Issuu on Google+

Revista

Junho • nº 13 ano 4

ALIMENTAÇÃO E ACESSÓRIOS Especialistas de mercado apontam os dois segmentos como uma das principais tendências para o franchising brasileiro

//CRESCIMENTO CONSISTENTE

// MORANA É TOP 25

Saiba como as sete marcas do Grupo Ornatus alcançaram resultados tão expressivos e por que elas atraem cada vez mais investidores

Marca é premiada como uma das melhores redes que contribuíram para a consolidação do setor de franquias no Brasil


EDITORIAL

TRABALHO, ESFORÇO E RECOMPENSAS

Work, efforts and rewards Quem acompanhou a trajetória do Grupo Ornatus em 2012 sabe que fechamos o período com saldo positivo. Na edição passada da Revista Ornatus, apresentamos os resultados do período: 285 operações em funcionamento, crescimento de mais de 30% no faturamento e aumento de 100% na assinatura de novos contratos na comparação com o ano anterior. Mas quem observa esse crescimento sabe também que os resultados vão além. Leia a partir da página 8 uma importante matéria com cada uma das sete marcas. Descubra qual foi a grande “sacada” do Grupo para cada uma delas e entenda o porquê do sucesso no ano que passou. O esforço para consolidar as redes no mercado e promover as boas práticas do sistema teve como resultado a conquista de prêmios. O Grupo Bittencourt concedeu à Morana o troféu Top 25 do Franchising Brasileiro, que confere a ela o título de uma das melhores do setor. Já a Associação Brasileira de Franchising (ABF) anunciou os ganhadores do Selo Excelência em Franchising. Entre as marcas estão Jin Jin Wok, Balonè e Morana. Para falar sobre tendências do mercado de franquias, fomos ouvir a opinião de especialistas. Assim como serviços que ofereçam mais comodidade, o que provocará o surgimento de empresas especializadas, os segmentos de alimentação e acessórios estão entre os mais pro-

missores para os próximos anos. Promissor também promete ser o futuro do franqueado em foco desta edição. Marcos Vinicius Sergi, proprietário de duas Morana em Mato Grosso do Sul, foi quem apresentou a marca ao Estado. Hoje ele se prepara para abrir mais uma unidade da rede no novo shopping center previsto para a cidade de Campo Grande. A construção de shopping centers, aliás, continua em alta no Brasil. Para entender mais sobre esse mercado, leia o artigo de Waldir Chao, diretor de Operações e Comercial da Sonae Sierra Brasil. Ele apresenta dados importantes sobre o setor, como a previsão de 46 novos empreendimentos para 2013. Para finalizar, não deixe de ler as principais notícias publicadas sobre o Grupo nos últimos meses. Apresentamos nesta mesma seção um breve relato de como foi o Encontro Estadão PME, importante evento promovido pelo jornal O Estado de S. Paulo para empreendedores, o qual contou com a participação do Jae Ho Lee, CEO do Grupo Ornatus.

Those who followed the trajectory of Grupo Ornatus in 2012 know that we ended the period with positive balance. In the last edition of Revista Ornatus, we presented the results of the period: 285 operating units, more than 30% growth in sales and 100% increase for the signature new contracts when compared to the previous year. However, those who observe that growth also know that the results go beyond. Read from page 8 on an important article with each of the seven brands. Find out what was the great“insight” of the Group for each of them, and understand why last year was successful. The efforts to consolidate the chains in the market and promote the best practices of the system resulted in winningawards. Grupo Bittencourt awarded Morana with the Top 25 do Franchising Brasileiro trophy, which grants to it the title of one of the best brands in the industry. On the other hand, the Associação Brasileira de Franchising (ABF) announced the winners of the Selo de Excelência em Franchising . Among the brands are Jin Jin Wok, Balonè and Morana. In order to talk about trends in the franchise market, we heard the opinion of experts. As well as services that offer more convenience, what will encourage the creation of specialized companies, the food and accessories industries are among the most promising ones for the coming years. The future of the franchisee focused in this edition is also promising. Marcos Vinicius Sergi, owner of two Morana stores in the state of Mato Grosso do Sul, was responsible for introducing the brand to the State. Today,he is getting prepared to open another unit of the chainat the new mall planned for the city of Campo Grande. Moreover, the construction of mallscontinues growing in Brazil. To understand more about this market, read the article by Waldir Chao, Operations and Commercial Director of Sonae Sierra Brasil. He shows important data about the sector, such as the estimate of 46 new developments for 2013. Finally, also read the latest news published on the Group in recent months. We present in this section a brief report on the Encontro Estadão PME, an important event promoted by the newspaper O Estado de S. Paulo for entrepreneurs, which had the participation of Jae Ho Lee, CEO of Grupo Ornatus.

Esperamos que aprecie! Boa leitura e até a próxima!

We hope you enjoy it! Good reading and see you inthe next edition!

Grupo Ornatus

Grupo Ornatus

REVISTA ORNATUS é uma publicação do Grupo Ornatus. Alameda Ásia, 382 – Tamboré – CEP 06543-312– Santana de Parnaíba/SP Diretores: Myong Ho Lee, Jae Ho Lee, Ana Lee, Morana Lee, Eduardo Morita, Rose Matsumoto e Carlos Matsumoto. Conselho Editorial: Jae Ho Lee e Eduardo Morita • Coordenação Geral: Danubia Polo Revista produzida por: S/A Comunicação • Editora Responsável: Jailde Barreto – MTB no 44628/SP Projeto Gráfico: Kaeru Comunicação • Diagramação: Rafael Garganta e Lucas Martins Fotos: Alex Canale, André Wanderley, Antonio Diciomo, Divulgação, Leonardo Rodrigues, Alexandre Bigliazzi, Sérgio Morita, Guilherme Morelli, Willians S Santos. Tiragem: 4.000 exemplares. Cartas por email para: franquia@grupoornatus.com

Curta: facebook.com/OrnatusGpo

Siga-nos no twitter: @grupoornatus

GRUPO ORNATUS/ JUNHO JUNE 2013 •

3


SUMÁRIO

EXPANSÃO

08

A Grande sacada O que a empresa fez para promover a expansão de suas redes?

MARKETING

24

Mídia e Promoções Jin Jin Wok apresenta novo cardápio, investe em publicidade e realiza ações que vão movimentar ainda mais as lojas

EXPANSÃO 06 Inaugurações Saiba quantas são e onde estão localizadas as novas unidades franqueadas do Grupo Ornatus

CONVIDADO ESPECIAL 28 Waldir Chao Executivo do Sonae Sierra Brasil fala sobre o mercado de shopping centers no País

ESPAÇORNATUS 34 Reconhecimento Ornatus recebe prêmios do Grupo Bittencourt e da Associação Brasileira de Franchising

CAPA 22 Tendências do franchising Especialistas avaliam o setor e apontam os segmentos mais promissores para os próximos anos

FRANQUEADO EM FOCO 30 Marcos Vinícius Sergi, franqueado Morana Ele conta o que o motivou a adquirir a franquia e o papel que teve no processo de consolidação da grife em Mato Grosso do Sul

FRANQUEADO EM AÇÃO 36 Marketing local Lojas aproveitam a chegada da nova coleção da Morana para promover ações em suas lojas

OPERAÇÕES 26 Educação a Distância Departamento de Recursos Humanos inicia processo de implementação do EaD

ENCONTRO DE FRANQUEADOS 32 Intranet Comunidades virtuais integram franqueados e promovem mudanças no processo de comunicação com a franqueadora

MIDIA & EVENTOS 38 Notícias Participação do CEO Jae Ho Le no Encontro Estado PME é um dos destaques do período

EXPANSION

OPERATIONS

ESPAÇORNATUS

06 Openings

26 Distance Education

34 Recognition

Find out the amount of the new Grupo Ornatus

Human Resources Department starts the implementation pro-

Ornatus is granted withthe Grupo Bittencourt and the

franchised units and where they are located

cess of the DE

Associação Brasileira de Franchising awards

08 The Great “Insight”

SPECIAL GUEST

FRANCHISEE IN ACTION

What did the company do to promote the

28 Waldir Chao

36 Local Marketing

expansion of its chains?

Executive of Sonae Sierra Brasil talks about the

Stores take advantage of the arrival of the new Morana

market of malls in Brazil

collection to promote actions in their stores

22 Franchising Trends

FOCUS ON THE FRANCHISEE

MEDIA& EVENTS

Experts evaluate the industry and point

30 Marcos Vinícius Sergi, Morana franchisee

38 News

out the most promising segments for the

He tells what encouraged him to acquire the franchise

Participation of CEO Jae Ho Lee in the Encontro Estadão PME

coming years

and the role he had in the consolidation of the brand

is one of the highlights of the period

FOLDER

in the state of Mato Grosso do Sul MARKETING 24 Media andPromotions

MEETING OF FRANCHISEES

Jin Jin Wok shows new menu, invests in

32 Intranet

advertisement and promotes actions that will

Virtual communities integrate franchisees and promote

bring even more customers to the stores

changes in the process of communication with the franchisor

5 GRUPO ORNATUS/ JUNHO JUNE 2013 •


E X PA N SÃO

Shopping Metrô Tucuruvi São Paulo (SP)

GRUPO ORNATUS COMEMORA ABERTURA DE 11 NOVAS UNIDADES Lojas foram inauguradas entre janeiro e abril deste ano GRUPO ORNATUS CELEBRATES THE OPENING OF 11 NEW UNITS Stores were opened between January and April this year

6

A equipe de expansão do Grupo Ornatus está empenhada em atender às demandas diárias de novos investidores. No primeiro trimestre de 2013 foram assinados mais 14 contratos. Já no período de janeiro a abril de 2013 houve a abertura de 11 unidades, incluindo as marcas Morana, MySandwich e Jin Jin Sushi. Para Eduardo Morita, diretor de desenvolvimento e GRUPO ORNATUS/ JUNHO JUNE 2013 •

negócios do Grupo Ornatus, essa demanda é resultado do know-how da empresa no mercado de franchising. “O Grupo Ornatus tem mais de 20 anos de experiência no setor. Hoje já são sete marcas de sucesso, que prometem excelentes resultados para os próximos anos. Nossa expectativa é que o Grupo encerre o ano com 385 lojas, 100 unidades a mais se compararmos

com o mesmo período do ano passado.” A Morana foi a marca que mais cresceu nos primeiros quatro meses de 2013. Foram inauguradas oito unidades, das quais quatro no formato de loja tradicional, três no modelo econômico e um quiosque. Para todo o ano, a empresa prevê a assinatura de 60 contratos da marca.


E X PA N SÃO

CENESP - São Paulo (SP)

MORANA Mauá Plaza Shopping – Mauá (SP) Shopping Metro Tucuruvi – São Paulo (SP) Minas Shopping – Belo Horizonte (MG) Shopping Buriti – Mogi Guaçu (SP) Shopping São José – São José dos Pinhais (PR) Araras(SP) Campos dos Goytacazes – Rio de Janeiro (RJ) Shopping Serra Sul – Pouso Alegre (MG)

Mauá Plaza Shopping – city of Mauá (state of São Paulo) Shopping Metro Tucuruvi – city of São Paulo (state of São Paulo) Minas Shopping – city of Belo Horizonte (state of Minas Gerais) Shopping Buriti – city of Mogi Guaçu (state of São Paulo) Shopping São José – city of São José dos Pinhais (state of Paraná) City of Araras(state of São Paulo) City of Campos dos Goytacazes (state of Rio de Janeiro) Shopping Serra Sul – city of Pouso Alegre (state of Minas Gerais)

MYSANDWICH Centro Empresarial de São Paulo (CENESP) – São Paulo (SP) Continente Parque Shopping – São José (SC)

Centro Empresarial de São Paulo (CENESP) – city of São Paulo (state of São Paulo) Continente Parque Shopping – city of São José (state of Santa Catarina)

JIN JIN SUSHI Mooca Plaza Shopping – São Paulo (SP)

The expansion team of Grupo Ornatus is committed to satisfy the daily demands of new investors. In the first quarter of 2013, other 14 contracts were signed. In the period between January to April 2013, 11 units were opened, including the brands Morana, MySandwich and Jin Jin Sushi. For Eduardo Morita, development and business director of Grupo Ornatus,

Mooca Plaza Shopping – city of São Paulo (state of São Paulo)

this demand is the result of the knowhow of the companyin the franchising market. “Grupo Ornatus has more than 20 years of experience in this industry. Today, there are already seven successful brands that promise excellent results for the next years. Our expectation is that the Group ends the year with 385 stores, 100 units more when compared to the same

period last year.” Morana was the brand that grew the most in the first four months of 2013. Eight units were opened, of which four in the traditional store format, three in the economic model and one kiosk. For the whole year, the company expects signing 60 contracts of the brand. GRUPO ORNATUS/ JUNHO JUNE 2013 •

7


E X PA N SÃO

Crescimento acelerado Saiba como o Grupo Ornatus alcançou números tão expressivos no ano que passou e o que está por trás de todo esse desenvolvimento Accelerated Growth Find out how Grupo Ornatus achieved such expressive figures last year and what is behind all that development

Morana Econômica Novo formato permitiu entrada da rede em cidade com população acima de 50 mil habitantes Economic Morana 8

New format enabled the entry of the chain in cities with population over 50 thousand inhabitants GRUPO ORNATUS/ JUNHO JUNE 2013 •


E X PA N SÃO

Em 2012, a Morana celebrou seu aniversário de 10 anos. Ao fim daquele período já eram 189 unidades em operação. Com a marca já consolidada no mercado, o Grupo Ornatus resolveu apostar em um projeto inovador. A intenção era customizar uma operação de sucesso das grandes capitais para cidades de pequeno e médio porte. Nascia a Morana Econômica. O novo formato de franquia veio para expandir a rede e atender diferentes tipos de investidor. “Para investir em uma Morana Econômica, o candidato precisa dispor de um valor bem menor, quando comparamos ao modelo tradicional. Dentre os fatores que permitem isso está o formato mais compacto, como um estoque por metro quadrado bem menor, justamente por estar instalada em uma cidade de porte pequeno ou médio”, explica Eduardo Morita, diretor de desenvolvimento e negócios do Grupo Ornatus. Além disso, deve-se levar em conta alguns componentes internos da loja, como slatwall (painel canaleta), que substitui os bustos e ajuda a reduzir o custo do projeto. As cidades que estão na mira da empresa têm acima de 50 mil habitantes, bom poder

aquisitivo e grande potencial de crescimento. A chegada da rede nessas regiões atrai cada vez mais os consumidores que já buscavam pelos produtos da Morana, mas apenas os encontravam nos shopping centers das grandes cidades. E é exatamente o que relata a franqueada Manuella Mazzocco, com loja em Concórdia, Santa Catarina, desde outubro de 2012. Ela conta que muitas clientes chegam já com um conhecimento da marca por comprar em Florianópolis ou Camboriú. “Eu mesma decidi abrir uma franquia da Morana porque já era conhecida e me identificava muito com a marca. Mas isso só foi possível graças ao formato econômico, no qual o valor de investimento é menor.” Concórdia, por se tratar de uma cidade pequena, não possui shopping center, por isso, não há também concorrentes na cidade com o mesmo estilo da Morana. Manuella explica ainda que a estrutura da loja é muito boa e atrai os clientes. “A loja é muito bonita, por isso, chama a atenção. Já os preços na vitrine são fundamentais para estimular o cliente a entrar no estabelecimento. No Natal vendemos acima de nossas expectativas. Além disso, o trabalho de marketing feito

pela marca ajuda muito na divulgação. Muita gente liga dizendo que viu um anúncio e quer saber se já chegaram novas peças”. A franqueada Maria Isabel, de Campos de Goytacazes, abriu uma unidade no início de abril. Com apenas 10 dias de funcionamento, ela já havia vendido R$ 80 mil, quando o previsto para todo o mês era de cerca de R$ 40 mil. Para ela, o formato compacto foi importante na hora de decidir pelo investimento. “Os shopping centers da cidade ainda não estão consolidados, mas temos uma rua de comércio muito forte. Optamos por um ponto de esquina excelente com muito fluxo de pessoas e uma franquia de investimento menor, mas já conhecida”, explica Maria Isabel, que ressalta a escolha do ponto como fundamental. “Das 9h às 21h tem cliente dentro da loja.” Maria Isabel diz que o trabalho de marketing local também é importante, principalmente no interior. “Acredito que, de dez clientes que entram na loja, cinco dizem que já conhecem a marca, mas, ainda assim, fiz um trabalho com blogueiros e colunista social, porque no interior as pessoas reparam no que você compra e onde compra.”

