Page 1

Na

Estrada Publicação Trimestral Transfarrapos • Ano 1 • Edição 1 • Janeiro/2013

COLETA SELETIVA • págs. 04 e 05

A maioria dos municípios brasileiros ainda não conta com esta medida. Iniciativas como a realizada pela Transfarrapos, tentam transformar este cenário.

COM A PALAVRA • págs. 02 e 03 João Petry, da Calçados Senador Pompeu “Uma logística de distribuição bem planejada e organizada diminui o tempo de entrega, criando uma grande vantagem em relação aos concorrentes.”

Veja também nesta edição: Os desafios do líder no século 21 Na Mão Certa

pág.

pág.

07

De passagem por Gov. Valadares

06

De passagem pág.

08


COM A PALAVRA

// João Petry, da Calçados Senador Pompeu

O staff de 26 funcionários que trabalhava na Calçados Senador Pompeu em 2002, quando a empresa abriu suas portas, cresceu para a média atual de 900 colaboradores. Com dez anos, a fábrica situada em um município homônimo, no Centro-Sul do Ceará, deixa uma marca

Na Estrada: O senhor pode fazer um apanhado geral do crescimento e dos principais acontecimentos nestes dez anos de história? Sr. João Petry: Nesses dez anos, a Calçados Senador Pompeu cresceu de forma contínua, porém dentro de uma realidade comum ao mercado calçadista. Nesse período, ganhou, em três anos consecutivos, o Prêmio Contribuinte do Governo do Estado; um novo galpão foi construído na contrapartida do Governo para ampliação na fabricação de calçados e, consequentemente, houve a ampliação de mão de obra, melhoria do mercado interno, satisfação da comunidade e melhores condições de vida. O nosso maior orgulho é que a empresa mantém sua própria marca, a partir de uma infraestrutura administrativa e fabril que condiz com qualquer segmento nesta área em relação a todo o país.

NE: A produção da empresa está intimamente ligada à comunidade do município em que se localiza. De que forma o desenvolvimento da cidade de Senador Pompeu depende do trabalho da fábrica? Sr. João Petry: Com a geração de empregos, consequentemente geramos renda. Com isso, alavancamos o comércio local melhorando e ampliando lojas, como também fazendo com que as pessoas se sintam incentivadas de forma empreendedora. Além disso, a empresa assume responsabilidade sócio ambiental, tratando os substratos e resíduos de acordo com as leis estaduais e federais. NE: Quais as conquistas mais recentes da empresa? Sr. João Petry: Nos últimos dois anos, conseguimos perpetuar três marcas próprias como Star Tech, Diversão e Mundy, e ainda conseguimos parceiros importantes de outras marcas como Puma, Veja e Coca-Cola. Nossa capacidade de produção atualmente gira em torno de 9.000 pares/dia. NE: Como está a situação da empresa no mercado calçadista nacional e internacional hoje? Sr. João Petry: No mercado nacional, diferente de outras empresas do ramo, nossas vendas vão bem e com

02


Na

Estrada EDITORIAL

de evolução no setor calçadista nacional e na comunidade onde se localiza. Na Estrada conversou com o Sr. João Petry, Procurador e Gerente Administrativo Financeiro da empresa para conhecer um pouco dessa história de sucesso.

