Page 27

AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DO ATAQUE AMPLIADO A INCÊNDIOS FLORESTAIS 2007

2007

PCO.2 – Identifica a existência de um Plano de Controlo do Incêndio, a existência de meios técnicos de apoio à decisão, e as entidades que providenciam informação ao PCO. PCO.3 – Regista as presenças no PCO ao longo do tempo e o tipo de apoio prestado. PCO.4 – Regista o despacho de meios a partir do PCO para o TO, o tipo de informação fornecida às equipas, e verifica o equipamento que elas possuem. TO.1 – Regista dados sobre o comportamento do fogo em diferentes zonas do TO, incluindo características da chama, da propagação e do tipo de vegetação afectada. TO.2 – Regista a acção dos meios de combate no TO, procurando obter valores do rendimento das equipas relativamente a diferentes técnicas de combate empregues. TO.3 – Regista características das operações de rescaldo no perímetro do incêndio. FF.1 – Regista dados sobre o comportamento do fogo na frente, características do terreno e acções de combate empregues, procurando obter valores do rendimento de manobras executadas ou apoiadas pelas equipas GAUF. FF.2 – Regista as características do terreno, vegetação e comportamento esperado do incêndio, procurando recolher dados para identificação de oportunidades de combate à progressão do incêndio.

Protocolo ANPC/UTAD

Relatório final

15

AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DO ATAQUE AMPLIADO A INCÊNDIOS FLORESTAIS  

Este trabalho foi realizado no âmbito do Protocolo entre a Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC) e a Universidade de Trás-os-Montes...

AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DO ATAQUE AMPLIADO A INCÊNDIOS FLORESTAIS  

Este trabalho foi realizado no âmbito do Protocolo entre a Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC) e a Universidade de Trás-os-Montes...

Advertisement