Page 1


Foto: Rodrigo Lopes - Beleza: Ton Reis

sUmÁrio

A entrevista desta edição é com Isis Valverde, a atriz mineira que encanta o público com seu talento e beleza

Moda Denise Fraga Entrevista: Isis Valverde Fitness Nutrição

10

Veja como tornar as refeições mais saudáveis com substituições simples


Cairo, no Egito, é destino ideal para quem aprecia turismo histórico

Sugestões de receitas leves e frescas, ideais para os dias quentes

Culinária Pet: Terapias Alternativas Decoração Dicas para Escolher a Cor do Ambiente Guia Tech Destinos Nacionais e Internacionais

Decoração étnica traz objetos repletos de referências culturais

Saiba quais são os biquínis mais adequados para cada corpo 11


para QUem sonHa

o impossível

expediente

eDitorial

• Diretores Eduardo Ross Mariana Balbino • Jornalismo Pamela Gaudio Renato Campanari • Criação Mário Ciciliatti Thiago Lopes Samuel Bratifich Ana Carolina Dias Lavorato • Atendimento ao Anunciante Mariana Balbino: comercial@agenciapensare.com.br Cléo Almeida: publicidade@agenciapensare.com.br Renam Ross: contato@agenciapensare.com.br Dantiele Francioze: classea@agenciapensare.com.br (18) 3528-6953 (18) 3529-2025 (18) 99700-5353 • Departamento Administrativo

“Se podemos sonhar, é porque podemos fazer.” A clássica frase do cineasta Walt Disney define, com precisão, todo o trabalho desenvolvido para que você tivesse em mãos a 7ª edição da Revista Classe A. Sonhamos, idealizamos e concretizamos mais uma nova edição da revista mais influente da Alta Paulista. Procuramos mostrar, nesta edição, histórias de pessoas que têm em sua mente um objetivo muito claro: valorizar a Nova Alta Paulista e o que há de melhor nela. Os planos que Márcio Cardim, Gustavo Junqueira e Evandro Gussi têm para a região são relatados nas próximas páginas como incentivo para cada um de nós. Na atual edição, você também encontrará relatos de pessoas que insistem em trilhar o caminho de um sonho, como é o caso do palhaço Fábio Bertassi e da atleta Eloah Scramin. Mais uma vez a Classe A inova, e traz um Guia Especial de Casa e Construção. Agora vai ficar mais fácil você encontrar os melhores profissionais e empresas para construir e decorar a sua casa.

Aproveite e boa leitura! 12

Flávia Shirakawa Kaio Giroto • Fotografia Samuel Bratifich • Circulação Osvaldo Cruz, Sagres, Salmourão, Inúbia Paulista, Parapuã, Tupã, Iacri, Bastos, Rinópolis, Adamantina, Lucélia, Flórida Paulista, Irapuru, Junqueirópolis, Dracena, Presidente Prudente, Assis. • Tiragem 5 mil exemplares

• Conteúdo, Edição e Arte CM&N - Revistas Customizadas (17) 3229-1940 contato@centralcmn.com.br • Jornalista Responsável Mani Jardim MTB: 66616/SP

A Revista Classe A não se responsabiliza pelos conceitos emitidos em artigos assinados, bem como pelas informações ou conteúdo dos anúncios publicados, sendo estes de inteira responsabilidade de seus autores/proprietários. A reprodução total ou parcial do conteúdo desta obra é expressamente proibida sem prévia autorização.


Ammis

moDa Festa

À mostra Um toque de sensualidade sempre se faz presente nos looks das ocasiões especiais e com ela surgem belíssimas peças compostas por fendas, vazados, transparências... As possibilidades são inúmeras: blusas com aberturas nos ombros, vestidos com fendas na cintura, peças em crochê, além dos cortes nos vestidos longos que deixam parte da perna à mostra. Com essas peças, a sensualidade alia-se à elegância, num belo jogo de revela e esconde.

À mÃo

É possível carregar documentos, itens de maquiagem, chaves e celular com elegância? Claro que sim! Basta escolher a bolsa certa para levar à festa. Mesmo pequenas, elas costumam acomodar tudo com perfeição e ainda são acessórios poderosos, capazes de tornar o look ainda mais especial. Podem ser encontradas em tecidos nobres, materiais metalizados e também serem ornadas com pedrarias.

pés De

princesa

16

Quem gosta de brilhar pode se inspirar nas estrelas das passarelas e dos tapetes vermelhos. Um visual que traz o glamour de Hollywood com toque vintage vem chamando a atenção, especialmente de jovens e adolescentes, segundo a consultora de estilo e maquiadora Camila Gutnik. O visual retrô, com referências de maquiagem e cabelo dos anos 1960, tem como musa inspiradora Audrey Hepburn, ícone do cinema norte-americano e referência de estilo. Para um visual de diva, a maquiagem propõe destaque para os olhos bem delineados. Já nos cabelos, um belo coque.Quem quiser ainda pode finalizar o penteado com delicadas faixas e tiaras.

eleGÂncia

Camargo Alf aiataria

Que menina não sonha com sapatinhos cheios de brilho? Foi pensando nisso que os calçados infantis femininos propuseram um metalizado irreverente. Sapatilhas e sandálias aparecem em tons de dourado, prata e azul metálico, garantindo um visual superatual e fashion para elas.

Marisol

Vitrine Catraca Livre

C&A - Iodice

tUDo

GlamoUr

Quando a ocasião pede trajes mais que especiais, os homens precisam procurar peças com corte e acabamento impecáveis. Além disso, eles podem buscar peças tradicionais que tenham uma pitada de novidade, um detalhe que deixe a composição mais atual. O corte slim (mais justo ao corpo) de calças e paletós está em destaque. Os tons escuros seguem com amplo espaço, mas agora podem estar junto a tecidos metalizados. As cores mais claras também podem ser usadas. Elas combinam com festas ao ar livre e com o clima tropical do País. Cinza, azul-claro e o off-white estão entre as opções.


moDa Festa

peQUenos

DiFerenÇa

Fios no lUGar

C&A

Cabelos cheios de estilo também fazem parte da rotina masculina. As pomadas e ceras modeladoras ajudam a criar diferentes penteados e permitem finalizações perfeitas – deixando o homem com um visual impecável para as festas. As ceras são produtos mais consistentes e, geralmente, formulados com material natural, como a cera de abelha, por exemplo. Elas costumam deixar o cabelo com um leve brilho. Já as pomadas são feitas à base de óleos ou água, possuem uma textura menos densa e um acabamento mais opaco. A quantidade equivalente a uma moeda de 5 centavos é suficiente para aplicar nos cabelos secos ou um pouco úmidos. Quanto à fixação, tanto a da cera quanto a da pomada, são menores que a do gel e do spray. Contudo, os dois primeiros produtos costumar dar um aspecto mais natural aos penteados.

pronta

Min era l

para brilHar Quer dar um “up” na produção? Que tal apostar nas peças com brilho? Esse detalhe especial pode aparecer em blusas, vestidos, shorts, calças e casaquetos. Também é possível escolher entre as aplicações, como os paetês, por exemplo, ou roupas já confeccionadas com tecidos metalizados. Na hora de combinar, associe as peças brilhantes a outras mais neutras, sem detalhes, com o objetivo de equilibrar o visual e evitar excessos.

Os acessórios são essenciais para completar o look, em especial nas ocasiões festivas. Os colares, por exemplo, têm lugar garantido na composição. Eles aparecem com correntes, pedrarias exuberantes ou ainda inteiramente confeccionados em metal. Os braceletes estruturados também recebem destaque nas coleções e agregam um charme especial às produções. Os brincos são outros acessórios conhecidos por levantarem qualquer look! Destaque nessa temporada para os que agregam pedras e os de estilo leque.

Gabi Rubi - Elo7

C&A - Iodice

Foto: Thiago Travesso

Mineral

As produções infantis masculinas ganham muito charme com as camisas. Elas são eficientes no momento de “acender” os looks. Essas peças podem ser encontradas em inúmeros modelos: tons claros, cores vibrantes, lisas ou com estampas e na tradicional padronagem xadrez. Podem ser usadas sozinhas ou sobrepostas a t-shirts. O ideal é optar por peças divertidas e confortáveis, perfeitas para eles se divertirem com os amiguinhos nas festas.

Kids

Tigor T. Ti gre

GalÃs

FaZenDo a

vermelHo poDeroso Na maquiagem, nada mais infalível do que o bom e velho batom vermelho, não é mesmo? Seu revival surge depois de uma temporada de tons nude. Agora, ele aparece em tons vivos, intensos, e também em variações mais “fechadas”. Seu reinado, tem um toque retrô, acompanhando a tendência que remete referências dos anos 1950 e 1970.

17


moDa Festa

clÁssico

C&A - Iodice

Bebecê

no salto

Black Baazar

A camisa, parceira clássica das composições masculinas, ganha detalhes que a colocam em evidência. Entre as novidades estão botões coloridos, tecidos de tonalidade diferente na área próxima aos botões e também na gola. Já o tradicional modelo branco agora pode ser encontrado com recortes diferentes e até com bordados.

Alexandre Herchcovitch - Fotos: Fernanda Calfat

repaGinaDo

Diversidade é a palavra de ordem envolvendo os calçados femininos para as ocasiões especiais. Em relação aos saltos, a temporada vai contar com os estruturados, de várias alturas, com os finos e também com os de design diferenciado e inovador, que deixam os sapatos com um ar escultural. Peças com aplicações em metal, tiras e amarrações também se destacam.

acessÓrios

20

Quando se fala em eventos, confraternizações e encontros festivos surgem dúvidas sobre a possibilidade do uso da calça nessas ocasiões. Essa possibilidade existe, mas a palavra-chave nessa questão é adequação. Uma calça pode compor o look em celebrações mais informais – não se esquecendo de que ela deve ter um tecido mais nobre e corte perfeito. Contudo, calça não combina com festas que exigem rigor e formalidade máxima, como os bailes de gala. Certificando-se de que a ocasião permita, é possível combiná-las com blusas bem femininas que trazem brilho, pedrarias e bordados exuberantes. Ainda vale investir no tom sobre tom, que consiste basicamente em escolher uma cor-chave e brincar com o seu degradê, misturando tonalidades próximas, ou, quem sabe, apostar na infalível dupla preto e branco. Há ainda quem atualize a tendência usando macacões, que trazem modernidade à produção. Para ficar ainda melhor, o visual pode ser arrematado com acessórios poderosos.

Além das roupas e calçados, as meninas também gostam de mergulhar no universo de possibilidades dos acessórios. O ideal é que elas usem peças desenvolvidas especialmente para sua idade, que colaboram com a predominância do lúdico no visual infantil. Para que a diversão seja completa, as marcas investem em cintos finos com animal print, bolsas com aplicações de lantejoulas e pedrarias, tiaras, laços e tudo o que o glamour do universo kids permitir. A dica é soltar a imaginação na hora de escolher o look!

Marisol

Lilica Ripilica

C&A - Stella Mccartney

calÇa poDe? inFantis


moDa Festa

combinaÇÃo Para ficar impecável dos pés à cabeça, é preciso estar atento a todos os detalhes e isso inclui até mesmo às meias. Na moda masculina isso é ainda mais evidente. Escolhê-las de maneira certa permite criar uma combinação harmônica com o terno e o sapato. Alguns consultores de moda defendem que elas devem ter tons próximos aos da calça, enquanto outros orientam que elas sejam da cor do sapato. Em ambos os casos, a intenção é que se evite uma divisão muito brusca nos tons, com cores muito discrepantes.

HarmÔnica + + + + + + + + + + + +

cHeios De

olHos

cHarme

C&A - Stella Mc cartney

camisa

Feminina

Marisol

Os vestidos infantis esbanjam graciosidade e estão repletos de referências românticas, como estampas florais, tons mais claros, laços e cintos delicados. Mas há também os modelos que investem nas estampas de bichinhos, como as borboletas, e ainda em motivos ligados ao fundo do mar. O mix de estampas também faz sucesso na moda feminina infantil, assim como as aplicações de bordados e rendas.

em eviDÊncia

Elas estão em alta e cada vez mais estilosas e sofisticadas. As camisas femininas criam composições versáteis e com elas é possível dar mais dinamismo na composição. Elas se adaptam bem a diferentes ocasiões, até mesmo em alguns looks festivos. Embora alguns modelos tragam cortes mais masculinos, a feminilidade nunca é posta de lado. Bem aceita em todos os tipos de corpos, é possível combiná-las com maxicolares e acessórios luxuosos. Tecidos leves, com transparência, como seda ou chifon, são ótimas opções para as ocasiões especiais.

Uma maquiagem incrível é imprescindível para arrasar nas festas. Para isso, as sombras metalizadas são essenciais, pois casam perfeitamente com esse tipo de ocasião. O dourado e o cobre são apostas certeiras. Criam sempre makes elegantes. Para atualizar esse clássico, a temporada traz como novidade o efeito molhado nas pálpebras. Ele pode ser obtido com sombras que já ofereçam esse tipo de efeito ou com produtos que são uma espécie de gloss para a área dos olhos. É possível ainda improvisar com gloss labial, mas algumas pessoas podem considerar o aspecto “melado” um pouco incômodo.

21


ARTIGO

LASERLIPÓLISE O USO REVOLUCIONÁRIO DO LASER NA ESTÉTICA

A Laserlipólise é um procedimento minimamente invasivo para a remoção de pequenos depósitos de gordura localizada através do uso de energia laser. Ele atua diretamente no processo de emulsificação da gordura e skin tightening (retração da pele) em áreas como abdômen, flancos, costas, braços, coxas e região interna de coxas e queixo duplo (papada). A eficácia da tecnologia se dá, sobretudo, na remoção de gordura em áreas onde a concentração dos adipócitos, ou seja, células que armazenam gordura, se faz resistente a dietas e exercícios físicos, bem como dispõe de intensa fibrose. Esse tratamento destina-se a redução de acúmulos localizados de gordura. Não servem, portanto, para o tratamento da obesidade. Por meio do calor gerado por uma fibra óptica de laser, a gordura é diretamente derretida de maneira uniforme. Os adipócitos (células de gordura) destruídos são absorvidos pelo organismo. O aquecimento promovido é repassado à derme e promove o skin tightening (retração da pele), sendo também indicada para o tratamento das áreas flácidas. A área a ser tratada é anestesiada localmente. O tratamento pela Laserlipólise dura em torno de 40 minutos, por região a ser tratada. No pós-operatório, há edema e dor leve, de menor intensidade do que na lipoaspiração tradicional. A recuperação costuma ser muito

satisfatória com o paciente voltando às atividades habituais de 3 a 10 dias, de acordo com a extensão da área que foi tratada. A vantagem é a rapidez em se obter os resultados desejados e a confiabilidade dos resultados que são mais uniformes que as técnicas menos invasivas, como ultrassom e a eletroterapia. Outra vantagem é o fato de que o laser possibilita o aumento da temperatura da derme provocando o efeito de retração ou “thightenning”, que reduz a flacidez cutânea. Pode ser usado também para melhora de irregularidades cutâneas (celulite) e para a redução de estrias mais largas, em áreas de maior acúmulo de gordura (abdômen e coxas).

Carolina Borini Dermatologista CRM 140677

mais informações no Guia de Saúde na página 47

23


moDa praia

escolHa

iDeal

Saiba quais são os modelos mais adequados para cada tipo de corpo Quando o assunto é moda praia, o clima é de efervescência nos looks, com uma infinidade de modelos à disposição. Inúmeras novidades estão por vir, muitas outras já estão em alta, mas – tendências à parte – estações vêm e vão e dúvidas sobre o quê, e como usar, continuam pairando, não é mesmo? Os modelos são tantos que a jovem Leandra Souza, 25 anos, confessa que ainda não descobriu o tipo ideal para o seu corpo. “Como tenho seios grandes e bumbum menor, sempre fico em dúvida por qual estilo optar.” De acordo com a consultora de moda Maria Pia Brunoro Cury, é comum sentir-se inseguro em meio a tantas possibilidades. Ela conta que, no momento da escolha, pôr em prática algumas dicas é essencial para tornar o visual especial e harmônico.

ulo Triâng

24

gulo Retân

ulo Triâng ido Invert

com qual peça eu vou? Escolher as peças que melhor combinem com cada corpo, permite valorizar formas, cor da pele e, claro, o conforto. Acertar na hora de selecionar o tom, estampas e a modelagem do biquíni ou maiô faz toda a diferença. A seguir, algumas dicas que podem ajudar nessa tarefa: 1. Quem está acima do peso pode optar por estampas menores com fundos mais escuros, modelos com laterais largas e tops bem estruturados. É indicado evitar as estampas muito chamativas. Os tecidos com animal print em tons terrosos ou pouco vibrantes também são ótimas

lheta Ampu

Oval


moDa praia Peça lembrada sempre pela elegância, o maiô deixa as mulheres ainda mais bonitas na praia ou piscina. A dica é sempre escolher o tamanho certo, ou seja, ele não pode ficar apertado e nem “sobrando”, passando a impressão de flacidez. As orientações sobre cores, modelos e estampas, usadas na hora de escolher os biquínis, valem também nesse caso. E nada de considerar os maiôs como peças “caretas”. Há muitos modelos supermodernos, com aplicações, texturas, fivelas. É só escolher os que tenham detalhes capazes de dar volume no lugar certo e que valorizem as partes do corpo que se deseja exaltar!

“Usar top de uma cor e calcinha de outra também valoriza as curvas, sendo ideal para as mulheres que estão com o corpo em forma. Atualmente, o desafio é unir peças estampadas no mesmo look. Para combinar estampas entre si, procure as cores de um mesmo tom ou tom sobre tom. As duas peças tem que ‘conversar entre si’ em harmonia”, indica a especialista.

opções, pois valorizam o corpo e deixam o visual atualizado. Há quem prefira as cores escuras e lisas – elas podem ser usadas, mas é importante ir além do preto e arriscar com verde-escuro, marinho, marrom e vinho, que valorizam o corpo e deixam o visual chique. 2. Mulheres magras com corpo ampulheta (ombros e quadris na mesma linha e cintura fina) podem apostar em estampas e modelagens diferentes. Nesse caso, os biquínis de lacinhos finos na lateral estão liberados. 3. Para as magras com corpo bem sequinho, o uso de cores e estampados em tons claros chama a atenção para as formas. Usar top de uma cor e calcinha de outra também valoriza o corpo. 4. Quem tem o corpo em formato triân-

gulo invertido (ombros mais largos que os quadris) deve lançar mão de tops em cores mais sóbrias e formas que não acentuem o tamanho dos ombros. Peças com decote V, com alças estruturadas para sustentar os seios, podem ajudar. Outra dica é chamar a atenção para a parte de baixo, para equilibrar a silhueta. Assim, a calcinha pode ser estampada e com detalhes. 5. As mulheres com ombros mais estreitos que os quadris, o chamado corpo “pêra”, podem usar peças mais escuras na parte de baixo e evitar calcinhas com detalhes que ampliem visualmente o quadril, como lacinhos. O ideal é valorizar os tops do biquíni, chamando o olhar para a parte de cima do corpo, investindo em peças com pedrarias, ferragens e bordados. 6. Para quem tem ombros, quadris e cintura na mesma linha, a orientação e criar, visualmente, com a ajuda das peças, uma silhueta mais curvilínea. No top, podem ser usadas cores vivas, tomara que caia, estampas, babados. Na parte de baixo, amarrações e drapeados também podem ajudar. 7. A consultora de moda Maria Pia Brunoro Cury explica que se a mulher tiver pouco seio, o top cortininha fica ideal. Para as magras com mamas pequenas vale ainda investir em babados ou aplicações que acrescentam um volume extra.

8. Os seios grandes pedem tops com alças

estruturadas e a modelagem frente única valoriza o decote. É recomendado optar por modelos que deem mais sustentação, conforto e segurança.

eles Sabe-se que a sunga é a peça mais indicada para a praia, mas entre os homens seu uso não é uma unanimidade. De acordo com Maria Pia Brunoro Cury, essa peça combina bem com quase todos os tipos físicos. A atenção, nesse caso, deve ser por parte dos homens que estão muito acima do peso, pois a sunga pode ressaltar a barriga e o bumbum. Quem não gosta da peça, pode optar pelas bermudas. A consultora lembra que o comprimento ideal são dois dedos abaixo do joelho. “Os tecidos mais indicados para as bermudas de praia são os sintéticos e os inteligentes, por serem mais fáceis de secar após o banho de mar ou piscina e não ficarem tão pesados”, recomenda.

