, do Instituto de Pesquisa de Música e Saúde do Japão, que juntamente com a presidente

e professora da Associação Cultural e Assistencial Social Kenko Hyougen Taissô do Brasil, Toshie Kawazoe, farão apresentações da ginástica. De acordo com Kawazoe, Chiyoko Saito vai ministrar uma palestra às 10h, sobre os 20 anos de atividades do Kenko Taissô no Japão, visando, principalmente, a utilidade em praticar essa ginástica. “Haverá outras apresentações a partir das 13h, a co-

meçar pelos grupos de São Paulo, Registro e Mogi das Cruzes. Cada um com seu repertório”, diz Toshie Kawazoe. Além dos 47 grupos de ginastas que irão se apresentar, também haverá participação dos alunos da língua japonesa dos bairros Vila Nova Cachoeirinha, Arujá e de jovens ‘Mimbu’ da cidade de Ribeirão Pires. A expectativa de público é de mil pessoas, conforme os organizadores. Para garantir seu ingresso gratuito

reservar até 23 de março, sexta-feira. (Luci Júdice Yizima) 3ª Edição do Seminário e Festival Kenkô Hyougen Taisô Onde: Associação de Okinawa do Brasil - Rua Tomas de Lima, 72 – Liberdade – São Paulo (próx. Metrô Liberdade) Data: 25 de Março – das 10h as 17h Ingresso Gratuito Informações: tel. (11) 48283611 com Hiroshi Kawazoe

Ainda vejo pelas ruas da existência Pegadas orgânicas ainda frescas Num caminhar errático que avança Entre avanços e recuos Numa direção repetida Por medo da direção diferente. Quando se faz da solidão amigo presente Principalmente em tempos de viagens ao fundo De uma galeria cheia de vitrines Em que as atrações são personagens Com rostos pintados e bocas vermelhas Que dançam um folguedo conhecido Podemos rir mais uma vez Podemos chorar mais uma vez Naquela platéia cheia De apenas uma cadeira ocupada. Somente aqueles que se perdem Podem encontrar em qualquer lugar Que seja Que nunca saíram do lugar Que sempre viveram Na mesma casa de sempre Um portão alto guardado Por uma única fechadura. A pedra do tempo Impregnado nas pedras lisas O limbo se torna eterno Como fosse parte daquela Num jardim mal cuidado Que não requer mais Atenção algum Do que o tempo passando Em instantes. A pedra do tempo Numa batida do orvalho Furando a argila Num furo sem volta. Ausência naquela mesa Pudera mais uma vez sentir o gosto amargo de um velho alcatrão guardado por décadas num porão abandonado. E como naquela noite que esfriava debaixo das mesas arrepiando cada vez mais os pelos que esticavam elétricos em curto-circuito. O amargo descia pela garganta queimando fundo e profundo era o tempo quase parado arrastado por um deus grego. Como aquelas horas demoravam para passar e o gelo que não passava e o vento que arrasava além da janela velha de um bar decadente em cujas paredes somente as manchas falavam de um passado recente. Momentos em que o amigo presente cada vez mais sonolento passeava por outros sítios deixando apenas que o poema fosse compondo-se numa despedida solene marcando a celulose de um quardanapo sem uso. Numa outra vez será sentido sua ausência, Numa outra vez você será apenas lembrança viva que continua presente em volta da mesa. chicohanda@yahoo.com.br


JORNAL NIPPAK

8

São Paulo, 15 a 21 de março de 2012

Pesque e solte O que leva os pescadores de hoje a adotarem esse procedimento? Curtas

www.pisciculturapaulista.com.br

Mauro Novalo

O

Hora de ir pescar em Serra da Mesa /GO divulgação

Serra da Mesa é um dos melhores lugares para levar sua família e amigos, para fazer uma pescaria da melhor qualidade com segurança e profissionalismo, assessorado pelo Eribert que tem parceria com a Pousada Germano www.pousadagermano.com.br (a pousada oferece desconto nas diárias para quem é adepto do pesque e solte). Principalmente de tucunarés, é certeza de realizar uma ótima pescaria no território nacional. Agende suas pescarias!!! Informações: Eribert / Guia Profissional de Pesca Esportiva Tel: (64)84151279 email: eribertfilho@hotmail.com

Rubinho de Almeida Prado na TV ! A cada domingo, no Programa Pescaventura, uma nova pescariacom Rubinho de Almeida Prado!!! Domingo às 8:00h, para todo o Brasil, assista pela SKY canal 102 - TV Climatempo ou sintonize pela parabólica a Rede Agromix de Televisão site www.agromix.tv Para os moradores da cidade de São Paulo basta sintonizar no domingo às 9:30h na NET, canal 09 -TV Aberta SP ou então TVA digital no canal 186. Cidade

UF

Empresa

Nome Fantasia

Foz de Iguaçu

PR

NET - TV Comunitária de Foz de Iguaçu

TV COM FOZ

Canal 98

Foz de Iguaçu

PR

TVA - TV Comunitária de Foz de Iguaçu

TV COM FOZ

99

Joaçaba

SC

Transcabo TV

TV Cidade

21

Luzerna

SC

Transcabo TV

TV Cidade

21

Botucatu

SP

NET - Assoc dos Usuários Canal Com Botucatu TV Alpha

Jaú

SP

NET

TV Local Jaú

Leme

SP

TV SP

TV SP

68

Marília

SP

NET - TV Comunitária de Marília

idem

15

2 4

Na internet, você tem a opção de assistir ao programa da semana e outros já veiculados na TV, no site www. oboto.com.br Informações: emailpescaventuratv@pescaventura.com.br

