Page 1

P2 / DICAS DE MECÂNICO

P5 / ENTREVISTA

P6 / NA ESTRADA

P8 / DICAS DE PONTO DE VENDA

Ajuste da pressão do ar para sus-

Saiba mais o casal que percorre

Evento fecha 2012 com 10 cidades

A colunista Gabriella Araújo abora da

pensões RST

diversas regiões do Brasil em

no Norte e Nordeste visitadas.

importância de fidelizar seus clientes.

busca de lazer, saúde e aventura.

Tudo o que você precisa saber sobre a distribuidora que tem tudo o que você precisa

Ano 02

Edição 03

Publicação Bimestral

Marlen Ferreira, manager da equipe LM Bike/Shimano, atletas e o diretor da LM Bike, Henrique Ribeiro

Evento apresentou a equipe LM Bike/Shimano 2013

No dia 25 de janeiro, em Lagoa da Prata/

dependências da empresa através de uma

chega como grande reforço para a equipe,

MG, sede da LM Bike, aconteceu o lança-

visita guiada pelo estoque e setores adminis-

na Elite Feminino. Os atletas terão à sua

mento da equipe LM Bike/Shimano de MTB

trativos. À tarde, no auditório da LM Bike, uma

disposição quadros High One 29 Carbon

2013. O evento reuniu os atletas, diretoria,

equipe da SHIMANO Latin América apresentou

desenvolvidos exclusivamente para esta tem-

colaboradores da empresa, jornalistas vindos

para os convidados, os equipamentos dis-

porada, grupo Shimano XTR, Rodas Shimano,

das publicações mais importantes do setor,

poníveis para os atletas da equipe.

Suspensão RST Champ e Pneus Geax Saguaro 29, distribuídos exclusivamente pela LM Bike.

impressa local e familiares. Em 2013, a equipe LM Bike/Shimano será

O resultado disso é uma bicicleta com aproxi-

A programação do lançamento contou com

composta por: Renê Silva na categoria Juvenil

madamente 9 kg.

atividades durante todo o dia. Pela manhã,

Masculino, Marcelo Cândido e Gustavo Ricardo

a impressa foi convidada a conhecer as

na Elite Masculino e Isabella Lacerda, que

>> Continua na página 03


EDITORIAL

Dicas de Mecânico

O Giro LM Bike chega ao seu segundo ano trazendo ainda mais novidades para você. Reparem que todo nosso conteúdo é pensado e redigido na expectativa de poder lhe ajudar a melhorar suas vendas, através das informações cuidadosamente levantadas sobre nossos produtos e serviços.

Primeiro Passo

A matéria de capa traz uma cobertura completa do lançamento da equipe LM Bike/Shimano 2013, com fotos e depoimentos dos envolvidos neste projeto. Na seção ENTREVISTA contamos com a participação mais que especial do famoso Casal 20, que percorre diversas trilhas do Brasil divulgando o prazer do cicloturismo através do carisma de Cido e Rose. A coluna história de sucesso viajou até o sul do país para contar a história Jorge Hamilton Turnes, proprietário da Tribo das Bikes e um apaixonado pelo mundo das “magrelas”. A publicitária Gabriela Araújo está de volta com a coluna Dicas de Ponto de Venda e nos brinda com um interessante texto sobre a importância do marketing boca-a-boca. E fique atento! Nesta edição tem uma super promoção que vai estimular sua criatividade e poderá premiá-lo com um brinde exclusivo. Participe! Novamente, deixamos aqui o convite para que você participe do Giro LM Bike nos contando sua história de sucesso ou relatando algumas lembranças engraçadas e curiosas. Sua loja poderá estar em destaque na próxima edição do GIRO LM Bike. Os interessados devem encaminhar seu material para este e-mail: marketing@lmbike. com.br. Sugestões de matérias e apreciações também podem ser enviadas para o mesmo endereço.

Ajuste da pressão do ar para suspensões RST

Verifique o tamanho do curso da suspensão.

Segundo Passo Instale um zip-tie (abraçadeira de nylon) em um dos lados da bengala e desça-o até que o mesmo encoste-se ao retentor. Sente-se na bicicleta em posição normal e não aplique força sobre a mesma. Se necessário, segure em uma parede para manter o equilíbrio. Para maior segurança recomenda-se que você esteja usando o seu equipamento de segurança.

