Page 1

Página |1

PROINFO Ministério da Educação Capacitação – Pólo de São Roque Módulo 2 - Ensinando e Aprendendo com as TICs

PROJETO “CORREIO DA ESCOLA”

APRESENTAÇÃO DO PROJETO, RELATÓRIO E REGISTRO DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS NA ESCOLA

São Roque - 2010


Página |2

Gu a lb e rto R o d rig u e s d e Ara ú j o Colaboração: Isaura Raffaelli e Eunice Maria Sani de Moraes

PROJETO “CORREIO DA ESCOLA”

APRESENTAÇÃO DO PROJETO, RELATÓRIO E REGISTRO DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS NA ESCOLA Trabalho apresentado ao Curso de Capacitação de Tecnologias no contexto educacional – PROINFO – do Ministério da Educação

São Roque - 2010


Página |3

SUMÁRIO

1 – PROJETO

p. 4

1.1 – Introdução

p. 4

1.2 – Justificativa

p. 5

1.3 – Objetivo Geral

p. 5

1.4 – Objetivos específicos

p. 6

1.5 – Meta

p. 6

1.6 – Metodologia

p. 6

1.7 – Cronograma

p. 7

1.8 – Referências (do projeto)

p. 7

2 – MODELO DE PLANO DE AULA

p. 8

3 – SUGESTÕES

p. 9

4 – REFERÊNCIAS

p. 10


Página |4

1 – O PROJETO 1.1 – Introdução É incrível ainda falarmos em cartas, num século XXI onde temos diversas tecnologias que praticamente massacraram meios de comunicação como a carta, o telegrama e outros. Os celulares, onde trocamos mensagens (os chamados torpedos), o computador e a internet com os correios eletrônicos (os chamados emails), isso só para citar dois meios midiáticos de força e de uma muito maior praticidade. Mas nós não devemos simplesmente desprezar meios como a carta, pois é importante saber que eles existem e que estão a nosso bel-prazer para que possamos utilizá-lo, pois é um meio com quase cem por cento de confiança e credibilidade de que a informação, ou encomenda chegue ao seu destino final. Nossos alunos devem tomar conhecimento da importância que o correio possui, por isso é importante o trabalho com esta atividade de troca de correspondências, e ao mesmo tempo, inserir aspectos direcionados à Língua Portuguesa, à Informática, e a outras oficinas e disciplinas.


Página |5

1.2 – Justificativa

A autora que serviu de base para a elaboração do projeto foi Anjos (2009), que em um dos volumes das apostilas da Fórmula da Vitória, do Instituto Ayrton Senna, nos mostra o quanto é relevante e divertido para o aprendizado do educando, o trabalho com cartas. A W ikipédia foi outra fonte de consultas de nosso trabalho, no que se refere ao trabalho com hiperlinks e hipertexto, dentre outras informações que também foram de grande importância. Um projeto envolvendo a troca de cartas estimula o clima de amizade entre colegas, é algo viável, possível de se fazer nas escolas, e trabalha bastante o lado interdisciplinar e transdisciplinar, considerando os muitos assuntos que podem ser tratados através das cartas (claro, com a supervisão do professor na elaboração da correspondência).

1.3 – Objetivo Geral O projeto foi criado com a finalidade de aprimorar a escrita, bem como a leitura, compreensão e interpretação de textos, mensagens e afins. Trata-se de uma troca de correspondências entre alunos de salas diferentes, de uma determinada escola, para que, com isso, além de um possível avanço correlacionado à disciplina de Língua Portuguesa, os alunos pudessem criar entre si, um vínculo positivo de amizade e harmonia, além de aumentarem a compreensão da importância da comunicação em nossas vidas.


Página |6

1.4 – Objetivos Específicos

 Desenvolver melhor a escrita, seja em termos caligráficos, ortográficos ou gramaticais;  Dar um suporte (apoio) às aulas de Língua Portuguesa (se considerar que as aulas sejam aplicadas em outras disciplinas, como Informática, por exemplo);  Aprimorar o quesito da boa leitura, com uma maior interpretação mais apurada dos textos trabalhados;  Estimular o respeito, a amizade e o coleguismo por meio das trocas de correspondências;  Fazer os alunos enxergarem a importância de se comunicar e se interagir, principalmente nos dias atuais.

1.5 – Meta

Estabelecer uma troca de correspondências, tendo como meta, a interação entre alunos de, pelo menos duas classes, de maneira que eles possam, mandar uma carta e receber uma também, no mínimo.

1.6 – Metodologia Será utilizado método da observação sistemática, contida na obra de Lakatos e Marconi (1999), “Técnicas de Pesquisa”, onde elas falam da


Página |7

importância de ter um registro de tudo o que foi feito, observando de forma assídua a tudo o que se passa.

1.7 – Cronograma

Tendo por base o período em que tenha se iniciado os primeiros passos, cremos que num período de 1 quinzena , já é possível aplicar as aulas e obter alguns resultados, com a possibilidade de se estender para 1 bimestre inteiro, dependendo do andamento das aulas.