25


26


entrevista

Foto: Mariana Molinos

isis

valverDe Ela rouba a cena com seu talento e beleza

30


entrevista

Por Ester Jacopetti

p

or onde passa, Isis ganha os holofotes. E não é preciso estar em posto de protagonista para tal. A energia que ela imprime em cada um de seus personagens é capaz de transformá-los em pontos de atração para nossos olhos. Como ela faz isso? Unindo talento, beleza, carisma a boas doses de determinação e responsabilidade.

“Ser protagonista, ou não, não pode mudar a entrega do ator. Ele tem que dar o melhor de si sempre!”, assinala.

A atriz mineira tem o poder de encantar. Tudo o que ela faz tem sempre frescor, cheiro de novo, espontaneidade. Já a vimos de muitas maneiras, mas Isis é sempre capaz de surpreender. Se alguém questionar essa sua característica, basta se lembrar de algumas mulheres que ela já representou na telinha – e na telona: Ana do Véu, em “Sinhá Moça”; Rakelli, em “Beleza Pura”; Suelen em “Avenida Brasil”, Maria Lúcia, no filme “Faroeste Caboclo”... E não para por aí. Nas minisséries “O Canto da Sereia” e “Amores Roubados” também esteve em evidência, assim como em “Boogie Oogie”, dando vida à mocinha-protagonista cheia de nuances, Sandra. Confira, a seguir, um pouco mais sobre a vida dessa linda atriz.

Você é uma atriz que nos surpreende a cada trabalho que faz. O que mais te encanta na profissão? Encanta-me a possibilidade de viver, em uma vida, várias outras. E a delicadeza como o ator toca nas emoções, moldando cada personagem. Alguns atores admitem que ser protagonista aumenta a responsabilidade. Como você lida com isso? Para você, é uma pressão a mais? Acredito que ser protagonista, ou não, não pode mudar a entrega do ator. Ele tem que dar o melhor de si sempre! Isso só muda a carga de trabalho, mas o nervosismo e o frio na barriga sempre vão existir.

Que desafios envolveram o trabalho de viver Sandra, em “Boogie Oogie”? Mesclar comédia e drama. Fazer um mix disso tudo. É uma personagem divertida e engraçada, mas que enfrentou dramas. Imaginei um personagem de bem com a vida, solar, leve e jovem. Ela, com apenas 22 anos, estava acabando de sair do sonho dos anos 60, voltado para o “vamos mudar o mundo, as pessoas vão nos entender, vamos ser mais paz e amor” para um momento muito voltado para o “eu”. A vida dá um tapa na cara dela. Vivi no núcleo da comédia, mas o meu personagem carregou dramas. Fazer essa construção foi punk. Um dia eu liguei para o Ricardo (Waddington –

“Encanta-me a possibilidade de viver, em uma vida, várias outras. E a delicadeza como o ator toca nas emoções, moldando cada personagem” Foto: Raphael Dias / TV Globo


entrevista

“Acredito que ser protagonista, ou não, não pode mudar a entrega do ator. Ele tem que dar o melhor de si sempre!“

Por ser um personagem tão especial, o que você pretende levar de Sandra para a sua vida? A gente sempre tenta deixar o personagem distante de nós. É claro que, ao interpretar um personagem, não temos como nos desvencilhar dele e tornar outra pessoa completamente diferente de nós. Não tem jeito. O personagem vai ter algo do ator sempre. Mas cada essência é diferente. A gente tenta construir outra pessoa, com outras explosões. Ao dar vida à Sandra, você precisou pesquisar sobre troca de bebês, um dos assuntos foco da novela? Fiz uma pesquisa a respeito desse assunto. Assisti a um filme japonês em que acontece justamente uma troca de bebês. A gente vê isso também na televisão. Entre seus trabalhos mais recentes, destaca-se também Antônia, da minissérie “Amores Roubados” (2014). Como foi fazer esse personagem? A Antônia teve muitos desdobramentos em um curto período de tempo. Uma novela tem praticamente um ano, e com isso a personagem também vai mudando. No caso da minissérie, filmamos, em quatro meses, dez capítulos. A história se passou em poucos meses. Isso me fez crescer. Eu só tenho a agradecer. Ela con-

34

Foto: Paulo Belote / Globo

diretor de “Boogie Oogie”) e pedi ajuda. Nós ficamos horas conversando sobre a personagem. Emocionei-me muito por ter conseguindo alcançá-la.

seguiu emocionar muita gente e mostrou amadurecimento dentro da trama.

vez em quando, posto algumas coisas no Instagram. As minhas seguidoras adoram, quando não posto elas ficam me cobrando. Eu comecei fazer uns treinos que elas amam. Tenho facilidade para emagrecer. E eu como tudo sem glúten porque sou celíaca.

Agora falemos um pouco sobre boa forma. Você já teve o corpo mais malhado, mas percebemos que você emagreceu bastante. Você prefere ficar com o corpo mais sequinho? Estou ficando mais velha, e isso traz também um pouco de mudança para o corpo da gente. Comecei na dramaturgia com 17 anos e eu estava com menos peso. Eu pesava 47 quilos e hoje estou com 52. Meu rosto era mais redondo, carinha de menininha. Eu mudei muito. Quando eu fazia a Suelen (“Avenida Brasil”, 2012) eu comia bastante, ganhei peso, massa e fiz muita musculação pesada para ganhar aquele corpão, porque ela não tinha que ser sequinha, ela tinha que ter corpão.

E para manter o astral? Afinal, tem dias em que não acordamos 100%. O que normalmente faz para melhorar a sua aparência e o seu dia em situações como estas? Quando não acordo bem, praticamente não saio de casa (risos). Estou brincando! Vou acordar e tentar melhorar a minha cara. Dou uma maquiada. Acho que toda mulher que acorda “meio assim” faz isso. Dá uma maquiada para ver se melhora o astral. Eu, por exemplo, adoro batom nude e seco, não gosto de batom melado.

Que tipo de exercícios você costuma fazer? Quais seus cuidados com a alimentação? Eu costumo fazer pilates e funcional. De

Agora, além de beleza, vamos falar de moda. Como você escolhe suas roupas e maquiagem?


entrevista

mais sobre isis

A moda hoje virou uma assinatura de cada um. Hoje tudo pode, desde que você tenha bom senso. Tenho, ao meu lado, meu empresário, que me ajuda a escolher um caminho. E dois profissionais que, além de competentes, são pessoas maravilhosas, que são também meus amigos: o Ton Reis (beauty artist) e a Tina Kugelmas (stylist). Em relação à maquiagem, eu prefiro boca bem marcada e olhos “rasgados”.

Foto: Rodrigo Lopes - Beleza: Ton Reis

• Os primeiros aplausos, Isis recebeu quando ainda era uma criança. Ela integrava o grupo de teatro de sua mãe, Rosalba, que também trabalhou como atriz. • Antes de se dedicar às novelas, Isis trabalhou como modelo, fez muita publicidade. Para ingressar com tudo na nova carreira, passou por inúmeros cursos de interpretação. • Na profissão, prefere não apontar nenhum de seus personagens como melhor ou maior. Para ela, cada um deles têm sua força, importância e hora certa. • A artista não deixa que a fama suba à cabeça, e sua família a ajuda ter sempre os pés no chão. • Em janeiro de 2014, Isis sofreu um acidente de carro. Durante o período de recuperação, ela escreveu um livro. Os textos não são sobre o acidente, mas sim sobre o modo que ela vê várias situações da vida. • O seu amor ao ofício torna-a uma incansável. Ela começou cedo, mas segue com vontade de aprender, de se superar. Essa é, aliás, para ela, a graça da vida.

E como é a Isis na vida pessoal, nos relacionamentos? Você tem vontade de se casar? Toda mulher tem esse desejo. Quando você faz essa pergunta parece que só a Isis quer casar... Todas nós temos vontades, não só pelo casamento, mas pelo encontro de duas almas que vão fazer esse sonho se realizar de alguma maneira. Todo mundo quer um “príncipe”. Eu sei que é difícil e talvez ele nem exista, mas gente está aqui firme.

Você acredita que ver a noiva antes do casamento dá azar? Eu acredito! Eu não quero que ele me veja de jeito nenhum! É capaz de eu trocar o vestido. Tem que ser surpresa! Em todas as nossas entrevistas, percebi você sempre como uma pessoa alegre, de bem com a vida. Há algo que te tira do sério? Dissimulação me tira realmente do sério.

35


COLUNISTA

ABRAM CAMINHO PARA A

GERAÇÃO Y

E O MARKETING REGIONAL DIFERENCIADO Ao se falar em “Geração Y”, nos vem em mente um filme de ficção científica, e de certa forma existe uma verdadeira semelhança. Esta famosa geração que vem se destacando na sociedade e nas organizações, possui uma grande ambição, um enorme desejo por inovações e uma característica marcante e indispensável, conhecida como flexibilidade. Outra de suas atuais características, é a utilização de aparelhos de alta tecnologia, como os telefones celulares de última geração, os famosos smartphones conhecidos por serem os telefones inteligentes, utilizados também para muitas outras finalidades além de fazer e receber ligações como era característico das gerações anteriores. Nascidos entre 1981 e 2000, crianças cresceram diante de muitos aparelhos que seus pais não tiveram, como TV a cabo, videogames, computadores, telefones celulares. É um público na maioria muito exigente, sempre informados, atualizados e antenados às novas tecnologias e novos produtos. Mesmo tendo a flexibilidade como aliada, ainda existem suas características negativas como distração, folga, desobediência e infidelidade em sua maioria. A organização que souber conduzir esta geração colherá bons frutos, por serem criativos, ousados e flexíveis, tendo abertura e reconhecimento apresentarão projetos interessantes e valiosos. Um exemplo eficaz que está em nossa região, é a Agência Pensare, constituída de 100% geração Y, tendo como maior evidência o lado positivo. Apresentaram

38

trabalhos interessantes e valiosos, sendo um de destaque a Revista Classe A. Inovação e diferencial são as peças chaves que utilizam neste veículo de informações, dicas, entrevistas, propagandas, aplicando o famoso marketing regional diferenciado. São profissionais capacitados e antenados quanto à realidade e necessidade da nossa região no aspecto empreendedor. A Geração Y é como um brilhante prestes a ser lapidado, seu produto final é o diamante, para assim adquirir o brilho intenso tão característico.

EUZI SILVA Administradora CRA/SP 124326, Gestora em Serviços de Planos de Saúde, atua há 20 anos em Sistema Unimed, MBA em Gestão de Pessoas pela Toledo de Presidente Prudente – S.P. Iniciou como palestrante em 2013, participou do livro Planejamento Estratégico para Vida com o tema Superação Uma Eterna Batalha da Editora Ser Mais


PAPO DE

GENTE GRANDE

Você se lembra de quando perguntava para seus pais assuntos que eles achavam ser “coisa de gente grande”? Pois é. Quatro crianças mostram que não estão para brincadeira e contam qual a visão que elas têm do mundo dos adultos. Fotos: Cristiano Pedro Fotografias Make Up: Alice e Amélia - Instituto de Beleza e Clínica Estética

39


PAPO DE GENTE GRANDE

HEITOR SOUZA BARBOSA Este jovenzinho carrega dentro de si sonhos e vontades bastante peculiares. Uma delas é se tornar piloto de avião de corrida! A ideia surgiu depois de ter assistido a um filme sobre aviões. Se por um acaso Heitor Souza Barbosa, 7 anos, já fosse adulto e tivesse muito dinheiro e, um dia, fosse presidente do Brasil, dá só uma olhada nas coisas que ele iria fazer. “Eu ia cuidar do Brasil. Mas não quero ser adulto logo porque tem que trabalhar e isso é chato. Se eu tivesse ganhado na loteria, iria comprar uma casa maior, um avião, um helicóptero, um hotel e montaria um parque aquático”. Uau!

40


PAPO DE GENTE GRANDE

BRUNA

ALBERTINE “Eu quero ser dentista, porque gosto de ver a mamãe trabalhar”. É essa a profissão que Bruna Albertine, de apenas 4 anos, quer seguir quando crescer. Mas essa não é a única opção. Se um dia fosse presidente do Brasil, ela gostaria de “ajudar as pessoas que não tem mãe e que passam fome”. A pequena também gosta de viajar. Ela já foi para a Bahia e gosta de se aventurar nas praias e piscinas. Para ela, o mundo em que vivemos está muito bem, obrigado, e nada precisa ser mudado. Bruna tem peixes como animais de estimação, mas gostaria mesmo de ter cachorros e uma tartaruga. Para ela, a violência com os animais é algo feio. “Violência é feio porque fizeram bagunça na casa da minha tia. Se um ladrão roubasse minha casa eu ia ligar na polícia e mandar prender!”. Em um mundo onde muitos adultos são gananciosos quando o assunto é dinheiro, Bruna já pensa diferente. “Se eu tivesse um milhão de reais eu ia viajar para a praia e comprar ovo, porque eu gosto de comer. E arroz e feijão também. Ah, e eu também como brócolis”. Se a mamãe deixasse, Bruna se maquiaria todos os dias, usaria as joias e tiraria várias fotos. Durante o fim da própria sessão de fotos para a Classe A, Bruna exclamou “não mãe, vamos tirar mais!”.

41


PAPO DE GENTE GRANDE

HELENA

FELIX TONOL Helena Felix Tonol, 5 anos, possui um espírito bastante solidário. Durante toda a entrevista, suas respostas sempre se resumiram em ajudar outras pessoas. Também não é para menos. Quando crescer quer se tornar médica. Mas se fosse presidente... “Não gostei que a Dilma ganhou porque ela é chata. Eu ia gostar de ser presidente. Eu ia ajudar as pessoas. Eu daria comida para todas as crianças”. Ela está bastante antenada sobre a crise hídrica que acontece em São Paulo. Se a água acabasse, a gente morreria, segundo Helena. “A gente precisa de água para beber, lavar as mãos, fazer isso, fazer aquilo, entendeu? Tem que usar pouca água. Em casa eu ajudo a lavar louça, lavar o chão, a garagem”. Se fosse uma super heroína, gostaria de ter o poder do “arco-íris”. Se tivesse muito dinheiro, ajudaria as pessoas que não podem sair de casa porque os pais não deixam. Compraria um carro, pois quando crescer quer dirigir. E também iria para a Disney. Mas ela sabe que algumas crianças não podem ir porque “a mamãe não deixa”. Sobre alimentação, Helena já é uma criança que ama salada. “É bom porque a gente fica magra”.

42


PAPO DE GENTE GRANDE

RAFAEL OTAVIANI Rapazinho esperto esse Rafael Otaviani. Com apenas 5 anos, ele já fala sobre política e futuro. Sua vontade, espelhado em seu pai, é ser um corretor. Mas não faz ideia do que um corretor faz. Só sabe que quer ser um dia. Ele andou de olho nas eleições. “Não gostei que a Dilma ganhou, porque eu não gosto dela. Ela rouba dinheiro. Se eu fosse presidente eu não ia roubar. Ia dar comida para quem precisa”. Como toda boa criança, Rafa não gosta de comer salada e até o médico ele já enrolou. “Eu gosto de comer frango e não salada. O médico manda eu comer, mas eu não como”. Ele não quer ser adulto logo, porque de acordo com sua visão, eles não brincam e só trabalham. As únicas motivações que tem para se tornar gente grande é a vontade que tem de “jogar um jogo de futebol de verdade e dirigir”. Se Rafael tivesse um milhão de reais, ele venderia uma parte do dinheiro (como assim?) e viajaria para Orlando, onde existe um monte de parques.

43


saÚDe

proFissionais Da saÚDe Desta eDiÇÃo bem-estar

Dr. Tiago Amorim

Dr. Tairo Housome

Crefito/3 135568-F - Osvaldo Cruz/SP

CRM 27.859

(18) 99737-4070

Rua Euclides da Cunha, 333

Espaço Vip Rua Sebastião, 212 - Adamantina/SP

Adamantina/SP

laboratÓrios

(18) 35212688

(18) 3522-9132 Janaina Bortoletto

Bioclínico Laborátorio de Análises Clínicas

Esteticista - 3-147760-F

Rua Humberto de Campos, 235 - Rinópolis/SP

nUtriÇÃo

Rua Salgado Filho, 644 - Osvaldo Cruz/SP

(18) 3583-1554 Murieli Teruko Silva Chida

(18) 3528 5917 Bioanálise

CRN 338760/P

Home Care

Av. Presidente Vargas, 261- Osvaldo Cruz/SP

Av. Brasil, 1481

Rua Piratininga, 06 - Osvaldo Cruz/SP

(18) 3528 2150

Osvaldo Cruz/SP

(18) 3528 2256

(18) 3528-7352 Laboratório Perez

clínicas

Rua Hans Klotz, 245 - Osvaldo Cruz/SP

Taisa R. C. Borrasca

(18) 3528 2413

CRN 21601 Av. Rio Branco, 1799

Clínica Fisiotrato Resp. Técnico Crefito/3 52359-F

meDicina

Adamantina/SP (18) 3522-8331

Av. Brasil, 1481 - Osvaldo Cruz/SP (18) 3528-7352

Dr. Bráulio de Alencar Honorato CRM 129.161

CRHesp

Rua Califa, 100 - Osvaldo Cruz/SP

Rua Japão, 531

(18) 99650-3758

oDontoloGia Dr. Albanir Gabriel Borrasca

Osvaldo Cruz/SP Dra. Carolina Borini

CRO 85675

CRM 140.677

Av. Rio Branco, 1799

Fisioterapia

Av. Magay, 128 - Osvaldo Cruz/SP

Adamantina/SP

(18) 3528-2162

(18) 3522-8331

Dr. Jonatan Dias Bicalho da Silva

Dr. Carlos A. Menechino

Dra. Mayra Cruvinel Azevedo

Crefito/3 171702-F

CRM 84278

CRO 99546

Adamantina/SP

Av. Rio Branco, 1799 - Adamantina/SP

Av. Rio Branco, 1799 - Adamantina/SP

(18) 99727-7929

(18) 3522-8331

(18) 3522 8331

Espaço Saúde

Dr. Renée Louzada

Dra. Hilka Tiemi Naoe

Rua Sergipe ,136

CRM 56.203

CRO/SP 91047

Parapuã/SP

Av. Dória. 575 - Assis/SP

Rua Salgado Filho, 567 - Osvaldo Cruz/SP

(18) 3582 1848

(18) 3323-3000

(18) 3528-2665

(18) 3528-5551

47


entrevista

Médico desvenda os maiores mitos e tira todas as dúvidas sobre o procedimento , a nova onda entre homens e mulheres

prÓtese De

GlÚteo

Dr. Renée Louzada de Oliveira é atualmente um dos médicos e cirurgiões plásticos mais importantes do interior de São Paulo. Atualmente, o aumento da procura pelas próteses de glúteo têm levado diversas pessoas à sua clínica. Nesta entrevista, Renée esclarece todas as dúvidas sobre esta cirurgia, dos cuidados relativos ao pré e pósoperatório ao preconceito que, antigamente, imperava sobre quem tinha vontade de incrementar a região dos glúteos.

Hoje muito se fala sobre as próteses de glúteo. Para quem é indicada esta cirurgia? Atualmente, jovens acima de 18 anos já

48

podem colocar a prótese. É indicado que sejam colocadas apenas uma vez, por causa da estética. A cirurgia também é indicada para pessoas que tem a nádega pouco desenvolvida, desde que não tenha sobra ou flacidez na pele.