Terceiro Passo Desça da bicicleta e meça a distância entre o ziptie e o anel retentor. Este é o valor do SAG (veja na imagem ao lado). O valor ideal do SAG recomendado deverá ser de 15% à 25% do máximo do curso. Se a distância for menor que 15% do máximo do curso, significa que o garfo está muito rígido (é preciso diminuir a pressão do ar). Se a distância for maior que 25%, significa que o garfo está muito macio (é preciso aumentar a pressão do ar). Para diferentes tipos de terrenos, ciclistas e pilotagens é possível realizar ajustes de pressão dentro do percentual de 15 a 25% do curso.

Responda a pergunta:

Boa leitura!

EXPEDIENTE LM COMERCIAL E DISTRIBUIDORA CNPJ: 70.963.418/0001-80 Rua Maria Guimarães, n. 1020, B. Maria Fernanda I Lagoa da Prata - Minas Gerais - CEP: 35590-000 Tel.: 0800 970 4044 - email: faleconosco@lmbike.com.br Redação, arte, diagramação: Equipe Marketing LM Bike Tiragem: 10 mil exemplares Distribuição: Gratuita e dirigida Impresso em papel reciclato

Envie sua resposta e seus dados (nome do participante, nome da loja, endereço completo e telefone) para o e - m a i l : m a r k e t i n g @ l m b i k e. co m . b r, até o d i a 3 1 / 0 4 / 2 0 1 3

As uma

20

melhores respostas ganharão

bola de futebol exclusiva da CST

Participe! Página 2


LM Bike

em 2013

lança sua equipe de MTB Pela primeira vez, o lançamento da equipe aconteceu na sede da LM Bike, o que propiciou a participação de todos os colaboradores

A bicicleta da equipe em 2013 pesa aproximadamente 9 kg

O colaborador da LM Bike, Alecsandro Noronha, assisitrá uma etapa da CIMTB com todas as despesas pagas

A equipe chega como uma das grandes favoritas

Henrique Ribeiro, diretor da LM Bike, durante

aos pódios nas principais provas de 2013. Marlen

o discurso de lançamento da equipe, reafirmou

Ferreira, manager da equipe e um dos respon-

seu compromisso com a importância do projeto.

sáveis pelo sucesso do projeto, reforça a importân-

“Nosso objetivo maior não é somente ser a melhor

cia dos atletas regionais receberem um investi-

equipe e sim dar o melhor que temos. E mesmo

mento tão alto por parte dos patrocinadores. “Nós

que não sejamos o melhor time, saber que fizemos

poderíamos ter buscado os principais nomes do

isso com prazer e dedicação, já fez valer a pena”.

MTB no país, mas optamos pelos grandes nomes da nossa região”, define ele. Marlen ainda lem-

Durante a apresentação dos atletas para os colab-

bra que um dos principais objetivos da equipe é

oradores da empresa, foi sorteada uma viagem

garantir que um dos atletas consiga uma vaga nas

com todas as despesas pagas para assistir a primei-

Olimpíadas. “Uma das nossas principais metas é

ra etapa da Copa Internacional de MTB no Grande

buscar uma vaga olímpica para o Brasil, que é um

Hotel Araxá, um dos mais tradicionais de Minas

projeto de longo prazo. Além de mostrar o valor

Gerais. O vencedor foi Alecsandro Bezerra Noronha,

do nosso esporte, sempre respeitando os atletas

que trabalha na equipe de logística da LM Bike e

e os patrocinadores. Por isso que contamos com a

poderá levar um acompanhante na viagem.

importância de duas grandes e respeitadas empresas do mercado, como a LM e a SHIMANO”, conta o manager da equipe que também representará a cidade de São Caetano do Sul nos Jogos Regionais e Jogos Abertos de São Paulo.

Página 3

Para fechar o dia, os atletas e jornalistas foram convidados para um jantar de confraternização para celebrar mais um ano de parceria entre a equipe e a LM Bike.

Evento contou com mais de 100 convidados

A atleta Isabella Lacerda é um dos destaques da equipe em 2013


A Bella...

Foto: Pedro Cury

Isabella Lacerda Atleta da Equipe LM Bike/Shimano

...e a Fera A “Bella” você encontrará nos pódios das principais competições de Mountain Bike do país. Mas, a “Fera” é só na LM Bike, a distribuidora exclusiva dos produtos das marcas Geax, High One e RST e a melhor distribuidora de produtos Shimano.

