Page 1


Fortaleza Olhe para dentro, tente imaginar. Um mundo perfeito, feito pra você. Que está bem no centro para imperar. Todos os segundos que acontecer. Esse seu império que é maravilhoso, De água cristalina e ar fresco e puro. Flores que exalam os cheiros mais gostosos. Árvores que geram os frutos mais maduros. Lá ninguém se preocupa com a sua idade. E o que vale mesmo é a sua cabeça. O lugar que mora a tranquilidade, E onde se constrói a sua fortaleza. E lá você é forte, é o imperador! E a mais perfeita é a sua mulher. Que vai até a morte pelo seu amor, E faz de tudo o que você quiser. Mas, se for difícil de imaginar, No que está por fora da nossa razão, Não é impossível, é só acreditar. No que não é sonho, é o seu coração!

hugo lopes


03

www.paginacultural.com Junho de 2012

Editorial

O jornalista e produtor cultural Carlos Guimarães é o nosso entrevistado do mês de junho. Com grande experiência em cultura, principalmente em shows musicais e teatrais, ele nos conta sua trajetória nos palcos da vida e nos bastidores também. Esta edição traz ainda boas novas para personalidades da cultura local, com notícias de um projeto quase pronto para ser lançado que promete movimentar o cenário. Indicamos também o tão esperado show do O Rappa, que acontece este mês na cidade.

06 - Entrada Franca 11 - Teatro 15 - Artes 16 - Exposições 23 - Turismo 25 - Entrevista 28 - Internet 30 - Agenda 33 - Oficinas 35 - Humor Guia Página Cultural Mensal / 5 mil exemplares / Gratuito Direção Geral: Sérgio Evangelista Editora: Jornalista Lilian Guedes Programador Web: Wisley Aguiar Comercial: Hugo Lopes (34) 8801-5273 E-mail: contato@paginacultural.com.br

"Produção Cultural em Uberlândia" abre portas para o debate e a reflexão. Página 28.


Toda Terça

www.paginacultural.com Junho de 2012

04

Rock’n roll bem no centro de Uberlândia Terça-feira é dia de Rock'n Beer! No coração da cidade, o ponto ideal para relaxar ao som do legítimo rock'n roll, cerveja gelada, boa comida e ambiente de um autêntico Pub Irlandês. As primeiras 80 pessoas não pagam ingresso, apenas o consumo mínimo de R$15,00. Quem chegar depois, paga R$5,00 de ingresso, não revertidos em consumo. Para boas conversas e cervejas especiais No centro de Uberlândia. Abertura da casa: 18h00 Av. Floriano Peixoto, 18 - www.rocknbeer.com.br


05

www.paginacultural.com Junho de 2012

Toda Sexta

Place Colline: Happy hour com o melhor da MPB No Place Colline Café Bistrô, o bom gosto e a descontração estão em perfeita harmonia para você passar momentos agradáveis em um espaço diferenciado com opções para aguçar todos os seus sentidos. E, para um fim de tarde bem gostoso, todas as sextas o Place Colline apresenta um happy hour especial com os melhores músicos da cidade. Sempre a partir das 18 horas. Av. Nicomedes Alves dos Santos, 1500 Bairro Morada da Colina - (34) 3215-7798


Entrada Franca

www.paginacultural.com Junho de 2012

06

Festa Junina do Mercado Municipal

As Festas Juninas ou Festas dos Santos Populares, são celebrações que acontecem em vários países sempre no mês de junho. As festas juninas são multiculturais. A música e os instrumentos usados estão na base da música popular e folclórica portuguesa e foram trazidos para o Brasil por imigrantes. As roupas ‘caipiras’ são uma referência ao povo campestre português e brasileiro e ao seu modo de vestir. As decorações com enfeites de papel, balões e pólvora foram trazidos da Ásia. Em razão da época propícia para a colheita do milho, as comidas feitas de milho integram a tradição, como a canjica e a pamonha. O local onde ocorre a maioria dos festejos juninos é chamado de arraial, um largo espaço ao ar livre cercado ou não e onde barracas são erguidas unicamente para o evento. Nos arraiais acontecem as quadrilhas, os forrós, leilões, bingos e os casamentos matutos. Festa Junina no Mercado Show com Trio Sucupira, barracas de comidas típicas e quadrilha aberta Dia 29 de junho das 19h às 22h Pátio do Mercado Municipal de Uberlândia Rua Olegário Maciel, 255 – Centro


