Page 1

PERCURSO HISTÓRICO DA E. F. ESCOLAR 

Através do conhecimento do passado, conseguimos entender o presente e programar o futuro.

As diversas concepções da Educação Física podem ser resultados de conflitos e conquistas passadas, que através delas podemos observar as influências do seu desenvolvimento nos dias de hoje.


ASIA E EUROPA 

Os dados documentados sobre a China é de mais de 3.000 anos a . C. e muitas das práticas esportivas são dessa época Atividades como a caça, as lutas, o arco e flecha, o boxe, a esgrima, as danças, jogo com bola. Enquanto que os exercícios físicos tinham uma finalidade higiênicas e terapêuticas, usadas principalmente no combate a endemias


MÉTODO CONG-FOU

ARTE QUE ATRIBUIA ESPECIAL ATENÇÃO AOS MÉTODOS DE RESPIRAÇÃO 


DECLÍNIO DAS ATIVIDADES FÍSICAS NA CHINA

Por volta de 155 a .C. foi introduzido a filosofia baseada na inação, isto é a meditação para a conquista da saúde corporal e da tranquilidade mental. Essa prática foi aconselhado por Buda. Com isso, o povo Chinês se lançou ao sedentarismo que perdurou por séculos.


ATIVIDADE FÍSICA NA ÍNDIA

  

Realização de exercícios corporais Práticas higiênicas Corridas, equitação, a caça, a natação, o boxe chinês e a luta. Além de exercícios ginásticos e manobras massoterápicas e técnicas de respiração


JAPÃO 

Os japoneses do sul tinham muitas atividades voltadas para o mar. Tiveram grande influência hindu e chinesa Equitação, esgrima, ginástica, massoterapia Além da marcha, a corrida, o salto, além dos exercícios de equilíbrio e flexibilidade e lutas (Jiu-Jitsu, mecânica humana, anatomia e fisiologia)


Os Egípcios deixaram claro vestígio de uma intensa exercitação física > Praticavam corridas, arco e flecha, saltos, arremesso, exercícios gimnicos, equitação, esgrima, boxe, natação, remo, corrida de carros e principalmente, lutas, danças e jogos com bola.


OUTROS POVOS

 

ASSÍRIOS > Valorizavam a sua formação física MEDAS E PERSAS > Manejo do arco e flecha FENÍCIOS > Natação e lutas CRETENSES > Valorizavam exercícios de força e velocidade, além das touradas.


GRÉCIA 

Não podemos deixar de destacar as atividades realizadas na Grécia. A primeira Olimpíada aconteceu nesse País em 776 a . C. Atividades comuns > Corridas (a pé, à cavalo ou de carro); a luta, o combate armado, boxe, arremesso de bola de ferro, lançamento de disco e de dardo, os saltos, tiro ao arco, a dança e a natação. INFLUÊNCIA DE GRANDES FILÓSOFOS NA


POVOS ROMANOS

Entre os Romanos, a educação física não era vista com tanta importância, pois o que se destacava era atividade recreativa ou prébélico (fins militares) sem a preocupação com a estética, médica ou fisiológicas demonstrada pelos Gregos.


CRISE DO IMPÉRIO ROMANO

Com a crise do Império Romano, o cristianismo ganhou força, condenando toda a forma de exercício físico e tudo que relacionasse ao corpo humano. Suspensão dos Jogos Olímpicos, solicitada pelo Bispo de Milão em 393 d. C. No séc. V, iniciou-se a formação de uma nova sociedade, e com ela, nasceram os jogos de equipe.


SÉCULO XV- INÍCIO DO RENASCIMENTO

 

Voltaram os pensamentos filosóficos e pedagógicos Nova concepção de vida, contrária a opressão e às limitações impostas ao espírito. O movimento tinha fins higiênicos A ginástica voltou a ter um valor como parte essencial da educação do homem. A E. F. passou a ser exigida para a formação integral da personalidade.


VÁRIOS PENSADORES 

Entre filósofos, pedagogos surgiram outros pensadores

COMENIUS > atribuiu a ginástica um valor importante na educação –inserir a E.F. em horário escolar com atividade obrigatória. PESTALOZZI > Defendeu o brincar livre, pois acreditava que as brincadeiras favoreciam a manifestação dos movimentos naturais. DIDEROT > Promover o equilíbrio psíquico e


VAMOS PRA ESCOLA 

A DINAMARCA foi o primeiro País Europeu a introduzir, em 1 801 a ginástica no currículo escolar, tornando-se obrigatória em 1 828 e obteve um reconhecimento perante o mundo. Os exercícios desenvolvidos eram idéias naturalistas subidas em cordas verticais, escadas fixas ou oscilantes, mastros e varas. Objetivo de Patriotismo, tentando se reerguer após crise econômica.


