Issuu on Google+

Agosto / Setembro / Outubro Ano 4 – 2011

Programa Acreditar do Consórcio chega ao fim Em três anos, foram qualificados mais de 1.100 profissionais “Programa Acreditar, uma profissão para você.” O slogan reflete muito bem a proposta do Programa. Criado pela Construtora Norberto Odebrecht em Fevereiro de 2009, o Acreditar chegou a Araucária naquele mesmo ano, em Novembro, com a missão de qualificar mãode-obra local e suprir parte das demandas geradas pelo Consórcio CONPAR. No último dia 26 de Outubro, foi realizada uma solenidade de encerramento do Programa.

“O trabalho deve ser simultaneamente um dever e um direito, pois é por meio do trabalho produtivo que o ser humano se liberta e se humaniza.” Norberto Odebrecht Com mais de 100 horas de carga horária, o Acreditar é dividido em dois módulos: o Básico, que engloba boas práticas de QSMS e Psicologia no Trabalho; e o Técnico, no qual o aluno adquire conhecimentos específicos do curso escolhido. No total, havia oito cursos disponíveis: Soldador TIG, Soldador ER, Soldador MAG/MIG, Encanador Industrial, Pintor Industrial, Mecânico Montador, Montador de Andaime e Oxicorte. Entre os formados, 750 foram contratados pelo Consórcio. “O Acreditar representou um esforço que fazemos para dar oportunidades a pessoas da Comunidade”, lembrou Antonio Costa, Diretor de Contrato do Consórcio CONPAR, durante a solenidade de encerramento. “Contratados por nós ou não, os formados dão passos ao futuro.” O Programa Acreditar mantido pelo Consórcio (em parceria com o SESI/SENAI e com a Prefeitura Municipal de Araucária) teve uma característica peculiar em relação aos de outras regiões: o grande número de mulheres formadas. “A inserção de mão-de-obra feminina na área de Construção e Montagem foi um desafio vencido pelo Acreditar”, ressaltou Sabrina Veras, Coordenadora do Programa.

“O Acreditar ofereceu oportunidades a um grande número de pessoas e, assim, trouxe grande benefício para a população local”, destacou Albanor José Gomes, Prefeito de Araucária. “A Educação é uma ferramenta transformadora. Por isso, os resultados do Acreditar são motivo de grande satisfação para todos nós”, concluiu Iolanda Hennrichs, Responsável pelo Serviço Social do CONPAR.

“Muitos achavam que, por ser mulher, eu não conseguiria trabalhar em obra. Mesmo assim, eu acreditei no Programa e me capacitei”, disse Ângela Steenbok, Pintora Industrial. É bom lembrar que, em Março de 2011, o Consórcio tinha cerca de 10% do efetivo (mais de 400 integrantes) formados por mão-de-obra feminina. Informativo do Consórcio CONPAR :: 1


Agosto / Setembro / Outubro Ano 4 – 2011

Comissionamento inicia atividade de Sopragem com Vapor A proximidade da conclusão da obra ficou mais evidente no final de Setembro, quando a equipe de Comissionamento deu início à atividade de Sopragem com Vapor. Feita com o objetivo de limpar o interior de tubulações específicas, a Sopragem ajuda a garantir a integridade física das turbinas de equipamentos que receberão vapor. As turbinas substituem os motores elétricos, e são os acionadores de compressores e bombas mais usados. “Turbinas são equipamentos sofisticados. Por isso, a limpeza da tubulação deve ser impecável”, destaca Pedro Bueno, Engº Mecânico do Comissionamento. Partículas sólidas, como resíduos de solda gerados na fabricação da tubulação, atingiriam as turbinas, que operam a elevadas rotações. “Com o tempo, mesmo impurezas pequenas poderiam danificá-las permanentemente”, explica. Para avaliar o grau de limpeza, é colocada uma placa de metal “macio” (chamada de “corpo de prova”) próximo ao final da linha. Se houver partículas sólidas, a placa é atingida e fica marcada. A Sopragem é feita até que a tubulação esteja extremamente limpa.