0800 970 4044 www.lmbike.com.br


Entrevista Casal 20

Há mais de vinte anos juntos, Rose e Cido, mais conhecidos como CASAL 20, percorrem o Brasil atrás de aventura, saúde e um contato próximo com a natureza. A dupla, que também é apoiada LM Bike, nos revela um pouco de sua história nesta entrevista exclusiva. Como vocês se conheceram e há quanto tempo estão juntos? – A primeira vez que nos viemos eu (Rose) estava subindo para ir à missa na Paróquia Santo Antônio, no Bairro Árvore Grande em Sorocaba-SP e ele (Cido) estava descendo uma rua aqui na cidade, de bicicleta, sem segurar as mãos no guidão. Aí, eu pensei “que cara louco”. Pronto, me apaixonei! Dias depois, ele veio me ajudar na equipe de catequese que participo. Desde então, estamos juntos. Ano que vem completará 20 anos. Quando surgiu a vontade de fazer cicloturismo e percorrer diversas regiões do país? – Começamos a pedalar aqui na região, usando a bicicleta como meio de transporte. Então, vimos que éramos capazes de viajar de bike e começamos a estudar roteiros. Nossa primeira cicloviagem foi pelo “Caminho da Fé”, por todo o sul de Minas Gerais em 2009. Qual o passeio de bicicleta mais marcante vocês já fizeram e por que? – Foi o Caminho da Fé. 323 quilômetro em 5 dias de pedal. Como havia já adiantado, foi a primeira cicloviagem que fizemos e a mais difícil, devida a altitude 800 metros. Durante o percurso, acumulamos cansaço físico, mental e emocional. Mas, mesmo iniciantes, cumprimos todas as metas do caminho com muita superação. Foi uma vitória de cada um de nós. Um verdadeiro encontro com nosso “eu interior”. Voltamos de lá fortalecidos espiritualmente e nem acreditávamos no que tínhamos acabado de conquistar. Superação total! Qual a viagem mais longa que já fizeram pedalando? Quantos quilômetros? Quantos dias? – Foi o Circuito do Vale Europeu, em Santa Catarina. Total de 6 dias de pedal com 350 quilômetros percorridos. Página 5

Cido e Rose, o Casal 20

fazemos no dia a dia se reflete, e muito, no meio “ Tudo o que ambiente, seja fazendo reciclagem doméstica ou deixando o carro em casa ”

Em todos os passeios que fazem, vocês parecem sempre estar em contato com a natureza. Qual a importância disso para vocês?

– Bem, nesses dias agitados, de muita poluição e trânsito caótico, optamos por usar a bicicleta como meio transporte diário. Então, aos sábados e nas cicloviagens, procuramos estar mais próximos da natureza e sempre registramos isso em fotos para divulgar a grande importância da conservação do meio ambiente. Nós devemos respeitar mais a natureza. Tudo o que fazemos no dia a dia se reflete, e muito, no meio ambiente, seja fazendo reciclagem doméstica ou deixando o carro em casa. Portanto, procuramos um meio de transporte alternativo, como a bicicleta, que não agride o planeta. Quais os cuidados (equipamentos, alimentação...) vocês indicariam para quem quer começar a viajar pelo país pedalando? – Primeiro, deve-se escolher uma bicicleta apropriada, um pouco mais leve e resistente do que as convencionais. É importante revisar sempre todos os itens. Os que estiverem gastos devem ser substituídos, porque nem sempre por onde pedalamos, encontramos oficinas de bicicleta. A bicicleta precisa estar equipada com bagageiro, alforjes (nada em excesso, só o necessário, porque se não a bike fica muito pesada) e iluminação (lanternas na frente e atrás). As roupas devem ser adequadas para o pedal, não se esquecendo dos agasalhos para as possíveis quedas de temperaturas repentinas e capa de chuva. Capacetes e luvas também são essenciais. Quanto à alimentação, orientamos tomar um café reforçado pela manhã, porque durante o dia não almoçamos, fazemos isso para não atrapalhar no desempenho