Qual anestesia é utilizada, tempo de internação e recuperação pós-cirúrgica? Normalmente, utiliza-se a anestesia peridural. Pode-se utilizar também a anestesia geral e a raquidiana (que usa um volume muito menor de anestésico, mas tem ação praticamente imediata e é dada de uma vez só). A

internação dura geralmente de um a dois dias, somente para repouso e recuperação do pós-operatório. O paciente deve dormir de bruços por aproximadamente 14 dias e usar modelagem glútea por 60 dias. É importante uma cinta modeladora de boa qualidade, que proporcione conforto no pós-operatório. E quanto à cicatriz? O paciente precisa usar drenos? A prótese é colocada dentro do maior músculo da região, chamado glúteo maior, mais precisamente no meio do


entrevista músculo, mantendo, assim, a mesma quantidade de músculo atrás e na frente, o que consegue mascarar a presença de uma prótese. A cicatriz é situada no sulco interglúteo, prega natural entre as nádegas. O tamanho da cicatriz é em torno de 7cm, menor tamanho que possibilita a colocação da prótese de glúteo. Também serão utilizados os drenos por aproximadamente cinco dias, para diminuir a chance de acúmulo de líquidos na região. Os pontos podem ser retirados entre o 10º e o 20º dia de pós-operatório. É possível sentar após a cirurgia? O procedimento causa dor? Já é possível sentar-se no dia seguinte à cirurgia (apoiando as coxas), para não forçar as próteses. Pode existir dor de média à forte intensidade, normalmente associada ao andar e movimentar-se, o que é facilmente controlada por analgésicos apropriados. Como em toda a cirurgia, podem ocorrer assimetrias, sangramentos, infecções, seromas (caracterizada pelo excesso de líquido que fica retido próximo à cicatriz cirúrgica causando inflamação) e, em alguns casos, dor no local por um tempo mais prolongado. O período de repouso para a recuperação do pós-operatório é de 30 dias, somente após esse período a pessoa poderá dirigir. Por vezes, o paciente pode até prolongar o seu repouso pós-operatório para obter um melhor resultado.Todas essas colocações devem ser informadas na consulta inicial, caso seja necessário afastamento do trabalho por um período maior. Não é necessário repouso no leito, podendo caminhar e sentarse, ainda que com um pequeno desconforto. A maior parte dos pacientes consegue, após o sétimo dia, fazer pequenos passeios, sair para jantar etc. É possível voltar ao trabalho em torno de dez dias, quando o paciente já pode guiar carros e desde que seu trabalho não exija grande esforço físico. Quais são os tamanhos de próteses e formatos disponíveis? Existem próteses nos tamanhos 160cc a 550cc. O volume utilizado depende do biótipo da paciente e normalmente

A cirurgia é indicada para pessoas que tem a nádega pouco desenvolvida, desde que não tenha sobra ou flacidez na pele situa-se na média de 300cc. Tanto o formato redondo como o oval existem em todos tamanhos.

preservação da forma, e em outros casos, queda em graus variáveis, muito relacionado ao ganho de peso.

Existe a possibilidade de associação com outras cirurgias? Nenhuma operação da parte da frente do corpo deve ser realizada junto com a prótese glútea, exceto lipoaspirações de pequena importância. Plástica de mama ou abdômen são contra indicados. É possível associar lipoaspiração, tratamento de retrações glúteas ou até mesmo enxertar gordura para ajudar a finalizar a modelagem.

O que é o endurecimento das nádegas (contratura capsular)? Conhecida popularmente como rejeição, é uma retração exagerada da cápsula fibrosa (cicatriz interna) que se forma em torno da prótese, que determina diferentes graus de endurecimento à região quando apalpada. Alguns casos podem sofrer retração e em casos de esvaziamento, esta retração poderá ser mais acentuada. Se isso ocorrer as próteses poderão ser retiradas e trocadas. Posteriormente, é possível ponderar sobre a conveniência ou não da reintrodução de outras próteses, com um diferente plano de introdução ou

No caso de gravidez, o resultado permanecerá ou ficará prejudicado? Não se pode prever a ação da gravidez sobre as nádegas, podendo haver

49


Entrevista outra conduta que melhor se adapte ao caso. A retração da cápsula não reflete um problema cirúrgico, mas sim, um comportamento reacional exacerbado do organismo, devido à presença das próteses de silicone.

evolução natural do período imediato da cicatrização. Qualquer dúvida a respeito da sua evolução cicatricial deverá ser esclarecida durante seus retornos pósoperatórios, quando se pode fazer a avaliação da fase em que se encontra.

Como ficarão as cicatrizes? As cicatrizes serão permanentes, e vão se modificando com o decorrer do tempo. Cada paciente comporta-se diferentemente de outro, em relação à evolução das cicatrizes, podendo, mesmo, em alguns casos, tornar-se imperceptível. Certas pacientes podem apresentar tendência à cicatrização inestética (cicatriz hipertrófica e queloide). Esse fato deverá ser discutido, durante a consulta inicial, bem como suas características familiares. Pessoas de pele clara tendem a desenvolver menos esse tipo de cicatrização. Vários recursos clínicos e cirúrgicos nos permitem melhorar tais cicatrizes não estéticas, na época adequada. A cicatriz hipertrófica ou queloide, não devem ser confundidas, entretanto, com a

Existe correção para cicatrizes hipertróficas? Vários recursos clínicos e cirúrgicos nos permitem melhorar tais cicatrizes inestéticas, na época adequada. Não se deve confundir, entretanto, o “período mediato” da cicatrização normal (do 30º dia até o 12º mês) como sendo uma complicação cicatricial. Geralmente não realizamos correções cicatriciais antes de seis meses. Qualquer dúvida a respeito da sua evolução deverá ser esclarecida com o médico. Como ficarão as nádegas, em relação ao tamanho e consistência? Os glúteos terão seu volume aumentado por meio da cirurgia, melhorando sua consistência e forma com a intervenção cirúrgica. Sendo assim, o paciente pode

escolher o novo volume, pois se dispõe de vários tamanhos e tipos de próteses de silicone a serem introduzidas. Porém, deverá existir uma harmonia entre o volume das nádegas e o tamanho do quadril, característica esta que deve ser objetivada no planejamento da cirurgia. A nádega operada passará por vários períodos evolutivos em função do processo cicatricial. Quanto tempo dura o ato cirúrgico? Em média 2 horas. Entretanto, o tempo do ato cirúrgico não deve ser confundido com o tempo de permanência do paciente no ambiente de Centro Cirúrgico, pois, esta permanência envolve também o período de preparação anestésica e recuperação pós-operatória. Como fica a questão do preconceito? Ainda é muito grande? Não existe tanto preconceito contra a prótese, porque hoje em dia no País é muito comum as mulheres aplicarem a substância no corpo. O preconceito vem de pessoas mais antiquadas que falam que é feio e não colocariam esses objetos estranhos no corpo. Com as técnicas atuais, o acabamento do silicone fica perfeito sem nenhum vestígio de que a mulher colocou essa substância. Ele é inserido no músculo e com isso deixa o acabamento sem nenhuma mancha, sem nenhum vestígio. O homem antigamente não podia nem falar em silicone que era totalmente contra e jamais iam colocar a prótese no corpo. Hoje em dia o conceito mudou muito, homens também aplicam silicone. A vaidade masculina vem aumentado cada dia mais. Quais cuidados devemos tomar pós-cirurgia? Ter uma higiene correta.Tomar o medicamento correto e na dose certa. Uso de uma malha para ajudar a dar conforto.Visitas periódicas ao médico no pós-operatório.

50

mais informações no Guia de Saúde na página 47


SAÚDE

54


SAÚDE

POR QUE USAMOS

ÓCULOS? Especialista explica diferença entre quatro distorções da visão e como identificá-las

O olho é um dos órgãos dos sentidos responsável pela visão. Ele capta as luzes refletidas pelos objetos e envia para a retina. A partir dela, os estímulos luminosos são enviados para o cérebro através do nervo óptico. No córtex cerebral estes estímulos são interpretados e temos a visão do objeto. O olho só capta as imagens, quem enxerga é o cérebro. Para enxergar um objeto é necessário que a luz seja refletida atravesse a córnea, humor aquoso, pupila, cristalino, humor vítreo e projete a imagem na retina. Para enxergar bem é preciso que a córnea seja regular e o tamanho do olho de frente para trás seja normal. Temos quatro doenças que causam visão embaçada e que podem ser corrigidas como o uso de óculos: miopia, hipermetropia, astigmatismo e presbiopia. Miopia é quando o olho cresce mais que o normal. A imagem se forma antes da retina e a dificuldade visual é para longe e é necessário espremer os olhos para enxergar mais nítido. A correção é feita com lentes de bordas grossas e centro fino que parecem fundo de garrafa. Hipermetropia é o olho menor que o normal. A imagem se forma atrás da retina e a dificuldade é mais para perto. A correção é com lentes de borda finas e centro grosso. Quem tem astigmatismo possui a córnea irregular e a imagem forma-se em uma mais informações no Guia de Saúde na página 47

parte da retina e outras antes e depois. A dificuldade é para longe e para perto. Quem tem astigmatismo enxerga uma parte nítida e outra embaçada. A correção é com lentes cilíndricas com grau no eixo da deformidade. Para saber qual o problema visual basta afastar o óculos a mais ou menos 30 centímetros dos olhos e observar uma lâmpada no teto ou na parede, se a imagem diminuir é miopia, se aumentar é hipermetropia e se deformar é astigmatismo. Presbiopia é quando o cristalino, a lente natural do olho envelhece e deixa de focar para perto, ocorre normalmente depois dos 40 anos. A dificuldade é para ler, ver tela do celular, costurar, enfiar a linha na agulha, etc. A correção é feita com óculos meio aro para usar só para perto. Quando for olhar para longe é necessário olhar por cima ou tirar o óculos. As pessoas com miopia, hipermetropia e astigmatismo podem deixar de usar óculos com uma cirurgia a laser que dura segundos, com ótimos resultados. A cirurgia para presbiopia ainda não está liberada para o público. Dr. Tairo Hosoume (Receita e opera para deixar de usar o óculos) CRM 27.859 Oftalmologista

55


ARTIGO

BIOIMPEDÂNCIA

NA COMPOSIÇÃO CORPORAL Especialista diz como exame pode ajudar na avaliação de pacientes Quando subimos em cima de uma balança comum, temos como resultado o peso total, ou seja, peso de músculos, gordura, água corporal, órgãos e ossos. E nem sempre quando os ponteiros da balança diminuem significa que houve a eliminação de gordura. Muitas vezes a pessoa pode ter eliminado líquidos ou ter perdido massa muscular. Para sabermos separadamente quanto que um corpo possui de massa magra, gordura corporal, gordura visceral, idade metabólica, porcentagem de hidratação, massa óssea, gasto metabólico e índice de massa corporal, usamos o método chamado bioimpedância, um exame moderno que possibilita medir o percentuais acima citados com precisão. Isso acontece porque os eletrodos que estarão em contato com mãos e pés do examinado permitem que uma corrente elétrica de baixa intensidade passe por todo o corpo, sendo completamente imperceptível. É um exame totalmente livre de dor ou desconforto. A bioimpedância pode ser aplicada na avaliação completa da composição corporal, acompanhamento de massa muscular de atletas e esportistas, avaliação do estado nutricional em casos de obesidade, magreza e desnutrição, monitoramento da porcentagem de água corporal, monitoramente de níveis de gordura visceral, nas doenças que aumentam a gordura nos órgãos por exemplo esteatose hepática.

56

Murieli Teruko Silva Chida CRN-3 38760-P Nutricionista

mais informações no Guia de Saúde na página 47


SAÚDE

MITOS E VERDADES DA

RAQUIANESTESIA

Dr. Bráulio de Alencar Honorato é especialista em anestesiologia e explica a função deste procedimento desde o seu surgimento 58


SAÚDE

A raquianestesia, principalmente entre as mulheres, sempre foi alvo de mitos. Porém, com a evolução da ciência e estudo deste tipo de anestesia, hoje é possível quebrar todas as lendas que a envolvem. O médico especialista em anestesiologia, Bráulio de Alencar Honorato (CRM 129161), 42, explica que a técnica anestésica é bem antiga e tem cerca de 100 anos de utilização em procedimentos cirúrgicos. “A primeira vez que se tem conhecimento do uso da raqui é na Alemanha

pelo Doutor Bier, que utilizou cocaína para anestesiar paciente que tinha tumor no joelho. Desde então viu que existia a possibilidade de ter procedimentos sem dor, fazendo bloqueio dos nervos que emergem da medula, não utilizando a anestesia geral”, conta. A anestesia raqui consiste em uma punção feita com agulha na coluna. A partir disso se tem acesso ao sistema nervoso central por meio da medula. O anestésico local é injetado no espaço entre a medula e as membranas que as circundam. A raqui bloqueia a transmis-

mais informações no Guia de Saúde na página 47

são nervosa a partir da região que foi aplicada. As principais indicações da raquianestesia antigamente, explica Bráulio, eram para cirurgias abaixo do umbigo. Já hoje podem ser feitas cirurgias do abdômen superior com uso da raqui e existem até técnicas de bloqueio torácico para cirurgias no tórax. Dentre os mitos que envolvem o procedimento, o mais comum é de que o paciente, após a cirurgia, não pode andar e nem levantar por conta de dores nas costas e na cabeça. “A raqui pode dar dor de cabeça. É uma complicação severa que merece atenção. Hoje é possível diminuir a cefaleia pós raqui com uso de agulhas de calibre fino. Mas é mito que não pode andar nem levantar a cabeça. O que acontece é que antigamente imaginava-se que as fibras que atravessam a coluna vertebral eram dispostas de uma maneira. Hoje, sabemos que elas ocupam o local de forma aleatória então elas tendem a fechar o buraco causado pela agulha. Por algumas razões ainda desconhecidas, em algumas pessoas isso não acontece, então o paciente tem perda liquórica e consequentemente dores de cabeça”, explica. Já o mais recente mito, ouvido muitas vezes pelo médico em Osvaldo Cruz, é de que a raqui anestesia faz cair o cabelo. “Não existe nenhuma relação entre queda de cabelo com o uso desta anestesia”. Mas há algumas contra indicações que são relativas e absolutas, explica o especialista, como por exemplo infecções no local da punção, fungos, aumento da pressão intracraniana, e distúrbios hemorrágicos. “Dependendo do paciente e de suas condições, é preciso avaliar o risco/ benefício. É preciso conhecer anatomia, fisiologia e as repercussões que o procedimento traz ao corpo humano”, finaliza.

Dr. Bráulio Alencar Honorato CRM 129.161 Anestesiologista

59


HOME CARE

CONFORTO E

EFICIÊNCIA

Serviço de Home Care ganha visibilidade e possibilita tratamento de pacientes sem sair de casa Todo cuidado de uma equipe eficiente e sem sair de casa. Esse é o principal objetivo do Home Care. O serviço é especializado em tratar os pacientes em domicílios, que estão ou não acamados, com procedimentos de enfermagem como curativos, sondagens, banhos, aplicação de medicações e observações de 12 a 24 horas. As sócias Fernanda Marques e Marísia Rocha e Cunha dispõem de uma equipe com competência, além de equipamentos especializados para efetuar os atendimentos. A Home Care Vida e Saúde, além dos serviços em enfermagem, também oferece avaliação odontológica para pacientes acamados. Marísia, que é cirurgiã-dentista, explica porque o procedimento é necessário. “São cuidados como limpeza dos dentes ou mucosa, que evitam infecções principalmente em pessoas acamadas. Metade das bactérias estão na boca e elas são responsáveis por infecções, problemas cardíacos ou pneumonia”, explica. De acordo com Fernanda, comodidade, bem estar e qualidade de vida são as principais vantagens do Home Care, que afasta o paciente do ambiente hospitalar, diminuindo o risco de complicações na saúde. O Home Care Vida e Saúde também trabalha com fisioterapeuta, fonoaudióloga, nutricionista e clínicos gerais. O serviço também pode fazer coleta de material para exames. Claro que tudo

60

com orientação médica, tanto para tratamentos quanto para medicações. “A equipe prepara todo o material e vai à residência fazer a administração. O serviço é procurado conforme a necessidade da família”, declara. A Vida e Saúde também vende equipamentos hospitalares e aluguel de itens como camas, andador, cadeiras de rodas e de banho e aspirador. Dependendo do caso, a Home Care também dispõe de equipamentos para criar uma semi UTI na casa do paciente. Outra novidade do serviço é a UTI Móvel para transportes de pacientes conforme a necessidade. A intenção das sócias é abranger a região envolvendo cidades como Adamantina, Parapuã, Inúbia Paulista e Lucélia.

Fones: (18) 3528-2256 - Vivo: (18) 99782-4638 (18) 99600-7454 - Tim: (18) 98203-4039 R. Piratininga, 06 - Osvaldo Cruz homecarevidaesaude.osvaldocruz@hotmail.com


ARTIGO

Dr. Jonatan Dias Bicalho da Silva CREFITO: 3/171702F (18) 99727-7929 *Jonatan é habilitado pelo curso de perícia judicial para fisioterapeutas Método Veronesi, atua como perito e assistente técnico e encontra-se inscrito através do site www.metodoveronesi.com.br clicando no mapa do estado de São Paulo.

A ATUAÇÃO DO FISIOTERAPEUTA NAS PERÍCIAS JUDICIAIS DE LER/DORT As lesões por esforços repetitivos (LER) ou distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho (DORT) tem constituído um grande problema de saúde pública e são consideradas como uma síndrome relacionada ao trabalho. Caracterizada pela ocorrência de vários sintomas que afetam os trabalhadores gerando afastamento do trabalho. Na esfera legal, as LER/DORT foram consideradas como doença do trabalho pela Portaria nº 4.060, de 06 de agosto de 1987, do Ministério do Trabalho e da Previdência Social. Através disso o fisioterapeuta vem atuando como pronto judicial e sendo designado para exercer tal papel em ações de LER/ DORT em todo território nacional.

Perícia Judicial A perícia é o exame de situações ou fatos relacionados a coisas e pessoas praticado por especialista no assunto em questão.

62

A perícia judicial difere das demais perícias pelas três seguintes características: • É realizada sob direção e autoridade do juiz; • Assegura a presença das partes durante a produção da prova pericial; • Possibilita a intimação do perito a comparecer à audiência para responder a esclarecimentos, por requerimento das partes, ou iniciativa do juiz.

Perito O profissional nomeado para realizar a perícia é denominado perito judicial, perito do juiz ou jurisperito. Segundo o Código de Processo Civil (CPC) do capítulo IV, seção II, art.145, para ser nomeado deverá cumprir com seguintes exigências: • Os peritos serão escolhidos entre profissionais de nível universitário, devidamente inscritos no órgão de classe competente, respeitando o disposto no cap VI, seção VII, deste código. • Os peritos comprovarão sua especialida-

de na matéria sobre que deverão opinar, mediante certidão de órgão profissional em que estiverem inscritos. • Nas localidades onde não houver profissionais qualificados que preencham os requisitos dos parágrafos anteriores, a indicação dos peritos será de livre escolha do juiz. O profissional além de encontrar-se legalmente habilitado para o cargo, possui um corpo de conhecimento técnico-científico singular, necessário tanto para o estabelecimento do nexo causal entre as LER/ DORT e as atividades laborais, quanto para responder questionamentos do juiz. Entretanto é imprescindível que o fisioterapeuta adquira os conhecimentos relativos a legislação da matéria jurídica processual, no qual a perícia se inscreve como um dos tipos de prova, seja por meio de cursos específicos, ou como autodidata, visto que não há disciplina que aborde estes conhecimentos na grade curricular de sua graduação.


SAÚDE

ORTODONTIA SEM

BRAQUETES

Um segredo entre você e seu ortodontista Obter o sorriso que você sempre desejou sem ter a boca cheia de metais e sem a necessidade do uso de “aparelho fixo”, hoje é possível graças ao novo sistema de tratamento ortodôntico INVISALIGN, a maneira mais confortável e elegante de alinhar os seus dentes A Dr. Hilka Tiemi Naoe (CRO 91047), ortodontista na cidade de Osvaldo Cruz, que está realizando o tratamento com Invisalign, descreve o tratamento como estético, seguro, mais confortável e eficaz: “A novidade desse tratamento é que o aparelho pode ser usado por pacientes das mais variadas faixas etárias, desde adolescentes até pacientes com idades mais avançadas, e se apresenta quase imperceptível no sorriso do paciente, e totalmente invisível em sessões de fotos e vídeos”. O Invisalign é um tratamento em que é usado um sofisticado programa de computador chamado “Clin Check”, para realizar a fabricação de placas transparentes, chamadas de “Smart Track” ou “Alinhadores”. Esse sistema permite realizar o alinhamento dos dentes, corrigir a mordida, entre outras possibilidades de tratamento, sem o uso dos tradicionais braquetes (acessórios que são colados nos dentes no método convencional – metal ou porcelana). A realização de um bom diagnóstico e planejamento, que deve ser feito pelo Ortodontista, continua sendo o ponto principal do tratamento. O profissional irá estabelecer o tipo de tratamento, a velocidade e a sequência das correções

64

dentárias que ocorrerão com o sistema Invisalign, além de estabelecer os limites e possibilidades do tratamento. O tratamento com Invisalign tem muitas vantagens sobre o tratamento convencional, sendo elas: • Aparelho praticamente invisível. • Higiene facilitada - é possível remover os alinhadores para escovar os dentes e passar o fio dental. • Conforto, qualidade e precisão na fabricação tornam os alinhadores confortáveis de se utilizar. • O programa “Clincheck” permite começar o tratamento sabendo-se como os seus dentes ficarão no final. Esta nova alternativa, quase invisível para alinhar os dentes e corrigir a oclusão, com os alinhadores Invisalign, conquistou o mundo dos artistas pela ausência de braquetes, de porcelana ou metálico, assim como Gisele Bündchen, Grazi Massafera, Justin Bieber e Zac Efron. Acredite muita gente já usou ou usa o Invisalign e você nem percebeu.

