Page 1

Sem tĂ­tulo-1 1

17/10/2013 13:26:14


Guia Prático

Prosdocimi 00.indd 1

Prosdócimi | Manual de Neuroanatomia Humana | Guia Prático - Amostras de páginas não sequenciais e em baixa resolução. Copyright © 2014 by EDITORA ROCA LTDA.

Manual de Neuroanatomia Humana

21/10/2013 12:57:27


Prosdocimi 00.indd 2

21/10/2013 12:57:28

Prosdócimi | Manual de Neuroanatomia Humana | Guia Prático - Amostras de páginas não sequenciais e em baixa resolução. Copyright © 2014 by EDITORA ROCA LTDA.


Guia Prático

Arthur G. Schmidt

Prosdócimi | Manual de Neuroanatomia Humana | Guia Prático - Amostras de páginas não sequenciais e em baixa resolução. Copyright © 2014 by EDITORA ROCA LTDA.

Manual de Neuroanatomia Humana

Cirurgião-Dentista. Especialista em Anatomia Cirúrgica pela Universidade de São Paulo (USP). Mestre em Neurociências pela Universidade de São Paulo (USP). Docente das disciplinas Anatomia Humana e Neuroanatomia na Universidade Paulista (UNIP).

Fábio C. Prosdócimi

Cirurgião-Dentista. Especialista em Anatomia Cirúrgica pela Universidade de São Paulo (USP). Mestre em Neurociências pela Universidade de São Paulo (USP). Doutor em Patologia pela Universidade de São Paulo (USP). Docente das disciplinas Anatomia Humana e Neuroanatomia na Universidade Paulista (UNIP).

Prosdocimi 00.indd 3

21/10/2013 12:57:34


Prosdócimi | Manual de Neuroanatomia Humana | Guia Prático - Amostras de páginas não sequenciais e em baixa resolução. Copyright © 2014 by EDITORA ROCA LTDA.

 Os autores deste livro e a editora roca ltda. empenharam seus melhores esforços para assegurar que as informações e os procedimentos apresentados no texto estejam de acordo com os padrões aceitos à época da publicação, e todos os dados foram atualizados pelos autores até a data da entrega dos originais à editora. Entretanto, tendo em conta a evolução das ciências da saúde, as mudanças regulamentares governamentais e o constante fluxo de novas informações sobre terapêutica medicamentosa e reações adversas a fármacos, recomendamos enfaticamente que os leitores consultem sempre outras fontes fidedignas, de modo a se certificarem de que as informações contidas neste livro estão corretas e de que não houve alterações nas dosagens recomendadas ou na legislação regulamentadora. Adicionalmente, os leitores podem buscar por possíveis atualizações da obra em http:// gen-io.grupogen.com.br.

 Os autores e a editora se empenharam para citar adequadamente e dar o devido crédito a todos os detentores de direitos autorais de qualquer material utilizado neste livro, dispondo-se a possíveis acertos posteriores caso, inadvertida e involuntariamente, a identificação de algum deles tenha sido omitida.  Direitos exclusivos para a língua portuguesa Copyright 2014 pela EDITORA ROCA LTDA. Uma editora integrante do GEN | Grupo Editorial Nacional Rua Dona Brígida, 701 – Vila Mariana São Paulo – SP – CEP 04111-081 Tel.: (11) 5080-0770 www.grupogen.com.br | editorial.saude@grupogen.com.br

 Reservados todos os direitos. É proibida a duplicação ou reprodução deste volume, no todo ou em parte, em quaisquer formas ou por quaisquer meios (eletrônico, mecânico, gravação, fotocópia, distribuição pela Internet ou outros), sem permissão, por escrito, da editora roca ltda.  Capa: Editora Guanabara Koogan Editoração eletrônica: Edel Projeto gráfico: Editora Guanabara Koogan  Ficha catalográfica S362m

Schmidt, Arthur Georg Manual de neuroanatomia humana: guia prático/Arthur Georg Schmidt, Fábio César Prosdócimi. 1. ed. São Paulo: Roca, 2014. il. ISBN 978-85-412-0315-9

1. Mapeamento cerebral. 2. Cérebro – Obras populares. 3. Cérebro – Anatomia. 4. Neuro­ fisiologia. 5. Cérebro – Fisiologia. 6. Cérebro – Anomalias. I. Prosdócimi, Fábio César. II. Título. 13-04919

Prosdocimi 00.indd 4

CDD: 616.8 CDU: 616.8

21/10/2013 12:57:34


Andréa Beatriz Bonsi

Prosdócimi | Manual de Neuroanatomia Humana | Guia Prático - Amostras de páginas não sequenciais e em baixa resolução. Copyright © 2014 by EDITORA ROCA LTDA.

