Page 1

A arte integra um processo biológico da evolução humana, sendo por isso distinta da atividades mais ou menos ornamentais que lhe foi ministrada por historiadores, psicólogos, biólogos e outros. A arte é conjunto de meios que o homem emprega para excitar e explorar grandes sensações, fortes emoções, e em especial roça o sentimento do belo: é profundamente o prazer de ser e fazer arte (LEONILDO, 2008). As reflexões sobre as contribuições da arte nos processos educacionais não são recentes, muitos autores já discorreram a respeito de sua importância para o desenvolvimento de inúmeras dimensões do ser humano, como a imaginação, a criati

Necaps promoveu Jornadas Itinerantes nos municípios de Capanema e Santa Izabel do Pará. Em busca do estabelecimento de uma maior articulação com as escolas paraenses, o Necaps está desenvolvendo o Projeto intitulado Oficinas Itinerantes de Educação Científica, Ambiental e Saúde. No ano de 2010, o Necaps realizou Jornadas Itinerantes de Educação Científica, Ambiental e Saúde, em duas escolas, nos municípios de Capanema e Santa Izabel do Pará, na qual foram atendidos jovens que estudam tanto na rede pública como particular de ensino. As oficinas abordaram temas como: cartografia, educação ambiental, música, uso responsável da internet, cultura, teatro, poesia, sexualidade, lendas amazônicas, reutilização do lixo, aulas de redação, jogos educativos, pilhas e baterias. As oficinas foram realizadas aos sábados, no horário de 8:00 às 12:00 h, nas dependências das escolas, ministradas por docentes e discentes dos mais diversos cursos da

vidade, a reflexão, a percepção, a socialização entre outras. Hebert Read (1958) em sua obra “Education throught art” revive um conceito platônico que, segundo ele , foi pouco difundido, pois nem mesmo os discípulos de Platão acreditavam na viabilidade de tal premissa: “A arte deve ser a base da educação”. Read (Idem) afirma que o desenvolvimento da pessoa se dá a partir da expressão da possibilidade de manifestar-se através de signos, símbolos, audíveis e visíveis, e a educação auxilia no cultivo destas habilidades, fazendo com que a criança se torne pessoas eficientes nos vários modos de expressão assim como os artistas. A apreciação da arte nos põe em contato com o outro, pois ela representa a expressão de um individuo, que suscita, através de sua obra, sensações, questionamentos, interlocuções em quem vislumbra seu trabalho, tratase de um contato entre emoções. A educação precisa ser um procedimento não apenas de individualização, mas também de integração, que é a reconciliação da subjetividade com a unidade social. Universidade do Estado do Pará, vinculados ao Necaps. As jornadas Itinerantes tem como objetivo possibilitar que os jovens ampliem suas reflexões sobre a realidade e busquem alternativas para minimizar os problemas socioambientais presentes em suas comunidades.

No Brasil apesar de todas as contribuições da arte para a formação integral do ser humano , o ensino da mesma foi rodeada de inúmeros preconceitos. O primeiro deles alicerçou-se com na influência da educação jesuítica que supervalorizava as manifestações literárias e subjugava a s atividades manuais, nesta incluindo as artes plásticas, devido a natureza de seu instrumento de produção (BARBOSA, 1986). Assim como toda a educação brasileira, o ensino da arte foi moldado a partir dos interesses das elites nacionais, e isso se deu em vários momentos da história do concepções de estéticas, referências de estilos, valoração das obras , tudo isso foi instituído seguindo os “gostos” de uma pequena parcela da população que ditava o que deveria ser considerado arte, renegando as manifestações artísticas das camadas populares, procurando afasta-las da própria arte. Fusari e Ferrari (2003), acreditam que o sucesso de um projeto transformador no ensino da arte, depende de um professor, cujo o saber e o fazer artístico estejam conectados a uma concepção de arte e propostas pedagógicas consistentes.


Necaps realizou Semana do Meio Ambiente O desenvolvimento do fazer pedagógico do Necaps, acontece no âmbito de suas linhas de pesquisas. Estas linhas resultam em uma organização de grupos de trabalho – GT. Que estruturam ações de forma articulada em todas as dimensões do fazer da Universidade (Ensino, Pesquisa e Extensão). Que contribui para a formação dos envolvidos de forma direta e/ou indireta. As dinâmica do fazer promovem a integração, o dialogo e propiciam a troca de experiências entre os envolvidos no processo educativo universitário (Professores, Estagiários, Voluntários e Bolsistas). E de outros níveis de escolaridades (jovens de escola públicas participantes). Desta forma, gera o vinculo e a aprendizagem se dá de múltiplas facetas intencionando a formação da cidadania e a possibilidade dos participantes em contribuir com a melhoria do meio onde vivem. Contemplando o avanço tecnológico surge a necessidade pedagógica da inserção do Núcleo em suas ações com as diversas formas de interagir com as várias tecnologias (Livros, TV, Câmera Digital, Computador, Internet, software livre, redes sociais etc.