07

www.paginacultural.com Junho de 2012

Música

Cesar Villavicencio em Uberlândia

Acontece entre os dias 25 e 29 de junho o projeto “Co-Labor: Ação!” com Cesar Villavicencio, formado pelo Conservatório Real de Haia, Holanda, pesquisador e intérprete da música dos séculos XVI, XVII, XVIII, música contemporânea e improvisador. Possui doutorado em Música - University of East Anglia (2008), Inglaterra - com a tese "The Discourse of Free Improvisation." Tem trabalhado regularmente na pesquisa e performance com meios eletrônicos interativos e na aplicação de tecnologia na criação de um instrumento híbrido para a performance de música eletroacústica com o apoio da Bolsa Virtuose (1998) e do Instituto de Sonologia de Haia, Holanda. 25 de junho - 14h às 17h30 Mesa redonda: "São os computadores instrumentos musicais?" 26 a 29 de junho - 09h às 11h30 Master class de flauta doce 26 de junho - 15h às 16h30 Palestra: "Uma breve história do ornare" 26 de junho - 19h Concerto de Flauta Doce (Igreja do Rosário). 27 e 28 de junho - 15h às 18h Workshop de Improvisação Contemporânea. 28 de junho - 19h Concerto de Improvisação. Todas as atividades, exceto o Concerto de Flauta Doce, acontecerão no bloco 3M, Campus Santa Mônica, esquina das avenidas João Naves de Ávila e Segismundo Pereira.


Especial

www.paginacultural.com Junho de 2012

08

Museu de teatro de bonecos

O Grupo Faz de Conta e Coletivo Arapuá - Núcleo de Educação, Cultura, Responsabilidade Social e Etnodesenvolvimento, inaugura dia 17 de junho, 16h, o "Museu do Grupo Faz de Conta”. Um espaço lúdico para crianças, professores, pais, artistas, educadores e todos que queiram revisitar a infância e contribuir para a construção de vivências pautadas na cooperação e na cultura da paz. O espaço, criado em parceria com a Prefeitura Municipal de Uberlândia, será utilizado para a exposição do acervo do teatro de bonecos, apresentações culturais, contação de histórias e oficinas temáticas. Museu do Grupo Faz de Conta Rua Marechal Deodoro, 26 - Bairro Fundinho


Teatro Projeto Boca de Cena O Projeto Boca de Cena tem como objetivo fomentar a área de teatro, divulgar e incentivar os trabalhos dos grupos e artistas independentes, residentes em Uberlândia, bem como promover o acesso e a popularização dos espetáculos teatrais e ainda motivar a formação de público. TEATRO PALCO ITALIANO 1 - TRUPE DE TRUÕES “Aladim e a lâmpada maravilhosa” Direção: Paulo Merísio Data: 23/06 – sábado – 20h – Livre Local: Teatro Rondon Pacheco A história de um pobre rapaz e sua mãe que viviam no interior da China. Certo dia, o jovem recebeu a visita de um estrangeiro que dizia ser seu tio. O encontro o levou até uma caverna misteriosa e a uma lâmpada de azeite que mudou sua vida. 2 - LOBOTOMÉDIA CIA DE HUMOR “As Goianinhas do Acre” Direção: Fernando Prado Data: 24/06 – domingo – 20h – 14 anos Local: Teatro Rondon Pacheco Com um humor ingênuo a dupla sertaneja acreana desenvolve uma grande comédia que, apesar de possuir uma atmosfera tradicional, traz uma linguagem moderna comparada ao stand up e passando pela clownaria. 3 - GRUPO SOBRE PRÁTICAS E POÉTICAS VOCAIS “Botequim” Direção: Fernando Manoel Aleixo Data: 30/06 – sábado – 20h – 12 anos Local: Teatro Rondon Pacheco Em um ambiente de crescente fervor “etílico-filosófico”, diversos personagens, beirando a tipos farsescos, encontram a possibilidade de dialogar com bom humor sobre suas vidas.


www.paginacultural.com Junho de 2012

11

4 - GRUPO GIZ DE TEATRO “As Cadeiras” Texto: Eugène Ionesco Concepção e Direção: Rafael Michalichem Data: 01/07 – domingo – 20h – Livre Local: Teatro Rondon Pacheco Duas figuras que já foram. Já foram grandiosos, elegantes, atraentes, sociáveis, familiares, ágeis... Imersos em ausência e memória, este casal não tem mais que a si próprios e umas cadeiras para inventar alguma presença. TEATRO DE RUA 1 - LUIZ HUMBERTO GARCIA Espetáculo “Gaia” Direção: Abílio Tavares Vivência: 23/06/2012 – sábado – 14h – Livre Espetáculo: 24/06/2012 – domingo – 16h30 Local: Praça dos Buritis – Bairro Minas Gerais Ônibus: A 234 Gaia é um espetáculo poético e divertido que, através de seu protagonista – o palhaço Sapiens e utilizando elementos da mímica e do teatro de objetos, apresenta de forma original uma reflexão a respeito da relação do ser humano com a vida em nosso planeta. 2 - COLETIVO TEATRO DA MARGEM “A Saga no Sertão da Farinha Podre” Direção: Narciso Telles Vivência: Local: CAPAJÁ - Centro Assistencial Pai Joaquim de Angola. Rua: Serra Gradaus, 467 – Bairro São Jorge Data: 02/06/2012 – sábado – das 09 às 12h Espetáculo: Data: 03/06/2012 – domingo – 17h – Livre Local: Praça "Sem Nome" na Rua Dólar com a Rua João Antônio Teixeira, e Rua do Dinar com a Rua do Cruzado (próximo ao Centro Cultural Moçambique Estrela Guia - Bairro São Jorge Após a expulsão dos artistas que passavam em caravana pelo Sertão da Farinha Podre com a apresentação do espetáculo Antígona de Sófocles, heco ndon Pac um estouro de boiada guiado por Teatro Ro Dumont, 517 s um profeta desenterra os momentos Rua Santo 35-9182 inscritos no tempo e no solo seco ) 32 Fone: (34 do Sertão da Farinha Podre.