boas expectativas para o futuro, devido ao tipo de produto que fazemos (calçados vulcanizados). A crise na Argentina no ano passado nos prejudicou com relação ao volume de produção. Mas, graças ao bom trabalho de nosso diretores e departamento comercial, conseguimos preencher essa lacuna com outras marcas, como Coca-Cola e Veja. Enfrentamos a concorrência nacional com muita criatividade no que tange ao desenvolvimento de produtos, de olho na qualidade como também no preço compatível com o que o mercado espera. NE: Neste setor, qual a importância da excelência em logística no transporte de mercadorias? Sr. João Petry: Uma logística de distribuição bem planejada e organizada diminui o tempo de entrega do fornecedor para o cliente, transformando isso numa grande vantagem em relação aos concorrentes. Quem antes recebe, vende mais rápido: assim, os clientes irão repetir os pedidos. NE: Há quanto tempo a Calçados Senador Pompeu conta com os serviços da Transfarrapos e de que forma a transportadora contribuiu para o crescimento da empresa? Sr. João Petry: A nossa parceria com a Transfarrapos vem de muitos anos. Ela contribui com nosso crescimento fazendo um bom trabalho ao transportar nossas matérias-primas e distribuir nossos produtos pelo Brasil. A grande diferença que eu vejo em relação às concorrentes é o atendimento diferenciado, principalmente acesso direto aos donos da empresa. NE: Quais são as expectativas da Calçados Senador Pompeu para um futuro próximo? De que forma a Transfarrapos pode contribuir com essas expectativas? Sr. João Petry: Se continuarmos fazendo bem nosso trabalho com relação ao desenvolvimento de produtos visando qualidade e o bom atendimento aos nossos clientes, cresceremos ainda mais. Para isso, contamos com a Transfarrapos para atender mais e melhor nossa necessidade de distribuição e de abastecimento.

O momento é de alegria e comemoração, pois estamos em festa. Com maturidade, experiência, muito trabalho e dedicação, conquistamos os nossos 20 anos de estrada e, com eles, a vontade de fazer o melhor a cada dia. Quero agradecer a todos que fazem parte dessa história, que, de uma maneira ou de outra, escreveram a sua página e deixaram nela a marca do orgulho do dever cumprido. Aproveitando essa ocasião, estamos lançando esse informativo, no qual queremos registrar as ações, as oportunidades e as políticas de qualidade para as quais a Transfarrapos tem dedicado atenção e zelo ao longo dos seus 20 anos. Somos uma empresa que não para de crescer e tudo isso é fruto de um trabalho sério, justo e de qualidade absoluta. Pois, a nossa missão é sermos a melhor naquilo em que nos propormos fazer. Que venham mais 20 anos! Teresa R. de Freitas Diretora Presidente

EXPEDIENTE Na Estrada, janeiro/2013, nº 1. Coordenação: Daiana Milan Diagramação e edição: INCH studio Edição, redação e revisão: Beatriz Ribeiro Produção: Gráfica Cearense Tiragem: 6.000 exemplares Sugestões, informações e críticas, encaminhe um e-mail para naestrada@transfarrapos.com.br Na Estrada é uma publicação trimestral da Transfarrapos. Agradecemos a todos os que contribuíram no fornecimento das informações e imagens para essa publicação. 03


NA ROTA

// Coleta seletiva: um passo para a sustentabilidade

A maioria dos municípios brasileiros ainda não conta com esta medida, que traz benefícios ecológicos e sociais. Iniciativas comunitárias e empresariais, como a realizada pela Transfarrapos, tentam transformar este cenário. A coleta seletiva e a reciclagem de lixo têm um papel muito importante para o meio ambiente. Por meio delas, recuperam-se matérias-primas que de outro modo seriam tiradas da natureza. No entanto, segundo a pesquisa Índices de Desenvolvimento Sustentável, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), realizada em 2012, apenas 1.087 municípios, ou 19,5% do total de cidades no país, conta com alguma forma de separação para reciclagem.

A natureza ensina O gaúcho Ricardo Schuck Rocha, fundador da Reciclage, uma iniciativa de desenvolvimento sustentável que visa gerar ocupação e renda com a promoção do artesanato de

Palestra de conscientização sobre desperdício e coleta seletiva na Transfarrapos

Colaboradores conscientes

04

reciclagem, pensa na coleta seletiva como uma obrigatoriedade. “É o que precisamos fazer se quisermos copiar o único sistema sustentável que conhecemos: a natureza. Não existe lixo na natureza e essa é toda a barreira que devemos romper”, conclui. Essa visão é compartilhada pelo desenhista industrial e educador Marcelo Kammer, de São Paulo, que aponta o consumo inconsciente como uma das principais causas do desperdício de matérias-primas. “O Brasil ainda não está suficientemente envolvido e consciente sobre os benefícios da coleta seletiva. Há uma preguiça generalizada, falta de cultura ambiental e descaso, principalmente em se tratando do consumo excessivo”, relata.


