Issuu on Google+

ANO III - N o 16

R$ 10,00

Viagem

Itália: um roteiro pelo País da Bota NATURAL DA TERRA

Verão

Desfrute a estação com saúde, beleza e em forma

| ANO III - No 16

Especial

Receitas, drinques, vinhos e tudo o mais para celebrar a época mais festiva do ano 001_capa.indd 1

26.11.09 23:50:26


Em breve vocĂŞ terĂĄ mais um bom motivo para apreciar o que hĂĄ de melhor em nossas lojas. anuncio revista NT.indd 1 Untitled-2 2

01.12.09 18:08:23


Surpreenda-se com um hortifruti completo!

wtpublicidade.com.br

Aqui você encontra produtos sempre fresquinhos, com uma variedade incomparável e soluções para o seu dia a dia.

11 5188.8108 Confira nossos endereços:

www.naturaldaterra.com.br

Untitled-4 3

30.11.09 11:48:39 30.11.09 13:36:51


é uma publi­ca­ção do Natural da Terra Diretor Administrativo - Florisvaldo Ruiz Gerente de Marketing - Fabiana Marin Analista de Marketing - Adriana Naomi Takeuti Assistente de Marketing - Claudio Ivan Bezerra

Natural da Terra – Alto da Boa Vista Avenida Santo Amaro, 6618

Natural da Terra – Brooklin Avenida Santo Amaro, 3493

Natural da Terra - Moema Al. dos Nhambiquaras, 1856

Natural da Terra – Higienópolis Rua Rosa e Silva, 163/177

Natural da Terra – Itaim Rua João Cachoeira, 1351

Tel. (11) 5188-8108 www.naturaldaterra.com.br

Felicidade no ar Experimente! O clima é de muita festa. Mais que especial, esta edição chega para comemorar oito anos de Natural da Terra e quatro anos de nossa revista. Uma trajetória regada a muito trabalho e ousadia, palavras-chave de nosso negócio. História de sucesso que fazemos questão de contá-la aqui, tim-tim por tim-tim, na seção Mundo Natural da Terra. A edição celebra também o fim de ano, tempo de encurtar distâncias, reunir amigos e brindar. Pensando nisso, desvendamos o mundo dos vinhos espumantes na reportagem de capa. Espumante, cava ou champanhe?

Diretora Responsável - Mariella Lazaretti Diretor Executivo - Georges Schnyder Rua Andrade Fernandes, 283 - CEP 05421-010 - São Paulo-SP Tel/Fax (11) 3023-5509 - E-mail: 4capas@4capas.com.br Projeto Editorial - 4 Capas Editora R eda ç ã o Diretor de Redação - Ricardo Castilho Projeto Gráfico - Fábio Santos Editor de Arte - Eduardo Galdieri Editora - Letícia Rocha Colaboraram nesta edi­ção: Texto – Carol Esquilante, Gil Bertolino e Ruth Figueiredo (revisão), Horst Kissman, Iva Oliveira e Maria de Gusmão Foto – Alexander Landau, Ana Paula Kuntz, António Rodrigues, Paulo Mercadante, Priscila Prade, Rogerio Voltan, Ricardo D'Angelo e Tadeu Brunelli Produção – Cristina Esquilante e Manu Figueiredo P u b l icidade mar­ke­ting@natu­ral­da­ter­ra.com.br

Entenda as diferenças e eleja seu preferido. Em comum, todos fazem um casamento perfeito com as frutas vermelhas, que chegam com força total a esta estação. Festejar, sem bebidas alcoólicas, é possível, sim. Com estilo, a reportagem de drinques traz incríveis receitas de coquetéis perfeitos para refrescar os dias de verão. Na trilha da saúde, truques para planejar e tornar possíveis as promessas de Ano-Novo. Também traçamos um roteiro pela Itália, que começa pela surpreendente Roma, um dos poucos lugares do mundo onde se esbarra, a cada instante, em um monumento milenar. O tour ainda passa pelas famosas Pisa, Firenze e Veneza, e descobre, pelo caminho, as belas cidadezinhas de Lucca e Treviso. Um abraço, boa leitura e boas festas! Que 2010 seja um sucesso!

Jornalista Responsável – Ricardo Castilho P rod u ç ã o gr á fica Doron Central e Compras Gráficas

Fabiana Marin mar­ke­ting@natu­ral­da­ter­ra.com.br

I mpre s s ã o P LU R A L E D I T O R A G R Á F I C A Av. Marco Penteado Ulhôa Rodrigues, 700 - CEP 06500-000 Tamboré, Santana de Parnaíba, SP / Tel. (11) 4152-9446 As pes­soas não lis­ta­das no expe­dien­te não estão auto­ri­za­das a falar em nome da revis­ta ou a reti­rar qual­quer tipo de mate­rial sem pré­via auto­ri­za­ção emi­ti­da pela reda­ção ou pelo depar­ta­men­to de mar­ke­ting do Natural da Terra.

004_carta_editor_expediente.indd 6

30.11.09 17:02:30


Untitled-1 1

26.11.09 18:49:12


006_kron.pdf

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

27.11.09

16:12:18


sumário 14

CAPA Produção Cris Esquilante Foto: Ricardo D’Angelo Agradecimento: taças e bailarina de vidro, Casa Canela www.casacanela.com.br

22

10 | VIDA SAUDÁVEL Pílulas de bem-estar

14 | DUPLA SABOROSA Frutas vermelhas e espumantes, um casamento perfeito

22 | PRODUTOS DA ESTAÇÃO Uva

30 | COZINHA FÁCIL Receitas para a ceia natalina

38 | SETOR

A temporada pede frutas secas

38

46

46 | CLIENTE GOURMET Fettuccine ao salmão defumado

50 | TENTAÇÕES

Um guia de presentes para as compras de Natal

54 | BEBIDA

Coquetéis deliciosos, cheios de estilo, e sem álcool

60 | VIAGEM

Um roteiro pelos encantos da bela e histórica Itália

60

50

007_009_Sumario.indd 7

30.11.09 17:15:37


NATURAL  DA  TERRA

|

ANO III – nº 16

82

72

68

68 | Perfil

Nos bastidores, um bate-papo com o consagrado ator Juca de Oliveira

72 | Estilo

Pelo universo das cozinhas gourmets

76 | Saúde

Manual prático para tornar possível as metas do Ano-Novo

80 | Beleza

Cabelo e pele pedem atenção especial nesta estação

82 | Desfrute São Paulo

94

Passeios imperdíveis na capital e no litoral

86 | Dicas do Freguês O cliente dá seu recado

68

90 | Mundo Natural da Terra Novidades da rede

94 | Produtos

As compras da chef Luciana Bonamico

98 | Cartas

A palavra do leitor

007_009_Sumario.indd 8

30.11.09 17:16:43


Untitled-1 1

25/11/2009 16:34:04


vida saudável

Boa mordida Pele de pêssego é seu desejo? Então, coma maçã! A fruta é uma aliada de peso para garantir a elasticidade dos tecidos. Tudo porque é rica em pectina, substância que ajuda na formação das fibras de colágeno. De quebra, você garante boa saúde estomacal e redução do colesterol.

Estrela amazônica A vedete desta estação, acreditem, deve ser o açaí. Não porque ele seja uma das guloseimas mais consumidas no verão. É que recentes pesquisas apontam que o fruto nativo da Amazônia é o alimento com o maior índice oxidante do mundo. Os números impressionam: o açaí é dez vezes mais potente que o cacau e 20 vezes mais que o até então celebrado vinho tinto. Tanto é que universidades de todo o mundo estão investindo em novos estudos da iguaria amazônica. A substância responsável por tanto poder são os flavonoides, capazes de prevenir doenças cardiovasculares, câncer e doenças degenerativas do cérebro. E os benefícios continuam. O açaí ajuda a emagrecer, pois, apesar de muitas calorias, acelera a atividade do metabolismo e queima os excessos. A regra não vale se a tigela servida for “gorda” e vier cheia de açúcar, xarope de guaraná, granola e afins.

10

010_012_vida_saudavel.indd 10

30.11.09 18:06:22


0

Acessório indispensável Viva o verão! É tempo de sol, praia e piscina. Coisas que os brasileiros adoram e quase sempre exageram. E se esquecem de que, além do filtro solar e de muita hidratação, é preciso cuidado com os olhos. É que os efeitos da radiação UV são cumulativos. Quanto mais os olhos fiquem expostos aos raios UV, maiores serão os riscos do desenvolvimento de moléstias, com o passar dos anos. “Use óculos escuros de boa qualidade e que ofereçam proteção adequada aos olhos, não apenas durante o verão, mas também durante todo o ano”, diz a oftalmologista Fernanda Takay, do Instituto de Moléstias Oculares (IMO). Ao comprar os óculos de sol, leve em consideração, primordialmente, o nível de proteção contra a radiação ultravioleta (UVA e UVB) que as lentes oferecem. “Bons óculos escuros devem bloquear de 99% a 100% as radiações UVA e UVB. Devem ter lentes cinza, verdes ou marrons, capazes de filtrar entre 75% e 90% da luz”, afirma a especialista. Bonés, viseiras e chapéus são uma proteção adicional e não substituem os óculos de sol. Ficar à sombra não significa estar livre da radiação solar, que se reflete na água, na areia e no asfalto. Atenção: óculos de grau também devem ter proteção UV.

Cuidados de verão Calor e tempo seco não combinam. Se os termômetros estão em alta e a umidade do ar baixa, o corpo exige cuidados. Para evitar problemas, a Secretaria de Estado da Saúde dá dicas: prepare os alimentos o mais próximo possível do horário de consumi-los e mantenha-os refrigerados abaixo de 5 ºC. Beba muita água, sucos naturais e água de coco. Evite o acúmulo de poeira, que faz desencadear doenças respiratórias; durma em locais arejados e umedecidos. Toalhas molhadas e baldes com água nos quartos são um bom truque para substituir os umidificadores de ar. Use soro fisiológico para olhos e narinas, em caso de irritação. Fique atento às variações de temperatura: evite sair direto do calor da rua para o ar condicionado muito gelado.

11

natural da terra

010_012_vida_saudavel.indd 11

30.11.09 18:08:03


vida saudável

Novidade Não esqueça Decore esta lista: mamão, manga, melancia, laranja, brócolis, couve-flor, repolho, espinafre, rúcula, feijão, soja, ervilha, alfafa, castanha, azeite, peixes e shiitake. Ficou difícil memorizar tanta coisa? Se eles fizerem parte do seu dia a dia, não. É que esses são só alguns exemplos de produtos que ajudam a manter a memória em dia. Chamados Smart Nutrients, eles têm ação inteligente e positiva no funcionamento do cérebro.

Poder das proteínas

Azeite de oliva, chocolate 70% cacau e abacate são alimentos que, nos últimos anos, receberam o rótulo de “gorduras do bem”. A lista ganhou um concorrente de peso, o óleo de coco. Saiu do reduto das clínicas de estética e está cada vez mais conquistando o universo da alimentação saudável. Generoso em ácidos graxos, funciona como um grande amigo no combate ao colesterol alto. É o único óleo vegetal rico em ácido láurico, a mesma substância encontrada no leite materno e responsável pelo fortalecimento do sistema imune. Perfeito para evitar gripes e resfriados e, ainda, com altas doses de vitamina E, é indicado para quem quer emagrecer, pois diminui a vontade de comer doces e alimentos gordurosos.

Todo mundo sabe que carne vermelha, todo dia, não faz bem. Mas não dá, simplesmente, para retirá-la da alimentação. O que muita gente faz, erroneamente, com a neurose de um “corpo saudável”. Os especialistas alertam: numa escala de relevância, as proteínas são os nutrientes mais importantes. Atuam nas funções vitais, formam a estrutura dos tecidos, garantem a manutenção e a reparação celular e ainda contribuem para o sistema imune. Em nosso corpo, quase tudo é proteína, desde as cartilagens, os músculos e os ossos até os hormônios e as enzimas digestivas. A dica é também incluir no cardápio fontes proteicas saudáveis, como peixe, ovo, leite e soja. Para dispensar qualquer proteína no prato, aposte na combinação legumes, cereais e tubérculos, que juntos, em uma única refeição, rendem um valor proteico equivalente ao da carne vermelha, com a garantia de um prato saudável. 12

010_012_vida_saudavel.indd 12

30.11.09 18:08:32


Untitled-1 1

26.11.09 18:50:21


produtos da estação

14

014_021_mat_capa.indd 14

30.11.09 18:12:34

1


4

Para

brindar Por horst kissmann fotos ricardo D'angelo

Desvendamos o mundo dos vinhos espumantes. E, de quebra, sugerimos uma harmonização perfeita com frutas vermelhas, em alta nesta estação Quem gosta de comemorar em grande estilo sempre tem um espumante geladinho à espera de um bom momento para brindar. Champanhe, cava, prosecco... a adega de casa pode estar cheia, mas será que é tudo da mesma coisa? Muita gente ainda confunde, porque, basicamente, todos são, sim, vinhos espumantes, porque contêm gás carbônico, o responsável pela farta espuma e pelas bolhinhas que perduram no copo. Em seguida, entram as particularidades de cada rótulo, que ganham nomes diferentes e, geralmente, vêm do método e da região de produção da bebida. Para ser champanhe, a mais celebrada das bebidas, só se for produzido na famosa região de Champagne, no nordeste da França. E não é só isso: as normas de fabricação são rigorosas e a matéria-prima tem de ser local e exclusivamente uva branca: a Chardonnay e as tintas Pinot Noir e Pinot Meunier. Sim! Usa-se uva tinta para o champanhe. Nada de mágica, apenas as cascas são separadas assim que o suco da uva é extraído. Um esclarecimento: usa-se a grafia Champagne para denominar a região francesa, e champanhe, para o vinho, em português. Não muito longe dali, na Espanha, produz-se outra bebida ainda muito confundida com a francesa de grife. Apesar de seguir o mesmo processo, de segunda fermentação em garrafa, do espumante espanhol, a ela se dá o nome cava. O prosecco é feito na Itália, com uma uva de mesmo nome, sob o método charmat, em que a segunda fermentação acontece em tanques de aço inoxidável. 15

Espumante, por si só, é como denominamos a bebida produzida no Brasil. E, por falar nisso, ela está com a bola toda: hoje, temos rótulos premiados internacionalmente, com ótima qualidade e preços atraentes.

Casamento perfeito Agora, você já sabe tudo sobre os vinhos espumantes. Ou melhor, quase tudo. Harmonizá-lo não é uma tarefa difícil e nem precisa ficar só nas entradinhas, peixes e frutos do mar. Frutas vermelhas, que estão em alta nesta estação, é uma combinação irresistível e que surpreende. Melhor ainda é que essas frutinhas, antes só encontradas congeladas, estão cada vez mais fáceis de achar fresquíssimas no mercado. De morango e amora a framboesa, cereja e mirtilo. “Uma combinação muito sofisticada, romântica e sensual. É muito comum nos restaurantes da França. Serve-se para aguçar o paladar”, diz com autoridade o francês Patrick Ferry, o chef do Hotel Sofitel São Paulo. Tem até sorveteria apostando na dupla frutas vermelhas e espumante como uma das vedetes da estação. Na Mil Frutas, marca carioca que se instalou no top Shopping Cidade Jardim e ganhou a capital paulista, uma ótima opção para o verão é o sorvete de amora com champanhe. “É uma forma de multiplicar a delicadeza dos aromas, dos sabores e da beleza de um prato”, complementa o chef Antonino Malaquias, da Fazenda Baronesa Von Leithner, especializada na produção de frutas vermelhas, em Campos do Jordão, São Paulo.

natural da terra

014_021_mat_capa.indd 15

30.11.09 18:12:53


produtos da estação

CEREJA: CULTIVADA EM REGIÕES DE CLIMA FRIO, É UM DOS SÍMBOLOS DO NATAL.

MIRTILO: TAMBÉM CONHECIDO COMO BLUEBERRY, É MUITO USADO NA ALTA CONFEITARIA FRANCESA. FRAMBOESA: PARECIDA COM A AMORA, SEU INTERIOR É OCO E O SABOR SUAVE E ADOCICADO. AMORA: ESPECIAL PARA A PRODUÇÃO DE GELEIA, ESTÁ PRESENTE TAMBÉM EM COMPOTAS E IOGURTES. MORANGO: CULTIVADO EM ZONAS TEMPERADAS E SUBTROPICAIS, VAI MUITO BEM COM CHAMPANHE.

