Page 65

[

[

RECURSOS HUMANOS

[

Carlos Oliveira, da People Right Pequenas empresas precisam criar um modelo de gestão de pessoas para contratar e reter talentos

É por isso que apenas contratar bem não é sinônimo de sucesso. Anneliese Rocha, diretora de RH da Marte Científica, de equipamentos de medição, entende bem disso. A empresa de 120 funcionários já sofreu muito com a rotatividade dos profissionais. Para solucionar o problema, aposta em salários competitivos e benefícios. Além disso, investe em bom clima para fortalecer os vínculos. “Todos os nossos gerentes começaram cedo na empresa. A ideia é fazer com que eles se sintam parte do processo e crescimento”, afirma. Definir uma estratégia para o departamento de RH é fundamental. “O melhor jeito é fazer com que o funcionário sinta que é parte da empresa, motivando-o a fazer não apenas o seu trabalho, mas a atingir seu potencial

ESTRATÉGIAS PARA RETER OS TALENTOS > INCENTIVE Se identificou alguma competência técnica ou comportamental do funcionário, não a suprima. Motivação pode fazer com que ele fique > CRIE BOM CLIMA O estresse, o acúmulo de trabalho e o péssimo relacionamento com a chefia são detonadores de motivação. Mantenha um clima calmo, crie programas de qualidade de vida, envolva a família do profissional e estabeleça metas alcançáveis > OFEREÇA TREINAMENTO CONTÍNUO Empresas que oferecem incentivos para que o funcionário continue estudando fazem o trabalhador se sentir valorizado > FORTALEÇA VÍNCULOS Mais que ter uma boa relação com o profissional, a empresa tem de estreitar os vínculos com ele. Ajude-o a solucionar problemas pessoais, mas sem excessos, e o mantenha informado sobre o crescimento e projetos da empresa.Com isso, ele sentirá que é parte do processo > REFORCE SALÁRIO E BENEFÍCIOS Com o passar do tempo, aumente a remuneração e amplie o rol de serviços. A ideia é evitar que o trabalhador se sinta atraído por outra proposta

64 abr/mai/jun 2012 [ BRASIL EM CÓDIGO ]

para garantir o crescimento da organização, e, consequentemente, sua própria ascensão”, diz Cabral, da Catho. A liderança também é importante para a retenção. O líder precisa estar disposto a ajudar o trabalhador a crescer. Os especialistas afirmam que problemas com a chefia é um dos principais motivadores da saída do funcionário. “Se a companhia não oferece boas condições de trabalho, dificilmente terá um quadro comprometido. As pessoas precisam acreditar no crescimento da empresa e que elas vão acompanhar esse processo”, complementa Oliveira, da People Right. Diante de um mercado de trabalho cada vez mais agressivo e um cenário econômico que diminui o espaço da indústria, o pequeno empresário não pode continuar com as mesmas diretrizes de contratação e retenção do passado. O mundo mudou e as perspectivas das pessoas com relação à carreira também. É preciso acompanhar essas mudanças. “Sem um bom quadro de funcionários, é difícil crescer”, conclui Ignácio.

Brasil em Código - 4ª Edição  

Conheça a história do código de barras e como sua evolução é essencial para as empresas conquistarem um diferencial competitivo. Veja também...

Brasil em Código - 4ª Edição  

Conheça a história do código de barras e como sua evolução é essencial para as empresas conquistarem um diferencial competitivo. Veja também...

Advertisement