do pedal. Geralmente fazemos uma refeição maior no fim da tarde. Também, sempre levamos algum lanche, frutas, barras cereais e proteínas. Água e isotônico, certamente, nunca devem faltar e, durante o percurso, devem sempre ser reabastecidos. Por fim, leve sempre um kit de primeiros socorros com antisséptico, isolante térmico e gazes para machucados simples. Nestas viagens, qual a experiência mais curiosa vocês já passaram? Temos várias! Uma delas, a mais recente, aconteceu lá no Vale Europeu em SC. Estávamos numa região bem serrana e de mata fechada. Em um certo momento da viagem, começamos a nos deparar com anjos de concretos fixados na lateral da estrada. Eram bem grandes e ficavam acima de nossas cabeças! Começou com um, depois dois...que se transformaram em vários! Então, pensamos: como construíram esses anjos aqui? Foi aí que avistamos uma representação enorme, também de concreto, do Cristo Redentor. Ficamos emocionados e naquele momento, nos sentimos abençoados. Como não havia muitos moradores por lá e os poucos que havia estavam nas lavouras, não conseguimos muitas informações sobre os anjos de concreto. Mas uma senhora que falava pouco português, pois o idioma da região é o alemão, nos disse que foi um padre germânico que construiu os anjos após um acidente de caminhão naquele local. E logo acima, nesse mesmo lugar, encontramos uma casa enorme, toda feita de pedra e ainda inacabada. Ficamos admirando o local e logo saiu da parte de traz da casa um casal, que nos contou do seu sonho de fazer a moradia de pedra. Eles nos presentearam cantando uma música de autoria própria, que relatava a sua vinda e de sua família ao Brasil, o que nos emocionou muito.


Na Estrada

Lançamentos

Segunda Etapa fecha o ciclo 2012

LM Bike

As linhas de pneus Geax e Vittoria, representadas pela Mais de 550 convidados prestigiaram o evento

Shimano Latin America e agora distribuídas exclusivamente no Brasil pela LM Bike, são marcas comerciais da Vittoria Group, uma das líderes mundial na

O Na Estrada 2012 terminou sua jornada pelo nordeste brasileiro, realizando eventos em mais 5 capitais (Natal – RN, João Pessoa – PB, Recife – PE, Maceió – AL e Aracajú – SE). Entre os dias 03 e 09 de novembro, mais de 550 convidados tiveram a oportunidade de conhecer melhor as marcas, as novidades e as tecnologias dos produtos da LM Bike.

Felipe Viveiros, televendas da LM Bike que atende o estado de Alagoas e Sergipe, acredita que o Na Estrada trará bons resultados para sua região. “Este evento foi muito importante, pois trouxe muito conhecimento e informações para os meus clientes. Acrediot que muita gente nem imaginava que nossa empresa fosse tão grande assim e principalmente o Na Estrada mostrou que estamos preocupados em trazer produtos de boa qualidade

Esta foi a segunda etapa do evento neste ano. A primeira aconteceu durante o mês de julho e visitou 5 cidades das regiões norte e nordeste do Brasil.

e confiáveis”, diz ele.

Na segunda fase do Na Estrada, também estiveram presentes o gerente de produtos da LM Bike, Juliano Mol Xavier, que apresentou novidades em produtos para 2012/2013 e o gerente comercial, Tiago Vidal, que trouxe dados da capacidade logística da empresa e contou um pouco da história da organização.

produção de pneus e câmaras. Os pneus Geax e Vittoria atendem a todos os níveis de usuários, desde os amadores até os de competição, com destaque para um segmento de pneus tubulares revestidos de algodão (produção anual de 900.000 unidades). A produção total anual da marca é de 7 milhões de unidades.

5 cidades do nordeste receberam o Na Estrada

Uma das grandes novidades da RST para 2013 é o

Todas as cidades desta segunda etapa tiveram a presença dos representantes e dos televendas que atendem a região. Já o diretor da LM Bike, Henrique Ribeiro, esteve nas edições de Natal, João Pessoa e Recife e abriu os eventos falando sobre a expectativa de crescimento do mercado de bicicletas e o foco que a empresa vem dando para o promissor mercado do nordeste brasileiro.

lançamento da suspensão RST Champ, a mais leve da marca no tamanho 29! Pesando apenas 1,61 Kg, a suspensão chega ao mercado brasileiro trazendo uma nova tecnologia de amortecimento (OCR) e trava (RL). Construída em alumínio 7050 e uma liga especial de magnésio, o produto está disponível apenas para freio à disco, com montagem tipo Post Mount. A garantia é Em 2012, foram 10 eventos no total