pescador que tem mais de 40 anos teve 2 fases distintas. A primeira era o conceito de que para pescar era pegar aquela roupa surrada, arrumar umas varas de bambus e, levar consigo alimentação e bebidas para dividir com a turma de amigos que iriam passar um dia na beira do rio. No local, era achar as iscas, principalmente minhocas, iscar e fincar a vara no chão a espera da batida do peixe. Tempo de pescarias simples mas fartas, onde os peixes brotavam de tudo quanto é lugar. Os mais ousados planejavam uma pescaria no Pantanal, onde sonhava voltar com os isopores cheios. Camionetes levavam o básico para um acampamento a beira de um rio como o Coxim, e já propiciavam pescarias memoráveis. As represas em torno da capital paulista, nos finais de semana lotavam de gente com cadeiras de praia pescando as mais variadas espécies, pois ainda era seguro e prático pescar nessas condições. O retrato do pescador era e ainda é como um sujeito falante, contador de piadas e que vai para beira dágua para se embebedar, e em algumas ocasiões trazia peixes para casa. Num dado momento, sur­ giu na TV um programa de pesca, onde se mostrou o pesque e solte. Programa este apresentado pelo Rubinho de Almeida Prado, mostrava uma nova fisionomia do pescador. Bem vestido, com roupas apropriadas para a prática da pesca, tinha como filosofia encarar o peixe não mais como alvo, e sim como parceiro. E depois do embate, da luta, o peixe era libertado mas sempre ressalvando a condição de sobrevivência do mesmo. A partir destes surgiram muitos outros programas e, na fase atual muitos programas regionais partilham o tema. Aí começou a 2º fase, onde o pesque e solte, no início alvo de muitas críticas, hoje tem voz forte dentre os praticantes da pesca. Isto se mostra até mesmo nos estabelecimentos destinados a esta atividade, os pesque-pagues. É comum ver hoje a taxa de pesca esportiva, onde só se cobra a entrada mas deixando a liberdade ao frequentador de levar ou não o peixe. Nesta nova fase a idéia é mostrar que o pescador é um sujeito que focaliza o seu peixe alvo e estuda o seu comportamento, visando melhorar sua eficiên-

cia na captura. Utiliza para isso vestuário adequado, com proteção solar e até repelente impregnado, para melhorar sua condição física. Tem as suas mãos, equipamentos de ultima geração para melhorar suaperformance. No mundo, isso não é novidade, pois a há muito tempo, muito tempo mesmo, já se pratica o catch and release, principalmente na modalidade fly. Desde tempos antigos, o pescador da época se esmerava em saber quais espécies de peixes habitavam os rios próximos e, sua alimentação. Com isso, montava suas iscas direcionando aos que queria capturar. Separava alguns para sua alimentação e soltava os outros sempre com condições de sobrevivência A transformação no Brasil foi brutal, começou a se ver nos lagos, represas, rios e mar uma parcela de pescadores bem vestidos, com iscas artificiais navegando em barcos especialmente desenvolvidos para isso. As caixas térmicas passaram ser utilizadas para ter bebida gelada a bordo e, os peixes em vez de serem enfiados nas fieiras, a serem fotografados e filmados, enfatizando sua soltura. Mas sem ser extremamente radical, permitindo o abate de um ou outro exemplar

para alimentação, desde que esteja dentro do quadro para isto, isto é, não seja um troféu - considerado reprodutor - e nem pequeno demais que ainda não desenvolveu o suficiente. E para ter essas informações, além de um bom guia – entendedor do assuntoé preciso algumas noções das espécies do local. Não se tem um número oficial para isso, nem pesquisas sérias a respeito para dimensionar o número de praticantes no território nacional. Uma pena, pois isso poderia ser utilizado para uma estratégia de mercado para alavancar um segmento que cresce todo ano. Países vizinhos como a Argentina, Bolívia e Chile já tem isso e utilizam deste nicho profissionalmente, protegendo de fato seus rios e lagos mais importantes. É uma fonte de renda que se implantado poderia gerar fontes de divisas excepcionais, como ocorre nos EUA, Japão e países da Europa. Os exemplos podem ser vistos também no Panamá, Guatemala e Costa Rica. Muitos pescadores brasileiros já definiram como meta uma viagem até estes países para praticar o hobby com especialistas do assunto. Temos hoje algumas as-

sociações e federações que tentam difundir o conceito e unir os praticantes, pois só assim para desencadear um processo para alavancar e crescer direcionados para esta meta, tornar a pesca esportiva uma realidade nacional e mostrar ao poder público o que é de fato a pesca esportiva. Para o Ministério da Pesca, só existe a pesca comercial e a pesca amadora. Dentro deste conceito tudo é generalizado e não atende de fato os anseios de quem pesca e solta. A hora é de organizar em associações para fortalecer uma Federação, e ter voz para debater o assunto, que ainda é muito incipiente nas terras tupiniquins. Mostrar que o pescador esportivoé bem diferente daquele mero contador de piadas de outrora. Hoje, antes de tudo, é um profissional liberal (médico, dentista, empresário e etc) que pratica o hobby com responsabilidade, respeito e acima de tudo com cunho preservacionista, não só se preocupando com a sobrevivência do peixe, mas com tudo que se relaciona com o tema, seja conservação das áreas onde se pratica ou repovoamento onde não se já tem mais as espécies nativas. O praticante atual é um estudioso do assunto que além de sua formação profissional tem a necessidade de conhecer mais sobre o ecosistema onde se encontra o peixe. Mais do que isso ele tem a preocupação e obrigação em defender, repovoar e manter tudo isso para as gerações futuras. E com isso estará conservando o que temos de mais preciosos no Brasil, nossos rios, nossos lagos, nossa água! Apoio: Bem Bolado www.bemboladome.com.br Produtos Petersen www.pescabrasil.net/petersen.html TenkaraBR www.rodsbyjorge.com.br NIPPAK PESCA

Roberto Shirata Texto: Mauro Yoshiaki Novalo Revisão: Aldo Shiguti Publicidade shirata@nippak.com.br Tel. (11) 3208-3977


São Paulo, 15 a 21 de março de 2012

JORNAL NIPPAK

9

música

Kana se apresenta neste sábado no Teatro da Vila

E

m fase de finalização de seu novo CD, “Em Obras”, a cantora e compositora Kana Aoki Nogueira faz show de pré-lançamento neste sábado (24), a partir das 21 h, no Teatro da Vila, na Vila Madalena (zona oeste de São Paulo), com participações do sanfoneiro Ítalo Queiroz e de Gabriel de Almeida Prado, além dos músicos que a acompanham, Leonardo Costa (violão e guitarra) e Zaza Amorim (baixo e percussão). O repertório mescla canções de seus três CDs anteriores – Do Japão ao Ceará, Imitação e Imigrante (lançado somente no Japão) –, como “Beijo” e “Bye Bye Japão”, ambas em parceria com

divulgação

A cantora e compositora Kana fará show de pré-lançamento de seu novo CD, “Em Obras”