16

014_021_mat_capa.indd 16

30.11.09 18:13:21

1


6

Nas prateleiras Champanhe

Espumante

Cava

Veuve Clicquot Ponsardin Brut Castas: Chardonnay, Pinot Noir e Pinot Meunier Álcool: 12% Produtor: V.C.P Reims, França Conhecida como a champanhe da viúva, em referência a Nicole Barbe Clicquot, que, ao perder o marido, aos 27 anos, arregaçou as mangas e impulsionou os negócios da famosa maison. Atualmente, é elaborado com 56% de Pinot Noir, 16% de Pinot Meunier e 28% de Chardonnay. Por esse motivo, tem a cor mais rosada e os aromas mais pronunciados de frutas vermelhas. Excelente qualidade.

Don Laurindo Brut 2006 Castas: Chardonnay e Riesling Itálico Álcool: 12% Produtor: Vinhos Don Laurindo S.A. Vale dos Vinhedos, Brasil A Riesling entra em sua composição para lhe dar um pouco mais de acidez. Muita fruta e boa persistência.

Freixenet Cordon Negro Brut Castas: Macabeo, Xarel-lo e Parellada Álcool: 12% Produtor: Freixenet S.A. Sant Sadurni D’Anoia, Espanha Um dos vinhos espumantes de maior prestígio. A Casa Freixenet é um gigante na produção de bons espumantes.

Moët & Chandon Brut Imperial Castas: Chardonnay, Pinot Noir e Pinot Meunier Álcool:12% Produtor: Moët & Chandon Épernay, França Uma das marcas clássicas de champanhe, é também uma das mais vendidas. Constância de qualidade, faz dele um champanhe confiável e sempre uma boa compra, principalmente pelo preço. Prosecco Villa Sandi DOC Casta: Prosecco Álcool: 11% Produtor: La Gioiosa Valdobbiadene, Itália Vem de uma região italiana que é reconhecida pela qualidade dos vinhos espumantes. A uva Prosecco mostra sua personalidade, em uma bebida intensa. 17

Veja o que o Natural da Terra reservou para você

Casa Valduga Premium Moscatel 2008 Casta: Moscato Álcool: 8% Produtor: Casa Valduga Vinhos Finos S.A. Vale dos Vinhedos, Brasil Espumante doce, ideal para acompanhar doces e panetone.

Chandon Brut Reserva Castas: Pinot Noir e Riesling Italico Álcool: 11,8% Produtor: Chandon do Brasil Vale dos Vinhedos, Brasil Um dos melhores espumantes feitos no Brasil, com muito equilíbrio entre acidez, persistência e fruta. Um belo conjunto.

Salton Brut 2008 Casta: Prosecco Álcool: 11,5% Produtor: Salton Bento Gonçalves, Brasil A gigante Salton é hoje a maior produtora de vinhos espumantes do Brasil. Este espumante é um dos responsáveis por seu sucesso. Longo e com boa fruta tanto no aroma como no paladar.

Freixenet Carta Nevada Castas: Macabeo, Xarel-lo e Parellada Álcool: 12% Produtor: Freixenet S.A Sant Sadurni D’Anoia, Espanha Outro vinho da Casa Freixenet. Esbanja frescor, com boa acidez e muita fruta. Longo e persistente.

Cristalino Brut/Demi Castas: Macabeo, Xarello e Parellada Álcool: 11,5% Produtor: Jaume Serra Penedés, Espanha Depois de feita a mescla com as três uvas, o espumante descansa nas garrafas por 12 meses. O resultado é uma bebida gostosa, persistente e com boa acidez.

NATURAL DA TERRA

014_021_mat_capa.indd 17

30.11.09 18:14:15


PARFAIT DE FRUTAS VERMELHAS 6 porções 3 • panetones de 1 kg cada um 500 g • de suspiros 300 g • de morangos frescos 300 g • de cerejas 300 g • de amoras 300 g • de blueberries 1 ramo • de hortelã fresca CrÈme Pâtissière 2 litros • de leite 20 • gemas 1 kg • de açúcar 3 favas • de baunilha 10 colheres (sopa) • de amido de milho 6 colheres (sobremesa) • de manteiga sem sal

alexander landau

produtos da estação

Modo de preparo

CrÈme PâtissiÈre 1. Abra a fava de baunilha, raspe-a internamente e junte os grãozinhos ao leite, colocado numa panela de fundo espesso. 2. Leve ao fogo baixo para aquecer bem. 3. Enquanto isso, bata as gemas e o açúcar até obter uma mistura esbranquiçada; adicione o amido de milho; misture bem. 4. Dilua a mistura no leite fervente, batendo sempre. 5. Despeje tudo novamente na panela e leve ao fogo para ferver, batendo continuamente até engrossar. 6. Fora do fogo, unte a superfície com a manteiga para evitar que se forme uma crosta depois de esfriar. Finalização 1. Corte os panetones em discos bem redondos; reserve. 2. Corte os morangos delicadamente em 4 partes. 3. As outras frutas, por serem pequenas, mantenha-as no tamanho original. 4. Em um prato, coloque uma base de panetone, cubra com o crème pâtissière; coloque as frutas, os suspiros como recheio e cubra com a outra parte do panetone. * Dica do chef: sirva com uma bola de sorvete de morango (ou algum sorvete em tom lilás, como o de lavanda). Receita do chef e consultor Carlos Ribeiro, tel. (11) 3052-2252, São Paulo, SP; www.chefcarlosribeiro.com 18

014_021_mat_capa.indd 18

30.11.09 18:14:53

1


paulo mercadante

BRINDE DE CHAMPANHE E CEREJAS 6 porções 750 ml • de champanhe spumoni 500 ml • de creme de leite fresco gelado 150 g • de açúcar; 100 g de amarena zabaione 4 • gemas 100 g • de açúcar 100 ml • de champanhe 1 litro • de creme de leite 8 g • de gelatina em pó sem sabor bolacha 150 g • de açúcar 215 g • de manteiga 15 g • de gengibre 250 g • de farinha de trigo mousse de cereja 450 g • de purê de cerejas 15 g • de gelatina 450 ml • de creme de leite Minirrosas para decorar

Modo de preparo

spumoni 1. Em um sifão de fazer chantilly, coloque todos os ingredientes do spumoni, mantenha na geladeira. zabaione 1. Bata as gemas com o açúcar e o champanhe em banho-maria até dobrar de volume; não deixe cozinhar as gemas. Em um liquidificador bata o creme de leite e acrescente a gelatina dissolvida, continue batendo. 2. Misture as gemas com o creme batido, de forma envolvente; reserve. montagem das taças 1. Disponha o champanhe no fundo das taças com 2 amarenas no fundo de cada uma; adicione o zabaione com cuidado. 2. Deixe espaço para completar com o spumoni na hora de servir; leve à geladeira.

19

massa de biscoito 1. Corte em cubos a manteiga gelada e rale o gengibre; processe a manteiga com o gengibre e o açúcar até ficar em consistência de areia fina; acrescente a farinha; deixe repousar na geladeira por 10 minutos. 2. Abra a massa e corte-a em discos redondos usando um cortador; coloque os biscoitos em uma assadeira e asse em forno médio por 3 a 4 minutos; reserve. mousse de cereja 1. Dissolva a gelatina e misture com a polpa da fruta; espere até que engrosse; bata levemente 300 ml de creme de leite fresco. 2. Junte 2 colheres (sopa) do creme batido à mistura de fruta; incorpore o restante e leve à geladeira. montagem do prato 1. Em um prato grande, disponha uma taça de champanhe e zabaione e complete com o spumoni. 2. Em um disco de biscoito, coloque a mousse de cereja, outro disco, mais uma camada de mousse, e finalize com o disco; coloque no prato ao lado da taça e decore com minirrosas ou outro tipo de flor delicada. Receita da chef Patrícia Fontana, Grande Hotel São Pedro – Hotel Escola Senac

natural da terra

014_021_mat_capa.indd 19

01.12.09 16:50:54


paulo mercadante

produtos da estação

CHARLOTE DE FRUTAS VERMELHAS 8 porções receita de pão de ló 10 • morangos 10 • amoras 5 • cassis frescos 30 • framboesas frescas 1 receita • de mousse de framboesa 1 receita • de coulis de framboesa Mousse de framboesa 700 g • de purê de framboesa 10 g • de suco de limão 25 g • de gelatina em folha 400 g • de merengue italiano 500 g • de creme de leite Coulis de framboesa 500 g • de framboesa 50 g • de açúcar Merengue italiano 5 • claras 250 g • de açúcar 60 ml • de água

Modo de preparo

Mousse de framboesa 1. Hidrate e derreta a gelatina. 2. Junte 20% do purê de framboesa, misture com o fouet e esquente até 40 ºC. 3. Misture com o resto do purê, adicione o suco de limão, o merengue italiano e o creme de leite batido. Coulis de framboesa Bata a framboesa com o açúcar. Merengue italiano 1. Ferva a água com o açúcar a 180 ºC. 2. Bata as claras um pouco antes de a água ferver; reserve. 3. Misture jogando aos poucos a calda de açúcar, com a batedeira ligada. Montagem 1. Coloque numa forma redonda uma fatia fina do pão de ló como base; molhe com o coulis e adicione os morangos picados. 2. Em cima, coloque a mousse, deixe esfriar na geladeira e decore com as frutas. 20

014_021_mat_capa.indd 20

30.11.09 18:15:31


O

N O B R E

S A B O R

D O

N A T A L

Desejamos à sua família muita saúde, sabor e uma ótima alimentação. Boas festas.

w

anuncio Untitled-1 kentisa.indd 1 1

w

w

.

k

e

n

t

i

s

a

.

c

o

m

.

b

r

06-11-2008 27.11.09 10:30:13 16:14:25


produtos da estação

BENITAKA

Carnuda, a uva originária do Estado do Paraná é parente distante da uva itália 22

022_029_uva.indd 22

01.12.09 16:53:27

2


2

Verdes e rosadas

nutrientes e saborosas, as uvas cada vez mais caem no gosto dos chefs Por Horst Kissmann Fotos Ricardo D'Angelo

uva é uma das frutas mais antigas que existem no mundo. As primeiras evidências indicam que ela já era cultivada ao lado das oliveiras na Ásia e no Egito, nos idos de 6000 a.C. Naquele tempo, seu principal destino era a produção de vinhos, armazenados em ânforas de barro. Ao longo do tempo, expandiu-se para os outros continentes e, indiscutivelmente, ganhou os quatro cantos do globo. Muito pelo fato de a videira sobreviver muito bem inclusive em solos áridos e pobres em nutrientes. Curiosamente, é esse sacrifício da planta em buscar água que faz nascer melhores uvas e, consequentemente, daí nascem os grandes vinhos. Ao Brasil, sabe-se que chegou pelas mãos dos portugueses e seu cultivo começou por volta do ano de 1500, na então Capitania de São Vicente. Mas foram os italianos, ao migrar parar o Sul, que disseminaram seu cultivo. Hoje, o maior produtor do país é o Estado do Paraná e a safra boa acontece entre os meses de julho e novembro. O Nordeste, grande exportador, concentra sua oferta entre os meses de agosto e dezembro. E, mesmo com a grande produção nacional, ainda sobra muito espaço para uvas vindas de outros países, como as do Chile. Raio X Dá para dizer que da uva tudo é utilizado. Mais que versátil, até a folha da videira é aproveitada. Caso dos charutinhos de folha de uva, recheados com arroz e carne moída, um dos pratos mais tradicionais da culinária sírio-libanesa. Tem ainda a uva-passa, ingrediente muito presente na mesa nesta época festiva. Vale lembrar que com uva de mesa não se faz vinho. Para tal, só vale a uva dita vinífera, como as tintas Cabernet Sauvignon, Carménère, Malbec e Merlot; as brancas Chardonnay, Gewürztraminer e Sauvignon Blanc; ou ainda, as rosadas como a Riesling Rosé. 23

natural da terra

022_029_uva.indd 23

30.11.09 18:19:56


produtos da estação

THOMPSON Seu nome é uma homenagem ao viticultor William Thompson, o primeiro a cultivá-la

FESTIVAL Sem dúvida, é uma das melhores uvas sem sementes disponíveis no mercado

24

022_029_uva.indd 24

30.11.09 18:20:34

2


4

ITĂ LIA Como o nome diz, foi trazida pelos primeiros imigrantes italianos ao Brasil

25

NATURAL DA TERRA

022_029_uva.indd 25

30.11.09 18:21:04


produtos da estação

CRIMSON

Sem sementes e muito resistente, tem pele firme e crocante e a polpa é suculenta

26

022_029_uva.indd 26

30.11.09 18:21:28

2


6

Albano fornece embalagens especiais para os produtos mais primorosos do Natural da Terra. Sem contar que é a empresa que tem o Natal mais barato do Brasil.

CHARUTINHO DE FOLHA DE UVA 8 PORÇÕES

400 g • de costela de cordeiro 400 g • de paleta de cordeiro 60 folhas • de uvas frescas, pequenas e finas 1 copo (americano) • de arroz 1 colher (sopa) • de manteiga Sal, alho, pimenta-da-jamaica, Pimenta síria e 7 • pimentas* a gosto Suco de 2 limões Modo de preparo RECHEIO 1. Misture em uma tigela a carne crua e picada, arroz, sal e as pimentas. 2. Lave bem as folhas de uva e, em seguida, coloque-as em uma panela com 1 litro de água na fervura, por alguns minutos, para que amoleçam. 3. Em seguida, retire-as da panela e deixe escorrer. 4. Coloque a costela de cordeiro cortada em cubos para refogar no óleo, com alho, até dourar; reserve na própria panela.

MONTAGEM 1. Abra as folhas de uva ainda úmidas e coloque, sobre a parte mais opaca, 1 colher (chá) de recheio em cada uma. 2. Dobre as laterais e enrole-as, uma a uma, em forma de charutinho. 3. Retire a carne da panela e disponha os charutos em forma circular, preservando um espaço bem no meio. 4. Adicione os pedaços de costela e paleta a esse espaço. 5. Sobre a última camada, deposite os dentes de alho com casca e cubra com um prato (para que os charutinhos não boiem); complete com água e adicione pimenta síria e sal a gosto. 6. Cozinhe em fogo brando por cerca de 90 minutos, adicionando mais água, se necessário, durante o cozimento; por fim, adicione o suco de limão e desligue o fogo. 7. Despeje com cuidado o conteúdo da panela de forma que os charutinhos tenham uma boa apresentação.

Acesse nosso site e confira nossos produtos:

Dica: sirva com coalhada fresca temperada com alho, sal e hortelã seca.

www.albano.com.br Televendas: 0800 701 4866

27

NATURAL DA TERRA

022_029_uva.indd 27

albano.indd 1

30.11.09 18:22:31 18.11.09 16:26:23


produtos da estação

Gelatina di grappa com uvas verdes 6 porções

1 kg • de uva itália sem pele e sem sementes 100 g • de açúcar 50 g • de gelatina sem sabor, em pó 700 ml • de água 150 ml • de grappa envelhecida 1 pedaço • de canela em pau Casca • de 1 limão

Modo de preparo

1. Ferva a água, coloque a gelatina, o açúcar, a grappa; mexa até dissolver tudo. 2. Coloque em um recipiente e leve à geladeira. 3. Mergulhe as uvas em uma calda com água, canela e casca de limão. Montagem Em uma taça de vidro, coloque a gelatina cortada em cubos e faça camadas intercaladas de gelatina e uvas.

Receita do chef Boris Melon, do restaurante Piselli, em São Paulo, SP.

