Page 1


Magick Sem Lágrimas Nota: esta edição HTML de Magick Sem Lágrimas é uma tradução da edição

Magick

Without

Tears

baseada na digitação de Bill Heidrick feita em 1988, a partir do livro publicado em 1954, com um prefácio de Karl J. Germer. A versão impressa atual (da Editora New Falcon) foi substancialmente reduzida pelo editor F. I. Regardie. As omissões feitas por Germer a partir das cartas originais não


3/317

foram restauradas. As notas de rodapé indicadas por *, †, ‡, etc. são de Crowley ou Germer. As notas indicadas por números são de um dos editores, transcritores, etc. As notas entre colchetes foram feitas pelos tradutores. Os capítulos serão adicionados conforme as traduções forem sendo finalizadas. Consulte semanalmente a página para verificar novo conteúdo.


4/317

Prefácio Introdução Capítulo I O que é Magick? Capítulo II A Necessidade de Magick para Todos Capítulo

Hieróglifos: Vida e Lin-

III

guagem

Necessariamente

Simbólicos Capítulo

Cabala: o Melhor Treina-

IV

mento para a Memória

Capítulo V The Universe: The 0 = 2 Equation


5/317

Capítulo

The Three Schools of Ma-

VI

gick (1)

Capítulo

The Three Schools of Ma-

VII

gick (2)

Capítulo

The Three Schools of Ma-

VIII

gick (3)

Capítulo

The Secret Chiefs

IX Capítulo X The Scolex School Capítulo

Woolly Pomposities of the

XI

Pious "Teacher"


6/317

Capítulo

The Left-Hand Path—"The

XII

Black Brothers"

Capítulo

System of the O.T.O.

XIII Capítulo

Noise

XIV Capítulo

Sex Morality

XV Capítulo XVI

On Concentration


7/317

Capítulo

Astral Journey: Example,

XVII

How to do it, How to Verify your Experience

Capítulo

The Importance of our

XVIII

Conventional

Greetings,

etc. Capítulo

The Act of Truth

XIX Capítulo

Talismans:

XX

The Pantacle

Capítulo

My Theory of Astrology

XXI

The

Lamen:


8/317

Capítulo

How to Learn the Practice

XXII

of Astrology

Capítulo

Improvising a Temple

XXIII Capítulo

Necromancy and Spiritism

XXIV Capítulo

Fascinations,

Invisibility,

XXV

Levitation,

Transmuta-

tions, "Kinks in Time" Capítulo

Mental

Processes—Two

XXVI

Only are Possible


9/317

Capítulo

Structure of Mind Based

XXVII

on that of Body (Haeckel and Bertrand Russell)

Capítulo

Need

to

Define

XXVIII

"Self", etc.

Capítulo

What is Certainty?

"God",

XXIX Capítulo

Do you Believe in God?

XXX Capítulo

Religion–Is

Thelema

XXXI

"New Religion"?

a


10/317

Capítulo

How can a Yogi ever be

XXXII

Worried?

Capítulo

The Golden Mean

XXXIII Capítulo

The Tao I

XXXIV Capítulo

The Tao II

XXXV Capítulo

Quo Stet Olympus: Where

XXXVI

the Gods, Angels, etc. Live

Capítulo

Death—Fear—"Magical

XXXVII

Memory"


11/317

Capítulo

Woman—Her

XXXVIII

Formula

Capítulo

Prophecy

Magical

XXXIX Capítulo

Coincidence

XL Capítulo

"Are we Reincarnations of

XLI

the Ancient Egyptians?"

Capítulo

This "Self" Introversion

XLII


12/317

Capítulo

The Holy Guardian Angel

XLIII

is not the "Higher Self" but an Objective Individual

Capítulo

"Serious" Style of A.C., or

XLIV

the Apparent Frivolity of Some of my Remarks

Capítulo

"Unserious" Conduct of a

XLV

Pupil

Capítulo

Selfishness

XLVI Capítulo XLVII

Reincarnation


13/317

Capítulo

Morals of AL—Hard to Ac-

XLVIII

cept, and Why nevertheless we Must Concur

Capítulo

Thelemic Morality

XLIX Capítulo L A.C. and the "Masters"; Why they Chose him, etc. Capítulo

How to Recognise Masters,

LI

Angels, etc., and how they Work

Capítulo

Family: Public Enemy No.

LII

1


14/317

Capítulo

"Mother-Love"

LIII Capítulo

"On Meanness"

LIV Capítulo

Money

LV Capítulo

Marriage—Property—War

LVI

Politics

Capítulo

Beings I have Seen with my

LVII

Physical Eye

Capítulo

"Do

LVIII

Themselves Shaving?"

Angels

Ever

Cut


15/317

Capítulo

Geomancy

LIX Capítulo

Knack

LX Capítulo

Power and Authority

LXI Capítulo

The Elastic Mind

LXII Capítulo

Fear, a Bad Astral Vision

LXIII Capítulo LXIV

Magical Power


16/317

Capítulo

Man

LXV Capítulo

Vampires

LXVI Capítulo

Faith

LXVII Capítulo

The God-Letters

LXVIII Capítulo

Original Sin

LXIX Capítulo LXX

Morality (1)


17/317

Capítulo

Morality (2)

LXXI Capítulo

Education

LXXII Capítulo

"Monsters", Niggers, Jews,

LXXIII

etc.

Capítulo

Obstacles on the Path

LXXIV Capítulo

The A.'.A.'. and the Planet

LXXV Capítulo

The Gods: How and Why

LXXVI

they Overlap


18/317

Capítulo

Work Worthwhile: Why?

LXXVII Capítulo

Sore Spots

LXXVIII Capítulo

Progress

LXXIX Capítulo

Life a Gamble

LXXX Capítulo

Method of Training

LXXXI Capítulo

Epistola Penultima: The

LXXXII

Two Ways to Reality


19/317

Capítulo

Epistola Ultima

LXXXIII Gerado em 04/11/2013. Para obter

possíveis

revisões

e/ou

capítulos ausentes neste e-book, acesse:

http://hadnuit.com.br/

magick-sem-lagrimas.


Prefácio Em 1943, Aleister Crowley encontrou uma senhora que, tendo ouvido de seu amplo conhecimento e experiência, pediu seu conselho sobre ocultismo,

espiritualismol,

e

questões

práticas. Esta chance de conexao resultou em uma troca estimulante de cartas. Crowley, então, pediu para colocarlhe outras questões semelhantes. O


21/317

resultado foi um acervo de mais de oitenta cartas que agora estão sendo emitidas sobre o título escolhido, "Magick sem Lágrimas". [Apesar do que alguns digam, nunca encontrei nenhum dicionario que me confirmasse que MAGICK é um termo em Frances para a palavra Magia. Faze o que tu queres.] Como Crowley não manteve cópias de suas primeiras cartas para a senhora acima mencionada, ele não foi capaz


22/317

de incluí-las na coleção que ele planejava publicar. Felizmente elas foram preservados e estão agora incluídas na introdução deste livro. Sua forma original foi mantida com as fórmulas de abertura e de encerramento, a qual Crowley usou em todas as suas cartas. Crowley de primeira intensionava chamar o livro de "Aleister EXPLICA TUDO", e enviou a seguinte circular aos seus amigos e discípulos pedindo-


23/317

lhes para sugerir temas para a inclusão. ALEISTER EXPLICA TUDO. Muito satisfeito como o autor do LIVRO DE THOTH por tantas cartas de apreciação, principalmente das mulheres, agradecendo-lhe por não ‘colocá-lo em uma linguagem ininteligível’, por ‘fazer tudo tão claro que até eu com a minha inteligência


24/317

limitada podesse compreender, ou assim eu penso. “No entanto, e não obstante! Por muitos anos o Mestre Therion sentiu agudamente a necessidade de algumas bases

de

ensino

adequado

para

aqueles que estao apenas começando no estudo de Magick e suas ciências subsidiarias, sejam os meramente curiosos ou os interessados com intenção de estudar. Ele sempre fez todo o possível para deixar o sentido


25/317

claro para a pessoa educada de inteligente média, mas mesmo aqueles que entendêm-no perfeitamente e são mais favoráveis ao seu trabalho, concordam que é a este respeito que ele tem falhado. “Tanta coisa para o diagnostico – agora para o remédio! “Um gênio inspirado dos deuses, sugeriu recentemente que o enigma pode ser resolvido de algum modo nas


26/317

antigas e bem trilhadas linhas do “Guia do Dr. Brewer à Ciência”, ou seja, por ter aspirantes escrevendo para o Mestre fazendo perguntas, do tipo de problema que naturalmente vem à mente de qualquer interessado sensível, e ficando com sua resposta na forma de uma carta. 'O que é isso?' 'Por que eu deveria preocupar a minha cabeça sobre isso?' ‘Quais são seus princípios?’ ‘De que serve isso?’


27/317

‘Como eu começo?’, E assim por diante. “Esse plano foi posto em ação, a idéia foi a de cobrir os assuntos de todos os ângulos possíveis, o estilo foi coloquial e fluente; termos técnicos, foram cuidadosamente evitados ou mais cuidadosamente ainda explicados, e a carta não foi admitida à série até o consulente manifestasse satisfação. Umas setenta cartas, até o presente foram escritas, mas ainda parece


28/317

haver certas lacunas na demonstracao, como as manchas brancas no mapa do Mundo, que pareciam tão tentadoras cinqüenta anos atrás. Este memorando é um convite à vossa colaboração e apoio. Uma lista, indicando brevemente o assunto de cada carta que foi escrita é acrescentada. Se você acha que alguma dessas vai ajudá-lo em seus próprios problemas, uma cópia tipografada será enviada para você imediatamente... Se você


29/317

quiser saber alguma coisa fora do escopo, mande sua pergunta (expondo tao clara e completamente quanto possivel)... A resposta deve chegar até você, acidentes de lado, em menos de um mês... Propõs-se finalmente a emissao da série [de cartas] em formato de um livro. Isto agora foi feito. Karl J. Germer Frater Saturnus X○


30/317

Frater Superior, O.T.O. January, 1954 e.v. Hampton, N.J. Origem da tradução Traduzido por Frater P.G.


Introdução CARTAS ESCRITAS PELO MESTRE THERION A UMA ESTUDANTE Carta No. A 19 de Março de 1943 Cara Soror, Faze o que tu queres há de ser tudo da Lei.


32/317

Fiquei muito feliz em obter a partir de sua conversa ontem à noite que você tem uma séria intenção de levar a Grande Obra com o espírito apropriado. Suas críticas a experiência anterior no curso de suas aventuras parecia singularmente sã e justa. Como prometi, estou escrevendo esta carta para cobrir alguns pontos práticos que não tivemos tempo para discutir e que, em qualquer caso, acho


33/317

que seria melhor organizá-las por correspondência. 1) É da maior importância que você deva compreender a minha posição pessoal. Não é realmente errado considerar-me como professor, mas certamente é susceptível de induzir ao erro; companheiro de estudos, ou, se quiser, companheiro no sofrimento, parece

uma

apropriada.

definição

mais


34/317

O clímax de minha vida foi o que é conhecido como o Trabalho no Cairo, descrito nos mínimos detalhes em O Equinócio dos Deuses. Naquela época muito de O Livro da Lei foi completamente ininteligível para mim, e uma boa parte dele – especialmente o terceiro capítulo – extremamente antipático. Eu lutei contra esse livro por anos, mas ele provou-se irresistível. Eu não penso que estou me vangloriando injustamente quando eu digo


35/317

que as minhas pesquisas individuais têm sido de grande valor e importância para o estudo de temas de Magick e Misticismo em geral, especialmente a minha integração dos vários sistemas de pensamento do mundo, notavelmente a identificação do sistema do Yi King

com

a

Qabalah.

Mas

eu

asseguro-vos que todo o trabalho da minha vida, se fosse multiplicado mil vezes, não seria um dízimo do valor de um único verso de O Livro da Lei.


36/317

Eu acho que você deveria ter um exemplar de O Equinócio dos Deuses e fazer O Livro da Lei o seu estudo constante. Tal valor que o meu próprio trabalho pode possuir para você deve corresponder a nao mais do que uma ajuda na interpretacao deste livro[Liber L, claro]. 2) Pode ser que mais tarde você vá querer uma cópia de Oito Lições de Yoga, por isso estou colocando uma


37/317

cópia como reservada, para o caso de você querer. 3) Com respeito à O.T.O., eu acredito que eu posso encontrar uma datilografia de todos os documentos oficiais. Se assim for, eu vou deixar você le-los, para que você possa fazer uma ideia para saber se você quer se afiliar ao Terceiro Grau da Ordem. Eu deveria, por conseguinte, no caso de sua decisão por afiliar-se, enviar para voce o manunscrito dos Rituais e explicar o


38/317

significado da coisa toda, comunicando, em adiçao, o real segredo e o conhecimento significativo o qual a Maçonaria ordinaria não possuí. 4) O horóscopo, eu não gosto de fazer todos estes, mas é parte do acordo com o Grande Tesoureiro da O.T.O. que eu deveria realizá-los em casos dignos, se pressionado. Mas eu prefiro manter a figura para mim mesmo para referência futura, no caso de


39/317

qualquer evento significativo fazer uma consulta desejável. Agora há uma questão muito importante. A única coisa além de O Livro da Lei, que está na vanguarda da batalha. Como eu lhe disse ontem, a primeira necessidade é a dedicação de tudo o que se é e de tudo o que se tem para a Grande Obra, sem reservas de qualquer espécie. Esta deve ser mantido sempre em mente, a maneira de fazer isso é praticar Liber Resh vel


40/317

Helios, sub Figura CC, pp 425-426 Magick. Há uma outra versão destas adorações, ligeiramente mais completa, mas as constantes do texto são muito boas. O importante é não esquecer. Vou ter que te ensinar os sinais e gestos que vão com as palavras. Também é desejável antes de iniciar uma refeicao formal recitar o seguinte diálogo: Bata 3-5-3: diga, “Faze o que tu queres há de ser tudo da Lei”. A


41/317

pessoa do outro lado da mesa responde: “Qual é a Tua vontade?” Você: “É minha vontade comer e beber.” Ele: “Para quê fim?” Você: “Que meu corpo pode ser fortificada por ela”. Ele: “Para quê fim?” Você: “Que eu possa realizar a Grande Obra”. Ele: “ Amor é a lei, amor sob vontade.” Você, com uma única batida: “Assim seja”. Quando sozinho faça um monólogo disto: assim, Bata 3-5-3. Faze o que tu, etc É a minha vontade , etc,


42/317

que o meu corpo, etc, para que eu, etc, o amor é, etc Bata: e começe a comer. É impossível exagerar a importância de realizar essas pequenas cerimónias regularrmente, e de ser tao preciso quanto possível no que diz respeito aos tempo [Os horários que devem ser rigorosamente seguidos para a execucao do ritual de Adoracao ao Sol em seus quatro momentos, conforme ensinado em Liber Resh]. Você não deve ter em mente parar no meio de uma


43/317

rua lotada – com camiões ou sem camiões – e dizer as Adorações; e você não deve ter em mente esnobar o seu convidado ou o seu hospede se ele ou ela se provar ignorante de sua participação no diálogo. Isto é assim talvez porque essas materias sao questões tão insignificantes e triviais na aparência que elas oferecem uma execelente opcao de treino. Ensinamlhe a concentração, atenção, coragem


44/317

moral e social, e uma série de outras virtudes. Como uma perfeita dama, tenho deixado a melhor porção para o final. É absolutamente

essencial

para

começar um diário mágico, e mantêlo diariamente. Você começa fazendo um relato de sua vida, vá para antes mesmo de seu nascimento para sua ancestralidade.

