Page 54

Maria Regina Candido 3 Medeia:o mito da grande mãe

A trajetória e as variantes do mito de Medeia nos aponta para as crenças e tradições que circulavam na sociedade grega desde o período arcaico. O mito deixa transparecer a execução de rituais de magia e de encantamento associados ao uso de ervas e raízes – pharmaka e epoda que tanto tinham o poder de curar – como o episódio do rei Egeu, quanto podiam matar como o caso de Gláucia e Creonte, ambos narrados na poesia trágica Medéia de Eurípides. Nesta dramaturgia, apresentada em 431 aC em Atenas, o poeta nos relata uma das vertentes do mito na qual a protagonista detém uma prole de dois filhos. Entretanto os mitógrafos Parmênides e Eumelos indicam uma prole extensiva de quatorze filhos: sete meninos e sete meninas. Acreditamos que esta vertente pertence a uma tradição muito antiga que remonta ao período em que as comunidades indo-européias da Península Balcânicas passavam por transformações inerentes ao processo de sedentarização. 53

Medeia mito e magia  
Medeia mito e magia  
Advertisement