28

022_029_uva.indd 28

30.11.09 18:43:48

2


8

Brioche recheado com queijo e coulis de uvas 5 porções

brioche 100 g • de queijo époisses (queijo cremoso feito com leite de vaca, da região da Borgonha) ou queijo meia cura com consistência bem mole 500 g • de farinha de trigo 55 g • de açúcar 1 tablete (15 g) • de fermento fresco ou 7 g • de fermento seco 10 g • de sal 1 • ovo 250 ml • de leite 50 g • de manteiga derretida 65 ml • de água ½ colher (chá) • de essência de baunilha ½ colher (chá) • de rum 1 • ovo batido com ½ colher (chá) de sal para pincelar 10 g • de açúcar para polvilhar coulis de uvas 100 g • de uva rubi sem sementes, cortadas ao meio 10 g • de açúcar 2 colheres (sopa) • de vinho Pinot Noir 4 colheres (sopa) • de caldo de carne (vitela) Sal e pimenta-do-reino a gosto moída na hora

Modo de preparo

brioche 1. Em uma tigela, misture o leite, os ovos e a manteiga; na batedeira (use a pá de massa), misture lentamente todos os ingredientes secos e adicione a mistura de leite e ovos; bata em velocidade baixa e acrescente a água aos poucos até obter uma massa que desprenda da tigela; coloque a massa em uma superfície ligeiramente polvilhada com farinha e cubra com filme plástico; deixe em temperatura ambiente por 1h30 ou até dobrar de volume. 2. Preaqueça o forno a 185 ºC (moderado); retire o filme da massa e abaixe-a, dando um murro com a mão fechada; divida a massa em 5 pedaços iguais e coloque-os em forminhas próprias para brioche, de 5 cm de diâmetro; faça um furo no centro de cada brioche e preencha com o queijo; deixe crescer por mais 45 minutos. 3. Enquanto isso, prepare o coulis: em uma panela pequena, misture o açúcar e o vinho e deixe ferver por 5 minutos ou até obter a consistência de calda; delicadamente, acrescente as uvas e misture por alguns minutos; adicione o caldo de carne e cozinhe por poucos minutos; tempere e reserve. 4. Pincele a superfície de cada brioche com a mistura de ovo e sal e polvilhe açúcar; coloque as forminhas em uma assadeira e leve ao forno preaquecido por 15 a 20 minutos ou até os brioches ficarem dourados; retire do forno, deixe amornar e desenforme; sirva cada brioche com um pouco do coulis de uvas.

29

natural da terra

022_029_uva.indd 29

30.11.09 18:44:03


cozinha fรกcil

30

030_037_cozinha_facil.indd 30

30.11.09 18:31:50

3


0

Receitas para a

ceia natalina Dicas e truques para uma ceia mais saborosa Por horst kissmann

dia de festa em casa. O cardápio tem de ser impecável e o anfitrião fica como um louco na tarefa de conseguir dar conta da cozinha e da sala cheia de convidados. Para facilitar a vida, o gourmet em ação tem de ser prático, planejar as compras pensando a ocasião como um todo. Salada, aperitivos e sobremesa são mais fáceis de resolver e têm boas opções préprontas. Mas o que fazer com as carnes, que, normalmente, são os pratos que mais dão trabalho? A melhor investida é comprar carnes já desossadas ou cortadas. É garantia de economia de tempo no pré-preparo e de forno. “Em vez de ave inteira, se tem pressa, opte pelo peito de peru. É só abrir e rechear”, diz Renata Braune, do paulistano Chef Rouge. Mesmo em um menu rapidinho de fazer, não dá para servir pratos totalmente fora da tradição. Nessa hora, as receitas de família são item obrigatório. É o que acontece na casa da chef Renata Cruz, do Amici, em São Paulo. Duas receitas acompanham sua ceia, em qualquer lugar que ela aconteça. Uma é o lombo de porco recheado, com farofa agridoce bem molhadinha – o contraste ideal para a carne suína. “Adoro maçã e uva -passa”, diz Renata, que conta que um dos segredos do prato familiar está no tempero. Basta marinar com vinho branco e regar, durante todo o cozimento, com o mesmo caldo. Ela também não abre mão do tender, outro ícone da mesa natalina. Para começar, o preparo não foge do clássico: vai ao forno, com cravos espetados, formando quadradinhos. Daí, entra a assinatura de chef: molho de mostarda Dijon com mel. Fácil e, segundo a chef, de suspirar. Sempre tem alguém que não come essa ou aquela carne ou ave. Inclua nas compras, um belo peixe fresco. Salpique os temperos básicos, como sal, pimenta-do-reino, alecrim. Leve ao forno com o que a imaginação mandar ou o que tiver na geladeira: gengibre, leite de coco, pimenta, legumes e até frutas. Anfitrião prevenido é garantia de festa com sucesso. 31

Manta de Patinho recheado com Emmental e Duchelles 1 porção

300 g • de patinho 150 g • de queijo do tipo emmental, cortado em cubos 100 g • de cogumelos Paris, frescos, picados 2 colheres (sopa) • de manteiga clarificada 2 colheres (sopa) • de molho demi-glace pronto 1 colher (sopa) • de manteiga sem sal 1 colher (sopa) • de cebola picada 1 colher (sopa) • de salsa picada 1 colher (sopa) • de vinho tinto seco 5 fatias • de presunto cru ½ dente • de alho picado ½ xícara (chá) • de vinho branco seco Sal e pimenta-do-reino a gosto 30 cm • de papel-alumínio 50 cm • de barbante

Modo de preparo

1. Para preparar o recheio de duchelles, refogue a cebola e o alho na manteiga. 2. Adicione os cogumelos até que absorvam todo o líquido. 3. Coloque o vinho tinto e reduza até ficar quase seco. 4. Tempere com sal, pimenta e salsa picada; reserve. 5. Abra a carne em manta e tempere com sal e pimenta-do-reino. 6. Recheie com o presunto cru, o duchelles e o cubo de queijo emmental. 7. Enrole a manta e amarre com o barbante. 8. Na frigideira, sele a carne na manteiga clarificada e leve ao forno a 160 ºC, por cerca de 15 minutos, em forma coberta. 9. Retire o excesso de gordura da frigideira e deglaceie com o vinho tinto. 10. Junte o demi-glace e reduza à consistência de um molho espesso. 11. Ajuste os temperos e sirva fatiada.

natural da terra

030_037_cozinha_facil.indd 31

30.11.09 18:31:52


ricardo d ' angelo

cozinha fácil

Carré de cordeiro ao vinagrete de balsâmico 4 porções

1,2 kg • de carré de cordeiro 400 g • de seleta de legumes 50 g • de cebola picada 15 g • de alho picado 100 ml • de azeite extravirgem 30 ml • de vinagre balsâmico; 2 latas • de feijão-branco Mostarda em pó, sal e pimenta a gosto Caldo de frango (opcional)

Modo de preparo

1. Porcione o carré de cordeiro em 20 pedaços, mantendo um pequeno pedaço do osso; reserve. 2. Refogue o alho e a cebola, acrescente o feijão e os legumes e, se necessário, mais água ou caldo de frango. 3. Cozinhe sem deixar amolecer demais; reserve. 4. Tempere o cordeiro com sal, pimenta, azeite e coloque para grelhar; reserve. Vinagrete 1. Misture o azeite e o vinagre balsâmico (sem bater demais) e tempere com sal, pimenta e uma pitada de mostarda em pó. 2. Disponha sobre um prato raso o feijão-branco com legumes, cinco pedaços de carré e regue tudo com o molho vinagrete. 32

030_037_cozinha_facil.indd 32

30.11.09 18:32:03

3


2

antónio rodrigues

TENDER DELICADO COM ARROZ NEGRO AO AROMA DE FUNGHI FRESCO 4 porções

300 g • de tender fatiado fino 200 g • de arroz negro 200 g • de shimeji 200 g • de shiitake 50 g • de uvas-passas brancas 70 g • de castanha-do-pará em pedacinhos 20 g • de manjericão fresco picado 5 g • de tomilho fresco picado 5 g • de alecrim fresco picado 100 ml • de azeite de oliva 100 ml • de vinho branco seco 1 • cebola branca picada Sal e pimenta-do-reino a gosto

Modo de preparo

Tender 1. Refogue, com azeite, a metade da cebola, o shiitake e o shimeji previamente picados; deixe dourar. 2. Adicione o arroz e acrescente o vinho; deixe evaporar o álcool. 3. Cubra com água e cozinhe em uma panela de pressão, por 20 minutos. 4. Acerte o sal e a pimenta; reserve. 5. Doure o restante da cebola em uma frigideira com azeite, adicione as ervas frescas, o tender, as uvas-passas e as castanhas em pedacinhos. Finalização Em um prato, disponha o arroz e o tender, decore com alecrim fresco, salpique pedaços de castanha-do-pará; sirva.

Receita do chef Dario Zanatta, da Sadia Food Services, São Paulo, SP; www.sadia.com.br 33

natural da terra

030_037_cozinha_facil.indd 33

30.11.09 18:32:10


Stinco de Vitela ao molho de damascos e couscous oriental

antónio rodrigues

cozinha fácil

4 porções

2 kg • de stinco (4 partes de 500 g cada uma) 300 g • de cebola picada 200 g • de salsão picado 200 g • de cenoura picada 100 g • de damascos 50 g • de óleo 4 litros • de caldo de vitela Sal Pimenta Pimenta síria couscous marroquino oriental 2 xícaras (chá) • de couscous 2 xícaras (chá) • de líquido (água ou caldo) 1 dente • de alho picado 1 colher (sopa) • de gengibre Pimenta-dedo-de-moça Açafrão Ervas a gosto Coentro Canela

Modo de preparo Stinco 1. Tempere os stincos com sal e pimenta síria e sele-os em fogo alto até dourá-los. 2. Retire-os e disponha-os em um prato. 3. Na mesma panela, refogue o mirepoix (mistura de salsão, cebola e cenoura). 4. Acrescente o caldo e a vitela. 5. Deixe cozinhar por cerca de 3 horas. 6. Ao final, adicione os damascos. Couscous 1. Hidrate o couscous com o caldo. 2. Após 5 minutos, com um garfo, solte os grãos. 3. Salteie na frigideira aquecida, com alho, gengibre e pimenta. * Sugestão de harmonização para a vitela: vinho Cune Crianza, 2004, feito da uva Tempranillo, da região da Rioja, Espanha. Um vinho intenso, de médio corpo e envelhecido. Sua acidez combina com a vitela com molho de damasco. Tem aroma frutado intenso.

34

030_037_cozinha_facil.indd 34

30.11.09 18:32:15

3


4

andré peniche

Medalhão de filé-mignon com Camembert 1 porção

100 g • de medalhões de filé-mignon 100 g • de fettuccine 30 g • de molho pesto 25 g • de queijo camembert 25 g • de ricota 30 ml • de creme de leite Sal marinho e pimenta-do-reino e hortelã a gosto

35

Modo de preparo

1. Tempere o filé-mignon com sal e pimenta. 2. Em uma frigideira quente, sele a carne e frite até que esteja ao ponto. 3. Sobre ela, coloque a mistura de ricota com camembert, o creme de leite e a hortelã; leve ao forno por 2 minutos ou até que se forme uma crosta; retire e reserve. 4. Cozinhe a massa em água salgada e coloque em um prato em forma de ninho. 5. Por cima, com a ajuda de um sifão, coloque o molho de pesto. 6. Adicione ao lado o medalhão com a crosta; sirva. Receita do chef Pedro Holstein, do restaurante Gabriel Al. Gabriel Monteiro da Silva, 1424, Jardins, tel. (11) 3063-5400, São Paulo, SP ; www.bargabriel.com.br

natural da terra

030_037_cozinha_facil.indd 35

30.11.09 18:32:21


Lombo de Porco ao molho de Páprica (pa­prika schnit­zel e kno­e­del) 2 por­ções

tadeu brunelli

cozinha fácil

1 litro • de creme de leite 3 colheres (sopa) • de farinha de trigo 1 colher (sopa) • de colorau 1 colher (café) • de páprica picante 300 g • de lombo cortado em 2 bifes kno­e­del Ren­de 4 bo­li­nhos 4 • batatas grandes 100 g • de farinha de trigo 1 • ovo 1 colher (sopa) • de manteiga Sal a gosto

Modo de preparo

1. Co­lo­que o cre­me de lei­te em re­ci­pi­en­te ade­qua­do pa­ra le­vá-lo ao fo­go bran­do até atin­gir a fer­vu­ra. 2. Após a fer­vu­ra, adi­ci­o­ne o tri­go di­luí­do em água, me­xen­do por 4 ou 5 mi­nu­tos até en­gros­sar. 3. Em se­gui­da, adi­ci­o­ne o co­lo­rau e a pá­prica me­xen­do até fi­car um cre­me uni­for­me; man­te­nha aque­ci­do. 4. Fri­te os bi­fes a gos­to em fri­gi­dei­ra à par­te.

kno­e­del 1. Co­zi­nhe as ba­ta­tas des­cas­ca­das; em se­gui­da, es­pre­ma e mis­tu­re com a fa­ri­nha de tri­go, o ovo in­tei­ro e a man­tei­ga. 2. Após a mas­sa pron­ta, di­vi­da em 4 bo­li­nhas e le­ve ao co­zi­men­to co­mo se es­ti­ves­se fa­zen­do nho­que (o pon­to do co­zi­men­to é quan­do as bo­li­nhas boi­a­rem na água fer­vente). mon­ta­gem Co­lo­que os bi­fes em tra­ves­sa oval e fun­da, jun­te os kno­ed ­ el, cu­bra com cre­me; sir­va. 36

030_037_cozinha_facil.indd 36

30.11.09 18:32:24

3


6

rogério voltan

Costelinha com shoyu e açúcar 4 por­ções

500 g • de costelinha de porco ½ xícara (chá) • de shoyu 2 xícaras (chá) • de água 2 colheres (sopa) • de açúcar

Modo de preparo

1. Em uma pa­ne­la, co­lo­que as cos­te­li­nhas, os in­gre­di­en­tes e le­ve pa­ra co­zi­nhar. 2. Dei­xe por apro­xi­ma­da­men­te 1h30 no fo­go bai­xo, até que o cal­do fi­que com uma cer­ta vis­co­si­da­de. 3. De­pois, cor­te-as em fa­ti­as pe­que­nas ain­da quen­tes e sa­bo­reie-as acom­pa­nha­das do cal­do que res­tou na pa­ne­la.

Re­cei­ta de do­na Fu­myo Yu­sa, do res­tau­ran­te Tai­zan Rua Gal­vão Bu­e­no, 544, Li­ber­da­de, tel. (11) 3277-8550, São Pau­lo, SP; www.restaurantetaizan.com.br

37

natural da terra

030_037_cozinha_facil.indd 37

30.11.09 18:32:28


setor

Frutas secas Tâmaras, figos, castanhas... Não há Natal sem uma mesa cheia delas. Aprenda como servir com criatividade e entenda por que elas são tidas como saudáveis Por maria de gusmão | Fotos Ricardo D'Angelo

or mais que estejam presentes o ano inteiro na mesa brasileira, o final do ano continua sendo o momento das frutas secas e das castanhas. De fato, alguns tipos só chegam nesta época e as prateleiras do Natural da Terra já estão recheadas deles. As tâmaras começaram a chegar em novembro. Muitas das variedades dessa fruta fazem parte da tradição culinária do Oriente Médio. No Brasil, ela tem a cara de festa de Natal. O mesmo acontece com o figo seco turco e as castanhas portuguesas. A chef Tatiana Szeles, dona do Boa Bistrô, da cidade de São Paulo, não consegue imaginar uma noite natalina sem muitas frutas secas. “Eu não cozinho no dia 24, essa é uma tarefa para os meus pais, mas não aceito que faltem os pratos tradicionais: pernil com fios de ovos e frutas secas e arroz selvagem, também com frutas secas”, diz. Uma dica importante da chef para fazer com que o sabor se prolongue: nunca guarde diferentes tipos juntos. Damasco, ameixa e tâmara não podem ficar juntos porque soltam o açúcar e uma vai grudar na outra. Só misture mesmo na hora de servir, se essa for a ideia.

“O bom mesmo é usar a criatividade e inovar no modo de servir”, diz Tatiana, que sugere uma receita simples e com cara de festa: o patê de frutas secas. Compre um bom cream cheese, pique bem as frutas secas que você escolher e misture. Depois, faça um rolinho com papel filme e deixe por uma hora no freezer. Depois, é só cortar em rodelas e servir. Fácil e charmoso, sem perder a tradição. Para quem ainda quer argumento para encher a mesa de final de ano com elas, a seguir, mais dicas: uma receita de apple crisp para inovar sem muita trabalheira e um panorama das frutas secas e castanhas disponíveis em nosso setor nesta temporada.