Em

conformidade

com a prática que você pode, talvez, optar por adotar mais tarde, já em


45/317

Liber Thisarb, sub Figura CMXIII, paragrafos 27-28, Magia, pp 420-422, você deve encontrar uma resposta para a pergunta: “Como eu vim para este lugar, neste momento, envolvido neste trabalho em particular?” Como você vai ver a partir do livro, isso vai fazer você começar lá na descoberta de

quem

você

realmente

é

e,

eventualmente, levá-la a recuperar a sua

memória

anteriores.

de

encarnações


46/317

Como é difícil para você chegar à cidade, exceto em raros e irregular intervalos, posso sugerir um plano que já havia se mostrado muito útil, e que é uma carta semanal. Eliphas Levi fazia isso com o Barao de Spedalieri, e a correspondência é uma das mais interessantes de suas obras. Você faz as perguntas, as que voce deseja ter respondidas, e eu respondo-as no melhor de minha capacidade. Eu, é claro, adiciono

comentários

espontâneos


47/317

que podem ser provocados por minhas observações sobre o seu progresso e da leitura de seu diário mágico. Isto, naturalmente, deve ser escrito em um lado do papel somente, para que a página

oposta

esteja

livre

para

comentários, e algo deve ser arranjado para que [o diario] seja verificado a intervalos regulares. Amor é a lei, amor sob vontade. Fraternalmente,


48/317

666 Carta No. B 20 de Abril de 1943 Cara Soror, Faze o que tu queres há de ser tudo da Lei Fiquei muito contente por ter a sua carta, e estou muito triste ao ouvir de você que tem estado em aflição. Sobre


49/317

a demora, no entanto, eu acho que eu deveria lhe dizer que a Regra original da Ordem da A ? A ? que é o introdutor ler uma curta lição para o pretendente, em seguida, deixá-lo sozinho por um quarto de hora, e na volta receber um “sim” ou “não”. Se houver alguma hesitação sobre isto o pretendente está barrado durante uma vida. A razão para o relaxamento da regra era que essa ficaria melhor para


50/317

ajudar as pessoas ao longo da fase inicial do trabalho, mesmo se ali não havia

mais

nenhuma

esperança,

despejando-o da primeira-classe. Mas eu gostaria que você percebesse que, mais cedo ou mais tarde, seja nesta encarnação ou em outra, isto é colocado em cima de voce para que voce mostre perfeita coragem em face ao completamente desconhecido e do poder da rapida e irrevogavel decisão [que se toma] sem se contar o


51/317

custo[sem se preocupar com o custo desta decisao]. Eu penso que seja completamente errado permitir-se ficar preocupada por “problemas psicológicos, morais e artísticos”. Isto nao é bom como seu ponto de partida sobre qualquer tipo de coisa a menos que você possa ver claramente na simplicidade da verdade. Tudo isso cantarolando e gaguejando sobre as coisas é o veneno moral. Qual é a utilidade de ser uma


52/317

mulher se você não tem uma intuição, um instinto habilitanto voce para distinguir entre o genuino e o falso? Seu estado de mente [espírito] sugere para mim que você deve ter estado, no passado, sob a influência de pessoas que estavam sempre falando sobre as coisas, mas nunca fazendo qualquer trabalho real. Eles continuaram arguindo toda sorte de ponto filosofico obscuro, quanto a isso esta tudo bem, mas quando você tem sucesso em


53/317

analisar suas reações é que você vai entender que toda essa conversa é justa excusa [apenas uma desculpa] para não fazer qualquer trabalho sério. Eu estou confirmando este julgamento por seus dizeres [por voce dizendo, ou, por suas palavras]: “Eu não sei se eu quero entrar em um grande conflito. Eu preciso de paz”. Afortunadamente você salvara a si mesma[salvou

a

si

mesma]

por


54/317

acrescentar: “A paz real, que é viver e não estagnar”. Toda a vida é conflito. Cada respiração que você projeta representa uma vitória na luta de todo o Universo. Você não pode ter paz sem uma perfeita maestria da circunstância; e eu suponho que isso é o que você quer significar com “viver, e nao estagnar”. Mas para a primeira conseqüência, para você reunir [em si]a resolução de acabar com este mar de pensamentos


55/317

rodopiando, atraves de um ato de vontade, você deve dizer: “A paz permaneça”. No momento em que você tenha entendido para e o que sao esses pensamentos, as ferramentas do inimigo, inventadas por ele com a idéia de impedi-la de realizar a Grande Obra – o momento em que voce descartar todas as considerações com firmeza e determinação e disser: “O

que

eu

devo

fazer?”

e

ter

descoberto que começou a trabalhar


56/317

para fazê-lo, permitindo isso sem interrupção, você vai encontrar aquela paz viva, que (como você parece ver) é um processo dinâmico e não uma condição estática. (Há bastante sobre este ponto nos Pequenos Ensaios em Direção à Verdade, e também em A Visão e a Voz.) Seu comentario final me fez sorrir. Esta propaganda nao é boa para o tipo de pessoa com quem você esteve associada no passado[ou seja, O que vc me


57/317

disse nao me leva a ter uma boa percepcao destas pessoas com as quais vc se manteve vinculada no passado]. Minha posição é muito simples. Eu obedeci a injuncao de “comprar uma perfeita galinha preta, sem regatear”. Eu gastei mais de 100.000 libras de meu dinheiro herdado sobre este trabalho: e se eu tivesse um milhão de vezes essa quantidade hoje iriam todos na mesma direção. E é apenas quando um esta forjado assim desta


58/317

forma, que estará totalmente despreendido de todas as considerações de dois centavos e meio para mais ou quatro centavos e meio para menos, que se obtém uma perfeita liberdade neste Plano do Discos. Todas as Ordens sérias do mundo, ou quase todas, começam por insistir que o aspirante deve ter um voto de pobreza, um Buddhista Bhikku, por exemplo, só pode possuir nove objetos –

seus

três

robes,

tigela

de


59/317

mendincancia, um abano, escova de dentes, e assim por diante. As Ordens Hindus e Maometanas tem regulamentos similares; e assim fazem todas as importantes Ordens de vida monastica no Cristinanismo. Nossa própria Ordem é a única exceção de importância, e o motivo para isso é que é muito mais difícil para reter a pureza se voce está vivendo no mundo do que se voce simplesmente corta-se dele. É muito mais fácil de


60/317

alcançar realizações técnicas se for desobstruído de quaisquer considerações desse tipo. Estes regulamentos funcionam como restrições aqueles que sao uteis em ajudar o mundo. Há perigos terríveis, o pior de todos os perigos, associado com o completo isolamento. Na minha opinião pessoal, além disso, penso que o nosso próprio ideal de uma vida natural é muito mais saudável.


61/317

Quando você descobrir um pouco sobre suas encarnações passadas, você deve ser capaz de entender isso muito mais clara e simplesmente. Amor é a lei, amor sob vontade. Fraternalmente, 666 Carta No. C 30 de Abril de 1943


62/317

Cara Soror, Faze o que tu queres há de ser tudo da Lei Obrigado pela sua longa carta sem data, porem recebida ha dois dias atrás. Eu sinto muito por voce ainda se sentir esgotada. Eu mesmo não me sinto muito bem, por eu achar este tempo muito difícil. Vou responder aos seus diferentes pontos da melhor maneira possível.


63/317

Eu estou me organizando para enviar a voce os documentos oficiais conectados com a O.T.O., mas a idéia que você deve conhecer outros membros primeiro é completamente impossível. Mesmo após a afiliacao, você não iria encontrar ninguém a menos que fosse necessário para que você trabalhe em cooperação com eles. Tenho medo que você ainda tenha a idéia de que a Grande Obra seja como a festa do chá. O contato com outros estudantes


64/317

apenas significaria que você criticaria seus chapéus, e então suas morais, e eu não vou encourajar isso. Seu trabalho não é de ninguém; e conversa indireta[FOFOCA!] é o pior elemento tóxico na sociedade humana. Quando você fala do “verdadeiro registro” do “Ser chamado de Jesus Cristo”, eu não sei o que você quer dizer. Não tenho conhecimento da existência de qualquer registro deste tipo. Eu conheco um grande numero


65/317

de lendas, na sua maioria emprestadas de lendas anteriores, de características semelhantes. Seria melhor para você obter uma cópia de O Equinócio dos Deuses e estudá-la. A Grande Obra é a união dos opostos. Isso pode significar a união da alma com Deus, do microcosmo com o macrocosmo, do sexo feminino com o masculino, do ego com o não-ego - ou o que sabe-se mais.


66/317

Por “amor sob vontade”, uma referência ao fato de que o método em cada caso é amor, pelo qual se entende a união

dos

opostos

como

acima

referido, como o hidrogênio e cloro, sódio e oxigênio, e assim por diante. Qualquer reação queseja, qualquer fenômeno, é um fenômeno de “amor”, como você vai entender quando eu comecar a lhe explicar o significado da palavra “ponto de evento”. Mas o amor tem que ser “sob vontade”, se


67/317

for para ser direcionado corretamente. Você deve encontrar sua Verdadeira Vontade, e fazer todas as suas ações subserviente aquele único e grande propósito. Ra-Hoor é o Deus Sol; Tahuti é o Mercurio Egipcio; Kephra é o Sol da meianoite. Sobre seus problemas, o que eu tenho que fazer é tentar ensiná-la a pensar com clareza. Você será imensamente


68/317

estimulada a ter todos os enfeites inúteis despojados do seu aparelho de pensar. Por exemplo, eu acho que você não conhece os primeiros princípios da lógica. Você parece assumir uma atitude mais ou menos Cristã, mas, ao mesmo tempo que você gosta muito da idéia de Karma. Você não pode ter ambos. A questao sobre dinheiro não se aplica. Esta antiga e muito boa regra (que

eu

sempre

mantive),

foi


69/317

realmente pertinente para o momento em que havia segredos reais. Mas eu tenho publicado abertamente todos os segredos. Tudo que posso fazer é treiná-la de uma forma perfeitamente exotérico. Minha sugestão sobre a carta semanal foi destinada a excluir esta pergunta, como você estaria recebendo

algo

de

completo

valor

comercial pagando nada. Suas perguntas sobre o Espírito do Sol, e assim por diante, devem ser


70/317

respondidas pela experiência. Satisfação intelectual é inútil. Eu tenho que levá-la a um estado de espírito completamente superior ao mecanismo da mente normal. Uma boa parte da sua carta é um pouco difícil de responder. Você sempre parece querer colocar a carroça na frente dos bois. Você não vê que, se eu estivesse tentando levá-la a fazer uma coisa ou outra, eu deveria simplesmente voltar para o tipo de resposta


71/317

que eu pensei que iria satisfazê-la, e fazer você feliz? E isso seria muito fácil de fazer porque você não tem idéias

claras

sobre

qualquer

coisa.

Primeiramente, você continua usando termos sobre cujo significado ainda não estamos de acordo. Quando você fala sobre o “caminho Cristão”, você acredita

em

expiação

vicária

e

danação eterna – nao é mesmo? Uma grande parte da confusão que surge em todas estas questões, e cresce


72/317

constantemente pior com os colegas de escola falando sobre – o cego guiando cego – é porque eles não têm idéia da necessidade de definir os seus termos. Então, novamente, você me faz perguntas como “O que é a pureza?” que podem ser respondidas em uma dúzia de maneiras diferentes, e você deve ter em vista o que se entende por um “universo de discurso”. Se você me perguntasse – “É esta amostra de


73/317

cloreto de ouro uma amostra pura?” Eu posso te responder. Você deve entender o valor da precisão no discurso. Eu poderia ficar divagando sobre a pureza e abnegação por anos, e ninguém seria um centavo melhor. P.S. – ou melhor, eu não quero ditar esse trecho – Suas idéias sobre a O.T.O. relembram-me a idéia de algumas mulheres sobre compras. Você quer martelar sobre o estoque e depois sair com um sorriso orgulhoso e


74/317

feliz: NÃO. Você realmente acha que eu deveria reunir todas as pessoas mais ilustres vivas para a sua inspeção e aprovação? [...era esse o propósito – secreto – da referida dama ao perguntar sobre onde encontrar outros membros da ANTIGA O.T.O.] A cláusula de filiação em nossa Constituição é um privilégio: uma cortesia para um corpo simpático. É que você


75/317

não foi uma Maçom, ou Co-Maçon, você teria que ser proposta e apoiada, e em seguida examinada por inquisidores

selvagens;

e

então

provavelmente – jogada fora ao monte de lixo. Bem, não, isso não é tão ruim assim; mas nós certamente não queremos qualquer um que opte por escolher-nos. Quer fazê-lo voce mesma, como se você estivesse no Comité de um Clube? A O.T.O. é um órgão sério, engajado em um trabalho


76/317

de escopo Cósmico. Você deve questionar a si mesma: em que eu posso contribuir? Segredos. Há uma exceção para o que eu disse sobre a publicação de tudo: isto é, o último segredo da OTO. Isso é realmente muito perigoso para divulgar, mas a salvaguarda é que você não poderia usá-lo a nao ser que você soubesse que ao menos fosse uma Adepta avançada; e você não seria permitida ir tão longe se nós não


77/317

estivéssemos satisfeitos de que você realmente esteja sinceramente dedicada à Grande Obra. (Veja Uma Estrela à Vista). Verdade, os Irmãos Negros poderiam usá-lo, mas eles só se destroem. [Irmãos Negros SÃO ADEPTUS, no mínimo

Minor

e

no

maximo

EXEMPTUS, mas nunca Mestres do Templo, mas, ainda assim, ADEPTOS e ADEPTAS!]


78/317

Amor ĂŠ a lei, amor sob vontade. Fraternalmente, 666 Carta No. D 8 de Junho de 1943 Cara Soror, Faze o que tu queres hĂĄ de ser tudo da Lei.


79/317

Obrigado por sua carta. Eu não conseguia encontrar o material impresso da O.T.O. – e em seguida ocorreu-me que seria útil para esperar por sua reação. Se eu estavivesse esperando alguns documentos importantes pelo correio, eu deveria ficar ansioso após 24 horas de atraso (no máximo) e iniciar investigações. De qualquer forma, eu não posso encontrá-los no momento, mas o Sr. Bryant disse que iria lhe emprestar seu Blue Equinox: as


80/317

páginas 195-270 darao o que você requer. [Aqui Crowley sutilmente chama a atencao da referida dama, que levou aproximadamente dois meses para tornar a falar com Crowley porque ele lhe deu um “leve puxao de orelhas”...Mas isso tudo é função de um ego sensivel, como o da maioria das pessoas. A.C. estava dando perolas de sabedoria a esta referida e muito confusa dama – sic!]


81/317

Mas o ponto verdadeiro é que sua afiliação é que me poupa de ter que estar constantemente em guarda para que eu não deva mencionar algo que estou jurado não revelar. Como em toda sociedade séria, os membros se comprometeram a não divulgar o que eles podem ter aprendido, com quem eles se encontraram, mas é assim, mesmo na Co-Maçonaria: não é; Mas pode-se mencionar os nomes dos membros que morreram. (Veja Liber


82/317

LII, par 2..) Seja feliz então, o ultimo X.. Y... foi um de nós. Eu espero que ele e Rudolph Steiner (entre eles)[um dentre os dois] possam satisfazer as suas dúvidas. A A?A? é totalmente diferente. Uma Estrela à Vista diz-lhe tudo o que você precisa saber. (Talvez alguns desses regulamentos sejam difíceis de compreender: pessoalmente, eu nunca consigo entender tudo isso como uma Lei material. Então você deve me


83/317

perguntar o quê e porquê, e assim em diante). Há apenas um ponto verdadeiro para o seu julgamento. “Pelos seus frutos vós os conhecereis”. [A Soror em questao citava constantemente os jargoes da biblia cristista, e esta foi uma das poucas citacoes que A.C. concordou como aplicavel ao contesto da carta]Você leu Liber LXV e Liber VII; Isso mostra em quais estados você pode alcançar por este cirriculum.


