Page 65

Protocolo ANPC/UTAD apoiar

uso do fogo.

♦ Formar equipas de apoio às manobras de

a eficiência das ♦ Equipar/destacar ECIN para intervenções das equipas GAUF. manobras de uso do fogo no TO.

♦ Aumentar

♦ Aumentar informação no REIF.

base de dados de movimentação dos meios.

qualidade informação contida nos REIF.

♦ Melhorar

sobre os tempos de actividade de cada equipa (tempo em combate, tempo em reabastecimento, tempo em descanso).

♦ Desenvolver a recolha de informação

campos (horas de chegada ao TO, hora de saída do TO).

da ♦ Desenvolver a recolha de informação relativa ao combate ao incêndio – Identificar a organização dos sectores no TO; indicar composição do PCO e comando de sectores; incluir cartografia detalha do incêndio

rendimento e eficácia dos meios envolvidos no combate.

♦ Melhorar os registos introduzidos na ♦ Melhorar conhecimento sobre o ♦ Normalizar o preenchimento de todos os

Base de dados PC Digital e Relatório Especial de Incêndio Florestal (REIF)

♦ Apoio às equipas GAUF no TO.

Equipas de Reconhecimento e Avaliação de Situação (ERAS).

♦ Desenvolver o apoio ao PCO por parte de

das ECIN ♦ Melhorar o planeamento das ♦ Formar elemento de comando móvel que (rendimento) e adequação das necessidades de meios. passa informação ao PCO para técnicas de combate com o recolocação de meios ou reforço do ♦ Optimizar a utilização de recursos. comportamento do fogo. combate, a partir de uma perspectiva geral do TO.

♦ Desempenho

AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DO ATAQUE AMPLIADO A INCÊNDIOS FLORESTAIS 2007 2007

Relatório final

53

AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DO ATAQUE AMPLIADO A INCÊNDIOS FLORESTAIS  

Este trabalho foi realizado no âmbito do Protocolo entre a Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC) e a Universidade de Trás-os-Montes...

Advertisement