Na

Estrada

Luzes no fim do túnel Iniciativas comunitárias ou empresariais vêm tentando mudar este cenário. É o caso do projeto Coleta Seletiva da Transfarrapos, que iniciou na unidade de Fortaleza (CE), tendo como base a mudança de hábito, com conscientização dos colaboradores no controle de consumo e combate ao desperdício. A empresa também disponibiliza lixeiras para separação de materiais, com o intuito de destinar parte deles para a reciclagem, reduzindo assim a quantidade final de resíduos destinado aos aterros.

Latas de separação de resíduos fazem parte da estrutura da Transfarrapos

O que é cole

Sacola feita pela Reciclage

ta seletiva? É separar o lixo para qu e seja enviad Significa nã o para recicl o misturar agem. materiais re restante do cicláveis co lixo. Ela po m o de ser feita sozinho ou por um cida organizada dão em condom escolas, club ínios, empr es, cidades. esas, O que é reci clagem? É a atividad e de transf ormar mater novos produt iais já usad os que pode os em m ser comer velhos, por cializados. Pa exemplo, re péis to transformad rnam às in os em nova dústrias e s folhas. são Como minim izar resíduos ? Fique de olho nos 3 Rs: pr imeiro, redu o desperdíci zir o lixo ev o, depois reap itando roveitar tudo antes de joga o que for po r fora e só en ssível tão enviar pa ra reciclar.

05


NOSSA FROTA

Capacitação online em diversas áreas para impulsionar a carreira dos colaboradores

Liderança e colaboradores na plateia

A Convenção também contou com a presença do Diretor Executivo Ismael Zorzi, da Diretora Presidente Teresa Freitas e do Diretor Comercial Maucir Zorzi

Capacitação online

Os desafios do líder

Nos meses de novembro e dezembro, a unidade Transfarrapos de Fortaleza (CE) foi palco para o projeto piloto do curso online da CATHO. A capacitação dos colaboradores acontece em uma escala de horário durante a jornada de trabalho. Cada área conta com um curso específico e, por meio de ferramentas oferecidas pela CATHO, a empresa monitora os resultados de cada colaborador. A ideia é manter o treinamento todo ano e em todas as unidades.

A unidade Transfarrapos de Fortaleza (CE) recebeu em novembro a palestra Líder do Século 21 e seus principais desafios, com a Sra. Suiane Sampaio, professora do curso de extensão Implantação de RH na UNIFOR. A palestra contou com a presença da liderança e alguns integrantes de todos os setores e abordou as principais competências e posturas necessárias para que um líder consiga obter o sucesso da equipe.

A Catho Educação Executiva, unidade de negócios da Catho Online, atua há mais de dez anos com cursos à distância, oferecendo apoio às organizações que desejam oferecer esta modalidade de ensino aos seus colaboradores.

"Quando nossas atitudes vão além de nossas habilidades, até o impossível pode se transformar em realidade."

Convenção Comercial 2012 Reunindo as equipes de Fortaleza (CE), Vinhedo (SP), Recife (PE) e Bento Gonçalves (RS), foi realizada no início de novembro, nesta última cidade, a Convenção do Departamento Comercial. O encontro apresentou as diretrizes e as expectativas da diretoria para 2013, as novas políticas comerciais, os planos de expansão para cada unidade e também alguns cases de clientes.

Jonh Maxwell

Confraternização de Final de Ano O ano de 2012 foi cheio de realizações para a Transfarrapos e cheio de motivos para celebrar. E é por isso que as unidades se encheram de alegria e pensamentos positivos nas comemorações de final de ano. Dá uma olhada:

Em Fortaleza (CE), a comemoração foi no dia 22 de dezembro

06

Em Vinhedo (SP), os colaboradores comemoraram no dia 15 de dezembro

Em Bento Gonçalves (RS), dia 15 de dezembro também foi o dia de celebrar


Na

Estrada COLABORADOR DESTAQUE

O curso foi realizado para todos os colaboradores, no refeitório

Natalya leva seu talento pelas nossas estradas

Relacionamento e convivência

Mulher no volante!

Em Bento Gonçalves (RS), os colaboradores realizaram em novembro o curso Relacionamento Interpessoal e Convivendo em Equipe, com o Instrutor Rafael Garcia (Sest/Senat). O evento contou com dinâmicas descontraídas para começar bem o dia de trabalho.