Teatro

www.paginacultural.com Junho de 2012

12

As Bruxas do Mandriões

O espetáculo “As Bruxas” é uma adaptação feita por Luiz Leite da obra “As Bruxas de Salém” de Arthur Miller e conta com a direção de Yaska Antunes. A trama da peça refere-se ao julgamento, condenação e enforcamento de pessoas inocentes numa comunidade protestante dos EUA em nome de Deus e da Santa Fé, mas motivados verdadeiramente pelos interesses materiais das personalidades proeminentes da cidade. O significado metafórico do tema abordado aparece pelo jogo de associações entre dois períodos históricos, distantes no tempo, mas próximos pela exacerbação de perseguições e instauração do terror dentro da comunidade. No ano de 1692, o vilarejo de Salém, em Massachusetts (Nova Inglaterra) é envolvido em um fenômeno de histeria coletiva que culmina nos históricos “Julgamentos de Salém”, o autor Arthur Miller busca nestes fatos reais a metáfora para abordar a perseguição que sofreu no período macartista durante as décadas de 1940 e 1950, nos Estados Unidos. Após encontrar sua filha e sobrinha dançando na floresta, o Reverendo Parris convoca um especialista em artes demoníacas, o que gera grande desconfiança da comunidade de que se trata de feitiçaria. É instaurado um tribunal onde Estado e Igreja completam-se em um poder inquestionável. O grupo “Mandriões De Teatro” é composto por alunos e ex-alunos do Curso de Teatro da Universidade Federal de Uberlândia. As Bruxas - Grupo Mandriões de Teatro 22 de junho - 19h30 Rua Santos Dumont, 517 Fone: (34) 3235-9182


13

www.paginacultural.com Junho de 2012

Leia

A arte de ser leve Título: A arte de ser leve Autor: Leila Ferreira Editora: Globo Preço: R$34,90 Páginas: 280 A autora discute, de forma inteligente, simples e divertida, temas como gentileza, bom humor, desaceleração e felicidade. A partir de inúmeros depoimentos, Leila Ferreira reflete sobre a possibilidade de se viver de forma menos complicada, enfim, de se viver com mais leveza. A arte de ser leve traz histórias e impressões tiradas de observações diárias informais da autora, conjugadas com pesquisas da área da psicologia, sociologia e medicina. O objetivo é transformar os hábitos e valores cotidianos atuais em busca de qualidade de vida, senso de humor e tranquilidade para desfrutar o que aparece no caminho. “São escolhas diárias que fazemos, pequenas e grandes escolhas: como vou tratar este colega? Vou respeitar ou não meus funcionários? Vou passar duas horas reclamando da vida para os meus filhos? Esta minha cara fechada é algo que alguém merece ter por perto? Até quando vou impor meu azedume a quem me cerca? Quando foi a última vez que tentei ser uma pessoa melhor, mais generosa e delicada, menos amarga ou agressiva? São perguntas que podemos, ou devemos, nos fazer cotidianamente – pequenos exercícios em prol da leveza e da tão falada qualidade de vida.”


Artes


George Thomaz Cursou a Faculdade de Belas Artese a FAAP (Fundação Armando Álvares Penteado) em São Paulo. Fez sua primeira exposição aos 20 anos de idade na galeria Lançarte, com direito a release feito por Fábio Magalhães, ex-diretor da Pinacoteca do Estado e do Masp. George também foi ilustrador da Folha de S. Paulo, designer do Departamento de Cenografia e Artes da TV Cultura e professor de Desenho Gráfico e Fotografia no curso de Artes Visuais da Universidade Federal de Uberlândia. Trabalha com Design Gráfico Ambiental e Impresso voltado para a identidade visual de empresas. O trabalho apresentado aqui tem sido fruto de uma prática estética simples, como rabiscos nas margens dos cadernos escolares, que assumiram escalas diferentes, proporções escultóricas, despudoradamente pop e decorativo. https://www.facebook.com/george.thomaz2