HILKA TIEMI NAOE CRO-SP 91047 Graduado na Faculdade de Odontologia de Araçatuba – UNESP Mestrado em Materiais Dentários pela Faculdade de Odontologia de Piracicaba – UNICAMP. Pós-graduação em Dentística Restauradora: procedimentos estéticos diretos e indiretos pela Fundação Bauruense de Estudos Odontológicos na Faculdade de Odontologia de Bauru – FUNBEO/FOB-USP. Especialização em Ortodontia pela Terapia Bioprogressiva pela Universidade do Oeste Paulista – UNOESTE. Pós-graduação em Oclusão e Disfunção Temporomandibular pelo Centro de Pós Graduação e Educação Continuada do Centro Universitário do Norte Paulista – UNORP.

mais informações no Guia de Saúde na página 47


nUtriÇÃo

saÚDe e sabor Trocas simples permitem criar preparações dignas de banquete Preparar uma refeição farta e festiva para a família e amigos não é uma tarefa fácil. Por vezes, o caminho mais simples para agradar a todos é optar por itens de sucesso garantido – o que pode coincidir com preparações calóricas, frituras e doces. Contudo, algumas substituições podem tornar o cardápio mais saudável sem que ele deixe de ser saboroso e atrativo.

por que substituir De acordo com a nutricionista Jurucê Borovac, a alimentação saudável ao longo da

66

vida é essencial, pois contribui, em especial, para a prevenção das doenças crônicas não transmissíveis, como obesidade, diabetes, hipertensão arterial e doenças cardiovasculares. O excesso de açúcar, além de contribuir para o sobrepeso ou obesidade, provoca picos de glicemia (quantidade de glicose no sangue). No caso do sódio, o excesso na alimentação pode contribuir com a hipertensão arterial. “Cabe destacar que o sódio não está presente apenas no sal de cozinha. Esse mineral é encontrado naturalmente na composição de uma grande variedade de

alimentos, assim como nas substâncias que a indústria alimentícia utiliza como aditivos”, diz. Com relação às comidas fritas, ela conta que seu consumo excessivo implica a ingestão exagerada de gorduras, pois, durante o processo fritura ela é incorporada pelo alimento. “Seu excesso na alimentação pode levar ao sobrepeso ou obesidade e também à instalação das doenças cardiovasculares.”

trocas possíveis A nutricionista funcional Junia Bethonico indica estratégias para transformar o “banquete”:


nUtriÇÃo

Dica para a

sobremesa

Cuidado com os doces, eles podem ser ricos em gorduras e muito calóricos. Ou seja, vale provar, mas sem exageros. Quem consegue vencer a tentação e substituí-los, pode optar pelas frutas da estação ou frutas secas. Para quem não abre mão do chocolate, uma boa opção são as frutas levemente banhadas no chocolate amargo.

• A carne fica mais saudável quando assada ou grelhada em uma panela antiaderente. O frango assado e salmão grelhado podem ser empanados no gergelim; • No caso da carne suína, o lombo possui menos gorduras e é menos calórico quando comparado ao pernil; • Assar enroladinhos de frango com cenoura e alecrim e fazer batatas coradas no forno, com salsinha e manjericão, são opções saudáveis e saborosas; • Trocar a farofa pronta, rica em sódio e gorduras saturadas, por uma receita preparada em casa, na qual é possível utilizar menos gorduras e mais fibras, também é uma boa saída. • Usar a panela que frita sem óleo ajuda a deixar os alimentos menos gordurosos e mais saudáveis; • A batata frita, em suas diversas formas, pode ser substituída por batata-doce assada no forno convencional. Ela fica ótima com ervas como alecrim, por exemplo. Também é possível optar por legumes assados no forno; • Outra dica, para quem não precisa restringir calorias, é trocar o açúcar comum por mascavo ou demerara. Já, quem precisa controlá-las, pode usar adoçante, alternando entre o de stevia e o de sacarose.

atenção às bebidas O nutricionista clínico esportivo Rafael Araujo Duarte, consultor em qualidade de vida, faz um alerta sobre algumas bebidas. É preciso evitar o excesso de refrigerantes, pois a composição gaseificada interfere diretamente na saúde gástrica e óssea. Além do mais, a quantidade de açúcar que esse tipo de bebida contém, pode levar à alteração na glicemia e aumento de gordura corporal. Mesmo os que não têm açúcar devem ser ingeridos com moderação, pois podem apresentar grande quantidade de adoçante artificial e outras substâncias para compensar a cor, sabor e aroma decorrente da eliminação do açúcar. Se a escolha for pelo sucos, é necessário procurar as opções mais saudáveis. “A composição de muitos sucos de frutas tem apenas 1% de polpa, ou seja, são artificiais”, explica. A alternativa, segundo

ele, são as polpas congeladas e sem açúcar, pois são práticas para consumo em casa. Outra dica diz respeito aos sucos integrais – geralmente o tipo mais comum é o de uva. “Eles são encontrados em garrafas de vidro, apenas com a fruta, sem conservantes e sem açúcar. Mas vale a pena sempre conferir no rótulo.” No caso das bebidas alcoólicas, Duarte não as recomenda, em função de seus efeitos colaterais, e orienta moderação para quem não abre mão do álcool. Para que essas pessoas possam evitar excessos, uma alternativa é a ingestão comedida de um bom vinho tinto seco – que, quando consumido moderadamente, pode reduzir os riscos de desenvolvimento de doenças cardiovasculares, como já demonstraram algumas pesquisas, e que, por uma questão cultural, dificilmente é consumido em altas doses.

Preparar uma refeição farta e festiva para a família e amigos não é uma tarefa fácil, mas é possível tornar o cardápio mais saudável sem que ele deixe de ser saboroso e atrativo


IEO

PROFISSIONAL ATUALIZADO Sempre em busca de inovação para trazer o melhor para seus pacientes, em setembro deste ano, o Dr. Albanir Gabriel Borrasca, participou do congresso da Associação Européia de Osseointegração, na cidade italiana de Roma. “É o principal congresso sobre implante dental da Europa. Eu busco a atualização profissional sempre, ainda mais na área de saúde oral, onde o paciente que nos procura sempre busca resultados e se você não possuir conhecimento técnico-científico atualizado, o resultado final pode ficar comprometido”, declara. Na ocasião, Albanir apresentou um trabalho onde falava sobre a reconstrução óssea maxilar, antes da instalação de implantes. “Outra vertente de participar de um congresso como este é ter a oportunidade de realizar intercâmbio de conhecimento com outros professores estrangeiros, assim podendo oferecer toda experiência e conhecimento adquirido junto aos meus pacientes de Adamantina e região. Com certeza isso me traz muita satisfação”, finaliza. Saiba mais em: www. ieosaude.com.br

O cirurgião dentista Albanir Gabriel Borrasca participa de congresso na Itália


SAÚDE

FISIOTERAPIA

DOMICILIAR

Tiago Amorim, especialista em Home Care, fala sobre os benefícios que o serviço traz para a recuperação de pacientes A área da saúde é uma das que mais se atualizam em busca de modernidade e avanço nos serviços. As pessoas estão em busca de tratamentos que ofereçam conforto, qualidade, além de uma conduta individualizada e personalizada. Foi pensando nessa tendência que em 2009 a empresa Dr. Tiago Amorim – Fisioterapia Domiciliar chegou à Osvaldo Cruz e está no mercado proporcionando este tipo de atendimento aos seus pacientes e clientes. Com essa modalidade o tratamento pode se transformar em um movimento dinâmico, trabalhando a reabilitação dentro dos próprios lares, com o intuito de acelerar a recuperação através da adaptação do ambiente domiciliar com as necessidades especificas de cada um. A fisioterapia domiciliar pode oferecer conforto, comodidade, praticidade, além de resultados mais eficazes com busca pela qualidade de vida. Home Care é uma das especialidades do Dr. Tiago Amorim – Fisioterapia Domiciliar

DR. TIAGO AMORIM Fisioterapia Domiciliar Crefito 3/135568-F

(18) 99737-4070 (18) 98155-5003 Facebook: Dr. Tiago Amorim - Fisioterapia Domiciliar

70


SAÚDE

ODONTOLOGIA

ESTÉTICA

Dra. Mayra Cruvinel Azevedo esteve em Florianópolis, no encontro da Sociedade Brasileira de Odontologia Estética A busca por conhecimento deve ser uma constante na vida de todo profissional. E é por acreditar nisso que a Dra. Mayra Cruvinel G. Azevedo, especialista em Estética Dental está sempre em busca de novos horizontes. Na profissão há mais de 10 anos, a especialista é membro da SBOE – Sociedade Brasileira de Odontologia Estética e esteve presente no Congresso Internacional, que aconteceu entre os dias 05 e 08 de novembro, em Florianópolis. “O Congresso da SBOE reúne profissionais envolvidos com a Estética Dental de todo o mundo e foi extremamente importante participar de um evento tão grandioso na minha área de atuação”, explica Mayra. A profissional, que se formou em Odontologia pela Funec de Santa Fé do Sul, cursou pós graduação em Saúde Pública e Saúde da Família e ainda é Especialista em Prótese pela Federal de Uberlândia e Estética Dental pela APCD-Araçatuba. Mayra Azevedo, que era de Goiás, se mudou para Adamantina para atuar na área de Odontologia Estética e foi a pioneira na técnica das Lentes de Contato Dental em Adamantina. “Estou contente com a recepção que Adamantina teve com o meu trabalho. Não é do dia para noite que se constrói um nome. Já são mais de cinco anos de respaldo positivo da comunidade, para chegar onde estamos”, afirma a especialista, que é sócia do IEO – Instituto de Estética Orofacial da Alta Paulista, uma referência regional na Odontologia. A Estética Dental nunca esteve tanto em

evidência no Brasil e a Nova Alta Paulista tem recebido as técnicas desta especialidade de braços abertos. “Percebo que o nosso país está no caminho certo na tentativa de levar aos pacientes o melhor tratamento bucal. Na nossa região não é diferente, os pacientes estão sempre em busca de manter a saúde como um todo, o que me motiva a sempre buscar mais conhecimento”, afirma.

Av. Rio Branco, 1799 - Adamantina (18) 3522-8331 / (18) 99712-8331 www.ieosaude.com.br

71


cUlinÁria

carDÁpio com

Frescor Comidinhas perfeitas para os dias quentes!

arroZ

tropical

Fonte: Cozinha Nestlé/ Sheila Oliveira

Ingredientes: • 1 colher (sopa) de óleo • 1 xícara (chá) de arroz branco lavado e escorrido • Meia colher (sopa) de Maggi® Fondor • 1 xícara (chá) de abacaxi em cubos • 2 colheres (sopa) de uvas-passas brancas sem semente • 100g de peito de peru defumado em cubos

Preparo: Em uma panela, aqueça o óleo e refogue o arroz. Adicione 2 xícaras (chá) de água fervente e o Maggi Fondor. Abaixe o fogo assim que ferver e cozinhe com a panela semi tampada até que fique quase seco, ou seja, até que se formem alguns furinhos na superfície (cerca de 15 minutos). Retire a panela do fogo e deixe-a tampada por cerca de 10 minutos. Misture o abacaxi, as uvas-passas e o peito de peru e sirva. Dicas: se desejar, substitua o peito de peru defumado por frango defumado, peru desfiado ou, ainda, pernil em lascas. Hidrate as uvas-passas em 1 colher (sopa) de água morna por cerca de 5 minutos antes de usá-las na receita. Assim elas ficarão mais macias e saborosas.

salaDa De FeiJÃo-branco Ingredientes: • Meio quilo de feijão-branco Molho: • 2 tomates sem pele e sem sementes picados • ½ xícara (chá) de azeite • 2 colheres (sopa) de salsa picada • 1 envelope de Maggi® Tempero e Sabor Feijão • 1 colher (chá) de sal • Meio maço de agrião

Molho: em um recipiente, misture os ingredientes. Acrescente o feijão. Cubra com filme plástico e leve à geladeira por cerca de 1 hora. Sirva acompanhado das folhas de agrião.

72

Fonte: Cozinha Nestlé/Éric B.

Preparo: Feijão-branco: em uma panela de pressão, coloque o feijão com 2 litros de água e cozinhe em fogo alto, por cerca de 30 minutos, após iniciar fervura. Desligue o fogo, deixe sair toda a pressão e retire-o da panela. Escorra o caldo e reserve.


Fonte: União / Foto: Joel Gonzalez

cUlinÁria

verrine

De manGa

com Hortelà Ingredientes: • 3 xícaras (chá) de manga Palmier em cubinhos (510g) • ½ xícara (chá) de açúcar refinado União (80g) • 3 xícaras (chá) de leite (600ml) • ½ xícara (chá) de amido de milho (50g) • ¼ xícara (chá) de hortelã fresca (5g) • 1 colher (sopa) rasada de manteiga (13g) • 3 gemas (cerca de 60g) • 7 bolas pequenas de sorvete de creme (140g) Preparo: Reserve a manga e o sorvete para a montagem. Ferva o leite, retire do fogo e acrescente a hortelã. Reserve com a panela tampada até esfriar. Misture as gemas com o açúcar e o

amido e, aos poucos, junte o leite reservado e coado. Leve ao fogo, mexendo sempre, até engrossar. Fora do fogo, acrescente a manteiga. Reserve com filme plástico aderido diretamente à superfície até amornar. Bata com uma espátula para acetinar. Coloque uma camada de manga no fundo de cada copo, uma camada do creme e repita a operação, finalizando com a manga. Reserve na geladeira até ficar bem gelado. No momento de servir, decore a gosto e coloque uma bola de sorvete em cada copinho. Rendimento: cerca de 7 porções.

Fonte: Cozinha Nestlé/ Sheila Oliveira

salaDa De FrUtas

e ioGUrte

Ingredientes: Frutas: • ½ mamão papaia • Meia xícara (chá) de morangos • 1 laranja picada • 1 maçã picada Molho: • 2 colheres (sopa) de suco de laranja • Meio pote de Iogurte Natural Integral Nestlé® • 4 folhas de hortelã picadas Preparo: Pique as frutas e distribua em taças. Em uma tigela, misture o suco de laranja com o Iogurte Nestlé e a hortelã e despeje sobre as frutas. Sirva gelado.

73


CULINÁRIA

VINHO

O MELHOR ACOMPANHAMENTO O bistrô Verdurão é uma das principais opções para os amantes de queijos, vinhos e afins Abrir um vinho sinaliza o início de uma celebração. Esta bebida milenar, que reúne vários simbolismos, é opção perfeita de acompanhamento para pratos de toda a culinária mundial, desde culturas regionais, até para as cozinhas mais sofisticadas e complexas. O vinho é muito mais que uma bebida e ainda tem o poder de realçar sabores. O Empresário Marcos Calabria é uma das principais autoridades neste assunto na Nova Alta Paulista. Ele começou a trabalhar com bebidas em meados de 2005. Quando inaugurou o Verdurão em 2001, na época era um mini mercado que oferecia verduras e outros produtos em Adamantina. Com o tempo, o estabelecimento se transformou em uma adega completa e hoje é um dos principais bistrôs da região. Segundo Marcos, o Verdurão conta com 673 rótulos de diferentes tipos de cachaça e mais de 3 mil garrafas de bebidas diversas e 95% dos produtos são importados. “Hoje temos 47 rótulos de whisky, todos importados. Temos 70 rótulos de cervejas, incluindo as nacionais como Original, Cerpa, Theresópolis e Sul Americana. O nosso carro chefe continua sendo o vinho. Possuímos os mais variados

74

tipos”, disse Marcos. Na hora de escolher um bom vinho para comemorar uma ocasião especial, muita gente fica na dúvida entre o tinto e o branco. Marcos sempre indica os dois tipos. O tinto que é caracterizado por sua cor sanguínea, produzido a partir da fermentação do suco ou mosto extraído de uvas pretas ou tintas. E o branco, com cor dourada e um sabor frutado, é produzido por uvas brancas. “Diferente do vinho tinto, o branco é servido gelado e é uma ótima opção para acompanhar peixes e frutos do mar. A determinação da cor branca decorre da retirada das cascas da uva do mosto antes da sua chegada aos tanques.Temos mais de 270 tipos de vinhos, sendo dois nacionais e o restante importados. Muitos são exclusividade na região”, revela. Nos últimos anos, o Chile tem surpreendido o mundo com vinhos excelentes. Com boa relação qualidade/preço, alguns têm inspiração francesa, enquanto outros são exuberantes e ricos, no estilo do Novo Mundo. Em geral, os bons vinhos chilenos são saborosos e concentrados, cheios de fruta madura, elaborados principalmente com variedades

francesas. “Não podemos esquecer dos espumantes, que trazem ao paladar uma sensação diferente e agradável”, lembra. O Verdurão tem também mais de 33 tipos de queijos. O principal é o Corôa Holandês defumado. Poucas lojas no Brasil têm este queijo à venda. A loja também conta com os diferentes pratos de massas italianas e molhos, além de medalhão de salmon, bacalhau, hadoc, camarão, fillet mignon e outros. Em um raio de 300Km, não se encontra nenhum bistrô com tamanha variedade. “Hoje nossos clientes são amigos. Encontramos aqui pessoas de toda região da Alta Paulista.” Lembra novamente Marcos Calabria.

Rua Nove de Julho, 689 Centro, Adamantina, SP (18) 3521-2820


Fitness

aGora vai! Dicas - e bons motivos - para decretar o fim do sedentarismo e seguir rumo ao bem-estar Preguiça, falta de tempo e rotina acelerada são algumas das desculpas usadas para afastar os exercícios regulares da rotina diária. Para muitos, embora exista a vontade de levar a atividade física a sério, muitas vezes ela acaba ficando em segundo plano ou sendo protelada. Mas é possível mudar! Dar adeus ao sedentarismo é um ato que traz inúmeros benefícios e transformações surpreendentes no dia a dia e na qualidade de vida do praticante. De acordo com o coach e educador físico Alexandre Nakandakari, especializado em treinamento desportivo, para começar “não existe fórmula ou pílula mágica”. É

76

preciso dar o primeiro passo. Na sequência, os benefícios obtidos a curto prazo funcionam como incentivo a continuar. Como? Nakandakari explica que pelo fato de a atividade física liberar endorfina, um neurotransmissor responsável pela sensação de prazer e bem-estar, é perfeitamente possível que, após a disciplina das primeiras semanas, a pessoa já se sinta cativada pelo novo hábito. Ele conta que a prática de exercícios proporciona um campo fértil de experiências, novos aprendizados e favorece a qualidade de vida. “O exercício é ainda uma ótima válvula de escape para os sintomas somatizados no corpo.”

beneFícios • Ajuda a diminuir e a controlar o peso • Aumenta as taxas do bom colesterol • Aumenta a resistência muscular • Produz o hormônio do bem-estar • Combate a insônia • Ameniza o estresse e a ansiedade • Auxilia no tratamento da depressão • Tornam mais flexíveis os tendões e os ligamentos • Diminui o risco de doenças cardíacas, osteoporose, diabetes e obesidade


Fitness vamos começar? O personal trainer Vinícius Possebon, conhecido por criar o Sistema de Emagrecimento Queima de 48 Horas, enfatiza o quanto é importante dar fim ao sedentarismo. Possebon indica que o correto é começar por exercícios simples, que não exijam complexidade de movimentos, para o corpo se adaptar o mais rápido possível ao novo estilo de vida. “Se possível, pratique movimentos que envolvam a utilização das grandes musculaturas, como, por exemplo, agachamento e apoio, que são os mais indicados e seguros.” Em relação à duração e intensidade dos exercícios, ele conta que, nesse caso, menos

é mais. “Muitas pessoas pecam na quantidade e acabam se frustrando, pois ficam muito doloridas, perdem um tempo imenso do seu dia e, na maioria das vezes, não conseguem obter os resultados esperados.” Sendo assim, Possebon indica investir no “como fazer” e não no “quanto fazer”, uma vez que quantidade nem sempre se traduz em qualidade. “Apoiar-se na qualidade do exercício, com o objetivo de promover resultados sólidos, sem consumir horas e horas do dia, é uma ótima estratégia para quem está dando os primeiros passos.”

pique e continuidade Segundo o personal, é possível iniciar

um programa de exercícios por qualquer modalidade, desde que seja do agrado do praticante e monitorada por um profissional qualificado. Porém, ele enfatiza que, ao longo de sua experiência, percebeu que praticantes “comuns”, ou seja, os não atletas, não têm muita paciência para fazer exercícios monótonos e de longa duração. Dessa forma, indica modalidades de treinamentos que consumam pouco tempo do dia e sejam dinâmicos, como, por exemplo, treinos intervalados, pois tendem a ser mais motivantes. Ele explica que circuitos desse tipo tendem a apresentar resultados satisfatórios após oito semanas, aproximadamente.