// PARA INVESTIR EM UMA MORANA ECONÔMICA, O CANDIDATO PRECISA DISPOR DE UM VALOR BEM MENOR, QUANDO COMPARAMOS AO MODELO TRADICIONAL. (EDUARDO MORITA, DIRETOR DE DESENVOLVIMENTO E NEGÓCIOS DO GRUPO ORNATUS)

In 2012, Morana celebrated its 10th anniversary. At the end of that period, there were already 189 operating units. With the brand already consolidated in the market, Grupo Ornatus decided to bet in an innovative project. The intention was to customize a successful operation from large capitals to small and medium-sized cities. Economic Morana was then created. The new format of franchise came to expand the chain and suit different types of investors. “To invest in an Economic Morana, the applicants need a much smaller value, when compared to the traditional model. Among the factors that allow this,there is the most compact format, with a reduced stock per square meter, precisely because it is installed in a small or medium-sized city”, Eduardo Morita, development and business director of Grupo Ornatus, explains. In addition, some internal components of the store should be taken into account, such as the slatwall, which replaces the busts and helps to reduce the cost of the project. The target cities for the company have over 50 thousand inhabitants, good purchasing power and

great growth potential. The arrival of the chain in those regions increasingly attracts consumers who already sought for Morana products, but only found them in malls of large cities. And that is exactly what franchisee Manuella Mazzocco reports. She has had a store in the city of Concórdia, state of Santa Catarina, since October 2012. She tells that many customers that come to the store already know the brand, once they shop in the cities of Florianópolis or Camboriu. “I decided to open a Morana franchise because itwas already well-known and I was very identified with the brand. But that was only possible due to the economical format, in which the investment value is lower.” Once Concórdia isa small town, it does not have a mall, and thus, there are no competitors in the city with the same style of Morana. Manuella also explains that the structure of the store is very good and attracts customers. “The store is very beautiful, and thus, it draws attention.Prices in the showcase are essential to encourage the customers to enter the store. At Christmas, we sold above our expectations. In addition, the marketing work performed by the

brand helps a lot the promotion. Many people call us saying they saw an advertisement and asking if the new pieces have already arrived in the store.” Franchisee Maria Isabel, from the city of Campos de Goytacazes, opened a unit in early April. With only 10 days of operation, she had already sold R$ 80 thousand, when the expectation for the entire month was about R$ 40 thousand. For her, the compact format was important when she decided for the investment. “The malls in the city are not consolidated yet, but we have a very strong retail street. We chose an excellent corner point, with great flow of people and a franchise with smaller investment, however, already well-known”, Maria Isabel explains, emphasizing the choice of the point as essential. “From 9a.m. to 9p.m. there are customers inside the store.” Maria Isabel believes that the local marketing work is also important, mainly in the countryside. “I believe that, out of ten customers entering the store, five say they already know the brand, but, despite of that, I worked with bloggers and a social columnist, because in the countryside, people pay attention to what and where you shop.” GRUPO ORNATUS/ JUNHO JUNE 2013 •

9


E X PA N SÃO

QUIOSQUE BALONÈ Grupo inseriu a rede em um novo formato de franquia e estimulou o crescimento dos próprios franqueados BALONÈ KIOSK Group inserted the chain in a new franchise format and encouraged the growth of its franchisees

10

Com apenas cinco anos de existência, a Balonè já tem uma história de sucesso. A rede de acessórios femininos, criada em 2007, chegou para atender as mulheres mais ousadas e irreverentes. Com um apelo fast fashion, a marca investe, a cada estação, em campanhas com personalidades globais, que apresentam uma coleção sempre pautada pelas últimas tendências do universo da moda. Em outubro de 2012, o Grupo inseriu a Balonè em um novo formato de negócio: o quiosque, uma tendência no mercado de franquias. A ideia surgiu no momento em que o setor começava a receber uma demanda muito grande de investidores em busca de redes com formatos compactos, além de custos operacionais e de manutenção reduzidos. Com know-how na área – graças à atuação da Morana nesse segmento –, o Grupo Ornatus implementou esse modelo de negócio na BaGRUPO ORNATUS/ JUNHO JUNE 2013 •

lonè; e deu certo. A marca consegue oferecer ao franqueado um negócio seguro e embasado em pontos importantes que o investidor deve considerar. Os quiosques estão localizados em áreas com grande fluxo de pessoas, o que rende, geralmente, mais vendas por metro quadrado. Além disso, as pessoas tendem a realizar uma compra mais emocional, pois estão passando pelo local e de imediato visualizam os produtos. As cidades de São Carlos e Rio Claro, no interior de São Paulo, foram as primeiras a inaugurar unidades. É uma possibilidade de investimento acessível – em geral o investimento é 50% menor do que uma loja convencional – e uma maneira, para quem já é franqueado, de expandir sua rede no mesmo shopping. Em geral, para abrir um quiosque da Balonè, o custo da operação fica entre R$ 80 mil e R$ 100 mil, enquanto uma loja é de cerca de R$ 300 mil.

O franqueado Marcelo Baroni possui seis operações Morana e três Balonè, entre elas quatro quiosques, dois de cada marca. Para ele, a operação é muito interessante, tanto pelo custo quanto pelo fluxo de venda. “Eu assisti a uma palestra no Grupo sobre o modelo de quiosque e resolvi pesquisar mais, observar as demais marcas, e fui conversar com quem já tinha o negócio. Percebi que valia a pena. O custo é baixo e às vezes chega a ser 40% do valor de uma loja. E, por se tratar de um espaço no corredor, o fluxo de pessoas é muito maior”. Como é um ponto de maior exposição, muitas vezes é preciso investir mais em equipe, tanto em quantidade, quanto em motivação. “No quiosque você corre mais risco de seu funcionário sair para trabalhar na loja da frente. Por isso, eu invisto mais em treinamento e também ofereço um salário maior”, revela. Engana-se quem pensa que o público do


E X PA N SÃO

quiosque é mais popular. Baroni desmistifica essa ideia e diz que no corredor todos param, indistintamente. “É um local por onde todo mundo passa e onde ocorre muito a venda por impulso. Um de meus quiosques da Balonè vende tão bem quanto uma das lojas Morana, e às vezes até mais”, revela. No entanto, o franqueado lembra que independentemente de ser loja ou quiosque é preciso analisar cuidadosamente a localização do ponto. “Não é só porque é corredor que o local é bom. Além disso, precisa negociar muito bem o contrato com o shopping. Alguns fazem contrato de seis meses, outros de um ano e meio. Em Rio Claro, por exemplo, o meu contrato é de três anos.”

In the market for only five years, Balonè already has a successful history. The chain of women accessories, created in 2007, arrived to satisfy more daring and irreverent women. With a fast fashion appeal, the brand invests, every season, in campaigns with personalities from TV Globo channel, presenting a collection always inspired by the latest trends of the fashion universe. In October 2012, the Group inserted Balonè in a new business format: the kiosk, a trend in the franchise market. The idea was developed at the time the industry was starting to have a very large demand from investors seeking for chains with compact formats, in addition to reduced operating and maintenance costs. Counting onknow-how in the area, thanks to the activity of Morana in this segment, Grupo Ornatus implemented this business model in Balonè. And it worked. The brand is able to offer to the franchisee safe business based on important points that should be considered by the investor. The kiosks are located in areas with intense flow of people, which generally results in more sales per

square meter. In addition, people tend to make a more emotional purchase, as they are passing by the place and see the products immediately. The cities of São Carlos and Rio Claro, in the countryside of the state of São Paulo, were the first ones to open units. It is an affordable investment possibility. In general, the investment is 50% lower than in a conventional store. It is also a way, for those who are already franchisees, to expand their chain in the same mall. Usually, for opening a Balonè kiosk, the operation cost is between R$ 80 thousand and R$ 100 thousand, while that for a store,it is about R$ 300 thousand. Franchisee Marcelo Baroni has six Morana and three Balonè operations, among which four kiosks, two of each brand. For him, the operation is very interesting, both for the cost and the sales flow. “I attended a lecture at the Group on the kiosk model and decided to search more, observe the other brands, and then I talked with those who already had units. I realized it was worth. The cost is low and sometimes it is even 40% of the value of a store. And, once it is a space in the hallway, the

flow of people is much higher.”As it is a point with greater exposure, it is often necessary to invest more in the team, both in quantity and in motivation. “At the kiosk, the risk of your employee leave to work in the store across the hallway is higher. Thus, I invest more in training and also offer a higher salary”, he reveals. It is a mistake to think that the kiosk customers are more popular. Baroni demystifies this idea and says that at the hallway, everyone stops, indistinctly. “It is a place where everybody passesby and where the impulse sale occurs a lot. One of my Balonè kiosks sells as well as one of the Morana stores, and sometimes even more”, he reveals. However, the franchisee recalls that regardless a store or kiosk, it is necessary to analyze the point location carefully. “Being at the hallway does not mean that the location is good. In addition, the agreement with the mall should be very well negotiated. Some of them sign agreements for six months, other ones for a year and a half. In the city of Rio Claro, for example, my agreement is for a three-year term.” GRUPO ORNATUS/ JUNHO JUNE 2013 •

11


E X PA N SÃO

Love Brands: três marcas apaixonantes em único espaço Rede formada por Balonè, Imaginarium e Puket foi criada para entrar em cidades com até 200 mil habitantes Love Brands: three lovely brands in a single space Chain formed by Balonè, Imaginarium and Puket was created to enter into cities with up to 200 thousand inhabitants

12 GRUPO ORNATUS/ JUNHO JUNE 2013 •


E X PA N SÃO

O sistema co-branding, no qual duas ou mais marcas se unem estrategicamente para entrar em mercados que não conseguiriam se tivessem de fazer de maneira isolada, foi o caminho encontrado pelas marcas Baloné, Imaginarium e Puket para aterrissar em cidades promissoras, com até 200 mil habitantes, Brasil adentro. Já que os objetivos eram comuns aos amigos e empresários Jae Ho Lee (Balonè), Carlos Zilli (Imaginarium) e Adolfo Bobrow (Puket), criou-se a Love Brands.O resultado? Após seis meses da abertura da primeira loja, a marca já contabilizava dez unidades em operação, das quais nove em São Paulo e uma no Rio de Janeiro.“Hoje, a Love Brands é um case de muita discussão dentro do varejo e do mercado de franchising”, comenta Lee. De onde vem esse sucesso? O CEO do Grupo Ornatus o credita ao reconhecimento das marcas no mercado e a sinergia entre os empresários. “Além de juntarmos redes já consolidadas no mercado de franchising, estruturamos um núcleo totalmente independente das marcas das quais a Love Brands representa, além de realizarmos reuniões periódicas com um comitê.” O pioneirismo, a diversificação de produtos, o baixo custo operacional, a alta rentabilidade e o investimento inicial de R$ 150 mil também contribuem, e muito, para esse crescimento.

A estratégia da rede de estar presente em municípios menores atrai investidores que buscam segurança em marcas já consolidadas. Foi uma matéria publicada na imprensa apresentando a primeira loja da rede em São José do Rio Pardo que chamou a atenção de Larissa Scali. “Fui à cidade porque tenho família lá e resolvi conhecer a loja. Depois, durante a Feira ABF, conheci melhor o negócio e resolvi abrir uma unidade em Vinhedo”, conta a franqueada. Com pouco mais de seis meses de funcionamento, a franquia de Larissa tem uma operação redonda. “Tudo tem ocorrido como esperado. A loja superou as expectativas e o faturamento cresce consistentemente.” Para ela, o diferencial está na variedade de produtos oferecidos. “A Love Brands está posicionada como uma loja de presentes que reúne as melhores da marca do mercado. Temos um mix de produtos para todos os públicos: seja criança, adolescente, homem ou mulher.” A chegada da marca a Vinhedo(SP) chamou muito a atenção dos consumidores,que se ressentiam da falta de uma loja com esse perfil na cidade. “Vinhedo é uma cidade muito pequena, que não comportaria uma loja de cada uma das marcas. A chegada da Love Brands viabilizou o acesso desses produtos à população da cidade.”

Solange Prearo e Lilia Spinelli também se entusiasmaram com o negócio. As sócias, que moram em Sorocaba, interior de São Paulo, já possuíam uma Imaginarium e decidiram abrir uma unidade da Love Brands em Itapetininga. “Ficamos encantadas com o projeto e inauguramos a loja em novembro. A cidade tem um comércio de rua fortíssimo, que atrai as cidades vizinhas”, explica Solange. Para a franqueada uma das vantagens para investidores é o valor do investimento. “Por se tratar de loja de rua, o custo da operação é baixo; e por estarmos em uma cidade pequena a manutenção também é baixa. Além disso, temos todo o suporte. É uma franquia correta, idônea, e são marcas já enraizadas no mercado.” A Love Brands atrai o consumidor em todas as épocas do ano. No inverno, por exemplo, Solange vende mais meias. Já as mulheres, quando vão presentear, sempre aproveitam para comprar um acessório para si. “Oferecemos com itens para todas as idades, bolsos, gostos e necessidades.” O plano de expansão prevê a abertura de cerca de 30 lojas em 2013, e a expectativa é chegar a 200 unidades em 2016. Minas Gerais, São Paulo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná são alguns dos Estados estratégicos para a marca.

The co-branding system, in which two or more brands get together strategically to enter into markets that they would not be able to if they had to do it alone, was the way found by Baloné, Imaginarium and Puket brands to land in promising cities, with up to 200 thousand inhabitants all over Brazil. Once the objectives were common to the friends and entrepreneurs Jae Ho Lee (Balonè), Carlos Zilli (Imaginarium) and Adolfo Bobrow (Puket), Love Brands was created. The result? After six months of the opening of the first unit, the brand already had ten units in operation, from which nine are in the city of São Paulo and one in the city of Rio de Janeiro. “Today, Love Brands is a very much discussed case within the retail and franchising market”, Lee comments. Where does this success come from? The CEO of Grupo Ornatus credits it to the recognition of brands in the market and the synergy among the entrepreneurs. “In addition to joining chains that are already consolidated in the franchising market, we structured a core fully independent from the brands represented by Love Brands, and also have regular meetings with a committee.” The pioneering spirit, diversification of products, low operating costs, high profitability and the initial investment of R$ 150 thousand also contribute, very much, for that growth.

The strategy of the chain to be present in smaller municipalities attracts investors seeking for safety in brands already consolidated. It was an article published in the press showing the first store of the chain in the city of São José do Rio Pardo that drew the attention of Larissa Scali. “I went to the city because I have family there and then I decided to visit the store. Later, during the ABF Trade Fair, I analyzed the business better and decided to open a unit in the city of Vinhedo”, the franchisee tells. Operating for over six months, the operation of Larissa´s store runs very well. “Everything is going on as expected. The store has exceeded expectations and sales grow consistently”. For her, the distinction is in the variety of products offered. “Love Brands is positioned as a gift store that brings together the best brands of the market. We have a mix of products to all customers: children, teenagers, men or women.” The arrival of brand to Vinhedo (state of São Paulo) drew the attention of consumers a lot. They resented the lack of a store with that profile in the city. “Vinhedo is a very small city that would not accommodate one store of each of the brands. The arrival of Love Brands enabled the access of the population of the city to those products.” Solange Prearo and Lilia Spinelli were also

thrilled with the business. The partners, live in the city of Sorocaba, countryside of the state of São Paulo, already had an Imaginarium and decided to open a Love Brands unit in the city of Itapetininga. “We were delighted with the project and opened the store in November. The city has very strong street retail, which attracts people from nearby cities”, Solange explains. For Solange, one of the advantages to investors is the value of the investment. “Once it is a street store, the operation cost is low, and once we are in a small city, maintenance is also low. In addition, we have full support. It is a correct and reliable franchise, and those brands are already well-established in the market.” Love Brands attracts consumers at all seasons of the year. In winter, for example, Solange sells more socks. Women, on the other hand, always take the opportunity to buy themselves an accessory when they look for gifts for others. “It is a store with items for all ages, budgets, tastes and needs.” The expansion plan includes the opening of about 30 stores in 2013, and the expectation is to reach 200 units in 2016. Minas Gerais, São Paulo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul and Paraná are some of the strategic states for the brand. GRUPO ORNATUS/ JUNHO JUNE 2013 •

13


E X PA N SÃO

MYSANDWICH: LANCHES NATURAIS E COM SABOR EUROPEU PARA O PALADAR BRASILEIRO Rede já consolidada em Portugal atrai consumidores e investidores para uma nova proposta gastronômica MYSANDWICH: NATURAL SANDWICHES WITH EUROPEAN FLAVOR FOR THE BRAZILIAN TASTE Chain already consolidated in Portugal attracts consumers and investors for a new gastronomic proposal