15

Fotos: Umberto Tavares

www.paginacultural.com junho de 2012


Exposições POR UM FIO, MEMÓRIAS DE CHUVA e “PERFORMANCE E VÍDEO” Artistas Paulo Faria, Matias Monteiro e Beth Moises Até 16/06 de segunda a sexta das 8h30 às 17h Museu Universitário de Arte - MUnA Praça Cícero Macedo, 309 - Bairro Fundinho MINIATURAS Artista Alberto Ferreira Até 28/06 de segunda a sexta das 12 às 18h Casa da Cultura - Praça Coronel Carneiro, 89 - Bairro Fundinho TRAMAS DE IMAGENS e MAR DE PAISAGENS Artistas Rosane Borges e Túlio Marquez Até 29 de junho de segunda a sexta das 10h às 14h Galeria Virmondes - Rua Melo Viana, 74 Bairro Martins - (34) 3235-8933 | 8805-7746 SÃO MOMENTOS Fotografias de Isabela Lima Até 15 de junho de segunda a sexta das 13h às 18h Atelier/Galeria Hélvio e Adélia Lima - 20h Rua Felisberto Carrejo, 204 - Bairro Fundinho - (34) 3234-1369 REMINISCÊNCIAS Artista Camila Lacerda Até 29/06 de segunda a sexta das 12h às 18h Oficina Cultural de Uberlândia Pça. Clarimundo Carneiro, 204 - Bairro Fundinho O QUE RESTA DOS NOSSOS AMORES? Artista Maria José Carvalho Até 06/07 de segunda a sexta das 12h às 18h Galeria de Arte Ido Finotti – Centro Administrativo Avenida Anselmo Alves dos Santos, 600 COLETIVA DE FOTÓGRAFOS Curadoria Tibério França Abertura dia 13 de junho – 20h Até 13/07 de segunda a sexta das 12h às 18h Oficina Cultural - Cultural de Uberlândia Praça Clarimundo Carneiro, 204 MODELAGENS DA MEMÓRIA Artista Lígia Maciel Abertura dia 11 de junho – 20h Casa da Cultura - Praça Coronel Carneiro, 89 - Bairro Fundinho


www.paginacultural.com Junho de 2012

17

Rosane Borges e Túlio Marquez na Galeria Virmondes

Rosane transporta imagens de um lugar para o outro, em um jogo entre o olhar e a técnica. Sobrepõe processos e mescla-os para compor suas “Tramas de Imagens”. Já o olhar de Túlio Marquez trafega em um “Mar de Paisagens” e mostra, através de sua série fotográfica, o litoral brasileiro e africano. Exposições TRAMAS DE IMAGENS e MAR DE PAISAGENS Artistas Rosane Borges e Túlio Marquez Visitação até 29 de junho de segunda a sexta das 10h às 14h Galeria Virmondes - Rua Melo Viana, 74 - Bairro Martins Informações: (34) 3235-8933 – 8805-7746


Regional

www.paginacultural.com Junho de 2012

20

Festival Nacional de Viola

O II FeNaCruPe – II Festival Nacional de Viola de Cruzeiro dos Peixotos – visa incentivar a atual produção musical independente executada com a Viola de dez cordas. Isso porque ela é hoje um dos instrumentos de maior importância e reverência no Brasil. Sendo assim, sua valorização e difusão é imperativa. Ainda que seja sob os auspícios da música caipira ou com traços sonoros de modernidade e inventividade do sertanejo, do pop ou do rock, enfim, independente do gênero ou do estilo musical, a Viola deve ser o ‘instrumento expressão’ das músicas inscritas no II FeNaCruPe. 14 a 16 de junho de 2012 Distrito de Cruzeiro dos Peixotos - Uberlândia - MG Shows, Contação de Causos, Comidas Típicas, Artesanato Atrações: 14/06 Luiz Mazza e Luciano Pedro Paulo e Jota R Apresentação das duplas e violeiros selecionados 15/06 Carlos Mineirão - Contação de Causos Grupo Viola de Nóis Marcos Violeiro e Cleiton Torres Apresentação das duplas e violeiros selecionados 16/06 Violeiros Matutos Ricardo Vignini e Zé Elder Lucas Reis e Thácio Final e premiação


23

www.paginacultural.com Junho de 2012

Museu Municipal de Uberlândia

Turismo

Foto: Alessandro Gomes

O Museu Municipal de Uberlândia está reaberto ao público. Novas exposições podem ser visitadas gratuitamente: 1º piso – “O fazedor e o fazendeiro nas fazendas”, “Lembranças aquecidas do cozer”, “Uberabinha: Uberlândia em formação” e “Casa de Comércio”; 2º piso – “Mostra Temporária: Pequenas Preciosidades”, “Câmara Municipal: fragmentos da história” e “Sala Pedagógica”. O Palácio dos Leões, onde funciona o Museu Municipal foi construído em 1916 e tombado em 1986; já foi a Câmara de Vereadores e o Centro Administrativo. Museu Municipal de Uberlândia Praça Clarimundo Carneiro Bairro Fundinho Segunda a sexta das 8 às 18 horas 2º sábado do mês, das 16 às 20 horas (34) 3214-0068 – museumunicipal@uberlândia.mg.gov.br