O grau de pureza exigido depende do equipamento que receberá o vapor. O grau de pureza para permutadores de calor é inferior ao de turbinas, por exemplo. Cabe ressaltar que a atividade exige medidas de segurança específicas, para evitar que a exposição a ruído, superfícies quentes e “vapor vivo” cause acidentes. Além do isolamento e da vigilância contínua, é colocado um silenciador no final do trecho, o que reduz consideravelmente o ruído gerado na atividade. Até o momento, as atividades de Sopragem foram concluídas no DEA e estão em andamento nas Unidades 2315/3111, 2313 e 22311.

Comissionamento intensifica atividades A partir de Outubro, o Setor de Comissionamento está intensificando parte de suas atividades para pré-operação e partidas de unidades. São elas: 1. Sopragem de Vapor circuitos V-88 / V- 45 / V-17 / V-3 após lavagem química (para limpeza química da tubulação) e Sopragem de Vapor com vazão de 70% da vazão de projeto (para limpeza da linha e remoção de partículas metálicas); 2. Desengraxe e Passivação de circuitos AR/AM (para remoção de resíduos de óleo da tubulação) e formação de filme protetor (para evitar corrosão); 3. Flushing de Óleo nos sistemas de lubrificação de compressores e bombas de grande porte (para a remoção de partículas metálicas do sistema);

2 :: Informativo do Consórcio CONPAR

4. Sopragem de equipamentos e tubulação com ar (para limpeza e remoção de umidade). 5. Purga e inertização com N2 (para remoção de oxigênio e estanqueidade na pressão operacional); 6. Teste de instrumentos Loop-test e inter-travamentos e testes elétricos (Blank-TEST) 7. Teste de bombas e compressores com fluido seguro (água ou nitrogênio) “Temos como meta a partida das unidades de UGH 22311 e DEA 32323 G/K no mês de Outubro, e das unidades HDTI 2313, HDTNC 2315 e UFN 3111 para Dezembro”, relata João Xavier, Gerente de Comissionamento. A equipe tem previsão

para iniciar atividades em turno em meados de Novembro e continuá-las por período aproximado de 10 meses.


Agosto / Setembro / Outubro Ano 4 – 2011

Consórcio mantém certificação Preservando a na Norma ISO 9001 (Qualidade) Fauna na Área Entre os dias 09 e 12 de Agosto, o Consórcio passou pela 4ª Auditoria de Certificação do Sistema de Gestão da Qualidade, baseada na Norma ISO 9001:2008. De acordo com Paulo Janin, Auditor do Bureau Veritas Certification, não houve não-conformidades nem observações, e a certificação foi mantida com sucesso. “A performance do Sistema de Gestão da Qualidade vem se aprimorando continuamente”, destaca.

Construtora OAS realiza Auditoria de Manutenção do Sistema de Gestão Integrada de QSMS

Nos dias 02 e 03 de Agosto, a OAS passou por uma Auditoria Interna para avaliar seu Sistema de Gestão Integrada (SGI). “Sua atuação no Consórcio permitiu que o SGI da empresa fosse certificado na área de Construção e Montagem em Petróleo e Gás”, explica Luiz de Gonzaga, Gerente da Qualidade do Consórcio CONPAR. A auditoria foi realizada pelo Bureau Veritas Certification e verificou o cumprimento das normas ISO 14001 (Gestão Ambiental), ISO 9001 (Qualidade) e OHSAS 18001 (Saúde e Segurança Ocupacional).

Dentro de uma calha elétrica na Unidade 2222, uma surpresa: encontraram um ninho de pombos, com ovos protegidos pela mãe. Retirar o ninho e colocá-lo em outro lugar teria sido uma solução fácil, porém contrária à Política de Meio Ambiente do CONPAR. Assim, integrantes das equipes de Elétrica e Meio Ambiente uniram esforços para preservar o ninho e, ao mesmo tempo, dar continuidade às atividades da Produção.

“A calha onde estava o ninho foi fixada em local próximo e substituída”, explica Ben Hur Jalil, Técnico em Meio Ambiente. Trazer uma nova calha, de tamanho compatível, instalá-la e deslocar a fiação elétrica demandou uma atuação bastante alinhada. “Vale lembrar que o comprometimento dos integrantes com o Meio Ambiente foi fundamental nesta ação”, destaca. Duas semanas depois, um novo ninho apareceu na unidade. E, da mesma forma que o outro, foi protegido pelos integrantes.