Maria de Jesus C. F. Fonseca

Doutora em Ciências Biológicas pela UFPA (2003), Fundadora do NECAPS. Atualmente é Coordenadora e professora do Programa de Mestrado em Educação da UEPA.

Artigos completos publicados em periódicos:

1-Rede de Saberes em Educação Ambiental: a experiência do Núcleo de Estudos em Educação Científica, Ambiental e Práticas Sociais- Necaps. Revista Educação e Meio Ambiente (2009). 2-Paternidade Juvenil : medos, anseios e a repercussão na família e na escola. Revista Multiplicações (2008). 3-Educação Ambiental por meio da Capoeira: uma ação com jovens da Vila Barca Belém-Pará. Educação Ambiental em Ação (2008)

São muitos os caminhos, creio que todos conduzem a uma diversidade de saberes à comunicação e à integração. Com isso temos um dos desafios possíveis de mudar o eixo de ensinar para aprender, constituindo-se na categoria do conhecimento digital , uma opção a mais na vivência necapiana, tanto nos encontros presenciais e virtuais, possibilitando o acesso as informações na sociedade do conhecimento. Com relação ao diálogo (Do grego diálogos – Do latim dialogus) – expressa: entendimento através da palavra, conversação, colóquio, comunicação e discussão ou troca de ideias, conceitos e opiniões, objetivando a solução de problemas e a harmonia. Para atender a estes significados acredito ser de fundamental importância para a comunicação e entendimento, aprender a desenvolver em diferentes aspectos o diálogo interno, e daí ampliar entre outras ideias a ação pedagógica. Quando penso em integração, vejo a somatória de possibilidades para que a aprendizagem ocorra, para a formação cidadã, para a transformação de vida e do meio, ou seja, um agir de modo integral, que necessita de articulação de 4-Construindo uma agenda de Pesquisa em Educação Científica, Ambiental e Saúde: a experiência do Núcleo de Estudos em Educação Científica, Ambiental e Práticas Sociais. Revista Cocar UEPA (2008). 5-A biodiversidade e o desenvolvimento sustentável nas escolas de Ensino Médio de Belém(PA). Educação e Pesquisa USP (2007). 6-Ações de Ensino-PesquisaExtensão em Educação Científica, Ambiental e Saúde: a proposta educativa do Necaps. Revista Multiplicações (2007). 7-Ensino de Ciências: um caminho para políticas publicas em Educação-o caso de Santa Izabel do Pará. Ver a Educação UFPA (1997). 8-Melhoria da qualidade do ensino de Ciências : Notas Introdutórias. Revista Comunicação Universitária (1996). 9-Ensino de Ciências & Prática Pedagógica. NPADC (1994).

todos os órgãos dos sentidos, no individual e no coletivo, de modo que cada um possa pensar e expor sua s reflexões. A integração e o diálogo depende de idéias educativas que possibilitem o desenvolvimento do espirito critico e de atividades criativas, sendo este um viés do Necaps. Pensando em continuar a articulação entre essas bases mencionadas, e que no Necaps há um espaço gerador de novas ideias em um clima cooperativo, esta coordenação pretende subsidiar o já existente, isto é, priorizar o Diálogo e a ação participativa dos seus integrantes, levando em consideração seus limites, possibilidades, e seus desafios, que possam convergir para um processo de mudança e consolidar ações de um trabalho educativo voltado para educação científica, ambiental e saúde. Este pensar surge com uma estruturação conseqüente de uma vivência proveitosa exercida no Núcleo, que se caracteriza pelo “estar junto” , e por isso resultante de uma experiência coletiva de organização, realização, discussões e definições de ações pensadas e realizadas, o que se torna em um desafio:promover a continuidade, embora sejamos sujeitos dos bloqueios, que surgem para efetivação das mesmas. Livros publicados/organizados edições:

O Necaps, por meio do Grupo de Trabalho Sociobiodiversidade e Educação, realizou a Semana do Meio Ambiente no Centro de Ciências Sociais e Educação – CCSE/UEPA, no período de 31 de maio à 02 de junho. Este evento teve como objetivo sensibilizar a comunidade acadêmica sobre os problemas enfrentados pela biodiversidade. Foram Realizadas várias atividades, dentre elas: a palestra - Biodiversidade e Educação na Amazônia, ministrada pela Profª. Drª. Maria de Jesus. Foram realizadas também oficinas de reciclagem com garrafas pet, ministrada pelo artesão Carlos Meigui do Arraial do Pavulagem, e pelos novos estagiários do Necaps Henrique Vilani, Laís dos Santos e

ou

1-Vivências Pedagógicas em Educação Científica, Ambiental e Saúde. (2009). 2-Mural "Olho de Boto": uma proposta de educomunicação socioambiental no ensino superior. (2009). 3-A experiência de atividades acadêmicas vivenciadas em grupo/núcleo de pesquisa na formação de jovens pesquisadores.(2009). 3-A linguagem Científica na formação de professores. Edunama (2008). 4-Caderno de Educação Científica e Ambiental - O lixo nosso de cada dia. (2005). 5-A leitura da Linguagem Científica. Edunama (2006). 6-Biodiversidade Amazônica no Contexto Escolar: Algumas Considerações. Eduepa (2004). 7- Educação Científica e Ambiental através de Jogos didáticos. (2003).