84/317

Agora leia “Um Mestre do Templo” (Blue Equinox, pp 127-170) para um relato dos primeiros estágios do treinamento, e seus resultados. (É claro, o seu caminho pode não coincidir com, ou

mesmo

se

assemelhar,

este

caminho). Mas coloque isso em sua cabeça “Se um cego guiar outro cego, ambos caem no fosso”. Se você tivesse visto 1% do dano que eu vi, você iria congelar até a medula de seus ossos com


85/317

a mera idéia de ver outro membro através de um telescópio! Bem, ao falar assim eu estravaso e admito;porem, nao precisas de uma duzia de cozinheiros para fazer um caldo! Se você está trabalhando comigo, você não tem tempo para perder com outras pessoas. Eu temo que o seu “Cristianismo” é como na maioria das outras tribos. Você escolhe uma ou duas das figuras a partir das quais os Alexandrinos


86/317

compuseram

seu

“Jesus”(também

muitos cozinheiros, novamente, como uma vingança!) e negligenciaram as outras[figuras]. O Cristo Sionista de Mateus pode nao ter valor algum para você, e o mesmo com o Asiático “Deus-Dying” – compilado de Melcarth, Mitra, Adónis, Baco, Osíris, Attis, Krishna, e outros – que fornecem os elementos miraculosos e ritualísticos da fábula.


87/317

Justamente você pergunta: “Em que eu posso contribuir?” Resposta: Um Livro. Essa é a idéia da carta semanal: 52 [cartas]suas e 52 [cartas]minhas, competentemente editadas, nos daria um volume dos mais proveitosos. Este seria de sua propriedade: para que você obtenha uma boa quantidade de valor material [dinheiro], talvez muito mais para suas despesas. Pensei nesse plano, porque um tal arranjo recentemente chegou ao fim, com resultados


88/317

surpreendentemente feliz: eles devem estar abertos para a sua apreciacao em alguns meses a partir de agora. Incidentalmente, eu pessoalmente nao pego nada disso para mim[nao ganho nada com isso]; secretariar um trabalho custa dinheiro estes dias[dar a aela a assistencia que ela precisa sairia muito caro se fosse o caso de se cobrar por isso. Entao, pactuaram em trocarem cartas, onde ela seria assistida em todo seu trabalho pelo


89/317

proprio Therion, sob o unico custo de permitir que as cartas sejam publicadas. Hoje em dia a suposta “assessoria espiritual” é uma profissao...como vemos em qualquer meio de comunicacao em massa]. Porém há uma outra grande vantagem, a de nos manter até a meta[ou seja, para que ambos nao desistam da empreitada antes de alcancar a consecucao deste trabalho, que sao as 52 cartas de cada um]. Além disso, nestas cartas com grandes


90/317

chances e extremidades [finalizacoes, conclusoes] de conhecimento [ou, uma grande miscelanea de conhecimentos e possibilidades de investigacao mistica e magica] transformam-se automaticamente em coisas valiosas; ĂŠ bastante frequente sim, mas nĂŁo quer perder o fio, uma vez que se iniciar. Possivelmente dez dias poderiam ser melhor[ao inves de uma carta a cada sete dias, uma carta a cada 10 dias. O que levaria 364 dias, sem contar


91/317

o tempo dos correios e seus atrasos, levaria 520 dias]. Mas por favor, entenda que esta sugestão

surgiram

exclusivamente

a

partir de sua própria indicação do que você pensou que iria ajudar na sua situação atual. Enfim, como você diz, decida! Se for sim, gostaria de vê-la antes de 15 de junho, quando espero estar fora por alguns dias; melhor para dar-lhe algum fundamento para mantê-la ocupada na minha ausência.


92/317

Amor ĂŠ a lei, amor sob vontade. Fraternalmente, 666 Carta No. E 18 de Agosto de 1943 Cara Soror,


93/317

Faze o que tu queres há de ser tudo da Lei. Tenho pensado muito na construcao de seu Moto. “Eu me tornarei” pode satisfatoriamente ser transformado em

“Deixe

que

seja”[Let

there

be]evitando o Primeiro Pronome fica com a ideia de “a absorção do Si no Amado”, que é exatamente o que você necessita.


94/317

“A Força criadora do Universo” está completamente pronta. Πυραμις, uma pirâmide, é aquela força em sua forma geométrica; na sua forma biológica é Φαλλος, o Yang ou Lingam. Ambas palavras

têm

o

mesmo

valor

numérico, 831. Estas duas palavras podem, portanto, servir como o objeto secreto de sua Obra. Como é que você pode construir o número 831? A Letra Kaph, Júpiter (Jeová), a Roda da Fortuna no Tarot – o Atu X é um


95/317

retrato do Universo construído-se e resoldendo-se, por virtude desses Três Princípios: Enxofre, Mercúrio, Sal; ou Gunas: Sattvas, Rajas, Tamas – esses tem o valor 20. Então, esse tem também a letra Yod escrita em cheio. Uma forma Gnóstica secreta de ortografar e pronúnciar Jeová é ΙΑΩ e este tem o valor de 811. Então, tem “Deixe que seja”, Fiat, transliterado para o grego.


96/317

Resumindo todas essas idéias, parece que você pode expressar sua aspiração

muito

ordenadamente,

muito completa, escolhendo como seu Moto as Palavras FIAT YOD. Amor é a lei, amor sob vontade. Fraternalmente, 666


97/317

P.S. Por favor estude esta carta, e estas figuras explicativas e medite sobre elas ate que não se tenha apenas assimilado a matéria analisada imediatamente, mas sim o método geral de pesquisa e construção cabalística. Note como novas idéias surgem em cognato para enriquecer a formula. 666 Nota:

No

“figuras

explicativas”

referido (omitido na edição impressa)


98/317

Crowley definiu as várias palavras Gregas e Hebraicas mencionadas com os números de cada letra para indicar a forma como eles se acrescentaram a estes valores. Quando esta edição, seguindo a versão impressa, dá os nomes das letras Hebraicas na transliteração Inglesa, o original tinha as letras Hebraicas atuais. Carta No. F 20 de Agosto de 1943


99/317

Cara Soror, Faze o que tu queres há de ser tudo da Lei. Deixe-me começar fazendo referencia para a minha carta a respeito do Moto e deixar claro para você o funcionamento desta presente carta. Neste Moto você realmente tem várias idéias combinadas, e ainda assim elas são realmente, é claro, uma idéia.


100/317

Fiat, sendo 811, é idêntico a IAO, e, portanto, YOD FIAT pode ser lido não apenas como “Deixe que seja”(ou “Deixe-me tornar”), a fonte secreta de toda a energia criativa, mas como “a fonte secreta da energia de Jeová”. As duas palavras juntas, com o valor de 831, que contêm os significados secretos Pyramis e phallos, que é a mesma idéia de formas diferentes, assim você tem três maneiras de expressar a forma criativa, no seu aspecto


101/317

geométrico, no seu aspecto humano, e em seu aspecto divino. Estou fazendo um ponto para isto, porque o trabalho fora deste moto deveria lhe dar uma ideia muito clara do tipo de maneira pela qual a Cabala deve ser usada. Eu acho que é bastante útil para lembrar que é a essência da Cabala; portanto, em princípio, a sua correspondência para Malkuth, Yesod, Hod você está simplesmente das

ideias

escrevendo que

algumas

pertencem

aos


102/317

numeros 10, 9 e 8, respectivamente. Naturalmente, há uma grande sobrecarga de redundância e, logo que você começa com idéias importantes o suficiente para ser abrangente, como é mencionado no artigo sobre a Cabala em O Equinócio, Vol. I, Nº 5, é muito fácil provar que 1=2=3=4, etc. Em contrapartida, você deve ser cuidadosa para prevenir de pegar as correspondências dadas nos livros de referência, sem antes pensar por que


103/317

elas são assim determinadas. Assim, você encontra um camelo no número que se refere à Lua, mas a carta do Tarô “a Lua” não se refere à letra Gimel, que significa Camelo, mas a carta Qoph e ao signo de Pisces, que significa peixe, enquanto a letra em si se

refere

à

parte

de

trás

da

cabeça[nuca]; e voce também vai encontrar peixe significando a letra Nun. Você não deve ir partir deste, e dizer que a parte de trás de sua cabeça


104/317

é como um camelo – a conexão entre eles é simplesmente que todos eles se referem à mesma coisa[ideia, objeto]. No estudo da Cabala você faz mencao à seis meses; Eu penso que após esse tempo você deve estar habilitada a perceber que após seis encarnações de estudo ininterrupto você podera fazer idéia de que você nunca pode saber sobre isto[depois de seis meses de estudo dedicado voce comecara a perceber

que

mesmo

apos

seis


105/317

encarnacoes de estudo continuo voce nao vai saber o suficiente sobre Cabala]; como disse Confúcio sobre o Yi King. “Se mais alguns anos forem adicionados à minha vida, gostaria de dedicar uma centena delas para o estudo do Yi”. Se, no entanto, você trabalhar na Cabala da mesma forma como eu mesmo tenho feito, em uma temporada, você deverá ter uma idéia muito clara em seis meses. Agora vou


106/317

dizer-lhe como que este método é: como eu andava[fazia caminhada], fiz questão de atribuir tudo o que eu via a sua idéia adequada. Para sair precisa passar pela porta da minha casa, entao refletia que a porta é Daleth e a casa

Beth;

agora,

a

palavra

“dob”[Daleth-Beth, DB] é o Hebraico para suporte, e tem como número o 6, que refere-se ao Sol. Então você se aproxima de suas propriedades e vê que é Cheth – número 8, número 7 do


107/317

Trunfo do Tarot, que é a Carroagem: assim você começa a procurar em volta pelo seu carro. Então você vem para a rua e a primeira casa que você vê é o número 86, que é Elohim, e é construído de tijolo vermelho, que relembra a voce Marte e a Torre Fulminada, e assim por diante. Assim que este tipo de trabalho, que pode ser feito por qualquer pessoa de espirito ligeiro, se tornar habitual, você irá

encontrar

a

sua

mente


108/317

funcionando naturalmente nesse sentido, e ficará surpreso com seu progresso. Nunca deixe sua mente viajar partindo do fato de que sua Cabala não é a minha Cabala, uma boa parte das coisas que tenho observado pode ser útil para você, mas você deve construir seu próprio sistema para que ele seja uma arma viva em sua mão. Eu penso que serei justo se eu dissesse que o primeiro passo na Cabala que talvez possa ser chamado de


109/317

sucesso é quando você faz uma descoberta real que lança luz sobre um problema que vem tribulando voce. Um quarto de século atrás eu estava em Nova Orleans, e estava muito confuso sobre o meu curso de ação imediata; na verdade eu posso dizer que fiquei muito angustiado. Não parecia literalmente nada que eu pudesse fazer, então eu considerei para mim mesmo que era melhor invocar Mercúrio. Tao logo entrei no


110/317

estado

mental

apropriado,

naturalmente, ocorreu-me, com uma certa alegria, “Mas eu sou Mercúrio”. Eu coloquei isto em Latim – Mercurius Sum, e derrepente alguma coisa me golpeou, uma espécie de reação sem nome que disse: “Isso não está certo”. Como um flash me veio a idéia de colocá-lo em Grego, o que me deu “Ερμης

Ειμι”[Hermes

Eimi]

e

somando rapidamente, eu tive o número

418,

com

todas

as


111/317

correspondências maravilhosas que tinha sido tão abundantemente útil para mim no passado (ver O Equinocio dos Deuses, p. 138). Minhas tribulacoes

desapareceram

como

um

relâmpago. Agora, para responder às suas perguntas seriamente, é correto fazer-me perguntas sobre o Livro da Lei; um muito extenso comentário tem sido escrito, mas ainda não foi publicado. Eu provavelmente estou habilitado a


112/317

responder qualquer uma das suas perguntas do manuscrito, porem voce nao pode prosseguir além, depois que isso se torna uma discussao; como dizem nos tribunais, “voce deve ter a resposta da testemunha”. II. A Cabala, Grega e Hebraica, e também, muito provavelmente, a Árabe, foram usadas pelo autor do Livro da Lei. Eu tenho explicado acima sobre o uso adequada da Cabala. Eu não posso lhe dizer como os primeiros


113/317

Rosacruzes usaram, mas acho que pode-se supor que seus métodos não eram muito diferentes dos nossos. Aliás, não é muito seguro falar sobre Rosacruzes, porque seu nome tornouse um sinal para deixar soltas as mais devastadoras enchentes de absurdos. O que se sabe realmente sobre os Rosacruzes original é praticamente confinado aos três documentos que foram emitidos. Os Rosacruzes do século XVIII podem, ou não, terem


114/317

sido os sucessores legítimos da irmandade original – Eu não sei. Mas a partir deles a O.T.O. deriva a sua autoridade; O ultimo O.H.O. Theodor Reuss possuía um certo número de documentos que demonstraram a validade desta reinvidicacao de acordo com ele, mas eu só vi dois ou três deles, e eles não eram de grande importância. Infelizmente ele morreu logo após a última guerra, e ele já tinha saído do contato com alguns dos


115/317

outros Grandes Mestres. Os documentos não vieram para mim como deveriam ter feito; eles foram apreendidos por sua esposa que teve a idéia de que poderia vendê-los por um preço fantástico; e nós não nos sentimos inclinados a atender seu ponto de vista. Eu não acho que o assunto é de grande importância, o trabalho estar sendo feito por membros da Ordem em todo o lugar para mim é o suficiente.


116/317

III. O Ruach contém ambos os mundos, o moral e o intelectual, o que é realmente tudo o que queremos significar por mente consciente; talvez isto tambem inclua ainda algumas porocoes do subconsciente. IV. Na iniciacao do grau de Neófito até o de Zelator, se passa por este caminho. O trabalho principal é obter o acesso, e controle, ao plano astral.


117/317

Suas expressões sobre “purificar os sentimentos” e assim por diante são bastante vagas para entrar em um sistema científico como o nosso. O resultado ao qual voce sem dúvida se refere é alcancado automaticamente no curso de suas experiências. Suas muito

breves

descobertas

logo

mostraram que tipo de estado de mente que é favorável ou desfavorável ao trabalho, e você também descobrirá o que é útil e prejudicial a esses


118/317

estados em seu modo de vida. Por exemplo, uma prática como não-receber presentes é boa para a mente Hindu cuja mente esta marcada por dez mil encarnações pelo choque de aceitar um cigarro ou uma xícara de chá. Aliás, a maioria das seitas orientais caem

quando

elas

vêm

para

o

Ocidente, simplesmente porque eles não fazem nenhuma tolerancia para os nossos temperamentos diferentes. Também puseram tarefas que são


119/317

completamente inadequados para os europeus – uma imensa quantidade de desilusão foi causada pela falha em reconhecer estes factos. Suas sub-questões a, b e c são realmente respondidas pelo o que esta acima. Todos os termos que você usa são muito indefinidos. Espero que isto nao demore muito para tirá-la do modo com que pensa nestes termos. Por exemplo, a palavra “iniciação” inclui a totalidade do processo, e como


120/317

distinguir entre ela e iluminação Eu não direi a voce. “Provacao”, por outro lado, se isto significa “provar”, continua durante todo o processo. Nada é pior para o aluno que entregar-se a essas especulações sobre termos ambíguos. Você pode, se quiser, tentar trabalhar sobre o progresso de Osíris através Amennti na Árvore da Vida, mas duvido que você va obter qualquer resultado satisfatório.