Castanha-do-pará Fruto de uma árvore nativa da floresta amazônica, tem o mais alto nível de gordura saturada entre as castanhas. Segundo a Embrapa, 100 gramas têm cerca de 751,6 calorias.

Castanha de caju Fruto do caju, é rica em proteínas, gorduras, carboidratos, fósforo e ferro. Contém sete aminoácidos indispensáveis ao organismo, mas que não são produzidos naturalmente.

Figo seco turco Só começou a ser encontrado com relativa facilidade no Brasil após 2003. Bom substituto para as tâmaras nas receitas. Rico em sais minerais e açúcar, é um dos frutos de clima temperado com maior conteúdo de cálcio.

38

038_045_frutas_secas.indd 38

30.11.09 19:58:43

3


8

Macadâmia

Avelã sem casca

39

amêndoa torrada e salgada

amêndoa crua

natural da terra

038_045_frutas_secas.indd 39

30.11.09 19:57:52


produtos da estação

Damasco turco seco Rico num nutriente pouco comum entre as frutas: a proteína. Cada 100 gramas contém 241 calorias.

Amêndoa Excelente fonte nutritiva, é rica em proteína. É também fonte de cálcio, fósforo, ferro e vitamina B2. Disponível no Natural da Terra nas versões com e sem casca.

Avelã

amêndoa com casca

Castanha-do-Pará com casca

Bastante calórica (cerca de 682 calorias em cada 100 gramas), tem a chamada gordura boa, que precisa ser consumida com regularidade. Tem vitamina C. No Natural da Terra, é vendida nas versões com e sem casca.

Amendoim Identificado no Brasil durante o período de colonização, é rico em proteína. Há registros de consumo de amendoim entre os mitos de uma tribo brasileira chamada Tuparis. Cada 100 gramas contém 585 calorias (sem considerar a fritura). Nas prateleiras do Natural da Terra, há as versões torrado e salgado.

Pistache

Avelã com casca

pistache torrado e salgado

Rico em vitamina B6, nutriente que ajuda na formação de neurotransmissores como a serotonina, o hormônio do bem-estar. Recomenda-se o consumo de 1,3 miligrama por dia. Cada 100 gramas contém 571 calorias. No Natural da Terra, é vendido nas versões torrado e salgado.

40

038_045_frutas_secas.indd 40

30.11.09 19:58:55

4


0

Tâmara Indicada para quem quer músculos bem nutridos, já que é rica em proteína. Cada 100 gramas tem 282 calorias. Dá para encontrar no Natural da Terra com e sem caroço.

Uva-passa Segundo a Embrapa, cada 100 gramas de uva-passa tem 75,2 gramas de carboidratos. Há várias opções: preta sem semente, branca sem semente e rama sem semente, todas encontradas no Natural da Terra.

Castanha do Pará sem casca

castanha de cajU

Nozes Os chineses recomendam o consumo há alguns séculos. Aumentam as defesas do organismo, agem na formação dos glóbulos vermelhos, fortalecem os ossos e, ainda, atuam contra o envelhecimento das células. Disponível no Natural da Terra os tipos macadâmia e pecã.

Frutas cristalizadas Passam por processo de substituição de parte da água das frutas por açúcar e ainda são cobertas por um xarope de açúcar quente (o que explica a aparência cristalina).

41

Noz-Pecã

Noz-Mariposa

natural da terra

038_045_frutas_secas.indd 41

30.11.09 19:59:10


produtos da estação setor

Frutas Cristalizadas

Uva-Passa clara

Uva-Passa Escura

damasco

42

038_045_frutas_secas.indd 42

30.11.09 19:59:24

4


2

ameixa com caroço

Tâmara Israelense com caroço

43

Uva-Passa rama

Tâmara Israelense sem caroço

natural da terra

038_045_frutas_secas.indd 43

30.11.09 19:59:39


APPLE CRISP 6 porções 1 xícara (chá) • de farinha de trigo 1 xícara (chá) • de açúcar branco 1/2 xícara (chá) • de açúcar mascavo 1/2 xícara (chá) • de geleia de damasco peneirada e morna 1/4 de xícara (chá) • de amêndoas tostadas e picadas (ou castanha de caju) 1 colher (chá) • de fermento 5 • maçãs vermelhas descascadas e cortadas em fatias 1 • ovo Suco de 1 limão 1 • pitada de sal Canela em pó e manteiga sem sal em pedacinhos a gosto

alexander landau

setor

Modo de preparo

1. Preaqueça o forno e unte generosamente uma forma de torta de fundo removível. 2 Misture o açúcar mascavo com o limão. 3 Passe as maçãs por essa mistura e arrume-as no fundo da forma de torta (de fundo removível) e polvilhe canela generosamente. 4 Em uma tigela grande, misture com a colher a farinha, o açúcar, o sal, o fermento, a amêndoa e 1 colher de sobremesa de canela. 5 Acrescente o ovo e misture-o aos poucos, delicadamente, com um garfo ou com as mãos até formar um farofão. 6 Espalhe essa farofa sobre as maçãs, salpique pedacinhos de manteiga e asse até dourar. 7 Desenforme quente, pincele com a geleia. Dica da chef: sirva imediatamente, acompanhado de sorvete de creme.

Bistrô Montagu Rua Alcântara Machado, 48, Centro tel. (21) 2223-3240, Rio de Janeiro, RJ; www.montagu.com.br

44

038_045_frutas_secas.indd 44

30.11.09 19:59:52


Untitled-1 1

26.11.09 18:52:09


cliente gourmet

46

046_049-cliente_gourmet.indd 46

30.11.09 18:47:51

4


6

Especialidade

italiana Eduardo Leitão, cliente do Natural da Terra, é apaixonado por massas. sua receita preferida, ele ensina aqui

fotos paulo mercadante produção cris esquilante

eceber amigos talvez seja um dos maiores prazeres de quem adora cozinhar. Momento de abrir as portas de casa, colocar os dotes em ação e a conversa em dia. Reunião que pede, claro, a companhia de bons vinhos. E o menu tem de ter aquela receita conhecida como a especialidade do anfitrião. Fettucine ao salmão defumado é um hit na casa do empresário Eduardo Leitão, cliente do Natural da Terra, loja Alto da Boa Vista. Apaixonado por gastronomia, ele já fez alguns cursos gourmets, mas não tem jeito, gosta mesmo é de preparar receitas italianas. “De pastas e risotos a pizzas, que, por sinal, faço a massa em casa e invento coberturas”, diz o empresário. Culpa da época em que morou nos Estados Unidos, onde, ao contrário do esperado, não aprendeu os segredos do hambúrguer. “Voltei com um caderno de receitas que mais parecia estar na Itália. Aprendi tudo com o dono de um pequeno restaurante tradicional de massas”, diz. “Adaptei a receita aos ingredientes encontrados aqui no Brasil e ficou igualmente deliciosa”, completa Eduardo, que não vai para a cozinha sozinho. Gustavo, o filho caçula, tem 9 anos e já se mostra fã da cozinha. Tem a sorte de contar com o ajudante mirim não só nas tarefas de forno e fogão. “Ele adora ir às compras também”, afirma o pai, todo orgulhoso. 47

Fettuccine ao salmão defumado 4 porções 400 g • de fettuccine 200 g • de salmão defumado 400 ml • de creme de leite fresco 4 colheres (sopa) • de manteiga 4 colheres (sopa) • de extrato de tomate 2 colheres (sopa) • de molho inglês 1 • cebola média picada 1 pitada • de pimenta calabresa Queijo parmesão e sal a gosto  

Modo de preparo 1. Cozinhe o macarrão. 2. Enquanto isso, derreta a manteiga e refogue a cebola até ficar macia. 3. Adicione o extrato de tomate e o molho inglês. 4. Corte o salmão em pedaços pequenos e acrescente ao refogado. Junte o creme de leite e engrosse com um pouco de amido de milho, se necessário. 5. Acrescente a pimenta, acerte o sal. 6. Escorra o macarrão, voltando-o à panela em que foi cozido. 7. Adicione o molho, misture; sirva quente. 8. Salpique parmesão.

natural da terra

046_049-cliente_gourmet.indd 47

30.11.09 18:48:04


cliente gourmet

1

7

13

Corte o salmão em pedacinhos

Refogue bem

Acerte o sal

2

8

3

Pique a cebola

9

Junte o salmão

14

Leve a massa para cozinhar

15

Se necessário, coloque amido de milho

10

E o molho inglês

Derrame o molho na massa 48

046_049-cliente_gourmet.indd 48

30.11.09 18:48:44

4


8

4

Coloque a manteiga

10

Ponha pitadas de pimenta

5

11

Deixe dourar

Agregue extrato de tomate

6

12

Acrescente a cebola

E junte creme de leite

Participe

16 49

Misture bem e salpique parmesão

Bom apetite!

Gostou da ideia? Que tal ver sua receita estampada nas próximas edições da revista Natural da Terra? Basta escrever para marketing@naturaldaterra.com.br, conte um pouco de você e sobre sua receita campeã.

natural da terra

046_049-cliente_gourmet.indd 49

30.11.09 18:49:19


tentações

POR CRISTINA ESQUILANTE | FOTOS RICARDO D’ANGELO

dicas para equipar sua cozinha

1

3

2

Um guia especial que promete lhe ajudar nas compras de Natal. De decoração a objetos desejados pelos gourmets, 24 sugestões de presentes. Metade das indicações é para elas, a outra metade, para eles. Assim, fica todo mundo feliz

4 5

6

7

50

050_053_tentacao_edit.indd 50

30.11.09 18:55:51

5


0

8

9

10

11

12

PARA ELES 1. Jogo para pasta da Yoi, com ralador, cortador para pizza, pegador de massa e medidor de porções. R$ 53, na DKZA. 2. Copo térmico Dynasty com capacidade para 400 ml. Conserva a bebida na temperatura desejada. R$ 18,90, na Du Chapéu. 3. Wine Cooler de aço inox, da Oggi. R$ 118, na Oren. 4. Cafeteira Nescafé Dulce Gusto, desenvolvida pela Arno, faz seis tipos de bebida. Preço sugerido, R$ 599. 5. Saca-rolhas com sistema de alavanca, da Screwpull. Preço sob consulta, na Maison des Caves. 6. Sacola térmica para garrafas, da Built, de neoprene. R$ 71,60, na Doural. 7. Garrafa térmica Aya, de aço inox e emborrachada. R$ 558, na Spicy. 8. Tacho de cobre com alça de bronze, que permite maior controle de temperatura. R$ 1.028,76, na Doural. 9. Quebra-nozes de aço inox Unique. R$ 100, na Pinkish. 10. Moedor de café com 16 níveis, da Aríete. R$ 302, na Artmix. 11. Capa térmica para vinho, de neoprene e metal. Por R$ 98, na Spicy. 12. Moedor de pimenta e sal modelo Pirate, R$ 86, na Pylones. * Importante: os preços foram pesquisados na última semana de outubro e podem sofrer alteração.

51

NATURAL DA TERRA

050_053_tentacao_edit.indd 51

30.11.09 18:56:26


tentações dicas para equipar sua cozinha

1

2

3

4

PARA ELAS 1. Jogo com seis xícaras de porcelana cromada Dynasty. R$ 169, na Di Sappo. 2. Facas para queijo, modelo Susa, da Riva, na cor pérola. Conjunto com quatro peças. R$ 111, na Kirk’s. 3. Saladeira de melamina, por R$ 73,80, e talheres para salada, R$ 46,10, o par. Ambos na Utilplast. 4. Panelas brancas da Zwilling de cerâmica reciclável, com sistema Thermolon, que aguenta temperaturas de até 450 graus célsius. R$ 1.729, na Zwilling. 5. Conjunto de moringa e copo, da Od. De cerâmica com capacidade para 720 ml, na WE. Preço sob consulta. 6. Ralador francês de aço inox. R$ 84, na Pylones. 7. Panela de pressão Rochedo Elegance, feita de aço inox com fundo triplo, para melhor distribuição do calor. Com cinco sistemas de segurança. Preço sugerido, R$ 239,99. 8. Balde e taças para champanhe Snak. Conjunto com oito peças, de acrílico. R$ 89,90, na Mevolution. 9. Prato giratório Multidot, de melamina. R$ 198, na Laris. 10. Bandeja Capri, na cor azul, de aço inox e contas de vidro. R$ 150, na Pinkish. 11. Jarra de cerâmica da francesa Emily Henry. R$ 212, na Doural. 12. Minitagines de cerâmica. R$ 25, cada uma, na Quadrifóglio. * Importante: os preços foram pesquisados na última semana de outubro e podem sofrer alteração.

52

050_053_tentacao_edit.indd 52

30.11.09 18:58:11

5


2

5

6

7 10

9

8 11

12

Onde encontrar

Arno – www.arno.com.br Art mix – Tel. (11) 3064-8991; www.artmix.com.br Di Sappo – Tel. (11) 4191-4314; www.disappo.com.br DKZA – Tel. (11) 3073-1321; www.dkza.com.br Doural – www.doural.com.br Du Chapeu – Tel. (11) 2126-5700 Kirk's - Tel. (11) 3842-9237; www.kirks.com.br Laris – Tel. (11) 5521-1326; www.laris.com.br Maison des Caves – www.maisondescaves.com.br Mevolution – Tel. (11) 3061-3551; www.mevolution.com.br Oren – www.oren.com.br Pinkish – Tel. (11) 3871-5214; www.pinkish.com.br Pylones – Tel. (11) 2737-9799; www.pylonesdobrasil.com.br Quadrifóglio – Tel. (11) 3837-0044; www.quadrifoglio.com.br Rochedo – www.rochedo.com.br Spicy – Tel. (11) 3083-4407; www.spicy.com.br Utilplast – Tel. (11) 3078-0121; www.utilplast.com.br WE – www.we-designstudio.com.br Zwilling J.A. Henckels – Tel. (11) 3077-0534; www.zwilling.com.br

53

NATURAL DA TERRA

050_053_tentacao_edit.indd 53

30.11.09 18:59:10


bebidas

Refresque-se Quatro drinques estilosos, cheios de sabor e sem álcool, para enfrentar os dias quentes Por Horst Kissmann fotos ricardo d'Angelo

oquetel de frutas é coisa do passado. Com tantos recursos nossa volta, a ordem é inovar. Pode até parecer a coisa mais fácil do mundo, mas não menospreze só porque é um drinque sem álcool. Como toda receita simples, ela engana e requer cuidados. A começar pela temperatura, afinal, servir bebida quente, ainda mais em pleno verão, não dá. O que não pode também é servi-la geladinha, sem pensar como esse gelo foi preparado. “Muita gente não dá importância, mas a qualidade é primordial para o resultado”, alerta a chef Ana Bueno, do restaurante Banana da Terra, em Paraty, Rio de Janeiro. Portanto, sempre que puder, faça o gelo em casa e com água filtrada. Já a hora de escolher a matéria-prima, não parece um grande problema. Com o arsenal de frutas de um país tropical, opções não faltarão. Dos tradicionais abacaxi, maçã e melancia aos sabores mais exóticos, como cupuaçu e pytaia, o que manda é a imaginação. Ouse misturar: vá além das frutas preferidas e combine ervas e especiarias. “Gengibre, capim-limão, cardamomo e até gim tônica podem dar aquele toque diferente de que um coquetel precisa”, diz Ana. Ela, ao lado da chef Vanessa Cover, do restaurante paulistano Emprestado, criou especialmente para a revista Natural da Terra quatro receitas. Assim, você fica armado para enfrentar os dias quentes com saúde, sem falar que é uma maneira cheia de estilo e sabor de brindar sem álcool. “Nas prateleiras, não param de borbulhar lançamentos de águas com gás aromatizadas. Invista nelas! Elas garantem efervescência e sabor ímpar”, dá a dica Vanessa.

Dupla de chefs afinada Ana Bueno, do Banana da Terra, em Paraty, Rio de Janeiro, e Vanessa Cover, do Emprestado, em São Paulo.

