Page 27

xxxi

Edward smith (1819–1874). Utilizou a espirometria em circuito fechado para determinar o metabolismo energético durante o exercício forçado. Contestou a alegação de Liebig de que apenas a proteína funciona como fonte primária de potência muscular.

Jean Baptiste Boussingault (1802–1884). Pai da “agricultura científica”. Determinou os efeitos da ingestão de cálcio, ferro e outros nutrientes (particularmente nitrogênio) sobre o equilíbrio energético em animais e seres humanos.

1800

Justus von Liebig (1803–1873). Químico importante de sua época, afirmava, sem evidências, que o exercício vigoroso realizado por seres humanos e animais exigia uma alta ingestão de proteína (as experiências de 1850 realizadas por outros pesquisadores refutaram suas asserções).

Edward Hitchcock, Jr. (1828–1911). Professor do Amherst College, foi o pioneiro da avaliação antropométrica do biotipo e do treinamento e dos testes científicos para força muscular.

1820

gerardus Johannis mulder (1802–1880). Estabeleceu o campo da química fisiológica (General Physiological Chemistry, 1854). Pesquisou as substâncias albuminosas, que denominou “proteína”. Defendeu ardorosamente o papel da sociedade na promoção de uma nutrição de alta qualidade. Estabeleceu os padrões mínimos para o consumo de proteína (trabalhadores, 120 g/dia; outros, 60 g).

1835

Henri victor regnault (1810–1878). Desenvolveu a espirometria em circuito fechado para determinar o quociente respiratório (V˙CO /V˙O ). Estabeleceu a 2 2 relação entre tamanho e metabolismo do corpo (produção de calor). Câmara para respiração de pequenos animais.

Claude Bernard (1813–1878). Talvez o maior fisiologista experimental de todos os tempos. Suas descobertas em fisiologia reguladora ajudaram os futuros cientistas a compreender como o metabolismo e a nutrição afetam o exercício.

Carl von voit (1831–1908). Refutou a asserção de Liebig acerca da proteína como a principal fonte energética ao demonstrar que a degradação da proteína não aumenta proporcionalmente com a intensidade ou a duração do exercício.

Eduard Pflüger (1829–1910). Foi o primeiro a demonstrar que alterações minúsculas na pressão parcial dos gases no sangue afetam a velocidade de liberação e de transporte do oxigênio através das membranas capilares, comprovando dessa forma que não é apenas o fluxo sanguíneo que governa como os tecidos utilizam o oxigênio.

max Joseph von Pettenkofer (1818–1901). Aperfeiçoou o calorímetro respiratório para estudar o metabolismo humano e animal. Iniciou estudos de higiene científica (qualidade do ar, composição do solo e água do solo, conteúdo em umidade das estruturas, controle da ventilação, funções da vestimenta, propagação das doenças, qualidade da água). Descobriu a creatinina (aminoácido na urina) e fundou Zeitschrift für Biologie (1865, juntamente com Voit) e Zeitschrift für Hygiene (1885). Câmara respiratória de Pettenkofer de 1863. A imagem mostra todo o aparelho. A imagem à direita é um detalhe mostrando a experiência humana. O ar fresco era bombeado para dentro da câmara vedada e o ar expirado era examinado para determinar o conteúdo de dióxido de carbono

McArdle - CAP 00.indd 31

McArdle | Nutrição para o Esporte e o Exercício. Amostras de páginas não sequenciais e em baixa resolução. Copyright© 2016 Editora Guanabara Koogan Ltda.

Nutrição para o Esporte e o Exercício

23/06/2016 17:46:36

Mcardle I Nutrição para o Esporte e o Exercício  

Nutrição para o Esporte e o Exercício foi elaborado com o objetivo de reunir nutrição e exercício, tendo como foco o efeito dessa integração...