Colaboradores

Fisioterapeuta. Doutora em Biologia e Patologia Bucodental pela Universidade de Campinas (UNICAMP). Docente da disciplina Morfologia Humana na Universidade Nove de Julho (UNINOVE).

Claudia Aparecida Xavier Prosdócimi

Cirurgiã-Dentista. Graduada em Odontologia pela Universidade de Santo Amaro (UNISA).

Cristiano Schiavinato Baldan

Fisioterapeuta. Doutor em Ciências pela Universidade de São Paulo (USP). Docente dos cursos de Fisioterapia da Universidade Paulista (UNIP) e da Universidade Metodista de São Paulo.

Cyro Eduardo de Carvalho Ottoni

Cirurgião-Dentista. Mestre em Ciências pela Universidade de São Paulo (USP). Coordenador do curso de Odontologia da Universidade Ibirapuera (UNIB).

Fernanda Lopes de Freitas Condi

Fisioterapeuta. Doutora em Ciências Médicas pela Universidade de São Paulo (USP). Docente dos cursos de Fisioterapia da Universidade Paulista (UNIP).

Juliana Paula Venites

Fonoaudióloga. Mestre em Ciências pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Docente da disciplina Morfologia Humana na Universidade Nove de Julho (UNINOVE).

Prosdocimi 00.indd 5

21/10/2013 12:57:34


Lara C. Picoli Marcondes de Amaral

Prosdócimi | Manual de Neuroanatomia Humana | Guia Prático - Amostras de páginas não sequenciais e em baixa resolução. Copyright © 2014 by EDITORA ROCA LTDA.

vi

Manual de Neuroanatomia Humana | Guia Prático

Cirurgiã-Dentista. Doutora em Morfologia pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Docente da disciplina Morfologia Humana na Universidade Nove de Julho (UNINOVE).

Luciana Escanoela Zanato

Fonoaudióloga. Especialista em Gerontologia pela Escola Paulista de Medicina (EPM). Docente da disciplina Morfologia Humana na Universidade Nove de Julho (UNINOVE).

Luciane Teixeira Soares

Fonoaudióloga e Gerontóloga. Mestre em Ciências pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Docente da disciplina Morfologia Humana na Universidade Nove de Julho (UNINOVE).

Lucio Frigo

Cirurgião-Dentista. Doutor em Ciências Morfofuncionais pela Universidade de São Paulo (USP). Docente na Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL).

Marcelo Betti Mascaro

Cirurgião-Dentista. Mestre e Doutor em Ciências Morfofuncionais pela Universidade de São Paulo (USP). Docente do Departamento de Saúde e integrante da Diretoria de Ciências Médicas da Universidade Nove de Julho (UNINOVE).

Marcelo Ferreira Calderon

Cirurgião-Dentista. Mestre em Ciências pela Universidade de São Paulo (USP). Docente da disciplina Morfologia Humana na Universidade Nove de Julho (UNINOVE).

Mauricio Correa Lima

Fisioterapeuta. Especialista em Piscina Terapêutica pela Universidade Cidade de São Paulo (UNICID). Docente na Universidade Paulista (UNIP).

Prosdocimi 00.indd 6

21/10/2013 12:57:34


Missae Dora Uemura

Prosdócimi | Manual de Neuroanatomia Humana | Guia Prático - Amostras de páginas não sequenciais e em baixa resolução. Copyright © 2014 by EDITORA ROCA LTDA.

Manual de Neuroanatomia Humana | Guia Prático

vii

Fisioterapeuta. Mestre em Ciências da Saúde pela Faculdade de Medicina do ABC (FMABC). Docente no Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas (UniFMU).

Monica Rodrigues de Souza

Cirurgiã-Dentista. Mestre em Ciências Morfofuncionais pela Universidade de São Paulo (USP). Docente da disciplina Morfologia Humana na Universidade Nove de Julho (UNINOVE).

Patrícia Gizeli Prado Bettio Schmidt

Cirurgiã-Dentista. Graduada em Odontologia pela Universidade de Ribeirão Preto (UNAERP).

Regiane Mathias

Bióloga. Doutora em Ciências pela Universidade de São Paulo (USP). Docente na Universidade Nove de Julho (UNINOVE).

Ricardo Monezi

Biólogo. Doutor em Psicobiologia pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Docente da disciplina Morfologia Humana na Universidade Nove de Julho (UNINOVE).

Rita de Cássia Machado

Fisioterapeuta. Mestre em Morfologia pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Docente da disciplina Morfologia Humana na Universidade Nove de Julho (UNINOVE).

Rosana Cristina Boni

Fonoaudióloga. Doutora em Biologia e Patologia Bucodental pela Universidade de Campinas (UNICAMP). Docente da disciplina Morfologia Humana na Universidade Nove de Julho (UNINOVE).