Léo Nogueira, e novidades como “O Amor Viajou”, parceria com Zeca Baleiro e também gravada por ele em seu mais recente CD “O Disco do Ano”. Segundo Kana, que em 2013 completará sua “maioridade” em terras brasileiras, a parceria com Zeca Baleiro surgiu quase que por acaso. “Nos conhecemos através da irmã dele, Lucia Santos, quando de um evento realizado por ela na Casa das Rosas.”, lembra Kana, acrescentando que “Em Obras” também é a faixa-título do novo álbum, que ainda não tem data para ser lançado. “Gostaria que ficasse pronto entre junho e julho”, avisa a artista, que no show também

estará presente Doki Doki (Kana/Élio Camalle/Léo Nogueira) – com a qual conquistou o primeiro lugar no 1º Ribeirão Criança, festival de música infantil realizado em Ribeirão Preto/SP, em 2001 – “Seqüestro”, “Cacto” e “Raízes”, interpretada em japonês. (Aldo Shiguti) Show de PréLançamento do CD “Em Obras”, com Kana Aoki e Banda Quando: Dia 24 de março, às 21 horas Onde: Teatro da Vila (Local: R. Jericó, 256, Pinheiros - próximo ao metrô Vila Madalena) Quanto: Contribua com quanto quiser

KARAOKÊ

Liga Centro-Oeste realiza seletiva para o Brasileirão 2012 celia kataoka

A partir da esquerda: Paulo Kubo(Abrac), Toshio Yamao(UPK), Pedro Mizutani (Liga Centro Oeste), Tetsuji Arie (Abrac), Hiromiti Yassunaga (Nipo), Luis Yabiku (Nipo) e Aquico Miyamura (Liga)

A Liga Centro-Oeste da Canção Japonesa, presidida por Pedro Mizutani, realizou a 13ª Seletiva para o Abrac (Associação Brasileira de Canção), com a participação de 323 cantores da região. O evento aconteceu no primeiro domingo de março no Instituto Cultural Nipo-Brasileiro de Campinas, com a equipe de jurados formada pelos professores Irene Sakayemura (presidente), Katsuyuki Sano, Koji Kuwahara e Kiyomi Kanashiro. Este ano, a disputa foi considerada bem acirrada, pois o nível dos cantores, que

se apresentaram estava bem elevado, segundo os visitantes e admiradores do karaokê. Na abertura oficial, a Liga Centro-Oeste foi elogiada pela evolução e atuação em todos os eventos organizados por outras Ligas e pela conquista do segundo lugar do Dantaissen no Brasileirão do ano passado. “Cada vez mais a Liga está se destacando graças aos esforços dos cantores que fazem parte da nossa região”, disse Pedro Mizutani. “Precisamos sempre estar com o espírito de amizade e procurar melhorar em tudo que se faz”. Partici-

param da abertura Paulo Kubo (Abrac), Toshio Yamao (UPK) Pedro Mizutani (Liga Centro-Oeste), Tetsuji Arie (Abrac), Hiromiti Yassunaga (Nipo), Luis Yabiku (Nipo) e Aquico Miyamura (Liga), Noya Kobayashi (Liga) e Alberto Nashiro (Liga). Neste dia, foi realizado o Taikai Normal e em seguida a Seletiva para o Brasileirão 2012, que será realizado em Campo Grande (MS) nos dias 20, 21 e 22 de julho. (Celia Kataoka) Confira os classificados do Taikai e Seletiva:

Tadayoshi Hanada, Paulo Kubo, Tetsuji Arie, Mário Tomita, Paulo Tsukada e Milton Iwano (da esquerda para a direita)

Taikai e Seletiva Abrac 2012 TAIKAI B 6/7 – Yohati Shimabukuro (Tom) B 4/5 – Sassahara Jorge (Bra) Shinjin – Suzuki Teruyo (Clp) A 7 – Yuriko Sinmon (Tom) A 5/6 – Nozaki Massako (Clp) A 4 – Seo Massaharu (Vin) Esp 6/7 – Ogihara Etsuko (Cam) Esp 5 – Nakazono Komei (Mog) Ext 6/7 – Kanki Harumi (Cam) Ext 5 – Kudo Kazuo (Itu) S Ext 6 – Kudo Miyoko (Cam) S Ext 5 – Suzuki Paulo (Bra) S Ext 4 – Yoshimura Harue (Cam) Jv B /B 1/2/3 – Kuae Gabriel (Akak) A 2/3 – Dante Kusumi (Tom) Jv A / A 1 – Ito Akemi (Akak) Esp 4 – Hanada Tadayoshi (Cam) Esp 2/3 – Aoki Matsue (Akak) Esp 1 – Kataoka Isabela (Cam) Ext 4 – Higaki Sandra (Cam) Ext 3 – Kageyama Yoshio (Vin) Ext ½ – Kataoka Mariana (Cam) S Ext 2/3 – Kobayashi Setsuko (Jund) Star – Pedro Mizutani (Pir) SELETIVA Vet E – Tsukada Paulo (Cam) Vet E – Oki Hiroshi (Cam) Vet D2 – Suzuki Paulo (Bra) Vet D2 – Yamashita Seiko (Bra) Vet D1 – Yoshimura Harue (Cam) Vet D1 – Mikamura Joaquim (Cam) Vet C2 – Yassuda Kazuyoshi (Cam) Vet C2 – Hino Nanco (Jund) Vet C2 – Hirai Maria (Cam) Vet C1 – Miyamura Aquico (Cam)

Vet C1 – Higaki Sandra (Cam) Vet C1 – Sunao Fuzita (Ind) Vet B – Yabiku Luís (Cam) Vet B – Kunitake Kenji (Ati) Vet B – Pedro Mizutani (Pir) Vet B – Okamoto Akemi (Itu) Vet A – Toyota Angelaisa (Cam) Vet A – Honma Jorge (Jund) Vet A – Vitorio Uehara (Tom) Vet A – Ito Hiromu (Akak) Ad A – Hirayama Akari (Ati) Ad A – Hayashi Patrícia (Cam) Ad A – Ojima Miki (Ita) Ad A – Reginaldo Kurosu (Spd) Ad B – Aoki Keiko (Akak) Ad B – Yuri Reginaldo (Sum) Juv B – Kataoka Mariana (Cam) Juv B – Kataoka Isabela (Cam) Juv A – Kataoka Isadora (Cam) Juv A – Kunitake Tiemi (Ati) Juv A – Ito Akemi (Akak) Doyo A – Yoshinaga Fernanda (Cam) Doyo A – Yume Shimabukuro (Tom) Doyo B – Aiko Yasumura (Tom) Doyo B – Makimoto Naomi (Clp) Doyo C – Mayumi Yasumura (Tom) Doyo C – Nozaki Stella (Clp) Doyo D – Watanabe Marie (Vin) Doyo D – Richard Sokei (Tom) Tib A – Kuae Gabriel (Akak) Tib A – Yoshinaga Fernanda (Cam) Tib B – Rafael Yassunaga (Tom) Tib B – Natalia Shimabukuro (Tom) Tib C – Akira Shimabukuro (Tom) Tib C – Makoto Shimabukuro (Tom) Pop – Ojima Miki (Ita) Pop – Hayashi Patrícia (Cam)