121/317

Parece-me que você deveria confinarse muito estritamente com o trabalho real em sua frente. No presente momento, é claro, isso inclui uma boa dose de estudo geral, mas meu ponto é que os termos utilizados nesse estudo devem ser sempre capazes de uma definição precisa. Eu não tenho certeza se você tem o meu “Pequenos Ensaios em Direção à Verdade”. O primeiro ensaio no livro intitulado “Homem” dá um relato completo dos


122/317

cinco princípios que vão fazer-se Homem de acordo com o sistema Cabalístico. Tenho tentado definir esses termos o mais exatamente possível, e eu acho que você vai encontrálos[achar], em qualquer caso, mais claros do que aqueles a que você se acostumou nos sistemas do Leste. Na Índia, a propósito, nenhuma tentativa é necessaria para usar esses termos vagos. Eles sempre têm uma idéia muito clara do que se entende por


123/317

palavras como “Buddhi”, “Manas” e similares. As tentativas de tradução são muito insatisfatórias. Acho que mesmo com um assunto tão simples como os “Oito Membros da Yoga”, como você vai ver quando chegar a ler o meu Oito Palestras. Estou muito satisfeito com suas ilustrações, o que é uma prática excelente para você. Presentemente você tem que fazer talismãs, e um Lamen para si mesma, e até mesmo devisar um


124/317

selo para servir ao que você poderia chamar de um brasão mágico[escudode-armas], e todo este tipo de coisa é muito útil. Ocorre-me que até agora não fizemos nada sobre o astral plano e este caminho de Tau de que você fala. Você já teve qualquer experiência de viajar no astral? Se não, você acha que você pode começar por si mesma sobre as linhas estabelecidas no Liber O, seções 5 e 6? (Veja Magick, p. 387-9).


125/317

Senão é melhor deixar-me levar-la pelos portões primeiro. A questão do ruído surge imediatamente; eu acho que devemos ter que fazê-lo não antes [mais cedo] das nove horas da noite, e eu não sei se você pode gerenciar isso. Amor é a lei, amor sob vontade. Fraternalmente, 666 Carta No. G


126/317

4 de Setembro [de 1943] Cara Soror, Faze o que tu queres há de ser tudo da Lei. “há de ser” (em vez de “Faça o que tu queres é...”)não é “é”. Veja Liber AL, I, 36, 54, e II, 54. Não é “Mestre Perdurabo”: ver Magick p. XXIX. “Care Frater” é suficiente.


127/317

777 é praticamente incompravel: cópias chegam a custar £10 ou algo próximo. Quase todas as correspondências mais importantes estão em Magick Tabela I. Os dois livros estão sendo enviados juntos. “Trabalhando fora dos jogos com números”. Lamento que você não consiga ver mais do que isso. Quando você estiver melhor equipada, você vai ver que a Cabala é o melhor (e quase único) meio pelo qual uma inteligência pode identificar


128/317

a si mesma. E métodos de Gematria servem para descobrir as verdades espirituais. Os números são a rede da estrutura do Universo, e suas relações a forma de expressar sua Compreensão disto1. Em Grego e Hebraico não há outra maneira de escrever números, o nosso 1, 2, 3, etc, vem dos Fenícios através dos Árabes. Você não precisa mais do Grego e Hebraico do que esses valores, e algumas palavras


129/317

sagradas - conhecimento cresce pelo uso – e livros de referência. Não se pode definir para um aluno tarefas além da preparação que eu estou dando a você, e devemos encontrar essa correspondência tomando a forma clara da sua própria vontade. Você tem realmente mais do que você pode fazer. E eu só posso dizer que tarefas estao corretas – dentre centenas – por suas próprias reações ao seu estudo e prática.


130/317

“Osíris em Amennti”, ver o Livro dos Mortos. Eu quis dizer que você pode tentar traçar um paralelismo entre suas

viagens

e

o

Caminho

da

Iniciação. Viagem Astral – desenvolvimento do corpo astral é essencial para a investigação e, sobretudo, para a realização do “Conhecimento e Conversação do Sagrado Anjo Guardião”.


131/317

Você deve demonstrar sua performance no Ritual do Pentagrama para mim,

você

provavelmente

está

fazendo qualquer número de erros. Eu, claro, a levarei com atencao pelos rituais da OTO para III°, logo que você estiver bastante familiarizada com eles. O plano dos graus é este: – 0º Atração para o Sistema Solar Iº Nascimento IIº Vida IIIº Morte


132/317

IVº Exaltação P.I. “Aniquilação” Vº - IXº Comentário progressivo no IIº com muita especial referencia ao segredo central da pratica de Magick. Isto não tem conexão com o sistema da A\A\ e a Árvore da Vida. Claro, há certas analogias. Seu método de estudo sugerido: você tem entendido a minha idéia muito bem. Mas ninguém pode “levá-la


133/317

através" dos Graus da A\A\. Os Graus confirmam suas realizações como você as faz; então, as novas tarefas aparecem. Veja Uma Estrela à Vista. Amor é a lei, amor sob vontade. Fraternalmente, 666 Carta No. H


134/317

10-11 de Novembro. 23hs as 02hs [de 1943] Cara Soror, Faze o que tu queres hĂĄ de ser tudo da Lei. Suas noticias vieram para alegrar-me justamente quando a noite veio em branco diante de mim: um trabalho, um grande trabalho que eu simplesmente nĂŁo podia terminar sem pedir


135/317

ajuda: Como é chato! Mas, ainda assim, voce ganha! 1. Esse verso (AL I, 44) condensa toda a técnica mágica. Ele clareia, uma vez você tenha entendido isso – o segredo do sucesso na Grande Obra. Claro que num primeiro momento parece um paradoxo. Você deve ter um objetivo, e um único objetivo: e ainda assim, de modo

algum

voce

deve

desejar

alcança-lo!...[Liber L, Cap. I, v. 44 “Pois vontade pura, desembaraçada


136/317

de propósito, livre da ânsia de resultado, é toda via perfeita.”] Os capítulos de O Livro das Mentiras citados na minha última carta2 devem lançar alguma luz sobre esse abismo de auto-contradição, e ali é o significado muito mais profundo do que o contraste entre Vontade com um V capital[maiusculo] e desejo, querer ou veleidade. O ponto principal parece o ser que aquele que aspira ao Poder é limitado pela Verdadeira Vontade. Se


137/317

usar a força, violando sua própria natureza, quer por falta de entendimento ou por capricho petulante, é apenas um desperdício de energia, as coisas voltam ao normal assim que o estresse é removido. Esse é um pequeno caso da grande Equação “Livre Arbítrio = Necessidade” (Fato, Destino, ou Karma: isto tudo é a mesma coisa). Um é mais rigidamente ligado pela cadeia causal que é arrastada para onde se esteja, mas é ela


138/317

mesma quem forjou estas ligacoes. Por favor, abstenha-se de uma réplica tao óbvia: “Então, ao longo do caminho, você não tem possibilidade de incorrer em erro: de modo que não importa o que você faz!” Perfeitamente verdadeiro, é claro (Não há um simples grão de poeira que não deva atingir um Estado de Buddha[tornarse um Buddha]; com algumas [semelhantes]palavras de deboche o velho réprobo procurou consolar-se quando


139/317

o Tempo começou a tomar sua vingança). Mas a resposta é suficientemente simples: acontece que você é do tipo de ser que acha que não importa para qual curso você navegue, ou, ainda mais arrogantemente, você desfruta do prazer de velejar.[Isso sim foi um esporro!] Não, nao existe esse fator em todo sucesso: a auto-confiança. Se analisarmos isso, nós achamos que isso significa que todas as faculdades físicas e


140/317

mentais de cada um estao trabalhando harmoniosamente. O inimigo mais

mortal

e

arguto

deste

sentimento[auto-confiança] é a ansia de resultado; a fina gaze de dúvida é suficiente para tornar nossa visão turva, para jogar o campo inteiro para fora de foco. Assim, mesmo que se esteja atento de que há um resultado em perspectiva deve-se militar contra essa serenidade de espírito que é a essência da auto-


141/317

confiança3. Como voce sabe, todas as nossas funcoes fisiologicas automaticas ficam desarranjadas se um tiver ciencia Disto entao, essa é a dificuldade, para desfrutar conscientemente enquanto não se perturba o processo envolvido. Um obvio caso fisico é o ato sexual: talvez a sua importância principal é justamente que ele é um tipo de desta exepcional condicao espiritual-mental. Eu espero, no entanto, que você va se


142/317

lembrar do que eu tenho dito sobre o assunto nos parágrafos 15 – 17 em minha terceira Lição no “Yoga para Covardes”[Yellowbellies é uma giria, tipo amarelar, drenar, etc] (pp.71-72), há uma maneira de se obter êxtase da função fisiológica mais insignificante. Observe que na transferência de toda a consciência (dizem) para o dedo mindinho ou para o dedao do pe tu não está tentando interferir com o exercício normal das suas actividades,


143/317

mas apenas para perceber o que está acontecendo no organismo, o delicioso prazer de uma função em sua atividade normal. Com um pouco de imaginação pode conceber o processo analógico do próprio Universo, e, ainda menos acorrentada pelo mesma limitação suave de que símbolos materiais necessariamente (mas pouco) sugerem, “Lembre-se todos vós que a existência é pura alegria;...” (AL, II, 9).


144/317

É isto muito ousado por sugerir que a fusão gradual de todas essas formas em uma unidade entrelaçada pode ser tomada como um modo de apresentação

do

cumprimento

da

Grande Obra em si? Pelo menos, sinto-me bastante satisfeito que com a meditação deles solidaria e conjuntamente pode ajudá-la em uma resposta à sua primeira pergunta.


145/317

2. A maioria das pessoas na minha experiência quer preparar um caldo-deinferno de obstáculos auto-induzidos para o sucesso na viagem astral, ou então brotar nas asas da imaginação romântica e enganam a si mesmas pelo resto de suas vidas na maneira de um Idiota da Vila. Seus, felizmente, problemas sao antigos. Mas – é uma simples obstinação? – voce não exercita a sublime Arte de Intimidar-Guru. Você devia ter feito


146/317

um salto frenético ao meu leito de morte, por-se à margem das coortes de

Luto

de

Arquimandritas[Ar-

quimedes], e torcer meu nariz até que eu faça você fazer isso[ter sucesso]. E você repetidamente insiste que isso é difícil. Não é. Existe, entretanto, alguma profunda inibição – um (Freudiano) medo do sucesso? Existe alguma conexao com este sentimento de culpa que nasce em todos, mesmo que pouco? Mas você não dá uma


147/317

chance. Há, admito, algum truque, ou dom, sobre como atravessar corretamente; uma faculdade que se adquire (em regra) de repente e inesperadamente. Um pouco como dominar algumas tacadas de bilhar. A prática tem me ensinado como comunicar isso para os estudantes; somente em casos raros que um falha. (É incrível: um homem simplesmente não podia ser persuadido de que o esforço físico intenso era o caminho errado para


148/317

ele. Lá ele se sentou, com as veias em sua testa quase no ponto de estourar, e os braços da minha cadeira favorita tremendo

visivelmente

sob

seu

domínio poderoso!)[Estas palavras deveriam ser levadas bem a serio, ha neles mais do que aparenta...] No seu caso, percebo que você tem misturado essa prática com Dharana: você escreve de “esvaziar minha mente de tudo, exceto uma idéia, etc” Então você vem com: “A invocação de um Ser


149/317

supra-sensível é impossível para mim ainda.” A impudência! A arrogância! Como você sabe orar madame? (Discar números randomicos: os resultados são surpreendentemente deliciosos!) Além disso, eu não pedi a voce para invocar um suprasensível (que palavra! Significando?). Sendo de imediato, ou em qualquer momento: o suprasensível está me dando nos nervos: voce quis dizer “não em circunstâncias

normais

para

ser


150/317

apreendido

pelos

sentidos?”

Eu

suponho isto. Em uma palavra: fixe uma época conveniente para ir ao Plano Astral sob meus olhos: em meia hora (com um pouco de sorte), não mais do que quatro noites iria colocá-la um quadro muito diferente em mente. Logo você vai “sentir seus pés” e “obter o suas barbatanas” e, em seguida, muito mais cedo do que você pensa estara “Flutuando no Aethyr, ó meu Deus,


151/317

meu Deus!”...... “Cisne branco tu me carregaras para sempre em tuas asas!”[Quase da pra ouvir Crowley falando isso!Ele estava sendo ironico, mas com um proposito definido: o de acordar a Madame do romantismo]. 3. Agora, então, ao seu velho Pons Asinorum[A quinta proposicao do Livro Primeiro de Euclides. Uma especie de nó górdio. Algo complicado para leigos. Leia-se Pôns Ásinorum: Ponte de Burros] sobre os nomes dos


152/317

Deuses! Fique na esquina por meia hora com a sua face para o muro! Mantenha-se depois da escola [fique depois da aula na escola]e escreva Malka be-Tharshishim v-Ruachoth bSchehalim 999 vezes! Minha querida, querida, querida irmã, um nome é uma fórmula de poder. Como você pode falar de “anacronismo”, quando o Ser é eterno? Pois o tipo de energia é eterna.[Apesar da aparente comicidade de algumas passagens, procurem


153/317

entender que se trata de um esforco real e verdadeiro de uma mulher com criacao socio-cultural vitoriana em alcancar o Adeptado, e, de modo algum, o erros de alguem assim deve ser vistos com deboche. Crowley esta usando de tecnicas para purgar a mente dela do excessivo romantismo, e nao sendo um ogro bufao e grosseiro.] Todo nome é um número: e “Todo número é infinito, não há diferença.” (AL I, 4). Mas um nome, ou sistema


154/317

de nomes, pode ser mais conveniente (a) para você pessoalmente, ou (b) para o trabalho que você está realizando. Por exemplo Eu tenho muito pouca simpatia com a Teologia ou ritual Judaico, mas a Cabala é tão útil e agradável que eu a uso mais do que todos – ou quase todos os outros juntos – para uso diário e trabalho. A Teogonia Egípcia é a mais nobre, a mais mágica, a mais ligada a mim (ou melhor, eu a ela) por algum instinto


155/317

mais íntimo, e pela memória da minha encarnação como Ankh-fnKhonsu, que eu uso (com a sua criança Greco-Fenícia) para todos os trabalhos de supremo importancia. Por que marca minhas entranhas, madame! A Operação de Abramelin transformou a si mesma nesta forma antes que eu pudesse sequer começar a trabalhar nela![Ele primeiro a aprendeu em sua forma Cabalistica, para depois executa-la em sua forma


156/317

Ritualistica] Como a bebê Duquesa (excuse este entusiasmo, mas você tem despertado o Britânico LeãoSerpente). Note, por favor, que as equivalencias dadas em 777 nem sempre são exatas. Tahuti não é muito Thoth, Hermes ainda menos; Mercurio é uma ideia muito mais abrangente, mas não quase tão exaltado: Hanuman quase nada. Nem é Tetragrammaton IAO,


157/317

embora ainda a etimologia afirme a identidade. Nestas matérias é preciso ser católico, eclético, mesmo sincrético. E você deve considerar a natureza do seu trabalho. Se eu quisesse evocar Taphthartharath, haveria pouca ajuda de fato no sistema Cabalístico; por que as formas precisas do espírito e os números não são encontradas em nenhum outro.