Thelma Renata Parada Simão Marsola

Cirurgiã-Dentista. Doutora em Anatomia pela Universidade de São Paulo (USP).

Prosdocimi 00.indd 7

21/10/2013 12:57:34


T

Prosdócimi | Manual de Neuroanatomia Humana | Guia Prático - Amostras de páginas não sequenciais e em baixa resolução. Copyright © 2014 by EDITORA ROCA LTDA.

Agradecimentos

oda realização de uma obra parte do princípio de que há colaboração, e nós tivemos ajuda de colegas com os quais convivemos e que sabemos como trabalham. Assim, os principais agradecimentos devem ser direcionados aos grandes amigos e amigas que constam como colaboradores, os quais são, principalmente, profissionais do ensino de excelência em diversas instituições. Além deles, agradecemos a um grupo de pessoas que acreditou em uma ideia e garantiu que fosse levada adiante. Obrigado, grupo GEN, por ter acreditado neste projeto, com a convicção de que a conversa durante o XXII International Symposium on Morphological Sciences renderia frutos. Os autores

Prosdocimi 00.indd 11

21/10/2013 12:57:34


T

Prosdócimi | Manual de Neuroanatomia Humana | Guia Prático - Amostras de páginas não sequenciais e em baixa resolução. Copyright © 2014 by EDITORA ROCA LTDA.

Prefácio

odo professor procura métodos ideais para difundir seus conhecimentos entre os alunos. Algumas vezes, os docentes notam que muitos deles procuram uma linguagem mais próxima da rotina das aulas teóricas. Partindo da ideia de o que fazer e para quem fazer, esta obra foi escrita por um grupo de profissionais com pensamentos semelhantes de ensino, cujo foco é o discente que busca compreender a Neuroanatomia de maneira clara e objetiva. A área prática/clínica que envolve o assunto, com o avanço rápido da tecnologia, continuamente absorve e processa novos estudos e considerações, visto que as pesquisas anatômicas e, principalmente, neuroanatômicas, são muito dinâmicas. Desse modo, a convivência na pós-graduação em Neurociências, desenvolvida no Laboratório de Neurociências do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo sob a orientação da Profa. Dra. Maria Inês Nogueira, foi determinante nas primeiras reflexões para a elaboração de textos sobre Anatomia do Sistema Nervoso voltados aos nossos alunos. Esses textos vieram a ser o primórdio desta obra. Apesar de ter sido idealizado há algum tempo, este Manual de Neuro­ anatomia Humana apresenta-se como uma obra atual, que segue a nova Terminologia Anatômica. Logo, é muito útil aos alunos de graduação da área da Saúde. Nela, os conceitos neuroanatômicos são explicados de modo simples e adequado às grades curriculares universitárias, e a organização em capítulos contempla as necessidades acadêmicas teóricas e práticas. As ilustrações, de altíssima qualidade, foram extraídas do Atlas de Anatomia Humana (de Wolf-Heidegger) – sem dúvida uma das principais referências em estudo anatômico – e minuciosamente selecionadas para o estudo neuroanatômico. Que esta obra seja bastante útil a todos os estudantes e colegas envolvidos no estudo e no ensino de Neuroanatomia. Os autores

Prosdocimi 00.indd 13

21/10/2013 12:57:34


1 Introdução | Embriologia, Tecido Nervoso e Classificação, 1   2 Telencéfalo, 9   3 Diencéfalo, 13   4 Tronco Encefálico, 19   5 Cerebelo, 31   6 Medula Espinal, 35   7 Meninges e Líquido Cerebrospinal, 43   8 Vascularização do Sistema Nervoso Central | Irrigação, 47   9 Vascularização do Sistema Nervoso Central | Drenagem, 55 10 Sistema Nervoso Periférico, 59 11 Sistema Nervoso Autônomo, 75 12 Formação Reticular, 79

Prosdocimi 00.indd 15

Prosdócimi | Manual de Neuroanatomia Humana | Guia Prático - Amostras de páginas não sequenciais e em baixa resolução. Copyright © 2014 by EDITORA ROCA LTDA.