JORNAL NIPPAK

10

São Paulo, 15 a 21 de março de 2012

NEGÓCIOS 1

NEGÓCIOS 2

Participação brasileira na Foodex deve render US$ 14 milhões

M

ais da metade dos mil contatos comerciais realizados durante 37ª Exposição Internacional de Alimentos e Bebidas, a Foodex Japão 2012, deve render negócios para os próximos 12 meses, chegando a US$ 14 milhões. Os dados preliminares são do setor privado que esteve presente no pavilhão brasileiro do evento na semana passada, em Tóquio, onde 2.400 expositores de 63 países receberam 75 mil visitantes Participaram da exposição 37 empresas nacionais que apresentaram um portfólio diversificado de produtos. Entre eles estão: processados de frango, peru e carne suína, alimentos congelados, frango in natura, pescados, café, vinhos e espumantes, cachaça, drinks prontos, sucos de fruta, palmitos, pimentas e molhos, temperos, cereais matinais, panetone, torradas, biscoitos, cookies, confeitos, chocolates, doces, massas, gelatinas, mel e própolis. Um dos destaques do evento foi o convite recebido pelos organizadores do pavilhão brasileiro para realizar uma conferência sobre o agronegócio brasileiro aos executivos de compra do grupo AEON, uma das mais importantes redes varejistas do Japão. Os setores de carnes de frango, bovina e suína, pescados, café e produtos apícolas foram os que mais se destacaram nessa apresenta-

divulgação

Realizado em Tóquio, evento recebeu 2400 expositores de 63 países: Brasil ofereceu de peru a cachaça

ção. A palestra foi ministrada pelo adido-agrícola na Embaixada do Brasil em Tóquio, Gutemberg Barone. O espaço ofereceu ainda aos visitantes da feira uma degustação de pratos desenvolvidos por uma food stylist nipo-brasileira contratada pela organização do pavilhão. Os pratos foram elaborados respeitando o paladar do consumidor japonês à base de peixes, massas, linguiças e empanados de frango oferecidos por expositores. Para acompanhar a comida foram oferecidas bebidas do Brasil como o guaraná e a tradicional caipirinha. A moqueca de pirarucu e o karagee de frango ao molho de yusu e gengibre foram muito apreciados pelo público japonês.

A delegação brasileira participou também da ação promocional “Modelpress”, evento paralelo realizado pela organização da feira. Seguindo um formato consagrado de programas de gastronomia da televisão japonesa, jovens mulheres, nutricionistas e modelos formadoras de opinião, degustaram e avaliaram os pratos oferecidos, em conversa espontânea e informal. Os produtos servidos na degustação receberam avaliação excepcional. Visitas – Além da participação na feira, os expositores brasileiros visitaram duas lojas de importantes redes de supermercado, além da Yamada Bee Farm, líder no mercado japonês em produ-

tos apícolas. Integrando também a agenda técnico-institucional, o pavilhão brasileiro recebeu a visita do Japan Honey Trade Fair Council, Jornal do Mel e Specialty Coffee Association of Japan (SCAJ). O pavilhão brasileiro foi muito bem avaliado tanto pelo público, quanto pelas empresas da comitiva brasileira. A organização oficial do evento parabenizou a todos pelo projeto de arquitetura, considerado um dos mais criativos e inovadores da Feira. O estande de 367m² foi organizado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), em parceria com o Ministério das Relações Exteriores e Embaixada do Brasil em Tóquio.

VEÍCULOS

Toyota lança Corolla XRS 2013 e o Novo Camry divulgação

Anhembi abre as portas para a 19ª Erótika Fair Se você é do tipo que tem vergonha de entrar em um sex shopping, a 19ª edição da Erótika Fair é uma boa oportunidade para deixar a vergonha de lado e conhecer as novidades do setor. O evento, que começa hoje (22) e prossegue na sexta, sábado e domingo, acontece pela primeira vez no Palácio de Convenções do Anhembi. Além dos produtos expostos, a programação do evento traz como destaque shows com strippers nacionais e internacionais, aula de pole dance, dança do ventre e pompoarismo. Um dos ambientes, o Erótika Stars, conta com apresentação de filmes adultos vintage e lançamento de filmes eróticos em 3D. O pioneiro e organizador da Erótika Fair no Brasil, Evaldo Shiroma, quando realizou as primeiras edições, não tinha público definido. “Eu não tinha idéia do público consumidor de produtos eróticos. Porém, pasme, o público feminino é quem mais consomem os produtos. Acredito que, com a emancipação da mulher, sua independência financeira, ou até mesmo preocupada com a qualidade do seu o relacionamento amoroso, termina buscando produtos sensuais e eróticos para aquecer o relacionamento”, disse Shiroma em entrevista ao Jornal Nippak. “O negócio se profissionalizou, o mercado econômico está aquecido, com um potencial muito grande. As consultoras que antes vendiam Natura, Avon, agora também vendem produtos eróticos”, destaca. “Devido ao crescimento de expositores, e de pessoas de toda parte do país à procura de produtos, sentimos a necessidade de expandir a feira, que será dividida em dois pavilhões, Erótika Hot e Erótika Business. O segundo pavilhão Negócios,

divulgação

O idealizador Evaldo Shiroma

esclarece bem o que acontece no lado empresarial da feira. Fabricantes de produtos eróticos usam o evento para apresentar seus lançamentos e discutir novas possibilidades para o mercado erótico brasileiro. Serão quatro dias recheados de novidades e prazer para os freqüentadores”, comenta shiroma. Comparada à última edição do evento, esse ano além do local ser maior, a feira traz palestrantes na Erótika Business, a educadora sexual Laura Muller (programa Altas Horas), Tsuneki Sato da empresa japonesa Tenga, a executiva Angela Bocelli, as empresárias Cleo Lamin, Eliane Said.Também terá a participação dos profissionais das mídias eletrônicas e redes sociais, Pedro Cesar de Oliveira, Endry Zago, Marcos Gomes, do humorista Marcio Ribeiro (Stand up). Mais informações sobre a feira no site http://www.erotikafair.com.br. (Luci Júdice Yizima) 19ª Edição Erótika Fair Local: Palácio de Convenções Anhembi – Av. Olavo Fontoura, 1209 – Santana Data: 22 à 25 de março Horário: Das 14h às 22h Ônibus gratuito: Metrô Tietê Ingresso: R$ 60,00

BEISEBOL

1º Gigantes Kids reúne mais de 80 participantes divulgação

Novo Camry tem novo desenho, mais elegante...