14

Alimentar-se de maneira saudável passou a ser uma das principais preocupações do brasileiro. Mas é claro que dá para incluir nesse hábito ingredientes saborosos e até mesmo sofisticados. E foi exatamente essa possibilidade que atraiu Jae Ho Lee, CEO do Grupo Ornatus, quando durante visita à Expo Franchise Lisboa, em Portugal, no ano de 2011, conheceu a Companhia das Sandes. Dois meses após o primeiro contato com investidores, a equipe do Grupo Ornatus já estava em Portugal para novas negociações. A marca, que em Portugal possui 58 lojas, GRUPO ORNATUS/ JUNHO JUNE 2013 •

já tinha planos de internacionalização e encontrou no Grupo um excelente aliado. A rede chegou ao Brasil com o nome de MySandwich, graças a uma joint-venture com a Starfoods, detentora da marca. O financiamento foi feito pelo Explorer Investments, Fundo de Investimento de Participações (FIP) de capital português. Para chegar ao Brasil, o cardápio sofreu algumas mudanças. “Para internacionalizar uma marca, precisamos adaptá-la para a realidade do país. Por isso, aqui a MySandwich conta com opções para o paladar do brasileiro, como sanduíches de mortadela, peito de

peru, salame e até hot dog”, explica o CEO do Grupo. O cardápio, composto por sanduíches com apelo mais saudável, permite que o consumidor inclua no lanche ingredientes finos como salmão defumado, presunto Parma e queijo brie. Esse diferencial tem atraído cada vez mais o consumidor, já que a proposta é inédita no Brasil. No rol de opções há ainda wraps e tostas. “As pessoas estão mais conscientes quanto à alimentação, por isso, a tendência é que o consumo de produtos naturais aumente cada vez mais. O bra-


E X PA N SÃO

sileiro gosta de comer lanche. Temos nesse mercado grande potencial”, diz Eduardo Morita, diretor de desenvolvimento e negócios do Grupo Ornatus. A demanda de investidores interessados em adquirir uma franquia da marca aumenta a cada dia, principalmente nas regiões Sul e Sudeste. Atualmente, a rede conta com quatro operações em funcionamento: três em São Paulo – Shopping Eldorado, Shopping Pátio Paulista e Centro Empresarial de São Paulo (Cenesp) – e uma em Santa Catarina, no Continente Park Shopping, em São José, na Grande Florianópolis. Para o franqueado do Cenesp Vanderlei Ambrozio, a operação já é um sucesso e superou todas as expectativas. “Temos um produto muito bom em mãos e estamos ven-

dendo muito bem. Nosso objetivo era realizar entre 60 e 70 atendimentos por dia, já que a loja está instalada dentro de um espaço corporativo, no qual as pessoas estão por conveniência. Com pouco menos de três meses de operação, praticamente dobramos esse número”, revela Ambrozio. Por conta da excelente aceitação do público, a unidade do Cenesp estendeu o horário de atendimento até as 20 horas. O diferencial da rede está nos sanduíches saudáveis, saladas e sucos naturais. Além disso, os itens mais sofisticados também estão na lista dos aprovados pelo público. “Montamos o sanduíche na hora com produtos 100% frescos. Percebemos que as pessoas querem o que é mais saudável. Aqui, por exemplo, 90% dos clientes consomem uma bebida durante

a refeição, mas ela é basicamente o suco natural.” Para os próximos meses, Vanderlei Ambrozio espera novo crescimento da loja, já que deverão entrar novas empresas dentro do Cenesp. “Por conta desse movimento corporativo nossa expectativa é crescer 15%”, revela o franqueado, ao salientar que o Grupo sempre está atento e acompanhando cada passo da operação. “É uma parceria grande.” De acordo com Morita, a expectativa é excelente para 2013, mesmo sendo o primeiro ano da marca no Brasil. “Com a atual demanda de investidores, estimamos assinar cerca de 30 contratos no período”, revela o executivo. O faturamento mensal de cada operação é de cerca de R$ 120 mil, e o valor de investimento em uma unidade da rede, R$ 330 mil.

// A MELHOR RESPOSTA VEM DO PÚBLICO, E ELES ESTÃO RESPONDENDO MUITO BEM À CHEGADA DA REDE. A MARCA VEIO PARA FICAR (VANDERLEI AMBROZIO – FRANQUEADO MYSANDWICH) Healthy food has become one of the main concerns of Brazilian people. And,obviously, it is possible to include flavorful and even sophisticated ingredients in this habit. And it was precisely that possibility that attracted Jae Ho Lee, CEO of Grupo Ornatus, who, during a visit to the Expo Franchise Lisboa, in 2011, was introduced to Companhia das Sandes. Two months after the first contact with investors, the Grupo Ornatus team was already in Portugal for further negotiations. The chain, which has 58 storesin Portugal, already had internationalization plans and found an excellent ally in the Group. The chain arrived in Brazil with the name of MySandwich, thanks to a joint venture with Starfoods, owner of the brand. The funding was made by Explorer Investments, an Equity Investment Fund (FIP1) of Portuguese capital. To come to Brazil, the menu has undergone some changes. “In order to internationalize a brand, we need to adapt it to the reality of the country. Thus, here, MySandwich has options for the Brazilian taste, such as mortadella, turkey breast, salami and even hot dog sandwiches”, explains the CEO of the Group. The menu, consisting of sandwiches with healthier appeal, enables the consumers to include in the sandwich fine ingredients such as smoked 1

salmon, Parma ham and Brie cheese. This distinction has increasingly attracted the consumers, once the proposal is unprecedented in Brazil. In the list of options, there are also salads, wraps, pies and natural juices. “People are more aware about food, thus, the trend is that the consumption of natural products continues increasing. Brazilian people love to eat sandwiches. There is a lot of potential in this market”, Eduardo Morita, development and business director of Grupo Ornatus, says. The demand from investors interested in acquiring a franchise of the brand increases every day, mainly in the South and Southeast regions. Currently, the chain has four operating units: three in the city of São Paulo-Shopping Eldorado mall, Shopping Pátio Paulista mall and Centro Empresarial de São Paulo2 (Cenesp) – and one in the state of Santa Catarina, at the Continente Park Shopping mall, in the city of São José, in the Greater Florianópolis. For the franchisee of Cenesp Vanderlei Ambrozio, the operation is already successful and has exceeded all expectations. “We have a very good product in our hands and we are selling very well. Our goal was to have between 60 and 70 orders per day, since the store is installed within a corporate space, where people are for convenience. In a little

Fundo de Investimento de Participações / 2Business Center of São Paulo

less than three months of operation, we have nearly doubled that number”, Ambrozio reveals. Due to the great acceptance by customers, the Cenesp unit extended service hours until 8 pm. The distinctions of the chain are the healthy sandwiches, salads and natural juices. In addition, the more sophisticated items are also in the list of the products approved by the customers. “We prepare the sandwich in front of the customer with 100% fresh products. We have noticed that people want what is healthier. Here, for example, 90% of customers consume a drink during the meal, and it is basically the natural juice.” For the next few months, Vanderlei Ambrozio expects new growth for the store, once new companies are coming to Cenesp. “Due to the corporate consumers, our expectation is to grow by 15%”, the franchisee reveals, stressing that the Group is always alert and following every step of the operation. “It is a great partnership.” According to Morita, the expectation is great for 2013, even being the first year of the brand in Brazil. “With the current demand from investors, we estimate to sign about 30 contracts in the period”, reveals the executive. The monthly sales from each operation is about R$ 120 thousand, and the value of investment in a unit of the chain is R$ 330 thousand. GRUPO ORNATUS/ JUNHO JUNE 2013 •

15


E X PA N SÃO

Little Tokyo: um novo conceito de gastronomia japonesa Restaurante foi formatado para áreas gourmet e conta com um inusitado empório de compras, além de cardápio com o peso da sofisticação de um dos mais renomados chefs do Brasil Little Tokyo: a new Japanese cuisine concept Restaurant was formatted for gourmet areas and counts on an unusual shop emporium, in addition to a 16

menu with the importance of the sophistication of one of the most renowned chefs in Brazil GRUPO ORNATUS/ JUNHO JUNE 2013 •


E X PA N SÃO

Que a culinária japonesa já caiu no gosto do brasileiro todos já sabem. Mas o que esse consumidor realmente busca? Seriam pratos mais elaborados, com ingredientes diferentes, harmônicos, com requinte e em um local onde possam vivenciar uma verdadeira experiência gastronômica? Sim. Foi justamente da procura por espaços com esse conceito que surgiu o Little Tokyo. O restaurante, como o próprio nome diz, é um pedacinho do Japão no Brasil. Não tem como não se sentir em outro local, se não nesse país de rica culinária e cultura apaixonante. No salão principal do estabelecimento encontra-se um empório de compras com itens orientais como doces, chás, saquês, sucos, além de revistas e cerâmicas artesanais. A decoração é um destaque à parte. Luminárias com motivos japoneses e um telão com imagens de cidades do mundo transportam qualquer pessoa para outra atmosfera. Já o cardápio de sabor totalmente exclusivo é assinado pelo chef Adriano Kanashiro, um dos chefs mais respeitados do Brasil. Suas criações são famosas, principalmente, porque transformam pratos tradicionais japone-

ses em verdadeiras iguarias, com toques inusitados como o croquete de abóbora japonesa com salmão, caviar de shoyu, molho wasabi, salmão marinado com molho cítrico e temaki de atum apimentado. Para viabilizar a entrada da rede no mercado de alimentação, o Grupo Ornatus reuniu quatro sócios-investidores que estão à frente da primeira unidade em funcionamento no Park Shopping São Caetano, no ABC Paulista. Lá o ticket médio já superou o previsto e está na casa dos R$ 65. Esse novo negócio demonstra sinais de prosperidade. Com apenas seis meses de funcionamento, investidores de São Paulo realizaram contatos com o departamento de expansão da empresa, a fim de viabilizar a instalação de uma unidade em um dos shoppings mais movimentados da capital paulista e outro no interior do Estado. “A operação está redonda, os consumidores aprovaram o projeto e em breve teremos mais duas unidades em funcionamento. Esse projeto, sem dúvida, está entre os mais promissores do Grupo”, revela Eduardo Morita, diretor de desenvolvimento e negócios da empresa. Chen Rue, gestor do negócio, conta como

está o andamento da operação no ABC Paulista. “Em pouco tempo de funcionamento já estamos caminhando muito bem. O faturamento cresceu 54% de novembro a abril. Isso é muito positivo, mas o mais importante é que se trata de um crescimento consistente”, explica. Por se tratar de um shopping ainda em maturação – possui apenas dois anos de funcionamento –, o executivo espera em breve atingir a capacidade máxima de atendimento. “Estamos com um público mensal em torno de 3.800, mas nossa meta é muito maior. Queremos atender cerca de 9 mil clientes por mês”, explica Chen, ao revelar ainda a presença cada vez maior de público jovem no estabelecimento. Para movimentar ainda mais o espaço, o restaurante passou a oferecer um rodízio de Temaki, sempre aos domingos e às segundas-feiras, a partir das 16h30. “Essa pequena mudança ajudou a alavancar o movimento. Se antes no domingo e na segunda à noite atendíamos 40 pessoas, hoje recebemos 130 no mesmo período. Esse é também o resultado de uma operação que ganha cada vez mais consistência”, ressalta.

dishes in true delicacies, with unusual twists such as the Japanese pumpkin croquette with salmon, soy sauce caviar, wasabi sauce, marinated salmon with citrus sauce and spicy tuna temaki. To enable the entry of the chain in the food market, Grupo Ornatus brought together four partnersinvestors who are ahead of the first unit operating at the Park Shopping São Caetano mall, in the ABC Paulista region. There, the average ticket has already exceeded the expectation and is about R$ 65. This new business shows signs of prosperity. Operating for only six months, investors from the city of São Paulo contacted the expansion department of the company, in order to enable the installation of a unit in one of the busiest malls of the capital of the state of São Paulo and another one in the countryside of the State. “The operation runs smoothly, consumers have approved the project, and soon there will be two more units in operation. This project is undoubtedly among the most promising ones of the Group”, Eduardo Morita, development and business director of the company, reveals.

Chen Rue, business manager, talks about the progress of the operation in the ABC Paulista. “In a short time of operation, we are already doing very well. Sales increased by 54% from November to April. This is very positive, however, the most important is that it is consistent growth”, he explains. Once it is a mall still under maturation, with only two years of operation, the executive expects to reach the maximum service capacity soon. “We have about 3,800 customers per month, but our goal is much larger. We want to serve about 9 thousand customers per month”, Chen explains, also revealing the increasing presence of young people in the establishment. To bring even more customers to the space, the restaurant began to offer a Temaki rodízio , always on Sundays and Mondays, as of 4:30 p.m. “This small change has helped to leverage the amount of customers. If before on Sunday and Monday nights we served 40 people, today we serve 130 in the same period. This is also the result of an operation that is increasingly more solid”, he points out.

// O LITTLE TOKYO ESTÁ NA EDIÇÃO 2013 DA VEJA COMER & BEBER ABC, UM DOS MAIS RESPEITADOS GUIAS GASTRONÔMICOS DO PAÍS

It is not new that Japanese cuisine is already very appreciated by Brazilian people. But what do those consumers really look for? Would it be the more elaborate dishes, with distinct, harmonic and sophisticated ingredients, in a place where they may go through a true culinary experience? Yes. Little Tokyo was created based exactly on the demand for spaces with that concept. The restaurant, as its name says, is a little piece of Japan in Brazil. There is no way to feel in another place than in this country of rich cuisine and fascinating culture. In the main hall of the establishment, there is a shopping emporium with oriental items such as candies, teas, sakes, juices, in addition to magazines and handmade pottery. The decor is a special highlight. Lamps with Japanese patterns and a large screen with images of world cities transport any person to another atmosphere. The menu with totally unique taste is signed by chef Adriano Kanashiro, one of the most respected chefs in Brazil. His creations are famous, mainly, because they transform traditional Japanese

GRUPO ORNATUS/ JUNHO JUNE 2013 •

17


E X PA N SÃO

Jin Jin Sushi: o novo fast food japonês Rede foi formatada para expandir no sistema de franchising em praças de alimentação de grandes shopping centers e centros comerciais Jin Jin Sushi: the new Japanese fast food Chain was formatted to expand in the franchise system in food courts of large malls and shopping centers

18 GRUPO ORNATUS/ JUNHO JUNE 2013 •


E X PA N SÃO

Se o brasileiro já aceitou o cardápio japonês na praça de alimentação, nada mais natural do que uma rede exclusivamente focada nos pratos orientais. Foi nesse cenário que o Grupo Ornatus visualizou a necessidade e o espaço para uma nova marca: a Jin Jin Sushi. O primeiro restaurante da rede foi inaugurado em dezembro de 2011 no Shopping Santa Úrsula, em Ribeirão Preto, interior de São Paulo. Durante um ano, o Grupo trabalhou para deixar a operação redonda, para então iniciar a expansão no sistema de franquia pelo Brasil. Em março deste ano, o Grupo inaugurou uma unidade em São Paulo, no Mooca Plaza Shopping. Com um cardápio diferenciado, a proposta é permitir que o cliente se sirva dos pratos que mais lhe agradam, ao custo de R$ 46,90 o quilo. “Esse é um modelo que já dá certo na praça de alimentação. O consumidor quer cada vez mais rapidez e praticidade no dia a dia”, justifica Nádia Raduan, gerente de Operações da rede. A outra vantagem desse sistema é que ele ajuda a popularizar o sushi, permitindo que o consumidor observe o que tem disponível no bufê, escolha e opte ou não por levar ao prato, aumentando a chance de gostar mais daquele item que às vezes não conhecia. As expectativas são de que uma operação da Jin Jin Sushi tenha um faturamento entre 20% e 30% maior do que uma unidade da Jin Jin Wok, justamente pelo apelo e a aceitação que a culinária japonesa tem hoje no Brasil. “Nossa operação no Mooca Plaza Shopping já chegou aos 25%. Estamos muito próximos de alcançar a meta esperada”, ressalta Nádia. O operador da unidade da capital paulista, Ricardo Takwa, revela que a aceitação do

público foi excelente, mesmo tendo um forte concorrente na mesma praça de alimentação. “Já temos clientes fieis, e a cada dia eles aumentam mais. Criamos um cartão fidelidade que garante ao consumidor uma refeição assim que ele completar dez selos. Essa espécie de promoção também estimula o retorno nos dias seguintes.” O que ajuda Takwa a ter ainda mais certeza de que o negócio caminha bem é o retorno que tem dos clientes, que elogiam a qualidade dos pratos e o atendimento. Com uma loja bonita, layout clean, produtos variados e com qualidade, os funcionários também ficam motivados. “Temos uma qualidade, tanto no atendimento quanto no produto, superior à do

concorrente. E o mais importante: temos um time motivado. Isso conta muito no resultado final”, observa. Para adquirir uma franquia da marca é necessário investimento de R$ 350 mil. O retorno vem entre 18 e 24 meses. Para Eduardo Morita, diretor de desenvolvimento e negócios do Grupo Ornatus, a grande vantagem do negócio é oferecer ao consumidor a liberdade de escolha, sem deixá-lo preso ao cardápio a la carte. “É uma operação de comida japonesa feita sob medida para o consumidor. E ele escolhe se quer comer muito ou pouco. Estamos certos de que já é uma operação de sucesso. Pretendemos assinar, ainda este ano, oito novos contratos.”