Uma lição valiosa Males das drogas foram tema de peça teatral No dia 22 de Agosto, os integrantes da RIP fizeram parte de uma grande viagem, mas sem sair do lugar: com a peça Viagem de Gaiato, eles acompanharam a triste jornada de vários personagens rumo à “prisão do vício”. Um filho adolescente, uma funcionária de banco e um grupo de músicos mostraram como as drogas podem isolar as pessoas e, se nada for feito, levá-las à morte. Criatividade e momentos de bom humor ajudam a despertar o interesse da plateia sem deixar de mostrar a seriedade do tema. “O teatro é uma das melhores formas que temos de levar questões

problemáticas à sociedade”, ressalta Sérgio Carreira, Coordenador da Companhia Pompacomica. A peça é um convite à reflexão e mostra que, no fim, o “barato” sai caro.

Informativo do Consórcio CONPAR :: 3


Agosto / Setembro / Outubro Ano 4 – 2011

Curso de Panificação Caseira beneficia comunidade local No último dia 29 de Agosto, foi realizada a formatura de duas turmas do Curso de Panificação Caseira do Projeto Pão Nosso de Todos os Dias. Fruto de uma parceria entre o Consórcio CONPAR, o CAIC (Centro de Atenção Integral à Criança) Jd. Califórnia e a Comunidade São Francisco de Assis (Araucária/PR), o curso tem como objetivo aumentar a qualidade de vida da comunidade local. No total, foram 34 alunos. Ao longo de dez horas de aula, os alunos aprendem receitas de pão altamente nutritivas, saborosas e, ao mesmo tempo, de baixo custo. Com o curso, serão beneficiadas diretamente cerca de 100 pessoas. Seja preparando os pães para a família, seja para o comércio, os alunos têm agora um grande diferencial. “Para muitos de nós, esse conhecimento adquirido é uma grande conquista”, disse o aluno José Roberto Schenigoski, ex-integrante do Comissionamento, durante a cerimônia de formatura. Além dos convencionais (como pão de batata e integral), os alunos aprenderam a preparar tipos bastante diferentes, como pão de abóbora e de aipim.

A turma, da mesma forma que as receitas, era bastante diversificada: havia alunos de todas as idades, de 14 a 73 anos. “O curso foi muito bom. Apenas pegar as receitas não seria o bastante: é importante colocar a mão na massa”, opinou Thyago Rodrigues, o mais jovem da turma. Catarina Ambrózio, 73, concorda: “Quase desanimei no começo. Imagine eu, com essa idade, fazendo um curso? Ainda bem que eu não sou de desistir. Valeu muito a pena.” “Espero que esse aprendizado tenha sido muito útil e que os alunos possam multiplicá-lo”, ressaltou Antonio Costa, Diretor de Contrato do Consórcio CONPAR. Após a cerimônia, foi servido um coquetel preparado pelos próprios alunos em parceria com as instrutoras.

4 :: Informativo do Consórcio CONPAR


Agosto / Setembro / Outubro Ano 4 – 2011

Programa Criança Feliz 2011: 350 sorrisos A falta de condições básicas de alimentação e moradia faz parte da realidade de muitos alunos da Escola Egipciana, no bairro Iguatemi (Araucária). A instituição, que reúne cerca de 350 crianças de 1ª a 5ª série, foi beneficiada pelo Programa Criança Feliz deste ano do Consórcio CONPAR. Do mesmo modo que foi feito no ano passado, foram doados roupas e calçados. Ao longo do mês de Setembro, mais de 260 in-

tegrantes voluntários contribuíram com a campanha. Os presentes foram reunidos e entregues no dia 29, em uma grande festa. Brinquedos infláveis, piscina de bolinhas e barracas com pipoca e algodão-doce também foram ingredientes da comemoração. “A solidariedade de vocês tem um valor inestimável”, resume Teresinha Scherer, Diretora da Escola Egipciana. “Nesta realidade, em que muitas famílias não têm se-

quer eletricidade em casa, essa campanha fez uma grande diferença.” No dia da festa, alguns integrantes puderam da confraternização. É o caso de Daniele Melotto, Assistente Técnica de Planejamento. “Fiquei emocionada ao ver a alegria das crianças e a forma como elas nos receberam”, conta. Os presentes e a festa, na verdade, representaram algo maior: o fato de que cada integrante passou a fazer parte da história daquelas crianças.