Dicas 1.Antes de começar qualquer ativida-

“Pratique movimentos que envolvam a utilização das grandes musculaturas, como agachamento e apoio, que são os mais indicados e seguros”

de, procure um médico para checar como está sua saúde. Um cardiologista pode ajudar, indicando exames que atestam se o paciente está apto para os exercícios ou se há algum tipo de restrição. Um ortopedista também pode ser consultado para orientações adicionais; 2. Conforto é essencial no momento da prática de atividade física. Assim, busque roupas e calçados adequados para a modalidade escolhida. 3. Nada de exageros. Quando se deixa a inatividade física é preciso ter calma e paciência. O ideal é começar devagar, com atividades alinhadas com o preparo físico, para evitar lesões. 4. A alimentação saudável deve ser parceira dos exercícios – tanto para o praticante estar bem preparado para executá-los quanto para obter os melhores resultados. Atenção para a hidratação pré, durante e pós-treino. Ingerir carboidratos um tempo antes de malhar dá o pique necessário para enfrentar o programa de atividades planejado.

77


apelos e patas

amor para cacHorro

Voluntárias da Associação Apelos e Patas provam que o amor pelos animais pode criar uma corrente de solidariedade Elas estudam, trabalham e, ainda assim, conseguem dispor de tempo e dedicação para ajudar cães abandonados. Cinco voluntárias engajaram-se em melhorar a vida destes animaizinhos e fundaram uma associação que vem ganhando cada vez mais destaque em Adamantina e Região. Juntas, elas fundaram a associação Apelos e Patas que, atualmente, abriga cerca de 30 cachorros. “Éramos umas cinco voluntárias que sempre recolhíamos esses animais e levávamos para casa. Não havia um local

80

adequado para abrigá-los. Quando fomos à prefeitura procurar um lugar, foi que tivemos a sugestão de nos unirmos”, lembra a tesoureira da Associação, Thaísa Bazzo, de 29 anos. As meninas conseguiram uma escola abandonada para abrigar os cinco primeiros bichinhos que foram recolhidos. Para poder manter o projeto, elas criaram uma página no Facebook, para convidar voluntários. Hoje, a fanpage “Projeto Proteção Aos Animais De Adamantina” conta com quase 5 mil curtidas e, todos os dias,

são postadas fotos de cães ou mesmo gatos para adoção ou lar temporário. Ali, elas também pedem ajuda com doações de roupas para um bazar beneficente e ingredientes para a tenda de doces – que arrecadam fundos para a instituição –, caminhas, casinhas, materiais de limpeza, medicamentos e até doações em dinheiro. Apesar de todo empenho para cuidar dos cachorrinhos, a direção do abrigo achou por bem ter um funcionário fixo para gerenciamento e outro para limpeza. O salário delas


Apelos e patas

é pago por meio das doações arrecadadas. As demais despesas da associação, como água, luz, IPTU e veterinário, também dependem de doação. Como alternativa de arrecadação, as pessoas podem contribuir mensalmente por meio de carnês. Em torno de 40 pessoas ajudam dessa forma. Outras ações, como a tenda de doces e bazar da pechincha, já ganharam o público adamantinense. Para que os dois eventos aconteçam, são as próprias voluntárias que correm atrás das doações e roupas, além de fazerem os doces que são vendidos. “Nós também temos o apadrinhamento de cães. A pessoa não pode adotar, mas paga R$ 25 por mês para esse animal. Isso ajuda a manter cada cãozinho aqui dentro”, conta Thaísa. Mesmo com todo amor direcionado aos cães, o principal foco das voluntárias é manter o bem-estar dos animais que já estão no abrigo. A Apelos e Patas possui um controle rígido de quantidade para evitar problemas com brigas ou transmissão de doenças. A associação conta com uma lista

Todos os dias são postadas fotos de cães e gatos para adoção ou lar temporário no Facebook da Associação de espera e atende até no máximo 30 cães. “Nós só doamos os cães quando estão vacinados, medicados e castrados. Fazemos uma entrevista com a pessoa que quer adotar, visitamos as casas. Não somos um depósito. Queremos ajudar Adamantina. Já abandonaram ninhadas aqui na associação, pensamos até em fechar. Mas quando cogitamos a possibilidade várias pessoas nos reanimaram. Fizeram rifas, doações. Isso nos mantém vivos.” Antes de servir como abrigo, a escola abandonada, onde funciona a associação, era usada com outras finalidades, principalmente para usuários de drogas. O prédio é antigo e necessita de reformas. Quando chove, conta

Thaísa, as baias dos cachorros molham. Devido a isso, as voluntárias têm dificuldade em ampliar o número de cachorros atendidos. “Quando entramos aqui, encontramos papelotes de drogas no sifão da pia. Infelizmente, têm cães que não conseguimos salvar devido à situação em que são resgatados”, revela. Já, sobre a procura para adoção, a voluntária Flávia Nasser explica que ainda há cachorros que não foram adotados desde o começo da associação e que as pessoas ainda preferem os filhotes. “Ver como eles se reabilitaram não tem preço. É uma realização pessoal ver que ele estava abandonado e depois ganha uma casa, e integra-se a uma família. É uma recompensa sem valor”, finaliza.

81


pet

bem-estar

animal

Terapias alternativas ajudam a restabelecer o equilíbrio de cães que sofrem com estresse e ansiedade O estresse do dia a dia não afeta apenas os seres humanos, muitos pets também apresentam sinais que merecem atenção e tratamento. A veterinária Ana Carolina Vaz conta que inúmeras situações podem ser responsáveis por deixar o bichinho ansioso ou estressado. Ela explica que o comportamento é afetado quando o animal passa a viver uma limitação por conta de condições ambientais desfavoráveis. “Há muitas razões que podem desencadear o estresse nos pets como mudança de rotina, ficar sozinho, estar com fome ou sede, dor e doença, discussões familiares, não poder fazer suas necessidades, falta ou excesso de exercício”, conta. Ainda, segundo a veterinária, em alguns casos, é uma mudança repentina que pode levar ao desequilíbrio. “Assim como os seres humanos, os animais sofrem quando tirados de sua zona de conforto. É preciso se antecipar e ir adaptando o pet, aos poucos, seja qual for a mudança, para que ele sinta o menos possível, a nova realidade.”

82

como saber se algo anda errado Dentre os sinais que podem revelar o estresse animal, Ana Carolina destaca a caspa, coceiras, mau hálito e alterações comportamentais – como inquietação, correr atrás do rabo, ficar se lambendo ou mordendo. A veterinária Janaína Biotto Camargo explica que as alterações que levam ao

desequilíbrio dos pets são cada vez mais comuns e, por vezes, são reflexo do comportamento dos próprios donos. “Pessoas ansiosas podem ter animais ansiosos, assim como estressados ou depressivos. A

meU animal é ansioso? De acordo com a veterinária Ana Carolina Vaz, as manifestações comportamentais do animal que sofre com ansiedade geralmente são facilmente identificáveis. “Alguns, ao perceberem que seu dono irá se ausentar, choram, tentam destruir algo com mordidas e arranhões, babam ou se lambem demonstrando. Há, ainda, aqueles que demonstram sofrimento de maneira mais sutil, deixando de beber água ou de se alimentar”, explica. Portanto, a profissional ressalta que é essencial estar atento ao comportamento do bichinho. Existem ainda situações nas quais os animais não chamam a atenção, mas mesmo assim o sofrimento físico e mental decorrente da ansiedade de separação pode somatizar-se em problemas de saúde diversos.


pet

sinais QUe poDem inDicar estresse • Ansiedade generalizada • Comportamento depressivo • Comportamento destrutivo • Comportamentos compulsivos ou estereotipados (dermatite por lambedura, por exemplo); • Coprofagia (ingestão de fezes)

ansiedade da separação também é uma forma comum do problema, principalmente entre os caninos. Eles se desesperam quando percebem que se aproxima a saída de seu dono de casa, destruindo móveis, lambendo suas patas chegando até se a machucarem. Quando estressado, o animal pode demonstrar os sintomas de inúmeras maneiras. Pode ainda ter o apetite reduzido ou comer demais, ficar agressivo ou apático”, conta. Janaína orienta que, para amenizar esses males, o ideal é procurar um médico- veterinário que entenda do assunto e possa oferecer as melhores alternativas para

cada situação. “Primeiramente, deve ser feito um diagnóstico correto, pois muitas vezes pode acontecer o contrário: uma doença física causar mudanças comportamentais. No geral, os problemas mentais e de comportamento primários devem ser tratados com várias frentes terapêuticas e, normalmente, um método sozinho não é capaz de resolver o problema.”

opções de tratamento As chamadas “terapias alternativas” vêm sendo cada vez mais empregadas em nome do bem-estar dos pets. E várias se mostram eficientes, especialmente para os casos de

• Eliminação de fezes e urina em local inapropriado • Latir de forma exagerada • Medos e fobias • Mordidas ou agressividade • Possessividade • Síndrome de Ansiedade de Separação

estresse e ansiedade. Janaína explica como elas ajudam os animais: • Florais: eles atuam de maneira geral na parte comportamental, ajudando a resolver medos, manias, falta de energia, mau-humor, compulsões e traumas psíquicos, na tentativa de reestabelecer o equilíbrio do corpo e mente. • Acupuntura: é uma forma de terapia muito completa, capaz de cuidar da parte física, reduzindo dores, fortalecendo músculos, e também da parte mental, melhorando sono, reduzindo nervosismo, trazendo bem-estar geral. • Fitoterápicos: também podem ser usados para uma infinidade de doenças e seus efeitos são provenientes de substâncias presentes em vegetais que agem em conjunto para melhorar o equilíbrio do organismo. • Homeopatia: trata-se da utilização de substâncias em quantidades ínfimas diluídas. Portanto, não apresenta efeitos colaterais que os medicamentos alopáticos causam. Oferece resultado muito satisfatório e é indicada para casos de estresse e ansiedade. Para que os tratamentos atinjam o máximo de eficiência, Janaína destaca a importância do trabalho em conjunto entre profissionais qualificados. “O adestrador é o profissional qualificado para ajudar nesse sentido, sendo que ele poderá trabalhar em conjunto com o médico-veterinário para tentar resolver o problema.”

83


esporte

GolF em bastos

Única cidade do Oeste Paulista a manter um campo profissional de golf, Bastos atrai esportistas de toda a região

A cidade de Bastos é um dos polos culturais mais importantes da Nova Alta Paulista. Sua colonização – realizada, em grande parte, por imigrantes japoneses –, além de seus pontos turísticos, a Festa do Ovo, sua indústria têxtil e produção granjeira, fazem desta cidade um ponto de passagem obrigatório para quem deseja conhecer a região. Em meio a toda essa diversificação, a cidade também tem uma opção de lazer pouco conhecida pelos moradores das cidades vizinhas, e também por grande parte dos brasileiros: o golfe. Bastos é a morada de um dos maiores clubes do esporte no Oeste do Estado Paulista.

86

O Bastos Golf Clube tem 42 anos de história e conta com uma estrutura completamente profissional, que agrega outros esportes e até piscinas. Para quem não sabe, o Japão é considerado o país com mais jogadores de golfe do mundo, perdendo apenas para os Estados Unidos. Devido à sua colonização, foi inevitável que Bastos também se envolvesse com essa prática esportiva. De acordo com o presidente do clube, Agostinho Shinagawa, 69, grandes centros do Oeste Paulista como Marília, Presidente Prudente e Araçatuba não possuem um espaço dedicado ao golfe. Somente São José do Rio Preto conta

com essa estrutura, mas que foi construída recentemente, há apenas cinco anos. “Muita gente ainda estranha quando descobre que Bastos tem um clube como este. Pois, geralmente, só grandes cidades possuem campo para isso”, conta Agostinho. A ideia surgiu com os irmãos Yoshiura. Eles eram apaixonados pelo golfe e, como não havia por perto local adequado para a prática do esporte – eles praticavam em um grande pasto – local que depois foi construído o clube. Com o tempo, diversos moradores passaram a se unir aos irmãos e juntos começaram a trabalhar para construção do campo. Hoje, toda a estrutura criada é muito


esporte O campo conta com 18 buracos e entre obstáculos estão arbustos e até um lago, que garante o desafio aos jogadores bem-planejada. Todo o campo conta com 18 buracos e sua extensão possui diversos obstáculos como lagos e arbustos, que são responsáveis por desafiar os jogadores e tornar o jogo mais interessante. Atualmente, o clube possui 250 sócios. São pessoas vindas de várias cidades como Adamantina, Birigui, Araçatuba, Marília, Itapeva, Presidente Prudente, Osvaldo Cruz, Parapuã e claro, Bastos. “O clube participa de competições durante todo ano. Temos o Campeonato

Aberto da Federação Paulista de Golfe e o torneio tradicional da Festa do Ovo. Temos jogadores de 15 a 87 anos. O golfe é um esporte para todas as idades”, declara. “Tem gente na região que ainda não sabe do campo. As pessoas que hoje jogam aprenderam aqui. Um ia ensinando ao outro. O clube também tem uma função social. Meninos acima de 14 anos atuam como caddie, que carregam os sacos com tacos, buscam as bolas e recebem para isso. Domingo à tarde

o campo é liberado para eles jogarem. Esporadicamente, realizamos torneios beneficentes para alguma entidade.” Para quem deseja conhecer o campo ou aventurar-se na prática deste charmoso esporte, fica a dica: o Golf Clube também oferece aulas para os interessados no esporte, com um professor profissional. São ofertados pacotes e o clube compromete-se a dar seis meses gratuitos de associação para que a pessoa conheça o campo e se adapte ao golfe.

O profissional Fábio ao lado de Agostinho Shinagawa

87


tUrismo

com mUita HistÓria

para contar

Destinos ideais para quem gosta de viajar em busca de riquezas culturais e históricas Roteiros nacionais e internacionais reservam locais que promovem surpreendentes descobertas. A riqueza histórica de algumas cidades propõe um passeio que vai além da troca de experiências culturais e revela-se uma verdadeira viagem no tempo. Conheça alguns destinos onde isso é possível.

88

atenas A capital da Grécia é uma das mais antigas cidades do mundo. Por lá, a tradição mescla-se com a modernidade, mas o apelo histórico é indiscutível. Passando por Atenas é possível visitar monumentos e locais que datam de mais de 800 anos antes de Cristo. Quem quer explorar ainda mais a cultura local deve visitar a exposição permanente no Museu da Acrópole que, atualmente, conta com área total de 25 mil metros quadrados, sendo 14 mil metros quadrados para espaço de exposição. Também é possível conhecer o Parthenon, um templo da Grécia Antiga dedicado à deusa Atena e considerado um dos melhores monumentos em concepção e execução. Na cidade também está o Panathenaikon Stadium (também conhecido como Kallimarmaro), onde os primeiros Jogos Olímpicos da história moderna foram realizados, em 1896. Um passeio por Plaka, região habitada desde a Antiguidade, também é imperdível. A 69 quilômetros de Atenas é possível contemplar, em Sounio, o templo de Poseidon, o deus grego do mar, monumento envolto em mitos e fatos históricos desde a Antiguidade.


tUrismo

cairo

Quem visita Cairo, capital do Egito cortada pelo Rio Nilo, absorve diversos períodos da história mundial. O local é um universo único. Em meio à confusão de uma grande cidade, surgem momentos mágicos, como ouvir o “chamado à oração”, voz que ecoa das mesquitas chamando os muçulmanos para suas preces diárias. Cairo é tomada por atrações especiais: destaque para as Pirâmides de Guizé e a famosa esfinge. Quem quer explorar ainda mais o mundo dos faraós, deve ir até o Museu Egípcio, que abriga a maior coleção do mundo de antiguidades faraônicas. Entre os objetos, há relíquias do Egito Antigo, tesouros de Tutankhamon e múmias.

Foto: Fillipi Pamplona

Um pedacinho da cultura alemã está em Blumenau, Santa Catarina, a 140km de Florianópolis. Fundada por imigrantes alemães em 1850, a cidade valoriza cada traço de sua cultura. Dois espaços atraem olhares quando o assunto envolve atrações culturais: o Museu da Família Colonial e o Museu de Ecologia Fritz Muller, ambos têm muita história para contar! Quem visitar a cidade também pode conferir a arquitetura em estilo enxaimel e mirantes que exibem as curvas do Rio Itajaí-Açu. Em Blumenau ocorre a maior festa brasileira de cerveja, a Oktoberfest. Além de oferecer uma verdadeira aula sobre as cervejas de fabricação artesanal, o evento ainda permite degustar pratos típicos germânicos.

Foto: Divulgação

blUmenaU carrancas O Sul de Minas Gerais guarda um paraíso para quem aprecia o turismo com misto de história e contemplação da natureza. Em Carrancas, fazendas centenárias, cachoeiras majestosas e a receptividade da população local criam o clima perfeito para passeios inesquecíveis. A natureza da cidade ganhou destaque até em produções de teledramaturgia, e as atrações estão espalhadas pelas propriedades rurais. Desde os tempos coloniais, a região tem tráfego constante, pois está na rota da Estrada Real. Por ela passaram toneladas de ouro e diamante antes de serem levados para Portugal nos séculos 18 e 19. Atualmente, a via histórica é usada por quem quer conhecer grutas, cavernas e quedas d’água. O efeito de máquina do tempo fica por conta do Fazenda Hotel Engenho e seu casarão com mais de 250 anos, construído de pau a pique e óleo de bálsamo. O local, que foi um depósito de sal e ponto de comércio, conta um pouco da história da época do Brasil colônia. Outra construção imponente é a sede da Fazenda Traituba, de 1821, cuja Casa Grande foi construída para recepcionar o Imperador D. Pedro I.