Considering that Brazilian people have already accepted the Japanese menu in the food courts, nothing more natural than a chain exclusively focused on Oriental dishes. It was in this scenario that Grupo Ornatus identified the need and space for a new brand: Jin Jin Sushi. The first restaurant of the chain was opened in December 2011 at the Shopping Santa Úrsula mall, in the city of Ribeirão Preto, countryside of the state of São Paulo. During one year, the Group worked to adjust the operation and then start the expansion in the franchise system thoughout Brazil. In March this year, the Group opened a unit in the city of São Paulo, at the Mooca Plaza Shopping mall. With a distinguished menu, the proposal is to enable the customers to serve themselves of the dishes that they enjoy the most, at the cost of R$ 46.90 per kilo. “This is a model that already works in the food courts. The consumers increasingly look for faster and convenient services in everyday life”, Nádia Raduan, Operations manager of the chain, jus-

tifies. The other advantage of this system is that it helps to popularize the sushi, enabling the consumers to see what is available in the buffet, choose it and opt whether or not putting it on the plate, increasing the chance of appreciating more that item that perhapswas not known. Expectations are that a Jin Jin Sushi operation sells between 20% and 30% more than a Jin Jin Wok unit, exactly for the appeal and acceptance of Japanese cuisine today in Brazil. “Our operation at the Mooca Plaza Shopping mall has already reached 25%. We are very close to achieving the goal expected”, Nádia emphasizes. The operator of the unit in the city of São Paulo, Ricardo Takwa, reveals that the acceptance of the customers was excellent, even having a strong competitor in the same food court. “We already have loyal customers, and every day they increase more. We have created a loyalty card, which guarantees the consumers a meal as soon as they complete ten stamps. This kind of promotion also encourages the

return in the following days.” What helps Takwa to be even surer that the business goes well is the feedback from the customers, who praise the quality of the dishes and the service. With a beautiful store, clean layout, varied and quality products, employees are also motivated. “Our quality, both in service and product, is higher than the one offered by the competitor. Most importantly, we have a motivated team. That counts a lot in the end result”, he comments. An investment of R$ 350 thousand is required to invest in a franchise of the brand. The return comes within 18 to 24 months. For Eduardo Morita, development and business director of Grupo Ornatus, the great advantage of the business is to offer to the consumers the freedom of choice, once they are not limited to the à la carte menu. “It is a Japanese food operation tailored to the consumers. And they choose to eat a lot or a little. We are sure that it is already a successful operation. We want to sign, still this year, eight new contracts.” GRUPO ORNATUS/ JUNHO JUNE 2013 •

19


E X PA N SÃO

JIN JIN WOK APOSTA NO CARDÁPIO JAPONÊS Com mudança, marca registrou aumento de 20% no faturamento da rede JIN JIN WOK BETS ON THE JAPANESE MENU With the change, brand recorded a 20% increase in the sales of the chain

20

A Jin Jin Wok foi a primeira rede de franquias do Grupo Ornatus. Ela nasceu há 20 anos e, sem dúvida, graças a ela, o Grupo tem o know-how necessário para trabalhar com outras franquias de alimentação. O projeto, que inicialmente tinha como conceito a culinária chinesa, nasceu do trabalho de conclusão de curso de Administração do CEO Jae Ho Lee. Hoje, o modelo está GRUPO ORNATUS/ JUNHO JUNE 2013 •

consolidado no mercado fast food, constituindo uma das principais redes de culinária asiática do Brasil. O paladar do consumidor passou por algumas mudanças ao longo dos anos. Diferentemente do que ocorria no passado, hoje a culinária japonesa passou a ser um hábito do brasileiro que busca consumir cada vez mais pratos saudáveis.

Foi pensando justamente nesse público adepto da culinária oriental que o Grupo Ornatus vem ao longo dos anos estudando a inclusão de um cardápio frio japonês na rede Jin Jin Wok. “Quando o cliente entrava no restaurante, sempre perguntava se não tinha sushi, sashimi e temaki. Então, resolvemos ouvir o consumidor e incluímos os pratos japoneses inicialmente no bufê”, explica Nádia


E X PA N SÃO

Raduan, gerente de Operações da rede. Para que o projeto realmente desse certo, a rede convidou o respeitado chef Adriano Kanashiro para realizar os treinamentos com as equipes dos franqueados. Em 2012, o japonês ganhou mais força dentro da Jin Jin Wok. A rede passou a oferecer um cardápio a la carte com os tradicionais combinados. Além disso, recentemente, o restaurante ganhou novo layout que favorece a exposição do produto que está na pista fria. “Antes tínhamos um bufê frio tímido e pequeno. Hoje ele já está localizado em primeiro plano, com grande exposição, porque é de fato o que chama a atenção do cliente”, explica Nádia, que revela ainda que hoje a pista de pratos frios já disputa o carro-chefe com o bufê quente. Com essas mudanças, houve aumento sig-

nificativo nos resultados da loja.“Observamos que os pratos chegam a representar cerca de 20% do faturamento da rede”, revela. Para o franqueado Roberto Hayashi, com unidade em funcionamento no Shopping Eldorado desde agosto do ano passado, no segmento de alimentação asiática, a rede é a que dá mais rentabilidade. Ele revela, aliás, que a operação superou as expectativas em termos de volume de vendas. “Entrei na rede com a operação focada nos pratos japoneses, e o resultado foi muito bom. Clientes que já conheciam a Jin Jin Wok comentaram positivamente sobre a mudança. A rede continua com o cardápio chinês, apenas abriu mais o leque. Essa mistura de pratos atrai mais o consumidor.” O consumo de comida japonesa veio e ficou no paladar do brasileiro, que passou a

incluir o sushi e sashimi no cotidiano. “Percebo uma forte tendência dos clientes consumirem cada vez mais esses pratos. Isso ocorre muito no Shopping Eldorado, que é um local frequentado pela classe média e alta, a qual está cada vez mais preocupada com a alimentação saudável”. O forte da loja de Hayashi continua sendo o almoço executivo, mas ele percebe que à noite há uma leve tendência de as pessoas consumirem as opções do a la carte. “No horário do almoço as pessoas estão com mais pressa. O bufê fica cheio, às vezes com 30 pessoas na fila. À noite, elas estão mais tranquilas e têm mais tempo para escolher um prato do cardápio, além de preferirem algo mais fresco”. Para adquirir uma unidade da Jin Jin Wok, é necessário investimento de cerca de R$ 350 mil com prazo de retorno entre 24 e 36 meses.

Jin Jin Wok was the first chain of franchises of Grupo Ornatus. It was created 20 years ago and, surely, thanks to it, the Group has the know-how necessary to work with other food franchises. The project, which had as the initial concept the Chinese cuisine, was created from the final paper of the Business Administration course of the CEO Jae Ho Lee. Today, the model is consolidated in the fast food market, constituting one of the main chains of Asian cuisine in Brazil. The taste of consumers has gone through some changes over the years. Differently from what happened in the past, today the Japanese cuisine has become a habit of the Brazilian people who seeks to increasingly consume healthy dishes. Thinking precisely about those customers who enjoy the oriental culinary, Grupo Ornatus has been studying along the years the inclusion of a cold Japanese menu in the Jin Jin Wok chain. “When the customers entered the restaurant, they always asked if we had sushi, sashimi and temaki. Thus, we decided to listen to the consumers and included the Japanese dishes initially in the buffet”,Nádia Raduan, Operations manager of chain, explains. In order that the project really worked, the chain invited the respected

chef Adriano Kanashiro to conduct training with the teams of the franchisees. In 2012, the Japanese food gained more strength within the Jin Jin Wok. The chain stated to offer an a la carte menu with the traditional combined dishes. In addition, recently, the restaurant gained a new layout, which favors the exhibition of the product that is on the cold track. “Before, we had a shy and small cold buffet. Today, it is already located in the foreground, with great exposure, because it is, in fact, what calls the attention of the customer”, Nádia explains, also revealing that the track of cold dishes already disputes the space with the hot buffet. With those changes, there was significant increase in the results of the store. “We have observed that the dishes may represent about 20% of the sales of the chain”,she reveals. For franchisee Roberto Hayashi, with a unit in operation at Shopping Eldorado mall since Augustlast year in the Asian food segment, the chain is the one providing the most profitability. He reveals, also, that the operation has exceeded expectations in terms of sales volume. “I joined the chain with the operation focused on Japanese dishes, and the

result was very good. Customers who already knew Jin Jin Wok commented positively about the change. The chain continues with the Chinese menu, and just expanded the range. This mixture of dishes attracts more the consumers.” The consumption of Japanese food arrived and stayed in the taste of Brazilian people, who have now included the sushi and sashimi in daily life. “I notice a strong trend of customers increasingly consuming those dishes. This happens a lot at Shopping Eldorado mall, which is a place visited by the middle and upper class, which is increasingly concerned about healthy food”. The strong aspect of the store of Hayashi remains the executive lunch, but he notices that at night there is a slight tendency of people to consume the a la carte menu options. “At lunch time, people are more in a hurry. The buffet is full, sometimes with 30 people in the queue. At night, people are more relaxed and have more time to choose a dish on the menu, in addition to preferring something fresher.” In order to acquire a Jin Jin Wok unit,an investment of about R$ 350 thousand is required, with a return time between 24 and 36 months. GRUPO ORNATUS/ JUNHO JUNE 2013 •

21


C A PA

TENDÊNCIAS PARA O MERCADO DE FRANQUIAS EM 2013 Saiba o que dizem os especialistas sobre o futuro do setor no Brasil TRENDS FOR THE FRANCHISE MARKET IN 2013 Find out what experts say about the future of the sector in Brazil

22

De acordo com a Associação Brasileira de Franchising (ABF), pesquisas realizadas com associados revelam que o mercado de franquias registrou faturamento de mais de R$ 103 bilhões em 2012, um aumento de 16% na comparação com o ano anterior, quando o setor movimentou R$ 88 bilhões. E o cenário deve se manter assim nos próximos anos, motivado por vários fatores, como a consolidação do próprio sistema, a repercussão e disseminação do conceito e a própria economia brasileira. “O momento é de estabilidade e, com a ascensão da classe C, que é a nova classe média, os consumidores estão adquirindo o que no passado era supérfluo, movimentando a economia como um todo”, conta Claudia Bittencourt, diretora do Grupo Bittencourt, empresa de consultoria, desenvolvimento, expansão e gestão de redes de franquias e negócios. Para Claudia, o setor de serviços é uma das tendências. “Devem surgir cada vez mais empresas que tragam comodidade à populaGRUPO ORNATUS/ JUNHO JUNE 2013 •

ção, principalmente nas capitais. Já tivemos como exemplo limpeza de piscinas e cuidados com jardim. É um caminho para a profissionalização do setor”, explica. A executiva lembra ainda que, diferentemente de outros países, no Brasil ainda há possibilidades de crescimento, e o País estaria longe de um processo de saturação. “Há muito espaço nas regiões mais afastadas, especialmente em cidades com potencial de crescimento localizadas no Norte e Nordeste.” O Brasil já tem participação bastante expressiva no mercado mundial de franquias. De acordo com pesquisa realizada pela Rizzo Franchise, consultoria especializada em estruturação e implantação de redes de franquias, 2.226 marcas elevam o País ao segundo lugar do ranking, abaixo apenas da China, que possui 2.600. Dentre os segmentos de destaque no Brasil está a alimentação. Segundo a Rizzo Franchise, esse é um dos setores que figuram na lista dos mais quentes para investimento em

2013. A indústria de alimentos representa 9% do PIB nacional. Em 2012, o setor teve faturamento nominal de mais de R$ 400 bilhões,


C A PA

de acordo com a Associação Brasileira das Indústrias de Alimentos (ABIA). Com base nesses dados percebe-se a representatividade do setor na economia nacional, afinal, a alimentação está no topo da lista dos itens de primeira necessidade do brasileiro. Quando se junta a esse cenário a chegada de novos consumidores que experimentam cada vez mais a alimentação fora do lar, temos um mercado em ascensão: o fastfood. “Nos últimos cinco anos, observa-se um crescimento forte e consistente de novos entrantes na economia que começam a ter as primeiras experiências com alimentação fora de casa”, justifica Marcus Rizzo, diretor da Rizzo Franchise. Segundo ele esse cenário deve se manter pelos próximos três anos, já que se trata de um dos setores mais dinâmicos e de crescimento forte e sustentável. Para Claudia Bittencourt, o Brasil continua sendo um país muito interessante para expansão internacional, o que resultará na vinda de novos players. “A extensão do território nacional, a economia e o consumo do brasileiro favorecem isso.” Um das tendências desse setor serão as comidas especializadas.

”Assim como tivemos o boom das massas e pizzas, teremos agora as comidas asiáticas, francesas, além de refeições rápidas, leves, orgânicas e mais saudáveis”, aponta Claudia, que sugere ainda uma maior disposição para tudo o que está ligado a saúde e bem-estar. Esses novos consumidores refletem também no mercado de vestuário e acessórios, acredita Marcus Rizzo. Segundo dados de sua consultoria, o número de franqueadores do segmento cresceu; já as redes tiveram crescimento de 8% e aumento de 7% no faturamento. “Enxergamos como um crescimento expressivo para um segmento que já ultrapassou R$ 4 bilhões/ano de receitas”, opina Rizzo. Claudia Bittencourt observa que antes esses itens não eram tão acessíveis, mas isso mudou há cerca de 10 anos. “O conceito da Morana foi inovador, e outros empresários tendem a seguir esse modelo. A mulher não mede esforços quando o assunto é beleza e cuidados com a pele.” A presença da mulher no mercado de trabalho também contribui para o crescimento do setor. Ela compra mais, quer se sentir bem e precisa estar elegante para o mercado de

trabalho. Claudia lembra que a mulher tem contribuído muito com a renda familiar. “As mulheres voltaram para o mercado de trabalho, mas estão deixando de ser executivas para abrir uma franquia. Existem muitos negócios com perfil feminino”, finaliza.

According to the Associação Brasileira de Franchising (ABF), surveys carried out with members reveal that the franchise market registered over R$ 103 billion in sales in 2012, a 16% increase compared to the previous year, when the sector transacted R$ 88 billion. And the scenario shall remain the same in the coming years, motivated by several factors, such as the consolidation of the system itself, the repercussion and dissemination of the concept and the Brazilian economy. “It is a stability time and, with the rise of class C, which is the new middle class, the consumers are purchasing what was considered superfluous in the past, moving the economy as a whole”, Claudia Bittencourt, director of the Grupo Bittencourt, says. Grupo Bittencourt is a company that offers consulting, development, expansion and management for franchise chains and business. For Claudia, the service sector is one of the trends. “An increasingly number of companies shall arise to bring convenience to the population, especially in the capitals. We already had as examples pool cleaning and garden care. It is a way for the professionalization of the sector”, she explains. The businesswoman also reminds that, differently from other countries, in Brazil there are still possibilities of growth, and the Country would be far from a saturation process. “There is plenty of space in the most remote regions, especially in cities with growth potential located in the North and Northeast regions.” Brazil already has a very expressive market

share in the world franchise sector. According to a survey carried out by Rizzo Franchise, a consulting firm specialized in structuring and implementing franchise chains, 2,226 brands raise the Country to the second place in the ranking, only below China, which has 2,600 brands. Feeding is among the outstanding segments in Brazil. According to Rizzo Franchise, this is one of the sectors that figure in the list of the most heated ones for investments in 2013. The food industry represents 9% of the Brazilian GDP. In 2012, the sector nominal sales were over R$ 400 billion, according to the Associação Brasileira das Indústrias de Alimentos (ABIA). Based on this data, it is possible to notice the representativeness of the sector in the Brazilian economy, after all, food is on the top of the list of essential need items for Brazilian people. By combining this scenario to the arrival of new consumers that increasingly experience food away from home, we have a rising market: fast food. “In the past five years, it was possible to notice strong and solid growth of newcomers in the economy that start to have the first experiences with food away from home”, Marcus Rizzo, director of Rizzo Franchise, explains. According to him, this scenario shall remain unchanged in the next three years, once it is one of the most dynamic sectors and with strong and sustainable growth. For Claudia Bittencourt, Brazil remains a very interesting country for international expansion, what shall result in the arrival of new players. “The