Educação, Saúde novas tecnologias.

e

As pesquisas feitas na área analógica exigiam um esforço manual bem maior que atualmente. Entretanto, o esforço intelectual não pode ser desprezado, ainda que pelo fato das informações serem ainda mais condensadas e postadas de forma quase instantaneamente, pois quando se fala de escola, se fala de saber crítico, científico e filosófico. Desse modo exatamente por isso, não se pode reduzir o conhecimento , ou desprezar o estudo sério e aprofundado sobre determinado tema. Certamente por ser o novo a época, o papel simples, folha de papel fina e perecível, pode ter -

Verena Novaes, discentes do curso de Engenharia Ambiental (CCNT). Já a oficina “Mascaras da Biodiversidade foi ministrada pela Msc. Giza Bandeira. Além dessas atividades realizadas pelo Necaps na Semana do Meio Ambiente, aconteceu a II Reunião do Fórum de Educadores Ambientais, coordenado pelo Grupo de Trabalho Sociobiodiversidade e Educação. A semana do Meio Ambiente é mais um entre tantos outros momentos que nos oportuniza rever rediscutir questões ambientais e suas práticas sociais em um âmbito geral. Bem como salientar a importância da preservação de um ambiente que esta a nosso dispor, não custa nada financeiramente e por questões financeiras, na maioria das vezes estamos perdendo. Promover momentos como este é motivo de grande alegria para a família Necapiana.

propiciado medo em muitos intelectuais acostumado a produzir seus escritos em pedra ou tábuas de madeira maciça. Mas o papel foi extremamente necessário para que se condensassem informações, capacitando o ser humano a produzir com maior facilidade os arquivos necessários para construir conhecimentos cada vez mais sólidos. Hoje, quando ouço alguns teóricos da comunicação falar na era da informação e aprecio debates sobre tecnologia nas escolas, percebo, não sei se eu apenas, uma contradição entre a função primeira daquele espaço de produção científica e o desejo de pasteurizar, ou melhor, comprimir, pensar os históricos saberes. Não acredito nessa verdade , pelo menos no campo das ciências e da filosofia. Nessas duas esferas de conhecimento não há espaço para a mera reflexão. Com base nesta reflexão, penso que as novas tecnologias podem vir a dar aos estudiosos alguns momentos de “ócio criativo”, como podem dar aos operários. Podem permitir contato maior com leituras, conhecimentos , através de imagens, armazenamentos de dados e os variados textos, como podem e devem nos possibilitar maior tempo para a reflexão, produção de hipóteses e no campo da filosofia e da ciência, construção de ideias no-

vas, capazes de dar conta de futuros questionamentos sobre a natureza das coisas e do próprio ser , além das particularidades do ser humano. As atividades e estudos feitos por mim, mais as leituras realizadas me fizeram refletir na plena possibilidade da aprendizagem para todos, e contribuiriam muito para que repensasse a construção do conhecimentos nos tempos atuais com uso das tecnologias.

Necaps promoveu ação de Educação Ambiental para funcionários da empresa Eletronorte. O Necaps foi convidado pela assessoria de comunicação da empresa Eletronorte, para realizar Atividade de Educação Ambiental. A proposta teve como objetivo a sensibilização dos funcionários da empresa quanto a questões como a importância da utilização de sacolas ecológicas. Para dinamizar a intervenção, os estagiários do Necaps, Laís dos Santos, Verena Novaes e Albert Cordeiro, compuseram uma paródia a partir da canção “História de uma Gata”, de Chico Buarque. A parodia foi intitulada “Histórias de um Saco” e foi cantada pelos espaços e corredores da subestação da Eletronorte, localizada na Avenida Perimetral. A atividade foi muito proveitosa, pois os funcionários da Eletronorte conseguiram entender o significado e importância de simples ações a favor do meio ambiente. O G.T Sociobiodiversidade foi muito elogiado pela atividade realizada.


O sopro nº7 Dezembro/2010  

O Sopro é um informativo bimestral do Núcleo de Educação Científica, Ambiental e Práticas Sociais - Necaps que divulga as ações produzidas o...

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you