Sumário

21/10/2013 12:57:34


Manual de Neuroanatomia Humana | Guia Prático

13 Núcleos da Base e Centro Branco Medular, 83 14 Vias Aferentes, 85 15 Vias Eferentes, 89 16 Sistema Límbico, 93 Glossário | Termos Neuroanatômicos e Etimologia, 95 Atlas de Neuroanatomia, 107 Bibliografia, 313 Índice Alfabético, 317

Prosdocimi 00.indd 16

Prosdócimi | Manual de Neuroanatomia Humana | Guia Prático - Amostras de páginas não sequenciais e em baixa resolução. Copyright © 2014 by EDITORA ROCA LTDA.

xvi

21/10/2013 12:57:34


Cerebelo Claudia Aparecida Xavier Prosdócimi  Fábio C. Prosdócimi

Prosdócimi | Manual de Neuroanatomia Humana | Guia Prático - Amostras de páginas não sequenciais e em baixa resolução. Copyright © 2014 by EDITORA ROCA LTDA.

5

O cerebelo consiste em um córtex, ou camada superficial, de substância cinzenta incluí­do em pregas transversais ou folhas, além de um centro medular de substância branca e 4 pares de núcleos centrais no centro medular. Três pares de pedúnculos cerebelares compostos de fibras nervosas conectam o cerebelo ao tronco encefálico.

  Anatomia macroscópica 

Na superfície cerebelar, a região localizada na linha mediana e próxima a ela é conhecida como verme, e o restante, como hemisférios. O verme superior não é demarcado a partir dos hemisférios, mas o inferior situa-se em uma depressão profunda (a valécula do cerebelo). Três re­giões principais – o lóbulo floculonodular e os lobos anterior e posterior – são observadas no plano horizontal. O lóbulo floculonodular é um componente na margem rostral da face inferior. O nódulo é a porção final do verme inferior, e os flóculos são laterais. O cerebelo é recortado pela fissura dorsolateral, que demarca o lóbulo floculonodular. A massa principal do cerebelo é composta dos lobos anterior e posterior. O lobo anterior é a parte da face superior rostral à fissura primária; e o restante do cerebelo, em ambas as faces, forma o lobo posterior. O teto da parte rostral do quarto ven­trículo é formado pelos pedúnculos cerebelares superiores e pelo véu medular superior. O restante do teto é composto pelo delgado véu medular inferior, formado por pia-máter e epêndima. Os 3 pares de pedúnculos estão unidos ao cerebelo no espaço entre os lóbulos floculonodular e anterior.

  Córtex cerebelar  Camadas corticais

Da superfície para a substância branca da folha, existem os estratos molecular, purkinjense e granuloso. O purkinjense apresenta uma fileira de corpos de células de Purkinje. O molecular contém dendritos de cé-

Prosdocimi 05.indd 31

4/9/2013 13:11:04


Prosdócimi | Manual de Neuroanatomia Humana | Guia Prático - Amostras de páginas não sequenciais e em baixa resolução. Copyright © 2014 by EDITORA ROCA LTDA.

32

Manual de Neuroanatomia Humana | Guia Prático

lulas de Purkinje, que se ramificam, e axônios das células granulosas. O granuloso consiste em interneurônios agrupados de células granulosas. Dentre as fibras aferentes para o córtex, as musgosas terminam em contato sináptico com células granulosas da camada mais interna, enquanto as trepadeiras adentram o estrato molecular e enrolam-se sobre os dendritos das células de Purkinje.

Citoarquitetura

Os 5 tipos de neurônios no córtex cerebelar estabelecem um padrão complexo, porém bastante regular, de circuitos intracorticais.

Núcleos centrais

O núcleo do fastígio apresenta-se próximo ao plano mediano e quase em contato com o teto do quarto ven­trículo. O núcleo globoso consiste em 2 ou 3 pequenas massas celulares, e o núcleo emboliforme, maior, é oval ou em cunha. Em humanos, o núcleo interpósito é representado pelos núcleos globoso e emboliforme. O núcleo denteado é o mais proeminente dos núcleos centrais. Suas fibras eferentes ocupam o seu interior e o deixam através do hilo. O influxo para os núcleos cerebelares provém de fontes externas ao cerebelo e de células de Purkinje do córtex. O influxo extrínseco consiste em fibras pontocerebelares, espinocerebelares e olivocerebelares, junto com as provenientes dos núcleos re­ticulares pré-cerebelares. A maioria dessas fibras aferentes são ramos colaterais de fibras que se estendem ao córtex cerebelar. Algumas fibras rubrocerebelares terminam nos núcleos globoso e emboliforme, e o núcleo do fastígio recebe fibras aferentes dos núcleos e do nervo vestibular. O núcleo do fastígio envia impulsos para o tronco encefálico através do pedúnculo cerebelar inferior, enquanto fibras eferentes originadas de outros núcleos deixam o cerebelo pelo pedúnculo superior, terminando no tronco encefálico e no tálamo. O influxo para os núcleos centrais originados externamente ao cerebelo é excitatório, e o influxo vindo das células de Purkinje, que utilizam o GABA como neurotransmissor, é inibitório. A informação processada grosseiramente nos núcleos centrais é refinada por impulsos recebidos do córtex. A combinação de ambos os influxos mantém uma descarga tônica dos núcleos centrais para o tronco encefálico e o tálamo, a qual muda constantemente, de acordo com o influxo aferente para o cerebelo, em qualquer momento.