89


atletismo

promessa

De meDalHas

Eloah Scramin é uma das esperanças do atletismo brasileiro e orgulho da nossa região Superação e esforço. Essas duas palavras são pequenas para traduzir o quanto de suor que carregam alguns talentos. A atleta Eloah Caetano Scramin sabe bem o quanto é difícil tentar conter nelas toda a sua trajetória no esporte. A osvaldocruzense de 18 anos há pouco tempo poderia até passar despercebida na escolinha de atletismo de sua cidade natal. Mas hoje, dentro do universo esportivo, poucas pessoas da região podem dizer que nunca ouviram falar de seu nome. Considerada uma das grandes promessas para o futuro do atletismo brasileiro,

92

o talento para o esporte foi descoberto bem cedo. “Quando pequena, pratiquei quase todos os esportes: futsal, vôlei e até handebol. Os professores viam minha vontade de vencer. Comecei a treinar na escolinha de Osvaldo Cruz em 2006 quando tive a oportunidade de disputar meu primeiro campeonato de atletismo, ganhei a primeira medalha. Foi então que cheguei para me juntar à equipe de atletismo de Presidente Prudente em 2011 e, dali em diante, não parei mais”, lembra Eloah. Ela passou a integrar a equipe comandada pelo técnico José Pedro em

2006. Naquele mesmo ano, foi campeã da fase estadual dos Jogos Escolares. O desempenho chamou a atenção do técnico da equipe de Presidente Prudente, Dino Cintra, que convidou a atleta para integrar o time daquela cidade, berço esportivo para atletas de diferentes modalidades. Atualmente Eloah treina em São Caetano do Sul. “Quando surgiu essa oportunidade, não pensei duas vezes. Disse para minha mãe: estou indo!”, revela ao lembrar que deixou rotina, amigos e família para conquistar seu sonho. Depois de passar por diversas mo-


atletismo O começo da carreira não foi fácil. Porém, a dificuldade em estar longe da família, o preconceito na escola e a rotina de treinos nunca foram maiores que a sua vontade de vencer dalidades atléticas, uma em questão chamou mais sua atenção: o dardo. “Sempre achei lindo ver ele voando até chegar ao chão. Percebi que nasci para o dardo e é com ele que quero conquistar vários títulos e medalhas”, revela. A escolha de Eloah deu mais que certo. Ela, que havia começado o ano com o melhor lançamento da categoria – 42 metros – termina 2014 com a marca de 49,27 metros, a segunda melhor em todo o Brasil no ranking nacional juvenil. No ranking nacional adulto, ela

já é a décima colocada, tendo também conquistado importantes resultados em diversos torneios estaduais e nacionais. Outro prêmio importante foi o bronze no Troféu Brasil de Atletismo, principal competição nacional de atletismo. Ela poderia se preparar para as Olímpiadas no Brasil, mas decidiu competir apenas em 2020, quando estará no auge da carreira como atleta. Mesmo assim, 2015 será repleto de novos desafios e metas a serem cumpridas. “Com certeza 2015 será um ano muito me-

lhor, com mais competições. Tudo isso pensando no meu grande sonho que é chegar a uma Olimpíada, provavelmente em 2020. Para 2016, ainda estou muito nova (com 20 anos). A prova de lançamento precisa de muita técnica. Por isso, quanto mais experiente, melhor. Estou lutando, e quero muito realizar este objetivo”, disse Eloah. Mesmo com tantas conquistas, ela teve que superar muito mais do que competidores. O começo da carreira não foi fácil. Porém, a dificuldade em estar longe da família, o preconceito na escola e a rotina de treinos nunca foram maiores que a sua vontade de vencer. “Sempre digo para quem tem um sonho que nunca desista dos seus objetivos e, independente do obstáculo, não o deixe cair. Saí de uma cidade pequena, que tinha competições a cada três meses e, mesmo assim, nunca tive medo de conquistar grandes coisas. Quando colocamos amor no que gostamos, nasce o talento”, diz.

“Sempre digo para quem tem um sonho que nunca desista dos seus objetivos e, independente do obstáculo, não o deixe cair”

93


inovaÇÃo

GUia tecH Produtos que favorecem a rotina,

o entretenimento e a conectividade Foco e alta definição

Cozimento a vapor O Blue Touch Nutri, da Electrolux, é o único fogão com forno a gás que cozinha todos os alimentos no vapor. O produto preserva as vitaminas e acentua o sabor dos alimentos.

O smartphone LG G3 é equipado com uma tela IPS, Quad HD de 5.5 polegadas. Possui câmera principal de 13MP OIS+ e frontal de 2.1MP. Ele ainda conta com a tecnologia Foco Automático a Laser, que localiza o objeto a ser fotografado mais rapidamente.

Luz pulsada O depilador Philips LumeaPrecision Plus tem lâmpada de extra-longa duração (100 mil flashes de luz). Por meio da tecnologia de luz pulsada, a mesma utilizada em aparelhos profissionais, ele estimula os folículos dos pelos a entrarem em repouso por meio de flashes suaves de luz e calor liberados, provocando a queda e prevenindo o crescimento dos pelos. O depilador pode ser utilizado no corpo todo e no rosto (exceto região dos olhos).

Vida conectada O G Watch, da LG é o primeiro relógio inteligente a operar com sistema AndroidWearTM, sistema da Google que leva a plataforma Android para produtos vestíveis. O equipamento, que conta com uma tela de 1.65 polegadas, processador 1.2 GHz Quad Core QualcommSnapdragonTM 400 e bateria de 400 mAh, funciona pareado com qualquer smartphone que opere com sistema Android, a partir da versão 4.3.

96

Estilo e eficiência O smartphone Galaxy Alpha, da Samsung, tem visual sofisticado, corpo compacto ultrafino e uma delicada borda metálica arredondada. Pesa 115 gramas e possui 6,7mm de espessura. Conta com recurso de foco rápido e seletivo. A câmera traseira é de 12MP e a frontal de 2,1MP– com ângulo mais abrangente de captura de imagem para agradar aos fãs de selfies. A tela é de 4,7 polegadas Super AMOLED, de alto brilho e contraste.


Prático e moderno

Riqueza de detalhes

Abrir garrafas de vinho com elegância e praticidade agora é possível com o auxílio do Wine Inox, da Black&Decker. O abridor, de fácil manuseio, é movido à pilha. Basta um simples toque para remover a rolha da garrafa. Para tornar essa tarefa ainda mais simples, há um cortador de lacre.

A Smart TV 4K XBR-X905A, da Sony, tem 65” e reúne o que há de mais moderno em alta resolução e qualidade de som. Conta com painel LED 4K (3840 x 2160 pixels), resolução aproximada de 8.29 megapixels – equivalente a quatro vezes o número de pixels de uma TV Full HD. A tecnologia aplicada permite que as imagens sejam reproduzidas com riqueza de detalhes, profundidade e tons naturais.

Na pressão A panela de pressão elétrica Daily, da Philips Walita, garante o mesmo sabor que uma panela de pressão normal. Ela possui controle automático de pressão e temperatura, que determina um limite seguro, evitando explosões e queimaduras. Tem revestimento antiaderente e antiarranhões e acompanha livro de receitas exclusivo.

Luxo e espaço de sobra A linha Home Appliance da Samsung conta com o Refrigerador Samsung FrenchDoor, que possui gaveta de fácil acesso Flex Zone, separada do refrigerador e do freezer, e pode ter a temperatura controlada de forma independente – ideal para armazenar as cervejas ou vinhos que necessitam de uma temperatura específica para serem conservados. Com quatro portas, o produto tem muito espaço para alimentos, bebidas e congelados.

Facilidade na cozinha Novo refrigerador DT52X, da Electrolux, conta com dois aplicativos exclusivos – Vida Saudável e Livro de Receitas. Com isso, o usuário tem à disposição um programa nutricional completo e mais de 650 opções de receitas gourmet para diversas ocasiões.

97


cerimonial

QUem conviDar para seU casamento? Confira dicas de como resolver uma das maiores dores de cabeça de quem vai se casar Um dos maiores desafios de quem vai se casar é organizar a lista de convidados. Para diminuir o sufoco e evitar as dores de cabeça em um momento que deve ser só de alegria, fique atento a estas dicas: • Convidados dos pais: a sugestão é que o casal convide apenas os amigos dos pais que tenham relação direta com eles; • Familiares distantes: deve ser o primeiro grupo a ser cortado quando a lista exige, já que são pessoas que você mal sabe o sobrenome e só vê em raríssimas ocasiões; • Acompanhantes: convidado de convidado, infelizmente, convidado é! Se o amigo solteiro levar uma pessoa, não existe a possibilidade de deixá-lo entrar e barrar o acompanhante; • Antecedência: os convites de fora da sua cidade devem ser enviados com 60 dias de antecedência. Já os convites da sua cidade com 40/45 dias de

98

antecedência. Você pode mandar um convite até 15 dias antes. Com menos de 10 dias, a pessoa já vai entender que estava na lista de stand by; • Amigos de trabalhos antigos: pense se realmente ele é um amigo ou foi um conhecido apenas do outro trabalho. Talvez, em poucos meses, você não terá mais contato com essa pessoa; • Amigos do trabalho atual: o ideal é que você convide o seu grupo direto de trabalho (departamento, área, diretoria, financeiro). O importante é convidar apenas aquele seu grupo, pois fica bem claro para todos os outros que convidou apenas os mais íntimos.

cerimonial

ana e lUís • Casamentos • Formaturas • Aniversários • Eventos em geral (18)3529-1504 (18) 99743-1042 | 98174-6962 Osvaldo Cruz/SP Facebook: Cerimonial Ana e Luis


ARTE

SONHOS DE UM

PALHAÇO

100


ARTE

Fabio Bertassi conta como sorrir o ajudou a superar suas próprias dificuldades Levar alegria a quem mais precisa dela. Essa é a missão que o instrutor de autoescola Fábio Bertassi, 39, assume ao encarnar seu personagem, o Palhaço Parafina. Pelas ruas de Osvaldo Cruz e região, Bertassi já arrancou risos de todos os públicos, das crianças aos mais velhos. Quando pinta seu rosto, Bertassi transforma corpo, alma e mente para virar uma eterna criança. Mas contraditoriamente, o desejo de fazer as pessoas rirem surgiu através de um momento de muita dor. Em uma noite de Natal, quando Fábio tinha 15 anos, recebeu a notícia de que o irmão havia sido baleado e que havia falecido. Na infância, aos 9, diversos circos itinerantes se apresentavam em Osvaldo Cruz e região. Foi em uma noite dessas onde ele teve o primeiro contato com a figura do palhaço. Este personagem, capaz de misturar em uma mesma cena alegria e tristeza, fez com que o garoto se libertasse de seus fantasmas pessoais. “Eu não perdia nenhum espetáculo. Quando não tinha dinheiro, fazia amizades com o pessoal do circo e conseguia entrar”, lembra. Com o tempo e ajuda dos amigos, Fábio começou a se apresentar como palhaço. Sua primeira aparição foi em um aniversário de criança, para cerca de 200 pessoas. Dali em diante ele não parou mais. O Parafina, como é conhecido por todos na cidade, se apresentava através do teatro de sombras, uma arte corporal que usa a mimica para se comunicar com as pessoas. Mas o que ele queria mesmo era que seu personagem contasse piadas e fizesse as pessoas se divertirem. Hoje ao lado dos filhos, ele criou o Circo Teatro Sem Lona e tem o orgulho de se apresentar ao lado da sua família. “Para mim é uma satisfação muito grande ver meus filhos se interessando pelo meu trabalho e fazendo a alegria de muitas pessoas no palco. O meu primei-

ro filho Guilherme, que tem 16 anos, é conhecido como o palhaço Cuequinha, que ajuda nas deixas da piada. Gabriel, o Mixaria, depois de vinte dias do seu nascimento já comecei a pintar o seu rosto. Existe um elo muito grande entre eu e meus pequenos e isso me deixa muito feliz e traz orgulho para um pai”, revela Bertassi. Mesmo tendo a missão de retirar sorrisos das pessoas, ainda existem aqueles que não entendem este trabalho. “Hoje já tenho 15 anos de estrada, mas ainda sofro preconceito todos os dias e todas as horas. Não conseguimos agradar todo mundo. Quando passamos nas escolas, as crianças acabam falando palavras feias para seus amigos dizendo que o palhaço veio de baixo e que seu colega parece com um. Isso acaba ofendendo, mas passamos por cima. Vendo as crianças dar gargalhadas, se divertindo e tirando fotos no final de cada apresentação é uma coisa gratificante e acaba superando tudo que a gente passa na vida”, conta emocionado. O palhaço Parafina também exerce o seu lado cidadão. Suas intervenções na Avenida Brasil, a principal via de Osvaldo Cruz, são memoráveis. Um palhaço fazendo campanha de conscientização de trânsito e combate à dengue atrai os olhares de curiosos e faz com que as pessoas se sensibilizem mais facilmente. Mas palhaços também sonham. O de Parafina é fazer com que um dia o seu Circo Teatro “Sem” Lona se torne um Circo Teatro “Com” Lona. “Meu sonho é de realmente montar um circo para acolher as crianças e fazerem elas rirem com grandes espetáculos. Estamos caminhado para isso. Outro sonho que tenho, e já está se concretizando, é fazer uma grande turnê para a região, percorrendo toda a Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros, desde Marília até Panorama”, finaliza.

101


FESTA

INOVAÇÃO E MODERNIDADE NA

DECORAÇÃO

Wanda Maion dedica tempo integral ao Buffet WM e consegue surpreender a cada novo trabalho Inovar. Essa é a palavra de ordem da empresária Wanda Maion. É ela quem está à frente do Buffet WM, em Adamantina, que hoje é uma das principais empresas do ramo em toda a região, por conta da qualidade de seus serviços. O Buffet WM nasceu após Wanda perceber que possuía facilidade em organizar, decorar festas. Ela se lembra de quando trabalhava com o pai, que era feirante, e sempre mantinha uma organização impecável das frutas e legumes à venda. “As pessoas passavam na banca do meu pai só para ver a organização. Quando ele precisava separar os alimentos, era eu quem fazia a tarefa pela facilidade que tinha. Depois de perceber este dom, decidi abrir o buffet em casa”, conta. Depois de 30 anos trabalhando como escriturária, hoje Wanda se dedica exclusivamente ao Buffet e mantem uma rotina bastante intensa com compromissos e horários agendados para atender bem

102

os clientes e preparar as festas. No ano, a empresária fica no máximo três sábados em casa. Até quando não é cotada para algum evento, Wanda Maion se dedica ao trabalho. Ela viaja para outras cidades em busca de novidades. Com um olhar inovador no segmento de decoração, Wanda sempre gostou de novas ideias e modernidade. A empresária sempre busca fazer alguma decoração diferente de uma festa para outra, respeitando o perfil de cada cliente. “Eu vejo pelas noivas, elas querem algo diferente. É um trabalho que fico cada vez mais feliz e quero sempre fazer melhor. É muito gratificante ouvir da noiva se surpreendeu, que eu fiz além do que era esperado”, diz. Apesar da rotina acelerada, que as vezes inclui noites em claro, Wanda garante que para manter o equilíbrio é preciso amar o que se faz. “As pessoas ficam admiradas como consi-

go fazer arranjos e partes de decorações até de madrugada. Isso tudo é o amor que tenho pelo meu trabalho e quando você é feliz fazendo o que gosta o retorno é em dobro, não falo em dinheiro mas a satisfação das pessoas. Por isto sempre agradeço a Deus, por me guiar e a toda minha equipe, que está sempre comprometida em fazer o seu melhor”, finaliza Wanda.

Buffet WM Al. Bráulio Molina Frias, 700 Adamantina Tel. (18) 3521–1402 wandamaion@yahoo.com.br


REPORTAGEM

A VEZ DA NOVA ALTA PAULISTA Estes três homens tem atividades distintas, mas que possuem algo em comum: suas decisões ou iniciativas podem fazer com que toda uma região dê um salto para o desenvolvimento

105


política

Evandro Gussi é o primeiro deputado federal eleito pela região e tem a missão de trabalhar por mais união e desenvolvimento

a nova alta paUlista

no conGresso nacional Sentado em seu escritório na cidade de Tupã, ele tira da maleta um exemplar de “A Prática da Humildade”, livro escrito pelo Papa Leão XIII. “É meu livro de cabeceira atualmente”, revela. A obra foi escrita pelo então líder da Igreja Católica para ensinar os seus sacerdotes a trilhar o caminho da humildade. Esta leitura não poderia ser mais oportuna para Evandro Herrera Bertone Gussi, de 34 anos. Casado e pai de duas filhas, pois ele carrega nos ombros o peso e a expectativa de ser o primeiro deputado federal eleito pela Nova Alta Paulista. Doutor em Direito pela Universidade de São Paulo, Evandro sempre nutriu

106

certo interesse pela política. Mas decidiu entrar de vez nesse universo apenas em 2007, quando se filiou ao Partido Verde. Dois anos depois, ele foi cotado para se lançar como candidato a deputado federal. Evandro foi apresentado como a esperança de que a Nova Alta Paulista, depois de ser tratada muitas vezes com certo desinteresse pelos políticos, finalmente tivesse uma voz no Congresso Nacional. A ideia era unir-se a Reinaldo Alguz, deputado estadual que buscava a reeleição pela mesma região. “Ele – Reinaldo Alguz – foi o primeiro a perceber com bastante clareza a falta

de representação da região, tanto no âmbito estadual quanto federal. Quando vi esse projeto pela primeira vez, de um deputado querer eleger outro deputado, fiquei convicto de que ele era um exemplo de humildade na política. Ele ficou como estadual e lançou alguém acima dele”, lembra. Reinaldo e Evandro desenvolveram um projeto político para a região, porém, a primeira candidatura não surtiu o efeito desejado, mas foi por muito pouco. Reinaldo foi eleito para deputado estadual com 60 mil votos. Gussi recebeu 55.700 votos, mas não foi eleito. Faltando pouco mais de três mil para


política que o cargo fosse conquistado. Ao invés de uma frustração natural pelo resultado da primeira tentativa, Evandro decidiu manter o projeto. “A gente sabia dos votos que poderíamos ter, afinal, ficou claro que faltou muito pouco para que fôssemos eleitos. Naquele momento, decidimos que iríamos continuar e que o sonho não acabaria ali”, afirma Evandro. Quatro anos depois, enfim a recompensa daquela decisão chegou para Gussi e para a Nova Alta Paulista. Evandro Gussi foi eleito com quase 110 mil votos, o dobro de votos da eleição de quatro anos atrás. A partir do dia 1º de fevereiro de 2015, quando tomará posse, Evandro estará na presença de mais de 500 deputados com opiniões e convicções diferentes. Seu maior desafio será o trabalho de unificar uma região que, até então, teve esse objetivo apenas na teoria,

porém que não alcançou resultados práticos ao longo dos anos. “Se algo bom acontece em uma cidade, a outra fala que perdeu a oportunidade e nunca percebe que quem ganhou foi toda a região. Uma cidade não cresce sozinha e o deputado deve olhar as questões regionais. Não me furto a buscar as inovações, mas também não quero abrir mão dos bons projetos que estão em andamento”, afirma. Ao contrário do clichê político, Evandro apenas se esquiva quando questionado sobre suas promessas para a região. “Não gosto de falar nada sobre o futuro, pois tenho uma preocupação grande com a credibilidade. Se me perguntar os desejos do meu coração, posso dizer que tenho os melhores, mas há coisas que não dependem do deputado. O que será feito, vou mostrar quando for feito”, diz. A decisão pessoal de dedicar a vida à

política exige sacrifícios que grande parte dos eleitores não imagina. “Durante todo este ano, fiquei apenas seis finais de semana em casa. Não posso me dar ao luxo de ter um hobbie, pois qualquer tempo disponível, uso para ficar com minha esposa e filhas. Quero ser exemplo para elas e mostrar que vale a pena gastar a vida pelas outras pessoas.” Em 2015, as decisões de Evandro poderão influenciar a vida de milhares de pessoas. Gussi encara esta responsabilidade com surpreendente humildade. Se a vida deste jovem deputado será transformada a partir do ano que vem, ele carrega dentro de si a certeza de que outras milhares de vidas podem ser transformadas. “Se você olha na história da humanidade, as pessoas mais felizes são aquelas que fizeram alguma coisa pelo próximo, são as que se doaram pelos outros. Elas sim encontraram sentido para suas vidas”, diz.