158/317

O inverso, porém, não é de todo verdade. A Cabala, bem entendida, devidamente tratada, é tão universal que se pode ajustar um ritual que se adequa a quase “qualquer nome e forma”. Mas, nesse caso, pode-se esperar para ter que reforçá-lo por uma certa quantidade de história, literária, estudo filosófico –e investigação. 4. Muito bem, minha cara senhora, sobre suas memórias de sua encarnação agindo como um “Guia para


159/317

o Caminho de Volta”. Claro, se você “perdeu uma encarnação Egipcia”, não seria tão provável que seja a pequena Martha, preocupada “com muito serviço”. Não se farte de saber, acima de tudo, é tão fascinante, tão terrivelmente fácil, e o perigo de se tornar um pedante – “Ao Capeta todos voces pedantes! Eu digo”. Não, “podridão seca facil até ‘o Dia do Julgamento”.


160/317

Não, eu NAO quero recomendar um livro. Não deve doer muito se você procurar no condensado feno (ou cardos), tais como artigos em enciclopédias. Tome o Lexico do Roget's ou o Pequeno

Dicionario

Classico

de

Smith’s (e similares) e leia para si mesma ao dormir. Mas não se embruteça tomando-se esse estudo muito a sério. Você apenas será ridícula ao tentar fazer aos 50 o que você deveria ter feito aos 15 anos.


161/317

Como você nao fez – tant pis [tanto pior - Frances]! Você possivelmente não pode pegar o espírito, se você pudesse, isso significaria apenas indigestão mental. Nós todos temos lido como Cato começou a estudar Grego aos 90: porem a história parou aqui. Nós nunca temos ouvido em que isso foi bom a si mesmo ou para qualquer outra pessoa. 5. Formas-Deus. Veja Magick pp. 378-9. Claro o bastante: bastante


162/317

adequado: serve para nada sem a prática contínua. Ninguém pode se juntar

com

você

novamente,

ninguem alem de voce! Não, não, mil vezes não: essa é a prática por excelência, onde você tem que fazer tudo sozinho. A Vibração dos nomes Divinos: isso, talvez, eu possa pelo menos testá-lo nisto. Mas não se atreva a subir para um teste até que tenha sido nisto – e com firmeza – por pelo menos 100 exercícios.


163/317

Eu penso que este é o seu problema sobre ser “deixada no ar”. Quando eu “apresentar muitas coisas novas” para você, o ferrao vai estar no seu rabo – é a pratica que vitaliza isso. Material doutrinário é o fim. “Preguiçosa, preguiçosa,

sonolenta,

sonolenta.

Uma onça de sua prática vale uma tonelada de minhas aulas. PEGUE ISSO. Este é todo o seu ódio do trabalho duro:


164/317

“Va ter com a formiga, tu preguicoso! Considere seus caminhos e seja – – .” Estou certo de que Salomão era muito bom poeta, e também um Guru experienciado, e na outra extremidade um anticlímax de “sábio”. 6.

Minerval. Qual é o problema?

Tudo que você tem a fazer é entendêlo: apenas uma dramatização do processo de encarnação. É melhor correr completar isto comigo: Eu vou deixar


165/317

isto tudo claro, e você pode fazer as notas de seus problemas e sua solução para o uso dos futuros membros. 7.

O Livro de Thoth. Certamente

todos os termos que nao estao em um bom dicionário são explicados no texto. Eu não vejo o que posso fazer sobre isso, em qualquer caso, a mesma

crítica

se

aplica

para

(digamos) a Introdução de Bertrand Russell à Filosofia Matemática, não seria?


166/317

É X é um R-ancestral de y se y tem todo o R-hereditária que x tem, desde que x é um termo que tem a R relação com algo ou alguma coisa que tem a R relação? (Entusiasmado gritos de “Sim, é!”) Ele diz: “Um número é qualquer coisa que tenha o número de alguma

classe.”

Sente-se

melhor

agora? [ESTUDEM TUDO de Russell....impossivel progredir de verdade sem


167/317

educar essa massa cinzenta com MATEMATICA!] Ainda assim, seria melhor você passar por uma página ou mais comigo, e me dizer onde o sapato aperta. Claro que tenho percebido a dificuldade há muito tempo, mas eu não sei a solução, ou se há uma solução. Eu pensei em chamar o Magick de “Magia Sem Lagrimas", e eu pensei em colocar meu trabalho a prova sendo interrogado como eu fui por mente


168/317

muito inferior em educação ou capacidade. De fato, as Partes I e II do Livro 4 foram assim testadas. Que tal aplicar o corte Dedekindian a esta carta? Tenho certeza que você não gostaria que ele se transforme num Sorites Goclenian, especialmente porque temo que já pode ter se desviado do δια παντος Hapaxlegomenon. Amor é a lei, amor sob vontade.


169/317

Fraternalmente, 666. Carta No. I 27 de Janeiro de 1944 Cara Soror, Faze o que tu queres hå de ser tudo da Lei. É muito bom ouvir que essas cartas lhe fazem bem, mas um pouco triste


170/317

por refletir que ela vai fazer você tão impopular. Seus amigos logo vão notar que vacuidades locaz falharam em impressionar-te, e odiaram voce, e contaram mentiras sobre você. Isto vale a pena. Sim, seu cérebro está muito certo; o que se deseja é adquirir o hábito de pinar [fixar] as coisas coisas instantaneamente. (Ele diz "reencarnação' – agora, o que exatamente ele quer dizer com isso? Ele diz “isto é natural


171/317

supor...”: o que é “natural”, e o que está implícito na suposição?) Prátique este estilo de criticismo; escreva o que acontece. Dentro de uma semana ou duas, você será surpreendido ao descobrir que você tem o que é, aparentemente, um pouco menos que um cérebro novo! Você deve fazer disto um hábito, não deixar nada atrapalhar as sentinelas. Na verdade, eu quero que você vá ainda mais longe, certifique-se do que


172/317

se entende até mesmo nas palavras mais simples. Traçar a história da palavra com a ajuda do Dicionário Etimológico de Skeat. Por exemplo “bonito”[pretty] significa trapaceiro, enganador;

por

outro

lado,

“vadia”[hussy] é apenas “dona de casa”. É curioso, também, que este “tafetá” [tabby] refere-se ao príncipe Attab, o neto de Ommeya – o bairro da seda em Bagdá, onde a utabi, uma rica seda lavada é vendida. Isto irá em


173/317

breve dar-lhe o poder de discernir imediatamente quando as palavras estão sendo usadas para esconder significado ou a falta dela. Sobre A?A?, etc.: sua resolução é nobre, mas há uma carta pronta para você que lida com o que é realmente uma legitima investigação; necessaria, também,

com

tantas

hordas

de

“Mestres Ocultos” e “Mahatmas” e assim por diante debandando por todo o chão na esperança de distrair sua


174/317

atenção das futilidades de seus confiáveis capangas. Amor é a lei, amor sob vontade. Fraternalmente, 666 P.S. Eu devo escrever longamente sobre o Eu Superior, ou "Deus Interior"[ou Deus dentro de Nós], pois é muito fácil ficar confuso sobre isso, e


175/317

o assunto requer uma preparação cuidadosa. 666

Notas 1

Ele dá os valores numericos das le-

tras do alfabeto Grego – nao copiado aqui – Editor. 2

Uma carta de 02 de outubro de 43

intitulada como Carta No. 48 em Magick Sem Lágrimas, e os capítulos


176/317

seguintes do Livro das Mentiras: “Pêssegos”, “Fale-Peregrino”, "Botoes e Rosetas", “O Cano”[no original, Gun-Barrel, que pelo o que sei é o cano de qualquer arma de fogo, incluindo canhoes.] e “O Montanhês”. 3

Tome

isso

como

uma

regra

AUREA!So para ilustrar, apesar de que nao é necessario...Conversando com um taxista acerca das mudancas e novas regras para se renovar carteira de habilitacao ou tirar uma


177/317

primeira via, ele me contou sua historia pessoal, que ele ja dirigia ha mais de 15 anos quando, em 1995, foi tirar a “carta”. Chegou la brincando, todo certo de si e de seu sucesso, dizendo “isso é mole, ja sou motorista ha anos!”. Ele deixou o carro morrer, nao conseguiu colocar na balize, etc... Foi reprovado! Em casa, refletindo, teve um lampejo de que deveria tentar de novo, mas sem falar nada. Assim ele fez, seguindo sua intuicao. Ele foi


178/317

aprovado. O fiscal chamou ele e reservadamente

disse-lhe:

Sabe

porque voce fez tanta coisa errada naquele dia? Ele disse que nao.. entao o fiscal lhe respondeu: Excesso de confianca sempre tira a nossa atencao! 50 anos depois do que Crowley escreveu acima, alguem percebeu o veneno da auto-confianca. Auto-confianca Ê tao perigosa quanto o seu pai, o Orgulho desmedido. Reflitam bem sobre isso... – Frater P.G.


179/317

Origem da tradução Traduzido por Frater P.G.


Capítulo I: O que é Magick? Cara Soror, Faze o que tu queres há de ser tudo da Lei. O que é Magick? Por que alguém deveria estudar e praticar isso? Muito natural; as perguntas óbvias preliminares de qualquer assunto seja qual for. Nós muito certamente temos tudo isto claro e cristalino; nao tema que eu


181/317

possa falhar em definir todo o negocio tao conciso quanto possível, e ainda de maneira plena, tao convincente quanto lucidamente, como se pode provar dentro de meu poder para faze-lo. Pelo menos eu não preciso perder tempo em dizer a voce o que Magick não é, ou ir para a história de como o termo passou a ser mal aplicado para truques de conjuracao e milagres fraudados, como é até hoje impingido


182/317

por estelionatários charlatões, dentro ou fora da Comunhão Romana, para cima de uma boquiaberta multidao pasmada de devotos imbecis. Primeiro, deixe-me ir de forma Euclidiana, e esfregar o seu nariz na Definição, Postulado e Teoremas dado em meu compreensivo (mas, ai de mim! Tao avançado e tao técnico) Tratado sobre o assunto1. Aqui estamos nós!


183/317

I – Definição MAGICK É a Ciência e a Arte de causar Mudanças de acordo com a Vontade2. (Ilustração: é meu desejo informar ao mundo certos fatos do meu conhecimento. Eu, portanto, tomo as “armas Mágicas”, caneta, tinta e papel; escrevo “encantamentos” estas frases em linguagem Mágica, isto é, a qual é


184/317

entendida por pessoas que desejo instruir. Invoco “espíritos” tais como tipógrafos, editores, livreiros, e assim por diante, e os instruo a passar minha mensagem àquelas pessoas. A composição e distribuição é um ato de Magick pelo qual provoco Mudanças de acordo com minha Vontade.)

II – Postulado QUALQUER mudança que se queira, pode ser conseguida com a aplicação


185/317

da Força do tipo e Grau próprios, de maneira apropriada, através de meio adequado ao objeto desejado. (Ilustração:

Desejo preparar

uma

grama de Cloreto de Ouro. Preciso pegar o tipo certo de ácido, nitrohidroclorídrico e nenhum outro, na quantidade suficiente e com energia adequada, e colocá-lo em um recipiente que não se quebrará, ou que possa haver corrosão, de tal maneira que

não

produza

resultados


186/317

indesejáveis, com a quantidade suficiente de ouro, e assim por diante. Toda mudança tem suas próprias condições. No presente estado de nosso conhecimento

e

poder,

algumas

mudanças não são possíveis na prática; não podemos causar eclipses, por exemplo, ou transformar chumbo em lata, ou gerar homens a partir de cogumelos. Mas é teoricamente possível provocar em qualquer objeto, qualquer mudança da qual este objeto


187/317

é capaz por natureza; e as condições são descritas no postulado acima).

III – Teoremas: (1) Todo ato intencional é uma ato de Magick3. (2) Todo ato bem sucedido enquadrase ao postulado. (3) Todo fracasso prova que um ou mais requisitos do postulado não foram atendidos.


188/317

(Ilustração: Pode haver fracasso em compreender o caso, como quando um médico faz o diagnóstico errado, e seu tratamento prejudica o paciente. Pode haver fracasso em aplicar o tipo certo de força, como quando um selvagem tenta apagar uma lâmpada elétrica com um sopro. Pode haver fracasso em aplicar a quantidade necessária de força, como Quando o lutador de luta livre perde a “chave” aplicada em seu oponente. Pode haver


189/317

fracasso em aplicar a força de maneira certa, como quando alguém apresenta um cheque na janela errada de um banco.

Pode

haver

fracasso

em

empregar o meio de transmissão adequado, como quando Leonardo Da Vinci viu suas obras primas desbotarem. A força pode ser aplicada ao objeto errado, como quando tentamos quebrar uma pedra pensando que é uma noz.)


190/317

(4) O primeiro requisito para provocar qualquer mudança é através do entendimento qualitativo e quantitativo das condições. (Ilustração: A causa mais comum de fracasso na vida é a ignorância de nossa própria Verdadeira Vontade, ou dos meios pelos quais aquela Vontade pode ser realizada. Um homem pode se imaginar pintor, e no entanto fracassar em compreender e medir as dificuldades peculiares àquela carreira.)


191/317

(5) O segundo requisito para se provocar qualquer mudança é a habilidade prática para se colocar em movimento as forças necessárias. (Ilustração: Um banqueiro pode Ter um conhecimento perfeito de uma certa situação, no entanto faltar-lhe a qualidade de decisão, ou o capital, necessários para aproveitar a ocasião.) (6) Todo homem e toda mulher é uma estrela. Quer dizer, todo ser humano é


192/317

intrinsecamente um indivíduo independente com seu papel e direção próprios. (7) Todo homem e toda mulher tem um curso, dependendo parcialmente do indivíduo e parcialmente do ambiente, que é natural e necessário para cada um. Qualquer um que seja forçado a sair de seu próprio caminho, por não entender a si mesmo ou por

oposição

externa,

entra

em


193/317

conflito com a ordem do Universo, e sofre de acordo. (Ilustração: Podemos pensar que é nosso dever agir de um certo modo, tendo feito uma pintura imaginária de nós mesmos, ao invés de investigar sua Verdadeira Natureza. Uma mulher pode ser infeliz a vida inteira por julgar que ela prefere o amor ao prestígio social, ou vice-versa. Uma pode permanecer com um marido que ela não ama, quando na realidade


194/317

seria feliz em um sótão com um amante, enquanto outra pode procurar uma aventura romântica quando na realidade seus únicos prazeres são aqueles de presidir a bailes de gala e jantares da sociedade. Os instintos de um menino podem levá-lo para o mar, enquanto seus pais insistem que ele se forme em medicina. Em tal caso, ele será tanto mal sucedido quanto infeliz na medicina.)