Entrevista

Além de jornalista, você é um produtor cultural com grande experiência, tanto na área de eventos musicais quanto teatrais. Conte-nos sobre essa trajetória em Uberlândia. O meu envolvimento com teatro remonta à infância. Fui ator mirim e aspirante a dramaturgo. Escrevia e encenava peças na escola. Cheguei, na época, a ter oportunidades de profissionalização enquanto intérprete, quando participei de um curso onde eu era o mais jovem e a Dona Chiquinha era a mais velha. Fui convidado pra realizar um teste na Rede Globo, pois eles estavam procurando um ator mirim para protagonizar a novela "Meu pé de laranja lima". Mas, declinei do convite e permaneci por aqui. Continuei fazendo teatro. E assim foi até a adolescência. Ao atingir a maioridade, percebi que a profissão de ator era bastante complexa e pedia elementos que eu não tinha muito como oferecer. A minha voz é pequena. Fisicamente eu sou meio tímido. Enfim, acho que superdimensionei o ofício do teatro e


www.paginacultural.com Junho de 2012

25

Carlos Guimarães é jornalista e produtor cultural. Já trouxe centenas de espetáculos e shows musicais na cidade. Foi proprietário de um espaço cultural. Recebeu por duas vezes o Prêmio Municipal de Cultura Grande Otelo, da Câmara dos Vereadores de Uberlândia e uma moção de aplauso da Assembleia Estadual, em Belo Horizonte. É autor de dois livros, "Crônicas do Interior - Retratos de Minas" e "Nau à deriva, o teatro em Uberlândia de 1907 a 2011, sendo este último prestes a ser lançado.

me senti incapaz de realizá-lo da maneira como achava que ele devia ser feito. Passei a investir em outros canais de expressão criativa. Atuei como produtor de TV, agente de viagens, até ingressar no curso de Letras, da UFU, e posteriormente, no curso de jornalismo da Unitri, na época ainda chamada de FIT. Mas, como já dizia Antônio Abumjamra, o teatro é um veneno viciante. Logo descobri a profissão de produtor teatral e comecei a trazer espetáculos e shows para a cidade. Ali, localizei a minha zona de conforto. Descobri que poderia contribuir com a evolução teatral trazendo espetáculos. O primeiro foi o musical Mulheres de Holanda, na virada da década de 1980 para 1990. A partir daí, nomes como Paulo Autran, Bibi Ferreira, Tonia Carrero, Diogo Vilela, Selton Melo, Luiz Mello, Nathália Thimberg, Beatriz Segall, Fernanda Montenegro, Paulo José, Mateus Natchaegaele, Osmar Prado, Nelson Xavier, Paulo Betti, entre centenas de outros vieram à cidade por meu intermédio em quase 200 espetáculos teatrais.


Outra especialidade sua é a aprovação de projetos de lei, em todas as esferas (municipal, estadual e federal). O que é um bicho de 7 cabeças para muita gente, pra você é muito fácil. Isso é experiência ou talento? Não é um bicho de sete cabeças, mas é uma questão polêmica. Sim, abri portas para muitas empresas utilizarem a Lei Federal de Incentivo à Cultura, a Lei Rouanet. Muitos artistas e agentes culturais entraram por essas portas depois. E, para as empresas, a experiência foi tão interessante que algumas delas acabaram constituindo fundações para direcionar e gerir melhor estes recursos, ampliando as propostas de incentivo. O mesmo pode se dizer da Lei Estadual. Na Municipal, participei de várias reuniões e debates para a implantação, antes de ela ser aprovada e tive a honra de realizar o primeiro projeto da cidade utilizando o mecanismo. Mas, sinceramente, não sei se tenho muito orgulho disso. Ao mesmo tempo em que as leis de incentivo tornaram o principal meio de os artistas produzirem, acabaram prestando um desserviço ao setor cultural, pois fizeram desaparecer os chamados "mecenas", que apoiavam a arte por acreditarem na consistência do projeto e não pela mera isenção fiscal. Além disso, a lei burocratizou demais a produção artística e isentou todos os governos da responsabilidade pelos processos culturais da comunidade. Isso sem mencionar o uso indevido e oportunista de pessoas que não percebem a lei como uma maneira de democratização dos acessos. Pessoas que não percebem que o dinheiro empregado, por este caminho, na cultura, não pertence à empresa incentivadora e nem aos governos que assinam os projetos, mas sim ao povo, é dinheiro público. Sonho com o momento em que os artistas não precisem dessas leis para se manterem ou para se expressarem artisticamente.