Paraty & Sampa 2 doses 500 ml • de água gaseificada sabor abacaxi e hortelã 100 ml • de suco de maçã verde 100 ml • de suco de abacaxi Raspas de gengibre

Modo de preparo Bata os sucos com o gengibre, coloque nos copos, adicione gelo e complete com a água gaseificada.

54

054_059_drinks.indd 54

30.11.09 19:02:56

5


4

55

natural da terra

054_059_drinks.indd 55

30.11.09 19:03:12


bebidas

Gelado de maracujá, abacaxi e capim-limão 4 doses 500 ml • de água mineral 250 ml • de água tônica 800 g • de abacaxi 24 g • de açúcar 12 folhas • de capim-limão 3 • maracujás Cubos de gelo

Modo de preparo 1. No liquidificador, bata o maracujá, metade do abacaxi, 8 folhas de capim-limão e açúcar com água mineral; coe e reserve. 2. Em uma coqueteleira, macere os cubos de abacaxi e a cidreira aos poucos. 3. Junte o gelo e acrescente o suco reservado. 4. Bata bem e divida em 4 porções, completando com a água tônica.

56

054_059_drinks.indd 56

30.11.09 19:03:32

5


6

N a F r a Nç a é C h a m pagNe; N a e s pa Nh a é C ava ; C ava é C ri s ta li N o.

Súper MMC 4 doses 2 kg • de melancia 12 g • de açúcar 20 folhas • de manjericão 12 • sementes de cardamomo Cubos de gelo

Modo de preparo 1. Branqueie metade das folhas de manjericão e resfrie rapidamente. 2. Bata a melancia, as folhas de manjericão branqueadas, as sementes de cardamomo, o açúcar e o gelo. 3. Sirva nos copos, adicione um pouco de gelo, as sementes de cardamomo e as folhas de manjericão frescas; complete com o suco coado.

57

natural da terra

054_059_drinks.indd 57

30.11.09 19:03:50


bebidas

Cover drink 1 dose 100 g • de polpa de cupuaçu 200 ml • de água com gás 8 folhas • de hortelã

Modo de preparo 1. Bata a polpa com as folhas de hortelã e metade da água. 2. Coe e acrescente o restante da água.

58

054_059_drinks.indd 58

30.11.09 19:04:09

5


8

Bebida da moda Os smoothies invadiram as lanchonetes da cidade. Sua consistência cremosa e ao mesmo tempo refrescante ganhou fãs por todo o Brasil. “Esta é a bebida do momento nos Estados Unidos”, diz Vanessa Cover. Para manter o frescor, é melhor servir em copos menores, afirma a chef.

Smoothie de manga, gengibre e iogurte 2 doses 60 g • de iogurte natural 10 g • de gengibre ralado 8 g • de açúcar 200 ml • de suco de manga Cubos de gelo

Modo de preparo Bata todos os ingredientes no liquidificador e sirva na hora.

59

natural da terra

054_059_drinks.indd 59

30.11.09 19:05:48


viagem

60

060_067_viagem.indd 60

30.11.09 19:08:47

6


0

Bela Itália

Da milenar Roma às essenciais Pisa, Firenze e Veneza, um roteiro pelo país da Bota. De quebra, pelo caminho, descobrimos as belas Lucca e Treviso por rocha L e tleticia icia R o c h a| Fotos ana paula kuntz e fábio santos

A

cada dois ou três passos, você tropeça. E não reclama. Ao contrário, sorri, chora, fica embasbacado. É um misto de sensações, fica até difícil descrever em poucas palavras. Também, pudera. O tal “tropeço” em questão foi em nada menos que uma construçãozinha: 48 metros de altura, 189 metros de comprimento, 156 metros de largura e mais de 2.000 anos de história. É simplesmente o Coliseu, obra do imperador Vespasiano, construído no ano 70 d.C. e famoso por abrigar grandes batalhas e duelos de gladiadores. Mal os olhos tiveram tempo de absorver a grandiosidade do monumento, símbolo máximo da era romana imperial, e eis mais “sustos”: Fórum Romano, Palatino, Arco di Tito, Fontana di Trevi, Vaticano... Assim se descobre Roma, esbarrando em ícones seculares. Minuto a minuto, tudo o que você sempre viu nos livros de história, ali, a seus pés na Cidade Eterna, como é conhecida a bela capital italiana. Ela encanta, e não dá vontade de ir embora. Mas é impossível: a Torre de Pisa, o ar renascentista de Firenze e os canais Coliseu: herança de Veneza estão por vir. Por isso, nossa imperial viagem continua pelo País da Bota e 61

natural da terra

060_067_viagem.indd 61

30.11.09 19:09:01


viagem pelo caminho revela descobertas. As cidadezinhas de Lucca e Treviso, entre tantos destinos turísticos, são refúgios de sossego para recarregar as energias durante a viagem.

Roma

Fontana di Trevi, em Roma, e pôr do sol em Pisa

Impossível não se impressionar. Por toda parte, entre todos os artifícios da vida moderna, lá estão os monumentos e as ruínas para lembrar que ali foi o palco do Império Romano e do Renascimento. Nem é preciso dizer o tamanho da importância desses movimentos, que fazem da cidade uma das mais impressionantes da história mundial. O slogan da cidade é “Não basta uma vida para conhecer Roma”, o que não é conversa de romano, não. Quanto mais tempo puder ficar, melhor. No mínimo, três dias. O aeroporto fica longe da cidade, mas não compensa pegar táxi, são caros. Chega-se fácil ao centro, de trem ou de van, que saem dali mesmo e custam de 12 a 15 euros. De quebra, desembarcam na Termini, a principal estação de trem e a melhor região para se hospedar. Para circular pela cidade, dá para fazer muita coisa a pé e de metrô, só para as distâncias maiores. O grande problema é abrir mão de caminhar e desfrutar um museu a céu aberto. Sem falar no peculiar clima da cidade: trânsito barulhento, mil Vespas que cortam a frente dos carros, gente que fala alto. De início, até parecem brutos, mas eles são apenas romanos – um estilo de ser diferente dos demais italianos. Em suma, parece um caos, mas é, digamos, seu charme às avessas. Considerações essenciais, você está pronto para desbravá-la. No primeiro dia, faça o roteiro pelo centro: Coliseu, Fórum Romano, Palatino, Domus Aurea, os Arcos di Tito, Constantino e Dolabella, Circo Massimo, Vittorio Emanuelle. É quase um exagero histórico, um monumento atrás do outro. Vá circulando o mapa: Fontana di Trevi, Templo Adriano, Pantheon, Piazza Navona. Esta última é uma praça, rodeada de lojinhas, restaurantes e chafarizes, que também estão por toda a cidade. E merecem muitos cliques. Termine o circuito ali, depois de uma overdose (no bom sentido) monumental e se entregue à outra tradição italiana, uma boa massa e um bom vinho. Acredite, na Itália você pode pedir o vinho da casa, sem surpresa, e paga-se por ele quase nada. Segundo dia, o rumo da jornada é o outro lado da cidade. A região da Piazza di Spagna, que, além da famosa praça com chafariz, abriga a bela igreja Trinità dei Monti. Com vista para a cidade e o Vaticano (a próxima etapa do dia), é cheia de artistas de rua, algo parecido com Montmartre, em Paris. Ótimo momento para sentar nas muretas, 62

060_067_viagem.indd 62

30.11.09 19:09:15

6


2

contemplar o visual e tomar um “gelato”. Melone, pistachio e fragole (melão, pistache e morango) são os melhores. Claro, os chocólatras também passam bem. Quem prefere petiscar fique com as castanhas assadas. Vendidas na rua, são uma tentação. Destoando do cenário bucólico, a Via Condotti, nas cercanias, ostenta as grifes de luxo, dos ícones Chanel e Louis Vuitton a Jimmy Choo, o estilista dos sapatos modernos, que ganhou fama com as meninas do seriado Sex in the City. Enfim, escolha o lado que mais tiver a ver com você, só não saia da região sem visitar a Villa Borghese. É um parque gigantesco, não tão turístico, onde as famílias italianas fazem piquenique no fim de semana. O que levar? Frutas, queijos, vinho e água. É a cesta básica do passeio. Dali, caminhe uns dois minutinhos até a Piazza del Popollo, cheia de belas esculturas e, como o nome diz, acena que a residência do papa está mais perto. Chegar lá demanda 20 e poucos minutos a pé, ou cinco, de metrô. Se estiver com pique, vá andando, os olhos agradecerão. E eis que o Vaticano, um mundo particular, chega. É o único país do mundo que fecha as portas de acesso durante a noite. E todos os dias, às 7 da manhã, a guarda abre as portas principais, todas de bronze. Entre tantos outros motivos, é onde está a sede da Igreja Católica, a residência papal e muitos mistérios. Religiões à parte, a visita realmente é emocionante. Não pense que é mais uma igreja, vale entrar e observar com atenção cada cantinho da Basílica de San Pietro, a Capela Sistina e o museu do complexo. Se puder escolher, vá aos domingos, às 10 da manhã tem a missa “para todos os povos”, que atrai gente de todo o mundo. Para encerrar a celebração, o papa aparece em uma janelinha, acena, conversa um pouco, dá sua bênção. Dura uns 10 minutos e é um momento único. Antes de deixar a região, visite o Castel Sant’Angelo, que abriga um belo parque e fica às margens do Rio Tevere, que, por sinal, é cortado por pontes lindíssimas. A Sant’Angelo e a Vittorio Emanuele II são um escândalo de tão belas. Sente e admire a paisagem, as esculturas, o Vaticano ao fundo, enquanto cai o dia. O pôr do sol é inesquecível. A hora do jantar é o momento de desbravar Trastevere, distante do burburinho turístico e recheada de opções gourmets. Chega o terceiro dia, há ainda muito o que ver. Mas, se realmente tem de ir embora, a sugestão é voltar e (re)ver o que amou e ficou com gostinho de quero mais. Essa é a função de um último dia, olhar outro ângulo, nem que seja só mais uns minutinhos, 63

Ponte Vittorio Emanuele, com Castel Sant’Angelo ao fundo

e fotografar, para guardar para sempre. Última dica para Roma: sapatos e roupas confortáveis, porque tudo isso que você viu durante o dia é igualmente lindo (e diferente) à noite. E, na certa, você vai querer uma foto do Coliseu com sol, ao luar, de lado, de dentro, de cima... À noite, os monumentos ganham iluminação especial e, mesmo exausto, quando vê, chegou, mais uma vez, ao hotel. A pé.

Pisa Bastam três horas de trem, com paisagens lindas que contemplam cidadezinhas entre o verde do campo e o azul do Mediterrâneo, para chegar a Pisa. Nem precisa dizer da fama de sua “torre torta”. Mas, acredite, a cidade é muito mais. Por isso, não dê ouvidos quando alguém falar “três horinhas dá para ver tudo”. Não dá, não. Claro que nesse tempo visita-se tranquilamente o complexo turístico, que abriga, além da torre pendente, a Catedral, o Bastistério, o museu e um “tipo” de cemitério – nada lembra os nossos, é histórico e repleto de esculturas e obras de arte. Cada atração tem um preço e há os ingressos conjugados, torre e mais duas atrações, por 23 euros. Assim que chegar, compre o seu, mesmo que esteja com vontade de perambular primeiro. É que para subir as centenas de degraus do monumento famoso as visitas têm horários fixos e você quase nunca consegue para a próxima turma. Dica prática: ao lado da bilheteria, há a sala com ármarios com chave para guardar mala, mochila e bolsa. Guarde-as, porque é proibi-

natural da terra

060_067_viagem.indd 63

30.11.09 19:09:52


viagem

do subir com qualquer coisa. Só vale máquina. E os guardas só lhe alertam quando você é o próximo a subir, ou seja, você perde o lugar na fila, tem de sair correndo e coisa e tal. Tudo visto, permita-se relaxar, sente na grama, tome um gelato. De lá, siga para o agito da Piazza Garibaldi, esquina badalada, onde a cidade ferve no fim do dia. Elegantes senhoras e suas compras, homens muito bem vestidos voltam do trabalho, os milhares de universitários estacionam a bicicleta. Hora de acompanhar o cair do sol à beira do Rio Arno, na companhia de um vinho, uma birra (cerveja), um gelato – aliás, um ritual diário na Itália. À noite, por incrível que pareça, a cidade continua em puro agito. Tanto que, numa segunda-feira normal de setembro, todos os restaurantes têm fila de espera. E não é de turista, não, é o povo de lá na rua. Nas mesas, gente bonita, uns com violão, outros estudam, declamam poesias. Há algo especial no céu dessa cidade e, se der vontade de ficar, fique. Vale a pena! Vá ao mercado, compre nectarina, vinho, queijo. Ande de bicicleta, sinta-se local e prepare-se (para morrer de orgulho) quando alguém lhe confundir com um italiano e pedir informações.

Lucca Catedral e torre pendente: destaques do complexo turístico de Pisa

Nem tão turística assim e por isso mesmo vale um desembarque. Fica a 20 minutos de trem de Pisa e o tíquete para comprar na hora. Só não esqueça de validá-lo, em maquininhas amarelas, antes de entrar no vagão. Aliás, essa é uma regra básica para quem usa esse meio de transporte na Itália. Sem medo e mais barato, faça como todo viajante de trem no país, opte pela segunda classe. Se não puder ficar um dia inteiro, vá nem que seja para um almoço. Há inúmeros restaurantes charmosos, o local é um recanto de sossego e somente vez ou outra tromba-se com um sujeito com um mapa na mão. Há atrações históricas, mas o mais legal é que ali você não tem a obrigação de ver tais e tais monumentos. Claro, Lucca está na Itália e assim, se tiver fôlego, ela tem praças e igrejas históricas para ver. Mas, particularmente, seu charme é outro. É a única cidade murada da Itália, porta de entrada toda cheia de verde, um parque perfeito para andar de bicicleta, caminhar, sentar e ficar de pernas para o ar. E com a vista, ao longe, de montanhas e árvores, que logo lhe relembram: você está na região da Toscana, uma das mais belas da Itália, no centro do país. 64

060_067_viagem.indd 64

30.11.09 19:11:44

6


4

Firenze De Pisa, chega-se ao berço do Renascimento, de trem, em cerca de uma hora. Impossível desembarcar e não ficar embasbacado na cidade em que nasceu Dante Alighieri e onde viveram também gênios como Leonardo Da Vinci e Michelangelo. É tanta beleza que pode levar à loucura. Algo que até já foi registrado pela medicina. Tontura, taquicardia e confusão mental, esses são os sintomas da chamada síndrome de Stendhal, descrito nos anos 70 por Graziela Magherini, ex-chefe do Departamento de Psiquiatria do hospital florentino de Santa Maria Nuova. Deu para entender que é preciso dias para absorver tanta coisa na cidade que ainda é a capital da Toscana? A palavra de ordem é chegar com tudo planejado, reservas e tíquetes comprados. Senão, com o turbilhão de turistas, gastam-se três horas na fila da Galleria dell’Accademia. Tudo isso para ver o original de David, de Michelangelo, a obra mais famosa do período renascentista. Com ingresso na mão, mesmo assim, não há passo livre e exige um tempo de espera na fila. Se a agenda reservou apenas um dia ali, corra. Ou melhor, vá de ônibus. Aqueles clássicos “vermelhos de dois andares”, da City Sightseeing, são uma boa

65

A charmosa Lucca e o entardecer em Firenze

natural da terra

060_067_viagem.indd 65

30.11.09 19:11:58


viagem

pedida em Firenze (e em qualquer destino para que você tenha pouco tempo para explorar). Pagam-se 22 euros e tem-se o direto de desfrutar de dois roteiros. O primeiro passa pelo obrigatório Duomo (a impressionante catedral gótica), pela Galleria dell’Accademia (do famoso David), a Piazza Michelangelo (a melhor vista da cidade) e a Ponte Vecchia (cartão-postal, onde casais apaixonados selam o amor pendurando cadeados). Gostou da ideia? Leve o seu, não tem camelô, nem tampouco vendedor ambulante. Romântico também é passar pela Casa di Dante, onde o poeta viveu, e visitar a minúscula Badia Fiorentina, igreja em que ele conheceu Beatrice, seu amor platônico. O segundo tour é bem mais bucólico e charmoso. Pelas colinas da cidade, visual supertoscano, e chega até San Frediano, bela cidadezinha nos arredores de Firenze.

