Page 4

15 a 31 de agosto de 2017 - 4

Faleceu dona Conceição Moradora do Guará há mais de duas décadas, dona Conceição Castro, mãe do prefeito comunitário da QE 09/QI 09 faleceu na semana passada após lutar por meses contra uma grave doença. Ela estava em um hospital particular e não resistiu. O enterro foi no Campo da Esperança. A família agradece aos moradores do Guará e amigos pelas manifestações de apoio.

Mais tempo na empresa do que vigiando carros Foi-se o tempo em que era possível ver diariamente o vigia de carros e empresário Adeilson Lobo no estacionamento da Feira do Guará diariamente. Agora ele fica mais na sua empresa, que vende castanhas, do que vigiando carros. Segundo informou, é para ficar mais próximo dos clientes, mas faz questão de dizer que sua jornada como vigia de carros ainda não acabou, e a qualquer momento pode estar atuando na antiga função. Guru da política local, dá as notícias a todo mundo que pela Feira do Guará anda. E olha, não tem um tema que ele não está por dentro.

Faixas publicitárias por todos os lados As famosas faixas publicitárias amarelinhas estão novamente tomando conta das ruas da cidade. Em especial, na Avenida Contorno, a situação anda complicada. Tem finais de semana que é possível contar mais de 100. Cadê a fiscalização?

Por onde anda João Bilola? Ex-agitador cultural no Guará, e também ligado à política, João Bilola não mora mais na cidade e também não pretende ser mais candidato a cargos políticos. Atualmente atua como assessor de uma entidade ligada à Câmara dos Deputados e continua realizando eventos culturais, mas maioria em outras cidades, e não no Guará. Mas diz ter saudade da comunidade local.

Geladeira velha vira painel para propaganda irregular Chama atenção a desordem que está se tornando o Calçadão do Guará. Não bastasse as condições ruins da pista de caminhada, agora o que se vê em sua volta são faixas de publicidade, comércio informal e até uma geladeira velha envelopada para divulgação de uma loja. Até quando teremos isso?

Movimento de servidores de carreira mete medo nas ADMs e políticos Um movimento entre servidores de carreira vem ganhando força nas redes sociais como forma de protesto contra o número de funcionários comissionados lotados em administrações regionais. Segundo líderes desse grupo, que dizem já estar elaborando um abaixo assinado propondo a extinção dos 1.181 cargos comissionados que há nesses órgãos, os nomeados de confiança em nada contribuem para o serviço. Pelo contrário, só oneram a folha de pagamento e atrapalham o atendimento público. Outro ponto negativo apontado por essas lideranças é quanto à imagem negativa que eles refletem sobre o funcionalismo de carreira. Citam, como argumento, os escândalos de corrupção noticiados pela imprensa nas administrações regionais, como venda de alvarás e de outros documentos, por exemplo. Em todos esses casos, revelam que os envolvidos são apadrinhados por políticos. “Não há um só episódio dessa natureza em que tenha sido praticado por um concursado. Mas mesmo assim, o ônus acaba recaindo sobre o pessoal de carreira, pois a opinião pública não distingue um tipo de trabalhador do outro”, diz uma dessas lideranças. O Jornal GuaráHOJE/Cidades, a partir dessa denúncia, saiu em campo para apurar o índice de comissionados nas administrações. Por hora, a reportagem se limitou a noticiar a questão. Mas promete fazer uma matéria mais aprofundada sobre assunto nas próximas edições. A guisa de curiosidade, só para ilustrar a situação, na Administração Regional do Núcleo Bandeirante, dos 55 funcionários existentes, 35 é constituído de comissionados (63% do total) e 20, o de concursados. A do Guará não chega à metade, mas é digno de nota. A assessoria de comunicação dessa regional informou, de forma mais detalhada, que o quadro de efetivos é de 35; os requisitados de outros órgãos são 8; e os comissionados sem vínculo com o governo chega a 31 (41% do total), perfazendo 74 servidores.

Pdf ed 203 certo  
Pdf ed 203 certo  
Advertisement