107


ensino sUperior

potÊncia acaDÊmica

Márcio Cardim conta como a FAI pode se tornar o primeiro centro universitário da Nova Alta Paulista Diversos jovens da região que pensam em ingressar na vida universitária logo após o ensino médio, geralmente voltam seus olhos para os grandes centros universitários. Muitos deixam suas famílias, suas casas, para irem buscar sua formação superior em outras cidades. Essa realidade, porém, vem sendo pouco a pouco modificada. As Faculdades Adamantinenses Integradas,

108

a FAI, tem grande parcela nessa mudança de realidade. A instituição tem sido responsável por transformar Adamantina em uma cidade universitária. Na direção da faculdade, Márcio Cardim, não tem medido esforços quando o assunto é desenvolvimento educacional. Por sua importância para Adamantina e região, e por tudo que ainda pode

se tornar, o complexo da FAI é uma das maiores promessas para 2015. Isto porque a diretoria se empenha, desde o início do ano, em conquistar autonomia pedagógica por meio da transformação da FAI em Centro Universitário e também inserir na grade de cursos a tão sonhada graduação em Medicina. Na verdade, a palavra sonho não representa bem o momento. O


ensino sUperior curso de Medicina é considerada praticamente uma realidade pela direção. Parte desta confiança se deve ao fato de que Márcio Cardim, formado em Matemática pela UEM, ocupa uma cadeira no Conselho Estadual de Educação (CEE-SP), onde os dois pedidos tramitam. “A FAI passará a ter autonomia pedagógica. Vai conseguir criar os cursos que bem entender e que a região precisa. Um centro universitário tem mais força. Já o curso de Medicina está na mão de uma relatora do Conselho. Ela se mostrou empolgada e não vejo barreiras para o curso. Atuamos com cursos voltados para saúde há 30 anos. De 0 a 10 nas possibilidades, eu aposto no 10”, afirma. Mas a luta de Cardim não é somente pela FAI. À frente do Conselho, o acadêmico pôde perceber que faltava participação das faculdades municipais diante do MEC. Hoje, após ter ligado para todos os reitores e diretores das

"A FAI é uma realidade. Nada do que acontece lá dentro é brincadeira. Costumo ver a FAI como uma grande vitrine para a região. Dirigir uma instituição desse nível é o desafio da minha vida" 31 instituições deste tipo no Estado em seu primeiro dia como diretor da FAI, o olhar sobre estas faculdades é outro. “Sou o primeiro membro de faculdade municipal a ocupar vaga no conselho. Eu prego que elas solicitem o curso de Medicina também. Antigamente, nós não existíamos para o MEC. Hoje, vários editais do MEC contemplam as instituições municipais. Foi a coisa mais grandiosa que consegui”, declara. Na busca pela excelência, o corpo docente e direção da FAI não quer restringir os ensinamentos às salas de aula. A educação da instituição quer abranger a sociedade como

um todo. A FAI conta com atividades alternativas e extensivas como os Congressos CICFAI, Mostra de Profissões, além dos atendimentos prestados à população por meio das clínicas instaladas nos campi. Por este motivo, Cardim é categórico: a importância da FAI tornou-se imensurável. E, em breve, poderá render frutos ainda maiores para toda a comunidade regional. “A FAI é uma realidade. Nada do que acontece lá dentro é brincadeira. Costumo ver a FAI como uma grande vitrine para a região. Dirigir uma instituição desse nível é o desafio da minha vida”, finaliza.

109


cevap

coraGem para crescer O veterinário Gustavo Junqueira apostou em inovação e entregará um dos maiores centros veterinários do Estado Muitas das principais histórias de empreendedorismo estão ligadas a pessoas que encararam os desafios. Mas, além da força de vontade, também é preciso coragem para trilhar caminhos que ninguém nunca antes percorreu. O médico-veterinário Gustavo Junqueira Machado, de 40 anos, está preparado para fazer de 2015 um dos anos mais importantes de sua vida. O CEVAP

110

(Centro Veterinário da Alta Paulista), que começou com uma estrutura bastante simples em 1998, em Adamantina, está se transformando em um dos principais centros de diagnóstico e tratamento veterinário de todo o Estado de São Paulo. Formado pela Unesp, Gustavo entendeu, desde o início, que seu trabalho precisaria incluir duas frentes diferentes: dedicação e diferenciação pela qualidade dos serviços.

“O sonho de ser diferente é meu, sempre fui assim. Entendia que ser comum não me proporcionaria chegar ao que chegamos hoje. Deixei de investir em coisas pessoais para investir no hospital. Nos meus primeiros 10 anos, trabalhava de 15 a 18 horas. Se eu não gostasse, teria desistido”, declara. Em breve, Gustavo concluirá uma obra considerável: o CEVAP. Que se tornará um dos principais centros veterinários


cevap de todo o Estado, tanto em variedade de atendimento como em tecnologia. A nova estrutura contará com 500m² e novos serviços que, dificilmente, são encontrados na região como cirurgia de catarata, fisioterapia com hidroesteira e videoendoscopia. Mas para chegar neste nível, muitas foram as barreiras enfrentadas. No início, muitas pessoas perguntaram o porquê de tamanho investimento em uma cidade como Adamantina. Alguns diziam que ele deveria investir em um centro maior, que a região não comportaria tamanha obra. Mas dúvidas como essas, sequer fizeram com que ele pensasse em desistir. “Se as pessoas pensarem assim, nossa região continuará sempre do mesmo jeito. Se você for diferente e buscar excelência,

não importa onde você esteja, vai conseguir ser bem-sucedido. Uma das coisas fundamentais é ver as pessoas satisfeitas e gerar crescimento profissional e pessoal no local no qual se vive. Se dentro da nossa região, não surgirem pessoas com essa mentalidade, ela nunca irá mudar. Não penso só em mim, mas no desenvolvimento regional. Quando eu faço as coisas crescerem aqui, tem outros empresários, de outros ramos, olhando isso. Eu vou trabalhar para fazer o lugar em que vivo crescer e ficar melhor.” Quando se fala em crescimento coletivo, para o médico-veterinário, o pensamento individual é um dos um dos maiores empecilhos. A necessidade de olhar para o coletivo torna-se a chave para que toda

uma cidade possa ter a vida melhorada. “Acho que o mais importante, e que falta em muitos profissionais, é sentir a dor das pessoas. Quando um cliente liga, seja a qualquer hora, precisando de atendimento, eu penso na dor que ele está sentindo ao ver o animal doente ou na dor do próprio animal. Quando fazemos algo que gostamos, que preenche, o trabalho é uma satisfação e não um peso.” E o crescimento do Centro deve ser contínuo para Gustavo. O objetivo do único hospital veterinário da Nova Alta Paulista é fazer com que os clientes encontrem auxílio necessário para diagnósticos precisos, além de recursos terapêuticos e cirúrgicos que auxiliem no tratamento dos animais, sem precisar buscar em outras regiões.

“Quando um cliente liga, seja a qualquer hora, precisando de atendimento, eu penso na dor que ele está sentindo ao ver o animal doente ou na dor do próprio animal” 111


viDas secas Eu estava com a cabeça ensaboada quando aconteceu. Não foi parando. Simplesmente parou. Então era verdade? Era verdade que eu devia ter levado a sério aquelas campanhas, quase escolares, e deixado de lavar a minha cabeça todos os dias? Talvez, com os litros de ontem, meus olhos não ardessem agora. Saí do chuveiro ensaboada e fui tateando até a pia atrás de uma gota que me enxaguasse os olhos. Pequenos jatos moribundos me fizeram voltar a enxergar. Me enrolei na toalha e fui até a área de serviço. Encontrei Zezé de panela e esponja na mão. -Eles nem avisaram! -Avisaram sim! -Quando? -Eles vêm avisando... A gente que não levou a sério. Ignorei a louça da Zezé e tentei tirar o sabão da minha cabeça no tanque. Não deu para nada. Voltei pro chuveiro com

duas garrafas de água mineral e terminei meu banho como uma princesa. Então é assim? Vamos ficar mesmo sem água? Acho que a última vez que eu tomei banho de caneca foi junto com meus primos. Lembro da minha avó brigando porque lotamos a banheira de brinquedos, sujando a água que também seria usada pra cozinhar. Era divertido ir tomar banho no vizinho que se dava ao luxo de ter uma cisterna. Acho que não vou mais achar graça em conhecer banheiros alheios. Minha nécessaire ficou pesada demais e cabular um banho é uma delícia que deixei na infância. No mesmo dia, peguei um avião. A água estava lá. Refletindo nosso Sol que, por si só, já pouparia milhões de litros se usado em energia. Fui olhando pela janela, atenta aos rios e lagoas. Somos mesmo muito mal-acostumados neste nosso País tropical abençoado por Deus. Con-

Eu estava com a cabeça ensaboada quando aconteceu. Não foi parando. Simplesmente parou. Então era verdade?

112

Denise FraGa É atriz e autora de “Travessuras de Mãe” e “Retrato Falado”, ambos da Editora Globo

fiamos no Sol, na ausência de terremoto, de ciclone e delegamos simplesmente às chuvas o nosso abastecimento. Não choveu. A natureza anda zangada e resolveu deixar o pessoalzinho se virar. Se eles são tão bons em represar as águas, alterar as curvas dos rios, substituir árvores por postes, não é possível que não saibam, pelo menos, uma dança da chuva! Não sabemos. Não aprendemos o essencial. O que poderia ter sido feito há muito mais tempo. Agora, vamos amargar o prejuízo olhando sedentos para as represas. Enquanto isso, pedi perdão à Santa Clara e pus um ovo na varanda com uma oração ao contrário.


POLÍTICA

“Para ser um homem público tem que gostar de pessoas e saber ouvi-las”

114


POLÍTICA

PREFEITO PELO

DESTINO A vida pública de Edmar Mazucato envolve uma grande reviravolta. Hoje, como prefeito, ele tem à sua frente o desafio de mostrar seu jeito de governar No momento da entrevista havia na mesa do gabinete, calhamaços de papel que se acumulavam revelando o excesso de trabalho. Após assinar alguns últimos papéis e chamadas pelo celular, a conversa começou. Há dois anos, essa é a rotina do engenheiro agrônomo e técnico agrícola, Edmar Carlos Mazucato, 45. Desde que foi o escolhido por 69% da população - através de uma eleição suplementar em agosto de 2013 - para administrar Osvaldo Cruz sua rotina mudou completamente. Se engana quem acha que a vida de prefeito é fácil. Governar para mais de 30 mil habitantes e atender a interesses dos mais variados grupos é um desafio que chegou nas mãos de Mazucato de forma inesperada. Mas, em meio a este turbilhão, o jovem prefeito da cidade tem surpreendido pelas suas decisões firmes e responsabilidade com a administração pública.

Trajetória A política entrou cedo na vida de Edmar. Aos 39 anos decidiu encarar uma candidatura a vereador. Pleitear uma cadeira na Câmara Municipal foi uma decisão, segundo ele, motivada pela vontade de melhorar a área agrícola de Osvaldo Cruz. “Minha intenção era buscar recursos para a área, diminuir o êxodo rural. A cidade tem raízes na agricultura. Tive um apoio muito grande. Em meio a caminhada depois de

eleito, pensei até em desistir devido algumas situações, mas ficaria com um ponto de interrogação na minha mente: até onde fui ou não um bom vereador? Decidi ir para a reeleição”. E em 2012 novamente conquistou a vaga na Câmara. Desta vez como o segundo vereador mais votado, recebendo 824 votos, o dobro da última eleição. Entretanto, o político não esperava que se tornaria prefeito de Osvaldo Cruz da noite para o dia. Osvaldo Cruz foi uma das poucas cidades do Brasil que tiveram as eleições suspensas pela Justiça. Como um dos candidatos teve a candidatura caçada pelo Tribunal Superior Eleitoral, novas eleições foram convocadas na cidade. Mazucato, então, foi o candidato vitorioso naquele pleito. “Devido aos problemas com o prefeito anterior, tive que assumir a prefeitura interinamente, uma vez que fui eleito presidente da Câmara. Muitas pessoas não me conheciam, não sabiam de onde eu vinha. Mas as coisas aconteceram de forma mais rápida do que eu esperava”, conta.

Convicções É praxe. Normalmente acorda às 6h da manhã e visita obras, escolas, creches e postos de saúde. “Para ser um homem público tem que gostar de pessoas e saber ouvi-las. Às vezes requer sacrifícios”, desabafa. Firmeza para tomar decisões é uma carac-

115


POLÍTICA terística marcante em sua personalidade. “Tem que falar sim e falar não quando precisa. Mas é um ‘não’ argumentativo. Não basta dizer ‘não’ sem antes analisar todas as condições que possam invertê-lo em um sim”, diz. A dica que ele dá para quem um dia almejar sentar na cadeira do prefeito é essa: gostar e saber ouvir as pessoas. “A liderança não pode ser comprada. Tem que conquistar”. Em pouco tempo de administração, Mazucato já se mostrou que não é centralizador. Ele defende o trabalho em equipe e a autonomia de seus funcionários para traçar metas e encontrar soluções. Mesmo sendo prefeito, Mazucato ressalta a importância de ter ao seu lado o vice-prefeito Luiz Gumiero, seus secretários e diretores (cargos de confiança) e todo funcionalismo público que o auxilia na administração. Ele também não é de prometer. “Nunca fiz isso e nem vou. O que eu digo é que me comprometo a tentar resolver. Sou mais administrador do que político. Trabalho com a realidade. Vejo a política como uma escola e temos que crescer dentro dela. E se as pessoas tiverem problemas, tragam a mim. Sempre disse que Osvaldo Cruz não precisa ter oposição. Temos que pensar no bem da cidade”, declara. Devido ao trabalho desenvolvido no setor agrícola, Mazucato recebeu em 2014 o Prêmio Sebrae de Prefeito Empreendedor. “É gratificante. Se isso aconteceu é porque estou no caminho certo, fazendo as coisas certas”.

A esposa Eliana ao lado dos filhos Hugo e Ana Júlia

na vida pública para administrar a área social, as atividades em família ficam cada vez mais em segundo plano. “A vida pública precisa ser conversada. Houve algumas discussões. Costumo dizer que joguei uma bomba na mão da minha esposa, mas hoje ela está mais envolvida e pegou gosto pela função. Mas temos que nos envolver com problemas, viagens, reuniões. Às vezes precisamos deixar de lado a família para cuidar de outra, que é a população”, confessa. Sobre os negócios que administra em propriedades rurais, Mazucato agradece por ter ao lado um irmão que o auxilia em sociedade. E diz que não pretende abandonar a função na qual é formado. “Hoje ele administra, mas amanhã meu

lugar de trabalho será lá. Eu sei que essa cadeira será ocupada por outra pessoa e eu terei que retomar minha vida, pois aquilo é minha profissão. Aqui estou de passagem. Mas se me deram oportunidade de fazer algo em prol da minha cidade e eu aceitei, não posso reclamar nem criticar. Quero crescer na política, mas se não tiver espaço para mim, voltarei para a minha área”, admite. Osvaldocruzense de berço, Mazucato se sente satisfeito com sua administração, mas que ainda tem muito a ser feito. Como cidadão, ele pede que o prefeito possa, dentro do possível, fazer o melhor para a cidade. E o Mazucato prefeito responde: “vou lutar no dia a dia, sempre preocupado em melhorar, para que Osvaldo Cruz possa crescer”.

Vida pessoal Por trás do Mazucato prefeito existe o Mazucato que é pai, marido e possui atividades paralelas à política. Ele afirma que é um pescador de mão cheia, mas não dispõe mais de tempo para a atividade. “Esse ano só pesquei duas vezes. O costume era de viajar para o Mato Grosso, ficar uma semana pescando”. Para entrar nesta empreitada, Edmar também teve que abrir mão de tempo de convivência e lazer com a família. Com dois filhos que estudam fora e com um esposa que também entrou

116

Edmar Mazucato e a 1ª Dama do Município, Eliana Mazucato


118


CASA & CONSTRUÇÃO GUIA

A Revista Classe A tem o orgulho de apresentar nesta edição o primeiro Guia Casa & Construção da Nova Alta Paulista. Reunimos os principais profissionais das mais diversas áreas, para você que deseja construir, reformar, decorar ou dar uma nova vida a um ambiente de sua casa.

119


casa & constrUÇÃo

Guia

casa & constrUÇÃo arQUitetUra e enGenHaria Ana Flora Naufal Arquiteta e Urbanista CAU A 23981-0 Alameda Fernão Dias, 288 - Sala 2 Adamantina/SP (18) 9 9679-4425 Carlos Alberto Peixoto Engenheiro Civil CREA / SP: 0400172622 Avenida Targino de Oliveira Lima, 1140 Osvaldo Cruz/SP (18) 3528-2148 Daniela P. Miguel Arquiteta e Urbanista CAU A 99508-8 Avenida Adhemar de Barros, 25 Adamantina/SP (18) 3521-3545 José Odair Rombaldi Engenheiro Civil CREA / SP: 060117701.0 Alameda Armando Salles Oliveira, 578 Sala - 1 Centro Adamantina/SP (18) 3521-2189 Leonardo Cezarine Engenheiro Civil e Agrimensor CREA 506911410-6 Avenida Cap. José Antônio de Oliveira, 285 Adamantina/SP (18) 3521 5017 Marcos C. Chuma Arquiteto e Urbanista CAU A 24373-6 Rua Salgado Filho, 255 - Sala 2 Osvaldo Cruz/SP (18) 3528 7710 Nágila Mostafa Bernado Marins Arquiteta e Urbanista CAU A 30281-3 Alameda Armando Salles de Oliveira, 290 Sala 1 Adamantina/SP (18) 3522 5610

120

Nídia Siena Tonioli Arquiteta e Urbanista CAU A 91430-4 Osvaldo Cruz/SP (18) 99612-7980 Patrícia Oliveira Peixoto Arquiteta,Urbanista e Técnica em Desing de Interiores - CAU A 63229-5 Avenida Targino de Oliveira Lima, 1140 Osvaldo Cruz/SP (18) 3528 2148 Ricardo Barbiero Arquiteto e Urbanista CAU A 73877-8 Adamantina/SP (18) 3521-4269 Tânia Silvia Tadini Esteves Arquiteta e Urbanista CAU A 14642-0 Av. Santo Antonio, 280 - S4 - Adamantina/SP (18) 3522-9172

constrUÇÃo e acabamento Alvorada Construção e Acabamento Rua Mário Olivero, 586 Adamantina/SP (18) 3521-2890 Campoy Alameda Dr. Armando Salles Oliveira, 804 Adamantina/SP (18) 3502-6500 Casa de Ferragens Paulista Avenida Adhemar de Barros, 489 Adamantina/SP (18) 3521-4583 Casa do Construtor Rua 7 de Setembro, 536 - Centro Bastos/SP (14) 3478-1150 Casa Nova Avenida Cap. José Antônio de Oliveira, 241 Adamantina/SP (18) 3522-5533

Cervantes Rua Luis Wolf, 07 Rinópolis/SP (18) 3583-1016 Doce Lar Tintas Avenida Brasil, 1365 - Centro - Lucélia/SP (18) 3551-8007 Dolce Bagno Avenida José S. Marcondes ,3360 Presidente Prudente/ SP (18) 3903-6116 Espaço Acabamentos Rua Patrocínio Monteiro, 182 Bastos/SP (14) 3478-6944 Fort Pedras Avenida Dep. Cunha Bueno, 1658 Adamantina/SP (18) 3522-8847 Gesso Paulista Avenida São João, 130, Rinópolis/SP (18) 99781-5287 Laís Pré-Moldados Valentin Gentil, 660 Adamantina/SP (18) 3521-1824 Madeireira União Adamantina/SP (18) 3521-3891 Madeireira Santo Antônio Avenida Brasil ,1715 Osvaldo Cruz/SP (18) 3528-3504 Portobello Shop Avenida Coronel Marcondes, 3483, Presidente Prudente/SP 18) 3918-1540 Serralheria Du Miguel Rua José de Aléssio ,155 Osvaldo Cruz/SP (18) 99655-5889


casa & constrUÇÃo Sidmar Tintas Rua Armando Salles ,950, Osvaldo Cruz SP (18) 3528-2202 Temper Vidros Avenida Dr. Miranda, 1121 - Osvaldo Cruz/SP (18) 3529-2790 VR Calhas Al. João B. de Aquino, 300 Adamantina/SP (18) 3522-5584 VR Vidros Al. João B. de Aquino, 300 Adamantina/SP (18) 3522-5584

DesiGn, DecoraÇÃo e proJetos Elaine Sprocatti Desenhista e Projetista Rua Ana, 173 - Osvaldo Cruz/SP (18) 3528-7048

Érica Oliveira Peixoto Técinca em Design de Interiores Avenida Brasil, 1842 - Osvaldo Cruz/SP (18) 3528-7020

Lúcia Prado Decoradora Avenida Marechal Castelo Branco, 35 Adamantina/SP (18) 3522-8540

mÓveis planeJaDos Bella Casa Avenida Brasil, 435, Osvaldo Cruz/SP (18) 3528-2305

Fissare Rua Fioranvente Decúrcio, 71 Osvaldo Cruz/SP (18) 3528-4801

Gilmar Móveis Travessa São Joaquim, 44 - Osvaldo Cruz/SP (18) 3528-3944

Maiart Avenida Ademar de Barros, 560 Adamantina/SP (18) 3521-4907

Espaço Verde Rua Santos Dumont, s/n Adamantina/SP (18) 9 8140-2181

OC Ind. De Moveis Pantanal Alameda Armando Salles de Oliveira, 1536 Adamantina/SP (18) 3521-4665

piscinas

VR Móveis Rua Osvaldo Cruz, 901 - Adamantina/SP (18) 3522-9404

mÓveis, presentes e DecoraÇÃo Casa Flor Av. Presidente Vargas, 588 - Osvaldo Cruz/SP (18) 3528-7077