"Sim, abri portas para muitas empresas utilizarem a Lei Federal de Incentivo à Cultura, a Lei Rouanet."


"Finalmente, poder público e iniciativa privada começam a olhar para o setor e perceber que não basta a população crescer de modo acelerado e construir pontes, viadutos, praças e prédios públicos." Você está lançando um livro que conta a história de mais de cem anos do teatro local. Quando fica pronto? Nos dê uma prévia desse trabalho. Está previsto para ser lançado ainda este mês, se não houver nenhum imprevisto. Foi uma grande emoção realizar este trabalho e fazer descobertas surpreendentes. Conheci personagens do passado que nem imaginava terem existido. E também viajei no passado, nos meus tempos de criança e adolescente quanto eu também era personagem dessa história. Acho que a pesquisa resultou em um trabalho bem interessante. Uma visão panorâmica de um jornalista e de um cidadão que presenciou e presencia parte dessa história. Espero que seja útil para a comunidade. É um trabalho original e inédito. Não foi feito algo parecido. A história, ou pelo menos parte dela, está ali, costurada cronologicamente. Quem se interessar pode se aprofundar na pesquisa de qualquer período. Há quantos anos você lida com a esfera cultural na cidade? Qual a sua impressão sobre a cultura como um todo em Uberlândia nos últimos dez anos? Então, acho que desde sempre, né? Da primeira infância aos tempos atuais. Em alguns momentos completamente absorvido pela cultura local em outros um pouco mais distante, mas nunca deixando de consumí-la. Acho que este é maior prazer. Na cidade, ainda há muito por se realizar, mas vejo o momento atual com bons olhos. Ainda que tardiamente, a evolução cultural começa a se instalar em Uberlândia. Finalmente, poder público e iniciativa privada começam a olhar para o setor e perceber que não basta a população crescer de modo acelerado e construir pontes, viadutos, praças e prédios públicos. Nenhuma cidade é feliz sem uma consistente produção cultural.C


Internet

Produção Cultural em Uberlândia

A partir deste mês o site Página Cultural abre suas portas para o debate e a reflexão sobre a produção cultural em Uberlândia e o reconhecimento de artistas e agentes culturais que não medem esforços para realizá-la. A série trará histórias, pensamentos e opiniões de grandes realizadores da cidade, como Cora Pavan Capparelli, Fernanda Bevilaqua, Grupontapé de Teatro, Moinho Cultural, entre outros que totalizam 24 vídeos postados no site, com espaço para interação dos espectadores e leitores. A série foi viabilizada com recursos da Lei Municipal de Incentivo à Cultura, tendo incentivo do Instituto Alair Martins e Tribanco. A proposta é que os internautas conheçam as pessoas que fizeram e/ou fazem história na cidade e como elas lidam com as adversidades do setor. Com isso, acreditamos, é dada a contribuição de pensar sobre tudo o que está sendo realizado em cada modalidade de expressão artística e o que ainda está por ser feito. O projeto ressalta o comprometimento do Página Cultural com a informação de qualidade e com a democratização dos acessos. Cada vídeo terá duração de cinco minutos, sendo postado um por semana, e ficarão permanentemente no ar, disponíveis, inclusive, para download a quem se interessar.


www.paginacultural.com Junho de 2012

29

"Produção cultural em Uberlândia" é apenas um começo de várias ações que o Página Cultural pretende oferecer à comunidade em seu projeto de expansão. Uma expansão pensada com o único objetivo de tornar-se mais do que uma mera ferramenta de comunicação, mas também um fomentador eficaz de todas as iniciativas, com o propósito prioritário de contribuir com o desenvolvimento cultural da cidade. Esperamos que os internautas curtam, compartilhem e abram o debate!

Direção Geral Sérgio Evangelista Produção Carlos Guimarães Coelho Edição e Fotografia Patrícia Mazan Jornalista Lilian Guedes Programador Web Wisley Aguiar Orientação Jurídica Verena Salomão


Agenda

www.paginacultural.com Junho de 2012

30

Sábado - 09/06

Terça - 12/06

Palco Móvel - Apresentações de Dança e Música - Show com Igor & João Paulo Praça Durval Gomes Xavier - 18h00 Bairro Aclimação Entrada Franca

Recital de Violões da UFU Teatro de Bolso do Mercado - 20h00 Rua Olegário Maciel, 255 Entrada Franca