Consórcio CONPAR patrocina XIII Feira do Livro de Araucária Estreitar as relações entre as crianças do município e a leitura. Este foi o objetivo central da XIII Feira do Livro de Araucária. Realizada entre os dias 6 e 13 de Outubro, a Feira reuniu escritores locais e de outras cidades, bem como representantes de livrarias e sebos.

normalmente não teriam acesso a leitura e teatro”, destaca. Com o evento, foram beneficiadas cerca de 5.000 crianças.

“Quanto mais estimularmos a leitura entre as crianças, melhor. Ela abre caminhos de aprendizagem e desperta o interesse pelo mundo”, opina Sônia Avellar, Professora de Artes e Educação Física da Escola Municipal Ambrósio Iantas. Além dos vários estandes, onde os livros eram vendidos a preços acessíveis, a Feira abriu espaço para apresentações teatrais. “A Feira trouxe bons resultados, pois permitiu que escolas levassem crianças que Informativo do Consórcio CONPAR :: 5


Agosto / Setembro / Outubro Ano 4 – 2011

Criatividade, comprometimento e evolução Campanha Usina de Ideias chega ao fim com mais de 500 participações Em um ano e três meses de existência, a campanha Usina de Ideias estimulou o efetivo a pensar em soluções inteligentes e criativas para o dia-a-dia da obra. À sua maneira, esses integrantes contribuíram com a melhoria constante do empreendimento, elevando ainda mais os padrões de Segurança, Saúde e preservação do Meio Ambiente. As sugestões, avaliadas por uma comissão formada por representantes de vários setores, davam um retorno aos integrantes, seja na forma de prêmios (R$ 400, R$ 200, R$ 100 ou “kits” de participação, conforme o impacto), seja na facilitação para executar tarefas na área. “Contudo, acredito que o maior mérito da campanha não foram as premiações: foi o fato de ter estreitado a relação entre os integrantes e a gerência”, ressalta André Stevam, Gestor de Comunicação do Setor de SMSRS e um dos principais divulgadores da Usina de Ideias. “Assim, a Usina de Ideias deu aos integrantes a oportunidade de participar de forma criativa do sucesso da obra.” O Consórcio CONPAR agradece a todos que colaboraram com a campanha.

Campanha de Vacinação Tríplice-Viral Visando preservar a saúde de seus integrantes, o Consórcio CONPAR realizou uma ampla campanha de vacinação contra Sarampo, Caxumba e Rubéola (Tríplice Viral). Entre os dias 1º e 16 de Setembro, foram imunizados

2.460 integrantes, totalizando mais de 70% do efetivo. Segundo o Dr. Sérgio Albuquerque, Médico do Trabalho, a ação diminuiu bastante a transmissão dessas doenças.

“Assim, mesmo aqueles que não foram imunizados estarão menos suscetíveis para contrair as doenças”, explica. Ele ressalta que as três enfermidades podem trazer complicações severas, como esterilidade (no caso da caxumba), má-formação fetal (rubéola) e meningite (sarampo).

Treinamentos: Instalações Elétricas e Espaços Confinados Os treinamentos têm duração variada (NR10 – 40h, NR33 – 16h para entrada e 40h para supervisores) e são ministrados por empresas especializadas. Desde 2009, já foram capacitados mais de 220 integrantes para trabalho com instalações elétricas e mais de 1000 para trabalho em espaço confinado. “Confesso que fiquei impressionada”, conta Adriela Porto, Engenheira Eletricista do Comissionamento. “No curso de NR10 podemos ver exemplos que mostram o real perigo da eletricidade, que pode deixar sequelas graves e até mesmo levar à morte.” Trabalhar com eletricidade ou em espaços confinados exige medidas de segurança bastante específicas. Para capacitar seus integrantes, o Consórcio CONPAR oferece treinamentos voltados para atividades nessas condições, tendo como base as Normas Regulamentadoras 10 (instalações elétricas) e 33 (espaço confinado). 6 :: Informativo do Consórcio CONPAR

Os cursos são muito abrangentes: abordam reconhecimento de riscos, prevenção de acidentes, funcionamento de equipamentos e noções de primeiros socorros (no caso de NR10). “Além do conteúdo específico, compartilhamos experiências e outros conhecimentos sobre esse tipo de trabalho. É algo muito rico”, destaca Abelardo Nunes Motter, Instrutor SENAI/CIC, que ministrou treinamentos da NR10 no Consórcio.