Brazilian territory extension, the economy and the consumption of Brazilian people favor that.” One of the trends in this sector is the specialized food. ”As well as with the booming of pastas and pizzas, now there will be Asian and French food, in addition to light, organic and healthier fast food”, Claudia points out, also suggesting a greater willingness for everything connected to health and well-being. These new consumers are also reflected in the apparel and accessories market, Marcus Rizzo believes. According to data of his consulting firm, the number of franchisers of the segment has grown 7%. On its turn, the chain grew 8% and sales increased 7%. “We see it as expressive growth for a segment that has already exceeded R$ 4 billion/ year in sales”, Rizzo opines. Claudia Bittencourt observes that before, those items were not so accessible, however, it changed about 10 years ago. “The Morana concept was innovative, and other businessmen tend to follow that model. Women do not measure efforts concerning beauty and skin care.” The presence of women in the labor market also contributes to the growth of the sector. They buy more, want to feel good and need to be elegant for the labor market. Claudia reminds that women have been contributing a lot to the family income. “Women are back to the labor market, however, not as executives anymore, but opening a franchise. There are a lot of businesses with a feminine profile”, she concludes. GRUPO ORNATUS/ JUNHO JUNE 2013 •

23


MARKETING

PROMOÇÕES E CAMPANHAS NA TV AGITAM A JIN JIN WOK Lançamento de novo cardápio e copos colecionáveis são apenas algumas das ações que prometem movimentar a rede nos próximos meses PROMOTIONS AND CAMPAIGNS ON TV ROCK JIN JIN WOK Launching of new menu and collectible glasses are only some of the actions that promise to rock the chain in the coming months

24

A equipe do Marketing da Jin Jin Wok esteve a todo o vapor nos últimos meses preparando as campanhas da marca em parceria com a Café, a agência oficial da marca. Até o mês de agosto, a rede estará em destaque seja com lançamentos, ações nos pontos de venda ou com campanhas na TV. Para apresentar o novo cardápio, a Jin Jin fez um investimento em mídia no horário nobre dos canais Warner e TNT. Um filme criado pela Café, que também faz criações para a Caixa Econômica Federal e Queensberry, apresenta os novos pratos elaborados pelo chef Thompson Lee como o beef teriaki, yakisoba GRUPO ORNATUS/ JUNHO JUNE 2013 •

imperial e rolinho de frango com queijo. Com uma música alegre, o filme retrata ainda o ambiente agradável e aconchegante do restaurante, ideal para receber a família e os amigos. Os comerciais serão exibidos a partir das 18 horas, até 30 de junho. A marca também é patrocinadora do TNT Adventure, com chamadas antes, durante e ao término do programa. Além das novidades do cardápio a la carte, os clientes já encontram inovações no bufê, como o retorno de pratos que foram sucesso em outras temporadas – entre eles, o lombo com abacaxi e a lula empanada. “Na Jin Jin Wok estamos sempre renovando, sem perder


MARKETING

o foco das tradições asiáticas, mantendo os ingredientes-chave, mas também dando um toque brasileiro”, conta Nádia Raduan, gerente de Operações da rede. PROMOÇÃO COPOS COLECIONÁVEIS Em 2012, a promoção foi um sucesso, e, a pedido dos franqueados e clientes, voltou. De 1º de julho a 31 de agosto toda a rede participará da campanha de copos colecionáveis. O cliente que consumir refeição, bebida e sobremesa ganhará um copo, que este ano terá motivos asiáticos. Serão cinco modelos para livre escolha. “Esse era um dos principais pedidos dos franqueados: a volta da promoção

dos copos. Tivemos excelentes resultados no ano passado, com aumento no faturamento das lojas, por isso não podíamos deixar de lançar a promoção. Preparamos mais de 100 mil copos para a campanha”, conta Daniela Campos, coordenadora de marketing da rede. Durante o período da promoção, a rede exibirá comerciais nos canais Warner e TNT. Todas as ações de marketing da Jin Jin seguem a linguagem do slogan criado pela agência Café para 2013: “Apetite de Viver, Jin Jin para Comer”. “São campanhas mais humanizadas, com imagens de pessoas reunidas e felizes. É o que queremos passar para os consumidores, pois reflete a imagem da marca”, finaliza a coordenadora de marketing.

PROMOÇÃO DIA DAS MÃES Para comemorar o Dia das Mães, a rede realizou durante todo o mês de maio uma promoção na qual a partir da compra de uma refeição, bebida e sobremesa, o cliente ganhava uma tigela oriental. A ação foi um sucesso e agradou tanto consumidores quanto franqueados. “Já havíamos registrado excelentes resultados com campanhas anteriores realizadas com brindes. Com essa não foi diferente. Distribuímos mais de 30 mil bowls durante todo o período”, revela Daniela Campos.

The Jin Jin Wok Marketing team was in full swing during the past months preparing the campaigns of the brand in partnership with Café, the official agency of the brand. Up to August, the chain will be highlighted with launches, actions in the points of sales or campaigns on TV. In order to present the new menu, Jin Jin invested in prime time media in the Warner and TNT channels. One movie created by Café, which also creates for Caixa Econômica Federal and Queensberry, presents the new dishes prepared by Chef Thompson Lee such as teriaki beef, imperial yakisoba and chicken and cheese roll. With a happy song, the movie also portraits the pleasant and cozy environment of the restaurant, ideal to welcome family and friends. The advertisings will be exhibited as of 06 p.m., up to June 30th. The brand is also the sponsor of the TNT Adventure TV program, with insertions before, during and after the end of the program. Besides the newness of the à la carte menu, the customers already find innovations in the buffet, such as the return of the dishes that were successful in other seasons – among them, with pineapple and breaded

squid. “At Jin Jin Wok, we are always renewing, not losing the focus of the Asian traditions, conserving the key ingredients, however also providing a Brazilian twist”, Nádia Raduan, Operations manager of the chain, tells.

2013: “Appetite for Living, Jin Jin for Eating”. “Those are more humanized campaigns, with images of people gathered and happy. That is the image we wish to transmit for the consumers, once it reflects the image of the brand”, the marketing coordinator concludes.

COLLECTIBLE GLASSES PROMOTION In 2012, the promotion was successful and, by request of the franchisees and customers, it is back. From July 1st to August 31st, the whole chain will be part on the collectible glasses campaign. The customer that consumes a meal, drink and dessert will gain a glass, which this year will have Asian themes. There will be five models for free choice. “This was one of the main requests of the franchisees: the return of the glass promotion. We had excellent results last year, with increased store sales, thus, we had to launch the promotion. We prepared over 100 thousand glasses for the campaign”, Daniela Campos, marketing coordinator of the chain, tells. All the Jin Jin marketing actions follow the language of the slogan created by the Café agency for

MOTHER’S DAY PROMOTION In order to celebrate the Mother’s Day, the chain held during the whole month of May a promotion in which, by buying a meal, drink and dessert, the customer gained an oriental bowl. The action was successful and pleased both consumers and franchisees. “We had already registered excellent results with previous campaigns carried out with gifts. With this one, it was not different. We distributed over 30 thousand bowls during the whole period”, Daniela Campos reveals.

25 GRUPO ORNATUS/ JUNHO JUNE 2013 •


OPERAÇÕES

Grupo Ornatus lança portal de Educação a Distância Plataforma permite que todos os colaboradores e franqueados tenham acesso a conteúdos como técnicas de venda e gestão Grupo Ornatus launches Distance Education portal Platform allows all employees and franchisees to have access to content such as selling and management techniques

26 GRUPO ORNATUS/ JUNHO JUNE 2013 •


OPERAÇÕES

O papel da educação na formação do ser humano é tema de discussão h�� anos. Educadores como a italiana Maria Montessori e o brasileiro Paulo Freire deixaram muitas contribuições a respeito da questão. Hoje, é já unânime o pensamento de que pela educação o homem se torna um indivíduo melhor e traz contribuições para si e para a sociedade em que vive. Diante desse cenário, o Grupo Ornatus lança o portal de Educação a Distância, que permite a todos acesso a um rico conteúdo para a construção do conhecimento e a colocação em prática de todo o aprendizado. “O estudo tem de ser contínuo. É preciso fazer reciclagem e se aprimorar sempre”, diz Valéria Miguel, gerente de Recursos Humanos da empresa. O novo portal surge exatamente da necessidade de dar continuidade ao treinamento presencial que é realizado no Grupo desde sua criação. O projeto piloto já está em funcionamento, inicialmente, com funcionários da sede e lojas próprias. O acesso para toda a rede estará disponível a partir do mês de julho. “Trata-se de mais uma ferramenta que ficará à disposição de todos 24 horas, ou seja, franqueados e funcionários

podem acessar o material a qualquer hora do dia. Caso, por exemplo, um funcionário não tenha participado do treinamento presencial, ele poderá acessar parte do conteúdo no portal”, explica Valéria. Ela ressalta que os materiais não serão idênticos, por isso a importância de todos participarem dos encontros presenciais que a empresa promove. MAIS TREINAMENTO, MELHOR RESULTADO O portal de Educação a Distância terá à disposição assuntos relevantes para o dia a dia do franqueado e de sua equipe, tais como técnicas de venda, gestão de pessoas, dicas de visual merchandising e recrutamento e seleção. “Entendemos que, quando a loja tem funcionários mais bem treinados, isso automaticamente se reverte em melhor desempenho para o estabelecimento. É um trabalho de parceria. Quando se deixa de treinar e capacitar, torna-se muito mais difícil conseguir resultado.” Um dos principais benefícios da EaD, além do aprendizado contínuo, é a avaliação. Marília Ricordi, analista de treinamen-

to do Grupo, explica como isso será feito. “O departamento de Recursos Humanos estará em comunicação com o gestor de cada participante para gerenciar o desempenho de seus funcionários e acompanhar as avaliações, pois o conhecimento será mensurado por meio dessa ferramenta. Isso significa que os franqueados e o RH acompanharão de perto o desempenho dos colaboradores. Caso o funcionário realize o curso e, após duas tentativas, não passe no teste virtual, o gestor avaliará com ele quais são as dificuldades”, explica. Todas as unidades serão informadas sobre os procedimentos para o acesso. Valéria adianta que o canal utilizado para o uso do EaD será a intranet de cada uma das marcas. Ela lembra ainda que em breve as redes de alimentação estarão com suas comunidades ativas. Portanto, por meio dessa nova plataforma todos estarão com a comunicação alinhada. “Dessa maneira, todos estarão com os processos padronizados. Além disso, é algo que possibilita a democratização do acesso à informação e ao conhecimento, que é importante para todos nós crescemos como pessoas e profissionais”, finaliza.

// NÃO DÁ PARA TER SUCESSO E RESULTADO FINANCEIRO SE NÃO APRIMORAR E CAPACITAR OS COLABORADORES” (VALÉRIA MIGUEL, GERENTE DE RECURSOS HUMANOS)

The role of education in educational background of human beings has been discussed for years. Educators such asthe Italian Maria Montessori and the Brazilian Paulo Freire have left many contributions on the issue. Today, it is unanimous the thought that, through education, men become better people and bring contributions for themselves and for the society in which they live. Before this scenario, Grupo Ornatus launches the Distance Education portal, which allows everyone to access a rich content to knowledge construction and putting into practice all learning. “Study should be continued. It is necessary to attend recycling session and always improve”, Valéria Miguel,Human Resources manager of the company, says. The new portal was created based exactly on the need to give continuity to the classroom training that is conducted in the Group since its beginning. The pilot project is already in operation, initially, with employees from the headquarters and self-owned stores. Access forthe entire chain will be available as of the month of July. “This is another tool that will be available to everyone 24 hours a day, that is, franchisees and employ-

ees are able to access the material at any time of the day. If, for example, employees have not attended the classroom training, they will be able to access part of the content on the portal”, Valéria explains. She points out that the materials are not identical, therefore, it is important that everyone attends the meetings promoted by the company. MORE TRAINING, BETTER RESULT The Distance Education portal will offer subjects that are relevant to the daily routines of the franchisees and their teams, such as selling techniques, people management, tips on visual merchandising and recruitment and selection. “We believe that, when the store has better trained employees, this is automatically reverted into better performance for the establishment. It is a partnership work. When training and qualification are not practiced, it becomes much more difficult to get results.” One of the main benefits of DE, in addition to continuous learning, is the evaluation. Marília Ricordi,

training analyst of the Group, explains how this will be done. “The Human Resources Department will be in contact with the manager of each participant to manage the performance of their employees and monitor the evaluations, once knowledge will be measured through this tool. This means that the franchisees and the HR will monitor closely the performance of employees. If the employees finish the course and, after two attempts, do not pass the virtual test, the manager will evaluate the difficulties with them”, she explains. All units will be informed about the procedures for accessing. Valéria mentioned that the channel used for the DE usagewill be the intranet ofeach of the brands. She still remembers that, soon, the food chains will have their communities activated. Therefore, through this new platform, everyone will have the communication aligned. “In this way, everyone will have standardized processes. In addition, it is something which allows the democratization of access to information and knowledge, which is important for all of us grow as people and professionals”, she concludes. GRUPO ORNATUS/ JUNHO JUNE 2013 •

27


CONVIDADO ESPECIAL

ESTRATÉGIA E EQUILÍBRIO EM UM MERCADO DE OPORTUNIDADES Waldir Chao* STRATEGY AND BALANCE IN A MARKET OF OPPORTUNITIES Waldir Chao*

28

A indústria de shopping centers vivencia um momento nitidamente próspero. E, mesmo com a forte disparada de investimentos realizados desde meados de 2007, ainda demonstra que há espaço para novos negócios e captações. Em um ritmo que tende à consolidação nos próximos anos, o cenário mostra-se confortavelmente maduro para os investidores. Segundo a Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce), 27 empreendimentos foram inaugurados no ano passado e estão previstos ainda 46 para 2013. GRUPO ORNATUS/ JUNHO JUNE 2013 •

Enquanto o País cresce aproximadamente 5% ao ano, o mercado de shoppings repetiu o que já vinha ocorrendo em anos anteriores ao registrar, em 2012, aumento de 11,5% nas vendas em relação a 2011, panorama que evidencia a real estrutura de oportunidades oferecida. Esse cenário encontrou suporte para se desenvolver, com tamanha aceleração, no crescente universo de consumidores. Segundo dados da Fundação Getúlio Vargas (FGV), o Brasil presenciou na última década

a ascensão de aproximadamente 40 milhões de pessoas à classe média, o que representa hoje 50,5% da população. Como num pêndulo com as duas extremidades equilibradas, essa dinâmica se mantém autossustentada. De um lado, mais da metade da população brasileira impulsiona o varejo num avanço vertiginoso e, paralelamente, as empresas investem em crescimento e consolidação de suas marcas. Diante da existência desse cenário, os shopping centers figuram como peças funda-


CONVIDADO ESPECIAL

mentais. O novo consumidor aprendeu a desenvolver senso crítico e demonstra maturidade na busca de conforto, segurança, inovação e facilidade. Além da estrutura oferecida nos empreendimentos, as opções de gastronomia e entretenimento, como cinemas e teatros, também são itens altamente valorizados. Ora, uma vez que o Brasil fechou 2012 com 457 shoppings em operação, nota-se a existência de uma corrida em busca da satisfação desse cliente, que fica na dúvida diante de tamanha gama de opções. Mais do que planejar, é essencial que as empresas de varejo estejam preparadas estrategicamente para conquistar e fidelizar o público consumidor. Na busca de atender de forma eficiente a tal demanda, tem-se observado a expansão dos diversos nichos de atividades que dividem os espaços nos shoppings. Visto que tanto as lojas-âncora quanto as megastores dispõem de mais possibilidades de negociação e recur-

sos em investimentos, os notáveis desafios dos lojistas neste momento e para os próximos anos assentam-se em duas bases: lojas-satélite e segmentos inéditos. Embora existam dúvidas dos investidores de menor porte em relação à concorrência acirrada com grandes magazines, números recentes têm revelado oportunidades lucrativas para operações menores. Ou seja, é natural que o fôlego de lojas-satélite se torne comprimido diante de um mercado agressivo, mas o resultado em médio e longo prazo permanece rentável. Paralelamente à decisão sobre o investimento, é fundamental que os lojistas e novos investidores permaneçam atentos a novas oportunidades de negócios. Sabemos que os proprietários e investidores de pequenas lojas consideram operações lançadas recentemente no mercado ou mesmo inéditas no momento da escolha do segmento no qual vão operar.