Há tempos, as mulheres vêm conquistando seu espaço mais que merecido em trabalhos que, antes, eram considerados masculinos. A Transfarrapos acredita na força feminina e, por isso, contratou Natalya Maria Lopes Bezerra como nossa primeira motorista do sexo feminino. “Me sinto feliz e lisonjeada, pela oportunidade. Percebo uma boa aceitação por parte dos colegas de trabalho. É um sonho que estou tendo a chance de realizar, fico grata e satisfeita. Pretendo seguir carreira na Transfarrapos”, afirma Natalya.

Todos os meses, a Transfarrapos elege os colaboradores que foram destaque em produtividade, carisma, comprometimento, assiduidade, entre outros fatores. A votação é realizada entre os colegas. Confira os destaques do último trimestre:

José Edmilson Rodrigues Unidade Fortaleza (CE) > Destaque nos meses de outubro e novembro

Márcio Barbiero Unidade Bento Gonçalves (RS) > Destaque no mês de outubro

Na mão certa Em outubro de 2012, a Transfarrapos iniciou a parceria com o programa Na Mão Certa, uma iniciativa da Childhood Brasil (Instituto WCF) que visa mobilizar governos, empresas e organizações do terceiro setor em torno do enfrentamento mais eficaz da exploração sexual de crianças e adolescentes nas rodovias brasileiras. Para atingir o maior número de pessoas, formando uma rede de agentes de proteção, a empresa capacitou colaboradores para atuar como multiplicadores do programa. A primeira turma de voluntários concluiu a capacitação em novembro. “A Transfarrapos se antecipou na disseminação do programa e tem colhido bons resultados junto ao público. Acredito que o desafio será contribuir para que muitas histórias de vida sejam transformada através desta ação”, comenta Eveline Xavier, Gerente do Departamento de Recursos Humanos no Ceará.

Marcio Mulinari Unidade Bento Gonçalves (RS) > Destaque nos meses de novembro e dezembro

Dino César Diogo de Araújo Unidade Fortaleza (CE)

> Destaque no mês de dezembro

se Parabéns a todos que alidades! qu as su destacaram por 07


Na

RADAR

Estrada Um giro por

Governador Valadares Conversando com o motorista carreteiro João Carlos Pinho, da Transfarrapos, Na Estrada descobriu o lugar ideal para quem gosta de aventura: Governador Valadares. A 324 quilômetros de Belo Horizonte, a cidade mineira é sede de vários campeonatos de voo livre internacionais. Não é para menos, afinal, um de seus atrativos naturais, o Pico da Ibituruna, conta com 1.123 metros de altitude. Além dos desafios nas alturas, a prática de canoagem pelas águas do Rio Doce também é uma boa pedida. Mas nem só de esporte radicais vive o município. A sua produção e intenso comércio de pedras preciosas atrai visitantes do Brasil e de todo o mundo. Pico da Ibituruna, visto das margens do Rio Doce

Não deixe de: Visitar a Açucareira, antiga usina de cana-de-açúcar, recentemente tombada com o patrimônio histórico. Conhecer a Praça Serra Lim a, uma homenagem a José Serra Lima, o homem que projetou a área central da cidade. Dar uma volta na Praça da Estação, onde está a primeira locomotiva a cruzar a cidade entre as décadas de 1920 e 1930. Passar pela Ponte do São Raim undo, a primeira ponte da cidade, e dar uma boa olha da no Rio Doce.

Pinho passou por lá e recomenda: “A paisagem é muito bonita e muitas vezes enxergamos o pessoal praticando voo livre”

Para

rir e se emocionar Baseado em uma história real, Intocáveis conta a história de Phillipe, um rico aristocrata tetraplégico que contrata como cuidador a pessoa menos recomendada para o cargo: Driss, um jovem recém-saído da prisão, que não faz nenhuma questão de arranjar um emprego. Juntos, eles descobrem a força da superação, seja ela física ou social.

Intocáveis (Intouchables), 112 minutos - Comédia - 2011 (França)

Na Estrada - Edição 1  
Na Estrada - Edição 1  
Advertisement