de um ano. Página 6


COLUNA IMPORTANTE SABER

História de Sucesso Tribo das Bikes - Itajaí - SC “Pense só um pouco: tudo em nossas vidas gira em torno de boas expectativas. Trabalhar com paixão e, a paixão não é trabalhar. É divertimento...”, essas são as palavras do Sr. Jorge Hamilton Turnes, proprietário da Tribo das Bikes, em Itajaí-SC, ao descrever o segredo do sucesso de seu estabelecimento. A loja existe desde 1992 e é reflexo da herança de uma família fortemente ligada ao ramo de bicicletas. “Desde o início de nossas atividades, passei por fases diferentes atendendo públicos diversos. Mas, todos eles foram gratificantes, pois fomos nos moldando à cada um deles e fazendo história. Afinal, para a maioria das pessoas, ganhar ou comprar uma bicicleta, por incrível que pareça, é um evento marcante.”, explica ele. A Tribo das Bikes nasceu em um momento de popularização do estilo Mountain Bike no Brasil. Foi neste período, em que a política econômica facilitou a importação dos produtos ligados à bicicleta. Nesta fase, a loja contava com 2 colaboradores: um mecânico e o próprio Sr. Jorge, um número bem modesto comparado com os 8 colabores que compõe a empresa hoje. “Acredito que de uns 5, 6 anos para cá, o acesso do público em geral às informações técnicas , através de matérias em jornais, TVs, a questão da mobilidade, da qualidade de vida, da saúde e muitas coisas boas que o uso da bicicleta proporcionam estão cada vez mais facilitando os lojistas na venda de produtos de ponta. Isso, na minha concepção, ajuda a conquistar novos mercado”, afirma o proprietário.

ICMS 4% um marco tão significativo agregarmos ao nosso trabalho a questão de vivermos a bike como um estilo de vida que acabamos mudando o nome da loja para Tribo das Bikes, afinal nossa tribo já estava consolidada.” Para o futuro, o empresário espera que este seja apenas o começo de um cenário de grandes oportunidades para a bicicleta no país. “O Brasil está despertando para uma atividade que em muitos outros países foi considerada a única solução. Acho que a virada que a Holanda deu na década de 1970, à respeito do uso da bike, prova e comprova a eficácia dessa opção de mobilidade. É muito importante que se viva, se fale, se mostre e se comprove que andar de bike é “um grande passo” para isso. Só que, para termos êxito total nessa empreitada, vamos ter que fazer nossos governantes dar umas “pedaladinhas” com a gente”, brinca.

A partir desde ano as alíquotas de ICMS para transações interestaduais de produtos importados foram unificadas em 4%, conforme Resolução 13 aprovada pelo Senado em abril deste de 2012. A alíquota se refere a produtos importado ou manufaturado com conteúdo de insumos importado seja superior a 40%. O objetivo da medida, de acordo com os parlamentares, foi solucionar o que ficou conhecido como “guerra fiscal” ou “guerra dos portos”. Outro ponto importante é que o Governo Federal está propondo aos Estados que unifiquem o ICMS para os produtos nacionais nas operações interestaduais, criando assim uma alíquota única para todas as Unidades da Federação. Até 2012, havia duas alíquotas de ICMS interestaduais no país. A alíquota geral é de 12%, mas nas vendas de mercadorias realizadas da região Sul do país, além de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, para os estados do Norte, Nordeste, Centro-Oeste e mais o

Jorge, à esquerda, e parte da equipe da Tribo das Bikes

Espírito Santo, a alíquota cobrada é de 7%. O corte da alíquota para 4% para todos os estados, aconteceria, pela proposta do Executivo, no decorrer de um prazo de oito anos,

Jorge lembra que um de seus maiores diferenciais é ouvir e respeitar a opinião de seus clientes, na busca de soluções para melhorar sua prestação de serviço e oferecer produtos da qualidade. Esse relacionamento de parceria com seus clientes parece ser uma marca forte na empresa. “Isso é consequência da grande paixão pela atividade “andar de bicicleta”. Principalmente quando fazemos isso com pessoas especiais como minha esposa e, como eu costumo dizer, “meus amiguinhos de pedal”. Foi

Página 7

a partir de 2014. A expectativa do governo é de aprovar estas alterações ainda neste ano, segundo o ministro Mantega. A intenção do governo é de acabar com a chamada “guerra fiscal” - concessão de benefícios para que as empresas se instalem Jorge e esposa compartilham da mesma paixão: a bicicleta

em determinados estados do país.

Fernando André Silva Gerente Fiscal LM Bike


O que acontece com seu pedido? 3 ° Passo: Separação de produtos

DICAS DE PONTO DE VENDA Vamos divulgar sua empresa para duas pessoas? Após atrair a atenção do cliente-alvo, como falei na última coluna, é hora de fidelizá-lo. Arrumar o espaço preparando-o com a cor, aroma, música e iluminação adequadas é importantíssimo, mas atender bem é primordial. Estudos mostram que um cliente satisfeito fala da empresa para duas pessoas, já um cliente insatisfeito fala para dez pessoas.