Pedúnculos cerebelares

A substância branca apresenta um padrão de ramificação (a árvore cerebelar da vida) em um corte sagital.

Prosdocimi 05.indd 32

4/9/2013 13:11:04


Prosdócimi | Manual de Neuroanatomia Humana | Guia Prático - Amostras de páginas não sequenciais e em baixa resolução. Copyright © 2014 by EDITORA ROCA LTDA.

34

Manual de Neuroanatomia Humana | Guia Prático

informações do tronco e do membro inferior. Já o trato anterior está envolvido, principalmente, na condução de informações do membro inferior • Fibras cuneocerebelares do núcleo cuneiforme acessório apresentam fibras aferentes para as células de origem do trato espinocerebelar • Os 3 núcleos sensitivos trigeminais são funcionalmente equivalentes às projeções espinocerebelares e cuneocerebelares, exceto para a cabeça • Os núcleos re­ticulares lateral e paramediano recebem fibras aferentes de ­áreas motoras primárias e sensitivas do córtex cerebral • O núcleo re­ticular do tegmento da ponte recebe aferências do córtex cerebral e dos núcleos vestibulares • Os núcleos olivares acessórios (onde terminam os tratos espinolivares) projetam-se para o cerebelo espinal. O córtex espinocerebelar projeta-se para o núcleo do fastígio (do verme) e para os núcleos globoso e emboliforme (das zonas paravermianas dos hemisférios). Algumas fibras dos núcleos globoso e emboliforme atravessam o pedúnculo cerebelar superior e terminam no núcleo rubro. O cerebelo espinal recebe informações das terminações proprioceptivas e exteroceptivas e do córtex cerebral.

Cerebelo cortical

As grandes re­giões laterais dos hemisférios constituem o cerebelo cortical. Os tratos corticopontinos originam-se em ­áreas distribuí­das pelo córtex cerebral contralateral e terminam nos núcleos da ponte. Além das aferências pontinas, o verme superior do lobo posterior também recebe fibras tetocerebelares dos colículos superiores e inferiores. Axônios de células de Purkinje do córtex do cerebelo cortical terminam no núcleo denteado, cujas fibras eferentes compõem a maior parte do pedúnculo cerebelar superior. Os movimentos coordenados pelo cerebelo cortical geralmente são direcionados por influxos dos sentidos especiais, especialmente a visão. Ver Atlas de Neuroanatomia, Figuras A55 a A59. ÂÂ

Prosdocimi 05.indd 34

4/9/2013 13:11:04


Sistema Nervoso Periférico Fábio C. Prosdócimi  Marcelo Betti Mascaro Â Marcelo Ferreira Calderon

Prosdócimi | Manual de Neuroanatomia Humana | Guia Prático - Amostras de páginas não sequenciais e em baixa resolução. Copyright © 2014 by EDITORA ROCA LTDA.

10

Como se sabe, o sistema nervoso periférico (SNP) é a parte do sistema nervoso que, em uma classificação que observe um critério anatômico, situa-se além das meninges, sendo constituí­do por nervos, gânglios e terminações nervosas. Certos aspectos desse sistema são especialmente pertinentes ao estudo do encéfalo e da medula espinal. Tem-se como definição de nervo algo como “um cordão esbranquiçado formado pela união de vários axônios”; gânglio é “um acúmu­lo de corpos de neurônios fora do sistema nervoso”; e terminações nervosas são “estruturas simples ou complexas altamente especializadas na captação de estímulos”.

  Nervos cranianos  Nervo olfatório

• • • •

I par craniano Nervo sensitivo Origem aparente: bulbo olfatório (craniana – lâmina cribriforme) Território de inervação: terço superior da mucosa nasal, tanto na parede lateral representada pela concha nasal superior quanto no septo nasal • Descrição: neurônios bipolares com suas terminações nervosas fazem parte do epitélio olfatório, que se localiza no terço superior da cavidade nasal. Os axônios desses neurônios atravessam a lâmina cribriforme do osso etmoide e chegam ao bulbo olfatório, onde constituem o trato olfatório. Este leva essas informações sensoriais principalmente para a ­área olfatória lateral, localizada no lobo temporal.

Nervo óptico • II par craniano • Nervo sensitivo • Origem aparente: quiasma óptico (craniana – canal óptico)

Prosdocimi 10.indd 59

4/9/2013 13:26:50


Prosdócimi | Manual de Neuroanatomia Humana | Guia Prático - Amostras de páginas não sequenciais e em baixa resolução. Copyright © 2014 by EDITORA ROCA LTDA.