Festival UFU de Arte e Cultura Teatro Rondon Pacheco - 20h00 Rua Santos Dumont, 517 Fone: (34) 3235-9182 Cineclube Cultura - Mostra Saudades de Elis - Filme: Elis - Na batucada da vida Oficina Cultural - 20h00 Praça Clarimundo Carneiro, 204 Fone: (34) 3231-8608 Entrada Franca Domingo - 10/06 Feira da Gente - Artes plásticas, decoração, vestuário, acessórios, gastronomia e música ao vivo Praça Sérgio Pacheco - 10h00 Entrada Franca Projeto Harmonia - Udi Cello Ensemble Igreja do Rosário - 18h00 Praça Rui Barbosa, s/nº Entrada Franca Festival UFU de Arte e Cultura Teatro Rondon Pacheco - 20h00 Rua Santos Dumont, 517 Fone: (34) 3235-9182

Abertura da Exposição Coletiva Convidados Fototec Curadoria: Tibério França Oficina Cultural - 20h00 Praça Clarimundo Carneiro, 204 Fone: (34) 3231-8608 Entrada Franca Quarta - 13/06 Reunião do Clube Filatélico e Numismático de Uberlândia Casa da Cultura - 19h30 Praça Coronel Carneiro, 89 Fone: (34) 3255-8252 Entrada Franca Abertura da Exposição de Fotografias Peregrinos (Sesc) Curadoria: Ricardo Borges Galeria de Artes do Mercado - 20h00 Rua Olegário Maciel, 255 Entrada Franca Quinta - 14/06 Circuito Double-Música Grupo Nega Soul e Banda Antauen Praça Clarimundo Carneiro - 19h00 Entrada Franca Lançamento do livro "Embates da Razão - mito e filosofia na obra de Giambattista Vico" Casa da Cultura - 20h00 Praça Coronel Carneiro, 89 Fone: (34) 3255-8252 Entrada Franca Foto: Alessandro Gomes


31

Agenda

www.paginacultural.com Junho de 2012

Concertos Tribanco Uberlândia 2012 Duo Gaita e Piano Teatro Rondon Pacheco - 20h00 Rua Santos Dumont, 517 Fone: (34) 3235-9182 Sexta - 15/06 Apresentação da Banda Municipal Terminal Rodoviário - 09h45 Praça da Bíblia, s/nº Entrada Franca Circuito Double-Dança Grupos de Dança Praça Clarimundo Carneiro - 19h00 Entrada Franca Cinema, Jazz & Bossa Show: Saudades de Elis com Panônica Jazz Quarteto Teatro Rondon Pacheco - 20h00 Rua Santos Dumont, 517 Fone: (34) 3235-9182 Entrada Franca Sábado - 16/06 Apresentação da Banda Municipal Mercado Municipal - 11h00 Rua Olegário Maciel, 255 Entrada Franca XI Espetáculo Didático Talentos Centro de Danças Talentos Teatro Rondon Pacheco - 18h e 20h Rua Santos Dumont, 517 Fone: (34) 3235-9182 Circuito Double-Música Grupos Trio Façuá e Quarteto Gafieira Praça Clarimundo Carneiro - 19h00 Entrada Franca Confira a agenda cultural atualizada todos os dias no paginacultural.com

Domingo - 17/06 Feira da Gente - Artes plásticas, decoração, vestuário, acessórios, gastronomia e música ao vivo Praça Sérgio Pacheco - 10h00 Entrada Franca Apresentação da Banda Municipal Praça Sérgio Pacheco - 11h00 Entrada Franca Inauguração do Museu de Bonecos Grupo Faz de Conta Museu de Bonecos - 16h00 Rua Marechal Deodoro, 26 - Bairro Fundinho Entrada Franca Brasil Negro - Wulto's Cia de Dança Teatro Rondon Pacheco - 18h00 e 20h00 Rua Santos Dumont, 517 Fone: (34) 3235-9182 Circuito Double-Dança - Grupos de Dança Praça Clarimundo Carneiro - 19h00 Entrada Franca Terça - 19/06 Recital de Piano - Alunos da Prof. Maria Célia Vieira Casa da Cultura - 20h00 Praça Coronel Carneiro, 89 Fone: (34) 3255-8252 Entrada Franca Sexta - 22/06 Lançamento do livro "Fragmentos do Cotidiano", de Evandro Cerveira Casa da Cultura - 19h00 Praça Coronel Carneiro, 89 Fone: (34) 3255-8252 Entrada Franca