Casa das Piscinas Avenida Brasil, 210 Osvaldo Cruz/SP (18) 3528-1416

Hidrosolar Piscinas Avenida Rio Branco, 1569 Adamantina/SP (18) 3522-5362

Igui Tupã Alameda Liverpool, 75 A Vila Inglesa Tupã/SP (14) 3441-4412

Empório das Flores Armando Salles, 121 - Osvaldo Cruz/SP (18) 3528-52220

Ferro Art´s Rua Tsunekishi, 50 - Adamantina/SP (18) 3522-8609

serviÇos

La Casa Rua Fernando Costa, 525 - Osvaldo Cruz/SP (18) 3528-4087

Deville Rua Salgado Filho ,107 Osvaldo Cruz/SP (18) 3528-7880

Micro Flor Avenida Adhemar de Barros, 225 Adamantina/SP (18) 3521-4349

OC-Cred Avenida Presidente Vargas, 632 Osvaldo Cruz/SP (18) 3529-2279

Virtude Avenida Marechal Castelo Branco, 35 Adamantina/SP (18) 3522-8540

Rapal Rua Fioravante Decúrcio, 310, Osvaldo Cruz/SP (18) 3528-2129

Yubiyu Avenida Brasil, 890 - Loja 4, Osvaldo Cruz/SP (18) 3528-1970

Segurança e Cia Rua Hans Klots, 408 Osvaldo Cruz/SP (18) 3528-0852

paisaGismo e JarDinaGem

Top Clean (18) 3528 6555

Cantinho das Flores Alameda Armando de Salles Oliveira, 624 Adamantina/SP (18) 3521-4845

Ultraseg Rua Rodolfo Zaros, 517 Osvaldo Cruz/SP (18) 3529 1623

121


TECNOLOGIA

EM BUSCA DE

SEGURANÇA

Investir em formas de garantir proteção se tornou indispensável Muros altos ou portas trancadas não têm sido mais suficientes para inibir a ação dos bandidos que rondam residências, condomínios e empresas. Devido ao crescimento generalizado da criminalidade, o investimento na segurança se tornou tão importante quanto a contratação de um arquiteto ou engenheiro para o acompanhamento da obra. Para atender a esta nova realidade, uma empresa de Osvaldo Cruz percebeu a necessidade de investir em equipamentos de ponta para garantir a tranquilidade de seus clientes. Fundada em 2009 pelos sócios Auro Hiroshi Kobori e Oscar Anisio Nicoletti com ampla experiência, a Ultraseg se transformou em uma das principais empresas do ramo em toda a região, ao perceber o quanto era importante apostar em tecnologia e profissionalização em câmeras de segurança (CFTV), cercas elétricas e alarmes. “Vimos que muitos equipamentos eram instalados sem uma mão de obra especializada. Percebemos uma grande expansão tecnológica e passamos a atender outros segmento como projetos elétricos e termotecnológicos, instalações, redes de computadores, suporte à tecnologia em transmissão de dados, redes e comunicação atuando com estruturas de dados, relacionado a projetos de redes de computadores, onde oferecemos suporte à projetos desde a topologia ao funcionamento final de uma rede de dados ou voz”, afirma Auro. Outra medida importante da empresa foi investir em um quadro de funcionários alta-

138

mente qualificado. “Desenvolvemos projetos para empresas, condomínios, lojas e residências, onde analisamos a real necessidade do cliente para encontrarmos a melhor solução, com ética e transparência. Procuramos oferecer o que há de melhor e proporcionar uma boa relação custo/benefício em equipamentos de alta tecnologia”, revela. Além de encontrar um projeto que se adeque a realidade de cada cliente, Auro orienta a necessidade de analisar criteriosamente os pontos estratégicos de cada projeto, para que haja uma perfeita cobertura do ambiente. “Hoje não há um perfil determinado de cliente neste mercado. Isso porque os valores caíram muito e, atualmente, todos podem ter bons sistemas de segurança eletrônica”, afirma o empresário. Para um sistema de monitoramento, casas

e empresas, Auro explica que a Ultraseg oferece também assistência em caso de emergências. “Se ocorrer qualquer anormalidade, esse sistema informa imediatamente à central de monitoramento 24 horas. Há ainda sistemas em que o cliente pode conferir as imagens das câmeras instaladas na residência, mesmo se ele não estiver em casa”, finaliza.

Ultraseg Soluções Rua Rodolfo Zaros, 517 Osvaldo Cruz, SP 17700-000 Tel: (18) 3529-1623 ultraseg.adm@hotmail.com http://www.ultraseg.srv.br/


serviÇos

Portão sem o acabamento final

Portão galvanizado entregue pela Serralheria Du Miguel

GalvaniZaÇÃo: metal com maior

DUrabiliDaDe

Empresário Wilson Gaudio diferenciar, atestando a qualidade que esse material possui”, acrescenta Wilson. Segundo o empresário, “uma obra concluída é a certeza da entrega de um excelente produto que aliou o custo/benefício, independente do seu poder aquisitivo. O acompanhamento das obras, desde o seu início, até a instalação final, mostra a preocupação que a Serralheria Du Miguel tem com os seus clientes”, finaliza Wilson.

A Serralheria Du Miguel é a única empresa na região que oferece portões 100% galvanizados A galvanização, revestimento do ferro ou aço com zinco, é um dos processos mais sustentáveis de prevenção contra a corrosão em portões ou materiais do tipo. O uso eficiente do zinco, economiza recursos com o mínimo de impacto ao meio ambiente. O principal objetivo desse processo é impedir o contato do material base, o aço, com o meio corrosivo. Uma das empresas que vem trazendo essa novidade para o Oeste Paulista é a Serralheria Du Miguel. Fundada em 1983, em São Paulo, e atuando desde o ano de 2002 em Osvaldo Cruz,

150

oferece os mais variados tipos de portões. Dentre eles, destacam-se os portões confeccionados com matéria prima 100% galvanizada, que é uma exclusividade na região, revela o empresário Wilson Gaudio. O negócio, um sonho de criança de seu fundador, começou em Guarapiranga, bairro de São Paulo. “Os grandes centros constituem um mercado mais exigente e em constante evolução. Por esse motivo, investimos em tecnologia para que o cliente seja sempre bem atendido. Fazemos portões de todos os tipos e modelos. Porém, colocamos o galvanizado para nos

Serralheria Du Miguel Endereço: Rua José De Aléssio, 155 Atenas - Osvaldo Cruz / SP Telefone: (18) 9 9655-5889 www.dumiguel.com.br /serralheriadumiguel Atendemos pelo e aceitamos também os cartões


casa

cor certa Na hora de colorir, é necessario considerar os aspectos estéticos, funcionais e a sensação que os tons transmitem No momento de escolher cada item que irá compor a casa, tudo deve ser cuidadosamente analisado para que todas as expectativas sejam atendidas. Móveis, tapeçaria, portas, janelas, enfim. Mas... e quanto às cores? Como saber qual a melhor alternativa? Atualmente, a cartela de tintas é farta e o conjunto de tons dos objetos de decoração é repleto de ousadia. Para encontrar harmonia em meio a uma oferta tão diversa, é preciso que as escolhas caminhem em sintonia com o restante dos elementos da residência. A escolha das tonalidades deve conside-

154

rar os aspectos estéticos e também os funcionais. De acordo com a professora de arquitetura Regina Andréa Martins, a cor de um ambiente determina a sensação que ele irá transmitir. “As tonalidades definem a personalidade do local. No momento da decisão tudo deve ser levado em conta, desde as atividades que vão ser exercidas no cômodo até suas características.” A arquiteta Graziella Aguiar explica que os tons são grandes aliados na hora de criar espaços que proporcionem comodidade. “Podemos usar

as cores para favorecer o bem-estar dentro do ambiente. Conforto, amplitude e delimitação são algumas das opções.”

o tom para cada ambiente George Affonso Ferreira, co-fundador de uma empresa de prestação de serviços domiciliares de pintura e limpeza, dá dicas que podem ajudar no momento da escolha das cores para cada ambiente. Confira: • Hall: na entrada das residências, o mais indicado são as cores claras como o branco, o gelo e tons pastel, pois transmitem


casa conheça melhor as cores e o que elas podem transmitir COR

PAREDE

PISO

TETO

Preto

Em alguns casos, usar esta cor pode dar uma sensação de ambiente depressivo

Pode indicar tanto ambientes mais sérios quanto requintados

O uso no teto pode passar a impressão de que o ambiente é menor do que o real

Vermelho

Atenção ao uso, pois, quando utilizado de forma inadequada, pode transmitir preocupação

Passa a sensação de um ambiente invasivo

Pode ser considerado desde algo grandioso até mesmo ousado

Transmite harmonia e tranquilidade

Ao mesmo tempo em que indica delicadeza também pode, em alguns casos, transmitir a sensação de depressão

Assim como o seu uso em parede s, indica relaxamento e tranquilidade

Laranja

Exprime personalidade

Transmite dinamismo

Contribui para deixar o ambiente vibrante

Marrom

Deixa o ambiente mais tradicional e transmite estabilidade

Indica segurança e sobriedade

Pode ser considerada uma cor que transmite estabilidade

Amarelo

Sinônimo de vitalidade

Indica espontaneidade

Transmite a sensação de extroversão

Verde

Indica calma e relaxamento

Transmite equilíbrio e suavidade

Denota tranquilidade

Azul

A cor transmite uma sensação de calma

Desperta, ao mesmo tempo, distanciamento e tranquilidade

Indica tanto calma como introversão e melancolia

Branco

Indica amplitude

Denota claridade

Pode expressar cuidados excessivos com limpeza

Cinza

Pode indicar sofisticação

Denota introversão

É, ao mesmo tempo, frio e neutro

Rosa

Fonte: George Affonso Ferreira, co-fundador de empresa especializada na prestação de serviços domiciliares de pintura e limpeza

serenidade e elegância, além de deixarem o ambiente mais receptivo e agradável; • Home theater: neste cômodo, vale ousar com cores mais escuras, que contribuem para o clima de cinema em casa; • Sala de estar: é indicado usar cores claras, mas que tenham um toque vibrante como areia, amarelo ou champanhe, por exemplo. Elas dão uma sensação de amplitude, porém, precisam de objetos que preencham o espaço e deem a sensação de aconchego. Já as cores mais fortes como o azul-royal ou caramelo não exigem tantos adereços; • Quartos: opte pelas cores mais claras, elas permitem descanso e relaxamento. As tonalidades que passam por creme, marfim, amarelo ou areia são boas opções. Para um quarto feminino, pode ser lilás, rosa, tons perolados, por exemplo.

Mas cuidado com o azul ou verde-claros, que podem prejudicar a estética da casa ao destoar muito dos outros cômodos; • Escritório: é ideal usar sempre cores claras, como areia, camomila e tons amenos de verde e amarelo. Vale ressaltar que este ambiente deve ser muito bem iluminado; • Banheiros: é sabido que o branco remete à higiene e limpeza, mas além dele são indicadas as tonalidades claras mescladas com pastilhas ou “pedras” de cores fortes; • Lavabos: é possível ousar mais neste ambiente com cores fortes como laranja ou roxo; • Cozinha: o branco é sempre indicado, pois, por se tratar de uma cor neutra, influencia positivamente sobre a maioria das pessoas. Além disso, ajuda a ampliar o ambiente, facilita a visualização do trabalho

e ainda passa a sensação de um espaço limpo e agradável. As outras cores podem ser usadas em acessórios, utensílios etc.

cores novas para repaginar Na hora de renovar a casa apostando em novas cores, a arquiteta Graziella Aguiar orienta ponderar a identificação da personalidade, estilo de vida dos moradores e analisar o que os membros esperam dos novos ambientes. Segundo ela, é importante pensar, por exemplo, em qual lugar da casa reúnem-se mais pessoas ou qual ambiente deve ser mais íntimo ou calmo. “Hoje em dia, usa-se muito os tons vibrantes para o convívio, por exemplo, como o turquesa, laranja ou outras misturas de cores para dar vida onde acontecem reuniões familiares”, exemplifica.

155


EMPREENDEDORISMO

25 anos de casa das Piscinas Empresa comemora aniversário e se torna referência no segmento em todo Brasil Para que um negócio alcance o sucesso existem diversos caminhos. Um deles é, certamente, encontrar uma oportunidade ainda não suprida e realizá-la com competência e seriedade. Foi assim que surgiu uma das principais empresas na área de montagem e manutenção de piscinas do Brasil. A mãe do empresário José Roberto Bernardo, conhecido como Neco, tinha uma piscina em casa. Mas todas as vezes

158


empreenDeDorismo em que precisava de produtos para tratar a água da piscina era preciso se deslocar cerca de 90Km até Presidente Prudente, pois não havia estes produtos na cidade. A partir deste problema, surgiu a ideia de abrir um negócio para atuar neste segmento. Foi então que, em 1989, nasceu em Osvaldo Cruz a Casa das Piscinas. A loja começou bem pequena, apenas com produtos para manutenção da água. Foi então que Neco foi contratado para construir a primeira piscina e, dali em diante, não parou mais. Hoje a empresa é referência em todo o Brasil, instalando piscina em Campo Grande, São Gabriel do Oeste, Dourado, Cuiabá, Guarujá, entre outras. Atualmente, 25 anos depois, o sucesso da empresa se deve ao esforço de cada funcionário, honestidade e respeito com o cliente. A loja tem parceria com a Mizunami, pioneira no Brasil e que trouxe

a técnica em fabricação de piscina em vinil, substituindo o azulejo, barateando o custo e a manutenção. “As nossas bodas de prata não vêm à toa. Trabalhamos para melhor atender o cliente e buscamos que ele saia satisfeito da loja. Além disso, acompanhamos toda a vida útil da piscina, desde o momento da instalação até o tratamento. É gratificante ver o cliente satisfeito depois do serviço pronto.”, disse. O caminho para manter a empresa no rumo certo exige habilidade e esforço. A história da Casa das Piscinas mostra que, com perseverança e comprometimento, é possível superar qualquer obstáculo. “Sempre temos projetos e sonhos. É preciso correr atrás para realizá-los sempre com fé e jamais desistir diante no primeiro obstáculo que aparecer. Não podemos ter medo de investir em nossos sonhos, porque o retorno é gratificante”, finaliza Neco.

Para comemorar os 25 anos, a Casa das Piscinas lança um consórcio de piscina em 24 vezes, onde dois clientes serão contemplados por mês. Faça uma visita e realize o sonho .

Endereço: Avenida Brasil, 210 Osvaldo Cruz / SP Telefone: (18) 3528-1416 / (18) 3528-2380

159


ESPECIAL CASA & CONSTRUÇÃO

PAIXÃO POR

DESENHAR

A projetista Elaine Sprocatti fala de sua carreira e das diferenças e semelhanças de sua profissão com a de um Arquiteto e Engenheiro Elaine Sprocatti é atualmente uma das profissionais mais procuradas de Osvaldo Cruz por profissionais ligados a Construção Civil. A desenhista profissional tem sua marca registrada em diversos projetos elaborados pela região. Sprocatti começou a atuar na área bem cedo, aos 13 anos de idade. Ficava encantada com o profissionalismo das obras realizadas por seu pai, que é construtor e mestre de obras. “Fiquei tão fascinada que cheguei a assentar tijolos. Meu pai vendo essa paixão por construção, não demorou muito para que ele entrasse em contato com uma arquiteta da época para conseguir algum trabalho para mim no seu escritório. Gostei tanto que no primeiro dia fiquei até depois do expediente. Um mês depois eu fui contratada”, lembra Elaine. Para poder aprender mais sobre a atividade, Elaine se mudou para São Paulo. Lá passou a trabalhar em uma construtora e buscou se especializar através de diversos cursos, como Auto Cad, desenho técnico e 3D.

166

De volta à Osvaldo Cruz, a desenhista hoje tem uma certeza: o conhecimento técnico que ela adquiriu com os cursos foi importante, mas os anos de experiência e o amor a esta profissão é fundamental. “Não basta apenas saber desenhar. Precisamos ter o conhecimento do que estamos traçando e elaborando. Sou daquelas pessoas que acorda quatro horas da manhã para vir ao escritório. É nesses horários que tenho minhas ideias e acabo criando vários desenhos e modificando projetos. Tenho um grande amor pelo que faço e não troco isso por nada”, revela Elaine. Muita gente confunde a profissão de desenhista projetista com a arquitetura e engenharia. Na verdade sendo da mesma área, o desenhista projetista é responsável por digitalizar e desenvolver projetos, na elaboração de plantas, perspectivas, conferindo cotas e informações descritivas, tanto manualmente, quanto em softwares específicos para desenho (CAD); sempre acompanhado de um engenheiro ou arquiteto responsável.

ELAINE SPROCATTI Desenhista e projetista

Rua Ana, 173 - Vila Ana Osvaldo Cruz - SP (18) 3528-7048 (18) 99622-2623


LAIS

Lais PréMoldados investe em materiais diferenciados e consulta especializada aos clientes O aspecto natural em ambientes fechados é bastante valorizado. Encontrar produtos que atendam às expectativas é uma tarefa em que cada vez mais a empresa Lais Pré-Moldados está empenhada. Quem visitar a loja em busca de materiais de construção ou acabamento, não ficará desamparado. A empresa tem à disposição um profissional de arquitetura responsável pela orientação, de acordo com os pedidos e necessidades dos clientes. “É de costume o cliente chegar na loja e não saber realmente o que busca. Muitas vezes ele não consegue passar para a loja o que o seu arquiteto particular gostaria de realizar. Com este trabalho pretendemos ajudar o profissional contratado a cada vez mais chegar em um ótimo resultado final”, explica o arquiteto Lucas Maia. Os revestimentos naturais sempre estiveram presentes nos catálogos da empresa. Há quatro anos a Laís, que é referência em estruturas pré-moldadas, busca materiais diferenciados em cerâmica, cimentícios e pedras. Segundo Lucas Maia, entre os acabamentos que estão em alta, estão as cerâmicas, que trazem inovação nas estampas e texturas. Mas o arquiteto lembra que os materiais clássicos como pedras, vidros, madeiras e granitos nunca saem de linha. “O material clássico é e sempre será moderno. A pedra é um deles. Entrar em um ambiente que tenha esse material, já é possível sentir aquele ar natural, o verde contrastando com as pedras. A tecnologia vem cada vez mais chegando na perfeição

172

das pedras ou madeiras, mas estes materiais jamais serão substituídos. O revestimento natural tem nele mesmo seu diferencial, seja ele madeira, pedra ou granito. Eram materiais clássicos e bonitos há 50 anos, são hoje e nos próximos 50 anos também”, conta. Outro material que segue conquistando cada vez mais espaços em residências e

ambientes profissionais é o cimentício. Por possuir várias formas e texturas, ele tem cada vez mais ganhado espaços nas obras e é um material diferenciado e de grande resistência. Um dos diferencias da loja é a produção de materiais para lugares específicos, como piscinas com formatos diferentes.


LAIS

ACABAMENTO DE PRIMEIRA

“O cliente escolhe o material, escolhe o formato que deseja para sua piscina, seja ela redonda quadrada ou retangular e a empresa se encarrega de dar o toque que fará toda diferença. Os acabamentos são feitos em pedras naturais ou cimentício, de acordo com a necessidade de cada piscina”, finaliza Lucas.

173


DecoraÇÃo

estilo étnico Veja como levar para a sua casa, por meio de objetos e estampas, a cultura de diversos povos do mundo

O estilo étnico vem de etnia, o que significa que se refere a traços peculiares e raízes de diversos povos. As referências culturais de locais como Indonésia, Índia, Tailândia, China, África, além de elementos tribais e de povos andinos, migraram para a decoração da casa e podem ser vistas em almofadas,

tapetes, vasos, entre outros objetos que transbordam personalidade. Essas peças alegram o ambiente e tornam os espaços mais charmosos. A decoração étnica pode ser composta por elementos de madeira, tapeçaria, lembranças de viagens, objetos herdados... cada item tem sua riqueza

histórica e uma casa assim parece ter muita história para contar. Para que a união de diversas referências transmita harmonia, é preciso que elas sejam agrupadas com cuidado, para não sobrecarregar o ambiente. É preciso estabelecer um clima refinado, em que cada peça tenha seu destaque especial!

Fotos: Galeria das Lonas, Mart, Prestige, Tok&Stok e Urbana Design de Interiores

174


Revista Classe A - Número 07  
Revista Classe A - Número 07  
Advertisement