The shopping center industry is experiencing a clearly prosperous moment and, even with the strong amount of investments made since mid-2007, it still shows that there is room for new business and funding. At a pace that tends to consolidation in the coming years, the scenario demonstrates to be comfortably mature for investors. According to the Associação Brasileira de Shopping Centers1 (Abrasce), 27 developments were opened last year and still 46 are expected for 2013. While Brazil grows approximately 5% per year, the market of malls repeated what was already occurring in previous years by registering, in 2012, an 11.5% increase in sales when compared to 2011, a panorama that shows the actual structure of opportunities offered. This scenario has found support for developing with such acceleration in the growing universe of consumers. According to data from the Fundação Getúlio Vargas2 (FGV), Brazil has witnessed, along the last decade, the rise of approximately 40 million people to the middle class, which represents today 50.5% of the population. As in a pendulum with both ends balanced, this dynamics remains self-supported. In one side, more than half of the Brazilian population boosts retail in a dizzying progress and, at the same time, companies invest in the growth and consolidation of their brands. Before the existence of this scenario, malls are featured as fundamental parts. The new consumers have learned to develop critical sense and demonstrate maturity in the search for comfort, safety, innovation and convenience. In addition to the structure offered in the developments, food and entertainment options, such as cinemas and theatres, are also highly valued items. Thus, since Brazil ended 2012 with 457 malls in operation, we can notice the existence of a racing seeking for the satisfaction of those customers, who are in doubt before such a range of options. More than planning, it is essential that retail companies are strategically prepared to win and retain the consumers.

Aiming at meeting such demand efficiently, we have noticed the expansion of the various niches of activities that divide the spaces in malls. Since both the anchor stores and megastores have more trading opportunities and resources for investment, the remarkable challenges of retailers at this moment and for the next years are concentrated in two bases: satellite stores and new segments. Although smaller investors are in doubt due to the stiff competition with large magazines, recent figures have revealed lucrative opportunities for smaller operations. That is, it is natural that the breath of satellite stores becomes short before an aggressive market, however the medium and long term results remain profitable. In addition to the decision on investment, it is essential that retailers and new investors remain attentive to new business opportunities. We know that owners and investors of small shops consider operations recently launched in the market or even new when choosing the segment in which they will operate. In this sense, the path adopted by large franchises has been a key strategy for business in malls. Surveys conducted by the Abrasce point out the presence of 41.3% of franchises in 2012 in Brazilian malls. Holding seven brands in the segment, Grupo Ornatus figures as an effective example of a winning management model. Reference in 20 years of operation, the company invests in the continued improvement of its brands, in addition to getting engaged in the search of new partner companies. Keeping the focus on development and, at the same time, not neglecting the already achieved business consolidation is a task that requires resourcefulness and wit. The evidences that the achievement of this balance results in a promising scenario to the mall industry are undeniable.

1 3

Brazilian Association of Malls / 2Getúlio Vargas Foundation Universidade de São Paulo – University of São Paulo

Nesse sentido, o caminho adotado pelas grandes franquias tem se mostrado uma estratégia fundamental para o negócio de shoppings. Pesquisas realizadas pela Abrasce apontam a presença de 41,3% de franquias em 2012 nos shopping centers brasileiros. Detentor de sete marcas no segmento, o Grupo Ornatus figura como um exemplo efetivo de modelo de gestão vencedor. Referência em 20 anos de atuação, a empresa investe no constante aperfeiçoamento de suas marcas, além de engajar-se em busca de novas empresas parceiras. Conservar o foco no desenvolvimento e, simultaneamente, não descuidar da já conquistada consolidação do negócio é uma tarefa que exige desenvoltura e perspicácia. As evidências de que a conquista desse equilíbrio resulta em um promissor cenário à indústria de shoppings são indiscutíveis.

*Waldir Chao Diretor de Operações da Sonae Sierra Brasil Waldir Chao atua como diretor de Operações e Comercial da Sonae Sierra Brasil desde 2011. Chao tem vasta experiência nos setores de shopping centers e varejo, tendo atuado por 14 anos na Iguatemi Empresa de Shopping Centers. Além disso, o executivo trabalhou no grupo Valddac (detentora das marcas Siberian e Crawford) como diretor de Negócios e acumulou ainda passagens pelas empresas DuPont-Lycra® , Ellus e Vogue. Waldir Chao é graduado em Engenharia de Produção pela Escola Politécnica da USP, de São Paulo, e possui MBA em Sistemas de Informação e Negócios Internacionais pela California State University, de San Diego (EUA). *Waldir Chao Operations Director of Sonae Sierra Brasil Waldir Chao has been the Operations and Commercial director of Sonae Sierra Brasil since 2011. Chao has extensive experience in the mall and retail segments, having worked for 14 years at Iguatemi Empresa de Shopping Centers. In addition, the executive has worked at grupo Valddac (owner of the Siberian and Crawford brands) as a Business director and has also worked at DuPont-Lycra®, Ellus and Vogue. Waldir Chao has a Bachelor’s Degree in Production Engineering from the Escola Politécnica of USP , in the city of São Paulo, and an MBA in Information Systems and International Business from the California State University, in the city of San Diego (USA).

29 GRUPO ORNATUS/ JUNHO JUNE 2013 •


FRANQUEADO EM FOCO

No caminho do sucesso Apรณs apresentar a marca Morana a Mato Grosso do Sul, Marcos Sergi se prepara para abrir sua terceira unidade no Estado Towards success After introducing the Morana brand to the State of Mato Grosso do Sul, Marcos Sergi gets prepared to open his third unit in the State

30 GRUPO ORNATUS/ JUNHO JUNE 2013 โ€ข


FRANQUEADO EM FOCO

A construção do Shopping Avenida Center, em Dourados, Mato Grosso do Sul, em 2006, despertou em Marcos Vinícius Sergi e sua esposa, Vera, a possibilidade de investirem em um negócio próprio. Desde o início, a intenção era deixar Vera à frente do projeto, enquanto Sergi conciliaria a administração da empresa com a carreira de engenheiro mecânico. Com o plano formatado, o casal passou a pesquisar as marcas de franquias existentes no mercado e chegou até a Morana. “Não tínhamos experiência com varejo, o shopping ainda estava em construção e nós nunca tínhamos tido contato com a marca”, diz o franqueado, ao lembrar-se do primeiro desafio que encontrou quando decidiu tirar o sonho do papel. O casal passou a buscar informações sobre a rede, pesquisou notícias a respeito da marca e resolveu fazer o primeiro contato com o Grupo Ornatus. Sergi lembra que o diretor de desenvolvimento e negócios do Grupo foi pessoalmente à cidade conhecer o projeto do shopping. “Eduardo Morita veio até Dourados fazer uma análise profunda do empreendimento e do potencial da cidade. A avaliação final foi muito positiva e decidimos seguir adiante como negócio.” A inauguração da unidade ocorreu três meses depois de o shopping abrir as portas e, na ocasião, ainda eram poucas as lojas em operação no empreendimento. Mas, ainda assim, logo as expectativas se confirmaram e o retorno de investimento veio antes mesmo do esperado. “Fizemos nosso trabalho, distribuímos folders em clínicas, produzimos cartazes, seguimos a orientação da franqueadora”, conta. A loja de Dourados foi a primeira a ser instalada no Estado de Mato Grosso do Sul,

por isso existia ainda um desafio muito maior: o de apresentar a marca àqueles consumidores. “Conseguimos tornar a Morana conhecida e conceituada na cidade”, diz o franqueado. O Shopping Avenida Center não está com todos os espaços locados, mas nem por isso a loja Morana fecha no vermelho. Ele ressalta que realiza constantemente ações de marketing local como coquetel e e-mail marketing, além de possuir um ponto de outdoor instalado em local estratégico para a inserção de publicidade em determinados meses do ano. “O diferencial está no apoio da franqueadora. Fazemos o que o Grupo nos sugere, afinal eles têm conhecimento

no negócio. Isso faz muita diferença no dia a dia”, comenta. Em 2011, surgiu a oportunidade de o casal adquirir mais uma unidade da rede, mas agora na capital, Campo Grande, a 200 quilômetros de Dourados. “Aceitamos o desafio. Já conhecíamos a marca, tínhamos o respaldo da franqueadora e a rede já estava em outro patamar de crescimento. Temos uma confiança muito forte na administração e sabemos que estamos no caminho certo.” Hoje, um novo shopping está previsto para Campo Grande e, após novas análises, o casal já decidiu que estará presente no futuro empreendimento.

The construction of the Shopping Avenida Center mall, in the City of Dourados, State of Mato Grosso do Sul, in 2006, arose in Marcos Vinícius Sergi and his wife, Vera, the possibility to invest in their own business. From the beginning, the intention was to have Vera ahead of the project, while Sergi was going to conciliate the business administration with his career as a mechanical engineer. With the plan conceived, the couple started to search for franchise brands existing on the market and got to Morana. “We had no experience with retail, the mall was still under construction and we had never had contact with the brand”, the franchisee tells, when remembering the first challenge he faced after deciding to make the dream come true. The couple started to seek for information about the chain, read news about the brand and decided to make the first contact with Grupo Ornatus. Sergi recalls that the development and business director of the Group went himself to the city to find out about

the mall project. “Eduardo Morita came to Dourados in order to analyze the development and the potential of the city deeply. The final evaluation was very positive and we decided to go ahead with the plan.” The opening of the unit took place three months after the mall was ready and, on that occasion, there were still a few stores operating in the development. However, nevertheless, soon the expectations were confirmed and the return on investment came even before the expected. “We did our job, distributed folders in clinics, produced posters and followed the guidance of the franchisor”, he tells. The store in Dourados was the first to be installed in the State of Mato Grosso do Sul, therefore, there was a much greater challenge: introduce the brand to those consumers. “We were able to make Morana known and respected in the city”, the franchisee says. The Shopping Avenida Center mall does not have all spaces leased, however, the Morana store does

not close in red. He points out that local marketing actions, such as cocktail and email marketing, are constantly held, in addition to a billboard installed in a strategic location for the insertion of advertising in certain months of the year. “The distinction is in the support of the franchisor. We do what the Group suggests to us, after all, they have business knowledge. This makes a lot of difference on a daily basis”, he says. In 2011, the couple had the opportunity to acquire another unit of the chain, but now in the capital of the State, Campo Grande, 200 kilometers away from Dourados. “We accepted the challenge. We already knew the brand, had the supportof the franchisor and the chain was already in another level of growth. We trust the administration a lot and we know that we are on the right track.” Today, a new mall is planned to Campo Grande and, after further analysis, the couple has already decided to be present in the future development. GRUPO ORNATUS/ JUNHO JUNE 2013 •

31


ENCONTRO DE FRANQUEADOS

COMUNIDADES VIRTUAIS: UMA REDE EM QUE OS FRANQUEADOS SE ENCONTRAM TODOS OS DIAS Além de promover a comunicação com a franqueadora, intranet virou canal para a troca de experiências entre as unidades VIRTUAL COMMUNITIES INTEGRATE FRANCHISEES In addition to promoting communication with the franchiser, intranet became a channel for the exchange of experiences among the units

32

As mídias sociais se tornaram um dos principais meios de comunicação entre as pessoas de todo o mundo. Além de práticas, elas permitem a troca de informações de maneira rápida e dinâmica. Foi pensando justamente em facilitar a comunicação entre os franqueGRUPO ORNATUS/ JUNHO JUNE 2013 •

ados e a franqueadora que o Grupo Ornatus, em parceria com a agência Spacelab, criou a intranet da Morana e da Balonè. O canal de comunicação, chamado de Comunidade, é de fácil acesso e permite que franqueado e funcionários tenham contato

com diversos materiais e informações das marcas. Criada há três anos, a intranet integra as lojas virtuais das marcas de acessórios, permitindo, inclusive, que todos os franqueados Love Brands a utilizem para a realização de compras na loja virtual da Balonè.


ENCONTRO DE FRANQUEADOS

Na home da intranet, o franqueado pode, por exemplo, postar comentários sobre campanhas, compartilhar ações de marketing local, vídeos e imagens, solicitar ajuda para encontrar códigos de produtos e trocar informações sobre o fluxo do shopping em datas comemorativas. “Além de ajudar a reduzir a troca de e-mails, que muitas vezes sobrecarrega a rede de todos, a Comunidade funciona como um meio para a troca de informações entre os franqueados, o que muitas vezes rende excelentes experiências”, explica Alex Canale, analista de Marketing da Morana e Balonè. A franqueada Célia Omine Iamashita, proprietária da Morana e Balonè do Shopping Plaza Sul, na capital paulista, diz que todo processo sempre tem algo que pode ser aprimorado, mas lembra como era antes da adoção da intranet e conta o quanto a comunicação ficou mais eficiente. “Antigamente, quando precisávamos solicitar alguma informação ou verificar se alguma loja tinha um produto para troca, era necessário enviar um e-mail para toda a rede. E esse retorno era muito lento. Hoje, com a Comunidade, a resposta vem quase imediatamente”. Além disso, Célia destaca que é possível visualizar as campanhas mais antigas da marca. “Isso é informação, é o histórico e a evolução das marcas ao longo dos anos.” A intranet se tornou ainda um canal para

avaliação de campanhas e realização de pesquisas. Canale explica que por meio da comunidade é possível, por exemplo, gerar diversos relatórios, o que ajuda a avaliar a eficácia e a agilidade dos processos. A franqueada Célia concorda com o ganho de produtividade. “Como as avaliações das campanhas são realizadas online, acredito que para o Grupo Ornatus fica muito mais fácil consolidar esses resultados. É uma economia de tempo e também de dinheiro”, avalia Célia. Com uma média de 8.400 acessos por mês, os franqueados das marcas constroem uma comunicação mais efetiva e agilizam processos como solicitações de materiais ao departamento de Marketing. “Temos uma área dedicada exclusivamente a esses pedidos. No Sistema de Atendimento ao Franqueado, que chamamos de SAF, eles podem preencher pesquisas de pontos de venda, solicitar manuais e peças de campanhas. Isso torna o processo muito mais rápido e dinâmico.” A franqueada Renata Vianna, com loja Morana no Shopping União, em Osasco (SP), aponta a otimização do tempo como um dos principais benefícios. “Acho excelente. Por meio da comunidade eu posso falar ao mesmo tempo com a franqueadora e outros franqueados. A intranet também nos dá força. Se eu elogio ou sugiro mudança no repertório da rádio, por exemplo, outros usuários também co-

mentam e reforçam o pedido. Funciona como um ombudsman.” Além do marketing, cada área possui um espaço para comunicação com o franqueado. Os departamentos Financeiro, de Recursos Humanos, de Expansão, de Operações e de Produto se comunicam diretamente com a rede, especialmente com atualização de manuais específicos. Desde o mês de maio, a intranet já conta também com uma área destinada exclusivamente a elogios, reclamações e sugestões. “A ferramenta é mais um meio de comunicação que ajudará a empresa a melhorar os processos internos”, explica Canale. Em breve, a intranet será introduzida também nas redes de alimentação do Grupo.

Social media has become one of the main communication means among people from all over the world. In addition to being convenient, they allow the exchange of information quickly and dynamically. Thinking precisely in facilitating the communication among the franchisees and the franchisor,Grupo Ornatus, in partnership with the Spacelab agency, created the Morana and Balonè intranet. The communication channel, called Comunidade1, is easily accessible and allows franchisees and employees to have contact with several materials and information of the brands. Created three years ago, the intranet integrates the virtual stores of the brands of accessories, allowing all Love Brands franchisees to use it for purchasing in the Balonè virtual store. At the intranet homepage, the franchise esmay, for example, post comments on campaigns, share local marketing actions, videos and pictures, ask for help to find codes of products and exchange information on the flow atthe mall in holidays. “In addition to helping to reduce the exchange of e-mails, which often overloads the network of everyone, the Comunidade works as a means for the exchange of information among the franchisees, often providing excellent experiences”, Alex Canale, Morana and Balonè Marketing analyst, explains. Franchisee Célia Omine Iamashita, owner of

Morana and Balonè at Shopping Plaza Sul mall, says that the whole process always has things that can be improved, but she remembers how it was before the adoption of the intranet and tells how efficient the communication became. “Before, when we needed to request any information or check if any store had a product for exchange, it was necessary to send an email to the entire chain. And the reply was very slow. Today, with the Comunidade, the answer comes almost immediately”, she emphasizes. In addition, Célia points out that it is possible to see the prior campaigns of the brand. “This is information, the history and the evolution of the brands over the years.” The intranet has also become a channel to evaluate campaigns and conduct surveys. Canale explains that, through the Comunidade, it is possible, for example, to generate various reports, which helps to evaluate the effectiveness and efficiency of processes. Franchisee Célia agrees with the gain of productivity. “Oncethe evaluations of campaigns are carried out online, I believe that, for Grupo Ornatus,it is much easier to consolidate those results. It is timesaving and also money-saving”, Célia says. With an average of 8,400 hits per month, the franchisees of the brands build a more effective communication and streamline processes, such as requests of materials to the Marketing department.