Agenda As Bruxas - Grupo Mandriões de Teatro Teatro Rondon Pacheco - 19h30 Rua Santos Dumont, 517 Fone: (34) 3235-9182 Sábado - 23/06 Palco Móvel - Apresentações de Dança e Música - Show com Igor & João Paulo Praça das Sinfonias - 18h00 Bairro Taiaman Entrada Franca Cineclube Cultura - Mostra Saudades de Elis - Filme: Elis - Doce de pimenta Oficina Cultural - 20h00 Praça Clarimundo Carneiro, 204 Fone: (34) 3231-8608 Entrada Franca Domingo - 24/06 Feira da Gente - Artes plásticas, decoração, vestuário, acessórios, gastronomia e música ao vivo Praça Sérgio Pacheco - 10h00 Entrada Franca Jam Session II Teatro de Bolso do Mercado - 17h00 Rua Olegário Maciel, 255 Entrada Franca Forró na Praça - Show: Vanderlan e seu conjunto Praça Sérgio Pacheco/Arena - 19h30 Entrada Franca

www.paginacultural.com Junho de 2012

32

Cineclube Cultura - Mostra Saudades de Elis - Filme: Elis - Falso Brilhante Oficina Cultural - 20h00 Praça Clarimundo Carneiro, 204 Fone: (34) 3231-8608 Entrada Franca Terça - 26/06 Show Reconvexo - Homenagem aos 70 anos de Caetano Veloso, com Carlos Augusto, Carolina Tannús e Pricila Gatti + Participação especial de Sofia Biasi + Músicos convidados: James Newton, Cicerus Cajuzinho e Eduardo Gringo Teatro de Bolso do Mercado - 20h00 Rua Olegário Maciel, 255 Concerto Sinfônico - Conservatório Estadual de Música Cora Pavan Capparelli Teatro Rondon Pacheco - 20h00 Rua Santos Dumont, 517 Fone: (34) 3235-9182 Quarta - 27/06 Afrocine - "Preciosa - Uma história de esperança" Oficina Cultural - 20h00 Praça Praça Clarimundo Carneiro, 204 Fone: (34) 3231-8608 Entrada Franca Quinta - 28/06 Conversa de Roda - Juventude Negra: Desafios e conquistas Oficina Cultural - 19h30 Praça Clarimundo Carneiro, 204 Fone: (34) 3231-8608 Entrada Franca Foto: Alessandro Gomes


33

Agenda

www.paginacultural.com Junho de 2012

Sexta - 29/06 Encontro Literário - Grupo Poeima (UFU) Casa da Cultura - 14h00 Praça Coronel Carneiro, 89 Fone: (34) 3255-8252 Entrada Franca Espetáculo Didático Aula Demonstrativa SESI (Serviço Social da Indústria) Teatro Rondon Pacheco - 18h e 20h Rua Santos Dumont, 517 Fone: (34) 3235-9182

Oficinas Gratuitas

Festa Junina no Mercado Show com o Trio Sucupira, barracas de comidas típicas e quadrilha aberta Pátio do Mercado Municipal - 19h30 Rua Olegário Maciel, 255 Entrada Franca Domingo - 01/07 Feira da Gente - Artes plásticas, decoração, vestuário, acessórios, gastronomia e música ao vivo Praça Sérgio Pacheco - 10h00 Entrada Franca Oficina Cultural de Uberlândia Informações: (34) 3231-8608

Artes Circenses O Mundo Mágico do Palhaço – 11/06 a 11/07 Ministrante Daniel Vieira Brant (Palhaço Bexiga) – 12 anos – 20 vagas Artes Visuais Livro de Artista: Teoria e Prática – 11/06 a 06/07 Ministrante Paulo Faria - 15 anos – 20 vagas Corpo e Expressão Encontro de Gestantes - Parto Humanizado – 14 e 28/06 Ministrante Grupo Bom Parto – Pais e mães gestantes e interessados Dança Oficina Suingue Sangue Bom II - Samba de Gafieira e Forró – 14 a 28/06 Ministrante Maylla Rosa – 15 vagas masculinas e 15 vagas femininas - 16 anos Dança de Salão – Bolero, Forró e Samba – 12/06 a 17/07 Ministrante Maylla Rosa – 15 vagas masculinas e 15 vagas femininas - + 50 anos Música Vivências Musicais – 14/06 a 12/07 Ministrante Janaína Santiago – 16 anos – 20 vagas Literatura Estação da Palavra - Ler e Ouvir com Maturidade – 08 e 22/06 Ministrante Juliana Schroden – comunidade interessada. Histórias e Tramas – 12 a 28/06 Ministrante Maria Inês Mendonça – 16 anos – 15 vagas


Show

www.paginacultural.com Junho de 2012

34

O Rappa em Uberlândia

Depois de longa espera, os fãs uberlandenses do O Rappa, finalmente vão curtir o show da banda na cidade. Sem ritmo definido nem mesmo pela própria banda, que mistura elementos de samba, funk, hip-hop, rap e MPB a uma base de reggae e rock, o carro chefe do O Rappa, pelo qual inclusive a banda se tornou conhecida, é o forte impacto social de suas letras. O show acontece dia 22/06, às 22h00, no Castelli Master. Serviço: O Rappa Data: 22/06, 22h00 Local: Castelli Master Av. Lidomira Borges Nascimento, 6000 Fone: (34) 3224-5300


Guia Junho 2012  

Guia Cultural de Uberlândia, edição Junho 2012.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you