... A versão XRS é a principal novidade da linha 2013 do Corolla

A Toyota lança no mercado brasileiro o Corolla XRS 2013 e o Novo Camry, que chega à sua sétima geração. Ambos os modelos ganham novos visuais interno e externo. O Corolla XRS 2013 tem visual mais arrojado, com o objetivo de atender à demanda dos consumidores mais jovens. Tendo como base o Corolla XEi, esse novo modelo traz spoilers frontais, laterais e traseiro e um interior com esportividade e elegância. Os assentos têm acabamento em couro preto perfurado com costura vermelha. Os tapetes exclusivos da versão também trazem o logo “Corolla” na cor vermelha, entre outras novidades.

de, qualidade e confiabilidade. A versão XRS é a principal novidade da linha 2013 do Corolla, líder no segmento dos sedãs médios no mercado brasileiro e o carro que mais vendeu no mundo em 2011, segundo a revista Forbes, com 1,02 milhões de unidades. O novo Camry traz um

O Novo Camry mostra novo desenho, mais elegante e sofisticado com um novo habitáculo, ainda mais espaçoso, e está mais recheado com itens de conforto e conveniência, que fazem deste sedã um ícone entre os veículos de luxo. Ambos trazem o DNA da Toyota de durabilida-

O interior do Camry: mais conforto...

habitáculo ainda mais silecioso e espaçoso aos passageiros com uma grande lista de itens de série como o novo ar-condicionado de três zonas, ajuste elétrico de altura e profundidade da coluna de direção, painel central com tela LCD touch screen, seis airbags, entre outros.

... e do Corolla: qualidade e confiabilidade

ALUGA-SE SOBRADO NA ACLIMAÇÃO

R$ 3.900,00 Sobrado reformado Próximo Parque Contém jardim, 1 Garagem, 1 Terraço, Sala 2 ambientes, 3 Dormitórios, Banheiro, Cozinha, Edícula, Lavanderia, WC, Quintal.

Contato: (11) 3848-0967 ou Cel. (11) 9969-8943

Evento possibilitou às crianças terem contato com materiais

O São Paulo Gigante Beisebol e Softbol Clube realizou no último dia 17, no Estádio Municipal de Beisebol Mie Nishi, no Bom Retiro, em São Paulo, o 1º Gigantes Kids que contou com a presença de aproximadamente 80 crianças entre 7 a 12 anos. O objetivo principal do evento foi possibilitar as crianças a terem contato com os materiais utilizados no jogo de beisebol e inclusive participando de jogos “de brincadeira” apresentando o beisebol, um esporte praticado há quase um século no Brasil – o próprio Gigante existe há mais de 65 anos – além do Estádio Municipal de Beisebol. Neste dia, as crianças começaram com alguns exer­ cícios de alongamentos e depois um pequeno circuito foi montado demonstrando técnicas de defesa e ataque na prática, e para finalizar um rachão muito divertido sempre assistido pelos coordenadores

e de seus familiares. Além da atividade esportiva, a organização procurou mostrar a importância de uma alimentação saudável e no intervalo para o lanche as crianças consumiram muitas frutas, sucos e biscoitos de água e sal. Devido ao calor intenso houve um grande consumo de água pelos participantes para garantir a hidratação e reposição de minerais durante a atividade. Segundo os organizadores, “para nossa surpresa, tivemos crianças de ambos os sexos entre 7 a 12 anos, inclusive estrangeiros que participaram do evento”. “Nosso maior receio era de não haver tanto interesse pelo fato de ser um esporte pouco conhecido, mas, foi bem além de nossas expectativas e todos participaram de forma empolgante, o que já nos faz pensarmos em uma segunda edição ainda este ano”, assinalaram. Mais informações: gigan­ tes.kids@gmail.com


São Paulo, 15 a 21 de março de 2012

JORNAL NIPPAK

11

PRÊMIO PAULISTA DE ESPORTES

TÊNIS DE MESA

Vereador Ushitaro Kamia destaca importância do Prêmio Paulista

P

ela primeira vez desde que foi criado, o Prêmio Paulista de Esportes chega a maior casa legislativa municipal do país, a Câmara Municipal de São Paulo. “Sem dúvida, trata-se de um grande prestígio para aquela que é considerada não só a maior Câmara de Vereadores do Brasil como também uma das mais antigas receber um evento desta grandeza”, afirma o vereador Ushitaro Kamia (PSD) referindo que à cerimônia que será realizada no próximo dia, a partir das 19 horas. Sabedor da importância do Prêmio Paulista de Esportes, que este ano chega a sua 56ª edição, Kamia conta que “é uma honra para a Câmara Municipal de São Paulo abrir suas portas para um acontecimento que tem a cara da cidade”. “Por já acompanhar essa solenidade há alguns anos, sei que é um dos eventos mais antigos da comunidade nipo-brasileira e, por isso mesmo, um dos mais aguardados. O Prêmio Paulista é importante não só para a comunidade nikkei como também para os amantes do esportes de um mogo geral porque valoriza e reconhece seus verdadeiros heróis, ou seja, os atletas e dirigentes que não medem esforços para manter viva a chama dos nossos ancestrais que trouxeram consigo esportes que caíram no gosto dos brasileiros”, conta Kamia, acrescentando que “isso é muito importante porque, tudo que mexe com o esporte, mexe também com o lado humano, de disciplina, cidadania e, acima de tudo, saber respeitar uns aos outros”. Idealizado pelo Jornal Paulista – que mais tarde se uniria com outro tradicional jornal da comunidade nipônica, o Diário Nippak, dando origem ao Nikkey Shimbun (em japonês) e Jornal Nippak (em português), que a partir da fusão encaparam a sua realização – o Prêmio Paulista de Esportes tem como objetivo reverenciar o trabalho de abnegados e valorizar e estimular os novos talentos da comunidade. Desde sua criação, já receberam o Prêmio os principais nomes atletas da comu-