Agosto / Setembro / Outubro Ano 4 – 2011

Segurança, Saúde e Produtividade O TDT Geral de Outubro, realizado no último dia 25, deu espaço a temas variados. Primeiro, foram divulgados os vencedores da edição de Setembro da Campanha Eu Cuido das Minhas Mãos. Ao todo, 10 integrantes foram reconhecidos por trabalhar de maneira segura, protegendo uma das “ferramentas” mais importantes que possuem.

Içamento dos Reatores da 2313: Missão Cumprida No dia 18 de Agosto, foi feito o içamento do quinto (e último) Reator de Hidrotratamento de Carga da Unidade 2313. O equipamento trabalha em conjunto com outros quatro reatores semelhantes para retirar enxofre do diesel e, assim, torná-lo mais limpo e aumentar sua qualidade. “O transporte destes reatores foi extremamente complexo”, conta Marcos Alves, Coordenador de Engenharia. “Foi necessário reforçar pontes, mudar o trajeto, desviar de fiações elétricas. Ainda assim, nós conseguimos.”

O tema seguinte, em conformidade com a Campanha Outubro Rosa, foi a importância de se realizar exames preventivos para combater o câncer de mama. “Ao se espalhar pelo corpo, o câncer pode levar a pessoa à morte. Ter conhecimento sobre a doença é importante para evitá-la e combatê-la”, disse a Dra. Márcia Albano, Médica do Trabalho. Ela destacou que a realização de exames periódicos pode evitar milhões de mortes por ano, inclusive entre homens – que, embora em escala menor, também podem ter a doença.

Por fim, o Gerente de Comissionamento, João Xavier, e o Gerente de Contrato CMHS/IERP, Carlos Roberto Ertel, destacaram a importância de se conhecer e observar os riscos da fase de Comissionamento das unidades e adotar os procedimentos de segurança necessários. “Estamos intensificando as atividades de Comissionamento. Por isso, é de vital importância respeitar as sinalizações e os isolamentos”, ressaltou Xavier. Em resumo, ficou a mensagem de que é preciso manter a produtividade, orientar as equipes sobre os novos riscos e priorizar a segurança pessoal.

Consórcio organiza treinamentos para operadores da Petrobras Ao longo do mês de Setembro, o Consórcio CONPAR organizou treinamentos direcionados a equipes de operação e manutenção da Petrobras que irão atuar após a entrega das unidades. Operação de fornos, bombas e detectores foram tema dos cursos, cada um com duração média de 16 horas.

O planejamento desta operação começou ainda em 2009. E não é por acaso: trabalhar com as grandes dimensões dos reatores exigiu cálculos e ações bastante complexos. Para se ter uma ideia, cada um pesa cerca de 300 toneladas. Para garantir que não ocorram vazamentos, suas paredes têm 20 centímetros de espessura, o que equivale à largura de um pneu de caminhão.

Conforme requisitos do contrato, os treinamentos foram ministrados pelos fabricantes: Sundyne / Vibropac (bombas), Zell (detectores) e Usiminas (fornos) – este último, em parceria com a empresa norte-americana Petro-Chem, envolvida no desenvolvimento e na engenharia dos equipamentos. “Esses treinamentos ajudam a garantir o bom funcionamento dos equipamentos e diminuir os riscos de acidente”, aponta a Economista Karina Crovador, do Setor de Administração Contratual, o qual organizou os cursos.

O Consórcio CONPAR parabeniza a todos os envolvidos na operação.

No total, foram capacitadas 49 pessoas das equipes de operação e manutenção. Informativo do Consórcio CONPAR :: 7


Agosto / Setembro / Outubro Ano 4 – 2011

Projeto Círculos de Leitura chega ao Paraná

Uma obra literária pode carregar valores universais, que ultrapassam os limites das páginas e transformam as pessoas. Essa ideia é uma das bases do projeto Círculos de Leitura, mantido com investimentos do Programa Tributo ao Futuro. Por meio de pequenos encontros (círculos), o projeto reúne jovens da zona rural do Baixo Sul da Bahia que, com o apoio de um monitor, são convidados a desvendar os conhecimentos contidos em clássicos da literatura, refletir sobre eles e vivê-los no dia-a-dia. Criado em 2008, o projeto já atingiu mais de 3 mil jovens na região. No mês de Agosto, teve início a expansão do projeto, que será trazido ao Paraná. Os encontros serão realizados no CAIC (Centro de Atendimento Integral à Criança) Jd. Califórnia, em Araucária. A expansão é

