Page 89

foram preservados no Progymnasmata de Moses of Chorone traduzido em nota por August Nauck, ao qual nos informa que Medeia tinha por objetivo matar Pelias, o rei da região de Iolcos. A partir das informações sobre o episódio da morte do rei fornecidas por Apolodoros (I,IX:27), Hyginos (24) e Pausânias (VIII,XI:2), somos induzidos a compreender a morte do rei como parte complementar do ritual de passagem da protagonista que sai da infância para a idade adulta na condição de mulher. A sacerdotisa de Hécate havia executado o irmão Absyrto para retardar a perseguição empreendida por seu pai, o rei Aeetes3 . O ritual de passagem havia sido praticado com a morte de seu irmão, tornando-se de vital importância o restabelecimento da ordem cósmica diante do miasma provocado pela morte de um parente próximo. Medeia necessita executar um ritual de sangue visando aplacar a fúria das Erínias e o escolhido foi o rei Pélias cuja morte auxiliava Jasão a reaver o trono de Iolcos usurpado de seu pai Aison. A discussão está em identificar se o rei Pelias participou do ritual contra a sua vontade como nos revela Ovídio em Metamorfoses (VII,297) ou se 88 Núcleo de Estudos da Antiguidade

Medeia mito e magia  
Medeia mito e magia  
Advertisement