arquivo pessoal

arquiivo/aldo shiguti

O consultor Marcos Yamada cobrirá o Mundial pela 16ª vez

Ushitaro Kamia com o homenageado na modalidade kendô de 2011, Kenichi Takeuchi

nidade nikkei, da antiga e da nova geração. Do mesa-tenista Hugo Hoyama, o maior recordista brasileiro em medalhas de ouro em Jogos Pan-Americanos – com dez –, passando pelas judocas Vânia Ishii e Danieli Yuri e pelo sumotori Cláudio Ikemori – único brasileiro a conquistar uma medalha de ouro em Mundiais –, o Prêmio Paulista de Esportes conta a trajetória de algumas das modalidades trazidas pelos pioneiros e também luta para preservar a memória dos antepassados ao prestar uma justa homenagem aos atletas e dirigentes que se destacaram durante o ano. Homenageados – Este anos, como de costume, serão homenageados com o Prêmio Paulista de Esportes atletas e dirigentes que contribuíram para o desenvolvimento da comunidade nipo-brasileira nas seguintes modalidades park golfe; rádio taissô; gatebol, mallet golf, tiro ao alvo, golfe, tênis de mesa, kobudô, sumô, judô, natação, atletismo, beisebol, softbol e tênis de campo. As indicações são feitas por entidades e clubes responsáveis, entre elas a Federação Park Golfe do Brasil, Federação de Rádio Taissô do Brasil, União dos Clubes de Gate

Ball do Brasil, Confederação Brasileira de Kendô, Associação Nikkey de Golfe do Brasil, Comissão Intercolonial de Tênis de Mesa, Associação Nova Bandeirante de Tiro ao Alvo, Confederação Brasileira de Kobudô, Confederação Brasileira de Sumô, Associação Kobra de Cultura e Esporte, Associação Cultural e Esportiva Piratininga, Confederação Brasileira de Beisebol e Softbol e Associação Nikkei Tênis Center. Entre os agraciados com a entrega do 56º Prêmio Paulista de Esportes estão João Saito Neto (gatebol), Sakai Tamura (golfe), Yasunori Yonamine (karatê), Minoru Ito (mallet golfe), Anna Beatriz Ayumi Sato (miro ao alvo), Toshio e Fumiko Komori (park golfe), Makoto Higashi (sumô), Roberto Hideo Iwai (tênis de campo), Reinaldo Hideo Yamamoto (tênis de mesa) e Mário Hirakuri (atletismo). Receberão o Prêmio Especial Toshio Kawazoe (kenko taissô), Nelson Yajima (softbol) e Ricardo Sugano (sumô). Prêmios Especiais – Nelson Yajima é um dos grandes incentivadores do softbol brasileiro. É o idealizador do Torneio Início de Softbol Internacional Feminino Mirim

(Aberto) – “Taça Tiemi Yajima”, criado por ele como forma de prestar uma homenagem a sua filha, Tiemi Yajima, uma das pioneiras do esporte, em 1989, e que teve sua vida abreviada, em 1994, então com apenas 11 de idade. Aos 25 de idade, Ricardo Sugano já escreveu seu nome na história do sumô brasileiro. Filho de Luis Sugano e Rosana Aparecida Bedetti, Ricardo é o primeiro e único brasileiro a chegar na categoria makuuchi, a elite do sumô profissional japonês. Atualmente na categoria jyuuryou (uma abaixo da makuuchi) Ricardo Sugano esteve recentemente no Brasil, ocasião em que visitou sua avó paterna e recebeu uma calorosa recepção dos praticantes de sumô numa festa organizada pela Confederação Brasileira de Sumô. Confira relação completa dos homenageados na próxima edição (Aldo Shiguti) Cerimônia de Entrega do 56º Prêmio Paulista de Esportes Quando: Dia 3 de abril, a partir das 19 horas Onde: Câmara Municipal de São Paulo (Viaduto Jacareí, 100 – Bela Vista) Informações pelo telefone: 11/3208-3977

BEISEBOL

Sudoeste conquista título do 24º Campeonato Brasileiro Inter Seleções Pré-Júnior A Seleção da Sudoeste (Ibiúna) sagrou-se campeã do 24º Campeonato Brasileiro de Beisebol Inter Seleções Pré Júnior, competição disputada nos dias 17 e 18, no Nikkey Clube de Marília, com a participação de dez equipes. A segunda colocação ficou com a Seleção da Capital seguida pelas Seleções do ABC e da Paulista, terceiro e quarto colocados, respectivamente. Na Chave Prata o título ficou com Mato Grosso do Sul enquanto a Seleção da Centro-Oeste faturou a Chave Bronze. Vitor Dói de Moura, da Su-

Torneio Inter Empresas da Liga agita fim de semana

divulgação

Jogadores da Seleção Sudoeste posam para a tradicional foto

doeste, foi eleito o Melhor Jogador do Campeonato, além de 1º Rei do Quadrangular.

Premiação por Equipe Chave Ouro: Campeã: Sudoeste; Vice: Capital; 3º Colocado: ABC; 4º Colocado: Paulista Chave Prata: Campeã: Mato Grosso do Sul Chave Bronze: Campeã: Centro-Oeste Premiação Individual 1º Melhor Rebatedor: Fernando Takafuji (.667 Sudoeste) 2º Melhor Rebatedor: Lucas Moya Ventura (.556 Sudoeste) 3º Melhor Rebatedor: Edgard Vieira (.556 Sudoeste) Melhor Empurrador Carreiras: Igor Januário (6 Carr Paulista) Melhor Conquistador Carrei­

ras: Lucas Suguita (7 Carr Paulista) 1º Rei do Quadrangular: Vitor Dói de Moura (1 Hr Sudoeste) 2º Rei do Quadrangular: Danilo Uehara (1 Hr Capital) Melhor Roubador de Bases: Daniel Chibana (3 Bases Capital) Melhor Arremessador: Gustavo Souza (Sudoeste) Arremessador Destaque: Hen­ rique Akagi (Capital) Melhor Receptor: Edgard Viei­ ra (Sudoeste) Melhor Defensor Interno: Thiago Yaginuma (Capital) Melhor Defensor Externo: Matheus Matsumoto (ABC) Jogador Mais Esforçado: Diego Uehara (ABC) Melhor Jogador Campeonato: Vitor Dói de Moura (Sudoeste) Técnico Campeão: Go Kuroki (Sudoeste) Chave Prata - Destaque: Micael da Silva (Mato Grosso do Sul) Chave Prata - Destaque: Rui Santos (Norte Paraná) Chave Prata - Destaque: Rodrigo Arakawa (Sul Paraná) Chave Prata - Destaque: Carlos Okuyama (Central) Chave Bronze - Destaque: Oliver Kobayashi (Centro – Oeste) Chave Bronze - Destaque: Maria Eduarda Esteves (Noroeste)