195/317

(8) Um homem cujo o desejo consciente disputa com sua Verdadeira Vontade

está

desperdiçando

sua

forças. Ele não pode esperar influenciar seu ambiente com eficiência. (Ilustração: Quando explode uma guerra civil em um país, esse país não se encontra em condições de invadir outros países. Um homem com câncer emprega sua nutrição tanto para seu próprio uso como para uso do inimigo que é parte dele mesmo. Depressa ele


196/317

se torna incapaz de resistir à pressão de seu meio ambiente. Na vida diária um homem que está fazendo aquilo que sua consciência lhe diz que está errado o fará com muito pouca habilidade. A princípio!) (9) Um homem que faz sua Verdadeira Vontade tem a inércia do Universo para ajudá-lo. (Ilustração: A primeira condição de sucesso na evolução é que o indivíduo


197/317

seja fiel à sua própria natureza e ao mesmo tempo se adapte ao seu meio ambiente.) (10) A Natureza é um fenômeno contínuo, embora não saibamos, em todos os casos, como os fatos são conectados. (Ilustração: A consciência humana depende das propriedades do protoplasma, a existência do qual depende inúmeras condições físicas peculiares


198/317

a este planeta; e este planeta é determinado por equilíbrio mecânico do universo material inteiro. Nós podemos então dizer que nossa consciência está casualmente ligada com as galáxias mais remotas; no entanto não sabemos sequer como ela surge de – ou com – mudanças moleculares no cérebro.) (11) A ciência nos torna aptos a tirar proveito da continuidade da Natureza pela empírica aplicação de certos


199/317

princípios

cuja

interação

envolve

diferentes tipos de pensamentos, conectados uns aos outros de modo além de nossa atual compreensão. (Ilustração: Nós somos capazes de iluminar cidades usando métodos totalmente pragmáticos. Nós não sabemos o que a consciência é, ou como ela se relaciona com a ação muscular; não sabemos o que a eletricidade é, ou como ela se relaciona com as máquinas que a geram; e nossos métodos


200/317

dependem de cálculos que envolvem idéias matemáticas que não têm qualquer correspondência no universo tal como nós conhecemos4.) (12) O homem ignora a natureza de seu próprio ser e seus poderes. Até mesmo sua idéia e limitações estão baseados em suas experiências do passado, e cada passo no seu progresso aumenta seu império. E não há, por tanto, razão para se designar


201/317

limites teóricos5 ao que se possa ser, ou mesmo o que ele possa fazer. (Ilustração: Faz apenas vinte e poucos anos, era considerado teoricamente impossível que o homem pudesse chegar a conhecer a composição química das estrelas. Sabemos que nossos sentidos estão adaptados para perceber somente uma fração infinitesimal da escala de vibrações possíveis. Mas instrumentos modernos nos têm habilitado a determinar alguns


202/317

desses supra-sensíveis por meios indiretos, e até a usar suas peculiares qualidades a serviço da humanidade, como no caso dos raios de Hertz e Röntgen. Como disse Tyndall, o homem pode a qualquer momento aprender a perceber e utilizar as vibrações de todos os tipos concebíveis e inconcebíveis. O problema da Magick é o descobrir e empregar forças naturais até agora desconhecidas. Nós sabemos que tais existem, e não


203/317

devemos duvidar da possibilidade de instrumentos

mentais

ou

físicos

capazes de nos colocarem em relação com elas.) (13) Todo homem sabe, mais ou menos, que sua individualidade compreende diversos tipos de existência, até mesmo ele sustenta que seus princípios mais sutis são simplesmente mudanças sintomáticas em seu corpo físico. Preceito similar pode ser estendido a toda Natureza.


204/317

(Ilustração: nenhum de nós confunde dor de dentes com deterioração que é sua causa. Objetos inanimados sentem certas forças físicas, tais como condutividade elétrica ou térmica; mas nem em nós e nem neles – tanto quanto sabemos – há qualquer percepção

direta

consciente

destas

forças. Influências imperceptíveis estão por tanto associadas com todos os fenômenos materiais; e não há motivo por que não devamos agir sobre a


205/317

matéria através dessas forças sutis, como fazemos através de suas bases materiais. De fato, nós utilizamos a força do magnetismo para mover o ferro, e a radiação solar para reproduzir imagens.) (14) O Homem é capaz de ser e usar qualquer coisa que percebe; porque tudo que ele percebe é, de certo modo, uma parte de seu ser. Ele pode, desta forma, subjugar todo o Universo do


206/317

qual ele é ciente a sua Vontade Individual. (Ilustração: Nós temos usado a idéia de Deus para ditar nossa conduta pessoal, para obter poder sobre os nossos semelhantes, para desculpar nossos crimes, e para inumeráveis outros propósitos, inclusive aquele de nos realizarmos como Deus. Nós temos usado as concepções irracionais e irreais da matemática para nos auxiliarem a construir mecanismos.


207/317

Nós temos usado nossa força moral para influenciar a conduta mesmo de animais

selvagens.

Nós

temos

empregado o gênio poético para fins políticos.) (15) Toda força no Universo é capaz de ser transformada em qualquer tipo de força pelo uso dos meios adequados. Há, desta forma uma inesgotável fonte de qualquer tipo de força que precisemos.


208/317

(Ilustração: O calor pode ser transformado em luz e força quando é usado para impelir dínamos. As vibrações do ar podem ser usadas para matar homens, se as organizamos em um discurso de modo a inflamar paixões guerreiras. As alucinações relacionadas com as misteriosas energias sexuais resultam na perpetuação da espécie.) (16) A aplicação de qualquer força afeta todo tipo de existência que


209/317

esteja no objeto ao qual ela é aplicada, e qualquer um dos dois tipos é diretamente afetado. (Ilustração: Se eu firo um homem com uma Adaga, a consciência dele, e não apenas seu corpo, é afetada por meu ato; se bem que a Adaga, como tal, não tem nenhuma relação direta com a consciência dele. Da mesma fora, a força do meu pensamento pode agir de tal maneira na mente de outra pessoa que pode chegar a produzir


210/317

profundas mudanças físicas nessa pessoa, ou em outras pessoas através dela.) (17) Um homem pode aprender a usar qualquer

força,

para

servir

a

quaisquer propósitos, tirando proveito dos teoremas acima. (Ilustração: Um homem pode usar uma navalha para se tornar vigilante sobre sua fala, cortando-se quando deixa escapar uma palavra que se


211/317

proibiu dizer. Ele pode obter concentração determinando que todo incidente de sua vida lhe recordará alguma coisa particular, fazendo de cada impressão o ponto de partida de uma seqüência de pensamentos que termina naquela coisa. Ele pode também devotar todas as suas energias em um particular objetivo, resolvendo não executar coisa alguma que dirija daquele objetivo, e fazer com que todo


212/317

e cada ato tenda a realização daquele objetivo.) (18) Ele poderá atrair para si mesmo, qualquer tornando-se

força um

do

Universo,

receptáculo

ad-

equado para isto, estabelecendo a conexão adequada às condições para que a natureza desta força faça fluir através dele. (Ilustração: Se eu quero beber água pura, eu cavo um poço em um local


213/317

onde

haja

água

subterrânea;

eu

calafeto as paredes do poço; e eu tomo vantagem do fato que a água obedece às leis da hidrostática para encher o poço.) (19) O senso que o homem tem de si mesmo como sendo um ser à parte e oposto a alguma coisa, o isola. O Universo é uma barra condutora de energia.


214/317

(Ilustração: Um líder popular tem tanto mais sucesso quanto mais esquece de si mesmo e pensa apenas na “causa”. O amor próprio engendra ciúmes e sisões. Quando os órgãos do corpo declaram sua presença ao consciente, isto é sinal de que estão doentes. A exceção única é o órgão da reprodução. E mesmo neste caso, sua auto-asserção é testemunha de sua insatisfação consigo mesmo, pois ele não pode satisfazer sua função senão


215/317

quando completado por sua contraparte noutro organismo.) (20) O homem pode somente atrair e empregar as forças para as quais ele é realmente apto. (Ilustração: Você não pode fazer uma bolsa de couro com uma orelha de porco. O verdadeiro cientista aprende de

qualquer

fenômeno.

Mas

a

natureza é muda para o hipócrita, pois nela nada há de falso6.)


216/317

(21) Não há limite para a extensão das relações de cada homem com o Universo em essência; porque tão logo o homem se faça uno com qualquer pensamento, os meios de meditação param de existir. Mas seu poder em utilizar esta força é limitado por seu poder mental e capacidade, e pelas circunstâncias de seu ambiente. (Ilustração: Quando um homem se apaixona, o mundo inteiro lhe parece ser amor imanente e ilimitado; mas


217/317

seus estado místico não é contagioso; seus semelhantes se divertem ou se entediam com ele. Ele pode comunicar aos outros os efeitos que seu amor tem sobre ele apenas através de suas qualidades físicas e mentais. Assim Catullus, Dante e Swinburne fizeram de

seus

amores

uma

poderosa

alavanca para mover a humanidade em virtude do poder que eles tinham de expressar seus pensamentos sobre o assunto em linguagem musical e


218/317

eloqüente. De novo Cleópatra e outros em posições de autoridade moldaram o destino de muitas outras pessoas ao permitir que o amor influenciasse sua conduta política. O Magista, por mais que obtenha sucesso em estabelecer contato com as fontes secretas de energia na Natureza, pode usá-las apenas no âmbito permitido por suas qualidades intelectuais e morais. O contato de Maomé com Gabriel foi efetivo apenas por causa da habilidade de


219/317

militar e de estadista de Maomé, e do seu sublime comando de língua árabe. A descoberta de Hertz dos raios que nós agora usamos para a telegrafia sem fio permaneceu estéril até ser refletida através das mentes e Vontades das pessoas capazes de tomar a verdade dele, e transmiti-la ao mundo da ação através de meios mecânicos e econômicos.) (22) Cada indivíduo é essencialmente suficiente a si mesmo. Mas, ele é


220/317

insatisfatório a si mesmo até que estabeleça um correta relação com o Universo. (Ilustração: Um microscópio, por mais per feito que seja, é inútil nas mãos de selvagens. Um poeta, por mais sublime que seja, deve impor-se a sua geração se há de se apreciar, e até de se compreender, como teoricamente deveria ser o caso.)


221/317

(23) Magick é a Ciência de entender a si mesmo e suas condições. E a arte de aplicar este entendimento à ação. (Ilustração: Usa-se um bastão de golfe especial para mover uma bola especial de maneira especial em circunstâncias especiais. Um taco do tipo niblick raramente deve ser usado no golfe para se iniciar uma partida, ou um brasie com a inclinação de um areal. Mas também, o uso de qualquer tipo de bastão exige habilidade e prática.)


222/317

(24) Todo homem tem o direi to de ser o que é. (Ilustração:

Insistir

que

qualquer

pessoa deve se submeter aos nossos padrões pessoais é ultrajar, não só a outra pessoa, mas nós mesmos, desde que tanto a outra pessoa como nós somos igualmente oriundos da necessidade universal.) (25) Todo homem que pratica Magick, cada vez que age ou pensa, visto que o


223/317

pensamento é um ato interno cuja influência afeta, embora isto talvez não ocorra no momento. (Ilustração: O mínimo gesto causa uma mudança na corpo de um homem e no ar em volta dele; perturba o equilíbrio do universo inteiro, e seus efeitos continuam eternamente através de todo o espaço. Todo pensamento, não importa quão depressa suprimido, tem seu efeito na mente. Permanece como uma das


224/317

causas de todo pensamento subseqüente, e tende a influenciar todo ato subseqüente. Um jogador de golfe pode perder alguns metros em sua primeira tacada, um pouco mais com sua segunda e terceira; ele pode lançar a bola no gramado até alguns centímetros de distância do buraco; mas a soma final de cada um destes acidentes insignificantes equivale a perda de uma jogada inteira, e assim,


225/317

provavelmente, a halving; e perder aquele buraco.) (26) Todo homem tem o direito, o direito

da

auto-preservação,

para

satisfazer-se ao extremo7. (Ilustração: Uma função imperfeitamente executada agride, não só a si mesma, mas a tudo associado à ela. Se o coração tem receio de bater, com medo de perturbar o fígado, o mesmo fica sem sangue, então se vinga do


226/317

coração causando perturbações na digestão, que, eventualmente, atrapalha a função respiratória, da qual depende o bem estar do coração.) (27) Todo homem deveria fazer de Magick a chave de sua vida. Deveria aprender suas leis e viver por elas. (Ilustração:

O

banqueiro

deveria

descobrir o verdadeiro significado de sua existência, o verdadeiro motivo que

o

levou

a

escolher

aquela


227/317

profissão. Ele deve compreender o processo bancário como um fator necessário na existência econômica da humanidade, ao invés de apenas um negócio cujos propósitos independem do bem estar geral. Ele deveria aprender a distinguir falsos valores dos reais, e agir não de acordo com flutuações acidentais, mas de acordo com considerações

de

verdadeira

im-

portância. Um tal banqueiro se provará superior a outros, ele não será


228/317

um indivíduo limitado por coisas transitórias, mas uma força natural, tão paciente e irresistível quanto as marés. Seu sistema não estará sujeito ao pânico mais do Que a Lei dos Quadrados inversos é per turbada por Eleições. Ele não estará ansioso a respeito de seus negócios, porque eles não serão ‘dele’; e por este motivo ele será capaz de dirigi-los com a calma e esclarecida confiança de um observador

à

distância,

com

sua


229/317

inteligência imperturbada por interesses pessoais, e seu poder livre de paixão.) (28) Todo homem tem o direito de satisfazer seus desejos sem temer que isto possa interferir com o desejo dos outros; porque se ele estiver em seu caminho, a falha será dos outros caso interfiram com ele. (Ilustração: Se um homem como Napoleão

tivesse

sido

realmente


230/317

designado pelo destino para controlar a Europa, ele não deveria ser acusado de exercer seus direitos. Opor-se a ele seria um erro. Qualquer pessoa assim fazendo teria se enganado quanto ao seu próprio destino, exceto quanto à sua necessidade de aprender as lições da derrota. O sol move- se no espaço sem

interferência.

A

ordem

da

natureza provê uma órbita para cada estrela. Um choque prova que uma ou outra se afastou de seu curso. Mas


231/317

quanto a cada homem que se mantém em seu verdadeiro curso, quanto mais firme ele age, menos pessoas se intrometem em seu caminho. Seu exemplo ajudá-los-á a encontrar seus próprios caminhos e segui-los. Todo homem que se torna um Magista ajuda outros a fazerem o mesmo. Quanto mais firme e com mais segurança o homem se mover, e quanto mais tal ação for aceita como padrão de moral, menos


232/317

conflito

e

confusão

atordoará

a

humanidade.) Bem, esta finalizada a Primeira Lição. Isso parece-me cobrir todo fundamento muito bem, pelo menos, que é o que tenho a dizer quando uma análise séria está em agenda. Mas há um sentido restrito e convencional em que a palavra pode ser usada sem nos afastarmos muito da


233/317

posição filosofica acima. Alguém poderia dizer: “Magia é o estudo e o uso de tais formas de energia que são mais sutis (a) do que os tipos físico-mecânicos comuns, (b), acessível apenas para aqueles que são (em um sentido ou outro) ‘Iniciados’”. Temo que isso possa soar um pouco obscurum per obscurius, mas este é um

desses

casos

nos

somos


234/317

susceptíveis

de

encontrar

muitos

desses no curso de nossas pesquisas – em que nos entendemos, muito bem para todos os propositos práticos, o que queremos dizer, mas que nos ilude com mais e mais sucesso o quanto mais acuradamente lutamos para definir sua importancia. Poderíamos

taxar

ainda

tentássemos

esclarecer

as

pior

se

coisas,

fazendo listas de eventos na história, tradição

ou

experiência

e


235/317

classificando estes como sendo, ou como nao sendo, verdadeira Magick. Os casos de fronteira iriam nos confundir e enganar. Mas – como eu já mencionei história – eu acho que pode ajudar, se eu for direto para a última parte da sua pergunta, e lhe der um breve esboço de como Magick é vista por dentro no passado, presente e futuro.