62

Manual de Neuroanatomia Humana | Guia Prático

o nervo frontal, que ocupa posição intermédia e superior; e o nervo lacrimal, mais lateral. O nasociliar segue pela parede medial da órbita e emite os nervos etmoidal posterior e anterior. Esses nervos penetram nos forames etmoidais posterior e anterior, formados pela união da face orbital do osso etmoide com o osso frontal, e inervam sensitivamente a parte mais posterior da parede lateral da cavidade nasal e a mucosa das células etmoidais. O nervo nasociliar segue anteriormente, onde dá origem ao nervo infratroclear, o qual dá sensibilidade à pele da raiz e do dorso nasal. O nervo maxilar, que também é apenas sensitivo, emite um ramo meníngeo antes de atravessar o forame redondo, que dá sensibilidade às meninges das fossas posterior e média do crânio. Após atravessar o forame redondo, este nervo chega até a fossa pterigopalatina, onde emite o nervo esfenopalatino, o qual atravessa o forame esfenopalatino e vai até a cavidade nasal dar sensibilidade para a região posterior da parede lateral e para todo o septo nasal. Um dos ramos septais desse nervo é o nervo nasopalatino, que segue anteriormente até o canal incisivo, penetrando-o e chegando à mucosa anterior do palato duro, conferindo sensibilidade para a região entre os dentes caninos. Na fossa pterigopalatina, o nervo maxilar emite um ramo anterior, o nervo zigomático, que atravessa a fissura orbital inferior e segue pela região média da parede lateral da órbita até o forame zigomáticoorbital. Após penetrar nesse forame, o nervo zigomático se divide e emerge pelos forames zigomaticofacial e zigomaticotemporal, dando sensibilidade à pele da região do corpo do osso zigomático e do processo temporal do zigomático. No seu trajeto, o nervo zigomático emite, pela parede lateral da órbita, um ramo comunicante com o nervo lacrimal, ramo do oftálmico. Esse ramo comunicante contém fibras pós-ganglionares parassimpáticas para a glândula lacrimal. Também na fossa pterigopalatina, o nervo maxilar emite ramos pterigopalatinos, que penetram no gânglio pterigopalatino e apenas o cruzam, sem que ocorram sinapses. A partir desse gânglio, surge o nervo palatino descendente, que origina os nervos palatinos menores e o nervo palatino maior. Os menores são responsáveis pela sensibilidade do palato mole, e o maior, pela sensibilidade da região posterior do palato duro. O nervo maxilar emite, ainda, na fossa pterigopalatina, o nervo alveolar superior posterior, que penetra pelo túber da maxila e é responsável pela sensibilidade do osso alveolar, do ligamento periodontal e da polpa dos dentes molares superiores. Um tronco principal do nervo maxilar cruza a fissura orbital inferior e segue pelo assoalho da órbita, quando o nervo passa a se chamar nervo infraorbital. Este penetra no canal infraorbital e atravessa o forame infraorbital no corpo da maxila, conferindo sensibilidade à pele da asa

Prosdocimi 10.indd 62

4/9/2013 13:26:50


Prosdócimi | Manual de Neuroanatomia Humana | Guia Prático - Amostras de páginas não sequenciais e em baixa resolução. Copyright © 2014 by EDITORA ROCA LTDA.

65

Sistema Nervoso Periférico

Nervo corda do tímpano. Ainda dentro do canal facial, é o último ramo a se destacar. Dirige-se à orelha média, onde passa medialmente à membrana do tímpano e deixa o crânio pela fissura petrotimpânica. Na fossa infratemporal, ele se une ao nervo lingual (ramo do nervo mandibular) e se distribui aos 2/3 anteriores da língua. O nervo corda do tímpano é misto, responsável pela gustação dos 2/3 anteriores da língua. Sua parte motora cuida da inervação (SNA parassimpático) das glândulas submandibulares e sublinguais. Ramos ­muscula­res. São ramos que se destacam já na fossa infratemporal para os ­músculos estilo-hió­ideo e ventre posterior do digástrico. Nervo auricular posterior. Destaca-se logo após o nervo facial atravessar o forame estilomastói­deo e acompanha a artéria de mesmo nome para a região posterior da orelha externa. É um nervo misto, e sua parte sensitiva inerva parte da orelha externa, enquanto a motora se dirige aos ­músculos auricular posterior e ventre occipital do m ­ úsculo occipitofrontal.