Veneza De Firenze para Veneza, são três horas de Eurostar, o trem de alta velocidade, ideal para longas distâncias e para cruzar as regiões do país. Nesse percurso, deixa-se a Toscana e chega-se ao Vêneto, a nordeste do País da Bota.

Pelos canais de Veneza: beleza única

Há várias estações, prefira a Venezia Santa Lucia, a porta de entrada para o burburinho turístico. Veneza é algo único, impressionante e indispensável para visitar pelo menos uma vez na vida. Talvez nenhum lugar no mundo seja como Veneza. Só não vá cheio de romantismo: as águas dos canais não são “tão cheirosas” e, prepare-se, a cidade é, literalmente, um mar de gente. Passe pela Piazza San Marco, a praça da tradicional foto com os pombinhos, onde também fica a famosa basílica de mesmo nome. Em seguida, fuja e tente descobrir outros canais e seus labirintos. Além do movimento, a cidade é das mais caras do roteiro. Uma boa sugestão é chegar pela manhã, fazer o indispensável e, se faz parte de seus sonhos, andar de gôndola. Almoce e parta para a cidade vizinha, Treviso. Você não vai se arrepender...

Treviso Não mais que meia hora de trem, deixa-se a turbulenta Veneza para aportar nessa cidadezinha, que a essa altura da viagem é um reconfortante abrigo. Tal como Lucca, Treviso é outra grata surpresa da viagem. Nada famosa, tem alguns canais, e num deles, inclusive, fica a Ponte de Dante. O local, belíssimo, é citado em A Divina Comédia, uma das principais obras do poeta. Perto dali, 66

060_067_viagem.indd 66

30.11.09 19:15:45

6


6

Ponte de Dante: cartão-postal de Treviso e o meio de transporte oficial do país, a bicicleta

está o mercado de peixes, recortado por canais. É também um interessante passeio. Ao mesmo tempo que é histórica, Treviso é cosmopolita (mesmo pequenina) e fashion. Ali surgiu, e até hoje existe, a primeira loja da United Colors of Benetton, a famosa marca italiana que ganhou o mundo. Parece que o legado da moda ficou nos ares. Com visual “turista”, usando o que sobrou da viagem, você chama atenção. Todos lhe olham como a um estranho no ninho, já que ali o mundo vai ao mercado bem alinhado, maquiado, de cabelo arrumadinho. Portanto, invista no visual. E desfrute o fim de tarde na Piazza dei Signoria, que, repleta de restaurantes e bares, é um ponto de encontro da cidade. Ali, acontece a happy hour, regada a spritz, a bebida típica do Vêneto, que leva, essencialmente, água com gás, vinho branco, azeitona e aperol – bebida local, algo como nosso Campari. Por fim, mais um motivo para visitar Treviso: dali saem voos operados pela Ryanair, talvez a companhia aérea low cost mais em conta do mundo (até mais que a conhecida Easyjet). Basicamente, ela liga um aeroporto grande a um regional. Boa desculpa para incluir destinos a que normalmente você não iria e, como Treviso, por eles cai de amores. Já imaginou pagar inimagináveis 15 euros para ir a Londres, 10 euros para Paris, 4 para Lisboa...

Serviço DDI: 39 Moeda: euro Fuso horário: + 4 horas Ligações a cobrar: 800-172211 (Embratel) Informações: www.italiantourism.com Viajar de trem: www.trenitalia.it Low cost: www.ryanair.com e www.easyjet.com Planejar a viagem, em português: www.italia.org.br www.minhaitalia.com.br

67

natural da terra

060_067_viagem.indd 67

30.11.09 19:15:16


perfil

juca de oliveira

68

068_070_perfil.indd 68

30.11.09 19:18:20

6


8

Juca de Oliveira P o r I v a O l i v e i r a | fo t os p r i s c i l a p r a d e

O ator paulista que leva multidões ao teatro revela-se um homem simples, que adora a vida no campo e a natureza

Política e problemas cotidianos são temas obrigatórios nos trabalhos do ator 69

Juca de Oliveira faz parte daquele seleto grupo de atores brasileiros consagrados não só pelo talento, como também por seu caráter. Quando lembramos do vozeirão desse homem de 74 anos, logo vem à mente peças de sucesso como Caixa 2, reconhecida por levar milhares de pessoas ao teatro – cerca de 600 mil espectadores viram o espetáculo – e também pelo tom de denúncia. Juca não se cansa de criticar os absurdos da vida atual, principalmente na política. Outra característica do ator é transformar os costumes sociais em diálogos que caem no gosto popular. Por isso seus espetáculos fazem tanto sucesso. Foi assim, por exemplo, com Meno Male, que alcançou a incrível marca de mais de 1 milhão de espectadores. Agora, o sucesso vem se repetindo com Happy Hour, escrita por Juca e dirigida pelo apresentador Jô Soares. O texto aborda questões do cotidiano e fala da violência no trânsito, da poluição e da falta de respeito ao próximo e ao planeta. Para o ator, o teatro é mais que uma obrigação. Juca acredita que o artista precisa da arte, que ele faz seu trabalho não porque quer ser amado, mas porque tem uma necessidade de amar, de contato, de troca, de reflexão conjunta. O espectador também sofre um impacto quando assiste a uma peça que faz com que ele reflita. Uma grande obra em sua opinião tem o poder de mudar a vida da pessoa, de melhorá-la como ser humano.

natural da terra

068_070_perfil.indd 69

30.11.09 19:18:29


perfil

juca de oliveira

Caipira assumido Juca se intitula um caipira e um contador de “causos”. Despretensioso, lembra suas origens no interior de São Paulo – ele nasceu em São Roque – e diz que não abre mão até hoje de uma comidinha caseira, com direito a muitos legumes e verduras, e do contato com os bichos. “O que mais gosto de fazer quando não estou trabalhando é ir para minha fazenda, em Itapira (também no interior de São Paulo) e curtir minha família e a natureza”, afirma. Mas o trabalho exige que Juca viaje bastante, já que vive em turnê pelo Brasil. O teatro é sua vida, e ele, por opção, só tem feito televisão em trabalhos esporádicos, como minisséries. Nos últimos tempos, esteve em Queridos Amigos, Amazônia: de Galvez a Chico Mendes e Mad Maria. A novela mais recente da qual participou foi O Clone, como o inesquecível Augusto Albieri.

Nos raros momentos longe dos palcos, Juca busca refúgio em sua fazenda, no interior paulista

Experiência no rádio A experiência e o talento de Juca também lhe renderam o convite para integrar a equipe de colunistas da BandNews FM (96,9). Desde o dia 19 de outubro, ele apresenta, de segunda a sexta-feira (às 9h10 e às 17h17), a coluna Devaneio, com leitura e interpretação de textos da literatura mundial, incluindo alguns de sua própria autoria. Como um legítimo defensor da cultura brasileira, ele, claro, está adorando! 70

068_070_perfil.indd 70

30.11.09 19:19:16


Untitled-1 1

26.11.09 18:51:13


esportes estilo

Moderna e natural Os donos deste apartamento queriam um projeto antenado, mas sem abrir mão da luz da rua. Uma coisa entre o amanhã e o ontem Produção Manu Figueiredo Texto Maria de Gusmão fotos ricardo d'angelo

A cozinha tem 24 metros quadrados. No briefing dos arquitetos Antonio Ferreira Júnior e Mario Celso Bernardes não havia o espaço como problema. O que o morador desse apartamento de São Paulo queria era uma cozinha mais integrada aos outros ambientes, que fosse moderna, mas sem essa de iluminação artificial demais. Quanto mais luz natural, melhor. Por isso, a ideia da dupla de quebrar a parede que dividia a área de serviço e a sala de jantar.

O desenho da cozinha é quase o de um corredor, o que permite investir numa bancada reta, com bastante espaço para os eletrodomésticos 72

072_074_estilo.indd 72

30.11.09 19:21:29

7


2

73

natural da terra

072_074_estilo.indd 73

30.11.09 19:21:48


esportes estilo

As pastilhas brancas aplicadas até o teto são uma alternativa para ambientes pequenos. Ampliam com elegância, sem perder o ar moderno Olha que charme este escorredor de pratos de parede. Os ganchos com alguns acessórios à mostra quebram a seriedade e dão ao ambiente cara de lugar em uso

Armários brancos em cima, armários vermelhos embaixo. Dá para notar como essa escolha de cores amplia o ambiente, criando perspectiva para o teto

Serviço O cliente pediu algo moderno, mas sem cara de espaçonave. Pedido acatado, com a bancada de madeira posta paralela ao balcão, privilegiando as linhas retas

Anote os fornecedores Armário: Madeirart – tel. (11) 4224-6706 Coifa: Wall Lamps – tel. (11) 3064-8395 Bancada de madeira: Micasa – tel. (11) 3088-1238 Pastilhas da parede e do piso: Atlas; www.ceratlas.com.br 74

072_074_estilo.indd 74

01.12.09 17:00:16


Untitled-1 1

01.12.09 16:48:02


saúde

PROMESSAS PARA POR MARIA DE GUSMÃO

Promessa difícil de cumprir Parar de fumar Em tempos de Lei Antifumo, esse deve ser o item mais comum nas listas de desejos para 2010. Mas vamos combinar que dizer (e escrever) é fácil, mas parar mesmo... Então nada de fórmulas milagrosas que prometem fazê-lo dormir fumante e acordar sem vícios.

Promessa possível Reduzir a ingestão de nicotina Comece da maneira mais prática: troque seus cigarros comuns por outros com baixos teores de nicotina e alcatrão, que não são menos prejudiciais à saúde. Só não caia na tentação de, por isso, tragar mais profundamente e mais vezes. Lembre-se de que o cigarro possui outras substâncias que fazem mal à saúde, além da nicotina e do alcatrão. O ideal é, primeiro, manter o mesmo número de cigarros. Com o tempo, diminua também a quantidade. Com um pouco de esforço, até dezembro de 2010 você estará livre desse vício.

Promessa difícil de cumprir Ter filhos É difícil planejar com segurança uma gravidez, mas não impossível. Se você quer ter um filho ainda em 2010, é bom correr nas tentativas. Mas, se a ideia é engravidar ao longo do ano que começa, este é o momento de planejar.

Promessa possível Ter filhos Primeira atitude: marque um médico, de preferência que também seja obstetra e que seja de sua confiança. Ele vai receitar um monte de exames. Faça tudo direitinho. É importante conhecer o próprio corpo antes de querer engravidar. Manter uma rotina de exercícios, parar de fumar e se alimentar bem também ajudam no processo. Mas aí você assume outras promessas...

76

076_081_saude2.indd 76

30.11.09 19:28:21

7


6

Basta apontar a última folhinha do calendário para a gente se encher de promessas, como se a vida pudesse mesmo ser reinventada só porque o ano mudou. Vamos lá, prometa que não vai repetir aquela longa lista de coisas impossíveis. Ou então explique de que adianta colocar no papel a esperança de realizar dali a poucos dias o que não chegou a ser concretizado em meses? Ninguém está dizendo aqui que as promessas não são válidas – e mesmo saudáveis. O problema é não cumprir. Sugestão: pense em compromissos possíveis, mesmo que pareçam pequenos passos ante um grande objetivo. A seguir, listamos algumas ideias que podem servir de inspiração.

É HORA DAS RESOLUÇÕES DE FIM DE ANO! ANTES DE FAZER SUA LISTINHA, ACEITE NOSSA SUGESTÃO E ESCOLHA O POSSÍVEL, MESMO QUE NÃO SEJA O IDEAL Promessa difícil de cumprir Ter tempo livre O dia não vai ter mais de 24 horas em 2010, pode ter certeza. Então assumir consigo mesmo o compromisso de manter a rotina de trabalho, mas desta vez com tempo para fazer ginástica, jantar com os amigos, ir ao cinema e brincar com as crianças, é meio caminho para enlouquecer de vez!

Promessa possível Fazer o tempo render Há técnicas para fazer o tempo render, acredite. Primeiro: reduza seu foco de atenção. Como? Não tente fazer tudo ao mesmo tempo. Eleja prioridades: uma atividade física, um curso de extensão, um dia para cuidar de si, sem esquecer de reservar algumas horas para não fazer nada. “Pode ser meia hora por dia ou um final de tarde por semana, mas deixe sempre um momento sem nada marcado”, diz a jornalista Fabiana Ferrone, especializada em consultoria de carreira.

77

Promessa difícil de cumprir Comer só alimentos saudáveis Quem resistir a uma deliciosa batata frita que atire as primeiras calorias! Se você é do tipo que todo ano se promete cortar frituras, alimentos com gordura trans e álcool da dieta, significa que você é mais um ser normal tentando ser diferente. Claro que o melhor dos mundos seria começar 2010 com uma travessa de brócolis, alcachofra e beterraba. Mas seja sincero: você acredita nisso?

Promessa possível Melhorar a alimentação Carnívoro não vira vegetariano da noite de 2009 para a manhã de 2010. Uma sugestão bacana para os que enxergam na carne um vilão é reduzir o consumo. Primeiro, tente cortar a carne vermelha uma vez por semana. Depois, escolha um dia da semana para comer apenas vegetais (nos outros dias, peixe e frango estão liberados). Mais tarde, introduza pratos vegetarianos (quem sabe um almoço por semana num restaurante especializado?).

NATURAL DA TERRA

076_081_saude2.indd 77

30.11.09 19:28:42


saúde

Promessa difícil de cumprir Engatar um relacionamento sério Casar, noivar ou simplesmente engatar uma história séria com alguém é o desejo de muito solteiro por aí. Mas ah! se fosse fácil assim...

Promessa possível Estar aberto a boas histórias Ninguém pode decidir a hora de engatar um relacionamento sério porque essas coisas não se planejam. Claro, é possível dar um empurrãozinho, tipo se cadastrar num chat de solteiros da internet, ir a bares de paquera ou mesmo pedir aos amigos mais próximos que o apresentem gente bacana, e na mesma situação que a sua. Mas aqui a promessa tem de ser feita para você mesmo: aceitar as surpresas que a vida pode lhe dar! E se a vida anda meio sem graça, sem surpresas, mude tudo! Passe a frequentar um clube, se matricule num curso de culinária, vá àquela festa que você hesitou no ano passado porque conhecia poucos convidados.

Promessa difícil de cumprir Virar esportista É lindo mesmo ver que seu colega do escritório acordou (ou diz ter acordado) às 6h30 só para ter tempo de dar aquela corridinha antes de começar, pontualmente, o expediente. Mas espera: esse é seu perfil? Não que um sedentário não possa se transformar num atleta, mas é preciso mais que querer para que isso aconteça.

Promessa possível Deixar o sedentarismo Comece do começo, e com muita calma. Que tal trocar o elevador pelas escadas? Se você sobe cinco lances de escada (cerca de 50 degraus) duas vezes por dia, pode gastar cerca de 80 calorias. Isso é quase o consumo calórico de 20 minutos de esteira. Já imaginou isso num longo prazo? Outras dicas: estacione o carro duas, três quadras do lugar aonde quer ir; prefira fazer pequenas compras no supermercado da esquina e leve o carrinho; em vez de marcar um chope com as amigos, sugira um passeio no parque. Parece nada, mas juntando tudo pode trazer resultados incríveis para seu corpo.

78

076_081_saude2.indd 78

30.11.09 19:29:04

7


8

Promessa difícil de cumprir Emagrecer Um ano de exageros deixa suas marcas. E nem adianta assumir dietas malucas só para entrar naquele biquíni da moda quando as férias de verão chegarem. O efeito sanfona pode ser ainda mais prejudicial para sua saúde e, sim, para o corpo – ou você acha que as estrias surgem como?