Alan e “Terra” são uns dos responsáveis por organizar o processo de separação de produtos

Após o pedido passar pelo processo de conferência de

reclamações e mostra nossa preocupação em tratar

preços e prazos, ele é impresso e encaminhando para

bem nossos parceiros”, finaliza o líder.

o responsável pelo setor logístico do centro de distribuição da LM Bike. Para explicar melhor sobre esta

Há pouco tempo, a LM Bike passou a contratar

etapa, teremos a colaboração do líder de logística,

mulheres para este serviço, que antes era visto como

Alan Tiago Seara e o encarregado de logística, Elismar

uma tarefa apenas para homens. “Hoje, a empresa

da Silva Santos

conta com 4 mulheres na separação de pedidos. Elas trouxeram um toque feminino, agregando ainda mais

Alan, que está na empresa há quase 2 anos, diz que o

cuidado e atenção na execução das tarefas e com uma

processo de separação exige muita atenção. “É impor-

produtividade bem parecida com a dos homens”. Essa

tante ficar atento quanto à situação dos produtos no

é a afirmação do encarregado de logística, Elismar

estoque para que nenhum separador colete um ítem

da Silva Santos, mais conhecido pelo vulgo “Terra”,

com avaria ou defeito. Nós falamos que o separador

colaborador da LM Bike há quase 8 anos.

tem que pensar como um conferente”, afirma ele que também é um dos responsáveis por auditar os

Terra destaca a atenção que sua equipe tem com cada

pedidos, na busca de qualquer problema que pode

detalhe dos pedidos. “Nós cuidamos para que as mer-

acontecer durante a separação. “Nossa rotina vai além

cadorias sejam separadas corretamente, mantendo o

de separar os pedidos, nós também cuidamos para

estoque sempre certo, para não haver futuros cortes

que as prateleiras estejam sempre abastecidas com

de produtos”. O encarregado de logística é também

os produtos que chegam e diariamente cuidamos da

o responsável por delegar a separação dos pedidos à

limpeza de todo o galpão”, completa.

sua equipe, além de cobrar prazos e resultados. “Nós temos uma política de qualidade que premia aqueles

Os pedidos são sempre separados por ordem de

separadores que produziram mais e cometeram

chegada. Obviamente, o tempo gasto no processo de

menos erros”, explica.

Pergunto: você conhece seu cliente? Ele fala bem da sua empresa? Como você tem trabalhado o atendimento em sua empresa? Seus funcionários estão treinados e motivados para oferecer o melhor? Conhecer seu cliente significa saber quais são seus hábitos de consumo, seu estilo de compra e suas preferências. Com esses dados em mãos tem-se uma base para realizar ações que irão surpreendê-lo: parabenizá-lo pelo seu aniversário, lembrá-lo sobre a compra de um acessório que precisa ser trocado em sua bicicleta, avisá-lo sobre uma novidade que chegou na loja ou presenteá-lo com um brinde. A gestão de relacionamento com o cliente é conhecido como CRM (Customer Relationship Management) e pode ser realizado com o auxílio de um software. Não que uma empresa não possa pensar em CRM sem ter um software, mas ele automatiza todo o processo. Ao adotar tal estratégia a empresa interage com todos os clientes, conhece os seus hábitos, criando eventos, promoções e campanhas direcionadas, torna o atendimento mais personalizado e consegue a fidelização do cliente. O desafio atual é entender o cliente e surpreendê-lo.

separação é específico em cada caso. Mas, em média, algo em torno de 45 minutos é que se gasta em

Após a separação das mercadorias, os produtos

cada pedido. “Nós prezamos muito pela eficiência e

seguem para outro setor da empresa, chamado de

qualidade. Nossos pedidos são separados, conferidos

conferência. Mas isso é assunto para a próxima edição

e embalados com muita atenção antes de chegar ao

do Giro LM Bike. Até lá!

por Gabriella Araújo, publicitária, sóciadiretora da Ori + Usagi (www.oriusagi.com.br)

seu destino final, que é o cliente. Isso evita futuras Página 8

Giro LM Bike Terceira Edição  

Tudo o que você precisa saber sobre a distribuidora que tem tudo o que você precisa

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you