ALEMANHA

Em 1836, os exercícios físicos eram recomendados nas escolas, devido o seu valor sob o ponto de vista médico, além das idéias nacionalistas. Spiess criou um sistema pedagógico, inspirado em critérios científicos e didáticos de Pestalozzi, Spiess diminuiu a intensidade e a dificuldade do exercício, passando a apresenta-lo de modo sistematizado.


FRANÇA 

Em 1815 se deu a introdução da ginástica na França, com Amoros. A semelhança de outros países como Alemanha e Dinamarca era a segurança nacional. Uma característica de destaque era o desenvolvimento de força, não sendo adequada aos ambientes escolares.


A sistematização de Démeny e o naturalismo de Hébert devem ser destacados, pois contribuíram fundamentalmente para o surgimento em 1927 do método francês, que mais tarde seria adotado e difundido no Brasil


OUTROS PAÍSES

SUÉCIA > Henrik Ling era defensor das capacidades higiênicas e terapêuticas da E. F. ITÁLIA > Viveu a ênfase do exercício ginástico puramente militarizado. INGLATERRA > Sem uma filosofia nacionalista para defender o País, então a cultura gimnica não teve força e sim o esporte.


As tendências da E.F. séc. XX ARTÍSTICA > Origem Alemã que recebeu contribuições do teatro, da dança e música.  PEDAGÓGICA > manifestada na Áustria, Suécia e França, exercícios naturais ao ar livre (-Suéca)  MÉDICA > França e Dinamarca com estudos da fisiologia e biomecânica. a Suécia teve uma contribuição a seguir com a “Ginástica para todos” (toda a população) 


A E. F. NO BRASIL  

As primeiras atividades eram a caça, a pesca,a dança e a arte que eram realizadas pelos índios que aqui viviam, além de exercício físico para a própria segurança e manejo de arco e flecha. Com essas habilidades físicas os índios causaram admiração dos Europeus (Portugueses)


Os índios também praticavam um jogo chamado Peteca. A capoeira teve destaque com os negros futuramente, trazidas da África. Todavia, as atividades físicas sistematizadas somente passara a ser um conteúdo constante nas escolas brasileiras no Séc. XIX, com o título de ginástica e depois como “Educação Física”


A E. F. NO BRASIL ATRAVÉS DOS TEMPOS

De acordo com Ferreira (1994), a imagem projetada pela Educação Física e os objetivos que esta se propõe a alcançar, refletem a ideologia do sistema educacional em que se encontra inserida.


INFLUÊNCIAS   

Mov. Ginásticos Europeus Conotação Militarizada Uma ligação direta com a Medicina Preocupação com a saúde (epidemias) Metodos higienistas


REFORMA COUTO FERRAZ 

 

Meados do séc. XIX os médicos tinham uma total responsabilidade sobre a populaçao, além da produção literária. 1851 início oficial da Educação Física Escolar 1854 – Ferraz expediu a regulamentação da reforma que contemplava entre outras matérias, Ginástica para o primário e dança para o secundário


RUI BARBOSA-1882 

Obrigatoriedade da E.F. nos Jardins de Infância, nas escolas primárias e secundárias, além dos cursos industriais, comércio e agricultura. Atividades de 30 minutos e 4 vezes por semana.


PERÍODO REPUBLICANO 

A DISCUSSÃO NÃO ERA A IMPORTÂNCIA DA A.F. E SIM ONDE FAZER ESSA ATIVIDADE, POIS AS ESCOLAS NÃO ERA PROJETADA PARA O TAL FIM


REGULAMENTO DO GINÁSIO NACIONAL-1892 

Atribuia ao diretos da Escola a responsabilidade de promover os exercícios físicos em seus alunos. Barra – Amarela – Futebol – Peteca – Jogos com Bola – Corridas – Saltos e outros. Desenvolvendo a força e destreza ao aluno.


BENJAMIM CONSTANT-1890 CARÁTER BÉLICO NA Educação física – Evoluções Militares – Manejo de Armas – Tiro ao Alvo.  No aspecto esportivo – destaque para ACM Que em 1891 instalou-se no Rio de Janeiro 

PERCURSO HISTÓRICO DA E. F. ESCOLAR  

PERCURSO HISTÓRICO DA E. F.PERCURSOHISTÓRICODAE.F. ESCOLARESCOLAR  As diversas concepções da Educação FísicaAsdiversasconcepçõesdaEducaçãoF...