Promessa possível Reduzir medidas Principalmente as mulheres, que sofrem da odiada retenção de líquidos, se surpreendem com o que uma drenagem linfática pode fazer pela cintura. Sim, inclua uma sessão dessa massagem por semana em sua agenda e preste atenção na folga do cinto. Outra dica para reduzir medidas, mesmo nas férias, é manter uma rotina de exercícios, claro, e principalmente de alimentação regular. Por exemplo: mesmo nas férias, se alimente a cada três horas. “A cada quatro horas, ocorre um fechamento metabólico, quando nosso organismo queima gordura para produzir calor”, diz a nutricionista Samantha Enande, de São Paulo. Como faz calor, prefira alimentos leves – uma fruta, um suco, ou mesmo um sorvete sem cobertura gordurosa de chocolate. Lembre-se: refrigerantes, mesmo os diet, causam inchaço na barriga (logo onde!). E corpo sequinho é quase corpo magro, você vai ver!

79

NATURAL DA TERRA

076_081_saude2.indd 79

30.11.09 19:29:33


beleza

Efeito verão Janeiro é mês de praia, piscina e muito sol – nem por isso, de pele e cabelos ressecados Por maria de gusmão

Banho de mar, banho de piscina, corpo bronzeado. Tudo lindo se não fossem as marcas (nem sempre agradáveis) que o verão deixa na pele e nos cabelos. Para evitar que seus dias de férias terminem com uma conta estratosférica de dermatologista, selecionamos alguns produtos que fazem toda a diferença nos cuidados típicos de verão.

Xô, fios ressecados Para quem já descuidou e ao se olhar no espelho sofreu com a palha de milho que se transformou sua cabeleira, essa linha vem a calhar. Na fórmula, desenvolvida pela equipe da Alfaparf Milano, há extrato de sementes de linhaça e pó de diamantes, além de proteínas da seda e extrato de rebento de faia. Revitalizing Lotion Reforça e protege o exterior da fibra capilar hidratando e criando uma barreira contra os fatores ambientais que envelhecem os fios. Preço sugerido: R$ 58 (6 ampolas de 15 ml cada uma) Rejuvenating Balm Desembaraça os cabelos e revitaliza o interior das fibras capilares. Garante cabelos rejuvenescidos e luminosos. Preço sugerido: R$ 57,30 SAC 0800-212652 80

082_083_beleza.indd 80

30.11.09 19:30:43

8


0

Cabeleira tingida Cabelos tingidos exigem atenção redobrada sempre. Se sua ideia é ir além dos tratamentos de emergência, o melhor é aderir a um de uso diário, e continuar fiel a ele mesmo quando passar o verão. A linha Protege Color foi desenvolvida com filtro solar. A fórmula balanceada limpa e hidrata sem exigir demais dos fios frágeis e quebradiços. Shampoo Protege Color com Filtro Solar Preço sob consulta Condicionador Protege Color com Filtro Solar Preço sob consulta Creme para Pentear Protege Color com Filtro Solar Preço sob consulta SAC (79) 2106-4672 guf.com.br

Cabelos ao vento Monte este kit e arme-se contra os fios ressecados. Os produtos ajudam ainda na proteção de quem se aventura entre o sal do mar e o cloro da piscina. Contêm extrato de coco e fator de proteção UV. Shampoo Natura Plant Proteção Verão Preço sugerido: R$ 9,10 Condicionador Natura Plant Proteção Verão Preço sugerido: R$ 11,10 Máscara Pós-sol Natura Plant Proteção Verão Preço sugerido: R$ 21,20 0800-115566 ou natura.net

Hidrate-se Se você acha que só um protetor solar garante uma pele bem cuidada ao final do verão, um alerta: além do sol, o vento e o sal do mar ressecam, e muito. A Avora Cosméticos lançou um creme de hidratação que promete eficácia na recuperação da pele do corpo inteiro. Contém manteiga de cacau e de illipê em sua fórmula, elementos que agem na reparação da pele. Hydra Solution Pele Extra Seca Preço sugerido: R$ 20 SAC (11) 2131-3600 avoracosmeticos.com.br

81

Pele linda Este spray da Racco é multifuncional: serve não só para o corpo, como também para o rosto e para os cabelos. Tem 98% de aloe vera, é rico em sais minerais, enzimas e vitaminas A, B12, C e E. Reestrutura e trata a epiderme suavizando irritações – perfeito para os dias de muito sol. SOS Aloe Pura Aloe Vera Preço sugerido: R$ 43,80 SAC 0800-6010303

NATURAL DA TERRA

082_083_beleza.indd 81

30.11.09 19:31:11


desfrute São Paulo por horst kissmann

Curta a cidade É

tempo de descansar, curtir a família, viajar. É também a hora de colocar o roteiro cultural em dia. Aproveite que nesta época a cidade fica, digamos, mais vazia e ideal para colocar em dia as atrações básicas que todo mundo já deveria ter visto. De quebra, o roteiro ajuda aqueles que vão receber visitas ou precisam organizar o passeio da turma.

Não conhece o MASP, nunca foi ao Butantan. Então, esta é a hora. Tempo de férias, a capital fica mais tranquila, ideal para colocar as visitas obrigatórias em dia e conhecer novos espaços

Hopi Hari A pouco mais de meia hora de São Paulo, e a 20 minutos de Campinas, é sempre diversão garantida. Ao todo, são mais de 40 opções para todas as idades. Aos mais corajosos, o destaque é o Hadikali, que despenca de uma altura de 53 metros, pendurado por um cabo de aço. Mais adrenalina ainda na Montezum, a quinta maior montanha-russa de madeira do mundo. São 1.000 metros de extensão, numa velocidade que chega a 103 km/h. Para os menores, um gostoso passeio de bote pelo Rio Bravo leva os visitantes por um caminho cheio de surpresas. É bom chegar cedo, além de levar um boné e passar protetor solar. Rod. dos Bandeirantes, km 72, tel. (11) 4004-5700, Vinhedo, SP; www.hopihari.com.br

Cinemark

A quinta maior montanha-russa de madeira do mundo

Não, não é um cinema qualquer. É a mais luxuosa sala da capital e fica no badalado Shopping Cidade Jardim, no Morumbi. Por lá, muito conforto: poltronas de couro, pipoca com direto à azeite trufado e até uma taçinha de vinho. Avenida Magalhães de Castro, 12.000, Morumbi, São Paulo, SP, tel. (11) 3552-1000; www.cinemark.com.br

82

082_084_desfrute.indd 82

30.11.09 19:32:13

8


2

Casa das Rosas A mansão, projetada pelo arquiteto Ramos de Azevedo e construída em estilo francês, contrasta com os prédios modernos da Avenida Paulista. A casa, que possui quatro pavimentos, por si só, já é um passeio que vale a pena: porão, térreo, primeiro andar e sótão, além do grandioso jardim. No acervo, mais de 30.000 livros que pertenceram ao poeta Haroldo de Campos e que foram doados por sua família. Vale checar a agenda de exposições temporárias. Avenida Paulista, 37, Bela Vista, tel. (11) 3285-6986, São Paulo, SP

Instituto Butantan Fundado em 1901 pelo médico e cientista Vital Brazil, é uma atração imperdível na cidade. O principal atrativo desse centro de pesquisa biomédica, vinculado à Secretaria da Saúde do governo do Estado de São Paulo, são os animais peçonhentos. O instituto possui uma das maiores coleções de serpentes do mundo, com 54.000 exemplares e é o maior produtor nacional de soros e vacinas. Dos três museus, destaca-se o biológico, onde se podem ver cobras, sapos, aranhas e escorpiões. No lado de fora, ainda há um serpentário ao ar livre. Av. Vital Brasil, 1500, Butantã, tel. (11) 3726-7222, São Paulo, SP; www.butantan.gov.br

Um ótimo programa para fazer com as CrianÇas

clima de campo no centro financeiro da cidade

Museu da Energia Brasileira Montado na casa que pertenceu à família de Santos Dumont, é uma boa opção para conferir fotografias e objetos de época, como lamparinas e voltímetros. Em um dos cômodos, é possível ver uma parede original feita de taipa; em outros, vestígios da pintura original. É aberto ao público em geral e os grupos podem reservar com antecedência. O museu é o próprio acervo da Fundação Patrimônio Histórico da Energia e Saneamento e para visita com fins didáticos a entrada é gratuita. Alameda Cleveland, 601, Campos Elíseos, tel. (11) 3333-5600, São Paulo, SP 83

natural da terra

082_084_desfrute.indd 83

30.11.09 19:32:40


desfrute São Paulo Instituto Tomie Ohtake O exuberante prédio chama atenção na Zona Oeste da cidade. Também, pudera. O prédio ocupa cerca de 7.500 metros quadrados e não tem como passar despercebido, graças à arquitetura modernista e aos tons de roxo e azul de sua fachada. Inovador não só no visual, sua missão é apontar tendências da arte no cenário nacional e internacional. Ao mesmo tempo, abriga referências culturais dos últimos 50 anos. Na programação: exposições, artes plásticas, arquitetura e design. Vale a pena conhecer o espaço no horário de almoço e desfrutar seu restaurante. Rua Coropés, 88, Pinheiros, tel. (11) 2245-1900, São Paulo, SP; www.institutotomieohtake.org.br

Centro Cultural São Paulo Um dos primeiros espaços culturais multidisciplinares do país. Por lá, a programação é sempre intensa. De espetáculos de teatro, dança e música a artes visuais, cinema e vídeo, oficinas, debates e cursos. Entre o acervo fixo tem a guarda da coleção da Missão de Pesquisas Folclóricas de Mário de Andrade e a Discoteca Oneyda Alvarenga, considerado um dos mais importantes acervos especializados em música do mundo – erudita, popular e folclórica, disponível para consulta e audição. Rua Vergueiro, 1000, Paraíso, tel. (11) 3383-3402, São Paulo, SP; www.centrocultural.sp.gov.br

Ponto de encontro da cultura

o prédio estilizado não passa despercebido

Masp

Um dos cartões-postais da cidade, o Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (Masp) foi inaugurado em 1947. Projetado por Lina Bo, arquiteta modernista italiana, chama atenção pelo vão de 74 metros entre os quatro pilares que sustentam a construção. Por dentro, pinturas, esculturas, gravuras, desenhos, fotografias, arqueologia, arte africana e asiática, além de exposições itinerantes. Apesar de símbolo da capital, muita gente ainda não o conhece. Para tanto, vai aí uma dica: toda segunda-feira, a entrada é gratuita. Avenida Paulista, 1578, Bela Vista, tel. (11) 3251-5644, São Paulo, SP; www.masp.art.br

84

082_084_desfrute.indd 84

30.11.09 19:33:44


Há mais de vinte anos, a Paulifruti oferece muitas variedades de frutas, como Melão amarelo tradicional, Gália, Orange, Melão Rei na Redinha, Peras, Maçãs , Uvas e uma grande variedade de ameixas, pêssegos, nectarina e kiwis nacionais e importadas. Através de nossas parcerias com os melhores produtores em várias regiões, garantimos o fornecimento de frutas o ano inteiro, mantendo um alto padrão de qualidade. Nossos profissionais especializados cuidam do produto desde a produção até a chegada ao ponto de venda, com o melhor e mais rápido atendimento. Contamos também com uma área de refrigeração própria, que garante produtos sempre fresquinho. Av. Dr. Gastão Vidigal, 1946 — Vila Leopoldina — Pav: MFE-B Móds: 214 a 219 — CEAGESP — São Paulo — SP Tel.: (11) 3834-2966 / 3834-2424 E-mail: paulifrut@uol.com.br

Paulifruti.indd 1 Untitled-1 1

31.08.09 16:02:48 02.09.09 10:12:57


dicas do freguês UM GIRO PELAS LOJAS NATURAL DA TERRA

QUEM VALÉRIA AMORIM O QUE FAZ SUPERVISORA DE ENSINO MINHA COMPRA TEM... BACALHAU, FRUTAS, CARNES E LEGUMES. “COSTUMO IR AO NATURAL DA TERRA UMA VEZ POR SEMANA PARA FAZER AS COMPRAS DA CASA.”

QUEM YARA MOREIRA O QUE FAZ DONA DE CASA MINHA COMPRA TEM... FILÉ-MIGNON, CARNE MOÍDA E FRUTAS. “ALÉM DA VARIEDADE DE PEIXES, NO NATURAL DA TERRA SEMPRE ENCONTRO SALMÃO, SARDINHA E PESCADA BRANCA.”

QUEM CONSUELO BARCINSKI O QUE FAZ ADMINISTRADORA DE EMPRESA MINHA COMPRA TEM... ASPARGO PERUANO, LARANJA, PERA E PEIXE. “OPTO POR FAZER RECEITAS SAUDÁVEIS, POR ISSO SEMPRE FAÇO OS PEIXES GRELHADOS.”

QUEM CARLOS HORÁCIO O QUE FAZ ARQUITETO MINHA COMPRA TEM... A LINHA NATURAL DA TERRA DE FRUTAS E LEGUMES. “NO MEU CARRINHO NÃO PODEM FALTAR FRUTAS PARA SUCOS E SALADA DE FRUTAS. PREFIRO ABACAXI, LARANJA, MAÇÃ, MAMÃO E ABACATE.”

86

086_088_fregues.indd 86

30.11.09 19:50:53

8


6

POR CAROL ESQUILANTE FOTOS RICARDO D'ANGELO

QUEM ROBERTO TIBIRIÇÁ O QUE FAZ PRODUTOR MINHA COMPRA TEM... MUITAS VERDURAS. “EVENTUALMENTE, FAÇO UMA SALADA GREGA COM AS FRUTAS. ALÉM DISSO, ESTOU SEMPRE ATENTO ÀS PROMOÇÕES DE PEIXES.”

QUEM SANDRA STAD O QUE FAZ DONA DE CASA MINHA COMPRA TEM... MIRTILO, MORANGO E KIWI. SANDRA ENSINA UMA RECEITA REFRESCANTE PARA O VERÃO: “CONGELO O MIRTILO E O MORANGO PARA DEPOIS BATÊ-LOS COM LEITE DE SOJA. EM MEU CARRINHO TAMBÉM É POSSÍVEL ENCONTRAR SALMÃO, QUE FAÇO AO FORNO E TEMPERO COM UM MOLHO FEITO DE IOGURTE, PEPINO E MOSTARDA.”

87

QUEM ANA ALVEZ O QUE FAZ ADVOGADA MINHA COMPRA TEM... PEITO DE FRANGO E FILÉ-MIGNON. “MEU CARRINHO NÃO FICA COMPLETO SEM FRUTAS, SUCOS, PÃES, BOLOS E ÁGUA DE COCO, ALÉM DAS CARNES, QUE FAÇO GRELHADAS.”

QUEM ADRIANA MORGADO E A FILHA, VIVIAN MORGADO O QUE FAZ ADMINISTRADORA MINHA COMPRA TEM... FRUTAS E LEGUMES. A PEQUENA VIVIAN SE DELICIA COM O POTE DE SALADA DE FRUTAS VENDIDO NO NATURAL DA TERRA. “MINHA FILHA AMA FRUTAS, POR ISSO NUNCA DEIXO FALTAR EM CASA MELÃO, MELANCIA E UVA.”

NATURAL DA TERRA

086_088_fregues.indd 87

30.11.09 19:51:46


dicas do freguês UM GIRO PELAS LOJAS NATURAL DA TERRA

QUEM MARGO CARVALHO O QUE FAZ DONA DE CASA MINHA COMPRA TEM... LARANJA, PÊRA, UVA, MAÇÃ, VERDURAS PARA SALADA, ALCATRA E FILÉ-MIGNON.

QUEM LEILA KURI O QUE FAZ DONA DE CASA MINHA COMPRA TEM... CARNE MOÍDA E ABOBRINHA PEQUENA, QUE SÓ ENCONTRA NO NATURAL, PARA FAZER ABOBRINHA RECHEADA. EM SEU CARRINHO ACHAMOS TAMBÉM ALFACE, RÚCULA, TOMATE E FRANGO PARA ESTROGONOFE.

QUEM MIRELA DUARTE O QUE FAZ FOTOGRAFA MINHA COMPRA TEM... SEGUNDO MIRELA, AS FRUTAS DO NATURAL DURAM MAIS, POR ISSO NÃO DEIXA FALTAR MELÃO, LIMÃO-SICILIANO, PARA FAZER RISOTO, UVA E BANANA. A MÃE DE TRÊS FILHOS COSTUMA COMPRAR PEIXES, FRIOS E SOBRECOXA DE FRANGO, QUE FAZ COM ASPARGOS FRESCOS.