236/317

Quais

são

os

princípios

dos

“Mestres”? O que Eles estão tentando fazer? O que Eles fizeram no passado? Qual significado Eles empregaram? Quando isso acontece, eu tenho para mim um esboço escrito por M. Gerard Aumont de Tunis8 cerca de vinte anos atrás, que cobre o assunto com razoavel adequação. Eu sinto dores ao ter que traduzi-lo de seu francês, espero que não muito


237/317

reminiscente do antigo traduttore, traditore. Vou revê-lo, dividi-lo (como a Gália) em Três Partes e enviá-lo junto. Amor é a lei, amor sob vontade. Fraternalmente, 666


238/317

Notas 1

Magick em Teoria e Prática. Todas

as notas de rodape do Crowley sao deste original. – T.S. [O Editor da versao online-digital em ingles] 2

Em um senso, a Magia pode ser

definida como o nome que o vulgo dá à Ciência. 3

Por “intencional” eu quero significar

“voluntário”.

Mas

mesmos

atos


239/317

aparentemente sem intenção não são assim realmente. Por exemplo, respirar é um ato da Vontade-de-Viver. 4

Por

exemplo,

expressões

“irracionais”, “irreais” ou “infinitas”. 5

Isto é, exceto¾possívelmente¾no

caso de problemas lógicamente absurdos, como os que os Escolásticos discutiram em conexão com “Deus”.


240/317

6

Não é objeção, aqui, que o hipócrita

é êle mesmo parte da Natureza. Êle é um produto “endotérmico”, dividido contra si mesmo, com tendência a se desintegrar. Êle verá suas próprias qualidades refletidas em toda parte, e obtera assim uma concepção radicalmente errada dos fenômenos. A maior parte das religiões do passado fracassou

por

esperarem

que

a

Natureza se adaptasse aos seus ideais


241/317

do

que

é

uma

conduta

“própria”[apropriada]. 7

Homens de “natureza criminosa”

simplesmente estão em conflito com sua verdadeira Vontade. O assassino tem a Vontade-de-Viver; e sua vontade de assassinar é uma falsa vontade divergindo da Verdadeira Vontade dêle, uma vez que êle arrisca morte às mãos da Sociedade ao obedecer ao seu impulso criminoso.


242/317

8

Gerard Aumont era um jornalista

que traduziu o Livro da Lei para o Francês. No entanto, acredita-se que o real autor do ensaio mencionado, As Tres Escolas de Magick, que ocupa os capítulos 6-8 de Magick Sem Lagrimas (que anteriormente tinha sido publicado em tradução Alemã, Thelema Verlag), foi o próprio Crowley – TS[Editor Ingles.]

da

Versao

online

em


243/317

Origem da tradução Traduzido por Frater P.G.


Capítulo II: A Necessidade de Magick para Todos Cara Soror, Faze o que tu queres há de ser tudo da Lei. Certo, estou contente em saber que você tem estado tão completamente satisfeita com a minha explicação do que é Magick, e em que a teoria repousa. É bom, também, ouvir o


245/317

quanto esteve interessada no vislumbre que você teve de parte deste trabalho no mundo, mais, que voce agarrou o fato que esta aparentemente recôndito e irrelevante informação tem um efeito imediato em sua vida pessoal de hoje. Ainda assim, não fiquei surpreso que você deva acrescentar: “Mas por que eu deveria fazer um estudo especial da, e dedicar o meu tempo e energia para adquirir


246/317

proficiência na Ciência e Arte de Magick?” Ah, bem então, talvez você não tenha entendido as minhas observações em uma de nossas primeiras entrevistas tao perfeitamente como você supõe! Desde que o ponto crucial da minha exposição foi o de que Magick não é um assunto estranho à principal corrente da sua vida, como a música, jardinagem, ou ou uma coleção de pode ser. Não, todo ato de sua vida é um


247/317

ato mágico; sempre que da ignorância, descuido, imperícia ou o que não mais, você vier aquém do sucesso artístico perfeito, você inevitavelmente registo falência, desconforto, frustração. Felizmente para todos nós, a maioria dos atos essenciais para continuar vivo são involuntários; o “inconsciente” se tornou tão acostumado a fazer esta “Verdadeira Vontade” que ele não necessita de interferência,


248/317

quando essa necessidade surge, nós a chamamos de doença, e procuramos restaurar a máquina para a realização livre e espontânea desta função. Mas isso é apenas parte da história. Como as coisas são, todos nós temos que nos aventurar dentro de um imensurável Universo de incalculável possibilidades, de situações não contempladas

pela

tendência

da

Evolução. O homem é um monstro marinho; quando ele decidiu que seria


249/317

melhor para ele de alguma forma para viver na terra, ele teve que criar pulmões no lugar de guelras. Quando queremos viajar sobre a neve macia, temos que inventar o esqui, quando queremos trocar ideias, temos de arranjar um código convencional de sons, de nós em cordas, de personagens esculpidos ou escrita em caracteres – numa palavra – embarcar no oceano infinito de hieróglifos ou símbolos de um tipo ou outro. (Hoje eu


250/317

tenho que explicar a suprema importância de tais sistemas, na verdade, o próprio Universo não é, e não pode ser, qualquer coisa que nao um arranjo de caracteres simbolicos!) Aqui estamos nós, então, presos a uma rede de circunstâncias, se quisermos fazer alguma coisa além da automatica vida vegetativa, devemos conscientemente nos aplicarmos à Magick, “a Ciência e Arte” (deixe-me lembrá-la!)

“de

fazer

com

que


251/317

Mudança ocorra em conformidade com a Vontade”. Observe que a menor negligência ou erro significa que as coisas acontecem, as se, conformidade; e quando isso acontece a despeito de seus esforços, nós estamos (temporariamente) confusos; quando é a nossa própria ignorância sobre o que devemos querer, ou falta de habilidade em adaptar os nossos próprios recursos para o fim correto, então nós montamos um conflito na nossa


252/317

própria natureza: o nosso ato é suicida. Essa luta interior é a base de quase todas as neuroses, conforme Freud recentemente “descobriu” – como se isso já não tivesse sido ensinado, e ensinado sem essa quantidade de erros, pelos grandes mestres do passado! A doutrina Taoísta, em particular, é mais precisa e mais enfática nesse ponto, aliás, pode parecer a alguns de nós a superação da marca, pois nada é permitido nesse sistema


253/317

que não seja os ajustes de fricção e de adaptação às circunstâncias. “Benevolência e Justiça” são na realidade depreciados!

Que

as

ideias

de

qualquer desses jamais deveria ter existido (diz Lao-tsé) é apenas a evidência da desordem universal. Sectários taoístas parecem assumir que a perfeição consiste na ausência de qualquer perturbação do Fluxo da Ausência-de-Conhecimento, e isso é


254/317

muito parecido com a ideia Budista de Nibbana. Nós que aceitamos a Lei de Télema, mesmo que concorramos teoricamente nesta doutrina, não podemos admitir que na prática o plano daria certo; o nosso objetivo é que os nossos Nada, idealmente perfeitos como ele é em si mesmo, deva divertir-se através da

realização

de

si

mesmo

no

cumprimento de todas as possibilidades. Todos esses fenômenos ou


255/317

“ponto-de-eventos” são igualmente “ilusão”; Nada é sempre Nada; mas a projeção de Nada na tela do fenomenal não apenas explica, mas constitui, o Universo. É o único sistema que reconcilia todas as contradições inerentes no Pensamento e na Experiência; pois nele a“Realidade” é a “Ilusão”,

o

“Livre-arbítrio”

é

o

“Destino”, o “Eu”é o “Nao-Eu” [não existe uma tradução boa para SELF];


256/317

e de tal forma para cada quebracabeça da Filosofia. Não é tão ruim a analogia com uma peçaa de cadeia [sequência] interminável. Como uma faixa de condução, você não pode amarrar um nó nisto; todas as complexidades que você pode maquinar são como os nós do “Tolo Tom”, e desemaranhan-se com o toque apropriado. Sempre seja Nada ou Dois! Mas a cada novo rearranjo lança mais luz sobre os possíveis


257/317

enredos, isto é, sobre a natureza da própria cadeia. É sempre um “Nada” quando você retirá-lo [puxá-lo para fora], mas se torna “Tudo” quando você brincar com isto*, pois não há limite para as combinações que você pode formar a partir dele, senão só na sua imaginação (onde a coisa toda pertence!) e que cresce fortemente com a Experiência. Portanto, é assim que vale a pena realizar-se de todas as maneiras concebíveis.


258/317

É então (você vai dizer) impossível “errar”, uma vez que todos os fenômenos são igualmente “Illusões” e a resposta é sempre “Nada”. Em teoria, dificilmente se pode negar essa proposição, mas na prática – como direi? “O estado de Ilusão que por conveniência eu chamo de minha presente consciência é tal que o curso de ação A é mais natural para mim que o curso de ação B?”


259/317

Ou: A é uma pequena fatia de Nada; A é menos provável de criar um conflito interno. Será que serve? Oferecereça a um cão um osso suculento, e um feixe de feno; ele irá naturalmente pegar o osso, ao passo que um cavalo poderia escolher o feno. Assim, quando acontecer de você imagina-se ser uma Senhora Justa que procura a Sabedoria Oculta, você


260/317

vem para mim; se você pensar que é uma Menestrel Negra, você poderia ir tocar banjo, e cantar canções calculadas para atrair a moeda corrente do Reino a partir do discernimento Público! As duas ações são idênticas em última análise – veja-se AL I, 22 – e sua percepção deste fato é que faria você uma Iniciada de muito alto nível; porém no mundo do trabalho do dia-a-dia, você é “realmente” uma Senhora Justa,


261/317

deixe o menestrel acrescer enfermos e velhos e contrate um garoto órfão para levar o seu banjo! Agora, então, o que me incomoda é isto: Tenho eu ou não tenho eu explicado esta questão de “Magick” – “Por que eu deveria (que apenas ouvi falar dele, pelo menos como um tema sério de estudo) adquirir um conhecimento de seus princípios, e dos poderes conferidos pelo seu domínio?” Devo suborná-la com promessas de saúde,


262/317

riqueza, poder sobre os outros, conhecimento, habilidade taumatúrgica, sucesso em todo mundo da ambição – como eu poderia honestamente fazer? Espero que não exista essa necessidade – e no entanto, devo confessar isto? – isto foi só porque todas as coisas boas da vida, que de repente vi serem-me inúteis, que eu deu os primeiros passos para a consecução daquela Sabedoria a qual, enquanto apreciando ao máximo a “Festa da


263/317

Vida”, garantiu-me contra o excesso, veneno, ou interrupção por saber que tudo isto é um Sonho, e me deu o Poder de transformar esse sonho à vontade em qualquer forma que aconteça para apelar à minha Inclinação. Permitam-me

resumir,

de

forma

muito sucinta; como usual, meu entusiasmo tem suduzido-me para bordar o meu sábio discurso com Imagens Poéticas!


264/317

Por que você deve estudar e praticar magia? Porque você não pode deixar de fazer isto, e é melhor fazer isto bem do que mal. Voce está em terreno arenoso, quer você goste ou não; por que continuar superando seu movimento, cortando seu Brassie [Um dos vários modelos de taco de golf], afofando seu Niblick [Taco de golf], puxando o seu Iron, encaixando seu Mashie e não estando acima com seu Putt – que é 6, e você não está


265/317

autorizada a pegar. É muito longe para o 19º, e o céu de tempestade ameaça antes da noite iminente. [Todos estes temos foram mantidos em inglês, porque aqui A.C. faz um comparação usando termos técnicos do jogo de golfe]. Amor é a lei, amor sob vontade. Fraternalmente, 666


266/317

Notas *

N ± N = Dois ou Nada; um é o pro-

cesso Mágico, o outro o Místico. Você vai ouvir muito sobre isso um dia! [Nota de Crowley ou Germer, muito provavelmente de Germer.] Origem da tradução Traduzido por Frater P.G.


Capítulo III: Hieróglifos: Vida e Linguagem Necessariamente Simbólicos Cara Soror, Faze o que tu queres há de ser tudo da Lei. Muito natural, a irritação em seu passado! Você escreve: –


268/317

“Mas por quê? Por que todo esse simbolismo elaborado? Por que não dizer diretamente o que você quer dizer? Certamente o assunto é bastante difícil em qualquer caso – você deve colocar uma máscara para fazer isto claro? Eu conheço você bem o suficiente até agora para ter certeza de que você não vai me enrolar com um Pênis-Santo sobre qualquer besteira, sobre o inefável, sobre a linguagem humana ser insuficiente

para

revelar

tais


269/317

mistérios, sobre a necessidade de construir uma nova linguagem para explicar um novo sistema de pensamento, é claro que eu sei que isto tinha de ser feito no caso da química, da matemática superior, aliás, de quase todos os assuntos técnicos; mas eu sinto que você tem alguma outra, alguma explicação mais profunda em reserva. “Afinal, muito do que eu estou procurando aprender com você tem sido familiar a muitas das grandes mentes


270/317

da humanidade por muitos séculos. Na verdade, a Cabala é uma linguagem especial, e que é velha o suficiente; não há muito material novo para ajustar dentro daquela estrutura. Mas por que, em primeiro lugar, recorrer a este jargão simbólico?” Você colocou muito bem, e quando penso nisso, sinto-me longe da certeza de que a explicação que eu estou a ponto de infligir irá satisfazê-la, ou mesmo se ela reterá a água! Em


271/317

último caso, terei que manter o que estamos justificados pela experiência, pelo sucesso empírico na comunicação do pensamento que tem atendido, e continua a atender, os nossos esforços. Mas para dar uma resposta completa, vou ter que voltar ao começo, e reafirmar o problema original, e peço que você não vá pensar que estou fugindo da pergunta, ou adotando o método irlandês de respondê-la com


272/317

outra, embora eu saiba que pode soar como se eu fosse. Deixe-me definir por fora reinteirando nosso problema original, o que nós queremos é a Verdade, queremos uma abordagem ainda mais próxima da realidade, e queremos descobrir e discutir os meios adequados para alcançar este objeto. Muito bom, vamos começar pela mais simples de todas as possíveis questões


273/317

– e a mais difícil – “O Que é o nada?” “O que nós sabemos?” e outras perguntas

que

brotam

naturalmente

destas. Eu vejo uma árvore. Eu a ouço – farfalhando ou rangendo com o vento. Eu a toco – duro. Eu a cheiro – acre. Eu a provo – amargo.


274/317

Agora todas as informações dadas por estes cinco sentidos tem que ser colocadas juntas, embora nem dois concordem em qualquer sorte de caminho. A lógica pela qual construímos a nossa ideia complexa de uma árvore tem mais buracos do que uma esponja. [Leiam “O ABC da Relatividade”, de B. Russell, para mais informações sobre a grande falha do conhecimento


275/317

científico é ser baseado apenas nos sentidos!] Mas isso é saltar muito à frente: nós temos primeiro que analisar a única e simples impressão. “Eu vejo uma árvore”. Este fenômeno é o que é chamado de “ponto-evento”. É a união dos dois, o vidente e o visto. É único e simples, porém nós não podemos conceber um deles como algo diferente de complexo. E o Ponto-Evento nada diz sobre um dos dois; tanto Herbert


276/317

Spencer quanto Deus sabem quantos outros têm mostrado, incognoscível; ele representa a si mesmo, isolado e distante. Isto tem acontecido; isto é a inegável Realidade. Contudo, não podemos confirmá-la, pois ela nunca pode voltar a acontecer precisamente da mesma forma. O que é ainda mais desconcertante é que, uma vez que leva tempo para o olho transmitir uma sensação à consciência (isto pode alterar

em

1000

maneiras

no


277/317

processo!) tudo o que realmente existe é uma lembrança do PontoEvento. Não o Ponto-Evento em si. Qual é então essa Realidade de que estamos tão seguros? Obviamente, não tem um nome, uma vez que isso nunca aconteceu antes, ou pode acontecer de novo! Para discutir isto no todo, temos de inventar um nome, e esse nome (como todos os nomes) pode eventualmente não ser nada mais do que um símbolo.