O tênis de mesa dos países mais evoluídos neste esporte, como a França, Alemanha, Japão e China, têm todo seu trabalho voltado para a Liga Nacional de Equipes, portanto, contratam atletas com altos salários para defenderem seus times. Por este motivo, toda estrutura de eventos é focada na construção de um grupo forte e assim representar sua cidade, clubes, etc. No Brasil, e em especial aqui no Estado de São Paulo, este modelo não é seguido e focam apenas nas competições individuais, fugindo dos padrões de sucesso mundial. Por isso a Liga Nipo-Brasileira, tenta, mais uma vez, conscientizar nossos dirigentes de que os torneios de equipes precisam ser valorizados e organiza pelo terceiro ano consecutivo, a Liga Nipo de Equipes, nos moldes europeus. Neste sábado, dia 24, no Aceas Suzano, às 8h40, com entrada franca, teremos o qualify, que classificará mais 4 equipes para a Primeira Divisão principal em 2012. Já estão classificados: Hiro Ateme, Unione Casa Verde, Black Rinno Bunka SBC e Ricoy Represa. Campeonato Mundial de Equipes – A Delegação Brasileira já se encontra na Europa para a preparação e aclimatação, visando uma boa participação no 51º Campeonato Mundial em Dort-

mund, na Alemanha, de 25 de marco a 1º de abril. Gustavo Tsuboi, Cazuo Matsumoto, Hugo Hoyama, Thiago Monteiro, Hugo Calderano, Ligia Silva, Jéssica Yamada, Caroline Kumahara e Katia Kawai, vão em busca do objetivo de entrar para a Primeira Divisão mundial. Atualmente, tanto no masculino como no feminino, o Brasil pertence à Segunda Divisão. No total, são 24 países na 1ª, 24 na 2ª Divisão, 24 na 3ª e o resto dos países na 4ª Divisão. Serão 120 países presentes, somando 871 atletas e 190 técnicos. Cobertura – O editor/ colaborador do Jornal Nip­ pak, engenheiro Marcos Yamada, especialista na modalidade estará presente na competição enviando notícias ao vivo em seu blog, somando em Dortmund 16 participações em Campeonatos Mundiais da ITTF, 1991 - Chiba JPN, 1993 - Gothemburg SWE, 1995 - Tianjin CHN, 1997 - Manchester ENG, 1999 Eindhoven HOL, 2000 - Kuala Lumpur MAL, 2001 Osaka JPN, 2003 - Paris FRA, 2005 - Shanghai CHN, 2006 Bremen GER, 2007 - Zagreb CRO, 2008 = Guangzhou CHN, 2009 - Yokohama JPN, 2010 - Moscow RUS, 2011 - Rotterdam HOL e 2012 Dortmund GER. Acompanhe também os vídeos na páina da Federação Internacional www.ittf.com (Marcos Yamada)

COLUNA AKIRA SAITO

Sacrifícios “Todo objetivo exige máxima dedicação e com ela sacrifícios que só serão válidos no final de nossa jornada se forem conquistados com o coração e com a alma” Pessoas vivem sem objetivos. Não sem desejos, mas sem objetivos. Muitos caminham sem saber para onde ir e nem onde querem chegar. Outros ficam paralisados vendo as pessoas passarem. Penso que para se ter um objetivo é preciso estar disposto a assumir com ele os sacrifícios que serão necessários para sua conquista. Acredito também que para muitas pessoas seja mais fácil sobreviver sem ter objetivos, pois isso significa não ter compromissos consigo mesmo e esperar que as coisas aconteçam. Acredite em si mesmo, não desista, não reze para não se ter obstáculos e sim para que se tenha forças para superá-los sempre. Se cair, levante. Tenha sempre em mente que para se desistir de algo existem muitas desculpas, mas que para conquistar o seu obje-

tivo, você só precisa de um bom motivo. Antes de se vencer qualquer coisa, é preciso pensar como um vencedor. Ninguém nunca foi ou será lembrado por uma conquista valiosa tendo atitudes medíocres. O sacrifício é necessário para se obter uma conquista digna, não pense em conseguir sem superá-lo. Meu Sensei sempre me dizia: “Se há duas formas de se realizar algo, e se quer fazer da forma correta, não escolha a mais fácil”. Nada acontece por acaso e nós previamente escolhemos o que queremos. Objetivos grandiosos exigem sacrifícios compatíveis. Objetivos pequenos exigem pouco esforço. Tudo depende do que se quer. Espero sinceramente que todos desejem os grandes sacrifícios, para que assim conquistem grandes objetivos. Contribuir para transformar o mundo em um lugar melhor é uma obra grandiosa e para isso teremos que fazer um grande trabalho..... GANBARIMASHOU!!!!!