“We have an area exclusively dedicated to those requests. At the Sistema de Atendimento ao Franqueado2 , called SAF, franchisees may answer surveys on points of sale, request guides and pieces of campaigns. This makes the process much faster and more dynamic.” Franchisee Renata Vianna, with a Morana store at the Shopping União mall, in the city of Osasco (state of São Paulo), points out time optimization as one of the main benefits. “I think it is excellent. Through the Comunidade, I can talk at the same time tothe franchisor and other franchisees. The intranet also gives us strength. If I praise or suggest a change in the repertoire of the radio, for example, other users also comment and emphasize the request. It works as an ombudsman.” In addition to marketing, every area has a space for communication with the franchisees. The Financial, Human Resources, Expansion, Operations and Product departments communicate directly with the chain, especially for updating specific guides. Since the month of May, the intranet also counts on an area exclusively intended to compliments, complaints and suggestions. “The tool is another means of communication that will help the company to improve internal processes”, Canale says. Soon, the intranet will be also introduced in the food chains of the Group.

1

Community / 2Franchisee Service System

GRUPO ORNATUS/ JUNHO JUNE 2013 •

33


E S PAÇ O R N AT U S

PREMIAÇÕES COROAM AS MARCAS DO GRUPO ORNATUS Redes receberam prêmios do Grupo Bittencourt e da ABF AWARDS CROWN GRUPO ORNATUS BRANDS Chains were awarded by Grupo Bittencourt and ABF

34

O semestre foi de grandes conquistas para o Grupo Ornatus e suas marcas. Durante a realização do 4º Fórum Internacional de Gestão de Redes de Franquias e Negócios, promovido em abril pelo Grupo Bittencourt, uma das mais conceituadas consultorias do mercado, a Morana foi premiada com o troféu Top 25 GRUPO ORNATUS/ JUNHO JUNE 2013 •

do Franchising Brasileiro. O prêmio é um reconhecimento às melhores redes de franquia que contribuíram para a consolidação do franchising no Brasil. Seguindo metodologia própria, o Grupo Bittencourt selecionou as 25 melhores e maiores empresas do setor. Dentre os critérios

utilizados estavam o número de unidades da rede, a representatividade no setor e o Selo de Qualidade e Excelência concedido pela ABF. Na ocasião, Jae Ho Lee, CEO do Grupo, que participava do Fórum, subiu ao palco para receber a premiação das mãos da diretora-geral do Grupo Bittencourt, Cláudia Bittencourt.


E S PAÇ O R N AT U S

COMO AS MAIORES SE VEEM NO FUTURO Após identificar os Top 25 do mercado de franchising, o Grupo Bittencourt realizou uma pesquisa qualitativa: Como as Maiores se Veem no Futuro. O estudo contou com entrevistas em profundidade realizadas com os fundadores e responsáveis pelo desenvolvimento das redes premiadas. O objetivo foi revelar as práticas e estratégias adotadas pelas empresas que já estão consolidadas no mercado, e abordar temas como fórmula de sucesso, desafios da gestão da rede, visão de futuro, entre outros. “A intenção de nossa pesquisa e da premiação é contribuir para o desenvolvimento e a consolidação das redes de franquias e negócios do País. Considerar a experiência de quem já trilhou um caminho de sucesso pode cortar etapas e aumentar SELO EXCELÊNCIA EM FRANCHISING ABF Nesse mesmo período, Morana, Balonè e Jin Jin Wok foram premiadas com o Selo Excelência em Franchising, uma das mais tradicionais e aguardadas premiações do setor, promovida anualmente pela Associação Brasileira de Franchising (ABF).

The semester was full of great achievements for Grupo Ornatus and its brands. During the 4º Fórum Internacional de Gestão de Redes de Franquias e Negócios , promoted in April by Grupo Bittencourt, one of the most respected consulting firms in the market, Morana was awarded the Top 25 do Franchising Brasileiro trophy. The prize is the recognition to the best franchise chains that contributed for the consolidation of franchising in Brazil. Following its own methodology, Grupo Bittencourt selected the 25 best and largest companies in the sector. Among the criteria used there were the number of units of the chain, the representativeness in the sector and the Selo de Qualidade e Excelência HOW THE LARGEST ONES SEE THEMSELVES IN THE FUTURE After identifying the Top 25 in the franchising market, Grupo Bittencourt carried out qualitative survey: How the Largest Ones See Themselves in the Future. The study included in-depth interviews conducted with the founders and the individuals responsible for the development of the chains awarded. The aim was to reveal the practices and strategies adopted by companies that are already consolidated in the market and

as chances de uma nova rede dar certo no sistema”, explica Cláudia Bittencourt. O resultado desse trabalho mostra que as maiores empresas do franchising brasileiro, por exemplo, fazem uma seleção cada vez mais criteriosa,enxergam o franqueado como parceiro de valor, o ensinam a atuar como empresário, realizam avaliações de performance, possuem um modelo de gestão estruturado, prezam pela transparência. Sobre o futuro, os Top 25 querem trabalhar para melhorar o canal para a expansão, estar ainda mais maduros para o futuro,criar novas marcas e novos modelos de gestão, expandir nacional e internacionalmente e se preparar para a abertura de capital. Jae Ho Lee ainda ressalta: “Queremos formar líderes, e não seguidores, e ainda ser uma referência no futuro”. Há dez anos consecutivos a Morana e a Jin Jin recebem o selo. Já a Baloné conquista o prêmio desde seu primeiro ano de operação – 2007. O selo já se tornou uma espécie de ISO 9000 do franchising e assegura, sobretudo a eventuais investidores,a qualidade, solidez, idoneidade e segurança das marcas. Para Jae Ho Lee, CEO do Grupo Ornatus, a conquista do

Top 25 e do Selo Excelência em Franchising é resultado de muito trabalho, dedicação e seriedade. “Não se trata apenas de mais um prêmio. Trata-se do reconhecimento de nosso trabalho. E tudo é resultado de muita transparência e respeito a todos os envolvidos com nosso negócio, além de uma brilhante equipe dedicada e alinhada aos valores da empresa.”

granted by the ABF. At that time, Jae Ho Lee, CEO of the Group, who was taking part in the Forum, went to the stage to receive the award from the hands of the managing-director of Grupo Bittencourt, Cláudia Bittencourt.

During that same period, Morana, Balonè and Jin Jin Wok were awarded the Selo de Excelência em Franchising, one of the most traditional and expected awards in the industry, held annually by the Associação Brasileira de Franchising (ABF). For ten consecutive years Morana and Jin Jin

receive the stamp. Balonè on its turn has won the award since its first year of operation: 2007. The stamp has already become a kind of ISO 9000 of franchising and ensures, especially to occasional investors, the quality, robustness, suitability and safety of the brands. For Jae Ho Lee, CEO of Grupo Ornatus, winning the Top 25 and the Selo de Excelência em Franchising is the result of hard work, dedication and seriousness. “This is not just another award. It is the recognition of our work. And everything is the result of a lot of transparency and respect to everyone involved with our business, as well as a brilliant team dedicated and aligned to the values of the company.”

address topics such as formula for success, challenges of chain management, vision of the future, among others. “The intention of our survey and the award is to contribute for the development and consolidation of franchise and business chains in Brazil. Consider the experience of those who have followed a path of success can skip steps and increase the chances of success for a new chain in the system”, Cláudia Bittencourt explains. The result of this study shows that the largest companies in the Brazilian franchise, for example, make an increasingly careful selection, see the

franchisees as valuable partners, teach them to work as entrepreneurs, carry out performance assessments, have a structured management model and value transparency. About the future, the Top 25 want to work to improve the channel for expansion, be even more mature for the future, create new brands and new management models, expand nationally and internationally and prepare themselves for the IPO. Jae Ho Lee also highlights: “We want to form leaders, not followers, and also be a reference in the future.”

SELO DE EXCELÊNCIA EM FRANCHISING ABF6

35 GRUPO ORNATUS/ JUNHO JUNE 2013 •


FRANQUEADO EM AÇÃO

AÇÕES MARCAM O INVERNO DA MORANA Lojas de Salvador e Joinville promovem desfiles e coquetéis para atrair consumidoras ACTIONS ARE A MILESTONE FOR THE MORANA WINTER Stores of the cities of Salvador and Joinville promote fashion shows and cocktails to attract consumers

36

O desfile com lançamento de novas coleções está se tornando tradição no Shopping Barra, em Salvador (BA). E foi essa oportunidade de exposição que despertou o interesse da franqueada Patrícia Amorim, que possui uma loja Morana em operação nesse local desde outubro de 2012. No dia 11 de abril, sua loja desfilou os acessórios da coleção outono/ inverno da marca em um evento aberto ao público, do qual participaram também Calvin Klein, Folic, Cantão, Skyler, Gregory e Bo.Bô. As marcas que aderiram ao desfile investiram R$ 500 cada. Nesse valor já estavam inclusas as modelos e a maquiagem. Os correGRUPO ORNATUS/ JUNHO JUNE 2013 •

dores do shopping serviram de passarela para o evento, e o corredor no qual está localizada a loja Morana foi escolhido para o início e o fim do desfile, aumentando ainda mais a visibilidade da marca. A franqueada explica que o espaço foi propositalmente escolhido pelo shopping por se tratar de uma ala nova que, por isso, estava com pouca circulação de pessoas. “O evento movimentou a loja e deu glamour ao andar. Além disso, dobramos o faturamento de quinta a domingo pós-evento. A mudança foi radical .As pessoas passaram a frequentar mais esse novo espaço do shop-

ping”, diz Patrícia, para quem a participação foi também importante para estreitar o relacionamento com a administração do Shoppping Barra. Além de expor suas peças, a franqueada teve o privilégio de receber a visita de blogueiros, jornalistas e formadores de opinião. “O evento parou o shopping. Foi muito interessante, porque tivemos a visitação da imprensa local, como a TV Rede Bahia, filiada à rede Globo, e o jornal Correio da Bahia.” Após o evento, o shopping passou a exibir um videoclipe em totens espalhados em pontos estratégicos do shopping. Patrícia aproveitou


FRANQUEADO EM AÇÃO

Para a reinauguração da Morana do Shopping Mueller Joinville, Thaise Rocha, subgerente da loja, preparou um coquetel e convidou clientes e blogueiras. A data escolhida foi 12 de março e, na ocasião, não apenas a

inauguração foi o mote para o evento, mas também a apresentação da coleção de inverno da marca. “Fizemos a divulgação um mês antes, e no dia recebemos cerca de 70 pessoas. Foi realmente um sucesso.” A loja, que nos meses anteriores estava com um layout antigo, foi reinaugurada totalmente repaginada. “Toda essa mudança fez muita gente acreditar que antes não existia Morana no shopping. Mas isso foi muito positivo. Nosso faturamento aumentou em 50% após a reinauguração”, diz Thaise, que lembra ainda da contratação de uma modelo para desfilar pelo shopping com as peças

da Morana. Ações de marketing local, sejam elas coquetéis, parcerias ou desfiles, sempre ajudam a movimentar a loja e a conquistar clientes. “Fazemos diversas ações com a boutique Moda Rio, de Nilda de Souza. Levamos, por exemplo, as peças da Morana à casa das clientes da boutique, pois são mulheres de alto poder aquisitivo que não costumam ir à loja. Elas provam a roupa já com os acessórios”, explica Thaise. Além disso, a loja realiza, a cada três meses, um chá da tarde para as clientes da grife e lá deixam à mostra peças da Morana, justamente para atingir o público, que são as mulheres mais maduras.

The fashion show with the launch of new collections is becoming a tradition at the Shopping Barra mall, in the city of Salvador (state of Bahia). And this was the exposure opportunity that aroused the interest of franchisee Patrícia Amorim, who has owned a Morana store in operation at this location since October 2012. On April 11th, her store showed the autumn/winter collection accessories of the brand in an event open to the customers, which also had the participation of Calvin Klein, Folic, Cantão, Skyler, Gregory and Bo.Bô. The brands that joined the fashion show invested R$ 500 each. This value already included models and makeup. The hallways of the mall were the catwalk for the event, and the hallway where the Morana store is located was chosen for the beginning and end of the fashion show, further increasing the visibility of the brand. The franchisee explains that the space was intentionally chosen by the mall, once it is a new section, and thus, it had little flow of people. “The event brought many visitors to the store and provided glamour to the floor. In addition, we doubled the sales at the post-event Thursday to Sunday. The change was radical. People began to visit more this new space of the mall”, Patrícia

says. For her, the participation was also important to strengthen the relationship with the administration of the Shopping Barra mall. In addition to exhibiting the pieces, the franchisee had the privilege to be visited by bloggers, journalists and opinion makers. “The event stopped the mall. It was very interesting, because we were visited by the local press, such as the TV Rede Bahia channel, affiliated to the Rede Globo channel, and the Correio da Bahia newspaper. “ After the event, the mall started to display a video clip in totems spread through strategic points of the mall. Patrícia took the opportunity to offer a cocktail at the store and distribute gifts to the customers. “Those who visited the store and filled a registration or purchased anything received a bag with the folder of the brand and a toiletry bag”, she tells. Cocktail is a milestone for reopening and collection launch For the reopening of Morana at the Shopping Mueller Joinville mall, Thaise Rocha, submanager of the store, prepared a cocktail and invited customers and bloggers. The date chosen was March 12th, and on the occasion, in addition to the reopening, the presentation of the new winter collection of the

brand was also the motto for the event. “We announced the event one month before and, on the day, we were visited by about 70 people. It was truly successful.” The store, which in previous months had an old layout, was reopened fully remodeled. “All that change led a lot of people to believe that there had been no Morana in the mall before. But that was very positive. Our sales increased by 50% after the reopening”, Thaise says, still remembering the hiring of a model to walk around the mall with Morana pieces. Local marketing actions, whether cocktails, partnerships or fashion shows, always help to bring visits to the store and gain customers. “We promote several actions with the Moda Rio boutique, by Nilda de Souza. We bring, for example, Morana pieces to the house of the boutique customers, because they are women with high purchasing power, who do not usually go to the store. They try the clothes already with the accessories”, Thaise explains. In addition, the store offers, every three months, afternoon tea to the customers of the brand and leave Morana pieces displayed there, exactly to reach the customers, that are more mature women.

a oportunidade para fazer um coquetel na loja e distribuir um brinde aos clientes. “Quem entrava na loja e fazia o cadastro ou realizava uma compra ganhava uma sacola com o folder da marca e uma necessárie”, conta. COQUETEL MARCA REINAUGURAÇÃO E LANÇAMENTO DE COLEÇÃO

37 GRUPO ORNATUS/ JUNHO JUNE 2013 •


MÍDIA & EVENTOS

CEO DO GRUPO ORNATUS FAZ PALESTRA PARA EMPREENDEDORES NO ENCONTRO ESTADÃO PME Jae Ho Lee participou de evento que contou com pequenos, médios e grandes empresários CEO OF GRUPO ORNATUS GROUP LECTURES FOR ENTREPRENEURS AT THE ENCONTRO ESTADÃO PME EVENT Jae Ho Lee took part in the event, which was attended by small, medium and large businessmen

38

A 4ª Edição do Encontro Estadão PME, promovido no dia 4 de abril em São Paulo, recebeu importantes nomes do mercado para debate sobre empreendedorismo. O CEO do Grupo Ornatus, Jae Ho Lee, participou de um dos módulos e falou sobre mercado de shopping centers, gestão, investimento e planejamento. Ao lado de RobinsonShiba, do Grupo TrendFoods, Lee apontou a gestão de pessoas como um dos grandes desafios. “Tenho uma equipe de 200 funcionários, incluindo a logística, e diria que não tenho contato com boa parte deles, o que torna os processos um pouco engessados.” Para ele, o Grupo é mais do que uma empresa, é quase uma escola. “Fico na sede de 8 a 12 horas por dia, para realizar reuniões e influenciar, liderar, formar, educar e transmitir a cultura da emGRUPO ORNATUS/ JUNHO JUNE 2013 •

presa. Minha maior luta diária é manter os valores e a agilidade que nos trouxeram até aqui, sustentando esse mesmo tamanho”, revelou o executivo. Lee debateu ainda sobre gestão familiar. Mencionou que enxerga muitas vantagens nesse modelo de gestão. “Eu consegui tomar decisões mais ousadas por saber que tinha uma rede de proteção embaixo. Se eu fosse empreender sozinho, com limitações de capital, acho que não as teria tomado.” O evento foi marcado também pela participação de Alberto Saraiva, fundador da rede Habib’s. Ele contou que largou a medicina para se dedicar à padaria que era comandada pelo pai, morto durante um assalto ao estabelecimento. Sobre empreender, a lição que ele carrega é: “Você tem de ter perseverança e explorar o que sabe fazer de melhor”. No dia

em que estava decidido a fechar a padaria, um taxista lhe disse as mesmas frases que seu pai usava quando ele prestava vestibular. “Não desista filho. Continue lutando que você vai vencer.” Anos depois nascia a primeira unidade do Habib’s, localizada na Rua Cerro Corá, na capital paulista. Desde essa época mantém como política sempre vender esfirras a preço acessível: “Você precisa ter clientes; o lucro é consequência. Na época em que a inflação estava a 70% ao mês, foi o período em que mais lucrei”. Participaram também do encontro, Pedro Chiamulera, da ClearSale; Juliana Motter, da Maria Brigadeiro; Adriane Silveira, da Nannydog; e os professores Aloísio Bueno Buoro (Insper) e Samy Dana (Fundação Getúlio Vargas – FGV-SP).


