__MAIN_TEXT__

Page 27

Reforçando a declaração de Gerald Barnes, da Neiman Marcus, 73% dos consumidores pesquisam on-line e compram off-line. A causa é porque as pessoas, quando desejam um produto, querem a disponibilidade imediata, querem tocar e provar o produto. Porém, a sedução de compra ocorreu online. Mesmo assim, o mercado virtual cresce porque, quando familiarizados com a marca, os consumidores passam a valorizar as facilidades desse canal de venda, como a praticidade e a segurança de fazer compras sem sair de casa. A palestra da Ebay surpreendeu pelos números em volume de vendas e acessos ao site. Com 20 milhões de consumidores, 4 milhões de vendedores, 160 milhões de transações por ano e a presença em 30 países. As marcas mais desejadas são: Coach, Gucci, Louis Vuitton, Nike, Chanel, Ralph Lauren, Anthropologie e Burberry. Os itens mais pesquisados são: eyewear, sapatos, vestidos de casamento, roupas vintage, sandálias e trajes de praia. Outro perfil muito comprador é o das pessoas que gostam de se vestir bem, porém não são fanáticas por moda e roupas. Acreditam no valor das grifes, mas são consumidores mais práticos do que fanáticos. Para finalizar o congresso, a palestra da Lacoste mostrou que realmente a marca está moderna e ativa com as novas tecnologias. É pioneira no m-commerce – venda por celular –, lançado em 2009, que já no primeiro ano teve 750 mil acessos, gerando aproximadamente 7.500 vendas. Com o surgimento do iPad, da Apple, as vendas ultrapassaram as vendas pelo iPhone, já em maio de 2010. A mensagem deste congresso, sem dúvida, é que as novas tecnologias serão cada vez mais parte do nosso dia a dia. Consequentemente, vão refletir a maneira como pesquisamos produtos e quando e onde realizaremos nossas decisões de compra. O mercado de luxo precisa estar atento e sempre acompanhar o comportamento do seu consumidor. As empresas presentes no evento, líderes de mercado, estão trabalhando exatamente nisso, sendo pioneiras e investindo na perpetuação das suas marcas. A

Reynaldo Pasqua é Diretor Online da CARMIM. Reynaldo@post.harvard.edu

MAGAZINE 27 -

O.S. 23266 - Titulo: Miolo Nac - Operador: Romano - Pagina 25 - Data: 8/3/2010

Na palestra da Kenneth Cole, Tom Davis apresentou um comparativo sobre o mundo tecnológico em que vivemos, começando com o nascimento no ano de 2000 da Amazon.com, Hotmail e Napster. Em 2002, o surgimento do Skype, Ebay e iTunes (Apple) e, entre 2006 e 2008, Facebook e Twitter. Na parte de hardware, tivemos o surgimento em 2001 do CD; em 2003, do DVD; em 2004, do Internet Explorer; em 2006, do BlackBerry, GPS e TV LCD/plasma; e, em 2008, do iPhone e BluRay. Ou seja, nos últimos dez anos surgiram todas as novidades que ocupam nosso tempo de trabalho, lazer e entretenimento. Assim, ele concluiu que vivemos em um mundo volátil, com surgimento de informações instantâneas. Dentro desse quadro, e em retrospecto, ele apresentou três empresas que souberam crescer nesse novo mundo: Apple, Amazon e Google. A Apple pelo lançamento de produtos incríveis, a Amazon pela logística e pelo atendimento ao consumidor, e a Google por todas essas características (acima). As vendas on-line crescem 20% ao ano nos Estados Unidos, 134 bilhões de dólares em 2009. Diante dessa fotografia do mercado, a Kenneth Cole foca sua estratégia na integração entre as lojas físicas, e-commerce e móbile (venda por celular). Os múltiplos canais de venda e divulgação são todos direcionados à satisfação do consumidor. Para a marca, o consumidor é quem dita onde e quando ele quer tomar uma decisão de compra. E a Kenneth Cole procura estar presente de alguma maneira nesse momento de decisão. O uso da tecnologia é primordial para o sucesso de uma marca de luxo hoje em dia. Os aparelhos celulares Smartphones serão maiores em número do que os computadores pessoais até 2013. O Facebook já poderia ser considerado o terceiro país do mundo em população, com quase 500 milhões de pessoas, perdendo apenas para a China e Índia. Na Kenneth Cole, 1,5% das vendas da marca já são efetuadas via celular, com a expectativa de dobrar esse número em 12 meses. Segundo Tom, nos próximos anos as marcas que estiverem com essa integração mais amadurecida terão claramente uma vantagem no mercado.

Cyan

Magenta

Yellow Black

Profile for Grupo Metromidia

A Magazine #30  

Revista A Magazine edição 30 (nacional)

A Magazine #30  

Revista A Magazine edição 30 (nacional)

Advertisement