*Akira Saito, professor e praticante de Budo há 32 anos, morou no Japão de maio de 1990 a setembro de 1996, onde treinou karate sob a tutela do Hanshi Konomoto Takashi - 9º dan, graduando-se até o 3º Dan e tornando-se instrutor da matriz na cidade de Sagara-cho e das filiais das cidades de Hamamatsu-shi e Hamakita-cho até o retorno ao Brasil. Contato Facebook: http://facebook.com/akirasaito.karate Twitter: http://twitter.com/AkiraSaito E-mail: akira.karate@gmail.com


JORNAL NIPPAK

12

22º BAZAR BENEFICEN­ TE DA ACREC – O 22º Bazar Beneficente da Acrec (Associação Cultural, Recreativa e Esportiva Carrão) realizado nos dias 10 e 11 de março, atraiu visitantes de diversas localidades da capital e do interior de São Paulo que compareceram para prestigiar o evento e adquirirem diversos artigos nacionais e importados, expostos por centenas de bazaristas. Também puderam apreciar a exposição de Ikebana e no setor de alimentação, enormes filas se formavam para saborearem o Udon, Yakissoba, Tempurá, Dorayaki, Obento e o tradicional churrasquinho. No domingo, dia 11, o pre-

sidente da entidade, Nelson Nishiguchi, fez um pronunciamento em português e o vice-presidente Morio Abe, discursou em japonês, lembrando um ano da tragédia que abalou o Japão. Um clima de emoção tomou conta dos presentes quando, exatamente

São Paulo, 15 a 21 de março de 2012

às 14h46, todos os trabalhos foram paralisados e foi prestado 1 minuto de silêncio em homenagem às vítimas e seus familiares para que continuem tendo forças para suportar a dor das perdas e para a rápida reconstrução do Japão. (Fotos e texto: Vera Nishitani)

Exposição de ikebana dos alunos da Acrec atraiu diversos visitantes.

Nelson Nishiguchi presidente da Acrec, recepciona a diretoria da Associação Itaim Paulista

Senhoras do Fujin Bu prepararam deliciosos dorayaki.

Arte – Inaugurada a Praça Paulo Kobayashi com novo painel intitulado “Floresta Urbana”, no cubo, ao lado da Câmara Municipal de São Paulo, na manhã do domingo (11), no centro de São Paulo. O evento teve apresentação dos grupos Rádio Taisô, Liberdade, Praça da República, Parque Trianon, Praça João Mendes, Saúde e Jabaquara. Também contou com as pre-

Visitantes do 22º Bazar Beneficente da Acrec

Diretoria da Associação de São Miguel e Jorge Miyahara (assessor do deputado federal Junji Abe), prestigiaram o bazar.

PESCARIA

senças do presidente da Câmara Municipal de São Paulo, José Police Neto, Victor Kobayashi (presidente do IPK e filho do Paulo Kobayashi), Luis Masao Aoki (presidente da Federação do Radio Taisô). A arte foi grafitado pelos artistas Nick, Does, Feik, Evol, Snek, e Max, com direção de arte e curadoria do graffiteiro Binho Ribeiro. Fotos: Luci Júdice Yizima

Equipe Tucunaguisa comemora 10 anos pescando tucunarés

Keiko, Junji Ikemori, Keiko Okada e Chiyue Abe

A entrada da Acrec repleta de visitantes

Comemoração – Na noite do dia 10 de março, a cantora japonesa Yoko Hara fez uma apresentação no churrasco de confraternização que é realizado mensalmente pela Comunidade Evangélica Luterana Congregação Japonesa de São Paulo, onde está hospedada na Liberdade. O encontro foi animado com música Brasileira, muito samba da passista Nobue Sakai (Joe), quitutes da Kimie Sakaguchi, Alice Sano, Yumiko Tokuhiro, sensei Hirotaka Tokuhiro, Hiroyuki Sunazuka, entre outros. Foto: Luci Júdice Yizima

Yuriko, Missako, Aiko, Vera, Ninomiya e Tereza.

Orita (e), assessor do deputado Hélio Nishimoto

A equipe Tucunaguisa foi formada por associados da Associação Naguisa há exatamente 10 anos atrás, criada e coordenada por Jorge T. Mori. Com o objetivo de pescar tucunarés e se divertirem, vem realizando pescarias, no início, semestralmente e nos últimos anos, anualmente, viajando para lugares distantes sempre com a Van de um deles (Lourenço Nakagawa) que foi devidamente adaptada para essas ocasiões, com uma mesa para carteado, com porta-copos e porta-fichas fixas para que os participantes possam ir jogando desde São Paulo até o destino. Repetindo o que vêm fazendo nos últimos 5 anos, a equipe Tucunaguisa realizou uma nova pescaria na represa de Serra da Mesa, situada na Chapada dos Veadeiros em Goiás, durante a semana de carnaval (fev/2012). A pousada utilizada (Pousada Rancho da Ni) fica situada na Colinas do Sul. Essa represa está, desde o ano passado, em fase de aumento no volume de suas águas até atingir a cota (prevista) de 460,5m. Sabe-se que em fevereiro do ano passado a sua cota estava em 450,55m. Coincidência ou não, com o aumento das águas, os tucunarés estavam mais no fundo, atacando menos na superfície. Foram 4 dias de pescaria realizada pelos 8 integrantes da equipe tucunaguisa: Eduardo (ìndio) Kawaguchi, Io-

jorge mori

Na foto, fisgando um tucunaré. Nos detalhes, de esq/dir: Eduardo (Índio), Norio, Tsuji, Takano, Mori, Lourenço, Yukitoshi e Zukeran.

trar o “troféu” de cada um. Colheres também foram utilizados com sucesso, o que indica que os peixes estavam realmene, mais no fundo. Alguns exemplares de 1,5 quilos foram emTsuji com um tucunaré de 4 quilos. barcados para o chichico Takano, Lourenço preparo de sashimis, ceviNakagawa, Norio Miyahara, ches, missoshirus e grelhaYoshitomo Tsuji, Yukitoshi dos para o reforço do jantar Yoshimura, Teoken Zukeran da pousada, para a alegria de todos. Entretanto, os que não e Jorge T.Mori. Foram 4 dias de boa pes- foram para o consumo, foram caria, utilizando-se de iscas de todos soltos após a captura, fundo e meia água na maioria deixando longe a época em das vezes e capturando-se pei- que os pescadores voltavam xes de 4, 3,5 e 3 quilos entre com caixas de isopor abarroos maiores, que foram soltos, tados de peixe. (Por Jorge Mori) após as fotografias para regis-

Encontro de xarás: No centro (sem camisa) Jorge Índio Tashiro de Brasília, ao lado de Eduardo Índio Kawaguchi da Naguisa, tendo à esquerda, Takano que preparou as delícias (sashimi, ceviche, missoshiru, peixe grelhado).

Teoken Zukeran, Eduardo Índio Kawaguchi, Norio Miyahara, Yukitoshi Yoshimura, Lourenço Nakagawa, Iochichico Takano, Yoshitomo Tsuji e Jorge Mori.

JORNAL NIPPAK - 22 A 28/03/2012  

JORNAL NIPPAK - 22 A 28/03/2012

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you