Page 1

Página |1

PROINFO Ministério da Educação Capacitação – Pólo de São Roque Módulo 2 - Ensinando e Aprendendo com as TICs

PROJETO “CORREIO DA ESCOLA”

APRESENTAÇÃO DO PROJETO, RELATÓRIO E REGISTRO DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS NA ESCOLA

São Roque - 2010


Página |2

Gu a lb e rto R o d rig u e s d e Ara ú j o Colaboração: Isaura Raffaelli e Eunice Maria Sani de Moraes

PROJETO “CORREIO DA ESCOLA”

APRESENTAÇÃO DO PROJETO, RELATÓRIO E REGISTRO DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS NA ESCOLA Trabalho apresentado ao Curso de Capacitação de Tecnologias no contexto educacional – PROINFO – do Ministério da Educação

São Roque - 2010


Página |3

SUMÁRIO

1 – PROJETO

p. 4

1.1 – Introdução

p. 4

1.2 – Justificativa

p. 5

1.3 – Objetivo Geral

p. 5

1.4 – Objetivos específicos

p. 6

1.5 – Meta

p. 6

1.6 – Metodologia

p. 6

1.7 – Cronograma

p. 7

1.8 – Referências (do projeto)

p. 7

2 – MODELO DE PLANO DE AULA

p. 8

3 – SUGESTÕES

p. 9

4 – REFERÊNCIAS

p. 10


Página |4

1 – O PROJETO 1.1 – Introdução É incrível ainda falarmos em cartas, num século XXI onde temos diversas tecnologias que praticamente massacraram meios de comunicação como a carta, o telegrama e outros. Os celulares, onde trocamos mensagens (os chamados torpedos), o computador e a internet com os correios eletrônicos (os chamados emails), isso só para citar dois meios midiáticos de força e de uma muito maior praticidade. Mas nós não devemos simplesmente desprezar meios como a carta, pois é importante saber que eles existem e que estão a nosso bel-prazer para que possamos utilizá-lo, pois é um meio com quase cem por cento de confiança e credibilidade de que a informação, ou encomenda chegue ao seu destino final. Nossos alunos devem tomar conhecimento da importância que o correio possui, por isso é importante o trabalho com esta atividade de troca de correspondências, e ao mesmo tempo, inserir aspectos direcionados à Língua Portuguesa, à Informática, e a outras oficinas e disciplinas.


Página |5

1.2 – Justificativa

A autora que serviu de base para a elaboração do projeto foi Anjos (2009), que em um dos volumes das apostilas da Fórmula da Vitória, do Instituto Ayrton Senna, nos mostra o quanto é relevante e divertido para o aprendizado do educando, o trabalho com cartas. A W ikipédia foi outra fonte de consultas de nosso trabalho, no que se refere ao trabalho com hiperlinks e hipertexto, dentre outras informações que também foram de grande importância. Um projeto envolvendo a troca de cartas estimula o clima de amizade entre colegas, é algo viável, possível de se fazer nas escolas, e trabalha bastante o lado interdisciplinar e transdisciplinar, considerando os muitos assuntos que podem ser tratados através das cartas (claro, com a supervisão do professor na elaboração da correspondência).

1.3 – Objetivo Geral O projeto foi criado com a finalidade de aprimorar a escrita, bem como a leitura, compreensão e interpretação de textos, mensagens e afins. Trata-se de uma troca de correspondências entre alunos de salas diferentes, de uma determinada escola, para que, com isso, além de um possível avanço correlacionado à disciplina de Língua Portuguesa, os alunos pudessem criar entre si, um vínculo positivo de amizade e harmonia, além de aumentarem a compreensão da importância da comunicação em nossas vidas.


Página |6

1.4 – Objetivos Específicos

 Desenvolver melhor a escrita, seja em termos caligráficos, ortográficos ou gramaticais;  Dar um suporte (apoio) às aulas de Língua Portuguesa (se considerar que as aulas sejam aplicadas em outras disciplinas, como Informática, por exemplo);  Aprimorar o quesito da boa leitura, com uma maior interpretação mais apurada dos textos trabalhados;  Estimular o respeito, a amizade e o coleguismo por meio das trocas de correspondências;  Fazer os alunos enxergarem a importância de se comunicar e se interagir, principalmente nos dias atuais.

1.5 – Meta

Estabelecer uma troca de correspondências, tendo como meta, a interação entre alunos de, pelo menos duas classes, de maneira que eles possam, mandar uma carta e receber uma também, no mínimo.

1.6 – Metodologia Será utilizado método da observação sistemática, contida na obra de Lakatos e Marconi (1999), “Técnicas de Pesquisa”, onde elas falam da


Página |7

importância de ter um registro de tudo o que foi feito, observando de forma assídua a tudo o que se passa.