278/317

Mesmo assim, como tantas vezes apontado, tudo que fazemos é “registrar o comportamento dos nossos instrumentos”. Também não estaremos muito melhores quando tivermos feito isso;

pois

o

referenciando-se

a

nosso

símbolo,

um

fenômeno

único em si mesmo, e não para ser apreendido por outro, pode não significar nada para os vizinhos. O que acontece, claro, é que Pontos-Eventos semelhantes, embora não idênticos,


279/317

acontecem a muitos de nós, e assim somos capazes de construir uma linguagem simbólica. Minha memória da misteriosa Realidade assemelha-se o suficiente para induzir-nos a concordar

que

ambos

pertencem

à

mesma classe. Mas deixe-me além disso pedir a você que reflita sobre a formação da própria linguagem. Exceto no caso de onomatopéias e alguns outros, não há conexão lógica entre uma coisa e o


280/317

som de nosso nome para ela. “Bowwow” é um nome mais racional do que “cachorro”, que é uma mera convenção acordada pelo Português, enquanto outras nações preferem chien, hund, cana, kalb kutta, e assim por diante. Todos os símbolos, veja, minha querida criança, não são bons para seu retrocesso! Mas

não

pára

por

aí.

Quando

tentamos transmitir o pensamento por escrito, somos obrigados a sentar-


281/317

nos solidamente, e construir uma santa Cabala do nada. Por que uma curva aberta para a direita, o som como o oceano, aberto na parte superior, como você? E todas essas letras arbitrárias e simbólicas são combinadas apenas como dispositivos simbólicos e arbitrários para assumir significados convencionais, e estas palavras combinaram novamente em frases por

um

despodico.

processo

nao

menos


282/317

E depois a sabedoria popular quer saber como é que pode haver erro e mal-entendidos na transmissão de pensamentos de uma pessoa para outra! Em vez de considerá-la como uma

intervenção

miraculosa

da

Providência, quando até mesmo uma das mais simples ideias “atravessa”. Agora então, sendo assim, isto é evidentemente bom senso para a construção de um alfabeto próprio, com uma definição própria muito precisa,


283/317

a fim de lidar com um tema abstruso e técnico como a Magick. As palavras “ordinárias” como Deus, eu, alma, espírito e o restante que têm sido usadas por muitos milhares de vezes de tantas mil maneiras, geralmente por escritores que não sabiam ou não se importavam com a necessidade de definição, que usá-las no dia-a-dia em qualquer ensaio científico é quase ridículo.


284/317

Isso é tudo, por agora, irmã; não mais do seu cavilante, por favor; sente-se quieta com o seu 777, e consiga isso pelo coração! Amor é a lei, amor sob vontade. Fraternalmente, 666 Origem da tradução Traduzido por Frater P.G.


Capítulo IV: Cabala: o Melhor Treinamento para a Memória Cara Soror, Faze o que tu queres há de ser tudo da Lei. Agora você deve aprender Cabala. Aprenda este Alfabeto de Magick. Você deve tomá-lo em confiança, como uma criança que faz o seu próprio alfabeto. Ninguém nunca


286/317

descobriu o motivo da ordem das letras ser assim. Provavelmente não há qualquer resposta. Se você soubesse o que estou enfrentando no Yi King! A ordem dos sessenta e quatro hexagramas. Estou convencido de que isto é extremamente significativo, que isto implica em um sublime sistema de filosofia. Eu tenho agora o suficiente para ter absoluta certeza de que há um ritmo necessário; e isso está me matando


287/317

por milímetros, encontrando por que cada par sucede o anterior. Perdoe essas lágrimas! Mas o nosso alfabeto mágico não é primariamente as letras, mas figuras, não sons, mas ideias matemáticas. Sir Humphrey Davy, que saindo de sua famosa iluminação (que ele entrou com alguma ajuda do Óxido Nitroso) exclamou: O Universo é composto apenas de ideias. Nós, analisando isso


288/317

um pouco, diremos: O Universo é uma expressão matemática. Sir James Jeans poderia ter dito isso, apenas o seu banqueiro aconselhou-o a ganhar dinheiro com Deus. A forma mais simples dessa expressão é 0 = 2, em outro lugar expôs isso detalhadamente. Este 2 em si pode-se expressar em um número infinitamente grande de formas. Todos os números primos, incluindo alguns que não na série de “números naturais”, é um indivíduo.


289/317

Os outros números, com talvez algumas pequenas exceções (por exemplo, 418) são compostos de seus primos. Cada uma dessas ideias pode ser explicada, investigada e compreendida por

meios

muito

diversos.

Em

primeiro lugar, os números Hebraico, Grego e Árabe também são letras. Em seguida, cada uma dessas letras é ainda descrita por um dos (arbitrariamente

compostos)

Natureza;

os

“elementos

Quatro

(ou

da

Cinco)


290/317

Elementos, dos Sete (ou Dez) Planetas, e os Doze Signos do Zodíaco”. Todas estas são arranjadas em um desenho geométrico composto por dez “Sefiroth” (números) e 22 “caminhos” se juntando a eles; este é chamado de Árvore da Vida. Toda ideia, seja qual for, pode ser e deve ser atribuída a um ou mais destes

símbolos

primários;

assim

verde, em diferentes tons, é uma


291/317

qualidade ou função de Vênus, da Terra, do Mar, de Libra, e outros. Assim também as ideias abstratas; desonestidade significa “um Mercúrio aflito”, generosidade um bom, embora nem sempre forte, Júpiter; e assim por diante. A Árvore da Vida tem que ser aprendida de cor, você deve conhecê-la para trás, para frente, de lado, e de cabeça para baixo, deve tornar-se o fundo automático

de

todos

os

seus


292/317

pensamentos. Você deve manter pendurada tudo o que vem em seu caminho no ramo apropriado [da Árvore da Vida]. Na primeira, claro, tudo isto é terrivelmente confuso, mas persista, e o tempo virá em que todos os pedaços ímpares se ajustam no quebra-cabeça – e você contempla – com que adorante maravilha! – a maravilhosa beleza

e

Cabalístico.

simetria

do

sistema


293/317

E então – o que é uma arma que você vai ter forjado! Qual o poder de analisar, por ordem, para manipular o seu pensamento! E

lembre-se

quando

as

pessoas

cumprimentá-la por sua memória ou clareza do seu pensamento, de dar crédito à Cabala! Isso é bom, parece-me ouvi-la ronronar, parece uma adorável máquina. O


294/317

projeto é apenas elegante; esse alfinete de seu chalé é perfeitamente suave. [Muitas das expressões do cotidiano Inglês não tem muito sentido para nós. Mas foi o que ele escreveu, ou me engano: “that scarf-pin of yours is perfectly sweet”]. Há somente um ponto: como fazer a maldita coisa funcionar? Ah sim, como aquele no Apocalipse, o ferrão esta no seu rabo. [Tail, gíria


295/317

pra

rabo

no

sentido

de

bunda

mesmo]. Honestamente, você não precisa se preocupar;

isto

funciona

sobre

rolimãs, e há sempre aquelas “Treze Fontes de Magnifico Óleo escorrendo pela barba do Macroprosopo” no caso de ranger um pouco no início. Mas sério, toda a matemática que você precisa

é

Multiplicação.

simples

Adição

e


296/317

“É!” Você rudemente responde. “Isso é o que você pensa; mas você não tem começado muito longe na Cabala!” Muito verdadeiro, irmã. O Livro da Lei mesmo insiste no fato de que ele contém uma Cabala que foi além de mim no momento de sua ditação, é além de mim agora, e sempre estará além de mim nesta encarnação. Deixe-me

direcionar

sua

atenção


297/317

espiritual para AL I, 54, I, 56, II, 54-55; II, 76, III, 47. Agora nĂŁo era compreensĂ­vel o suficiente no momento para me assegurar de que o Autor do Livro saiba Cabala pelo menos tanto quanto eu: eu descobri posteriormente mais do que suficiente para tornar certo e sem erro que ele conhecia muitĂ­ssimo mais, e que de uma ordem totalmente superior do que eu sabia e, finalmente, como lampejos de luz e com o tempo e


298/317

o estudo desesperado ter me jogado em muitas outras passagens obscuras, nao deixou nenhuma dúvida em minha mente que de ele é de fato o Cabalista

supremo

de

todos

os

Tempos.... “Eu perguntei-lhe como trabalhar com isso” . Não seja tão rabugenta, ranzinza e impaciente; seu zelo é louvável, mas está


299/317

perdendo o seu próprio tempo por apressar-me. Bem, quando você tiver esse Alfabeto dos Números (em sua forma própria) absolutamente de coração, com tantos conjuntos de atribuições como você pode cometer a memória sem se confundirem, você pode tentar alguns exercícios fáceis, começando com o passado.


300/317

(“Como muitos conjuntos de atribuições?” – Bem, certamente, os alfabetos Hebraico e Grego com os nomes e números de cada letra, e seu significado: um par de listas dos nomes de Deus, com uma ideia clara do caráter, qualidades, funções e importância de cada um; a “Escala-Rei” da cor, todas as atribuições do Tarô, é claro; em seguida, animais, plantas, drogas, perfumes, uma lista ou duas de arcanjos, anjos, inteligências e


301/317

espíritos – que deve ser suficiente para começar.) Agora você está armada! Pergunte-se: porque

é

que

a

influência

de

Tiphareth transmitida a Yesod pelo Caminho de Samekh, uma cerca, 60, Sagitário, o Arqueiro, Arte, azul – e assim por diante; mas para Hod pelo Caminho de Ayin, um olho, 70, Capricórnio, o Bode, o Diabo, Índigo, K.T.L.


302/317

Treze é o número de Achad [dx'a], Unidade [Na verdade “unidade” é um desdobramento

da

interpretação

dada. A pronuncia é ech_d e seus significados

LITERAIS

são

Um

(o

número cardinal) e Alguém] e Ahebah [hb'h]a; - pronuncia-se: ahavah], o Amor, então que palavra deve surgir quando expandi-la pela Díade Criativa, e obter 26; que quando você multiplica isso por 4, e tem 52? Então,


303/317

suponha que o pentagrama fique ocupado, 13 x 5 = 65, e depois? [Em breve teremos disponível um excelente curso de Língua Hebraica com material didático e áudio, que será de grande auxilio para se entender um pouco mais do assunto. Crowley usava muito as palavras em cheio, ou seja, mais seu valor numérico do que sua pronuncia que importa, e para tal não se usa os massoretes e demais traços e pontinhos embaixo de cada letra


304/317

Hebraica, o que muda, as vezes, em muito o som de uma mesma palavra. Em resumo, como isso não faz diferença na Cabala, Crowley busco facilitar as coisas. Então, a divergência não é por erro ou ignorância, mas sim por simplificar as coisas e usar somente o que é necessário. Mas para tal, o logico é que se aprenda o mínimo para depois sim poder purgar o que realmente pode não precisar.]


305/317

Agora você não se atreva a se voltar rastejando até mim para as respostas; trabalhe isto você mesma sobre que sorte de palavras que deveriam ser, e então cheque seu resultado, olhando por cima daqueles números no Sepher Sephiroth: O Equinócio Vol. I, n º 8, Suplemento. Quando

você

é

uma

verdadeira

Adepta em todos estes bem conhecidos cálculos “prepare-se para


306/317

entrar Imensurável Região” e cavar o desconhecido. Você

deveconstruira

suaprópriaCabala! Ninguém pode fazer isso por você. Qual é o seu próprio número de verdade? Você deve encontrá-lo e proválo ser correto. No decorrer de alguns anos, você deveria ter construído a si mesma um Palácio de Inefável Glória, um Jardim de Indescritível Deleite.


307/317

Nem Tempo nem Fatalidade pode domar aquelas torres tranquilas, os Minaretes da Música, ou devanescerse um florescer nessas avenidas do Perfume! Humpf! Desagradável para mim: Mas que acabou preso a mim que poderia ser tão bom se você fizer uma Sepher Sephiroth de você mesma! O que é positivamente uma coisa bestial para sugerir! No entanto, eu sugerirei isto.


308/317

Depois de tudo, é bastante simples. Cada palavra que você se deparar, acima some-a, abaixo desmembre e confronte aquele número em um livro destinado a esse fim. [Analise a palavra cabalisticamente] Isso pode parecer entediante e bobo; por que você deve fazer novamente todo o trabalho que já fiz por você? Razão: simples. Fazendo isso vai te ensinar Cabala como nada mais poderia. Além disso, você não vai ficar toda confusa com as


309/317

palavras que não significam nada para você, e se acontecer de você querer uma palavra para explicar um número específico, você pode procurá-la em meu Sepher Sephiroth. Por esse método, também, você pode encontrar uma rica veia de palavras suas mesma que eu tenho absolutamente evitado. Sem dúvida, um Verdadeiro Grande Professor teria dito: “Acautele-se! Use


310/317

meu Dicionário, e apenas o meu! Todas os outros são falsos!” Mas então eu

não

sou

um

R.G.T.

desse

tipo[R.G.T. Really Great Teacher – para manter o trocadilho do original em inglês]. Para começar, é claro, você deve colocar as palavras que são obrigadas a entrar em seu caminho em qualquer caso: números como 11, 13, 31, 37, e seus múltiplos, os nomes de Deus e os anjos principais; os nomes planetários


311/317

e geomânticos, e seu próprio nome privado e particular com suas derivações. Depois, deixe que o seu trabalho sobre o Plano Astral guie-la. Ao investigar o nome e outras palavras comunicadas a você através de seres que você encontra lá, ou invoca, muitos mais virão em suas conexões apropriadas. Muito em breve você terá um pequeno

e

agradável

Sepher

Sephiroth pessoal [de sua própria


312/317

confecção]. Lembre-se por fim, acima de tudo, a coerência. Isto é uma prática excelente, mas o caminho, para fazer alguns cálculos mentais na sua caminhada, adquirir o hábito de somar todos os nomes que vier a você através de sua leitura matinal. Nietzsche observou bem que os melhores pensamentos vêm caminhando; e isso aconteceu comigo, mais de uma ou duas vezes, em que as correspondências realmente importante


313/317

tem

vindo,

como

uma

lanterna,

quando eu estava forrando o velho casco[colocando os sapatos]. Você deve ter notado que nesta curta exposição eu limitei-me a Gematria, a relação direta entre número e palavra, omitindo

qualquer

referência

ao

Notariqon, a maldita arte de fazer palavras fora de sua ordem inicial, como (na vida profana) a Wren e a Gestapo e

sua

horrível

ninhada,

ou

ao

Temurah, a arte de alterar a posição


314/317

das letras em uma palavra1, uma espécie de cifra; pois estas são quase sempre frivolas. Para a base de qualquer cálculo sério eles seriam um absurdo. Amor é a lei, amor sob vontade. Fraternalmente, 666 P.S. Você deve estudar O Equinocio Vol. I, Nº 5, “O Templo de Salomão, o


315/317

Rei”

para

uma

exposição

mais

elaborada da Cabala. 1

Temurah é mais normalmente en-

tendido como uma forma cifrada de substituição de letra ao invés de formação de anagramas como Crowley parece sugerir aqui; historicamente parece que estas aplicações foram tanto

no

mundana

campo como

da na

criptografia exegese

cabalística. Por exemplo, a cifra Viginaire, inquebrável há alguns séculos,


316/317

usou uma versão Latina da Cabalística (assim chamada) “Correta Tabela de Permutações” – T.S. [Comentário do editor da versão em inglês]. Origem da tradução Traduzido por Frater P.G.


@Created by PDF to ePub

Magick sem lágrimas