fruto de uma parceria entre o Consórcio CONPAR, a Fundação Odebrecht e a Prefeitura Municipal de Araucária, representada pelo CAIC e pela Secretaria de Cultura e Turismo. “Estamos encantadas com o projeto. Não queremos apenas trazê-lo aos nossos alunos: queremos mantê-lo e vê-lo crescer”, conta Elda Tuleski, Diretora Geral do CAIC. A estruturação do Círculos de Leitura foi realizada em conjunto com representantes do projeto que vieram do Baixo Sul da Bahia entre os dias 15 e 19 de Agosto.

CONPAR financiará a implantação até o final deste ano. “O Círculos de Leitura deve se iniciar com a perspectiva de se manter, de sustentabilidade”, destaca Antonio Costa, Diretor de Contrato do Consórcio CONPAR. Após a fase inicial, a Secretaria e o CAIC deverão manter a continuidade do projeto, capacitando novos multiplicadores e buscando novas parcerias.

Até Dezembro, serão capacitados cinco multiplicadores para conduzir círculos de leitura. A capacitação será coordenada pela equipe que desenvolve o projeto no Baixo Sul e acompanhada pela Secretaria de Cultura e Turismo e pelo CAIC. O Consórcio

Turma de Supervisores do PDMO revitaliza CMEI em Curitiba para dar uma nova cara ao CMEI Tapajós. Planejamento cuidadoso, trabalho em equipe e vontade de fazer a diferença moveram os 26 integrantes a abrir mão de um feriado para colocar a mão na massa (na pá, na tesoura, na tinta...). Tudo começou com uma carta. Em Outubro, o CMEI Tapajós, localizado em Curitiba, enviou aos pais de seus alunos um pedido de doações. “Não costumamos pedir, mas a situação estava complicada. Não tínhamos recursos para completar as atividades desse ano”, conta Joucyane Moraes, Diretora do CMEI. Com a carta em mãos, o integrante Anderson Vettor, Auxiliar Técnico de Elétrica do Comissionamento, que tem uma filha estudando no CMEI, levou o pedido ao CONPAR. “Fiquei comovido com a situação da escola. Ao mesmo tempo, sabia das muitas ações sociais do CONPAR e, assim, fiz uma tentativa”, explica. Em uma conversa informal, ele mostrou a carta ao colega Eduardo de Assis, Técnico de Elétrica do Comissionamento e aluno da 1ª turma de

Supervisores do PDMO do Consórcio. Tudo se encaixou. “Nosso professor havia proposto uma ação social como projeto final do curso”, diz Eduardo. Em poucas semanas, a turma planejou um mutirão e, no dia 02 de Novembro, eles se reuniram

Pais, moradores da região e professores foram ajudar. Até mesmo alunos apareceram para dar seu apoio. “Meus amigos vão ficar impressionados”, disse a pequena Mariana Vettor (filha do integrante Anderson), de 4 anos. Ao fim do dia, o CMEI estava mais limpo, mais seguro e mais bonito. “Com a carta, esperávamos uma ou outra doação. Não imaginávamos um retorno tão grande”, conta a Diretora.

“Foi uma turma muito especial. Acho que, assim, encerramos o nosso PDMO com muita propriedade”, disse Iolanda Hennrichs, Responsável pelo Serviço Social do CONPAR, no dia da formatura da turma (10 de Novembro). “A experiência de ser voluntário e, mesmo com poucos recursos, ajudar o próximo, foi motivo de muita alegria”, declarou a integrante Ana Carolina Rocha, no encerramento de turma.

Expediente: O Enfoque é uma publicação do Consórcio CONPAR, com fins de publicação e divulgação de assuntos inteiramente restritos no âmbito da empresa. Editoração e Projeto Gráfico André Stevam, Jornalista Responsável Guilherme de Souza MTB 8781/PR. Contato comunicacao@consorcioconpar.com.br Internet www.consorcioconpar.com.br Impressão Oficina do Impresso, Tiragem 2.000 exemplares.   8 :: Informativo do Consórcio CONPAR

Após a leitura leve o informativo para casa, não jogue no chão.


O Enfoque - Edição Especial