1.8 – Referências (sobre o projeto) ANJOS, Roselene dos. Fórmula da vitória: carta aberta – básico. São Paulo: Instituto Ayrton Senna, 2009.

LAKATOS, Eva Maria; MARCONI, Marina. Técnicas de pesquisa. 4º Ed. Revista e ampliada. São Paulo: Atlas, 1999.

Disponível em http://www.wikipedia.org. Acesso em 09 ago 2010.

Disponível em http://pt.wikipedia.org/wiki/Hipertexto. Acesso em 3 ago 2010.


Página |8

2 – MODELO DE PLANO DE AULA

(Para Informática, Redação, Língua Portuguesa – PEB I ou II) Profs. Eunice Maria Sani de Moraes e Gualberto Rodrigues de Araújo Faixa etária ou série: Especialmente para 3ª e 4ª séries (4º e 5º ano - Ens. Fund. I) e 5ª e 6ª séries (6º e 7º ano - Ens. Fund. II). Mas com adaptações, é possível aplicar em outras séries. Tema da aula: “Correio da Escola” – trabalho de exercitação da escrita, leitura e interpretação de textos por meio de trocas de correspondências simples. Objetivos: Exercitar nos alunos o desenvolvimento da boa escrita, leitura e interpretação; desenvolver o senso crítico nos alunos quanto à busca por informações, a troca de idéias, enfim, a sua autonomia, na comunicação. Partes da aula/Tempo

Conteúdos da aula

Procedimentos Metodológicos Conversa inicial;

Parte Inicia l Tempo: 10’

Parte Principal

Tempo: 30 a 35’

Parte Final Tempo: 5 a 10’

Contextualização sobre a atividade; Elaboração de envelopes utilizando folhas simples de sulfite; Escolha do tema/assunto para elaboração da carta. Exemplos: personagens folclóricos; futebol; trabalhos da escola.

Distribuição dos materiais; Sorteio utilizando temas pré-definidos

Elaboração do rascunho da carta; Divisão por Observação parágrafos; As pontuações; Passando a carta à constante limpo; Possível leitura das cartas recebidas de professor; outros colegas. Possíveis Utilização da sala de Informática para digitação orientações. da carta, inserindo hiperlinks nela. Acabamento do envelope; confecção de caixas postais com caixas; leitura de algumas cartas para todos.

do

Possíveis orientações;

“Roda de Conscientização quanto ao uso excessivo de conversa” final papel. Caixa de papelão, papel manilha e guache (Caixa postal);

R e cu rs os Materiais e Físicos

Sala de informática, computadores e impressora (recursos tecnológicos); Folhas de almaço ou do próprio caderno e folhas sulfite (envelope e carta)


Página |9

3 - SUGESTÕES 1. É importante que se dê uma continuidade maior para essa aula, utilizando outros temas para o desenvolvimento da carta. Este é o exemplo para uma única aula aplicada. 2. Adaptações para o Ens. Fundamental I:  Atividade sem o uso do computador: trocando cartas com colegas que não sabem quem é o remetente, pois usarão heterônimos, com uma cerimônia de revelação no final; 

Utilização de temas folclóricos para a carta, ou também, temas relacionados a datas comemorativas;

Digitação da carta.

3. Adaptações para o Ens. Fundamental II: 

Utilização das trocas de cartas como iniciação à utilização de emails, para posteriormente efetivarmos isso na sala de Informática utilizando diversos provedores:  Gmail  Hotmail  Yahoo!  Brasil Online (BOL)

Quando terminada a carta, transmiti-la por e-mail para outros colegas, com a inserção de hiperlinks sobre o assunto enfatizado no escrito, criando assim um hipertexto.

Criação de blogs, com o intuito de atualizar-se mais.

4. Utilização da apostila da Fórmula da Vitória, do Instituto Ayrton Senna, como apoio. 5. Importante registrar também com fotos, e também elaborar um mini-livro de cartas interessantes, ou também, um portfólio. 6. Se for com as correspondências virtuais, fica legal imprimir as digitações feitas pelos alunos e reunir em forma de livro. Ou também utilizar


P á g i n a | 10

programas de armazenamento de documentos como o Issuu e o Google Docs.

4 – REFERÊNCIAS (DO PLANO DE AULA) ANJOS, Roselene dos. Fórmula da vitória: carta aberta – básico. São Paulo: Instituto Ayrton Senna, 2009.

Disponível em: http://issuu.com/gualberto/docs/projeto_correio_da_escola/16 . Acesso em: 03 ago 2010.

Projeto Correio da Escola (Apresentação e Modelo de Plano de Aula)  

Descrição do projeto "Correio da Escola, com um modelo de plano de aula no final.

Projeto Correio da Escola (Apresentação e Modelo de Plano de Aula)  

Descrição do projeto "Correio da Escola, com um modelo de plano de aula no final.

Advertisement