Nervo vestibulococlear

• VIII par craniano • Nervo sensitivo • Origem aparente: posteriormente no sulco bulbopontino (craniana – meato acústico interno) • Território de inervação: órgãos dos sentidos vestíbulo e cóclea • Descrição: depois de sair do tronco encefálico, o nervo entra pelo meato acústico interno e se dirige à orelha interna, momento em que se separa em nervo vestibular e nervo coclear. É responsável pela condução dos impulsos auditivos provenientes da cóclea e dos impulsos relacionados com o equilíbrio advindos dos receptores localizados nos canais semicirculares (órgão vestibular).

Nervo glossofaríngeo

• IX par craniano • Nervo misto • Origem aparente: sulco posterolateral do bulbo (craniana – forame jugular) • Território de inervação: parte sensitiva para a faringe e a região posterior da língua (gustação), e motora para a glândula parótida e o ­músculo estilofaríngeo • Descrição: depois de deixar o bulbo, o nervo dirige-se ao forame jugular junto com os nervos vago e acessório. Depois de deixar o forame, ele passa entre a veia jugular interna e a artéria carótida interna, medialmente ao processo estiloide do temporal e entre os ­músculos cons-

Prosdocimi 10.indd 65

4/9/2013 13:26:50


Prosdócimi | Manual de Neuroanatomia Humana | Guia Prático - Amostras de páginas não sequenciais e em baixa resolução. Copyright © 2014 by EDITORA ROCA LTDA.

68

Manual de Neuroanatomia Humana | Guia Prático

Plexo cervical

É formado pelos ramos anteriores dos 4 primeiros troncos nervosos cervicais, C1, C2, C3 e C4, sendo C1 o espaço entre o occipital e a primeira vértebra cervical. Esses ramos, que são mistos (sensitivo e motor), reú­ nem-se para formar 3 alças (C1+C2; C2+C3; C3+C4). Dessas alças saem nervos sensitivos: transverso cervical (parte média do pescoço), supraclaviculares – lateral, intermédio e medial (parte do pescoço próximo à clavícula) –, auricular magno (pele em torno da orelha e sobre a parótida) e occipital menor (parte superior da orelha e parte da nuca).

Plexo braquial

É formado pelos ramos anteriores dos 4 últimos troncos cervicais e pelo primeiro tronco torácico. C5 liga-se a C6; C7 prossegue isoladamente; C8 liga-se a T1, formando-se, assim, 3 troncos: superior, médio e infe­ rior. Cada um deles divide-se em ramos anteriores e posteriores. Os 3 ramos posteriores dos troncos se unem para formar o fascículo posterior, e os 2 ramos anteriores superiores se unem para formar o fascículo lateral. O ramo anterior inferior permanece isolado, formando o fascículo medial. O fascículo posterior forma os nervos axilar, radial e toracodorsal, e o fascículo lateral forma os nervos ­musculocutâ­neos e uma das raí­zes do nervo mediano. O fascículo medial forma o nervo ulnar, uma das raí­zes do mediano, e os cutâ­neos mediais do braço e do antebraço. Os nervos formados pelos fascículos são: Axilar. Motor para os ­músculos deltoide e redondo menor; sensibili­ dade da região deltói­dea. Radial. Motor para os ­músculos das re­giões posteriores do braço e antebraço; sensibilidade da parte posterior do braço e antebraço, e lateral do dorso da mão. Toracodorsal. Motor para o m ­ úsculo latíssimo do dorso. Musculocutâ­neo. Motor para os ­músculos da região anterior do braço; sensibilidade da região lateral do antebraço. Mediano. Motor para os ­músculos da região anterior do antebraço (exceto flexor ulnar do carpo e parte do flexor profundo dos dedos) e da região tenar da mão; sensibilidade da região lateral da palma da mão. Ulnar. Motor para o ­músculo flexor ulnar do carpo, parte medial do flexor profundo dos dedos, ­músculos da mão (2 lumbricais mediais e todos os inter­ósseos palmares e dorsais); sensibilidade da região medial da mão – dorso e palma. Cutâneos mediais do braço e antebraço. Sensibilidade da região medial do braço e antebraço.

Prosdocimi 10.indd 68

4/9/2013 13:26:50


Figuras reproduzidas de: Wolf-Heidegger. Atlas de Anatomia Humana. 6a ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2006.

Prosdocimi 20-Atlas_001 a 045.indd 107

Prosdócimi | Manual de Neuroanatomia Humana | Guia Prático - Amostras de páginas não sequenciais e em baixa resolução. Copyright © 2014 by EDITORA ROCA LTDA.

Atlas de Neuroanatomia

4/10/2013 16:14:57


Prosdocimi 20-Atlas_001 a 045.indd 111

111

Figura A4 Construção de umPrático nervo espinal típico (nervos Prosdócimi | Manual de Neuroanatomia Humana | Guia - Amostras detorácicos). páginas não sequenciais e em baixa resolução. Copyright © 2014 by EDITORA ROCA LTDA.