1.7 – Cronograma

Tendo por base o período em que tenha se iniciado os primeiros passos, cremos que num período de 1 quinzena , já é possível aplicar as aulas e obter alguns resultados, com a possibilidade de se estender para 1 bimestre inteiro, dependendo do andamento das aulas.

1.8 – Referências (sobre o projeto) ANJOS, Roselene dos. Fórmula da vitória: carta aberta – básico. São Paulo: Instituto Ayrton Senna, 2009.

LAKATOS, Eva Maria; MARCONI, Marina. Técnicas de pesquisa. 4º Ed. Revista e ampliada. São Paulo: Atlas, 1999.

Disponível em http://www.wikipedia.org. Acesso em 09 ago 2010.

Disponível em http://pt.wikipedia.org/wiki/Hipertexto. Acesso em 3 ago 2010.


Página |8

2 – MODELO DE PLANO DE AULA

(Para Informática, Redação, Língua Portuguesa – PEB I ou II) Profs. Eunice Maria Sani de Moraes e Gualberto Rodrigues de Araújo Faixa etária ou série: Especialmente para 3ª e 4ª séries (4º e 5º ano - Ens. Fund. I) e 5ª e 6ª séries (6º e 7º ano - Ens. Fund. II). Mas com adaptações, é possível aplicar em outras séries. Tema da aula: “Correio da Escola” – trabalho de exercitação da escrita, leitura e interpretação de textos por meio de trocas de correspondências simples. Objetivos: Exercitar nos alunos o desenvolvimento da boa escrita, leitura e interpretação; desenvolver o senso crítico nos alunos quanto à busca por informações, a troca de idéias, enfim, a sua autonomia, na comunicação. Partes da aula/Tempo

Conteúdos da aula

Procedimentos Metodológicos Conversa inicial;

Parte Inicia l Tempo: 10’

Parte Principal

Tempo: 30 a 35’

Parte Final Tempo: 5 a 10’

Contextualização sobre a atividade; Elaboração de envelopes utilizando folhas simples de sulfite; Escolha do tema/assunto para elaboração da carta. Exemplos: personagens folclóricos; futebol; trabalhos da escola.

Distribuição dos materiais; Sorteio utilizando temas pré-definidos

Elaboração do rascunho da carta; Divisão por Observação parágrafos; As pontuações; Passando a carta à constante limpo; Possível leitura das cartas recebidas de professor; outros colegas. Possíveis Utilização da sala de Informática para digitação orientações. da carta, inserindo hiperlinks nela. Acabamento do envelope; confecção de caixas postais com caixas; leitura de algumas cartas para todos.

do

Possíveis orientações;

“Roda de Conscientização quanto ao uso excessivo de conversa” final papel. Caixa de papelão, papel manilha e guache (Caixa postal);

R e cu rs os Materiais e Físicos

Sala de informática, computadores e impressora (recursos tecnológicos); Folhas de almaço ou do próprio caderno e folhas sulfite (envelope e carta)


Página |9

3 - SUGESTÕES 1. É importante que se dê uma continuidade maior para essa aula, utilizando outros temas para o desenvolvimento da carta. Este é o exemplo para uma única aula aplicada. 2. Adaptações para o Ens. Fundamental I:  Atividade sem o uso do computador: trocando cartas com colegas que não sabem quem é o remetente, pois usarão heterônimos, com uma cerimônia de revelação no final; 

Utilização de temas folclóricos para a carta, ou também, temas relacionados a datas comemorativas;

Digitação da carta.

3. Adaptações para o Ens. Fundamental II: 

Utilização das trocas de cartas como iniciação à utilização de emails, para posteriormente efetivarmos isso na sala de Informática utilizando diversos provedores:  Gmail  Hotmail  Yahoo!  Brasil Online (BOL)

Quando terminada a carta, transmiti-la por e-mail para outros colegas, com a inserção de hiperlinks sobre o assunto enfatizado no escrito, criando assim um hipertexto.

Criação de blogs, com o intuito de atualizar-se mais.

4. Utilização da apostila da Fórmula da Vitória, do Instituto Ayrton Senna, como apoio. 5. Importante registrar também com fotos, e também elaborar um mini-livro de cartas interessantes, ou também, um portfólio. 6. Se for com as correspondências virtuais, fica legal imprimir as digitações feitas pelos alunos e reunir em forma de livro. Ou também utilizar


P á g i n a | 10

programas de armazenamento de documentos como o Issuu e o Google Docs.

4 – REFERÊNCIAS (DO PLANO DE AULA) ANJOS, Roselene dos. Fórmula da vitória: carta aberta – básico. São Paulo: Instituto Ayrton Senna, 2009.

Disponível em: http://issuu.com/gualberto/docs/projeto_correio_da_escola/16 . Acesso em: 03 ago 2010.

Projeto Correio da Escola (Apresentação e Modelo de Plano de Aula)  

Descrição do projeto "Correio da Escola, com um modelo de plano de aula no final.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you