MÍDIA & EVENTOS

The 4th Edition of Encontro Estadão PME, held on April 4thin the city of São Paulo, was attended by important names of the market for a debate on entrepreneurship. The CEO of Grupo Ornatus, Jae Ho Lee, took part in one of the modules and talked about the market of malls, management, investment and planning. Together with Robinson Shiba, of the Grupo TrendFoods, Lee pointed out people management as one of the greatest challenges. “I have a team of 200 employees, including logistics, and I would say that I have no contact with most of them, which makes the processes a little rigid.” For him, the Group is more than a company, it is almost a school. “I am at the headquarters about 8 to 12 hours a day,in order to hold meetings, influence, lead, train, educate and transmit the culture of the company. My

major daily struggle is to keep the values and agility that have brought us this far, supporting this same size”, the executive revealed. Lee also discussed family management. He mentioned that he sees many advantages in this management model. “I managed to take bolder decisions once I knew I had a safety net underneath. If I were to undertake alone, with capital constraints, I think those decision could not have been taken.” The event was also marked by the participation of Alberto Saraiva, founder of the Habib’s chain. He said that he quit medicine to devote himself to the bakery that was commanded by his father, who was killed during a robbery at the establishment. About undertaking, the lesson he spreads is: “You must have perseverance and explore what you do best”. On the day hehad decided to close the bakery, a taxi

driver told him the same sentences his father used to say when he was making tests to enter the university. “Donot give up son. Continue fighting and you will win.” Years later, the first unit of Habib’s was open, located at Rua Cerro Corá, in the city of São Paulo, capital of the State. Since that time, he always keeps the policy of sellingsfihas at affordable prices: “You need to have customers; profit is a consequence. When inflation was 70% per month, I had the highest profit.” Pedro Chiamulera, of ClearSale, Juliana Motter, of Maria Brigadeiro, Adriane Silveira, of Nannydog and professors Aloísio Bueno Buoro (Insper) and Samy Dana (Fundação Getúlio Vargas – FGV-SP) also attended the meeting.

CONFIRA AS NOTÍCIAS PUBLICADAS SOBRE O GRUPO ORNATUS CHECK OUT THE NEWS PUBLISHED ABOUT GRUPO ORNATUS

JAE HO LEE – FRANQUIAS (CANAL DO EMPRESÁRIO – AGÊNCIA DESENVOLVE SP – MAIO DE 2013) Em entrevista concedida ao Canal do Empresário, da Agência Desenvolve SP, o CEO do Grupo Ornatus abordou as oportunidades e os desafios do franchising, os requisitos ingressar nesse mercado, a relação de confiança e respeito que deve existir entre franqueadora e franqueado e o perfil atual do empreendedor brasileiro. JAE HO LEE – FRANCHISES (CANAL DO EMPRESÁRIO – DESENVOLVE SP AGENCY – MAY, 2013) In an interview to the Canal do Empresário, of the Desenvolve SP Agency, the CEO of Grupo Ornatus addressed the opportunities and challenges of franchising, the requirements to enter this market, the trust and respect relationship that must exist between franchisor and franchisee and the current profile of the Brazilian entrepreneur.

FILHOTES BEM-NASCIDOS (REVISTA SHOPPING CENTERS/ABRASCE – ABRIL DE 2013) Matéria publicada na revista da Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce)mostra que os varejistas estão investindo em novas marcas, a partir da expertise adquirida com as marcas-mãe, para atingir públicos diferentes. O executivo Eduardo Morita falou sobre o nascimento das redes de acessórios Morana, Baloné e Love Brands, além de falar da importância da relação “ganha-ganha” entre franqueadora e franqueado.

WELL-BORN BABIES (SHOPPING CENTERS MAGAZINE/ABRASCE – APRIL, 2013) Article published in the magazine of the Associação Brasileira de Shopping Centers(Abrasce) shows that retailers are investing in new brands, based on the expertise gained from the parent brands, to reach different customers. The executive Eduardo Morita spoke about the birth of the chains of accessories Morana, Balonè and Love Brands, in addition to mentioning the importance of the “win-win” relationship between franchisor and franchisee.

39 GRUPO ORNATUS/ JUNHO JUNE 2013 •


MÍDIA & EVENTOS

OPÇÕES PARA TODOS TIPOS DE GOSTO E BOLSO (VALOR SETORIAL – ABRIL DE 2013) O Valor Setorial publicou uma edição só sobre franquias. Em uma das reportagens, a Love Brands é reconhecida como a primeira franquia formada por três fortes marcas do varejo. Marcelo Sarpe, diretor de expansão, revela que em menos de seis meses dez lojas já estavam em operação.

OPTIONS FOR ALL KINDS OF POCKETS AND TASTE (VALOR SETORIAL NEWSPAPER – APRIL, 2013) The Valor Setorial newspaper published an edition only on franchises. In one of the articles, Love Brands is recognized as the first franchise formed by three strong brands of retail. Marcelo Sarpe, expansion director, reveals that, in less than six months, ten shops were already in operation.

FUNDOS AMPLIAM FATIAS NAS REDES NACIONAIS (VALOR SETORIAL – ABRIL DE 2013) Matéria aponta presença cada vez maior de fundos de investimento no Brasil, principalmente, no mercado de alimentação. Um exemplo é a chegada da MySandwich, resultado de uma joint-venture entre o Grupo Ornatus e a Starfoods, por meio da Explorer Investments. A previsão é que a empresa feche 20 contratos da rede somente em 2013.

FUNDS EXPAND SHARES IN BRAZILIAN CHAINS (VALOR SETORIAL NEWSPAPER – APRIL, 2013) Article points out the increasing presence of investment funds in Brazil, mainly in the food market. An example is the arrival of MySandwich, result of a joint venture between Grupo Ornatus and Starfoods, through the Explorer Investments. The company is expected to sign 20 contracts of thechain only in 2013.

TERRA À VISTA (GUIA DIVIRTA-SE/SÃO PAULO – 19 DE ABRIL DE 2013) Nota publicada no Divirta-se, guia semanal do jornal O Estado de S.Paulo, apresentou algumas marcas portuguesas do segmento alimentício que desembarcaram no Brasil, com uma breve história sobre cada uma. A MySandwich está entre elas. Vasco Oliveira, executivo da rede, diz que pretende abrir de 20 a 30 unidades da lanchonete no Brasil por ano.

LAND IN SIGHT (DIVIRTA-SE GUIDE/CITY OF SÃO PAULO – APRIL 19TH, 2013) Note published on Divirta-se, the weekly guide of the O Estado de S.Paulo newspaper, showed some Portuguese brands of the food segment that have landed in Brazil, with a brief history about each one. MySandwich is among them. Vasco Oliveira, executive of the chain, says heplans to open from 20 to 30 units of the snack bar in Brazil per year.

AS 25 MELHORES FRANQUIAS DO PAÍS, SEGUNDO CONSULTORIA (EXAME PME/ONLINE – 18 DE ABRIL DE 2013) Pesquisa realizada pelo Grupo Bittencourt que identificou as 25 melhores franquias do Brasil foi publicada pelo portal Exame PME. A Morana está entre as marcas que foram premiadas com o troféu Top 25 do Franchising Brasileiro.

THE 25 BEST FRANCHISES IN BRAZIL, ACCORDING TO A CONSULTING FIRM (EXAME PME MAGAZINE/ONLINE – APRIL 18TH, 2013) Survey conducted by Grupo Bittencourt, which identified the 25 best franchises in Brazil, was published by the EXAME PME portal. Morana is among the brands that were awarded the Top 25 do Franchising Brasileiro trophy.

40 GRUPO ORNATUS/ JUNHO JUNE 2013 •


MÍDIA & EVENTOS

JIN JIN SUSHI INAUGURA 1ªLOJA (DCI/SÃO PAULO – 18 DE MARÇO DE 2013) A cidade de São Paulo ganhou uma nova opção de culinária japonesa. A rede Jin Jin Sushi foi inaugurada no Mooca Plaza Shopping e tem como diferencial uma variedade de pratos orientais no bufê por quilo.

JIN JIN SUSHI OPENSTHE 1ST STORE (DCI NEWSPAPER/CITY OF SÃO PAULO – MARCH 18TH, 2013) The city of São Paulo has gained a new option of Japanese cuisine. The Jin Jin Sushi chain was opened at the Mooca Plaza Shopping mall and offers, as distinction, a variety of Oriental dishes in the buffet per kilo.

TRAJETÓRIAS DE CINEMA (O ESTADO DE S.PAULO/SÃO PAULO – 7 DE ABRIL DE 2013) O 4º. Encontro PME, promovido pelo jornal O Estado de S.Paulo, foi a principal notícia do caderno Estadão PME em 7 de abril. O evento contou com a participação de importantes empresários, dentre os quais, Jae Ho Lee, CEO do Grupo Ornatus. Ele revelou como começou no segmento de alimentação e falou sobre os desafios como empreendedor.

CINEMA TRAJECTORIES (O ESTADO DE S.PAULO NEWSPAPER/STATE OF SÃO PAULO – APRIL 7TH, 2013) The 4thEncontro PME , promoted by the O Estado de S.Paulonewspaper, was the main news of the Estadão PME section on April 7th. The event was attended by important businessmen, among them, Jae Ho Lee, CEO of Grupo Ornatus. He revealed how he started in the food segment and talked about the challenges as an entrepreneur.

GESTÃO DE PESSOAS VIRA GRANDE DESAFIO PARA EMPRESÁRIOS (ESTADÃO PME/ONLINE – 4 DE ABRIL DE 2013) Durante o Encontro Estadão PME, Jae Ho Lee, do Grupo Ornatus, e Robinson Shiba, da China in Box,falaram sobre suas dificuldades em manter equipes.

PEOPLE MANAGEMENT BECOMES A GREAT CHALLENGE FOR BUSINESSMEN (ESTADÃO PME MAGAZINE/ONLINE – APRIL 4TH, 2013) During the Encontro Estadão PME, Jae Ho Lee, of Grupo Ornatus, and Robinson Shiba, of China in Box, talked about their difficulties in keeping teams.

NEGÓCIOS COM O JEITINHO BOM DO BRASILEIRO (O ESTADO DE S.PAULO/SÃO PAULO – 3 DE ABRIL DE 2013) Jae Ho Lee, CEO do Grupo Ornatus, foi um dos convidados para um debate sobre empreendedorismo durante o Encontro Estadão PME. O executivo iniciou a carreira quando concluía o curso de administração: transformou seu trabalho de conclusão de curso em uma rede de franquia de culinária asiática que já completou 20 anos de atuação. Dez anos depois, ele apostou também em acessórios, setor que tem sido impulsionado pela presença da mulher no mercado de trabalho. BUSINESS WITH THE GOOD STYLE OF BRAZILIAN PEOPLE (O ESTADO DE S.PAULO NEWSPAPER/STATE OF SÃO PAULO – APRIL 3RD, 2013) Jae Ho Lee, CEO of Grupo Ornatus, was one of the guests for a debate on entrepreneurship during the Encontro Estadão PME. The executive started his career when he was concluding the Business Administration course: he turned his final paper in a franchise chain of Asian cuisine that has already completed 20 years of operation. Ten years later, he also bet on accessories, segment which has been boosted by the presence of women in the labor market. GRUPO ORNATUS/ JUNHO JUNE 2013 •

41


MÍDIA & EVENTOS

INTERIOR (O GLOBO/NEGÓCIOS & CIA/RIO DE JANEIRO – 26 DE MARÇO DE 2013) Durante o Encontro A expansão da Love Brands foi um dos destaques da coluna de negócios do principal jornal carioca. O investimento na rede gira em torno de R$ 200 mil. COUNTRYSIDE (O GLOBO NEWSPAPER/NEGÓCIOS & CIA SECTION/CITY OF RIO DE JANEIRO – MARCH 26TH, 2013) The expansion of Love Brands was one of the highlights of the business column of the main newspaper of the city of Rio de Janeiro. The investment in the chainis about R$ 200 thousand.

BIJUTERIA E SEMIJOIA CRESCEM NO BRASIL (O ESTADO DE S.PAULO/SÃO PAULO – 28 DE MARÇO DE 2013) Matéria mostra que a presença cada vez maior da mulher no mercado de trabalho tem fortalecido o segmento de bijuterias e semijoias. Eduardo Morita, diretor de desenvolvimento e negócios do Grupo, explica que Morana e Balonè possuem públicos distintos, e revela os planos de expansão das redes. A reportagem conta ainda com entrevista com a franqueada Camila Coiro, que identificou que as mulheres, com medo de assaltos, têm optado por bijuterias, mas mais ousadas, porque se preocupam em estar alinhadas com as tendências de moda. CUSTOM JEWELRY AND SEMI JEWELRY GROW IN BRAZIL (O ESTADO DE S.PAULO NEWSPAPER/STATE OF SÃO PAULO – MARCH 28TH, 2013) Article shows that the increasing presence of women in the labor market has strengthened the custom jewelry and semijewelry segment. Eduardo Morita, development and business director of the Group, explains that Morana and Balonè have separate customers, and reveals the expansion plans of the chains. The article also has an interview with franchisee Camila Coiro, who identified that women, afraid of robberies, have opted for customs jewelry, but bolder ones, because they wish to be aligned with fashion trends.

SABOR ORIENTAL (FOLHA DE S.PAULO/MERCADO ABERTO/SÃO PAULO – 22 DE MARÇO DE 2013) No início do mês de março, o Grupo Ornatus inaugurou a primeira unidade Jin Jin Sushi na cidade de São Paulo. A notícia foi destaque em uma das principais colunas de economia e negócios de São Paulo. ORIENTAL FLAVOR (FOLHA DE S.PAULO NEWSPAPER/MERCADO ABERTO SECTION/STATE OF SÃO PAULO – MARCH 22ND, 2013) At the beginning of March, Grupo Ornatus opend the first Jin Jin Sushi unit in the city of São Paulo. The news was the highlight in one of the main economy and business columns of the state of São Paulo.

PENSE COMO UM IMIGRANTE (VOCÊ S/A/ SÃO PAULO – 1º DE MARÇO DE 2013) Matéria mostra como estrangeiros tiveram sucesso no mercado brasileiro. Um dos empresários é o CEO do Grupo Ornatus, Jae Ho Lee, que veio da Coreia do Sul para o Brasil com apenas oito anos de idade. A família abriu duas lojas de bijuterias em São Paulo e ele iniciou como empreendedor no ramo de alimentação.

THINK AS AN IMMIGRANT (VOCÊ S/A MAGAZINE/CITY OF SÃO PAULO – MARCH 1ST, 2013) Article shows how foreigners were successful in the Brazilian market. One of the entrepreneurs is the CEO of Grupo Ornatus, Jae Ho Lee, who came from South Korea to Brazil when he was only eight years old. The family opened two custom jewelry stores in the city of São Paulo and he started his activities as an entrepreneur in the food segment.

42 GRUPO ORNATUS/ JUNHO JUNE 2013 •


As praças de alimentação ficarão cada vez mais bem frequentadas.

Nova Jin Jin Sushi. Há 20 anos no mercado, a Jin Jin Wok é uma das marcas representadas pelo Grupo Ornatus, e já está constituída como referência em gastronomia. Agora a empresa lança uma nova franquia: a Jin Jin Sushi, especializada exclusivamente em culinária japonesa. Com um modelo de negócio especial, a Jin Jin Sushi conta com apoio e suporte contínuo ao franqueado, além de campanhas no restaurante, promoções e brindes que garantirão ainda mais o sucesso desse novo empreendimento.

Conheça e faça parte. Expansão: (11) 2110.3300

43 GRUPO ORNATUS/ JUNHO JUNE 2013 •

Aqui todo mundo come bem


SÃO VÁRIAS MARCAS, PARA VOCÊ SE IDENTIFICAR COM UMA DELAS.

Invista em uma de nossas franquias, e torne-se um empreendedor de sucesso.

44 GRUPO ORNATUS/ JUNHO JUNE 2013 •

O Grupo Ornatus é especializado em gestão de redes de franquias com mais de 30 anos de experiência em varejo. Responsável pelas marcas Morana, Balonè, Jin Jin Wok, Jin Jin Sushi, Little Tokyo, Love Brands e MySandwich.

ENTRE EM CONTATO CONOSCO E SEJA UM FRANQUEADO DE SUCESSO. +55 (11) 2110 3300 franquia@grupoornatus.com www.grupoornatus.com


Revista Ornatus Junho