Gânglio do tronco simpático

R. meníngeo – R. comunicante branco – R. comunicante cinzento – R. anterior –

N. espinal R. posterior –

Raiz anterior (motora) do N. espinal

Corno anterior

Gânglio sensitivo do nervo espinal

Raiz posterior (sensitiva) do N. espinal

Corno posterior

Atlas de Neuroanatomia

1/10/2013 13:56:39


Prosdocimi 20-Atlas_001 a 045.indd 120

Medula oblonga

Cisterna pontocerebelar

Ponte

Cisterna cerebelomedular [magna]

Abertura mediana do quarto ventrículo

Abertura lateral direita do quarto ventrículo

Quarto ventrículo com Plexo corióideo

Seio reto

Aqueduto do mesencéfalo

Seio sagital inferior

Terceiro ventrículo com Plexo corióideo

Seio sagital superior

Granulações aracnóideas

Espaço subaracnóideo

Manual de Neuroanatomia Humana | Guia Prático

Prosdócimi | Manual de Neuroanatomia Humana | Guia Prático - Amostras de páginas não sequenciais e em baixa resolução. Copyright © 2014 by EDITORA ROCA LTDA.

Figura A13 Espaço subaracnóideo, cisternas subaracnóideas e líquido cerebrospinal. Circulação do líquido cerebrospinal (60%).

Espaço subaracnóideo

Canal central da medula espinal

Cisterna interpeduncular

Hipófise

Cisterna quiasmática

Forame interventricular

Aracnoide-máter, parte encefálica

Dura-máter, parte encefálica

Espaço subaracnóideo

Seio sagital superior

120

1/10/2013 13:56:50


Prosdocimi 20-Atlas_001 a 045.indd 122

Área estriada  córtex visual

Glomo corióideo Ventrículo lateral – Entrada para o Corno temporal – Trígono colateral – Eminência colateral – Calcar avis – Corno occipital

Cauda do núcleo caudado

V. talamoestriada superior Estria terminal Corpo do núcleo caudado Ventrículo lateral Parte central Plexo corióideo do ventrículo lateral

Cabeça do núcleo caudado

Ventrículo lateral Corno frontal

Estria longitudinal lateral

Estria longitudinal medial

Manual de Neuroanatomia Humana | Guia Prático

Prosdócimi | Manual de Neuroanatomia Humana | Guia Prático - Amostras de páginas não sequenciais e em baixa resolução. Copyright © 2014 by EDITORA ROCA LTDA.

Figura A15 Ventrículos laterais do cérebro (100%). Os ventrículos laterais foram abertos por cima, e o corpo caloso foi removido; vista superior de um corte horizontal.

Sulco calcarino

Verme do cerebelo

Comissura do fórnice Estria longitudinal lateral Estria longitudinal medial Esplênio do corpo caloso

Tela corióidea do terceiro ventrículo

Corpo do fórnice Fissura corióidea Tênia do fórnice Tênia corióidea Lâmina afixa Pilar do fórnice

Plexo corióideo do ventrículo lateral

Forame interventricular

Coluna do fórnice

V. anterior do septo pelúcido

Lâmina do septo pelúcido

Cavo do septo pelúcido

Corpo caloso Joelho – (superfície do corte) –

122

1/10/2013 13:56:52


Prosdocimi 20-Atlas_001 a 045.indd 128

Figura A21 Cérebro (80%). Imagem de ressonância magnética sagital paramediana (IRM, T

).

Cisterna cerebelomedular posterior  Cisterna magna

Manual de Neuroanatomia Humana | Guia Prático

Prosdócimi | Manual de Neuroanatomia Humana | Guia Prático - Amostras de páginas não 1-pesado sequenciais e em baixa resolução. Copyright © 2014 by EDITORA ROCA LTDA.

Conchas nasais inferior e média

Cerebelo

Seio etmoidal

Medula oblonga

Ponte

Quarto ventrículo

Mesencéfalo

Sulco calcarino

Lobo occipital do cérebro

Aqueduto do mesencéfalo Lâmina do teto

Sulco parietoccipital

Lobo parietal do cérebro

Sulco central do cérebro

Seio esfenoidal

Hipófise

Quiasma óptico

Seio frontal

Tálamo Face medial

Septo pelúcido

Corpo do fórnice

Corpo caloso

Sulco do cíngulo

Lobo frontal do cérebro

128

1/10/2013 13:56:58


Sem tĂ­tulo-1 1

17/10/2013 13:26:14

Prosdocimi amostras  

Prosdócimi | Schmidt - Manual de Neuroanatomia Humana - Guia Prático

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you