QUEM RICARDO RUBRIZ O QUE FAZ TRIBUTARISTA MINHA COMPRA TEM... AMÊNDOA CRUA, CASTANHA-DO-PARÁ E AMENDOIM, PARA COMER NO LUGAR DO ALMOÇO. GERALMENTE TAMBÉM COMPRA FRUTAS, PEIXES E NOZES.

QUEM CLAUDIA MANZINI O QUE FAZ PUBLICITÁRIA MINHA COMPRA TEM... A PUBLICITÁRIA ELOGIA O NATURAL POR SEUS PRODUTOS FRESCOS E PELA VARIEDADE DE LEGUMES. VAI EM BUSCA DE CARNES EM PEDACINHOS, PARA PREPARAR A SOPA DE SEU BEBÊ E PEITO DE FRANGO PARA A FILHA MAIS VELHA. APROVEITA TAMBÉM PARA LEVAR FRUTAS, VERDURAS E BISNAGUINHA PARA AS CRIANÇAS.

88

086_088_fregues.indd 88

30.11.09 19:52:29


WT PUBLICIDADE

A Jacareí Agricultura e Comércio é uma empresa conceituada no meio agrícola por sua alta eficiência no cultivo de hortaliças. Em 35 anos, a família Lopes construiu uma estrutura respeitável, com 6 propriedades localizada em São Paulo (Aracilia, Igaratá, Jacareí, Jarinú, Santa Isabel) e Andradas em Minas Gerais, responsáveis hoje pela produção diária de mais de 120.000 unidades de alface.

Av. Dr. Gastão Vidigal, 1946 Vila Leopoldina – Pav: MLP Box: 201 à 204 – CEAGESP São Paulo - SP – 05314-000 Tel: (11) 4656-2799 / 3643-9077 vendas@jacareiagricultura.com.br www.jacareiagricultura.com.br

Anuncio Jacarei.indd 1 Untitled-1 1

16.05.08 15:14:12 02.09.09 10:16:41


Mundo Natural da Terra

Clima de festa F

Revista Natural da Terra: responsável pela ampliação da comunicação com os clientes das lojas

im de ano sem dúvida é uma das épocas mais aguardadas. Férias, celebrações, encontro com a família e com os amigos. Particularmente para o Natural da Terra é um momento mais que especial. É quando a rede faz aniversário. Em 2009, completa oito anos de sucesso, que só vem, claro, com muito trabalho. Tempo de comemorar também quatro anos da revista Natural da Terra. Até aqui, foram 16 edições, que procuram proporcionar a você, cliente e leitor, uma leitura gostosa e antenada com as questões da vida moderna. Nas reportagens – que vão de questões de saúde e bem-estar a gastronomia, vinhos e viagens –, personalidades como a apresentadora Ana Paula Padrão, a atriz Maria Fernanda Cândido e a cantora Ivete Sangalo já estamparam as páginas desta publicação, contando um pouco sobre a carreira e o estilo de vida.

2 A0 seguir, 0 1 relembramos > > 2um0pouco 0 2de nossa > >trajetória: 2003 >> 20 Setembro de 2001

Um ponto vago na Alameda dos Nhambiquaras, em Moema, desperta a atenção de quatro colegas, que traziam no currículo anos de trabalho na Ceagesp. O sonho de montar uma loja de hortifrúti sofisticada seria possível? Fecharam negócio. Bastaram três meses de reforma, tudo sem a ajuda de arquitetos e decoradores. No dia 4 de dezembro de 2001, eis que a primeira loja Natural da Terra abre as portas, pondo em prática a filosofia de tratar a clientela com o mesmo carinho e bom humor dos tempos em que eram feirantes. Amigos e sócios, Luis Vasconcelos, Edair Escotini, Walter Vasconcelos e Florisvaldo Ruiz carregavam na bagagem mais de 30 anos de experiência no mercado, literalmente. Agregaram os conceitos de qualidade, conforto e segurança. Logo, os diferenciais foram percebidos pelos clientes, e a loja caiu nas graças dos moradores da região. 90

090_092_mundo_naturalv2.indd 90

30.11.09 19:42:24

9


0

Setembro de 2004

Mais uma grande oportunidade de negócio surge: Rua João Cachoeira, região nobre do Itaim. O ponto mobilizou os sócios a montar mais uma loja. Após três meses de trabalho duro, nasce mais um endereço Natural da Terra.

Dezembro de 2004

Pouco tempo depois da inauguração da loja do Itaim, mais um ato de ousadia e garra. Surge a terceira unidade Natural da Terra, agora no Alto da Boa Vista. Na movimentada esquina da Avenida Santo Amaro com a Rua Verbo Divino, um espaço bem maior e mais completo que o das anteriores. Uma loja modelo, que formaliza um novo ideal a ser seguido pela rede.

2004 >> 2005 >> 2006 >> 2005

Um ano todo dedicado à reestruturação interna e à profissionalização. Era preciso organizar tudo, já que em pouco tempo o sonho dos colegas, além de concretizado, tinha se transformado numa rede. A empresa ganha um departamento administrativo, com um novo plano de trabalho, e marca uma revolução no ramo de hortifrúti.

91

2006

A rede cresce e coloca a bandeira Natural da Terra em duas lojas, compradas de um grupo concorrente. Uma no bairro do Brooklin, que estabelece a supremacia da marca na região sul de São Paulo. A outra, em Higienópolis, marca sua chegada à Zona Oeste da cidade.

Outubro de 2006

Início de reformas no Brooklin. É hora de adequá-la, agregar melhorias e novos setores que, no decorrer desses anos, a rede instituiu. Com equipamentos mais modernos, é reinaugurada em fevereiro de 2007.

natural da terra

090_092_mundo_naturalv2.indd 91

30.11.09 19:43:17


Mundo Natural da Terra Agosto de 2007

Abertura oficial da loja de Higienópolis. O tradicional bairro, assim como as regiões Oeste e Centro da capital paulista, passa a contar com a praticidade e a qualidade da Rede Natural da Terra. Muito mais que um hortifrúti, a vizinhança ganhou mil facilidades em um só espaço. A loja conta com lancheteria, ótima pedida para um café da manhã ou um lanche no fim do dia. O setor Oriental é perfeito para uma refeição rápida e saudável, sem falar que ainda dá para levar para casa apetitosas iguarias, de temakis a combinados. Para presentear alguém (ou você mesmo, por que não?), há floricultura, bombonnière e adega, que agrega rótulos dos quatro cantos do mundo.

2008 e 2009

Anos marcados por inúmeros investimentos. Capacitação profissional e contratação de consultorias especializadas, investimentos necessários para solidificar a empresa e prepará-la para a expansão da marca.

2010

O projeto de expansão vai entrar em ação. Para tanto, nossa primeira loja, de Moema, vai passar por profunda reforma. Essa escolha não é à toa. Nada mais justo que presentear nossa primeira loja, responsável pelo sucesso e tudo o mais que o Natural da Terra conquistaria depois. Muito mais que só ser remodelada, ela vai ganhar novo conceito, ainda inédito nas lojas da rede, o Gourmand (leia mais abaixo). Mais uma vez, saímos na frente e vamos aliar o projeto ao tema sustentabilidade, um ideal global e mais que necessário em um negócio sério e preocupado com as questões ambientais. Arquitetura moderna e arrojada contemplam a iniciativa, que vai garantir maior conforto e comodidade aos clientes.

>> 2007 >> 200 8 >> 2009 >> 201 0 ... Novo conceito S

er ousado, sempre, faz parte da filosofia do Natural da Terra. Há oito anos, partimos de um sonho e mostramos que um hortifrúti pode ser diferente. Agora, chegou o momento de inovar mais uma vez. Trazemos o Natural da Terra Gourmand. Trata-se de uma nova marca, um selo de qualidade que todos os itens que produzimos vão oferecer: Padaria, Confeitaria, Lancheteria, Orientais e Rôtisserie – este último, um conceito inédito e a grande novidade da rede. Assinada pela chef de cozinha Luciana Bonamico (veja as dicas da chef na página 94), profissional de larga experiência no mercado, vai oferecer ao cliente um menu completo, com receitas prontas e com gostinho caseiro, perfeitas para facilitar o dia a dia. E com tudo o que envolve o Natural da Terra: produtos de qualidade, atendimento exemplar e ambiente acolhedor.

Anote na agenda

A loja Moema fecha para reforma de 24/1 a 17/2/2010. A reinauguração está prevista para o dia Desde já, pedimos desculpas pelos transtornos gerados e contamos com a compreensão dos clientes.

18/2.

92

090_092_mundo_naturalv2.indd 92

30.11.09 19:43:38


A Graembuense fornece uma sele巽達o de legumes e verduras com a melhor qualidade e variedade.

Av. Dr. Gast達o Vidigal, 1946 - V. Leopoldina CEAGESP - Setor: MLP - MODS: 54 a 61 S達o Paulo - SP - 05316-900 Fone: (11) 3643.7772 / 3643.7773

Graembuense.indd 1 Untitled-1 1

27.08.09 18:24:11 02.09.09 10:13:38


produtos

Um pequeno toque de chef L

uciana Bonamico está entre as novidades do Natural da Terra. Ela, que traz no currículo a bagagem de ter passado por várias casas famosas, é quem assina a rôtisserie, uma das novidades do conceito Gourmand, um dos projetos da rede, que vai estrear em 2010. Enquanto isso, Luciana foi às compras e ensina como transformar coisas simples em perdições gastronômicas. De quebra, a chef ainda faz as vezes de sommelière e dá dicas de qual bebida vai bem com cada receitinha.

Uva thompson, maçã verde, kiwi + vinho branco Neste verão, nada como dar uma animada nas tardes quentes de sol com uma versão tropical de um coquetel tradicional, o Clericot. Corte a maçã e o kiwi em cubos pequenos e as uvas ao meio. Em uma jarra com gelo, misture as frutas com o vinho branco e sirva com algumas folhas de hortelã. É refrescante!

94

094_097_chef.indd 94

30.11.09 19:48:27

9


4

Berinjela, pimentão e cebola Ratatouille de legumes é uma tradicional receita francesa. Esse nome ganhou o mundo com o filme de um ratinho que adorava fazer travessuras na cozinha. Curiosidades à parte, bom mesmo é saber que prepará-lo é muito fácil. Basta cortar os legumes em cubos pequenos e levá-los ao forno com bastante azeite. Pode exagerar mesmo. Junte alguns dentes de alho amassados com casca e finalize com folhinhas de alecrim e tomilho. Deixe até que fiquem bem macios. Ótima opção para servir com torradinhas ou usar como molho de uma massa grano duro. Casa muito bem com vinho tinto Malbec.

Camarão O camarão é uma das vedetes do verão. De receitas quentes ou frias, é um ingrediente que faz a festa a qualquer momento. Uma deliciosa maneira de aproveitálo é um risoto de camarão, feito com arroz Arborio e finas fatias de abobrinha. Vai bem com um bom Pinot Noir argentino ou chileno.

Abacaxi-pérola e rúcula Essa é uma das frutas mais versáteis. E rende versões inusitadas, que impressionam no cardápio. Caso de uma salada, servida como carpaccio. É só cortar o abacaxi em fatias bem finas, regar azeite, pimenta-rosa e servir com folhas de rúcula e queijo de cabra. Harmoniza-se com vinho Sauvignon Blanc.

Salmão fresco e alcaparras Para aqueles que visam à saúde e aos benefícios do Ômega 3, essa é uma ótima receita. Leve ao forno, embrulhado em papel-alumínio, uma posta de salmão, alcaparras pequenas e suco de um limão-siciliano. Um bom vinho branco da uva Chardonnay acompanha esse prato com primor.

95

NATURAL DA TERRA

094_097_chef.indd 95

30.11.09 19:46:56


produtos

Pêssego, iogurte natural e granola Para os aficionados de malhação, uma deliciosa dica para devorar antes ou depois do treino. Corte a fruta em cubos pequenos, leve ao micro-ondas por um minutinho, só para que fique macia, quase uma compota. Jogue o iogurte natural por cima e salpique, sem hesitar, muita granola. Diversão (e nutrição) garantida! Aqui, vá de água de coco.

Patê de fígado de pato com geleia de frutas vermelhas É uma dupla perfeita. Basta servir com deliciosas torradas crocantes. Uma maneira sofisticada, gostosa e fácil para servir, entre os aperitivos, nas festas de fim de ano. Quer impressionar mais ainda? Sirva com vinho doce de sobremesa bem gelado.

Relish de pepino e rosbife Dica para os mais gulosos: um belo sanduíche no pão ciabatta com rosbife, queijo gruyère e um toque de relish de pepino adocicado. Impressiona e nem precisa dizer que é superfácil de fazer. Para incrementar ainda mais, finalize com maionese de ervas. Nada de vinho, aqui a pedida é uma boa cerveja preta. E bem gelada. 96

094_097_chef.indd 96

30.11.09 19:47:25


Untitled-1 1

27.11.09 16:06:19


cartas Novos leitores Descobri a Natural da Terra no consultório da pediatra da minha filha. Como se estivesse comendo uma fruta muito saborosa, devorei cada página... Torcia – como se estivesse assistindo a uma partida do meu Verdão – para que minha princesinha demorasse a ser chamada! Adoraria receber a revista em casa. Pierangela Scolletta Recebi pela primeira vez a revista Natural da Terra em casa e adorei. A publicação é linda, muito bem elaborada e muito alegre. E me inspirou muito. Deixou minha casa mais florida e colorida com as dicas da reportagem sobre a primavera. Iracema Almeida Coisa de família Gostaria de dar os parabéns à revista Natural da Terra. Excelentes formato e conteúdo. As matérias estão cada vez melhores. Depois de lê-la, repasso para toda a família. Quando todos acabam de ler, retornam para minha coleção e posterior consulta. Vera Lucia Lobão Programa diário Sou frequentadora do Natural da Terra do Brooklin. Vou lá todos os dias, pois tenho duas crianças e gosto de ter legumes, verduras e frutas sempre fresquinhos. Tenho um bebê de 9 meses, o Theo, que todos os funcionários de lá conhecem e de quem gostam muito. Parabéns pela revista, pelo atendimento na loja e pelos produtos. Adoro a padaria também, agora só compro pão lá. Irene Nuny

Só elogios Parabéns pelo excelente atendimento, pela qualidade e variedade dos produtos oferecidos pelo Natural da Terra. Ana Paula Marafon Quero mais Recebi a revista e estou encantada com os artigos e as receitas. Fiquei querendo mais... querendo sempre! Glaucia Braga Maggi Em casa Mesmo sem ter ainda uma loja perto de casa, sempre que posso dou uma passadinha na loja do Itaim. Parabéns a todos que fazem o Natural da Terra e esta revista “deliciosa”, que gostaria de receber em casa. Marcos Martins

Conheci a revista e achei sensacional. Os artigos e a qualidade são ótimos. Padrão surpreendente! Parabéns, também, pelo site, muito bem estruturado. Quanto às lojas, sem comentários! Excelentes! Sônia Sobol Coisa de avó Gente, esta revista é tão completa que minha nonna criou um risoto de abacaxi com peru defumado. Ah, e enfeitado com flores comestíveis, acreditam? De sobremesa, melancia, claro! Fico imaginando as maravilhas que virão no próximo número. Parabéns à equipe! Roberta Campos

Estou com o último exemplar em mãos e achei fantástico. Os assuntos são interessantes, as receitas superpráticas, a fotografia imbatível. Estou encantada. Parabéns para toda a equipe. Gostaria de receber a revista em casa. Solange Cristiny Tive o prazer de conhecer a revista agora e adorei saber da possibilidade de recebê-la em casa. Fiquei surpresa com a qualidade dos assuntos e das fotografias. Receitas simples, de muito bom gosto e saudáveis. Regiane Rodilha

Confira as edições anteriores em nosso site www.naturaldaterra.com.br

Para receber a revista Natural da Terra, basta cadastrar-se nas lojas ou enviar um e-mail para marketing@naturaldaterra.com.br.

98

098_cartas.indd 98

30.11.09 19:49:09


Untitled-1 1

26.11.09 18:58:58


Untitled-4 1

31.08.09 16:19:50


Natural da Terra | 16